One Piece RPG
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Um Destino em Comum
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor (Orochi) Hoje à(s) 06:02

» 10º Capítulo - Parabellum!
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor OverLord Hoje à(s) 02:44

» Hey Ya!
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor GM.Mirutsu Ontem à(s) 23:12

» The One Above All - Ato 2
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 22:17

» [LB] O Florescer de Utopia III
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:05

» The Hero Rises!
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:57

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Oni Ontem à(s) 21:24

» Meu nome é Mike Brigss
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Oni Ontem à(s) 20:57

» BOOH!
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Oni Ontem à(s) 20:20

» Garfield Henryford
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Sagashi Ontem à(s) 19:54

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 19:04

» [M.E.P] Kan Kin
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Shideras Ontem à(s) 19:03

» [MINI-*Kan Kin*] *Uma vida de merda*
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Shideras Ontem à(s) 18:58

» Bakemonogatari
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor yaTTo Ontem à(s) 18:50

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Furry Ontem à(s) 18:35

» [M.E.P] Albafica
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Albafica Mino Ontem à(s) 18:01

» [Mini] Albafica Mino
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Albafica Mino Ontem à(s) 18:00

» Cap.1 Deuses entre nós
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor Salazar Merlin Ontem à(s) 17:54

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 17:50

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 17:50



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Cap.1 Deuses entre nós

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptyQui 17 Set 2020, 19:14

Relembrando a primeira mensagem :

Cap.1 Deuses entre nós

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Uriel Seraphim. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
arthurbrag
Membro
Membro


Data de inscrição : 13/10/2020

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptyDom 08 Nov 2020, 08:02



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Independente de onde estivesse, Arthur separaria alguns segundos para se esticar um pouco e pensar nas últimas decisões de sua vida. Passou os últimos anos entre a cozinha do restaurante que trabalhava e o pequeno apartamento alugado. Mas havia abandonado tudo isso para seguir o sonho meio inconsequente de se tornar um pirata. Olharia para fora, em busca de ver o clima daquele dia e tentar descobrir que horas eram. Independentemente do tempo, diria para si mesmo com um sorriso:

- Parece um dia perfeito para mudar de vida.

O jovem já havia se despedido de todos que conhecia em Baterilla e tudo era completamente desconhecido em Briss Kingdom. Era hora de encontrar gente nova e recomeçar. Não seria a primeira vez que começava do zero em sua vida. Mas era a primeira vez que estava realmente empolgado com isso. Ele tinha alguns planos, é claro. E seguiria firme com eles.  

Se houvesse um banheiro com espelho por perto, daria uma boa olhada em sua aparência. Estava bem vestido? O cabelo estava bom? Estava cheiroso? Se necessário, lavaria seu rosto na pia, garantindo que estivesse com uma visão agradável para quem olhasse.

Antes de sair, Arthur também avaliaria sua saciedade. Se estivesse com fome, mesmo que leve, seguiria para algum restaurante ou bar que nunca tinha entrado para experimentar algo do cardápio. Se fosse manhã, pediria um pão da casa com café. Se fosse próximo ao almoço, pediria a sugestão do chef. Se já fosse noite, pediria uma porção de frutos do mar e uma cerveja. E, se por acaso não estivesse com fome, também seguiria para o local, pedindo apenas um café forte independente do horário.

- Obrigado. – diria a quem lhe servisse, com um sorriso nos lábios.

E então observaria tudo ao seu redor. A aparência de quem lhe serviu, seu jeito de se portar. Quem mais estava no restaurante: clientes, funcionários... Havia um possível gerente? Era possível ver a cozinha do salão? Se sim, faria questão de observar o chef com atenção. Também prestaria atenção no restaurante em si. Como era o local? Confortável? Pequeno?

Arthur sempre foi muito observador e, nessas épocas de mudança de vida, precisava contar ainda mais com a sua percepção. Foi ela que o salvou no passado e poderia salvar novamente. Quando a comida ou a bebida chegasse, apreciaria com cuidado, sentindo os aromas e sabores. Depois, refletiria sobre seus planos. Aquele poderia ser um bom lugar para encontrar alguns piratas e cair nesse mundão? Se encontrasse alguém que parecia interessante e disponível para conversar, se aproximaria da pessoa em questão. Depois, com um sorriso e olhando a pessoa nos olhos, perguntaria com todo o seu charme.

-  Posso me sentar? - E, caso a resposta fosse positiva, ele se ajeitaria na cadeira. Tiraria alguns segundos para observar a pessoa na sua frente e depois, se apresentaria. -  Sou Arthur. O que te traz aqui hoje?

Se a primeira pessoa rejeitasse de imediato seu convite, olharia ao redor para ver se mais alguém parecia disposto a conversar. Se sim, agiria da mesma forma. Se ninguém do lugar se mostrasse interessado, voltaria para sua mesa e aguardaria aumentar o movimento.

Se fosse abordado, antes mesmo de decidir chegar em alguém para conversar, ouviria a pessoa com atenção. Começaria a conversa da mesma forma, perguntando o que o trazia naquele lugar e se apresentando. Também se mostraria igualmente simpático, sorrindo e observando a pessoa com atenção. Aceitaria uma bebida ou se sentar em outra mesa, mas nada além disso. Queria observar a pessoa antes de qualquer coisa. E se considerasse sua aparência ou seu jeito interessante, não disfarçaria seu possível interesse.

Objetivos:
 

Arthur Diggory:
 

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gin Yamazaki
Civil
Civil
Gin Yamazaki

Créditos : Zero
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Data de inscrição : 04/11/2020

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptyDom 08 Nov 2020, 18:02


O Mink Urso estava andando em meio as pessoas que talvez mal o notem devido ao seu tamanho ridículo para uma pessoa normal, porém nem pessoa normal ele era; este estava a procura de um bar movimentado na cidade, iria seguir a dica de seu amigo Stein e fazer amigos, para assim um dia partirem juntos para a famosa Grand Line de onde foi tirado dos seus amigos com grande felicidade para desbravar os mares, o cientista lhe disse para conhecer pessoas novas e que o maior tesouro deste mar era as amizades e as aventuras em que estes iriam viver, o que faltava para o urso eram apenas os companheiros, e pelo que Gin sabe os loucos como seu professor são os melhores para se conviver, logo iria ao bar procurar por baderneiros e escandalosos, estes sim seriam os melhores companheiros.
Se dirigindo ao bar sem se importar com possíveis comentários sobre a sua raça, apenas ignorando todo tipo de piadinha ruim ou olhar e até mesmo o espanto caso houvesse, chegando ao bar este iria se mover até o meio do mesmo e se caso ninguém o interrompesse como segura-lo ou etc... O mesmo berraria a todos que estivessem ali dentro ou até mesmo do lado de fora.
-Eu sou um MINK que veio da ilha Zou no meio da Grand Line arrastado por um cientista maluco e eu procuro companheiros malucos para retornar pra grand line e desbravar os mares conhecendo todo tipo de criaturas e pessoas novas que pudermos, o que me interessa é os momentos e as pessoas que vamos conhecer, o que quero é apenas o conhecimento e aprimorar minhas habilidades como cientista e doutor.- Repararia nas reações de todos que estavam no bar da cidade de Briss, cuidando para não causar problemas com ninguém, afinal seu pedido não foi para criar um bando pirata e sim um grupo de viagem, mas Gin não se importava o que fossem ser, queria a aventura em si.

legenda:
 

Objetivos:
 


Histórico:
 

____________________________________________________

1° Divisão de Demônios

-A tropa do Urso ta em Outro PATAMAR!
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 7
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptySeg 09 Nov 2020, 13:32




Deuses entre nós

Briss ~ 27º



Uriel Seraphim (XV)
O velho se assustava com o puxão que Uriel lhe dava assim como o garoto que também se sentia incomodado com aquilo. – Calma aí, cara. – Disse o garoto. – Não está vendo que ele bebeu demais? Ele não está falando coisa com coisa. – Continuou. De fato, o cheiro de bebida era forte quando vinha do velho, porém Uriel permanecia na mesma.

Algumas pessoas começavam a olhar para a cena, elas sorriam, porém outras estavam bem sérias. – Briga de bar? – Disse uma garota, acompanhada por um rapaz, que sorria de forma debochada. – Só servem pra estragar nossa alegria. – Ela colocava o copo sobre a mesa e se afastava. Dois outros rapazes se aproximavam para separar o “pega-pega” entre Uriel e o velho bêbado. – Calma aí, senhores! Hoje é uma noite de diversão! – Um deles era claramente identificado como funcionário do bar e o outro parecia ser um civil qualquer.

O velho não tirava os olhos de Uriel, o fitava dos pés a cabeça, e em seguida sorria e dizia: - Amanhã no porto, lá no barco de transporte. Tem uma sereia na proa e a âncora é uma baleia. – Ele sorria mais uma vez antes de ser puxado pelo garoto. – O nome do barco é Santa Elise Segunda! – Novamente uma gargalhada alta ecoava no bar e mais outras pessoas tinham sua atenção captada.

Uriel e os dois rapazes eram o centro da atenção. O funcionário continuava próximo ao celestial, enquanto o jovem, o velho e o outro rapaz que apareceu para separar a briga se afastavam. – Você está bem rapaz? – Perguntou o rapaz de avental e roupas escuras. – Depois dessa com certeza vai querer tomar uma pra relaxar. – Ele erguia sua mão, passava por detrás do balcão e puxava uma garrafa de bebida. – Esse copo é por conta da casa! Heheh. Porém eu sugiro que vá descansar... você parece bem abatido. – Finalizou enquanto se afastava, após também servir o copo de Uriel.

O bar voltava a festança que havia antes. Conversas, bebedeiras e o alto som de um grupo de jovens que tocava ao fundo formavam o clima receptivo do local.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 006600

~

Joe "Kisame" Blow (III)
Vendo o tritão sem chapéu, sua cor era o que mais chamava a atenção dos marinheiros. Um deles dava uma retrucada na cadeira de susto. – Hã? – Sussurrou confuso. Os dentes pontudos e grandes também faziam os rapazes se segurarem ainda mais em suas cadeiras. Duas outras pessoas viam o Joe em pé frente aos marinheiros e já percebendo o que se sucederia saíam do bar. Nada falavam entre si, apenas a intensa troca de olhares. –Tudo bem, meu rapaz... meio peixe... d-digo... não tem problema! Hahah. – Ele se recolhia na cadeira.

A mulher atrás do balcão desviava o olhar de Joe, mas recebia o pagamento com um sorriso. – O-obrigada! – Guardava o dinheiro e permanecia parada.

Saindo do estabelecimento, e se despedindo do dono do bar, Kisame notava que o gordinho também fardado não tirava os olhos dele. Um sorriso estava exposto em seu semblante.
As lojas, de todos os tipos, estavam todas fechadas. A rua vazia na noite escura de Briss também deixava claro que não era hora de ficar andando por aí sem rumo.

Ao longe, bem distante, uma figura alta e bem imponente caminhava na direção de Joe. Uma sombra encobria todo o seu corpo.
Marine - 0099FF

-

Tensei K. Kallis (II)
O velho tentava emular um sorriso, e falhava miseravelmente quanto o fazia. – Fica pra lá. – Apontou. – Só seguir esta rua até o final. – Orientou. A figura também humana do outro lado da porta levava um breve susto com a aparição do brutamontes a sua frente saindo da loja. – O-opa! – O cumprimentava sem jeito.

Saindo da loja não era difícil se orientar pelas ruas da cidade. As estrelas, como bem observava Tensei, o guiavam na direção em que o dono da loja de armas bem disse.

Algumas pessoas, das pouquíssimas que ainda estavam na rua, olhavam curiosas para a figura que transitava por ali. Ver a diferença de tamanho entre aquelas raças era realmente bem considerável. Crianças ainda acordadas também notavam e sorriam para o homem peixe, porém seus pais logo as puxavam para dentro de casa, alguns até fechavam a janela.

Pois bem. Não bastando muito tempo o rapaz conseguia ver o porto bem ao longe. Algumas embarcações estavam ancoradas nas docas assim como um pequeno grupo de pessoas reunidos que conversavam abertamente sobre uma coisa que os deixava acalorados.

Assim como ele uma outra figura caminhava em sua direção. Esta também alta e imponente. Uma sombra a cobria, deixando apenas os contornos de vestes largas e um chapéu.

~

Iruh Infamus (I)
As ondas batiam na costa de Briss, os barcos subiam e desciam e casais apaixonados caminhavam ante a orla da baía da cidade de mãos dadas e sorrisos bobos. Era um local bem aconchegante para os mais íntimos. – A lua parece linda esta noite! – Comentava um rapaz com a moça que lhe acompanhava.

O ruivo percebia que ele era bem notado entre algumas garotas, elas sorriam e sussurravam entre si sem tirar os olhos do rapaz. – Hihih. – Uma delas, loira e jovem, acenava para o mesmo. O vento balançava seu lindo cabelo e ela se levantava para falar com Iruh. – Oi! – Sorria amigavelmente. Seus olhos azuis brilhavam belamente antes a noite estrelada, assim como seu cabelo cheiroso e bem sedoso que também eram muito atraentes. Era de fato uma linda garota, esta que puxava comentários de outros rapazes que caminhavam na orla de Briss. “Que linda!”, era um sussurro típico, que inclusive Iruh ouvia, referente a ela.

Ela ouvia a pergunta do rapaz e respondia com o mesmo sorriso perfeito de antes. – Sim! Bem, tem um bar no bairro industrial, porém é bem problemático..., mas ele não fica muito longe daqui não. – Ela olhava de forma penetrante para Iruh. – Bem, posso te levar lá se quiser.

Seu vestido branco com pequenas pétalas coloridas e o colar de fita vermelho combinavam com a tiara de fita também vermelha, ela olhava para a possível direção do bar e isso era atraente, suas orelhas pequenas revelavam pequenos brincos brilhantes e o pescoço virgem prestes que clamava por um beijo. Um arrepio corria por seu pescoço e ela novamente olhava para o ruivo. Nada dizia, porém era claro perceber que era um convite.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - CC99FF


~

Salazar Merlin (I)
Salazar notava o quão vazia era aquela cidade. As casas começavam a fechar suas janelas e portas. A noite cantava uma música silenciosa que ecoava em ruas distantes junto com o som de pessoas conversando. Um rapaz de bicicleta cortava a rua, mas vendo o chamado do garoto de terno logo tinha sua atenção fisgada. Era um simples garoto, de boné e roupas desleixadas. – Mano, tem uma loja de armas indo pro porto, mas a essa hora já deve estar fechada... – Uma arqueada de sobrancelhas bem sugestiva. E então voltava a acelerar com sua bicicleta.

Não haviam lojas abertas e as poucas pessoas que haviam por ali eram bem discretas. Uma dupla de roupas parecidas com Salazar caminhava pela calçada, um emblema em seu peito de dois pássaros juntos de um ramo e acima do brasão uma pequena estrela amarela. – Boa noite! – Disseram em uníssono cumprimentando o garoto.

Na esquina um movimento chamativo era visível a todos. Uma festa em um bar. Um jovem e um velho saíam do mesmo as pressas. Era claramente notável o quão sorridente este velho estava.

~

Arthur Diggory (I)
As ruas de Briss acolhiam Arthur de forma bem silenciosa. Estabelecimentos fechados em um local onde horas antes estava aglomerado com várias pessoas. Além de é claro pessoas que caminhavam nas ruas e em becos, sempre se distraindo com uma conversa acompanhada ou até mesmo observando as vitrines das lojas. O ruivo poderia notar o quão pacato era o ambiente, afinal, no centro da cidade não se via muita movimentação e nem atrativos que enchessem os olhos da população.

Algumas pessoas passavam pelo rapaz e o cumprimentavam. – Olá! – E. – Boa noite! – Eram repetidos.

A procura sem direções do ruivo acabava por não encontrar um destino que, talvez, pudesse ser como ele esperava. De fato, havia um bar e restaurante, não tão movimentado, porém era um dos únicos ainda abertos. Uma placa sobre a entrada destacava o nome do possível dono e de fato do próprio estabelecimento: “Bar e Restaurante Gustaf”.

As mesas eram dispostas sem qualquer organização visível, além de que os funcionários mais conversavam entre si. A entrada do ruivo foi o suficiente para chamar a atenção de alguns e seus olhares atentos e curiosos pairavam sobre o rapaz. Uma mesa vazia próxima a porta, outras duas mesas eram preenchidas por uma dupla de garotos e garotas, respectivamente, e por fim, no balcão, um garoto bem jovem sentava em um dos bancos enquanto observava a porta.

Uma moça atraente o acompanhava até uma das mesas. – Bem... não temos cardápio não, meu rapaz. – Ela não tirava os olhos dele. – Mas... eu posso trazer o que você está querendo. Eu acho... – Ela caminhava até a parte de trás do balcão, puxava uma garrava grande de cerveja e levava até a mesa junto com um copo. – Bem, aqui está. Vou fazer o pedido do seu prato. – Comentava antes de sair.

As pessoas no bar e restaurante mais se concentravam entre elas, com suas conversas principalmente, do que notavam a presença do novo cliente do local. Elas até o olhavam, mas era por pura curiosidade. As garotas conversavam alto e riam bastante, enquanto os rapazes sussurravam e bebiam seus generosos copos de álcool.

Os funcionários voltavam a conversar entre si na porta que levava a parte de trás do estabelecimento.

~

Gin Yamazaki (I)
O urso era um atrativo bem curioso na cidade de Briss. Desde que chegou ele era confundido com diversas coisas, desde uma pessoa fantasiada até mesmo um enorme brinquedo de pelúcia. Pois bem, assim como poderia perceber, o que não seria difícil, a chegada na cidade fora concluída na parte da noite. Ele percebia também como o porto estava bem vazio, especialmente naquela região. Havia de fato um pequeno grupo de pessoas, porém eles começavam a se separar.

Uma garotinha sonolenta havia segurado a mão do mink durante toda a viagem, era uma criança inocente que não passava de seus três anos. E mesmo após a viagem ela não desgarrava do urso. – Filha, solte ele... – Disse a mulher incerta. – Vamos pra casa! – Ela puxava a garota, que bocejava e dizia: - Não, mamãe! Eu quero ficar com o brinquedinho! – Ela apertava aos poucos a pata de Gin, não querendo o soltar.

Eles continuavam caminhando para fora do porto, principalmente a mãe da garota que não deixava de pedir com que ela soltasse a mão do mink. – Veja, você me desculpe... érm... bem, não sei o que você é, mas me desculpe por favor. – Dizia a mulher para Gin.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 9999FF
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - CC99CC


NPC - CC6600/FF6633

OFF:
 
NARRAÇÃO - XV

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
A força de um guerreiro não está em sua espada e sim no desejo de cumprir a justiça.


Última edição por K1NG em Seg 09 Nov 2020, 18:58, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Torres
Membro
Membro
Thomas Torres

Créditos : 6
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 22/08/2020
Idade : 15
Localização : São Paulo

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptySeg 09 Nov 2020, 15:09

Fiquei ligeiramente incomodado como a multidão que queria briga, era como se estivessem me tratando como um animal em uma jaula de circo, como se eu fosse um macaco pedindo banana. Pouco a pouco me cansava cada vez mais daquela cidade, daquelas pessoas, me afastar seria muito bom mas para isso só precisava de um navegador, seria isso e meus problemas acabavam. Tomaria a cerveja que o homem me deu e aproveitaria para treinar a furtividade, já que não estava muito confiante com a prática que eu tinha, me levantaria discretamente de minha mesa e me infiltraria em alguma das partes da multidão enquanto iria até a saída, não estava muito afim de pagar a cerveja.


Saindo do bar olharia em volta e procuraria por alguém de interesse ou alguém que tivesse cara de pirata, alguém que estivesse visivelmente armado e me afastaria de qualquer um que parecesse marinheiro. Caso não encontrasse ninguém voltaria ate aonde eu escondi o barco no lixão e veria o que o Arkad encontrou saqueando o barco e diria -Fala meu consagrado, eu não achei o navegador, mas eu acho q a gente pode achar um amanhã em um tal de Santa Elise Segunda, bem, é um barco de um tal de Juarez aí




objetivos:
 

Atributos, vantagens e desvantagens, perícias:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

Sou Gavião fiel de origem louco
Nada bobo, não brigo pelo jogo, sou fogo contra fogo
Mais vale uma família e um qualquer no bolso
-Sabotage

1 divisão de Demônios
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!


         
FICHA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joe Blow
Civil
Civil
Joe Blow

Créditos : Zero
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 29/01/2013
Idade : 23
Localização : Desconhecida

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptySeg 09 Nov 2020, 20:38




Kisame
Há um Monstro na água



Os homens no bar pareciam mudar totalmente suas perspectivas sobre mim, abri um largo sorriso, essa era uma das provas cruéis de que os homens peixes eram mais poderosos, o medo lhes causava preconceito pela força dos desconhecidos. -Como eu pensei, somos poderosos de verdade;- Caminhei de baixo daquele céu estrelado, observando atentamente aquela imensidão negra, mas algo me chamou atenção que depositei meus olhos em uma silhueta escura que parecia maior que eu mesmo, fiquei curioso... "Quem é este homem, parece ser brutamonte." Chegaria o mais perto possível para observa-lo, porém se este me ignorasse eu iria segui-lo ignorando qualquer outro objetivo que eu tivesse, porém para dar meia volta iria falar alto a ponto do mesmo ouvir -Aaaa, esqueci minhas chaves.- Assim teria um motivo para retornar e seguir o homem fingindo que por coincidência iriam ao mesmo lugar, pessoas que aparentam ser fortes chamavam a minha atenção.
Porém se este me notasse e viesse falar comigo iria mostrar a ele minha identidade e observaria o mesmo dos pés a cabeça. -Caraca, sabe onde tem uma loja de armas aberta essa hora? Acho que dei uma leve atrasada em minha vida parcero;- Dependendo do diálogo partiria junto com o rapaz para o destino do mesmo, sem muitas preocupações.

Considerações: -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Kisame, PauTora:
 
Histórico:
 
Objetivos:
 
OFF:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


1° Divisão de Demônios

[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
O Rei Da Confusão, Pandemônio


Última edição por Joe Blow em Seg 09 Nov 2020, 22:54, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tensei
Civil
Civil
Tensei

Créditos : Zero
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Data de inscrição : 07/04/2012

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptySeg 09 Nov 2020, 21:20



A noite bela e escura era perfeita para uma caminhada, os passos lentos me levavam até a direção indexada pelo dono da loja de armas, enquanto os olhares na rua despertavam minha curiosidade, eles tinham medo de mim mas nossa raça era tão mais forte assim? Mas oque me deixava mais animado era o olhar das crianças, algumas impressionadas, mas bem poucas com medo, isso só me mostrava que o racismo só aparecia após a vida adulta por influência externa. Após chegar próximo ao porto e começar a ter a vista dos primeiros barcos uma coisa chamou minha atenção, um sombra enorme que caminhava em minha direção. Não era maior que eu, mas com toda certeza era brmais alta que todos os humanos que eu já havia visto, mas as vestes do mesmo e um chapéu que cobria seu rosto não me deixaram identificar sua identidade e por isso passei pelo mesmo apenas com curiosidade.

No entanto aparentemente também havia chamado a atenção do mesmo por ele retornou, dizendo algo sobre buscar as chaves. De início não me incomodei, achei algo até normal até que ele finalmente me abordou perguntando sobre uma loja de armas. —A essas horas? Hahahahah vai ser difícil amigo, a última que estava aberta acabou de fechar, eu saí dela a poucos minutos.— Responderia e tentaria olhar mais próximo ao rosto do ser, para identificar oque ele seria de fato —Sou Tensei, e você é muito grande para um humano não é? Que diabos é você?— Perguntaria com um sorriso no rosto, apesar do modo rude de falar eu tentava ser amigável e aguardaria uma resposta para então continuar —Se quiser tentar a loja, ela fica subindo a rua, não tem como errar, mas acho que fechou. Eu estou indo para um bar, tentar alguma diversão hahaha, se quiser me acompanhar é bem vindo!— Diria e então seguiria para o bar, afim de encontrar pessoas que me chamassem a atenção como aquele homem, havia a intenção de novamente tentar o jogo da moeda que havia planejado mentalmente antes.

Histórico:
 


Objetivos/Off:
 
[

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

1° Divisão de Demônios, o Leviatã.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Iruh
Membro
Membro
Iruh

Créditos : 6
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 20/10/2020
Idade : 21
Localização : Narnia

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptySeg 09 Nov 2020, 21:58



Deuses entre nós
Iruh Infamus





    A lua da noite chamaria minha atenção, olharia atentamente para o céu brilhando com as estrelas com um sorriso leve e agradável, - Claro eu adoraria se quiser me acompanhar pela noite seria um prazer. - diria admirando seus belos olhos azuis. - Tudo aponta para uma noite agradável. - refletiria em silencio esperando a resposta da linda moça; após sua resposta passaria o braço ao redor dela para andarmos abraçados, - Poderia ser minha guia turística essa noite ? me fale sobre a cidade. - pediria gentilmente.

  Chegando ao bar, entraria confiante com os olhos altos iria até o balcão ou aonde tivesse alguém para me atender, - Me vê um maço de cigarro e um isqueiro, além de uma boa dose de Rum, e o que a bela dama que me acompanha desejar. - Pediria com educação, e logo me assento em uma mesa, esperando pelo pedido, caso ela não quisesse me acompanhar pelo resto da noite me despediria - Obrigado por me trazer até aqui, tenha uma boa noite. - acenaria e entraria no bar fazendo o mesmo porém sem sua companhia.

  - Uma bela moça, uma boa doce de Rum e um maço de cigarro agora só falta começar a minha corrida pela fortuna. - pensaria animado sobre a noite que me parece apenas melhorar, caso tivesse sucesso em conseguir o cigarro apenas o acenderia calmamente, levando a boca com a mão direita, fumaria um pouco e soltaria a fumaça pela boca, olhando ao meu redor calmamente procurando algo que pudesse me trazer uma boa grana naquela noite estrelada.

  Me voltaria a moça - Me fale um pouco sobre você meu anjo. - falaria gentilmente com um sorriso, e tomaria a dose de Rum que havia pedido e pediria apenas mais uma para manter o copo cheio, ouvindo atentamente ela, e prestando atenção também no que acontece ao meu redor, seja conversas ou pessoas que aparecessem sempre em busca de algo que me chame atenção.  





Objetivos:
 

Histórico:
 

Personagem:
 

Off:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]/ [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

1 divisão de Demônios
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Piratas Pandamônio!


Última edição por Iruh em Ter 10 Nov 2020, 09:36, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Salazar Merlin
Membro
Membro
Salazar Merlin

Créditos : Zero
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Data de inscrição : 05/08/2016

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptySeg 09 Nov 2020, 22:51




Salazar encarou o rosto do rapaz por poucos segundos e logo lhe desviou a atenção

-Opa, obrigado brow, você é de mais sabia, talvez eu espere amanhecer, to sem sono, afinal dormi a tarde todinha, valeu mesmo meu querido, tamo junto fui.-

Virando-se de costas para o mesmo para que assim este seguisse sua viagem para só onde Deus sabe;
Dois homens se aproximavam do garoto engomadinho, o que lhe despertou um interesse, pois tinha um mesmo "emblema" nas vestes dos dois, observando atentamente como se quase estivesse enfiando a cara em suas vestes.

-Ai meu deus, me perdoem, eu fiquei curioso, me perdoem...-

Coçando a nuca com a mão esquerda e um sorriso um pouco envergonhado era demonstrado por Salazar que tinha as bochechas agora coradas pelo acontecido, enquanto falava iria se afastando de forma cuidadosa com medo de ter causado algum tipo de problema, seguindo para o bar de onde havia recém saído um homem velho e um garoto um pouco mais jovem, decidiu seguir para o bar com um sorriso no rosto, ao entrar no local sentaria em uma mesa e esperaria alguém lhe atender, pedindo então um bom rum; procurou também por lindas mulheres na localidade, talvez seria uma boa ideia passar um tempo namorando antes de se aventurar.

-Qual é o melhor rum que vocês tem, mandem pro papai, brigadinho querido(a).-



Atributos:
 

Observações:
 

Modelo De Ação:
 

Objetivos Briss:
 

Histórico:
 

informações:
 

OFF:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Salazar Merlin em Qua 11 Nov 2020, 18:46, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
arthurbrag
Membro
Membro
arthurbrag

Créditos : 6
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Data de inscrição : 13/10/2020

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptyTer 10 Nov 2020, 06:11



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aparentemente o dia estava calmo e silencioso. O ruivo estava acostumado com certa agitação, tanto na cozinha como em sua vida social. Mas aquela tranquilidade trazia algum conforto. Parecia uma espécie de bom sinal para começar. Ao ser cumprimentado enquanto andava, ele sorriria e retribuiria o cumprimento, sendo naturalmente simpático. Não era difícil para o cozinheiro, ele até gostava. Era praticamente um instinto natural.

Ao entrar no restaurante, perceberia pelo nome que o chef provavelmente se chamava Gustaf. “É meio arrogante dar o seu próprio nome ao restaurante. Espero que a comida seja boa”. Pensaria ele. Ao ver a disposição das mesas, perceberia que não era um lugar tão rígido em organização como o que havia trabalhado.  Mas não se importou. Apenas seguiu até a mesa e ficou muito satisfeito com a moça que chegou para lhe atender.

- Muito obrigado. – diria Arthur, com um sorriso sincero para a atendente. Antes dela sair, completaria. - A senhorita tem uma beleza estonteante, devo dizer.

Observando o bar, perceberia que poderia ter algumas opções de interação. As garotas pareciam se divertir bastante e talvez o acolhessem na conversa. Provavelmente teria uma noite agradável e talvez até conseguisse algo que aliviasse o seu tesão acumulado. Mas provavelmente não ajudaria muito na sua vida futura vida como pirata. De toda forma, se percebesse o olhar das garotas em algum momento, levantaria o copo com a bebida e piscaria para elas, esperando para ver a reação. Quem sabe esse cumprimento discreto poderia lhe render algo no final da noite.

Os rapazes poderiam ser uma boa opção? Talvez soubessem algo sobre o mar. Ou pudessem lhe contar sobre a cidade. Mas poderiam não gostar da abordagem e a última coisa que Arthur queria naquele momento era uma briga desnecessária. O jovem cozinheiro decidira então apostar na jovem que lhe servira a cerveja. Quando ela voltasse a aparecer no salão, tentaria chama-la até a mesa.

- Sei que deve ser incomodada por clientes o tempo todo, mas poderia me dizer o seu nome? – pediria o ruivo, com todo o seu charme. – Acabei de chegar na cidade e ainda não conheço ninguém. Se o seu turno estiver acabando, adoraria que me acompanhasse em uma bebida. Tenho certeza que poderia me contar bastante coisas sobre a famosa Briss Kingdom.

Esperando que seu convite funcionasse, aguardaria a jovem para conversar mais sobre a cidade. Se manteria atento a tudo que acontecia no bar, esperando que mais alguém interessante aparecesse.  Também olharia com mais atenção o garoto mais novo que estava no balcão. Quão novo ele era?  Um adolescente, uma criança? De toda forma, não parecia um lugar muito adequado. Nem o horário.  

Arthur simplesmente beberia sua cerveja e observaria por mais um tempo. Quem sabe, após o cumprimento, as jovens sorridentes não decidissem abordá-lo. Ou os rapazes chamassem sua atenção de alguma forma. A noite estava apenas começando e não tinha pressa em descobrir o novo mundo que o rodeava.

Objetivos:
 

Arthur Diggory:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gin Yamazaki
Civil
Civil
Gin Yamazaki

Créditos : Zero
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Data de inscrição : 04/11/2020

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptyTer 10 Nov 2020, 19:20


A garotinha não soltava a mão pequena do Mink, o mesmo mantinha a calma e um sorriso inquieto no rosto, não sabia como se despedir da garota; -Eu não sou um brinquedo, eu sou um Mink que veio da Grand Line, então me solta meu deus, adeuzinho garota.- Virando-se de costas para as duas pessoas e saindo um pouquinho incomodado com a situação. Vê se eu posso com isso, eu, a porra de um urso da ilha Zou ser chamado de brinquedo, eu devia era assustar ela a noite, isso sim." Continuando a caminhada agora para um bar, ainda emburrado com a situação, ouviu os pedidos de desculpas, mas os ignorou indo em direção do bar, onde também provável que iria arrumar problemas para entrar no mesmo, e lá estava a vida boa de uma criança.
O Mink queria por que queria ir ao bar, perguntando as pessoas onde ficava este; -Onde fica o bar da cidade, tenho que achar alguém.- Ouviria a quem respondesse, se este lhe desse as informações necessária seria muito grato por sua ajuda, fitaria seu rosto prestando atenção em todos detalhes e lhe sorriria contente

legenda:
 
Informações:
 

Objetivos:
 


Histórico:
 

____________________________________________________

1° Divisão de Demônios

-A tropa do Urso ta em Outro PATAMAR!
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 7
Warn : Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 EmptyTer 10 Nov 2020, 23:53




Deuses entre nós

Briss ~ 27º



Uriel Seraphim (XVI) & Iruh Infamus (II) & Salazar Merlin (II)
Saindo do bar, ainda que conseguindo passar por muitas pessoas, Uriel se via longe daquela multidão. Era um local pequeno para tanta gente e, principalmente por conta da bebedeira e festança, muitos se viam completamente perdidos e fazendo coisas sem sentido. Pois bem. A noite permanecia e a lua linda do céu, linda como uma dama acompanhada por um ruivo. O celestial via o casal caminhar na direção do bar, ela com um sorriso angelical e ele com um olhar curioso.

- Claro! Percebi que você não é daqui... de onde vem? – A loira parecia querer se aproximar um pouco mais de Iruh. Ela deixava sua delicada mão encostar na mão do rapaz, porém não deixava isso tão na cara assim. A moça ouvia com atenção cada palavra que ele dizia, sem tirar os olhos de sua boca. – Sim... é claro! – Respondia automaticamente, sem nem perceber com o que concordava.

O ruivo também poderia notar um ser de raça diferente das que viu na cidade. Um rapaz alto, com cabeços brancos e... duas asas saindo de suas costas? Poderia ser algum tipo de fantasia, afinal eles estavam se dirigindo a uma grande festa no bar. O som da bandinha ecoava lá fora, além de outros grupos beberem enquanto conversavam do lado de fora do bar.

Do outro lado da rua um garoto de terno observava a cena, logicamente não deixando de notar quantas garotas bonitas estavam espalhadas a frente do movimentado estabelecimento e também dentro dele. O movimento intenso fazia um calor subir na rua, deixando os nervos de alguns ali aflorados. Dois rapazes passavam encarando o garoto de terno, eles davam bastante atenção as roupas do mesmo, mas após alguns segundos já desviavam sua atenção para a loira do outro lado da rua. – Ei gatinha! Deixa esse mané cabelo de fogo e vem ficar comigo! – Disse um deles. O outro nada fazia além de rir.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 006600
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - CC99FF


~

Joe "Kisame" Blow (IV) & Tensei K. Kallis (III)
Ambos os tritões se encontravam na avenida que seguia para o porto, levando para o bar, assim como também seguia para a loja de armas. Eles eram bem parecidos, tanto em tamanho como também em porte físico. Não só isso era bastante chamativo, dois homens peixes em uma cidade dos blues, como também ainda mais janelas e portas se fechando com a permanência dos dois na rua. – Vem logo, Uriel, saia daí! – A mulher erguia a voz a criança que corria em uma de suas brincadeiras na frente de casa.

O vento balançava as cortinas e também a copa das poucas árvores que permaneciam “vivas” naquela cidade de construtos metálicos e muitas engenharias mecânicas.
Marine - 0099FF

~

Arthur Diggory (II) & Gin Yamazaki (II)
A funcionária do bar sorria com o elogio. Seus olhos se fechavam e ela deixava escapar o belíssimo sorriso. – Obrigada! – Disse envergonhada. – Não é todo dia que ouço isso de um rapaz tão bonito como você... – Ela colocava o copo sobre a mesa e ficava alguns instantes, dando corda ao ruivo. – Geralmente o bar só fica cheio de clientes antigos e velhos bêbados, heh – A moça continuava frente a mesa, talvez aguardando alguma resposta.

O clima estava bem agradável entre os dois, sorrisos e conversas baixas fariam praticamente qualquer um se arrepiar. Ela tinha uma voz doce e suave, como o ninar das ondas, e isso era bem apreciado entre muitos homens. – Me chamo Yvonne e o seu nome? Posso saber? – Sorriu ao perguntar. – E sim, meu turno acaba daqui a pouco... – Proferiu, desta vez em um tom um pouco mais... direto.

As garotas conversavam habitualmente como de costume, elas sorriam com o cumprimento de Arthur e retribuíam da mesma forma, porém algo era interrompido de forma brusca. – Ai que gracinha! – Gritou uma delas.

Um mink urso adentrava o bar. A porta se abria e uma pequena poeira subia, era como uma cena de livro de ação. A sombra do animal se projetava ante ao pouco de poeira e em segundos ele se revelava frente a todos, além de é lógico chamar a atenção de todos. Os dois rapazes se assustavam. – Mas que m... – Um deles tinha sua fala interrompida pelo garotinho sentado frente ao balcão. – Maneiro!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 993366

~

NPC - CC6600/FF6633

OFF:
 
NARRAÇÃO - XVI

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
A força de um guerreiro não está em sua espada e sim no desejo de cumprir a justiça.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cap.1 Deuses entre nós
Voltar ao Topo 
Página 5 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Briss Kingdom-
Ir para: