One Piece RPG
Um Destino em Comum - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Karatê Cindy
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 20:19

» The One Above All - Ato 2
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 19:26

» Cap. 2 - A New Day
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 19:03

» Bakemonogatari
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor yaTTo Hoje à(s) 18:48

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 17:43

» ~ Acontecimentos ~ Cactus Island
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 17:17

» Um Destino em Comum
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor (Orochi) Hoje à(s) 17:08

» Xeque - Mate - Parte 1
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor GM.Midnight Hoje à(s) 16:51

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor AoYume Hoje à(s) 16:42

» A busca da liberdade
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 15:23

» As Crônicas de Mizushima – Episodio № 01: Apresentando Mika Mizushima!
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 13:44

» The Victory Promise
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Akise Hoje à(s) 13:03

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Furry Hoje à(s) 12:43

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 12:30

» [FICHA] Samantha Rusbé
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Dragonmbr Hoje à(s) 11:55

» Supernova
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Shroud Hoje à(s) 10:04

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Dante Hoje à(s) 03:57

» O Legado Bitencourt Act I
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor Ineel Hoje à(s) 03:42

» A inconsistência do Mágico
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 02:59

» Escuridão total sem estrelas
Um Destino em Comum - Página 4 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 02:08



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Um Destino em Comum

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptySeg 24 Ago 2020, 21:45

Relembrando a primeira mensagem :

Um Destino em Comum

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Lucius e Grim Lockhart. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Jean Fraga
Narrador
Narrador


Data de inscrição : 11/04/2020

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptySex 11 Set 2020, 14:18

Um Destino em Comum


Gozen! A campeã!



Horário: 17:30
Temperatura: 26°C
Localização: Torino Kingdom


Grim, Lucius e Tomoe

Com a derrota do homem, Grim entregava como apostado, a grana para Lucius, ainda com sua derrota na aposta, ele parecia nem se importar, tinha mais assuntos a tratar com o tritão.

Lucius era o campeão da aposta, portanto recebia então os 15 mil berries, olhando para a mulher, podia a ver em condições difíceis após a luta e a recompensa que ganhava após o fim.

Gozen recebia a grana e agora devolvendo a espada, ela mesmo com o cansaço já tinha alguns objetivos em mente, antes mesmo

A animação de Grim era saltante, assim ambos se aproximavam da garota, quase como uma pressão.

Com uma feição seria, ela ouvia tudo que era dito por ambos, acendendo seu cigarro agora era a sua vez de falar.

Seus objetivos eram botas em mesa e como seria a reação dos outros? Antes mesmo que pudessem responder, ela se diria a loja de armas.

Entrando a loja ela comprava uma katana por 30 mil berries.


Neil Orochi

Enquanto isso, já no final da tarde, Neil chegava a Torino, empolgado com tudo que poderia conhecer, ele não perdia tempo, entrando a floresta, podia mesmo naquele horário, ver vários animais por ali, desde mamíferos a anfíbios, a variedade de plantas e animais encantava seus olhos.

Chegando a entrada da vila e falando com o primeiro que via a sua frente, ele agora conversava com um senhor, o mesmo que alegre o dizia: — Ohhhhh Jovem! Quanta empolgação guahahah... Bom, como viu pelo caminho, temos uma vasta fauna, acho que isso você pode descobrir sozinho, a líder da tribo se chama Lucita! Uma simpática mulher! Tem algumas cavernas por aqui que podem ser interessante para você! Amanhã ao amanhecer me encontre aqui na entrada que eu te guio até o local!

O velho então começava a andar e adentrando a mata ele sumia, com as informações recebidas e percebendo que o sol já estava se pondo, o que ele faria dali pra frente?



Off:
 
Informações:
 
Machucados Tomoe:
 
bichaelson

Voltar ao Topo Ir em baixo
Fenrisulfr
Membro
Membro
Fenrisulfr

Créditos : Zero
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/07/2020
Idade : 23

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptySex 11 Set 2020, 23:12

Um Destino em Comum
A postura que a mulher apresentava diante da abordagem que eu e o jovem fazíamos era interessante. A mesma parecia pouco se importar conosco a primeiros olhos, fazia suas ações deslocadas de qualquer interação que nós tínhamos propostos. Observava atentamente a mesma nesse processo, enquanto a mesma saboreava seu cigarro, viajava talvez em sua imaginação que não sabia nada, permanecia com meus olhos fixos nos olhos da mulher a minha frente. Observando especificamente a droga que a mesma usava, não era do meu gosto fumar e na verdade não era também muito fã, mas não é como se fosse um santo. Gostava de bebidas alcoólicas, que era tão droga quanto a que ela usava, mas apenas por gosto pessoal não curtia muito aquilo. Mas nada que fosse gritante, conseguia conviver tranquilamente com aquilo.

Por fim após algum tempo de prosa por só um dos lados, a referida se manifestava de forma enfática. Por todo aquele tempo que ela ficava calada, respondia tudo que inicialmente havia sido jogava a mesma, por mais invasivo que fosse. Aos meus olhos percebia que não estava definitivamente olhando para uma pessoa normal, parecia que tinha me tornado um imã para essas pessoas especiais. Primeiramente aquele garoto que era de uma família assassina, agora aquela mulher falava que queria ir para a Grand Line para matar o seu pai. Ao ouvir especificamente sobre o último assunto, ficava um pouco encucado com aquilo. Cerrava os olhos e fechava mais minha feição, procurava demonstrar estar a analisando ao fundo todas as palavras que entravam nos meus ouvidos. A pouco estava pensando nessa jornada e qualquer pessoa a mais teria que a analisar bem para não acabar trazendo problemas futuros.

Ohh... Imagino que a relação de vocês não é das mais boas, certo? Espero que tenha motivos concretos para ter essa determinação a cumprir isso... É uma pena chegar a isso, mas não lhe conheço nem a ele para lhes julgarem. Só desejo que encontre paz em algum momento. – Era complicado ouvir aquilo e ter que responder algo. Não que estava sendo obrigado a isso, mas buscava tomar as rédeas daquelas conversações por pensar que o jovem Grim era muito imaturo para ponderar todas essas coisas. Matar seu pai... Nunca imaginava fazer isso, o pai que tinha foi o motivo que ainda estava vivo e estava ali conversando e conhecendo pessoas novas. A pessoa que tinha lhe gerado, no meu caso foi quem me criou, mas no fim para mim dava no mesmo. Era uma situação complicada, mas era maduro o suficiente para entender que existiam relações e relações, as das duas pessoas ao meu redor julgava não serem as mais positivas. Não tinha como ponderar aquilo, mas não era algo muito positivo. De toda forma ficava apenas a observar e esperar para conhecer mais aquele caso.

Logo a mulher tomava a dianteira e fazia um movimento de cabeça para nos chamar. – Vamos garoto. – Falava ao jovem enquanto batia levemente em suas costas e saia atrás da mulher para onde a mesma estava indo. Acabava por a conversa retornar, assim quando ela falava sobre o garoto, respondia pelo mesmo. – Oh, eu apostaria que esse carinha é bem forte se fosse você rsrs. – Não o conhecia naqueles detalhes, na verdade não o conhecia direito, mas me baseando pelo seu passado, dito por ele, acabava por escapar aquela resposta. Continuava a prosear e a responder a mulher. – Hum... Esse carinha pode falar melhor e acho que entender o lado dele é mais fácil que o meu. Meu objetivo não é algo que irei conseguir indo para algum lugar específico, eu luto contra um sistema. Mas estou disposto a acompanhar por ora esse garoto enquanto luto minha luta. Entende? – Não abria a falar sobre o meu sonho, mas porque não pensava ser cabível ali momentaneamente, algo pessoal. Era muito abrangente comparado aqueles dois, então apenas seguia o ritmo. Acompanhando-a, ouvia seu nome e assim passava a criar mais intimidade. – Gozen, está de passagem aqui ou tem algo específico a fazer nessa ilha? – Vendo-a a comprar uma nova arma, falava casualmente enquanto observava a lâmina curiosamente.


Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
hitsu
Membro
Membro
hitsu

Créditos : 6
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Data de inscrição : 22/07/2020
Localização : united states

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptySeg 14 Set 2020, 22:38

Grim Lockhart


Assim que Grim falava com a mulher ela o respondia de uma maneira mais seca, aquilo não era um problema para o pequenino que apenas ria debochadamente para a fala da garota que começava a falar mais sobre seus objetivos.

A jovem dizia que queria matar seu pai, naquele momento o pequeno ficava com um olhar mais sério, lembrava de seus pais naquele momento

“eu poderia pedir para o papai fazer isso... não, não seria certo, ela não aparenta ser o tipo de pessoa que aceitaria isso de qualquer forma.

O jovem mantinha-se quieto em relação aos seus pensamentos, o pequeno podia ver ainda quando a garota se virava e acenava a eles como um gesto para segui-la e a acompanhava junto a Lucius, conformem iam andando a garota questionava-o sobre a idade Lucius a refutava antes que o pequeno pudesse responde-la, o pequeno ficava com o ego um pouco mais inflado naquele momento e também sentia até um pouco de afeição com Lucius, aquele praticamente era o seu primeiro amigo, pelo menos na cabeça do pequeno o tritão já era um amigo...  Grim segurava a sua foice com apenas o braço direito para cima.

-Tsc tsc... tenho 12 anos, e treinei minha vida toda, então eu sei bem usar isso.

O pequenino apontava para a foice com a outra mão enquanto seguia a caminhada tornando a guardá-la em seu devido lugar, era questionado dessa vez referente a seus objetivos e tornava a responder.

-Eu quero conhecer o máximo de lugares possíveis sendo livre para fazer o que me der vontade, me tornar um pirata e ser reconhecido mundialmente, também quero continuar a treinar para provar para o papai que não preciso ser um assassino para ser forte HAHAHA.

O pequeno não tinha problemas em dizer sobre a sua família ser composta por assassinos e muito menos que queria se tornar um pirata a garota também se apresentava naquele momento como Gozen, o garoto podia sentir o forte cheiro de cigarro vindo da moça que fumava enquanto proferia as palavras ao chegarem a loja a garota pedia por uma katana, Grim olhava para Lucius e perguntava-o.

-Você ainda tem o livro da biblioteca? se quiser depois eu posso te ajudar com seu livro se você quiser sei lá que eu faça umas perguntas aleatórias quando você tiver terminado de estudar.

Tornaria a olhar para Gozen falando a mesma dessa vez

-Você pensa em fazer algo agora? Para ser sincero eu preciso de dinheiro HAHAHA, mas podemos acompanha-la se tiver alguma outra boa ideia.

O garoto apenas escutaria e caso algo fosse proposto os acompanharia.

Histórico:
 
Objetivos:
 
-Fala
"Pensamento"
Voltar ao Topo Ir em baixo
ZackyStardust
Membro
Membro
ZackyStardust

Créditos : 6
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Data de inscrição : 12/07/2020

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptyTer 15 Set 2020, 09:19

Observou com atenção a Katana que recém comprou. Não era das melhores, mas quebrava o galho. Era bem melhor que aquele lixo que usara antes, com certeza. A ajustaria na cintura, por dentro da faixa, e confirmaria que estava bem firme. Concluído isso, viraria-se para sair, tirando o cigarro da boca a exalando a fumaça com leveza.

Primeiro, ignoraria o que Lucius falou sobre seu pai e sua busca. Não aceitava ninguém falar ou criticar seu objetivo. Pelo menos ele não tinha o feito e Tomoe estaria com dores demais para replicar. Grim fez questão de mostrar que tinha uma foice e afirmou que sabia usar. Daria de ombros, tombando a cabeça pro lado como quem diz "Se tu tem certeza, então beleza". Entendeu os objetivos do garoto. Nada muito fora do ordinário, então daria pra seguir adiante com os dois, pelo jeito. Só precisava ter certeza se eram confiáveis e tão capazes quanto dizem e aparentam. Após ser questionada sobre o que queria fazer, levantria a boca pra falar. Sentiria um estalo na mandíbula. Doeria. Semicerraria os olhos, levando a mão ao queixo. Mesmo assim, insistiria em dizer.

- Fuzeu ahhi... - Apontaria pra própria mandíbula. Seguiria dizendo, tentando apenas movimentos com a língua e lábios. - Tsem qu dsá ú xeitso ahhi.

Resolveria se sentar no chão, logo na saída da loja, ao lado da porta. Encostria as costas na parede e suspiraria, fechando os olhos. Agora que a adrenalina passou, a dor era intensa e quase insuportável. Mesmo assim, daria mais uma tragada forte no cigarro, terminando-o e enterraria a bituca na terra com a "cabeça" direto pra baixo. Olharia pros dois e faria dois movimentos com a mão. Um, com a palma aberta, "varria" o ar adiante, como se mandasse algo pra longe. Depois, com apenas o dedo indicador em riste, fez um movimento circular, logo em seguida apontando pros dois.

Não tinha muita condição de avançar com tanta vontade agora. Preferia perder um tempo até se sentir melhor do que ficar forçando seu corpo além do limite. Se pelo menos tivesse alguém que entendesse de medicina...

Informações
Spoiler:
 

Perdas & Ganhos
Spoiler:
 

Atributos:
Spoiler:
 

Objetivos (NOVOS!)
Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Yojimbo, 1961

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
(Orochi)
Civil
Civil
(Orochi)

Créditos : 2
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2019
Idade : 20
Localização : Torino Kingdom

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptyTer 15 Set 2020, 10:17

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Em busca de preparativos

Neil tentaria falar mais com o senhor mas ele rapidamente desaparecia na mata antes que pudesse abrir a boca.

Desabafaria, levando a mão à testa sem saber direito o que fazer agora: - Uma exploração em cavernas até que soa interessante... mas só no amanhecer? Eu queria uma aventura agora, o que eu vou fazer até lá? - olharia então ao redor e mexeria os ombros como sinal de aceitação da situação em que se encontrava. Com um sorriso diria se animando mais e mais com cada palavra que saía de sua boca: - Bem, acho que só me resta explorar essa vila que deve estar cheia de coisas interessantes e únicas.

Se dirigiria então a vila, conforme andasse por ela observaria as construções, caso houvesse alguma, e os nativos, caso visse algum, tentando perceber se haveria algo de especial ou diferente no povo daquela ilha. Caso encontrasse algum dos nativos por ali aproveitaria para fazer mais algumas perguntas para saciar sua curiosidade e saber se valeria mesmo a pena esperar até o amanhecer para explorar alguma caverna: - Olá, sou um aventureiro que acaba de chegar na ilha, me falaram algo sobre umas cavernas... vocês sabem algo a respeito? Tem alguma história por trás dessas cavernas? Quem sabe um tesouro escondido?

Enquanto vagasse quase que sem rumo pela vila ficaria pensando o que poderia lhe ajudar a passar o tempo - Hmmm, meu estilo de combate está funcionando até agora, mas se eu quiser continuar avançando por este oceano perigoso tenho que aprimorá-lo cada vez mais. Quem sabe aprender alguma nova habilidade que me ajude em combate... - chegaria então em uma conclusão - Já sei. Meu estilo de combate é ágil mas me falta mobilidade, talvez se eu aprender a fazer Acrobacias  me ajudaria bastante nisso.

Uma vez decidido, Neil começaria a procurar um jeito de aprender essa perícia. - O jeito mais fácil de conseguir isso é encontrar alguém que me ensine... mas onde? - o jovem espadachim então começaria a procurar e se aproximar de nativos para lhes perguntar a respeito: - Olá, meu nome é Neil, acabo de chegar aqui na ilha. Vocês conhecem alguém que seja bom em Acrobacias e esteja disposto a me ensinar? Eu sei que parece estranho mas é que eu quero muito aprender a fazer isso. Sabem onde posso encontrar alguem assim?

Repetiria a pergunta quantas vezes fossem necessárias a quantos nativos encontrasse até encontrar alguém que pudesse lhe ensinar a perícia e se dirigiria até essa pessoa com sede de conhecimento.
Fala | Pensamento
Codage par Libella sur Graphiorum


Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 8
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 17

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptyQua 16 Set 2020, 15:02

Um Destino em Comum


Gozen! A campeã!



Horário: 17:30
Temperatura: 26°C
Localização: Torino Kingdom


Grim, Lucius e Tomoe

Lucius conforme percebia quem se aproximava dele, via que todos tinha certos pontos parecidos, objetivos, sua análise era profunda e queria descobrir e saber mais da garota.

Grim que apesar das brincadeiras de Gozen, se mantinha como sempre, com a maior naturalidade de sempre, discutia com ela o que iriam fazer.

Tomoe até poderia ter respondido, mas com o sangue esfriando, começava a sentir a dor em sua mandíbula, a dificuldade ao falar demonstrava a situação ela se encontrava.

Antes mesmo que pudesse agir, uma senhora da tribo avistava a situação e se aproximando, dizia: — Oh garota, parece que se machucou, venha comigo, irei te ajudar.

Puxando-a pela roupa, Gozen era levada até uma tenda não muito longe, a mulher parecia ser uma medica local, ela usando suas habilidades, botava a mandíbula da garota no lugar, em seguida passava uma bandagem pela cabeça da menina.

A dor começava a diminuir, mas as bandagens eram justamente para ela não mexer demais a boca e piorar o caso, a mulher então dizia: — Espero que possa te ajudar!

Durante o percurso, Lucius e Grim teriam a acompanhado.


Neil Orochi

Um pouco perdido com a falta de o que fazer e de informações, ele se confortava com o que tinha e começava a ir direção a vila.

Não demorava muito e chegava a vila, localizada dentro de uma gigante arvore, ele percebia que a engenharia do local era de fato diferente, se aproximando de um nativo e questionando sobre uma caverna, o mesmo dizia: — Caverna? Do que está falando garoto? Mais alguma pergunta? – Sem a resposta do garoto, o homem agora seguia seu caminho.

Com tanto tempo vago, aprender novas coisas parecia promissor, por tanto seguia a procura de um instrutor, sua busca era incansável, até que chegando em uma mulher, ela dizia: —Ah? você diz saltos, rolamentos? Tem uma mulher que as noites das aulas de parkour, por lá possa acabar aprendendo, siga reto e quando chegar na biblioteca, vire a direita, vai ter lá um grupinho dos alunos dela.

Sem perder muito tempo, ele andava pela vila toda, passavam por um grupo de pessoas que não pareciam ser dali um tritão, um adolescente e uma mulher enfaixada, ainda assim, seguia para seu objetivo, chegava ao grupo que ali ia se juntando.

A mulher ao ver o novato então dizia: — Novo por aqui? Enfim bem-vindo garoto! Iremos aprender hoje, rolamentos, mortais e saltar por alguns objetos, tente nos acompanhar!

Saia então o grupo, pelas ruas seguindo para a mata iluminada, dando mortais, rolamentos, saltando por bancas, lixos.

Orochi deveria acompanha-los mas como?


All

Antes mesmo que o grupo pudesse decidir o que fazer, ou Orochi seguir sua instrutora, eles podiam perceber a movimentação de pessoas que pareciam como os guardas da cidade para a entrada da vila, o que estaria acontecendo por lá?

Off:
 
Informações:
 
Machucados Tomoe:
 
atadura :
 
bichaelson


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
hitsu
Membro
Membro
hitsu

Créditos : 6
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Data de inscrição : 22/07/2020
Localização : united states

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptyQui 24 Set 2020, 23:16

POST NARRATIVO:

Grim Lockhart

Dentro da loja o pequeno Grim podia notar certa dificuldade por parte de Gozen ao tentar falar, porém não era algo que era especialista então apenas deixava aquilo passar como que despercebido, juntamente a Lucius esperava enquanto a mulher terminava de fazer o que queria na loja de armas e em seguida seguiria junto a ambos da loja.

Ao sair da loja antes que pudesse perceber ou tomar qualquer atitude podia ver uma mulher segurando Gozen pela blusa puxando a mesma e dizendo que iria ajuda-la referente aos ferimentos, provavelmente eram ferimentos decorridos durante a luta dela com o brutamontes ao qual vira antes, o pequeno seguia juntamente as senhoritas até uma tenda ao qual não aparentava ser tão longe do lugar que estavam a priori, chegando na mesma o pequeno observaria com atenção todas as atitudes da mulher para com Gozen tentando observar e absorver o máximo de informações sobre a técnica da mulher ao cuidar da garota, não que quisesse se tornar um médico naquele momento, mas poderia talvez tentar tirar alguma informação útil durante o tratamento da moça, o pequeno analisaria até a mulher acabar de cuidar de Gozen.

Assim que a mulher terminasse de tratar de Gozen o pequeno observaria bem a garota já tratada e daria uma risada com sigo mesmo assim que notasse as faixas na cabeça da mulher.

“falou sobre eu ser forte... e praticamente quebrou o queixo KKK”

O garoto pensaria com sigo mesmo porem não deixaria o pensamento explicito em sua cara, manter-se-ia com a sua aparência tradicional, deixando o seu rosto o mais natural possível, assim proferiria tanto a Gozen quanto a Lucius.

-Bom parece que Gozen não estava tão bem e fico feliz que ela tenha achado com facilidade alguém para cuidar de seus ferimentos, agora que estamos todos bem, ou digo... quase todos bem podíamos tentar ganhar algum dinheiro e sendo sincero eu estou quebrado e acredito que Lucius também esteja... ou conseguir uma embarcação para seguirmos viagem para outra ilha...

O garoto meio que de certa forma, acreditava que Gozen e Lucius se tornariam piratas junto a ele e então afirmava as suas palavras com um tom de voz confiante para ambos, por mais que eles talvez não tivessem vontade de se tornar um pirata, para o pequeno aquelas já eram pessoas ao qual estava decidido a ter como membros de uma tripulação então tentava falar com eles como companheiros.

Antes que pudesse dizer algo a mais uma situação chamava-lhe a atenção, parecia uma movimentação atípica de pessoas da vila ao qual eram mais parecidas com os guardas da mesma, rapidamente o pequeno fazia um olhar mais sério e olhava tanto para Gozen quanto para Lucius acenando com a cabeça para ambos em direção a movimentação.

-Bom... parece que tem algo errado acontecendo lá fora então vou lá olhar, se quiserem me acompanhar... se bem que a Gozen não parece estar cem por cento em condições no momento, então se vocês acharem melhor ficar aqui não vejo problemas...

O pequeno diria com um tom de preocupação a Gozen e tendo uma resposta ou não seguiria em direção a movimentação de pessoas, tentando manter de certa forma uma distância segura das mesmas.

Histórico:
 
Objetivos:
 
-Fala
"Pensamento"



Última edição por hitsu em Ter 29 Set 2020, 00:18, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ZackyStardust
Membro
Membro
ZackyStardust

Créditos : 6
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Data de inscrição : 12/07/2020

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptySab 26 Set 2020, 14:57

Numa confusão, Tomoe só percebeu o que estava acontecendo quando sua cabeça estava enfaixada. Não reclamou pra mulher, mas também, não agredeceria. Não é como se não tivesse gostado da ação, mas também não é como se tivesse pedido em primeiro lugar. Daria de ombros e sairia da tenda. O máximo que faria pra demonstrar gratidão seria um aceno de leve com a cabeça pra sua médica ou... Seja lá o que ela fosse.

Ali fora, prestaria atenção no que Grim disse e concordaria com ele. Mas estava mal. O principal problema era seu corpo e precisava descansar. Em sua cabeça, para conseguir dinheiro iria precisar usar a força - fossem tarefas ou lutas em si - e isso era algo que seus músculos e juntas não iriam deixar. Seu primeiro impulso seria falar, mas achou melhor manter-se calada por enquanto. Suspirou. Tinha uma ideia do que fazer, mas como se comunicaria? Balançaria a mão direita com força pra chamar a atenção dos seus dois recém conhecidos.

Apontaria pra si mesma. Colocaria as duas mãos com a palma virada para cima e, com uma delas, folhearia um livro imaginário. Apontaria pra direção onde ficava a biblioteca (afinal, Tomoe morara algum tempo ali, conhecia a ilha). Depois, giraria dois dedos como uma espécie de roda. Apontaria pra Grim, depois Lucius, e por fim, pro chão, e daria uma giradinha no dedo, como se não apontasse para um lugar específico e sim algo no nível de "por aqui". Apontaria pros ombros e tentaria mexê-los, fazendo uma cara feia e exagerada, na tentativa de demonstrar que estava quebrada de dor.

Sendo assim, se colocaria a caminhar para a biblioteca. Aproveitaria esse tempo livre para estudar. Ao chegar na biblioteca, cumprimentaria o bibliotecário com um aceno com a cabeça e iria logo pegar algum livro de geografia. Não gostava de teoria, mas acreditava que aquela disciplina era uma dasmais essenciais para contribuir em seus conhecimentos de navegação. Sentou, suspirou e pôs-se a estudar.

Aprendendo a perícia Geografia

O livro não era totalmente estranho pra Tomoe. Algumas coisas entrelaçavam com o que ela aprendera com a mãe. Não tinha onde anotar pra auxiliar o estudo, então precisaria ler e reler o mesmo capítulo diversas vezes.

Primeiro, focaria em aprender e praticamente decorar todos os tipos de solo. Arenoso. Orgânico. Argiloso. Árido. Latossolo. Por aí vai. Alguns eram extremamente similares a outros, então Tomoe cuidaria muito para não se perder. Ainda precisaria revisar essas coisas no futuro, mas por ora, devia servir.

Aproveitaria para estudar uns mapas, demonstrando não só os tipos de solo, mas agora, os relevos também. Coisas como planaltos, planícies, montanhas, serras, cordilheiras, montes, depressão, vales e, principalmente, ilhas. Tudo se conectava bem, e até conseguiria entender como ler a altitude dos mapas, com auxílio das legendas. Até que não era tão difícil em sua cabeça.

Mas não bastava ler mapas. Precisaria, principalmente, entender a geografia vista do ponto de vista de uma pessoa normal. Chegar em um lugar, entender seu terreno, como funciona, como se estende e como navegar naquele terreno. Quais as melhores alternativas para cada tipo de solo, cada tipo de elevação? Estudou isso também. Tomoe teria calma e paciência para ver cada uma dessas coisas. Afinal, já que seu corpo estava dolorido, teria todo tempo do mundo para os estudos.

[/center]
Informações
Spoiler:
 

Perdas & Ganhos
Spoiler:
 

Atributos:
Spoiler:
 

Objetivos (NOVOS!)
Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Yojimbo, 1961

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
(Orochi)
Civil
Civil
(Orochi)

Créditos : 2
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2019
Idade : 20
Localização : Torino Kingdom

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptySab 26 Set 2020, 15:13


Acrobacia

Neil conseguia perceber uma movimentação incomum na direção da entrada da vila. Isso despertava sua curiosidade, mas as várias técnicas e movimentos que estava prestes a aprender também.

- Assim que eu terminar de aprender o que eu quero eu vou investigar o que está ocorrendo... mas agora não consigo esperar nem mais um segundo para aprender, estou tão curioso para saber como fazer aqueles movimentos incríveis. - diria para si mesmo com um sorriso enorme imaginando o que lhe esperava a seguir.

INÍCIO DO APRENDIZADO : ACROBACIA

Neil seguiria a turma de aprendizado no seu trajeto, começaria vendo os movimentos da instrutora e dos outros alunos, ouviria qualquer instrução que a instrutora desse. Quando já tivesse uma base do que fazer começaria a tentar fazer ele mesmo. Começaria testando os rolamentos, ganhando velocidade e se lançando com os braços pra frente, puxaria eles para o chão tentando apoiar o ombro no chão ao pousar, empurrando o resto do corpo para frente para completar o rolamento. Caso não conseguisse de primeira repetiria de novo e de novo, sem deixar se abater nem desistir até dominar o movimento. Teria que levar em conta sua espada durante o movimento também, já que ela poderia atrapalhar a fluidez do rolamento. Repetiria as tentativas de rolamento, tentando perceber o que havia errado quando falhasse e consertar na tentativa seguinte, até conseguir fazê-lo tranquilamente.

Voltaria então a atenção para a professora em busca de mais instruções em movimentos comuns de parkour, como pular em paredes e passar por baixo ou por cima de objetos, deslizando ou pulando, mantendo a velocidade no percurso. Seguiria o método de tentativa e erro, descobrindo um controle maior sobre o seu corpo a cada tentativa e aprimorando sua mobilidade. Tiraria também um tempo para treinar seu equilíbrio, procurando superfícies pequenas ou até galhos, cordas ou cipós que encontrasse pelo caminho para se equilibrar sobre. Tentando, errando e se aprimorando até conseguir alguma semelhança de sucesso e então aumentaria a dificuldade, se apoiando sobre a superfície agora com uma perna apenas. Neil não era de desistir fácil e quanto mais ele sentisse dificuldade mais estaria disposto a tentar mais e mais até conseguir dominar o que se propôs a aprender.

- Kihihi. Isso é tão divertido. Não importa quantas vezes eu caia, não irei desistir até aprender tudinho.

Por último lhe restaria aprender os saltos mortais e piruetas. Ele imaginava que seria a parte mais difícil de aprender... e também a mais divertida. Começaria correndo em direção a uma parede e pulando enquanto tenta continuar a andar por ela até se lançar para trás, se apoiaria com as mãos no chão para completar a volta. Depois tentaria sem as mãos, sem a parede, e assim por diante até conseguir dar saltos mortais dignos de um acrobata.

Quedas não o abalariam, Neil ficaria lá o tempo que fosse necessário para aprender tudo o que queria.

FIM DO APRENDIZADO: ACROBACIA

Quando aprendesse tudo, se voltaria para a professora e agradeceria profundamente pelos seus ensinamentos: - Muito obrigado professora, levarei seus ensinamentos para minha vida toda. Você é realmente uma mestra na bela arte das acrobacias.

Recuperaria o fôlego depois do longo treinamento e iria na direção do movimento que vira anteriormente, sua curiosidade o instigava a investigar o que estaria acontecendo. Caso não soubesse onde estava perguntaria a professora como voltar para a entrada da vila e seguiria as instruções. Quando chegasse no local se aproximaria furtivamente observando os arredores procurando visualizar pessoas ou pistas que explicassem aquele movimento de antes, ao mesmo tempo tentando se manter escondido.
Fala | Pensamento
Codage par Libella sur Graphiorum


Histórico:
 
Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fenrisulfr
Membro
Membro
Fenrisulfr

Créditos : Zero
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/07/2020
Idade : 23

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptyOntem à(s) 02:08

Um Destino em Comum
Pode deixar carinha, eu tenho meu método de estudo que uso a algum tempo bem sucedido, além disso seria chato pra você, teria que pegar um entendimento básico sobre os assuntos, mas muito obrigado por se voluntariar. – Responderia ao jovem ao lembrar dos livros que tínhamos pegados tempos atrás na biblioteca, ainda o carregava em uma das mãos. Por ter mãos grandes o livro ficava mais facilmente na minha pegada e por isso não me incomodava de o ter que levar de um canto ao outro. Não poderia apenas o danifica-lo, além de ter um toque por deixar livros os mais perfeitamente limpos possível, não teria dinheiro pra recompor a biblioteca em um eventual reembolso, estaria em apuros. Até então essas coisas não estavam a vista e isso me confortava, mas começava a pensar que aquele poderia ser o último livro que leria daquela biblioteca e isso me entristecia um pouco. Pelos rumos que as coisas estavam tomando, logo estaria fora daquela ilha, ao lembrar disso pensava em terminar logo de ler o livro que carregava para o devolver, talvez devesse ler ainda nesse dia.

Seguindo a mulher que havia acabado de sair da loja, ficava junto do pequeno ao redor dela, a situação era um pouco estranha, afinal, éramos no fim de tudo três recém conhecidos. A situação ficava mais inusitada quando uma pessoa carregava a mulher para que pudesse curar dos ferimentos que ela havia adquirido pela luta que tinha vencido, poderia ter também realizado outras lutas, mas sobre isso não tinha algum conhecimento. Uma pessoa querendo ajudar de bom grado, era inspirador ter pessoas a fazer essas ações. A situação da mulher estava realmente bastante complicada, as suas falas, ou melhor, tentativas, deixavam explícito algum dos problemas, o físico comprovava as outras problemáticas. Acompanharia os movimentos seguindo a mulher, provavelmente nossos caminhos estariam para um bom tempo unidos, assim enquanto o trabalho médico era realizado, ficava observando com meus olhos cerrados apenas por curiosidade.

Humrum. Mas é preciso ter calma e se preparar para fazer isso. Devemos ser três quebrados certo? Além de alguém quebrado fisicamente também... É preciso ser paciente, a gente tem que primeiro ter dinheiro para conseguir sair daqui e saudáveis, sem isso a gente não vai muito longe. – Respondia a Grim quando o mesmo revelava suas palavras e pensamentos para nossos próximos passos. Naquele momento muito importante de minha vida, era bastante cauteloso. Após ter falo, observava que a mulher balançava seu braço de uma forma repetida. Ficava prestando atenção, provavelmente sua fala ainda estava debilitada. No começo parecia entender, ou imaginava ver ela folheando um livro imaginário. Confirmava quando a biblioteca fosse apontada, mas depois disso ficava um pouco confuso. Mas pensava entender a mensagem. – Ir a biblioteca? Pode ser interessante ler logo esses livros que pegamos, certo carinha? Já devolveríamos e menos uma coisa de empecilho para sair dessa ilha. Vamos?!

Aprendendo a Perícia Geografia

Partia em direção a biblioteca, era o tempo de aproveitar que a mulher iria para lá e também ler o livro que tinha pegado. Não precisava escolher nem nada, já tinha o mesmo em mãos e por isso ao chegar a biblioteca, procuraria um canto mais vazio para que pudesse começar minha leitura. – Nos encontramos depois. – Diria em baixo volume na biblioteca, assim que confirmasse que estávamos ali para fazermos as mesmas coisas, ler. Conseguia ler apenas isolado no meu mundo, por isso falava aquilo e me isolava de ambos.

O livro tratava-se de geografia. Tinha bastante interesse naquilo, além de ser bastante proveitoso na vida que estaria pra tomar daqui em diante. Tinha algumas coisas que tinha conhecimento, estaria ali para pegar mais os conceitos gerais de tudo. Era impossível conter informações de todos os lugares, pelo menos próximo ao impossível. Mas estava disposto a buscar o conhecimento em todos os lugares e aquele era um primeiro passo sobre o assunto. Começava a folhear o livro e assim vinha ao meu conhecimento alguns tópicos bases.

Haviam quatro mares que todos conheciam. North, East, West e South. Esse último era onde estava situado a ilha em que vivia. Os mares dividiam uma certa porção do mundo em que vivíamos. Mas não totalmente, ainda tinham lugares mais escabrosos que os meros quatros mares. Cada mar tinham várias ilhas que tinham características diferentes. Tudo que pudesse ser aprendido sobre o assunto e sobre os locais, estaria a ler e buscar aprender.

Ainda haviam todos os aspectos físicos dos locais, o fator natureza da coisa. Os mares tinham suas surpresas, mas especialmente a Grand Line. O local onde parecia ter regras a parte do resto do mundo. Cercada ainda por mares calmos e também uma montanha separando os mares. Muita informação a ser captada, lembraria de quando tinha fugido do tempo de escravidão, era na Grand Line e recordava algumas coisas que confirmaria meus estudos. Assim seguia a ler todos esses aspectos e no ritmo que estava acostumado, buscaria terminar o livro para assim pudesse o devolver e fechar aquele vínculo.


Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 8
Warn : Um Destino em Comum - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 17

Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 EmptyHoje à(s) 16:04

Um Destino em Comum


Gozen! A campeã!



Horário: 18:30
Temperatura: 24°C
Localização: Torino Kingdom


Grim e Neil

Grim podia observar alguns dos procedimentos feitos pela mulher, porem haviam técnicas que não conseguia entender completamente.

Orochi apesar da movimentação estranha, tinha outro foco e agora começava seus treinos, que sabe depois ele iria averiguar a situação.

O pequeno menino então, após todo procedimento e conversando com os demais, ele percebia algo que o chamava atenção, algo não estava certo e agora ele seguia caminho a situação.

Neil tinha um longo treino com sua instrutora e os demais alunos, agradecendo pelos ensinamentos, ele agora seguia caminho por onde viu a movimentação duvidosa.

Durante sua chegada, via um menino chegando também, mesma visão que Grim tinha, podia ver um jovem chegar ao local também.

A frente deles, os que pareciam guardas da vila, caídos no chão, de pé, dois homens de terno e que pareciam ser de alguma organização.

Um deles dizia enquanto segurava um guarda: — Poderia me falar onde fica a biblioteca? Hihihi... Temos assuntos a tratar por lá...

O homem se recusava a dizer e logo a mulher esmagava sua traqueia com a ponta do salto, seguindo para o próximo deitado, fazia a mesma pergunta...

O outro agente, apenas apoiado a uma viga de uma loja de verduras, esperava pelas atitudes da mulher.

Vendo aquela situação, o que os garotos fariam?


Lucius e Tomoe

Tomoe não estava nos melhores dias e logo, sinalizava aos demais que iria para a biblioteca, seu corpo estava numa situação difícil e o melhor seria descansar.

Ler seria uma forma de gastar seu tempo de forma pratica, entrando, e indo atrás de um canto mais vazio, o homem-peixe também começava sua leitura, por curiosidade, ambos estavam a ler sobre o mesmo assunto.



Off:
 
Informações:
 
Machucados Tomoe:
 
Homem de Terno:
 
Mulher de Terno:
 
bichaelson


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Um Destino em Comum - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Um Destino em Comum   Um Destino em Comum - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Um Destino em Comum
Voltar ao Topo 
Página 4 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Torino Kingdom-
Ir para: