One Piece RPG
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Supernova
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Shroud Hoje à(s) 11:56

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 02:30

» Amaya
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 02:21

» [Ficha] Mika Mizushima (Em Construção)
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Revescream Ontem à(s) 23:47

» Livro Um: Graduação
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:31

» ~ Acontecimentos ~ Utopia
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 21:51

» Cap. 2 - The Enemy Within
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:10

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Dogsofain Ontem à(s) 20:52

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Alê Ontem à(s) 20:17

» II - Growing Bonds
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor War Ontem à(s) 19:57

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Licia Ontem à(s) 18:40

» Drake Fateburn
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 17:13

» Ficha - Alejandro Martínez
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Domom Ontem à(s) 15:50

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 14:11

» O Legado Bitencourt Act I
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 13:18

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 13:09

» Ryuzaki Loster
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Revescream Ontem à(s) 12:37

» Bakemonogatari
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 11:44

» 7º Capítulo - A Guerra do Apocalipse!
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor Far Ontem à(s) 10:34

» III - Grand Line
Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 02:45



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Arco 2: Corações congelados!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptyQua 19 Ago 2020, 19:56

Relembrando a primeira mensagem :

Arco 2: Corações congelados!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) revolucionária Azura V. Pendragon. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Kenshin Himura
Cabo
Cabo


Data de inscrição : 22/04/2012

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptyDom 30 Ago 2020, 20:48


A batalha continuava contra a líder dos escravocratas, investia com o meu novo estilo de combate chegando o mais perto possível dela, conseguindo dar a rasteira na mesma, mas antes que pudesse continuar, via algo deveras impressionante, a menina não chegava a cair no chão flutuando antes mesmo de entrar em contato com a neve. “Mais que putaria é essa?” Pensava quando escutava a mulher debochar de mim.

- Admito, antes você tinha a minha curiosidade, e agora você tem a minha atenção! Falaria com um sorriso malicioso em meu rosto, seguia com minha sequencia de golpes, mas por alguma força ela conseguia bloquear novamente, e não só isso sentia algo apertar meu corpo fazendo com que eu levitasse, tentava me debater para se soltar, mas não conseguia ver oque estava me segurando, quanto mais me debatia mais sentia meu corpo ser apertado.

- Arrgh… Sentia a dor em minha costela piorar por conta do aperto, sentia o ar dos meus pulmões se esvaindo pouco a pouco, logo alguém acertava a garota que fazia a mesma perder a concentração e me soltar, caia com tudo no chão, ainda em ar por conta da dor na costela, mas agradecida pela ajuda. Estava subestimando a garota, e tudo aquilo estava começando a fazer com que a raiva que já estava presente em meu peito ficasse cada vez mais forte, não podia negar que a filha da puta era habilidosa, mas tinha de lembrar que a mesma era uma mera escravocrata, e o destino dela era a morte.

Estava na hora de parar de subestimá-la e lutar mais a sério, tomando folego novamente voltava a minha posição tentando ignorar a dor, em seguida corria em direção a mulher aproveitando a guarda baixa da mesma desferia um golpe tentando acertar o olho dela, de imediato parecia que eu tinha conseguido, mas percebia que tinha sido algo mais superficial do que esperava, me distanciava enquanto via o sangue da mulher caindo pelo seu rosto.

Me sentava agachada como se fosse um gato, levando meus dedos da mão direita que estavam com o sangue da mulher até a boca, daria uma pequena lambida, em seguida olhando diretamente no rosto da mulher, a cada segundo a mais que a luta se estendia, a raiva ia se aumentando cada vez mais, sorria com um olhar sádico para mesma. - Na próxima arrancarei ele inteiro! Ria olhando para a mulher, naquele momento já não estava para brincadeira a vida dos meus companheiros e dos escravos naquela embarcação estava em minhas mãos.

Exemplo da posição

Assim iria para o ataque, mesmo sentindo leves dores no abdome aonde tinha sido acertada, tentaria ignorar a dor e partir pra cima da mulher. Correria usando toda a minha velocidade em zigue zague para confundir a adversária, dando pequenas pausa sutis para que a mesma não conseguisse prever onde eu poderia me encontrar, com a ajuda da aceleração atingia o ápice de minha velocidade. Não sabia o que esperar, pois até agora não tinha entendido o poder da mesma, mas sabia oque tinha de ser feito naquele momento. Quando estivesse a dois metros da mulher daria um pequeno salto de meio metro para o lado direito pra tentar enganá-la e a forçar a fazer algum movimento, e independente da mesma cair nessa ou não, assim que tocasse os pés no chão daria uma grande cambalhota por cima da mesma, assim que os pés tocassem no chão novamente daria mais um grande salto até ficar com os pés na altura do pescoço do alvo. Quando estivesse na posição que desejava, daria um giro em 360º para pegar mais força e acertaria um grande chute com a ponta do pé no pescoço da mesma como se fosse uma mordida de cobra. Caso fosse um golpe bem-sucedido, assim que pisasse no chão na posição animalesca, aproveitaria o possível desequilíbrio da mulher e utilizando minha boca morderia com o máximo de força possível o tendão da perna direita da mesma, com toda minha força tentaria rasgar o mesmo afim de diminuir a mobilidade.  

Caso em todo esse movimento de ataque a mesma tentasse desferir algum golpe em mim, tentaria ao máximo desviar para o lado oposto, ou se fosse mais fácil, levantaria os braços em formato de “X” bloqueando o possível ataque com os braceletes. O Ataque sendo bem-sucedido ou não, voltaria a recuar para poder tomar distancia e saber quais os próximos movimentos a serem feitos.

Voltando a me distanciar ainda na posição animalesca, olhava ao meu redor para saber como estava indo as lutas dos outros, mas sem perder o foco na mulher. - Talvez se não trabalhasse com isso poderíamos até tido um caso! A mulher poderia até ser a escória da sociedade, mas não tirava o fato de ser bonita, a luta apesar de complicada estava bastante divertida.

Em seguida tentaria mais uma investida contra a mulher, esperava que com sua visão estivesse um pouco mais debilitada, assim facilitando minha aproximação da mesma, assim que estivesse a mais ou menos dois metros da mulher daria um salto visando ficar mais alto que a mesma, para que assim caísse em sua direção, arquearia a perna direita para que assim que estivesse caindo desse um grande golpe com o meu calcanhar visando acertar a cabeça da mesma. Caso a escravocrata tentasse bloquear ou revidar o golpe, tentaria me esquivar para o lado mais seguro possível, sempre com os quatro apoios no chão, ou se fosse mais conveniente, utilizaria o braço mais próximo do golpe para arquear e bloquear utilizando dos meus braceletes.

Exemplo do ataque

Em seguida daria várias sequências de cambalhotas para me distanciar, para que pudesse me preparar para o próximo ataque, assim que estivesse em uma distância tranquila. - Vamos intensificar essa dança! Falava com um olhar confiante em meu roto. - Lotus da morte!Assim tentaria executar minha técnica.

Tecnica:
 

Historico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 28
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptyDom 30 Ago 2020, 22:33



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ARCO 2: CORAÇÕES CONGELADOS!


Norte de Arstotzka - 21:00h


A raiva de Azura acumulava em seu peito. A cada golpe recebido e desferido. Ela lambia os dedos ensanguentados e a mulher a olhava com um sorriso sádico, parecia que a dança estava divertida para ela também.

Mesmo com certa dificuldade de respirar e a dor pulsante em sua costela, a revolucionária não se sentia coagida, a adrenalina invadia sua corrente sanguínea, anestesiando seus sentidos. Aproveitando a sensação inebriante de cólera e opioides endógenos, ela ataca.

Dessa vez misturando seus zigue-zagues com pequenas paradas e acelerações. Ela pula, mas agora não atacava diretamente. Passando por cima da cabeça da mulher, ela cai de pé, e com a encarada que recebe, aproveita para dar um impulso giratório e pular. Ela estava onde desejava, e com isso, desfere um golpe forte no pescoço da escravocrata, que instintivamente leva as mãos ao local dolorido.

Contudo, Azura via que mais uma vez sua oponente não ia ao chão, e levitava. Frustrando seu plano de mordê-la. Mas tinha conseguido machucar a mulher, que lutava para conseguir respirar e se mantinha parada enquanto Azura recuava.

Olhando em volta, ela podia ver Pietra lutando com o homem que havia identificado sua posição. Tom lutava com o outro que tentou chutar seu rosto. Elliot por sua vez não estava em lugar nenhum para ser visto. Mas o pior era Jake, o rapaz usava shurikens para lutar, ele precisava da distância, mas seu oponente insistia em atacá-lo de perto, dificultando muito a luta do cabo, que tinha vários hematomas e sangrava bastante pelo nariz.

Azura queria ajudá-los, aquilo já começava a ficar irritante, contudo, ela não perde sua pose e continua provocando a escravocrata, que respondia com um sorriso, mas ele era refutado por sua voz falhada, interrompida por pigarros e tentativas de respirar.

- Não sabe... o que... está per..dendo. - Ela falava pausadamente, ainda no alto, massageando sua garganta. - Prazer... sou Ruby. - Ela dizia avançando em direção à revolucionária.

Azura não perde tempo e se adianta contra a Ruby também. Pulando o mais alto que podia, a moça estende a perna para cair chutando a cabeça da mulher, que percebe a aproximação e olha para o alto. Já era tarde para desviar ou se defender, mas mesmo assim, Azura acerta o... Nada?

Abismada, se afasta novamente, sem entender o que estava acontecendo, mas para sua surpresa a mulher parecia cambalear um pouco. O golpe tinha acertado! Por mais que não fosse em sua força total, após ser freado por uma barreira invisível, ainda assim ela conseguiu empurrar a tal barreira o suficiente para bater na cabeça da mulher.

Com o ânimo renovado após acertar a oponente, ela decide usar sua técnica Lótus da morte. Exclamando seu nome, se prepara, aproveitando que a oponente parecia desnorteada pelo sangue que voltava a escorrer e o golpe na cabeça. Azura respira fundo, ignorando a dor na costela que sentia ao fazer isso.

Flexionando seus membros inferiores, ela se impulsiona em direção à Ruby. Ela dobra sua perna, acertando o joelho em cheio no abdome da mulher, que é arremessada para cima. Os chutes subsequentes fazem com que a escravocrata suba cada vez mais e a finalização acontece com um chute em seu tórax. Contudo, aquela cartada final tinha seu preço. O esforço exercido piora a condição de Azura, intensificando sua dor e fazendo-a cospir um pouco de sangue, ajoelhando ofegante na neve.

Finalmente a escravocrata ia ao chão, seus olhos cerrados, bem como suas mãos. Ela tosse sangue enquanto cai, pintando a neve de vermelho e deixando estranhas marcações à sua volta. Lá estava a tal barreira invisível que tanto importunou Azura. Saindo das costas da mulher, era possível ver formatos de braços na neve. Eram 4 ao todo, e não podiam ser vistos, a não ser que estivessem naquela situação. Um truque interessante, mas não o suficiente para garantir uma vitória.

Na orla, as batalhas tinham acabado, Tom e Pietra estavam juntos, amarrando os capangas. Elliot saía da floresta bem ensanguentado, mas não parecia ser sangue dele mesmo. Já Jake estava caído no chão, ao lado de seu agressor, a neve ao seu redor também estava pintada de vermelho. A luta foi árdua para todos ali, aparentemente.

POST 15

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Azura V. Pendragon:
 

Considerações:
 

XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptySeg 31 Ago 2020, 10:34


Estava decidida a derrotar a escravocrata, tinha de levar as coisas mais a sério para que não atrapalhasse mais meus companheiros, logo então a luta continuava comigo dando uma investida na direção da mulher, conseguia executar a sequência de golpes com velocidade e maestria. Graças a esse estranho poder, não conseguia continuar a sequência após acertar o chute.

“Essa porra já está me irritando!” Pensava enquanto recuada, vendo a mulher estar com falta de ar por conta do meu ataque, o sorriso em meu rosto. - Viu como é bom interromper a circulação dos outros? Falava quando observava a minha volta, todos estavam concentrados em suas lutas, mas a única pessoa que não conseguia encontrar era Elliot, mas não era tempo de pensar nisso, tinha meus problemas, e confiava que o mesmo era habilidoso o suficiente para poder se virar.

A menina logo então dizia seu nome, com dificuldades para se comunicar, era algo bem engraçado de se ver, olhava para a mesma rindo da situação. - Quer uma pastilha ai amore!? Falaria debochando a situação em que a tal Ruby se encontrava. - Não me interessa seu nome, só me interessa sua derrota! Saber o nome dela, só a tornaria mais humana, e isso era a última coisa que tinha de pensar, minha missão ali era resgatar os escravos e acabar com aqueles que entrassem em meu caminho.

Em seguida seguia para mais uma sequência de golpes, que de certa forma era bloqueada pela quela barreira estranha, mas talvez por conta do chute que tinha levado no pescoço a tal Ruby já não conseguia ficar com a atenção total, recebendo o impacto do meu golpe. E ali conseguia ver a oportunidade para finalizar aquele combate, momento perfeito para utilizar de minha técnica.

Assim executando a técnica finalizava com minha inimiga, no último movimento brusco que dava para finalizar sentia a dor em minha costela piorar muito mais do que antes, fazendo com que eu cuspisse sangue. “Meu corpo ainda não está cem por cento!” Pensava quando voltava a cair no chão, caia de joelhos sentindo tamanha dor na região que tinha sido ferida, em minha boca escorria um pouco do sangue, antes que pudessem ver limpava com as costas da minha mão direita. “Se a lótus me machucou, imagina oque a dadiva teria feito comigo!” Pensava analisando a mulher caída ao chão, minha boca ficava seca com tudo aquilo, assim retirava minha garrafa dos meus pertences e logo dando alguns goles, fazendo me sentir um pouco mais aliviada.

“Uma boa bebida para comemorar uma vitória!” Agradecia por não ter precisado utilizar a minha última carta na manga, olhava na direção da tal Ruby e percebia um formato em volta dele em seu corpo caído, parecia a silhueta de quatro braços, ou melhor tentáculos, mas os mesmos eram invisíveis, oque explicava o porque a mesma conseguia bloquear meus golpes sem que eu percebesse. Me levantava levando minha mão até minha costela, ainda dolorida e exausta da técnica, guardaria minha garrafa falando. - Usuários de Akuma no mi são realmente interessantes! Falava para mim mesma, pois não tinha visto muitos usuários enquanto viva.

Olhava a minha volta, percebia que as lutas dos outros também tinha chegado ao fim, percebia um movimento vindo da floresta, e logo via Elliot saindo da mesma, todo ensanguentado, mas por experiência parecia que o sangue não era dele, quanto aos outros, pareciam bastante exaustos, principalmente Jake que estava caído ao lado de seu oponente.

- Todos vocês foram maravilhosos, não foi como planejado mas conseguimos! Falaria sorrindo para todos. - Mas nossa missão ainda não acabou, temos de libertar as pessoas que estão dentro da embarcação! Caminharia em direção ao Jake, tentaria avaliar seus ferimentos. - Algum de vocês sabem primicérios socorros!? Perguntaria olhando a minha volta. - Algum de vocês peguem algum pedaço de pano e tentem estancar o sangramento do mesmo, cuidem dele enquanto entrarei no navio! Falaria caso o mesmo estivesse sangrando.

Em seguida caminharia em direção a Ruby, a garota provavelmente estaria viva ainda, logo seria bastante útil viva depois que resgatasse os escravos, abaixaria para poder revistar a mesma em busca de alguma chave, ou até mesmo documentos quem sabe.  Ador após fazer esses movimentos começava a incomodar cada vez mais, a adrenalina da batalha estava passando, fazendo sentir dores em meu corpo pela batalha. - Encontrem alguma corrente e tentem amarrar essa filha da puta, temos muitas perguntas para ela mais tarde!

Independente de achar alguma coisa ou não, seguiria em direção ao navio, procuraria em todos os cômodos pelos escravos, obviamente sempre estaria de guarda em alto para não ser surpreendida por algum inimigo remanescente. Assim que encontrasse os escravos olharia para eles sorrindo e falando. - Não se preocupem os revolucionários chegaram e vocês serão livres! Assim  libertaria eles e os levaria para o lado de fora do navio.
Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 28
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptySeg 31 Ago 2020, 12:10



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ARCO 2: CORAÇÕES CONGELADOS!


Norte de Arstotzka - 21:20h

A batalha finalmente tinha chegado ao fim, e com ela, as forças de Azura, que caída de joelhos na neve se recuperava da dor que sentia com uns goles em sua bebida.

Apesar de machucada, ela sentia o sabor da vitória (e do gorózin), e durante sua comemoração percebe as marcas estranhas na neve. Ela logo identificava como um poder da fruta do diabo, realmente bem interessante.

Ao ver que todos haviam saído vitoriosos, Azura se dirige a eles, querendo dar continuidade à missão. Mas vendo a situação de Jake, porém, ela prioriza o tratamento de suas feridas, e para isso, chama alguém com conhecimento.

- Eu tenho! - Exclama Pietra erguendo sua mão e correndo para perto do rapaz. Ela carregava uma pequena bolsa, e dentro tinham materiais médicos. - Podem ir, eu fico com ele. - Dizia enquanto enfaixava o jovem e conferia seus ferimentos.

Azura agora seguia para onde Ruby jazia, como bem observado, ela não estava morta, apenas abatida. Com isso, a revolucionária tem a oportunidade de revistar a mulher em busca de chaves, e as acha penduradas no pescoço da escravocrata, por dentro de sua blusa. Ela pede para que acorrentem a moça, e logo Tom o faz, antes de seguir para o navio.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Agora em posse do artefato, ela poderia entrar no barco. Mas essa decisão com certeza gerava arrependimentos. Ao alcançar o porão, onde geralmente ficavam as celas com prisioneiros, Azura se depara com uma cena deplorável. Os detentos ali presentes dividiam o espaço com ratos e dejetos, a maioria estava magra e fraca. Uma parte jazia morta pelas tábuas do navio, e seus corpos eram cobertos por trapos improvisados.

O cheiro do local era forte e fazia os mais fracos de estômago vomitarem, como o próprio Tom, que não aguentou ficar por lá e subiu novamente para o convés.

- Gente como eu... - Elliot encarava alguns minks que estavam por ali, em seu rosto uma mistura de tristeza com ansiedade. - Ajudar vamos?! - Dizia animado correndo até a cela e sacudindo para tentar abrir.

Com isso, Azura se adianta e destranca a grade, libertando os prisioneiros. A embarcação parecia vazia, não fossem os ratos e insetos que viviam por ali, então a saída foi tranquila. À luz da lua, porém, era perceptível os vários hematomas e machucados nos corpos dos escravos, além de sua silhueta ser formada basicamente de pele e osso.

Dentre todos os presentes, uma moça se aproxima devagar, ela tinha pele pálida, olhos amarelados e cabelo lilás, do qual emergiam 2 chifres curvos de tom amarronzado. Suas vestes estavam rasgadas, mas ela tinha uma certa delicadeza, mesmo em sua situação.

- C-com licença... Eu queria te agradecer. - Ela falava encarando suas mãos, que repousavam sutilmente em frente ao seu corpo. - Eu estava tentando cuidar deles... M-mas... - Seus olhos se enchem de lágrimas, mas ela logo se recompõe respirando fundo e encarando sua salvadora, completando. - Eu sou médica, e foi difícil ver todas aquelas pessoas morrendo, obrigada por salvar quem sobrou, serei eternamente grata à você. Meu nome é Alice, posso saber o seu? - Ela parecia receosa, e era possível ver que tremia um pouco, mas continuava olhando para Azura.

POST 16

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Azura V. Pendragon:
 

Considerações:
 

XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptySeg 31 Ago 2020, 15:27


Dava as ordens aos garotos do que fazer, e principalmente tinha pego a chave do pescoço da tal Ruby, seguindo em direção ao barco, a cada passo me fazia lembrar de quando tinha sido levada para o barco da marinha e me distanciando cada vez mais dos corpos sem vidas das mulheres que protegeram a minha vida desde que me conhecia por gente.

De primeira vista, o barco parecia bem comum, mas sabia os segredos que aquele lugar poderia esconder, ia direto descendo em direção do porão do barco, conforme ia descendo as escadas, sentia um forte odor vindo de la de dentro, a cada passo ia ficando mais forte. Quando pisava no porão tinha uma das cenas mais desumanas possíveis, ratos correndo por todas as partes, e as pessoas vivendo em meio aos seus próprios dejetos. “E assim que a vida humana é tratada pelos mais ricos!” estava muito desgostosa da situação, se aquela mulher não fosse importante, certamente voltaria lá para afundar o crânio da mesma no chão.

Tom não aguentava e subia correndo de volta para o lado de fora do barco, compreendia a decisão do garoto, nem todos tinham estômago para lidar com situações tão pesadas como aquela. “Essa é a natureza da escuridão, ela pega os mais gananciosos e os corrompem a níveis de maltratar seus semelhantes em troca de dinheiro, a anos que luto contra isso, mas sempre parece que ela volta mais forte e mais determinada a mostrar os pecados das pessoas.” A voz de Urias ecoava em minha mente enquanto via corpos jogados ao chão que provavelmente estavam mortos a alguns dias, só de pensar nas doenças que os que ainda lutavam para viver estavam sendo expostos, meu punho  fechava tentando segurar a raiva.

Elliot identificava alguns minks dentre os prisioneiros, percebia aflição do garoto em suas falas. - Claro, vamos ajudar a todos! Falava me aproximando e abrindo a cela onde encontrava eles, e tirando todos daquele lugar deplorável. Muitos poderiam dizer que aquele momento fosse como se eles estivessem acabando de renascer, seguia todos de volta para o ar puro do lado de fora da embarcação, olhava mais atenta para cada um, percebia o quão estavam magros, e provavelmente doentes.

Permanecia calada olhando todos eles, eles tinham de escutar palavras reconfortantes, e de força para que eles pudessem lutar por eles mesmo e seguirem suas vidas. Antes que eu pudesse falar algo, uma jovem se aproximava de mim, apesar de estar em um lugar tão desumano a mesma mantinha uma calma invejável, e uma aparência tão fofa que dava vontade de apertar, talvez a única imagem bonita em meio a tudo aquilo.

A jovem garota que certamente era um mink, agradecia pelo salvamento de todos, e informava que como médica tinha tentando manter a vida de todos, mas infelizmente não tinha conseguido. Ficava realmente comovida com a situação morrer em uma gaiola como um animal indefeso era a pior coisa que poderia acontecer a alguém. - Muito prazer Alice, e não precisa agradecer, apenas fiz aquilo que está em meu destino, salvar todos da escuridão! Passaria a mão na cabeça da pequena. - Me chamo Azura, vamos temos um longo caminho até um lugar seguro! Levaria ela para mais perto de todos, tomaria a dianteira logo falando.

- Atenção a todos, me chamo Azura Pendragon, a guardiã do céu, estou aqui pois luto pela liberdade, o direito de todos viverem livres diante do grandioso céu, independente da sua raça, cor ou classe social, sou uma Major do exército revolucionário! Dava uma pausa olhando para cada um ali. -E assim como vocês um dia fui uma escrava, e graças ao exército revolucionário estou aqui lutando para libertar pessoas que se encontro em situações semelhantes as que eu ou vocês passaram. Vocês estão todos livres, os levarei para nossa base a fim de tratar seus ferimentos e dar comida a vocês. Dava uma pausa suspirando. - Depois precisarão decidir se voltarão a ser civis, ou pegarão em suas  armas e assim como eu e meus companheiros lutaremos contra esse sistema, que vira as costas para os mais fracos e pobres, para que todos fiquem livres! Não esperava a resposta deles naquele momento, estavam todos muito fracos e precisavam ser tratados.

- Elliot, Tom ajudem os mais fracos, Pietra ajude o Jake! Daria as ordens para poder voltarmos, assim me viraria indo em direção a Ruby, tentaria ignorar a dor em minha costela e tentaria levar a mulher no ombro oposto ao que estivesse machucado, assim daria as ordens para voltarmos ao castelo.

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 28
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptySeg 31 Ago 2020, 21:21



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ARCO 2: CORAÇÕES CONGELADOS!


Norte de Arstotzka - 22:00h

Após o resgate, onde Azura ouviu de novo a voz de Urias, ela segue para fora da embarcação. Aquilo havia sido emocionante, para dizer o mínimo. E ouvir as palavras da jovem mink, tocavam a revolucionária ainda mais.

Com o afago recebido, a reação de Alice era completamente diferente da que Elliot teve. Ao invés de se afastar e ficar nervosa, ela erubescia e sorria feliz, apreciando o carinho. Após tanto tempo com maus tratos, escuridão e doenças, ela se sentia alegre de conhecer alguém como Azura.

A revolucionária não perde tempo e logo se põe na frente de todos, se dirigindo a eles. Alguns dos ouvintes cochichavam, outros tinham fogo no olhar, mas novamente, quem se destacava era Alice, que dando um passo à frente diz.

- Eu gostaria de ajudar! Primeiro essas pessoas, mas depois vocês... Eu sei lutar! - Ela exclamava, há tempos devia se sentir impotente naquele lugar, então ter um propósito lhe devolvia a vontade de viver.

Azura então ordena uma retirada, cada um incumbido de sua missão. Em grupo, eles seguem o caminho, agora guiado por Tom, que conhecia melhor a ilha, mas Elliot ia por perto, ele possuia um incrível senso de direção, aparentemente.

Por mais que sentisse dores, a revolucionária estava determinada a levar Ruby para o castelo, seus aliados precisavam de muitas informações. E assim eles caminham até alcançarem a construção, que como de praxe, maravilhava todos os que a viam pela primeira vez.

O grupo entra apressado no local, guiando os feridos para a enfermaria, que estava abarrotada novamente, por isso, alguns tinham que ficar acomodados no chão, em lençóis, e os que estavam em melhores condições, ficavam em salas improvisadas. Azura, por sua vez, fica tempo o suficiente para ser atendida, o problema é que carregar peso por ai em sua condição tinha piorado o quadro.

- Você andou se esforçando né?? - A enfermeira dizia como se fosse uma bronca, mas pegava seus instrumentos para começar o trabalho. - Tem um hematoma feio aqui hein, sente dor para respirar? Como isso aconteceu? - Fazendo as perguntas pertinentes ao momento, a mulher decidia o melhor a se fazer e logo começava a tratar Azura. - Tome, isso é analgésico para sua dor, você terá que fazer alongamentos leves por um tempo, e nada de exercícios com impacto ou luta ou qualquer aventura!!

A mulher mais parecia uma mãe carrasca, e saía dando bronca em todos os feridos que estavam saudáveis o suficiente para ouvir.

POST 17

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Azura V. Pendragon:
 

Considerações:
 

XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Ter 01 Set 2020, 11:43, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptyTer 01 Set 2020, 10:58


Via as reações das pessoas após as minhas falas, alguns mostravam o mesmo fogo no olhar de quando tinha sido salva da senhora Katharine, outros ainda estavam um pouco atônitos com a situação no qual se encontravam, estavam a beira da morte, e aquilo era muito triste. Mas em meio a todos eles a que mais se destacou fora a pequena Alice que dava alguns passos a frente e logo se prontificando para poder ajudar.

- Claro ajudaremos todos vocês, e sua ajuda vai ser muito bem-vinda, estamos em meio a uma guerra, pessoas habilidosas com a medicina e com o combate são sempre bem-vindos! Falava sorrindo para a garota, sentia algo vindo da mesma, um sentimento de proteção, não sabia se era por sua delicadeza ou pela sua determinação para ajudar os outros.

Assim não tinha mais nada para fazer ali, seguíamos em retirada para o castelo, pegava a mulher em meu ombro, a cada passo que dava em direção ao castelo sentia fortes pontadas em meus ferimentos, mas aquilo não impediria que levasse a prisioneira para ser interrogadas, precisávamos saber quem do governo tinha pedido por aqueles escravos, para que assim pudéssemos fazer algo a respeito.

Não demorávamos muito no caminho de volta, logo estávamos ao lado do gigantesco abismo no qual o castelo se encontrava, via o olhar de fascinação que os resgatados tinham, era o gosto da liberdade, e aquele castelo com o exército ocupando ele representava isso naquela ilha. Dentro do castelo longe do frio da noite íamos direto a enfermaria que por si só já estava lotada, parecia que as missões diretamente com a guerra estava tendo várias baixas, e isso era muito preocupante.

Procuraria alguma pessoa ali perto para entregar o corpo da Ruby, assim que encontrasse falaria. - Levem ela para alguma cela, e tomem cuidado ela é uma usuária de akuma no mi, mantenham ela o mais acorrentada possível! Assim que passava a mulher para pessoa sentia um alívio tremendo, as dores em minha costela vinham aumentando consideravelmente, a ponto de sentir como se alguém estivesse enfiando uma espada em mim.

Voltando a enfermaria era atendida por uma das enfermeiras do local, a mesma avaliava meus ferimentos, perguntando como isso tinha acontecido, uma pergunta besta já que estávamos em missão, apenas suspirava com dor. - Subestimei demais minha inimiga, mas isso não é grande problema! Assim a mulher me dava alguns medicamentos para tratar da minha dor e ferimentos, tomava escutando as recomendações da mesma. - Que eu vou ficar parada, isso não posso garantir! Era um fato, tinha muita coisa para ser resolvida e principalmente uma guerra para ser vencida.

Não tinha muito oque se fazer ali, precisava esperar com que os resgatados fossem tratados e alimentados para enfim ter uma conversa mais franca com eles, mas tinha de encontrar com o Luis e explicar oque tinha acontecido e avisar que a missão tinha sido um sucesso.

Seguiria calmamente afim de não piorar mais o meu quadro para sala de reunião onde provavelmente o velho se encontrava, caso não encontrasse o mesmo perguntaria a pessoa mais próxima até encontrá-lo. Assim que encontrasse me aproximaria do mesmo logo falando. - A missão fora um sucesso, tivemos algumas baixas, mas todos estão vivos, escravos resgatados e sendo tratados, mas infelizmente nem todos conseguiram sobreviver dentro daquele barco. Dava uma pausa olhando para o lado meio triste lembrando da situação que eles se encontravam. - Todos eles estavam em condições sub-humanas, vivendo em meio seus próprios dejetos, cadáveres e ratos, me surpreende muitos deles ainda estarem vivos! Terminava o relatório sobre o resgate, mas ainda tinha mais coisa a ser conversado.

- Quando estávamos lá escutamos, que eles foram comprados por alguém do governo que está presente nessa ilha, capturei a líder deles, e creio que se pressionarmos um pouco poderemos pegar o nome do comprador e ir atrás dele, mas tomem cuidado ela é uma usuária de akuma no mi, que produz uns tipos de braços invisíveis então é bom manter a acorrentada! Deixaria essa função para a central de inteligência, interrogatório ainda não era o meu forte, e só me interessava o nome do comprador.

- Enquanto me recupero e vocês pegam o nome, poderia me mostrar algum lugar que eu possa estudar física? Queria aperfeiçoar minhas habilidades como ferreira, e aproveitar que esses conhecimentos poderiam ser uteis em batalhas.

Aprendizado de pericia: Física

Esperava que o mesmo atendesse meu pedido, estudar naquele momento parecia ser o melhor a se fazer, assim daria tempo das pessoas resgatadas se recuperarem e da central de inteligência interrogar a mulher. Assim iria para onde o mesmo me indicasse para estudar, caso fosse me designado um tutor, prestaria atenção em tudo que o mesmo falasse, e faria os exercícios designados, e leria tudo sobre o assunto. Mas caso fosse me indicado apenas um livro, leria o mesmo várias e várias vezes fazendo seus exemplos e exercícios, ficaria ali o tempo que precisasse para conseguir absorver todo o conhecimento da área.

Assim que terminasse de estudar, procuraria por algum livro sobre oratória, tinha que aprender a falar melhor em publico, não que tinha sido ruim, mas aprimorar sempre é valido.

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 28
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptyTer 01 Set 2020, 15:05



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ARCO 2: CORAÇÕES CONGELADOS!


Winterfell Quarters - 00:00h

Azura entregara Ruby para um dos revolucionários transeuntes dos corredores. Que sem demora chama ajuda e escolta a mulher ainda desacordada até as celas.

Agora tratada e com suas dores menos intensas, a revolucionária podia se concentrar em outros afazeres. E o primeiro deles era localizar o velho Luis e reportar sobre o resultado da missão. Seguindo até a sala de reuniões, Azura se depara com ele sentado, analisando mapas. Ao ver a moça entrando, o velho guarda seus óculos e a olha, esperando que falasse.

- Então?? - Escutando suas palavras ele esboça um sorriso, que logo é interrompido com a conclusão da fala. - Em uma guerra precisamos ser gratos por todos os que salvamos, mas nunca devemos esquecer dos que caíram, e isso inclui as pobres almas que estavam a bordo daquele inferno flutuante... Inclusive, como viu, temos muitos feridos, a situação piora a cada dia, e precisamos de reforços. Considere isso sua próxima missão, consiga recrutas para a causa. - Ele parecia pesaroso, mas continuava concentrado nas falar de Azura. - Uma líder que utiliza o fruto?? Se for quem eu penso que é, fez um ótimo trabalho trazendo-a em custódia, mocinha. Não se preocupe, temos uma cela com Kairouseki, ela não vai a lugar algum...

Suas palavras soavam distantes, pensativas. Tanto que quase não ouvia a pergunta de Azura quando ela fala do local que precisava achar.

- Física...? Ahh, sim! Lembra das escadas que levam até a forja? Pois bem, ao lado delas tem uma porta. Lá existe uma biblioteca, deve achar o que procura.

Assim ela segue as instruções de seu superior, passando pelos corredores e alcançando a tal porta. Aquela biblioteca era o sonho de qualquer ávido leitor. Por mais que a guerra castigasse a cidade, aquele canto parecia intacto, longe de todo aquele horror. Prateleiras se estendiam para cima e para as laterais, e a quantidade de volumes naquele local devia estar sendo colecionada há vários anos, antes mesmo de os revolucionários ocuparem o castelo.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Azura não via ninguém por ali, mas algumas plaquinhas identificavam o assunto dos livros, e quando ela finalmente acha o que precisava, é obrigada a usar uma escada para alcançar o livro em uma das mais altas prateleiras.

Ela não perde tempo e começa a ler, concentrada e em voz baixa, afim de gravar melhor as informações ali contidas. A moça fazia exercícios, estudava teorias, lia e relia a mesma página diversas vezes, até que as coisas começavam a se encaixar em sua mente.

Após algumas horas, ela finalmente se da por satisfeita com o aprendizado, e decide achar outro livro, ainda queria saber mais. É ai que acha um livro de oratória próximo à mesa, e o pega para dar uma olhada.

POST 18

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Azura V. Pendragon:
 

Considerações:
 

XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Ter 01 Set 2020, 20:31, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptyTer 01 Set 2020, 16:53


Após ser tratada na enfermaria, ia de encontro com Luis, sem enrolar já avisava ao mesmo tudo que tinha acontecido na missão, em seguida o mesmo falava aquilo que vinha percebendo desde que tinha chegado, a nossa situação só vinha complicando, a cada dia mais feridos da guerra chegavam na base, diminuindo o número de pessoal ativo em campo, até agora nada de encontrar com o Wander, não sabia qual seria o futuro daquela base.

Em seguida o mesmo informava que minha próxima missão era recrutar pessoas para nossa causa, estávamos precisando, e sabia muito bem onde procurar, aposto que tratados e de bariga cheia, os então ex escravos seriam uma adição muito boa para nosso exército, visto que os mesmos já iam lutar nessa guerra, mas contra a vontade deles. Agora eles teriam o poder de decidir se nos ajudariam ou não, só precisava achar as palavras certas para isso. - Tranquilo, pode deixar encontrarei algumas pessoas para podermos usar como reforços! Até todos eles estarem saudáveis e abertos para me escutarem, seria um tempinho, me restava então estudar enquanto o tempo passasse.

O velho então indicava onde eu poderia encontrar os livros para poder estudar e passar o tempo, seguia as escadarias segurando na parede, as dores em meu abdome por causa da costela eram insuportáveis ainda. Encontrava o lugar sem nenhuma dificuldade, assim que abria a porta encontrava uma biblioteca linda, com livros do chão ao teto, algo maravilhoso, imaginava todo o conhecimento que poderia adquirir naquele lugar.

Aprendia tudo sobre física com os livros daquele lugar, uma matéria fascinante, que mudaria completamente a minha forma de pensar, tantas possibilidades de projetos e formas de lutar e atacar aproveitando da física do local, estava satisfeita com todo aquele conhecimento. Mas como diria minha mãe conhecimento nunca é demais, ainda tinha tempo de mais uma leitura, e como pretendia fazer mais pessoas se alistarem no exército, precisaria aprender como usar as palavras certas.

Aprendizado de pericia: Oratória

Com isso em mente, pegava um livro que estava ali perto, o mesmo ensinava a arte da oratória, leria o livro de cabo a rabo, analisando todas as formas de se comportar em uma reunião ou discursos, praticaria várias vezes por horas até estar cem por cento, estava disposta a dar tudo de mim para aprender aquela arte.

Assim que terminasse de estudar guardaria os livros nos seus respectivos lugares, em seguida sairia de la para poder me encontrar com os ex escravos, a final a essa altura provavelmente estariam todos tratados e de barriga cheia, talvez mais aptos para uma boa conversa, principalmente com a jovem Alice, a mesma me despertava algo que não sabia explicar, tinha de conhecer mais da garota, alguém com o espírito dela de ajudar os outros não podia ser desperdiçada.

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 28
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptyTer 01 Set 2020, 20:44



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ARCO 2: CORAÇÕES CONGELADOS!


Winterfell Quarters - 08:00h

Determinada a cumprir sua segunda missão, Azura decide aprender sobre oratória, para saber o que dizer na hora de recrutar. Em posse do livro que ensinava a tal arte, ela começa a ler.

Passava vários minutos lendo aquela obra, e quando não entendia, voltava no ponto que gerou dúvidas e começava novamente. Ela repassava em sua cabeça as melhores formas de se falar a mesma coisa, e quando se sentia preparada, subiu na cadeira e começou a discursar.

Se os livros ali em volta tivessem vida, com certeza estariam movidos pelas palavras da revolucionária, que soavam como se alguém experiente as declamasse. Ainda com algumas dúvidas, ela volta a ler um pouco.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Contudo, algumas horas depois, ela acorda confusa, com a página do livro grudada em seu rosto, uma dor pulsante em sua costela e a luz do sol esquentando sua pele alva, após ultrapassar o lindo e colorido vitral da janela enorme. Ela então volta a si e se lembra da missão que lhe fora incumbida, precisava ir ver os escravos.

Com isso em mente, ela guarda os livros que utilizou na noite passada e ruma em direção à enfermaria. Ela entra no local e vê que algumas das pessoas que estavam lá já haviam saído, e agora a maioria dos ocupantes eram os resgatados de sua missão.

Em um canto do cômodo, Azura avista Elliot e Alice conversando, o mink lobo estava contente, denunciado por sua cauda abanando e sorriso solto, enquanto a caprina parecia mais à vontade. Quanto a vê, Elliot logo diz.

- Azura aqui. - Acenando para a revolucionária, ele falava para Alice.

- Olá senhorita Azura! Dormiu bem? - Dizia Alice com um sorriso simpático e as bochechas coradas.

POST 19

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Azura V. Pendragon:
 

Considerações:
 

XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 EmptyQua 02 Set 2020, 12:04


Enfiava minha cara nos livros, queria estar preparada para poder incentivar os ex escravos a se alistarem no exército, naquele momento o quartel precisava de mais pessoas ativas. “Precisamos ganhar essa guerra, garantir a voz do povo na quinta rota é meu principal objetivo!” Pensava quando treinava alguns discursos, com o tempo ia sabendo oque deveria falar para todos.

O tempo ia passando e o cansaço da missão em conjunto da leitura faziam minhas pálpebras ficarem pesadas, quando dei por mim já era outro dia, tinha dormido com a cara na mesa, uma leve dor de cabeça em conjunto das dores em meu abdome me fazia acordar com um humor não muito agradável. - Caralho, tanto lugar para dormir acabei dormindo na porra da cadeira! Me levantava olhando para o lado, já era dia, então provavelmente o povo já estava saudável e mais racionais, assim guardava os livros e saia para fora da biblioteca. “Esse lugar é do caralho, certamente voltarei depois para estudar mais!" Assim seguia em direção a enfermaria.

Tinha uma missão para cumprir, antes mesmo da gente procurar reforços com pessoas na cidade, precisávamos tentar com os que estavam na nossa própria casa, sabia oque tinha de ser falado, a final eles eram iguais a mim no passado. “Desde que entrei, somente algumas pessoas sabem do que aconteceu comigo, incluindo os da noite passada que por me ver na situação deles e Garfield. Acho que está na hora de mostrar que tem futuro para escravos libertos!” Pensava quando chegava na enfermaria.

Percebia que boa parte das pessoas que estavam ali no dia anterior já tinham tomado alta, restando sua maioria as pessoas que foram resgatadas daquele barco infernal, o meu alvo da missão. Mais ao cando via Elliot jundo da Alice, certamento o garoto estava muito mais empolgado, compreensível já que a garota era uma semelhante, o mesmo chamava para onde ele se encontrava, sem objeções seguia calmamente até eles.

- Fico feliz que todos estão bem! Falava sorrindo para eles, em seguida escutando a pergunta da pequena mink. - Dormi mais ou menos, minha cabeça dói um pouco, peguei no sono enquanto estudava! Coçava minha cabeça rindo para eles, em seguida voltaria a ficar séria, não era tempo de papo furado. - Tenho que conversar com vocês que foram resgatados na noite anterior, poderia reunir eles para mim? Pediria para Alice, enquanto moraria uma posição a gente para que eu pudesse falar.



Assim que todos estivessem olhando para mim, soltaria um breve suspiro e começaria a falar. - Bom dia pessoal, como falei ontem, sou a Major Azura Pendragon, estou aqui para ter uma conversa mais tranquila com vocês, espero que estejam melhores e de barriga cheia! Dava uma pausa sorrindo olhando para cada um ali. - Como falei ontem, eu sou como uma de vocês, passei por muita coisa quando mais jovem, e não é muita gente dentro do exército que sabe disso, mas está na hora de todos ficarem sabendo da minha historia e entender o motivo da minha luta, com isso talvez consiga convencer alguns de vocês a se unir a nós!

- A muito tempo atrás, nos mares da ilha de Alabaste, eu perdia minha mãe, e todas as pessoas que amava. O grande motivo dessa perda fora um cão do verno que servia a marinha na época, que emboscava minha mãe e suas amigas em uma armadilha e as mataram. Dava uma pequena pausa suspirando. - Depois disso virei uma escrava, escrava da pessoa que deveria defender os mais fracos e servir a justiça, mas ele era só mais um deles, um nobre que acha que é dono de tudo e que é melhor do que os outros.

-  Então julgava que a morte tinha chegado até mim! Mas graças ao exercito eu fui salva e hoje luto ao lado deles. Dava uma pausa retirando minha camisa mostrando a tatuagem em meu ombro. - E essa e marca da família desse homem, cravada em meu ombro para fazer lembrar todos os dias pelo que eu luto! Aproximava um pouco mais deles. - Eu luto pela liberdade, mas isso qualquer revolucionário luta, luto para que ninguém passe pelo que eu passei, ou melhor pelo que todos nós aqui passamos!

- Eu lutarei para que nenhuma criança nessa terra saiba oque e ser comprada ou vendida! Continuarei essa luta aqui e além, a marinha, o governo os nobres são todos apenas raios de uma roda que gira, um dia o governo esta em cima, no outro a marinha, e no outro os nobres enquanto esmaga o povo que está em baixo! Aumentava minha voz gradativamente. - Não sou a primeira a tentar parar essa roda, nem tão pouco a última. Mas garanto a vocês que sou bem diferente de todos eles, pois eu não vou parar a roda! Dava uma pausa fechando meu punho direito.- Eu vou QUEBRAR a roda! Minha voz poderia ser escutada por todos que estivessem perto, voltando a um tom normal continuaria. - E para isso eu criei a célula revolucionaria Wings of Freedon! Somos os lutadores da liberdade, aspectos protetores do Céu, e eu como líder estou aqui para convidar a todos presentes aqui a lutarem pela revolução, a se unirem a mim e salvar essa ilha das garras do governo que massacra nosso povo dia a dia! Então com um grande sorriso no rosto gritaria. - Estão comigo!? Esperava a resposta dos resgatados e estava confiante de que boa parte iria se unir a gente.

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Conteúdo patrocinado




Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Arco 2: Corações congelados!
Voltar ao Topo 
Página 4 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Arstotzka-
Ir para: