One Piece RPG
The Hero Rises! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O Legado Bitencourt Act I
The Hero Rises! Emptypor Ineel Hoje à(s) 04:15

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
The Hero Rises! Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 23:54

» Livro Um - Atitudes que dão poder
The Hero Rises! Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:20

» Seasons: Road to New World
The Hero Rises! Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:04

» Supernova
The Hero Rises! Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:56

» Hey Ya!
The Hero Rises! Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:55

» Cap.1 Deuses entre nós
The Hero Rises! Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 21:05

» The One Above All - Ato 2
The Hero Rises! Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:44

» A inconsistência do Mágico
The Hero Rises! Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:27

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
The Hero Rises! Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 18:23

» As mil espadas - As mil aranhas
The Hero Rises! Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:46

» [Mini - Cass Sabach] A fumaça cresce no horizonte
The Hero Rises! Emptypor Jinne Ontem à(s) 16:34

» Um Destino em Comum
The Hero Rises! Emptypor (Orochi) Ontem à(s) 15:13

» A busca da liberdade
The Hero Rises! Emptypor Dogsofain Ontem à(s) 14:12

» Karatê Cindy
The Hero Rises! Emptypor Oni Ontem à(s) 13:11

» Meu nome é Mike Brigss
The Hero Rises! Emptypor Oni Ontem à(s) 12:03

» Enuma Elish
The Hero Rises! Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 10:12

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
The Hero Rises! Emptypor Furry Ontem à(s) 09:59

» Art. 4 - Rejected by the heavens
The Hero Rises! Emptypor Ryoma Ontem à(s) 04:26

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
The Hero Rises! Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 01:42



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 The Hero Rises!

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : The Hero Rises! 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: The Hero Rises!   The Hero Rises! EmptyQui 20 Ago 2020, 20:14

The Hero Rises!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) marinheiro MaikLynn Scarlaiti de Orr. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : The Hero Rises! 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: Re: The Hero Rises!   The Hero Rises! EmptyQui 20 Ago 2020, 22:51

The Hero Rises!

Em meu quarto e após descansar, meu sorriso ainda continuava em meu rosto e algumas lembranças felizes vinham em minha mente referente ao dia anterior. Havia sido um dia esplêndido onde capturei Argus Dimitri e consegui acabar com uma base da Garra, além disso, foi possível recuperar duas vitimas de seu tráfico de órgãos e experimentos. Outra coisa da qual me deixava bem feliz foi os parabéns do tenente após me receber com duas medalhas e um valor altíssimo de dinheiro do qual eu sequer conseguia colocar tudo em meus bolsos.

Estava com tanto dinheiro que me sentia o homem mais rico da terra, eram quase quinze milhões de berries no total e eu sequer sabia como gastaria tanto dinheiro assim. - Seria possível criar uma forja eterna dentro dessa ilha. Bom, não é algo que eu quero, então foda-se. - Pensava em voz alta e dando uma leve risada, ainda empacado já que a ficha havia caído a pouco tempo.

Com o cigarro em meu bolso, retiraria ele e abriria a janela, deixando o ar entrar um pouco pelo meu dormitório particular e tragaria do meu maço um ou dois cigarros, apenas deixando meus ferimentos anteriores para trás e trazendo o mal para dentro dos meus pulmões que me recompensavam com maior tranquilidade.

- Bom, com certeza não posso carregar tanto dinheiro assim. - Trajaria as minhas roupas de Sargento e me direcionaria até o banco procurando depositar 90% do valor que tinha em mãos (10.217.250 B$) e teria a certeza que estava com um dinheiro bem elevado devido a ainda sobrar um milhão de berries em meu bolso o que era completamente novo para mim.

De qualquer forma, sabia que meu tempo não era lá dos maiores e precisava ir a trabalho, embora aproveitasse da manhã, independente de estar chuvosa, fria ou quente, para levar a maior rota em direção ao quartel general aproveitando do meu bom humor que não demoraria muito tempo até que fosse para o saco. Além disso, aproveitava para verificar como estavam os cidadãos e dar uma leve patrulha.

No quartel general, meu semblante mudaria por completo relembrando das coisas piores do dia anterior e meu primeiro movimento seria em direção ao tenente ou capitão. - Sargento MaikLynn se apresentando ao serviço, senhor. - E bateria continência esperando a ordem para poder falar. - Senhor, gostaria de perguntar se houve o interrogatório de Argus Dimitri e o que aquele bastardo filho de uma... desculpa, senhor. Ele disse. - Tentaria controlar as minhas emoções, embora fosse difícil já que aquele homem era um demônio em pessoa e pessoas assim me deixavam zangado. - Em relação a pessoas que resgatamos da base, elas estão bem? Sabe alguma coisa que os médicos disseram? - Demonstraria a minha preocupação em relação aos cidadãos que foram encontrados na pousada. - E em relação a pousada, como que ficará o estabelecimento, visto que foi utilizado como uma base criminosa? - E terminaria essas leves perguntas esperando suas respostas e também talvez uma possível ordem do capitão/tenente em relação a novas missões referente “A Garra”.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Vício: 01-10



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : The Hero Rises! 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: Re: The Hero Rises!   The Hero Rises! EmptySex 21 Ago 2020, 22:53

Can we make it different
Can we make it better
Can we make love reign supreme
Keeping headway in the distance

Maik tinha acordado com um bom humor, pra o padrão dele é claro, ele abria a janela onde pegava uns dois cigarrinhos e fumava um atrás do outro, o dia lá fora estava bonito, tinha um sol bem fraco encoberto por nuvens, mas nada que indicasse chuva, apesar da gostosa brisa matinal e a boa umidade.

Ele fazia tudo que era necessário e logo seguiu para o banco, onde ele depositou facilmente grande parte de seu dinheiro, estava virando rotina caminhar até ali com grandes quantias de dinheiro, algo que ele até então não estava acostumado.

Bem o trabalho tem seus bons ganhos e ele podia aproveitar verdadeiramente deles agora, porém, quando voltava para o QG com seu um milhão no bolso, ele relembrava de seu dever, como a garra vinha acabando com aquele lugar.

Então ele passava pela sala dos Tenentes que estavam ocupados e seguia para ao capitão Stuart, ele já adentrava no local se apresentando. Ele podia ver que o mink estava devorando um queijo fresco, que havia sido assado, provavelmente um lanche de pausa do trabalho.

Era fácil notar isso por que havia duas pilhas de papel,. uma com os trabalhos concluídos e outra com os trabalhos que ele estava fazendo ali no lado. Assim que Maik se apresentava ele logo dizia.-Bem vindo sargento, o que o traz aqui?- questiova ele depois que terminava de engolir o pedaço de queijo.

E assim ele ouvia do que se tratava as questões.-Bem, Argus se recusava a falar, ele apenas dizia que a garra ia nos matar todos. E eventualmente ele mordeu a própria língua, impedimos que ele arrancasse com a mordida, mas por um tempo ele ta preso sob vigília.- dizia ele um tanto preocupado dado que os membros dessa tal organização eram fanáticos. Porém a pousada já era outra história.

Naquele ponto a pousada tinha um fim mais feliz que aquilo. -Bem, a pousada agora vai ficar sob posse da marinha por algum tempo, até que as coisas tenham se ajustado, não dava pra despejar a galera de lá, a gerente ta cooperando bastante com a investigação, interrogamos e investigamos ela. Estava limpa, ligações, contatos, parece ser uma senhora de bem- ele falava coçando o queixo imaginando que ela provavelmente tinha a mesma idade do velho Maik.

Mas os assuntos paralelos chegaram ao fim quando a parte seria vinha a tona.-De todo modo hoje, a missão que tenho pra você no momento é a seguinte, hoje houve uma denuncia de um homem rico da cidade, ele teve sua chave de acesso roubada, Alguns agentes estão protegendo ele, porem o problema é que essa chave de acesso permite entrar no banco, sim, ele trabalhava no setor. Acontece que precisamos recuperar isso a qualquer custo, haviam 4 chaves e duas delas permitem entradas para lugares onde os nobres frequentam...- comentava o capitão, que tinha uma suspeita do que isso poderia se tratar.

Entretanto ele logo pontuava.-Procure o Soldado Ricardo, e leve ele com você para a missão pra que ele o auxilie. Aqui estão as fotos do ultimo lugar que o suposto homem foi visto.- e haviam duas fotos perto de uma doca no porto, será que ele estava comprando algo ilegal? Seja como for, ele precisava realmente tomar um ponto de partida e iniciar sua caçada. Na foto o homem trajava roupas boas, um terno branco e um chapéu igualmente. Não dava pra ver seu rosto e nem muito bem suas mãos, e não se tinha um nome, apenas a aparência ambígua da imagem, dava pra ter base de seu porte fisico, magro mas provavelmente definido com 1,70 ou 1,80 porém um detalhe era importante que o distinguia de outros possíveis similares, era uma tatooagem no pescoço, era como um sol e uma lua meio a meio num único ponto.

ferimentos:
 

Rand de rota da GL:

Quantidade aleatória (1,7) :
1

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : The Hero Rises! 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: Re: The Hero Rises!   The Hero Rises! EmptySab 22 Ago 2020, 00:43

The Hero Rises!

Minha pequena caminhada havia concluído seu objetivo e ao terminar dela se alcançava a sala do capitão que me recebia com um cheiro de queijo recém assado. Os fanáticos eram doídos e Argus não se demonstrava diferente, infelizmente, não havíamos conseguido retirar nenhuma informação do homem. A mulher da pousada se demonstrava uma mulher de respeito e não havia ligações criminosas com ela, o que me deixava até mesmo tranquilizado em relação a isso. A minha terceira pergunta me levava a uma nova missão da qual se tratava de uma nova caçada a um homem que furtou uma chave e tinha uma aparência pequena e pelo que parecia, sabia esconder o seu rosto.

Tomaria posse das fotos se fosse do desejo do capitão e confirmaria a minha presença naquela missão. - Lhe trarei este homem em pouco tempo, Capitão. - Se vacilasse, poderiam até começarem a me chamar de o “Caçador da Marinha” pela incrível sequência de criminosos encontrados em pouco tempo, mas isso atualmente era um delírio da minha cabeça. E o dia já começava a ficar um tanto mais obscuro devido a como diabos um nobre deixara a sua chave mais importante ser roubada, proteger a chave sobre outras sete chaves... Porra.

Caminharia pelos corredores e diria para algum marinheiro de patente inferior que estivesse por ali e pediria para que ele entregasse uma mensagem para o Soldado Ricardo. - Diga para ele estar na frente da recepção ás dez horas da manhã em ponto. - Comentaria verificando quanto tempo eu haveria até esse nosso encontro e prosseguiria para a loja mais próxima que tivesse meu 3º colete disponível e pagaria o preço adequado referente a ele. - O terceiro não tem desconto não, né? - Tentaria pechinchar levemente com o vendedor, mas independente disso, voltaria para o quartel general em direção ao meu dormitório onde arrumaria as minhas armas, encaixando-as em seu devido lugar e também ajeitando o bastão de pontas de ferro, este, eu entregaria para o arsenal da marinha já que ele estava parado e não me sendo mais útil. - Fique bem, companheiro, espero que possa servir alguém tão bem quanto me serviu. - É... As vezes eu tenho um lado mais romântico com as minhas armas, já que sempre tive bastante paixão pelo que eu fazia como ferreiro e tudo que se faz com amor, é melhor.

Me direcionaria até a recepção onde procuraria verificar se o Soldado já que estava ali presente. - Eu te falo no caminho. - E começaria a ir em direção ao porto sem falar mais nada com ele, apenas mantendo um semblante mais sério e tendo certeza de que ele estava ao meu lado. Quando estivéssemos um pouco mais distante do quartel general e em uma localização que não houvesse tantos cidadãos, começaria a comentar. - Você está em uma missão junto a mim para procurar um homem. Fique atento a tudo e a todos e não abaixe a guarda. - Eu lhe daria as duas fotos para que ele desse uma olhada e nesse momento eu começaria a varrer a área com os meus olhos (não me trolle, pls!) em busca de qualquer indicação de que aquele homem pudesse estar próximo ou qualquer uma de suas características.

Mas, as principais ações seriam ao chegar no porto que era onde ele havia sido visto pela última vez segundo o Capitão. Primeiramente, eu traria a foto para as minhas mãos novamente e olharia tentando comparar onde era a doca que ele estava da última vez com a que estava a minha frente e prosseguiria tentando se assemelhar com ela por isso. Embora, talvez elas fossem padronizadas e isso dificultaria ou impossibilitaria toda a semelhança e acabaria que fosse em vão, mas era a primeira tentativa.

Minha segunda ação era verificar se havia algum outro marinheiro patrulhando a região e me aproximaria deste homem, tentando extrair alguma informação dele. - Procuro um homem de 1,70~80 trajado de roupas chiques brancas e um chapéu da mesma cor. Há uma tatuagem em seu pescoço de um sol e uma lua. - Minha intenção era passar a descrição sem mostrar a foto de primeiro, apenas a apresentando se ele reconhecesse alguém ou alguma coisa assim para tentar gerar uma nova informação a partir disto.

Meu terceiro passo seria ir em busca de onde ele poderia estar através do marinheiro, mas isso poderia se tornar inviável já que não havia garantia que o marinheiro tivesse o visto. Então, olharia para os estabelecimentos mais próximos das docas e me dirigiria em direção a ele. - Vá até aquele estabelecimento e faça da mesma forma que eu fiz, veja se o vendedor ou o dono do lugar sabe de alguma coisa sobre este homem. - Daria a ordem para o soldado que estava ao meu lado, visto que ele tinha a informação necessária para me ajudar nesta busca e agora também como realizar. Semelhante a forma da qual disse para o marinheiro, se tal houvesse um, eu falaria para o dono ou vendedor do estabelecimento. - Bom dia! Gostaria de saber se tem um pouco de tempo. Queria perguntar algo em relação a alguém que andou por esta região. - Tentaria mostrar uma pouco de simpatia. - Ele é um homem de um metro e setenta, talvez um e oitenta, com um corpo magro, mas definido. Trajava roupas brancas, um terno e um chapéu, mas o que mais diferencia ele de qualquer outra pessoa é uma tatuagem em seu pescoço, uma lua e um sol entrepostos. - E tentaria verificar as expressões ou se algum deles sabia de alguma coisa.

Repetiria essa mesma abordagem nos estabelecimentos próximos dos quais o soldado não passara e no fim eu me direcionaria até o bar mais próximo da região verificando se o mesmo estava aberto. Iria até o balcão e o olharia nos olhos. - Bom dia, senhor. - E me sentaria. - Gostaria de saber se um homem de um metro e oitenta, talvez setenta, esteve por aqui. Ele trajava roupas brancas e chiques e esteve pelo porto recentemente. - E escorregaria uma nota de dez mil berries por baixo da mão tentando incentivar o homem a me vender um pouco de informação. Não era do bom agrado de bartender falarem de seus clientes abertamente desta forma, então um incentivo era sempre primordial para esses homens que buscavam tanto dinheiro. Nisto, tentaria ouvir o que o homem teria a dizer ou apenas sairia do ambiente verificando se haviam alguns pescadores aportados por ali. Mas, antes de realizar alguma abordagem referente a ele, lembrava de que ainda não havia comido por aquele manhã e iria em direção ao restaurante mais próximo junto ao soldado. - Tomou café da manhã hoje? - E pediria para a garçonete um pão na chapa e um pingado. - Descobriu alguma coisa?


Histórico:
 

Objetivos:
 

Vício: 01-10

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : The Hero Rises! 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: Re: The Hero Rises!   The Hero Rises! EmptySab 22 Ago 2020, 11:04

Can we make it different
Can we make it better
Can we make love reign supreme
Keeping headway in the distance

Com uma missão nova em mente ele pegava a foto que o capitão tinha em mãos e se preparava para sair.-Muito bem boa sorte com a missão- Dizia ele com uma voz branda, e assim ele partia primeiro para conseguir mais um colete, esse era o terceiro, e o homem da loja se questionava se o rapaz realmente só gostava muito de coletes ou se ele tinha azar com os dele, já que dificilmente as pessoas voltavam a loja antes que seus coletes completasse um ou dois anos de uso.

Mas como sabemos nosso velho amigo Maik trabalha com o perigo, assim ele questionava se tinha desconto pelo terceiro e era recebido com uma negativa de cabneça, o homem entregava o colete falando o preço.-São 150.000 por esse.- comentava o dono recebendo o dinheiro.e entregando o bom e velho colete, que ele mais uma vez poderia usar para se proteger de alguns cortes tiros e golpes. Saindo novamente o clima do dia tinha mudado agora caia uns chuviscos do céu, mas nada de chuva forte, uma gota aqui e outra lá, que batiam duas vezes sobre o punho do sargento.

Maik voltava a base e logo entregou de volta seu bastão precioso, que bem, estava sendo usado mais para realizar saltos acrobáticos que realmente pra lutar piamente. Então ele voltava a recepção onde Rodrigues estava esperando, ele tinha chegado provavelmente a bastante tempo.-Beleza vamo fazer o que véi?- e assim ele questionava e ficava tranquilo ali.

Mas o velho não respondia nada, dizendo que diria no caminho e saia andando o que incomodava Rodrigues, fazendo ele caminhar um tanto quanto agoniado, ele se coçava durante o caminho querendo saber o que diabos eles iam fazer, já que o capitão não tinha lhe explicado nada apenas dito para ele caçar o sargento Maik.

A atenção do marinheiro não lhe atraia nenhuma resposta visual, ao menos não nesse primeiro momento, até que então eles estavam no porto, depois de uma hora de caminhada atenta, quase uma ronda no caminho até lá, e finalmente ele explicava a situação a Ricardo que agora se sentia satisfeito.-Há, entendi, bom, vou me manter atento.- ele comentava colocando o rifle escorado sobre o ombro, enquanto ia acompanhando ele enquanto se mantinha em procura.

Eles logo que estavam em sua movimentação geral enconrtravam um marinheiro, que patrulhava, perto do local onde Lynn fez sua primeira missão, ele logo questionava sobre o que realmente importava naquele caso que era saber se o cara tinha visto o maluco da foto.-Cara, não vi algo assim hoje não, porem eu fiz patrulha aqui a dois dias, no porto digo, e ele estava perto das docas tentando vender algo lá.- ele comentava sobre o que sabia, e aparentemente essa era toda a informação que tinha, bem vender algo nas docas não era ilegal então ele provavelmente não havia visto algum problema.

Entretanto sem mais informações Maik precisava ir para os barcos de pesca e pequenos estabelecimentos, mandando Rodrigues para um deles, tal qual o soldado logo acatava.-Beleza Vei!! Digo cof cof SIm Senhor!!- falava ele se embananando nas respostas mas sem perder tempo seguindo para fazer as perguntas.

Enquanto isso Maik ia falando com a galera, as primeiras pessoas não tinham nenhuma informação, será que isso era mal de todos os civis serem meio desatentos? Bem, isso era o que o começo poderia passar, mas quando ele ia chegando nos pescadores, as respostas melhoraram quando um deles dizia.-Cara, eu vi esse tal maluco que você disse, ele teve aqui ontem exatamente nesse lugar, porem de manhã. Agora, eu o vi hoje já noutro canto. Quando eu tava vindo agora de barco ele tava mais pro fundo, nas docas do outro lado, te aconselho a dar uma olhada é só arodear, ele tava com uma vara de pescar lá eu não entendi qual era a dele..- dizia o cara dando de ombros.

Por fim, ele ia caçar um bar por ali, que logo notava não ser tão perto das docas assim, e nesse momento ele adentrava mais uma vez em um lugar bem basiuco, tinha um balcão de madeira claramente bem envelhecida, por conta da maresia, e um bartender já mais jovem, tinha cabelos loiros compridos e não se vestia de forma tipica na verdade usava roupas de verão, quase como um surfista ou algo do genero.

Ele ouvia a pergunta e logo comentava.-Rapaz eu acho que vi ele, ele veio aí sabe suuuuaaaaaveee, ele jogou poker a noite tida com uns caras Suuuuuaaaaaaveeeee.- dizia ele recolhendo o dinheiro que o sargento tinha passado, de modo que agora sim, ele tinha conseguido uma informação que no minimo ele já frequentou aquele lugar uma vez, e nesse momento Rodrgues voltava, e já escutando as perguntas dizia.-Café, eu não tive tempo de tomar café.- dizia ele olhando o bar em volta.

Eles iam andando para o restaurante enquanto o soldado passava as informações que recolheu.-Cara parece que ele alterna de vir aqui alguns dias, e ficar no outro lado das docas no outro ao menos de dia. Muita gente viu ou falou com ele, mas só que ninguem tem nada muito impactante a dizer.- ele comentava dando de ombros de certo modo, era sempre assim, esse tipo de pesquisa demorava um pouco as vezes, apesar que essa aprecia ter tido um pontapé inicial bem melhor que a maioria.

Mas naquele lugar de fato não tinha muita gente aquela hora, estava vazio só com o bartender, deviam vir alguns gatos pingados a cada hora, porem a noite parecia ser o tipo de lugar que encheria de todos os elementos mais doidos que eles pudessem conceber em suas imaginações… Então os dois iam já pra um restaurante onde Maik sentava no lugar e era atendido. -Bem vindo senhor o que deseja? Servbimos todos os tipos de frutos do mar, preparados de diversas formas nosso sushi é delicioso e também o camarão.- e assim ela questionava a ele sobre o que iria querer comer.

ferimentos:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : The Hero Rises! 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: Re: The Hero Rises!   The Hero Rises! EmptySab 22 Ago 2020, 18:50

The Hero Rises!

O dia prometia um frio e já se mostrava através de chuviscos que caiam do céu, esperava que não chovesse forte enquanto eu estivesse na rua, mas infelizmente sorte é algo que eu raramente tenho. Meu colete novo era comprado pelo mesmo preço do último, um infeliz infortúnio de não ter desconto... Maldito capitalista. (KKKK)

Rodrigues era pontual e estávamos no porto logo mais e infelizmente sem qualquer suspeito em vista. O homem ao meu lado demonstrava um alívio após saber melhor sobre a missão do qual não tínhamos explicado para ele até então. Nossa primeira pista era que o homem realmente estava vendendo algo, não sabíamos o que, mas se ele esteve ali e fora visto vendendo, tinha certeza que haviam mais testemunhas a cooperar com a nossa investigação.

Nossa segunda pista era que o homem esteve presente outro dia e fora visto por pescadores e a mais importante que isso era que ele poderia estar ali ainda, nas docas mais ao fundo pescando em meio a beira. A terceira vinha a seguir que haviam mais homens com ele em um bar jogando poker e Ricardo mostrava ter encontrado informações úteis referente aos dias que ele está ali. Da última vez, demorei dias até encontrar uma informação sobre Argus, agora com esse homem está vindo bem mais rápido, será que a maré está virando para o meu lado?

No fim, o restaurante do qual entrávamos não era do qual pretendia visto que era bem mais frutos do mar e sushi, mas talvez fosse uma boa ideia já aproveitar para encurtar duas refeições em uma. - Quero duas porções de camarão a milanesa e um suco de goiaba. - E deixaria que meu companheiro pedisse o que você de seu desejo. - Tívemos informações de que ele ainda pode estar pelas docas e isto pode ser importante, quero ir lá o mais rápido possível. - Aproveitaria para satisfazer o meu estômago quando o alimento e a bebida chegasse, comeria sem maior pressa e mastigando bem para aproveitar o sabor do alimento, pagando por mim e o soldado em seguida, dinheiro não era problema atualmente. Sabe quanto tempo eu quis dizer isso? Desde minha juventude. Pobre velho ferrado... FOCO!

Rapidamente aceleraria o meu passo em direção a doca apontada pelo pescador das perguntas anteriores e tentaria chegar o mais rápido possível, se o soldado estivesse ficando para trás, eu olharia para ele. - Se não consegue me acompanhar, corra. Mas, vamos rápido. - Não gosto de pessoas lentas e não quero nenhum soldado me atrapalhando quando era para estar me ajudando. Talvez eu esteja sendo um pouco rude demais? Mas, fazer o que. Trabalho é trabalho.

Varreria a área procurando pelo homem e qualquer indício de que ele poderia estar por ali, olharia doca por doca e tentaria verificar se nenhum instrumento de pesca estava sendo deixado de lado em uma das beiras. Analisaria homem por homem dos pés a cabeça a procura pelas vestimentas que ele havia utilizado e qualquer nobre que parecesse estar com roupa parecida, analisando o seu pescoço para verificar se havia a tatuagem vista pelas fotos.

Notando nenhum homem com as características informadas ou da foto, prosseguiria para perguntar para qualquer cidadão que estivesse ali próximo a respeito dele, retirando a fotografia do bolso e mostrando, procurando não perder tempo com qualquer explicação ou descrição do homem. - Você viu este homem? - E tentaria me direcionar através daquelas pessoas para achar quem nós estávamos procurando.

Encontrando algum homem com características parecidas a minha primeira ação seria tentar verificar ao longe a tatuagem que havia em seu pescoço. Se o mesmo não estivesse com ela a mostra, abordaria a pessoa. - Bom dia senhor. - Manteria minha mão em minha tonfa repousando para qualquer ação rápida, porque nunca se sabe. - Poderia me dizer se há uma tatuagem em seu pescoço? - E não moveria nenhum músculo, apenas observando a sua reação. - Poderia nos mostrar? - E essa ação se mostraria um tanto mais tranquila.

Desta vez, eu partiria um pouco mais para o diálogo do que a ação já que deveríamos ser cautelosos com nossos cidadãos e manter o máximo de respeito possível. - Nós estamos atrás de um homem que esteve perturbando os mares recentemente. Por isso, é de vital importância que o encontremos. - Daria uma leve distorcida nos fatos, embora o sentido figurativo fosse empregado de forma furtiva.

Se fosse confirmado o homem que portava aquela tatuagem, a abordagem começaria a se tornar um tanto mais agressiva. - Senhor, peço que venha conosco em direção ao quartel general para explicarmos melhor a situação e também coletarmos seu testemunho. - E daria um passo para frente, tentando encurtar levemente a distância entre nós. - Peço que venha conosco por livre vontade, se não, infelizmente, teremos que utilizar a força para o levarmos. - Desta vez, minhas palavras encarregariam um lado mais autoritário exibindo a minha posição.

De início, não abordaria de forma agressiva para pensar melhor de que forma que eu avançaria contra aquele homem para o levar de forma mais autoritária. Se fosse de forma pacífica, encarregaria de escolta-lo em direção ao quartel general até a sala de testemunho/interrogatório do quartel. Pedindo para que Rodrigues informasse ao Capitão que havíamos trazido o homem. De início, deixaria o homem sozinho dentro da sala e esperaria qualquer resposta do soldado que ele trouxesse e também pensaria melhor nas perguntas a realizar.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Vício: 02-10


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : The Hero Rises! 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: Re: The Hero Rises!   The Hero Rises! EmptySab 22 Ago 2020, 23:15

Keep fighting for the things that you love
Keep on fighting for the things that we trust
Everybody's got a lesson to learn
Everybody's got a fire to burn

Maik pedia suas porções de camarão com um suco de goiaba, enquanto o garoto olhava o cardápio e rapidamente se decidia pedindo uma barca de sushi, não demorava para que a comida chegasse, e ambos comiam com grande furor e felicidade, e de fato a comida era de facil apreciação, e assim que terminavam de comer a moça que atendeu antes se aproximava dizendo.-10.000 pela comida senhor.-ela cobrava pelo lanche deixando que saísse depois que pagasse.

A partir daí a busca começava, eles partiam rapidamente para as docas do outro lado do porto, a caminhada mesmo em passos apressados demorava mais uma hora, o que os deixava agora as 12:00h e bem, a chegada lá era o de sempre, sair fazendo aquela procura basica, porem dessa vez não seria aparentemente necessário caçar o cara de maneira mais apurada.

Depois de estarem no lugar eles já podiam ver ele de pé pescando com uma vara bem tranquilo na margem… É mas o que iria rolar dali pra frente? Hehehe boy… Nosso velho marine se aproximava do possível meliante, notando que aquilo no pescoço dele era a tatoo, e rapidamente ele colocava voz de prisão sobre o tal indivíduo

O homem se virava em direção aos dois marinheiros, enquanto o vento soprava forte na fazendo com que tanto suas roupas como cabelos balançam, ele logo dava dois passos para a o lado se abaixando de forma extremamente rapida e esguia e mais dois para trás.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ele logo começava a falar.-Se tá mesmo afim de me levar vai ter de me derrubar velhote.- comentava ele se preparando para começar uma luta, ele aparentemente estava confiante, dava pra ver que ele portava uma espada na lateral, mas sequer a tinha sacado, talvez não fosse sua arma principal. Porem ele estava com a vara de pescar na mão?

Talvez fosse um blefe ou ele fosse usar ela de alguma forma atípica… De todo modo, existia mais uma coisa, o lugar onde eles estavam, a direita de Maik estava o mar, atrás do inimigo estavam diversas caixas de madeira, caixotes daqueles de carregar coisas em alto mar, geralmente frutas.

Muitos deles estavam cheios de frutas, outros tinham peixes dentro, e isso dava-se por que a alguns metros dali estava aportado o que deveria ser um barco de cargas ou pesqueiro, provavelmente de cargas. Já pra a esquerda era uma zona mais vazia, de vez em quando um traseunte passava ali, mas era bem mais tranquilo de se mover pra aquele lado.

Anda ali a direita, tinham várias pontas de pilares de sustentação, que deveriam firmar a plataforma que ele estava em cima, era de cimento bruto igual a própria plataforma, então não devia dar problemas, mas poderia ser usado para ficar em cima ou coisa assim, apesar de não serem muito altos, ficando mais ou menos acima dos joelhos de maik.

Ali naquele momento a chuva que mais cedo havia ameaçado de cair começava aos poucos a cair, era um chuvisco fino a princípio, o que não era um problema a se temer de começo, mas era bom que mesmo assim todos fossem cuidadosos pois qualquer coisa ainda podia acontecer. Ricardo estava com a mira afiada e se afastava alguns passos, porém ele teria de tomar cuidado também e nem sempre poderia ajudar, ao menos poderia evitar uma fuga ou algo assim.

ferimentos:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : The Hero Rises! 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: Re: The Hero Rises!   The Hero Rises! EmptyDom 23 Ago 2020, 05:19

The Hero Rises!

O preço do restaurante era bem menor do que eu imaginava e além do sabor era algo do qual me agradava. Mas o sabor amargava quando encontrávamos o homem do qual procurávamos, ele, com certeza, era algum tipo de vilão que não aceitaria vir por simples voz de prisão e queria puxar uma briga. Em minha ideia, sabia bem como aproveitar daquele terreno para fazer com que meu inimigo estivesse a minha vista e o maior problema de onde estávamos era o fácil acesso ao mar.

A chuva estava começando a cair e isso provavelmente agitaria a maré, se o homem conseguisse nadar melhor do que eu em uma possível chuva, era provável que eu acabasse me afogado por ventura das fortes correntezas. – Soldado, trata-se de não deixar nenhum cidadão se aproximar. Se tiver visão limpa para atirar, não desperdice balas. Mas, foque também no que está atrás. – Essa última fala era referente a um possível cidadão que possa ser atingido por uma bala perdida disparada de sua arma. Ricado estava pronto com a arma em mãos e eu ainda não havia sacado a minha, o que não demoraria mais, retiraria de minhas costas a lança da qual guardara para ocasiões em combates a média-distância como aparentava que seguiria.

O homem estava sem sacar a sua espada e tinha a vara de pesca em mãos e qualquer instrumento na mãos de um músico habilidoso soa bem, então, alternando para um estilo de luta. Uma vara de pesca pode chegar a ser mortal e eu não gostava das opções que um estilo como aquele poderia agir.

Sem perder maior tempo, avançaria contra o meu inimigo brandindo minha lança em um movimento diagonal aberto em direção ao seu torso. Um golpe simples que começaria o teste das coisas visto que não o conhecia. Então, minha principal ferramenta seria estudar o meu inimigo enquanto pudesse disponibilizar um espaço para que Rodrigues atirasse. Pensando assim, eu tomaria bastante cuidado com a linha de pesca que era difícil de enxergar tentando calcular através de seus movimentos por qual direção ela poderia vir e com isso, encarregaria de tentar enrolar a mesma através da haste de minha arma usando movimentos circulares e interceptando a linha em meio a seu possível golpe, desta forma, faria um contra peso na haste da lança para que impulso puxasse a linha em minha direção como uma alavanca.

Havendo problemas para tentar efetuar essa tática, então agiria de uma forma diferente, ao invés de tentar enrolar a linha, eu tentaria encurtar a distância com rápidos avanços impulsionados por meus membros inferiores e bloquear os seus movimentos interceptando ou acertando a própria vara de pescar em si, usando rápidos movimentos com os pés para me locomover para fora de onde a linha poderia me acertar.

Se a minha observação fosse errônea em relação ao uso da vara de pescar como uma arma ou ele sacasse a sua espada, meu estilo de combate mudaria por completo, onde largaria a minha lança para sacar as minhas tonfas e poder encurtar o espaço de forma mais fácil. Onde agiria de forma a tentar golpear a sua espada para abrir caminho, tentando realizar golpes laterais ou verticais para que isso acontecesse, tentando abusar da minha força, da qual não sabia se era superior, para abrir a sua guarda e assim encaixar um golpe direto em seu torso ou cabeça.

Como dito antes, meus movimentos eram para tentar abrir espaço suficiente para que o atirador entrasse em ação, dito isto, com o homem desarmado ele haveria um curto espaço de tempo para atirar antes que o homem sacasse a sua espada. Além disso, abrir a guarda dele com as tonfas poderia causar empurrões ou recuos do mesmo para conseguir ter um espaço melhor para tentar usar a espada e o que também geraria espaço para Rodrigues.

Minha defesa seria normalmente ofensiva desta vez, mas poderia mudar rapidamente se o homem decidisse colocar a vida de algum cidadão ou Ricardo em perigo, neste momento, eu avançaria contra ele na tentativa de bloquear o golpe de sua arma colocando a minha em sua frente e procurando segurar o impacto do golpe com as minhas armas.

Minha outra ideia era também afastá-lo um pouco da beira da doca para que ele não tivesse chance de se jogar para dentro da água e isto seria feito procurando cerca-lo nestas partes e empurrá-lo através de golpes frontais e diretos de forma que a única alternativa seria bloquear o golpe ou esquivá-lo.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Vício: 04-10


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : The Hero Rises! 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: Re: The Hero Rises!   The Hero Rises! EmptyDom 23 Ago 2020, 13:14


Keep fighting for the things that you love
Keep on fighting for the things that we trust
Everybody's got a lesson to learn
Everybody's got a fire to burn

Maik estava pronto para a luta e puxava sua lança, algo que ele usava para coisas de certas distâncias, enquanto que Ricardo seguia as recomendações, ficando preparado para atirar.

A luta já se iniciava com o marinheiro indo para cima, ele avançava e logo ele via uma coisa estranha, o cara jogava a vara de pesca para trás? Isso mesmo ele prendia ela em uma das caixas e jogava contra Maik, que rapidamente se defendia bloqueando com a lança. As frutas dentro dessa caixa se espalharam pelo chão, assim como os pedaços de madeira quebrados pela lança. Ele parecia estar inicialmente capturando coisas com a vara de pescar e lançando.

Em seguida ele pegava um único peixe preso pelo anzol pela cauda, batendo com ele na cara do velho, bom, não causava dano, mas era hilário, ele parecia ter feito aquilo claramente pela zombaria. Então sempre que o velho começava a se aproximar ao invés de ir para trás ele ia para o lado e jogava uma caixa em direção a ele, de modo a que tornava difícil alcançar já que aquilo tapava a visão e tornava difícil de ver o movimento seguinte durante o tempo de bloqueio.

Enquanto isso Rodriues não poderia lidar com a luta começava a se formar uma aglomeração de civis que pareciam querer ver o que estava acontecendo e o soldado tinha de se encaminhar para onde eles estavam antes que aquilo abrisse margem pra alguém se machucar.-Aqui galera, é uma zona perigosa, está acontecendo um conflito sério, por favor voltem a sua rotina, ficar aqui pode por a vida de vocês em risco.- Ele parecia saber o que estava fazendo mesmo que de maneira questionavel talvez, já que ele poderia ter palavras mais bonitas quem sabe.

No entanto a luta continuava, percebendo ali que a lança não era o mais efetivo o velho puxava as tonfas, aproveitando de sua força para se impulsionar usando da força da parte inferior do corpo para realmente avançar, ele se lançava contra o oponente que  vendo que seria atingido pela primeira vez aproveitava para se esquivar seriamente.

O golpe era rápido e por isso ele saltava usando de uma acrobacia parando bem no topo de uma daquelas vigas de sustentação que ficava perto do mar.-É posso realmente dizer, você sabe como avançar, deu trabalho te conter.- e ali de cima ele lançava a corda da vara de pescar em direção ao pescoço do velho que agora sim aproveitava puxado a lança de uma vez e enrolando ela na corda.

Porem o inimigo não fazia resistencia a isso jogando a vara de pescar em direção ao velho que bloqueava novamente. Ele então abaixava a postura descendo de onde estava ficando um pouco curvado, uma de suas mãos estava perto da bainha meio aberta como se fosse segurar ela, e a outra estava pronta para puxar a espada.

Ele então antes de partir para o seu golpe comentava.-Sabe, já ouviu dizer que quando um espadachim é bom mesmo, as pessoas que são cortadas por ele sentem o corte apenas algum tempo depois?- ele comentava talvez blefando sobre sua habilidade? Ou talvez apenas puxando um papo bem aleatório sobre o assunto, ou uma coisa que ele admirava, era um comentário curioso. Mas era bom que o velho se preparasse, por que nos próximos momentos alguma técnica de espada ia vir.

Pela postura dele dava pra se imaginar que fosse algo envolvendo saque rápido ou qualquer coisa do gênero, mas seja o que fosse era bom tomar cuidado, subestimar o inimigo nesses casos era uma chance grande de se acabar tomando uns bons golpes..

ferimentos:
 

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : The Hero Rises! 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: Re: The Hero Rises!   The Hero Rises! EmptySeg 24 Ago 2020, 07:27

The Hero Rises!

Eu sabia que a vara de pescar não era simplesmente uma ferramenta de pesca nas mãos daquele homem e sua atitude me fazia ficar completamente irritado com o homem, ele havia me feito de trouxa lançando as coisas atrás usando do anzol preso em sua ponta e no final escapou quando eu finalmente consegui uma aproximação boa usando das minhas tonfas. Agora, o negócio estava bem mais sério, ele finalmente estava para sacar a sua espada e não parecia ser um movimento simples vindo do homem, ainda não havia enfrentado espadachins e isto poderia se mostrar um grave problema, além disso, a ajuda de Rodrigues era nula naquela ponta do jogo visto que ele bloqueava os cidadãos de aproximar.

Com as minhas duas tonfas em mãos, eu estaria pronto para bloquear o ataque viria do mesmo, mas focaria principalmente em suas mãos, se o negócio de perceber apenas após o golpe fosse real, quer dizer que eu precisava estar ainda mais atento ao meu inimigo. De início, meu foco não seria totalmente em suas mãos, eu tentaria verificar se a sua arma já não estava sacada em outro ponto de seu corpo e ele só estava tentando em enganar com aquilo, da última vez, neguei os fatores externos e falhei miseravelmente em meus ataques. Posteriormente, flexionaria os meus joelhos para ter uma melhor base e concentraria a força em meus pés para me impulsionar para a frente novamente. Queria encurtar a distância e fazer com que seu alcance e arco de ataque fosse menor, o que poderia atrapalhar a execução de sua técnica ou interrompê-la visto que não sairia da maneira que o mesmo gostaria.

Nesse impulso, eu manteria as minhas tonfas em paralelo na vertical para ter a maior chance de bloqueio, desse modo, eu procuraria verificar o arco de sua mão e imaginar onde a espada poderia estar a vir a me atacar, procurando ACERTAR com as minhas tonfas nessa mesma posição quase como uma investida contra a própria arma do meu inimigo e ao mesmo tempo utilizar dessa maneira as minhas armas para bloquear a ofensiva.

Usando toda uma preparação para bloquear o golpe, estava buscando por todo o sucesso desse bloqueio da forma que estava a vir e por isso eu manteria a minha atenção redobrada para se surgisse alguma oportunidade de golpeá-lo após a técnica e avançaria com grande velocidade em sua direção, usando do lado de maior alcance das minhas armas para acertá-lo em meio ao seu torso na tentativa de fazê-lo ficar sem ar e rapidamente subir com a minha tonfa em um arco horizontal na direção de seu queixo, flexionando meus joelhos em seguida para abaixar o meu centro e subir com um uppercut da mão livre e disparar um golpe poderoso em seu maxilar.

Não poderia subestimar as habilidades de meu inimigo e se viesse a ser acertado por aquela técnica eu rapidamente procuraria colocar uma das mãos no ferimento na tentativa de estanca-lo e rapidamente veria o que estava ao meu alcance para ser realizado, talvez apertando o colete um tanto mais para estancar levemente a ferida e também me dar mais segurança de atacar.

Meus movimentos ofensivos não parariam independente do sucesso ou não e por isso voltaria a investir contra o meu inimigo através de dashes diagonais na tentativa de confundi-lo com a minha velocidade para ataca-lo pela lateral com um rápido arco horizontal em direção ao seu maxilar, vindo rapidamente com o movimento de minha outra para acertar com um golpe igual pelo seu lado oposto e rapidamente aplicando um chute frontal em meio ao seu torso.

Minhas defesas se assemelhariam ao utilizado na técnica, procuraria estar sempre interceptando seus golpes, acertando a sua espada ou o que estava a segurando, de maneira a me defender ofensivamente e estando sempre mantendo uma tonfa paralela a lâmina de sua espada para que com a outra tonfa pudesse acertar golpes livres em seu corpo.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Vício: 06-10



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




The Hero Rises! Empty
MensagemAssunto: Re: The Hero Rises!   The Hero Rises! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
The Hero Rises!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Budou Island-
Ir para: