One Piece RPG
Ain't No Rest For The Wicked XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Akira Suzuki
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Ceji Hoje à(s) 19:02

» Fran B. Air
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 18:13

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 17:54

» Forxen Dalmore
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Madrinck Dale Hoje à(s) 17:05

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Licia Hoje à(s) 16:54

» Pay! Eye For Eye!
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 16:36

» Cap. 2 - The Enemy Within
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor King Hoje à(s) 15:20

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 14:05

» Cap.1 Deuses entre nós
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor K1NG Hoje à(s) 12:46

» Blue Guardian! Luca o soldado da justiça!
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor K1NG Hoje à(s) 12:23

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 05:40

» Escuridão total sem estrelas
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 04:50

» Enuma Elish
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 03:36

» A busca da liberdade
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 00:53

» Um Destino em Comum
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor hitsu Ontem à(s) 23:16

» O início de uma aventura. Em busca do topo!
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Masques Ontem à(s) 23:02

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 21:55

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Hisoka Ontem à(s) 21:34

» Seasons: Road to New World
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 20:23

» Raven Nevar
Ain't No Rest For The Wicked Emptypor Wild Ragnar Ontem à(s) 20:08



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Ain't No Rest For The Wicked

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Ain't No Rest For The Wicked 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked EmptyDom 02 Ago 2020, 14:55

Ain't No Rest For The Wicked

Aqui ocorrerá a aventura do(a) agente do governo Mimasu Hoyu. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : Ain't No Rest For The Wicked 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 20
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Re: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked EmptyTer 11 Ago 2020, 19:19

 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Balcão de informações



Depois de alguns minutos andando com o cabeludo que me recebeu no trem, finalmente chegamos à uma enorme e pomposa construção, e não precisei de muito para deduzir que era o QG da marinha na ilha. Mesmo assim, estava bastante inquieto. Todos os recentes acontecimentos passavam como um filme em minha mente, me forçando a reviver tudo, desde a sangrenta batalha contra Zerox até a despedida de Evangeline no expresso. Tudo estava acontecendo rápido, rápido demais, mas precisava manter a cabeça erguida e seguir em frente. Aquilo não era uma opção, era a única coisa que podia fazer. Mesmo assim, ainda me encontrava um bocado aéreo, não bastando minha falta de atenção natural, de modo que nem percebi quando o homem que me acompanhava falava com o balconista. Tudo que fiz foi mostrar o resultado da minha missão, com a meia-cabeça, e o recepcionista saiu para resolver algo. Desviando minha atenção novamente para olhar os arredores, nem dava atenção ao telefonema que meu acompanhante recebia, só voltando a olhar para ele alguns instantes depois, quando me tocava do estado em que estava.  

- Eu to bem sujo de sangue e fuligem por causa de tudo que aconteceu. Pelo visto o recepcionista vai demorar, então avisa para ele que vou tomar uma ducha. Pode me indicar onde tem um chuveiro por aqui? - Me afastando dele após a pergunta, seguiria primeiro para a ala de uniformes do QG, onde solicitaria um uniforme de agente do meu tamanho, já que meu uniforme certamente precisaria lavar. Com o uniforme provisório, iria para o banheiro que tivesse sido indicado para tomar um ótimo banho gelado. Com aquele corpo de neve, o calor me incomodava, então nunca arriscaria um banho quente, com medo de derreter ali mesmo, mas felizmente não sentir frio tornava os banhos gelados muito mais prazerosos, cortesia da minha forma elemental. Aproveitaria muito bem a água gelada, e ficaria bem limpo, sem aquele cheiro de sangue e sem nenhuma marca de fuligem.

Terminado o banho, me secaria e colocaria o uniforme provisório, para então procurar a lavanderia do QG e colocar meu uniforme usual pra lavar. - Esse uniforme é especial, não vá misturar ele com os outros. Depois vou voltar aqui pra pegar ele limpo. Meu nome é Mimasu Hoyu, da cp8. - Mostrando a insígnia e deixando a mensagem bem clara, já que não pretendia perder aquele belo uniforme duplo, retornaria para a recepção. Esperava não ter demorado muito, e logo buscaria o agente com o olho ligeiro, atravessando toda a entrada do QG. Encontrando-o, me aproximaria para ouvir as novidades e o que quer que precisassem repassar. Caso não encontrasse, me dirigia para o recepcionista novamente, caso já tivesse retornado ao seu posto. - Sabe onde se encontra o agente que entrou aqui comigo?


OFF:
 

Histórico do Hoyu:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Ain't No Rest For The Wicked 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Re: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked EmptyQua 12 Ago 2020, 16:28



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - AIN'T NO REST FOR THE WICKED


QG - 20:30h

Mesmo que já estivesse fora de perigo, Hoyu relembrava de tudo o que acontecera na ilha anterior, mas o importante no momento era seguir sua missão, por mais que sua mente não o obedecesse de imediato. Seu transe foi quebrado pela voz exaltada de seu acompanhante, que ao ouvir sobre o banho, apenas faz um sinal com as mãos, para que Mimasu pudesse ir.

Meio perdido por não ter recebido uma direção, ele vai, e no caminho encontra uma placa que indicava onde precisava ir. Ele recebe um uniforme padrão para agente superior, em tons cinza, com um paletó da mesma cor, mudando apenas o tom, sendo ele mais escuro do que o resto da roupa.

De lá, ele segue para o banheiro, onde deixa suas roupas limpas separadas e entra no banho gelado. A água fria corria pelo corpo de Hoyu, lavando o sangue e a fuligem de sua pele alva. Ao sair e se secar, ele se depara com um espelho, onde vê seu reflexo, agora limpo novamente e sem o cheiro inconveniente de antes. Ele veste o uniforme que pegou no QG e apanha o seu para limpar. Com sua fala, o rapaz que cuidava da lavanderia o olha apreensivo e responde.

- Sim senhor, senhor! - Ele se retira carregando as roupas sujas para um local afastado do principal, uma sala privada talvez? De qualquer forma, Hoyu retorna para para seu ponto inicial, a recepção.

Ele procura o agente, e não demora muito para encontrá-lo, o quartel estava muito vazio, bem mais do que o normal. O homem o olha e diz.

- O Lampião era falso... O que significa que o verdadeiro ainda está por ai. - Ele diz suspirando com a mão na testa e conclui. - Mas não adianta remoer isso, vamos ao que interessa, essa ilha já está um caos. Portanto, sua missão será recuperar a influência do governo, começando por Utokata. Depois da guerra aquele buraco foi esquecido pelo governo, mas a situação ta piorando a cada dia, a miséria só aumenta, assim como a pilhagem de corpos, sem falar que essa cidade cobre a maior parte da ilha, não podemos deixar fugir ainda mais do controle. Tente encontrar O Inquisidor e dar um jeito de gerar empregos ou algo para melhorar a economia, talvez uma doação de comida seria bem vinda também. - Ele diz se virando para ir embora, mas se detém e olha novamente para Hoyu, e completa. - A última notícia que tivemos de Fish foi aqui mesmo em Etioha, frequentando um restaurante no centro. Boa sorte.

O homem estava certo, Utopia já não era mais o que fora um dia, e recuperar algo naquele lugar seria uma verdadeira missão, com isso, a luta começava, o que Hoyu faria?

POST 01

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Mimasu Hoyu:
 

Considerações:
 
OFF:
 
XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : Ain't No Rest For The Wicked 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 20
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Re: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked EmptySeg 17 Ago 2020, 21:35


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Riqueza e Miséria!


Haviam poucas coisas tão boas quanto um belo banho após uma exausta viagem. Pude sentir a água gelada lavar minha alma, conseguindo livrar, mesmo que momentaneamente, a minha mente de todas as preocupações em dominavam meus pensamentos. Limpo e mais calmo, me arrumei rapidamente para não perder tempo e passei na lavanderia, e a reação do marinheiro ao meu pedido incisivo me trouxe um bom humor. Era divertido ver o quanto minha patente me dava poder ali dentro, mas esperava que ele não fizesse nenhuma besteira por causa do nervosismo. Com todos os assuntos pendentes resolvidos, voltei para recepção do QG, logo reencontrando o agente que havia me acompanhado. Era estranho ver que haviam tão poucas pessoas ali, mas não ia perder meu tempo com isso, provavelmente apenas haviam sido mobilizados para resolver algum problema.

Quando me aproximei do agente, esperava receber informações sobre minha próxima missão, mas a primeira frase que ouvi foi o suficiente para me fazer arregalar os olhos em surpresa. - Falso?? - Passada o choque inicial, cerrei os olhos e rangi os dentes, irritado. Não tirei os olhos daquele maldito por um segundo, então se ele não era o verdadeiro, já veio trocado até minhas mãos. - Então quem me entregaram não foi o Lampião, é? Então não é problema meu. - Não queria pensar naquilo. Me sentia indignado com aquele erro, mas precisava focar no que estava a minha frente, não me remoer com o passado. Felizmente aquele homem parecia concordar com isso, e logo prosseguiu em me repassar as informações, mas a cada palavra que ouvia, me sentia incrédulo e me questionando se aquilo estava certo mesmo.

- Empregos? Melhorar a economia? Doação de comida? Você só pode estar de sacanagem. É uma pegadinha. Estão passando uma missão de caridade para um cp8? - Tudo aquilo parecia mais uma grande piada de mau gosto. Não sabia muito sobre Utopia, mas não era possível que a tal Utokata fosse importante o suficiente para passarem a missão para alguém como eu. Fora isso, ainda havia falado sobre um cara com a alcunha de “O Inquisidor”, estranhamente idêntico ao meu codinome. Por um instante achei que o cara era um imbecil que achava que eu era um agente em treinamento e me mandado para se encontrar comigo mesmo, mas eu o havia mostrado minha insígnia e ele havia me reconhecido na estação. Não, ele certamente se referia a outra pessoa. Mesmo assim, me questionava por que haviam dado para alguém a mesma alcunha que meu codinome. Dessa pessoa, a única coisa que recebi de informação concreta foi “Fish”, provavelmente seu nome ou sobrenome... Ou algo do tipo.

Como se não bastasse aquela missão que parecia totalmente desproporcional à minha patente, ainda sentia que ele deixava de falar várias informações que deveriam ser importantes para a missão, e mesmo assim ele dava a entender que estava indo embora. - Antes de ir embora, espero que me de as informações que preciso. Você certamente está aqui a mais tempo do que eu. Eu acabei de chegar, então vamos ser profissionais, pode ser? Primeiro de tudo, por que essa cidade é tão importante? Se estão mandando um cp8 para uma missão assim, certamente querem ter certeza que não correrá nenhum problema, ou tem alguma complicação relevante. Podiam mandar marinheiros para fazer isso, mas não fizeram. Quero saber por quê. - A pergunta seguinte era um tanto constrangedora, pois não fazia ideia de quem esse Fish era, mas o jeito que ele falou, parecia ser algo óbvio. Não queria parecer burro. - Sobre Fish, me diga o que sabe sobre ele. Como havia dito antes, não sei nada sobre Utopia, então preciso saber por que ele seria útil. E também onde é esse tal restaurante, não sou vidente. - Falando de um jeito que parecia saber de quem se tratava, esperava pescar alguma informação relevante para saber quem ele era.

Somente quando essas perguntas fossem respondidas, eu me sentiria preparado para prosseguir com a missão. Ainda me incomodava uma missão assim, mas os superiores deveriam ter um motivo para isso. - Não gosto dessa missão, mas vou cumprir ela. Independentemente do motivo pelo qual me foi repassada, não estou em posição de rejeitar ela. Mas espero que estejam prontos para me prestar auxílio se necessário e fazer vista grossa aos meus métodos. Tenha uma boa noite. - Assim que me despedisse dele, seguiria para a recepção, esperando que o recepcionista já tivesse voltado. - Vocês tem algum den den mushi para me dar? Provavelmente precisarei de uma forma de comunicação rápida com o QG. Se for necessário descontar o custo, podem tirar da minha conta no Banco Mundial. - Se não tivessem, não insistiria muito, seguiria para a cidade em busca de alguma loja que pudesse comprar um. Assim que tivesse o den den mushi, seguiria para o restaurante que me foi repassado, esperando encontrar o tal Fish para que pudesse por meus planos em prática.


Histórico do Hoyu:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Ain't No Rest For The Wicked 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Re: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked EmptyTer 18 Ago 2020, 21:45



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - AIN'T NO REST FOR THE WICKED


Hotel - 07:30h

Mesmo ficando estressado com a notícia sobre sua última missão, Hoyu logo se isenta da culpa, o que não estava errado, ele cumpriu seu dever, se alguém errou antes já não era assunto seu. Ele então se concentra no que o homem dizia e sua indignação era perceptível.

- Certamente não é problema seu, na verdade, seu novo problema é lidar com Utokata como havia dito, chame como quiser, inclusive obra de caridade. - Ele parecia despreocupado olhando em volta antes de continuar. - Certo, quais são suas dúvidas? - O homem respondia ao ser detido pelo agente. - Utopia é um importantíssimo ponto político, oficializada para o Conselho Mundial, inclusive a CP8 já foi designada para agir aqui, já que muitas pessoas importantes visitam. Dito isso, a cidade em questão, Utokata, cobre a maior parte da ilha, e antes gerava lucro abundante para o governo, mas desde a Guerra do Mercado, ela foi devastada. O que você não deve ter visto, uma vez que Etioha é cercada por muros enormes que escondem a situação deplorável da cidade vizinha. Enfim, lá virou a terra de ninguém, mas temos noticias sobre esquemas de corrupção que podem acabar repercutindo aqui, e se isso acontecer, o governo pode tomar outro golpe. - Ele agora se aproximava do rapaz, olhando em volta e retomando. - Você deve ter percebido que o QG está bem mais vazio que o normal, o motivo disso é que a maioria dos marines foram deslocados para lidar com uma ameaça eminente, inclusive um comodoro e a capitã Katt, que é a antiga regente da ilha.

O homem agora parecia levemente impaciente, como se estivesse lidando com uma criança birrenta, mas ao ouvir sobre a indagação de Hoyu sobre Fish, ele o olha e responde.

- Fish é o sobrenome de Willian Fish, o tal do Inquisidor que te falei. o homem é um gênio, infame, mas não deixa de ser gênio, por isso a alcunha dele. O governo logo o reconheceu como uma ameaça, e devemos manter nossos inimigos o mais próximo possível, certo? Por isso fizeram dele um Shichibukai, e ele aproveitou bem essa posição, fazendo contatos com outros deles e com chefões do submundo. Ele tinha um escritório em Utokata, que está destruído, mas foi re-alocado para algum local próximo de lá, mesmo assim, ele vaga por aqui as vezes e continua tendo amigos bem influentes, incluindo o prefeito novo. Como disse, ele estava em um restaurante da área, o nome do lugar é Pelicano, bem famoso, qualquer um saberá te dizer onde é.

Mesmo sem estar totalmente convencido sobre sua atual missão, o jovem acreditava que seus próprios chefões tinham um bom motivo para aquilo, e depois da explicação do agente que o acompanhava, ele entendia um pouco melhor tudo aquilo. Ele se manifesta sobre o assunto uma última vez.

- Não se preocupe com os detalhes, se necessário for, entre em contato e iremos resolver os assuntos. Passar bem agente. - Ele se virava de costas e saia, erguendo a mão como um aceno.

Uma vez sozinho, o rapaz se adianta até o balcão, perguntando ao recepcionista, que já havia retornado, se havia um den den mushi disponível.

- Sim, senhor. Aqui temos um modelo simples, o baby den den mushi, não será necessário pagar, a não ser que seja danificado. - O homem diz entregando o caramujo para Hoyu.

Em posse de informações e um caramujinho fofo, Hoyu segue para fora do quartel, perguntando sobre o tal Pelicano, que na verdade era um bar frequentado pelos mais diversos tipos de pessoas, principalmente marinheiros e agentes. Mas dentre todos os uniformes, havia alguém que se destacava. Sentado sozinho em uma mesa afastada, havia um homem magro, em sua cabeça, não havia cabelo, mas sim uma espécie de mecanismo, sua pele era pálida, em um tom quase cinza. No mínimo suspeito.

Hoyu cautelosamente se aproxima do misterioso homem e descobre que era quem ele procurava. Os dois conversam por um tempo considerável, até decidirem um plano de ação. Que quando foi colocado em prática, denunciou um esquema enorme de corrupção envolvendo McCranley, que foi devidamente combatido. Com o desenrolar dos eventos, Hoyu cumpre seu papel e Willian Fish acaba ascendendo ao topo. Agora, 1 ano depois, o agente que auxiliou no salvamento de Utopia descansa em sua cama de hotel, hoje era o dia de receber sua nova missão.

Time Skip - 1 Ano


POST 02

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Mimasu Hoyu:
 

Considerações:
 
OFF:
 
XIII
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : Ain't No Rest For The Wicked 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 20
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Re: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked EmptyQui 20 Ago 2020, 16:23


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Um novo dia em um longo tempo!



Com os olhos semiabertos após uma longa noite de sono, finalmente despertava, com os olhos naquele teto familiar do meu quarto de hotel. Mal podia acreditar que já estava naquela ilha há um ano, e a sensação de familiaridade com meu quarto parecia fora de lugar. Utopia era a ilha em que havia ficado por mais tempo, e ainda me perguntava se aquilo havia sido realmente necessário. O plano com Fish, o esquema de McCranley, a chegada de Mashell Crown e Kurt Storm assumindo o QG; a impressão que tinha era que tudo ia se resolver, eu estando ali ou não. Me via hoje em uma ilha estável, totalmente diferente do que era 1 ano atrás, tudo graças ao Shichibukai, ao vice-almirante e ao prefeito, que haviam se tornado os 3 pilares de Utopia. Enquanto isso eu estava ali, acordando, e totalmente distante do que a ilha havia se tornado.

Parte de mim sabia o motivo de meus pensamentos: eu sabia que teria que partir. Não importava se houvesse feito amigos, se tivesse ajudado a ilha ou quanto tempo havia passado, no momento que decidissem que fosse necessário, eu precisaria sair de Utopia sem olhar para trás. Talvez por isso tivesse decidido ajudar sem me aproximar, evitando apego ou qualquer sentimentalismo que pudesse gerar. Esse era meu trabalho, ser uma sombra, que some assim que não é mais necessária. Pensar nisso puxou minha mente novamente para Skÿller e Evangeline, e a forma como havíamos sido separados um ano atrás. Balançando a cabeça, afastei o pensamento, e levantaria da cama logo em seguida. Após tomar um belo banho gelado, vestiria meu uniforme duplo especial, para seguir já bem arrumado em direção ao QG G-18 em Etioha.

Aquele caminho, do hotel até o QG, já havia perdido a conta de quantas vezes o havia feito, ao ponto que a familiaridade me lembrava de Wars Island, minha ilha natal no North Blue. Aquele ano não havia chegado nem perto dos 17 anos que passei lá, mas não esperava passar tanto tempo em uma mesma ilha novamente. Não só isso, mas de lá para cá, tudo havia mudado. Eu não era mais aquele novato animado e apreensivo, sem nenhuma experiencia, agora possuía até mesmo os poderes de uma akuma no mi, a logia da neve, que me colocava em um patamar totalmente diferente do que era antes.

Com a mente distante da realidade, me dirigiria até a recepção do QG assim que chegasse nele, imaginando que me reconheceriam, do contrário mostraria a insígnia da cp8. - Era hoje, não era? - Diria, coçando a cabeça com a mão direita, ligeiramente perdido. - O dia que receberia uma nova missão, digo. Depois de 1 ano na mesma missão, isso é até bem estranho. Saberia me apontar onde devo ir? - Não sabia se viriam até mim ou se deveria ir até uma sala de reuniões ou algo assim, e se me apontasse alguma direção, seguiria as instruções, imaginando o que aquela ilha me esperava, mesmo após um ano.


OFF:
 

Histórico do Hoyu:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Ain't No Rest For The Wicked 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Re: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked EmptySex 21 Ago 2020, 12:10



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - AIN'T NO REST FOR THE WICKED


QG G-18 - 08:00h

Descansado após uma bela noite de sono Hoyu pensava sobre os acontecimentos naquela ilha. Em retrospectiva, talvez não precisasse ter ficado por ali. Como um bom nômade, 1 ano era demasiado tempo para ficar em qualquer lugar.

Mesmo com tudo isso, ele ainda assim havia desenvolvido um certo... Comodismo? Com o local, por isso, a ideia de ter que ir embora causava certo incomodo, talvez por tudo o que passou ali. Mas deixando esses pensamentos de lado, ele decide que era hora de ir até o QG, para isso, toma seu típico banho gelado, fazendo com que os músculos despertem, assim como seu corpo.

Já uniformizado, Hoyu fazia o caminho que fez diversas vezes durante o ano que se passou. Novamente trazendo memórias distantes para sua cabeça. Por mais que existissem certas semelhanças com seu passado nas situações em que passara, as diferenças também estavam presentes, ele estava mais maduro e melhor preparado agora.

Chegando em seu destino, ele logo se apresenta ao recepcionista, um senhor que parecia sábio e bondoso, que educadamente o cumprimenta e simpatiza com seu caso.

- Isso acontece as vezes com os agentes, depois de tanto tempo alocados em um lugar, ter que partir pode ser doloroso. Mas não se preocupe, meu jovem, no fim tudo se ajeita. - Ele sorri calorosamente, esperando confortar Hoyu e logo segue. - Sobre sua missão, siga o corredor em frente até avistar uma porta grande, lá o Vice-Almirante o espera.

Seguindo as instruções, Hoyu caminha pelo corredor, admirando a construção interna do QG, era lindamente decorado e tudo parecia ter uma função específica, por mais que já tivesse se deparado com tal visão diversas vezes, ela nunca se tornava sem graça. Ele finalmente alcança a porta, onde haviam guardas protegendo, que logo dizem.

- O Vice-Almirante está aguardando, pode entrar. - Os homens abrem as portas e aguardam a passagem do jovem.

POST 03

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Mimasu Hoyu:
 

Considerações:
 
OFF:
 
XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : Ain't No Rest For The Wicked 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 20
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Re: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked EmptySeg 24 Ago 2020, 21:41


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Vice-Almirante!


Não importava o quanto pensasse sobre tudo que logo deixaria para trás, o fato era que logo precisaria partir da ilha, e ficar me remoendo só me faria ficar mais triste. Não achei que isso ficaria tão transparente quando falei com o recepcionista, mas sua resposta simpática me colocou um pouco na defensiva, surpreso por ele ter me lido de forma tão facilmente. Tanto tempo em Utopia parecia ter me amolecido. - N-não é isso! Não me importo em partir, isso é comum. Quis dizer que é estranho pegar uma missão diferente depois de um ano. No final, tudo que importa são as missões que faço. - Era uma mentira, claro, mas não queria deixar ele saber como me sinto. Como agente, precisava ser um livro fechado e não podia deixar meus sentimentos a mostra dessa forma para qualquer um. - Diferente de vocês marinheiros, nós agentes não podemos nos dar ao luxo de nos apegar. - Essa parte eu sabia que era verdade, mas eu definitivamente não tinha moral nenhuma para falar sobre isso. Há mais de um ano eu pensava no que isso significava.

- Alias, vou dar uma passada no refeitório pra comer alguma coisa rapidinho, espero que o Vice-almirante não fique zangado. - Lançaria um sorriso zombeteiro e usaria soru para ir como um raio até o refeitório, já que era melhor não abusar da paciência de Kurt. Assim que chegasse lá, me apoiaria no balcão, tentando ver algum funcionário do QG ali. - Bom dia. Ainda tem algo pra comer? E se puder, um capuccino cairia bem. - Não queria abusar muito, mas um pouco de cafeína ajudaria bastante a ficar acordado, além de tem esperanças de um tratamento especial por ser agente do governo. - Qualquer coisa um café com leite já resolve, mas frio. Sabem como é, não bebo nada quente. Mas sejam rápidos, o vice-almirante tá me esperando. - Assim que recebesse a pequena refeição, comeria e beberia bem rápido, e com outro soru, voltaria para a recepção, para avançar logo em seguida para a sala de Kurt Storm.

Chegando na grande porta que dava na sala do líder do QG de Utopia, estranhava o fato de haverem guardar, e logo soltava uma gargalhada. - Como se vocês fossem o proteger de algo que ele mesmo não conseguisse lidar. - Aquilo era um verdadeiro desperdício, mas não daria muita atenção. Entraria na sala sem pensar muito, e já procuraria uma cadeira para me sentar. - Bom dia, vice-almirante. Então é você que vai me repassar minha próxima missão? - Por mais que no geral não apreciasse muito os marinheiros, até eu precisava saber meu lugar. Independentemente de ser marinheiro, o cargo que ele possuía era o suficiente para não questionar suas capacidades. No final, ele serviam ao Governo Mundial tanto quanto eu. - Se me chamou aqui, imagino que seja algo importante. - Ajeitaria minha postura, mostrando que estava mais sério, e o sorriso desaparecia de meu rosto. - Do que se trata?


OFF:
 

Histórico do Hoyu:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 36
Warn : Ain't No Rest For The Wicked 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Re: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked EmptyTer 25 Ago 2020, 09:06



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - AIN'T NO REST FOR THE WICKED


QG G-18 - 08:30h

O recepcionista fica um pouco surpreso, mas sorria tranquilamente para o jovem, sem responder mais nada a não ser sobre a passada no refeitório.

- Ahh sim, fique à vontade, o Vice-Almirante não tem uma hora marcada. - Antes que o senhor conseguisse completar seu raciocínio e olhar novamente para Hoyu, esse já havia desaparecido em um piscar de olhos.

Alguns marinheiros de patente baixa que passavam por ali se impressionavam com o desaparecimento do jovem na recepção, olhando para os lados em busca do vulto. Assim como o balconista do refeitório.

- Mas o que...? - Ele olhava confuso para Hoyu, mas se recompunha e dizia. - B-bom dia senhor!  O que deseja? Ahh, sim, temos si.... O Vice-almirante? - Como se sua vida dependesse disso, o homem corre para todos os lados preparando o pedido, ele volta em pouquíssimo tempo com um pão quente e um capuccino com algumas pedras de gelo. - Aqui está.

Hoyu come sua refeição rapidamente e logo em seguida retorna à recepção, onde o senhor olha para ele e diz calmamente.

- Exercícios físicos após a refeição são perigosos jovem. - A última coisa que o agente precisava era uma lição de saúde, mas isso não parecia intimidar o velho recepcionista.

Ao chegar na porta de Kurt e zombar os guardas, Hoyu recebe uma encarada desagradável dos mesmos, mas não era como se eles pudessem fazer muita coisa mesmo que quisessem, por isso, o jovem entra sem dar atenção.

O almirante sentava despojadamente, com os pés sobre a mesa e a cadeira equilibrada só nas pernas de trás. Ao ver Hoyu ele dá um sorriso e diz.

- Ora, se não é um dos heróis de Utopia! Não que muitos saibam, não é? Hehehe. - Ele dizia se ajeitando atrás da mesa e encarando o jovem que se sentava em sua frente. - Ahh sim, sua missão! É, podemos dizer que é importante sim. Precisamos de alguém de confiança para escoltar a sobrinha do prefeito para Lavenia. - Ele dava uma pausa e depois bebia um gole de água antes de prosseguir. - O nome dela é Catarina Marshell e o próprio prefeito confiou em você para isso, que honra eh? - Ele sorria e se levantava, andando pela sala e parando em uma janela. Ao apontar para um local, ele diz. - Você deve ir na casa do prefeito, ele vai te dar os detalhes sobre o dia que devem partir. Além disso, suponho que ele também queira agradecer por seus serviços. Bem, é isso, alguma dúvida?

POST 04

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Mimasu Hoyu:
 

Considerações:
 
OFF:
 
XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
Hoyu

Créditos : 76
Warn : Ain't No Rest For The Wicked 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 20
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Re: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked EmptyTer 25 Ago 2020, 21:42


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Busoushoku Haki!



Já bem alimentado após fazer um lanchinho no refeitório do quartel general, segui para a sala do vice-almirante sob um comentário desnecessário do recepcionista sobre exercícios, que ignorei ser dar muita atenção. Passando pelos guardas de enfeite, posicionados na porta do vice-almirante, encontrei Kurt bem à vontade em seu escritório, com os pés em cima da mesa e se equilibrando em uma cadeira. Certamente não era a imagem que tinha de alguém na posição dele, mas não podia esperar muita coisa de Kurt Storm. - Não me chame de herói. Não sou agente pra ficar famoso, não vejo problema em não saberei o que fiz pela ilha. Você e o prefeito já são o suficiente, Utopia não precisa de mais heróis. - Finalmente o marinheiro se ajeitou na cadeira, atitude que deveria ter tomado desde o início, e me informou de minha próxima missão.

- A sobrinha do prefeito? - Essa sim parecia mais condizente do que a missão que recebi quando cheguei na ilha. Com a importância que o prefeito havia adquirido, ainda mais se tratando de Utopia, a segurança de sua sobrinha poderia causar um impacto direto na reputação do Governo. Me incomodava um pouco servir como guarda-costas, mas era inegável que o que quer que acontecesse Catarina Marshell sem dúvida seria relevante para nós. - Honra? Tenho certeza que o obrigaram a escolher um agente para acompanhar a viagem por precaução e ele preferiu um que conhecia do que um desconhecido. Não tem nada de honra nisso. - Esperava ele terminar de repassar as informações antes de fazer um pedido. - Tem algum mapa da Grand Line ai? Queria checar onde fica Lavenia. Nunca ouvi falar dessa ilha. - Caso me fosse concedido, procuraria a ilha no mapa, para depois checar a distância em relação à Utopia.

Só agora que a missão havia sido passada que eu parava para perceber que estava acontecendo novamente. Meu pressentimento ao acordar estava correto. Suspirando, me levantaria da cadeira e olharia diretamente para o vice-almirante. - Você disse que ainda vão definir o dia de partida, não é? Então tenho tempo ainda. Tenho um pedido a fazer. - Meu olhar era sério, o completo oposto ao jeito descontraído de Kurt. - Cerca de um ano atrás, durante a guerra em Chaos, despertei o haki do armamento. Não pensei muito nisso desde então, já que não havia necessidade, mas agora que vou sair da ilha, preciso aprender a usar isso. - Com o braço erguido, tentaria manifestar novamente aquela armadura negra em minha pele, mas não esperava nenhum sucesso. Não sabia como fazer aquilo, sem um mestre para me indicar o caminho provavelmente não conseguiria dominar aquela habilidade.

- Não me importa quem vá me ajudar com isso, mas imagino que você conheça pessoas que estariam aptas à tarefa. Preciso disso antes da escolta. - Suavizando minha expressão, sentaria novamente na cadeira, o olhando. - Se puder começar de imediato, seria o ideal, mas não espero que conheça alguém que pudesse vir me ensinar de última hora. - Com grande expectativa, esperaria a resposta do vice-almirante, esperançoso que de fato conhecesse alguém que pudesse me ajudar. Se realmente houvesse alguém que pudesse me ajudar de imediato, iria até o local designado para que pudessemos começar o treino.


Histórico do Hoyu:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ain't No Rest For The Wicked Empty
MensagemAssunto: Re: Ain't No Rest For The Wicked   Ain't No Rest For The Wicked Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ain't No Rest For The Wicked
Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Utopia-
Ir para: