One Piece RPG
II - Growing Bonds - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» The One Above All - Ato 2
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 01:43

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Bluesday Ontem à(s) 20:26

» Cap. 2 - A New Day
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor ADM.Tonikbelo Ontem à(s) 18:59

» [Ficha] Song
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor MarionLRZ Ontem à(s) 18:39

» [LB] O Florescer de Utopia III
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Vincent Ontem à(s) 18:12

» Enuma Elish
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 16:57

» Seasons: Road to New World
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Ravenborn Ontem à(s) 15:51

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 15:36

» I - As rédeas de Latem City!!
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Felix Ontem à(s) 15:18

» Akira Suzuki
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 10:58

» Lurion
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 10:57

» O Legado Bitencourt Act I
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Ineel Ontem à(s) 04:15

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Sab 26 Set 2020, 23:54

» Livro Um - Atitudes que dão poder
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Sab 26 Set 2020, 22:20

» Supernova
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Sab 26 Set 2020, 21:56

» Hey Ya!
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Sab 26 Set 2020, 21:55

» Cap.1 Deuses entre nós
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor Thomas Torres Sab 26 Set 2020, 21:05

» A inconsistência do Mágico
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor CaraxDD Sab 26 Set 2020, 19:27

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor GM.Muffatu Sab 26 Set 2020, 18:23

» As mil espadas - As mil aranhas
II - Growing Bonds - Página 2 Emptypor jonyorlando Sab 26 Set 2020, 17:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 II - Growing Bonds

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptyTer 30 Jun 2020, 20:36

Relembrando a primeira mensagem :

II - Growing Bonds

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) caçadores de recompensa Merus Teodore & Giannina Salieri feat. Jeje. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Vincent
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 12/06/2017

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptyQua 22 Jul 2020, 00:00

Giannina Salieri e Merus Teodore


A primeiro momento Merus considerava o velho um louco já que este estava em um beco falando sozinho e depois veio até si falando sobre a chuva que viria. Mas, graças a voz que estava em sua mente o gigante pensou um pouco no que estava acontecendo ali, porém prosseguia confuso enquanto observava o homem sumir de sua visão ao ir na direção do porto. Ele virava em uma esquina e com isso Merus acabava por ficar sozinho, apenas imaginando se deveria esperar algo acontecer para não considerar que aquele idoso era algum louco.  

Ele continuou parado aguardando a chuva por cerca de 10 minutos, os marinheiros haviam voltado para a inspeção dos navios e infelizmente nada ocorreu. Vendo que só havia perdido tempo o lanceiro ignorou o acontecimento e seguiu até o porto para perguntar sobre o procurado que estava caçando com Nina. Se passaram mais cinco minutos e o gigante pode sentir que fortes ventos começavam, não demorou muito para que Merus pudesse sentir algumas gotas caírem sobre si e assim o velho estava certo quanto a previsão que havia dito.  

Diante disso, o gigante procurava recuperar o tempo que havia perdido e utilizava suas habilidades de rastreio para fazer com que isso se tornasse realidade. Por sorte, ele vira por qual direção o idoso fora e pode apenas seguir em linha reta por algum tempo antes que a chuva começasse a se intensificar cada vez mais.  Passou-se mais uns minutos até que ele conseguisse encontrar o velho debaixo de uma cobertura que coincidentemente também podia abrigar Merus - Eu não lhe disse que você iria sentir a chuva? Uma pena que não consegui chegar em minha casa a tempo ele sorria. O homem ouvia o questionamento do gigante a respeito de como ele sabia que aquilo iria acontecer - Eu moro há anos nessa ilha rapaz, sei bem quando vai chover explicou - É claro que também sei muito sobre meteorologia, mas a maioria das coisas que sei foram aprendidas com o passar dos anos finalizou mantendo a expressão feliz no rosto.

Voltando a caverna, bons minutos antes da caçada de Merus, Nina se demonstrava interessada no canhão e torcia para que sua caçada fosse divertida para que pudesse aproveitá-la.  A anã não perdeu tempo e logo começou a comer rapidamente - Vai com calma ele ria ao ouvir o agradecimento da atiradora sendo atrapalhado pela comida que estava em sua boca. Depois de terminar de se alimentar ela passava para a “fogo do Dragão”, procurando entornar o copo da bebida e beber tudo num só gole, sua garrafa de cola estava preparada ao lado para que ela pudesse aliviar a picância. Assim que sentiu a bebida descer por sua garganta a loira pode ver que o homem anterior não estava exagerando ao gritar, era como se ela estivesse cuspindo fogo de sua boca. Instantaneamente seus olhos lacrimejaram e ela logo bebeu o refrigerante para que pudesse diminuir um pouco do sabor picante.

Quando terminou de comer e beber a anã apenas pegou sua cola para então pagar a conta com George - Deu exatamente B$75.000 disse sorridente - Eu espero também, bons clientes são sempre bem-vindos em minha caverna! falou ao receber o dinheiro. Com isso, a loira seguiu para a pousada “Rocha Lunar” e por ser ao lado da caverna não demorou muito para que ela pudesse chegar no local. A chuva nesse instante estava ganhando força e Nina acabava por ficar um tanto encharcada, por sorte não fora levada pela água rua abaixo II - Growing Bonds - Página 2 344152600. A pousada era um local grande e aconchegante, a pintura florida favorecia a beleza do edifício. Na entrada, uma mulher atendia dois homens - Aqui está a chave de vocês ela entregava nas mãos de um deles o objeto prateado, eles subiram uma escada que a esquerda da mulher. Curiosamente um dos indivíduos era um tritão, mesmo não sendo quem a caçadora procurava este poderia ter alguma informação sobre Hades.  Ao se aproximar do balcão Nina pedia por um quarto - Oh, Olá, eu lhe darei um quarto sim falou inicialmente - São B$100.000 por noite, tudo bem? Seu quarto é o número 6 no segundo andar! deu também uma chave numerada para a anã.


Mulher da pousada:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
War
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
War

Créditos : 1
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2015
Idade : 25
Localização : Ilusia Kingdom

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptyQui 23 Jul 2020, 12:35



Take the Gun


Satisfeita com a experiência do Fogo do Dragão e com as informações que havia conseguido, a loira entregava o valor a George e saía em busca da pousada — Na próxima vez você que vai beber, gihahahaha! — comentava com um sorriso travesso para Jeje. Já no lado de fora a pequena era pega de surpresa pela chuva — Ô desgraça! — esbravejava puxando a touca de sua capa para frente, buscando proteger o rosto do vento e da chuvarada.

Na pousada, antes que pudesse ser atendida, Nina se deparava com uma dupla recebendo a chave para um quarto — Hey, Jeje... — sussurrava para a lhama — Segue eles… sem barulho... — demandaria ainda cochichando. Não havia nenhum motivo para isso, senão o fato de um deles ser tritão "Hmm… melhor garantir..." ponderava enquanto seguia até o balcão, ciente que se havia aprendido algo em suas últimas desventuras, é que tritões sempre são suspeitos.

— Ohh! — ressoava em harmonia com a atendente ao prestar mais atenção na mesma — Sem problemas... — responderia já retirando o valor de sua carteira, rapidamente trocando as notas pela chave do quarto — Me diz… vocês têm serviço de quarto? Gihahaha! — brincaria com um semblante sugestivo, revelando não estar perguntando sobre café da manhã. Se divertindo com a própria ação, e sem esperar por uma resposta, seguiria pela escada que os homens haviam subido.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Não conseguindo encontrar Jeje ao subir as escadas, tentaria acompanhar os pingos d’água que ela provavelmente teria deixado para trás. Em último caso se esforçaria para sentir o cheiro de lhama molhada. Assim que a encontrasse tentaria encontrar algum ponto de vantagem em que pudesse escutar ou observar o que a dupla estava fazendo sem que fosse percebida. Se não encontrasse lugar melhor, recorreria a boa e velha espiada pela fechadura, subindo nas costas de Jeje para que conseguisse alcançar sem problemas.

Caso percebesse a aproximação de alguém, se encostaria na parede de forma estática junto de Jeje, como se brincasse de estátua para evitar de ser vista — Jeje!! — sussurraria rapidamente em sinal de aviso, embora fosse mais piada interna com a lhama do que uma verdadeira tentativa de evasão. Assim que concluísse ter escutado o bastante - ou não conseguisse escutar nada - retornaria para o seu quarto, onde daria uma boa olhada para analisar o que poderia fazer a seguir. Com sorte um banho quente se faria presente no horizonte, e se fosse esse o caso aproveitaria para ir direto pro banheiro se lavar junto de Jeje.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Após - ou sendo impossível - o banho, colocaria as suas roupas secando em algum lugar e procuraria por algum jornal, ou algum outro meio que pudesse lhe atualizar dos últimos acontecimentos no mundo, para passar o tempo antes de ir dormir. Caso o seu quarto fosse próximo ao da dupla que havia espionado - ou tentado - antes, se manteria atenta para sinais de movimentações, mesmo que não houvesse encontrado nada incriminador em sua primeira busca.

Histórico:
 

Personagem:
 


...and the Cannoli



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]           [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


ID:
 

R.I.P. in Pieces:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptyQui 30 Jul 2020, 21:29

Merus

II - Growing Bonds



Quando finalmente achava o maldito velho, ele me dizia sobre o que ele chamava de "Meteorologia". "Que nome mais esquisito... não dava pra chamar só de adivinhação de tempo? Meteorologia... Maldito nome escroto..." eu pensava um pouco emburrado enquanto o homem me contava sua inútil história de vida.

Apesar de não ter muita empatia com humanos, o jeito despreocupado do velho me lembrava de Erick, o único humano cujo já me preocupei um dia, e de certa forma isso me fazia abandonar um pouco a hostilidade e agir com certa calma com aquele velho.

Eu calmamente iria até a cobertura, cruzaria minhas pernas de forma que não ocupasse tanto espaço verticalmente, e com mais calma continuaria a conversa: – E como eu faço pra saber essa tal de metreo... metero... essa coisa ai de saber o tempo...? – Perguntaria, com certa dificuldade de lembrar o nome. Se o velho estivesse disposto a me ensinar e mostrar a respeito daquilo, eu ficaria ali ouvindo e tentando memorizar cada detalhe que tivesse a dizer sobre o assunto, escutando silenciosamente até que conseguisse entender do assunto.

Aprendizado de Perícia: Meteorologia

Assim que tivesse ouvido e aprendido tudo sobre ver os céus e prever o que viria adiante neles, esperaria que a chuva também tivesse passado, e assim me levantaria com calma, e em silêncio pegaria aquele velho com uma de minhas mãos, com certo cuidado para acabar não aniquilando seu corpo frágil de um humano velho por acidente, e com pouca emoção, mas com uma voz grave, diria: – Onde fica sua casa, velhote? – E após ouvir sua resposta, o levaria até o local, o colocando logo a frente. Assim que sua chegada estivesse garantida, sem dizer nada, apenas iria embora, usando a pequena "carona" como uma forma de agradecimento pelo ensinamento. Voltaria ao porto para novamente tentar achar alguém que soubesse o paradeiro do procurado maldito.
Dados:
 

Objetivos:
 






____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptyQua 05 Ago 2020, 00:21

Giannina Salieri e Merus Teodore


Merus logo se aproximava da cobertura onde o homem estava e procurava se sentar no chão perto do velho. O gigante questionava a respeito de como poderia saber sobre meteorologia - Meteorologia rapaz ele gargalhava diante da confusão do lanceiro - Eu posso te ajudar com isso, irei lhe passar alguns dos meus questionamentos ele se manteve sorridente.  

Assim o homem começava a ensinar sobre o assunto para o gigante que ficava silenciosamente mantendo a atenção no que estava sendo passado. Eles ficavam por ali por cerca de 1 hora, quando a chuva se cessou e com isso o homem levava o moreno até sua casa - Há alguns livros em minha casa, vamos até lá para eu continuar te ajudando falou enquanto deixava a cobertura. Dessa forma, o velho passava mais conhecimentos para o gigante que ficava por ali por mais algumas horas naquela noite, logo a manhã iria se aproximar dando início a um novo dia.

Antes que a suspeita dupla sumisse de vista, Nina pedia para que Jeje seguisse os dois até o quarto onde eles ficariam. Enquanto isso a loira ficava conversando com a dona da pousada - Há um den den mushi em cada quarto, onde você pode me pedir algumas coisas ela sorria ao dar a informação. Mesmo sem ouvir a resposta completa da mulher a anã subia as escadas seguindo para o segundo andar do edifício para encontrar sua lhama.

Jeje estava próxima a porta do quarto de número 4, que não ficava muito distante do das duas, ela estava entreaberta e uma luz vinha de dentro do cômodo. Era possível ouvir algumas gargalhadas inicialmente - E o que ele te disse? um deles se manifestava - Que não tinha medo de ninguém o outro começava também a falar - Quando ele viu o canhão praticamente se cagou de medo os dois riam juntos. Assim que um deles percebeu o estado da porta rapidamente correu pra fechá-la - Imagina se alguém ouve isso? O chefe nos mataria com toda certeza temeu por alguns instantes - Fica tranquilo, não tem muitas pessoas nessa pousada o outro ria do medo do companheiro.

Não tinha mais nada para ouvir ali já que a porta estava fechada, assim Nina poderia ir até o seu quarto para tomar um bom banho. O quarto não era grandioso, apenas uma suíte simples com um banheiro pequeno, a pintura das paredes era azul com alguns quadros expostos. A cama era até que espaçosa e ao seu lado estava a mesa de cabeceira com o den den mushi em cima dela, Jeje se demonstrava animada para tomar o banho com sua amiga. Quando terminavam de tomar banho as duas enfim poderiam dormir, se quisesse algum jornal a anã teria de pedir para a dona do local já que não havia um ali.

 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptySex 07 Ago 2020, 11:59

Merus

II - Growing Bonds




Após algum tempo com o velho, finalmente eu tinha entendido o suficiente para colocar aquele conhecimento em prática, agora entendia que saber o que acontecia no céu dependia apenas do que se via nele e o que se sentia no chão; As nuvens e a cor delas; O vento e o quão forte ele está; Até mesmo o cheiro e a umidade do ar podiam dizer o que estava pra vir adiante. “E tu a achar que seria algum tipo de magia sobrenatural... Tsc... Como és patético...” O maldito fantasma dizia, como que lendo meus pensamentos do que tinha acabado de aprender. Eu apenas fazia um esforço para calá-lo sem dizer nada, fechando minha expressão e pensando em qualquer outra coisa.

Agora que tinha aprendido algo em relação ao tempo, achava que seria interessante aprender mais sobre embarcações, já que agora podia entender melhor como cuidar de um barco em alto mar, o problema é que eu não fazia a menor ideia de como pilotar um barco, e seria o ideal ver alguém fazendo aquilo e tentar aprender sozinho para que em alguma hora eu pudesse fazer por mim mesmo.

Dessa forma, me aproximaria de um barco de marinheiros, que julgava ser mais seguro e observaria se tinha alguém que parecesse ter boa patente, já que geralmente são eles que cuidam da pilotagem do barco, andaria entre os barcos que estivessem no porto, até encontrar alguém que parecesse entender de barcos. Não iria me dar o luxo de falar com quem quer que fosse, já que em modo geral, os malditos humanos eram irritantes, principalmente aqueles que seguem algum tipo de hierarquia.

Fora que já tinha batido minha cota de falar com humanos hoje, já que ficar abaixado por muito tempo pra ter que falar com eles sempre era um saco. “Só tens de parar tentativas vis de dialogar e começar a matá-los um a um, problema resolvido!” Dizia a maldita voz, como se a vida fosse um mar de sangue. Caso não achasse nada nem ninguém muito interessante, apenas voltaria para o bar que tinha deixado a bola laranja e sua mascote.


Dados:
 

Objetivos:
 






____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
War
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
War

Créditos : 1
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2015
Idade : 25
Localização : Ilusia Kingdom

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptyTer 11 Ago 2020, 01:35



Take the Gun


O breve momento que a dupla de anã passava bisbilhotando o quarto alheio se mostrava extremamente gratificante "Aha!" se exaltava silenciosamente com brilho nos olhos "Eu sou a melhor!" lançava um elogio para si mesma, ignorando que maior parte da conquista se devia ao puro acaso. De qualquer forma, há de se reconhecer que a loira merecia certo mérito, mesmo que em parcela tão pequena quanto ela. Assim que os suspeitos trancaram a porta, não havia o que ser feito senão marchar até o quarto número seis, onde passariam a noite.

Já nos seus aposentos, a pequena não se demorava ao retirar as próprias roupas, acomodando-as no primeiro espaço que encontrasse para pendurá-las, esperando que estivessem secas na manhã seguinte — Coloca junto... — comentaria para Jeje, referindo-se ao chapéu da mesma. Em seguida tomaria o rumo do banheiro, onde prepararia um banho para a dupla. No momento em que a água esquentasse pularia para dentro — ♫ Lava, lava, lava… ♪ — murmuraria a canção desatentamente, procurando usar todos os produtos a disposição. Pretendia fazer valer o seu dinheiro. — ♪ Uma orelha, uma orelha… outra orelha, outra orelha ♫ — seguiria com a melodia enquanto alternava entre lavar as próprias orelhas e as de Jeje, garantindo uma boa esfregada atrás de cada uma antes de terminar.

Saindo do banho procuraria por duas toalhas, se certificando de estar plenamente seca e com os cabelos enrolados antes de se deitar. Apanharia outra toalha para Jeje, ou quantas fossem necessárias, para deixar a lhama pronta para deitar. — Vem, Jeje. — comandaria com a voz suave, lançando pequenos tapinhas ao seu lado após subir na cama. Esperava acordar cedo, por isso pretendia deitar de imediato e dormir o quanto antes - com sorte sem nenhum distúrbio -.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Assim que acordasse verificaria o horário - se possível - e imediatamente se moveria até a janela do cômodo, a fim de averiguar como estava o clima no mundo exterior, assim como o movimento nas ruas. Em seguida apalparia suas vestes, certificando-se de que estavam secas antes de vestí-las, embora não tivesse muita opção caso ainda estivessem úmidas. — Hora de acordar! — anunciaria para a colega de quarto, atirando o chapéu rosa na direção da mesma. Assim que estivesse devidamente arrumada, apanharia todos os seus pertences e se posicionaria pronta para sair do quarto, esperando que Jeje lhe acompanhasse.

Sem demonstrar qualquer interesse, andaria desatentamente pelo corredor da pousada até alcançar o quarto número quatro. Não buscava se deparar com outra conversa por entre as frestas da porta. Apenas queria se certificar da presença - ou ausência - da dupla que passara a noite ali. Se constatasse que os dois ainda estavam no quarto, desceria para o lounge, onde permanecia a recepcionista da pousada. Ali procuraria por algum banco que pudesse passar um tempo sem chamar a atenção - se é que isso fosse possível -. Em último caso, tentaria conversar casualmente com a atendente da pousada — Então, vocês servem café da manhã? — indagaria sem grandes esperanças, logo passando ao próximo assunto — E quanto a você… vem sempre aqui? — concluía de modo desatento, prestando mais atenção na movimentação dos hóspedes, esperando pelo momento em que a dupla saísse da pousada.

— Oh! — suspiraria assim que percebesse a dupla deixando o estabelecimento. O plano não era mirabolante de nenhuma forma. Apenas buscava seguí-los até que conseguisse descobrir algum ponto de encontro ou alguma relação com Hades. Afinal, quais as chances de um tritão estar falando sobre um canhão e não ter qualquer ligação com Hades? Nenhuma. Ou assim imaginava a pequena Nina.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Caso a dupla já houvesse esvaziado o quarto e deixado a pousada, simplesmente faria o mesmo. Entretanto, não tentaria encontrá-los. Nessa situação apenas tentaria encontrar Merus, acreditando ser uma tarefa infinitamente mais fácil, por se tratar de um gigante que pouco fazia para não chamar a atenção. Para isso apenas andaria sem se preocupar muito com a direção, buscando apenas pegar conversas sobre algum monstro gigante ou expressões de surpresa e pavor nos habitantes, até que conseguisse avistar o brutamontes no horizonte.

Histórico:
 

Personagem:
 


...and the Cannoli



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]           [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


ID:
 

R.I.P. in Pieces:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptySeg 17 Ago 2020, 23:29

Giannina Salieri e Merus Teodore


Após aprender meteorologia o gigante se interessava cada vez mais em navegação e prosseguia sua jornada pelo conhecimento. Já estava de madrugada, porém ele não cessou e deixou o velho para trás - Eu deveria dizer adeus então... ele comentou antes de seguir para sua casa. A chuva deixou apenas seus resquícios pela cidade com a formação de algumas poças d’água e outros locais úmidos espalhados randomicamente.

O destino de Merus era o porto novamente, assim ele refazia seus passos no sentido contrário para chegar até o local. Quando chegou ao porto, o lanceiro pode ver um único barco da marinha que acabava de chegar enquanto que os outros já estavam vazios. De longe ele já podia ouvir os gritos provindos da embarcação - Vamos lá, podem ir descansar depois de descarregar o navio! a voz do homem se destacava no meio de seus subordinados, que se apressavam para terminar o serviço. Próximo Merus não falava nada, mas inevitavelmente chamava a atenção de todos que estavam por perto - Olá, eu acho... o líder era o primeiro a se manifestar - Deseja alguma coisa cidadão? falou em seguida. Perto do timão do navio estava um outro marinheiro que dava instruções aos que estavam perto de si.

Voltando a pousada a anã procurava se secar antes de deitar na cama juntamente de Jeje, a chuva ficava ali como som ambiente daquela noite enquanto as duas adormeciam. Pela manhã a primeira coisa que Nina fazia era verificar o horário num relógio que estava na parede, era cedo sendo exatamente 8:00. Logo, as duas se arrumaram para deixar o quarto e cheia de curiosidade a loira fora novamente até a porta do quarto dos homens para ver se ainda estavam por ali. Nenhum som além de roncos pôde ser ouvido pela anã que então decidiu descer para falar com a recepcionista - Servimos sim a mulher saiu de trás do balcão e guiou as duas até um outro cômodo onde estavam posicionadas algumas mesas com cadeiras.

Obviamente adaptações precisaram ser feitas para que a loira se acomodasse na mesa e então comesse o alimento que seria servido. Não demorou muito para que a mulher voltasse com um prato de panquecas em sua mão, na outra estava uma jarra com calda para que fosse colocada sobre o alimento. A mulher também colocou sobre a mesa uma xícara de café com um canudo para que Nina conseguisse beber o líquido. Quando terminou de se alimentar meia hora depois, a anã coincidentemente pode ver os homens chegarem também ao térreo - Essa noite foi boa! a atiradora rapidamente reconheceu a voz, este era um tritão e fora ele quem citara o canhão na noite anterior. Sem dizer mais nada a dupla deixou a pousada, pareciam estar um tanto apressados para chegar em seu destino.

A anã não perdeu tempo, assim que se despediu da recepcionista tratou de imediatamente seguir os dois pelas ruas de Ilusia. Fora assim por alguns minutos até os dois entrarem em um estabelecimento - Olha mamãe! Que legal essas bonequinhas que andam sozinhas! um menino se aproximava das duas e as mostrava para a mãe - Será que tem dono? questionou em seguida. A criança impedia a passagem das duas não deixando-as entrar no local, em suas mãos estava um pirulito rosado que ele lambia algumas vezes sem tirar os olhos de Nina e Jeje.


Café da Manhã:
 

Menino:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptySex 28 Ago 2020, 15:50

Merus

II - Growing Bonds




Quando chegava de volta ao porto da ilha, percebia que de relevante só havia um barco de marinheiros, que estava chegando no porto. Eu aproveitava esse momento para ficar de olho em como o responsável por pilotar o navio controlava o mesmo no fim da viagem. Após um tempo de chegada, os malditos humanos eventualmente percebiam minha presença, e um humano que parecia ser o líder daqueles no barco questionava se eu queria alguma coisa.

Quando esse barco chegou, eu percebi que eles estavam descarregando coisas, como a maioria dos barcos fazia. Isso me fazia lembrar a da carona que tivemos para chegar aqui, e talvez uma troca de favores com esses humanos fracotes trouxesse mais coisas boas do que pensei. “Esperava mais de ti, Merus. Sendo cachorrinho de humanos pra conseguir migalhas... tsc... tsc... tsc... Não se fazem mais gigantes como antigamente...” A voz de merda na minha mente dizia, me irritando com suas malditas afirmações estúpidas, me fazendo responder: “Não estou me humilhando pra ninguém, animal. Só estou usando da inconveniência que a falta de força deles trás pra conseguir o que eu quero. Já que se não assim, não sei como nem quando vou poder aprender isso. Agora calado!”

Tentando não expor tão claramente minha face de incomodo com a voz em minha mente, eu apontaria para quaisquer caixas no meu campo de visão, e então diria, alto o suficiente para que alguns dos homens descarregando o navio pudessem ouvir: - Quero oferecer uma troca de favores. Eu descarrego essas malditas caixas que vocês estão levando, e em troca, seu piloto me mostra como se pilota um barco. Você e seus homens vão descansar muito mais rápido, e eu consigo o que eu quero... Pode ser? – Eu terminava, olhando o homem diretamente nos olhos, inicialmente sem a intenção de intimidar.

Se caso o homem se recusasse, ou não fosse muito a favor da ideia, eu adotaria uma expressão séria, semicerrando meus olhos, contraindo minhas sobrancelhas e falando em uma tonalidade um pouco mais grossa, na tentativa de intimidá-lo, e diria: – Tem certeza que quer recusar essa proposta? – E assim esperava “convencer” aquele homem. Se mesmo assim ele recusasse, apenas bufaria e me afastaria dali, me recusando a me humilhar mais do que aquilo.

Se o homem concordasse, começaria a fazer o pequeno serviço sem demora. Pegaria inicialmente as menores caixas e itens, para poder carregar múltiplos de uma só vez, e então, pegaria os maiores, até que não houvesse mais nada para levar. Quando enfim terminasse de levar tudo, iria até o piloto, e sem falar nada me sentaria ao seu lado, cruzando minhas pernas (ou me posicionaria próximo, caso não houvesse espaço para me sentar), e então esperaria que ele entendesse o que eu queria estando próximo.  Ficaria ali, apenas aguardaria o inicio do meu aprendizado.

Dados:
 

Objetivos:
 






____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
War
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
War

Créditos : 1
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2015
Idade : 25
Localização : Ilusia Kingdom

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptySeg 31 Ago 2020, 20:37



Take the Gun


Saber que os suspeitos ainda dormiam deixou o começo do dia com um ar muito mais casual do que esperava, se permitindo até mesmo relaxar durante o café da manhã — Ohh!! — exclamava ao avistar o prato com panquecas posto na mesa. Sem cerimônias, ou o menor agradecimento que fosse, a anã já começava a esparramar a calda por cima das panquecas, engolindo apressadamente para que a saliva não fizesse o mesmo para fora de sua boca — CHOMP!! — a primeira fatia sumia rapidamente na boca da anã, que não se preocupava em cortar antes de empurrar o alimento com o garfo por entre os dentes. Alguns segundos mastigando se passavam até que as outras fatias encontrassem o mesmo destino.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Com a urgência de uma barriga roncando resolvida, a pequenina aproveitava com mais calma o resto do desjejum, sorvendo calmamente o café através do canudo, não resistindo aos impulsos infantis de soprar e fazer bolhas na xícara vez ou outra — Hihi… hihihi — sorria como uma criança fazendo travessura. O seu último gole era marcado pela aparição da dupla misteriosa, que deixavam a pousada sem dar muito tempo para que a anã se preparasse — Vamos, Jeje! — exclamava para a sua escudeira enquanto saltava de seu assento adaptado — Obrigada pelo café!! — se despedia sem esperar por uma resposta da mulher, procurando não perder a dupla de vista.

Andando pelas ruas no encalço dos meliantes, a loira apanhava os óculos escuros guardados em seu bolso e os acomodava no rosto como uma tentativa de disfarce, embora a música que murmurava sem parar desse a entender ser apenas mais uma de suas traquinagens — ♪ Tururururu, tururururu, tururuuu... ♫ — cantarolava por entre os dentes em um loop aparentemente infinito, aumentando e diminuindo a intensidade conforme se esgueirava pelo caminho.

Música:
 

A brincad-... perseguição se encerrava no momento em que a dupla adentrava um estabelecimento. Entretanto, antes que Nina pudesse se aproximar um pouco mais para averiguar do que se tratava, a pequena se via interrompida por uma criança que punha em seu caminho — Ehhh?!?! — bradaria com um claro olhar de desdém estampado no rosto — Eu sei que sou linda, mas não sou boneca, gihahaha! — lançaria ao fedelho, substituindo o semblante por claro orgulho e vaidade — DONO?! — uivaria levantando o punho cerrado para o pirralho, com desdém retornando ao seu rosto — Jeje, me segura! Eu vou cometer um crime!! — avançaria um passo na direção do menino com os dois punhos se agitando no ar, como se chamasse o garoto para briga.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Enquanto agitava os punhos no ar a pequena relembraria - e com sorte não seria tarde demais - o motivo de estar ali — Oh! — murmuraria abaixando os punhos e voltando a atenção para o estabelecimento que a dupla havia entrado — Sorte tua que eu to ocupada! — anunciaria começando a contornar o garoto, bufando por conta da inconveniência. Se não encontrasse resistência e conseguisse seguir até o local, tentaria encontrar algo que indicasse o dono ou a atividade ali exercida. Se houvesse alguma janela ou vidraça aproveitaria para tentar observar o interior e ver se podia enxergar a dupla.

Caso o pivete ou a mãe dele resolvessem criar problemas para Nina, a pequena daria alguns passos para trás, garantindo que conseguisse olhar bem o rosto dos dois — Se não me deixarem em paz agora, eu vou descobrir onde vocês moram e a Jeje vai cuspir em todo mundo enquanto estiverem dormindo! — articularia com mais calma do que o esperado, apoiando ambas as mãos na cintura, jogando parte do capuz para trás, como forma de revelar os dois revólveres que carregava — E eu vou roubar todos os pirulitos que eu encontrar! — complementaria encarando os dois, revezando entre os olhos do garoto e da mulher.

— Tsc! É cada uma que me aparece...  — resmungaria para Jeje caso os dois desistissem de lhe importunar, seguindo até o estabelecimento para que pudesse pôr em prática o que havia planejado. Se a dupla irritante - o garoto e a mãe, não a Jeje e a Nina - insistissem em bloquear o caminho, por qualquer motivo que fosse, a pequena não via outra opção senão o diálogo — Qual o problema de vocês? Por que querem tanto me incomodar? Hã?! — indagaria com uma pequena veia saltando em sua testa - embora devesse ser normal para o seu tamanho - ao mesmo tempo em que sacaria uma de suas pistolas, em seguida abrindo o tambor e conferindo se estava completamente carregado — E então?! — completaria de maneira incisiva, deslizando a mão empunhando a arma para o lado do corpo, evitando chamar a atenção de terceiros.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Histórico:
 

Personagem:
 


...and the Cannoli



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]           [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


ID:
 

R.I.P. in Pieces:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptySeg 07 Set 2020, 00:05

Giannina Salieri e Merus Teodore


Merus se irritava com a voz que falava consigo e acabava por responder a afirmação feita pelo homem que também vivia dentro de si. O marinheiro a sua frente se manteve quieto aguardando a resposta do gigante e até mesmo a expressão de irritação parcial que o lanceiro carregava consigo, afinal nada haviam feito para que isso ocorresse. O gigante oferecia uma troca de favores para que todos saíssem ganhando, alguns dos homens comemoravam a diminuição da quantidade de trabalho que teriam de enfrentar já que teriam auxílio extra - Tudo bem, parece que aqui todos concordam o marinheiro sorriu.

Graças a ajuda de Merus o descarregamento se tornou bem mais fácil para os homens que logo se alinharam após o término. O líder daria suas últimas instruções antes de finalmente liberá-los para o descanso merecido - Muito bem, foi uma viagem longa até aqui e vocês resistiram bravamente! Bom descanso! assim ele que terminou de falar os marinheiros prestaram continência e de imediato foram deixando o porto. Ali havia restado somente, o comandante, o piloto e Merus - Sargento Yamagi, ajude nosso amigo aqui no que ele precisar deu a ordem - Certamente senhor! a resposta vinha quase que em seguida.

Com isso, os dois ficavam sozinhos ali no navio enquanto o gigante buscava se acomodar naquele espaço dentro da embarcação, o marinheiro sumia por alguns minutos até voltar com um livro em suas mãos. Yamagi o entregava para Merus para que este acompanhasse as explicações e ilustrações que estavam na obra - Fique atento dizia inicialmente. Nesse momento a cidade já estava bem menos iluminada ao contrário da lua que continuava intensamente brilhante no céu, no porto haviam alguns postos de segurança com luzes acesas mostrando que os marinheiros estavam de vigia não deixando o porto livre para os criminosos.

O marinheiro começava a parte teórica do ensinamento e passava algumas horas explicando o funcionamento das coisas antes de ir para a prática. Conforme o tempo ia passando o dia amanhecia e a lua aos poucos dava espaço para o brilhante astro de fogo. Mais algumas horas se passavam até o final do aprendizado, era possível ver em ambos o cansaço pela noite em claro e também por todo o trabalho manual que haviam feito durante o treinamento. Yamagi era quem demonstrava estar mais exausto já que tinha trabalhado muito no dia anterior - Pronto, finalmente terminamos ele bocejava diversas vezes e mal conseguia manter seus olhos abertos por muito tempo sem que parasse para dar um “cochilo”.

Avançando um pouco mais no tempo Nina inicialmente reagia a fala do garoto com certa soberba quanto a sua beleza, mas assim que ouviu sobre ter um dono sua expressão mudava totalmente. Jeje sentia o estado da companheira e também se irritava sentindo certo desdém pelo garoto que apenas lambia seu doce com certa curiosidade - Olha só mamãe, ela também fala! exclamou para a progenitora - Que legal! seus olhos brilhavam e ele se abaixou por um instante para vê-las de perto. A loira logo se lembrou do verdadeiro motivo de estar por ali e rapidamente tentou evitar que aquela situação a atrapalhasse, mas a mãe do garoto finalmente surgia por detrás dele - Meu filho! Não mexa nesses brinquedos da rua, se estão ai é porque devem estar com algum defeito e ninguém mais quis ela repreendia o menino que resmungava.

Essa praticamente foi a gota d’água para as duas, Nina primeiramente recuou alguns passos para trás e ameaçou os dois enquanto que Jeje só precisou de uma oportunidade para agir. Uma cusparada certeira no pirulito do garoto fez com que ele caísse de bunda no chão por causa do movimento repentino da lhama - Eca! Meu pirulito! além de ter se assustado com as palavras da anã ele também chorava por causa do seu doce. A mãe obviamente se irritava com aquilo tudo e logo pegou na mão do garoto puxando-o para longe dali - Francamente, é por isso que você não pode ficar andando por ai sozinho filho ela balançava a cabeça ao reprovar a atitude do filho.

Com isso, as duas tinham passagem livre para entrar no estabelecimento onde os homens se encontravam e um deles discutia com uma atendente - Qualé, você sabe quem nós somos não é? Se não nos der isso de graça, voltaremos aqui com nosso chefe para destruir tudo dizia em tom ameaçador, este era o humano. O tritão se mantinha calado apenas observando a primeiro momento - Se vocês não tem dinheiro para comprar, saíam daqui ou então eu chamarei a marinha! a mulher parecia não se sentir intimidada pelos dois arruaceiros. Nesse momento, Nina conseguia observar a fisionomia de ambos de uma forma melhor e conseguia ter mais alguns detalhes que antes estavam “ocultos”. O humano era o mais alto entre os dois, por outro lado o homem-peixe era o mais corpulento, o primeiro estava trajado num manto negro enquanto que o segundo estava com uma camiseta vermelha aberta e um shorts azulado.



Dupla:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : II - Growing Bonds - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 21
Localização : Ilusia Kingdom

II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 EmptyTer 08 Set 2020, 14:24

Merus

II - Growing Bonds



Depois de rapidamente completar todo o descarregamento, eu ia ao líder daquele barco e ao piloto, para que, depois de um comando, nós pudéssemos finalmente começar o maldito aprendizado.

Aprendizado de Perícia: Pilotagem

O piloto marine ia para uma parte do navio fora do meu alcance, e depois de alguns instantes ele trazia um livro. Inicialmente aquilo me fazia ficar meio decepcionado, já que eu não conseguia ler as malditas letras humanas. Mas no fim, era um apenas um livro de ilustração, e ver as imagens, mesmo com minha altura, era possível, graças a minha boa visão. O humano inicialmente começava a descrever coisas teóricas, pra depois mostrar coisas práticas. Pra mim, que era um gigante em um barco feito para humanos, era mais complicado fazer a parte prática com perfeita precisão, já que a baixa estatura de tudo não me ajudava, mas após algum tempo de prática, conseguia pegar o jeito e usar os dedos da mão para controlar o barco. Nós passávamos um bom tempo ali, até que tudo fosse ensinado com clareza. Quando terminávamos, já estava de madrugada. O humano dizia sobre o fim de todas as lições, e eu então me levantaria, e enquanto me espreguiçava, diria em resposta: – Certo, vá descansar agora. – E então sairia do barco.

Fim do Aprendizado

Logo que saía do porto, passaria um tempo olhando para o mar, e para em direção do porto, e assim, passaria a procurar pelas ruas pelo maldito tritão que estávamos procurando. Não tinha tantas esperanças, mas mesmo assim, passaria um bom tempo ali, mais para conhecer a ilha em que estava do que pra realmente achar o merdinha, ou talvez, quem sabe, achar algum ponto interessante que pudesse ser explorado depois. Se por algum acaso nada encontrasse depois de algum tempo, apenas vagaria de volta para o bar onde tinha me separado da anã.

Dados:
 

Objetivos:
 






____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




II - Growing Bonds - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: II - Growing Bonds   II - Growing Bonds - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
II - Growing Bonds
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Ilusia Kingdom-
Ir para: