One Piece RPG
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 XwqZD3u
One Piece RPG
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Vou te comer
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Scale Hoje à(s) 18:19

» Drake Fateburn
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 16:06

» I - Justiça: Um compromisso obstinado!
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Hammurabi Hoje à(s) 15:01

» A HORSE WITH NO NAME
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 13:40

» Pandemonium - 9 Brave New World
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 13:32

» Vol 2 - The beginning of a pirate
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 12:58

» All we had to do, was cross The Damn Line, Elise!
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 11:22

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 10:09

» Steps For a New Chapter
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Achiles Hoje à(s) 09:14

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Arrepiado Hoje à(s) 07:30

» Em Busca do Crédito Perdido
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 22:55

» A Ascensão da Justiça!
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 22:28

» II - Growing Bonds
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Subaé Ontem à(s) 22:05

» O som das ondas é o meu chamado... Adeus, meu filho!
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:04

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor maximo12 Ontem à(s) 21:20

» Ep 1: O médico e o marinheiro
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor TerryBogard Ontem à(s) 21:18

» Viagem
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Rangi Ontem à(s) 19:11

» I did not fall from the sky, I leapt
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Moonchild Ontem à(s) 18:46

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 17:41

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Emptypor Yami Ontem à(s) 17:24



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 77
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptySex 16 Out 2020, 17:16

Relembrando a primeira mensagem :

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Fukai Himitsu. A qual não possui narrador definido.


Equipe One Piece RPG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
gmasterX
Civil
Civil


Data de inscrição : 12/06/2014

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptyDom 07 Fev 2021, 20:03









Extremely Solid Snake




Alex gargalhava por dentro. Nunca tivera tanto sucesso em seus planos mirabolantes e nunca se divertira tanto se disfarçando e mentindo. As caras e bocas que fazia pareciam ser mais efetivas do que nunca, e ele nunca foi tão grato a sua mãe quanto estava sendo agora. Depois de extravasar um pouco, o rapaz conseguiu pegar as bebidas e jogar as pílulas lá dentro sem ser questionado por terceiros. Parecia que o pessoal ali estava ocupado demais para dar uma foda sobre o que um cara estava fazendo na cozinha.

Sem muita demora e nem interrupções, ele conseguiu voltar ao quarto com as bebidas e sem nem tentar muito, fez o grandalhão consumir a bebida batizada. Tensão o matava, pois mesmo tendo virado todo o copo em um gole só, o remédio parecia demorar um pouco para ter efeito. Alex começava a se questionar se remédio em questão se tratava de uma substancia que não tem efeitos adversos se consumido em concentração tão baixa. Pensamentos pessimistas invadia a sua mente enquanto ele enrolava Trost, o que fez sua língua escorregar e o homem desconfiar. - Hahahahaha! Perdão... É que sou um homem simples e trabalho desde pequeno para ajudar as pessoas que amo. Você pode acreditar que juntar dinheiro seja uma causa egoísta, mas eu vejo além do dinheiro. Muito além disso... Assim como todo livro não deve ser julgado pela capa, eu acredito que toda intenção não deve ser julgada. - Ele respondeu a Trost, tentando diminuir sua desconfiança.

Alex já pensava em o que faria para concertar a cagada que havia feito, até que de repente, surge uma ereção em um momento inoportuno. Felizmente, a ereção não era dele, mas sim do homem que ele havia drogado. Quase que instantaneamente ele riu, mas ao perceber que seu disfarce seria desfeito, ele juntou suas forças e manteve uma expressão de surpresa e incomodo. Após o gigante ereto se afastar o bastante, Alex soltou a gargalhada que não pode conter. - Aquele velho filho da puta... Ele tava carregando Viagra!

O rapaz da família Fate havia reservado um tempo para tirar um sarro da situação, mas ele sabia que estava trabalhando com um cronograma apertado, e por isso ele logo se endireitava e assumia uma postura mais séria. - Certo Rosalyn. Tá na hora. - Ele diria contendo a voz para não chamar a atenção de qualquer um que estivesse passando por perto no momento. - Vamos ter que sair daqui o mais rápido o possível. Se nos abordarem no caminho, eu quero que você vá na frente sem mim. Eu vou atrasa-los se for necessário. Seja lá o que acontecer, eu quero que você foque levar o moleque pra longe daqui, e quando chegar lá fora, use isso. - Ele a entregaria o sinalizador a garota e se viraria para o moleque. - Certo, agora eu quero que você entre naquele carrinho e fique quietinho até a gente conseguir sair daqui. - Se ele reclamasse ou protestasse, Alex suspiraria. - Escuta moleque, o papo de mais cedo não era brincadeira. Eu posso cortar tua língua fora, te moer na porrada e te jogar no carrinho, ou você pode colaborar e se comportar. De qualquer forma eu posso dizer que foram eles que te mal trataram e seguir feliz com meu dia. - Se ainda assim o garoto continuasse com a teimosia, Alex se aproximaria o máximo que pudesse e se agacharia para se manter na sua linha de visão. Sem demora, ele sacaria uma das kunais que carregava consigo e desferiria um golpe rápido contra o queixo do garoto, com apenas força o suficiente para deixa-lo inconsciente, utilizando o cabo da arma. No fim, ele o esconderia dentro do carrinho, e juntaria itens da sala para preparar uma isca (Travesseiros, almofadas, cobertor, qualquer coisa que pudesse replicar uma peruca loira, etc) usando seu conhecimento sobre como improvisar disfarces. A possibilidade de não ter material o suficiente para replicar o garoto era bem grande, mas de certo modo, uma réplica mal feita era aceitável até certo ponto, pois ela serviria apenas para comprar tempo.

Com tudo em mãos, ele montaria a isca sobre a cama e a cobriria com um cobertor tentando economizar o máximo de tempo. Com isso pronto, ele partiria para porta com o carrinho, junto de Rosalyn. Ele encostaria a porta e buscaria por alguém desocupado por ali perto. Se não houvesse alguém assim, ele apenas aguardaria na porta. Assim que visse, ele chamaria a atenção da pessoa, e se ela parasse, ele diria: - Opa, perdão... Poderia ficar aqui de olho no moleque por um instante? Eu tenho que cuidar disso aqui e não dá pra deixá-lo sozinho. E não precisa ficar lá dentro... O safadinho tá dormindo. - Se aceitasse, Alex iria agradecer e sem demora ele correria para a entrada da frente. Se por acaso Trost voltasse antes que ele pudesse sair, ele colocaria seu indicador sobre os seus lábios e explicaria apenas que o moleque estava dormindo e que ele poderia ficar de guarda na porta.

Com isso fora do caminho, lhe restava apenas sair do local. Ele sairia pela frente a partiria para o lado do prédio, o mesmo lado em que ele e Rosalyn se encontravam mais cedo. Ao chegar ao local, ele daria a ordem para a garota disparar o sinalizador para o alto e tiraria o moleque de dentro do carrinho. Assim que tivessem feito tudo por ali, ele correria em disparada pelo mato, em direção ao barco. Se no caminho até a saída, eles fossem abordados, Alex se apresentaria com sua identidade de Brendan Fraser novamente e contaria a história sobre sua esposa surda e muda que não pode deixar seu lado. Se a desculpa não colasse, ele correria dali. Se sacassem uma arma de médio ou longo alcance, ou estivessem prestes a serem alcançados por um dos capangas de jean, ele passaria o carrinho para Rosalyn e puxaria um monte de senbons. Dessa vez, ao invés de puxar as senbons entre seus dedos, ele agarraria o máximo que pudesse, e quando estivesse pronto, juntaria toda sua força naquele braço e arremessaria todas elas para trás. Por fim, ele sacaria uma das kunais e, se necessário, tomaria cobertura para não levar uma bala no rabo.


made by mihr for public use, please do not use as your own | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Fala/Pensamento

Histórico do minino Fate:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shogo
Civil
Civil
Shogo

Créditos : Zero
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 15/03/2013
Idade : 26
Localização : Farol

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptyTer 09 Fev 2021, 16:00

Apesar de distraído, Killion podia ver em uma parede ali ao lado um par de manoplas grandes, que certamente caberiam nele com pouca folga. A conversa com Jean estava quente, e o gigante explicava todo o seu caminho até ali assim como a sua disposição em ajudar. Derik então tomou a palavra, tentando convencer Jean de que todos ali estavam tentando realmente aquilo. - O grandalhão tem razão. Viemos até aqui para ajudar, e pela Nicole lutaremos até o final.

Então eles ouviram barulhos de tiros e gritos vindos de fora da sala, e em seguida um dos capangas entrou correndo em direção a Jean, atônito. - Tentaram levar o garoto! Trost os cercou mas precisa de ajuda! - Jean no mesmo momento mudou o semblante, e olhou nos olhos do gigante. - Se querem provar seu valor, preciso que vão na frente e ajudem a resgatar a criança. Matem quem quer que esteja querendo levar o maldito garoto. Agora!

Se Killion quiser, poderá ser guiado até o local onde o conflito poderá acontecer.

Fate comemorava que seu plano havia dado certo, e agora precisava continuar sua execução. Falou sobre seu plano para Rosalyn, além de entregar o sinalizador para a garota. Também explicou seus termos ao garoto, que parecia não compreender. - Do que está falando, lacaio imundo? Acha que eu tenho que... - O garoto então recebeu um golpe no queixo que não o apagou, mas o fez morder a língua. Ele não silenciou, apenas murmurou de dor. Alex então o colocou dentro do carrinho que continha sacos de lixo, e preparou a cama.

Quando ia saindo do quarto, viu Trost retornando a passos lentos no final do corredor já sem sintomas de ereção (o rapaz é precoce). - Temos que sair agora! - Dizia Rosalyn, mas para seguir para a entrada da frente do prédio teriam que passar por Trost. Começaram seu caminho indo de encontro ao rapaz, que passou por eles e apenas cumprimentou. - Já de saída senhor Fraser?... Até mais tarde. - E então seguiu na direção do quarto enquanto o casal caminhava a passos largos.

Foi quando se ouviram tiros. Apesar do disfarce, não foi difícil para Trost perceber que o casal havia levado o garoto, e agora estava atrás do casal. - PEGUEM ELES!!!!! ELES PEGARAM O GAROTO!!!! - Trost disparava em direção ao casal enquanto todos corriam. Mais a frente certamente encontrariam com mais revolucionários, então precisariam pensar em outra coisa bem rápido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Civil
Civil
Kyo

Créditos : 27
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptyQui 11 Fev 2021, 15:50

 
Thorkj
 

“Então realmente era como havia suspeitado, existem mesmo mais pessoas infiltradas nesse lugar, por falar nisso, o que é aquilo ali? Manoplas? Interessante” Pensou ao perceber certas coisas ao seu redor após a explicação de Derik e alguém adentrar o local avisando que tinha alguma coisa errada com direito a barulhos de tiro de fundo demonstrando que realmente havia alguma coisa errada, para eles é claro, o que seria algo bom no final das contas.

Kilion então começava seu preparo para ir em direção ao local da confusão, obviamente não dava para fazer nada dentro daquele lugar, então tendo isto em mente, diria, - Certo, entendi, mas se não se importar... - chegaria mais perto de onde estavam as manoplas que estavam ali anteriormente, - Levarei essas duas comigo, certo? - diria apontando para o par de manoplas que estava na parede, confirmando ser possível levar o par, as equiparia e logo em seguida sairia, caso fosse o negado em tal situação o mesmo sairia sem elas, mas agora sabendo a localização onde elas estavam.

Voltando agora para a situação atual na qual é necessário encontrar o local onde está acontecendo o conflito, por não conhecer bem aquele lugar, optaria por algum tipo de guia dizendo o seguinte, - Muto bem, tudo certo, mas precisarei de que alguém me guie até o local - tendo então sinalizado pela preferência de ter um guia, assim que fosse resolvido quem o levaria até o local, imediatamente já sairia com mesmo em seguida em direção a tal localização.

Em seu caminho até onde o conflito acontecia, checaria como estava a situação das pessoas naquele lugar, por onde elas entravam e saiam, se estavam mais agitadas que o normal ou algo do tipo. “Esse cara se acha demais, até parece que mataria alguém pra esse tipo de gente, eles não merecem um trabalho tão complicado quanto esse, dependendo muito da situação no máximo capturar alguém” pensava ainda indo a caminho do local disposto a ajudar de alguma forma quem estivesse em apuros no local.

Chegando enfim no local onde estava acontecendo o conflito e possivelmente estariam aqueles que provocaram toda essa situação complicada sem medir sua proporção, não faria nenhuma movimentação brusca naquele momento apenas os analisando e logo após vendo como agiam aquelas pessoas potencialmente cercadas.

“Interessante, vamos ver como eles saem dessa” pensaria Kilion no meio da multidão ou do aglomerado de pessoas que estivessem por perto ou caso não tivesse nada disso apenas mantendo uma distância considerável deles o suficiente para não se intrometer inicialmente enquanto manteria sua atenção na movimentação de todos ali por perto esperando o momento certo para entrar em ação.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptySex 12 Fev 2021, 21:04









Chase




Agora fudeu! Alex chegou à situação desesperadora que ele queria evitar ao máximo. Ele estava no canto e seu cérebro fora colocado pra trabalhar a toda velocidade. Não havia mais espaço para enrolação e nem truques. É tudo ou nada e Alex já não tinha quase nenhum recurso para trabalhar... Exceto por duas coisas... Rosalyn e o refém. Talvez desse pra trabalhar com aquilo... É! Uma ótima ideia.  

Primeiro, Alex sussurraria para Rosalyn. - Fuja daqui e dê o sinal. - Em seguida, ele pegaria o moleque de dentro do carrinho e o colocaria sobre suas costas, para não se alvejado pelos tiros. Eles com certeza irão priorizar o moleque a cima de qualquer coisa, por isso, Alex se colocaria a correr, dando passos longos para tirar vantagem de suas pernas e próximo as paredes para ter uma cobertura caso seja necessário. Rosalyn provavelmente ia pela porta da frente como haviam combinado, então seria mais sensato o rapaz ir pela mina para tomar o foco dos criminosos. Ele olharia para trás de vez em quando em meio a sua corrida para se certificar que estava sendo seguido. O intuito ali era ganhar tem para os reforços chegarem.

Ele tentaria ao máximo chegar à mina pra poder se encontra cercado por lá. Ao chegar à mina, ele tiraria o moleque de suas costas e colocaria elas contra a parede.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


-PARA! PARA! PARA! PARA! PARA! - Ele ergueria o braço e berraria a brandos pulmões.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


-Era pegadinha rapaziada! Pegadinha! Pode vir aqui pegar o moleque. Eu espero que entendam a brincadeira, eu só queria melhorar os ânimos por aqui.  

Assim que o primeiro meliante fizesse um movimento, Alex abraçaria o moleque, sacaria uma das kunais e a pressionaria contra o pescoço do garoto. - Tudo bem! Eu não queria que essa situação chata ocorresse, mas vocês andam muito exaltados pro meu gosto, então vamos ter que brincar assim. - Ele sorriria, firmando bem a arma contra o pescoço do pivete. - Seguinte... Não sou fã de contar vantagem, mas eu tenho um esquadrão de elite aguardando em algum lugar lá fora que o rei contratou pra levar esse moleque. Eu sou uma pessoa extremamente caridosa, e por isso sugeri que enviassem um pedido formal e gentil. No caso, eu sou o pedido gentil... E vocês me segurarem aqui significa que vocês não aceitaram o jeito fácil... - Ele limparia sua garganta. -  Daí vamos pro jeito difícil. - Ele daria uma gargalhada discreta. - Não ligo de morrer aqui, mas se eu for, você pode ter certeza que o moleque e um punhado dos de vocês vão vir junto comigo. - Se eles protestassem ou me questionassem em busca de uma troca, ele apenas gritaria. - Não tem conversa! Abram o caminho e me deixem sair com o moleque! Ou não... A escolha é de vocês. - Ele usaria de seu poker face para blefar da melhor forma possível. Se tivessem pego Rosalyn e tentassem usa-la como moeda de troca, ele riria na cara deles e diria: -Nós dois concordamos em morrer aqui se necessário. Você ainda assim vai perder seu precioso refém e vários dos seus homens. - O reforço estaria vindo e as mesas virariam sem muita demora.  


made by mihr for public use, please do not use as your own | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Fala/Pensamento

Histórico do minino Fate:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shogo
Civil
Civil
Shogo

Créditos : Zero
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 15/03/2013
Idade : 26
Localização : Farol

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptySab 13 Fev 2021, 08:34

As ordens de Fate à Rosalyn eram claras. Ela teria condições de fugir deixando-os para trás, para enfim sinalizar que a verdadeira batalha deveria acontecer. A garota parecia relutar em deixar Alex para trás, mas como estava sob pressão, deu um beijo breve de despedida no rapaz e saiu correndo antes que mais revolucionários pudessem cercá-los. Alex então foi sagaz, usando o garoto nobre como escudo humano e se protegia já que não era interessante ao grupo inimigo em ter o refém morto. O garoto gritava mas sua boca sangrava, embaralhando suas palavras. Acabaram parando em um grande salão com o teto bem alto, com alguns sofás e carpete empoeirados que um dia já foram vermelhos. Havia um lustre com algumas pedras cintilantes faltando adornando o topo, assim como uma janela gigantesca que dava visão para o lado de fora.

Killion se preparava para a batalha, pegando o par de manoplas antes de seguir para combate. Equipou as armas (muito conveniente, eu sei) e pediu para que alguém lhe guiasse até o local onde o combate pegaria fogo. O grupo todo percorreu alguns corredores até chegar em um lugar amplo cheio de pessoas cercando um rapaz assustado com uma criança nas costas. Neste lugar, Killion não precisava ficar curvado estando de pé, logo ficava bem mais confortável sua movimentação. Alex neste momento gritava que tudo fazia parte de uma brincadeira, mas com certeza a sequencia de seus atos não lhe sairia impune. Fate ficou frente a frente com o grupo de Killion, que diferente do restante não usava capas verde escuras, era um grupo distoado. - GRANDALHÃO!!! CAPTURE O TRAIDOR!!! - Killion ouviu os gritos de Jean, e quando Alex viu um dos que estavam no grupo do gigante sacar um revólver, sacou uma kunai e tomou o refém de refém outra vez. Fate gritou para todos que tinha um esquadrão esperando em algum lugar, e que precisava levar o moleque.

Todos viram Jean Burnett se aproximando, e o lider dos revolucionários por ali parecia prestar muita atenção no que Alex contava. - Então… Você foi contratado para retirar o garoto daqui? Senhoras e senhores! Temos aqui a prova de que conseguimos chamar a atenção dos nobres! O ato foi notado, e mais importante… Eles sentirão a dor que nós sentimos pelos nossos que foram aniquilados pelas forças do governo! Um legítimo membro da família real morrerá, e iremos entregar seus pedaços em um pacote para presente!!! - Murmurinhos foram ouvidos por todos, talvez quem estivesse ali não concordasse com o ponto do líder em assassinar uma criança, o que o fez ressentir. - Mas não seremos nós a matar a criança… Serão eles mesmos, com o esquadrão que contrataram! Atenção, grupo de Nicole! Não me importa a vida do garoto, capturem o intruso!!!

Agora todo o grupo de Killion mais uma vez estava a prova de sua fidelidade, e teria a opção de trair o grupo revolucionário de maior número, ou seguir com seu disfarce para tentar a cabeça de Jean em outra hora mais oportuna. Pela janela gigantesca antes descrita, todos podiam ver uma fumaça rosada subindo pelo lado de fora.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptyDom 14 Fev 2021, 16:11









Vontade Indestrutivel




Alex corria pelos corredores do prédio abandonado com um sorriso bobo no rosto. A garota que ele tanto queria corromper por fim, acabou corrompendo aos poucos o coração do rapaz. - Nunca mais tu vai aceitar uma missão por causa de perna, Alex. - Ele pensou enquanto se impulsionava a todo vapor em direção a sua possível grande escapada. - Mas que merda to pensando!? Eu falo isso, mas daqui a uma semana eu vou estar fazendo de novo. - Ele se perdia em seus pensamentos até que algo interrompeu o seu devaneio.

O cenário perfeito se encontrava em sua frente. Fosse aquela sua última grande batalha ou sua primeira, aquele lugar tinha de tudo para fazer parte de cânticos sobre os feitos do rapaz. Algo que ele nunca poderia saborear, visto que pretendia ao máximo manter sua identidade oculta. Como havia planejado, o rapaz tentou ganhar o máximo de tempo o possível, mas ainda assim tentando se esgueirar pra fora dessa situação desconfortável. Ele tentou dissuadi-los, não e não deu certo. Ele tentou ameaça-los e não deu certo. Após ouvir o discurso desmotivador do líder dos revolucionários, o rapaz da família Fate apenas rolou os olhos. - Típico psicopata... - Ele murmurou.

Após ouvir a ordem de Jean para os demais, Alex teve uma ideia, e isso iria requer um pouco de sua atuação. De forma cômica, ele levaria suas mãos a suas bochechas e abriria sua boca como na pintura do grito, demonstrando surpresa e pavor. - Ooooooh nãaaaaaaaaaooo...! Estou cercado e em menor número...! O que posso fazer além de me rendeeeeeeeer...?! - Ele aproveitaria para olhar para o teto sem chamar muita atenção, para analisar a condição do lustre preso ao teto. Ele no fim desfaria àquela expressão em um instante e lhes apresentaria seu patenteado sorriso de canto de boca. - Fala sério, vocês não me derrotariam nem se eu estivesse acorrentado dos pés à cabeça. - Sem muita demora, ele colocaria seus óculos escuros, como se fosse simplesmente parte de seu ato, mas aquilo havia um propósito muito maior. - Se é o que querem. Tudo bem rapaziada... Vamos sambar! - Ele sacaria suas duas kunais com uma pegada bem firme e se colocaria em sua posição de batalha.  

Estava na hora de executar seu plano! Sem muita demora ele flexionaria seu musculo ao máximo e esticaria seus braços para trás, erguendo seu queixo e fixando os olhos no alvo: O lustre. Normalmente, Alex não consideraria aquele movimento, visto que as chances de o lustre não cair com um ataque daquela distancia seria esmagadora, mas assim como tudo naquele prédio e o prédio em si, o lustre parecia estar em um estado deplorável. Por isso ele respiraria devagar, rapidamente abaixaria sua cabeça e lançaria as duas kunais em sequência num mesmo ponto: O mais próximo o possível de onde o lustre se prende ao teto. Era um movimento desesperado, mas a solução perfeita para todos os problemas. A queda do lustre pareceria um ataque indireto ao grupo de revolucionários, mas na verdade era apenas para criar uma distração. O impacto do lustre contra o chão com certeza levantaria uma nuvem de poeira, por isso havia colocado seus óculos escuros. Um pouco antes do objeto alcançar, Alex prenderia a respiração, colocaria o moleque em suas costas e sacaria um punhado de senbons. Após isso, ele correria com o seu centro de gravidade abaixado e passaria pelos diversos homens que havia ali, atacando suas pernas. Ele não correria sem rumo entre os inimigos, é claro, o seu alvo havia finalmente se exposto o bastante para ele ir lá e pega-lo. Ele obviamente correria até Jean, e sem muita demora, ele puxaria oito senbons. De um lado, ele cravaria uma em seu calcanhar, panturrilha e coxa, do outro lado, ele cravaria duas em sua cintura. Ele se levantaria, cravaria mais uma em seu peito, utilizando toda sua força. Por fim, ele apontaria as duas últimas para seu pescoço.

Agora que o moleque já não valia de nada para eles, tudo que precisava fazer era tomar um novo refém, não? Agora... Pode ser que as coisas não corram como havia sido planejada, por isso, se Alex não conseguisse derrubar o candelabro, ele seguiria o mesmo curso, mas ao invés de correr para cima de Jean, ele iniciaria uma corrida até a janela, guardaria uma das kunais, e lançaria senbons  para tentar quebrar o vidro. Por fim, com o moleque nas costas, ele saltaria pelo vidro, abraçando o pivete e protegendo suas cabeças enquanto tenta executar uma rolagem para ter uma aterrissagem segura. Ele não sabia dar cambalhotas e nem piruetas, mas não custa nada tentar.

Se um dos capangas o alcançasse antes dele finalizar os seus planos, ele interromperia o que estivesse fazendo e se afastaria, se esquivando em zig-zag e correndo para o meio da multidão. Já no meio dos soldados, ele empurraria e agarraria um dos homens que estivessem por perto para usar de escudo, se fosse necessário. Ele gingaria e se moveria no meio deles rapidamente, para que não houvesse oportunidade de um deles o atingir de supetão. Enquanto não tivesse alcançado a multidão, ele usaria sua noção de tempo inata para criar um timing visível entre os seus movimentos, e a cada quatro movimentos, ele mudaria o timing para confundir os atacantes. Além de tentar manter nota de qualquer poissivel atirador se preparando para atirar contra o rapaz. Se esse fosse o caso, ele se moveria até que um de seus aliados estivessem na linha de tiro. Se um deles se aproximasse muito, ele colocaria seu pé em seu caminho para derruba-lo, e se tivesse sucesso, ele riria em alto e bom tom para desmoralizar seu oponente e lançaria uma senbon contra ele, enquanto ainda estivesse no chão. Se ele tivesse sucesso em se esquivar de um ataque, ele e executaria um contra-ataque o mais rápido o possível, para se aproveitar da abertura que havia sido feita. Ele se manteria comprando tempo até que tivesse espaço o bastante para seguir um dos planos principais.

Haviam muitos detalhes para manter em mente, então aquela seria uma batalha complicada. Alex por si só já estava se contradizendo, indo contra um número muito grande de oponente, então ele já havia aceitado que poderia acabar se ferindo no meio do combate, mas rezava para não sofrer nenhum ferimento grave que o impedisse de continuar. Ele lamentava não ter um corpo tão forte quanto antigamente, mas você pode ter certeza que a sua vontade era bem maior que sua força. 


made by mihr for public use, please do not use as your own | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Fala/Pensamento

Histórico do minino Fate:
 


Última edição por gmasterX em Seg 15 Fev 2021, 12:19, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Civil
Civil
Kyo

Créditos : 27
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptyDom 14 Fev 2021, 21:06

 
Thorkj


A partir do momento em que a deixa foi dada e de certa forma foi dito para capturar, “Agora sim, agora vai” pensou por alguns instantes enquanto alguns passos eram dados até novamente parar e ver que novamente o garoto estava novamente em apuros com uma arma em seu pescoço, o que o fez novamente parar e refletir, “Bom, parando pra pensar, eu não quero resolver isso, é complicado demais, eu poderia simplesmente trocar de lado e ajudar eles a escaparem, mas também seria complicado” pensou ele.  

Dado certo momento de falação entre quem estava com o refém e Jean, no qual já era de se esperar que Jean parecesse um maluco falando aquelas coisas, o que não importava de certa forma visto que não era a prioridade seu estado mental naquele momento, “Mas o que é aquilo? Fumaça rosa? Muito estrando, espera um momento, e se... ah, já entendi” pensou por alguns instantes agora tendo em mente o que fazer.  

“Muito bem, hora de pôr meu plano em pratica...” a partir daquele momento, haviam possíveis coisas que poderiam acontecer, inicialmente vendo toda aquela confusão de ameaças com o refém, Kilion não via outra forma além de tentar dialogar com a pessoa tentando assim encontrar uma forma racional de resolver toda aquela confusão sem a necessidade de conflito e apenas ganhar tempo, - Um momento, um momento, não há necessidade de partir para a batalha, porque ao invés disso não podemos resolver isso de uma forma mais tranquila? Isso evitaria um monte de problemas para ambos os lados, então porque não deixamos de lado essa coisa de matar os outros? - diria de forma a os levar a entender que matar ali não seria a solução.

No primeiro caso onde ele pudesse ter alguma forma de escapar daquele local de alguma forma mirabolante, começaria a procurar pelo mesmo assim que tivesse a chance nos arredores do local dizendo coisas como, - Não estou aqui para lutar - ou até mesmo - Aposto que você não veio aqui só pelo garoto - instigando sua possível curiosidade ou algo do tipo em saber mais sobre aquilo, claro que diria apenas quando estivesse o procurando sozinho ou com Derik e apenas ele por perto.  

No segundo caso onde tudo desse errado, interviria de forma a não ficar do lado de ninguém, mas impedindo que tanto o refém quanto quem estava o fazendo de refém pudessem acabar em uma situação ainda mais complicada do que estavam acalmando o ânimo de todos dizendo como - Não há motivo para algo tão exagerado como isso - ou/e - Mantenham a calma, vocês estão se exaltando demais com algo que poderia ter sido resolvido sem falar em matar alguém, Jean, não vê que falar algo assim só vai atiçar a ira dele contra você? É obvio que aquele refém vivo é prioridade, se não fosse aposto que já estaria morto a muito tempo, então o melhor a se fazer agora é ir com calma - finalizaria então sua fala.  

No terceiro e derradeiro caso, onde além de tudo desse errado, acabassem em uma grande desvantagem onde não pudessem completar de forma correta sua fuga daquele local e ainda por cima potencialmente machucados, não veria outra opção além de na maior velocidade que pudesse utilizar corresse e então pulasse da janela com os mesmo em seus braços não se importando com nada além de amortecer a queda e em seguida dizer ainda com seu corpo doendo um pouco, - Caramba, vamos logo, levanta, vamos sair daqui rápido - partindo assim em retirada junto a eles.  

De qualquer forma ali, seu plano seria de alguma forma ajudar eles colocando ou não em risco a si próprio a fim de ou os ajudar a sair dali, ou procurando por eles caso saíssem sem ajuda para posteriormente os ajudar caso necessário.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shogo
Civil
Civil
Shogo

Créditos : Zero
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 15/03/2013
Idade : 26
Localização : Farol

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptySeg 15 Fev 2021, 14:00

Killion decidia por tentar colocar panos quentes no conflito, colocando suas falas de “deixa disso galera” frente a uma situação tensa, o que fez com que Jean levasse as mãos à cabeça. - PUTA MERDA NICOLE! TU ME TROUXE UM GIGANTE BUNDA MOLE! - A garota então se encheu de coragem e gritou para todos. - Isso não é verdade! Mostre a eles Killion! - Mas mesmo assim, o gigante parecia perdido. Fate aproveitou a deixa para iniciar sua atuação, afinal ali estava cercado de inimigos e precisaria mais do que tudo ganhar o máximo de tempo. Sacou suas kunais e iniciou sua ofensiva.

Fate lançou suas armas para acertar o adorno no teto, errando uma e acertando a outra em um dos elos de corrente que a fixavam, fazendo o lustre balançar e o teto fragilizar naquele ponto. Demoraram alguns segundos para que o lustre desabasse, criando uma distração para Alex iniciar sua corrida em direção à Jean. O problema era que o caminho até o lider estava cercado de adversários, o que forçou o ninja a executar seu plano de correr em zig zag escapando de muitos golpes inimigos que poderiam ser letais. Mas antes que pudesse finalmente executar seus lançamentos, Trost entrou na sua frente e protegeu Jean de todos os ataques recebendo os golpes todos em seus braços. - NÃO PERMITIREI QUE ISSO ACONTEÇA, SENHOR FRASER! - Seus braços sangravam, enquanto seus olhos lacrimejavam. Aparentemente, Trost era do tipo que bloqueava ataques de maneira habilidosa, dada a velocidade de seus braços para aparar as armas de Fate.

Então vindo de em uma ofensiva que Alex não esperava, Nicole Burnett surgiu tentando lhe acertar um chute mirando o peito e o obrigando a esquivar mas dada a situação inesperada ele acabou cambaleando para o lado e caiu sobre um sofá empoeirado. - VOCÊ MORRERÁ ANTES DE CHEGAR AO MEU IRMÃO!!! - A garota ingênua agora estava muito brava, e iniciava uma nova corrida em direção a Alex para mais alguns chutes, mas foi surpreendida por um barulho de explosão. Mais ao leste da sala, Derik viu a oportunidade para lançar uma granada e iniciar a sua própria ofensiva. Machucou alguns dos revolucionários, e causou um incômodo muito grande a todos que estavam ali por conta do barulho ensurdecedor. Todos ainda estavam recuperando a audição, e Killion com muita dificuldade podia ouvir a voz Derik gritando para que fizesse sua movimentação. - FOCO NO JEAN! - Enquanto sacava suas pistolas e começava a atirar.

Os revolucionários também não ficavam parados, e mesmo que um tanto desorientados empunhavam suas armas e iniciavam suas ofensivas em direção ao grupo de Killion. Os mais próximos eram dois lanceiros, um portador de rifle e cinco lutadores, todos focados no grande alvo. Seu foco no Jean seria impossível, visto que teria que passar por seus capangas primeiro.


Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Civil
Civil
Kyo

Créditos : 27
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptyTer 16 Fev 2021, 05:22

 
Thorkj


As coisas se desenrolavam de forma bastante confusa, o conflito ali era inevitável, “Bom, eu tentei pelo menos” pensou momentos antes da confusão estourar por completo onde enfim ocorria o ataque a Jean feito por seu inimigo, que rapidamente era repelido por outra pessoa de alguma forma. Nocole por outro lado parecia estar entrando em ação, bem ocupada aparentava de estar naquela situação.

Kilion por outro lado ainda estava meio perdido naquele momento, não sabia ao certo no que focar, provavelmente estava prestando atenção em mais coisas do que deveria ou algo do tipo, “Isso... foi um pouco incômodo” pensava ainda desorientado, mas definitivamente nada satisfeito com a situação ao qual se encontrava quando de repente ao longe conseguiu escutar uma voz, aparentava ser de Derik.

Foco no Gean, era isso mesmo que acabara de escutar, ou ao menos é o que ele aparentava ter escutado, - Ohh o que disse? Finalmente um pouco de ação de verdade, já não estava indo muito com a cara desse sujeito e nem destas pessoas que o seguem - seu corpo começaria a estralar ali como se tivesse fazendo um tipo de alongamento, aquele gigante pacificador havia sido apagado naquele momento, só haveria ali o gigante caçador de pessoas.

Andando inicialmente na direção de Jean que cheio de capangas estava dizia em alto e bom som, - Jean Jean Jean, como que você disse mesmo, Gigante bunda mole? Que seja, o grande eu lhe darei uma lição, não só em você é claro - seus punhos estariam fechados naquele momento, um Gigante enfurecido? Talvez seria, mas com certeza um Gigante fazendo o que teria de ser feito cedo ou tarde, caçar Jean e todo ou qualquer ali que o estivesse defendendo.

Por ter a opção de utilizar golpes com os punhos e pernas/pés, começaria a elaborar algo simples, mas que poderia ser bem efetivo naquela situação, visto que estava cheio de capangas no local, Killion priorizaria inicialmente os capangas que estivessem em seu caminho até Jean, assim sendo a fim de ganhar velocidade para enfim ir em direção de Jean e seus capangas flexionaria bem seu corpo a fim de iniciar uma corrida até eles parecendo um Gigante que acabara de entrar em modo Berserk, atropelaria ou apenas balançaria seus punhos na horizontal com o intuito de jogar qualquer um em sua frente para os lados ou até mesmo para longe, quando se aproximasse de Jean e seus capangas, visaria incialmente o portador de rifle, para isto atacaria ferozmente com socos e pontapés alguns inimigos próximos se defendendo de seus ataques com seu par de manoplas colocando as mesmas à sua frente e dos lados caso algum inimigo viesse pelos lados ou até mesmo por trás caso tivesse a possibilidade de perceber de ataques altos, baixos e médios de todo tipo de arma que eles tivessem até mesmo do atirador caso fosse necessário e logo após começaria a lançar seus corpos da forma que fosse possível segurando em suas pernas, mãos ou braços com a maior força possível, na direção de quem estivesse portando rifle não ligando se acertasse apenas ele ou quem mais estivesse perto, lançaria apenas o suficiente para poder acertar o atirador, conseguindo ou não depois de algumas tentativas, optaria por continuar a atacar aliados de Jean que estivessem ali por perto a com o intuito de diminuir seus números o quanto fosse possível, se manteria sempre em movimentação e atacaria seus inimigos com socos e pontapés e utilizaria o corpo de inimigos já derrotados se possível lançando seus corpos em outros inimigos com sua força e mãos para os desequilibrar ou dificultar e tornar seu ataque mais efetivo em conjunto a isso se manteria atento a todas as direções possíveis se defendendo sempre que possível com suas manoplas de ataques que pudessem vir de seus inimigos seja lá de que altura fossem sempre mantendo atenção quando possível ao seu redor, caso fosse cercado continuaria a atacar seus inimigos com socos e pontapés e utilizar seus corpos para acertar outros inimigos e assim continuar a lutar contra eles se defendendo com suas manoplas sempre que necessário.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptyQui 18 Fev 2021, 10:53









IT'S SHOW TIME




Alex sorria. Por conta daquele gigante gente boa, ele conseguiu tempo e espaço para agir e pegar uma vantagem. Seu plano teve sucesso, mas mesmo com toda a preparação, os homens de Jean estavam preparados para defende-lo. Antes que ele pudesse refazer seus planos, uma bela moça surgiu, tentando lhe chutar. Por sorte, Alex estava ligado e a sua tentativa lhe rendeu apenas uma bunda suja de poeira. De repente, um dos malucos que estavam com Jean estouraram uma briga, o que rendeu uma confusão danada. Um pouco surpreso por ter “aliados” naquele local, Alex olhou em sua volta, um pouco ofegante, e viu puro caos, mas algo se sobressaiu no meio daquele inferno: A moça que se diz ser irmã de Jean.

Ainda no sofá, ele olhou a garota dos pés à cabeça, com um sorriso malicioso em sua face. - Cacete... Assim fica difícil manter o meu profissionalismo. - A situação não era a das melhores, mas a sua arrogância e seu fraco por mulheres lhe fizeram relaxar um pouco no confronto contra a garota. Ele se levantaria do sofá, tiraria a poeira de suas roupas e ajeitaria seu penteado. Não era a situação mais apropriada, eu sei, mas algo em seu ser gritava clamando para o rapaz tentar transformar aquela situação complicada em algo mais... Prazeroso. Ele observaria a garota, se mantendo na defensiva, esquivando da maneira que ele havia esquivado antes: trocando o timing de seus movimentos para confundir a garota e mantendo uma certa distância. - Calma aí, felina. Vamos fazer amor, e não guerra. - Ele manteria sua atenção nos seus arredores, pois ele podia estar encantado pela garota, mas ele não perdeu noção do perigo. Ele se moveria ao redor da garota para não lhe dar tempo e nem espaço para desferir um chute igual ao anterior. Se ele notasse algum atirador tomando mira, ele se reposicionaria para que a garota ficasse na trajetória da bala. Se algum outro membro do grupo de jean tentasse ataca-lo, Alex usaria a mesma estratégia, se reposicionando para que os dois acabassem se atrapalhando ao tentar ataca-lo. Isso tudo pode parecer em vão, mas ele não estava muito afim de lutar contra a garota, então ele faria isso até que surgisse uma abertura, como uma esquiva bem sucedida de um chute alto ou qualquer golpe que lhe deixasse bem vulnerável. Assim que visse a oportunidade, Alex tentaria derruba-la, agarrando o pé com que ela havia o chutado e a balançando-a para tentar tirar seu equilíbrio, mas de preferência, ele tentaria leva-la para perto de uma parede e usando a mesma estratégia, ele tentaria joga-la contra ela.

Se tivesse sucesso, ele a agarraria pelos pulsos e a pressionaria contra a parede. Sua constituição lhe dava um pouco de vantagem, já que chutes no saco seriam um pouco mais complicados, mas mesmo assim ele pisaria em seus pés, sem jogar muito de seu peso, apenas para travar o movimento dos mesmos. Em seguida ele juntaria seu corpo ao dela para travar ainda mais seus movimentos, e olharia bem no fundo dos seus olhos com um olhar bem sério. - Não estou atrás de seu irmão! Eu só quero é sair daqui... E quem sabe sair com você... Que tal? - Se a garota recusasse, o que era bem provável devida as circunstancias que os dois se conheceram e sua clara raiva após a tentativa de assassinato contra seu irmão, ele a deixaria ir e se afastaria da garota. Em seguida ele tentaria sair dali correndo, buscando uma brecha por entre o tumulto que havia se formado. Entretanto, se a garota aceitasse, ele seguiria o mesmo plano, mas adicionaria um: - Beleza, então eu volto pra te buscar. - E tentaria sair dali.

Ele estava mais focado que tudo em simplesmente tirar o moleque dali, visto que ele não precisava ganhar a luta pra vencer a guerra.  


made by mihr for public use, please do not use as your own | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Fala/Pensamento

Histórico do minino Fate:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shogo
Civil
Civil
Shogo

Créditos : Zero
Warn : Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 15/03/2013
Idade : 26
Localização : Farol

Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 EmptySex 19 Fev 2021, 00:04

Depois de proferir suas palavras exaltando a si mesmo e prometendo ensinar lições, Killion iniciou sua ofensiva partindo para cima do atirador de rifle. Saiu atropelando a todos pelo seu caminho sedento pela batalha, mas sua estratégia de luta colocava a si mesmo de forma muito exposta. Os lutadores em conjunto com os lanceiros então acertaram em suas pernas e seu peito com seus golpes, e mesmo que muitos ataques não causassem dor ao gigante, o mesmo se desequilibrou e foi ao chão levantando poeira. Tinha agora alguns cortes superficiais na altura do abdômen, além de ter que se levantar o mais rápido possível para continuar avançando. Quanto ao atirador, estava em batalha trocando tiros com o Derik enquanto mais revolucionários se aproximavam e se posicionavam para combate. Não seria fácil chegar ao líder, isso era fato.

Fate usava suas falas jocosas, mas pouco se podia ouvir devido à confusão que o gigante estava causando. Iniciou então sua movimentação em direção à moça, e balançou seu corpo esquivando de um, dois, três chutes e a conduziu como em uma dança em direção a uma parede. Ali, segurou seus pulsos e juntou seu corpo no dela como um tarado para travar seus movimentos. Exatamente por essa razão, não viu o soco de Trost chegando. O rapaz levou a pancada na lateral direita do rosto e foi ao chão com sua cabeça dando voltas. Demorou alguns instantes para voltar a si e ao levantar a vista viu um rapaz pegando o pequeno nobre no colo.

Pete parecia ser o mais perdido ali, afinal era só um cara que foi selecionado em um bar para entrar nessa aventura. Como Nicole é a sua contratante, se viu no papel de ajudá-la com seus propósitos. Foi até o nobre, o carregou no colo, e passeou correndo pelo campo de batalha indo em direção a Jean. Tanto Killion quanto Fate, caídos, puderam perceber isso. Foi quando todos ouviram uma voz gritar em aviso. - TEMOS MAIS INIMIGOS!!!!

Jean então chamou por Trost e Nicole, e agora com a companhia de Pete e o garoto, fugiam para dentro dos corredores abandonando o campo de batalha. Mais uma vez, tanto Fate quanto Killion puderam perceber isso. A tropa de resgate neste momento está adentrando o local, dividindo os esforcos revolucionários transformando tudo aquilo em uma verdadeira guerra.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas   Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas - Página 7 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Voltar ao Topo 
Página 7 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: