One Piece RPG
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 XwqZD3u
One Piece RPG
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ep 1: O médico e o marinheiro
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Rangi Hoje à(s) 01:56

» O som das ondas é o meu chamado... Adeus, meu filho!
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Subaé Hoje à(s) 01:51

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Koji Hoje à(s) 01:04

» Pandemonium - 9 Brave New World
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:17

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Kyo Ontem à(s) 21:28

» Razão
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:27

» Razão
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:26

» I did not fall from the sky, I leapt
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Formiga Ontem à(s) 20:33

» Ato I - Antes da tempestade
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Dante Ontem à(s) 19:52

» All we had to do, was cross The Damn Line, Elise!
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor King Ontem à(s) 19:23

» Vou te comer
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Scale Ontem à(s) 19:19

» Drake Fateburn
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 17:06

» I - Justiça: Um compromisso obstinado!
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Hammurabi Ontem à(s) 16:01

» A HORSE WITH NO NAME
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 14:40

» Vol 2 - The beginning of a pirate
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor GM.Milabbh Ontem à(s) 13:58

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 11:09

» Steps For a New Chapter
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Achiles Ontem à(s) 10:14

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor Arrepiado Ontem à(s) 08:30

» Em Busca do Crédito Perdido
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor PepePepi Qui 04 Mar 2021, 23:55

» A Ascensão da Justiça!
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Emptypor CaraxDD Qui 04 Mar 2021, 23:28



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 77
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptyQui 07 Jan 2021, 00:17

Relembrando a primeira mensagem :

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Arthorias Meursault. A qual não possui narrador definido.


Equipe One Piece RPG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Meursault
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 28/01/2018

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptyQua 03 Fev 2021, 03:14






Surveille ton langage

O combate contra o palhaço não era unilateral como esperava. Apesar dos seus esforços para encerrar o combate com rapidez, não conseguia incapacitar seu oponente. Mesmo não tendo alcançado seu objetivo, Arthorias ficava satisfeito por ter feito o homem recuar e, aparentemente, por também ter causado uma quantidade razoável de dano. Apesar da vantagem ser claramente sua durante a troca de golpes, não saia incólume. Em um movimento malicioso, o palhaço fazia a faca encontrar sua perna esquerda, um pouco abaixo do joelho. - Filho da puta! - Praguejava, de forma automática. A ofensa não existia pela dor, que se fazia presente de forma branda, mas pelo pensamento que ocupava sua cabeça, teria ele que comprar um novo uniforme do próprio bolso?

O insulto do palhaço colocava um sorriso sarcástico em seu rosto, de forma quase que inconsciente. - Não me chame de filho da puta, filho da puta. - Responderia com tranquilidade. - É engraçado logo você que finge tanto reclamar disso. - A situação era de fato cômica, a hipocrisia do palhaço era um de seus atos mais engraçados até o momento. - Se serve de consolo, essa é realmente minha primeira missão. - Arthorias não conseguia enxergar como aquilo faria alguma diferença para Piruli, mas, sendo honesto, também não se importava nem um pouco.

Após o recuo do criminoso, Meursault notava facilmente que o lado direito do corpo do homem aparentava estar comprometido. O movimento que fez com seu braço não era natural e seu joelho havia sofrido grandes danos. Aproveitar-se de tal cenário parecia ser uma escolha óbvia e uma oportunidade que Arthorias não desperdiçaria.

Avançaria em direção ao palhaço, com o intuito de eliminar a distância que havia sido criada com o seu recuo. Assim que estivesse próximo o suficiente para trocar golpes, usaria o pé esquerdo como base e, em um movimento explosivo, faria o pé direito avançar contra a lateral do joelho esquerdo de Piruli, visando danificar ambos os joelhos do homem. Em sequência, alternaria rapidamente sua base e, com o pé esquerdo, atingiria mais uma vez a lateral do joelho direito do bandido, visando danificar ainda mais essa área do corpo. Por fim, sem trocar de base, ascenderia a perna para fazer o pé esquerdo ir de encontro ao braço direito de Piruli, que já estava danificado, pela lateral, na altura do cotovelo.

Sendo vítima de uma tentativa de estocada ou corte na parte superior de seu corpo, esquivaria do golpe se agachando, apoiado no chão com ambas as mãos e o pé esquerdo. Nesse momento, usaria sua perna livre para lançar um contra-ataque. Faria a ponta da bota direita ir de encontro ao joelho direito do palhaço, dessa vez pelo lado interno. Sucessivamente, aproveitando do fato de sua perna estar entre as pernas de seu inimigo, atingiria o lado interno do joelho esquerdo de seu alvo com o calcanhar e, por fim, faria seu pé ascender, acertando as partes mais sensíveis de seu oponente. Esperava que realizar tal movimentação triangular de forma rápida e explosiva minasse as janelas de reação do criminoso.

Se o palhaço tentasse acertar a parte inferior de seu corpo com cortes e estocadas, o que era provável já que seus membros inferiores eram suas armas, simplesmente saltaria para trás, visando, de tal forma, evitar o alcance dos golpes e, assim que visse uma janela de oportunidade, avançaria novamente para tentar executar os movimentos que havia planejado inicialmente.




HISTÓRICO

Nome: Arthorias Meursault
Número de Posts: 20
Ganhos:
Perícia Sedução (Genialidade) (Post 1)
Perícia Jogos (Genialidade) (Post 2)
Perícia Ciências Ocultas (Genialidade) (Post 10)
Medalha de Admissão (Post 9)
Promoção para Soldado (Marinha) (Post 9)
Uniforme padrão de Soldado da Marinha (Post 10)
Mochila Grande Impermeável (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
50.000 B$ (Post 11)
Perdas:
520.000 B$
NPC's:
Diana Nightingale
Tenente Ragnar
Jason Jones
Sargento David
Ferimentos:
Corte Leve na Perna Esquerda (0/3 Após Tratamento)

OBJETIVOS
Jantar com a Diana
Fazer 6 páginas
Desenvolver o EDC Boxeador
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Capitão
Capitão
Achiles

Créditos : 59
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptyQua 03 Fev 2021, 19:46

I – Vós que entrais, abandonai toda a esperança

- Primeira missão o caralho! – O homem estava visivelmente bastante irritado com o combate e ter sido perseguido daquela forma e ter sido encurralado que sequer pensava em outra coisa a não ser enfiar a sua faca na garganta de Arthorias.

Contanto, o nosso protagonista via como acabar aquele combate de forma rápida e assim avançava primeiro uma segunda vezes, sua força e velocidade eram bem superiores ao palhaço que apenas conseguia ver o seu joelho sendo novamente acertado e dobrando a sua perna a fim de evitar um possível dano. O seu segundo joelho tinha o mesmo fim e ele estava ajoelhado, por fim, vinha um golpe que visava atingir o seu braço e esse era o único em que Piruli tentava efetivamente defender usando o lado de sua faca e travando uma disputa de forças que resultava em um braço ainda mais machucado.

Os movimentos do criminoso eram literalmente uma fútil tentativa de tentar acertar alguma coisa, movimento em que apenas lhe fazia gemer no chão de dor após ser acertado impiedosamente pelo marinheiro novato que poderia finalmente algemá-lo. Embora o combate tivesse sido finalizado por ali, ainda não havia uma conclusão final, ainda teria que recolher as provas que ele deixou para trás para perseguir o palhaço e além disso, comprovar que não foi uma perseguição de má índole por parte do marinheiro.

A multidão mantinha um silêncio sem saber o que veriam ainda por ali e a atração principal do seu teatro estava literalmente de cara no chão soltando gemidos de dor e quase-inconsciente, mas incapaz de realizar qualquer ação. Muitos, começavam a reclamar com a bilheteria para que devolvessem o seu dinheiro devido a descobrirem que o show não poderia continuar e teria sido completamente arruinado, agora, teria um real motivo para ele ter sido arruinado?


Considerações:
 

Ferimentos:
 

Legendas:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Wonderful Land
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Meursault
Soldado
Soldado
Meursault

Créditos : 27
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 28/01/2018
Idade : 23
Localização : Las Camp - West Blue

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptyQui 04 Fev 2021, 00:58






Il ne faut rien laisser au hasard

A figura do palhaço, incapacitado diante de seus olhos, lhe causava um grande prazer, de forma que era impossível não demonstrar um sorriso sádico. Não era algo nobre ou cavalheiresco, longe disso, não era algo que fazia parte do ideal de um bom combatente ou dos valores da organização que representava, mas fazia parte de sua natureza.  - Perseguir você foi a parte mais difícil, eu esperava mais. - Com cuidado e pronto para reagir a qualquer movimento, se aproximaria do criminoso, observando bem a mão com qual o homem segurava a faca.

Se, apesar de inconsciente, o palhaço ainda agarrasse a arma, pisaria na mão que portava a arma até a faca ser liberada, então, chutaria a arma branca para longe. Com a situação sob controle, empurraria o corpo do criminoso com os pés, para fazer com que a barriga e face de Piruli encarassem o chão. Em sequência, cairia sobre o corpo do homem com o joelho esquerdo, com a algema já em mãos. Usaria o objeto para restringir os braços do prisioneiro, em sequência, se dirigiria para a multidão. - O espetáculo acabou, tá tudo sobre controle, podem ir circulando! - Entendia a curiosidade das pessoas, era um sentimento que se fazia presente no cerne da maioria dos humanos, mas não queria criar uma grande comoção e atrapalhar ainda mais a vida daquele grupo circense.

Daria um suave pontapé no joelho mais danificado do palhaço e observaria bem a sua reação. Se o homem estivesse consciente, faria com que ele se levantasse. - Pode ir se levantando aí, eu só carrego mulher e criança de colo. - Arthorias não tinha nenhuma intenção de carregar um homem crescido como o criminoso em questão. Levaria o preso sobre o seu ombro direito apenas se fosse a última opção, como nas hipóteses dele estar inconsciente ou incapaz de andar pelas sequelas da batalha. De outra forma, apenas conduziria o palhaço, fazendo com que ele liderasse o caminho para observá-lo bem e garantir que não fugisse.

Seguiria até o armazém no ritmo mais veloz que conseguisse, afinal, sabia que de pouco adiantaria ter derrotado Piruli se não conseguisse assegurar as provas. Bem, do ponto de vista da Marinha, já que a surra em si já o deixava extremamente satisfeito. Indo em direção a entrada do local, procuraria pelo civil que havia dito que protegeria as evidências, encontrando-o agradeceria, após ver a mala e a caixa. - Valeu por acreditar em mim. - A gratidão seria genuína, sabia que era mais esperado que ele dissesse algo como ‘‘Obrigado por por cumprir seu dever cívico.’’, mas isso simplesmente não fazia o seu estilo.

Se não encontrasse o homem, simplesmente assegurar as evidências já era o suficiente. Se a pior das hipóteses ocorresse e ele não fosse capaz de encontrar nem o domador nem os objetos, teria um surto de raiva, gritando para o céu. - Filho da puta! - Socaria o ar para extravasar e ficaria andando de um lado para o outro sem cessar até Jones aparecer.

Da forma que fosse, esperaria por seu parceiro, a não ser que ele já estivesse lá em sua chegada. - Sentiu minha falta? - Perguntaria, de forma irônica, no momento do reencontro. Se qualquer pergunta sobre a luta contra o palhaço fosse feita, responderia com sinceridade. - Tudo fica bem quando acaba bem não é? Os resultados falam por si mesmo. - Simplesmente apontaria com a cabeça para o palhaço algemado. - O que a gente faz agora? Leva ele pro Quartel General ou vai atrás do Sargento? - A dúvida era genuína, era sua primeira missão e, apesar de saber que também era a primeira missão de Jones, confiava mais no discernimento do homem que em seu próprio.

Sabia que, apesar do ferimento não ser profundo, era sensato tratar o corte em sua perna, entretanto, deixaria para fazer isso assim que retornasse ao Quartel, a não ser que uma oportunidade melhor aparecesse antes.




HISTÓRICO

Nome: Arthorias Meursault
Número de Posts: 21
Ganhos:
Perícia Sedução (Genialidade) (Post 1)
Perícia Jogos (Genialidade) (Post 2)
Perícia Ciências Ocultas (Genialidade) (Post 10)
Medalha de Admissão (Post 9)
Promoção para Soldado (Marinha) (Post 9)
Uniforme padrão de Soldado da Marinha (Post 10)
Mochila Grande Impermeável (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
50.000 B$ (Post 11)
Perdas:
520.000 B$
NPC's:
Diana Nightingale
Tenente Ragnar
Jason Jones
Sargento David
Ferimentos:
Corte Leve na Perna Esquerda (0/3 Após Tratamento)

OBJETIVOS
Jantar com a Diana
Fazer 6 páginas
Desenvolver o EDC Boxeador

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Capitão
Capitão
Achiles

Créditos : 59
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptySex 05 Fev 2021, 08:47

I – Vós que entrais, abandonai toda a esperança

O sorriso de Arthorias começava a assustar a população que começava a temer o marinheiro invés de apoiá-lo naquela empreitada contra o suposto criminoso, o palhaço tinha a sua mão atingida e soltava a faca, ele, naquele momento, ficava inconsciente completamente e sequer entendia o que estaria a acontecer e provavelmente só acordaria quando tivesse seu corpo depositado dentro de uma cela e com um sol entrando por uma janela quadrada.

Algemando o homem e os restringindo, a população tinha um baque quando tinha sua atenção chamada para circularem e eles tentavam voltar as suas atividades, aquele que não tinham pago pelo espetáculo começavam a sair e a bilheteria ainda estava indo á loucura quando se tratava de devolver o dinheiro dado para os cidadãos que tinham pago.

Com o chute, o homem sequer gemia ou demonstrava qualquer reação, ele estava realmente desacordado fazendo com que tivesse que ser carregado no ombro de Meursault, o caminho de volta para o armazém era mais tranquilo e ele conseguia encontrar uma entrada bem mais fácil que não envolvia ele pulando uma janela. Ao chegar na maleta e na caixa, conseguia ver que o domador ainda estava ali, quando via o marinheiro chegando, apenas assentia o agradecimento do protetor da lei e se ia.

Quanto a Jason, o homem chegava logo atrás dele poucos momentos depois com dois criminosos em cada ombro, ele estava claramente tendo dificuldade para carrega-los, mas tinha em mãos os homens que tinham fugindo e eram comparsas. - Sendo sincero? Não, mas foi divertido mesmo assim. - O homem dava uma risada, demonstrando um bom humor naquele momento. - E esse carinha aí, deu trabalho? Já vi que ele te acertou. - Ele apontava para a perna machucada de Meursault que começava a doer agora que tinha percebido o corte com maior atenção e também os níveis de adrenalina abaixando. - O Sargento? Caralho, tinha me esquecido dele. - Jones comentava no exato momento em que o vulgo dito chegava pelas portas do armazém.

- Mas que porra é essa que vocês estão fazendo aqui invés de estarem cobrindo as áreas que eu disse?! - O homem estava visivelmente irritado com a situação e não parecia ser apenas pela conduta dos marinheiros, que naquela cena, tinha sido a correta. - E olha o que vocês fizeram, prenderam três homens?! Por qual motivo?! - David parecia visivelmente abalado com aquilo, até mesmo assustado, não pelo fato dos dois homens, mas talvez outra coisa? - Nós pegamos dois coelhos em uma cajadada só, Piruli é o contrabandista. - Ele retirava da caixa os pacotes visto antes pelos dois. - E também o ladrão de calcinhas. - E Jones retirava as calcinhas de dentro da carroça.

O Sargento tinha uma aparência mais assustada ainda como se tivesse visto um fantasma e algo bem ruim tivesse acontecido, por fim, ele não comentava nada... E com um semblante triste, apenas comentava. - Vamos apreender a carroça também. Meursault, você vai atrás com os criminosos e as cargas. Jones, você conduz a carroça. - Os cavalos davam uma leve relinchada e estavam preparados para seguirem até o quartel, claro, se não tinha mais nada que Arthorias fosse necessitar ali ou apontar alguma coisa.


Considerações:
 

Ferimentos:
 

Legendas:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Wonderful Land
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Meursault
Soldado
Soldado
Meursault

Créditos : 27
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 28/01/2018
Idade : 23
Localização : Las Camp - West Blue

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptySex 05 Fev 2021, 16:35






Mettre les points sur les i

Ao escutar a resposta de Jones, simulou uma feição de tristeza, de forma claramente exagerada e irônica, com o intuito de fazer graça. - Palavras machucam mais que espadas, sabia? Você devia ser mais sensível e se importar mais com meus sentimentos. - Tentaria emular um pesar na sua voz, apesar do claro tom de deboche. O fato do marinheiro chegar carregando dois criminosos consigo e estar, aparentemente, ileso não espantava nem um pouco Meursault, o bom humor repentino, por outro lado, era uma grata surpresa.

Com o calor da batalha deixado para trás, a existência de seu ferimento era cada vez mais difícil de se ignorar. Apesar de não ser uma aflição excruciante, as ondas de dor podiam ser sentidas em todos os momentos, como um aviso de seu corpo que um tratamento era necessário. Da forma que fosse, já havia sentido dores piores e não deixaria isso derrubá-lo. Diante da pergunta de Jones, olharia o ferimento e balançaria a perna, fazendo uma breve careta se fosse acometido por uma pontada de dor. - Isso aqui? Nada demais. Às vezes, quando você esmaga um inseto, ele tenta revidar. Como quando você vai calçar uma bota com um escorpião dentro dela e esmaga ele, mas acaba levando uma picada. - Daria de ombros, como que para mostrar que o ferimento era realmente irrelevante. - Ele passou mais tempo correndo que lutando de toda forma. - Claramente, estaria se referindo ao palhaço que havia capturado. - Você parece não ter tido muito trabalho também. - Constataria, por já ter visto o estado de seu companheiro.

Diante da reação do marinheiro quando o Sargento fosse mencionado, seria impossível não sucumbir perante uma longa e extravagante gargalhada, que se intensificava ainda mais quando David aparecia, tornando a cena ainda mais hilária em sua visão. - Kyahahahaha! - Lágrimas verteram de seus olhos e, assim que conseguisse acalmar seu ânimo, as enxugaria.  

O humor do Sargento, assim como sua personalidade, era detestável. Sem pudor ou parcimônia, Arthorias responderia ao homem, sem fazer muito caso sobre isso. - O que a gente faz sempre obviamente, sucesso. - Exibiria um sorriso debochado depois de proferir tais palavras. Os questionamentos de David minavam sua paciência, achava algo indignamente, aquele homem deveria agradecer já que fizeram todo o trabalho pesado enquanto ele provavelmente só coçava a sua própria bunda. Ficou agradecido quando Jones explicou a situação, já que assim não teria que fazê-lo.

A reação do seu superior era extremamente estranha, mas, do ponto de vista de Meursault, o homem em questão era simplesmente um conjunto de estranhezas e hábitos desagradáveis. Independentemente do cenário atual, Arthorias já tinha um pé atrás em relação ao Sargento e essas atitudes certamente não o ajudavam a mudar de opinião. As ordens dadas eram coerentes, de forma que não faria nenhuma contestação. Simplesmente checaria se as algemas dos prisioneiros estavam firmes e os colocaria na carroça, subindo por último.

Sua posição era confortável, podia ficar simplesmente sentado e, se algum dos criminosos reagisse, seria o primeiro a ter a oportunidade de parar a fuga deles com um belo chute na face de qualquer um. Simplesmente aproveitaria a viagem para descansar, afinal, era um descanso merecido depois da perseguição que havia executado. Mesmo um pouco mais relaxado, se manteria atento aos três criminosos que conduzia, tentando reagir a qualquer movimento feito por eles da forma mais apropriada.

Durante o caminho, aproveitaria o tempo para tirar uma dùvida com o Sargento. - Mudando de assunto um pouco, o que foi aquele grito que a gente escutou lá atrás? - Perguntaria por pura curiosidade, sem nenhuma intenção por trás.

Chegando ao Quartel General, assim que ficasse livre, iria até a recepção para encontrar Joana. - Boa tarde, Joana, como você está hoje? - Perguntaria com ânimo e interesse genuíno, afinal, a mulher sempre havia o tratado bem. Após escutar a resposta, prosseguiria. - Você pode me indicar o caminho da enfermaria? Acabei me arranhando um pouco. - Após um pouco de socialização, perguntou o que realmente queria saber. - Por acaso, você viu a Diana por aí? Ainda não consegui encontrá-la desde que me alistei. - Perguntaria, como quem não quer nada e, após as respostas, agradeceria e iria até a enfermaria para tratarem sua perna.  





HISTÓRICO

Nome: Arthorias Meursault
Número de Posts: 22
Ganhos:
Perícia Sedução (Genialidade) (Post 1)
Perícia Jogos (Genialidade) (Post 2)
Perícia Ciências Ocultas (Genialidade) (Post 10)
Medalha de Admissão (Post 9)
Promoção para Soldado (Marinha) (Post 9)
Uniforme padrão de Soldado da Marinha (Post 10)
Mochila Grande Impermeável (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
50.000 B$ (Post 11)
Perdas:
520.000 B$
NPC's:
Diana Nightingale
Tenente Ragnar
Jason Jones
Sargento David
Ferimentos:
Corte Leve na Perna Esquerda (0/3 Após Tratamento)

OBJETIVOS
Jantar com a Diana
Fazer 6 páginas
Desenvolver o EDC Boxeador

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Capitão
Capitão
Achiles

Créditos : 59
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptySex 05 Fev 2021, 18:36

I – Vós que entrais, abandonai toda a esperança

Eles estavam zombando um pouco da situação em que se encontravam, a resposta de Arthorias para a dor chegava a ser até mesmo um pouco cômica como se a comparação fosse até mesmo absurda e posteriormente falava sobe os ferimentos que Jason poderia ser sofrido, aparentando estar ileso. Neste momento, o marinheiro arregalava as suas mangas mostrando alguns hematomas. – Não foi um corte, mas posso considerar semelhante. – E depois levantava um pouco a camisa, mostrando que haviam ainda mais hematomas naquela parte, contudo, o homem parecia estar lidando bem com a situação.

A risada escandalosa e sincera de Meursault era interrompida pelo bravo e assustado Sargento, o homem era detestável e parecia que ninguém gostava dele, de toda forma, após conferir as algemas, afirmava que elas estavam bem presas e que não se soltariam com facilidade. Após se arrumarem na carroça, o movimento dos cavalos começavam e eles saiam do armazém da qual uma luz forte do Sol adentrava a vista de quem olhasse para o céu.

Em meio ao caminho, o recém admitido marinheiro perguntava em relação ao grito do qual o Sargento tomava um tom mais calmo. – A mulher tinha derrubado um prato e viu uma barata, depois ela soltou um segundo grito quando ela era voadora. – O destino da barata era incerto, será que o gordo teria movido sua bunda vagabunda e matado o inseto ou apenas teria ido embora após a contestação dos fatos?

De qualquer forma, em meio ao caminho, os suspeitos continuavam desacordados e não demorava até que entrassem no quartel general da marinha de Las Camp e guardavam a carroça, outros marinheiros entravam dentro da carroça e levavam os criminosos, Jason tomava o seu rumo em direção a enfermaria enquanto que Meursault parava para perguntar para a recepcionista.

- Eu estou bem, obrigada por perguntar, Boa Tarde. – A moça exibia um lindo sorriso e agradável para o marinheiro. - O caminho para enfermaria? Ah, segue por ali e depois vira naquela direção e daí você vai chegar no lugar. Cuidado que arranhões podem se tornar pior se não cuidado. – Ela dava uma breve introdução do caminho, mostrando com as suas mãos leves para que direções ele deveria seguir e por fim chegar a enfermaria e depois exibindo um semblante de preocupação com o “arranhão”. Quando questionada sobre Diana, ela exibia um semblante mais triste e mexia em seus papéis. – Então... Arthorias, ela te deixou uma pequena carta para você, mas adianto que ela está na Grand Line. – E entregava o envelope na mão do marinheiro e depois ia em direção a enfermaria.

No momento em que poderia ter um tempo para ler a pequena carta deixada pela moça, teria nela escrito:

Diana escreveu:
Querido Arthorias.

Sinto muito em não poder jantar com você, meus deveres como marinheira foram maiores que os pessoais e parti neste dia em direção a Grand Line em direção a um mar completamente selvagem e novo do qual estou empolgada em explorar.

Você foi alguém que eu senti interesse e gostaria de conhecer melhor no futuro, por isso, espero que possamos nos encontrar em um futuro não tão distante em meio a esses mares e que você continue como marinheiro, são e salvo, protegendo a população dos perigosos criminosos que assombram a nossa segurança.

Eu ainda escreverei mais para você, se não se importar, talvez consigamos encontrar ilhas próximas e nos encontrarmos assim, de toda forma, espero que o nosso jantar seja espetacular.

Com carinho,
Diana Nightingale

Na enfermaria, os cuidados começariam com uma pequena anestesia e alguns pontos em sua carne, a dor seria quase nula após a anestesia que daria uma dor devido a agulhada e o ponto aplicado, de toda forma, o médico apenas passava alguns analgésicos e teria aquele tempo de folga para aproveitar como desejasse.


Considerações:
 

Ferimentos:
 

Legendas:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Wonderful Land
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Meursault
Soldado
Soldado
Meursault

Créditos : 27
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 28/01/2018
Idade : 23
Localização : Las Camp - West Blue

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptySab 06 Fev 2021, 03:39






Vieil ami

''Palavras machucam mais que espadas, sabia?''. As palavras que Arthorias havia proferido anteriormente em tom de troça se voltavam contra ele. A carta de Diana não esmigalhou o seu coração. Não era uma grande decepção amorosa, não era a primeira e, com certeza, não seria a última mulher que não correspondeu às suas expectativas. Mesmo assim, uma certa melancolia tomava conta de seu corpo e um gosto amargo surgia em sua boca. - Obrigado, Joana. - Diria, com um pesar evidente em sua voz, após ler a carta deixada para ele.

Apesar de não estar desolado, se sentia triste com a partida de Diana. Era um fato que tinha que encarar, mas não sabia como. Sentia-se como se uma linda borboleta tivesse pairado em sua mão por um breve momento, para abandoná-lo logo em sequência, deixando para ele apenas memórias que feriam ao serem recordadas. Caminhava até a enfermaria em passos lentos e desmotivados, refletindo sobre a situação.

A dor ocasionada pelo corte, que chegava a causar incômodo, parecia agora irrelevante diante da angústia que sentia. Os procedimentos médicos ministrados em seu ferimento não lhe chamavam atenção, afinal, sua mente estava em outro local. Enquanto a agulha dançava em sua pele, percebia que, acima de tudo, estava perdido. Havia entrado na marinha por um impulso, na verdade, muitas das decisões de sua vida tinham sido feitas desta forma. O que prendia Meursault na organização, entretanto, era a perspectiva de desenvolver sua relação com Diana. Após ler a carta, as possibilidades de sequer vê-la haviam diminuído drasticamente, de forma que não sabia como prosseguir.

Havia decidido mudar sua vida no dia em que encontrou Diana, o encontro com a mulher, aos seus olhos, foi um sinal claro do destino. Agora, sentia que o chão havia sido arrancado de seus pés. Seus devaneios seriam interrompidos pelos analgésicos oferecidos pelo médico, que o traziam de volta à realidade. - Obrigado. - Agradeceria de forma desanimada, afinal, em seu atual estado, não tinha como ser diferente.

Se Jones ainda se encontrasse na enfermaria, veria nele um apoio. Um amigo em que poderia confiar em momentos difíceis como esse. - Mais cedo... - Começaria, claramente se referindo ao tempo que estavam em missão. - … Eu percebi o jeito que você me olhou quando eu disse o motivo do meu alistamento. - Mostraria um sorriso, que parecia deslocado em sua face triste. - E eu entendo a sua reação, de verdade, mas, por outro lado, não vejo nenhum outro motivo pra ficar aqui. - Ficaria em silêncio por alguns minutos, com suas próprias palavras ecoando em sua mente, até que, por fim, romperia subitamente o silêncio que iniciou. - Você se incomodaria em dizer por que se alistou? É meio injusto você saber o meu motivo e eu não saber o seu. - Se Jones optasse por compartilhar sua história, escutaria atentamente, caso contrário, respeitaria sua decisão.

Independente do caminho da conversa, sairia da enfermaria e, ao colocar o pé para fora do local, sentiria um novo ânimo surgir dentro de si. Daria um sorriso largo e sincero, percebeu, subitamente, que sempre havia desafiado o destino, então não havia motivo para parar de fazê-lo ou temer qualquer resultado. Pegaria a carta escrita por Diana e rasgaria a mesma sem hesitar. Após fragmentar o pedaço de papel, jogaria os restos no primeiro lixo que encontrasse enquanto se dirigia até a recepção. Reencontrando Joana, dessa vez com um sorriso honesto no rosto, pediria por ajuda mais uma vez. - Desculpa incomodar… - Diria, meio sem jeito por atrapalhá-la novamente. - … Mas você pode me dizer aonde eu posso encontrar o Ragnar? - Diferente de David, Ragnar era um superior que ele respeitava, então era ele que procuraria.

Recebendo instruções sobre onde encontrar o Tenente, se dirigiria até o local. Abordaria o homem de forma mais educada, com respeito e seriedade, seguindo os protocolos formais, mas, assim que Ragnar entrasse em seu campo de visão, abaixaria a cabeça e pediria sem nenhum pudor. - Por favor, me mande para a Grand Line. - A atitude não era habitual, mas era uma forma de Arthorias demonstrar a importância de seu pedido.

Encontrando-se ou não com Ragnar, prosseguiria até o dormitório, onde encerraria seu dia. Torceria para que o sono afastasse os pensamentos e os resquícios de frustração que o acometiam. Assim que acordasse, faria sua rotina de higiene matinal e iria até o refeitório para fazer seu desejum.




HISTÓRICO

Nome: Arthorias Meursault
Número de Posts: 23
Ganhos:
Perícia Sedução (Genialidade) (Post 1)
Perícia Jogos (Genialidade) (Post 2)
Perícia Ciências Ocultas (Genialidade) (Post 10)
Medalha de Admissão (Post 9)
Promoção para Soldado (Marinha) (Post 9)
Uniforme padrão de Soldado da Marinha (Post 10)
Mochila Grande Impermeável (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Post 10)
50.000 B$ (Post 11)
Perdas:
520.000 B$
NPC's:
Diana Nightingale
Tenente Ragnar
Jason Jones
Sargento David
Ferimentos:
Corte Leve na Perna Esquerda (1/3)

OBJETIVOS
Fazer 6 páginas
Desenvolver o EDC Boxeador

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Capitão
Capitão
Achiles

Créditos : 59
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptyDom 07 Fev 2021, 11:54

I – Vós que entrais, abandonai toda a esperança

Os pesares de um coração partidos era simplesmente uma das dores que jamais conseguimos escapar logo de cara e que normalmente leva um grande tempo até que o coração se conserte a respeito de uma nova dama ou cavalheiro que venha a conquistá-lo. Nesse caso, o nosso protagonista se via perdido ao ver que o impulso que tomava para conquistar o coração de uma donzela começava a ficar cada vez mais distante em um mar completamente novo e o único motivo para ter entrado na marinha foi esse.

Com Jones ainda recebendo seus cuidados médicos ao lado, o jovem se aproximava para esclarecer algumas pequenas coisas e talvez receber um apoio de um ombro amigo do qual poderia se derreter em lágrimas. Contudo, as suas falas traziam uma estranheza ainda maior a respeito daquele assunto e por algum tempo, Jason não tinha nada a dizer até que o momento da pergunta sobre o motivo de Jones.

O homem, quando os médicos se afastavam após o tratamento, começava a dialogar com o soldado. – Meu objetivo é bem simples, para ser bem sincero, é a única coisa que eu sou bom e que eu sei fazer. Há uma grande influência por parte dos meus pais de tentar lutar pelo justo e por isso me ensinaram apenas uma coisa. A realizar missões. – O objetivo do homem era bem simples e demonstrava ser alguém até mesmo bem simplório com motivos simples. – Você ainda teria algum futuro nessa organização, é forte e sabe usar o seu corpo para o bem. Contudo, ainda tem que se comportar melhor em diferentes situações. – Isso não era bem uma verdade a ser dita devido aos recentes desempenhos sociais que Meursault havia mostrado em controlar a situação com a luta de Piruli e o seu discurso no jutso antes, mas ambos não foram presenciados pelo marinheiro.

O caminho da conversa parecia acabar por ali, e uma coisa bem estranha era Arthorias rasgar aquela carta e a jogá-la no lixo, despedaçada, talvez quisesse apenas esquecer o momento e seguir uma nova vida sem lembra-la? Mas, ele ia até Joanna perguntar sobre o seu admissor, Ragnar, e ela indicava onde poderia encontra-lo.

O Tenente estava em sua sala no terceiro andar do quartel general e após ser abordado de forma educada e prestar continência, seu pedido soava muito estranho para ele que não exibia um semblante diferente de confusão ou seriedade.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Olha, eu acho que as recentes batalhas pesaram bem na sua cabeça, vá descansar e amanhã volte para a minha sala para eu entender melhor o que você quer. Até mesmo porque você foi admitido ontem. – O Tenente demonstrava uma seriedade e firmeza em sua voz, não teria sido grosso, embora suas palavras pudessem ter essa ardência, e por fim, Meursault ia até o dormitório e dormia tranquilamente, dentro do possível.

No dia seguinte, o sol estava forte e deveria ser por volta das oito horas da manhã e ele se levantava realizando todas as higienes básicas, ele conseguia ver Jones dando um leve canto fino na cama acima enquanto parecia estar lendo um livro. – Tomou uma decisão? – Perguntava o homem, demonstrando curiosidade a respeito do jovem Meursault.


Considerações:
 

Ferimentos:
 

Legendas:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Wonderful Land
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Meursault
Soldado
Soldado
Meursault

Créditos : 27
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 28/01/2018
Idade : 23
Localização : Las Camp - West Blue

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptySeg 08 Fev 2021, 02:24






On ne voit bien qu'avec le coeur

O forte sol, trazido com o raiar do dia, expurgava as sombras das dúvidas que residiam no coração e na mente de Arthorias. Ao abrir os olhos no início da manhã, já se sentia muito melhor que na noite do dia anterior. Rasgar a carta havia sido a decisão correta, eliminava um peso grande de suas costas. Não queria carregar consigo um objeto que o fizesse lembrar de Diana enquanto ela não estava por perto. Sabia que algumas pessoas podiam julgar o ato como uma atitude rude ou ingrata, mas era apenas seu jeito honesto de ser. - Eu sou um idiota. - Sussurraria, com alegria palpável na voz, ao perceber que toda a aflição e angústia que sentira anteriormente havia sido desnecessária, uma tortura que havia imposto a si mesmo.

Tomava seu banho e trajava o uniforme da marinha com um bom-humor anormal, mesmo para os seus padrões. Sentia uma leveza extraordinária após resolver o seu dilema moral. Queria mudar o rumo da sua vida mesmo antes de conhecer Diana e o fato dela estar longe só lhe dava mais motivação para abandonar a vida monótona que tinha e avançar em direção ao desconhecido. Enquanto certificava-se que seu colar estava por baixo de seu uniforme, lembrava-se da reação de Ragnar. Há poucos dias atrás, podia ficar chateado ou até mesmo indignado com as falas do Tenente, mas agora conseguia compreender o raciocínio de seu superior, além de estar mais aberto em relação às críticas devido ao seu relacionamento com Jones.

A propósito, Jones também parecia estar de bom humor na manhã em questão. Aos olhos de Meursault, isso podia estar atrelado ao desempenho da dupla nas missões do dia anterior. Como ele mesmo havia dito, haviam matado dois coelhos com uma cajadada só. Era uma entrada triunfal para a organização e Jones parecia ser um homem que se importava com coisas como histórico e reputação, que não eram tão relevantes para Arthorias. Ao escutar a pergunta de seu companheiro, abriria um largo sorriso em seu rosto. - Mas é claro que sim, eu não sou o tipo de homem que hesita quando tem que selar o próprio destino. - Responderia de forma branda e amigável, com total sinceridade. - Inclusive, você deveria saber bem disso nessa altura do campeonato, ser impulsivo e imprevisível é meio que o meu ponto forte. - Sabia, entretanto, que isso era uma faca de dois gumes. Se Jones fizesse um comentário sobre isso, o que era provável, revelaria um sorriso sarcástico em seu semblante. - Você, por outro lado, já está se tornando previsível. - Faria o comentário em tom amistoso, sendo clara a brincadeira.

Independentemente do rumo da conversa, continuaria. - A propósito, vou saber o resultado da minha escolha agora, quer vir? - Se Jones o acompanharia ou não era um fator irrelevante. É óbvio que era bom ter um amigo ao lado, mas já estava comprometido com a sua decisão de avançar em direção à Grand Line. Sacaria seu relógio de bolso e, se o horário fosse apropriado, macharia em direção a sala do Tenente.

Sem ser anunciado, entraria no cômodo, apenas batendo brevemente na porta, três vezes de forma ritmada. - Bom dia, Tenente. - Diria, de forma descontraída, mas com respeito em sua voz. Assim que visse uma oportunidade, se sentaria em uma cadeira, se estivesse disponível. Sem hesitar, continuaria com a conversa que havia iniciado no dia anterior. - Como eu disse ontem, eu desejo ir em direção à Grand Line... - Simplesmente seria sincero com Ragnar, julgava que seria a melhor abordagem. - … Tem algo que eu quero perseguir e estou determinado a fazê-lo. - Julgava que não precisava dar mais explicações, afinal, o homem já havia julgado seu caráter e sua determinação antes.

Apesar de sua grande vontade, conseguia compreender uma eventual apreensão por parte de Ragnar, assim sendo, deixaria isso claro. - Eu entendo seu receio, acabei de entrar na organização, então peço uma oportunidade de provar o meu valor. - Não esconderia a seriedade de suas palavras com seu semblante. Esperaria a resposta do Tenente, acreditando que a mesma fosse positiva, afinal, Ragnar não parecia ser o tipo de homem que lhe negaria uma oportunidade de mostrar serviço.



Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Capitão
Capitão
Achiles

Créditos : 59
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptySeg 08 Fev 2021, 10:08

I – Vós que entrais, abandonai toda a esperança

Jason dava um sorriso quando o seuy companheiro respondia daquela forma, era mais do que claro a sua vontade de continuar na organização e o ponto forte dele era bem visível. - Há, não poderia esperar menos de você. - E quando ele era respondido que estava se tornando previsível, Jason ficava com uma pulga atrás da orelha não entendendo bem o que ele queria dizer com aquilo. - Que, previsível, como assim? - E no fim ambos riam.

- Ir, para onde? Não estou fazendo nada mesmo. - O homem rapidamente se ajeitava colocando o seu livro debaixo do travesseiro e terminando de arrumar a sua cama. Pegava a sua jaqueta usual, não estava trajado como marinheiro naquele momento, o que era até mesmo estranho, contanto, ainda estava com o boné correspondente da profissão o que indicava que ele continuava sendo um marinheiro.

Ambos seguiam até a sala do Tenente e Ragnar atendia ambos. - Bom dia, senhores. Sentem-se. - Ele dava a cordialidade e a permissão para que se sentassem no par de cadeiras do outro lado da mesa. Os papéis que ele tinha em sua mesa eram ligeiros, não havia muita coisa. O Tenente esperava ouvir todas as palavras que Arthorias pudesse dizer para que seguissem corretamente para a Grand Line, e desta vez, não vinha apenas como um pedido e também com uma proposta, a de ser capaz de provar o valor para a organização.

Ragnar compreendia aquilo de boa vontade, ele até mesmo parecia surpreso com aquele pedido para se provar e olhava para Jones antes de falar qualquer coisa. - Jason, você está com ele nesta empreita? - E Jason mostrava-se um pouco surpreso e rapidamente corrigia a sua postura, ele demonstrava tanta determinação em seu semblante como a de Meursault. - Eu estou, senhor. - E parecia que eles tinham tomado uma decisão por ali.

- Haverá um evento em nossa ilha daqui um mês, um nobre se encaminhará para cá para fazer doações a respeito das empresas na ilha. O Governo Mundial cuidará do homem para que ele seja bem recebido e tentará protege-lo de qualquer empreitada. Contanto, temos informações de que um grupo pirata está se encaminhando para a ilha para fazer uma emboscada contra esse nobre e raptá-lo. Seria algo do qual o governo poderia cuidar, mas o nobre não é o único a vir e a proteção está bem espalhada pelo West Blue, por isso, pediram a nós para que investigássemos e protegêssemos a ilha. - Ele começava a passar informações a respeito da missão, contanto, não seria uma missão imediata. - Eu liderarei essa missão futuramente, colocarei minhas mãos para trabalhar e vocês serão meus ajudantes, por isso, não vou querer corpo mole.

O homem agora voltava a parecer mais rígido, o homem que eles tinham visto naquele exame de admissão de dois dias atrás. - Vocês terão três semanas para treinarem ou fazerem o que mais desejarem. Até lá, espero que se esforcem e aumentem as suas características físicas e intelectuais, não será uma missão fácil e eu estarei supervisionando vocês de perto. Não vou tolerar insubordinação, mas qualquer ideia criativa pode vir bem a calhar. - Diferente do Sargento David, ele tinha uma postura de líder, além disso, não os subestimava e parecia conhecer Arthorias da ponta do seu dedão até o último fio de cabelo em sua cabeça. - Estão dispensados por agora se não tiverem nenhuma dúvida ou pedido. - Ele complementava a sua fala e parecia finalmente terminar a sua explicação a respeito da futura missão que eles teriam.


Considerações:
 

Ferimentos:
 

Legendas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Wonderful Land
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Achiles em Seg 08 Fev 2021, 17:26, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Meursault
Soldado
Soldado
Meursault

Créditos : 27
Warn : I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 28/01/2018
Idade : 23
Localização : Las Camp - West Blue

I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 EmptySeg 08 Fev 2021, 16:49






C’est en forgeant qu’on devient forgeron

A companhia de Jason já era agradável por si só, era um amigo verdadeiro que Arthorias havia feito dentro da organização. Apesar de terem se unido pela força do acaso, a dinâmica da dupla havia funcionado bem, como se tivessem sido escolhidos um para o outro através de uma seleção criteriosa. Ficava contente ao ver que seu companheiro não hesitava nem um pouco na hora de decidir acompanhá-lo em suas ambições. Aos seus olhos, era uma atitude valorosa que demonstra uma lealdade recíproca. Inconscientemente, colocaria um sorriso em seu rosto, enquanto escutava atentamente os detalhes da missão que iam sendo informados por Ragnar.

Os assuntos políticos relativos à missão não eram de seu interesse, era um jogo de poder com o qual não tinha o menor intuito de se envolver. Tudo que lhe importava era a resposta final do Tenente, a reação do homem em relação ao seu pedido havia sido coerente com o que esperava e o tempo de preparação para ser capaz de demonstrar o seu valor era uma grata surpresa. Sorria de excitação, pensando em como poderia evoluir durante três semanas. Além disso, ficava empolgado com a possibilidade de atuar ao lado de Ragnar. Apesar de respeitar o homem, não fazia ideia de sua história ou seu desempenho, apenas sabia que, durante o exame de admissão, os recrutas haviam o tratado como uma espécie de lenda vida. Meursault se sentia extremamente empolgado com a oportunidade que havia recebido, de forma que deixaria um riso de desdém escapar quando o ato de fazer corpo mole fosse mencionado. - Não precisa se preocupar com isso. Talvez eu não tenha o talento, mas o esforço máximo depois de receber uma oportunidade é obrigação. - Acreditava piamente nas palavras que havia proferido, sabendo que daria o máximo de si para ter o maior desempenho.

O conselho, ou melhor, a instrução de treinar tanto o corpo quanto a mente era um dica valiosa que Arthorias pretendia seguir. Assim que fosse dispensado, levantaria e iria em direção à porta, mas, antes de abandonar o aposento, viraria para o tenente e agradeceria verdadeiramente. - Valeu pela oportunidade, eu não vou decepcionar... - Em seu ponto de vista, achava que um agradecimento simples era o suficiente, mas sabia que o Tenente era um homem mais rígido, então faria um sacrifício por ele. - … Senhor. - A palavra, como sempre, soava estranha em sua boca, mas, se havia um homem que merecia esse tratamento, tal homem era Ragnar.

Saindo da sala, ficaria encostado em uma das paredes do corredor, esperando que Jones também saísse. Assim que o homem aparecesse em seu campo de visão, falaria.  - Você escutou o homem, não temos tempo a perder. - A empolgação em sua voz era nítida. - Tem uma coisa que eu gostaria que você me ensinasse, minhas pernas são boas, mas, no meu estado atual, meus braços são inúteis. Eu queria sua ajuda pra resolver isso. - Começaria a caminhar em direção a sala de treinamento, esperando que fosse seguido. - Você não vai me negar uma revanche, não é? - Procuraria pelo ringue em que havia lutado no exame de admissão, encontrando o mesmo, subiria e esperava que Jones também fizesse o mesmo.  



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança   I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança
Voltar ao Topo 
Página 5 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: