One Piece RPG
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Enuma Elish
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 04:13

» Um Rugido Inicial
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Graeme Hoje à(s) 00:12

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 21:42

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 21:14

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 20:02

» [M.E.P.] Keke
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Keke Ontem à(s) 19:14

» [Mini - Keke] Entre o aço e o açúcar.
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Keke Ontem à(s) 19:12

» [LB] O Florescer de Utopia III
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 19:11

» III - Grand Line
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Bijin Ontem à(s) 19:04

» The One Above All - Ato 2
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 18:50

» [Mini - Cass Sabach] A fumaça cresce no horizonte
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Jinne Ontem à(s) 17:50

» [M.E.P - Cass Sabach] A fumaça cresce no horizonte.
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Jinne Ontem à(s) 17:49

» ZoukTamachiroo
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Jinne Ontem à(s) 17:48

» ZoukTamachiroo
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Jinne Ontem à(s) 17:47

» Aldo Rahner
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Shogo Ontem à(s) 16:55

» The Victory Promise
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Akise Ontem à(s) 15:11

» 10º Capítulo - Parabellum!
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Marciano Ontem à(s) 14:09

» As mil espadas - As mil aranhas
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Noelle Ontem à(s) 11:43

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor Furry Ontem à(s) 10:32

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Emptypor K1NG Ontem à(s) 08:50



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Arco 2: Corações congelados!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptyQua 19 Ago 2020, 19:56

Relembrando a primeira mensagem :

Arco 2: Corações congelados!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) revolucionária Azura V. Pendragon. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Kenshin Himura
Cabo
Cabo


Data de inscrição : 22/04/2012

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptyQua 26 Ago 2020, 23:54


Assim terminava de conversar com o velho Luis, me restando esperar enquanto o mesmo reunisse a equipe que me acompanharia em minha missão, logo o rapaz designado para me apresentar o castelo perguntava o lugar que eu gostaria de conhecer. Não estava para perder tempo, então pedia para que me levasse até a forja, a final tinha de me preparar no maior estilo para que assim pudesse lutar cem por cento, além que seria uma ótima hora para pôr em prática meus novos conhecimentos como ferreira.

Seguíamos descendo pelas escadarias do castelo, o lugar era enorme, e parecia que nunca iriamos chegar no local desejado, conforme íamos descendo o frio ia se aumentando novamente, como se estivéssemos seguindo para o lado de fora do castelo novamente. Logo então chegávamos no que parecia ser a forja do castelo, era uma visão bem interessante, onde o teto era formado por diversas formações rochosas congeladas, o lugar me lembrava muito uma gruta, provavelmente estávamos a baixo do castelo.

- Cada vez mais me surpreendendo com a arquitetura desse lugar! Olhava o local de ponta a ponta, apesar de ser uma sala em um dos lugares mais frios do castelo, o clima ali era agradável, dava-se pela caldeira de grandes temperaturas ativas, e isso podia ser visto pelo chão que não tinha nenhuma parte congelada se quer.

Antes que eu pudesse entrar e me aproveitar de todo aquele calor e enfim produzir tudo que queria, o jovem que me acompanhava logo então informava que por ser convidada do velho, poderia usufruir de tal local, mas que precisaria ficar atenta com as coisas gastas e fazer apenas coisas que seriam proveitosas em minha missão. - Tranquilo, não se preocupe vou fazer apenas dois pares de algo bem suave, vai ser necessário para poder lutar.

Assim me afastaria do jovem caminhando para dentro da forja, todo aquele calor me deixava confortável, me lembrava das ilhas tropicais que minha mestra me levava quando mais nova, mas não era momento para ficar com saudosismo, assim retiraria meu escudo das costas e daria uma olhada no mesmo. “Poderia revestir ele, ou fazer um bem mais resistente do que esses aqui, apesar de serem bastante uteis, restringem muito meus movimentos!” Colocaria o escudo próximo a alguma parede o escorando.

Forjando: Botas

Em relação as botas eu já tinha algo em mente precisava fazer uma bota confortável e resistente para que eu pudesse chutar sem correr o risco de ter a perna perfurada como as vezes no East Blue, então começaria o trabalho, pegaria alguns equipamentos de proteção como luvas para o trabalho e daria início com alguns tipos de ferro para poder fazer o molde das botas, trabalharia em cima dos metais na fornalha até conseguir fazer oque eu planejava, em seguida pegaria uma pequena barra de aço e a derreteria para que eu pudesse fazer um revestimento nas botas, claro que isso não deixaria a bota mais forte, mas ao menos deixaria ela com uma camada extra de proteção, a ideia era fazer uma bota de cano longo que chegasse até o meu joelho.

Procuraria alguma coisa pouco acolchoada para colocar por dentro da bota, para que assim ficasse confortável de se utilizar, então continuaria o trabalho, em seguida para finalizar todo o trabalho pintaria a bota de dourado e vermelho, para que assim desse um toque especial nela, a final minha primeira bota oficial, logo ficaria ali o tempo necessário para produzir a bota.

Passos da alvorada (bota):
 

Forjando: Braceletes de Aço.

Agora estava na dúvida do que fazer para a proteção dos meus braços, o escudo realmente estavam limitando meus movimentos, e apesar de ser uma mulher forte, ter algo mais pesado do que a madeira poderia limitar ainda mais meus movimentos. “Pensa azura, pensa...” Assim um estalo vinha em minha mente, estava mais para uma lembrança boa e feliz, lembrava da minha mãe lutando contra um grupo de piratas bloqueando os ataques dos mesmos com nada mais nada menos do que braceletes feitas de aço, eram sutis, eficientes e muito resistentes fazendo com que ela não perdesse mobilidade. - Vou poder ter algo que vai lembrar a minha mãe! Um sorriso confiante em meu rosto se mostrava quando me dirigia em direção as barras de aço.

Assim, ainda com os equipamentos de proteção em mãos, pegaria a barra de aço e começaria o trabalho em cima dele, tiraria as medidas para fazer os braceletes que ficariam em meus antebraços, e em seguida daria o trabalho de moldagem neles, também iria atrás do mesmo material acolchoado para revestir na parte interna do bracelete para que assim não me machucasse com o impacto de alguns bloqueios, assim que estivessem prontos, começaria o acabamento, fazendo as mesmas marcações que lembrava estarem na da minha mãe, principalmente pintando as partes em dourado, para combinar com a bota, e ficaria trabalhando nelas até as mesmas ficarem prontas.

Braceletes da tempestade:
 

Com meus equipamentos prontos, colocaria eles para estar pronta para a missão, primeiro as botas novas, deixando as antigas em algum lugar destinado para materiais usados, em seguida colocaria os dois braceletes em meus braços, assim estando pronta para o trabalho. Agora me restaria esperar notícias do velho Luis, notícias da equipe escolhida, e principalmente das informações da estadia dos escravistas aqui.

- Garoto! Chamaria pelo rapaz que estava me mostrando o castelo, não lembrava o nome dele, e tão pouco tinha falado o meu para o mesmo. - Nem sei se chegamos a nos apresentar! Falaria assim que o mesmo se aproximasse. - Me chamo Azura, enfim, não sei quanto tempo o velho Luis vai demorar, mas poderia me mostrar o lugar onde todos ficam quando esperam por alguma coisa por aqui? Assim cruzaria os braços e seguiria o rapaz por onde ele quisesse me levar.
Historico:
 

Off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 28
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptyQui 27 Ago 2020, 15:38



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ARCO 2: CORAÇÕES CONGELADOS!


Winterfell Quarters - 18:30h

No rosto de Azura, a surpresa era nítida, o castelo era realmente impressionante, e cada lugar parecia ter sido bem pensado. Além da arquitetura, os materiais pareciam de boa qualidade, apesar de não serem abundantes. Recebendo as recomendações, a revolucionária concorda e caminha para o centro do local.

Em sua cabeça, ela já planejava todos os itens que forjaria por ali. Pegando o par de luvas de couro, logo começava a moldar os pedaços de ferro. Batidas, faíscas, o barulho da calefação... A sinfonia da forja estava à toda, e sendo embalada por ela, Azura trabalhava. Ela perde um bom tempo dando acabamentos e tentando deixar a bota o mais confortável possível. A finalização é feita com esmero, a moça pintava à mão seu novo item, deixando-o elegante, além de funcional.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Cansada, e já pingando de suor pelo calor e esforço, Azura aproveita um tempinho de descanso para ponderar sobre o que fazer para o próximo acessório.  Em um momento de nostalgia, a ideia lhe ocorre, forjaria braceletes, resistentes e bem feitos. Com isso em mente, ela define o tamanho ideal e retoma as batidas do martelo na bigorna e o banho de calor. Com o mesmo afinco que usara no item anterior, ela termina o trabalho, usando seu tempo para dar os toques finais apenas.

Agora com os equipamentos de uma real amazona, ela deixava sua bota antiga para trás, e estava pronta para enfrentar sua missão. Por isso, ela chama o rapaz e se apresenta, em resposta ele diz.

- Prazer senhorita Azura! Me chamo Jake, eu vou... - Antes que pudesse concluir a frase, porém, o velho Luis entra no local. Ele parecia irritado, e não perde tempo em achar a revolucionária.

- Você tinha razão, os porcos estão usando uma praia ao norte da cidade para distribuir alguns escravos, eles vêm de Pindorama e devem ser usados na guerra. Bem debaixo dos nossos narizes! A marinha serve para quê afinal?! Só vieram bagunçar a cidade! - Ele bradava lívido de raiva, um homem baixinho como aquele com certeza acumulava bastante ódio. - De qualquer forma, já consegui um destacamento para te acompanhar, inclusive, o Jake ai também vai.

A informação do velho vinha como um choque, e o rapaz assustado se voltava para Luis e dizia.

- E-eu?? S-será uma honra, senhor! - Apesar do nervosismo e aparência franzina, ele parecia ser competente.

- Fico menos estressado com isso. Feliz mesmo, só ficarei quando aquelas escórias forem abatidas. O seu grupo te espera na sala de reuniões, venha, te mostro o caminho. Conto com você, Major Azura.

Com isso, o trio segue para a tal sala de reuniões, onde poderiam conversar sobre o plano. No entanto, Azura ouve uma voz do além, seria Urias novamente? Na verdade, ela saía de um pequeno caramujo que estava em posse do velho. Parecia ser uma mensagem, e coincidentemente, direcionada à moça. Ela dizia.

"[...]se faz necessário manter nossa influência na Quinta Rota, especialmente para que possamos usufruir de nossa parceria com o Reino de Alabasta... Deixe essa missão a cargo de todos os revolucionários que estiverem nesta rota em questão, mas especialmente a Azura Pendragon e Mao di Lut Ima, a disponibilidade de escolherem a missão que mais se adequar ao local e qualidades delas... Em Terralegre, a primeira ilha, sem a cobertura de Ross é de extrema importância derrubar a marinha da região, especialmente Flappy Bob e o cientista Feanov, cortando a produção da droga denominada Pequenalegria e preservar a caverna onde estão os Minks Auernov e Pallidmane, que poderão ajudar os revolucionários se estes anunciarem que estão em meu nome... Chaos é uma ilha restabelecida a regência de Gatsu Gokudera, pretendo não me envolver em assuntos de piratas e muito menos em ilhas cuja regência foi definida de forma livre, o que nos leva a Pindorama... Pindorama possui um sistema de governo baseado em regência escravocrata, os recentes acontecimentos provocaram grandes danos a ilha e uma fuga em massa de escravos, mas ainda há aqueles que estão privados de sua liberdade, além disso trata-se de um governo inteiramente ligado ao Governo Mundial e por isso deve ser derrubado. Muito além de derrubar seu atual regente e libertar os escravos, Pindorama possui uma fortaleza que se conquistada seria uma excelente ferramenta para a revolução e Lampião mais do que fez por merecer uma mudança de casa. Por último tempos Arstotzka, cuja premissa é simples, preservar o local e ajudar Wander Winterfell a lidar com a marinha."

A mensagem acabava e o velho olhava para a revolucionária, ostentando um sorriso no rosto.

- Importante hein? Se precisar de ajuda pode nos chamar, mas seria bom se você começasse por essa última missão citada.

POST 10

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Azura V. Pendragon:
 

OFF:
 

Considerações:
 

XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptySex 28 Ago 2020, 01:57


Terminava o meu trabalho na forja, não sabia quanto tempo tinha ficado ali, mas estava satisfeita com as coisas que tinha produzido, estava pronta para a missão, e assim só restava saber o paradeiro do velho e se o mesmo teria conseguido as informações que tinha pedido. “Por ser um quartel-general, espero que a central de inteligência aqui seja bem útil!” Pensava caminhado em direção ao rapaz que estava me acompanhando.

Logo percebia que nem tínhamos nos apresentado, em meio a apresentação pedia para que ele me levasse para um lugar onde pudesse descansar e esperar pelo velho, mas antes que o mesmo pudesse fazer isso, via Luis se aproximando, o mesmo aprecia bastante sério. “Finalmente notícias!” O velho então parava próximo de mim e dava as informações.

E como esperado, eles não passavam pela ilha de longe indo para essa tal de pindorama, na real eles vinham de lá como também vinham de terralegre, e distribuíam os escravos por outras ilhas, e somava com algo que nem passava pela minha cabeça estavam utilizando eles na guerra. “Além de tirar a liberdade deles, os forçam a lutar e morrer em uma luta que não são deles!” Apertava meu punho direito tentando conter a raiva que crescia dentro de mim, Urias tinha rasão, eu tinha de fazer algo a respeito sobre oque estava acontecendo naquela ilha.

- Não fique surpreso com a falta de eficiência da marinha, ou nesse caso a inexistência dela! Estava nervosa, e aquilo era mais motivo para que eu permanecesse na ilha para ajudar os revolucionários na guerra. - Se estão usando escravos na guerra, a marinha está por trás disso, ou melhor dizendo o governo está por trás disso tudo, eles querem o domínio completo dessa ilha e vão usar de qualquer “recurso” para tal, mesmo se o recurso forem vidas humanas! A raiva poderia ser vista em meus olhos o meu punho fechado apertava tanto que quem olhasse pensaria que daria um soco na primeira pessoa que me tirasse do sério, o que talvez poderia acontecer.

Luis seguia falando que encontrava o grupo para me acompanhar em tal missão e que o jovem garoto que me acompanhava até ali em baixo estaria na missão e o restante estava me esperando na sala de reuniões. - Garoto, vamos dançar com lobos! Falava então seguindo pelos corredores indo em direção a tal sala de reuniões. “Falando em lobos, será que Elliot já está melhor!?” Pensava em meu companheiro que tinha sido deixado na enfermaria mais cedo.

- Luis gostaria que Elliot estivesse junto para a missão, a essa altura ele já deve estar melhor! Falaria enquanto caminharia, esperava que o mink estivesse junto da gente, pois queria saber como era a habilidade do garoto, a final não tinha conseguido ver nada quando ele tinha me salvo.

Ao chegarmos na sala de reunião não dava nem tempo de conhecer as pessoas que iriam me acompanhar na missão, pois começava a escutar uma voz como se estivesse vinda do além, o pior que eu reconhecia a voz. “Eu realmente estou ficando doida!” Pensava quando olhava para o lado e via o velho Luis segurando um den den mushi, e nele saia uma mensagem vinda da sub-general Elsa.

A mulher poderosa que tinha encontrado naquela ilha misteriosa, dava instruções aos revolucionários da quinta rota, citava Alabasta, olhava para o nada me lembrando daquele dia fatídico no qual minha liberdade tinha sido tirada, e da história da M-4 e as irmãs. Minha atenção se voltava para a mensagem quando escutava a mulher proferir meu nome, arregalava o olho surpresa da mesma se lembrar de mim.

A mulher que tinha uma grande influência no exército, me dava autonomia para escolher minhas próprias missões desde que casassem com oque tinha de ser feito na ilha que eu me encontrasse, parecia que a mesma estava prevendo o futuro, já que escravos estavam sendo usados para fortificar o exército inimigo. Por fim ela ia dando um breve resumo de cada ilha que teria de ter influência revolucionaria finalizando com a que eu estava.

Ficava feliz com as palavras proferidas pela superior, e desde que tinha chegado em  Arstotzka estava começando a ficar decidida a ficar e sair apenas após o fim da guerra. O velho Luis olhava para mim informando que as palavras da Elsa eram importantes e que eu deveria começar por Arstotzka. - Já era algo que estava decidida, ver oque a marinha e o governo estão fazendo com essa ilha estão me deixando irritada, principalmente com o uso de força escrava! Dava uma pausa olhando para o chão. - Ficarei na ilha até conseguir ajudar o comandante Wander com a guerra! Estava completamente decidida, estava representando minha célula naquele lugar.

- Depois que terminarmos aqui, decidirei oque tenho de fazer, mas uma coisa é certa, depois do que Elsa falou Pindorama está na minha mira! Falaria com a raiva nos olhos, mas aquilo era assunto para outra hora, no momento tinha que focar na missão de acabar com o acampamento dos escravistas.

- Bom pessoal, agora é com a gente, não temos muito tempo para ficar aqui batendo papo, temos de agir, como sabem sou a Major Azura Pendragon, e liderarei vocês nessa missão! Dava uma pausa olhando para todas as pessoas no local. - A missão é simples, encontrar e salvar os escravos que estiverem nesse acampamento, e acabar com qualquer um que tente nos impedir! Falaria em um tom bastante ameaçador, pois quando se tratava de escravos eu nunca estava para brincadeiras.

- Vamos indo, não conheço os caminhos então confiarei em vocês, assim vão se apresentando para que saiba suas habilidades e possamos partir! Assim escutaria cada um das pessoas que fariam parte dessa equipe, esperaria que Elliot estivesse com a gente caso o mesmo estivesse melhor. Assim sairia do quartel rumo ao nosso objetivo, sempre atenta por onde estivesse percorrendo e escutando oque os revolucionários locais tivessem a falar sobre o terreno ou sobre nossos inimigos.

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 28
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptySex 28 Ago 2020, 09:47



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ARCO 2: CORAÇÕES CONGELADOS!


Winterfell Quarters - 19:00h

A informação do velho atingia Azura como um tiro, a raiva subia dentro de si, enquanto ela pensava na morte desnecessária de pessoas escravizadas naquele lugar.

Ela e o velho enxergavam o mundo de forma parecida, e isso era exemplificado nas falas dos dois. A raiva se dissipava, porém, ao passo que Luis continuava a conversa. Eles então caminham para a sala de reunião citada, e no caminho, Azura pergunta sobre seu amigo mink.

- Ahh sim, esqueci esse detalhe. O jovem Elliot está melhor, mandarei chamá-lo. - Ele dizia caminhando com passinhos curtos, porém apressados.

Na sala, a mensagem da Sub-General Elsa era clara e, por incrível que pareça, citava nossa protagonista, o que trazia memórias à tona. Em posse das novas informações, a revolucionária se decidia, ficaria em Arstotzka até que a marinha estivesse derrotada.

- Isso é uma ótima notícia, precisamos de toda a ajuda que encontrarmos. E dar um jeito em Pindorama é um objetivo nobre, ficarei feliz em ajudar, se precisar, mas até lá, que tal reduzirmos as forças da marinha e aumentarmos as nossas um pouco hein? - O velho dizia com um sorriso malicioso, apontando para um local no mapa e prosseguindo. - Aqui é o local onde o tal barco faz sua parada, um cantinho escondido da marinha e dos revolucionários, bem longe da guerra... Malditos!

Azura aproveitava o gancho para se apresentar, com sua fala, os presentes no local prestam uma continência à ela. Quando termina sua última frase, ouve um "Sim, senhora!" em uníssono, e algumas apresentações depois.

- Cabo Jake senhorita! Esses são Pietra e Tom, também cabos, e estaremos à sua disposição. - Ele fala apontando para seus companheiros em ordem.

- É uma honra Major! - Tom falava cortês e sério. - Eu sou bom com mapas, então guiarei o caminho. - O rapaz afirma pegando um pergaminho da sala, um mapa do local para onde iriam.

- Conte conosco! - Pietra tinha um brilho nos olhos e a animação de uma novata.

Na saída da sala, eles esbarram com Elliot, que estava revigorado e animado. Sorrindo ele exclama.

- Eu melhor. Azura diz chutar bundas! - O mink dava um soco na palma de sua mão, mostrando que estava pronto para o combate.

E assim o grupo saia, um total de 5 pessoas e um objetivo em comum, bater em escravocratas! O percurso era liderado por Tom, que olhava o mapa eventualmente para ter certeza que estavam no curso. Após um certo tempo andando em locais traiçoeiros, escorregadios e perigosos, eles finalmente alcançam uma pequena colina nevada, de lá, era possível avistar uma praia escondida por pequenos morros e algumas pedras, tudo branco, coberto pela neve. Era ali, o navio estava ancorado e algumas pessoas eram vistas na orla. A escuridão ajudava os dois lados a ficarem escondidos, mas por estarem mais altos, os revolucionários tinham certa vantagem.

POST 11

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Azura V. Pendragon:
 

OFF:
 

Considerações:
 

XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptySex 28 Ago 2020, 17:48


Recado recebido e aceitado, e a missão selecionada, Luis estava feliz com a minha decisão de ajudar em Arstotzka, como uma boa revolucionaria ver um local em crise e não ajudar estava fora de cogitação. Então só restava agora pegar a equipe que o velho tinha arrumado para que assim pudéssemos dar início aos trabalhos, todos pareciam bastante empolgados, e eu adorava ver toda essa chama dentro deles queimando prontos para lutarem pela liberdade.

“Não que eu seja tão experiente, mas eles lembram a mim quando comecei a treinar com a Senhora Katharine!” O sorriso confiante ao escutar seus nomes e suas patentes me deixava bastante empolgada, certamente aquela missão poderia ser muito bem aproveitada.

Estavamos prontos para partir, com nosso guia a frente, e assim que pisava do lado de fora da sala, via Elliot em minha frente, logo sorria, ao ver o mink saudável e pronto para a missão. Ao escutar as falas do garoto, ficava orgulhosa do mesmo e fazia o mesmo movimento com as mãos. - Isso ai Elliot, vamos acabar com o cu de uns escravistas! Assim agora com a adição de Elliot estávamos em um número ótimo para a missão, cinco cabeças.

Seguíamos para o lado de fora do castelo, assim que as portas se abriam o frio adentrava no local, mas naquela altura do campeonato, meu corpo começava a se acostumar com a temperatura, ainda estava frio, mas algo um pouco mais suportável do que ontem ou até mais cedo. Mas isso poderia ser temporário, a final a noite estava chegando, e com ela as baixas temperaturas poderiam ser piores.

Deixava Tom seguir na frente, para que pudesse mostrar o caminho para nós, a final não conhecia nada da região, e por experiência própria de mais cedo não estava nem um pouco a fim de cair em alguma armadilha natural. “Estou me sentindo revigorada, e pronta para mostrar o meu potencial!” Pensava seguindo o jovem revolucionário, pisando sempre onde o mesmo pisava.

Após um tempo de caminhada, chegávamos em uma espécie de colina, a neve tomava o local por completo, e la de cima conseguíamos ver uma embarcação e ao seu lado algumas pessoas na praia, o local era ótimo para eles, bem escondido naturalmente pelas colinas em volta. “Um ponto estratégico fora do alcance da base!” Pensava analisando tudo, não dava para saber ao certo quantas pessoas estavam no lugar, a distância e a escuridão começava a dificultar as coisas.

“Temos de nos aproximar de várias direções para que possamos ter um elemento surpresa!” O fato deles não estarem esperando a nossa presença conjunto da escuridão ajudava muito o nosso lado, só precisava saber quais lados deveriam ser abordados. - Vamos fazer o seguinte, eles estão isolados pelo mar, assim temos de agir pelas três entradas! Falaria baixo para que apenas o grupo ali pudesse escutar. - Vamos dividir em duas duplas e um vai solo! Olharia para cada um analisando quem seria a melhor dupla. - Jake, você vai com Elliot pela esquerda, Pietra e Tom pela direita, eu vou pelo centro! Olharia novamente na direção do barco para analisar melhor.

- Se aproximem o mais discreto possível, tentem buscar informações sobre o paradeiro dos escravos, apenas ajam caso estejam em perigo ou descobertos! Dava uma pausa. - Além do mais Ataquem assim que escutarem meu sinal! Caso perguntassem qual seria o sinal logo então falaria. - Sou conhecida por ser alguém barulhenta, vão saber quando for a hora! Assim sorriria para eles confiante com a equipe que fora designada.

Assim dispensaria as equipes para que possam tomar seus devidos lugares e se aproximarem cautelosamente. “Está na hora do vamos ver!” Assim começaria descer a colina tentando ir o máximo pelas sombras, tentaria ficar atenta a minha volta, para não ser pega por armadilhas, seja elas dos escravocratas, ou da própria natureza, tentaria ir o mais furtivo que conseguisse, utilizando se árvores, arbustos até mesmo pedras e troncos.

Quando estivesse o mais próximo possível do grupo que estivesse na praia tentaria escutar a conversa deles, olhar oque tem em volta para poder saber oque poderia ser utilizado na hora de uma batalha. Tentaria ver se os outros dois times tinham conseguido se aproximar, e independente disso, tentaria continuar furtiva, mesmo não sendo minha especialidade, tentando captar o máximo de informação possível, caso fosse descoberta tentaria dar alguns saltos para trás, para tomar distancia e ter visão do que estava a minha volta e quantos inimigos tinham.
Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 28
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptySex 28 Ago 2020, 20:25



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ARCO 2: CORAÇÕES CONGELADOS!


Norte de Arstotzka - 19:45h

O frio aliado ao breu não ajudava a causa revolucionária, mas isso não intimidava o grupo, que estava decidido a lutar até libertar os escravos daquele navio.

Definindo um plano de ação, Azura decide dividir a unidade, mandando cada dupla ir para uma direção, e ela sozinha. Todos acatam a ordem silenciosamente e partem para os caminhos designados.

A revolucionária usa a neve e sombras a seu favor, silenciando seus movimentos enquanto descia a colina até a praia. Ela estava alerta, precavida contra os perigos invernais. Algumas pedras encobriam sua presença, fazendo possível que ela percebesse algumas coisas. A primeira, é que os homens estavam armados e bem acompanhados, eram 5 também.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Azura conseguia ver seus amigos espalhados em volta da orla, todos pareciam ter chegado, e aguardavam o sinal da comandante do ataque. Antes de permitir o avanço, porém, ela ouvia algumas conversas.

- Quem vem buscar esse carregamento? Tá na hora de sair já! - Um dos homens dizia.

- Um agente do governo todo pomposo ai, pagou até bem por eles, então não me importo de esperar. - Uma mulher se pronuncia, por sua pose e armamento, ela parecia ser a líder. - Mas acho que vem depois de amanhã por volta da hora do almoço. Até lá, vasculhem o perímetro, não mandarei de novo! - Ela fala quase como um rosnado.

Cumprindo as ordens da líder escravocrata, os homens se espalhavam pela orla, um deles chegava bem perto de onde Pietra e Tom se encontravam. A moça estava sob a mira da arma, mesmo que o capanga não a tivesse enxergado ainda.

Percebendo isso, Tom ataca em um movimento desordenado, mirando na garganta do homem, que provavelmente tinha um treinamento militar, uma vez que agarrou o rapaz pelo braço e o derrubou no chão com um movimento giratório em questão de segundos.

Ele finalmente vê Pietra e avança contra ela também. A menina era ágil e conseguia desviar por entre as pernas do homem, mas agora todos já sabiam da presença deles ali, pelo menos dos 2. O que Azura faria?

POST 12

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Azura V. Pendragon:
 

OFF:
 

Considerações:
 

XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptySab 29 Ago 2020, 04:32


O caminho até ali tinha sido perigoso, mas, ao mesmo tempo, tranquilo, já estava esperta com os caminhos traiçoeiros da ilha. Nos deparávamos com o grupo de escravistas parados na frente de seu navio, assim fazia um plano simples, mas que se bem executado daria muito certo, e todos aceitavam a tática de se dividir e encurralar o grupo, assim partíamos para nossas posições.

Descia ao centro utilizando as rochas e a neve para tentar me camuflar, era muita sorte pois a neve fofinha abafava meus passos, fazendo com que os inimigos não percebessem a nossa presença, assim fazendo uma possibilidade de um ataque surpresa. Me escondendo atrás de algumas pedras, conseguia ter uma boa visão dos inimigos, eram cinco no total, e estavam muito bem armadas, poderia ser algo complicado, mas equilibrado pois ficaria um para cada.

Percebia que os outros também tinham conseguido se aproximar sem chamar a atenção, o plano estava seguindo tranquilamente, só precisávamos pegar mais informações antes de poder agir. “Vamos ver oque esses filhos da puta estão falando!” Pensava olhando para a mulher que parecia ter a autoridade ali.

A mulher falava que um agente do governo chegaria em alguns dias para buscar os escravos, a demora para receber os escravos era plausível já que a ilha estava em guerra logo todos estavam o máximo ocupados. E além do mais aquilo só confirmava a minha teoria que o governo mundial estava envolvida com o mercado de escravos, como de costume. “Assim como em Loguetown membros do governo agindo como se fossem donos de tudo!” Pensava quando a mulher dispersava seus subordinados.

Tentava me esconder nas sombras da pedra enquanto via os homens se afastarem para olhar o perímetro, tínhamos de saber quem do governo estava por trás da compra, para assim podermos ir atrás do crápula que tinha feito pedido pelos escravos. Percebia que um dos homens estava se aproximando muito do Tom e da Pietra, esperava que os mesmos soubessem lidar com a situação e se movimentarem.

No segundo que olhava para o lado para ver as posições dos outros, escutava um barulho que fazia rapidamente minha atenção se voltar para Tom e Pietra, via o garoto pulando em cima do escravo, assim revelando a posição deles perante os inimigos. “Droga...” Via a garota desviando de um ataque por de baixo das pernas do homem.

Nossa presença naquele lugar tinha sido revelada, a bagunça causada pelos dois, apesar de ter acabado com o plano inicial, nos dava uma abertura boa, a atenção estava totalmente virada para a dupla, poderia usar disso para poder atacar os outros. “Mas tenho de ajudá-los sou a líder, estão contando comigo!” O peso da vida deles estavam em minhas mãos principalmente por serem novatos, assim precisava aproveitar a atenção deles e atacar o homem para assim que ele solte o Tom.

Com o olhar fixo no escravista faria força com as pernas contra o chão para tomar impulso e usar de minha aceleração para correr em direção ao mesmo, meu objetivo era aproveitar a distração para poder dar um golpe surpresa. Com isso em mente correria em zig zag da direita para esquerda a fim de evitar ataques a distância que poderia vir dos outros inimigos, e assim que tivesse em uma distância mínima entre nós dois, ficaria atenta para caso o mesmo tentasse desferir um golpe, assim arquearia minha perna tentando bloquear o golpe com a sola do meu sapato em seguida tentaria empurrar o mesmo no processo, logo em seguida me abaixaria e tentando aproveitar o desequilíbrio que meu empurrão causaria tentaria dar uma rasteira esticando minha perna e movimentando ela da esquerda para a direita.

Esperaria que o mesmo tivesse soltado o Tom, mas caso o mesmo desviasse do ataque ou algum outro escravista tentasse me acertar eu rapidamente tentaria bloquear o golpe com meus braceletes colocando os braços na frente em formado de “X”, caso fosse o atirador apenas tentaria me esquivar para o lado a fim de desviar da bala. Logo então voltaria ao meu ataque focando o inimigo, correria novamente em direção do mesmo, e assim que tivesse numa distância boa saltaria para cima do mesmo, arqueando minha pena direita, tentaria focalizar toda minha força na mesma, e assim que tivesse caindo em direção ao homem tentaria desferir um chute com o calcanhar de cima para baixo na cabeça do agente, a fim de nocauteá-lo.

Esperava que minhas ações dessem inicio aos ataque do Jake, Elliot e Pietra, caso tom estivessem em segurança me viraria para o restante do grupo de escravistas, a raiva em meu rosto poderia ser percebida por todos que estivessem ali. - Deixo o restante com vocês, eu e a garota vamos dançar um pouco! Falaria dando alguns passos para frente focada na líder dos escravistas.

- Vamos ver se, traficar humanos é um trabalho rentável! A raiva que já estava sentindo desde cedo aumentava cada vez mais, quando dava alguns passos a frente começava a ter alguns flash da batalha no farol, por um segundo levava a minha mão a cabeça pois me lembrava de estar em uma forma animalesca batendo em todos os piratas a minha volta. “Lidar com esses merdas sempre me dão lembranças ruins, mas dessa vez parece que minha falta de controle me deu algo bem útil!” As lembranças de como estava lutando naquele dia vinha a tona me mostrando uma forma muito interessante de se lutar.

“Talvez posso utilizar disso se a mesma for digna!” Pensava me posicionando para lutar.

Tentaria me manter atenta aos movimentos da mulher e aos que estavam em minha volta,  e no primeiro movimento, forçaria minhas pernas novamente para poder avançar contra a mulher, quando tivesse perto dela ficaria atenta aos movimentos da mesma. Caso ela tentasse desferir um golpe contra mim, arquearia meu braço direito para tentar fazer a mesma acerta meu bracelete, assim tentaria forçar a mesma a jogando para trás a fim de desequilibrá-la. Aproveitaria desse momento para me abaixar, colocando minha perna esquerda como base apoiando no chão junto com meu braço direito, e com minha perna direita executaria um chute de baixo para cima em direção a cabeça da mulher. Mas caso ela ou outra pessoa tentasse me atacar no processo tentaria dar algumas cambalhotas para o lado contrário a fim de evitar o golpe e assim me posicionar novamente para poder voltar a lutar, sempre tomando cuidado para não esbarrar com alguma coisa.
Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 28
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptyDom 30 Ago 2020, 12:34



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ARCO 2: CORAÇÕES CONGELADOS!


Norte de Arstotzka - 20:10h

Vendo a cena que se desenrolava com Tom e Pietra, Azura toma velocidade e corre à toda na direção deles para ajudá-los. Ela desvia de tiros e torce para que nenhum acerte seus amigos.

Quando finalmente chega perto, ela tenta empurrar o homem, mas aquilo era uma muralha, o golpe da revolucionária nem o balança... Pelo contrário, ele agarra a perna que ela usara para chutar e a joga com tudo para o lado. A sorte da moça era a quantidade de neve, que amortecia sua queda.

Nesse meio tempo, outro escravocrata já alcançava a cena, ele chutaria o rosto de Azura, não fossem seus braceletes recém forjados que suportam o impacto, fazendo com que seu oponente seja jogado para trás.

A essa altura Elliot estava engalfinhado com um dos escravocratas, assim como todas as outras pessoas do grupo, exceto Azura, que jazia caída no chão. Situação que rapidamente muda, quando ela avista a líder vindo em sua direção.

Com uma fala direcionada tanto a seus amigos quanto à mulher, Azura avança de encontro à líder, que com um sorriso sádico nos lábios diz.

- Tango ou valsa? - Ela parecia desarmada, mas ainda assim não se intimidava. Algo de errado não estava certo.

Já formando sua estratégia, Azura se lembrava do farol, se preciso fosse, usaria todas as suas cartas na manga. Em volta das duas, várias batalhas se desenrolavam, o momento estava congelado como tudo naquela ilha, e as duas avançavam em passos lentos.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


A revolucionária tentava desferir o primeiro golpe. Correndo em direção à sua oponente, porém, ela não consegue se aproximar muito antes de ser jogada com força em uma pedra perto do mar. Uma dor aguda atinge sua costela, que provavelmente estaria quebrada. Mas isso era o de menos, o problema maior era a líder, que continuava na mesma posição, de braços cruzados. Se não havia movido um músculo sequer, como ela repeliu o ataque de Azura?

POST 13

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Azura V. Pendragon:
 

Considerações:
 

XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptyDom 30 Ago 2020, 15:40


Minha investida contra o brutamonte que estava em cima dos garotos não tinha sido muito bem executada, mas ao menos tinha conseguido tempo para que Tom e a Pietra conseguissem se reagrupar. Jagada para longe rapidamente voltava ao cenário estando de pé diante da líder dos escravocratas, dava as ordens para os meus companheiros pudessem eliminar seus adversários assim me deixando focada em minha mais nova inimiga.

A mesma parecia bastante interessante, principalmente pelo fato da mesma responder o meu convite para dançar. “Vai ser divertido!” Pensava partido em direção a mulher, tentava uma investida enquanto a mesma continuava parada em seu lugar, mas antes que eu pudesse atingir a mesma, meu golpe fora bloqueado fazendo com que meu corpo fosse arremessado para longe. “Mas oqu...” Meu corpo batia com tudo em uma pedra próxima ao mar, uma dor aguda vinha da minha costela, olhava de relance na região como não via sangramento, não sabia se tinha quebrado ou não.

Olhava na direção da mulher e via que ela estava parada no mesmo lugar, sem mover um músculo se quer, parece que vai ser uma batalha um pouco mais complicada do que eu esperava. “Que poder é esse!?” Não conseguia identificar oque poderia ter me atingido antes mesmo de ter alcançado a mulher. “Parece que vou usar isso mais cedo do que esperava!” Assim me levantaria novamente, sentia leves dores vindas da minha costela, mas comparado a tudo que já tinha passado, aquilo era como se uma unha tivesse sido quebrada.

- Não vou mentir que estou surpresa! Falaria dando alguns passos para frente. - Sobre o tipo de dança, que tal algo mais animado, estou a fim de uma salsa! Estava na hora de mostrar meu novo estilo de combate, querendo ou não novo até para mim, a final quando utilizei dele estava completamente fora de mim conectada com Urias em combate.


- Oficialmente, você vai ser a primeira a sentir um gostinho meio selvagem! Um sorriso malicioso em meu rosto, começaria a agachar tomando minha posição de combate, colocando as palmas das mãos no chão ficando de quatro, me apoiando como um animal. - Contemple o Spirit of beast! Colocaria a língua para fora como uma cobra pronta para dar o bote.

Posição de combate

Utilizando do apoio das minhas quatro “patas” forçaria meus músculos para assim utilizar da minha aceleração natural para correr em zig zag na direção da escravocrata, assim que estivesse de frente com a mesma, aproveitaria que minha posição já estaria rente as pernas dela, logo apoiando com os dois braços no chão, esticaria as duas pernas juntas para a fim de dar uma rasteira com o máximo de força possível, caso alguém tentasse me parar ou a mesma tentasse fazer algo em meio meu ataque, instintivamente tentaria pular para o lado oposto do golpe, ou bloquear com algum dos meus braços utilizando o bracelete, utilizando do braço mais próximo o golpe e apoiando meu peso no braço mais distante, e em seguida contra atacando com um gancho em seu rosto, utilizando do punho que tivesse livre. Depois voltaria ao movimento original.

Em seguida daria uma cambalhota para me afastar novamente a fim de me preparar para mais uma sequência de ataques. Voltaria a correr em direção a mulher, sempre em zig zag, tentando alternar da direita para esquerda, com o máximo de velocidade possível, assim que tivesse a pouca distância do inimigo saltaria arqueando a perna esquerda e mantendo a direita reta, tentando acertar o tórax com um poderoso chute com a ponta do pé para que pudesse fazer o máximo de pressão possível em um único ponto, caso acertasse usaria como impulso para dar alguns giros para trás e voltar a pousar como um animal. Mas caso bloqueasse ou alguém tentasse me acertar em meio aos meus ataques, tentaria levantar meu braço direito com o bracelete e bloquear o possível ataque, ou apenas esquivar para o lado oposto do golpe a fim de me distanciar e ter uma visão melhor e tentar a investida novamente.

Acertando ou não, ainda na posição animalesca voltaria a correr em direção da mulher, para evitar que a mesma tentasse prever meus movimentos, tentaria dessa vez seguir em linha reta para que pudesse pegar o maior impulso possível, quando tivesse perto da mesma, saltaria com o máximo de força possível, com a mão direita enrijeceria meus dedos como um animal, como se tivesse garras, focaria desferir um golpe em diagonal da direita para esquerda de cima para baixo no rosto da mulher focando um de seus olhos, para que assim a mesma tivesse seu campo de visão reduzido, caso a mesma ou outra pessoa tentasse me acertar bloquearia o ataque colocando os dois braços na frente com os braceletes, e em seguida tentaria voltar ao ataque. Caso acertasse, daria varias cambalhotas me distanciando da mulher para que eu pudesse ter uma visão melhor do campo de batalha e saber oque fazer em seguida.

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 28
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptyDom 30 Ago 2020, 16:54



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ARCO 2: CORAÇÕES CONGELADOS!


Norte de Arstotzka - 20:30h


Atônita com a situação, Azura olhava para a mulher, tentando saber o que tinha acontecido naquela defesa parada. Levantando-se com uma certa animação, ela nem liga para a dor que sentia, e apenas responde a mulher.

Determinada a enfrentar sua oponente de igual para igual, Azura se agacha, e fica na posição de ataque. Ela acelera na direção de sua oponente, e se apoiando nas mãos, dá uma rasteira. A mulher ia cair, mas algo inesperado acontece. Ela levita! A 1 metro do chão, se mantinha em uma espécie de voo parado, encarando a revolucionária de cima.

- Consegue me pegar agora? - Ela diz com escárnio na voz

Azura então resolve dar uma cambalhota, se afastando da mulher. Ela se prepara novamente e começa a fazer sua corrida em zigue-zague, o problema é que a escravocrata já havia visto aquele movimento, com isso, ela consegue repelir Azura antes que chegasse perto. Sem ver o que a atingiu, a revolucionária não consegue desviar, e é levitada assim como a mulher. Algo envolvia seu tronco, e a apertava com força, fazendo com que o ar se esvaísse dos pulmões.

Por sorte, Jake viu a cena e lançou uma shuriken para cortar a escravocrata, que com dor, derruba Azura na neve. Mas a moça não sai ilesa dessa, o aperto piora a dor que sentia na costela, e respirar se tornava um pouco mais difícil.

Não se dando por vencida, Azura muda um pouco as coisas, correndo em linha reta na sua forma animalesca, ela fica mais rápida do que antes, conseguindo finalmente alcançar a mulher e ter uma boa chance de ataque. Aproveitando a deixa, ela pula com força para cima, arranhando o olho direito da inimiga.

A ruiva fecha os olhos, por isso não há um dano grave, mas a pele do supercílio é rasgada, fazendo com que o sangue espesso escorresse por cima de suas pálpebras, a cegando por um breve momento, era uma oportunidade de ouro.

POST 14

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Azura V. Pendragon:
 

Considerações:
 

XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Dom 30 Ago 2020, 22:35, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 2: Corações congelados! - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 EmptyDom 30 Ago 2020, 20:48


A batalha continuava contra a líder dos escravocratas, investia com o meu novo estilo de combate chegando o mais perto possível dela, conseguindo dar a rasteira na mesma, mas antes que pudesse continuar, via algo deveras impressionante, a menina não chegava a cair no chão flutuando antes mesmo de entrar em contato com a neve. “Mais que putaria é essa?” Pensava quando escutava a mulher debochar de mim.

- Admito, antes você tinha a minha curiosidade, e agora você tem a minha atenção! Falaria com um sorriso malicioso em meu rosto, seguia com minha sequencia de golpes, mas por alguma força ela conseguia bloquear novamente, e não só isso sentia algo apertar meu corpo fazendo com que eu levitasse, tentava me debater para se soltar, mas não conseguia ver oque estava me segurando, quanto mais me debatia mais sentia meu corpo ser apertado.

- Arrgh… Sentia a dor em minha costela piorar por conta do aperto, sentia o ar dos meus pulmões se esvaindo pouco a pouco, logo alguém acertava a garota que fazia a mesma perder a concentração e me soltar, caia com tudo no chão, ainda em ar por conta da dor na costela, mas agradecida pela ajuda. Estava subestimando a garota, e tudo aquilo estava começando a fazer com que a raiva que já estava presente em meu peito ficasse cada vez mais forte, não podia negar que a filha da puta era habilidosa, mas tinha de lembrar que a mesma era uma mera escravocrata, e o destino dela era a morte.

Estava na hora de parar de subestimá-la e lutar mais a sério, tomando folego novamente voltava a minha posição tentando ignorar a dor, em seguida corria em direção a mulher aproveitando a guarda baixa da mesma desferia um golpe tentando acertar o olho dela, de imediato parecia que eu tinha conseguido, mas percebia que tinha sido algo mais superficial do que esperava, me distanciava enquanto via o sangue da mulher caindo pelo seu rosto.

Me sentava agachada como se fosse um gato, levando meus dedos da mão direita que estavam com o sangue da mulher até a boca, daria uma pequena lambida, em seguida olhando diretamente no rosto da mulher, a cada segundo a mais que a luta se estendia, a raiva ia se aumentando cada vez mais, sorria com um olhar sádico para mesma. - Na próxima arrancarei ele inteiro! Ria olhando para a mulher, naquele momento já não estava para brincadeira a vida dos meus companheiros e dos escravos naquela embarcação estava em minhas mãos.

Exemplo da posição

Assim iria para o ataque, mesmo sentindo leves dores no abdome aonde tinha sido acertada, tentaria ignorar a dor e partir pra cima da mulher. Correria usando toda a minha velocidade em zigue zague para confundir a adversária, dando pequenas pausa sutis para que a mesma não conseguisse prever onde eu poderia me encontrar, com a ajuda da aceleração atingia o ápice de minha velocidade. Não sabia o que esperar, pois até agora não tinha entendido o poder da mesma, mas sabia oque tinha de ser feito naquele momento. Quando estivesse a dois metros da mulher daria um pequeno salto de meio metro para o lado direito pra tentar enganá-la e a forçar a fazer algum movimento, e independente da mesma cair nessa ou não, assim que tocasse os pés no chão daria uma grande cambalhota por cima da mesma, assim que os pés tocassem no chão novamente daria mais um grande salto até ficar com os pés na altura do pescoço do alvo. Quando estivesse na posição que desejava, daria um giro em 360º para pegar mais força e acertaria um grande chute com a ponta do pé no pescoço da mesma como se fosse uma mordida de cobra. Caso fosse um golpe bem-sucedido, assim que pisasse no chão na posição animalesca, aproveitaria o possível desequilíbrio da mulher e utilizando minha boca morderia com o máximo de força possível o tendão da perna direita da mesma, com toda minha força tentaria rasgar o mesmo afim de diminuir a mobilidade.  

Caso em todo esse movimento de ataque a mesma tentasse desferir algum golpe em mim, tentaria ao máximo desviar para o lado oposto, ou se fosse mais fácil, levantaria os braços em formato de “X” bloqueando o possível ataque com os braceletes. O Ataque sendo bem-sucedido ou não, voltaria a recuar para poder tomar distancia e saber quais os próximos movimentos a serem feitos.

Voltando a me distanciar ainda na posição animalesca, olhava ao meu redor para saber como estava indo as lutas dos outros, mas sem perder o foco na mulher. - Talvez se não trabalhasse com isso poderíamos até tido um caso! A mulher poderia até ser a escória da sociedade, mas não tirava o fato de ser bonita, a luta apesar de complicada estava bastante divertida.

Em seguida tentaria mais uma investida contra a mulher, esperava que com sua visão estivesse um pouco mais debilitada, assim facilitando minha aproximação da mesma, assim que estivesse a mais ou menos dois metros da mulher daria um salto visando ficar mais alto que a mesma, para que assim caísse em sua direção, arquearia a perna direita para que assim que estivesse caindo desse um grande golpe com o meu calcanhar visando acertar a cabeça da mesma. Caso a escravocrata tentasse bloquear ou revidar o golpe, tentaria me esquivar para o lado mais seguro possível, sempre com os quatro apoios no chão, ou se fosse mais conveniente, utilizaria o braço mais próximo do golpe para arquear e bloquear utilizando dos meus braceletes.

Exemplo do ataque

Em seguida daria várias sequências de cambalhotas para me distanciar, para que pudesse me preparar para o próximo ataque, assim que estivesse em uma distância tranquila. - Vamos intensificar essa dança! Falava com um olhar confiante em meu roto. - Lotus da morte!Assim tentaria executar minha técnica.

Tecnica:
 

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Conteúdo patrocinado




Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 2: Corações congelados!   Arco 2: Corações congelados! - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Arco 2: Corações congelados!
Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Arstotzka-
Ir para: