One Piece RPG
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 XwqZD3u
One Piece RPG
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini-Mila] - Último Capitulo
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 16:00

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Kyo Hoje à(s) 15:57

» All we had to do, was cross The Damn Line, Elise!
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Wesker Hoje à(s) 14:11

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor AoYume Hoje à(s) 13:52

» A HORSE WITH NO NAME
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Axell Hoje à(s) 13:21

» União Flasco: Inicio do Sonho
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Dante Hoje à(s) 12:26

» Ficha nova
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:35

» Grandhao Scale
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:35

» Em Busca do Crédito Perdido
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 01:27

» Chapter II: EDEN - Drugs ♪♫♪
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Nolan Hoje à(s) 00:44

» I - Justiça: Um compromisso obstinado!
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Hammurabi Hoje à(s) 00:23

» M.E.P - Mini Mila
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 00:04

» Vol 2 - The beginning of a pirate
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 23:38

» Uma promessa ao céu
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Bolin Ontem à(s) 23:27

» Ep 1: O médico e o marinheiro
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor TerryBogard Ontem à(s) 23:17

» M.E.P. - MINI AVENTURA HOKI - RECOMEÇO
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Hoki Ontem à(s) 23:00

» [MINI-HOKI] O Espadachim Negro
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Hoki Ontem à(s) 23:00

» Entrementes
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Oni Ontem à(s) 22:44

» Ato I - Antes da tempestade
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor Dante Ontem à(s) 21:15

» Virtudes do ódio, votos de sangue
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Emptypor GM.Midnight Ontem à(s) 20:50



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 77
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptyDom 29 Nov 2020, 19:46

Relembrando a primeira mensagem :

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Bell Farest. A qual não possui narrador definido.


Equipe One Piece RPG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Far
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 05/07/2015

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptySab 09 Jan 2021, 19:31

Island
Bom, não era lá a melhor maneira de se começar uma troca, sabia que poderia comprar aqueles utensílios mas a tal moeda local não me auxiliava nessa compra, de qualquer forma tentamos ajeitar os termos e acabamos chegando a algo que poderia agradar os dois lados. - Hmm, tudo bem, aceito sua oferta, vamos deixar esse dinheiro extra como uma espécie de "taxa estrangeira", aproveite sua gorjeta. - Diria, entregando ao velhote o dinheiro que desejava, ao mesmo tempo que levava as conchas ao bolso, guardando para mais tarde. Bom, pelo menos deu certo, vamos sair com uma novidade em nosso arsenal. - Dizia sorrindo para Vayu, em último instante, antes de virar minha cabeça para o lado e ver que algum maluco estaria pulando em cima de mim, quase como se não conseguisse reconhecer, me chacoalhei um pouco até ver as madeixas ruivas.

- Aaron ?! - Indagava um pouco surpreso, apesar de certa felicidade interna, não expressava tal como o garoto apenas ouvindo o que ele teria a dizer.  - Longa história, que tem a ver com esse pessoal aqui... - Afirmava, apontando para a princesa que deveria estar ao menos próxima, quem sabe até ouvindo a conversa. - A minha morte foi forjada, mas claro, a marinha não sabe disso e pode ser algo útil para nós, por isso a do visual novo... - Diria, sorrindo, mesmo que a máscara cobrisse minha feição, bom, de qualquer forma colocaria o garoto ao chão novamente, e esperando que Vayu se aproximasse, aguardaria pela apresentação e pelas formalidades. - Hyno, Tobio? Prazer, apesar de não fazer a mínima ideia de quem são vocês. Parece que Masimos está aceitando mais novos aliados. - Comentava, brevemente.

Aaron, no entanto não se conteve apenas com as perguntas, também realizando uma ligação para Masimos que, claro, ficaria feliz em me comunicar. - Alo, Masimos? Avise a todos que a calamidade guerra está de volta, mais vivo do que nunca! Diria, gargalhando em seguida, e aguardando alguma instrução que fosse. Bom, de qualquer forma não poderia esquecer daqueles que estávamos acompanhando, não vou mentir, talvez eles ficassem um tanto chateados ao saber que na verdade era um pirata e desertor do clã Farest, mas quem liga? Pensava, virando-me e sacando a espada ao observar meus supostos "aliados", a princesa e o Farest. - Agora que sabem quem eu sou de verdade, qual vai ser? Ainda estão interessados ou vamos começar um combate que já sabemos o resultado? Comentaria aguardando por uma resposta ou me afastando caso alguém realizasse uma investida, para assim me preparar para o desenrolar desse acontecido.

Far:
 
Thank's [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 73
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 27
Localização : Na Monstrolandia...

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptyDom 10 Jan 2021, 02:06


 
 
11º Adv
"O que devo temer se não temo a Morte!?"
A Calamidade Morte

Durante o diálogo entre mim e Shiori, a mulher conhecedora da língua antiga, antes de continuar procedendo com a prosa, instruía algumas ordens para Lut que sem delongas se dirigiu a cumpri-las. A mulher, Shiori, parecia bastante intrigada com o tal tesouro. Estava cada vez mais visível, já que, ela exigia como pagamento informações sobre sua localização.

~ Hmm. Informações? Mas que intrigante. Proferia ao cruzar os braços e então coçar o queixo expressando reflexão. ~ Poderia exigir dinheiro, quem sabe parte do tesouro como recompensa, ou até mesmo exigir que nós lhe levasse junto. Mas devo deduzir que ambas são inconvenientes a sua pessoa. A primeira, e mais provável, é que você possuiu descrença em tal lenda. Isso é logico e óbvio, devido fato de momentos atrás ter deixado claro sua opinião. Já a segunda opção... você provavelmente de ter em mente uma porcentagem dessa veracidade quanto ao tesouro, mesmo que haja ínfimo chance dele residir em Skypiea, o local certamente é muito bem protegido pelos antepassados, o que me leva a avaliar e julgar, que está ciente de sua força para com prosseguir numa busca sem um bom time. Ou seja... apesar de não acreditar, não é como se pudesse confirmar a existência ou inexistência. Afinal, haveria de ir pessoalmente ou contratar um grupo. E confiar em boatos? Oras, boatos são meros boatos, não tem como ter total certeza se é verdade o não. Agora informações?! Sem dúvidas seria a melhor forma de autenticar a origem e veracidade. Faria uma pausa para então apanhar o jarro a frente. ~ No entanto, me pergunto por quais motivos estaria interessada só nas informações, afinal... se houvesse tal local e tesouro, o grupo ao encontrar ficaria com tudo, obviamente. Porém, do que adiantaria ter as informações após o local ser pilhado? Por fim, tomaria o jarro todo e então largaria em cima da mesa.

Fintaria nos olhos da mulher e então retornaria a falar. [color=#836FFF]~ Pois bem, aceito sua condição. Não faz diferença para mim no final.[color] Realmente era algo que não iria me prejudicar em nada, já que, se pudesse ficar com todo tesouro e possuindo informações, se elas viessem a revelar algo deveras relevante, dizer a ela não faria mal. Afinal... se as informações fossem julgadas a mim como extremamente importantes, bastasse matar Shiori. Cumpriria o acordo, entretanto, não incluía sua proteção.

Haviam se passado algumas horas enquanto Shiori explicava a parte técnica e ilustrava como era exatamente decifrar códigos; mostrando um livro de criptografia. Não sentia nenhuma dificuldade para entender, dado que, meu excepcional intelecto junto a lógica aceleravam o entendimento. A pergunta da mulher para com o código seria respondida quase que seguido a sua pergunta. ~ Se decifra como: Olá.

Enquanto Shiori continuaria explicando e exemplificando, permaneceria respondendo adequadamente em uma escala acelerada. Não só mostrando sublime capacidade de compreensão, mas principalmente em absorção de informações. Durante esse tempo, faria um sinal para o atendente vir e pediria carne, vegetais e mais alguns jarros de água. Comeria adequadamente a meu tamanho, talvez até mesmo apavorasse a mulher ou dono do recinto. Mas não me privaria de recuperar todas as forças através de uma ótima refeição.

Havia exigido tanta comida, mas tanta comida que talvez pudesse ter levado o estabelecimento a falência. Mas a verdade era que fazia décadas que não comia adequadamente. Sempre em alerta; sempre mantendo os sentidos aguçados; sempre visando estar na melhor forma possível e com isso evitava comer em abundancia para não relaxar demais o corpo. Entretanto, meu poder agora era muito superior ao passado. Mas da mesma forma que era maior, mais energia demandava.

Após estar satisfeito, beberia o ultimo jarro de água e limparia o rosto ao passar a parte de cima da mão. ~ Já é o suficiente. Estou ciente de como a criptografia funciona. Parece fácil ao meu ver, mas por outro lado é uma ótima forma de ocultar informações de pessoas leigas. Terminaria de dizer ao largar o jarro em cima da mesa. ~ Entrarei em contato pelo den den mushi quando terminar. Falaria brevemente e em seguida me levantaria da mesa. ~ Aqui está, fique com a gorjeta. Entregaria 50 mil berrys como forma de pagamento ao atendente da taverna e viria a sair do recinto.

Logo ao sair da taverna, notaria o comunicador tocar e apanharia no bolso. Era impossível não identificar quem estaria falando. A ouvir toda a frase, percebendo até mesmo a empolgação do meu valoroso aliado, seria impossível conter meu jubilo. ~ Kyahahahahaha. KYAHAHAHAHAHAHAHA, KYHAHAHAHAHAHAHAHA. A risada seria medonha, mas sincera. Bell! Ele enfim voltou. Não havia momento melhor. Com ele de volta nosso poder retornaria ao pináculo das Calamidades, principalmente por ter Hynno agregado a nós. ~ Quanto tempo, Bell. Me diga onde está e irei até aí. Perguntaria já caminhando pelas ruas da cidade de Skypiea. Após ele me dizer o local, sabendo sobre toda extensão devido ao mapa e conhecimentos e em geografia, me dirigia até lá. O raro sorriso maquiavélico estaria enfatizado em meu rosto após receber a ligação de Bell, não que eu não esperasse mais seu retorno, possuía uma fé inabalável no meu braço direito.

Após desligar o comunicador e retorna-lo ao bolso, uma perguntara eclodiria em minha mente. “Porque a Deusa não se manifestou antes? E porque ela não me disse que Bell retornaria?” Ficaria matutando e martelando em minha mente, com a finalidade de descobrir as respostas, principalmente pelo fato de a Deusa estar ausente. O que não era a primeira vez, mas bastante incomum.
Info
Atributos
  • level: 5
  • Dano: 78 (Espec)
  • Acerto: 90 (Incrível)
  • Pontaria: 52 (Espec)
  • Esquiva: 62 (Espec)
  • Bloqueio: 105 (Incrível)
  • Resistência: 50 (Espec)
 
 
 
Histórico:
 
Objetivos:
 
Técnicas:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Thomas
Game Master
Game Master
GM.Thomas

Créditos : 13
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 19
Localização : NewBerry City

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptyTer 12 Jan 2021, 04:21


11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Skypiea (6° Rota)
11:30 AM
Dia de sol forte, 30ºC


Hynno, Aaron e Bell

O piromaníaco não ficava feliz já que ninguém havia prestado atenção em seu show, e responde Diana de forma maliciosa.

— Será se você me aguentaria rapaz?

Ela dava um sorriso como se quisesse provocar Aaron com o comentário feito, ele percebia que para a sua infelicidade ele não tinha uma acompanhante mulher, e até mesmo perguntava para Tobio que levantava os ombros meio que dizendo, e eu sei lá?!

Hynno escutava o apresentador, Aaron pedia para ele não os meter em encrenca e encarava um homem que para ele não parecia muito estranho, Draguren dá um trago no cigarro enquanto fala normalmente sobre cozinhar pessoas, algo típico de um louco.

Ele se aproximava da loja de “conchas” e percebia a presença dos dois perto, e fazia um comentário em alto e bom som, que fazia a mulher ficar aborrecida, mas não apresentava uma postura hostil.

Enquanto isso finalmente DeWitt percebia que o rapaz era na verdade Bell, e saia em disparada correndo com tudo ao reencontro com seu amigo de longa data, eles se dão um encontrão, e inicialmente a calamidade da guerra nem sabe quem é a pessoa que o abraça.

O reencontro trazia muita felicidade para o ruivo, ele nem mesmo percebia que estava fazendo um alvoroço na loja do velho, que nem se importava muito com isso, na verdade até parecia feliz pelo reencontro de amigos.

Uma enxurrada de perguntas eram feitas, e aos poucos eram respondidas, logo Aaron voltava a realidade e apresentava o novo membro do bando para todos, sem perder tempo o psicopata já mandava uma cantada para cima de Vayu que já o respondia de forma ácida.

— Dependendo da diversão que você for me oferecer melhor eu brincar sozinha hihihihi.

Ela colocava a mão na frente da boca e sorria de forma sádica, tanto Bell quanto Draguren agora já haviam se apresentados, a princesa fazia um beicinho e ficava irritada com o tratamento feito pelo doido.

— Eu não sou um objeto!

Ela falava claramente aborrecida batendo o pé no chão com raiva, todos conversavam e trocavam informações já que fazia um tempo que não se viam, o ruivo entregava um den den mushi para a calamidade da guerra se comunicar com o capitão.

Seus aliados pareciam ficar um pouco surpresos por saberem quem era ele na verdade, mas a princesa meio que dava de ombros e comentava.

— Eu não vou ser burra de atacar um pirata das calamidades. Prefiro continuar ao seu lado e dar continuidade com o plano, mas ficaria feliz se não me escondesse mais informações importantes....

Tanto o guarda costas e o navegador seguiam a decisão da princesa que parecia ser a mais inteligente naquela situação. Aaron aproveitava e ia no balcão comprar alguns dials com o velho vendedor.

— Arghh, vocês só me dão dor de cabeça, trocar isso depois vai ser um saco, mas meu caro, você tem bons olhos por perceber que eu tenho esses em minha loja, mas já aviso que são caros....

Ele falava coçando a sua barba meio pensativo em quanto iria cobrar

— Bem eu fecho 110 milhões berries já que seu amigo fez uma boa compra, e então o que me diz, negócio fechado?

Ele estendia a mão tentando firmar a venda, caso tudo fosse do agrado de ambas as partes ele imediatamente entregaria a ele e agradeceria a compra.


Masimos



O grande tritão fazia um monologo enquanto ficava bastante pensativo, Shiori ficava meio abismada com tantas suposições, mas no fim ela olhava para ele e dizia.

— Não era mais fácil só ter concordado com o valor? Hahahaha, bem eu sou uma estudiosa e tenho um objetivo de descobrir muitas coisas perdidas, e se você puder me ajudar, também lhe ajudarei, simples assim.

Ela falava sorridente com sua caneca de cerveja em mãos, ele aceita o preço e as aulas começam, afinal não iria alterar nada no resultado final para o emissário da morte.

Algumas horas se passavam, o tritão aprendia rápido, o que facilitava e ganhava tempo a ambos os lados, ele decifra a pequena mensagem com perfeição e aptidão.

— Exatamente, essa é uma das formas mais básicas, me deixe lhe mostrar outras mais avançadas...

Ela puxava mais alguns livros de sua mochila e continuava ensinando o Titã, enquanto a aula ia dando sua continuidade o esfomeado ser pedia incontáveis pratos de comida e jarros de água.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Toda vez que o garçom trazia mais comida e era pedido por mais a cara dele ficava ainda mais assustada, mas ainda mantendo a compostura para não desrespeitar o grande cliente, finalmente ele termina de comer e aprender tudo o que precisava daquela aula.

— Acho que você pegou o espirito da coisa, por favor entre em contato, estarei esperando sua ligação.

Ela entregava seu número e o Howker se levantava para pagar a grande conta que havia feito por tanta comida pedida, ele entrega 50 mil berries para o caixa, ele levanta o dedo provavelmente para falar que aquela moeda não funciona por lá, mas devido ao seu tamanho e quanto ele comeu, ele acha melhor ficar em silencio e apenas aceitar o dinheiro.

Ao sair ele já podia ouvir seu den den tocar, e uma notícia maravilhosa fazia ele gargalhar de forma barulhenta na frente da taverna, ele pedia a localização e já começava a andar para lá enquanto cogitava as ações da deusa da morte.


Legendas:
 

OFF:
 

Histórico Geral:
 

Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
OverLord
Pirata
Pirata
OverLord

Créditos : 31
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 4010
Masculino Data de inscrição : 31/03/2012
Idade : 23

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptyDom 17 Jan 2021, 01:35


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
"Como você venderia a morte? Literalmente a experiência definitiva! Sem seguro, sem enjoo, sem discussão, uma viagem só de ida"
Post: 04 | Localização: Em algum lugar de Skypiea




As coisas ficavam um pouco apimentadas quando Diana respondia de uma forma maliciosa para o psicopata se ele realmente aguentaria ela. Podia muito bem responder ela, mas o pirata estava já em outra e o nome dela era Vayu. Aquilo era um reencontro de calamidades, Aaron e Bell, Hynno apenas focava nas companheiras dos dois. A resposta de Vayu era ácida, fazendo o psicopata rir, mas logo voltava a atenção para a outra mulher que após escutar o que o piromaníaco havia dito para Bell, gritava para o espadachim, dizendo que ela não era um objeto. Ria e apontava para ela: – Para isso, você precisa saber se defender e não apenas bater pernas. O espadachim então se aproximava de Vayu e olhava para os olhos dela: – Ousada você, gostei. Mais tarde a gente pode se divertir de todas as formas que você estiver pensando sobre o que estou falando. E então, apalpava a cabeça dela, pois era um pouco maior que a mulher e então, se afastava dela e se aproximava do ruivo.

Caso Vayu agisse ofensivamente após o toque da mão direita de Hynno na cabeça dela, pois usava passivamente seu haki da observação, ativaria o seu haki do armamento na área que fosse atingida além de sua resistência passiva graças à sua akuma no mi e de seu corpo de aço. Sua ação ofensiva seria de uma forma inofensiva, com seus dedos transformados parcialmente em lâminas de quatro centímetros, cortaria partes da roupa dela, cenas de fan service para ser dito propriamente. Se ela se esquivasse ou bloqueasse, apenas ignoraria e destransformaria seus dedos e caminharia para próximo do ruivo. Em qualquer um dos casos, agora o psicopata estava próximo de Aaron. – O que faremos agora, Ruivo? Encontramos Bell por acaso... Iremos até o Roxo? Ficaria então encarando Vayu enquanto aguardava uma resposta de Aaron.



Objetivos:
 

Contador do Piromaníaco:
 

Localização das espadas:
 

OBS para o Narrador e Avaliador:
 

Histórico:
 


Supa Supa no Mi:
 

____________________________________________________

- Fala
* Pensamento
- Fala da Plateia

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

R.I.P:
 


Chibis:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yami
Super Nova
Super Nova
Yami

Créditos : 37
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 25
Localização : Far, Far Away ♫

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptySeg 18 Jan 2021, 00:10


 
 
4º Post
"Four Calamities"
Cataclismo em Skypiea



Nem mesmo a alegria em rever Bell tampava a dor de ver tantos berrys indo embora de uma vez. Pagava ao lojista segurando firme as notas em minhas mãos, como se estivessem grudadas nos dedos. Eu bem que podia sair roubando tudo aquilo ali e agora, eu era um pirata afinal de contas! Mas causar uma confusão no centro da cidade enquanto ainda éramos considerados "aliados" pelos celestiais não seria uma boa ideia. Absorveria para o pântano as conchas recém-adquiridas, já imaginando o tipo de coisa que faria com cada uma delas. E apenas na saída da loja que daria maior atenção às visitas de Bell, onde o mesmo citava a tal "princesa".

Olharia a mesma de cima a baixo, relembrando da última vez que vi alguém da realeza. Isis havia ficado em Alabasta, assim como Bell havia ficado, então não imaginava de onde o Lâmina havia tirado uma princesa pra arrastar por aí. — E essa daí é quem mesmo? E qual é desse plano? — Falava sem me referir diretamente à ela, afinal eu nunca fui muito com a cara da realeza, então preferia tratar com o próprio Bell. Sabia que ele havia tido suas próprias aventuras e seus próprios problemas... Mas agora com o bando reunido, isso significava que era problema de todos nós também. E, olhando para o homem que os acompanhava, notava os olhos típicos, parecendo se tratar de um Farest, mas deixava que Bell se justificasse disso também.

E após a comunicação com Masimos, que imediatamente se manifestava querendo nos encontrar, pegaria de volta o den den mushi enquanto olhava nos arredores. — Estamos no centro da cidade. Acabamos de sair da loja de dials e vamos ver se achamos algumas coisas pra exploração... Nos atualizamos quando você chegar. — E, desligando o comunicador, voltaria a caminhar pelas ruas atrás de uma loja mais comum, talvez algo como artigos esportivos ou de exploração.

As ações de Hynno, é claro, eram as mais espalhafatosas possíveis, e eu torcia pra que aquilo não se tornasse um problema interno com os acompanhantes de Bell, afinal Diana já estava um pouco mais acostumada a lidar com aquilo. — Nah, ele vem até nós. Vamos descansar um pouco, pra variar. Temos planos bem agitados, na verdade. — Apalparia o meu tórax, que ainda resmungava de dor que parecia não cessar nunca. — Masimos deve ter conseguido as informações que precisávamos para ir atrás do tal Poneglyph e, consequentemente, com o tesouro daquele povo lá. Então... Já sabem. Espero que não estejam enferrujados demais depois desse tempo de folga. — Sorria de forma sarcástica, indo agora para a outra loja ver quais opções tínhamos que poderia ajudar em nossa jornada.

Info
Atributos
  • level: 5
  • Dano: 105 (Incrível)
  • Acerto: 90 (Incrível)
  • Pontaria: 42 (Habilidoso)
  • Esquiva: 92 (Incrível)
  • Bloqueio: 41 (Habilidoso)
  • Resistência: 35 (Habilidoso)
 
Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 73
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 27
Localização : Na Monstrolandia...

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptyQui 21 Jan 2021, 01:05


 
 
11º Adv
"O que devo temer se não temo a Morte!?"
A Calamidade Morte

A voz de Aaron seria impossível não reconhecer e logo compreendendo que ele, junto de Hynno, haveriam encontrado Bell. Durante minha ida, conseguia sentir meu corpo totalmente recuperado. Não só os alimentos haviam preenchido aquele vazio irritante, mas como também regenerado todos os danos das últimas lutas.

Enquanto me dirigia até o local indicado por Aaron, caminharia com calma ainda que meus sentidos e guarda prevalecesse alertas. Ignoraria os comentários dos Skypieanos devido meu tamanho e raça, o que já seria esperado. ~ Humph, quanta comoção. Proferia ao olhar para os celestiais ao mesmo tempo que continuaria seguindo até encontrar meus aliados.

Caso ouvisse algum comentário petulante ou desafiador, julgando assim ser, por um breve momento fintaria o habitante com um olhar bastante intimidante e ameaçador. Emanando uma sensação hostil podendo ser interpretada como: a própria “morte”. Não que eu tivesse a intenção de perder tempo com um reles celestial, até porque, ainda não havia falado com Mikhan referente nosso acordo. Mas desfrutaria do medo ou angustia vinda daquela criatura.

Após encontrar meus aliados, reprimindo ao máximo o jubilo devido a chegada de Bell, lhe cumprimentaria de forma respeitosa e amigável; algo que poucos obtinham de mim. ~ Espero que não tenha dizimado todo seu clã? Assim perderíamos toda a emoção, num futuro próximo. Kyahahahaha. Proferia para meu valioso aliado com intuito de, subliminarmente, dizer: “estamos aqui para lhe dar apoio, caso precisar.” Tinha em mente o desprezo de Bell para com seu clã, e que alguns ainda lhe caçavam. Era óbvio que algum dia viríamos a colidir com alguns familiares dele.

Não sabia ao certo, o que no fim havia ocorrido com Bell. Recordo-me que era uma intriga com clã dele, mesmo que ele preferisse guardar para si próprio o motivo. Exatamente por isso não faria perguntas desnecessárias, ou até mesmo irrelevantes. Já poderia deduzir pelo seu estado, que suas batalhas haviam sido duras, mas que de certa forma haviam lhe fortificado; não que seja diferente de nós.

~ Esse é um bom momento para comemorarmos. Diria ao analisar o ambiente ao redor, como na vinda, com objetivo de encontrar uma outra taverna para nos atender. Caso houvesse outra, viria proferir. ~ Vamos conversar num local mais apropriado... logicamente, com uma boa bebida. E então seguiria até a taverna. Logo ao adentrar, visaria uma boa mesa em um espaço próprio a nós. Caso não houvesse, andaria um passo a frente pisando com força sobre o solo. ~ Exijo uma mesa, agora! Bradaria expressando um rosto sério, imponente e intimidador.

Assim que nos atendessem, acompanhando até a mesa, viria a sentar e proferir. ~ Traga sua melhor bebida. Espero que possa nos atender adequadamente. Diria com um tom de voz resoluto e em seguida, faria um gesto de sinal “pare” com dedo para garçom esperar. Assim que Aaron, Bell e Hynno sentassem, cruzaria os braços e então analisaria o ambiente ao redor. Poderia estar lotado, muito barulhento, considerando tal situação, o que obviamente viria me aborrecer principalmente por querer desfrutar desse momento com a chegada de Bell que há tempos era um aliado deveras fiel, e a Calamidade Guerra.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

~ Hmm... está intolerável esse lugar, esperem um pouco. E então, logo após dizer isso, libertaria uma rajada estrondosa provinda do Haoshoku no Haki com objetivo, e tentativa, de nocautear todos presentes; exceto atendente e meus aliados. – Nada mal... assim está melhor. Proferia com uma expressão exultante. ~ Podem pedir agora. Falaria com um sorriso bastante maquiavélico, afinal... agora o atendente deveria ter em mente que não éramos qualquer um, sua vida talvez dependesse de como nos atenderia.

Após pedirem, fosse só bebida e/ou junto de comida, acrescentaria par ao homem. ~ Para mim não há necessidade de comida. Até porque já havia comido algumas horas atrás e ainda estava satisfeito. ~ Só traga bastante bebida alcoólica. Esperava que eles possuíssem algo interessante, talvez alguma especialidade de sua cidade.

Assim que o atendente viesse sair, enfim, seria o primeiro a falar. ~ Caso Aaron ainda não tenha lhe dito... Byakushi está morto. Provavelmente todos vinculados a ele também estão; salvo a maldita Rosa Negra. Comentaria com um olhar sério e irritado, mas que logo retornaria uma expressão neutra. ~ Não que eu me preocupe mais com eles, sinceramente... aquele que dizem ser o líder deles, não passa de um homem ansiando poder através de uma lenda sobre coroa e pedras. No entanto, não é como se eu negasse sua existência completamente, afinal, ele ficou persistindo em cruzar nossos caminhos. Viria então retirar o capacete dourado e colocar sobre a mesa. ~ É possível, e bem provável, que ele fique um tempo sem vir atrás de nós. Mas inevitavelmente, ele virá até nós. Afinal de contas, detenho uma das pedras que ele almeja. Frisaria minhas palavras ao tocar no colar ao qual havia apanhado de Byakushi e que era um presente da minha amada Deusa.

Era impossível negar a existência daquele colar, estava visível a aura que ele possuía trancafiada dentro de si. ~ Mas por hora, deixemos o passado em seu devido lugar. Noto que Vayu lhe acompanhou até aqui e parece bem, não que seja uma surpresa. Obviamente, não havia deixado de notar sua presença. Apenas minha comunicação com ela era mínima, não existia um motivo em si. ~ Mas o que de fato me intriga, é sua aparência. Motivo em especial? Puxaria assunto com Bell enquanto a bebida viria. Ouviria suas os relatos de sua história até chegar aqui, caso sentisse confortável em falar.
Info
Atributos
  • level: 5
  • Dano: 78 (Espec)
  • Acerto: 90 (Incrível)
  • Pontaria: 52 (Espec)
  • Esquiva: 62 (Espec)
  • Bloqueio: 105 (Incrível)
  • Resistência: 50 (Espec)
 
 
 
Histórico:
 
Objetivos:
 
Técnicas:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 23
Localização : Your worst nightmare

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptyTer 26 Jan 2021, 22:00

Crewmates I'm back
Apesar das emoções proporcionadas por um reencontro entre as calamidades, me contive ao falar com Masimos, apenas concordando com o que Aaron havia comentado, deixamos que o homem venha até aqui para prosseguir com as palavras. - Pois bem Princesa, escolheu bem... Só segure esse seu homem Farest, tenho certeza que ele está louco para vir pra cima agora que sabe de minha identidade, eu não o culpo, na verdade se as circunstancias fossem diferentes acabaria com ele aqui e agora. - Diria, com um breve sorriso, que se transformaria em um olhar intimidante dirigido para o homem de olhos vermelhos, em seguida voltava a faceta normal, direcionando minha atenção novamente a Aaron e suas perguntas. - Talla Califord, Princesa do Reino Murloc... Resumindo, eu meio que precisava de uma carona pra cá, e ela bem... Dinheiro. Juntei o útil ao agradável, vim parar aqui e ainda pretendo ganhar uma bolada. - Afirmava com um sorriso no rosto, sabia que o mesmo entenderia.

- A princesa aqui tem um plano para ganharmos uma grana desses homenzinhos de asa, deixamos Masimos cuidar disso, quem sabe acabe interessando de alguma forma. - Diria, dando de ombros. - Bora sentar um pouquinho, acabei de chegar e já to cansadão... Sou só eu? - Indagava me sentando no primeiro local que encontrasse ao aguardo de Masimos, que por sinal não deveria demorar muito a chegar no local. Seja qual fosse o tempo que o grandalhão levasse para chegar até ali, estaria pronto para me colocar de pé e estender a mão em um cumprimento no momento em que o tritão se colocasse em minha frente, mesmo com seu estilo intimidante, ele na verdade, além de um tremendo capitão, após tudo que passamos poderia dizer que também o considero como um verdadeiro amigo. - HAHAHA! Ainda não cheguei a esse ponto, para falar a verdade, tem um deles bem aqui... - Diria, apontando para o Farest Navegador. - Falamos disso mais tarde. Dizia, seguindo o grandalhão para o bar mais próximo.

Deixava que ele tomasse as rédeas de colocar tudo nos eixos e fazer com que os atendentes dessem prioridade ao nosso bando, afinal de conta, de fato éramos a prioridade caso todos quisessem permanecer vivos. - HAHAHAH! Como é bom estar de volta. - Dizia, batendo na mesa com ambas as mãos, mostrando entusiasmo. - Me traga sua melhor cerveja, para agora. - Afirmava, revirando os olhos rapidamente. Acompanhando os comentários por parte do tritão, apenas ouviria atentamente para entender melhor o que aconteceu durante minha ausência, assim como tomar conhecimento dos fatos mais importantes. - Byakushi? Ah, lembro dele, na verdade Rak' Ash também está morto, acabei com o que restava dele em Alabasta e foi assim que sabia onde vocês estavam. - Dizia, retirando do bolso o mapa de Alabasta e deixando-o sobre a mesa, mas deixaria que Masimos prosseguisse. - An? Pedras? Vejo que esse colar, de fato, tem uma aura bem única, mas sabe dizer ao certo o que eles pretendem com essas pedras? - Indagaria um tanto confuso.

Com o mesmo respondendo meus comentários ou não, deixaria o passado de lado como já havia sido dito, voltando as perguntas sobre os acontecimentos relacionados ao meu "sumiço". - Sim, ela sabe se virar sozinha, para falar a verdade é um dos motivos de eu ainda estar respirando até agora, se não fosse por ela... Talvez ninguém tivesse me encontrado. - Diria, cortando um pouco o momento emotivo, e balançando a cabeça para responder a segunda pergunta por parte do Titã. - Gostou? HAHAHA! Não vou dizer que não combina comigo, mas sim... Digamos que quando a marinha "me matou", na verdade eles mataram um clone forjado pela própria rainha de Alabasta, me esqueci o nome dela... Como era mesmo? Ah deixa pra lá.. - Prosseguia, me perdendo um pouco no discurso. - O importante é que a marinha agora pensa que estou morto, e provavelmente não vai ter nenhum grupo de busca atrás da calamidade Guerra, quer dizer, pelo menos não enquanto estiver com esse visual e o assunto não fugir daqui. Isso pode acabar nos dando alguma vantagem. - Diria, analisando o verdadeiro motivo de ter feito uma mudança tão brusca em minha aparência.

Far:
 
Thank's [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Thomas
Game Master
Game Master
GM.Thomas

Créditos : 13
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 19
Localização : NewBerry City

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptySab 30 Jan 2021, 03:18


11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Skypiea (6° Rota)
11:50 AM
Dia de sol forte, 30ºC


Hynno, Aaron e Bell

O psicopata gostava da forma que era tratado por Vayu, e se aproximava dela para conversar, enquanto a princesa parecia aborrecida com o comentário feito pelo mesmo, a mossa acida olhava para ele de cima a baixo após sua proposta.

Mas antes que ela respondesse Hynno coloca sua mão em sua cabeça, ela não esperava por tal ação e se afasta e diz:

— Você é bem diferente, difícil de ler, apanhou muito na infância?

Ela fazia a pergunta com a esperança de talvez tocar uma ferida do piromaníaco, enquanto isso Aaron se lamentava por dentro por perder tanto dinheiro de uma só vez, e o fazia até ter pensamentos cleptomaníacos.

Finalmente DeWitt nota a presença da princesa e então pergunta para ela, qual o plano afinal, quando ela ia se apresentar, Bell já lhe faz esse favor.

— Bem, eu acredito que meu plano fará a gente ganhar muito dinheiro, mas não acho que aqui seja o melhor local para explicar...

Ao mesmo tempo algumas farpas entre o navegador e Bell deixavam as coisas mais tensas, mas ele respondia após a provocação.

— Nem tudo é o que parece, agora eu sou navegador dela e apenas isso.

Falava ele com uma expressão fria, pelo menos pelo o momento ele não parecia que desejava puxar uma briga desnecessária.

Bell se senta enquanto Hynno termina de falar com seu capitão explicado onde estavam e pra onde iriam, eles vão na loja ao lado de exploração, que logo na frente haviam inúmeros itens.

— Bem vindo! Posso lhe ajudar rapaz?

Perguntava o vendedor para o ruivo que entrava na loja.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Howker

Ele termina de falar em seu den den mushi, e vai andando ao encontro de seus aliados, algumas pessoas até cochicham sobre a sua aparência um pouco diferente e presença esmagadora, mas fazer questão de não o incomodar.

Bando todo junto

Enquanto ele comprava as coisas, finalmente Masimos chega ao local também, e rapidamente a calamidade da guerra se levanta para o cumprimentar e conversar.

O navegador parece ter ficado um pouco incomodado para o comentário, mas como havia dito antes, neste momento ele era apenas um navegador, não seria inteligente para ele comprar briga contra o bando.

Todos concordam com o capitão e o começam a seguir para o taverna mais próxima, afinal era um momento de comemoração!



Chegando lá, mostrando sua imponência, Masimos consegue a melhor mesa do bar com grande velocidade e facilidade.

O bar estava meio cheio, e usando toda a sua presença e haki do rei, todos no bar não conseguem lidar com tudo e simplesmente desmaiam.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Mesmo que o "golpe" não tivesse sido direcionado para os que estavam em sua mesa, eles não podiam de deixar de sentir a grande força de sua vontade esmagadora, a princesa e alguns outros estavam de boca aberta e simplesmente não conseguiam nem comentar nada.

O garçom fica pálido como o seu avental, mas não exita em nenhum momento para atender da melhor forma possível todos daquela mesa, afinal não havia mais nenhum cliente agora...

— É um prazer retornar a vê-lo masimos...

Vayu respondia de forma respeitosa e seria para ele, mas parece ficar feliz com o comentário de Bell, todos continuam conversando e trocando informações e historias do que aconteceu, enquanto isso o garçom rezava para não morrer enquanto os atendia.


Legendas:
 

OFF:
 

Histórico Geral:
 

Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 73
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 27
Localização : Na Monstrolandia...

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptySab 30 Jan 2021, 21:19


 
 
11º Adv
"O que devo temer se não temo a Morte!?"
A Calamidade Morte

O reencontro com Bell certamente havia me animado, devido fato de estar bastante aborrecido ultimamente. Principal motivo seria em razão de ainda não ter encontrado a Deusa da Morte, ainda para agravar havia encontrado Byakushi no lugar de minha Amada. Mas por hora, preferia guardar esses pensamentos que permaneciam enigmáticos, já que, com a chegada de Bell deveria dar a devida atenção ao meu valoroso aliado de longa data.

Não é do meu feitio comemorar esse tipo de situação, mas confesso que ultimamente ando mais relaxado. Seja pelo fato de sentir-me mais poderoso ou, principalmente, por possuir aliados poderosos, seja como for, havia me dado certos luxos. Bell foi o primeiro em meu bando, foi o primeiro a trilhar junto comigo. Mesmo com sua personalidade bastante sarcástica, despojada e pouco obediente, Bell havia confiado em mim e acreditado.

Exatamente por isso, por demonstrar a ele meu intelecto e poder de liderança, havia conquistado sua lealdade. Muitos acreditariam que Bell é o tipo de pirata que jamais se submetem a ninguém. Porém, a Deusa havia posto ele e meu caminho com intuito de que eu ganhasse sua confiança e assim obter-se um fiel aliado; mesmo com sua difícil personalidade. Ponderando melhor, Aaron e Hynno não divergiam muito. Todos eles são homens difíceis de lidar, mas isso não influenciou minha determinação em conquistar sua lealdade.

Após nossa chegada na taverna, ainda ignorando certos comentários por parte de Hynno e Vayu, bem como também a presença do outro Farest, acreditando que Bell possuía consciência de quem estava ao seu lado, o dialogo fluiu de forma aprazível ao mesmo tempo que Bell questionava alguns detalhes referente a rosa negra. ~ Em teoria... o líder dessa organização acredita que ao juntar todas as pedras e encaixa-las em uma coroa especifica, terá o direito de governar os mares. Obviamente esse colar é especial, mas após refletir muito, cheguei a seguinte conclusão... Faria uma pausa ao olhar para Bell com uma face bastante séria. ~ Ele é um menino com uma lupa, esperando o sol colidir com sua lente na esperança de queimar o formigueiro. Diria de forma enigmática, até mesmo poética, simplesmente para resumir o seguinte: “Não passa de um nobre burguês esperando um milagre.”

As informações passadas por Bell certamente faziam sentido, talvez por isso sua vinda até Skypiea havia sido tranquila. ~ Hmm... entendo. Responderia enquanto expressava estar pensativo. Pelo visto, a princesa de Alabasta havia participado bastante na fuga de Bell. Estaria ela tentando pagar algum debito a nós? Devido fato de ter influenciado demasiadamente em país, suponho que ela achou até o fim que precisava ajudar mais. No fim, houve bastante vantagem deixa-la viva. ~ Vejo que não perdeu o fogo em seus olhos... princesa Nefertari. Proferia ao fintar ela por alguns instantes, mas não prolongando muito assunto.


Após silenciar todos aqueles seres irritantes, ao utilizar o Haoshoku, logo um ambiente mais deleitoso emergiu. O atendente era poupado, justamente para exercer seu oficio. Enquanto pediriam, me posicionando de forma folgada, viria a então falar. ~ A Rosa Negra por enquanto não será um problema. No entanto, todo oceano em sua plenitude calma, também tem seus dias turbulentos. Proferia de forma enigmática com intuito de explicar que, mesmo que eles não fossem uma preocupação por hora, inevitavelmente seriam num futuro próximo.

Antes que viesse a me pronunciar novamente, apanharia um charuto no bolso e gesticularia para Bell, Arron ou Hynno proporcionar fogo. Eram raros momentos em que desfrutava de um charuto, mas sempre era bem apreciado. A primeira tragada certamente preencheria os pulmões, aliviando qualquer estresse que estaria acumulado. Soltando uma boa rajada de fumaça para o alto, enquanto aguardaria a chegada das bebidas, colocaria o charuto na boca e retornaria a falar. ~ Para lhe deixar a par da situação de Skypiea, resumindo e detalhando os pontos importantes... é bem provável que uma guerra surja. Tragando mais uma vez o charuto e soltando a fumaça enquanto deixaria o tabaco entre os dedos, retornando a falar. ~ Os Skypieanos guerreiam a eras contra o outro povo, os Shandians. Lembra-se de Emeigh? Questionaria para que Bell relembrasse as intrigas das famílias que disputavam o trono da ilha. ~ É a mesma história; exceto a parte de que existe um título de Deus aqui, Humph... quanta audácia. Indagaria e em seguida retornaria o charuto aos lábios.

Após mais uma tragada, dispersando a fumaça para o alto, continuaria explicando. ~ O local atual em que nos encontramos, são os domínios dos Skypieanos. Já a parte do interior das selvas, são os domínios dos Shandians. A questão é que, devido a invasão de Byakushi e seus piratas, os Skypieanos foram os que mais receberem danos. Consequentemente abalando o equilíbrio da balança de forças até então. Pendendo a favor dos Shandians, segundo minha dedução. O que torna obvio, não é mesmo?! Qualquer estrategista aproveitaria de tal oportunidade perante a fraqueza de seu inimigo. Ao fazer uma pausa, tragando novamente o charuto e talvez esperando o atendente terminar de trazer os pedidos, viria continuar meu raciocínio. ~ Provavelmente devem se perguntar... porque diabos eles ainda não atacaram, já que, faz algum tempo que Byakushi e seus homens foram liquidados. Viria a apanhar um jarro de bebida e antes de tomar, diria. ~ Provavelmente por nossa causa. Deixando o liquido percorrer a garganta, quase secando a jarra, seguida, largaria em cima da mesa. ~ Somos uma força em potencial inesperada a todos aqui, os Shandians devem estar receosos, quanto nossas ações. Exatamente por isso, Bell... um membro do povo deles, propôs nos dizer o local de um tesouro com objetivo de cativar nossa atenção e evitar nossa “continua” aliança com os Skypieanos; apesar de que, essa aliança em si não existe mais, devido ela ser unicamente até a morte de Byakushi. Terminaria de falar ao explicar de forma clara, resumida e frisando os pontos principais dos eventos de outrora sobre o contexto até então. Já deixando claro de que estavamos livre para qualquer ação, sendo bom e ruim ao mesmo tempo.

~ Oferecer um tesouro é uma jogada inteligente, devo admitir. Mas que certamente foi explorada na melhor hora possível. Confesso que não ligo para nenhum dos povos, no entanto, o tesouro chamou-me atenção. Finalizaria o resquício da bebida no jarro e em seguida retornaria falar. ~ Ao aceitar a oferta deles, mesmo que ainda não tenha ocorrido o acordo diretamente com o líder dos Shandians, significa que estamos do lado deles ou neutros quanto a suas disputas. É lógico, e óbvio, que permanecer neutro seria bastante benéfico. Mas por outro lado, é uma faca de dois gumes. Arriscando que um dos dois lados venha a cortar, já que, sem nenhuma aliança... nada impedirá de que sejamos inimigos de ambos os povos habitantes dessa ilha. Após explicar minha reflexão do atual cenário, permaneceria quieto com objetivo de ouvir o que eles achariam, já havendo em mente que no fim seria mais conveniente concretizar uma aliança, evitando assim ser alvejado por todos os lados.
Info
Atributos
  • level: 5
  • Dano: 78 (Espec)
  • Acerto: 90 (Incrível)
  • Pontaria: 52 (Espec)
  • Esquiva: 62 (Espec)
  • Bloqueio: 105 (Incrível)
  • Resistência: 50 (Espec)
 
 
 
Histórico:
 
Objetivos:
 
Técnicas:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yami
Super Nova
Super Nova
Yami

Créditos : 37
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 25
Localização : Far, Far Away ♫

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptyDom 31 Jan 2021, 17:04


 
 
4º Post
"Just Chilling"
Cataclismo em Skypiea



De braços cruzados, olhava a princesa de cima a baixo. Não parecia ser tão imponente quanto Isis, mas ao menos parecia saber se impor mesmo que seu coração explodisse no peito de nervosismo. Não a culpava, afinal o nervosismo em estar na presença de Calamidades com a incerteza do que poderia acontecer é algo que já vi em muitos outros. — Bem, é uma boa coincidência. Masimos estava agora mesmo providenciando informações sobre um tal tesouro daqui. Mas sim, vamos descansar. As coisas também foram bem difíceis na sua ausência. — Mostrava a barriga toda enfaixada, que provavelmente ainda vazava um pouco de sangue por conta da cicatrização demorada.

Com a ida até a loja mais próxima de artigos de exploração, eu observaria tudo enquanto me perguntaria o que poderia vir a ser útil. Não seria necessário picaretas, uma vez que o soco de qualquer um de nós seria capaz de moer rochas até virar pó. Também não era necessário objetos de escalada, afinal eu saberia usar o Geppou. Além disso, qualquer espaço apertado eu simplesmente colocaria os outros em meu pântano e passaria sem problemas. — Apenas lanternas, se possível. — E, caso isso não fosse disponível por ali, retornaria na loja de Dials, afinal havia visto uns tais de "Lamp Dials" que poderiam ser úteis. Compraria apenas o meu e retornaria para a rua, onde me reuniria com os demais.

Mas antes mesmo se poder me acomodar, a figura do Titã acabava surgindo no horizonte. Com um sorriso nostálgico no rosto, imaginava apenas Nero ali conosco, reclamando sobre a demora do tritão. Olhava para Hynno, que apesar de ser tão peculiar, ainda assim havia se mostrado ser um aliado valoroso. E, como o óbvio acontecia, imediatamente nos direcionávamos a um bar das proximidades, onde poderíamos comemorar a reunião do bom e velho grupo. Enquanto os demais pediam suas bebidas, eu me contentaria apenas com um suco de uva integral junto com uma torta de carne de porco, caso houvesse tal possibilidade. Quando citado a Rosa Negra, acabaria falando de boca cheia, dando meu parecer sobre o assunto também. — Até que todos os líderes caíam, eles continuarão voltando um após o outro. Mas tem razão, talvez agora eles nos deixem respirar já que matamos alguns dos grandes deles.~ Ou, ao menos, é o que esperam que pensemos. ~ Refletia, sem querer alarmar os demais que ainda se recuperavam do incessante combate.

E as deduções e raciocínios do Titã eram, de fato, fascinantes. Talvez estivesse muito imerso em me recuperar das cicatrizes de batalha que não havia deduzido tanto quanto ao jogo político da ilha. De fato, as coisas pareciam estar bem estáveis, mas os Skypieanos realmente tiveram uma perda considerável comparado aos Shandians. Nossa presença por si só era o que fazia com que a balança não despencasse imediatamente. E se fôssemos para o outro lado... Seria como chutar cachorro morto. — Hmm... Além do mais, tenho alguns planos pra alguns Shandians daqui. Estava pensando em levá-los ao mar de baixo e mostrar o potencial que as Calamidades ainda possuem. — A verdade era que, desde antes de Alabasta, estávamos sumidos dos noticiários, me fazendo questionar se haviam nos deixado de lado para se preocuparem com algo maior. E com a suposta morte de Bell, era o momento ideal "explodir" com a notícia de que estávamos a todo vapor.

Engolindo as últimas garfadas de minha refeição, juntamente com um gole do suco, olharia para os demais, vendo quais conclusões haviam chego nesse meio tempo. — E, devo dizer, a ideia de acabar com o reinado de um "Deus" me parece algo bem interessante. Imagino que tipo de coisas ele deve ter com ele. — Imaginava os mais diversos tipos de artefatos e segredos que tal homem escondia debaixo do colchão. — Pois bem, acho que é hora de agir. Para onde agora, capitão? — Sorriria de forma animada.

Info
Atributos
  • level: 5
  • Dano: 105 (Incrível)
  • Acerto: 90 (Incrível)
  • Pontaria: 42 (Habilidoso)
  • Esquiva: 95 (Incrível)
  • Bloqueio: 42 (Habilidoso)
  • Resistência: 35 (Habilidoso)
 
Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 23
Localização : Your worst nightmare

11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 EmptySeg 01 Fev 2021, 01:18

New Plans
A presença de Masimos no local, de fato me fazia relembrar de vários momentos do passado, mas por hora me contive, apenas ouvindo o que o titã possuía a dizer, principalmente com relação ao que havia comentado a respeito da rosa negra. - Entendo, então eles não são uma preocupação por agora, devo dizer que deixa-lo vivo não me agrada, mas também não podemos largar de mão tudo e correr atrás de alguém que sequer representa perigo. - Comentava, dando de ombros, e me contentando com o fato de que havíamos retirado boa parte de seu poderio ao derrotar 4 de seus poderosos guerreiros, bom o chefão ainda estava na área, mas como Masimos comentara, sem ajuda ele não irá tão longe, e muito provavelmente acabará vindo até nós mais cedo ou mais tarde.

Em seguida, dando fim ao assunto breve com relação a Rosa Negra, tínhamos uma preocupação maior a em nossas mãos, o destino de Skypiea, qual seria nossa escolha? O titã no entanto já havia deduzido com grande maestria, e claro me explicado detalhadamente, tudo que havia acontecido nos momentos em que estive ausente, e de fato tudo se encaixava como em um quebra cabeça. Os Skypieanos pareciam estar em maior número por aqui, e pelo que entendi esse tal Deus também pertencia a sua raça, enquanto os Shandians seriam o povo mais isolado, brigando por alguma chance de conquistar o título de líder, porém devido a sua força inferior ao do inimigo, nunca haviam chegado até lá.

- Pois bem, também não vejo razão para salvarmos ambos os povos, mas se vai nos render uma grana, de fato, faz sentido... A princesa aqui, por outro lado, também tem um plano envolvendo dinheiro, uma espécie de roubo... Bom, podemos bater os dois lados da moeda e ver o que vale mais no fim do dia, a escolha é sua. - Dizia, apresentando uma ideia alternativa, e deixando a princesa comentar a respeito de seu plano caso desejasse, do contrário já estávamos encaminhados para o tesouro dos Shandians.

- E esses tal Skypieanos, qual a força real deles? Acredito que tirando o tal Deus, não devem possuir muitas defesas... Afinal, estamos no céu. Estou certo? - Indagava, tentando entender um pouco melhor nosso posicionamento na guerra. De qualquer forma aguardaria por uma decisão final por parte de meu capitão e então apenas acenaria com a cabeça, comentando logo em seguida. - Se é assim, que tenhamos um novo Deus nessa ilha, o Deus da Guerra, juntamente a sua Deusa. HAHAHA! - Afirmava gargalhando e levantando o copo para que todos brindassem comigo, esperando que não acabasse no vaco, apesar da possibilidade. De uma forma ou de outra apenas aguardaria pelas próximas instruções, assim como Aaron.

Far:
 
Thank's [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!   11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia! - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Jaya :: Skypiea-
Ir para: