One Piece RPG
VIII - The Unforgiven - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» A Ascensão da Justiça!
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 17:33

» Wu-HA!
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Oni Hoje à(s) 16:47

» Making Wonderful Land a Real Wonder
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Achiles Hoje à(s) 16:38

» [Mini-Saitoshiba] A Aventura está apenas começando
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Saitoshiba Hoje à(s) 15:45

» Caçadoras Eternas: Pesar Crescente!
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Alek Hoje à(s) 15:08

» Cap. 2 - The Enemy Within
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 14:21

» [Mini-Cadmo] Prelúdio
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Kiyomi1 Hoje à(s) 14:08

» [Mini - Moonchild] As a living shadow
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 13:01

» Hey Ya!
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 12:06

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 10:50

» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Mephisto Hoje à(s) 08:54

» Em busca da resistência
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:30

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:09

» I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Meursault Hoje à(s) 04:53

» X - Some Kind Of Monster
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:59

» Primeiros Passos
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:09

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Nolan Ontem à(s) 22:07

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 21:19

» Alejandro Alacran
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor Buggy Ontem à(s) 20:27

» A inconsistência do Mágico
VIII - The Unforgiven - Página 2 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:42



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 VIII - The Unforgiven

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptySex 27 Nov 2020, 19:55

Relembrando a primeira mensagem :

VIII - The Unforgiven

Aqui ocorrerá a aventura do(a) caçadora de recompensas Sophia Aldebaran Rockfeller. A qual não possui narrador definido.


Equipe One Piece RPG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
ADM.Senshi
Don
Don


Data de inscrição : 27/05/2018

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptyTer 01 Dez 2020, 11:20




Step 5: Break



A luta ia cada vez mais para um rumo violento, mas naquele momento… Aparentemente… Tudo tinha terminado? Eu tinha minhas dúvidas, porém, pelo meu estado físico o ideal era que eu o recolhesse o mais rápido possível, por isso pegaria a minha urukiball, e lançaria em direção a ele…

Admito que o ideal não era esse no entanto. Eu deveria me certificar de certo modo melhor de despachar ele… Mas isso ficaria para lá fora. Tinha de me retirar do lugar rápido, por isso depois de lançar a urukiball a recolheria e começaria a caminhar para fora tentando sair dali.

Me moveria para fora do lugar tentando sair do esgoto logo, e quando tivesse lá fora, caçaria alguma parede por ali que não ficasse ao centro da estrada, onde eu simplesmente me sentaria por alguns instantes, tentando respirar um pouco mais tranquila distante do calor.

Então quando estivesse um pouco mais tranquila, eu iria agora novamente começar a caminhar para o lugarzinho da marinha se eu tivesse conseguido restabelecer a consciência de alguma forma. iria então até o lugar de algum modo, tentando poupar energia enquanto caminhava, dando passos calmos e alternados, usando a minha respiração de forma a manter uma boa circulação de oxigenio.

E assim aos poucos tentar chegar no QG, se eu conseguisse chegar no lugar, assim que estivesse lá por perto, eu liberaria o cara da bola, e então conferiria com 100% de certeza se ele estava morto, e se sim, apenas pegaria a espada das minhas costas, e colocaria ela atravessando o coração dele.

Sim naquele momento apenas estaria despachando sua alma, a qual eu precisaria fazer um pequeno ritual antes de entregar ele. dizendo.-Não há perdão para o que você fez, jamais encontrará descanso onde quer que vá. Eu lhe digo, imperdoável, parta para sempre.- em seguida colocando a espada nas costas novamente. Recolheria ele para a urukibal e terminaria o caminho até o lugar dos marinheiros.

Se eu visse que tinha algum resquício de vida nele, eu usaria as duas mãos para rodar a cabeça do mesmo e quebrar o pescoço, de modo a exterminar a vida dele. E assim completar o ritual da mesma forma como já planejado pra caso ele tivesse morto. Seguindo no fim pro lugar depois de o recolher.

Em qualquer caso se eu conseguisse chegar no quartel liberaria ele novamente da bola, na frente de quem estivesse cuidando das coisas ali e diria.-Vou precisar descansar por algum tempo aqui, vocês tem algum medico disponivel que possa me tratar?-questionaria já olhando em volta e caçando uma maca.

Se eles me apontassem alguma direção já iria até lá me deitar e esperar pelo tratamento seguindo as instruções se me fosse pedido alguma coisa como me virar ou algo assim… E depois deitando na maca pra ter um tempo de descanso.

Histórico:
 



Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Vice-Almirante
Vice-Almirante
GM.Alipheese

Créditos : 88
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 4ª Rota

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptyTer 01 Dez 2020, 16:37

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Cura.




Com dificuldades, com o combate encerrado a Urikiball já teria se provado extremamente útil, se carregar o próprio corpo para fora daquele lugar já seria difícil, imagine carregar um maluco cheio de metais grudados nele? Era difícil mas, com tudo, Sophia conseguiu se mover até um banquinho, onde sentou e quando o fez, sentiu os olhos se fechando sozinhos.

Era um pouco difícil inicialmente para ela determinar o quanto tempo passou dormindo, mas, a primeira visão que ela teria ao abrir os olhos era de Catherine, que estava sentada em uma caixa de madeira que provavelmente ela mesma trouxe ou arrumou para que pudesse ficar esperando o seu despertar. - Bom dia dorminhoca- Ela comentou dando um sorriso bonito no rosto, ao qual destacava-se suas pequenas presas. Ao seu redor ela poderia ver que havia um número de marinheiros que estavam adentrando os esgotos, provavelmente fariam uma busca mais profunda para tanto resgatar mais possíveis vitimas, como também a procura do Canibal.

Catherine vendo a dificuldade que havia e até os ferimentos e buracos que haviam nas roupas da caçadora, se ofereceu para a ajudar, poderia ir até o QG apoiada, ouaté mesmo sobre as costas da marinheira caso quisesse, teria o espaço pra fazer o ritual em modo privado se assim quisesse. o importante é, ela chegava lá, quando liberou o canibal da bola, seu corpo ao encostar no chão, deixava espalhar um pouco de sangue que ainda havia, no entanto, não havia chances de estar vivo com o cranio tão afundado. Logo teria visto um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] a ligar em um daqueles caramujos. - Procurem só pelas possíveis vitimas, a caçadora trouxe o corpo do canibal.- ele teria já avisado de cara para que as buscas se concentrassem em uma coisa só.

Quando então terminou,  a meio mink seria quem teria lhe respondido - Vou te levar lá imediatamente, quando você acordar você conta mais detalhes.- Ela teria ajudado a caçadora até que fosse  a uma maca, onde poderia deitar, em uma sala bem limpa e organizada, uma [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] se aproximou e puxou as cortinas, para dar alguma privacidade durante o tratamento.

No tratamento, ela teria pedido para que ela tirasse a camisa, de maneira bem discreta para que não atraísse olhares ou atenção desnecessária. - Vou te dar roupas hospitalares limpas, por favor, me mostre onde você se machucou, onde esta doendo que eu vou cuidar de você.-  Ela teria pego algumas roupas hospitalares de coloração verde clara para que a caçadora pudesse trocar de roupas, dando espaço e privacidade para ela se fosse necessário, a moça teria utilizado muito de plantas e pomadas para ajudar durante o tratamento, seus dedos, também pressionavam alguns pontos com mais força, pontos de pressão que aliviavam de imediato a dor mas… Davam um sono ainda maior. Sentiria uma sensação bem refrescante pelo corpo, quando ela passou um óleo ao fim, que logo era absorvido pela pele - Descanse pelo menos pela tarde, quando você estiver melhor,  vou vir te fazer algumas perguntas, com uma boa comida pra que você recupere as energias… Há alguém que você queira avisar, contatar que você esta aqui?  Mesmo que estiverem longe,  temos bons dendenmushis.-  Ela teria comentado dando também um suporte para a cabeça, antes que ela pudesse relaxar.





ferimentos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Don
Don
ADM.Senshi

Créditos : 24
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptyTer 01 Dez 2020, 23:13




Step 6: Break



Aparentemente eu tinha apagado ali perto do boeiro, algo que eu talvez não devesse ter feito era parar para respirar, já que talvez se eu tivesse me mantido usando a adrenalina tivesse chegado mais tranquilamente ao lugar… Entretanto quando Kath me oferecesse ajuda, eu aceitaria e simplesmente faria um joinha com o polegar, pra caminhar até o QG com auxílio.

Durante toda a caminhada eu só pensava em uma coisa, adrenalina… Sim, eu devia produzir algo que me desse algum tipo de adrenalina, assim me manter acordada em situações como essa, pra poder fazer uma caminhada final, ou salvar alguém precisando. Mas logo depois de tudo estavamos no local pra resolver tudo…

A medica no entanto tinha claros problemas, ela me perguntava onde que tava doendo? OOQUUUEEE? Mano olha pra mim… É óbvio que tudo ta doendo… Mano… Sorte dela que eu to sem energia pra comprar briga falando umas boas ironias pra ela… Mas vontade não faltou não… -Todo lugar que tem machucados, doi. Da pra ver. Tem balas encravadas, hematomas e tal- eu duvidava levemente das habilidades medicinais dessa moça.

Se eu chegasse aqui sem uma perna, ela de certo ia perguntar “O que aconteceu? Ta doendo onde?” e eu com o cotoco sangrando… Pelo amor de Deus… Eu só encontro essas coisas pra me ferrar. De toda forma não tinha energia pra puxar isso, então só ia deixar pra lá, e deixar ela me tratar, quando tudo terminasse, eu só deitaria, relaxaria pra dormir até onde desse…

Quando eu acordasse, se tivesse me sentindo mais recuperada olharia ali em volta se tinha algum enfermeiro, ou médico, ou algo assim por perto e questionaria.-Vocês tem uma cozinha por aqui?- sim eu pretendia ver se eles vendiam comida ou me deixavam fazer algo pra comer… Até por que pode ser que eles não tenham uma cozinha com ingredientes…

Apesar de a pergunta em si ser idiota, a ideia era saber se tinha como fazer comida…-Posso usar ela pra cozinhar alguma coisa pra mim?- questionaria se a resposta fosse positiva, o que eu esperava que sim, até por que seria estranho um lugar sem cozinha… Mas se ela me deixasse ou fazer a comida, ou simplesmente tivesse algo pronto, eu caminharia até o local.

Lá eu iria ser bem simples, primeiro só observar o que tivesse a minha disposição na hora de trabalhar ou o que tinha pra comer se fosse só encher o prato. Era uma questão de analise primeiro.

Histórico:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Vice-Almirante
Vice-Almirante
GM.Alipheese

Créditos : 88
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 4ª Rota

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptyQua 02 Dez 2020, 11:12

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Cozinha



A médica apesar de tentar ser gentil, para Sophia soou como redundante e… Convenhamos, era mais fácil perguntar onde não estava doendo para a caçadora, visto que o limite que ela teve de quebrar foi imenso, afinal, era provavelmente o inimigo mais odiável e poderoso que ela enfrentou até o momento, um daqueles ao qual ela não poderia permitir que voltasse nunca, seu papel como juiza também era garantir que seres assim nunca encontrassem a paz. Ainda que a pergunta fosse idiota, faltava a caçadora energia e disposição para realmente comprar aquela briga, o que se seguiu para o seu tratamento mais tranquilo e a possibilidade de descansar ali foi real.

Seu descanso, durou várias horas, quando acordou já era der madrugada,  eram segundo o relógio que ela poderia ver duas horas da manhã, procurando por um enfermeiro ou médico, teria encontrado um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] que vestia jaleco, ele teria se aproximado quando houve a pergunta e pego a ficha que estava a frente da cama e teria dito - Você deveria descansar, eu poderia pedir que alguém te preparasse algo mas… Duas da manhã… Se você quer fazer o próprio, vá a sala a esquerda daqui, primeira porta, fique a vontade.- Ele teria apenas então se sentado e deixado a caçadora ir, aquela hora, não era hora pra ele criar problema.

Quando chegasse lá, poderia notar que a cozinha estava vazia, não haviam pessoas, diferente de um QG, uma base improvisada não tinha serviços 24 horas, provavelmente o médico teria de  ir acordar alguém caso ela escolhesse por comer o que lhe preparassem. A cozinha, era simples, havia um fogão pequeno, uma bancada que poderia ser usada para preparar alimentos  e vários acessórios, como tábuas, panelas, facas diferentes para se usar como utensilios. Havia uma geladeira, até que bem grande em que ela poderia encontrar de tudo, carnes, legumes e frutas, além de massas já pré-preparadas em descanso. Além disso haviam nos cantos sacos com especiarias mais comuns, como pimenta, sal, açúcar e açafrão.

Destacava-se também um caldeirão, provavelmente utilizado para preparar coisas como ensopados em grande quantidade.




ferimentos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Don
Don
ADM.Senshi

Créditos : 24
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptyQua 02 Dez 2020, 23:51




Step 7: Break



Primeiramente, eu ouvindo o rapaz só agradeceria a informação brevemente mandando um Valeu, vou fazer algo pra comer lá.- e sairia caminhando dali, eu estava com fome mas pelo horário o ideal era fazer algo leve para poder comer. Porém não tão leve assim, ia ser bom poder aproveitar alguma comida interessante. Verificaria tudo, geladeira, armários, e já começaria a selecionar alguns ingredientes pra uso.

Pegaria primeiro um pouco de arroz que colocaria pra cozer, duas xícaras, limparia o arroz depois colocando na panela pra cozer. Enquanto isso, ferveria em outro recipiente um pouquinho de leite. Colocaria então dois ovos em um prato e começaria a bater eles usando uma colher, misturando o conteúdo todo para mudar a consistência.

Pegaria queijo, de preferência parmesão e ralaria ele já em outra pequena vasilha, preparando o suficiente pra quantidade de arroz que coloquei na panela. Quando o arroz e leite estivessem prontos eu então escorreria o arroz, e começaria a misturar ele numa panela, colocando também o leite, ovos um pouco de salsinha, se já tivesse picada, se não picaria ela em pedacinhos bem pequenos, pra ficarem espalhados pelos bolinhos no fim do preparo.

Algumas pitadinhas de sal cairiam bem também pra complementar o gosto, usaria isso tudo, batendo dentro da panela para que eu conseguisse misturar o conteúdo, até que tivesse um pouco de consistência, então começaria a colocar farinha ali, indo aos poucos, para ir ajustando a textura, sempre testando, era pra dar uma enrijecida, mas não ficar duro, apenas macio, porém lembrando uma massa.

Quando sentisse que foi o suficiente durante os testes, colocaria ela no congelador da geladeira, deixando por alguns minutinhos olhando de vez em quando para ver se estava no ponto. Prestando atenção em quanto tempo levava sempre, para em momentos futuros eu poder simplesmente ter isso gravado na mente.

Era algo que eu não tinha feito antes e por isso eu só tinha uma média do tempo, mas depois desse teste poderia usar exatidão em futuras tentativas. Enquanto isso, colocaria um pouco de óleo ou azeite pra esquentar, se tivesse azeite optaria por ele ao invés do óleo.

E usaria dessa vez minha noção exata de tempo para saber quando o óleo estivesse no ponto, assim que isso acontecesse, pegaria a massa e moldaria pequenos bolinhos e iria os colocando aos poucos para fritar, primeiro de um lado e depois do outro.

Tomando cuidado e regulando sempre a temperatura do fogo, e do oleo para que ele não passasse do ponto, no fim quando tivesse fritado todos os bolinhos, deixaria eles escorrendo para que o azeite ou óleo em excesso saísse. Depois os colocaria em papel toalha pra uma segunda filtragem e redução de óleo excessivo.

Quando então estivesse com tudo certo, eu deixaria esfriar um pouco num prato, olhando quantos bolinhos deram, o esperado era 10 a 15 bolinhos mais ou menos, com essa quantidade de massa. Então quando estivessem no ponto, eu iria comer, degustando um a um com toda a calma e prazer. Até minha barriga estar saciada.

Aaaah isso me deixaria bem aliviada e por fim iria lavar a louça, sempre tomando cuidado pra não acabar magoando algum ferimento, tanto na louça quanto no processo de cozinhar.

Histórico:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Vice-Almirante
Vice-Almirante
GM.Alipheese

Créditos : 88
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 4ª Rota

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptyQui 03 Dez 2020, 08:52

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Recompensa



Ao ter a cozinha livre para si, tendo de certo modo uma abundancia nos ingredientes ainda que não nos temperos, Sophia era capaz de preparar uma refeição boa para que pudesse aproveitar ao máximo de sua criatividade culinária, alguns processos -acabavam demorando um pouco mais do que estava acostumada, provavelmente por seu fogão ser novo e trabalhar melhor do que aquele que conseguiram trazer para a base improvisada dos marinheiros, já saciada, quando fora lavar a louça, teria notado no canto da porta Catherine a olhando, eram olhos de alguém preocupada.

- Posso te ajudar?- Ela teria dito assim que fosse percebida, adentrando e ajudando Sophia caso ela tivesse topado aceitar a ajuda -Lembra  que eu estava pegando vários turnos extras pra conseguir algumas coisas pra gente?- Ela comentaria, não era bem para se gabar ou algo do tipo mas, tentar passar uma boa noticia. - Eu consegui, a pessoa até mesmo esta disposta a seguir viagem por um tempo, se for necessário para ensinar a gente mas… Você precisa se recuperar primeiro.- Ela comentou dando um sorriso, havia nela ainda uma preocupação visível, nunca havia visto a caçadora se ferir tanto, o que dava uma certa sensação de que apesar de tudo, a caçadora tinha alguma imunidade ou algo assim.

- As meninas estão cientes, estão bem, eu cuidei de avisar elas nesse tempo que você dormiu, Alexis tava te acompanhando até a pouco, tinha dito que foi buscar algo que eu não prestei muita atenção…. E Ah… Como o Canibal foi entregue morto, você não vai receber toda a recompensa… Assim  como você, muitos queriam que ele passasse por um julgamento… Disseram que depositaram na sua conta e me deram esse papel. Ela comentou entregando a ela um recibo.

No recibo havia escrito o nome de Sophia, número da conta e o valor depositado de 67.500.000 Berries, referente a captura do homem que ela tirou permanentemente das ruas que antes teria acumulado um avalor de [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]





ferimentos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Don
Don
ADM.Senshi

Créditos : 24
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptySex 04 Dez 2020, 16:54




Step 8: Break



As coisas tinham aparentemente se acertado, comer era sempre algo bom pra se sentir mais em paz com as coisas… E ainda mais por que aparentemente Tinha mais do meu dia para eu ouvir sobre. Kath tinha algum tipo de informação relevante para me passar.

Ela começava comentando sobre algo e eu voltava meu olhar pra ela logo que possível, prestando atenção e mastigando algum dos bolinhos enquanto ouvisse… -Pode, se quiser ir lavando a louça, ia ser bom.-Apontaria pra um dos bolinhos oferecendo pra caso ela quisesse comer alguma coisas.

Ela falava sobre uma pessoa, um tipo de professor ou algo do gênero, o que era interessante. Bem, me perguntava o que exatamente ele iria me ensinar, mas seja como for já iria realmente me gerar algum tipo de aprendizado, nem que fosse talvez do que não fazer… Mas eu confio na escolha dela de professor… Custa nada tentar né?

E logo que ela terminasse de explicar eu falaria.-Faz todo o sentido, é bom pra gente ter algum aprendizado a mais. Da pra ficar algum tempo a mais na ilha por enquanto pra o treinamento não precisar ser algo corrido.- comentaria bocejando por conta do horário ali, ainda seria uma boa dormir mais, descansar era a melhor forma de me curar melhor.

Por conta disso o ideal era depois de comer deitar mais algumas horas antes de continuar, assim talvez começar o treino no dia seguinte? Não me parecia má ideia na verdade. -Acho que descansando por mais o dia de hoje eu já consigo fazer algum treino amanhã.- Talvez fosse meio ousado, mas bem, comendo de forma bem consistente e tendo um bom descanso isso seria bem tranquilo.

Histórico:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Vice-Almirante
Vice-Almirante
GM.Alipheese

Créditos : 88
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 4ª Rota

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptySex 04 Dez 2020, 17:10

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Uma sensei bem legal.



Frente as informações, Sophia sugeriu que Catherine a ajudase com a louça e então ela faria enquanto conversavam,  seu dia poderia ter sido um pouco cansativo mas, como todo bom gato, ela teria dado seu jeito de encaixar umas sonecas pelo meio dia que a ajudaram a estar mais ligada as duas da manhã. Ela concordou e comentou - Pode ser impressão minha mas, a gente sempre tá em meio ao perigo e parece que quanto mais forte a gente fica, pior é o inimigo… Acho que valeu a pena trabalhar um pouco a mais.- Ela comentou de forma animadinha, enqunato continuou a lavar.

- Capitã Sasha, tem sido a minha responsável por aqui, é uma pessoa incrívelmente forte e é bem legal, ela tem uma pequena base de treinamento próxima daqui e se você quiser, podemos ir até ela, quando achar que está recuperada.  Ela acabou olhando para a caçadora novamente e era incrível como a resistência dela a tornava apta a recuperar-se tão rapidamente, o segredo talvez fosse a boa comida? Era até um pouco assustador de se pensar.

Ela terminou ali então de lavar a louça, respirou fundo e falou - Ufa,  eu não sei como ela gosta tanto de fazer isso.- Referia-se a Nessa que gostava de lavar louça por algum raio de motivo, era notável  que ela secava as mãos com algum afinco, demonstrando um cuidado bem zeloso nessa atividade.

Caso decidissem seguir, Catherine se mostraria muito disposta a responder qualquer dúvida ou papo que viesse durante o caminho e quando chegassem, poderiam ver que havia um vel por cima da construção, de uma seda arroxeada, onde o símbolo da marinha estava estampado. Quando adentrasse, poderia ver que lá estava uma mink bem alta, deveria ter por volta de deus 1.80, com traços extremamente bonitos, seu uniforme era bem único e se não fosse  a capa de capitã, poderia muito fácilmente ser confundida com uma odalisca ou algo do tipo.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Catherine, meu bem é essa a caçadora que você me falou? Aliás, que modos os meus,  ela deve ter falado algo sobre mim, sou a capitã Sasha.- Ela teria estendido a mão, coberta de pelos e era possível a ver dar um sorriso bem bonito, durante o aperto de mão, seria possível a ver passar o dedo polegar sobre a parte de cima da mão de Sophia, caso esta por algum motivo não estivesse de luvas, ela aproximaria o seu rosto do da caçadora, onde passaria por ali a mão dizendo - Eu nunca vou me acostumar com a sensação macia da pele de vocês minks sem pelo, é realmente única.- Ela teria dito dando algum espaço, era um pouco invasiva? Até era, mas uma graça.




ferimentos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Don
Don
ADM.Senshi

Créditos : 24
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptySab 05 Dez 2020, 00:28





Step 9: Break



Kath tava empolgada com as coisas, eu entendia bem o por que, de certo modo, era algo que era divertido de se imaginar pra ela, ou alguma conquista sei lá. Eu ouviria o que ela tava falando mas apesar de tudo o que eu precisava ainda era de repouso com tinha dito.-Eu vou voltar a descansar, eu não estou ainda em pleno estado, vou dormir mais um pouco.- e assim eu me despediria dela dando um sorrisinho e caminhando pra maca de novo.

Lá deitaria por mais o tempo que fosse necessário e só quando eu acordasse dali, que novamente eu iria procurar a garota pra aí sim ver do que tudo isso se tratava, eu procuraria por ela dentro do QG e se não a encontrasse perguntaria a algum enfermeiro ou coisa do tipo, qualquer marine na verdade onde ela tava..-Você viu uma moça de cabelo platinado, olhos avermelhados, chamada Kath? É uma marinheira.- diria já me preparando para seguir as instruções e caçar ela por ali.

Depois de perguntar se não tivesse resposta, sairia caçando mais outros marines e mandando a ideia neles. Depois que finalmente achasse ela em algum momento aí sim eu questionaria sobre a mulher que deveria treinar a gente.-Agora eu to pronta, acho que já devo conseguir treinar corretamente.- e se ela então se dispusesse a me levar, eu iria seguir ela, tranquilamente, enquanto desafinadamente eu iria assobiando, tentando fazer uma musiquinha… Apesar de não ter um motivo pra isso.

Quando chegasse no lugar a primeira coisa que faria seria já prestar atenção na estrutura meio diferente, logo em seguida na mulher que tava ali, ela era diferente, bem bonita, e parecia falar de modo como se já me conhecesse um pouco… No fim eu imaginava que ela ouvir de mim, e não demorou muito pra eu confirmar isso.-É um prazer, me chamo Sophia, mas acho que você já sabe disso. Bem sim, ela me disse seu nome também- falaria isso já apertando a mão dela como oferecido, dando um leve sorrisinho de canto.

Ela parecia bem simpática por sinal o que era bom, assim se o treino fosse durar talvez fosse menos cansativo, pra ser sincera eu esperava uma moça de 8 metros, com tapa olho, músculos enormes e torneados, uma cicatriz no olho direito  onde fica o tapa olho, e que os braços dela iam dar o meu tamanho…

Bem isso era o que eu tinha pensado quando a Kath falou que ela era forte… E imaginei que sei lá ela ia cuspir a cada vez que falasse deixando uma poça de saliva no chão… É talvez eu tenha ido longe demais… Mas eu pensava naquele momento, sobre o treinamento, e era a primeira pergunta depois da apresentação.-Mas aí, ela disse que você podia treinar a gente e talz, como que seria isso?- diria olhando pra ela atentamente com um tom de confusão.

Histórico:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Vice-Almirante
Vice-Almirante
GM.Alipheese

Créditos : 88
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 4ª Rota

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptySab 05 Dez 2020, 03:37

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

O poder das artes secretas.



Sophia não teve problemas em receber a indicação e no fim, seguir junto a Cat para o encontro que o destino havia proposto, apesar de ter muitas expectativas diferentes do que ela esperava, isso se mostrava muito mais positivo do que negativo, a capitã teria acabado por rir um pouco - Eu realmente não esperava que você fosse tão direta, isso é um bom sinal, vamos nos dar bem.- Ela teria chamado então com o dedinho ambas, até que pudessem estar ao centro de um tatame bem espaçoso, ela traria então alguns bonecos de treino de metal, que estavam nos cantos da sala, para o centro, próximo delas. Quando ela soltou, era possível ouvir um grande barulho denotando o peso que aquilo tinha, era realmente maciço.

- Há um total de seis artes secretas do governo, eu não sei se você já ouviu falar delas antes mas.. Acredito que pelo menos parcialmente você já tenha ouvido alguma coisa.- Ela teria se virado para as duas, e dado alguns passos atrás, onde ela então, deu um pequeno salto, mas o incrível, aconteceu apenas quando ela estava próxima de tocar o chão, seria quando ela teria feito algo incrível, isso mesmo, seus pés se impulsionavam no ar, de modo que ela mostrou-se extremamente ágil enquanto os circulou no ar, sem nunca tocar em uma parede ou teto, enqunato se impulsionou, gerando uma visão bem impressionante.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Então enfim ela teria pousado - Este é o Geppou, uma das três artes que domino e posso ensinar… Como pode ver, uma vez que aprendam, poderão caminhar no ar, como se tivesse uma base firme. Ela então teria dado um sorriso, era notável que qualquer aprovação a faria muito feliz e Catherine, seria aquela a expressar - Eu sempre me impressiono com sua agilidade no ar… É surreal.- ela comentou com os olhos brilhando e quando o fez, era notável de verdade que o rabo de Sasha abanava, seu rosto mesmo com pelos, demonstrava algum rubor, de forma bem fofa. -E… Enfim, vamos para o segundo.- ela teria então se posicionado próxima de um dos bonecos de metal maciço e então teria bradado - Shigan!- Seu braço moveu-se tão rapidamente para perfurar o boneco com a ponta de seu indicador, que os olhos mal acompanharam, só podendo ver o resultado final com ela com o dedo afundado no boneco.

- Shigan é uma habilidade que torna seus dedos em verdadeiras armas, pois você poderá golpear com o impacto e a velocidade de um disparo. Eu me especializei nele então… Posso mostrar mais algumas coisas legais… A técnica, inicialmente se trata de usar o indicador mas...- Preparou-se e então com a mão reta teria dito -Go Shigan- E então ela teria perfurado da mesma forma veloz mas, penetrando sua mão inteira com facilidade. - Há também mais uma técnica que eu estou aperfeiçoando e ainda esta incompleta.- ela então teria se afastado do boneco e dito - Gungnir Conforme moveu o braço a frente em uma velocidade tão grande, que apenas o ar de seu golpe teria sido capaz de fazer um furo que teria aberto o cranio do boneco em dois.

- Vou pegar algo para mostrar o ultimo… Vou precisar da sua ajuda Cat, para dar certo.- ela teria dito indo até uma das salas e voltava com uma Shotgun. - Assim que eu gritar Tekai, eu quero que você atire em mim.- Catherine então como qualquer pessoa normal teria dito - TA DOIDA MULHER? Como que eu vou atirar em uma superior?- A Mink então teria dado risada e dito - Você já viu essa técnica antes, você sabe o que vai acontecer.- ela teria dito, reforçando o pedido.

Relutante, Catherine acabou se coagindo a fazer, poucos segundos depois a Mink teria bradado - TEKAI- e quando o fez, o disparo fora realizado, as balas quando acertaram a capitã amassaram e cairam no chão, nem mesmo o seus pelos tinham sinal de que algo havia a atingido - Tekai, conhecido como corpo de ferro, é a ultima das técnicas… Sophia, certo? Eu posso te ensinar apenas uma das três técnicas, por algum motivo há regras sobre ensinar para pessoas fora do governo.- Ela teria dito com uma cara mais desanimadinha, abaixando a orelha, mostrando que não estava feliz mesmo de seguir aquilo mas, iria se dispor a ensinar qualquer que fosse o desejo delas ali.






ferimentos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Don
Don
ADM.Senshi

Créditos : 24
Warn : VIII - The Unforgiven - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 EmptySab 05 Dez 2020, 13:19





Step 10: Break



Ela comentava sobre bastante coisa, era interessante ela se impressionar por eu ser direta, até por que eu esperava que as pessoas daqui fossem ser mais assim… Até por que são militares sei lá… Acho que eles deviam ter uma conduta de algo assim.. Mas logo o assunto divergia pro assunto correto.

Agora sim, ela ia mostrar o que a gente ia aprender… Mas pera… Se são tecnicas secretas… Por que diabos ela ta mostrando as técnicas? Não era pra ser um segredo do governo e tal? Então por que que eu deveria ver isso? E aprender isso? Esse segredo ta me parecendo meio vazado…

Me surpreende que eu não veja todo mundo fazendo isso na rua rapaz, Kath me apresentou uma pessoa interessante… Entretanto a minha impressão sobre o assunto mudava de instantâneo quando ela mostrava o próprio negócio…

É não dá pra aprender só vendo não… agora faz sentido as pessoas da rua não fazerem isso… Pensei que eles matavam quem via sei lá. É andar no ar ou pisar nele… Eu acho que isso não deveria em teoria ser possível? Bem o velho lá me ensinou física…

E a densidade dele não devia ser suficiente pra fazer issae não… colocaria a mão no queixo nesse momento pensativa. Eu estaria em silêncio enquanto ela mostrasse tudo por que eu realmente não estava completamente certa do assunto… Todas as tecnicas eram meio insanidade, ela mandava a pessoa disparar tiros contra ela e haja confiança….

Sei não, essas coisas aí parecem o tipo de habilidade esquisita que a galera daqui tem… Mas eu iria me atrever a perguntar sim.-Bora lá, tu pisa no ar e se move nele… Fura as coisas com o dedo, tipo exercendo pressão e velocidade? E o outro é ficar rigida? Todos são interessantes… E parecem dificeis.-Naquele momento eu colocaria a mão no queixo pensativa.

Bem todos me seriam úteis, o do passo no céu parecia o talvez mais útil deles, mas o de perfuração pela pressão parece algo que eu possa usar com maior frequência… Então era difícil escolher, mas pensando um pouco, eu vou tentar aprender a técnica do dedinho, parece bem opressora de certo modo.

Olhando então pra ela, eu logo diria.-Eu quero aprender o do dedinho, achei ele interessante, o que me aconselha a fazer digo, da pra começar com materiais mais fracos que ferro né?- diria olhando ela meio com o olho decantado, pensando que dar dedada no ferro podia ser um tanto destrutivo… Pro meu dedo…

Então eu iria ouvir o que ela tivesse a me dizer, instruções e tudo, me preparando para começar a estudar o assunto.

~Aprendizado de Shigan~

Então eu já começaria perguntando pra ela detalhes que me vinham na cabeça. -Mas então qual o primeiro passo? É deixar o dedo mais rígido? Ou algo assim? tenho de concentrar a força?- questionaria ouvindo as instruções dela e depois de escutar eu pediria algum material para poder tentar pequenos testes.-Da pra começar por algo tipo papelão, depois amontoados, depois madeira ou algo assim?- diria coçando o queixo enquanto observava ela.

Se ela me trouxesse algo para testar, eu começaria tentando deixar meu dedo um pouco mais rígido e disparando um golpe contra o papelão como um teste de se a técnica estava dentro da ideia do previsto.- Então é algo parecido com isso?- diria questionando sobre o assunto. Iria ouvir o que ela tivesse a dizer, tentando corrigir qualquer detalhe que passasse despercebido da técnica que ela mostrou.

Corrigiria desde postura a detalhes como a movimentação e velocidade, tentando melhorar o ponto final de pressão. E assim iria fazendo e repetindo até poder mudar de material, e cada vez mais tentando aperfeiçoar, até que ela dissesse pra mim que estava minimamente bom. -Entendo, o que devo focar para melhorar ele? Digo, precisão? Ou eu devo ajustar mais a postura? Movimentação ta certa?- diria já com um grande foco e empenho no assunto.

Gastaria com ela quantas horas ela tivesse disponível de uma maneira geral, assim podendo levar quanto tempo fosse necessário. Tentando executar de várias maneiras o golpe, em tipos diferentes de situação, testando ele com a mão direita e depois com a esquerda, era algo que poderia funcionar.

Quando tudo terminasse ali eu iria dar uma respirada, limpar o rosto rapidamente na camisa, mesmo que não tivesse suor ou algo assim, eu faria pelo costume mesmo. E então agradeceria ela, iria voltar ali quantas vezes fossem necessárias pela semana, sempre saindo e voltando e repetindo o treino.

Assim visando maximizar o melhor possível do aprendizado, e também aproveitar do momento para eventualmente testar outras pequenas coisas junto dele, para que eu fosse aprendendo a fazer ele de forma mais natural, não necessariamente agora mas pra já ir tentando.



Histórico:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: VIII - The Unforgiven   VIII - The Unforgiven - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
VIII - The Unforgiven
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Tuntz Tuntz Island-
Ir para: