One Piece RPG
Cap.1 Deuses entre nós XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Os 12 Escolhidos, O Filme
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:24

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Wesker Hoje à(s) 03:53

» Jade Blair
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:42

» Seasons: Road to New World
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 02:26

» The Victory Promise
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Akise Hoje à(s) 00:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:27

» Kit Phil Magestic
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 22:25

» 10º Capítulo - Parabellum!
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Marciano Ontem à(s) 22:12

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:59

» II - Growing Bonds
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor War Ontem à(s) 21:36

» Xeque - Mate - Parte 1
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Ceji Ontem à(s) 21:20

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 19:58

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Quazer Satiel Ontem à(s) 18:28

» Galeria Infernal do Baskerville
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Blum Ontem à(s) 18:16

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Blum Ontem à(s) 17:48

» Hey Ya!
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 17:25

» Blackjack Baskerville
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Baskerville Ontem à(s) 17:21

» Cap. 2 - The Enemy Within
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 16:07

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Skÿller Ontem à(s) 16:07

» Mini-Aventura
Cap.1 Deuses entre nós Emptypor Akaza Ontem à(s) 16:03



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Cap.1 Deuses entre nós

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Cap.1 Deuses entre nós 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós EmptyQui 17 Set 2020, 19:14

Cap.1 Deuses entre nós

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Uriel Seraphim. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Torres
Membro
Membro
Thomas Torres

Créditos : 6
Warn : Cap.1 Deuses entre nós 10010
Masculino Data de inscrição : 22/08/2020
Idade : 15
Localização : São Paulo

Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós EmptySex 18 Set 2020, 09:33

Acordaria, meio confuso e de ressaca e tentaria me lembrar da última noite, o que aconteceu, onde eu estou, por que eu estou aqui, e principalmente se tem alguém comigo, se eu estivesse em algum apartamento ou casa sozinho ou se eu tivesse acordado antes de todo mundo, iria até o banheiro tomar um banho gelado para me livrar daquela dor de cabeça, pegaria a escova de dentes de alguém , procuraria por um perfume, iria até a cozinha abriria a geladeira e procuraria por qualquer bebida alcoólica e sairia do local. Caso não estivesse sozinho e alguém estivesse acordado na casa apenas diria:
-Opa tudo bem? Aonde é o banheiro? tomaria banho e sairia de fininho tentando não alertar a pessoa se alertasse apenas iria embora, após sair do local iria até o bar mais próximo, comer alguma coisa e comprar algumas bebidas pra não ficar sem até o fim do dia, comeria em alguma mesa do bar. Iria até o barmen e diria:
-Eae quero uma caixa de cerveja, uma corda e um prato de comida, se você não tiver uma corda
traga qualquer coisa que dê pra amarrar uma caixa de cerveja nas minhas costas pra não ter que ficar carregando, e eu quero isso pra ontem vai logo porra!


Se  eu tivesse acordado em um beco, numa praça, na calçada ou em outro lugar, me levantaria meio confuso, com ressaca e faria o mesmo que nos outros casos observaria o local, e, logo após iria até um bar, mas desta vez não teria tomado banho

Após terminar minha refeição, amarraria a caixa de cerveja nas costas como se fosse uma mochila, iria até o barmen pagaria a conta e diria para todo o bar ouvir:-Tem algum navegador aqui? To precisando pra fazer algum negócio. Se realmente tivesse um navegador lá eu iria até ele e diria: -Você está vindo para minha tripulação marujo, quer você queira, quer não. Se não tivesse nenhum navegador sairia e procuraria alguns caras dando mole para bater umas carteiras

Objetivos:
 

Atributos, vantagens e desvantagens, perícias:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 25
Warn : Cap.1 Deuses entre nós 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós EmptySex 25 Set 2020, 12:46




Deuses entre nós

Briss ~ ??:?? ~ 26º



O “bom-dia” de Uriel era um gelado banho de água fria. –Acorda e mete o pé daqui, vagabundo! – Gritou destemidamente um senhor, de idade avançada, com o balde vazio em uma das mãos. A outra ele apontava para a rua. O celestial tinha passado a última noite debaixo de um toldo frente a uma loja de bebidas. O cheiro de álcool e de perfume feminino era forte, quase nauseante para quem não fosse acostumado. Em suas mãos havia uma garrafa vazia de whisky e espalhado pelo chão haviam alguns pequenos cartões e moedas. O que será que ele fez na última noite? O velho voltava a gritar com ele. – Anda logo! Eu quero trabalhar! Se demorar demais eu vou chamar a polícia! – Novamente sua voz estridente se erguia perante o barulho dos carros e pessoas que andavam pela rua. Alguns até mesmo paravam para observar aquela cena. – Logo cedo... – Balbuciou um jovem que caminhava pelo local.

O sol parecia já ter nascido, mas a poeira e fumaça das indústrias de Briss não o deixavam brilhar plenamente. Infelizmente o calor, ou melhor, o mormaço era o que reinava. A chuva da última noite não foi o suficiente para refrescar a cidade em ascensão tecnológica.

O senhor aguardava a reação do rapaz, ele queria abrir sua loja e iniciar deu dia de trabalho. O celestial poderia perceber que outras lojas já estavam abertas, inclusive um bar, ao fim da rua, que deixava na calçava uma enorme placa transcrito que eles ofereciam café da manhã e almoço. O que seria interessante naquela situação. – Você está fedendo, vai espantar meus clientes. – Continuou importunando Uriel.

A água fria jogada nele poderia fazê-lo tremer, a pele arrepiava, ele sentia que o calor da cidade junto com o banho da água, de origem duvidosa, poderia trazer algum problema futuramente. Com a disposição do que era oferecido frente a ele, os caminhos que ele poderia tomar, havia a possibilidade dele agir da forma com que quisesse, e era isso que o destino aguardava.

NPC - CC6600



OFF:
 
NARRAÇÃO - I

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Toda vez que eu fecho os meus olhos, para não derramar lágrimas, o meu jardim mais regado, floresce minh'alma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Torres
Membro
Membro
Thomas Torres

Créditos : 6
Warn : Cap.1 Deuses entre nós 10010
Masculino Data de inscrição : 22/08/2020
Idade : 15
Localização : São Paulo

Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós EmptySab 26 Set 2020, 21:05

Olharia no fundo da alma daquele velho e falaria-Escuta aqui seu merdinha!, diria isso me levantando e arregaçando minhas mangas, -Quem te deu autorização pra dirigir a porra da palavra a mim seu cuzão?!, falaria isso agora elevando meu tom de voz e agarrando o velho pelo colarinho, -E agora, principalmente, POR QUE TU JOGOU ÁGUA EM MIM SEU FILHO DA PUTA!!!, enquanto eu gritava com o velho colocaria minha perna direita para atrás e daria uma joelhada no esgômago do velho, jogaria ele no chão girando ele em volta do meu corpo, chutaria seu rosto com um chute lateral inferior e cuspiria nele -Pronto agora nós dois estamos molhados

Olhando para aqueles que pararam para olhar a confusão eu diria, -E QUE PORRA VOCÊS ESTÃO FAZENDO AQUI? SOME CARALHO!, diria isto ameaçando desenbainhar a minha katana, mesmo que a multidão não fosse embora eu pegaria as chaves da loja do velho e roubaria algumas bebidas de sua loja, eu iria embora bebendo alguma delas e tentando lembrar o que eu fiz noite passada,Dor de cabeça do caralho! O que eu bebi?, tentaria descobrir que horas eram  e iria até God City procurar um possível pirata ou piratas para minha futura tripulação se possível, um navegador.

Caso eu achasse possíveis candidatos começaria a conversar com eles, -Eae, vocês já pensaram em sair desse lixo de Briss Kingdom? O que acham de se juntarem a minha tripulação ein? Vamos roubar um barco, e o que cada um pegar é dele seja dinheiro, jóias ou mulheres. Conseguindo ou não recrutá-los, procuraria por alguém para me ensinar a ser furtivo  

Mas caso eu conseguisse alguém para minha tripulação, marcaria para encontrá-los no porto no dia de amanhã meia-noite para que roubassemos uma embarcação e depois de um tempo virassemos piratas, antes eu só precisaria de um navegador caso não houvesse encontrado nenhum.

Objetivos:
 

Atributos, vantagens e desvantagens, perícias:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 25
Warn : Cap.1 Deuses entre nós 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós EmptySeg 28 Set 2020, 14:43




Deuses entre nós

Briss ~ ??:?? ~ 27º



Era de fato uma cena lamentável. Tanto os pedestres como os curiosos que bisbilhotavam de suas janelas nos andares superiores se enojavam com o comportamento vil e sem escrúpulos do celestial. – Credo... – Suspirou uma dama, que não dava nem ao menos o favor, ou desfavor, de olhar para a cara daquele mal encarado. – Esse tipo de gente deveria estar presa. – Comentou um jovem, trabalhador que carregava uma caixa de ferramentas de baixo do braço e vestia um relativamente “limpo” macacão operário.

Se levantava, e percebia o quão acabado o senhor estava. Não poupou nem mesmo ele! É mau mesmo! As chaves que roubou eram inúteis dado o andar dos fatos, afinal a loja já estava aberta. Duas garrafas ele conseguiu pegar, ou melhor, roubar sem o menor esforço. A terceira era complicada de carregar, mas o rapaz conseguiu. Duas garrafas de rum e uma de vodca. Talvez pegou de qualquer maneira sem ao menos ver qual queria, típico de ladrões ainda inexperientes. Porém ele já havia feito algo bem grandioso, alarmado a guarda local. Dois homens, aparentemente bem apessoados e uniformizados com uma farda, não policial, preta e verde escuro o encaravam do outro lado da rua. Eles saíam na direção de um pequeno prédio, entre os sujos becos daquele bairro, e desapareciam.

As ruas não pareciam um labirinto antes, mas agora, depois de uns goles, poderiam parecer. As engenhosidades da cidade rumo ao aspecto futurístico já eram confusas demais para as pessoas conseguirem discernir o que era mecânico do que era robótico, se parasse para pensar tudo poderia ser a mesma coisa, o que de fato era, mas algo era diferente nos maquinários expostos nas lojas e grandes comércios dos outros que serviam como serviço público nas ruas, como máquinas de refrescos, de jornais e até banquetes noticiários nas calcadas de grande movimento.

As ruas de Briss já eram conhecidas por Uriel, que conseguia dobrar as ruas e atravessar as avenidas com a direção e destinos frescos na mente. O lamentável era ver como todo o paisagismo urbano decrescia à medida que chegava em Latem. Casas antes luxuosas e bem confortáveis tomavam uma boa distância de barracos de madeira, casebres malfeitos e uma infraestrutura precária e sem moral. O descaso populacional crescia quando os moradores daquela região eram em sua maioria pobres vistos como ninguém.

Avistar um pequeno grupo, cerca de cinco jovens, reunidos em volta de uma mesa jogando cartas e levantando copos parecia promissor para quem queria formar sua tripulação de foras da lei. Após a pergunta os presentes se olhavam, um ou dois riam debochadamente, e em seguida uma mulher alta caminhava na direção de Uriel. Seu cabelo descia até os ombros e seus olhos verdes pareciam como esmeraldas, brilhando e brilhando... – O que você tem a nos oferecer? – Perguntou, ainda com uma garrafa em uma mão e suas cartas restantes do jogo em outra. Os outros cruzavam os braços e olhavam a cena, a uns quatro metros de distância.

+ 2 Garrafas de Rum
+ 1 Garrafa de Vodca
NPC - CC6600/FF6633
??? - 009966


NARRAÇÃO - II

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Toda vez que eu fecho os meus olhos, para não derramar lágrimas, o meu jardim mais regado, floresce minh'alma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Torres
Membro
Membro
Thomas Torres

Créditos : 6
Warn : Cap.1 Deuses entre nós 10010
Masculino Data de inscrição : 22/08/2020
Idade : 15
Localização : São Paulo

Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós EmptySeg 28 Set 2020, 17:30

Uriel se aproximaria da moça de olhos esmeralda beijaria sua mão e diria -Bom madame, depende muito do que você quer ganhar, jóias, dinheiro, bebida, amor, fama, paz, qualquer coisa por uma bela dama, inclusive meu primeiro presente será esta garrafa de rum, agora, olhava com um certo desdém para os outros e diria -Já vocês, bem como eu disse eu ofereço o que vocês pegarem do que pilharmos, simples assim o que pegarem é de vocês, além disso ofereço uma saída dessa merda de ilha e é claro se aceitarem vocês terão a honra de andar ao meu lado, o mesmo diria isso como se fosse uma grande vantagem já que, é claro, andar ao seu lado é andar ao lado do rei do mundo, mestre da sedução e incansável festeiro como ele e seu ego pensavam

Caso eles aceitassem eu diria para eles -Ok então para se juntarem a minha tripulação testarei vocês, amanhã, meia-noite no porto, não o de God City, o de Briss mesmo, inclusive acho que é melhor ficarem atentos e se separarem por enquanto, e o mais rápido possível, amanhã eu explico se possível.
Caso eles tivessem recusado então eu com um sorriso no rosto como se fossemos amigos de longa data, já que dei outros indicios de amizade antes, como quando beijei a mão da senhorita ou quando os rapazes deram risada, mas tudo isso foi com um intuito então eu diria -Bom eu não pretendia revelar isso agora, mas bom, talvez eu tenha feito uma merda mais cedo, e adivinha! A polícia marcou minha linda face, depois os canas se esconderam mas, tenho certeza que não foi atoa porque eu sei que eles me seguiram até aqui, inclusive, a bebida que eu dei para a senhorita foi roubada princesa, o que significa que eu posso dizer a eles que vocês me mandaram roubar para os senhores, após dizer isso colocaria um sorriso sádico em meu rosto daria uma bela golada da já aberta vodka e diria marcaria de encontrar com  eles meia-noite de amanhã no porto, lembrando eles que eles não tem escolha

Me viraria, sairia e procuraria um bom lugar para me esconder nas pobres casas subindo o morro, deixaria as garrafas e sairia escalando telhados com o intuito de despistar os canas, ficaria na moita por um tempo e esperaria até dar 9 horas da noite não exatamente no mesmo esconderijo, mas sim me movendo pela favela, a idéia básica era fugir dos policiais que poderiam estar me seguindo, e após dar algo aproximado a 9 horas iria para o porto de Briss para me encontrar com o grupo


Objetivos:
 

Atributos, vantagens e desvantagens, perícias:
 

____________________________________________________

Sou Gavião fiel de origem louco
Nada bobo, não brigo pelo jogo, sou fogo contra fogo
Mais vale uma família e um qualquer no bolso
-Sabotage


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 25
Warn : Cap.1 Deuses entre nós 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós EmptyTer 29 Set 2020, 23:41




Deuses entre nós

Briss ~ ??:?? ~ 27º



A mulher gastava longos e demorados segundos para olhar Uriel dos pés a cabeça. Não poupava esforços em fazer isso lentamente, como se estivesse se deleitando daquela situação. Ao fundo os rapazes se entreolhavam, porém eles não estavam confusos nem perdidos, mas sim muito bem concretos de que não poderia deixar de ser algo cômico. – Docinho, você vai nos ameaçar? – Disse enquanto erguia o braço direito e o movia para trás, apontando, com a mão aberta e o braço estendido, os rapazes que estavam ali. – Ameaçar a gente? – Perguntou incrédula. Os quatro rapazes começavam a rir, tentavam disfarçar, mas não conseguiam esconder. A mão da mulher ia até o ombro de Uriel. – Meu bem... Acho que você deve estar perdido. Ou deve ser muito ignorante. Mas eu admiro sua astúcia, heh, você é corajoso. – Arqueou as sobrancelhas com uma saudável surpresa.

Os quatro rapazes fechavam o rosto novamente, todos bem sisudos. Eles cruzavam os braços e ficavam eretos em suas posturas. Estavam bem mais “apresentáveis” agora frente ao celestial. - Olha, se você quer tripulantes pra seu bando pirata deve achar lá nos bairros operários. – Seus olhos corriam até o lado direito, leste, de onde estavam. – Lá é assim de gente querendo virar bandido. – Ela sinalizava com a mão indicando um número bem alto.

Um barulho de latas e garrafas caindo ecoava atrás de onde Uriel e a mulher conversavam. Pela altura do som não parecia ter sido longe. A saída do rapaz era acompanhada pelos olhares dos rapazes e da mulher. Um dos que estavam lá atrás, próximo a mesa com as cartas, parecia procurar por algo, ele também ouviu o barulho. – Hã? – Disse curioso.

- 1 Garrafa de Vodca


NPC - CC6600/FF6633
??? - 009966


OFF:
 
NARRAÇÃO - II

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Toda vez que eu fecho os meus olhos, para não derramar lágrimas, o meu jardim mais regado, floresce minh'alma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Torres
Membro
Membro
Thomas Torres

Créditos : 6
Warn : Cap.1 Deuses entre nós 10010
Masculino Data de inscrição : 22/08/2020
Idade : 15
Localização : São Paulo

Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós EmptyQua 30 Set 2020, 10:26

-O que foi rapaz? Com medo de um barulinho? Eu avisei vocês, depois de falar isso acenaria com a cabeça e diria -Talvez um dia vocês poderão me ver, nos jornais primeira págjna, "Bando pirata destruiu a marinha e os almirantes não puderam fazer nada", foi bom conversar, mas sugiro que saiam daqui e se separem, não foi uma ameaça e sim um alerta

Sairia do bar e investgaria o barulho, se não fosse nada demais subiria mais fundo na God City, dando uns goles na já aberta garrafa de rum, vi o mundo dar a primeira girada e pensei "Se aqueles idiotas realmente acreditaram que tem policiais me seguindo, não valem a pena", minha barriga começava a doer, afinal estava sem comer desde mais cedo mas onde eu iria achar comida? No meio da favela e das pobres casas não teria um bar que vende comida, "Porra vou ter que voltar pra cidade nesse caralho!"

No caminho, procuraria um restaurante, mas evitaria passar pela loja onde eu espanquei o velho, de mau humor por causa da fome, não seria muito difícil alguém me tirar do sério, esbarraria propositalmente nas pessoas, enquanto andaria na rua diria some, vaza, desaparece, evapora, saia, tudo pra arrumar confusão já que algumas coisas vinham me tirando do sério hoje

Depois de achar algum restaurante, entraria, me sentaria na mesa mais ao fundo e pediria o maior prato pro garçom -Eu quero um prato de comida, o maior que vocês tiverem, e tem que ter carne eu quero um bife do tamanho da minha cabeça nesse prato, e eu quero pra já, imeidatamente, instantâneamente, na velocidade da luz se possível  e lembra que se o bife não for mal passado o boi morreu à toa, esperaria pela comida na minha mesa e depois de terminar de comer pagaria pelo prato e sairia

Sentiria um cheiro forte,vinha de mim, perfume, cachaça e suor, estava precisando de um banho, mas onde que eu tomaria um banho? Acho que teria que ficar sem no momento, não daria para conquistar nenhuma mulher assim, disso eu tinha certeza, talvez o melhor a ser feito seria começar a procurar um navegador para a minha tripulação, ou procurar algum ladrão para me ensinar a ser furtivo, bom, aquela mulher havia dito que no bairro dos operários tinham algumas pessoas assim, talvez fosse uma boa idéia ir até lá ver o que eu acho

Agora se o barulho que verifiquei fosse algo importante como os policiais que me seguindo me alertaram eu pediria a ajuda dos 5 seres lá tras e diria a eles -Parece que não estou sozinho não é mesmo!

Objetivos:
 

Atributos, vantagens e desvantagens, perícias:
 

____________________________________________________

Sou Gavião fiel de origem louco
Nada bobo, não brigo pelo jogo, sou fogo contra fogo
Mais vale uma família e um qualquer no bolso
-Sabotage


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 25
Warn : Cap.1 Deuses entre nós 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós EmptyQui 01 Out 2020, 16:09




Deuses entre nós

Briss ~ ??:?? ~ 27º



Dentre as latas de lixo e algumas sacolas, deixando rolar garrafas e frascos de vídro, um garoto aparentemente jovem se revelava. Ele parecia ter por volta de seus quinze anos. Bem jovem. Além disso ele estava bem vestido para um lugar daquele, com a fama de ser o antro de toda a bandidagem de Briss. O tempo continuava mudando e o clima esquentava entre eles.

A mulher que antes voltava a se sentar na cadeira junto com os rapazes voltava sua atenção ao garoto. – Ikki, o que faz aqui? – Ela ergueu os olhos, para ver o menino com mais clareza. – Eu já disse que sua mãe não ia gostar de ver você se envolvendo com gente errada. Anda logo! Vai pra casa! – Sua voz era bem imperativa. Além disso ela tinha um tom diferente em sua voz, diferente até do modo com que ela falou com Uriel. Os rapazes observavam a cena, um deles até comentava baixinho: - De novo...

O garoto enchia o peito de ar, queria gritar alguma coisa, mas a presença do fedido celestial lhe dava medo. – E-eu... – Suas mãos tremiam e seus olhos errantes iam até o bêbado. – E-eu preciso d-de dinheiro...

Uriel percebia em suas vestes um brasão, de dois pássaros juntos de um ramo. Ele parecia ter um vislumbre em ter visto este mesmo brasão em uma placa, lá quando ele ainda espancava o velho da loja de bebidas. Este brasão era o mesmo em que o prédio onde os dois homens entraram após cochichar sobre o ocorrido frente à loja de licores. Bem curioso!

Passando os olhos sobre a sua volta, o beco, que mais se parecia com os fundos de um grande galpão, deva caminho até um restaurante algumas ruas dali. Um movimento era visível mesmo a aquela distância.

O garoto parecia querer se pronunciar novamente, mas a mulher apenas gesticulava com uma das mãos e um dos quatro rapazes caminhava na direção de Ikki. – Ele vai te acompanhar, Ikki. Não é bom você ficar aqui em God City. Vai logo embora. – Finalizou, em um tom que decretava o fim daquela conversa. Ikki apenas recolhia os ombros e acompanhava o rapaz.

Pois bem. Após o término daquela cena Uriel poderia chegar ao restaurante, que por sinal estava bem movimentado. Era a hora do almoço afinal de contas. O garçom anotava o seu pedido e se retirava para os fundos do estabelecimento.

Não era um lugar muito luxuoso, longe disso, era simples e bem... largado em certos aspectos. As paredes eram de madeira rústica, e até portavam alguns cartazes de procurado, o que seria inútil naquele lugar. Haviam duas garçonetes bem bonitas, cabelos cacheados e olhos castanho. No geral a clientela era composta por trabalhadores e donas de casa que saíram para resolver algumas coisas. Um velho bem “corpudo” ficava atrás do balcão, parecia ser o dono do restaurante.

NPC - CC6600/FF6633
??? - 009966
Ikki - 6699ff


OFF:
 
NARRAÇÃO - III

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Toda vez que eu fecho os meus olhos, para não derramar lágrimas, o meu jardim mais regado, floresce minh'alma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Torres
Membro
Membro
Thomas Torres

Créditos : 6
Warn : Cap.1 Deuses entre nós 10010
Masculino Data de inscrição : 22/08/2020
Idade : 15
Localização : São Paulo

Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós EmptyQui 01 Out 2020, 18:20

Esperaria meu pedido chegar e comeria meio pensativo na tranquilidade e serenidade, "Por que aquele garoto usava aquele brasão? Seria ele de uma familía nobre? Por que ele conhece aquela mulher? Por que ele me pediu dinheiro? Estou ficando muito preocupado com algo sem importância ou não"


Iria té o balcão pagaria o dono do restaurante perguntaria que horas eram para ele -Ei gordão que horas são? HAHA rimou, após ele me dizer as horas sairia do bar e iria até o porto, mesmo sozinho sabia que conseguiria roubar um barco, não parece ser a tarefa mais difícil do mundo. Antes de chegar ao porto, passaria pela loja de bebidas de mais cedo veria se eu consigo achar o velho, e se eu achasse acenaria para ele e entraria na torre com o brasão que eu vi no uniforme do garoto.


Ao entrar na torre veria que tipo de torre ela seria, comercial, residencial, de segurança ou outro tipo, puxaria minha corrente para fora da camisa iria até a recepção e perguntaria a(o) secretária(o), -Como vai? Eu estou aqui para encontrar um garoto chamado Ikki, diga a ele que é uma visita e que espero que ele não fique bravo de eu não ter avisado e diga a ele que precisamos conversar, se eu conseguisse entrar na torre subiria o elevador até o andar que ele se encontra e entraria em sua casa, loja, departamento ou qualquer outra coisa, e perguntaria a ele - Bom dia, por acaso você está sozinho? se o mesmo não se encontrasse apenas seguria meu caminho até o porto


Ao chegar no porto esperaria até o anoitecer enquanto isso tomaria um banho nas águas de lá para tentar tirar o cheiro de mim veria se alguém está jogando algum jogo ou se tem algum bar com uma mesa de sinuca por perto, procuraria algo para matar o tempo, e, enquanto estivesse por lá mataria uma das garrafas de rum


Objetivos:
 

Atributos, vantagens e desvantagens, perícias:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

Sou Gavião fiel de origem louco
Nada bobo, não brigo pelo jogo, sou fogo contra fogo
Mais vale uma família e um qualquer no bolso
-Sabotage


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Cap.1 Deuses entre nós Empty
MensagemAssunto: Re: Cap.1 Deuses entre nós   Cap.1 Deuses entre nós Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cap.1 Deuses entre nós
Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Briss Kingdom-
Ir para: