One Piece RPG
The One Above All - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
The One Above All - Página 4 Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 23:54

» Livro Um - Atitudes que dão poder
The One Above All - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:20

» Seasons: Road to New World
The One Above All - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:04

» Supernova
The One Above All - Página 4 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:56

» Hey Ya!
The One Above All - Página 4 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:55

» Cap.1 Deuses entre nós
The One Above All - Página 4 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 21:05

» The One Above All - Ato 2
The One Above All - Página 4 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:44

» A inconsistência do Mágico
The One Above All - Página 4 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:27

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
The One Above All - Página 4 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 18:23

» As mil espadas - As mil aranhas
The One Above All - Página 4 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:46

» [Mini - Cass Sabach] A fumaça cresce no horizonte
The One Above All - Página 4 Emptypor Jinne Ontem à(s) 16:34

» Um Destino em Comum
The One Above All - Página 4 Emptypor (Orochi) Ontem à(s) 15:13

» A busca da liberdade
The One Above All - Página 4 Emptypor Dogsofain Ontem à(s) 14:12

» Karatê Cindy
The One Above All - Página 4 Emptypor Oni Ontem à(s) 13:11

» Meu nome é Mike Brigss
The One Above All - Página 4 Emptypor Oni Ontem à(s) 12:03

» Enuma Elish
The One Above All - Página 4 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 10:12

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
The One Above All - Página 4 Emptypor Furry Ontem à(s) 09:59

» Art. 4 - Rejected by the heavens
The One Above All - Página 4 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 04:26

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
The One Above All - Página 4 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 01:42

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
The One Above All - Página 4 Emptypor Wild Ragnar Sex 25 Set 2020, 23:22



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 The One Above All

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptyDom 05 Jul 2020, 14:45

Relembrando a primeira mensagem :

The One Above All

Aqui ocorrerá a aventura do(a) marinheiro Drake Fateburn. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
CrowKuro
Comodoro
Comodoro


Data de inscrição : 24/01/2018

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptyQui 23 Jul 2020, 21:40

The One Above All
O caminho era tortuoso e bastante cansativo, montanhas, nuvens e até animais assassinos existiam no mesmo, porém, eles não me atacaram, o porque? Não sabia, talvez minha aura exalasse tanta sede de sangue quanto a deles? Talvez! O caminho era bem complicado mais após uma longa caminhada, onde até mesmo as nuvens pareciam se tornar minhas inimigas eu chegava até a entrada do palácio de Magnus, sendo imediatamente abordado por seus guardas na entrada do local, batendo suas lanças no chão demonstrando bastante firmeza ao fazer.

O caminho do castelo era todo dourado, com detalhes em mármore, estátuas de pessoas que certamente eram importantes naquele lugar, ou já foram algum dia, pelo menos era o que eu pensava, já que perderam tanto tempo esculpindo algo com tamanha perfeição assim, o castelo demonstra de fato o quão poderoso é seu senhor, pois apenas um grande e poderoso homem poderia ter tamanho luxo e beleza em sua residência.

Um dos guardas de fato parecia não só um defensor do local e de seu senhor, mas também um assassino, sua intenção mostrava isso com bastante clareza, e eu sabia bem como era um assassino, já que era algo bem próximo do que eu costumo ser, porém, não me sentia intimidade com o mesmo, apenas continuando a dizer o que eu havia ido fazer ali.

Algum tempo depois, o den den mushi de um dos soldados tocava e parecia ser alguém de cima, o homem então conversava com quem o havia ligado e logo em seguida liberaram minha entrada, ao que tudo indicava era o próprio Magnus que me permitiu adentrar seu castelo, enquanto os homens me escoltaram para dentro, se o lado de fora era bonito, imagine a parte de dentro, com isso, apenas esperava que os homens me levassem até seu senhor e assim quando estivesse diante do mesmo, o diria o motivo de minha presença.-Ora, ora… É tão impressionante aqui dentro quanto é lá fora… É um prazer estar aqui e poder falar com você, suponho que seja Lord Magnus, estou certo? Meu olhar demonstrava um ar bastante amigável, mas que atrás daquilo existia uma fera perversa e desconfiada de tudo aquilo, e até mesmo da facilidade de ter sido tão fácil chegar até tal homem.

Me manteria ali esperando uma breve resposta do homem, porém atento a tudo e todos a minha volta, principalmente ao próprio Magnus, pois certamente poderia ser uma armadilha e eu poderia ser atacado de qualquer lado ali dentro, pois agora eu estava em seus domínios, dentro do campo inimigo, onde eu não tinha a mínima vantagem em um combate, caso houvesse um, tendo uma resposta ou não do homem, eu após alguns segundos continuaria a explicar o motivo de minha presença.-Me chamo Drake… E estou aqui a pedido do governo mundial… Olharia para o homem e prestaria atenção em suas ações, caras e olhares, buscando entender se ele acharia isso algo bom ou apenas não ligaria, ou até mesmo acharia algo ruim.-Vim apenas para uma conversa… Se tiver algum tempo, posso lhe explicar o por que me pediram para vir até aqui. Com isso, esperaria uma resposta do homem e estaria ouvindo com atenção a mesma, ainda focado e atento à minha volta para não ser surpreendido por qualquer coisa, confiando ainda mais em meu haki da observação para me auxiliar ainda mais nisso.
,
Histórico:
 

Mochi Mochi no Mi:
 

Ferimentos:
 

Objetivo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptySex 24 Jul 2020, 10:37

The One Above All

O caminho por qual Drake percorria era tão belo e trabalhado quanto o lado de fora. Era possível enxergar em seus passos a sujeira que ele deixava do seu sapato através de um piso tão liso e limpo que chegaria a dar inveja em Tenryuubitos. O mesmo era composto pelo mármore branco observado do lado de fora e não lhe passava tanta confiança em pisar já que não era o ambiente mais propício para se andar assemelhando-se até mesmo a pisar em gelo. As paredes não deixavam de mostrar uma quantidade exorbitante de ouro e mármore, as colunas eram bem trabalhadas de forma que uma única linha era completamente reta independente do ângulo do qual olhasse. Haviam quadro estupendos, paisagens magníficas que provavelmente apenas o povo celestial poderia ter o prazer de ver, além disso, também havia a pintura de arenas e de um homem branco segurando um raio em sua mão na forma de uma lança, ele utilizava uma toga branca e teria fácil cinco metros de altura, seu corpo era trabalhado de uma forma nunca visto antes, como se os músculos abraçassem e fizessem uma armadura física impecável.

Conforme ia chegando mais próximo de seu objetivo, observava as portas que eram grandes capazes de passar vinte Drake ou dez elefantes em sua largura, quanto a altura poderia ser de um prédio de vinte andares, por assim se dizer. Isso também refletia na largura dos corredores e do teto que mesmo se o marinheiro pulasse o mais alto que conseguisse ir, era provável que não alcançasse. Quanto a largura do corredor era possível fazer uma maratona ou jogar futebol em um gramado profissional com toda a torcida do Corinthians presente.

Os lustres também tinha aparência estupendas, alguns eram negros e outros dourados, velas estavam acesas e tão elevadas que em um salto não poderia ser capaz de alcançar, mas o lugar não era escuro, longe disso, talvez todo o ouro refletido fizesse com que a iluminação fosse ainda mais forte no local, mas ele reconhecia alguns dial em forma de lâmpada que ficavam nas paredes de uma forma quase imperceptível para olhares desatentos.

Chegando à sala do trono, por assim se pensava devido a existir realmente um trono, ele conseguia ver a magnificência de um ser de cinco metros de altura e postura tão exorbitante que era possível sentir os pelos de seu braço se arrepiarem. Ao olhar para o teto, não conseguia enxergar mais do que sete palmo acima de onde as colunas subia infinitamente, a luz vinda daquele local era semelhante à de um sol, cegante e impossível de enxergar além. Ao fundo, havia uma pequena escadaria e no topo dela estava o trono e como se o arquiteto não se cansasse, mais ouro e mármore. Aquele era, sem dúvidas, o aclamado deus e regente da ilha, o poderoso Lorde dos Céus, Magnus.

O local era tão grande quanto a ilha aparentava ser, era um espaço enorme com móveis nos cantos da altura de prédios e não muito tempo depois apareciam seis homens, carregando acima de seus braços uma longa bandeja com um jarro e um copo que eram do tamanho de Drake. Após deixa-los em uma bancada da qual Magnus colocava, os homens saiam. Não havia nada além dos dois ali e o marinheiro começava a falar suas intenções.

De repente, Drake sentia que algo tenebroso aconteceria e que não poderia fazer nada para evitar e uma onda de poder saia de dentro de Magnus varrendo as luzes do local por um curto período de tempo e o marinheiro conseguia sentir em seu coração uma certa sensação estranha, suas pernas não cederam, mas teriam tremido e sua pulsação havia acelerado. Se o jovem lembrasse em suas memórias ou tivesse presenciado algo semelhante já acontecera com Alipheese, um poder interior que vinha dentro dela e que derrubara inimigos com apenas aquela onda, conhecido como o “Haki do Rei”. O jovem marinheiro sentia, de dentro, que os homens que estavam antes teriam caído por causa da força.

- Me parece que não é tão fraco para ser derrotado pelo meu haki. - Ele dava uma risada que tremia as colunas e o solo abaixo de Drake. - Se aproxime do primeiro degrau, marinheiro. - Sua voz era autoritária e grossa, o den den mushi sequer conseguia reproduzir um som tão alto quanto aquele e em um tom que o jovem marinheiro não presenciara anteriormente. - Diga-me. O que diabos a PORRA do governo mundial quer comigo?! - Seu vocabulário não era de longe formal, ele parecia subestimar aquele ser abaixo dele e não ligava de demonstrar isso.


Histórico:
 

Legendas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
CrowKuro
Comodoro
Comodoro
CrowKuro

Créditos : 5
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 24/01/2018
Idade : 26

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptySab 25 Jul 2020, 15:39

The One Above All
Ao adentrar o castelo o interior se mostrava ainda mais belo que o exterior, além de imenso e parecer nunca ter fim, parecia que pisava em gelo, de tão liso e brilhosos que o mármore era, tudo isso era inacreditável, colunas imensas e uma iluminação bastante inusitada, diante de mim, enfim estava Magnus, e agora era a hora de finalmente iniciar o primeiro passo daquilo que havia ido fazer ali.

O homem de fato não era alguém comum, eram cinco metros de pura onipotência, seus músculos eram quase inexistentes de tão forte que o homem era, um belo corpo esculpido para um Deus, isso era um fato, seus lacaios levavam sua bebida e tudo isso me fazia um misto de emoções, o ânimo de ver um ser que parecia ser tão poderoso, e a repúdia de ver como ele tratava aqueles sob seu comando.

Com isso, não me atentava tanto a esse ponto e me focava em explicar o motivo da minha visita, o que rápidamente era respondido pelo homem, demonstrando tamanho poder, como um verdadeiro Deus faria. O homem lançava uma onda de poder sobre todo o salão do palácio, alguns dos seus guardas caíram desmaiados mas eu me mantinha de pé, ao contrário de todos ali, eu não sentia medo ou algo do tipo, por mais absurdo que fosse seu poder, e por mais presente que fosse a sua ira, aquilo me animava a níveis jamais sentidos antes.”Ora, ora… Olha esse poder, isso tá me dando ainda mais vontade de te matar.” Eu continuava ali parado observando enquanto pensava rapidamente, porém ainda atento a tudo a minha volta, quando o homem lançava um breve elogio sobre eu ainda permanecer de pé depois de sua ufada com seu Haki do Rei… Sim, eu conhecia tão poder interno devido a convivência com Alipheese que demonstrava o mesmo poder quando precisava.-Oh, fico lisonjeado que ache isso… Um elogio vindo de um Deus… É algo que não se recebe todo dia. Eu não tentava rebater sua energia e nem poderia, apenas o observava ainda mais atento, já que ele demonstrava que a qualquer momento podia me atacar, com isso o homem continuava e me perguntava o que o governo mundial queria com ele, usando um linguajar um tanto diferente do que eu esperava e assim eu percebia que não precisava agir de forma tão cordial com o mesmo.

-Oh… Certo, irei explicar! Continuava olhando dentro de seus olhos e assim começava a explicar os motivos do governo mundial.-Bom, o governo mundial quer fazer uma aliança com você… Seu poder é reconhecido de onde eu venho também… Porém, ainda podem existir perigos e você sendo quem é sabe muito bem disso… Mas não é o ponto dessa conversa. Dava um breve tempo para respirar e assim continuar explicando ao mesmo, olharia a minha volta e procuraria por alguma cadeira ou algo do tipo, e caso não tivesse apenas me sentaria sob o chão enquanto olharia diretamente para o homem, não demonstrando um pingo de medo do mesmo.-É uma aliança para benefícios mútuos… O governo teria acesso a essa ilha, claro, sem interferir no seu comando sobre a mesma… Deixando claro que o objetivo dessa aliança não é tirar você do poder, mas sim uma tentativa de nos ajudarmos, digamos assim… Vocês teriam mais facilidade em obter recursos do mar azul, já que teríamos uma base militar da marinha nesta ilha, e isso deixaria ainda mais fácil de obter tais recursos, assim como também o banco mundial seria acoplado a essa aliança, fornecendo a vocês o uso do dinheiro usado pelas pessoas do mar azul, para assim terem mais facilidade em comprar os produtos pretendidos... Observava as reações do homem enquanto permanecia sentado o olhando de forma bem tranquila sem demonstrar nenhuma intenção agressiva ou algo do tipo, apenas uma conversa buscando de fato uma aliança.

Com isso, após alguns segundos esperando que o homem observe-se tais informações e então continuaria caso o mesmo não me interrompesse para alguma pergunta, mas caso interrompesse, o responderia de acordo e então continuaria a explicação.-Você deve estar se perguntando o que ganharão com isso, certo? Bom, a resposta é simples… Os dials encontrados nessa ilha, são coisas que não temos lá embaixo… Então isso seria algo muito bom para o governo mundial… Mas voltando a dizer, eles não tem a intenção de intervir em suas ações e suas decisões nessa ilha, é apenas uma aliança de benefícios mútuos.

Continuaria o observando e esperando por suas respostas, com isso, me manteria atento também a tudo a minha volta para possíveis ataques contra mim, assim como estaria prestando atenção no homem pela mesma finalidade, para que eu pudesse tentar responder a qualquer investida do mesmo ou de seus soldados, e com isso, permaneceria ali o aguardando.

Histórico:
 

Mochi Mochi no Mi:
 

Ferimentos:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Pensamento
Fala
Extras

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptyDom 26 Jul 2020, 17:20

The One Above All

O homem não mostrava expressões em relação ao comentário de Drake, sequer parecia notá-lo diante de si e no momento, sua presença ainda não era incômoda para aquela divindade que estava postas à frente do marinheiro. A ação que o jovem de cabelos brancos tomava era algo que poucas pessoas teriam coragem diante de um ser daqueles, sentando-se ao chão procurando colocar suas palavras para fora enquanto Magnus não se contentava ao ter que olhar ainda mais para baixo. Mas, como um verdadeiro lorde ele mantinha sua postura rígida em seu trono, com suas costas encostadas no apoio e apenas seus olhos se movendo.

A postura de negociador que o marinheiro tomava era cordial e ele mostrava os pontos que ambos poderiam ganhar com uma aliança para o governo mundial. O deus não mostrava interesse em relação a aquilo ou apenas sequer parecia prestar atenção direito no que o pequeno homem, dada sua visão, estava a oferecer. – Pelo que vejo é mais um interesseiro como vários dos que passaram por aqui. Meus dials são os recursos necessários para que eu possa fazer tudo por essa região e nada do mar abaixo se equipara a sua potência. Temos vastas plantações, pedras, riquezas que são autossuficientes para que possamos viver sem maiores problemas. E a pedra do mar não é algo que é necessário por essa região, aqui, sou a única força necessária para causar a justiça.

Sua voz saia no mesmo tom de antes e ele sequer tinha uma postura ou expressão diferente da que estava antes, ouvi-lo era talvez apenas uma cortesia que ele estava fazendo ou uma tentativa de tirar um possível tédio que ele estava em seu trono. – Homens pequenos e sem caráter seriam a coisa mais desastrosa que eu poderia permitir dentro dessa ilha. Não quero a influência de uma organização que não há nada a me oferecer. – Nesse momento, alguns servos, outrora guerreiros famosos dentro do tártaro, traziam alguns aperitivos para que o marinheiro pudesse aproveitar. Uma jarra de vinho e frutas, dos mais variados tipos, havia até mesmo uma torta doce. – Você não chegou nessa ilha hoje e eu sei muito bem disso. Meus olhos percorrem por tudo e sei bem quem são seus companheiros. Você mesmo pode observar as riquezas que há em minha ilha, as minhas montanhas são impecáveis. Se isso é tudo que há para oferecer, aceite as minhas hospitalidade e saia do meu castelo. – O homem escolhia suas palavras com tranquilidade, não eram palavras sem vão e mostrava sabedoria no que estava dizendo. Era um lorde cauteloso e sabia do que estava falando, seus interesses não pareciam terem sido revelados e se ele havia lhe aceito ali, será que não havia algo a mais? Momentos de dúvidas poderiam passar na cabeça de Drake, mas bastava a ele descobrir, havia alguma coisa que ele poderia fazer para que a aliança fosse possível? Visto que recursos não eram o bastante para convencê-lo.


Histórico:
 

Legendas:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
CrowKuro
Comodoro
Comodoro
CrowKuro

Créditos : 5
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 24/01/2018
Idade : 26

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptyDom 26 Jul 2020, 20:50

The One Above All
A conversa se iniciava e eu deixava tudo bem claro para que o regente do Olympus pudesse entender os motivos do governo mundial, com isso, ao esperar a resposta do homem, a mesma não era nada do que já não era esperado, o homem continuava se colocando em um pedestal como se de fato fosse um Deus, e explicava que os recursos que nós tínhamos eram “obsoletos” se colocados perante sua magnificência e seus recursos.-Tsc… Isso vai ser difícil! Dizia eu em um tom completamente baixo onde só eu pudesse ouvir.

Continuava ali enquanto Magnus ainda continuava explicando seus motivos para não aceitar um pedido de aliança do governo mundial, e o quão magnífico era a sua existência, o que de certa forma era um saco de ouvir, mas infelizmente eu estava ali para dialogar por uma aliança, pelo menos até então, e por isso eu tinha que ouvi-lo. Quando o homem citava sobre homens pequenos e sem caráter, eu apenas o olhava e então o lançava uma pergunta.-Ahn? Desculpa… Acho que não o ouvi… Acabei me perdendo na beleza do seu palácio, disse algo importante? Eu o havia ouvido mas fiz como se não tivesse, mostrando que para mim ele não era nada além de um mortal com medo da própria insignificância, querendo demonstrar sua superioridade a todo o momento, e logo continuava tentando mais uma abordagem para que a aliança desse certo.-Mesmo tendo um exército a seu favor? Homens poderosos certamente estariam entre os que viriam para cá, e tudo isso poderia servir como um auxílio para você… É um acordo com diversas possibilidades, sei que você se acha magnífico o suficiente para não ter tal aliança, mas isso só o fortaleceria ainda mais... Porque convenhamos… A guarda que me fez chegar até aqui não é lá essas coisas. Eu esperaria uma resposta do homem ainda, tendo esperança de talvez ser uma resposta positiva, porém, caso ele simplesmente negasse a proposta mais uma vez talvez eu não tivesse escolha.

Meu olhar se tornava afiado e um sorriso suave e levemente deboxado surgia em minha boca, meu semblante era fixado a olhar o dele, mantendo meu olhar altivo, enquanto ele olhava para baixo, mesmo não abaixando sua cabeça, seu olhar não era como deveria ser, estava olhando para o chão, enquanto eu olhava para o céu. O homem então pedia a entrada de comidas típicas da ilha, como uma espécie de banquete de fato, o que não me abria nem um pouco o apetite, mesmo a torta doce que vinha junto de tudo aquilo, eu me levantava suavemente, sem demonstrar nenhuma intenção de atacá-lo ou algo do tipo, apenas me levantava e logo começava a andar em sua direção a passos calmos e lentos, como se desfilasse por seu palácio, meu olhar diretamente em seus olhos e então estaria preparado para qualquer tipo de atitude do homem contra mim, e era isso o que eu queria, uma ação dele para me atacar ou algo do tipo.

Meu olhar se tornava cada vez mais sombrio enquanto eu me aproximava do homem, e minha aura assassina podia ser sentida a quilômetros de distância daquele lugar, talvez até os animais que haviam no caminho até ali poderiam sentir a mesma, que inundava todo o local do palácio, minha face se enchia de um ar sombrio que cobria meus olhos enquanto eu avançava calma e friamente em sua direção e então logo parava a uma certa distância do mesmo, cerca de uns dez metros de onde ele estava onde eu certamente estaria seguro, tendo em vista seu tamanho, meu caminho até ali era simples porém talvez eu estivesse carregando alguma coisa para atacá-lo? Ainda não é o momento de descobrirmos, mas com certeza algo aconteceria se ele tentasse contra mim, fosse seus guardas ou o ele próprio, estaria pronto para me defender com meus rokushikis e força e assim começar um contra ataque.

Histórico:
 

Mochi Mochi no Mi:
 

Ferimentos:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Pensamento
Fala
Extras

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptyDom 26 Jul 2020, 22:52

The One Above All

Drake conseguia observar que o homem não era são, sua postura e tudo ao seu redor arremetia que ele era um verdadeiro deus e não havia nada ou qualquer ser absoluto que fosse acima dele, com isso, ele tinha certeza que suas não cairiam tão bem dentro do cérebro daquele “deus”. A proposta que ele dava não era tão tentadora quanto ele achava ser, o marinheiro já tinha ouvido que apenas os guerreiros mais fortes participavam de sua guarda real e isso era um ponto a ser considerado. O tártaro era um local de muitas adversidades e desafios e apenas lutas não eram as tarefas que aconteciam lá e isso ainda não era saber do marinheiro que pensava que os marinheiros ou agentes do governo poderiam serem mais fortes que os guardas.

Era através de seu haki que foi possível observar uma chama crescendo dentro dos seus olhos, a raiva começava a pulsar dentro daquele homem e o comportamento que o marinheiro estava tendo era o mais provocativo possível. - Você subestima a capacidade dos meus homens e superestima aqueles que vem do mar azul. Saiba que isso são apenas palavras ao vento e falsas! Além do mais, você duvida da minha escolha para minha própria guarda?! Age como se fosse um cálice dourado e cheio de joias, mas não passa de um cachorro que mergulhou dentro de uma poça de estrume como um porco! - E a sua raiva começava a transparecer em suas palavras, o seu tom ficava ainda mais grave e era possível começar a sentir cada vez mais sua raiva saindo através de suas palavras. O negar da segunda proposta era mais do que aparente e para Drake, isso parecia até mesmo previsível, ele não conseguia pensar em algo tão relevante que o jovem pudesse oferecer naquele ponto.

Para isto, talvez subestimando as capacidades do deus estava pronto para tomar uma atitude muito agressiva e que irritaria, com toda certeza, o homem por inteiro. Seus passos começavam a soar e repercutir por todo o salão, degrau por degrau, o marinheiro subia como se fosse um verdadeiro desfile e a passarela estava presente e isto mostrava a atitude mais errada contra aquele ser se o que ele queria era realizar uma aliança. Sua intenção não era de ataque, mas tinha uma aura assassina da qual era possível sentir e visto que o homem a sua frente possuía o mesmo dom, de forma até mesmo superior que o marinheiro, ele sentia aquilo e imediatamente se levantava.

Se o jovem olhasse para trás, era possível ver que os servos já não estavam mais ali e tinham corrido com medo, o que permitia um espaço para os dois e Magnus tinha uma presença ainda mais avassaladora, primeiramente, era possível confundir com o seu haki do conquistador, mas aos poucos com o haki da observação sendo um pouco mais concentrado de forma passiva, Fateburn percebia que a sua intenção assassina era ainda pior e o homem estendia o seu braço direito para cima e em suas mãos parecia estar acontecendo algo, a luz tornava-se mais intensa como se um novo ponto estava sendo criado. Drake conseguia sentir que ele estava preparando um ataque.


Histórico:
 

Legendas:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
CrowKuro
Comodoro
Comodoro
CrowKuro

Créditos : 5
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 24/01/2018
Idade : 26

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptySeg 27 Jul 2020, 14:56

The One Above All

Certamente ele mandaria seus homens para me impedir de me aproximar, e eu estaria atento a isso para impedi-los de me impedir, estaria preparado para atacar qualquer um que se aproximasse de mim, mostrando a ele o quão patéticos eram aqueles que o guardavam e o serviam, e como seria bom ter marinheiros fortes como eu naquele lugar, para uma possível proteção ao tão magnífico Magnos, eu estava preparado para caso seus homens resolvessem intervir em minha caminhada, mas ao que parecia, eu estava certo.-Ora, parece que eu estava certo… Todos aqueles ditos como espetaculares se retiraram… Parece realmente que são tão patéticos quanto... Deixava ao ar o que poderia pensar sem terminar o que ia dizer, observando todos os movimentos de Magnus.

Quanto mais eu me aproximava dava para perceber a fúria em que o homem começava a ser tomado, alguém que se dizia um Deus, mas na verdade era apenas mais um homem, sentia raiva como nós e temia a própria insignificância como nós, e aquilo ficava cada vez mais claro a medida em que ele ficava cada vez mais enraivecido, uma aura tão potente quanto a minha era emanada do mesmo, e isso me animava.”finalmente uma presa valiosa.” O homem se levantava e erguia sua mão para o alto, enquanto a mesma começava a brilhar, demonstrando de fato estar preparando um ataque.-Para um Deus… Ter guarda costas é algo realmente patético… Mas levantar suas mãos para atacar alguém que julga tão inferior... Tem tanto medo assim que me aproxime? Achei que fosse de fato um Deus.

Sua mão brilhava como se tivesse uma lâmpada na mesma eu não sabia o que ele estava fazendo, ou que tipo de poder era esse que ele estava tentando usar, eu o observava, porém, dessa vez mais astuto e ligado em alguma investida, já que ele teria deixado claro o que faria, nesse mesmo tempo em que sua mão começava a brilhar, era quase como instantâneo que eu também começava a preparar algo para o homem, tanto minha mão começava a se moldar, quanto o solo começava a ser coberto com a substância viscosa de minha akuma no mi, sendo lançada até os pés do homem, encobrindo todo o solo para algo que poderia me ajudar em meio a esse embate.

O que eu queria com isso? Uma pequena resposta ao mesmo, quanto a ele dizer que nós marinheiros somos homens pequenos e sem caráter, e ainda mais, mostrar que meu argumento sobre ter uma guarda poderosa e um exército à sua disposição poderia vir a calhar em momentos de perigo, eu poderia receber um grande golpe ou ser ferido de fato nessa empreitada, mas mesmo que eu caísse no chão sem condições de lutar, iria deixar bem claro que mesmo ele se dizendo ser um Deus, ele teme a própria morte e teme aqueles que se opõe contra ele.

Estava já preparado para lançar minha nova técnica e assim conseguir ao menos tocar o corpo de Magnus, tendo em vista seu curto tempo de criação, observava cada movimento do mesmo e quando eu estivesse prestes a ter minha técnica terminada, estaria ligado em seu movimento com aquilo que brilhava em suas mãos, eu não sabia o que era, mas estava parecendo algo para me atacar de longa distância? Até então era o que parecia, mas eu estava preparado para caso fosse mesmo isso ou um golpe usando a própria mão, usaria o mochi sobre o solo para puxar seus pés tentando desequilibra-lo ou derrubá-lo, eu não sabia se teria força para derrubar o homem no chão, mas era provável que sim, porém, caso não tivesse, o intuito era desestabilizar o mesmo no momento de seu ataque, enquanto fazia com que isso auxiliasse mais em meu movimento de esquiva de seu ataque, tendo o soru como um maior auxílio para mais eficácia desse movimento, e no momento em que me esquivasse de seu ataque, lançaria o meu de imediato, a broca estaria pronta e o avanço contra seu corpo era real, era meu intuito matá-lo ali? Talvez não, e isso era apenas uma susto para mostrá-lo o quão vulnerável ele poderia ser sem ajuda, mostrando que sua própria arrogância o faria cair, se não hoje, em algum momento próximo.

Tentaria notar as intenções do tão poderoso Magnus, mesmo em seus ataques e ofensivas, e se ele tivesse de fato vontade de me matar ali, ou estivesse tentando o mesmo, eu tentaria fazê-lo da mesma forma, e lançaria minha broca contra seu peito buscando atravessá-lo por completo, porém, caso o homem não tivesse tais intenções e apenas quisesse me mostrar quem ele de fato era e o quão poderoso ele poderia ser, eu pararia a broca centímetros antes de acertar seu corpo, mostrando a ele que sua arrogância não era lá tudo isso.

Eu também estaria preparado para desestabilizar o homem em caso dele tentar usar chutes ou socos contra mim, já que teria meu mochi pelo solo e sob seus pés, enrolaria o mesmo em seus tornozelos e puxaria para frente e para trás, desequilibrando seu corpo para que perdesse o foco de seu ataque e sua precisão, auxiliando meus movimentos de esquiva, eu me moveria sempre buscando estar em pontos opostos contra o seu ataque, mudando de posição quase como se fosse em zig zag, porém, mantendo uma certa distância segura de seus cinco metros de altura, e onde ele conseguiria me atacar fisicamente, facilitando ainda mais minhas esquivas, porém, caso fosse ataques de longa distância, usaria do mochi da mesma forma para desestabilizá-lo, e dessa forma, me aproximaria de forma súbita para encurtar nossa distância e então lançar meu ataque.-World Breaker! Meu intuito ali era mostrar que tudo o que ele dizia não passava de um apoio para seu próprio ego, algo que o fazia se sentir superior, mas que na verdade, ele não era nada e não era um Deus, era apenas um mortal, e mesmo que eu caísse nessa troca de movimentos, mostraria a ele que pessoas mais poderosas que eu poderia existir no mundo, e se eu consegui fazer com que ele temesse mesmo que um pouco a minha presença, isso já teria sido uma vitória enorme, mesmo que eu tivesse sido derrotado.

Histórico:
 

Mochi Mochi no Mi:
 

World Breaker:
 

Ferimentos:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Pensamento
Fala
Extras

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptySeg 27 Jul 2020, 23:01

The One Above All

Drake tentava mostrar um tom de superioridade e os homens de Magnus sequer se aproximavam ou estavam a vista naquele salão, os dois encaravam-se e o marinheiro soltava mais palavras que mostravam irritar o deus. Ao estar próximo e suas novas palavras se dizerem a frente do lorde dos céus. - Não tenho guarda-costas. Não preciso deles da mesma forma que não preciso de você ou qualquer outro marinheiro em meus céus. Eu sou o júri e executor deste lugar e você está sendo sentenciado para o tártaro. Não lhe dei permissão para que se aproximasse ou sequer para que abrisse sua boca da forma que lhe desse vontade. - E com o término de sua palavra, o mochi começava a lentamente se espalhar pelo chão e antes que sequer chegasse aos pés do homem, ele descia com o que parecia ser uma lança de luz, quase invisível se olhasse para cima visto que se camuflava em meio ao teto.

A lança descia em um movimento vertical com o braço e deveria ter, no mínimo, 3 metros, fazendo com que não fosse difícil alcançar o solo e o simples movimento durava menos que tempo do que o mochi conseguisse alcançar seus pés e ter base o suficiente para puxá-lo para trás. Drake, conseguia sentir o movimento vindo em sua direção e mesmo criando a broca, procurava utilizar o seu soru para sair de forma instantânea de seu alcance. Mas, o movimento não era rápido o suficiente e o deus começavam a mostrar uma de suas características marcantes, um golpe rápido que acertava por cima passando pela clavícula e parando pouco antes de acertar qualquer órgão vital.

Nesse momento, o marinheiro se afastava e sentia a enorme dor do golpe quase imperceptível do homem. O sangue jorrava para cima e a técnica que antes começara a preparar tinha se cessado, sem sequer chegar a ser construída de fato. Os degraus começavam a serem tingidos de vermelho após o espirro do líquido de cor vermelho vivo. O homem olhava para o chão onde o material viscoso aos poucos de arrastava em direção aos seus pés e dando alguns passos para trás, que percorriam metros, conseguia afastar daquela área, passando levemente sua lança sobre a superfície e recolhendo um pouco do material, observando-o de perto. - Mochi? - E o jogava para o lado enquanto que Drake ainda estava se recuperando do ataque poderoso do deus.

Conseguindo ter uma melhor visualização daquela lança que agora estava brilhando mais próxima de seu corpo e em um tom amarelo-dourado, era possível ver que se tratava de um material completamente intangível como se a própria luz de movimentasse em suas mãos. Era de uma superfície lisa com uma ponta fina em “V” achatada em uma das superfícies. - Em um único ataque você foi quase ao chão o que mostra o quão patético são os homens do mar azul. Você me ataca sem sequer dar motivos para tal e vem com uma proposta de “aliança”. Você realmente sabe o significado desse termo ou isso é apenas fachada para tentar se igualar a um ser superior igual a mim?! - Até o momento, Drake não conseguira comprovar o seu ponto. A aura daquele homem continuava de uma maneira tão forte e superior a do comodoro com antes.


Considerações:
 

Histórico:
 

Ferimentos:
 

Legendas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
CrowKuro
Comodoro
Comodoro
CrowKuro

Créditos : 5
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 24/01/2018
Idade : 26

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptyTer 28 Jul 2020, 17:12

The One Above All
Meu plano era totalmente cancelado pelo homem que de forma brutal me acertava com sua técnica, aquilo parecia como uma espécie de lança de luz, como se a própria luz se moldasse da forma que Magnus decidisse, seu golpe era bem forte, o que me fazia cair ao chão e questionar sua velocidade, até mesmo para me atacar antes que o mochi chegasse em seus pés, tendo em vista a velocidade de expansão do mesmo, porém, isso não me prendia em pensamentos e eu apenas sentia o golpe entendendo o por que dele se achar um Deus.

Enquanto eu me levantava me recuperando do golpe, em mantinha focado em algum próximo ataque do homem, porém, ainda mantendo o mochi avançando de forma rápida indo em direção a Magnus, enquanto começaria a criar minha broca novamente de forma ainda discreta para pegá-lo de surpresa, o que talvez o forçasse a se afastar, ou simplesmente ignorar, dependeria do homem, em meio a isso, ergueria uma tsunami de mochi que se focava em tapar a visão do homem assim como tentar encobri-lo, enquanto eu me reerguia e me prepararia novamente, focando os movimentos do homem.

A tsunami de mochi teria alguma funções importantes, como sendo espalhada para todos os lados em um raio, a onda teria a capacidade de cobrir o homem e o impedir de se mover tão velozmente, assim como também taparia sua visão, além de dar trabalho para que ele não se focasse apenas em me atacar novamente e teria de se defender ou se afastar, isso me daria tempo suficiente para a Broca estar pronta, e mesmo que ele simplesmente tentasse destruir a tsunami, ela era feita de mochi, simplesmente seria cortado ou fatiado ou qualquer coisa, não importava, aquilo se uniria novamente e continuaria o avanço de forma veloz e em quantidades absurdas, o que daria bastante trabalho ao mesmo.

Com isso, eu me posicionaria em pontos cegos do homem devido a ter que lidar com a parede de mochi que me encobriria e me manteria fora do seu ponto de visão, uma vantagem incrível para ser usada com minha furtividade, estaria ligado e usando meu haki da observação para além de ter o contato do meu mochi com Magnus sabendo onde ele estaria, também tapar algum ponto cego que eu pudesse esquecer, e caso o homem tentasse entrar por cima da tsunami por exemplo, onde seria o núcleo em que eu me encontraria até então, eu teria uma certa vantagem, pois faria com que a tsunami se invertesse se voltando para dentro fazendo uma cúpula que sairiam tentáculos de partes da tsunami segurando seus braços e pernas, não tentando pará-lo no alto, mas se conseguisse seria incrível, porém, eu estaria preparado com a minha broca e se mesmo ele não sendo literalmente preso no ar, cairia diretamente contra minha broca, que iria de encontro com seu corpo.

Se o homem não tentasse tal movimento vindo de cima, eu usaria a distração criada pela tsunami contra ele, aproveitando do momento de ofuscamento de sua visão para preparar a broca e então me mover sem que ele me visse, me prepararia e logo me posicionaria contra o homem, meu intuito era pegá-lo de surpresa enquanto se emaranhava no mochi ou buscasse se defender do mesmo, para dessa forma ganhar tempo e velocidade na movimentação, surgindo de um ponto cego do mesmo com a broca gigantesca indo de encontro com seu corpo, dessa vez a ideia era matá-lo, e não apenas garantir uma vitória moral sobre o dito Deus, meu foco era atravessar seu corpo da forma mais brutal possível, já que não tinha outra escolha.

Todos os meus métodos haviam falhado e já havia até mesmo sido sentenciado ao tártaro, e agora tinha apenas duas escolhas, matá-lo ou ser preso em sua arena para a sua própria diversão, esperava que minha técnica fosse o suficiente, e mesmo que ele não morresse, que ao menos causasse uma marca em seu corpo, uma cicatriz que o deixaria marcado para morrer futuramente, uma cicatriz que diria que ele foi ferido por um homem, e não por um Deus.

Também me prepararia para me defender caso preciso, usando de movimentos de esquiva para evitar um próximo golpe do homem, porém, a parede de mochi com certeza me auxiliaria a me defender, já que o mesmo teria de vir o mais próximo possível para me acertar, o que o faria se enrolar em todo o mochi que não pararia de sair e se espalhar por tudo, como uma muralha interminável e indestrutível, que quanto mais danificada ficasse, mais se regeneraria e se consertaria, atrapalhando sua investida e me dando espaço para me defender e até mesmo atacar.

Porém, caso o homem tentasse me atacar de longa distância, já que eu não sabia a extensão do que ele podia fazer com aqueles raios de luz, ele teria sua visão ofuscada devido a altura da tsunami de mochi que não só era imensa, como também já cobriria uma grande parte do chão do palácio, usaria disso para amplificar minhas movimentações de esquiva, me movendo da esquerda para a direita evitando seus golpes, vindos de cima movimentos laterais movendo meu corpo e usando meu controle sobre meu corpo de mochi para evitar algum ataque que eu não conseguisse me esquivar a tempo, evitando o golpe no último momento.

Mas não ficaria apenas na defensiva, e caso minha broca não fosse necessária para derrotá-lo após toda essa brecha criada, o golpearia também ou tentaria, acertar meu La muerte, enquanto surgiria do meio do mochi de forma discreta sem uma broca de vinte metros a mostra, o acertando bem no peito. Porém, se a oportunidade fosse criada, usaria meu gepou para subir de forma veloz sem que ele me visse enquanto ainda lidava com meu mochi, iria até o máximo possível da altura do palácio, e desceria de lá com a broca já criada, pegando impulso no teto para me lançar com mais brutalidade contra seu corpo, enquanto em volta de mim, criaria uma espécie de defesa de mochi, tentáculos que estaria à espreita para caso os ataques do homem viessem também sendo criado do ar, golpeando os mesmos, e mesmo que não os pudesse tocar, estaria pronto para modelar meu corpo e evitar pelo menos a maioria dos golpes, se não fosse possível evitar todos até o contato direto contra Magnus ao solo, agora era tudo ou nada, ou eu o matava ou eu iria preso para o tártaro, para me tornar mais uma de suas atrações.

Histórico:
 

Mochi Mochi no Mi:
 

La Muerte:
 

World Breaker:
 

Ferimentos:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Pensamento
Fala
Extras

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Sargento
Sargento
Achiles

Créditos : 47
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptyQua 29 Jul 2020, 01:05

The One Above All

Drake ainda não se dava por vencido e o seu ferimento era algo que deveria ser tratado com urgência, o mesmo procurava ignorar por momentos aquele golpe e sequer gritava para executar os seus movimentos, estava determinado a prosseguir e com essa força de vontade ele começara a preparar uma tsunami de Mochi que lançava contra o grande homem e de imediato preparava-se para utilizar a sua broca novamente. Suas ideias eram que o deus se movimentaria por cima ou bloquearia aquele golpe e de fato essa era a sua primeira ideia, mas com a lança em mãos, Magnus conseguia sentir a presença de seu inimigo tanto quanto o marinheiro sentia a dele, na verdade, o haki de observação do regente era superior que o de Drake. Isso se refletia em jogar a sua lança envolvida com a sua superfície antes de luz, agora negra em direção ao marinheiro que passava pelo mochi sem dificuldade devido a força jogada e Fateburn tinha que esquivar daquele ataque o mais rápido que conseguisse, usando do campo para deslizar e conseguir escapar, por pouco, do ataque.

A tsunami era alta e seguia em uma velocidade condizente com a força que o marinheiro empunhava. Uma coisa da qual ele não percebia naquela sua tática era que da mesma forma que retirava a visão do seu inimigo dele, também não tinha visão do seu adversário. O haki da observação lhe deixava sentir por onde ele estaria, mas sua precisão não era das melhores daquele ponto.

O lorde não queria rebater aquela onda e por isso saltava, mais alto que ela e portava em ambas as mãos duas lanças quase invisíveis e transparentes se não fosse pela cobertura enegrecida do seu haki. De imediato, Drake tentava inverter a onda para o outro lado o que demandava concentração e tentava fazer isso ao mesmo tempo em que braços poderiam sair do mochi para segurar o homem e a broca em suas mãos. Tudo isso, era impossível para alguém com maestria baixa em seu nível de akuma e a onda descia com força para baixo como uma falha e os braços sequer tinham dado aparência além de uma pontinha ou outra. Embora isso, a técnica não havia sido interrompida e a broca ia em direção para disputar forças com o homem que vinha por cima em grande velocidade.

Magnus juntava as suas duas lanças e combatia com a broca que expandia a cada segundo que ambos estavam se chocando no ar. Faíscas saiam de suas armas, mas aos poucos, era Drake que ia para trás e sua broca rachava-se. A força do homem era superior e o marinheiro caia para trás, batendo suas costas contra o chão e sentindo mais forte a dor de seu torso devido ao ferimento anterior. A colisão havia amortecido o impacto do poderoso golpe que Magnus lhe lançara e o homem, que ao invés de cair direto no mochi, cravava a sua lança no seu lindo piso que estava coberto do doce e conseguia se sustentar acima da haste de sua arma. - É um poder interessante, mas fraco. Sequer há controle! Fracote! - O homem rugia e lançava-se para ataca-lo. O mochi levantava-se como uma muralha em sua frente, mas um golpe forte fazia com que o doce se espalhasse após um corte. O poder tentava se reconstruir e se juntar, mas ainda estava no ar quando a haste venho em direção ao crânio de Drake que tentou se esquivar novamente de deslizando pelo mochi como pretendia fazer, mas o deus era veloz e conseguiu lhe alcançar em um segundo salto após cravar novamente sua lança sobre o solo.

Ali, viu que sua força era inferior à dele em vários aspectos e talvez até mesmo em tática havia perdido aquele combate. O controle de sua akuma ainda não era bom o bastante para fazer elas funcionarem, a sua força física não superava ao lorde e sua velocidade se demonstrava inferior para esquivar de seus ataques. Foi disto, que recordou antes da sua visão escurecer.

”Sonhou com lindas damas ao anoitecer
Mas delas, nada conseguiu ter
De árduos ferimentos há de recuperar
De uma batalha que jamais conseguiu travar
Descansas, enquanto podes
Porque se não só mais sofres.”

E foi ouvindo de uma bela voz que conseguiu piscar em sã consciência novamente. Uma morena de cabelos longos até a cintura lhe cuidava. Metade de seu rosto era coberto por uma máscara branca e verde de cirurgião e tinha um diadema de pano com o símbolo de uma cruz vermelha em sua cabeça. Seus olhos verdes mostravam uma beleza escondida e suas mãos delicadas revelavam que era uma médica. Ao lado dela haviam mais três ou quatro enfermeiros e suas dores não estavam melhores, mas nada sentia vindo de um dos braços. - Acordo foi? - Atrás dela, foi possível ver asas pequenas e brancas. - Descanse que a vida daqui para frente só tende a piorar. - Dizia ela, retirando suas luvas brancas e jogando-a numa lixeira perto.

Ao olhar para os lados, Drake se encontraria em um ambiente de pouca luz que vinha diretamente de uma janela retangular com grades de ferro. Estava em leito no quarto com uma cama dura e sem muito acolchoado, ao seu lado havia um balde e após a mulher sair uma porta de ferro se fechava. Ao olhar para seu peito, não tinha vestimentas da parte superior e seu peito estava coberto por ataduras. Suas mãos estavam presas por uma algema da qual se sentia fraco vindo especialmente dela. Sentia que não tinha força sequer para se levantar e sua testa queimava. A própria luz da janela fazia com que fosse horrível olhar para qualquer direção e sua visão estava turva. Sentia uma forte dor em sua cabeça que sequer teria vontade para mexê-la.

Piscou, e acordou quando um homem entrou no seu quarto, trazendo um prato de comida e indo alimentar o marinheiro. - Abra a boca, por favor. - Suas mãos eram calejadas e sujas, estava com uma bandeja prata em mãos com o que parecia ser sopa. Ele não tinha uma aparência das melhores como se estivesse tão ruim quanto Drake e aparentava ser um prisioneiro igual a ele com as roupas rasgadas e listradas em preto e branco.


Considerações:
 

Histórico:
 

Ferimentos:
 

Legendas:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
CrowKuro
Comodoro
Comodoro
CrowKuro

Créditos : 5
Warn : The One Above All - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 24/01/2018
Idade : 26

The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 EmptyQua 29 Jul 2020, 20:29

The One Above All
A batalha chegava a um ápice que não demorava muito, algo que na mesma proporção em que se tornava mais incrível, tinha seu fim imediato, sendo assim, levando Magnus a vitória que já era mais do que esperada. Algum tempo depois, eu acordava em uma espécie de enfermaria, uma mulher de beleza exuberante cuidava de meus ferimentos e da mesma forma em que eu acordava, as dores começavam a se fazer presentes em todo o meu corpo.

A mulher dizia algo como aproveitar para descansar que dali para frente tudo só pioraria, porém, mal sabia ela que eu estava ali justamente para isso, passar por todo o inferno de uma arena de coliseu e com isso me fortalecer com o tempo. Mesmo que eu tivesse certa resistência e aguentasse fácilmente a dores como as de meus ferimentos, mas algo parecia diferente, meu corpo estava mais fraco que o normal após um combate, começava a analisar as coisas que estavam em meu corpo e logo consegui detectar as algemas, que eram feitas de kairoseki, o que explicava minha fraqueza além do normal.

Com isso logo após acordar e ouvir o que a mulher dizia, eu definitivamente apagava novamente, minha mente se escureceu de repente e eu apenas apaguei, acordando algum tempo depois com alguém me chamando, era um homem, com as mãos sujas, que também estava algemado, vestia um uniforme listrado como de praxe para prisioneiros, o que me fazia entender rapidamente que se tratava de algum prisioneiro, o homem segurava uma bandeja de prata, com algo dentro que se parecia com sopa, meu corpo ainda estava doendo bastante e o homem parecia entender isso, me dando alimento na boca, eu não o recusava e apenas comia, e logo após engolir a primeira colherada, o perguntava.

-Onde nós estamos? Ainda to meio zonzo… Magnus ainda está vivo, não está? E imagino que aqui seja a sua prisão... Eu olhava para o homem ainda tendo dificuldades em abrir muito os olhos na claridade, enquanto comeria a segunda colherada da sopa, caso o homem me desse mais uma. Após uma resposta do homem, eu o questionava mais uma vez.-Como você veio parar aqui? Tentou matá-lo também? Assim como eu? Tentava dar uma risada, mas quando tentava sentia meu corpo quase que se quebrar, e então após iniciar a gargalhada, terminava com gemidos de dor.-Mas que merda… Parece que fui atropelado por 7 navios!

Nisso eu olhava para o homem e continuaria comendo enquanto ele me desse de comer, ou até que terminasse toda a sopa, enquanto esperava por respostas do homem, que se mostrava bastante amigável, me dando comida enquanto eu não conseguia me mover direito, não conseguia sentir muito bem meu braço direito, talvez devido ao impacto contra Magnus no combate, e não tinha outra escolha a não ser esperar que ele melhorasse, logo, quando tivesse terminado e estivesse mais livre para falar, falaria com o homem mais uma vez.-A propósito… Meu nome é Drake! Obrigado por me ajudar com a comida… Qual seu nome? Esperaria sua resposta para assim talvez iniciarmos uma pequena conversa, já que ele parecia ser uma espécie de companheiro de cela.

Histórico:
 

Mochi Mochi no Mi:
 

Ferimentos:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Pensamento
Fala
Extras

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




The One Above All - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: The One Above All   The One Above All - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
The One Above All
Voltar ao Topo 
Página 4 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Parthenon :: Olympo-
Ir para: