One Piece RPG
I - As rédeas de Latem City!! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Mao di Lut Ima
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Alek Hoje à(s) 04:24

» Evento Natalino - Amigo Secreto
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor K1NG Hoje à(s) 04:18

» [Mini] Albafica Mino
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Albafica Mino Hoje à(s) 03:42

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Dante Hoje à(s) 02:53

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 00:30

» One Piece RPG Awards 2020
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 00:00

» Vol 1 - The Soul's Desires
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 23:55

» VIII - The Unforgiven
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 23:31

» BOOH!
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:06

» [LB] O Florescer de Utopia III
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Vincent Ontem à(s) 22:56

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Revescream Ontem à(s) 22:33

» O Samurai
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor K1NG Ontem à(s) 21:30

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Oni Ontem à(s) 21:28

» Cap.1 Deuses entre nós
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Tensei Ontem à(s) 20:00

» Julian D'Capri, das Mil Espadas
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 19:55

» Carregada de Culpa / Amanhecer em Prata
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Adrian/Vampiro Ontem à(s) 19:28

» The One Above All - Ato 2
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 19:01

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:47

» Cap IX ~ Esperança ~
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 16:34

» A Ascensão da Justiça!
I - As rédeas de Latem City!! Emptypor K1NG Ontem à(s) 16:27



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 I - As rédeas de Latem City!!

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : I - As rédeas de Latem City!! 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! EmptySab 18 Jul 2020, 02:15

I - As rédeas de Latem City!!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Kuze Kyoji e Sato Fuyuki. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyoji
Civil
Civil
Kyoji

Créditos : 6
Warn : I - As rédeas de Latem City!! 10010
Data de inscrição : 02/10/2019

I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: Re: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! EmptySab 18 Jul 2020, 17:07




Anteriormente...
Spoiler:
 




Dentro da prisão, o cozinheiro rangeria os dentes enquanto faria tudo ao seu alcance para conseguir cozinhar. Buscaria arranjos simples de cozinha: pedra ante pedra, um pequeno fogo ali dentro, facilmente cativado por um fósforo ou faísca de atrito, ou, então, usaria de utensílios e equipamentos próprios da prisão em que se encontrava. Não importava como, seu único desejo seria de cozinhar - de refinar a gororoba que era servida aos prisioneiros, em um esforço de, com o estralar da comida e seus infinitos aromas, cativar o estômago e apetite dos demais criminosos.

Kyoji sabia que o caminho para o coração de um homem muitas vezes passava pelo estômago. Com sorte, dar dignidade a estes prisioneiros - que, afinal, não deviam ser pessoas ruins já que, se ele próprio não era criminoso e estava preso, já aí residia motivo suficiente para duvidar da legitimidade da prisão dos demais -  ajudaria a conquistar sua boa vontade. O cozinheiro precisava que eles confiassem nele, pois Kyoji estaria teorizando já planos e ideias de como escapar.

Entretanto, indubitável era o fato de que, ao tornar a cozinhar, caso conseguisse, embora seu coração certamente fosse ser preenchido com o sorriso dos prisioneiros ao seu redor - só Deus sabe qual foi a última vez que comeram algo que preste , e Kyoji teria alguma razoável crença na sua habilidade de tornar aquela gororoba palatável -, também lhe iria doer a lembrança da favela de Latem City.

Depois de tantos anos de cozinha, o fogo já não queimaria as mãos do cozinheiro. Da mesma forma, cozinhar de forma rudimentar, sem ingredientes e boas condições, não seria suficiente para lhe machucar. O que doeria, sim, seria se lembrar que sua cozinha havia machucado outros. Que pessoas tão queridas, que a ele confiaram sua alimentação, foram machucadas...por deus, isso lhe machucaria muito mais que a mão posta sob o fogo, muito mais que óleo quente sobre a pele.

Mas isso não mudaria os fatos. Agora Kyoji estava ali, trancafiado com rufiões. Era preciso escapar, e Kyoji usaria de todos os artifícios ao seu redor para efetivar sua fuga. Além de tentar levantar conversas com os prisioneiros enquanto tentava cozinhar, perguntando-lhes quem eram, como vieram parar ali, se tinham famílias, o cozinheiro em dado momento levantaria sua voz para que todos o ouvissem simultaneamente.

- Certo, amigos. Espero ter uma deliciosa refeição pronta em alguns minutos. Vocês vão comer e vão renovar suas forças!! Olhem ao redor. Quantos guardas são? Certamente nós somos muito mais...e estaremos muito melhor alimentados!! Isso eu garanto!!

Kyoji terminaria sua fala com um largo sorriso no rosto. Esperava que isso ajudasse a levantar os espíritos dos presos. O cenho, então, se franziria enquanto outra fala seguiria.

- Temos aí algum médico?, diria o cozinheiro, os olhos iriam correr pelo rosto dos prisioneiros. O plano é simples. Vamos começar uma briga entre nós. De mentira, claro, mas precisamos vender essa história pros guardas. Vamos brigar até que algum deles tenha que intervir, e, então, teremos um refém!! Esse é nosso ticket pra fora daqui!!

Kyoji esboçaria um sorriso. Saindo da prisão, ele saberia que não tinha chance alguma de ser aceito novamente em Latem City. Saberia que não conseguiria convencer ninguém dos fatos. Mas era esse o caminho para a felicidade? Não era a felicidade o calor do fogo contra a pele? Poder cozinhar todos os dias, renovar o espírito de amigos, camaradas, companheiros?

O cozinheiro iria sorrir porquê não teria mais casa. Porquê ele nunca pode sair de Briss Kingdom pois tinha um dever com Latem City. Mas agora, estaria livre. O Governo, ao tentar tirar sua liberdade, sem saber, na verdade estaria a efetivando.




Objetivos
Spoiler:
 


____________________________________________________





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Kyoji em Dom 19 Jul 2020, 17:33, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Felix
Civil
Civil
Felix

Créditos : 6
Warn : I - As rédeas de Latem City!! 10010
Masculino Data de inscrição : 20/12/2017
Idade : 21

I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: Re: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! EmptySab 18 Jul 2020, 18:05





Anteriormente:
 

Estar na prisão a dois dias realmente deu tempo para Fuyuki pensar e refletir bastante sobre sua liberdade, certamente o seu desejo de percorrer os mares não era um equívoco, e estava mais do que nunca decidido que esse era seu caminho e nada poderia pará-lo.
Outra coisa que percebeu, é que estar em casa deixava-o mais triste que o normal, talvez pelas lembranças dos familiares com ele nos últimos anos.
”Acho que ficar fora de casa realmente é o certo, aquele lugar me traz muitas lembranças.”

Nunca estivera na prisão antes, e o rapaz se sentia fora da sua zona de conforto nesse ambiente, certamente estar no meio de prisioneiros que poderiam ser assassinos, ladrões ou coisa pior não era muito animador. Mas Fuyuki também pensava se haviam pessoas como ele, que foram injustamente colocadas lá dentro, e no fundo eram boas.
Isso o fazia refletir sobre as injustiças cometidas pelas pessoas com um pouco de poder na mão. ”Será quem em todo lugar é assim?”
Mesmo se essas injustiças existissem no mundo inteiro, Fuyuki sabia bem que não podiam deter seu sonho, e também sabia que se visse atos que considerasse cruéis na sua frente não ficaria parado.
Sentia-se triste por estar na prisão agora, mas orgulhoso por ter ajudado a menina que encontrou na rua outro dia.

Enquanto se perdia nos pensamentos de escapar daquela prisão, que se misturavam as lembranças da mãe e do avô recentemente falecido, o estômago do rapaz roncou forte, trazendo-o de volta a realidade.
“Maravilha, agora estou com fome, melhor procurar alguma coisa pra comer por aqui.”
Fuyuki tinha plena certeza que dentro da prisão não conseguiria se alimentar direito, talvez ganhasse algumas sobras dos guardas, ou quem sabe alguma espécie de purê mais duro que carne passada do ponto.

Lutar com os guardas não deveria ser difícil, pensava Fuyuki, afinal treinara muito com a lança desde pequeno, o problema era que não possuía uma lança nesse momento.
”Ah se eu tivesse minha arma em mãos, Já teria escapado a muito tempo.”
Pensando sobre isso, Fuyuki teve um estalo em sua mente, parando para pensar pela primeira vez que como um homem livre pelos mares poderia acabar em situações de risco ou problemáticas como essa em que se encontrava.
”É melhor pensar em alguns jeitos novos de me defender, talvez estar sempre com a lança junto de mim…. Ou talvez deva pensar em algo diferente pro futuro.”

Enquanto ali parado exercendo o único bem que não poderia lhe ser tirado, o ato pensar, mais uma vez o estômago de Fuyuki roncou, mas dessa vez mais forte que antes.
”Certo, chega de ficar preso em pensamentos por agora, preciso antes de tudo comer alguma coisa.”

Fuyuki pode ouvir um homem falando algo sobre guardas mas não entendeu exatamente a frase, porém, em seguida escutou claramente a mesma voz perguntar se havia algum médico ali, e na sequência falar sobre um plano mirabolante de fuga usando um guarda como escudo humano.
Aquela parecia ser sua oportunidade de ouro, escapar com a ajuda de outros prisioneiros seria bem mais fácil do que articular um plano sozinho.
Fuyuki se prontificando a pergunta anterior do homem diria: -Oi, eu sou médico! Alguém aí precisa de uma ajudinha para escapar desse lugar?
Daria então um sorriso amistoso e brincalhão ao homem e aguardaria sua resposta.  



Off:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Felix em Ter 04 Ago 2020, 22:19, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 12
Warn : I - As rédeas de Latem City!! 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 17

I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: Re: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! EmptyDom 19 Jul 2020, 18:44




As Rédeas De Latem City!!!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Horário: 08:30
Temperatura: 19°C
Localização: Briss Kingdom


Kuze Kyoji


Rangendo os dentes e pegando utensílios que por ali, o ajudariam a cozinhar, Kyoji que no seu horário do banho de sol, começava a cozinhar por ali.

Um local aberto, como um ringue gigante, local que lá tinha quadras de esportes, bem como banquinhos de ferro presos ao chão, a volta disso, como as cordas de ringue, haviam grades, por trás guardas, que rodeavam aquele local, Possível ver no local algumas guaritas pelo volta.

Enquanto preparava a comida, Kuze, já pensava no seu futuro ali, se manter na cadeia não parecia ser uma opção, mas antes o mesmo deveria ganhar a confiança dos mais velhos por ali.

Poucos ao ver o ato dele, decidiram se juntar, alguns novatos chegam e com as barrigas roncando, se percebia que por ali a alimentação não era das melhores.

Cozinhar e ver a animação dos outros perante isso o reconfortava de certa forma, mesmo que por dentro ainda se recordasse das injustiças que antes passou.

Já eram anos cozinhando e não seria aquele fogo que o traria desconforto, o que trazia era lembrar do que havia vivenciado, a armação que pra cima dele havia sofrido, a crença de que todos a sua volta achavam que teria sido ele o verdadeiro malfeitor.

Decidido que ali não era seu lugar, o jovem agora tentava ganhar informações dos demais ali, nada que lhe fosse utíl, alguns diziam estar a mais de 20 anos lá, enquanto outros nem respondia, seria por medo ou por não se recordarem mais.

Com suas palavras motivadoras, alguns levantavam e gritavam como um gesto de euforia, no entanto muitos por saber do que o garoto era acusado ou por simplesmente achar a vida confortável por lá, não quiseram participar dessa tentativa.

Perguntando sobre haver um médico, Kyoji, falava sobre seu plano, muitos ali, gostaram e se levantavam pra começar a “briga”, apenas aguardando o sinal dele.


Sato Fuyuki



Preso já a dois dias, o menino teve tempo para pensar sobre sua vida, sobre a falsa liberdade que antes teve e que agora sente dentro da prisão, já era decidido, ele faria de tudo para um dia velejar pelos mares.

Com receio e sem gostar de onde se encontrava, afinal uma prisão abriga muitas pessoas, você não realmente sabe o que seu companheiro de cela fez para estar lá.

Mesmo assim, se gerava dentro dele, uma emoção de tristeza, quantos ali não estavam por pura injustiça do mundo? Seria isso um castigo divino?

Em meio a pensamentos, o garoto, não se arrependia de ter ajuda a garota, afinal, que mal ele trouxe? Aquilo que pensava, o trazia o desejo de sair dali, fugir desse lugar.

Com o estomago roncando, ele agora procurava algo a se comer, sentindo um ótimo odor e seguindo-o, entrava no espaço a céu aberto, chamado de banho de sol.

Ouvindo um homem a chamar por um medico e o respondendo-o, os dois agora se olhavam e com a troca de olhares que ambos demonstravam euforia, entusiasmos e certa alegria, seria ali o começo de uma nova amizade? Seria esses os homens que tomariam as rédeas de Latem?

Consideração:
 
off:
 
Informações:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyoji
Civil
Civil
Kyoji

Créditos : 6
Warn : I - As rédeas de Latem City!! 10010
Data de inscrição : 02/10/2019

I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: Re: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! EmptySeg 20 Jul 2020, 17:42




O cozinheiro iria esboçar um largo sorriso com os prisioneiros rodeando a ele e sua cozinha. Era um grande prazer poder cozinhar e alimentar os outros - além disso, ele sempre sentiu uma aura, uma conexão que emanava dele e o conectava às pessoas a seu redor. Ver prisioneiros animados para comer e efetivar seu plano era um prazer sem igual para o jovem cozinheiro. De certa forma, era a forma que ele encontrava de manifestar sua existência, de certificar-se que, de fato, existe, respira, pulsa e interage com o mundo...

Mas tais devaneios não poderiam tomar o lugar da ação. Enquanto cozinhava, o cozinheiro estenderia a mão para o médico que se voluntariava.

- Prazer, meu caro! Meu nome é Kyoji! Kuze Kyoji!, ele diria, com um largo sorriso no rosto.

- Bom, meu plano, você já deve ter escutado, é bem simples. Mas, uh...vamos precisar da ajuda de alguém...acostumado com lutas...digamos...não muito honestas, diria o cozinheiro quando estivesse terminando de cozinhar.

- Veja bem, eu passei toda a vida em um ringue. Eu sei lutar, mas só sei lutar pra valer. Precisamos de aprender a lutar de maneira que pareça uma luta mas não machuque de verdade. Algum dos prisioneiros certamente consegue nos ajudar com isso!, diria, por fim, enquanto estufaria o peito de maneira triunfante.

O cozinheiro esperaria a comida ficar pronta para poder servi-la aos prisioneiros, e, então, iria buscar, junto do médico, caso este queira, algum prisioneiro que pudesse lhes ensinar a arte da luta suja e trapaceira.




Aprendendo perícia: "Luta de Rua"




O cozinheiro inicialmente se aproximaria dos prisioneiros que concordaram com o plano. Primeiro, iria atrás dos candidatos mais óbvios: aqueles que tivessem marcas de cicatrizes e olhos roxos. Perguntaria à eles se foram presos por brigarem, e, caso fossem, pediria que o ensinassem suas técnicas, convidando-os para um breve duelo; caso não fossem, perguntaria se, de qualquer forma, sabem brigar. Se soubessem, estenderia o convite ao duelo da mesma forma; caso não soubessem, iria partir para os prisioneiros que não tinham concordado com o plano.

Se fosse o caso de interrogar os prisioneiros que não concordaram com o plano, o cozinheiro repetiria as mesmas táticas. Buscaria os prisioneiros que carregavam marcas de brigas e os convidaria a um duelo. De qualquer forma, precisaria lutar para aprender o que faziam de diferente.

Se, no final de todo o interrogatório, conseguisse um parceiro de luta, ótimo, iniciaria o duelo. Se não conseguisse um parceiro de luta, juntaria uma porção de areia nas mãos e a jogaria nos olhos de um prisioneiro que não concordou com o plano. Já existiria a má vontade em colaborar, bastava o duelo.

De qualquer forma, iniciado o embate, o cozinheiro faria uma rotina simples: fazendo-se valer de sua esquiva bem treinada, o cozinheiro se manteria de guarda alta, esperando seu oponente lhe atacar. Quando recebesse um golpe, faria esforço para desviar, fazendo uso do amplo espaço que o ringue oferecia. Enquanto desviasse, tentaria olhar por entre sua guarda para o que exatamente estavam tentando fazer.

Caso inexistisse agressão da outra parte, o cozinheiro se restringiria a jabs diretos, sempre mantendo a sua distância. Ele temeria que grande parte do estilo de luta dos rufiões fosse focado em contra-ataques, e não propriamente na ofensiva. Portanto, somente atacaria caso a outra parte não atacasse primeiro.

O cozinheiro se atentaria à maneira que se movimentam, à torção do corpo de seus inimigos. Instintos naturais para um boxeador que talvez não fossem tão úteis aqui. Kyoji sabia como eram brigas de bar, e não esperava que esses prisioneiros lutassem de maneira distinta. Significa dizer: cadeiras, areia, golpes nas regiões abaixo... tudo era válido para esses lutadores. Provavelmente nenhuma regra iria pairar sobre o duelo. Portanto, Kyoji não demonstraria interesse em contra-atacar, apenas em desviar. Não seria hora de executar o plano; seria o momento de aprender.

Depois de desviar de alguns golpes, Kyoji esperava conseguir reconhecer padrões. Focaria nos olhos dos rufiões - para onde olham durante a luta? O que passa por sua cabeça? Tentaria desvendar se pensavam em buscar objetos para jogar contra ele, se tentariam juntar areia, se buscariam falhas na guarda de Kyoji para acertar sua virilha.

O cozinheiro esquivaria até acreditar ter juntado conhecimento suficiente sobre o estilo de luta. Então, pediria para outro prisioneiro lutar com seu oponente. Se o médico se interessasse, que fosse ele. Caso contrário, qualquer outro serviria. O cozinheiro colocaria em prova as formulações e teorias que fez durante a luta. Tentaria prever os movimentos do rufião; se tivesse sucesso, teria aprendido o estilo de luta. Caso contrário, era preciso mais treinamento.

Quando entendesse ter observado o suficiente, cessaria a luta. Se a outra parte não fosse amigável, usaria força: tentaria encaixar um cruzado no nariz de seu oponente. O médico certamente seria capaz de reparar quaisquer danos provocados...ou, pelo menos, assim esperava.




Se obtivesse sucesso aprendendo o novo estilo de luta, o cozinheiro seria confiante em esperar os prisioneiros terminarem de se alimentar para colocar o plano em movimento.

Caso contrário, seria preciso repensar o plano. Estenderia voz aos outros prisioneiros, escutaria as suas ideias e intenções.




Objetivos
Spoiler:
 


____________________________________________________





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Kyoji em Qua 22 Jul 2020, 16:54, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Felix
Civil
Civil
Felix

Créditos : 6
Warn : I - As rédeas de Latem City!! 10010
Masculino Data de inscrição : 20/12/2017
Idade : 21

I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: Re: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! EmptySeg 20 Jul 2020, 23:28


As rédeas de Latem City  


Fuyuki parou por um momento para compreender a cena em que se encontrava, o lugar chamado de banho de sol trazia uma sensação triste para o rapaz.

”Então isso é o máximo que um preso tem de liberdade… Patético”

Focando agora no homem que cozinhava a sua frente, esse sim chamava bastante a atenção e se destacava no local, ataduras nos braços e uma cozinha improvisada eram apenas detalhes para Fuyuki.
O cozinheiro tinha um jeito de falar que lembrava uma chama ardente, o entusiasmo parecia correr em suas veias e se expressar em sua fala, até mesmo fora de uma prisão ele certamente se destacaria.
O homem ainda ostentava alguns presos ao redor ouvindo suas palavras, mesmo que alguns estivessem ali só pela fome, ainda era formidável como mantinha o carisma sem forçar.

”Esse aí sim parece alguém confiável”

Ele então se apresentou como Kuze Kyoji e estendeu a mão para Fuyuki.
-Muito prazer Kuze Kyoji, eu me chamo Sato fuyuki.
– Diria estendendo sua mão para cumprimentar o cozinheiro.

Então kuze seguiu falando sobre seus planos de aprender a lutar de maneira suja e não profissional.
Talvez esse realmente fosse um desafio para Fuyuki que nunca aprendeu outro estilo de lutar se não a lancearia, isso poderia ser interessante.

-Bem intrigante essa ideia Kuze Kyoji, eu sugeriria outra coisa… mas a sua ideia pode fazer com que eu aprenda algo novo, então vou aceitá-la!
- Diria Fuyuki dando um sorriso entusiasmado para o cozinheiro.

-Mas antes de começarmos, poderia me dar um prato dessa sua comida aí? Eu estou morrendo de fome.
- Diria colocando a mão na barriga e olhando para baixo como quem tenta procurar os problemas internos do corpo com os olhos.

Fuyuki então seguiria com Kuze na expectativa de conseguir aprender a lutar sem uma lança, e principalmente, de forma injusta.




Aprendendo perícia: "Luta de Rua"




Fuyuki primeiramente não andaria junto a Kuze, enquanto o cozinheiro abordava os prisioneiros de um lado, o médico abordaria os prisioneiros do outro para aumentar o raio de busca e maximizar o tempo da dupla.
E quanto a sua abordagem, não tinha a mesma lábia de Kuze, faria uma abordagem diferente, chegaria no(os) preso(s) e diria:
-Ola amigo(s) tudo bem? Eu estou precisando de umas dicas de veteranos na arte do combate mais velho de todos, o famoso vale tudo, ou o estilo das ruas, como quiser(em) chamar. E se me permite(m) dizer, você(s) parecesse(m) um(uns) ótimo(s) mestre(s) dessa antiga arte. Que tal se eu pudesse aprender um pouco com você(s)?          

Faria  uma pausa para avaliar o rosto dos presos, caso fosse positivo continuaria.
-Claro que eu não vou pegar todo esse conhecimento de graça não é mesmo? Se tiver alguém aqui dentro que foi machucado ou sofreu algum “acidente” eu posso ajudar com os cuidados básicos para acelerar na recuperação dessa pessoa, basta me darem alguns materiais e pode(m) deixar os primeiros socorros comigo.
Terminaria dando um sorriso amistoso.

Caso o rosto do(s) preso(s) não fosse amigável, nem tentaria argumentar.

Sem um padrão de presos para começar, Fuyuki abordaria todos que conseguisse, e caso conseguisse antes de Kuze, chamaria o cozinheiro para participar da aula.

Caso começassem a ser treinados por algum preso na luta de rua, Fuyuki não tentaria aprender lutando, afinal isso poderia aletar os guardas, ou até mesmo revelar que o rapaz estaria planejando algo.
Fuyuki tentaria aprender por meio de perguntas sobre as tecnicas mais utilizadas, afinal tinha experiência em estudar jeitos de lutar, passou a vida aprendendo a lutar com a lança.

Fuyuki sabia que conseguia aprender coisas com certa facilidade, então faria suas perguntas e pediria performances sem ser em um combate para o prisioneiro que o estivesse orientado.

Em caso de não conseguir um professor, ficaria atento a brigas na prisão, e caso visse alguma estudaria os movimentos dos lutadores, analisaria seu jogo de corpo, pontos de impacto, lógica, táticas e a base do estilo em si.
Tentaria então quando possível replicar o que observou até aperfeiçoar-se.






Em caso de conseguir aprender a luta de rua, Fuyuki ensinaria para Kuze caso ele não tivesse sucesso por algum motivo, e voltaria a conversar sobre o plano de fuga.

Em caso de falha na aprendizagem, voltaria a falar com o cozinheiro para novos planos, mas continuaria tentando observar os presos na expectativa de aprender ou achar alguém com a capacidade e boa vontade de ensinar.






Off:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Felix em Ter 04 Ago 2020, 22:20, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 12
Warn : I - As rédeas de Latem City!! 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 17

I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: Re: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! EmptyTer 21 Jul 2020, 02:57

As Rédeas De Latem City!!


A sujeira de uma luta



Kuze Kyoji


Comovido com a presença de várias pessoas que haviam ali se juntado, ele se animava com a situação toda, muitos ali demonstravam sua felicidade com o preparo da comida, tudo isso o trazia um sentimento de ser um verdadeiro Líder nato.

Respondendo o médico e recapitulando seu plano, ele percebia que devia aprender a ser mais sujo, principalmente numa luta, artifícios que na sua época de boxeador, não o foram ensinados.

Entregando aos prisioneiros sua obra, eles agora se deliciavam com aquilo, muitos choravam de felicidade e alivio, quanto tempo estavam sem comer afinal de contas?

Se afastando dali, agora procurava alguém capaz de ajuda-lo na arte da sujeira em combate.

Com a procura, após um tempo, um homem com algumas cicatrizes nas mãos, se levanta e concordava a lutar com ele, dizendo: —guaguaguahaha! Não foi você que envenenou outras pessoas? Seria uma honra brigar com você e te fazer aprender.

Os dois já prontos, a luta então começava, com a guarda alta, o boxeador se demonstrava preparado para o embate, com o homem se aproximando, ele fingia um soco que na verdade servia para segurar o braço do jovem Kuze, por sorte, Kyoji era mais rápido e conseguia esquivar do agarram.

Com seus Jebs, o menino conseguia acertar o homem, nada que fosse efetivo, parecia estranho o cara deixar sua guarda tão baixa, isso que foi usado para na verdade para relaxar o garoto também. Atitude que permitiu que o homem pudesse acertar um cuspe nos olhos do oponente, coisa que o cegava.

Agora cego, apenas sentia um soco que pegava de forma forte e destrutiva em seu queixo, golpe que o derrubava no chão e o deixava desnorteado.

Se recompondo e levantando a luta continuava, o homem que agora dizia: — ta tudo bem criança? – falava rindo e agora com sua mão fazendo um gesto para o garoto, chamando-o para luta de novo.

Passado um tempo e com suas esquivas precisas, o oponente do boxeador, já se encontrava exausto e pedia pelo fim da partida: —Che.. chega garoto... você só desvia como uma marica, some daqu... daqui, antes que eu quebre sua cara! – dizia exausto.

Lutando com outro jovem, que também parecia ser conhecedor do estilo de luta, ele agora conseguia se defender muito melhor dos ataques sujos que eram desferidos, pedindo pelo fim da luta, o seu oponente apenas aceitava e saia.

Kuze sentia uma dor grande em seu queixo, coisa que dificultava na hora de abria a boca pra falar.

Com os outros acabando de comer, eles estavam prontos para o que viria a acontecer.


Sato Fuyuki


Com a chegada no banho de sol e refletindo sobre aquela falsa liberdade que era dada, ele percebia no meio dos outros, um homem que se destacava, o mesmo que posteriormente ao conversarem se chamava Kuze Kyoji.

O cumprimento, ali se começava uma nova amizade.

Ouvindo as ideias de Kuze que para seus ouvidos soavam diferente, afinal, o garoto sempre treinou com lança, mesmo assim, acreditava na ideia e concordava com a proposta.

Comendo o que foi feito pelo cozinheiro, agora o médico, seguia com ele atrás de presos aptos a ajuda-lo.

Se separando de Kyoji, ele agora procurava um oponente, com suas palavras, chamava a atenção de um senhor mais velho, apesar da idade, mantinha um bom porte.

Ouvindo as palavras finais do garoto, o velho então dizia: —hahaha! Quanta honraria para falar da famosa arte da sujeira, pois bem, ando com meu pé bem dolorido, não sei se é algo mais grave ou não, posso te ajudar, mas com a condição de você ajeitar esse pé, hahaha.

Continuava dizendo: — Certo, a luta de rua é muito simples, é um estilo, onde você usa o que puder para te favorecer e atrapalhar o outro, seja usando utensílios contra ele, bem como táticas de provocação.

—Alguns exemplos disso, é por exemplo, usar de cuspes, terra, pó, água e até terra para tirar a visão de seu oponente, outros casos, são usando cadeiras e objetos a volta para se favorecer num combate, você deve usar dessas coisas para ganhar, seu objetivo é ganhar e não lutar bonito, portanto, cadeiras, pratos, copos, o que lhe servir de útil pode ser bom, até seu corpo!

—Usar as mãos, pernas, cotovelos, ombros, joelhos e até a cabeça literalmente pode te dar uma vantagem. – Continuava sorridente com o entusiasmo do garot em aprender e dizia: —Por fim, não só isso, mas numa luta você deve tentar dominar a mente do outro, botar ele contra ele mesmo, trazer medo ou talvez até deixa-lo irritado, serão coisas que de certo vão atrapalhar e te trarão melhores resultados.Isso pode ser feito, tanto brincando e caçoando dele, bem como botando medo no seu oponente.

—Bom garoto... o resto é pratica... agora falando da minha perna, como faremos? Lembro de ter torcido meu pé a alguns messes e desde lá, doí muito.

O que o medico então faria para ajudar o senhor?

 

Consideração:
 
off:
 
Informações:
 
Ferimentos Kuze:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyoji
Civil
Civil
Kyoji

Créditos : 6
Warn : I - As rédeas de Latem City!! 10010
Data de inscrição : 02/10/2019

I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: Re: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! EmptyTer 21 Jul 2020, 15:40




O jovem cozinheiro iria se sentar de pernas cruzadas no chão após os embates travados. Suor pingaria de seu rosto e todo seu corpo queimaria com calor, mas não era isso que lhe incomodava. Seu queixo pestanejava a cada segundo que passava, uma terrível dor provocada pelo golpe que recebera. O jovem fecharia seus olhos e iria inspirar e expirar profunda e pausadamente, para que acalmasse seus batimentos cardíacos e recuperasse a clareza de pensamento.

Enquanto respiraria, Kyoji prestaria atenção no desenrolar da luta de Fuyuki. O jovem médico tinha tanta determinação quanto ele, e seria uma excelente oportunidade do cozinheiro colocar seus novos conhecimentos em teste. Ele tentaria prever quais movimentos o oponente do médico tomaria - um golpe entre os olhos? Cuspe?, enquanto observaria as reações de Fuyuki. Era mais uma forma de consolidar o que aprendera em sua mais recente luta.

Uma vez que tivesse recuperado o fôlego, embora seu queixo ainda reclamasse de dor, o jovem cozinheiro se levantaria e se dirigiria para o lado de Fuyuki, enquanto gritaria para os outros prisioneiros.

- Ei! Venham a...aq...aqui! Seria então que o cozinheiro tomaria ciência da dificuldade para falar que o golpe havia lhe provocado.

Iria cerrar os punhos. Sabia como animar e motivar esses prisioneiros com a fala mas, sem ela, haveria de ser criativo... de qualquer forma, aguardaria os prisioneiros se reunirem em torno dele, do médico e do velho senhor.

Kyoji esperaria que a comida tivesse sido suficiente para conquistar a boa vontade dos prisioneiros quanto à ele, mas o médico ainda não havia se provado. Pareceria uma boa oportunidade de Fuyuki conquistar as boas graças dos prisioneiros também. O jovem cozinheiro tinha interesse que isso acontecesse para que o médico não fosse abandonado ou atropelado durante a revolta. Precisava dele vivo e bem após escapassem da prisão, pois veria nele, possivelmente, seu primeiro aliado no novo caminho que fosse seguir.

- Você...disse que..., tentaria dizer o cozinheiro, enquanto suportaria a terrível dor que o assolava no queixo.

- Também...tinha...plano..., tentaria concluir a frase. Sabia que aquilo reduziria um pouco da boa vontade que tinha conquistado com os prisioneiros, mas não havia outra forma. Kyoji apenas tentaria manter sua postura estoica e máscula enquanto falasse.

O cozinheiro correria os olhos por entre os prisioneiros. Tentaria entender o que sentiam quanto à ele, quanto à situação. Confiariam nele? Poderia ele confiar nos prisioneiros? Seria tudo nebuloso nesse momento, mas, qualquer que fosse a saída que se apresentasse, já estaria passando da hora de agir.




Informações
Spoiler:
 

Objetivos
Spoiler:
 


____________________________________________________





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Felix
Civil
Civil
Felix

Créditos : 6
Warn : I - As rédeas de Latem City!! 10010
Masculino Data de inscrição : 20/12/2017
Idade : 21

I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: Re: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! EmptyTer 21 Jul 2020, 16:39


As rédeas de Latem City

-Meu senhor, agradeço do fundo de meu coração pelas dicas. Agora vamos dar uma olhada nesse seu pé!
Diria Fuyuki sorrindo ao senhor.

Enquanto analisaria o pé do senhor, tentaria puxar um pouco de papo para conhecê-lo melhor.

”Se ele for um preso das antigas, deve conhecer muita gente, além disso eu sei um bom jeito de convencê-lo a querer sair desse lugar.”

-Então, como o senhor veio parar aqui? A propósito eu me chamo Sato Fuyuki, qual o seu nome?
Diria enquanto analisaria o pé, agachado e sem manter contato visual.

-O senhor está aqui a muito tempo?

Após fazer essas perguntas para o senhor, começaria a falar sobre o pé.

-Pelo que posso perceber, é uma torção comum meu senhor, talvez tenha piorado por falta de cuidado com o tempo. Mas vou te dizer direitinho como resolver isso, fique tranquilo.
Diria Fuyuki se levantando e olhando nos olho do senhor.

-Em base, deixar o pé de repouso é o principal, se tiver como colocar algum suporte nele para andar melhor ainda. Uma compressa de aguá gelada em cima da parte dolorida, assim como o uso de anti-inflamatórios vão acelerar o processo e logo menos seu pé estará bom.
Diria com um olhar triste.

-O problema é que aqui na prisão vai ser bem difícil encontrar alguma dessas coisas que te mencionei… Se pelo menos estivéssemos fora daqui seria muito mais fácil, apenas ficando de repouso pode levar mais de um mês!
Fuyuki diria isso, colocaria os dedos no queixo e olharia para cima, como se estivesse pensando.

Caso as perguntas anteriores revelassem que o senhor não é um assassino ou estuprador, Fuyuki continuaria.
-Olha, tem um pessoal por aqui querendo fazer um pequeno… esquema, se é que você me entende. Diria dando uma piscadela para o senhor.

-Se o senhor quiser participar dessa pequena reunião e levar os seus confederados aqui de dentro está mais do que bem-vindo. Pense bem hein, fora daqui podemos arranjar as coisas necessárias para esse seu problema no pé que se arrasta a meses, nem imagino como deve ser andar com dor por tanto tempo.
Fuyuki diria, e então repararia em Kuze vindo em sua direção.

Caso o senhor nas perguntas anteriores se revelasse alguém podre, Fuyuki não faria esse convite para ele. Diria apenas:
Talvez se você conseguir desenrolar com os guardas, pode conseguir um suporte, gelo ou anti-inflamatório. Tenha um bom dia senhor.
E sairia andando de encontro ao cozinheiro e o levaria para outro local longe do senhor.

Fuyuki então junto de Kuze, com um sorriso no rosto e diria:
-Bom, eu acho que consegui o básico de informações que preciso para conseguir lutar sem minha lança, e você como foi?

Caso Fuyuki tivesse conseguido convencer o senhor que atendeu, e talvez algum amigo dele, diria:
-Outra notícia boa, é que consegui mais alguns companheiros para nossa fuga.
Apontaria o dedo para o senhor.

Fuyuki então se sentaria no chão e aproveitaria um pouco o ar e a luz solar, deixando a barriga fazer aquela digestão do prato que comeu mais cedo.

-Tenho que te falar Kuze, sua comida salvou minha pele. A propósito, o que houve com seu queixo?
Diria Fuyuki, lançando um olhar curioso para Kuze.

Ouviria Kuze perguntar sobre o plano, e então responderia:
-O que acha de fingirmos convulsão em algum preso? Os guardas ou médicos que vierem olhar nós usamos de escudo humano.




Off:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________





[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 12
Warn : I - As rédeas de Latem City!! 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 17

I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: Re: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! EmptyQua 22 Jul 2020, 16:52

As Rédeas De Latem City!!


Preparos



Kuze Kyoji


No chão se recompondo, o jovem Kyoji, havia de fato sentido um tranco do soco que durante a luta havia recebido, controlando sua respiração, ele agora se acalmava e diminuía seus batimentos cardíacos.

Analisando a luta de Fuyuki, que era uma luta muita mais mental do que de fato física, ele tirava um pouco da base teórica do negócio, informações que o ajudavam a complementar sua pratica anteriormente feita com o prisioneiro.

Se levantando e juntando-se ao médico, ele agora chamava os prisioneiros, percebia então o quão era difícil falar após o soco recebido.

Se comunicando com Fuyuki de forma pausada pela dor, ele agora queria saber seu plano, afinal, poderia ser até mais efetivo.

Vendo os prisioneiros que agora esperavam sua fala, ele sentia um sentimento de alivio, aqueles rostos que demonstravam fome e tristeza, já não era mais visível, naqueles homens que agora parecia estar pronto para ordens.



Sato Fuyuki


Conversando com o velho enquanto a analisava seu pé, o senhor dizia: —GUAHAHAH, bom... fui preso por matar um caçador de recompensas que havia sido enviado para matar meu filho... não sei se vocês novatos sabem, mas aqui é uma prisão comandada por eles, então as coisas não funcionam que nem nas outras.

—Quase me esquecia, me chamo Hyun, estou aqui faz 15 anos. – Com um olhar sem esperanças o velho dizia isso.

—Realmente por aqui, não se tem essas coisas, mas acho que uma hora ele deve sarar naturalmente, apenas de saber que não chegou a quebrar já fico aliviado!

Ouvindo sobre o suposto plano dos novatos, ele dizia: —Ohhh... Jovem, já passou da minha idade pensar nessas possibilidades e ideias, o que te digo é, cuidado, aquilo os guardas, se não forem com sua cara já ameaçam atirar em você, portanto cuidado, estarei torcendo por você! Obrigado pela ajuda e vou ver se consigo alguns comprimidos!

Saindo de lá e agora já perto de Kuze, ele perguntava como havia sido a missão do cozinheiro, sentado no chão e aproveitando seu banho de sol, ele continuava agradecendo pelo prato que havia recebido.

Questionando sobre o queixo de Kyoji, ele agora falava das suas ideias pra fuga.

 

Consideração:
 
off:
 
Informações:
 
Ferimentos Kuze:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I - As rédeas de Latem City!! Empty
MensagemAssunto: Re: I - As rédeas de Latem City!!   I - As rédeas de Latem City!! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I - As rédeas de Latem City!!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 6Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Briss Kingdom-
Ir para: