One Piece RPG
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» The One Above All - Ato 2
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 1:43

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Bluesday Ontem à(s) 20:26

» Cap. 2 - A New Day
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor ADM.Tonikbelo Ontem à(s) 18:59

» [Ficha] Song
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor MarionLRZ Ontem à(s) 18:39

» [LB] O Florescer de Utopia III
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Vincent Ontem à(s) 18:12

» Enuma Elish
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 16:57

» Seasons: Road to New World
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Ravenborn Ontem à(s) 15:51

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 15:36

» I - As rédeas de Latem City!!
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Felix Ontem à(s) 15:18

» Akira Suzuki
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 10:58

» Lurion
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 10:57

» O Legado Bitencourt Act I
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Ineel Ontem à(s) 4:15

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Sab 26 Set - 23:54

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Sab 26 Set - 22:20

» Supernova
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Sab 26 Set - 21:56

» Hey Ya!
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Sab 26 Set - 21:55

» Cap.1 Deuses entre nós
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor Thomas Torres Sab 26 Set - 21:05

» A inconsistência do Mágico
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor CaraxDD Sab 26 Set - 19:27

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor GM.Muffatu Sab 26 Set - 18:23

» As mil espadas - As mil aranhas
Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Emptypor jonyorlando Sab 26 Set - 17:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Arco 1: Passagem pela ilha do riso

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptyDom 2 Ago - 23:14

Relembrando a primeira mensagem :

Arco 1: Passagem pela ilha do riso

Aqui ocorrerá a aventura do(a) revolucionária Azura V. Pendragon. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Kenshin Himura
Cabo
Cabo


Data de inscrição : 22/04/2012

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptyQua 5 Ago - 17:18



Estava do lado de fora da embarcação, só de estar ali, minhas energias voltavam es tava determinada a fugir antes que fosse entrega nas mãos da marinha. Olhando para baixo na rampa via a médica convencida me olhando, parecia que era ela que iria me levar para a marinha, aquilo me dava uma repulsa em meu estômago, não sabia ao certo se era por conta das minhas feridas, ou se era só o fato de eu ter sido capturada por alguém que aproveitou que estava invalida para agir.

“Vadia, você vai morrer!” Pensava descendo a rampa olhando diretamente nos olhos daquela puta, a caminhada da vergonha começava, e eu só tinha uma coisa em mente, encontrar um batedor do exército revolucionário. Em meio aos passos doloridos que eu dava percebia uma movimentação suspeita vinda do meio de uma das barracas instaladas no porto da cidade, provavelmente um revolucionário, e essa era a deixa para enfim poder fazer alguma coisa.

Com isso em mente gritava com todas as minhas forças tudo que poderia chamar a atenção de um revolucionário. Percebia que chamava a atenção de todos que estavam ali perto, oque poderia ser uma boa distração caso a caçadora me desse uma abertura para poder escapar, mas antes que pudesse fazer qualquer coisa sentia uma forte dor em meu estômago, quando percebia a caçadora tinha me acertado um soco. Em ocasiões normais eu teria aguentado aquele soco, mas devido a todos os ferimentos, parecia que o soco tinha atingido meu corpo por completo e não apenas o meu estômago,

Sentia meu corpo caindo lentamente quando escutava a caçadora me mandando ficar quieta. - Filha da pu… Não conseguia completar a frase, simplesmente minhas vistas ia se escurecendo, aquela situação para mim era muito degradante, mas a única coisa que conseguia ver antes da escuridão completa era um vulto indo em direção aos caçadores que me escoltava.

Depois disso não via ou escutava mais nada, a única coisa que sentia era que alguém estava me carregando, não estava totalmente apagada, mas por conta do golpe estava sem forças de ao menos conseguir abrir os olhos. Esperava que na melhor das hipóteses estivesse sendo levado para algum lugar seguro e na pior estaria sendo carregada e entregue a marinha.

Após um tempo recobrava minha consciência, abria meus olhos e conseguia ver um teto sob minha cabeça, não parecia o teto de uma prisão, então de imediato sentia um alívio. Percebia que os pesos em meu pulso estavam mais leves como se finalmente estivesse livre, mas no momento que tentava separá-los sentia ainda presa, olhava para baixo e via uma amarra com cordas. “O droga lá vamos nós de novo!” Pensava tentando me endireitar a ficar sentada, a cada movimento que fazia sentia as pontadas dos meus ferimentos, estavam um pouco menos dolorosos que antes, a não ser meu estômago que fora aonde aquela puta tinha acertado.

“Aonde estou agora?” Pensava olhando a minha volta, parecia um tipo de armazém, sabia que era ainda em Terralegre pelo ar seco e que enquanto estava sendo carregada não tinha sentido nenhum balanço característico de embarcações. - Alô, alguém? Gritaria para tentar chamar a atenção de quem quer que estivesse ali, tinha de saber nas mãos de quem eu estaria agora, para enfim bolar um plano de fuga e encontrar os revolucionários.

- Alô, sou Azura Pendragon, alguém me ajuda? Apesar de estar apenas amarrada e meus ferimentos estarem um pouco menos doloridos, não tinha forças o suficiente para andar por ai ainda, precisava saber quem estava naquele local antes de fazer qualquer merda.

Historico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptyQui 6 Ago - 1:38




narração -  Arco 1: Passagem pela ilha do riso


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Armazém - 19:45h

Após toda a comoção que se desenrolou no porto, bem como seu resgate e heroi misterioso, Azura fora carregada para longe, e deixada as minguas em um armazém abandonado, aparentemente. Abrindo lentamente seus olhos, a visão começava a desembaçar, possibilitando um olhar mais definido do local onde se encontrava.

Percebendo que estrava presa outra vez, a moça se irrita. Quantas vezes mais aquilo aconteceria nesses tempos? Pensava sobre seu destino enquanto tentava se endireitar, os ferimentos dificultavam um pouco, mas já estavam melhorando. Entretanto, a dificuldade de respirar e esticar o abdome ainda eram uma realidade dolorida.

Levantando-se e vagando pelo armazém, Azura gritava, na esperança de que seus novos sequestradores (ou seriam heróis?) aparecessem. Ela precisava de um plano de ação, e enquanto pensava sobre ele, uma figura aterriza levemente em sua frente. Era um homem, ou algo do gênero. Coberto de trapos que envolviam seu rosto, e uma cauda cinza azulada enorme, o ser a encarava, parecia intrigado, porém alerta.

Ele segurava um machado ensanguentado, mas o sangue não parecia recente, e sim ressecado, uma arma sem muitos cuidados pela aparência. Aproximando-se cuidadosamente, e abaixando um pouco o pano que cobria seu rosto, o homem cheira, na verdade, fareja, e com uma voz que mais parecia um sussurro diz.

- Olá Azura... Fico feliz de saber seu nome. - Cobrindo novamente o rosto, ele anda em círculos em volta da revolucionária, analisando-a. - Meu nome é Elliot, vi que precisava de ajuda, então ajudei, acha que fiz bem? - Ele agora agachava em sua frente, olhando para ela esperançoso, como se aguardasse aprovação por seus atos. Onde Azura havia se metido agora?

Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Off:
 

                                     

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptyQui 6 Ago - 5:45



Assim que acordava começava a andar por aquele galpão, não mentiria que estava aliviada de não estar presa em uma cela da marinha, mas não tinha a mínima ideia de quem poderia ter me “salvo” dos caçadores, salvo entre aspas, pois ainda estava amarrada. “Ao menos dessa vez são cordas no lugar de algemas!” Pensava movimentando meus braços tentando forçar as cordas, o fato que eram bem mais confortáveis que as algemas da caçadora.

Mas não tinha tempo para poder ficar analisando aquele lugar deplorável, tinha que sair dali o quanto antes, e assim encontrar meus amigos, ou encontrar uma forma de ir até a ilha no qual Mao havia me mostrado para poder nos encontrar. Colocando minhas mãos em cima do meu abdome ainda dolorido, dava alguns passos para frente no qual parecia ser a saída do lugar, mas um vulto caia na minha frente, que pelos meus instintos faziam dar um pequeno salto para trás. Naquele movimento sentia todos os músculos do meu corpo doerem, a dor era maior do que o soco que a caçadora tinha me dado. -Droga… Soltava involuntariamente, e qualquer um que olhasse para o meu rosto poderia ver a dor que estava sentindo.

Quando levantava meu rosto para ver quem que aparecia em minha frente, percebia que era uma figura masculina, o mesmo não usava roupas das mais sofisticadas, e em sua mão uma espécie de machado, com a lâmina suja e mal tratada. “Um mink!” Pensava vendo o rabo e as orelhas do rapaz, sua aparência me transmitia insanidade, principalmente pelo seu olhar. “Agora um psicopata… Não posso fazer muita coisa” Pensava analisando a situação, e chegava a conclusão que se ele era um inimigo eu não poderia fazer muita coisa naquele momento sem ter um dano colateral lascivo, meu corpo ainda doía muito, tinha de ver as intenções dele antes de tirar qualquer conclusão precipitada.

- Que susto! Falava olhando para o rapaz que se aproximava de mim e começava a me cheirar, algo muito característico de animais, já tinha conhecido alguns minks algumas vezes e todos eram bastante civilizados, esse parecia ser um tanto mais selvagem. Enquanto me cheirava eu tentava me afastar um pouco, aquilo era muito invasivo me deixando um pouco confortável, principalmente dizendo que estava feliz em saber meu nome.

- Garoto vamos com calma, você está invadindo meu espaço pessoal! Falaria me distanciando um pouco do mink, enquanto o mesmo dizia seu nome, Elliot… Um nome bastante interessante, e mais interessante ainda o que ele me dizia a seguir, talvez o garoto tenha agido por impulso, impulso por ajudar alguém. Abaixava meus braços ficando um pouco mais calma. “Ele parece ser uma pessoa perdida...” Pensava dando uma segunda olhada no garoto.

Suspirava então baixando minha guarda. - Fez certo, aquelas pessoas me sequestraram em um momento de fraqueza! Estenderia minhas mãos para mostrar as amarras. - Elliot, tem como retirar essas cordas? Elas são meio desconfortáveis! Esperava que o mesmo fizesse oque eu tivesse pedido mas caso eu ainda permanecesse com as amarras apenas andaria calmamente ate uma parede aonde eu pudesse me sentar no chão e recostar na mesma.

- Sabe garoto, suas intenções foram boas, e sou muito grata por isso… Falava pegando a pequena garrafa que o velho do farol havia me dado. “Ao menos essa delicia sobreviveu a tudo isso!” Pensava olhando para a mesma, em seguida caso eu ainda estivesse com as amarras pediria para o rapaz abrir, mas se eu já tivesse com as mãos livres abriria e daria alguns goles saciando a sede que eu me encontrava e em seguia mostraria para o rapaz perguntando. - Aceita um gole?

Independente da resposta do mesmo voltaria a focar na conversa. - Não tenho ideia do que você faz para viver, mas te garanto que esse seu dom de ajudar as pessoas que você julga precisar certamente seria bem útil no exército revolucionário! Daria um breve sorriso para o mesmo.

- Sou uma Major do exército, e agora que sabe um pouco de mim, por favor me conte um pouco mais de você! Estaria mentindo se falasse que não estava interessada no jovem mink, não era todo dia que a gente era salvo por alguém com uma aparência um tanto peculiar. Assim que ele me contasse ou não sobre ele, coçando o queixo analisando o garoto voltaria a falar. - Você me ajudou a fugir, sou muito grata por isso, e eu julgo que estou te devendo, oque posso fazer para ficarmos quites! Assim daria um grande sorriso largo.

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptyQui 6 Ago - 12:27




narração -  Arco 1: Passagem pela ilha do riso


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Armazém - 20:00h

Enquanto andava pelo armazém abandonado pensando sobre um plano para sair dali e encontrar com Mao na ilha que haviam combinado, Azura avista uma saída, uma luz ao longe, ao se dirigir para lá, algo cai em sua frente. Saltando para trás com o susto, ela analisa o que poderia ser, em meio à muitas dores despertadas pelo movimento brusco.

Olhando para a coisa na sua frente, Azura percebia que não era "o que", e sim "quem", era um mink mais precisamente. A aparência do homem, bem como a moça imaginava, era insana, talvez por ter consumido quantidade absurda de drogas desde cedo, ou apenas por viver naquele local. De qualquer forma, os próximos passos da revolucionária teriam que ser cuidadosos, uma vez que lidar com louco é sempre mais complicado.

Exclamando seu susto, ela se impressiona com o comportamento do mink, eles geralmente eram menos animalescos em sua personalidade, mas esse não parecia ter muito contato com outros minks, nem com pessoas pelo visto. Se afastava do rapaz farejador, ele parecia perceber, por isso para e se agacha em sua frente e lhe diz seu nome. Olhando aquela figura encolhida no chão, encarando-a e esperando sua aprovação, Azura vê o que Elliot realmente é, alguém perdido e solitário, que sofreu com preconceitos e maus tratos desde sempre.

Respondendo o homem, ela mostra suas mãos, perguntando sobre a corda que a amarrava. Elliot parecia confuso, até meio triste, e rapidamente ele vai em direção à Azura e diz.

- Que bom que fiz certo. Desculpa prender, tinha medo que você machucasse no sonho. - Aparentemente, o medo era sobre si mesmo, mas ele imaginava que outras pessoas também passassem por aquilo.

Azura se sentava no chão, encostando em uma mesa, agradecia o garoto, que a olhava de longe enquanto a moça pegava uma garrafa, a abrindo e tomando um belo gole. Quando perguntando se queria um gole, o rapaz segura suas mãos e balança a cabeça positivamente. Chegando perto lentamente e pegando a garrafa, ele a segura com as duas mãos e bebe. Ele parecia ter gostado muito, sorria levemente enquanto devolvia a garrafa para Azura. Ela continua sua conversa com o mink e fala sobre o exército revolucionário, ele então responde.

- Exército revolucionário pede para eu ficar de olho no porto, olfato bom, olhos bons, vejo coisas, ajudo pessoas, exército paga. - Sua forma de falar era tímida, sussurrada e rústica, talvez aquele rapaz tenha passado por várias coisas realmente, mas seu sustento vinha do exército. Isso queria dizer que Azura não era inimiga dele.

Ele ouvia a moça falar que era major, provavelmente não tinha conhecimento de patentes ou coisas do gênero, mas para o jovem mink, todos com quem ele conversava eram seus superiores, inclusive Azura. Ela perguntava sobre o jovem e o que poderia fazer para ajudá-lo, mais uma vez ele a responde, agora encarando-a nos olhos.

- Sou Elliot, quando nasci nome não era esse. Nome não tinha. Morava na floresta, pessoas não gostam de mim na cidade. Mulher me achou, parece você. Ela cuidou, me deu nome, comida e casa. Morreu, pirata era, governo não gostava. - Ele faz uma pausa olhando para Azura, como se lembrasse da mulher que um dia havia o salvado. - Seguir posso? Não gosto Terralegre, pessoas ruins, cheiros ruins, quero sair. Chamo exército, quer? - Mais uma vez aquele olhar esperançoso tomava conta do rosto do jovem enquanto ele encarava Azura, esperando por sua resposta.

Agora era uma questão de confiança, será que Azura aceitaria ter um mink selvagem e insano a seguindo por ai? Será que ele realmente era selvagem e insano? Ela falaria com o exército? Muitas decisões esperavam pela moça agora.
Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Off:
 

                                     

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Sex 7 Ago - 1:55, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptyQui 6 Ago - 18:40



Pedia para o Mink retirar minas amarras, apesar de parecer estar segura, não gostava de algo limitando minha movimentação. O rapaz me olhava um tanto que desanimado, pedindo desculpas e falando algo sobre me machucar em sonhos, aquilo não fazia muito sentido, mas que era eu para poder falar algo do tipo. “Será que ele é sonâmbulo?” A dúvida batia a minha mente, mas em respeito ao rapaz com a aparência desajeitada, sonambulismo provavelmente seria o último dos seus problemas.

- Se tratando de minha pessoa, é mais capaz a pessoa do meu lado se machucar enquanto duro do que eu mesma! Falaria sorrindo para o garoto para reconfortá-lo e assim talvez não o fazendo se sentir mal, mesmo que amarrar alguém seja uma parada muito mas muito estranha.

Em seguida continuava o papo com o mesmo, agradecendo pela ajuda que ele havia me dado e que suas habilidades seriam muito bem aproveitadas no exército revolucionário. Oque me surpreendia era que os revolucionários que tinham acampamento na ilha segundo os caçadores, contratavam o mink para vigiar os portos, oque fazia sentido já que a raça deles tinham os sentidos bem mais apurados que as outras raças.

- Interessante! Falava ao escutar o Mink, aquilo era uma notícia boa, se ele trabalhava em conjunto dos revolucionários poderia dar um voto de confiança para o tal Elliot. Voltava a guardar minha garrafa e escutava oque mais Elliot tinha para me falar.

O Mink contava sua história triste, sem saber quem ele era de verdade, apenas odiado pela sociedade que o julgava ser diferente, isso explicava a maneira que o mesmo falava, parecia iletrado ou até selvagem, e apenas uma mulher tinha o acolhido, como esperado uma pirata. Piratas eram conhecidos por aceitarem os diferentes, e lutarem pelas suas próprias liberdades, sabia disso pois boa parte da minha infância fora no barco da tripulação da minha mãe, mas assim como sabia que havia piratas que ameaçavam pessoas mais fracas e os roubavam, como provavelmente eram aqueles que estavam no farol, que viram meus amigos sendo levados e não fizeram anda.

Elliot conclui-a pedindo para que pudesse me seguir, em resposta a minha pergunta de como poderia recompensá-lo, via o olhar de esperança no rosto do garoto, mas tinha muitas coisas antes de tomar a decisão de aceitar o mesmo me seguir e quem sabe somar em minha célula. “Sei que todas as pessoas que querem lutar pela liberdade são bem-vindas em minha célula, mas se ele já trabalha para uma seria um pouco mais complicado!” Pensava analisando o pedido do mink.

- Escuta Elliot, por mim você poderia seguir viagem comigo, se essa ilha te faz se sentir mal. Dava uma pequena pausa coçando meu queixo olhando para o garoto, tinha de saber mais, principalmente dos revolucionários que o “contrataram”. - Vamos fazer o seguinte, me leve até os revolucionários que estão te pagando, assim posso perguntar a eles se estará tudo bem você vir comigo, se eles falarem que sim, você vem! Falaria então me levantando, não via nenhum problema, desde que averiguasse antes, pois não aceitaria sem uma investigação previa.

-Vamos Elliote, me leve até seus lideres! Falaria brincando e sorrindo, assim acompanharia o mink pela ilha para encontrar os revolucionários.

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptySex 7 Ago - 1:53




narração -  Arco 1: Passagem pela ilha do riso


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Armazém - 20:30h

Ela respondia o rapaz sorrindo, talvez estivesse certa sobre o sonambulismo, mas ele parecia se sentir um pouco melhor com suas palavras. O assunto continua e Azura descobre o que o rapaz faz da vida, os revolucionários sabiam aproveitar seu pessoal, mesmo que ele fosse meio estranho.

Agora já mais tranquila, sabendo que Elliot não era seu inimigo, ela relaxa, e escuta sua história. Era deveras triste, mas nem um pouco incomum, quantas vezes já não havia visto ou ouvido falar de alguém assim como ele. Em meio aos piratas, o diferente era celebrado, mas na sociedade, rechaçado, não era surpresa o estranho mink querer distância das pessoas e se esgueirar por tendas e armazéns abandonados.

Mesmo com o pedido de Elliot e seu olhar de cachorro pidão, não era fácil sair confiando nos outros assim, principalmente um mink estranho e selvagem que amarrava os outros. Mas o principal empecilho era ele estar empregado em uma célula do exército revolucionário. Ela decide conversar com seus empregadores primeiro, e por isso manda chamá-los. Elliot feliz diz.

- Problema não! Chama eles e conversa, quero ir junto você!! - Ele pega a mão da garota e a puxa feliz. O mink já deveria ter seus 20 anos, mas se portava como uma criança de 12. Viver isolado da sociedade cercado de bichos quando você já se parece com um deve ter deixado mais sequelas do que o esperado no pobre rapaz. Ele guia Azura até uma porta grande de metal e diz, parando na frente. - Aqui exército! - Ele bate na porta e é possível ouvir.

- Entre Elliot. - Um homem bonito com cabelos loiros e olhos escarlate estava de pé, atrás de uma mesa que parecia ter um mapa das ilhas com diversos X's marcados. Ao ver Azura, ele se adianta e a cumprimenta. - Boa noite senhorita! Me chamo Luchais. Espero que esteja se sentindo melhor e que Elliot não tenha sido... inconveniente. - Ele diz lançando um olhar de repreensão ao mink e continua. - Venha, se junte a mim no jantar, imagino que esteja faminta. Poderia me contar mais sobre si durante a refeição? - O homem estendia sua mão para que Azura pegasse, afim de conduzi-la até uma mesa que ficava em um canto iluminado da sala improvisada.

Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Off:
 

                                     

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptySex 7 Ago - 6:00



Elliot aceitava minha condição, meu riso saia pela empolgação do garoto, e a simplicidade do mesmo, já estava começando a me acostumar com a maneira que o mesmo falava. O mink agarrava minha mão me puxando com tudo, sentia uma leve dor, oque me fazia perceber que estava melhorando, talvez se o rapaz tivesse feito isso mais cedo estaria agora sentindo meu corpo se partir ao meio.

“Maravilha, mais um pouco e estarei cem por cento de volta!” Pensava olhando para meu corpo, e aquilo me deixava muito satisfeita, pois eu poderia estar em um lugar seguro, mas depender de outras pessoas para qualquer coisa não era do meu forte, e com meu corpo cem por cento de volta nada poderia ficar em meu caminho.

O rapaz me guiava até oque parecia ser um grande portão de metal no galpão e em seguida informava ser aonde o exército se encontrava, não ficava surpresa, a final já era algo esperado estarem escondidos no lugar que não chamasse tanto a atenção. Elliot batia no portão e em seguida uma voz vinha do outro lado avisando que o mesmo poderia entrar. “Como sabem que é o Elliot e não qualquer outra pessoa!” A dúvida vinha em minha cabeça mas não era algo pertinente.

Assim que adentrávamos via um homem com uma beleza um pouco a cima da media, o mesmo estava atrás de uma mesa com um grande mapa, de onde estava via vários “x”s em algumas ilhas. Aquilo poderia significar muitas coisas, mas julgava que provavelmente seria os lugares nos quais estão com pequenas bases para poder interceptar o mercado de escravos vindos do farol.

O Homem então dirigia a palavra a mim, Luchais era o nome dele, não tinha nenhum interessem em suas palavras, ainda mais da maneira que ele olhava para o pobre do Elliot. - Me tratou melhor do que muito homem por ai! Dizia me aproximando do rapaz, o mesmo oferecia uma refeição, mas não estava com fome no momento, somente a bebida já tinha bastado para reerguer minhas energias.

- Dispenso, não ando com muita fome ultimamente! Falaria mantendo um tom sério, olhando diretamente nos lhos do rapaz. - Sou a Major Azura Pendragon, e você provavelmente deve ser o líder aqui. Falaria olhando a minha volta. - Se não for, gostaria de discutir algumas coisas com a pessoa que manda aqui! Assim encostaria minhas mãos na mesa que estava o mapa.

- Talvez a janta possa ficar para depois! Assim esperaria que ele respondesse, caso ele mesmo fosse o líder continuaria a conversa, caso contrário iria até a pessoa responsável pelo grupo na ilha. - Não sou mulher de ficar fazendo rodeios quando o assunto é sério, meus amigos estavam no mercado de escravos do farol, sendo vendidos como mercadoria, quero saber se algum deles passou por aqui! Estava seria naquele momento, queria saber oque tinha acontecido com meus amigos antes que eu pudesse ir para o local de encontro com Mao.

- Os mais notórios eram um Perna longa megalomaníaco que acha que é a reencarnação do sol ou sei la, algo do tipo, um cabo do exército o nome dele e Garfield! Dava uma pausa levando meus dedos aos olhos os coçando enquanto pensava no maluco. - Os outros eram Cabo Zhac um tontata muito fofo, Lenora uma médica vinda de conomi. Bom creio que eram esses, estava ficando dora de mim quando Duncan me informou sobre o sequestro deles! Esperava que tivesse alguma notícia dos mesmos.

Caso ele ou o superior em questão tivesse algo a falar prestaria bastante atenção em tudo que eles sabiam. Sabendo o básico do que estava acontecendo desde meu apagão ficaria um pouco mais tranquila, e assim botar em prática meus planos de seguir para Arstotzka encontrar Mao.

“Tenho uma divida com o garoto tenho de perguntar.” Pensava na relação com o jovem mink que tinha acabado de conhecer, e como diziam promessa é divida. - Tenho mais uma coisa, Elliot parece não ser um revolucionário oficial, e sou muito grata por ele me salvar e ficar de vigia enquanto estava dormindo! Dava uma pausa olhando para o inocente mink. - Bom quando perguntei oque eu poderia fazer para recompensá-lo pela ajuda, o mesmo pediu para me seguir em minha viagem, e se você estiver de acordo, gostaria de recrutá-lo para minha célula como é a vontade dele!

Esperava que a conversa seguisse de forma bem casual e o mais tranquila possível, a final não estava pedindo muito, e como o mink não parecia ser um membro oficial nada impediria ele de me seguir, ou faria com que o tal Luchais o impedisse disso. -E se pudesse me dizer aonde encontraram esse jovem simplório ficaria muito grata! E assim daria um sorriso para o revolucionário mostrando minha simpatia.

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptySex 7 Ago - 14:12




narração -  Arco 1: Passagem pela ilha do riso


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Armazém - 21:00h

Mesmo sentindo dores com as puxadas de Elliot, Azura sorria. Agora ela conseguia andar melhor, isso significava que já estava voltando ao normal. Com as batidas de Elliot, a entrada é liberada. Talvez tivessem uma espécie de código para saber quem era, ou somente confiavam na segurança do rapaz. De qualquer forma, Azura poderia perguntar depois, por hora ela analisava a sala.

Sua observação estava provavelmente correta, os revolucionários faziam uma operação para a captura de escravocratas, já que aparentemente, a marinha não se importava o suficiente. Ela responde o homem, que percebendo seu tom de voz fala com ela novamente.

- Me perdoe senhorita, não tinha intenção de lhe ofender. Elliot não fala muito conosco, mas algumas pessoas já se assustaram com seus hábitos diferentes, fico feliz que tenha sido bem tratada. - Ele da um pequeno toque no ombro do mink, sinalizando para que ficasse livre de seus afazeres. - Hahaha, direto ao ponto hein? Eu sou o líder sim, saudações Major Azura, não sabia que era uma colega de armas, imaginei que fosse mais uma das escravas que chegam pelo porto e que Elliot habilmente conseguiu salvar... Rapaz estranho, mas muito competente. - Ele diz olhando para o mink que estava comendo no canto da sala. - Bom, é possível que tenham passado, pode me descrevê-los? - Ouvindo as descrição de Azura, Luchais coloca a mão no queixo e pensa um pouco antes de responder. - Um tontatta e um perna longa, são bem "avistáveis" não é? Infelizmente não os vimos por aqui, mas como deve ter notado, esse mapa tem marcações, cada uma é uma ilha com comércio de escravos, meu palpite é que tenham ido para Arstotzka, mas apenas para pegar provisões, a ilha é bem rigorosa com a segurança, mas temos um quartel lá, se nós entramos, os escravocratas também podem.

Ouvindo o que Luchais falava, Azura se enchia de esperança, indo para a ilha indicada, ela conseguiria encontrar seus companheiros, ou pelo menos Mao. Olhando para Elliot, a major decide perguntar sobre a possibilidade de levá-lo junto, o homem a olha e responde.

- Realmente, Elliot não é oficial, achei ele vagando pelo porto, roubando comida, decidi pagar um salário para que me ajudasse, ele é bem habilidoso. - Luchais diz sorrindo de braços cruzados, mas quando ouve a fala de Azura se surpreende. - Quer dizer que ele falou com você? Desde que chegou não falou com ninguém, supus que ele não confiava em nós ou que não soubesse falar. Que interessante! - Ele suspirava olhando novamente para o jovem mink e dizia. - Bem, suponho que posso encontrar algum outro ajudante hábil como ele, acho que Elliot será mais feliz com você, já que ele confiou o suficiente para lhe dizer algo. - Ele então se aproximava do mink e colocava a mão em seu ombro, o mink não se movia, parecia estar assustado, então Luchais recua e apenas diz. - Bom Elliot, parece que você achou uma companheira de viagem. Espero que fique seguro e ajude a major em suas aventuras, sentiremos sua falta, mas sei que será mais feliz com ela não é? - Com um aceno tímido de cabeça, Elliot corre para o lado de Azura e fica agachado, olhando timidamente para Luchais ele sussurra. - Obrigado.

O homem se assusta, talvez aquela teria sido a primeira vez que ouviu a voz do mink. Se recompondo ele se volta para Azura dizendo.

- Espero que vocês cuidem bem um do outro! Você pode pegar o expresso oceânico até Arstotzka, lá tem uma estação, se preferir passar a noite, será bem vinda também. Boa sorte Major! - Ele diz prestando continência à mulher e lançando mais um sorriso para Elliot, que encarava o chão acanhado. Era hora de seguir viagem, e agora Azura tinha um companheiro.

Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Off:
 

                                     

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptySex 7 Ago - 21:18



A conversa com o líder da célula na ilha seguia tranquilamente, o mesmo não imaginava que eu era uma revolucionária e sim uma escrava que estava sendo carregada pela ilha até ser encontrada por algum de seus batedores, e por sorte, tinha sido salva por Elliot. - Foi uma tática que utilizei para poder chamar a atenção de vocês, se eu gritasse quem eu era provavelmente que aparecia era a marinha! Dava uma pequena pausa olhando para o mapa. - Vocês tem de passar a tomar mais cuidado em suas operações, caçadores de recompensa sabiam da presença de vocês na ilha, graças a conversa deles soube oque fazer para chamar a atenção de vocês no porto, e bom deu certo! Passava a mão pela mesa.

- Assim como foi uma ótima cartada para mim, a marinha ou pior o governo pode tentar usar isso para encontrar vocês e acabar com a sua operação ou pior matar vocês! Falaria dando um pequeno toque, pois eles tinham rever as ações deles já que meros caçadores sabiam de sua existência.

A conversa sobre o paradeiro dos meus amigos seguia tranquilamente, dava as informações pedida pelo homem, que em seguida falava de não ter visto um grupo notório assim passando por ali, aquilo me deixava um pouco mais tranquilo, provavelmente Duncan havia conseguido salvar eles. “Me resta esperar que meu braço direito tenha feito o trabalho!” Estava um pouco tranquila, mas tinha de arrumar uma forma de me comunicar com eles.

A conversa seguia e o rapaz informava que os escravos que não eram salvos seguiam viagem para Arstotzka, como espécie de reabastecimento para onde for que seja o destino final deles. “Que coincidência, caso Duncan tenha falado eles podem estar indo para o mesmo lugar que eu tenho de encontrar Mao.” Pensava nessa remota possibilidade, mas preferia pensar que eles foram salvos por Duncan e estavam todos bem.

- Entendo, bom parece que o meu destino não se altera então! Falava com um breve sorriso. - Meu destino já era ir para Arstotzka, se havia a miníma chance mesmo que remota de poder encontrar meus amigos lá, isso já me da mais energia! Falaria em resposta ao que o revolucionário tinha me falado, logo então a conversa seguia para a minha promessa, a final eu era uma mulher de palavras.

Luchais respondia minhas suspeitas, Elliot era apenas um civil que contribuía de alguma forma com a revolução, mas ficava surpresa por eu ser a primeira com que ele falava abertamente. “Estranho, será que tem a ver com oque ele falou de ter sido adotado por uma mulher que nem eu? Eramos parecidas ou ele quis dizer humana como eu?” Era algumas das dúvidas que me vinha a cabeça, mas teria hora e lugar para poder saná-las.

Assim Luchais liberava o mink de suas atribuições na ilha, permitindo que o mesmo pudesse seguir viagem comigo, aquilo me deixava feliz, tinha me simpatizado com o rapaz e certamente poderíamos conversar enquanto viajamos. - Como prometido, bem-vindo oficialmente ao exército revolucionário, você agora luta ao lado da célula Wings Of Freedom! Me aproximaria do mink dando um abraço no mesmo.

Logo então o rapaz de cabelos loiros informava a forma de sair da ilha, e que poderíamos descansar antes da viagem, mas já tinha descansado o bastante para poder ficar parado muito tempo ali, mas antes de partir precisava tentar me comunicar com Duncan e os outros, se estavam ali ou não ao menos deixaria um recado para que eles soubessem que estava bem. -  Luchais, gostaria de pedir mais um favor! Falaria voltando a me aproximar da mesa.

- Não sei se meus amigos estão em Arstotzka, ou por aqui, mas eu gostaria de deixar uma mensagem aqui, para caso eles acabarem vindo para terralegre, a final o loge pose deles estava apontando para cá! Esperava que ele pudesse passar essa mensagem para eles, caso aceitasse falaria. - Poderia me emprestar um papel e caneta? Assim esperaria pelos itens pedidos.

Caso ele me entregasse começaria a escrever. “Pessoal, parece que acabamos nos separando no farol, espero que todos estejam bem, principalmente Lenora, Zach e até mesmo o maluco do Garfield, não precisam se preocupar comigo, estou bem e recuperada da luta que tive no farol, bom ao menos quase né. Tenho assunto, a tratar na ilha de Arstotzka, parece que um tráfico de escravos esta usando lá como ponto de reabastecimento e tenho um encontro com uma garota chamada Mao di Lut Ima, meu instinto esta dizendo para encontrá-la ainda mais depois do encontro na ilha maluca do churrasco. Caso estejam lendo isso provavelmente estarei lá, se quiserem me ligar tentem ligar para o quartel que se encontra na ilha. Além do mais assim que terminar os assuntos que tenho por lá tento encontrar vocês, provavelmente estarão em Alabasta… E por último como de esperado, em minha ausência Duncan é o encarregado de liderar vocês até a minha volta. Almofadinha pelo amor de Medusa, não foda com tudo. Ass: Azura Pendragon” Assim entregaria a caneta e dobraria a carta.

- Escuta Luchais, agradeço pela hospitalidade, e espero que possa entregar essa carta aos meus amigos, tente entregar para Duncan Dellumiere ele é meu braço direito! Falaria assim entregando a carta para Luchais.

Me afastaria da mesa indo em direção a Elliot, com um sorriso e antes de sair me viraria. - Foi um prazer conhecer você, espero que sua missão aqui seja bem-sucedida, infelizmente não posso gastar mais tempo aqui do que o necessário, vamos Elliot! Assim sairia caminhando.

-Elliot, você que conhece a cidade melhor do que eu, poderia nos guiar até a estação para que assim pudéssemos viajar! Assim caminharia ao lado do mink tentando ser a mais furtiva possível, para não chamar a atenção e graças ao destino a noite seria o momento perfeito para isso.

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptySab 8 Ago - 0:11




narração -  Arco 1: Passagem pela ilha do riso


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Estação - 22:00h

Os dois conversavam calmamente sobre os acontecimentos, e Azura aproveita a oportunidade para alertar seus companheiros, os caçadores já sabiam sobre eles, a marinha em breve também tomaria posse desse conhecimento.

- Conseguimos derrubar uma das bases dos escravocratas aqui em Terralegre, isso deve ter chamado atenção. Não se preocupe, estamos em constante mudança. - Talvez aquele não fosse o mais sábio dos planos, mas teria de servir por hora, até a situação com os escravos ser resolvida, pelo menos.

Satisfeita com a conversa, ela seguiria seu plano inicial, e de quebra verificaria o bem estar de seus amigos. Tratando de seu último assunto, Azura consegue convencer Luchais a deixar o mink ir embora com ela. Elliot parecia ser fã da moça, o motivo ainda era desconhecido, mas um dia seria descoberto, sem dúvidas.

Ao ser abraçado, o jovem mink fica perdido e um pouco arisco, mas vendo que não estava em perigo, relaxa, mas não retribui. Ouvindo as palavras da revolucionária, ele apenas a encara e faz sinal positivo com a cabeça. Quando estava tudo pronto para partir, Azura pede um último favor, em posse dos itens que pediu, ela escreve um bilhete, que dobra em seguida e entrega à Luchais. Ele pega a carta e guarda em seu bolso do paletó e diz.

- Certamente senhorita. Caso veja qualquer um de seus companheiros descritos, entregarei a carta. - Vendo a mulher se distanciar e depois virar para se despedir, ele responde. - O prazer foi todo meu. Pois bem, desejo-lhe viagens seguras, companheira. - Azura chamava Elliot e os dois partiam do armazém.

Do lado de fora, Azura pede que Elliot assuma a excursão em busca da estação do expresso oceânico. Assentindo, o jovem toma a frente, sempre andando pelas sombras, como já havia se acostumado. Os dois passam por becos e ruelas, até por telhados para evitarem os transeuntes. Suas companhias eram eventuais pombos, ratos e o submundo de Terralegre, que despertava com o cair da noite. Certamente duas pessoas se esgueirando nas ruas escuras de uma cidade repleta de drogados não era novidade, por isso, mesmo quando eram avistados, as pessoas não lhes davam importância.

Após andar uma distância considerável, eles avistam a estação. Nada muito pomposo, na verdade, parecia outra construção abandonada e castigada pelo tempo e maus cuidados, mas ainda assim, funcionando. Como Azura faria para não ser reconhecida? Por mais que sua recompensa fosse pequena, seu rosto era conhecido, ou melhor, seus seios.

Histórico:
 

Imagens:
 

Considerações:
 

Off:
 

                                     

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 4
Warn : Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 24

Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 EmptySab 8 Ago - 3:49



A conversa com o líder revolucionário atuante na ilha se concluía de uma forma muito agradável, com a mensagem que queria dar aos meus amigos caso os mesmos não tivessem chegado a ilha fora entregue, restava agora apenas me centrar em acabar com a rede de tráfico humano. “Tudo que tinha para fazer aqui está feito!” Pensava em minha recuperação e na carta que tinha feito e por último não menos importante um novo amigo.

Elliot ainda era bastante tímido, mas creio que com o tempo o garoto se soltaria comigo, e por experiência própria não era bom forçar isso, então deixava que o tempo o guiasse. Provavelmente essa viagem seria boa para ele, novos ares se assim posso dizer. “Essa cidade realmente não é atrativa, oque será que o governo está tramando para ela?” Pensava enquanto caminhava com Elliot pelas vielas da cidade, o lugar era bem-acabado, como se a qualquer momento as pessoas abandonariam tudo e seguir viagem.

“Não tire o foco, tem uma célula revolucionaria atuando aqui, foque em chegar em Arstotzka, encontrar Mao e acabar com esses escravocratas!” Pensava enquanto andávamos pela cidade, para evitar as autoridades do local até os telhados usávamos para poder nos locomover, não criticava já que Elliot certamente conhecia aquela cidade na palma das suas mãos. Mas o fator mais importante era que eu conseguia acompanhar o garoto sem nenhuma dor, as vezes alguns desconfortos, mas nada que poderia me impedir de seguir caminho.

“Posso me defender por mim mesma, finalmente, se eu encontrar aquela puta, vou fazer ela se arrepender de ter me deixado viva!” Pensava quando finalmente nosso destino se apresentava em minha frente, o prédio era tão acabado quanto o restante da cidade, mas aquilo não importava, oque me preocupava era que minha presença poderia acarretar em problemas para o embarque, assim como fora no farol quando fui capturada pela minha recompensa.

- Elliot, talvez se eu for da maneira que estou serei reconhecida, e isso pode ser um problema! Falaria para meu parceiro, não ligaria de lutar, mas visando que aquilo poderia chamar muita atenção e impossibilitar que conseguíssemos entrar no expresso, preferia seguir o caminho mais seguro, mas como faria isso?

Olhava para Elliot e via sua longa echarpe, aquilo me dava uma ideia, que poderia me disfarçar, não era minha especialidade como o Duncan mas acho que se cobrisse um pouco do rosto e meu busto serviria de alguma coisa, bom ao menos para conseguirmos embarcar no expresso. - Elliot, por favor me empresta sua echarpe, com ela posso me disfarçar para não termos problemas na viagem! Estenderia a mão apontando para o pano no pescoço do mink, esperava que o mesmo entendesse. - Vai ser rápido, assim que entrarmos te devolvo! Esperava que o mesmo aceitasse meu pedido.

Caso ele não aceitasse, tentaria achar algum pano pleos becos da cidade, ou em algum varal sem vigilância, para então pegar e enrolar em volta da minha cabeça para esconder meus cabelos e deixaria oque sobrasse na minha frente para esconder meu busto, mas caso Elliot aceitasse, apenas pegaria a echarpe dele e colocaria em volta da cabeça com o mesmo intuito de esconder meu cabelo e a parte que sobrasse a minha frente para esconder o busto.

Aquilo era o máximo que eu poderia fazer, e tentaria aproveitar da escuridão para poder fazer com que não me reconhecessem. - Vamos, acho que estou pronta! Falaria com Elliot então tomando dianteira até a estação.

La dentro tentaria me esgueirar sem chamar a atenção até aonde eu pudesse comprar as passagens, assim que chegasse no local de venda, me aproximaria calmamente e logo começaria a falar. - Boa noite, gostaria de duas passagens para Arstotzka! Esperava então que nos entregasse nossos passes e em seguida eu entregaria o dinheiro pedido, assim perguntaria aonde poderíamos embarcar e assim seguraria a mão de Elliot o guiando até o último vagão para que assim pudéssemos seguir viagem.

Maneira que enrolaria os panos em minha cabeça :
 

Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Conteúdo patrocinado




Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Arco 1: Passagem pela ilha do riso   Arco 1: Passagem pela ilha do riso - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Arco 1: Passagem pela ilha do riso
Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Terralegre-
Ir para: