One Piece RPG
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [ficha] Arthur D.
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:32

» Mini-Aventura
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 10:44

» MEP _ IRUH
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 10:43

» [MINI - PALERMITO PALERMOLE] O GRITO DO LEÃO FAMINTO POR CARNE VERMELHA E SUCULENTA
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 10:43

» [M.E.P] - PALERMITO
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 10:42

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 10:40

» Mini-Aventura
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 10:40

» [M.E.P] Azarado
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:28

» [MEP] Akaza
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 10:27

» Mini Aventura (Yoshi)
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:24

» [Mini-Apolo] O punho furioso
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:24

» [MINI-sinhorelli] Punho flamejante
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:24

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 03:51

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 03:04

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor OverLord Hoje à(s) 01:13

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor maximo12 Hoje à(s) 00:23

» I - A Whole New World
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Achiles Hoje à(s) 00:14

» Um novo tempo uma nova história
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor new man reformed Ontem à(s) 20:57

» [MINI-MECHZZZZ] O ponto de partida
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:42

» [M.E.P.] - Mechzzzz
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:40



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptyQui 16 Jul 2020, 12:34

Relembrando a primeira mensagem :

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista

Aqui ocorrerá a aventura do(a) caçadora de recompensas Karelina Lawford. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 20/01/2019

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptyQua 19 Ago 2020, 17:40




O plano de fazer a tenente deixar de treinar com o capitão não ocorreu da maneira que minha pessoa arquitetou, mas o resultado era satisfatório da forma como finalizou, e ouso dizer que havia sido mais prazeroso. Tendo o privilégio de observar bem de perto a Nervosinha praticando o geppou pude ter uma análise melhor de como aplicar as técnicas necessário no meu treinamento, e o maior benefício era não precisar seguí-la por um terreno irregular repleto de pedregulhos, definitivamente esse era um ganho importantíssimo.

Entretanto, o treinamento secreto era descoberto, sem a menor possibilidade de poder inventar uma desculpa convincente para convencer a tenente de que não se tratava do geppou, apenas assumi o óbvio. - Eu não resisti ao vê-la saltando pelo ar, decidi praticar por mim mesma. - Dizendo num ar de travessura enquanto esboço um sorriso divertido, tentando amenizar o peso de minha atitude sorrateira. - Não se preocupe Nervosinha, este será apenas mais um de nossos segredinhos. - Diria de maneira levemente maliciosa, dando uma piscadela para a tenente, mantendo o ar travesso no sorriso ornando minha face. - Mas eu posso compreender vosso posicionamento como marinheira, talvez você queira me punir por ter sido uma garota muito levada ao roubar uma técnica secreta. - Me encolhendo enquanto aperto as coxas uma na outra, aproveitando para abaixar o shortinho com os polegares por dentro da barra, virando-me de costas para a morena, enquanto iria o bumbum, expondo a parte superior das nádegas, mantendo uma pose de submissão porém extremamente luxuriosa e cativante, também começaria a rebolar um pouquinho praticamente pedindo a tenente para ser repreendida. E devido ao contexto geral da situação eu me veria obrigada a morder os lábios para conter-me, mas não a excitação, e sim a vontade de rir da tenente que provavelmente ficará muito envergonhada.

Não teria me importado de ficar mais algum tempo com a tenente até ela se dar por satisfeita a respeito de minha pessoa ter aprendido o geppou em segredo, por fim eu retornaria até a residência.

>><<


Aprendizado de Perícia: Instrumentos Musicais.

Minha pessoa havia "perdido" a oportunidade de receber os mimos proporcionados por Alvida, mas foi uma escolha da qual não me arrependo, afinal o geppou traria mais possibilidades para minhas performances se tornarem mais extravagantes, e ainda com o objetivo de aprimorar minhas apresentações era o momento de aprender um pouco mais a respeitos dos instrumentos musicais, que me parecem ser essenciais para um artista chegar rapidamente no maior palco da ilha.

Porém ao contrário do geppou, eu não precisei me estressar em uma árdua desventura em meio aos pedregulhos da região, e pude calmamente assistir às vídeo-aulas através dos dendenmushis, escolhendo um local confortável na residência para assistir quando tivesse tempo de ficar sozinha, e ou mesmo durante os momentos relaxantes. O conteúdo não era tão atrativo, afinal era uma aula chata, com o instrutor informando precisamente todo o passo a passo, de como segurar um determinado instrumento em relação ao corpo, também como posicionar as mãos e dedos no instrumento para tocar um acorde ou nota, e claro não poderia faltar a parte verdadeiramente tediosa, a explicação teórica de como funcionam os instrumentos, notei que a maioria deles era de sopro como flautas, clarinetes, e também os de corda, violão, violino, harpa e o piano, este último era um pouco surpreendente, afinal era apenas apertar uma tecla, mas a tal tecla era ligada a uma corda que era de onde vinha o som, curiosidade interessante mas nada muito surpreendente, também havia os instrumentos de batida, como o tambor, esse tipo não me pareceu muito glamoroso eu admito, no fim eu havia recebido a explicação geral de como os instrumentos funcionam e a maneira de tocá-los de acordo com o estilo do mesmo, claro que eu me distrai algumas vezes durante a parte tediosa teórica, mas eu simplesmente podia repetir a gravação do dendenmushi para recapitular os detalhes perdidos.

A parte interessante era de fato tocar os instrumentos, me certificando de encontrar um local onde não seria incomodada durante a prática, primeiro comecei com flauta, posicionando os dedos nós orifícios e soprando para tocar uma nota, e mudando a conformação dos dedos para tocar outra nota, até conseguir tocar um acorde, o soar da flauta também era influenciado pela intensidade na qual eu soprava, tive de me adaptar a esses detalhes até conseguir uma sinfonia, por vezes eu errava na afinação ou até mesmo um acorde, não tendo destreza o suficiente de acompanhar a partitura sem perder o ritmo, felizmente minha pessoa conseguia utilizar ambas as mãos, então quando uma ficava dolorida eu simplesmente trocava a posição delas e voltava a tocar.

Em seguida foi a vez do violino, este eu confesso que acho muito elegante, apenas ver alguém o segurando é agradável, então me dediquei mais em aperfeiçoá-lo em relação aos demais instrumentos, o apoiando entre o ombro e o queixo, enquanto segurava no "braço" do instrumento com os dedos firmes nas cordas usei o "arco" para gerar atrito nas cordas e produzir um acorde, graças a experiência mais desastrosa com a flauta minha destreza nos dedos para tocar os instrumentos estava melhor, e não muito diferente da flauta a força que eu colocava no arco tanto e também firmeza nos dedos acima das cordas influenciava na qualidade do som, também precisei afinar o violino algumas vezes, conseguir tocar uma sinfonia perfeitamente.

Fim do aprendizado.

Não teria pressa de aprender, poderia levar um ou dois dias, pois minha pessoa não se dedicaria exclusivamente a isso, mas quando dominasse o violino eu iria aproveitá-lo uma última vez antes de devolver, escolhendo um local na residência ou em seus arredores para ficar sozinha, e poder relaxar um pouco ao som melancólico da sinfonia lenta tocada calmamente por mim, não ficaria surpresa se minha pessoa se perdesse um pouco em tal momento de serenidade. No fim eu devolveria os instrumentos e os dendenmushis, apesar de minha pessoa realmente querer um violino eu não me contentaria com algo que não fosse o melhor oferecido pela ilha.

>><<

Como a vida não é feita apenas de aprendizados, minha pessoa obviamente não perderia a oportunidade de desfrutar do lago bem próximo a residência, não tendo vergonha eu teria pedido por dois biquínis, um para mim e o outro para a Nervosinha, desta maneira nós duas poderíamos aproveitar a companhia uma da outra no lago. E também lembraria de pedir por frutas para comer a beira do lago, e falando em frutas. - Vossa pessoa viu o Poky? - Perguntaria a Vick caso ela estivesse por perto, esboçando um semblante de curiosidade. - Quem perde é ele. - Daria de ombros se a resposta fosse negativa, e voltaria a aproveitar o restante do dia. Mas se Poky estivesse por perto eu daria a ele algumas uvas e outras frutinhas na boca enquanto o mesmo poderia ficar tranquilamente nadando.


Histórico:
 
Perdas e Ganhos:
 
Objetivos:
 
Post: 20

Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptyQui 20 Ago 2020, 20:54




A tenente mostrou-lhe ombros caídos, mas percebia que o que mais ela poderia ter esperado, afinal a aceitação havia partido dela. Havia por desejos próprios aceitado treinar junto da mulher e durante o treino havia se sentido muito mais feliz e muito menos frustrada do que havia sido junto ao capitão. Bem, era óbvio que nenhuma delas teria alcançado qualquer resultado que fosse sem as explicações que o mesmo havia passado no primeiro dia, mas os métodos de incentivo aplicados por Kare durante as sessões… Esses ela não podia negar que realmente funcionavam. - Acho que era o esperado… Só não deixa ele ver, por favor. - Ela não poderia culpar Kare quando ela própria dividia a culpa, ao menos era assim que ela imaginava, pois desconhecia o fato de Kare tê-la seguido furtivamente no primeiro dia. - Obrigada. - Ela juntou as mãos a frente do corpo aliviada por Kare ter prometido segredo e fez uma pequena vénia agradecendo.

Doravante Kare não deixaria barato tal "reprimenda" e aproveitava para provocar a nervosinha um pouco mais que ao ver a proposta tinha seu rosto completamente pintado de rubro com fumaça saindo de suas orelhas, seus braços cruzaram-se de um lado para o outro a frente do corpo, enquanto ela repetia que era impossível. (Veja aquelas cenas de anime que um personagem fica repetindo algo como Muri muri muri muri.)  

Mas então pensou que talvez Kare quisesse aquilo e ela também se sentia compelida a agradar a mulher que lhe havia dado até o momento tantos prazeres. Era-lhe porém impossível ler e compreender os desejos de Kare em suas muitas facetas. Quando se viu um de seus pés arrastava-se para frente na terra seca do solo.

Sim, aquela bundinha era-lhe tentadora,  jeito que Kare falava também lhe era, e isso junto a curiosidade que sentia fez-a mover-se até a morena. Seu rosto completamente vermelho, suas mãos abrindo e fechando em resposta ao seu nervosismo. Kare poderia talvez nesse momento ter uma sobrancelha arqueada em surpresa ao ver a tenente movendo-se em sua direção, mas era provável que nestes momentos ela fosse uma daquelas pessoas que Paga para Ver.

*SLAP*

Um tapinha fraco com a ponta dos dedos. - Ahh!! - A própria gritou surpresa ao bater, mesmo que não fosse ela aquela que recebesse o tapa. Havia puxado os braços à frente do peito segurando uma mão na outra e virado o rosto para o lado com os olhos fechados completamente tímida. Em sua mente a imagem do bumbum de Kare voltou, a sensação permanecia em seus dedos. Espiou.. E se visse que Kare parecesse ter gostado voltaria a dar outro, este mais confiante, mais forte, mas longe de machucar. Se incentivada continuaria. *SLAP SLAP SLAP* Cada um um pouquinho mais forte que o outro, logo estaria se sentindo mais confortável, a vermelhidão em seu rosto diminuída e se veria mordendo os lábios a cada gemido indecente de Kare. Era-lhe inacreditável, mas até que estava começando a gostar bastante daquilo, inclusive imaginando como seria.

>><<
 

Os dois dias seguintes correram tranquilos. Como tecnicamente a tenente ainda deveria estar treinando Rokushiki puderam sair às tardes para dar uma volta, durantes as manhãs e partes da noite Kare praticava com os instrumentos musicais. A música era parte de si, algo que sempre havia sido presente em sua vida e estava gravado em seu corpo e por tal o aprendizado lhe veio fácil. Possuía bom ouvido, uma linda voz e inclusive já havia aprendido a cantar de modo que tudo ocorria-lhe maravilhosamente bem, assim como deveria ser.

No dia anterior havia devolvido os instrumentos, mesmo que houvesse gostado do violino não queria algo de segunda mão. A tenente ainda estava no quarto encarando o biquíni.. Afinal não estava ali de férias, embora parecesse ter esquecido isso. Os ferimentos de Kare, aos cuidados diários de Vick haviam sarado com perfeição como era esperado da empregada dotada.

O Guia havia sido dispensado, Vick havia achado melhor assim e também havia se cansado de vê-lo como um fantasma andando pela casa, mas como perceberá que Kare havia gostado dos passeios com a ave pagou para o Guia uma quantidade de aluguel pelo animal e mandou-o embora com um dos funcionários constantes de Alvida que vinham a casa.

- Alvida informou hoje pela manhã que gostaria da presença da Senhorita amanhã a tarde para a seleção final, também para um pré-ensaio. Hoje a tarde falou que mandará novamente seus funcionários e pediu-me para não lhe deixar sair de casa como da ultima vez. - Kare então respondia e aproveitava para perguntar sobre Poky.

- Tenho o visto saindo todas as manhãs e voltando apenas no final do dia Senhorita acompanhando de um pavão que tem se tornado anormalmente grande. Acredito que daria um belo jantar. - Vick gostava de carnes magras e aquele pavão parecia delicioso deste ponto de vista.

Kare estava sentada em uma espreguiçadeira de madeira abaixo de um guarda-sol que era fixado em uma base também de madeira. Vick estava em pé ao lado um pouco mais atrás. Vestia roupas mais leves que provavelmente havia conseguido também com Alvida que após a boa impressão que havia tido da mulher também havia começado a mimá-la com alguns presentes.

- Licença… - A nervosinha entrava no Deck vestindo o biquíni que havia ganho. Parecia estar se escondendo um pouco com as mãos tentando cobrir o que considerava quase uma nudez. - Hunm.. Como… como ficou? - Está perfeito Senhorita Marian. - Falou Vick com seu semblante e vozes neutros, o que fez a tenente ficar realmente em dúvida sobre aquelas palavras e virar o olhar para Kare sentada a cadeira de frente para o lago.


Vick pedia licença e se retirava, voltando não muito depois com um suco natural gelado para elas. Sentou-se depois disso um pouco afastada, com um outro livro em mãos, este com uma capa toda vermelha e letras sangrentas no título. A tenente curiosa perguntou o que era. - Alvida trouxe. Aparentemente é um livro sobre seres conhecidos por Vampiros. - Agora que Vick falava novamente talvez Kare percebesse que ela havia dito Alvida e não Senhorita Alvida, ou Senhora e sim apenas Alvida.

Teria esse dia de folga também, desta vez sem quaisquer aprendizados, mas deveria estar em casa a tarde para cabelo, unha e outras coisas para se preparar para o dia seguinte.

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Licia

Créditos : 14
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 21

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptySex 21 Ago 2020, 12:35



Ergui as sobrancelhas fitando a Nervosinha por cima do ombro, ela de fato havia ficado muito envergonhada, mas eu não poderia esperar que ela fosse criar coragem, porém… - Você chama isso de punição? - Minhas sobrancelhas caíram num olhar piedosa, e em meus lábios estaria formado um sorriso debochado, fazendo pouco caso da tenente.

Minhas reações aos bofetões subsequentes seriam um tanto exageradas, comigo dando alguns pulinhos, gemendo de maneira muito impertinente em meio a risinhos prazerosos. - Awwnt! A tenente é tão rigorosa… - Apoiando ambas mãos no tronco de uma árvore iria inclinar-me para frente, deixando o bumbum bem empinadinho para a tenente, ficando em uma posição que ficaria bem fácil para ela me repreender. - Mas se o castigo for tão leve assim, talvez eu continue sendo uma garota malvada. - Mordendobos lábios numa expressão travessa, começaria rebolar de maneira ainda mais chamativa desenhando círculos no ar com meu bumbum, atiçando a Tenente com uma entonação divertida e afrontosa, incentivando-a aumentar a intensidade do castigo.

Mas em dado momento, quando a Nervosinha fosse me estapear eu iria rapidamente virar-me, para segurar no pulso da tenente, e assim poder deixá-la de costas para mim, abraçando-a com firmeza. - Espero que vossa pessoa não pretenda dormir cedo hoje, porque agora você me deixou muito acesa. - Diria num tom extremamente lascivo bem próximo a orelha da nervosinha, praticamente intimando-a resolver certos assuntos noturnos, e como uma prévia do que irá ocorrer iria segurar nos cabelos curtos da tenente, para na sequência tomar os lábios dela num beijo ardente, deslizando a mão livre por dentro de sua saia.

>><<

Uma súbita sensação de desânimo recaiu sobre meus ombros, e após um breve suspiro. - Certo, obrigada por me informar. - Respondia Vick que me avisava do compromisso com Alvida, mas ensaiar sempre irá me parecer algo imensamente tedioso… Como se minha tão grandiosa pessoa precisasse de algo assim.

- Receio que a aquela bolota de pelos ficaria deprimida por um mês se o pavão se tornasse um jantar. - Dizendo num tom de reclamação, imaginando que talvez devorar o pavão pode não ser a melhor das alternativas. "Mas o que Vick quis dizer com anormalmente grande?" Isso foi um tanto preocupante, pois vai saber o quanto aquele pavão cresceu.

"Ela só disse Alvida? Ou não escutei o Senhorita, e o mais importante, porque minha pessoa ainda está pensando nisso" Era algo notado por mim, que eu não via como isso poderia ser relevante.

Estando confortavelmente sentada na espreguiçadeira virava o rosto para trás na direção da nervosinha que estava a trajar o biquíni. - Ficou horrível. - Fechava os olhos nem querendo vê-la, enquanto movia a cabeça em negação. - Vossa pessoa deveria removê-lo totalmente antes de se juntar a mim. - Agora dizendo com grande satisfação, acenando de maneira afirmativa. E obviamente eu só estou querendo brincar um pouco com a tenente, iria cobrir os lábios com os dedos deixando uma risada abafada escapar. - Ainda não se acostumou com as brincadeiras? - Comentando enquanto ainda tento prender as risadas rebeldes que tentam extravasar, então daria alguns tapinhas em minha coxa, convidado a tenente para ficar em meu colo, envolvida em meus braços.

Teria aproveitado o restante da manhã com a tenente, sem maiores preocupações, afinal Vick cuidava dos ferimentos, então simplesmente teria me deliciado aos beijos da Nervosinha, e na devida oportunidade não me surpreenderia se fizesse algo mais impróprio no lago, mas nada realmente intenso, aproveitando também para programa mais casual, como nadar junto da nervosinha ou ficar boiando plenamente, de costas para a água, sem me importar com nada além de meu próprio conforto.

E em dado momento quando a Nervosinha me parecesse um tanto distraída, eu iria sorrateiramente me aproximar pelas costas dela, de preferência mergulhando, e então emergindo logo atrás da tenente, agarrando-a pela cintura e a puxando para mim. - Porquê está tão distraída, por acaso estar pensando em algo indecente para fazer aqui? - Faria uma piada bem maliciosa com a Nervosinha, e mesmo se ela não estivesse pensando em nada obsceno, eu iria induzir ela a ter tais pensamentos, mordiscando-lhe o pescoço até a pontinha da orelha.


Histórico:
 
Perdas e Ganhos:
 
Objetivos:
 
Post: 21

Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptySex 21 Ago 2020, 15:47




A força crescente da tenente começava a tornar aquela brincadeira uma pequena punição, com ela inclusive arriscando algumas palavras um pouco inseguras de repreensão. - é-é me-melhor você se a-arrepender dodo que fe-fez. - Acertava um tapa no bumbum rebolando de Kare. Suas maçãs do rosto estavam completamente vermelhas, mas seus olhos brilhavam. O bumbum de Kare por outro lado começava a arder, momento este que escapuliu da tenente agarrando-lhe o pulso e virando para si. - A punição a-ainda não terminou. - Reclamou baixinho ao ser dominada no abraço de Kare. Ao ser provocada sobre dormir ela soltou uma risadinha. - E algum dia você me deixou dormir cedo? Talvez eu devesse te castigar por isso tambhmmmmm. - soltou um gemido se arrepiando quando a mão de Kare passou por dentro de sua peça íntima, seu gemido era logo abafado pelos lábios de Kare que puxou os cabelos da tenente retribuindo parte da punição.

>><<

O dia relaxante não tinha o melhor dos inícios. Não desejava ter de ensaiar, mas talvez não percebesse que o ensaio era para que pudesse conhecer os outros participantes, mas logo continuavam o assunto, para algo talvez ainda mais incômodo. - Acredito que sim, Senhorita. - Havia uma pequena nota de decepção na voz de Vick ao perceber que não poderia comer o pavão. Enquanto isso, Kare parecia se preocupar com as implicações da descrição que Vick havia dado sobre o pavão, afinal, o que Poky estaria fazendo?


- AHNNN??? - A tenente se viu chocada, não esperava uma análise tão direta e negativa, seu lábio inferior começou a tremer quase caindo em desespero, começava a formar-se um pouco de água em seus olhos. - Acho que a Senhorita foi um pouco longe demais. - Vick comentava logo após Kare falar a segunda parte da sua brincadeira. O rosto da tenente havia se tornado um pouco vermelho, mas desta vez era de irritação.

A tenente andou, mas não se sentou sobre as coxas de Kare, mesmo com o convite. - Algumas brincadeiras são melhores do que outras. - soltou o ar preso em seus pulmões e acertou um tapa em cada lado do rosto para voltar a se acalmar. - Não faz mais dessas….. - Seu rosto ficou subitamente vermelho. - Ou terei que… pu-pu-punilá. - Ela havia se esforçado e deixado tudo pra lá voltando a tentar ficar relaxada, esperando talvez que Kare entrasse na brincadeira e desta vez iria se levantar indo até a morena, sentando em seu colo de frente para ela com as pernas uma de cada lado da cadeira. Seu corpo esbelto não tinha quase nenhum peso sobre Kare, seus braços passaram ao redor do pescoço. Seus olhos se fixaram nos de Kare. - Como punição… - engoliu nervosa. - Você tem que… me enxer de beijos. - Sorriu para a morena. Enquanto olhava para a porta um pouco nervosa. Sorriu denovo. - Mandei eles patrulharem longe da casa. - Ela considerava que Vick, dada a sua natureza não seria indiscreta. Uma de suas mãos foi a suas costas. - Você não gostou mesmo então? - Havia tomado um pouquinho de coragem agora que o choque inicial havia passado e começava a entrar na brincadeira.

O biquíni que usava era de amarrar, sua mão segurou uma das cordinhas atrás e soltou o laço deixando-o frouxo a frente do corpo, mas ela parou por ali, deixando para Kare o deleite de continuar.

>><<


Após algum tempo Vick havia trazido a elas refrescos e novamente saído. - Ta esquentando. - Falou a tenente em certo momento, levantando-se e caminhando até a beira do Deck atirando-se na água, soltando um gemido por um momento ao sentir o frescor da água. Já era afinal, quase meio dia e a mesma já não encontrava-se assim tão gelada. - Você vem? - Chamou Kare que não se recusou.

A água era um tanto fria, o que deixava seu corpo um pouco durinho em certas regiões. A tenente veio até ela ao entrarem e por um tempo nadaram juntas, mas como Kare não poderia deixar as brincadeiras de lado, aproveitou-se de um momento em que a tenente boiava de costas para surpreendê-la, mas dessa vez a jovem marinheira apenas caiu na gargalhada. - Você… O fogo nunca apaga? - passou a mão tirando a água do rosto. - Tava tentando me recuperar da canseira que você me deu esses dias. - O lago naquele ponto era +- raso. Conseguiam ficar de pé em diferentes alturas conforme andassem pela margem.

A jovem virou-se para Kare abraçando-a pela cintura. - Acho que quem tá pensando em algo indecente para fazermos aqui é você. Porque não me conta? - Dessa vez comprou mais fácil o jogo de Kare, talvez por estarem na água e mais escondidas do que estavam anteriormente. Bom… Elas não sabiam, mas um dos marinheiros estava a margem do lado a vários metros dali, usava um binóculo e bem… Ele estava tendo uma manha solitária, mas ainda assim muito boa.

>><<

Passaram a tarde, Kare finalmente podia receber os mimos que havia a algum tempo negligenciado. Suas unhas haviam sido aparadas, sua cutícula retirada, seus pés massageados. Na verdade chegou a receber uma massagem completa, mas depois de Richard talvez nenhuma massagem mais fosse realmente a mesma. Não havia sido ruim, muito pelo contrário a massagista enviada era boa, mas… Não era o Richard.

A tenente, por já ter terminado o treinamento pode ficar em casa junto dela, sem a necessidade de mais treinamento, iria também retornar a cidade no dia seguinte junto a Kare para se reportar ao capitão e informar que havia concluído o treinamento. Na verdade ela já o deveria ter feito, mas havia negligenciado essa função com a desculpa de… Na verdade ela não possuía qualquer desculpa. Apenas quis aproveitar um tempo sem mais treinos e também, já estava de certa maneira cumprindo uma missão, mesmo que esta estivesse completamente desvirtuada.

Estava sentada em uma poltrona, de pernas cruzadas sobre a almofada e olhava para Kare sendo massageada naquele momento, ou talvez estivesse pensativa sobre as possíveis broncas que a morena estivesse a distribuir. Se ouvisse o nome de Richard perguntou curiosa. - Ele é tão bom assim?

Poky havia retornado nesse momento, coberto de poeira. Parecia cansado e andava um pouco tropeço. Fazia alguns dias que Kare não o via. - Tadinhoooo. - a tenente levantou-se da poltrona correndo até ele. pokyunnnn. - falou fraquinho se deixando ser pego. - O que deu nele?


>><<

O "Ateliê" de Alvida surgiu a frente delas. Era um prédio de três andares de cores vibrantes, possuía uma grande placa com o nome na frente. Alvida as esperava na porta.

- Vou ir reportar ao capitão. - a tenente se despedia tentando manter a distância, vestia seu uniforme e bateu uma continência para Kare meio sem jeito.

Vick a acompanhava e dessa vez o ainda exausto Poky também, tentaria deitar nos ombros de Kare, mas se enxotado correria para a tenente a fim de acompanhá-la.

- Bem vinda Querida. - Alvida as recepcionou. - Venha, vou lhe mostrar as instalações.

- Daqui a uma hora os candidatos que achei para aquela nossa conversinha vão chegar, achei que você talvez quisesse participar da seleção final. - HAvia um certo desânimo na sua voz. - Mas tenho uma notícia ruim também… Aquele seu pedido, temo não conseguir atendê-lo.





____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Licia

Créditos : 14
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 21

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptySex 21 Ago 2020, 18:09



- Ôhh! - Ergui uma sobrancelha ficando um tanto surpresa com a"audácia" da Nervosinha em arrumar qualquer pretexto para tentar me repreender. "Parece que ela está gostando demais desse papel." Irei mostrar a ela o problema de ser excessivamente confiante, deixando-a sentar-se confortavelmente em meu colo, comigo apenas apreciando o gesto tão direto, porém eu inverteria nossas posições antes de prosseguir, cravando meus dedos nos ombros da tenente, iria "jogá-la" de costas na espreguiçadeira e me deitando por cima da morena, entrelaçando nossas pernas. - Parece que minha pessoa realmente precisa receber mais punição por ser uma garota tão impertinente. - Comentava num cômico, porém profundamente malicioso, então iria segurar em ambos os pulsos da tenente, erguendo seus braços acima da cabeça, para deixá-la rendida, e assim iria receber minha "punição" preenchendo-a com diversos beijos libidinosos. - Se eu não tivesse gostado, você definitivamente saberia. - Dizendo com um arzinho de crueldade, deixando minha natureza se aflorar, e assim daria prosseguimento a minha penitência lasciva, deslizando minha mão por dentro da parte superior do biquíni, para então tornar minha penitência mais lasciva possível.

>><<

O decorrer do dia foi bastante proveitoso para minha pessoa, recebendo tantos agrados, e finalmente pude ter a satisfação de ter minhas unhas bem cuidadas, que estavam num estado deplorável depois de tanto tempo sendo negligenciadas, simplesmente me deixei levar pelo momento relaxante, permitindo que toda a tensão do corpo desaparecesse com as massagens e tratamentos estéticos, não havia sido a melhor do mundo, mas eu estava plena demais para problematizar, portanto apenas me fartei nos mimos.

E a noite chegava um trapo felpudo todo coberto de poeira. - Eek! - Logo fiquei um tanto enojada, tive de piscar vezes e forçar a visão para conseguir reconhecer o indivíduo que adentrava na residência praticamente se arrastando. - Isso são modos Poky? - Disse desgostosa para a doninha, então suspirei irritada e caminhei a passos pesados em sua direção, pegando Poky pela nuca usando apenas a ponta dos dedos, para ter o menor contato possível com aquela quantidade descomunal de poeira, na sequência o levaria para o banheiro. - Se está com ciúmes, não precisa ficar preocupada, pois a próxima pode muito bem ser você. - Diria de maneira atravessada para a tenente se caso a mesma questionasse minha falta de gentileza, na tentativa de causar-lhe um arrepio, com minha ameaça um tanto perversa por assim dizer. No mais continuaria meu percurso até o banheiro, para dar banho na doninha, e apesar do imenso desgosto eu seria bem cuidadosa, para não deixá-lo ainda mais debilitado enquanto lhe daria banho, e durante o processo de limpeza até mês o afagaria algumas vezes, e depois que Poky estivesse limpinho eu daria ele algumas frutinhas.

>><<

Com minha pessoa sendo finalmente liberta do cárcere. "Creio que não tenha sido tão ruim." Considerando como as prisões reais são, minha pessoa não sofreu muito, eu só gostaria de ter tido mais liberdade, mas nesse caso não seria um cativeiro. Foi impossível não esboçar um sorriso para a tenente envergonhada, que tentava manter as aparências de uma marinheira. "Foi um desempenho aceitável." Vendo a drástica mudança no comportamento da Nervosinha eu fiquei satisfeita, pois agora seria mais fácil conseguir fazê-la cooperar comigo quando a oportunidade surgir, e ter esse tipo de influência sobre uma tenente, não deve ser ruim, me despedi dela com um breve aceno, em resposta a continência, deixando a doninha exausta repousar em meu ombro.

Prosseguindo até o ateliê de Alvida minha pessoa era recebida com o notável clichê de ter uma notícia boa e outra ruim. - Bom dia Alv. - Cumprimentando educadamente a dona do estabelecimento com um sorriso amigável iria acompanhá-la. - Você fez bem. - Dizendo em resposta a Alvida, afinal não ninguém melhor do que eu para escolher os atores que irão servir de degrau para enaltecer minha grandiosa perfeição. - Não há problemas, eu mesma posso cuidar desse assunto. - Iria abanar o ar com a mão, querendo dizer para Alvida não se preocupar, e também tentar reduzir o peso de tal capricho. Bom, não é nem um pouco incomum que os mundanos sejam incapazes, e infelizmente já estou tão acostumada com esse fardo a ponto de nem ficar mais surpresa com o fracasso alheio.

Contudo eu teria de ficar uma hora ali no ateliê até a chegada dos candidatos… - Vossa pessoa poderia mostrar-me as instalações de seu estúdio? - Não que eu esteja realmente interessada em saber mais a respeito do local, é apenas uma tentativa para que eh não morra de tédio esperando por uma eternidade sentada numa sala qualquer.


Histórico:
 
Perdas e Ganhos:
 
Objetivos:
 
Post: 22


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptySex 21 Ago 2020, 19:50




Infelizmente… Ou talvez pudesse ser dito felizmente? Ao se tratar de tal conspicuosa mulher era difícil determinar, mas estava claro que para qualquer que fosse o efeito a tenente havia aprendido a gostar de aplicar punições, era um paralelo a sua vida na marinha, algo que anteriormente havia lhe remetido apenas a coisas ruins ganhava agora nas mãos de Kare um novo e divertido significado. Era algo, que de algum modo … perturbador inesperado à havia deixado a vontade.

O gosto, agora aperfeiçoado, da tenente era interessante para Kare, um certo progresso considerando o quão tímida até então ela havia se apresentado, mas por outro lado era necessário lembrá-la quem era a caça e quem era o caçador. - OOOOIIIIII. - Gritou surpresa ao ser repentinamente girada, algo que fugira de seus planos de ser um pouquinho dominante.

Mas, também havia gostado dessa inversão, não apresentando muita resistência as vontades de Kare, tinha seu corpo levemente de lado, apertando suas pernas uma contra a outra e um sorriso fino no rosto, este também virado para o lado enquanto observava a outra com o canto dos olhos. - Parece que… você … gosta de ser punida. - O simples gesto de Kare deixou-a ofegante e os beijos que na sequencia começavam a ser distribuídos faziam ainda pior.

- É.. Que você fala tudo... - Ela se torcia abaixo nos beijos de Kare quando a morena beijava áreas mais sensíveis que lhe faziam cócegas ou davam arrepios. - com tanta certeza. - o jeito impetuoso de Kare era o que a confundia e deixava incerto, a atitude certeira de alguém que sabia sempre estar correta e sem quaisquer dúvidas a fazia não conseguir ler as brincadeiras da mulher.

>><<


- pokyun pokyun - Poky parecia querer estufar o peito e dizer algo quanto apontava para Kare, provavelmente ele achava que agora estava pronto para a revanche mesmo que mal estivesse se mantendo em pé… talvez ele houvesse gastado demais de sua aura indômita para o fortalecimento de sua montaria e esse houvesse sido o resultado. Os pés de Kare soaram pesados no piso da casa quando avançou tomando Poky das mãos da tenente.

- NÃO… CUIDADO… - A tenente se assustou com a veemência apresentada por Kare ao tomar a doninha imunda em suas mãos, as palavras seguintes no entanto soaram-na como um chicote fazendo travar no meio do passo que estava dando para resgatar Poky. - Eu-Eu-eu… - Kare fechou a porta do banheiro com uma batida deixando a tenente levemente atônita para trás. Mas muito diferente do que a tenente imaginava a pequena doninha estava sendo muito bem tratada, pois ela talvez fosse a única criaturinha do mundo, humano ou não, que poderia gabar-se de ser banhado pelas mãos de Kare.

A água morna saia do corpo da doninha completamente marrom, mas Poky enquanto esfregando voltava a parecer bastante contente. Junto a sujeira iam embora seus desejos competitivos, ao ser ensaboado e acariciado todo o desejo de ''vingança'' contra a morena mais uma vez desaparecia junto as memórias de quase ter sido pisoteado. Bem, talvez não fosse assim uma vida tão ruim afinal, só não poderia querer desafiá-la para algum confronto, mas fora isso… A mente da doninha ficou em branco, seus olhinhos fecharam e permitiu-se relaxar com a água morninha que lavava seu corpo. - Pokyun Pokyun - E para sua felicidade seus bons tratos não haviam terminado, pois por mais que a jovem, bela e perigosa morena não admitisse ela sente-se relaxada ao mimar aquela pequena doninha convencida, ou como carinhosamente era chamado, aquela bolinha de pelos.

Poky estava sentado sobre a mesa de madeira de tampo escuro, abrindo sua boca e esperando Kare enfiar as uvas lá dentro enquanto mastigava-as com as bochechas estufadas produzindo gemidinhos. - Que bom que fizeram as pazes Senhorita. - Vick se aproximava silenciosamente soltando uma xícara de chá fumegante de cor caramelo sobre a mesa próxima a Kare. Era um chá repleto de especiarias, havia cravo e canela, mas também um gostinho picante diferente, provavelmente gengibre, um toque de laranja e provavelmente havia sido adoçado com mel.

- A senhorita não me contou quais os seus planos para o Senhor Samurai. - Realmente, desde que havia ficado naquela casa Kare esteve perturbadoramente ocupada com uma coisa ou outra e quase não havia parado para conversar com Vick que agora sentava-se do outro lado da mesa com sua própria xícara de chá. Vestida com roupas pretas levemente coladas ao corpo. Kare poderia com certa felicidade talvez perceber que não havia olheiras em sua companheira, Vick inclusive parecia de alguma forma bastante descansada, muito embora seu rosto fosse o mesmo de sempre. Mas, com muita atenção notaria aquilo que lhe dava essa impressão. Vick estava bronzeada e isso a fazia parecer muito mais saudável.

Nessa noite Poky dormiu na cama sobre o busto de Kare.

>><<

Mesmo a ótima noite de sono não havia sido o suficiente para deixar Poky novamente alerta, havia treinado muito nos últimos dias afinal de contas, felizmente para ela havia uma cama excelente a sua disposição. - Você está exuberante Querida, hoho, quase diria que pode competir comigo. - Alvida a elogiou após a chegada.


Enquanto caminhavam Alvida apresentou o ateliê para Kare. Haviam diversas salas, um local muito maior que o teatro de Bellatrix no qual ela havia estado no passado. Havia entre as salas o esperado. O camarim onde os mais diversos figurinos podiam ser encontrados, a sala de maquiagem, o estúdio fotografico, em uma das salas havia uma pequena passarela. Haviam camarins privativos para certas modelos. Um estúdio de música onde pode ver três jovens de algum talento ensaiam, embora sendo mundanos ela os julgaria minimamente aceitáveis.

- A imprensa ficou um pouco polvorosa nos últimos dias. Houveram muitas outras matérias envolvendo você Querida e Bast. O ruivinho deve estar doido de raiva. HOHOHO. Soube que ele até demitiu a secretária dele, aparentemente foi ela que fez pressão na guarda da cidade exigindo sua prisão e então para tentar acalmar um pouco as coisas ele mexeu seu pauzinho hohoho e retirou as queixas.

Chegavam agora em uma sala de audição, em uma das pontas uma mesa com três assentos, enquanto o restante era vazio. - O capitão Bonitão disse que passará aqui logo mais. - Completou ao chegarem na sala.

Não precisaram esperar muito mais ali, Alvida entregaria os jornais locais se Kare desejasse, haviam várias matérias, coisas como: "Consumido pela inveja o Santo deixa seu pedestal." "Altiva mesmo em queda." "A usurpadora encontrou o seu fim?" "Diabolicamente Bela, a mulher, que fim levou? " Eram jornais, e tablóides locais, muitos sem muita qualificação, mas que certamente circulavam amplamente na mão dos locais.

- Separei eles em grupos, não sabia se você iria querer uns mais magrelos, ou mais sarados, então tem alguma variedade, sinta-se livre para escolher Querida.

>><<

- Agora que você apareceu é provável que Ashura ataque novamente. Mas também não tive muita sorte em encontrar alguém parecido com ele. - O capitão havia chego durante a seleção de candidatos e permaneceu aguardando. Agora ele, Kare e Vick estavam em uma sala privativa enquanto Alvida organizava os homens escolhidos por Kare. Aparentemente as mulheres seriam modelos do próprio Ateliê e por tal não haveria pressa para a escolha. - Caso vocês lutem na cidade novamente eu acabarei tendo que intervir. - Avisou, não havia repreensão, era mais como um conselho do que ela deveria fazer. - Ah, certo. - Kare já havia visto um embrulho junto a parede, e era este que o capitão pegava. - Acho que você vai precisar. - Era sua lança devidamente reparada.







____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Licia

Créditos : 14
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 21

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptySeg 24 Ago 2020, 19:39



- Nós estávamos brigados? - Questionei Vick sem compreender exatamente a razão dela julgar que eu Poky fizemos as pazes, ao meu ver não tivemos nenhum confronto, apenas o repreendi por um comportamento irritante. - Estou considerando fazer o Osh se endividar moralmente comigo, e usar desta influência para torná-lo obediente a mim. - Depositando a xícara acima da mesa iria interromper minha degustação da bebida repleta de ingredientes para contar uma versão resumida de meu plano. Porém iria responder claramente qualquer pergunta que Vick possuísse, contando sobre a irmã do Sr. Capitão que é a atual esposa do espadachim, além do fato da mesma estar sobre o controle de Lust, e que usaria a esposa do Osh como argumento a fim convencê-lo a cooperar comigo. - Acredito que tomando o controle do Osh para mim seja mais eficaz se comparado a eliminação do próprio, mas é apenas uma idéia, se for muito trabalhoso não irei hesitar em resolver tal aborrecimento da maneira mais rápida e fácil. - Conversando de forma extremamente casual e sincera com Vick, sem maneirar na tonalidade ou escolha de palavras para tentar passar uma idéia agradável, afinal não veria razão de esconder meus reais interesses em "salvar" o Osh.

- A propósito, vossa pessoa está aproveitando esse cárcere? - Perguntava bem interessada na resposta, com um sorriso persuasivo em meus lábios, e os olhar cheio de ansiedade querendo saber das fofocas que Vick teria a contar, afinal ela havia até mesmo ficado mais bronzeada.

>><<

- Até mesmo porque em uma competição todos podem perder, o que jamais seria o caso de minha pessoa. - Respondia no mesmo tom "elogioso" de Alvida, fechando os olhos e permitindo o surgimento de um adorável sorriso esnobe no canto de minha boca, irradiando prepotência toda a prepotência de meu magnífico ser.

Mas nem somente de troca de implicâncias o relacionamento entre mim e Alvida é construído, digamos que nosso senso de humor estava na mesma sintonia, não conseguia conter totalmente minha imensa vontade de rir, todas as matérias nos jornais, e escutar da própria Alvida que o Sr. Santo havia ficado encurralado com minha prisão era terrivelmente agradável, tive de por os dedos na frente dos lábios para abafar meus risinhos sinceros de pura diversão. - Minha única lástima é não ter tido a oportunidade de apreciar o semblante dele quando foi retirar a queixa. - Lamentei-me com o olhar perdido ao longe, tentando vislumbrar como estava a feição de desgosto do ruivo quando notou as consequências de sua atitude infantil. Entretanto. "Secretaria…" Mesmo que eu forçasse a mente não conseguia me lembrar de ninguém assim, ao menos não na presença do Sr. Santo. "Talvez ela seja alguém de presença fraca… Pois realmente não me recordo dela." Era uma das possíveis explicações que consegui imaginar para justificar a ausência da tal secretaria em minhas memórias recentes.

Mas não tenho a menor vontade de ficar pensando numa assistente de palco qualquer, afinal há uma generosa quantidade de matérias falando sobre minha ilustre presença em Tuntz Tuntz, e eu simplesmente PRECISO!! Saber de todos os elogios direcionados a minha pessoa, apanhando um jornal para ler rapidamente a matéria sobre mim, e ignorar todo o restante sem importância, repetindo o processo até ler todos, ou o capitão estraga prazeres chegar…

E falando no bendito Sr. Capitão, ele me dava a mesma notícia que Alv… - Sem problemas, irei pessoalmente cuidar de tais preparativos. - Fechava os olhos suspirando visivelmente aborrecida por precisar encontrar um substituto para Osh praticamente sozinha, porém abanava o ar a frente do rosto, movendos o pulso bem devagar num ritmo preguiçoso, como se já não pudesse mais suportar esse assunto, apenas desejando falar a respeito de outra coisa.

- Você foi tão prestativo Sr. Capitão. - O elogiava por ter tido a "incrível" capacidade de encontrar alguém para trocar o cabo da lança. - Como recompensa o que acha de eu lhe mostrar a marquinha do biquíni que usei para tomar sol na residência próxima ao lago? - Colocava os dedos por dentro do decote, puxando-o para baixo a fim de revelar mais pele do busto, apenas porque estou entendida e o Sr. Capitão tem demonstrado reações engraçadas as minhas provocações. - Vossa pessoa é tão ranzinza, foi apenas uma brincadeirinha inocente, e eu não poderia lhe mostrar a marquinha de qualquer forma. - Iria cruzar os braços fingindo estar emburrada se caso o capitão reagisse com frieza. - Porque eu não usei biquíni para tomar sol. - Completaria a travessura, dizendo de maneira perversa, com um belíssimo sorriso malicioso estampado nos lábios, encolhendo um pouquinho os ombros e colocando a mão na frente da boca, apenas para fazer charme fingindo estar envergonhada.

Certo, certo, após descontrair um pouco o ambiente apático que o capitão pode criar. - Mas vossa pessoa sabe onde posso encontrar o Osh? Ou fazê-lo encontrar-me mais rapidamente. - Questionando seriamente o capitão a respeito do assunto com maior relevância para nós. - Eu tentarei não me divertir muito com ele dessa vez, então não precisa ficar com ciúmes. - Iria piscar um dos olhos para o capitão querendo dizer que o mesmo não precisaria intervir, mas distorcendo um pouquinho as palavras dele e o interpretando como um cavalheiro possessivo que não pode ver uma bela dama a dançar amigavelmente com outro parceiro. Eu falei que ficaria séria… Mas atiçar o Sr. Capitão sempre parece engraçado...


Histórico:
 
Perdas e Ganhos:
 
Objetivos:
 
Post: 23




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptyTer 25 Ago 2020, 13:07




Vick observou a confusão de Kare ao seu comentário. - Devo ter cometido um engano. - Aceitou as coisas como era antes de continuar, afinal se Kare não considerava a situação atual como uma briga ela não tinha motivos para contestar. Observava Kare com olhos atentos durante a explicação; bebia seu chá em pequenos goles repousando a xícara a cada movimento. Assim como esperado Vick fizera algumas perguntas sucintas sobre o assunto. - Então este é o motivo daquele pedido para Alvida. - Não era uma pergunta, era mais como se Vick estivesse afirmando algo para si mesma. Após o término Kare completava o que gerava um outro tipo de comentário por parte de Vick. - Então não deve haver problemas, nada é trabalhoso para a Senhorita afinal. - A frase era desprovida de chacota, mesmo que fosse muito difícil para leigos perceber as sutis variações produzidas pela mulher, mas naquele momento o tom utilizado era igual a quando ela havia interferido na conversa com Sapphira.

A conversa "problemática" se encerrava e Kare mudava o tema do assunto. - Não entendo a pergunta Senhorita. - Vick ergueu sua xícara tomando um gole após soprar o que deixou seus óculos embaçados. - Sim. - Falou ao soltar a xícara, imaginando que ao menos para Kare poderia falar. - E sim, é como imagina Senhorita. - Talvez ela estivesse fazendo uma pegadinha… era difícil saber, mas fosse o que fosse estava confirmando as suspeitas de Kare… fosse elas quais fossem, Kare por sua vez podia jurar ter visto um brilho nos olhos de Vick conforme os óculos desembaçavam, mas este brilho ardil logo sumiu.

>><<

- Hora Querida, assim você fere os meus sentimentos. - Respondeu Alvida à retrucou, mas não parecia nada ofendida, pois seu sorriso sequer vacilou. - Mas esses dias de descanso lhe fizeram bem, ta com uma corzinha linda, deu até uma engordadinha. - Alfinetou novamente.




- Com quem você acha que está falando Querida? - Alvida repleta de orgulho se pronunciou após Kare ter-se lamentando de não ter podido ver Bast. - Lhe mandarei as fotos mais tarde. - Sua voz estava cheia de sorrisos ao dizer isso, possivelmente ela até mesmo poderia ter mandado fazer um banner deste momento.

E embora Kare não se recordasse de tal mulher está outra se lembrava dela, muito bem e com muito ódio, pois nesse exato momento em um lugar a alguma distância dali em um quarto meio escuro onde vários jornais estavam espalhados esta mulher se encontrava. Um crime havia sido cometido ali, os jornais recortados haviam sido descartados, porém as fotos de Kare e de Bast estavam agora presas nas paredes daquela casa com facas cravadas.

Nesse mesmo momento, como se pressentindo algo a mulher atirou a garrafa que tinha em mãos contra a imagem de Kare. - Vadia desGRAÇADA. - Mas isso ocorria a vários km de distância muito aquém da visão da morena.

As matérias no entanto eram diversas, algumas inclusive para satisfazer a vontade, caso Kare assim quisesse, possuíam as fotos da tal secretaria, estas pequenas em comparação a dela própria e de Bast. Nenhuma das matérias no entanto tinha o menor compromisso com a verdade e tudo o que buscavam era apenas o maior sensacionalismo possível. Kare nesse momento percebia o quanto a música que havia cantado na praça mudou, pois nas menções que viu dela os jornais deixaram bastante claro que a citação ao nome de Bast em diversos trechos. Noutros Bast havia-lhe dado um tapa ao expulsá-la de sua escola, em outras no entanto esta versão foi desmentida e era dito que após o término do relacionamento de Ambos, Kare e Bast a situação havia chego a este ponto.

A Seleção de candidatos no entanto quase nem foi vista por Kare que deleitava-se com os "elogios" dirigidos a sua pessoa no jornal, por outro lado de alguma forma Vick parecia estar se divertindo com o fato e conversava em suas costumeiras frases secas com Alvida durante a entrada do pessoal.

>><<

- Te desejo mais sorte então. - O capitão respondia a afirmação de Kare sobre a busca do sósia. - Hun, não foi problema. - Ele tentava descartar o assunto sobre a lança, afinal era algo completamente trivial, todavia Kare possuía outros planos para tal. - N-Não foi realmente n-nada. - O capitão acenou com a mão a frente, mas instintivamente seus olhos desceram afastando-se do olhar de Kare e acompanhando agora o suave movimento dos dedos da jovem ao afastar a blusa para o lado.

Assim como Alvida havia dito, ela estava realmente com uma corzinha mais saudável que deixava certa tentação a sua proposta. - Real-mente não se importe c-com isso. - A.. Sim, certo. - Havia um Q de desapontamento em sua voz a admissão de Kare sobre a brincadeira. - A sim, realmente faz sentido já que você não usou biquíni. - ele começava a divagar sem dar-se conta. - Seria realmente impróprio voc.. Hunhunnn. - A mão fechada foi levada à frente da boca enquanto ele "limpou" a garganta deixando o assunto de lado.



- Bem… Os dois casos. Desde que você entrou na cidade é provável que Lust já esteja de monitorando, mas como eu vim aqui lhe dar uma Prensa o ataque ainda não ocorreu. Alvida também acabou capturando uma das bonecas dela noutro dia, então devem ter se mantido mais afastados agora. Mas creio que assim que você se afastar eles podem agir. Ashura por outro lado deve estar por Lochvale. É uma area menos bonita de Tuntz, possui bastante bordéis de baixa classe.

O capitão deixava a decisão para ela, a partir dali era provável que acabasse entrando em confronto com Osho. O capitão já não havia mais insistido no assunto do sósia, pois como ele mesmo havia fracassado em encontrá-lo não poderia cobrar dela.

Vick estava do lado de fora da porta aguardando por Kare. A Jog estaria lá fora, agora que não mais tinham o guia a própria jovem poderia conduzi-la. Se precisasse de indicações sobre a localidade que o capitão informou ele as prestaria, pois na verdade era simples, apenas deveriam seguir próximas ao porto em direção oeste por algum tempo até que as coisas começassem a parecer mais marginalizadas.


____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Licia

Créditos : 14
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 21

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptyQua 26 Ago 2020, 19:35



O que? A Alvida disse realmente isso? Não, não é possível, minha pessoa deve ter escutado errado, sim, definitivamente escutei outra coisa, ela não pode ter simplesmente falado que eu ganhei peso assim tão casualmente, ela com certeza NÃO falou isso… "Cadê a lança quando preciso dela." Pensava em como deveria cometer um assassinato hediondo com inúmeros requintes de crueldade, minha mão praticamente coçava querendo apertar a haste da lança para empunhá-la contra o pescoço da mulher. - Sua visão deve ter ficado distorcida. - Retruquei emburrada fazendo beicinho com uma das bochechas infladas de ar, fitando-a de cima para baixo pelo canto do olho, querendo dizer que o problema estava na visão de Alvida por me enxergar com quilos a mais. "Mas… Será que minha divina pessoa realmente ficou gorda?" Normalmente eu não me afeto com os comentários ofensivos feitos pelos mundanos, simplesmente os vejo com inveja de toda minha magnificência, porém, Alvida tocava num ponto extremamente delicado… Como eu poderia não ficar duvidosa sobre tal comentário, e se na mais assombrosa das realidades ela não estiver mentindo… Discretamente deixaria que meus olhos escorressem abaixo na direção do corpo esbelto ostentando por mim, a fim de contemplar tamanha beleza ostentada por mim, afinal Alvida não poderia ter razão, ao menos assim espero, até mesmo porque eu pratiquei tanto durante o confinamento, e também havia os exercícios noturnos praticados com a tenente.

Ergui as sobrancelhas ficando boquiaberta de surpresa com os olhos atentos iluminados de pura satisfação na direção de Alvida. - Ara ara… Nada mal Alv. - Comentei num tom repleto de alegria maliciosa quando ela mencionou que havia fotos do Sr. Santo embasbacado. - Eu simplesmente PRECISO ver todas essas imagens. - Disse super interessada em ver as fotos, gesticulando com as mãos e fazendo sinal de "ok" com os dedos. "O assassinato pode aguardar um pouco…" O prazer era tanto a ponto de fazer minha pessoa relevar o ódio do comentário anterior, ao menos durante algum tempo.

>><<

- E qual o caminho devo tomar para ir até Lochvale a partir daqui? - Minha decisão era simples, encontrar o Osh o quanto antes, e lidar com ele rapidamente, não havia motivos para encontrar empecilhos.

Como o esperado, brincar com o capitão era melhor do que aturar o completo tédio, mas desta vez as reações dele não foram tão engraçadas, entretanto eu ainda posso me divertir às custas dele. - Se a informação de vossa pessoa for realmente útil… - Pausando dramaticamente para poder gerar um pouquinho de ansiedade no capitão. - Da próxima vez irei lhe convidar para tomar sol comigo. - Piscando para o Sr. Capitão com minha voz soando de forma mais divertida e impertinente, esperando que ele pudesse se lembrar das vestimentas utilizadas por mim para ficar bronzeada, ou no caso a inexistência das roupas. Já tendo escuto o necessário deixaria o local jogando os cabelos por trás do pescoço, apanharia a lança sem o embrulho e deixando o Sr. Capitão a sós com sua imaginação.

>><<

Deixando o ateliê de Alv, percebi que uma tragédia havia sido desencadeada devido ao ocorrido com o jovem guia. "Minha pessoa terá de conduzir…" Engolia a seco sentindo os ombros pesarem por conta do desânimo que recaiu sobre mim, cavalgar no jog não era algo tedioso pois se tratava de um hobby, entretanto agora tornou-se uma obrigação praticamente…. Suspirei totalmente desapontada olhando desiludida para o chão. "Que seja…" Chamar o guia até aqui provavelmente iria custar meu precioso tempo, e para resolver logo problema com o Osh decido fazer o imenso sacrifício de conduzir a jog até a região menos bonita da ilha.

- Irei a um local chamado Lochvale, vossa pessoa me acompanha? - Questionei a morena levantando uma das sobrancelhas esperando pela resposta, eu poderia lidar com Osh sozinha sem qualquer dificuldade, mas não iria impedir Vick. - Se segure firme. - Teria ajudado Vick a montar na ave atrás de firme. - Mas não tão firme, ou posso acabar gostando. - Diria num ar maléfico mordiscando o lábio inferior, encarando Vick com meus olhos alaranjados por cima do ombro, mas logo em seguida me permitiria a rir baixinho voltando minha atenção para frente, acreditando que Vick poderá entender a que não passa de uma brincadeirinha inocente.

- O cenário deve ficar horrível de se observar, mas lá acredito que poderemos encontrar o Osh mais rápido em relação a ficarmos aqui, ou, ele irá nos encontrar…- Diria em total despreocupação, apenas parando para respirar antes de continuar a falar com Vick, explicando que em Tuntz há diversas bonecas da Lust, e que elas funcionam como um alarme ou radar, pois não somente avisam sobre nós como também parecem mapear nossa localização. - Minha pessoa ser reconhecida deve ser questão de tempo, então irei apenas facilitar para eles. - Acreditando que por se tratar de um local onde o Osh permanece a presença das bonecas pode ser maior.

No mais eu seguiria rápido até Lochvale, não fazendo o jog correr em máxima velocidade, mas fazendo-o locomover-se mais rápido do que se estivesse simplesmente andando, e também o ritmo pouco mais rápido seria para diminuir as chances de sermos atacadas antes de encontrar o Osh. Apesar de eu estar caçando o espadachim alado, eu não teria a menor intenção de procurar por ele, apenas evitaria alguns possíveis transeuntes irritantes, e buscaria por um local isolado em Lochvale, com poucas construções nas redondezas, talvez um cais ou uma doca vazia, para então simplesmente aguardar o inevitável encontro, desmontando do da ave. - Se você ficar assustado pode fugir, mas não vá muito longe e se lembre de voltar. - Acariciando os penas do abaixo do bico com a ponta dos dedos, eu geralmente não daria tanta importância para uma montaria, mas minha pessoa precisa dela para retornar, então é de meu interesse que a ave não seja ferida a ponto de ficar incapacitada.


Histórico:
 
Perdas e Ganhos:
 
Objetivos:
 
Post: 24


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptyQua 26 Ago 2020, 20:54




Alvida parecia possuir um certo talento para a trocação de farpas femininas, muito embora ela não fosse assim tão delicada. Provavelmente por ter passado boa parte dos seus dias cercada de outras modelos havia desenvolvido essa habilidade crucial para o seu dia a dia. - Não seja assim querida, esses quilinhos lhe caíram bem, os homens gostam de ter onde pegar. - Prosseguiu ''elogiando'' Kare e seus supostos quilinhos o que provavelmente apenas a faria ficar um pouco mais paranoica. Todavia os pensamentos dela também eram corretos, afinal não havia comido tanto assim, havia se exercitado de diversas formas e por mais que se olhasse não via realmente nada fora do lugar, embora talvez também não fosse sensato confiar nos seus próprios olhos já que em sua humilde opinião ela era o ser mais divino existente na terra.

Desse momento em diante Alvida começou a correr um sério risco de perder sua vida, felizmente para ela, havia ''adquirido'' um seguro de vida com as fotos de Bast as quais Kare desejava muito ver. - Estão revelando ainda, mas mandarei para residência assim que estiverem prontas. A propósito, talvez fosse bom um local mais central agora ou gostou da casa no lago Querida? - Era uma pergunta ''irrelevante'', mas que fazia sentido dado que este era o ''pagamento'' de Kare pelos serviços que prestaria para o Ateliê de Alvida. Caso Kare optasse por mudar de residência Alvida iria informar o local para Vick enquanto Kare conversava com o capitão.

>><<


O capitão explicava como chegar, na verdade era bastante fácil. - Uma das personalidades dele acabou pegando gosto por aquele lugar, acho que o nome era… Maroon Goose. É uma taverna. - O capitão dizia aproximadamente onde era possível que ele estivesse.

Kare começava novamente a ''flertar'' com o marinheiro que sentiu as intenções malignas de Kare assim que suas palavras se fizeram ouvidas, o tom utilizado por ela na maioria das vezes tornava difícil conversar, ao menos, seriamente. *Grrrrr Grrr Hnnn Hnnn* o Capitão se engasgava quando ela terminava de falar. - N-Não será necessário. Se *Hunnn* puder fazer aquela outra coisa que falamos será o suficiente. - As palavras acabaram saindo um pouco rápidas de mais.

>><<

Agora as ações antes tomadas por ela… Acabavam por lhe pesar um pouco, neste momento o guia fazia-se sentir falta. Talvez Vick pela primeira vez houvesse sido precipitada em uma tomada de decisão? Por outro lado o guia semi-vivo vagando pela casa todos os dias desolados enquanto Kare ''roubava-lhe'' a ave já estava dando nos nervos, mesmo em nervos tão treinados quanto os de Vick. Todavia já era tarde para chorar sobre o leite derramado, tudo o que podia fazer agora era aceitar ou apenas perder tempo esperando que alguém a viesse conduzir. - A qualquer lugar Senhorita. - A resposta de Vick deixava claro que sempre a acompanharia. A mão da empregada apertou a mão de Kare e puxou ao se impulsionar para subir na abe que havia sido desatrelada da carroça, a mesma soltou um grasnar animado e começou a correr. - A Senhorita continua sem jeito. - Era a colocação de Vick quanto a se segurar em Kare, seus olhos não desviaram-se dos delas, mas não havia ali também qualquer desagrado e com sua mão pousava suavemente em um dos lados de Kare enquanto a outra apoiava-se sobre sua arma para que a mesma não caísse, seguiram. Kare por sua vez sentia algo duro e volumoso a pressionar-lhe nas costas, talvez fosse a alegria de Vick em vê-la?

>><<

A água do mar ali exalava um maior cheiro de peixe, era mais escura e possui pilares de madeira cravejados por uma longa extensão. Era rasa e quase sem ondas. Pequenos barcos, botes, estavam ancorados no cais de madeira que rangia aos passos da ave. Pessoas rudes gritavam impropérios a passagem de Kare, ao menos no momento anterior a vê-la, pois após recebê-la os xingamentos mudavam para outros tipos de impropérios.

*Vem aqui boneca* *Onde a princesa vai com tanta pressa* Entre outros tipos de cantadas vulgares eram amplamente proferidas ao se darem conta da beleza montada. - Parece outra cidade. - Ponto-ou Vick conforme avançavam.

No caminho haviam passado por inúmeras pessoas, Vick como não precisava conduzir a ave pode ficar atenta a estes e informou Kare em mais de uma ocasião sobre ruivos que havia visto. Não era tão fácil distingui-los, mas Vick era uma atiradora, logo sua visão e percepção a distância eram notavelmente bons. Embora houvessem algumas dúvidas ela ainda podia garantir que em ao menos dois casos tinha certeza que eram bonecas de Lust que havia percebido. Todavia, agora que chegavam ao local não haviam visto mais ruivos, ao contrário das expectativas de Kare. - Acho que nunca imaginaram que a Senhorita se dignaria a vir até aqui. - Vick tinha um ponto.

Avançavam mais, saindo agora da zona do porto e avançando um pouco mais para o interior. As vias eram mais estreitas, feitas de terra e por estar seco a poeira era erguida a passagem delas. Avançaram pela segunda rua, ainda seguindo paralelas ao porto. As casas em geral eram de madeira, os estabelecimentos embora fossem maiores que as casas eram igualmente feitos de tábuas ou mesmo troncos. - Lá parece ser um bom lugar Senhorita. - Vick passou sua mão por cima do ombro de Kare, o local que ela indicava estava acima de uma colina para além da vila. Era preciso passar por uma ponte de pedra, o que era curioso já que todo o resto era de madeira, a ponte cortava um rio e ao lado desta havia um velho moinho movido pela água. O caminho pedregoso seguia subindo a colina gramada com pedras pintadas de branco cravadas profundamente na terra. No topo, também feito de pedra, um antigo farol. Tinha cerca de 6m de altura e os vidros do topo estavam depredados. - Posso me esconder no moinho e impedir que interfiram em vossa luta Senhorita. - Vick não ousaria dizer que ajudaria na luta contra Osho, mas ao invés disse se oferecia para cuidar dos carrapatos que pudessem querer perturbar Kare.

>><<

Vinte minutos teriam se passado. Osho sem pressa vinha caminhando pelo morro de terra. Em sua mão um pequena cabaça feita de porongo. Kare pode-o ver beber da mesma. - Isso foi inesperado. - Aparentemente ela estava sério, não era provavelmente as personalidades distorcidas que Kare anteriormente havia encontrado. - Vê-la aqui neste pardieiro. - O vento no alto do morro soprava fazendo os cabelos de Kare balançarem na direção do mar. Embora fosse uma colina o ponto onde o farol estava instalado era plano, mas não muito amplo com talvez uns 7m de raio com o farol sendo o centro.  

De um lado ficava o mar, em um declive acentuado até o mesmo. Para as costas de Kare a colina continuava subindo ou descendo, ainda gramada e com pedras. Já para o lado oposto ao mar ela descia suavemente até o rio que a contornava para passar pela ponte pela qual Kare havia passado.

Ashura/Osho tomou mais um gole e jogou a cabaça para o lado. - Minhas ordens mudaram. - Falou em tom de lamento, mas não explicou quais eram e apenas começou a soltar a parte de cima de seu rob ficando com o peito completamente desnudo enquanto amarrava a sobra ao redor da cintura.



____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Licia

Créditos : 14
Warn : Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 21

Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 EmptyQui 27 Ago 2020, 20:10



Ergui o olhar para cima levando a ponta do dedo indicador ao lado dos lábios ficando um tanto pensativa a respeito da residência sugerida por Alv. - A residência próxima ao lago não era desagradável, mas receio que seja mais apropriado uma instalação mais próxima do centro. - Não fazia tanta questão de escolher um local para passar minha estadia, apenas acredito ser mais conveniente um local próximo ao ateliê, pois assim não precisaria perder tempo com o constante deslocamento.

>><<

- Uin! - Meus olhos saltaram e um gemidinho agudo escapou de minha boca ao sentir o volume rígido em minhas costas, por reflexo acabei apertando com força as rédeas dando pulinho deixando o quadril arrebitado, sendo pega completamente desprevenida tive de me contorcer um pouco, esfregando a região do glúteo contra objeto endurecido a fim de ficar bem encaixadinha e encontrar uma posição confortável com aquilo me pressionando. - Vamos. - Dizendo de maneira deveras calorosa com minhas bochechas ficando mais rosadas devido a temperatura ter aparentado subir de repente.


O trajeto não era diferente do que eu já imaginava, mundanos vulgares dirigindo-me palavras chulas e se portando como selvagens, o pior é que não posso culpá-los, afinal eles estão diante daquela que possui a maior beleza entre todas as divindades, então é natural que os frágeis corações sejam imediatamente arrebatados, mas a única coisa que eles teriam recebido é meu total descaso enquanto mantive o percurso.

- É o que realmente espero. - Respondendo o comentário sobre não imaginarem que minha pessoa se prestaria a ir até um local tão medíocre. Por alguns instantes meu semblante tornou-se sério com o olhar distante, estava preocupada, mas não com as bonecas ou com Osh. - Minha pessoa gostaria de evitar a imprensa. - Naturalmente o que mais me deixava aflita era a possibilidade de algum jornalistas me reconhecer nesta parte da cidade, ou então se fizesse uma matéria sobre o eventual combate contra Osh, isso poderia prejudicar meu plano.

Tendo encontrado o local que parecia atender minhas exigências desci do jog, tentando acordar Poky em meu ombro,lhe tocando na bochecha com a ponta do dedo. - O sono de beleza acabou bolotinha felpuda. - Implicava um pouquinho sendo levemente indelicada para que a doninha desperte com maior rapidez, então o deixaria nas costas do jog. - Será útil, esses dois não devem ter problemas se ficarem atrás da colina. - Respondia Vick julgando ser uma boa idéia tê-la atacando as possíveis bonecas inconvenientes, além de claro manter nosso meio de locomoção a salvo num local de acesso relativamente fácil. - Irei resolver rapidamente este problema, receio que se minha pessoa ficar aqui por mais meia hora o odor dos peixes irá impregnar-se até nos ossos. - Reclamei muitíssimo descontente, revirando os olhos junto do pescoço em sinal de completo repúdio, definitivamente me preocupando com o mais importante, manter minha imagem íntegra.

>><<

- Você se atrasou, não tem vergonha em deixar uma donzela aguardando nesse local pútrido? - Esbravejei contra Osh, ficando com o olhar semi-cerrado e as sobrancelhas arqueadas demonstrando minha insatisfação, mesmo que o planejamento estivesse ocorrido bem, ainda tive de esperar 20 eternidades até Osh vir até mim, o que é MUITO inconveniente.

- Tudo bem, eu deixo você beijar meus pés enquanto implora por perdão e diz estar profundamente arrependido de se comportar como um cão rebelde. - Ergui o queixo ficando com um ar esnobe enquanto meu olhos caíam na direção do espadachim estando a desprezá-lo, comigo dando a entender que as novas ordens de Osh eram para se desculpar. - Tudo bem, eu permito você lamber se quiser, mas terá de ser na sola dos sapatos, e claro que depois eu precisarei jogá-los no lixo. - Diria se caso Osh demonstrasse algum descontentamento, assumindo que ele estava sendo muito ganancioso querendo mais do que a honra de beijar meus pés, demonstrando o quanto sou extremamente benevolente. É óbvio que a ordem não seria, minha pessoa apenas deseja provocar o Osh ao menos um pouco.

Sem muita pressa iria empunhar a lança em ambas as mãos, com a direita próxima da lâmina e a esquerda recuada. - Por acaso fugiste do canil? - Questionando-o de forma maliciosa devido ao fato dele estar sozinho, sem a(s) presença(s) de sua mestra. - Como você me deixou ansiosa irei tomar o primeiro passo. - Esboçando um sorriso convencido no canto da boca, diria como se estivesse o avisando amigavelmente, então iria avançar contra o espadachim, quando estivesse relativamente próxima realizaria uma estocada com ambas as mãos, mirando no peitoral de Osh, soltando a mão esquerda da haste para permitir que a lança escorregue pela palma direita, firmando novamente o aperto no centro do cabo, para logo em seguida puxar o braço em diagonal para baixo mirando um corte próximo a coxa esquerda do espadachim. - Vossa pessoa ainda não aprendeu esta coreografia tão simplista, talvez eu precise ser mais rigorosa. - Não resistiria ao comentário irritante se caso o ataque for efetivo.

Após o corte iria girar o corpo em torno do calcanhar 90° para a direita, e dar um passo longo para trás com o pé esquerdo querendo me afastar de um possível contra ataque, mas se minha pessoa for alvo de um golpe lateral iria deixar o peso do corpo cair para trás, me inclinando enquanto dobro os joelhos, lembrando de segurar a lança com ambas as mãos com a haste na altura da cintura, deixando o cabo na horizontal atrás da costas. Quando o corte passasse em frente meu corpo, eu iria soltar um dos pés erguendo a perna a fim de realizar uma pirueta e poder recuperar rapidamente o equilíbrio ficando de pé.

- Tanta potência, nenhuma precisão, vossa pessoa realmente não progrediu nem um pouco após a última lição. - Fecharia os olhos acenando em negação com a cabeça, aparentando estar profundamente desapontada com o Osh, se caso o mesmo não me acertasse. Como ele pareceu estar um tanto sério e carrancudo, não ficarei se o mesmo viesse a me atacar enquanto fico profundamente preocupada com seu desempenho, nesse caso eu iria belamente afastar-me de Osh a passos longos em diagonal, deixando-o me perseguir como em nosso primeiro encontro, porém minha fuga seria em direção a colina atrás de mim, para que eu pudesse subir alguns metros deixando Osh no "pé" do morro. E se assim ocorrer minha pessoa aproximar-se-ia do espadachim, para realizar um corte em diagonal ascendente, mas antes de acertar o Osh eu iria puxar a lança alguns centímetros para trás, acreditando que ele tentará um bloqueio, dessa maneira evitaria o impedimento de meu ataque, e com a lâmina erguida, eu iria posicionar minhas mãos para estocar o ombro de Osh, usando ambos os braços para que o ataque ocorra em alta velocidade, entretanto se Osh ainda fosse rápido o suficiente para bloquear após a finta minha pessoa iria girar parcialmente a lâmina enquanto inclino a lança, querendo fazer meu ataque deslizar pela katana e perfurar o espadachim. Tendo o acertado ou não iria recuar rapidamente alguns passos em diagonal para tomar distância de Osh.


Histórico:
 
Perdas e Ganhos:
 
Objetivos:
 
Post: 25


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista   Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Voltar ao Topo 
Página 5 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Tuntz Tuntz Island-
Ir para: