One Piece RPG
First Chronicle XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Em busca da resistência
First Chronicle Emptypor PepePepi Hoje à(s) 03:11

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
First Chronicle Emptypor GM.Thomas Hoje à(s) 01:37

» Xeque - Mate - Parte 1
First Chronicle Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 01:14

» A inconsistência do Mágico
First Chronicle Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 00:49

» Hey Ya!
First Chronicle Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:50

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
First Chronicle Emptypor gmasterX Ontem à(s) 22:51

» Livro Um: Graduação
First Chronicle Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 22:48

» A Ascensão da Justiça!
First Chronicle Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:46

» Ato I - Antes da tempestade
First Chronicle Emptypor Razard Ontem à(s) 22:43

» Right Punch, Left Punch!
First Chronicle Emptypor Razard Ontem à(s) 22:43

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
First Chronicle Emptypor Razard Ontem à(s) 22:42

» Hizumy Mizushiro Mayan
First Chronicle Emptypor Mizushiro Hizumy Ontem à(s) 22:36

» X - Some Kind Of Monster
First Chronicle Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:11

» Takamoto Lisandro
First Chronicle Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:44

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
First Chronicle Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 21:09

» Alipheese Fateburn
First Chronicle Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:02

» Alejandro Alacran
First Chronicle Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 20:12

» Wu-HA!
First Chronicle Emptypor Oni Ontem à(s) 16:47

» Making Wonderful Land a Real Wonder
First Chronicle Emptypor Achiles Ontem à(s) 16:38

» [Mini-Saitoshiba] A Aventura está apenas começando
First Chronicle Emptypor Saitoshiba Ontem à(s) 15:45



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 First Chronicle

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : First Chronicle 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

First Chronicle Empty
MensagemAssunto: First Chronicle   First Chronicle EmptyTer 19 Jan 2016, 16:41

First Chronicle

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Anelise Silverburgh. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle EmptyQui 21 Jan 2016, 21:00




A imagem de seus pais repetia em sua mente como um disco emperrado. Em nenhum momento de sua vida imaginou que um dia realmente chegaria a saber quem eles eram. É claro que, como toda pequena princesa órfã, frequentemente se via vislumbrando o dia em que seu pai chegaria montado em um cavalo branco dizendo que a perdeu quando criança. Que teria uma mãe amorosa a qual faria de tudo para recuperar o tempo perdido. Um desejo imaturo de um mundo perfeito - como seria se... Frequentemente se perguntava isso. Se estivesse com seus pais, se os reencontrasse, se eles a reconheceriam, se... E muitas de suas perguntas foram respondidas e deixaram seu mundo de cabeça para baixo. E para melhorar, Amethyst fez questão de desaparecer antes do vídeo passar. "Ruiva idiota!"

Deixou alguns dias transcorrerem antes de tomar a decisão de sair para o mundo e viver, para variar. As decisões tomadas em um estado emocional abalado geralmente não eram muito inteligentes. Sabia muito bem dos perigos que permeavam qualquer aventureiro, especialmente uma jovem inexperiente e incapaz de não chamar atenção. Fez um plano mental, que tentaria seguir da melhor maneira que conseguisse. "Se meus pais tem inimigos, não posso sair anunciando minha identidade. Tenho que ir para a Grande Rota da forma mais segura possível e aproveitar esses momentos pra ficar mais forte..." Suas habilidades artísticas sempre foram algo que a destoavam [s]mais ainda[/s] da população comum, não era uma má ideia se tornar uma cantora, ou algo parecido. Teria que fazer turnês pelos mares e ainda teria proteção de sobra.

- Bem, vou fazendo as coisas a medida que forem acontecendo... - Dava de ombros e se espreguiçava. Não tinha porque ficar planejando o futuro distante se mal era capaz de determinar o que acontecia naquele momento. Estava em uma pequena ilha em um dos cantos do South Blue. Não era um bom local para iniciar uma carreira. Tinha que chegar logo em Baterilla, adquirir sua fama explosiva e conquistar o mundo! Se fosse possível, tomaria um banho e se arrumaria - era a última vez que entraria naquela casa, de uma forma ou de outra. Vestindo uma calça de couro vinho, realçando bastante suas curvas. Uma blusa de alça branca, com uma nota musical escarlate na frente, com um decote grande o suficiente para fazer os olhares manterem-se fixos, sem ser grande o suficiente para parecer vulgar. Sem falar do par de asas expostos em suas costas.

Começaria a cantarolar notas rítmicas sem lírica, imitando o som de pássaros, dando passos medidos e lentos em direção ao seu futuro. Rebolava naturalmente, exalando um ar sedutor difícil de resistir. Por mais chamativa que fosse, não era vulgar. Parecia mais uma Deusa inalcançável do que uma prostituta a ser usufruída. Estava sozinha e agora era hora de depender apenas de si mesma para atingir seus objetivos. E o primeiro deles era ir para Baterilla o quanto antes. Se soubesse onde era o porto, ou a estação de Zepellin, iria direto para lá. Caso contrário pararia para pedir por informações para alguma pessoa que parecesse amigável, de preferência do sexo feminino. Quem sabe não seria alguém que ela conhecesse, depois de tantos anos morando em Centaurea Island... - Oi, tudo bem? - Daria um pequeno sorriso, sua voz era aveludada e soava como um hino dos céus. - Pode me dizer onde fica o porto? Preciso ir para Baterilla... - Conseguindo a informação, ou não, agradeceria com um movimento com a cabeça. Repetiria a pergunta mais algumas vezes caso não obtivesse a resposta. De outra forma, iria para a direção apontada.

Caso conseguisse chegar no porto com sucesso, buscaria um navio de comerciantes, ou até mesmo um dos oficiais da marinha - ainda não era inimiga declarada de ninguém, precisava usufruir desse tipo de regalia enquanto fosse possível. Antes de se aproximar de alguém, observaria a movimentação para saber quem eram o chefes. "Melhor pensar um pouco antes de sair conversando com as pessoas... A primeira chance geralmente é a melhor." Tentaria não chamar atenção [s]como se isso fosse possível[/s] ao sentar em um banco ou encostar em uma parede por alguns minutos enquanto apenas analisaria o próximo passo. Para então decidir o que fazer.




Citação :
Objetivos:
- Ir logo para Baterilla e então para a Grand Line ao fim de 7 páginas
- Iniciar aprendizado das vantagens: Ambidestria e Temperamento Calmo
- Iniciar aquisição de vantagem Boa Fama por ser uma artista
- Aprender as perícias: Sedução e Dança
- Se tornar uma popstar *-*

A personagem não é focada em combate, mas se tiver combates, tá bom também! <3

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle EmptySeg 25 Jan 2016, 00:12

Várias nuvens cobriam o céu. Eram escuras, dando a impressão de que era bem mais tarde do que realmente era. Era só mais uma tarde comum naquela ilha. Naquele momento não estava nevando, mas era possível se ver neve amontoada em cima de telhados e em algumas ruas. A ilha não estava muito movimentada, só alguns estavam nas ruas. Quase ninguém usava blusas nem nada assim, no máximo camisetas de mangas compridas.

Mas a aventura da senhorita Anelise não começava nas ruas e sim na sua casa, onde por vários anos viveu com aquela que até considerou sua irmã, Amethyst. Dias haviam se passado desde que viu aquele vídeo revelador, algo que abalou totalmente seu mundinho. Decidiu então que iria atrás de seus pais. Agora estava totalmente sozinha no mundo. Todas as suas decisões iriam influenciar no seu futuro e agora não teria ninguém para ajudá-la a decidir.

Foram 17 anos naquela ilha. Conhecia aquele local bem o suficiente para não se perder. Saindo de sua casa, se dirigia ao porto. Era um longa caminhada. A cidade era cercada por um lago, por onde não se passavam navios. Barcos simples não aguentariam a viagem até outra ilha. Passava por uma ponte velha de madeira que conectava a ilha a floresta. Andava por cerca de uma hora e meia cantarolando uma música sem letra. Os pássaros, brancos em sua maioria, faziam sons que pareciam harmonizar perfeitamente com aquilo que ela entoava.

Cerca de uma hora e meia depois, ela chegava ao porto, que nada mais era do que a praia no litoral da ilha a sudeste com algumas árvores por perto.

Haviam três navios ali. Dois de tamanho mediano, não tinham nada que chamasse muita atenção. Em um haviam homens que, obedecendo o comando de uma garota de cabelos avermelhados, quase iguais aos de Amethyst, carregavam algumas coisas para dentro. No outro não tinha ninguém, parecia abandonado. O terceiro navio era um pouco maior que os outros dois. Tinham detalhes azuis e brancos. Sim, era um navio da marinha. Vários homens, soldados, olhavam enquanto a carga do navio da ruiva era levada para dentro. Estariam fazendo a guarda? O que tinha de tão importante ali?

Agora cabia a moça decidir o que iria fazer.

Spoiler:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle EmptySeg 25 Jan 2016, 15:39




Seu corpo tremia por um momento devido ao frio. "Sair de alcinha na neve... Realmente não foi uma boa ideia!" Boatava a língua pra fora em um movimento de auto-depreciação. Morou ali a vida toda e já deveria estar acostumada a sair agasalhada. Depois de caminhar por tanto tempo, finalmente chegava ao porto e se deparava com três navios. - Suspeito... - Contraía as sobrancelhas por um momento, para logo depois retornar ao seu estado contemplativo e distraído de antes. Ver soldados guardando uma carga a ser transportada em outro navio só significava que, não apenas ela, provavelmente outras pessoas também perceberiam aquilo. Quem sabe que tipo de problemas não iriam enfrentar nessa jornada.

Por um momento, um brilho intenso podia ser visto vindo da jovem. A curiosidade. O desejo de saber o que estava sendo tão fortemente guardado nas caixas. A adrenalina de poderem ser atacados em alto-mar! O perigo iminente! "Preciso entrar naquele navio!!" Respirava fundo, quase sufocada pela ideia de largar tudo para trás, e esforçava-se para manter a tranquilidade. "Não sei nada sobre eles... Mas se a marinha está supervisionando isso... Talvez eu possa usar o senso de justiça deles? Não parece ser uma má ideia..." Dava um sorriso perverso que logo desaparecia do seu rosto, dando vazão para uma expressão que beirava ao desespero.

Com passos apressados, mas não necessariamente agressivos, se aproximava da ruiva que parecia comandar toda a operação. - O-oi, com licença! - A voz melodiosa de Anne estava permeada de um tom peculiar, como se estivesse frente à vida ou morte. Fazia questão de se aproximar pela lateral, para que ela não prestasse atenção nela antes que já estivesse ali. E assim que começasse a falar, abaixaria o tronco em uma saudação respeitosa. Aos poucos ergueria o corpo, e deixaria seus olhos do estilo "gatinho do Shrek" encontrarem os da ruiva por um momento, antes de desviar o olhar como se ela mesma fosse uma civil desamparada.

Hesitava propositalmente por um momento antes de continuar a falar. - Por acaso vocês estão indo para Baterilla?? Meus avós estavam viajando para lá há alguns dias e ouvi dizer que navios estão sendo atacados por piratas! E que o navio deles foi um deles!! - As lágrimas começavam a surgir em seus olhos e voltava a olhar para a ruiva. As palavras de Anne saiam um tanto quanto altas para que quem estivesse ao redor escutasse. O efeito da pressão social sobre uma pessoa é algo assustadora. Se fizesse os que estivessem ao redor se compadecerem com a sua história, ela não poderia ser recusada. - E-eu preciso muito ir pra lá, posso ir com vocês? Ainda não tive nenhum contato deles nos últimos dias e estou muito preocupada!! Qualquer ilha mais próxima também serve! E-eu posso ajudar na cozinha ou... Se tiverem algum instrumento musical eu posso tocar, ou até cantar! Eu juro que tento ajudar da melhor forma possível... - Aguardaria ansiosa a resposta da jovem. Se desse errado, teria que dispor da arma secreta mais potente que tinha à disposição. Lágrimas começariam a escorrer de seus olhos copiosamente, enquanto suas pernas perderiam as forças até se abaixar no chão, segurando nas roupas da moça, suplicando que a levasse junto.



Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle EmptyTer 26 Jan 2016, 00:05

Ao se aproximar, percebia-se roupas também da marinha na ruiva. Seria ela realmente dona do navio menor ou também faria parte da escolta? Sua camisa não tinha o símbolo da marinha nas costas e sim sobre o peito esquerdo. Usava uma saia azul marinho. Não tinha chapéu, diferente dos outros soldados que ali estavam.

- O-oi, com licença! - A ruiva se virava, deparando-se com uma moça de asas com o tronco abaixado. Conforme ela ia se levantando, os outros soldados e os carregadores voltavam sua atenção para ela também. Todos pareciam surpreendidos com a beleza angelical daquela garota.

Os olhos verdes penetrantes e frios da mulher de cabelos avermelhados ficava fixo nos de Anne. Possuía pele clara e boca rosada. Magra, mas com seios voluptuosos. Carregava, preso em um cinto na cintura, uma katana.

- Por acaso vocês estão indo para Baterilla?? Meus avós estavam viajando para lá há alguns dias e ouvi dizer que navios estão sendo atacados por piratas! E que o navio deles foi um deles!! E-eu preciso muito ir pra lá, posso ir com vocês? Ainda não tive nenhum contato deles nos últimos dias e estou muito preocupada!! Qualquer ilha mais próxima também serve! E-eu posso ajudar na cozinha ou... Se tiverem algum instrumento musical eu posso tocar, ou até cantar! Eu juro que tento ajudar da melhor forma possível...

Os homens ao redor pareciam hipnotizados. Não se sabe se eles só estavam apreciando a beleza da garota ou se estavam ouvindo sua história. A ruiva abria a boca, com um suspiro, visível, pois o encontro do ar expelido com o ar gelado do ambiente causava uma fumaça. Ela massageava as têmporas. Parecia ter sido um dia bem estressante. Havia silêncio por alguns instantes. A mulher encarava a jovem. Seus olhos pareciam estar penetrando até a alma de Anne. Lágrimas começavam a brotar nos olhos da bela jovem. A ruiva fechava os olhos, soltando outro longo suspiro e passando a mão direita por seus cabelos. Dizia com certa frieza na voz:

-Tá, você pode ir com a gente. Eu vou nesse navio menor, e a senhorita vem comigo nele. Não que eu não confie, mas temos algumas...-Ela fazia uma pausa. Aparentemente, não confiava na garota. Haviam suspeitas de um grupo revolucionário controlando aquela ilha, mas nenhuma prova, e a ruiva queria evitar qualquer problema no caminho (Como por exemplo, uma intrusa que atrapalharia totalmente a viagem).-...Suspeitas... E acho que é melhor eu ficar de olho em você. Pode ser?

Caso a garota decidisse se juntar ao grupo, perceberia que um último homem trazia uma caixa e levava para dentro do barco. Não era possível saber o conteúdo, mas era uma caixa de madeira que não parecia muito velha ou pesada. Todos os soldados e carregadores começariam a entrar nos navios (Os soldados no navio grande e a ruiva com os carregadores no navio menor).

-Estamos indo, entre logo.

Spoiler:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle EmptyTer 26 Jan 2016, 00:41




Ver a ruiva hesitando fazia Anne se contorcer um pouco internamente. Claro, não poderia deixar nada transparecer em sua atuação. "Será que fiz algo de errado? Ou exagerei... Ugh! Agora já- Ah!" A demora da moça em concordar finalmente terminava quando o 'você pode ir com a gente' eram pronunciados. A reação de Elise era a mais espontânea possível, um sorriso estonteante, como se milhares de flores desabrochassem simultaneamente diante de todas aquelas pessoas. Em um movimento que parecia praticamente irracional - e mais intencional, impossível - a jovem saltava na direção da marinheira na tentativa de dar um abraço apertado e afogar seu rosto no ombro da jovem. Sequer deixaria ela terminar de falar, enquanto balançaria a cabeça veementemente, até mesmo interrompendo a marinheira se fosse possível. - O-obrigada! Brigada! E-eu juro que-que não vou atrapalhar! Eu só estou muito preocupada com meus avós!

Depois de uma conversa breve, passaria o dorso das mãos nos olhos com um sorriso bobo estampado no rosto. Fazia um movimento de 'sim' com a cabeça, como um filhote de gato obediente. Só que seus pensamentos estavam em uma sintonia completamente diferente. "Que máximo! Talvez tenha um ataque de revolucionários no navio! Hyahaha! Finalmente vou ver um pouco de ação! Aquela idiota da Amethyst não me deixava arrumar problemas nenhum! Humpf!" Passava os olhos rapidamente sobre a carga extremamente suspeita que estava sendo carregada. "Nãão é problema meu!!" É claro que a curiosidade interna ressoava em todos os cantos de seu ser, mas sabia muito bem até onde suas capacidades iam e estava longe - bem longe - de conseguir se virar sozinha nesse mundo perigoso. Era melhor levar as coisas lentamente, uma coisa de cada vez. Ou não. Se tivesse uma oportunidade, iria aproveitar para satisfazer sua curiosidade imatura. - Sim senhora! - Ao escutar que era para entrar logo no navio, falaria tentando bater uma continência desajeitada e pareceria um tanto quanto boba, mas vindo dela, não pareceria um insulto. Enquanto subia no navio, não conseguia se conter e começava a cantar uma das músicas que criou anos atrás.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Take my hand, I'll teach you to dance
I'll spin you around, won't let you fall down
Would you let me lead, you can step on my feet
Give it a try, it'll be alright

The room's hush, hush
And now's our moment
Take it in feel it all and hold it
Eyes on you, eyes on me
We're doing this right

Cause lovers dance when they're feeling in love
Spotlight shinning, it's all about us
It's oh, oh, oh, oh, all about uh, uh, uh, uh, us
And every heart in the room will melt
This is a feeling I've never felt but
It's oh, oh, all about us

Suddenly, I'm feeling brave
I don't know what's got into me
Why I feel this way
Can we dance, real slow?
Can I hold you
Can I hold you close?

The room's hush, hush
And now's our moment
Take it in feel it all and hold it
Eyes on you, eyes on me
We're doing this right

Cause lovers dance when they're feeling in love
Spotlight shinning, it's all about us
It's oh, oh, oh, oh, all about uh, uh, uh, uh, us
And every heart in the room will melt
This is a feeling I've never felt but
It's oh, oh, all about us


Ao terminar de cantar, perguntaria para a moça da marinha que parecia a comandante daquele grupo. - Vocês tem algum instrumento aqui? Um piano, flauta transversa, violino... Qualquer coisa... - Alisava os cabelos com a mão direita, retirando um pouco dos fios úmidos que balançavam no rosto com o vento. Seu nariz esbelto e as maçãs do rosto estavam avermelhados devido ao frio, misturado com a atitude um tanto quanto imatura e jovial, dava uma aparência ainda mais irresistível para a jovem. Como um bichinho a ser protegido. - Ah..haha... - Com uma risada sem graça para quebrar a ideia de que aquela frase teria sido arrogante e transformar justamente no contrário. - Passei a vida toda aprendendo música, então é basicamente a única coisa que sei fazer! No mínimo eu posso ajudar que a viagem não seja chata!! - Erguia o indicador e o dedo médio, fazendo um 'V' desajeitado. Depois dali, iria seguir a moça, ou quem quer que ela designasse para mostrar à Anne as dependências do navio, ou onde ela fosse ficar. E quem sabe descobrisse algum instrumento, até algo improvisado, para que a festa começasse!



Citação :
Hahaha! Rapaz, só tem 2 coisas que me incomodam em uma narração... Inconsistência no que está sendo escrito e português ruim... Você não só não tem nenhum dos dois, como é muito bem consistente na linha de raciocínio e seu português é ótimo. Então eu realmente só tenho a agradecer em pegar um narrador tão bom!

Se tiver alguma dica ou alguma coisa que esteja incomodando ou ache que seja melhor alterar, pode falar que eu mudo sem problemas! :)

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle EmptyTer 26 Jan 2016, 14:10

A ruiva ficava surpresa com a reação de Anne. Não tinha reação além de empurrá-la, não muito forte pois não queria machucar a moça, para longe de si. Ficava calada, mas um pouco corada, sua pele branca como a neve não conseguia disfarçar. Virava-se e entrava no navio, sendo seguida pela jovem.

Anne começava a cantar. Os homens dentro do navio ouviam sua linda voz e encantados ficavam. Pareciam em transe, não tirando suas atenções da jovem. A única que parecia não estar ligando muito para a cantoria era a mulher de cabelos avermelhados.


- Vocês tem algum instrumento aqui? Um piano, flauta transversa, violino... Qualquer coisa... Ah..haha... Passei a vida toda aprendendo música, então é basicamente a única coisa que sei fazer! No mínimo eu posso ajudar que a viagem não seja chata!!

-Temos alguns violinos. Depois mandarei alguém levar aos seus aposentos. - A ruiva estava a frente de Anne e não se virava para dar a resposta.

Quando entravam no interior do navio, ao fim do primeiro lance de escadas, chegavam em uma parte onde ficavam várias mesas e cadeiras, não muito chiques. Estavam parafusadas ao chão para não acabar indo de um lado para o outro durante a viagem e estavam a uma distância em que qualquer um poderia se sentar e comer sem problemas. Ao fundo tinha um balcão. Atrás dele tinha uma parede com porta que levava a cozinha. Na direita tinha um buraco, que se aproximando, via-se que tinha outra escada. Ao fim dessa, haviam várias portas. A ruiva levava a jovem até uma delas. Era o seu quarto. Uma cama bem simples, com lençol branco e travesseiro com fronha da mesma cor. Havia uma pequena estante ao lado esquerdo da cama com alguns cobertores por cima. Tinha também uma janelinha redonda no lado oposto ao da porta e, vendo através dela, percebia-se que o "andar" onde elas estavam ainda não estava abaixo do mar.

-Fique aqui. Logo mandarei alguém trazer o instrumento que você pediu e na hora do almoço lhe chamarão. - A ruiva saía do quarto, deixando a moça sozinha por algum tempo.

Cerca de meia hora depois, alguém batia na porta e entrava com calma, entregando um violino e seu arco. Era um rapaz com roupas comuns da marinha, pele bronzeada, cabelos negros que podiam ser vistos por baixo do chapéu. Ele dava um singelo sorriso. Por algum motivo, parecia alguém conhecido. Ele saía logo depois de entregar o ítem.

Spoiler:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle EmptyTer 26 Jan 2016, 15:11




A reação da capitã tirava um sorriso malicioso de Anne. Se tinha algo que ela gostava de fazer era provocar pessoas tímidas em situações constrangedoras. "Quem diria, eu não imaginava que um navio da marinha teria instrumentos... Pelo menos o tempo vai passar rápido! Não vai ser aquele tééédio eterno que eu pensava." Seguia a moça com um sorriso divertido no rosto. A marinheira realmente não seguia suas próprias emoções, se queria passar mais tempo com Anne, porque não falar isso logo? - Ahhh! Que legal! Nunca tinha entrado em um navio antes! - Fazia questão de manter a imagem de uma caipira inocente, conhecendo a cidade grande pela primeira vez. E precisava dizer, fazer aquilo era muito divertido. Parava a cada dois ou três passos para admirar os buracos nas paredes, as mesas pregadas no chão por causa das ondas. Qualquer coisa que fosse diferente do habitual tirava um suspiro inocente e surpreso da jovem.

Finalmente quando chegava ao quarto, juntava as mãos ao lado do corpo fazendo uma reverência para a moça, propositalmente deixando seu decote mostrar um pouco mais do que deveria. Expondo a pele alva e impecável de grande parte de seus seios, não tão voluptuosos como os da ruiva, mas que continham um charme impossível de resistir. Ficava assim por alguns segundos antes de se levantar com uma expressão inocente, olhando nos olhos da marinheira, esperando ver um rosto corado e uma reação exasperada, ainda fingindo não entender o motivo daquilo. Ficaria desapontada caso não visse o que imaginava, mas não faltariam momentos para atiçar a ruiva. "Hihihi! Ela é tão bonitinha! Toda dura e tensa... Se eu oferecer uma massagem pra ela, juro que vou ver fumaça saindo pela cabeça dela! Hyahah!"

Aguardava mais alguns minutos, enquanto se acomodava no quarto. Não é como se tivesse dificuldade em organizar suas coisas, afinal, não tinha nada. E finalmente um rapaz moreno e bronzeado chegava para lhe entregar o violino com o arco. Anne dava um sorriso envergonhado, abaixando um pouco os joelhos em uma pequena reverência. E quando ia pegar o violino passava a ponta dos seus dedos 'acidentalmente' nas mãos do jovem e recolhia rapidamente com o instrumento, com o rosto visivelmente corado. - O-obrigada! Desculpe o trabalho... - O via sair pela porta e instantaneamente a aparência de uma jovem inocente desaparecia e uma expressão séria e preocupada com uma sobrancelha levantada tomava conta da jovem. "Ele me pareceu familiar... Ugh! Espero que ele não me reconheça, todo mundo na ilha sabe que eu não tenho avós... Aiai..." Dava de ombros, já estava no navio. Desde que não fizesse nada suspeito para acharem que ela era uma revolucionária, não iria ter 'muitos' problemas se descobrissem que ela pegou carona de graça.

Com o violino em mãos passava o lençol da cama gentilmente sobre a madeira, limpando-o e tomando um pouco de cuidado com o estado dele. Apoiando gentilmente a queixeira entre o ombro esquerdo e seu rosto, começava a tocar lentamente as cordas para afiná-las. Ajustava a tensão nas cordas do arco e lentamente começava a tocar. Já havia algum tempo que não tocava nada e estava fora de forma. Era canhota, então acertar os acordes no violino não era um problema. A dificuldade que sempre teve era de medir a força e a velocidade do arco ao tocar. Não é como se fosse uma iniciante. Se alguém que não fosse um expert em música a escutasse tocando um instrumento, dificilmente encontraria algum defeito. Só que ela mesma sabia que enquanto não conseguisse corrigir esse defeito, não conseguiria ser considerada uma 'mestre da música'. Ia fazendo exercícios lentos com os acordes na mão esquerda e com a direita, movimentos com o arco fazendo sons sequenciais. No começo estava enferrujada, então chegava até mesmo a errar algumas sequências. Só que depois de alguns minutos recuperava o hábito e estava aquecida. Era quando começava a tocar algumas músicas que havia escrito.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
E não tinha outra coisa a fazer senão aguardar que alguém a chamasse enquanto passava o tempo tocando. Se alguém se interessasse em escutá-la tocando, não teria problemas em deixar entrar no quarto para ajudar a passar o tempo. Ter uma platéia era muito melhor do que fazer isso sozinha. Só evitaria sair do quarto desacompanhada. A última coisa que queria era ser acusada de ser uma revolucionária dentro de um navio lotado de marinheiros. Ser jogada em uma cela de um navio que potencialmente é o alvo de um ataque inimigo não é uma ideia muito inteligente! "Agora que eu parei pra pensar... Talvez entrar na marinha seja uma boa ideia... Eles vão me fornecer informações, vou estar relativamente segura... E quando cansar é só desaparecer. Não me parece um plano ruim..." Anne aguardaria ser chamada e quando fosse a hora do almoço, seguiria quem viesse buscá-la com o violino. A ideia ser institucionalizada não parecia sair da mente dela, talvez fosse algo a ser trabalhado no futuro imediato.


____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle EmptyQua 27 Jan 2016, 11:35

A jovem tocava... Era tão bonito. O som produzido pelo instrumento nas mãos dela era simplesmente belo. Ninguém que passava na frente daquela porta conseguia segurar um sorriso de admiração. Foram somente três músicas até que alguém batesse na porta. Outro marinheiro, dessa vez desconhecido, chamava-a para o almoço. Eles iam juntos até o andar de cima. As mesas agora estavam com vários marinheiros sentados, comendo e conversando. Alguns paravam para admirar a beleza da jovem, mas logo voltavam a comer e jogar conversa fora com seus amigos. No balcão tinham pratos com comida. Era só ir lá e pegar. No canto, afastado de todos, estava a ruiva, sozinha, comendo com expressão de tédio. Quando ela percebeu isso, o marinheiro que havia a acompanhado até ali já teria se afastado, deixando Anne sozinha ali para fazer o que quisesse.



Havia um marinheiro que não estava comendo. Aquele que trouxe o violino para Anne estava no andar abaixo dos quartos. Sozinho, com várias caixas em volta, falava para um den den mushi.
-Já estou dentro chefe... - Ele fazia uma pausa, só fazendo sons, como se concordando com o que lhe estava sendo falado. -Certo. Ah, sim, uma garota de nossa ilha esta aqui dentro. Não sei se ela me reconheceu... - Outra pausa, dessa vez um pouco menor. -Ok, tomarei cuidado.

Spoiler:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle EmptyQua 27 Jan 2016, 12:04




A imagem do refeitório era tão... pacata! Por um momento Anne até esquecia que marinheiros também eram pessoas normais. Pelo menos até certo ponto, ninguém em sã consciência iria querer servir alguém pra ficar sendo mandado pra cá e pra lá. Daria um sorriso amigável aos marinheiros que parassem para observá-la, indo logo pegar seu prato. De preferência algo leve com bastante verduras e leguminosas, quem sabe um peixe. "Não posso sair da dieta só porque não estou mais em casa... Ahhh! Não sei mais o que vou fazer sem a Amethyst cozinhando pra mim..." Dava de ombros, entretanto logo cerrava a sobrancelha ao ver a ruiva em algum canto, sozinha. "Uh... É essa a relação de superior com subordinado... E ela é tão tensa, tadinha! Não vai conseguir casar nunca desse jeito!"

Se aproximaria com passos largos e um sorriso angelical emplastrado no rosto. Seus olhos dourados cintilando com a iluminação do local. Se o banco fosse continuo, deslizaria nele até bater de leve na ruiva. Caso contrário, apenas sentaria ao lado dela, apoiando a cabeça em seu ombro. - E aii! Tudo bem? - Ainda apoiada no ombro dela olharia para cima, com o rosto mais perto do que dela do que deveria. A respiração quente próxima do pescoço da marinheira, os lábios carnudos e avermelhados gritando para serem dominados. Anne é... Sem palavras para descrever. - Então, a gente não teve chance de conversar direito... - A morena se endireitava, ajeitando o prato diante dela e o violino em seu colo. - Me chamo Anne, e você? - Oferecia a mão para que ela pudesse apertar.

Começaria a comer tranquilamente, levando a comida à boca. Tentando puxar conversa com a moça. - Entãão... Por que resolveu ser marinheira? Parece ser muito legal poder viajar por aí ajudando as pessoas! - Se ela mantivesse a atitude fria, terminaria de comer e pegaria o violino, tocando ao lado dela 'dó---ré--lá--dósilárédó'. - Vamos animar um pouco isso aqui! - "Parece até que alguém morreu! Coisa chata!" Se não obtivesse nenhuma reação ainda, levantaria e começaria a tocar uma musica para animar o pessoal. - Vamos dançar!!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Se soubesse dançar enquanto tocasse o efeito seria melhor. "Um dia, quem sabe!" Se divertiria tocando a música. Um dos poucos momentos em que soltava a máscara e se permitia ser ela mesma e sentir o mundo. - Vamos lá! O que mais querem ouvir? - Perguntaria primeiramente para a ruiva, na esperança de que ela tomasse alguma atitude. Entretanto, se nada viesse dela, perguntaria para os marinheiros para uma tarde musical. Tocando e cantando músicas que eles pedissem. A única coisa que podia fazer depois disso era ir para o deque - se fosse permitido - para observar o mar. Ou então voltar para seu quarto e aguardar ser convocada novamente. E se tivesse a oportunidade, apenas se fosse com muita segurança, ir olhar as caixas que estavam sendo transportadas.


Citação :
Haha, acontece. E eu não te ajudei no post anterior (e nem nesse) com continuações do que ela faria. Acho que ela vai ser marinheira por enquanto...

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




First Chronicle Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
First Chronicle
Voltar ao Topo 
Página 1 de 9Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Centaurea Island-
Ir para: