One Piece RPG
Pay! Eye For Eye! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Pay! Eye For Eye! Emptypor Furry Hoje à(s) 12:39

» [ficha] Arthur D.
Pay! Eye For Eye! Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 12:25

» Enuma Elish
Pay! Eye For Eye! Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 11:22

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Pay! Eye For Eye! Emptypor Fiest Hoje à(s) 10:51

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Pay! Eye For Eye! Emptypor Fukai Hoje à(s) 10:10

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
Pay! Eye For Eye! Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 10:07

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Pay! Eye For Eye! Emptypor PepePepi Hoje à(s) 07:50

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Pay! Eye For Eye! Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 06:02

» Hey Ya!
Pay! Eye For Eye! Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 02:56

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Pay! Eye For Eye! Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 02:08

» [Ficha] Raveny Moonstar
Pay! Eye For Eye! Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:38

» Raveny Moonstar
Pay! Eye For Eye! Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:36

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Pay! Eye For Eye! Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 01:11

» Escuridão total sem estrelas
Pay! Eye For Eye! Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 00:39

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Pay! Eye For Eye! Emptypor Kiomaro Hoje à(s) 00:27

» Arco 5: Uma boa morte!
Pay! Eye For Eye! Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:58

» A inconsistência do Mágico
Pay! Eye For Eye! Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:45

» Seasons: Road to New World
Pay! Eye For Eye! Emptypor Volker Ontem à(s) 22:44

» Ain't No Rest For The Wicked
Pay! Eye For Eye! Emptypor Hoyu Ontem à(s) 21:55

» I - O bêbado e o soldado
Pay! Eye For Eye! Emptypor Domom Ontem à(s) 21:49



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Pay! Eye For Eye!

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Pay! Eye For Eye! 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! EmptyTer 25 Ago 2020, 18:57

Pay! Eye For Eye!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Fran B. Air. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Pay! Eye For Eye! 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Re: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! EmptyQua 26 Ago 2020, 13:19


1
Kill! Eye for Eye!
Médica Monstro! Aparece Fran!

Com a morte de meu querido pai, não tinha muito mais o que fazer em Dawn Island, mas mesmo assim, achava que sair por aí sem um plano ou dinheiro seria ilógico e suicida, além de ser perigoso tanto para mim quanto para Adorea que tinha decidido me acompanhar. Apenas viraria meu rosto para minha companheira que provavelmente ainda me acompanhava e comentaria olhando para cima com o indicador encostado na bochecha enquanto me lembrava do falecido. – Acho que você não chegou a conhecer quase nenhum dos filhos de sangue do papai, né Adorea? Eu que ficava mais tempo com ele, afinal. –

Enquanto a imagem dos vários filhos passavam pela minha cabeça, continuaria. – Ele não era do tipo de pessoa que gostava de se proteger ou andar com uma só parceira e ele viveu por muito tempo, acredito que era ativo até o dia de sua morte, 153 anos não é pra qualquer um, né? Biologicamente eu diria até mesmo que seria impossível se eu mesma não o conhecesse... – Checaria os bolsos e comentaria começando a andar. – Vamos beber alguma coisa, eu tenho uns trocados aqui no meu bolso. Pode ser? - Eu já conhecia bem a ilha embora não tivesse saído muito da mansão na qual fui criada.

Enquanto andássemos, continuaria com a conversa. – Eu mesma não acreditava na idade dele quando comecei a estudar sobre anatomia humana, mas fiz uma biópsia e o resultado foi incontestável, ele tinha mesmo aquela idade bizarra. – Apontaria para cima ao voltar no assunto anterior com minha doce e delicada voz. – A verdade é que eu conheci 50 filhos do papai pessoalmente, mas pelas fotos e os que ele me falou, ele tem 137 filhos, só que acredito que ele possa ter bem mais, sabia? Talvez dez vezes mais, vai saber... Ele tinha filhos até mesmo de outras espécies como tritões, sirenas e gigantes... – Pegaria um lenço para enxugar as lágrimas que começavam a escorrer onde diria de forma triste e apegada. -Ele sempre falava que eu e você éramos as mais especiais pra ele, mesmo sendo adotadas, tanto que ele nunca trouxe nenhum de seus filhos pra morar com ele, embora recebesse visitas hora ou outra, acho que ele nunca te falou isso, falou? Você vivia trancada observando as estrelas com aquele telescópio, acho que acabei me aproximando mais dele por ter gostado tanto de medicina, né? –

Depois de secar as lágrimas, finalizaria confiante apertando as mãos ao fechá-las convicta. - Eu não sei se aquelas pesquisas são mesmo verídicas, mas se o papai acreditava mesmo que a chave pra imortalidade tá na última ilha da Grand Line, então eu também acredito!  - Se não conseguisse encontrar o bar que procurava com facilidade, me aproximaria de alguém para perguntar ignorando qualquer reação às minhas cicatrizes ou à forma de se vestir de Adorea.  – Oi, poderia me informar onde fica o bar mais próximo? – Com a pessoa dizendo, seguiria suas instruções onde adentraria o lugar.

Em uma mesa qualquer que estivesse disponível com ao menos dois lugares, me sentaria ajustando a tiara de parafusos que usava e faria um sinal com a mão para que o garçom, garçonete, proprietário ou proprietária viesse nos atender, onde comentaria. – Poderia nos trazer uma garrafa de algum bom vinho e duas taças? Obrigada! – Daria um sorriso malicioso para Adorea e comentaria. – Os filhos biológicos do Papai já devem estar chegando de todo o mundo pra brigar pela herança, isso deve acabar se tornando um grande evento na mansão, mas eu é que não quero participar disso, ele era muito rico, na verdade, extremamente, mas são tantos que vai acabar sobrando apenas migalhas para cada um, sem falar na dificuldade que vai ser provar a legitimidade do sangue de todos eles, haja exames de DNA. – Finalizaria franzindo levemente as sobrancelhas, agora com uma aparência sádica, embora a doce e calma voz se mantivesse. – Adoraria testar algumas coisinhas com aqueles híbridos... – Daria de ombros voltando à minha expressão habitual e continuar. – Mas minha vontade de não me envolver é ainda maior. –

Quando a pessoa viesse nos entregar o vinho pedido, seguraria a manga da pessoa se ela estivesse com uma roupa que permitisse, senão, o pulso mesmo, talvez parecendo até mesmo uma ameaça para pessoa, mas então questionaria de forma delicada com um leve sorriso. – Escuta, sabe me dizer se tem algum hospital grande ou coisa parecida por aqui e onde fica? -Escutaria a resposta da pessoa e com ela me ajudando ou não, agradeceria. – Tudo bem, obrigada... – Para só então deixar que ela fosse e continuasse falando com Adorea após beber um pouquinho de vinho novamente com um sorriso sádico e os olhos levemente fechados olhando para o vinho enquanto balançaria suavemente a taça. – Tive uma ideia pra gente levantar alguma verba, quero que você seja minha ajudante... -

Info
Atributos
  • Lv: 1 HP: 44
  • Dano: 11 (Habilidosa)
  • Acerto: 4 (Normal)
  • Pontaria: 0 (Inábil)
  • Esquiva: 6 (Normal)
  • Bloqueio: 0 (Inábil)
  • Resistência: 3 (Normal)
Histórico:
 
Objetivos:
 
Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!


Última edição por Fanalis B. Ria em Qua 26 Ago 2020, 22:49, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Kenway
Narrador
Narrador
Thomas Kenway

Créditos : 2
Warn : Pay! Eye For Eye! 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 19
Localização : NewBerry City

Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Re: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! EmptyQua 26 Ago 2020, 20:10


Pay! Eye For Eye!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Dawn Island
12:00h AM
Dia fresco com céu limpo, 24ºC


Era um momento na vida de Fran e Adorea, seu amado pai havia falecido, nenhuma delas eram menininhas, já eram mulheres, porem com tudo o que estava acontecendo, era como se tivesse sido abandonada, e como uma criança perdida em um mercado, ela se sentia assustada e perdida, mas não podia ficar apenas parada, ela tinha que continuar.

— Não conheci nenhum deles não sabia?


Muitas pessoas iriam estranhar a Adorea, afinal, ela andava com faixas no corpo ao invés de roupas, tinham zíperes espalhados pelo corpo, e ninguém queria abri-los para ver o que se tinha ali dentro, apesar de tudo, ela era uma mulher bonita e gentil, e Fran já sabia disso tudo, o que deixava Adorea bem mais tranquila.

—Vamos sim! Eu estou com vontade de beber, mas se você quiser me fazer passar sede isso também não seria ruim...

A expressão da mulher mostrava nitidamente que ela era uma sadomasoquista completa, sempre tentando passar por situações de desconforto, que para ela, eram maravilhosamente deliciosas.

—Você consegue entender como ele tinha aquela idade? Digo como ele conseguiu viver tanto tempo? Tem astros que não vivem isso tudo sabia? Ou pelo menos é o que aparenta para gente vendo deste planeta.
(olhava para o céu enquanto seguia sua irma)

A conversa lembra ambas as mulheres de seu amado pai, realmente um homem ter tantos filhos e cuidar de todos não era para qualquer um, e elas sabiam disso.

—Apesar de eu não ter passado tanto tempo com ele, eu realmente gostava de como ele era gentil e amável com a gente. (Falava ela enquanto limpava resquícios de lagrimas de seus olhos)

Fran tinha o sonho que foi passado de seu pai, não seria fácil chegar na última ilha, mas quem sabe se ela não encontraria pessoas para ajudarem ela com esse objetivo.

—Tem um bar no final dessa rua, e só seguir reto!

Falava um homem que aparentava ter acabado de sair de lá também, pelo jeito que andava parecia que tinha bebido bastante. Apesar da capital ser bem rica, muitas pessoas gostavam de beber em seu tempo livre, talvez pelas coisas escondidas por baixo dos panos?

Chegando no bar, ele estava relativamente cheio pelo o horário, nem todos bebiam, muitos fumavam e almoçavam, por sorte não parecia ser um local que seria ruim relaxar e beber um pouco, então ambas se sentam em uma mesa vaga, e Fran chama uma garçonete.

—Claro! Só um momento que eu já trago.

—Não vou mentir que eu gostaria de ganhar pelo menos os livros ou o telescópio dele sabia?

Com uma cara meio sádica, Fran pensa em vários experimentos que poderia fazer com vários de seus “irmãos”, logo após isso a moça com a bebida chega, tentando fingir que não parecia curiosa com Adorea e seus zíperes.

Puxando a manga da garçonete Air faz uma pergunta a ela:

—Claro! Tem um grande hospital mais para o centro da cidade.


Adorea já sabia que vinha coisas por aí, afinal ela conhecia sua irmã, mas no final, não adiantaria muito ela se opor a ideia então ela só concorda enquanto bebe seu vinho...


Legendas:
 

Imagens:
 

OFF:
 

Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Pay! Eye For Eye! 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Re: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! EmptyQua 26 Ago 2020, 23:57


2
Kill! Eye for Eye!
Médica Monstro! Aparece Fran!


Olhava para a taça com o líquido avermelhado ao balança-la um pouco apreciando o sabor da bebida para então voltar no assunto com Adorea. – Sobre sua pergunta de antes, não sei ao certo porque o papai viveu tanto, mas ele cuidava muito da própria saúde fazendo exercícios, talvez tenha a ver com as vitaminas a base de amêndoa e batata doce que tomava também, dizem que esses alimentos aumentam a longevidade, mas ainda não explica toda essa sobrevida... – Daria mais um gole no vinho fechando os olhos para o apreciar antes de os abrir olhando diretamente nos olhos de Adorea para completar minha fala.

– O principal mesmo estava no fato de ele administrar todas as doações de órgãos no East Blue, acontece que sempre que percebia que algum dos órgãos dele estavam para falhar, ele trocava por um novinho em folha, eu mesma aprendi cirurgia auxiliando nas cirurgias... – Dava um sorriso ao olhar para cima me recordando dos momentos felizes que tinha passado com o papai. – Sim, ele quase nunca tomava anestesia geral, quase sempre fazia o transplante nele mesmo, chegava a ser bonito de o ver trabalhar... Só mais pro final da vida que ele não queria se arriscar e eu fui assumindo as cirurgias, se for ver, acho que só o cérebro mesmo que era totalmente dele em questão de órgãos... Com certeza não era atoa seu título de maior cirurgião do mundo.  –

Quando chegasse na última taça, a viraria deixando vazia sobre o dinheiro correspondente ao valor do vinho e a gorjeta na mesa para só então me levantar chamando por minha amiga. – Vamos então? Estou curiosa sobre esse hospital, sempre mandavam pacientes pra mim e o papai na mansão, mas eu nunca operei em outro lugar... – Colocaria as mãos no bolso do jaleco e sairia andando em direção ao centro da cidade com Andrea ao meu lado.

Não prestaria atenção a qualquer reação das pessoas sobre nossa aparência, tinha mais coisas com o que me preocupar. “Acho que eu superei a morte de papai, mas até agora eu choro e fico triste, acho que vai ser mais fácil quando a gente sair dessa ilha.” Tinha uma noção de onde era o centro, mas não sabia exatamente onde era o hospital, então sempre que achasse que não estava seguindo na direção correta, perguntaria para qualquer pessoa aleatória que visse na rua de forma despreocupada ao manter o charme de minha delicada voz, por mais que a aparência pudesse assustar a pessoa. – Boa tarde, me falaram sobre um grande hospital mais pro centro, sabe me dizer onde fica exatamente? – Seguiria o que fosse dito até que finalmente chegasse no lugar que pretendia.

Avistando o lugar pela primeira vez, pararia em sua frente onde pudesse apreciar toda sua estrutura, afinal, apesar de ser médica, o máximo de serviço que tinha feito em campo era tratar de feridos de guerra na rua, onde comentaria impressionada com Adorea independentemente do tamanho que fosse o lugar. – Então isso é um hospital de verdade, interessante... Uma pena que eles não curtam muito inovar e acabem fazendo mais o feijão com arroz mesmo. De repente eu coloco um pouco de tempero nesse lugar, o que acha Adorea? -


Depois de apreciar o lugar por alguns segundos, adentraria o mesmo procurando pela recepção ou qualquer pessoa que parecesse ser importante no lugar tentando ter uma ideia do tráfego de pacientes do hospital. Assim que avistasse alguém que trabalhasse lá, me aproximaria já abrindo o jogo para ver se conseguia o que queria. - Oi, meu nome é Fran B. Air, sou médica e já operei pessoas que vocês mandaram para a "Mansão Air", sou filha de Naomitsu Air Madaraki, será que a gente poderia falar com a pessoa responsável por esse lugar? - Se pudesse, aguardaria ou acompanharia a pessoa onde quer que ela fosse me levar com meu clássico leve sorriso sádico estampado no rosto.

Info
Atributos
  • Lv: 1 HP: 44
  • Dano: 11 (Habilidosa)
  • Acerto: 4 (Normal)
  • Pontaria: 0 (Inábil)
  • Esquiva: 6 (Normal)
  • Bloqueio: 0 (Inábil)
  • Resistência: 3 (Normal)
Histórico:
 
Objetivos:
 
Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Kenway
Narrador
Narrador
Thomas Kenway

Créditos : 2
Warn : Pay! Eye For Eye! 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 19
Localização : NewBerry City

Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Re: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! EmptyQui 27 Ago 2020, 17:02


Kill! Eye for Eye!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Dawn Island
12:20h AM
Dia fresco com céu limpo, 24ºC


Adorea acompanha Fran bebendo seu copo de vinho, ambas estão felizes por poderem conversar e curtir a companhia uma da outra, afinal, elas eram bem ligadas, mesmo não sendo irmãs de sangue.

—O papai realmente era um gênio! Fico um pouco assustada de saber que somos filhas dele sabia?


Ambas bebem o restante do liquido avermelhado de suas taças, Fran coloca 10 mil em baixo de sua taça de vinho, com a gorjeta inclusa no pagamento, como uma criança seguindo sua mãe, Adorea segue Fran.

Andando pelas ruas da cidade, muitas pessoas olham para elas com medo, outras com repulsa, e alguns até mesmo com raiva, isso provavelmente pelas suas más famas, Fran tenta perguntar para alguma pessoa onde fica o hospital, mas é ignorada, ela tenta de novo e de novo, até que alguém a mostra onde fica.

Chegando lá, ela pode ver um belo hospital, grande e branco do jeito que ela imaginava, no momento em que ela entra, dois seguranças começam a segui-la, talvez por sua fama ou mesmo aparência...

Um doutor chega para falar com ela e diz:

—Prazer senhorita Fran B Air, meu nome é Jack, sou o doutor geral, realmente tínhamos um acordo com seu pai para mandar alguns pacientes para lá, mas isso era com seu pai...

—Façamos assim, um teste! Que tal? Se você conseguir tratar um paciente muito bem, eu deixo você entrar na sala de cirurgia.

—Afinal, um médico que se preze tem que saber fazer um diagnóstico, caso você não saiba, peça para o Link te ensinar...


O homem olhava com desdém para a garota, afinal ela não parecia ser uma medica seria para ele, será se ela provaria o contrário?

Legendas:
 

Imagens:
 

OFF:
 

Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Pay! Eye For Eye! 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Re: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! EmptyQui 27 Ago 2020, 21:54


3
Kill! Eye for Eye!
Médica Monstro! Aparece Fran!

Seguraria meu queixo franzindo levemente as sobrancelhas ao olhar para baixo, aquele médico tinha razão, eu não sabia quase nada sobre determinar o problema das pessoas, na maioria dos casos era meu pai que dizia o que os pacientes ou ele próprio tinha para que eu tratasse. Não queria falar sobre essa fraqueza para ele, mas também não era como se eu fosse ficar escondendo as coisas, então olharia diretamente em seus olhos estando um pouco decepcionada comigo mesma por não ter percebido algo tão importante até então ao dizer. – Não sei como você sabe, mas é verdade, eu não sei muita coisa sobre isso... –

Cruzaria os braços pensando no que ele falara sobre uma possível pessoa para me ajudar. – Eu aprendi muitas coisas com meu pai, acho que não vou ter dificuldade em aprender a parte técnica da coisa, acho que prefiro aprender sozinha... – Olharia para Adorea. “Eles devem ter alguns livros sobre medicina aqui, mas não quero que Adorea fique por aí sem nada para fazer, acho que ela pode gostar de ler algo sobre astrologia que não sejam aqueles livros empoeirados na mansão.”

Voltaria meu olhar para o médico continuando. – Sabe me dizer onde tem uma biblioteca com alguns bons livros médicos por aqui? – Colocaria as mãos nos bolsos do jaleco para continuar. - Quero me preparar para as doenças que virem, eu estou ais acostumada com pedidos cirúrgicos complexos, acabou que preciso de algumas informações sobre algumas coisas mais mundanas tipo diferenciar uma gripe comum de gripe suína e coisas do tipo, não pretendia começar agora mesmo, prefiro me preparar pras coisas que vierem. – Aguardaria ansiosa por sua resposta com as asinhas chegando a balançar um pouco ao saber que mais conhecimento viria.

Com ele me falando ou não o que eu queria saber, completaria com a mão acima do estômago. – Estamos com um pouco de fome, será que vocês têm algum refeitório aqui? É bom que já conheço um pouco do hospital e eu queria fazer uma proposta para você, se é que ainda não almoçou, acho que seria uma boa para podermos conversar melhor... Pode trazer o tal do Link se quiser. – Caso ele indicasse o caminho ou nos acompanhasse, iria com ele analisando o lugar com relação às pessoas que estavam ali até que chegasse no refeitório, onde pegaria a comida a pagando se necessário e me sentando para comer com Adorea.

Se o homem tivesse nos acompanhado, comentaria com ele, senão, diria antes de o perder de vista. – Eu preciso de uma sala cirúrgica para poder trabalhar, imagino que vocês tenham alguma aqui... – Levantaria o indicador direito enquanto falasse para que ele percebesse que eu tinha um ponto e falava sério. – Como sabe, cirurgias podem ser muito lucrativas, sem falar que muitos dos nobres da ilha tem muito dinheiro e pagariam o preço que forem para que conseguissem um bom atendimento. –

Tomaria algum ar e continuaria me empolgando mais e mais conforme fosse falando. – Minha ideia utilizando a sala que vocês forem alugar é além do aluguel pagar uma porcentagem dos meus ganhos pro hospital cobrindo os custos e gerando lucro para vocês. – Começaria a me lembrar das histórias que o papai contava sobre quando ele atuou em um hospital e teve filhos com várias enfermeiras em sua juventude, querendo ou não, ele acabava comentando sobre os gastos também, antes de só então continuar. - Poderia ser algo em torno de 50% do meu faturamento, acredito que isso deva cobrir com sobra tudo... Com certeza vocês têm alguma sala sobrando, não tem? –

Antes de enfim me afastar do homem, diria no ápice de minha empolgação com um sorriso de maníaca que poderia até mesmo assustar alguns se não soubessem do que se tratava o assunto. – Não precisa responder agora, quero que pense a respeito, amanhã pela manhã vou voltar para fazer o seu teste. Mas de toda forma, eu sou muito boa, sabia? –

Estenderia a mão para que ele me cumprimentasse como se fossemos fechar um negócio e me despediria. – Bem, já vou indo então... – Então sairia do lugar, deixando a bandeja onde fosse para deixar se fosse necessário e esperando que Adorea me acompanhasse. Estava ansiosa para chegar em alguma biblioteca e começar a ler sobre o assunto que ele dissera.

Caso ele não soubesse de algum lugar interessante, perguntaria da mesma forma para pessoas na rua, esperando que alguma delas me desse a informação desejada para que eu chegasse no lugar que queria. Assim que conseguisse chegar em alguma biblioteca, iria até a primeira pessoa que trabalhasse lá que eu avistasse e a perguntaria. – Oi, onde fica a sessão de medicina? Ah, e astrologia também... – Apontaria com o polegar para Adorea e comentaria baixinho para que ela não escutasse. – A minha amiga tem uma certa pira com corpos celestiais, se é que você me entende. Hahaha. – Balançaria as asas esperando que a pessoa entendesse a piada.

Assim que me fosse indicado o lugar, pagaria qualquer taxa que fosse solicitada e comentaria animada com Adorea. – Eu vou ler um pouco, ia dizer pra você fazer o que quiser, mas a gente precisa economizar pro hotel dessa noite pelo menos, então... Você pode fazer qualquer coisa desde que não gaste dinheiro... Hahaha. – Vislumbraria o lugar e continuaria se realmente houvesse uma sessão com livros sobre astrologia. - Eles devem ter alguns bons livros aqui imagino eu. –

Aprendizado de Perícia: Diagnose


Com isso iria até a sessão médica onde pegaria alguns livros e me sentaria lendo e tentando absorver tudo que pudesse sobre os diferentes tipos de doença e como as tratar. Ficaria lá por algumas horas até que chegasse o momento da biblioteca fechar ou que começasse a ficar tarde.

Info
Atributos
  • Lv: 1 HP: 44
  • Dano: 11 (Habilidosa)
  • Acerto: 4 (Normal)
  • Pontaria: 0 (Inábil)
  • Esquiva: 6 (Normal)
  • Bloqueio: 0 (Inábil)
  • Resistência: 3 (Normal)
Histórico:
 
Objetivos:
 
Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Kenway
Narrador
Narrador
Thomas Kenway

Créditos : 2
Warn : Pay! Eye For Eye! 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 19
Localização : NewBerry City

Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Re: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! EmptySex 28 Ago 2020, 04:04


Kill! Eye for Eye!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Dawn Island
12:40h AM
Dia fresco com céu limpo, 24ºC


O médico tinha acetado em seu veredito baseado na aparência e fama de Fran, ela realmente ainda não tinha conhecimento sobre diagnose, o que era importante para um “médico que se preze”.

—Bem você ainda é nova, não que eu não seja também, o que eu quero dizer é que você ainda tem muito tempo, e coisas para aprender!

—Interessante de fato, não são muitas pessoas que conseguem aprender sobre medicina sozinhas.


Quase um tique nervoso de todo medico, ele coloca as mãos nos bolsos de seu avental, olha para a menina e diz:

—Aqui no próprio hospital tem uma área para nos médicos estudarmos sempre que pudermos, afinal como você deve saber, medicina é uma área que está em constante aprimoramento.


O médico escuta a barriga roncando de Fran, ele solta um riso, sorri para a menina e diz:

—Sim nós temos um refeitório, o próprio Link deve estar lá também...

Jack faz um sinal para ambas o segui-lo, o hospital era grande e cheio de salas e pessoas diferentes, como médicos e pacientes, tinha até um que parecia uma múmia em uma das macas.

Chegando no refeitório, lá se tinha muitas mesas em conjunto, era engraçado ver como um hospital tinha tantos doutores e doutoras diferentes um dos outros, tristes, outros animados, alguns comendo.

Em uma mesa afastada de todas as outras, um rapaz de cabelos brancos como a neve, com um monte de livros e comendo como um louco, parece estudar, enquanto devora seu prato de comida, como se nunca tivesse comido em público antes.

—Arghh Link, olha essa lambança, você vai sujar os livros!

Jack dá uma porrada na cabeça de Link que quase engole a colher.

—Aiiiii, meu prato está longe da comida!

—Ou você come ou você estuda, quantas vezes eu tenho que repetir?!


Os dois pareciam cão e gato, nem parecia que eles tinham uma relação de chefe e subordinado, por que será que ele trabalhava ali se ele parecia dar tanto trabalho?

—Enfim, Link essa e Fran B Air, ela está com fome e quer aprender mais sobre diagnose, porque você não ajuda ela? Eu tenho uma cirurgia agora, e não suja os livros!

Jack se vira e vai embora deixando os dois a sós, animado Link fecha os livros se limpa e olha para Fran.

—Sabe, seu pai me motivou muito a virar médico!

Com um sorriso no rosto, ele pega um dos livros e mostra para Air, Adorea já pegou um prato de comida para ela e sua irmã, ela não parece estar muito ligada no assunto, mas parecia que gostava da comida.

—Sabe, para mim diagnose é uma das habilidades mais importantes que um médico tem, você tem várias formas de determinar um diagnóstico de um paciente, olfato, visão, testes e tecnologia.

—Eu mesmo uso bastante meu olfato apurado hehehe, você sabia que pessoas que estão doentes, seus sistemas imunológicos soltam um cheiro diferente, tipo pessoas velhas que tem aquele cheirinho.


Ele continua explicando várias e várias formas de se diagnosticar alguém, Fran faz uma proposta para Link sobre as cirurgias, meio confuso ele diz.

—Bem não sei como você soube que eu sou o segundo em comando, mas se aquele cara deixar você trabalhar aqui com a gente, eu falo sobre a sua ideia para ele, que tal?

Depois de ambos comerem, Fran se levanta e se despede de Link.

—Precisando de alguma dica, é só você me procurar que eu posso te explicar o que eu sei.

Fran e Adorea vão andando pela cidade, indo em direção a uma biblioteca, ela chega em uma, mas infelizmente parece que havia ocorrido um incêndio no local, mas ela conhece outra boa biblioteca por perto, chegando lá ela fala com a atendente.

—Medicina e astrologia certo? E só seguir para a seção 3, e para a outra mocinha, seção 5, divirtam-se.

Quase como uma criança, Adorea sai correndo com o maior silencio possível para a seção de astrologia, que para ela, era um parque de diversões.

Depois de horas e horas com ambas estudando, ela nem sabia que horas eram lá fora, afinal quando ela entrou, eram apenas 12:40, mas talvez já estivesse escuro lá fora, como elas não levaram nenhum livro, elas não teriam que pagar nada.


Legendas:
 

Imagens:
 

OFF:
 

Histórico:
 

Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Pay! Eye For Eye! 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Re: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! EmptySex 28 Ago 2020, 13:15


4
Kill! Eye for Eye!
Médica Monstro! Aparece Fran!



Depois de ler aquelas incontáveis páginas sobre o assunto, já sentia que tinha uma ideia geral sobre os sintomas e que podia diagnosticar com alguma facilidade muitas das incontáveis doenças, por sorte eu tinha uma memória muito boa e lendo por cima apenas uma vez já conseguia me lembrar do que quer que fosse. O problema é que nunca tinha despertado o interesse nessa área por ser mais focada em cirurgias.

Antes de sair da biblioteca, pegaria alguns livros sobre farmácia e toxicologia, queria não só conseguir identificar as doenças que os pacientes tivessem, como também criar remédios para poder tratar as pessoas, inclusive se estivessem envenenadas, mesmo que meu foco principal fosse em fazer tratamentos através de cirurgias. Levaria até a recepção os livros que pegasse e perguntaria para a moça que tinha me atendido ao colocar os livros sobre a mesa ou mesmo com eles ainda na mão se não houvesse uma ao dizer animada. – Vou querer esses aqui, eu posso os comprar? Talvez pegar emprestados? – Caso ela concordasse, passaria meus dados se pedido e a pagaria caso fosse necessário com um sorriso no rosto, o conhecimento naqueles livros valia para mim milhares de vezes qualquer valor que me fosse cobrado.

Antes de sair, olharia para Adorea a perguntando sem dar muita atenção para a garota, onde já desviaria minha vista para os títulos dos livros que tinha pegado, embora ainda assim dissesse. – E você Adorea, vai pegar algum? – Aguardaria que a garota pegasse o que quisesse para só então pagar a quantia necessária e finalizaria perguntando para a atendente. – Sabe me dizer se tem algum hotel legal por aqui? – Colocaria o indicador no queixo olhando para cima pensativa. - Mas estou com pouco dinheiro no momento, então teria que ser o melhor hotel barato que você conhece. – Estaria meio desanimada por estarmos com pouca verba, mas toda aquela leitura compensava tudo.

Se a mulher não soubesse me dizer onde poderíamos passar a noite, perguntaria para outras pessoas na rua da mesma forma até que alguém conseguisse me orientar. Sendo que quando conseguisse as informações, iria até o lugar exausta por ter feito tantas coisas cansativas, mas empolgada com o dia que estaria por vir. Chegando no lugar, procuraria por alguém que pudesse me atender ao sorrir e dizer. – Oi, queria um quarto pra nós duas. – Apontaria para Adorea ao continuar. - Podem ser camas de solteiro, se não tiver, veja o que você tem aí... Mas eu só tenho isso, qualquer coisa pago o resto amanhã. – Mais uma vez a fome chegava, então perguntaria normalmente para quem estivesse me atendendo. - Eu não sei que tipo de serviço de quarto vocês têm, mas poderia nos levar o jantar também? Já pode incluir na conta... -


Aprendizado de Perícia: Toxicologia

Assim que estivesse tudo resolvido, independentemente do que ocorresse, chegando no quarto tomaria um bom banho, então para relaxar, pegaria os livros sobre toxicologia e começaria a os devorar mentalmente os lendo de ponta a ponta enquanto associaria os conhecimentos que conseguisse com tudo que já sabia sobre medicina e o básico que conhecia sobre venenos das histórias do Papai. Leria até que terminasse tudo e desse vontade de dormir para só então cochilar e esperar pelo teste que estaria por vir.

Info
Atributos
  • Lv: 1 HP: 44
  • Dano: 11 (Habilidosa)
  • Acerto: 4 (Normal)
  • Pontaria: 0 (Inábil)
  • Esquiva: 6 (Normal)
  • Bloqueio: 0 (Inábil)
  • Resistência: 3 (Normal)
Histórico:
 
Objetivos:
 
Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Kenway
Narrador
Narrador
Thomas Kenway

Créditos : 2
Warn : Pay! Eye For Eye! 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 19
Localização : NewBerry City

Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Re: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! EmptyDom 30 Ago 2020, 16:12


Kill! Eye for Eye!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Dawn Island
20:00h PM
Dia fresco com céu limpo, 24ºC


A noite chega, depois de um longo dia de estudos, e de diversão como para Adorea, que ficou lendo seus livros de astrologia a tarde toda, Fran pega alguns materiais para estudar mais, afinal, ela queria se tornar uma grande medica.

— Você pode levar eles por 3 dias, se você não devolver tem uma multa de 1000 beries

Dando todos os dados necessários para a mulher, ela pega os livros, os analisa com cuidado e calma, ela olha para Adorea e faz uma pergunta.

— Não, a maioria dos livros que tem aqui eu já li sabia? Aqui e tão desatualizado que tem livros que dizem que a terra e plana hihihihihi.

Voltando a atenção para a mulher em sua frente ela faz mais uma pergunta.

— Na verdade você está com sorte, tem um hotel bem barato nessa rua aqui mesmo, só sair da biblioteca e ir para a direita até o final.

Andando pela cidade que já estava mais calma e iluminada pelas luzes noturnas e lua, Fran assimila tudo o que aprendeu em um dia tão produtivo como este, elas chegam na frente de um hotel de dois andares simples, e entram na esperança de poderem repousar.

—Olá boa noite! Tem um quarto com uma cama de casal, sairia 10 mil pelas duas.

Pagando a moça, ela lhe entrega uma chave para seu quarto no segundo andar do hotel, com fome elas pedem serviço de quarto, que já estava incluso no pagamento.

Chegando no quarto, Adorea já vai dormir logo pelo cansaço, porem Fran ainda estava para lá de animada, pega seu livro de toxicologia e estuda e aprende o máximo possível até ser levada para o mundo dos sonhos por Sandman...


Legendas:
 

Imagens:
 

OFF:
 

Histórico:
 

Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Pay! Eye For Eye! 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Re: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! EmptyDom 30 Ago 2020, 21:30


5
Kill! Eye for Eye!
Médica Monstro! Aparece Fran!



Acordaria já esfregando os olhos e me espreguiçando para mais um dia. Tinha tido alguns bons sonhos, mas uma coisa estava me incomodando desde a noite anterior. Sentada na cama segurava o queixo olhando para a janela caso houvesse alguma ao criar algumas teorias sobre o lugar pensando naquele hotel . “B$ 10.000 é bem barato pra um hotel, mesmo não sendo um lugar daqueles, mas até nos deram de comer... Eu esperava que fossem tentar nos sequestrar ou coisa parecida pelo durante a noite.” Dava de ombros sem reclamar. “Acho que vou ler mais um pouco, quero estar preparada pro tal exame.”

Aprendizado de Perícia: Farmácia

Sem fazer movimentos bruscos para não acordar Adorea, pegaria os livros sobre farmácia e me manteria sentada na cama lendo. Queria revisar e aprimorar tudo que sabia sobre os medicamentos para tratar das mais diversas doenças, afinal, de que adiantava saber qual a doença da pessoa se eu nem conseguisse criar alguma coisa para a curar, não é mesmo?

Após algumas horas lendo e me preparando, quando finalmente terminasse, fecharia o último livro com força e após refletir um pouco sobre o conteúdo, daria um sorriso confiante ao dizer para minha aliada. – Estou pronta, Adorea, da parte de medicina a biblioteca não deixou muito a desejar. É claro que se eu fosse ler sobre cirurgia, provavelmente encheria os livros de rabiscos, muito do que o papai me ensinou não pode ser encontrado nos livros, sabia? –

Fim do Aprendizado de Perícia

Me levantaria ao me espreguiçar novamente fazendo um alongamento com um dos braços para cima e falando normalmente para Adorea enquanto me esticava. – Acho que vou tomar um banho e aí já vou estar pronta pra irmos pro hospital... E você? Quer fazer alguma coisa ainda? – Escutaria atentamente minha amiga, embora não provavelmente não fosse dar muita bola para as prováveis palavras masoquistas que saíssem de sua boca, já sabia exatamente o que eu queria fazer.

Após um banho bem tomado, pegaria os livros os colocando abaixo de meus braços e andaria na direção da garota que trabalhava no hotel me despedindo com um sorriso. – Obrigada pela noite, com certeza vou voltar, achei muito barato o lugar, queria saber como você consegue se manter aberta... Imagino que seja pelo volume de pessoas apesar da margem apertada, é isso? Não me diga que isso aqui é só uma fachada. – Ainda achava o lugar muito suspeito, mas não tinha como afirmar nada, então se fosse, imaginava que ao menos fosse despertar um cala frios na mulher. Com a resposta da garota, me despediria novamente e sairia animada balançando a mão e as asinhas. – Até mais, muito obrigada mesmo! –

Já fora do lugar, iria para a biblioteca devolver os livros, sendo que no caminho comentaria com Adorea. – Adorea, você já ouviu falar em estabelecimentos de fachada? – Apontaria com o indicador para cima olhando para os céus enquanto explicasse mesmo que ela soubesse. – É quando uma pessoa oferece um serviço para esconder seu verdadeiro negócio ilegal e ainda por cima ter uma forma de lavar o dinheiro que não deveria possuir com esse negócio, é algo parecido com o que o papai fazia, embora ele pegasse órgãos ilegais ao invés de dinheiro. –

Daria um sorriso sádico ao continuar. – É normal um lugar cobrar pouco em um serviço ou produto que normalmente não teria tanta clientela se fosse feito o preço certo para se manter e ainda gerar lucro. – Esfregaria as pontas dos dedos para representar o dinheiro e continuaria. – Essa diferença de valor é inteirada ao faturamento com o dinheiro ilegal, então a pessoa pode declarar para o governo tudo como se seu negócio estivesse bombando embora só tenha um grande volume de clientes devido aos baixos preços... Só comentando, tire suas próprias conclusões, mas achei interessante falar sobre isso. –

Vendo um negócio como aquele hotel, meu lado de mercenária começava a pegar fogo, então chegando à frente da biblioteca pararia sem entrar na mesma, não resistiria e comentaria. – Tá bom, é verdade, eu acho que aquele hotel era um negócio de fachada. – Começaria a sorrir novamente falando sobre algumas possibilidades com Adorea. - Daria pra bancar muitas de minhas pesquisas com algo assim, além de comprar um telescópio maior até do que o da mansão pra você e dificilmente eu seria pega... Hihihihi. Mas depois a gente vê isso, não é? –

Entraria na biblioteca e daria os livros para a garota a agradecendo muito feliz por tudo que tinha aprendido com eles. – Obrigada mesmo, vocês me ajudaram muito! É uma pena essa biblioteca ser pública, tinha potencial pra ser uma ótima livraria... – Seguraria o maxilar pensativa e perguntaria a funcionária. – Escuta, você sabe o que houve com a outra biblioteca que ficava aqui perto? Me indicaram ela a princípio, mas chegando lá só haviam cinzas. – Daria de ombros com a resposta, só estava curiosa mesmo, então me despediria da mulher. – É isso então, talvez eu volte aqui ainda, tem algumas coisas que eu gostaria de ler depois... –

Me despedindo da bibliotecária, iria para o hospital sem nem olhar para trás, estava ansiosa para ver qual tipo de paciente o médico ia querer que eu tratasse, sendo que esperava que fosse um caso cirúrgico, fazia tempo que eu não entrava em uma sala de operações. Antes de chegar lá, comentaria empolgada com minha amiga. – Adorea, eu sei que você não é fissurada em medicina como eu, mas ao menos me dê uma forcinha passando o bisturi e coisas assim, quero que você seja minha enfermeira ajudante, pode ser? – Olharia para ela esperando uma resposta positiva e a escutaria atentamente.


Supondo que tudo tivesse ocorrido como planejado, chegando no hospital o adentraria procurando por Jack, sendo que se não o encontrasse, iria até qualquer funcionário e o perguntaria. – Cadê o Dr. Jack? Sou a Dra. Air, marquei um atendimento com ele hoje...  – Quando enfim o encontrasse, com minha suave e doce voz o perguntaria sobre o teste. – E então, cadê o paciente que precisa de tratamento? – Quando me mostrasse, faria os exames de rotina para saber seus sintomas.

Info
Atributos
  • Lv: 1 HP: 44
  • Dano: 11 (Habilidosa)
  • Acerto: 4 (Normal)
  • Pontaria: 0 (Inábil)
  • Esquiva: 6 (Normal)
  • Bloqueio: 0 (Inábil)
  • Resistência: 3 (Normal)
Histórico:
 
Objetivos:
 
Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!


Última edição por Fanalis B. Ria em Seg 31 Ago 2020, 11:48, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Pay! Eye For Eye! Empty
MensagemAssunto: Re: Pay! Eye For Eye!   Pay! Eye For Eye! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Pay! Eye For Eye!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 7Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: