One Piece RPG
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 XwqZD3u
One Piece RPG
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Kyo Hoje à(s) 11:41

» Steps For a New Chapter
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Achiles Hoje à(s) 10:52

» Uncontrolled: Drinks and Violence
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Mad Hoje à(s) 09:32

» Pandemonium - 9 Brave New World
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 01:46

» Garanhão Mustache
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:35

» Dragunov
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:29

» [MINI-EDG] O Caçador
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor edg Hoje à(s) 00:18

» Viagem
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor 2Miaus Ontem à(s) 23:43

» Tallahassee McQuarrie
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Kenway Ontem à(s) 22:58

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Yami Ontem à(s) 22:15

» Ilusões em Ilusia
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 21:47

» Uma promessa ao céu
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 21:11

» Caçadoras Eternas: Pesar Crescente!
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Wild Ragnar Ontem à(s) 21:06

» Vilkas Van Devries
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Ibn'La-Ahad Ontem à(s) 20:39

» Right Punch, Left Punch!
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Graeme Ontem à(s) 19:15

» Diego Kaminari
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Diego Kaminari Ontem à(s) 17:38

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Pippos Ontem à(s) 15:19

» Shaanti Mochan
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Furry Ontem à(s) 13:22

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 12:53

» Ato IV: An Unexpected Journey
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Emptypor Yamazaki Raizo Ontem à(s) 12:09



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15 ... 19 ... 24  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 77
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptyTer 15 Set 2020, 23:22

Relembrando a primeira mensagem :

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Phil Magestic. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por ADM.Tidus em Qua 30 Set 2020, 19:07, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
xRaja
Civil
Civil


Data de inscrição : 17/11/2012

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptyQua 06 Jan 2021, 22:56






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Lets go





O grande panda cairia de joelhos no chão, lagrimas escorriam dos seus olhos, o Mink macaco ficaria perplexo com o momento. A súbita mudança, a raiva e intimidação, o instinto afetuoso de proteção, a perseverança de todo o bando perante a pandemia existente seria ultrapassada aos poucos e assim, fogaz, Raja seria levado ao colo pelo próprio Thomas. Olharia para Iris esboçando um sorriso enquanto ouviria as palavras do capitão. – Iris, olha! Dá para ver todo o horizonte daqui de cima!

Ao ser pousado pelo capitão olharia ao seu redor e o seu campo de visão era reduzido principalmente ao convés do barco, não que entristecera o símio mas, o traria novamente à realidade, com os pés assentes na terra, ou mais concretamente com os pés assentes na madeira redobrava a sua atenção para o panda, que sem grande espanto apresentava vários ferimentos. Raja andaria à volta do seu capitão tentando avaliar o seu estado de saúde atual, seguraria os seus braços e os levantaria, observaria as suas pernas, no final do procedimento, pararia à frente do panda, olharia para ele com um ar calmo, sereno, seria possível apresentar um pequeno sorriso, quando viraria as suas costas para Thomas. Expiraria calmamente. Faria uma pausa para inspirar uma generosa e, no entanto, delicada quantidade de ar para de seguida num folego gritar. – MEDICO!!!!!!!

O Mink correria pelo barco, procuraria os membros do bando mais indicados para a situação e rapidamente os indicaria ao local.

Raja abandonaria o convés tranquilo, sabendo que o seu bando era capaz de lidar com a situação e seguia para a cozinha, era a altura indicada para mostrar a sua função com uma ceia adequada. Juntar-se-ia a Forxen, ainda incerto sobre o acompanhar ou criar o seu próprio prato, algo que provavelmente irá reduzir a quantidade de comida.

O macaco mostrou-se maravilhado com as ideias de Forxen deixando-o tomar a liderança, o macaco tratou da misen-en-place isto é, a preparação dos ingredientes necessários. Forxen estaria a assar a belíssima carne vermelha, previamente temperada e com umas ervas aromáticas enroladas por um fio. Raja reduzia as maçãs fazendo um caldo para cobrir a saborosa carne. Agora Forxen, o aspirante a melhor cozinheiro do mundo, terminaria a ceia, o Mink macaco observaria o jovem com esplendor e vontade de aprender as suas técnicas. A carne assada seria picotada após retiradas as ervas aromáticas, umas maçãs que não foram usadas na calda seriam também picotadas. No final do prato o Mink veio ajudar vertendo pequenas porções da calda de maçã em todos os pratos.

Dirigindo-se a Forxen. – Tu sabes mesmo cozinhar!! Vou chamar todos para comerem e provarem a tua obra de arte!
Pegaria nos pratos e faria as viagens que precisasse para servir todos os membros, procuraria por eles e lhe diria. – Aqui têm o jantar preparado pelo Chef Forxen.
O Mink iria deixar a comida ao pé de Thomas mesmo o mesmo provavelmente esteja sobre cuidado dos médicos.

O cansaço estaria a pesar, Raja procuraria um local o mais alto possível no barco para poder dormir, uma escolha talvez invulgar, no entanto, o Mink macaco ainda se debruçava nos dilemas de liberdade, talvez o olhar para o enorme horizonte, o azul que domina à primeira vista é perpetuo, mas com calma e paciência no meio desse eterno oceano poderá aparecer uma ilha, um novo mundo com novos costumes e tradições. Será que nesse mundo inexplorado as mesmas regras se aplicam?!

O balanço do barco ao navegar, o negro do céu e a brisa fresca relaxam o Mink macaco, que quase já dorme. Na sua mente estaria um nome, Aokine, algo que Thomas estaria sempre a gritar durante o seu episodio. O nome era familiar, as ligações pareciam evidentes, o odio do capitão para com aokine, a biblioteca, o aokine que conheceu no churrasco, tudo parecia indicar para a mesma pessoa.

O tempo passaria rápido nesta viagem, o Mink macaco cozinharia com a ajuda de Forxen todas as refeições necessárias para o bando. Aproveitaria para dar um abraço a Kaito, apenas isso, não diria nada, apenas daria um abraço e afastar-se-ia.

Procuraria por Sadie à distância e dar-lhe-ia um sinal de aprovação com a sua mão, pondo o polegar para cima. Como se estivesse a parabenizar por sobrevivermos com sucesso a mais um dia infernal.


Treino de perícia: Luta de Rua


Parece que o momento teria chegado, o pedido que havia feito ao panda teria sido finalmente concedido.  Ouviria as instruções do capitão, e serviria de exemplo. Enquanto o panda explicaria as técnicas envolvidas, o Mink macaco responderia nos momentos oportunos. Poria as mãos na cara, dizendo: - AHH! A minha bela cara! De seguida olharia para o seu estomago, e em pânico tentaria proteger as suas joias de família com as mãos. – Não, por favor não, tudo menos isso! Cairia de joelhos, como se tivesse sido retirada toda a sua vida e espírito de luta.

Levantar-se-ia e olharia confiante para o seu adversário e colega de treina. – Vamos lá! Vou te mostrar as minhas habilidades de luta de rua. O mink apontaria para o tritão.

Nem frito te comia!! Com esse cheiro deves ter um sabor horrível!

Raja tentaria insultar o seu colega, uma técnica muito suja com certeza, o mesmo tentaria usar a sua cauda para puxar o pé do imóvel tritão. Tentaria dar um pontapé nas suas partes baixas e mesmo tentando saltar e cegar a vista do peixe, nunca chegaria perto da sua cara.
Treinaria as técnicas, melhorando os seus erros com as indicações de Thomas, estaria focado em salvar a Isis e queria melhorar as suas habilidades para isso!


Fim do treinamento.


O tempo não espera por ninguém e agora todo o bando estaria a partilhar um momento, que de certa forma os unia ainda mais. Raja apoiaria o seu pé, perdão, a mão que existe onde o seu pé deveria ficar, se fosse um humano.

- Eu quero conhecer este mundo! Quero poder navegar livremente por estes mares com todos vocês, quero conhecer todas as espécies, todas as maravilhas que existem!

Esperaria até ao momento certo para partir em aquele objeto em conjunto com o bando.


legenda:
 

Objetivos:
 


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bluesday
Civil
Civil
Bluesday

Créditos : Zero
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 31

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptyDom 10 Jan 2021, 01:32


UREEE!
Em algum lugar, alguma coisa incrível está esperando para ser descoberta.
O
chumbo zuniu no ar em direção ao cachorro que estava de pé, alojando a bala em seu corpo.

Um sorriso se fez em meu rosto ao ver que tinha alvejado meu alvo. Era evidente a expressão de confiança. Entretanto, o inesperado aconteceu. Como se não sentisse dor, o dogão ao tomar aço na bunda, não perdeu tempo e se dirigiu até a borda do navio para efetuar um pulo na mesma e cair na água.

O que?? Volte aqui!

Automaticamente busquei uma corda por perto e no melhor estilo a lá Jack Sparrow, balançaria como o Tarzan na floresta, mas dentro do espaço do navio, até a borda que o safado pulou. Caso contrário, apenas seguiria correndo rapidamente até lá.

Uma vez que estivesse na borda, notaria que todo restante de cachorros seguiam seu suposto líder. Me colocaria de pé na borda e observaria aquele monte de bicho saltando no mar. Meus braços ficavam a postos com ambas as pistolas buscando mirar cachorros aleatórios.

Hey! Hey!!! Nãooo!

Movia meu queixo para todo lado enlouquecidamente sem parar. As armas seguiam cada um que tentei travar mira. No entanto, a lógica óbvia dessa cientista maluca aqui me trazia a razão novamente, pois eram muitos alvos para um número finito de munição. Além do mais, eles tinham recuado e isso era aparentemente bom.

Abaixo minhas armas por alguns instantes e mantinha um semblante calado, apenas olhando os invasores nadarem para longe. Sentia que tinha vencido, mas por outro lado bateu a consciência de que se fossem realmente inimigos reais, digo, poderosos e armados, não conseguiria nem de longe espantar facilmente. Inclinei a cabeça para baixo pensativa, abrindo as mãos com os dedos ainda nos gatilhos das pistolas sem que as deixassem cair.

" Como garantir a vitória contra inúmeros oponentes? "

Voltei minha atenção para o bando. Notei que Thomas já estava voltando a si. Talvez ficar sem ar com uma orca em cima, funcionasse. Ou será que era outra coisa?

Ao que tudo indicava, os problemas tinham se resolvido. Girava as pistolas sincronizadamente algumas vezes, e então em um movimento repentino, firmava as mãos nos cabos dos revólveres e guardava imediatamente nos coldres. De olhos fechados e expressão orgulhosa, sussurrava.

Heh... Eram as Pulgas realmente. Assim que afastei os cachorros, tudo voltou ao normal. Está muito claro agora. Quem diria que haveria pulgas tão ardilosas.

Pulei a seguir da borda do navio para o convéns e observei melhor o ambiente. Imaginava que os cachorros tivessem soltado aqueles livros que carregavam. Então pensei que seria interessante descobrir do que se tratavam. Seria muito bom poder encontrar livros a respeito de química e venenos. Assuntos estes que me interessavam bastante e me dava ideias geniais de como acalmar o panda com algum tipo de substância armazenada em um projétil especial que eu pudesse disparar na bunda dele.

Comecei a procurar algo do tipo. Contudo, enquanto caçava tal livro, Thomas chegava em mim para pedir desculpas. Franzi o cenho e olhei esquisito pra ele.

Do que está falando, capitão? Não precisa pedir desculpa. Só saiba que na próxima será uma grande oportunidade de fazer um casaco de pele de panda. — E esbocei um sorriso maluco.

Tornei buscar os livros que almejava enquanto todos pareciam bastante ocupados com suas próprias lamentações. Estranhamente ou intrinsecamente eu ainda não estava tão conectada aos meus companheiros do bando, como eles estavam entre si. Mesmo os outros que haviam chegado depois de mim, pareciam já formar uma ligação muito maior. Imagino que de algum modo eu seja difícil de lidar ou estaria me blindando como sempre fazia. Irís até o momento era a única que de fato eu realmente amava por ser minha irmã. Então ouvir todos aqueles discursos, era meio estranho para mim. Portanto, me mantive calada somente ouvindo o que todos tinham a dizer.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nasubi
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]HP: 44/44
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]SP: 62/62

Nasubi:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

PANDAMÔNIO

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Objetivos Anyway:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 168
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptyQui 14 Jan 2021, 06:25




Narração
Sensação térmica agradável
Pro coelhinho está no meio da manhã de alguns dias aí na frente
Para o resto: passaram-se alguns dias né...
Localização: Oceano



Coelhinho

Carregando os frascos de volta para o navio pirata, começava a pensar um pouco sobre a situação como um todo e elogiava a forma como Insanity havia lidado com a ideia de Resin. – Ficar no farol é pedir para se dar mal... – Comentava ele olhando para os gatos pingados que estavam pescando. – Esse lugar fede a perda de tempo. – Comentava o pirata andando na direção do navio.

Quando chegaram no barco, Insanity já começou a gritar ordens para partirem para Aracne. Ele indicava para o mink o seguir, eles iam até o quarto privado do capitão e ele indicava para Resin colocar a caixa em um canto daquele quarto. Apesar de não poder ficar observando os detalhes do quarto, o que mais chamou a atenção dele foi a quantidade de livros que havia no cômodo, deixando claro que o pirata era na verdade alguém que lia muito. Muitos estavam na cômoda da cabaceira e com vários marcadores de páginas.

Finalmente “liberado”, Resin foi na direção dos três prisioneiros, começou a explicar o que havia acontecido para eles, quando perguntou sobre a bússola de ouro, já viu a menina negando com a cabeça. – É óbvio que eles não têm. – A forma que ela falava aquilo fazia parecer que era tão óbvio que era um insulto a pergunta, como se a chamasse de retardada. – Quando eles chegarem será uma luta até a morte. Ou meus amigos vencem, ou eles perdem. – Pela primeira vez ele sentiu como se ela estivesse duvidando um pouco do plano que haviam criado.

Ela parava por um tempo, respirando fundo, foi quando o mink percebia que apesar da comida, ela e os outros dois haviam perdido peso nos últimos dias. Além é claro do mal cheiro que emanava deles após alguns dias sem banho, preso naquele lugar sem ventilação. Na real nem privacidade para ir ao banheiro eles possuíam. – A bússola de ouro é considerada uma bússola mágica que aponta para o tesouro que você deseja. – Comentou ela de forma séria. – Mas não acredito muito nessa loucura não. Isso não é possível.

Posts até a Aracne escreveu:
0/3 posts para chegar em Aracne

Todos menos o coelhinho

A vontade real é só mandar um “tudo que vocês narraram aconteceu” para não ter que ler esses testamentos gigantescos e porque não tem motivo para falar que não ocorreu, mas aí eu tô vendo o avaliador me xingando então vamos inventar alguma coisa aleatória né

O começo após toda a confusão foi simples, um casal lá dentro do navio conversando enquanto choravam, um panda conversando com seus amigos sobre porque usar drogas alucinógenas faziam mal ao cérebro, um tritão gigante que começava a relaxar, e uma atiradora que ia pegando os livros dos cachorros mortos para verificar o conteúdo deles.

Para destoar dessa simplicidade estava Fran que continuava em seu próprio mundo imaginário. Ela começava a falar que seria rei dos piratas de novo enquanto o resto do povo simplesmente não estava no clima para esse tipo de “piada”.

Nasubi percebia que a maioria dos livros que haviam por ali eram sobre cantadas, mas aos poucos achava um ou outro que destoavam dessa situação, o primeiro que destoou era um livro que se clamava por ser “O rei da Oratória”, não era para cantadas em si, mas parecia ao mesmo tempo ser? Era difícil explicar. O segundo que destoou um pouco mais também era o “Estude a química entre vocês”, apesar do título horrível, o livro realmente parecia ensinar química, demonstrando principalmente como a química era importante para todos os processos do corpo humano. O terceiro livro que destoou foi outro de título horrível “Envenene pelo amor”, o título não batia muito com o conteúdo, o livro realmente ensinava como fazer venenos, aparentemente o escritor daquela porcaria realmente acreditava que envenenar todos os pretendentes de sua amada das mais diversas formas e até os familiares dela fariam ela gostar dele por ser o único homem que ela conheceria.

Enquanto a moça achava aqueles livros, Fran finalmente voltava ao normal de sua seção se tornando o animal mais patético do mundo com exceção da versão minecraft. Ela buscava juntar um pouco de lógica em sua vida para não se perder completamente, por isso realizava algumas perguntas para sua irmã, Adorea por sua vez respondia. – Um bom navegador jamais pode se perder, sabia? – O que poderia ser interpretado por Kaito como ele quisesse, pois havia acabado de voltar para o convés junto de Sadie.

Logo a médica começava a tratar Thomas com o auxílio de Ballu e aproveitava para ensinar o anão como realizar cirurgias. Não que o panda fosse um caso realmente necessário de muita coisa, mas aquilo era um detalhe para aquela médica que gostava tanto de realizar cirurgias. O pobre panda não estava em condições de se defender e acabou virando o manequim perfeito para ensinarem o que queriam.

Forxen e Raja partiam para a cozinha do barco para cozinharem enquanto os médicos tratavam do capitão. E com isso o tempo pôde passar tranquilo à medida que o povo ia se entendendo melhor.

No dia seguinte aquela loucura, um pouco mais calmo Thomas falava com segurança e firmeza que iria ensinar para alguns deles sobre como lutar sujo, dava nem cinco segundos e já estava falando que não tinha muito a ensinar, então por que parecia agir como se houvesse? De qualquer forma, aquele dia foi tomado por um longo ensinamento para Raja, Phill e Iris, pois estes eram os interessados. Kaito havia se recusado apesar de ter isso em seus objetivos e por isso este simplesmente continuava a cuidar do caminho com que o barco seguia junto de Adorea e Eleonora.

Já no segundo dia e bem mais próximos da reverse mountain, o capitão decidia que era hora de realizar um discurso. As duas navegadoras já estavam preparando o navio para a entrada na reverse que estava absurdamente próxima e pareciam um pouco preocupadas com o tamanho daqueles discursos.

Pegando um dos barris de Phill, Thomas começava a discursar para todos ali sobre o futuro deles. Kaito, Fran e Sadie seguiam discursando também. Ballu, Phill, Iris, Nasubi preferiam ficar calados. Raja chegava a falar um pouco sobre querer conhecer o mundo, mas estava longe de ser um discurso.

O último discurso, discurso mesmo, era de Forxen, talvez porque ele fosse falar mais sobre alguns planos futuros que realmente afetariam a todos. [...]Eu só queria ser conhecido por minha comida. Mas cá estou eu, num bando pirata... – Era difícil explicar o que aconteceu, ali estava ele discursando, mas no meio do discurso todos simplesmente perceberam que ele desapareceu. Onde ele estava agora havia somente ar.

Porém não havia tempo para eles pensarem no porquê de ele simplesmente desaparecer diante dos olhos deles, pois o tranco do navio ficava forte e todos eram simplesmente jogados com força no convés durante a subida do navio pela reverse, os únicos que pareciam atentos a porcaria da subida eram Phill, Eleonora e Adorea.

O povo era jogado realmente de forma violenta, o barril quebrava, por sorte já havia sido esvaziado, mas assim o tritão perdia um de seus barris que estava anteriormente cheio de água. A sorte do povo é que havia um tritão gigante no barco, o mais sortudo ainda era Ballu que o gigante se preocupava mais e por isso o segurava sem o machucar. Todos os outros chocavam seus corpos contra ele e não simplesmente continuavam voando e saindo da embarcação. O imediato tinha uma ideia muito romântica e pouco prática de “subir lentamente a revese”, sendo que isso não era sequer possível. A correnteza era forte e violenta e só por isso que conseguia levá-los para cima de uma montanha, algo calmo não teria a força para subir a montanha.

Sentiam seus membros dolorosos, poderiam averiguar que pelo menos alguns ossos foram deslocados naquele tombo com Phill, o tritão pelo menos continuava firme e forte enquanto o navio continuava a subir de forma absurdamente rápida até o topo da reverse mountain. Naquele momento todos se viam no topo do mundo, a reverse mountain. Ouviam então ordens sendo gritadas pelas duas navegadoras, precisavam descer e precisavam principalmente ajudar apesar dos ferimentos ou ficariam ainda piores com a descida.

eu literalmente coloquei: “na noite daqui dois dias vocês chegaram na Reverse Mountain que era para ser agora e no próximo já estarão até subindo ela no meio/fim do post” e sério que vocês não fizeram nada com isso mesmo escrevendo +2k de palavras nessa porcaria? Tipo, a maioria de vocês acabou o post antes mesmo de entrar nela.

O próximo post vocês vão descer para chegar no farol, então bora né

Ferimentos:
 


Forxen

– eu já matei pessoas e não temo e nem fraquejarei em me sujar de sangue por essa bandeira... – O menino até continuava seu discurso por alguns instantes a mais até perceber que não estava mais no navio. Ele estava em um lugar bem escuro, a única luz que via era muito estranha. Uma velha bruxa estava a trazendo como se fosse uma lanterna. A lanterna não era comum, era um nabo esculpido em formato de halloween que possuía fogo dentro dele... claramente aquilo não era normal.

A velha se aproximava mais dele e entregava o nabo para ele sem falar nada, pelo menos ele conseguia enxergar seus arredores por causa da lanterna e a única coisa que podia ter certeza é que não estava no navio mais. A bruxa apontava então em uma direção onde Forxen começou a reparar que existia um corredor que surgia do nada, em um piscar de olhos a mulher que lhe dera o nabo esculpido havia desaparecido.

Posts até a Grand Line escreveu:
3/4 posts para chegar no Farol


Legenda:
 
Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Thomas
Game Master
Game Master
GM.Thomas

Créditos : 13
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 19
Localização : NewBerry City

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptyQui 14 Jan 2021, 16:23





Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!— Post 12




Tudo estava indo bem, meu discurso parecia que criava um momento só nosso como um verdadeiro bando pirata, mas para a minha surpresa, a subida da montanha não era tão agradável quanto eu pensei que seria.

E outra coisa estranha aconteceu, Forxen que estava perto de nós de repente sumiu magicamente, mas antes que eu pudesse comentar qualquer coisa eu era lançado pela força das águas da grande montanha.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Eu era arremessado para o convés o barril se quebrava, quando saíssemos do chão e estivesse em queda eu abriria meus braços e tentaria amortecer o impacto de quem estivesse mais perto, afinal meu pelo era macio, apesar de eu não ser.

— AI PORRA, QUE PANCADA!

— TÁ TODO MUNDO BEM?

— CADE O FORXEN MEU DEUS DO CÉU??

Apesar de minha preocupação com meu companheiro, no momento eu não podia fazer nada a não ser ajudar no que eu pudesse com a brusca descida

Mexeria meu corpo e esfregaria minha cabeça e sentiria uma dor latejante em meu ombro, tentaria mexer ele, mas a dor seria provavelmente muito desagradável.

— Ohh Ballu e Fran, eu fiz dodói de novo guahahahahahahahaha!

Como provavelmente tudo estaria um caos, eu não me levantaria, me seguraria em algo firme e ajudaria quem precisasse a se levantar caso conseguisse, olharia para os lados para ver se havia algum sinal de meu cozinheiro múmia.

— Kaito, arruma essa banheira porque se não a gente vai afundar aqui mesmo Guahahahahahaha!

— Grand Line ai vamos nós!

— SE VOCÊ TA AQUI DA UM GRITO FORXEN! ELE NÃO CAIU NO MAR NÃO NÉ?

Apesar da dor que eu estava sentindo, estava animado com tudo, e o medo de cair na água era grande também, mas sabia que podia contar com meus navegadores e com a embarcação de Phill

Se alguém conseguisse colocar meu osso de volta no lugar, ajudaria no que eu pudesse sempre me segurando o máximo possível e ajudando quem por algum motivo não estivesse firme.

"Porra Forxen cade você meu amigo? Que dia estranho do caralho puta que pariu!"



Legendas:

  • Narração
  • "Pensamentos."
  • — Falas.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Thomas Kenway:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Objetivos:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 17
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 18

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptyQui 14 Jan 2021, 23:46




Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Post 12





Antes mesmo que pudesse ouvir a fala de Forxen, ele desaparecia, não só isso, mas Eleonora e Adorea já estavam no controle do navio, ainda assim, pela subida agitada, era arremessado até o convés.

Após o choque e batendo contra o fim do barco, já começava a sentir um desconforto, algo havia quebrado? Deslocado? Não sabia ao exato, mas a primeira coisa que faria, seria me apoiar em qualquer coisa firme que encontrasse, podia ser mesmo na borda do convés, —  Certo Capitão! - Responderia de forma curta Thomas.

Em seguida, olharia para minha volta, procuraria ver se alguém estava muito ferido, caso fosse o caso diria a Fran e Ballu, os médicos, — Fran, Ballu, priorizem os mais feridos.

Já se não fosse o caso, falaria: — Ballu, Fran, se tiver como vocês agilizarem meu tratamento, não sei ao certo o que aconteceu, mas a dor esta alta, preciso voltar a ativa logo e ajudar na navegação.

Assim que chegasse minha vez, esperaria pelos tratamentos, já feito, agradeceria e tentaria seguir até o timão, onde as demais provavelmente estaria, usando minha acrobacia para facilitar a chegada até lá.

— Desculpa a demora! - Aos poucos começava a me relembrar como seria a segunda parte, o momento da descia chegava e provavelmente seria tão caótica quanto a subida.

Diria como um aviso geral: — Tripulação!! Logo chegaremos no topo e em seguida começaremos a descia, recomendo que se segurem bem firme, porque caso contrário, podem acabar sendo jogados para fora do barco!!!

— Falta pouco para a nossa chegada na Grand Line senhores!! – Com um sorriso no rosto, tentaria guiar com pequenas alterações no timão, a direção do barco durante a subida, tentando desviar de correntezas indesejadas.

Mesmo com a subida e seus problemas, olharia para aquela montanha, era muito bonita, olhava para as rochas que a constituíam e me trazia uma falta do ensino de geografia, faltou tempo nos meus ensinos para aprender esta matéria, ainda mais em aprofundar e chegar na geologia.

Ainda assim, era um bom momento para contemplar essas maravilhas e até estranhas coisas que este mundo tem, mas voltando a realidade, assim que chegássemos no pico da montanha, olharia para o horizonte, tudo a seguir era novo, quase como um novo mundo, a euforia subia e junto vinha um grito descontraído: — UHUUUUUUUUUUUUUUUU!!! VAMOS NESSA COMPANHEIROS!!!

Estava ansioso para desbravar estes mares com meus amigos, mas antes teria que chegar vivo até o solo, com a ajuda das navegadoras, pediria para os demais a bordo, para fazerem os devidos ajustes e agora com Eleonora e Adorea, faria os devidos ajustes no timão.

Quando a descida começasse, me prepararia para tal, gritaria para os demais: — ESTÁ NA HORA GENTE!!! SE SEGUREM!!! – Subir já havia sido caótico, mas a descida e sua velocidade, com certeza seria mais ainda.

Me seguraria onde conseguisse, nos corrimões, na base do próprio timão e assim que o barco começasse a descida, lentamente me levaria até o leme, onde segurando de forma firme, faria as mudanças de direção necessárias para ajudar na descida, — Eleonora, Adorea, deixo a parte das velas e seus ajustes com vocês !




Legendas:

  • Narração
  • — Falas.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Kaito Yamamoto:
 
Histórico:
 
Objetivos:
 
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Milabbh
Game Master
Game Master
GM.Milabbh

Créditos : 70
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptySex 15 Jan 2021, 00:08



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!



Após toda a comoção pela qual passamos, era bom ter alguns dias de descanso e normalidade. Me sentia mais próxima de todos ali, e era divertido estar com eles, mesmo após toda a loucura que se instaurou.

Ao final do segundo dia, estávamos todos reunidos no convés, nos preparando para uma nova etapa em nossa aventura, tínhamos chegado na Reverse Mountain! E uau, que montanha! Ela era grande mesmo... Muito grande.

Eu ouvia os discursos de todos, o de Thomas me fazia sentir animada com as futuras aventuras, além de transmitir uma estranha nostalgia, e eu acreditava em cada palavra daquele panda. Fran foi no mínimo ofensiva, mas se redimiu ao ser fofa e falar de seus sonhos. Já Kaito parecia ter pensado muito em seu discurso, e já começava se desculpando, e eu não entendia bem o porquê, mas ao continuar ouvindo, compreendia o que ele queria dizer, e era até fofo a forma como ele se preocupava... Isso é, até ele cortar o braço fazendo uma promessa, eu ficava um pouco atônita, mas lembrava de suas origens samurais, o que dava mais sentido.

Apesar de atenta ao que diziam, continuava encarando o enorme monumento de pedra que parecia ficar maior a cada momento. E ao chegar o discurso de Forxen, algo bizarro aconteceu. O garoto apenas sumiu. Puf! Do nada... Eu queria saber para onde...


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- NyAhHH!! - Eu nem tinha tempo de terminar meu pensamento, já que estava sendo arrancada do chão e jogada pelo convés. Antes que conseguisse me agarrar em qualquer coisa, batia com violência em Phil. - Aai, ai... - Exclamava baixo enquanto sentia meus olhos lacrimejarem, mas não tinha tempo para isso. Eu devia ter sabido, existem várias histórias de navios que são destruídos aqui. Como não pensei nisso? Bem, não é hora de pensar mais, tudo o que sobe, tem que descer, e se a subida foi assim, a descida então...

- Como posso ajudar? - Sacudia minha cabeça, voltando à realidade e andava encolhida de dor, enquanto me apoiava no balaústre do navio, tentando me mover sem ser arrancada do chão novamente. Ao receber ordens, as executaria da maneira mais rápida possível, dada minha condição, mas sem nunca me soltar de algum lugar seguro. Caso alguém me tratasse, apenas tentaria ignorar a possível dor e colaborar, para voltar ao trabalho em seguida.

Ouvia Thomas gritando ordens e o nome de Forxen. Eu realmente não sabia onde ele estava, e ter mais um companheiro desaparecido não era nada bom, mas no momento, o mais urgente era passar daquela montanha maluca. Que, inclusive, lá de cima não parecia tão ruim. Por um momento eu podia ver toda a extensão da Grand Line, nosso futuro, o que nos esperava... Uma fagulha de animação surgia em meu peito e eu até ignorava a dor olhando aquelas nuvens fofinhas, além da imensidão a ser explorada.

Contudo, tudo isso era interrompido pelo novo tranco que levávamos. Dessa vez, me segurava, então esperava não ser arremessada, mas não conseguia ficar calma. A descida era brusca e íngreme, sem contar a água que espirrava em meu rosto. A sensação seria ótima, não fosse o risco de morte, por isso me segurava com força e me encolhia, fechando os olhos e esperando acabar, ouvia meus companheiros gritando com animação, e em resposta gritava de forma espremida. - Uhuul, vamos!! E ao final, abriria minhas pálpebras devagar, olhando ao meu redor para saber se estavam todos bem.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Pessoal... Tá todo mundo vivo? Cadê o Forxen? - Me soltaria amedrontada do que quer que estivesse segurando.

POST 12

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Sadie Klaus:
 
Histórico:
 

Objetivos:
 
Legenda:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Falta de Humildade:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Madrinck Dale
Membro
Membro
Madrinck Dale

Créditos : 2
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 9010
Masculino Data de inscrição : 16/09/2017
Idade : 34
Localização : Brasil / Dawn island

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptySex 15 Jan 2021, 12:49

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Contos de Forxen
A União por um proposito incerto





Atordoado eu olhava minha volta, minha cabeça demorava um pouco até perceber que não estava mais no barco, muito menos no discurso que antes eu fazia para meus amigos, será que era a minha vez de ficar alucinado entre todo mundo? E agora? será que eles estariam me procurando ou realmente só estaria alucinando igual Thomas estava antes?  Eu realmente não poderia deduzir algo agora, então pegando o nabo que a velha tinha me dado me assustando juntamente com o desaparecimento dela eu olhava envolta procurando o caminho que ela podia ter pego para sair daquele local tão assustador e escuro. Mas vendo que o unico caminho que eu poderia ter para sair daquele local poderia ser o corredor eu começava andar por lá com o nabo em minha mão enquanto eu andava de certo modo encostado na parede, mas como um jeito de me sentir seguro do que para não me perder, Me perder num corredor seria vergonhoso de todo modo.

Mas como também todas as paredes aparentariam ser iguals se eu girasse algumas vezes eu já não me lembraria qual era o caminho que eu estava indo e o caminho do qual eu vim, isso poderia ser perigoso, mas como de todo eu provavelmente estaria sozinho eu andava lentamente olhando o melhor que eu podia o caminho a minha frente procurando se teria alguma coisa de diferente além do corredor e bom...eu e meu amigo nabo. Mas não me aguentando eu gritava para o vazio mordendo os lábios para ver se alguém me ouvia e me respondia - ALGUÉM AI? ALGUÉM PODE ME DIZER QUE LOCAL É ESSE? ALOO?- eu parava de andar e ficava em silencio esperando ouvir alguma resposta. caso eu ouvisse eu tentaria descobri de que lado tinha vindo e gritaria novamente - VOCÊ SABE AONDE É A SAÍDA?- e seguiria a voz, caso em nenhum das duas tentativas eu só recebesse o silencio então de maneira decepcionado voltaria a andar sem parar pelo corredor.

- Vamos lá Forxen, você estava com todo mundo, fez um discurso legal, ouviu os discursos dos outros e estávamos perto de subir aquela montanha...PORRA EU QUERIA TANTO VER COMO ERA A SUBIDA, SERÁ QUE ELES TÃO INDO SEM MIM? não não..calma Forxen, eles não iriam continuar a navegar com o meu sumiço...né? Eles não me abandonariam certo? Ah que merda cara.- eu suspirava depois do meu desabafo e voltava andar, agora mais apressado e com o passo corrido.
















Thanks, Lollipop [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Sugaravatars


Spoiler:
 

Histórico:
 
Fala e Pensamentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bluesday
Civil
Civil
Bluesday

Créditos : Zero
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 31

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptySex 15 Jan 2021, 16:33



.
.
The pain
the sadness,
remains the rage
[ Of living ]
until revenge and
destruction is done
. You Ass[ is Mine ]
The Crazy Scientist

Na coleta dos livros, fui averiguando os nomes de cada um. Os primeiros eram sobre cantadas de pedreiros. Depois de tanto encontrar livros iguais, resolvi abrir um e ler.

"Você não é navio, mas eu queria navegar em você, sua linda." — Franzi o cenho meio confusa do que acabei de ler. — Mas que coisa engraçada. Vejamos outra... "Você não é o One Piece, mas eu queria só one piece de você, sua linda." Er... Okay. Agora buguei mesmo. Melhor caçar algo mais apropriado.

Farta de encontrar livros inúteis para minha causa, avancei mais agilmente e encontrei o livro que se titulava sobre um rei que orava.

Deve ser pra virar padre.

Dei de ombros, levando comigo enquanto buscava novos livros. O próximo era sobre química. O título não me parecia tão interessante, mas analisando o conteúdo rapidamente, pude notar que se tratava de fato de um livro que fazia jus a matéria de química.

Este vai servir. — Comentava ao vento enquanto separava fora da pilha dos livros inúteis.

Mais algumas buscas e lá estava um a respeito sobre venenos. Seu título também era suspeito, mas o catálogo de venenos para intoxicar os pretendentes, era animador. Seria útil contra os boys que tentassem perturbar a Irís. Enfim, havia encontrado tudo que precisava.

Guardei então todos livros em um recinto que seria meu quarto provisório. Tirei aquele restante do dia para descansar de todos os eventos estranhos que ocorreram.

No dia seguinte, ainda pela manhã eu tratei de após tomar o café matinal, seguir para o convés, subindo um dos mastros e ficar no local de vigia onde ninguém me incomodaria. Lá iniciaria meu estudo de química.

Inicio Treino de Química

Abri a capa firme do livro, e algumas páginas adiante chegava nas primeiras citações sobre o conteúdo.

Química é a ciência que estuda a matéria, suas transformações e as energias envolvidas nesses processos. — Enfim, começava de vez o aprendizado. — Ela trabalha em três níveis principais... — Olhei antes quais eram os três níveis. — Microscópic, macroscópico e simbólico.

Continuei minha leitura sobre a explicação de cada uma. O primeiro explicava que o microscópic é quando química interpreta fenômenos em que há o reordenamento dos átomos, que são os constituintes básicos de toda a matéria e que são invisíveis aos nossos olhos.

Já o segundo era o macroscópico e agia quando a química interpreta objetos ou fenômenos grandes e visíveis. E por fim o simbólico, que é quando a química interpreta e reconhece fenômenos químicos através de símbolos, fórmulas e equações matemáticas.

Adoro criar coisas, mas quando tem números no meio... Acabo ficando perdida. Tcs. Melhor continuar... — Avancei para a próxima página. — Dependendo dos ramos de estudo, a química pode ser dividida em: Química orgânica, química inorgânica, físico-química, entre outros. É, parece ser um assunto vasto. Levarei muito tempo pra aprender tudo.

Estava claro que não seria do dia pra noite que me tornaria proficiente em química, mas seguia estudando essa parte do texto que falavam sobre matéria, massa, volume, corpos e objetos.

Ai ai, não tem algo mais prático? Que eu possa ver? — Meio apressada, pulei dezenas de páginas, até que me deparei com uma com várias figuras e explicação do que eram e para que serviam. — Balão de fundo chato... Utilizado no preparo de soluções, reações com desprendimento de gases ou aquecimento de líquidos. Por suportar elevadas temperaturas, sua maior aplicação é em sistemas de aquecimento sob refluxo em separações por meio de destilação.

Fiquei intrigada, parecia tão frágil, e ainda sim suportava tais temperaturas? Esplêndido!

Becker, utilizado para medir volume de líquidos ou misturas, com pouca precisão, pois possui uma graduação em seu corpo. Pode ser levado ao aquecimento e, por isso, é útil para dissolver substâncias ou realizar reações em experimentos.

Ia passando as páginas, lendo sobre tais instrumentos de ofício. Era realmente itens pequenos e absurdamente importantes. Os tubos de ensaios mesmo, me surpreendia por seu tamanho e importância, pois são utilizados para reações onde os reagentes estão em pequenas quantidades. Quando um experimento envolvendo um tubo de ensaio necessita de aquecimento, o bico de Bunsen pode ser utilizado e sua chama colocada em contato direto com o tubo.

Notava-se que tais itens comunicavam-se entre eles para o usuário poder conseguir realizar tudo que precisava. Concluí depois de ler bastante que ia ter que investir pesado em equipamentos para poder realizar meus experimentos.

Fim Treino de Química

Nossa que canseira que deu. Já até escureceu.

O dia acabava e logo mais um novo começava. Estávamos novamente todos reunidos e eu planejava ler o livro de venenos, porém, enquanto estava lá sentadinha no chão, abrindo o livro ao som das palavras do sujeito que discursava. Eis que toda gravidade abaixo de mim se transforma e me faz rolar para trás de maneira inesperada.

Meeeeeh! — Poff.

Sai rolando em uma cambalhota invertida, até trombar com a baleia. Ao tentar me ajeitar, ouvia meus próprios ossos estalando em vários "creck" sequenciados. Uma verdadeira sinfonia desastrosa e dolorida. Olhava para o membro que parecia doer mais por ter deslocado algum osso. Não era médica, mas algo na região me fazia sentir dor, além de não conseguir mover o membro específico (que se eu puder escolher, será o ombroesquerdo).

No entanto, apesar do mal que me ocorreu, o vento soprando forte no rosto e os cabelos voando para trás, me trazia grande alegria. Me segurava como podia, e sorrindo, observava mais a frente na extensão do caminho da reverse mountain. Era pura adrenalina.

Hahaha! Uma rampa gigante. Vamos VOAR!

Nem em sonhos podia imaginar que o navio ia sair voando. Como seria o fim daquilo? Teria uma descida?

Bom, a resposta estava diante nós, pois era hora de descer e isso seria fascinante. Procurei sem delongas, um lugar para ficar segura e não me ferir novamente. Não parecia ter tempo de ajeitar meu membro ruim. Era hora de mostrar que meus músculos de bisnaga servem pra algo e não somente martelar projetos de engenharia.

Contudo, antes que a descia viesse, aproveitei para apreciar aquela vista enorme. Era como se eu pudesse ver o mundo lá de cima. Segurei forte meu livro, e me apoiando bem. Estava preparada pra gritar em plenos pulmões alguma palavra quando ocorresse a segunda parte daquela inclinação.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nasubi
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]HP: 44/44
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]SP: 62/62

Nasubi:
 

TEMPLATE POR JENN

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

PANDAMÔNIO

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Objetivos Anyway:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DarkWoodsKeeper
Membro
Membro
DarkWoodsKeeper

Créditos : 6
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 10010
Data de inscrição : 27/06/2020

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptySex 15 Jan 2021, 17:01



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pandamônio
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




A emoção dquele momento foi interrompida por duas ocorrências estranhas: primeiro, Forxen, que estava discursando, sumiu em um piscar de olhos, deixando todos nós confusos. Depois, fomos surpreendidos por um solavanco que jogou todos para trás. Parecia que o navio tinha sido puxado por aquele turbilhão de água ascendente e nós sofremos as consequências. Nenhum de nós estava pronto para aquilo.


Fomos todos arremessados por toda a extensão do convés. Eu estava de olhos fechados e me preparando para o impacto quando vi Phil extender sua mão e me salvar no último instante.


- O-obrigado! - eu disse, ainda atordoado pelo ocorrido.


Thomas e Kaito deram ordens para cuidar dos feridos. Quando eu recobrasse meu equilíbrio, olharia ao redor e tentaria ajudar quem estivesse mais ferido e mais próximo. Contudo, caso não houvesse tempo (afinal ainda estávamos na Grand Line) me seguraria em algum lugar e tentaria evitar ser jogado para trás.


- Temos que esperar isso acabar para cuidar dos feridos!! - eu gritaria para Phil e Kaito, caso não fosse possível tratá-los agora


Na descida eu seguraria firme e procuraria quem estivesse mais próximo para ajudar como eu pudesse. Se eu não conseguisse ajudar ninguém naquele momento, continuaria me segurando e esperaria águas mais calmas para ajudá-los.


Durante a descida, porém, eu percebia o quão emocionante era estar atravessando a Grand Line! Meu coração pulava dentro do meu peito tanto pelo pavor que aquela situação causou quanto pela animação que eu sentia por estar ali.









Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                       
DAMAGE: 7




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 31
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptySab 16 Jan 2021, 13:42


12
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Médica ou Veterinária!? Nova Médica no Bando!

Vendo Forxen desaparecendo diante de mim, arregalava os olhos sem entender nada. “Forxen!?” Mas nem sequer dava tempo de pensar já que éramos arremessados contra o tritão devido a forte correnteza. Rapidamente forçaria meu próprio osso deslocado o colocando no lugar, provavelmente seria fácil já que eu conhecia as limitações de meu próprio corpo, onde logo em seguida gritaria para todos. – FORXEN SUMIU? FOI ARREMESSADO? ISSO FOI MUITO ESTRANHO! – De toda forma, deixaria de lado a preocupação, tínhamos que dar um jeito de chegar na Grand Line de uma forma ou de outra.

Iria até Kaito colocando seu membro deslocado no lugar com cuidado durante a subida já que ele era um dos navegadores e seria arriscado que ele não fosse tratado. – Deixa comigo, vai doer, tenta resistir. – Depois disso, quando Thomas gritasse por Forxen, tentaria o acalmar, a última coisa que queríamos era um panda fora de controle no navio naquele momento. – THOMAS, PESSOAL! NÃO SE PREOCUPEM COM FORXEN, AQUELE LÁ NÃO MORRE! DEVE ESTAR EM ALGUM LUGAR DO NAVIO. –

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Eu acreditava realmente no potencial de Forxen, mas olhando melhor para a correnteza. “Espero que ele não tenha caído, olhando de perto parece ser morte certa...” Seguraria o queixo pensativa concluindo com confiança em minhas habilidades, mas um pouco preocupada com a situação do rapaz. – Bem... Se morrer, eu dou um jeito de reviver ele e fazer com que continue vivo. –

Com isso, mais uma vez gritaria para todos após a fala de Ballu. – É ISSO QUE O BALLU DISSE... EU TRATEI O KAITO, MAS NÂO É BOM MEXER EM VOCÊS NESSA SITUAÇÂO, MANTENHAM OS MACHUCADOS IMOBILIZADOS ATÉ O FAROL, VAI SER MAIS SEGURO DO Que TRATAR AGORA! – Daria um leve sorriso sádico ao falar animada. – Se precisar, eu posso amputar em uma cirurgia quem tiver machucado sério algum membro do corpo... –


O mais importante daquele lugar provavelmente era a vista, uma experiência única da vida e eu não queria perder. Conforme o navio subia, iria até a proa do mesmo me apoiando no que quer que encontrasse pelo caminho para me segurar na frente dele, de onde olharia para trás tentando enxergar o West Blue e dando um enorme sorriso ao ficar extasiada e dizer comigo mesma. – É exatamente como o papai tinha descrito, é como viver a vida que ele teve dezenas de anos atrás...  –

Assim que chegássemos no topo me seguraria com mais força ainda na mão direita para que não fosse arremessada novamente, enquanto com a esquerda seguraria minha tiara ao olhar para a Grand Line e os quatro blues empolgada já me preparando para o impacto enquanto falasse. – Então é aqui que eu vou encontrar a raiz da planta da imortalidade que você tanto falava... – Olharia para o céu concluindo com uma voz amorosa como se visse a imagem do meu pai no mesmo. – Não é? –

Tomaria cuidado para quando fossemos começar a descer eu não me machucasse ou saísse voando novamente, sabia que todos os feridos no navio iam precisar da minha ajuda para não terem complicações. Apenas gritaria animada com todos os estudos e experiências em humanos que a Grand Line iria me proporcionar. – VAMOS PARA A GRAND LINE! -

Info
Atributos
  • Lv: 1 HP: 44
  • Dano: 12 (Habilidosa)
  • Acerto: 4 (Normal)
  • Pontaria: 0 (Inábil)
  • Esquiva: 6 (Normal)
  • Bloqueio: 0 (Inábil)
  • Resistência: 14 (Habilidosa)
Histórico:
 
Objetivos:
 
Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
xRaja
Civil
Civil
xRaja

Créditos : Zero
Warn : Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 17/11/2012
Idade : 26
Localização : Portugal

Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 EmptySab 16 Jan 2021, 14:43






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Pay up!




Entre discursos, olhares e frases curtas o bando encarava o futuro e os seus desejos, talvez Forxen tivesse desejado demais, pois, num instante desapareceria misteriosamente, um milagre abraça o grupo pirata. Surpresos por breves momentos, pois novamente o mundo traria barreiras e árduas batalhas, um solavanco atirava e espalhava a maioria pelo convés, com certeza aquilo traria alguns ferimentos.

      O macaco agarraria a parte do corpo que estaria ferida, enquanto era pressionado pela força gerada durante a subida. Tentaria forçar a sua visão para assim se deparar com uma verticalidade que forçaria um tremor pelo seu corpo, um suspiro, um arrepio, as vertigens poderiam afetar qualquer um que não esteja habituado. Assustado e entusiasmado, perdido num misto emocional que se antagoniza.

Corria tentando se agarrar com braços e pernas, num abraço total ao mastro do navio. Manteria os olhos abertos enquanto esboçava um sorriso que era esticado e alargado pela força do vento.

-GRAND LINE!! AQUI VAMOS NÓS!!!!!



legenda:
 

Objetivos:
 


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!

"Não me interessa o que você faz como profissão. Quero saber o que você deseja, e se você ousa sonhar ir de encontro com o desejo do seu coração. Não me interessa quantos anos você tem. Eu quero saber se você arriscaria ser visto como um tolo, pelos seus sonhos, pela aventura de se sentir vivo."
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!   Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line! - Página 14 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Voltar ao Topo 
Página 14 de 24Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15 ... 19 ... 24  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Newberry City-
Ir para: