One Piece RPG
Along Comes A Spider - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Arriscando a sua vida pelo objetivo - O Despertar do Rei da Destruição
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Aokine Daiki Hoje à(s) 17:06

» Xeque - Mate - Parte 1
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 16:48

» BOOH!
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 16:40

» Blue Guardian! Luca o soldado da justiça!
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Noah Hoje à(s) 16:22

» salve salve
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor DFoolZ Hoje à(s) 16:19

» [MINI-Kujo]
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Kujo Hoje à(s) 15:57

» Cap.1 Deuses entre nós
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 15:39

» Escuridão total sem estrelas
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor K1NG Hoje à(s) 14:25

» [M.E.P - TurtleSpeaker] My Way
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor TurtleSpeaker Hoje à(s) 14:18

» [MINI-TurtleSpeaker] My Way
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor TurtleSpeaker Hoje à(s) 14:12

» [Ficha] Joe Blow
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 14:00

» Seasons: Road to New World
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 13:20

» Sorte ou Azar? Uma Ascensão Pirata!
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Quazer Satiel Hoje à(s) 13:19

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Furry Hoje à(s) 12:40

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor maximo12 Hoje à(s) 10:28

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Fiest Hoje à(s) 09:27

» Voltei, Dattebayo
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 07:32

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Ineel Hoje à(s) 06:25

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 06:04

» Primum non nocere
Along Comes A Spider - Página 4 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 04:48



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Along Comes A Spider

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptySex 29 Maio 2020, 18:25

Relembrando a primeira mensagem :

Along Comes A Spider

Aqui ocorrerá a aventura do(a) caçador de recompensas Akira Suzuki. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptyQua 19 Ago 2020, 17:09

Contagem Regressiva - Parte IV

Mesmo com alguns assuntos não tão agradáveis, eu sinceramente não queria que aquele café da manhã acabasse. Sim, a falta da presença de Bolton era grande; sim, era impossível esquecer aquilo e achabavamos comentando, mas ainda assim era um momento coletivo. Ali, eu podia botar pra fora a preocupação em vez de guardar pra mim, e mesmo que não falaremos nada, saber que não era o único com a cabeça bagunçada daquele jeito causava um alívio... No final, acho que tudo o que eu queria é que pudéssemos aproveitar o tempo que ainda estávamos unidos antes de cada um seguir seu caminho, mas Bolton acabou se separando antes do esperado; apenas esperava que não por mais muito tempo... - "Para de melancolia, ainda vamos ter tempo de nos despedir direito depois que Bolton voltar!" - Me convencia, certamente esperando por aquilo.

Como estávamos juntos, aquela era uma ótima oportunidade de discutir meu outro assunto com Sam. Esperava que aquilo ajudasse a desvirtuar a cabeça, uma vez que ninguém pesava direito com a cabeça cheia. Assim, vendo que o assunto de Sapphira havia se encerrado, conosco decidindo em não retornar lá, voltava a falar com Sam - Bom, sobre nosso outro assunto... - Chamava a atenção, antes de puxar os jornais com as matérias sobre Jacob Allan. Aproveitando um espaço vazio na mesa, posicionava os papéis, e nem precisava procurar já que havia dobrado para as respectivas páginas ficarem na frente - Eu achei essas duas matérias, são tudo que houve sobre eles nos últimos meses. Primeiro um confronto armado com Caçadores de Recompensa, e depois a fuga dele para Bingo Bingo. Não achei nada quanto a saques, roubos, extorsões ou assassinatos, então ou ele faz as coisas dele na surdina, o que eu acho menos provável porque ele não teria virado pirata se soubesse esconder tão bem seus esquemas, ou simplesmente não faz nenhum ataque direto a um bom tempo - Dizia, deixando ela ler as materiais se quisesse, e guardando os jornais depois - Se tudo der certo e ele ainda estiver em Bingo Bingo, então acho que nem será um trabalho tão difícil. Já íamos pra lá, então seria apenas questão de achar ele passar o recado. Ele não parece alguém que atacaria tão fácil.

Após o fim do café da manhã, retornaria ao meu quarto para guardar minhas coisas. Eu sinceramente não sabia o que fazer naquele dia, especialmente sabendo que o resgate seria na madrugada seguinte. Aracne era uma ilha sem muito o que fazer, e a falta de disposição pra procurar algo só piorava aquilo. Antes eu esperava receber instruções de Sapphira quando a floresta, para estão preparado como os seus homens, mas feliz ou infelizmente fui lembrado por Kai que isso não seria possível. Sem outra opção, e sem querer perturbar meus outros companheiros pelo meu próprio problema, lembrava da época que eu ainda não havia saído em viajem, quando acordava logo cedo para correr pela cidade, e treinava em todo tempo que não estava trabalhando pra juntar dinheiro pro dia que finalmente pudesse sair daquela ilha... No final acho que o melhor seria limpar a cabeça me exercitando, só não podia passar dos limites logo hoje. Assim, saia da Estalagem e retornava a costa/praia, onde havia bem menos aranhas, e começaria uma longa corrida.

Ficaria sempre na praia/costa, mas eu sabia que aquele lugar não era 100% seguro de aracnídeos, ainda mais se me distanciasse demais. Daria meia volta e seguiria para o outro lado sempre que percebesse estar me distanciando demais da Estalagem. Vez ou outra reduziria o passo pra uma caminhada, pra retomar o fôlego, mas não demoraria para retomar o ritmo. Aquele não era um dia particularmente quente, mas eu sabia que não precisa de calor pra sobreaquecer com uma corrida prolongada, e por isso ao menos minha jaqueta eu deixava para trás. Felizmente ela não era tão necessária naquela área da ilha, mas infelizmente eu só tinha força mental ficar sem porque tinha uma camisa de manga cumprida embaixo, o que ainda era um pouquinho ruim. Após algum tempo ali, provavelmente pensando mais na corrida, cansaço e talvez suor do que meus problemas futuros, decidiria retornar à Estalagem, sem tanta noção de quando tempo havia passado lá. Independente se estivesse com fome ou não, o cansaço nublava minha mente o bastante para o ignorar, e seguiria para meu quarto para, após trancar a porta, tirar aquela roupa e tomar um belo banho quente para relaxar a musculatura. Ficaria um bom tempo no banho, ao qual, após algum tempo, lentamente iria diminuindo a temperatura até a água morna pra não sair dali com calor.

Após sair do banho que lavava até minha alma, me enrolaria na toalha e iria até minha cama, finalmente aproveitando a chance de me sentar depois da corrida. Infelizmente a essa altura só possuía uma muda de roupa, já que a minha outra havia sido danificada em Baterilla e não me deixava confortável, então não me restava outra escolha além daquela, que eu ainda tinha um pouco de receio de estar com um pouco de suor. Assim ficava só com a toalha mesmo, esperando mais algum tempo pra ter certeza que estava ao menos mais seca. Aproveitaria pra reler novamente as duas matérias sobre o pirata, vendo senão havia nada que tinha deixado passar. Quando a fome finalmente batesse, ou finalmente a percebesse, me vestiria novamente, mas dessa vez sem a camisa e só com a jaqueta, e iria descer novamente até a Taverna para comer algo, uma refeição decente e mais um pouco de café pra alimentar o vício, na esperança de não haver mais muito do dia que tivesse que aguentar.
Histórico do Ceji:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 38
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptyQui 20 Ago 2020, 09:11



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ALONG COMES A SPIDER


Trilha da Cidadela - 03:00h

Por mais que se sentisse preocupado com todos os acontecimentos recentes, Akira também gostava do momento com os amigos e, esperançosamente, pensava no retorno de seu companheiro.

Ele aproveita para contar tudo o que sabia sobre Jacob Allan. Com o jornal sobre a mesa, o trio encarava as páginas, lendo ávidamente.

- Comportamento estranho o dele, as vezes tem algum código de honra? - Ela segurava o jornal em suas mãos antes de concluir. - É, pelo menos não mudaremos nossa rota, mas é melhor evitarmos combate, um homem com essa alcunha só pode ser muito forte. - Sua expressão demonstrava um misto de curiosidade, raiva e medo.

Por mais que estivessem em um ponto turístico belíssimo, não era exatamente um resort, então o tédio alcançava os companheiros, que em seus quartos, preparavam-se para o ataque. Com isso, Akira decide sair para correr pela orla, aproveitando o vento marítimo e o frescor das ondas que batiam gentilmente em seus pés.

O clima primaveril era agradável em sua maioria, e hoje não era diferente, fazendo com que o exercício do ninja fosse bem proveitoso, ele avistava eventuais aranhas, mas elas ficavam mais longe do mar. Cansado e sujo, ele retorna para seu quarto, e entra no banho quente. A água e o vapor lentamente relaxavam suas fibras musculares, deixando-o sonolento.

Por mais que se esforçasse para ler os jornais novamente, ele acaba adormecendo em sua cama, o cansaço físico e emocional finalmente o abatem, fazendo com que o jovem durma por boa parte do dia, despertando apenas para comer algo leve e tomar sua xícara de café, mas ele rapidamente retornava para o seu quarto, onde passa a noite em claro, pensando sobre o ataque. O relógio marcava a hora avançada da madrugada, e uma batida em sua porta anuncia o momento de ir.

- Akira, ja está acordado? Precisamos ir... - Sam dizia do outro lado, esperando o ninja.

Os dois então seguem para o local marcado, onde 3 homens já esperam. Eles possuíam espadas e pistolas.

- A senhora Sapphira nos enviou, como desejam prosseguir? - Ao terminarem a fala, um barulho ao longe pode ser ouvido, algo como uma marcha, diversos passos juntos. O ataque se iniciava.

POST 06

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Akira Suzuki:
 

Considerações:
 
OFF:
 
XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptyQui 20 Ago 2020, 11:55

Cruzada Selvagem - Parte I

Finalmente o dia chegava, e eu sinceramente não sabia se estava realmente preparado para aquilo. Não era como se aquela fosse a primeira vez que fazia uma empreitada perigosa, enfrentava um inimigo assustador ou precisava salvar alguém, mas... Havia algo fundamentalmente diferente naquela operação de resgate em comparação com todos os meus confrontos anteriores. Tomar a decisão de me jogar no perigo nunca era algo fácil, mas eu sempre tive a adrenalina, o calor do momento, pra não deixar eu temer ou travar pelo receio, era sempre um agora ou nunca, e isso ajudava a manter a convicção. Ali, em meio àquela floresta escura, sendo observados por dezenas de pares de quatro olhos, era onde o calor do momento não conseguia sustentar a convicção. Eu sabia de antemão o que aconteceria, eu havia planejado nossa ação, e por isso a cada passo que dava, a insegurança sussurrava na minha mente. "E se o plano for ruim?", "E se Bolton morrer por demorarem demais?", "E se EU morrer...?"...Eram tantos "e se" que eu imaginava que não conseguiria seguir adiante de estivesse sozinho, mas no final sabia bem que precisava encarar aquela insegurança. Em toda minha jornada, quase sempre havia me saído vitorioso por mérito próprio, e não podia deixar minhas falhas me dominarem, nao agora.

E aqueles olhos leitosos não ajudavam nem um pouco. Quando soube da ilha, eu imaginei que iria me acostumar com a presença das aranhas aos poucos, mas agora sabia que era impossível pra mim me acostumar com aqueles aracnídeos sorrateiros. Viver ali era ser observado a todo momento, era conviver com hordas de sereszinhos que ansiavam por um deslize pra se deliciar com sua carne, era ter que tomar cuidado com todos os cantos escuros para não ser emboscado por presas venenosas... Aquilo era horrível, mas nem mesmo a floresta ali era tão ruim quanto aonde íamos. Saber que a cada passo que dávamos aquela monstruosidade vagava mais próxima era aterrorizador, e eu me sentia um inseto voando oblívio em direção a uma enorme teia de aranha, com a única esperança de ser ignorado pela abominação que morava naquela floresta... - "Por favor, que não tenhamos que encontrar aquilo... Por favor, que consigamos sair daqui antes..." - Eu repetia a mim mesmo, mesmo sabendo que aquela marcha, que agora me soava fúnebre, provavelmente já havia ressoado pela intrínseca teia da floresta...

Infelizmente, temer não me levava a lugar algum, e eu sabia disso. Quanto mais pensasse, pior seria, e eu não queria acabar me tornando um peso morto por acabar sendo dominado pelo pessimismo - "Tudo em excesso é ruim, até a preocupação..." - Ainda com assuntos a resolver, me dirigia aos três homens se Sapphira - Na verdade eu achei q-que vocês tivessem algo a d-dizer sobre isso... C-conhecem essa ilha mais do que n-nós, afinal - Dizia, com o corpo enrijecido e quase sem piscar, tanto pelo receio quando pelo desconforto - A id-ideia era seguir sem sermos v-vistos até o ataque começar e eles t-tiverem dificuldades. Pra nós c-cinco conseguirmos tirar eles d-daqui, primeiro eles precisam QUERER sair daqui... - Dizia, a todo momento virando a cabeça em direção a marcha pra ter certeza que não estavam alterando o caminho, e conseguiamos seguir eles - Se tiverem alguma sugestão ou informação... Sou todo ouvidos - Dizia, com esperança.

Me manteria seguindo o grupo de idiotas a certa distância, uma que não fosse percebido, mas podia confirmar a presença e posição deles. Com o Katar em uma mão e com a outra preparada para pegar as shurikens, seguiria tenso e preparado pra engajar a qualquer momento. Caso não houvesse nenhuma outra sugestão para o plano, seguiria o que eu mesmo havia dito, esperando um momento de dificuldade, apesar de eu mesmo não saber ao certo que momento seria esse... O homem que havia dito sobre o plano a Bolton falava como se fosse o tipo de lutar até a morte, e isso era algo bem ruim; esperava que essa visão fosse restrita a ele, senão não havia chances de resgatar alguém que não fosse à força. Caso fosse atacado por alguma aranha, tentaria saltar para o lado para evitar a investida, e contra-atacar com um corte com o Katar, tentando neutralizar a ameaça. Caso houvesse apenas ameaça de ataque, tentaria recuar esperando que ela tomasse seu caminho, mas preparado para esquivar com um rolamento lateral e contra-atacar, com o Katar se estivesse aproxima, ou com a shuriken se houvesse certa distância entre nós. Caso visse alguma se preparando pra atacar um dos outros quatro que estivesse comigo, e este não houvesse a visto, pegaria rapidamente uma shuriken e tentaria a neutralizar antes, disparando a lâmina contra o aracnídeo.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 38
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptyQui 20 Ago 2020, 13:48



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ALONG COMES A SPIDER


Cidadela - 05:00h

A ansiedade e medo de Akira estavam difíceis de serem controlados, suas mãos suavam frio e os diversos pensamentos sobre possíveis desfechos o assombravam a cada segundo de preparação. Mas sua vontade de ajudar Bolton era maior e, com isso em mente, ele dá seu primeiro passo em direção á mort- opa, digo, à cidadela.

Mesmo estando há alguns dias na ilha, a sensação de contastante vigia era inquietante, e quanto mais eles adentravam na floresta, mais ela se intensificava. Era até possível entender o porque da vontade assassina dos aldeões, mas isso não deixava a situação menos assustadora.

Respirando fundo, Akira dava sua opinião sobre o plano, e os três homes se entreolhavam com sorrisos estampados em seus rostos. Encarando o jovem, um deles responde.

- Bom, parece que já tem tudo planejado, vamos então. - Ele dizia já liderando. Como Akira mesmo havia falado, ele conhecia melhor a ilha, assim como os outros 2, então deveria saber o caminho para a cidadela.

Eles alcançam o pequeno exército, que inicialmente apenas andava atento aos arredores, contudo, a cena rapidamente muda. Uma horda de aranhas se aproxima, começando sua investida contra o grupo. Uma das aranhas pula na direção do homem sem braço do vilarejo, que com um urro, a derruba no chão e enfia sua faca fundo no corpo do aracnídeo.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Bolton lutava freneticamente contra duas delas, enquanto as outras pessoas tentavam se salvar no combate. O homem que liderava tudo gritava palavras de incentivo e ajudava os demais. Mas sua convicção dura pouco, mais precisamente, até o momento em que ele assiste um de seus companheiros ser levado para a escuridão por 3 aranhas.

- De novo não!!! Spider Glidson, me enfrente covarde!! - Ele bradava com raiva em sua voz.

O companheiro de Akira assistia à cena impotente, tendo que dar conta das duas aranhas que o importunavam. Tudo aquilo já acontecia, mas ainda não havia nem sinal da aranha gigante, mesmo assim alguns homens já começavam a cair. O ninja olhava a cena e precisava tomar uma decisão, agora seria o momento de intervir?

POST 07

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Akira Suzuki:
 

Considerações:
 
OFF:
 
XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptyQui 20 Ago 2020, 14:59

Cruzada Selvagem - Parte II

Vendo aquela cena, não pegava que uma parte de mim queria dar meia volta e fugir. Ser devorado por aquelas aranhas era um dos piores destinos que eu conseguia imaginar, e calafrios percorriam minha espinha vendo o desenrolar do combate. Feliz ou infelizmente, era esse mesmo medo que me impedia de ir embora. Pensar que aquele seria o destino dos que ficassem, de Bolton e dos outros, se eu fugisse, me fazia incapaz de virar as costas; aquele era um destino que eu não queria pra mim, mas também não queria pra eles. Infelizmente era impossível salvar todos, e não tardava para alguns deles parecerem, antes mesmo de eu ter noção do que estava ocorrendo - "Pra que vieram se não aguentavam nem algo assim?" - Me perguntava, frustrado, mas agora não havia volta. Eu tinha que ter em mente que já esperava que eles fossem morrer, já esperava desde que quis deixar eles à própria sorte; o objetivo era salvar Bolton, e quem mais fosse junto seria apenas lucro... Ainda assim, ver aquilo acontecendo na minha frente me fazia entender um pouco o que Bolton sentia, o que não significava que concordava com ele agora.

Além disso, não podia deixar de ter certas suspeitas dos três homens de Sapphira. Eu já tinha meus receios quando a própria, mas vê-los sorrindo daquele jeito ao ouvir meu plano só aumentava minhas preocupações. Eles haviam gostado da parte de espera-los querer ir embora? Eles tinham outras ideias em mente? Eu não sabia, mas algo me cheirava estranho sobre eles, e esperava que ao menos cumprissem sua parte do acordo, porque senão Sapphira não ia ter sua mensagem transmitida tão facilmente - "Vamos lá, se ela não ligasse para essa parte do acordo, sequer teria o feito. Poderia ter nos explulsado e agido sozinha, mas não o fez" - A essa altura, eu sabia que não podia confiar totalmente neles, mas ao mesmo tempo aqueles idiotas pareciam tão insignificantes pra Sapphira que ela sequer parecia se importar em fazer algo contra eles. Ainda assim, sabia que a iniciativa teria que ser minha, senão algo me dizia que esperariamos escondidos até que todos os idiotas fossem dizimados.

Vendo o nível do pandemônio que havia se formado, não sabia se essa era a hora certa, mas sabia que não conseguiria esperar muito mais - Vamos lá! - Dizia, puxando duas shurikens e avançando como um relâmpago em direção à batalha. Saltando de entre as folhagens, começaria disparando as shurikens contra as aranhas que degladiavam com Bolton, avançava em direção ao suposto líder do ataque. No meu caminho, atacava todas as aranhas em meu alcance que não tivesse que parar para tal, cortando-as com meu Katar para as derrubar ou matar de uma vez. Caso fosse atacado, tentaria desviar saltando por cima do ataque do aracnídeo com uma cambalhota, mão livre segurando a boina para não cair; caso isso não fosse possível, tentaria rolar para o lado antes de prosseguir a corrida, atacando a aranha com o Katar se ainda estivesse no caminho. Chegando no desgraçado, seguraria ele pela gola caso estivesse com uma, ou apontaria minha arma para o seu pescoço - TE ENFRENTAR?!? VOCÊ ACHA MESMO QUE ELE SE DARIA AO TRABALHO SE PODE DEIXAR TODOS SEREM MORTOS PELAS ARANHAS?! - Gritava contra ele, furioso. Eu não sabia quem era o tal Spider Gibson, mas, com a situação e nome sugestivo, parecia provável que fosse alguém que morava, de alguma forma, na Cidadela - OLHA AO REDOR, VOCÊS NÃO CONSEGUEM PASSAR NEM DO PORTÃO DE ENTRADA DA CIDADELA!! FINALMENTE PERCEBEU O QUÃO SUICIDA É ESSE ATAQUE?!?! OU AINDA É CABEÇA OCA E QUER PERDER AINDA MAIS PARA AS ARANHAS?!? - Brandava, furioso, tentando até apelar pro emocional. Nesse meio tempo, caso fosse atacado por mais aranhas, teria que infelizmente o largar para saltar pra longe da desgraçada, quando então contra-atacaria com uma Shuriken e voltaria a pressionar o desgraçado.

Caso em algum momento uma aranha conseguisse me picar, por um instante cogitaria fazer que nem o desgraçado-mor e decepar a parte picada, mas eu sabia que não teria coragem de o fazer... Apenas golpearia a aranha para mata-la ou tira-la de cima de mim, e em seguida faria um corte na região da picada, na esperança de o sangramento fazer um pouco de um possivel veneno sair. Caso o desgraçado-mor, vulgo líder do ataque, se recusasse a recuar mesmo com tudo o que eu falei, resistiria a tentação de o atacar ali mesmo e vociferaria aos outros, com raiva - AQUELES QUE AINDA TEM AMOR À VIDA, RECUEM E SAIAM DA CIDADELA!! - E em seguida me viraria, para ajudar os que estivessem demonstrando dificuldades e, especialmente, os que cooperassem e tentassem recuar. Com shurikens em mãos, dispariaria as lâminas contra as aranhas que atacassem estes, sem nunca deixar de verificar como Bolton estava para ajudá-lo com uma lâmina voadora, e prosseguiria tentando golpear com o Katar as aranhas próximas, além de ajudar os com intenção de recuar a se manterem de pé. Caso visse Bolton em uma situação realmente complicada, porém, mão hesitaria em me viraria e correr em sua direção para o ajudar, chegando até ele com um golpe em carga usando meu Katar na aranha, ou simplesmente a cortando caso não fosse não grande e estivesse sobre Bolton.
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 38
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptySex 21 Ago 2020, 12:17



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ALONG COMES A SPIDER


Cidadela - 08:00h

A indecisão atormentava a cabeça do jovem ninja, que por mais que estivesse com medo de uma morte agoniante, dolorosa e deveras horrenda, ao mesmo tempo se mantinha firme, pois não queria que o mesmo destino recaisse sobre seu companheiro, Bolton e dos demais que arriscavam suas vidas. A frustração também estava presente nos pensamentos de Akira, que não entendia como coragem cega poderia trazer algum tipo de benefício.

Tudo o que envolvia a regente da tal ilha das aranhas parecia suspeito, mas até o momento, os 3 homens enviados por ela não haviam feito nada fora dos conformes, na verdade, eles apenas esperavam por alguma ação do ninja, já que era a vida de seu companheiro que estava em jogo.

E a ação que esperavam veio com um movimento rápido de Akira, que saca suas shurikens e se adianta em direção à batalha, com os 3 homens e Sam em seu encalço. Seus passos ágeis atravessam sem muita dificuldade o campo minado de aranhas, e em uma investida certeira, ele acerta uma das aranhas que lutavam contra Bolton, ela cai inerte de barriga para cima no chão. Mas ao voltar sua atenção para frente, ele vê uma aranha correndo em sua direção, o ninja consegue pular por cima dela, mas agora o curso do aracnídeo era Sam.

A companheira boxeadora, por sua vez, via a aproximação rápida do animal peçonentro e habilmente lhe dava um potente Uppercut com seu braço direito, mandando a aranha pelos ares. Akira via de relance que Sam estava bem e os homens de Sapphira cumpriam o plano, estavam dando cabo dos bichos, com isso, ele continua seu caminho, cortando todas as aranhas que ousavam entrar na frente. Era uma chuva de pernas e bichinhos pelo ar, mas ele consegue a abertura necessária para falar com o líder do ataque.

- PERDER MAIS O QUE??? ELAS ME TIRARAM TUDO! - Ele dizia com ódio na voz e lágrimas nos olhos. - EU NÃO LIGO PARA O QUE FIZEREM, MAS EU NÃO VOU EMBORA ATÉ ACHAR GLIDSON! - O homem parecia determinado a continuar, mas os outros já se cansavam e tendiam a concordar com Akira, que é surpreendido por uma picada de aranha em suas costas. A dor aguda logo faz com que o ninja se vire e consiga se livrar do nojento aracnídeo.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Com a coragem que consegue reunir, ele corta a área em que foi ferido, fazendo com que o sangue, possivelmente infectado, escorra para fora da ferida. A raiva dele apenas aumentava e, com isso, decidia apelar para as outras pessoas. Que em sua maioria já começavam a voltar para o vilarejo. Ao olhar para Bolton, Akira o via desolado, olhando para os cidadãos feridos e tentando se salvar, com isso, ele decide se juntar ao amigo.

- ME SIGAM, GUIAREI VOCÊS DE VOLTA PARA O VILAREJO!! - Ele olhava para o ninja e acenava com a cabeça, sinalizando que finalmente concordava que aquele plano era horrível.

O homem sem braço, que liderava tudo e alguns de seus companheiros mais velhos e fieis, porém, ficam para trás, continuavam lutando ferozmente contra as aranhas, enquanto todas as outras pessoas decidem fugir dali. No caminho, Bolton ajudava matando algumas aranhas e protegendo os feridos e Akira começava a se sentir fraco, sua visão estava turva e o som cada vez mais longe.

- Akira!! - Dizia Sam o segurando antes que pudesse atingir o chão.

- Leva ele para a Estalagem, rápido!! - Bolton falava ofegante enquanto terminava de matar uma aranha. - Encontro vocês assim que deixar o pessoal no vilarejo!

- Tá! Vocês 3, me ajudem. - A mulher dizia com esforço ao tentar manter seu amigo em pé . - Não se preocupe, vai ficar tudo.... - E com isso tudo se esvaia, a visão do ninja escurece, o som já não podia mais ser ouvido e ele caía na escuridão profunda.

POST 08

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Akira Suzuki:
 

Considerações:
 
OFF:
 
XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptySex 21 Ago 2020, 15:28

Desventuras Sem Fim - Parte I

A última coisa que me lembrava antes do mundo escurecer, era a mim golpeando algumas aranhas na floresta... Não entendia bem o que havia acontecido, mas acho que grande parte disso se dava ao fato da minha memória do momento estar um tanto borrada e nebulosa. Eu me recordava de iniciar o ataque, de tentar convencer o líder deles em vão, e golpear algumas aranhas para ajudar quem queria fugir. Haviam lacunas nas minha memórias entre uma coisa e outra, mas eu não tinha vontade o suficiente pra me questionar sobre elas, e não sabia nem se me recordaria delas mais tarde; isso é, se houvesse um mais tarde. Mas havia algo que eu me lembrava bem, me lembrava de Bolton se unindo novamente a nós, ajudando quem queria fugir. Era um alívio saber que ele não havia continuado com os suicidas insistentes, saber que ele havia vindo conosco salvar quem realmente queria ser salvo, e isso era um dos poucos alivios que tinha em meio aquele mar de escuridão. Saber que algo tinha dado certo.

Isso, porém, não significava que estávamos a salvo. Estávamos lutando contra as aranhas, fugindo ou não. Se meu mundo havia apagado, o que havia acontecido com os outros? Nós havíamos conseguido sair de lá com aquelas pessoas? Bolton e Sam estava a salvo? E eu? Quanto mais tentava forçar pra lembrar, mais as memórias se tornavam cada vez mais turvas antes de se esvair, e acabei desistindo de tentar. Minha aflição era grande, mas sequer estava em condições de me preocupar com os outros. Aquela escuridão me envolvia pelo que parecia uma eternidade, e eu me perguntava se realmente havia se passado tanto tempo, ou apenas segundos - "Eu... Estou morto...?" - Pensava, com o que parecia meia-consciência. Me sentia diminuto pela incapacidade de me mover ou sentir, mas ao menos poderia ficar em paz se meus companheiros tivessem conseguido fugir de lá. Infelizmente, nem este sentimento durou muito, e aos poucos o fragmento de consciência que me restava foi se esvaindo também...

- ...Ah...!! - Brandava, fraco, quando a luz começasse a retornar aos meus olhos, e sentisse novamente a capacidade de controlar minha garganta. Com o retorno de ao menos uma parcela das minhas forças, tentaria me erguer, ou me mover de onde estava, tentando recobrar meu senso de mundo. Estávamos ainda fugindo? Estávamos a salvo? Quem estava comigo? Onde eu estava? Com minha cabeça voltando a funcionar eu ansiava por essas respostas, mas meu corpo provavelmente não respondia com a intensidade que eu desejava. Percebendo isso, restava apenas esperar minhas forças retornarem, um processo que provavelmente não seria dos mais rápidos - ...Onde... Eu... -Tô...? - Com o retorno gradual dos meus sentidos, tentaria identificar o ambiente a minha volta, e possivelmente meu estado também; se eu havia apagado, bem provavelmente não estava. Caso ainda estivéssemos em fuga e eu sentisse que tinha forças os bastante para lutar, tentaria me erguer, seguir correndo da forma que desse, e acertando aranhas com meu Katar, ainda certamente um bocado desengonçado.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 38
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptySex 21 Ago 2020, 18:28



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ALONG COMES A SPIDER


Estalagem - 17:30h

Ainda atordoado pela batalha, Akira tentava se lembrar do que ocorrera, porém, seus esforços não eram muito bem recompensados, uma vez que nada voltava à sua mente de imediato.

Ele sentia algo macio em suas costas, um colchão. Suas sensações aos poucos retornavam. A luz do sol poente incidia sobre seus olhos, que mesmo fechados, conseguiam discernir a claridade. Lentamente ele consegue sair do estado em que se encontrava, e se depara com um teto.

Não era lá muito familiar, mas já o havia visto, estava de volta em seu quarto na estalagem e começava a recordar tudo o que acontecera. Sentava-se na cama, e para seu alívio, não estava morto ou, se estivesse, o paraíso era deveras estranho.

Tão logo quanto a sensação de alívio chegou, ela se esvaiu. Olhando para baixo, Akira percebe que estava praticamente nu da cintura para cima e algumas bandagens cobriam seu busto, alem de um curativo estar posicionado na parte posterior de seu corpo, onde havia sido picado.

Ansioso por respostas, chama por alguém, olhando em volta, e logo percebendo que havia sim outra pessoa por ali. Com um sorriso carinhoso e os olhos levemente vermelhos, estava Sam, sentada logo ao lado da cama de Akira.

- Não se preocupe, você está na estalagem.... Conseguimos fugir, deu tudo certo Akira!! - Ela dizia em tom aliviado enquanto alcançava a mão do rapaz e prosseguia. - Mas o mais importante é que você está bem amigo... Err, ou... amiga? - Parecendo confusa a moça o olha de maneira inquisitiva, mas logo se contem. - Não precisamos falar disso, se não quiser, quero dizer- É... I-Isso não muda nada e.... ahh você entende? - Envergonhada ela desvia o olhar, mas volta a encarar Akira novamente, ela tinha várias perguntas.

POST 09

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Akira Suzuki:
 

Considerações:
 
OFF:
 
XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptySex 21 Ago 2020, 21:41

Desventuras Sem Fim - Parte II

O alívio de termos conseguido fugir com vida da Cidadela era grande, mas infelizmente durava pouco. Ainda estava meio grogue ouvindo Sam, mas, quando suas palavras finalmente fizeram sentido, eu me toquei. Sam havia descoberto - ...Ah- ah- ah! - Um misto de soluço e berro rouco escapava da minha boca, enquanto meu rosto ficava completamente vermelho. Meu corpo e mente haviam entrado em pane; depois de tantos anos escondendo meu segredo com sucesso, justo Sam havia descoberto?! - "NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, NÃO!" - Berrava mentalmente, mas pela minha boca apenas sílabas incompreensíveis saiam. Por um instante pensei em escapar pulando pela janela, mas felizmente um resquício de bom sendo me impediu de o fazer. Com o corpo ainda molenga, na arrastava pela cama desesperado, em direção ao lado oposto de Sam, em uma tentativa desesperada de deixar de ser visto. Após a borda do móvel, meu corpo caia como uma jaca dura no chão, e ali me encolhia em posição fetal, finalmente conseguindo falar uma palavra que realmente existia - Não, não, não, não, não...

Caso Sam, preocupada, viesse até o lado da cama que tinha me jogado, me desesperaria denovo e me escoraria para baixo da cama, sem me importar com a possibilidade de haverem aranhas lá - N-NÃO OLHA P-P-PRA MIM...! - Imploraria, impulsivamente, como uma criança assustada; o que não era completamente mentira. Ser lembrado daquilo por outra pessoa, ter uma confirmação externa do meu corpo... Aquilo me fazia ter flashes de quando eu era criança, de quando minha vila foi atacada e minha família morta. Sangue. Morte. Vermelho. Dor. Sofrimento. Tristeza. Perdido. Sozinho. Sozinho. Sozinho... Eu tentava me abraçar, mas nem isso impedia as lágrimas de escorrerem dos meus olhos ao sentir virem a toda todos os sentimentos que eu havia suprimido. Aquele corpo era uma prova de que eu fui deixado sozinho, uma prova que eu nunca poderia esquecer... Por algum tempo ficaria ali, soluçando, do lado ou embaixo da cama, fora da visão de Sam, mas, se ela achasse melhor sair e me deixar no quarto, berraria - NÃO!! - Batendo a cabeça na parte inferior da cama caso estivesse embaixo da mesma - ...N-não me deixa s-s-sozinho... - Imploraria, finalmente parando de chorar.

Eu não queria que ela me visse, mas também não queria que ela fosse embora... Esperando que ela ficasse, permaneceria calado, refletindo comigo mesmo, enquanto as lágrimas lentamente secavam. Não havia mais porque esconder, ela já havia visto, mas uma parte profunda de mim ainda assim se recusava... Ali ficava, tentando juntar forças pra fazer algo simples como formular uma frase racional, e até pra isso demorava - Sam...? - A chamava, com a voz rouca e amedrontada - ...B-Bolton e Kai... Sabem? Eles v-viram...? - Perguntaria, torcendo por uma resposta negativa. Por mais algum tempo ficava ali, desejando nunca ter que sair da minha toca, tanto física quanto mental, mas um outro Akira dentro de mim sussurrava - "Você nunca vai superar se continuar escondido" - A minha voz ecoava pela minha cabeça como um sussurro distante e sóbrio de outrem. Eu não queria ter que ouvir aquela voz. Eu não queria. Eu não queria... Mas eu sabia que precisava. Nem que fosse só um pouquinho. Mais uma vez juntando coragem, elevava denovo a voz - ...V-v-você p-pode me d-dar algo pra v-v-vestir...? - Pedia, esperando minha camisa ou jaqueta; céus, até se ela me desse uma toalha ou cobertor pra me enrolar já seria algo. Tentaria me cobrir, mas fracassaria se estivesse debaixo da cama, caso em que sairia para o lado em que Sam não estivesse para me cobrir.

Finalmente coberto, parte da minha coragem retornava. Ainda não conseguia olhar Sam nos olhos, mas me levantaria e sentaria na cama, ainda com um pouco de dor - ...Eu... - Tentava me pronunciar, mas as palavras não saiam - P-pode virar de c-costas? Eu n-não gosto de s-ser observado... - Pedia. Mais alguns segundos de silêncio imperavam, e minha cabeça escorria às minhas mãos erguidas, buscando um apoio. Com um um longo suspiro, finalmente voltava a falar - ...Eu... A cerca de cinco anos... Minha vila foi atacada por um bando pirata... Meus pais foram mortos... Meus amigos foram mortos... Tudo porque... A marinha demorou pra agir... Parecia de propósito... - Eu começava o monólogo, mais pra mim mesmo do que pra Sam - ...O capitão do bando me capturou... Decidiu me usar como passa-tempo... Descontar a raiva... Até aquele dia eu... Eu ainda era um garoto... - E, caso ela se perguntasse como, ou mais detalhes - ...Akuma no Mi. Já ouviu falar? Fruto do diabo... Poderes inimagináveis a quem come... Mas a inimizade do mar... - Mais uma pausa, e mais lágrimas começavam a escorrer da minha face - ...O bando dele morreu... Mas eu nunca consegui esquecer... Eu fugi... Fugi de tudo e de todos que lembravam... Fugi da minha ilha... Fugi até de mim... Toda vez que eu olhava no espelho... Toda vez que alguém comentava... Essa era a única coisa que eu podia apenas esconder... Fingir que não estava lá... - Mais uma pausa, sem saber ao certo o que mais falar, mas tendo certeza de que faltava algo. Após alguns segundos, minha boca se mexia sozinha denovo - ...Eu queria ser Akira, um rapaz corajoso, que não fugia... Mas eu só sei fugir... Até quando Bolton quis ajudar aquelas pessoas, eu fugi...

Limpando minhas lágrimas novamente, me jogava no centro da cama e puxava uma coberta pra me cobrir por inteiro. Dessa vez, com a cabeça mais calma, eu queria ficar sozinho - ...Só... Por favor... Não me trata diferente... Não... Não conta pra ninguém... Por favor... - Pediria, e finalmente me calaria. Eu estaria disposto a ouvir o que quer que Sam falasse, mas eu não estava mais em condição de responder. Não estava mais exaltado, berrando ou chorando, mas estava instável, e precisava de um tempo. Ficaria ali, deitado em posição fetal, esperando o mundo finalmente voltar a fazer sentido, mesmo que precisasse dormir mais um pouco pra minha cabeça voltar pro lugar. Dormindo ou não, depois de mais ou menos uma hora finalmente minha cabeça voltaria ao lugar, desejando que o evento com Sam houvesse sido só um sonho. Levantaria e andaria até a porta do quarto; ficaria algumas dezenas de segundos parado com a mão na maçaneta, até conseguir gira-la e abrir a porta.

O primeiro passo pra fora do quarto era difícil, mas não impossível, e tão logo o fazia, respirava fundo e tirava a expressão perdida da minha face, na esperança do sentimento se esvair se atingisse que não estava lá. Os outros passos eram mais fáceis, e logo andava pelos corredores da Estalagem, descia escadas, e ia em direção a taverna. Só quando minha cabeça voltou pro lugar que eu percebi a fome gigantesca que me abatia, uma vez que provavelmente estava o dia inteiro sem comer nada. Na taverna, pediria uma refeição completa, e um copo de café que eu precisava mais do que tudo agora. Caso algum dos meus companheiros aparecesse, tentaria evitar olhar e fingiria que não estavam lá, parando para cumprimentar apenas se viesdrm falar algo - ...Oi - Diria apenas, independente do que falassem. Porém, se tentassem fazer perguntas ou falar mais, diria apenas - ...Podemos falar mais t-tarde? - E voltaria a comer. Caso o companheiro fosse Sam, porém, ficaria com o rosto corado novamente, evitando olha-la nos olhos - Sam... D-d-desculpa p-por antes... Eu t-tava alterado... - Faria uma pausa - Eu s-só queria q-que você esquecesse de tudo... Mas agora acho q-que é tarde demais... - Diria, abrindo espaço pra ela se sentar ao meu lado se quisesse.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 


Última edição por Ceji em Dom 23 Ago 2020, 16:00, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 38
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptySab 22 Ago 2020, 13:31



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NARRAÇÃO - ALONG COMES A SPIDER


Estalagem - 18:30h

Após terminar sua fala, Sam fica chocada com a reação de Akira e percebia que talvez tivesse visto algo que não deveria, a julgar pela cor escarlate que invadia o rosto de seu amigo, sem contar a queda que ele toma após se afastar dela.

Ela escalava na cama e tentava olhar para Akira de lá mesmo, mas ao ouvir a repreensão do garoto, ela se encolhe e recua um pouco. Olhava preocupada para o rapaz, que demonstrava uma feição de medo, tristeza e algumas outras coisas que ela não ousava dizer que compreendia.

- Eu vou... - Antes que pudesse terminar a frase, porém, Akira se manifesta, e em sua voz era perceptível que não queria ser deixado sozinho. - T-tudo bem. Ficarei aqui com você, precisa de algo? - Ela se aproximava cuidadosamente, olhando com preocupação para o garoto.

Por um tempo ambos permanecem calados, até que o ninja resolve quebrar o silêncio, ao chamar o nome da garota e perguntar sobre seus companheiros.

- Oi? - Agora mais próxima, a moça sentava ao pé da cama. - Não, Kai foi chamar o médico quando chegamos e Bolton só buscou as coisas que precisávamos para te tratar. O doutor pediu para que uma moça ficasse com você ja que... bem, err... talvez seria incômodo para você ser visto assim por homens... - Observando Akira, ela via sinais de conflito em seu rosto, mas talvez um certo alívio também. - C-claro, posso sim. - Pegando uma roupa qualquer que achou pelo quarto, ela entrega para seu companheiro, e vira de costas para lhe dar... privacidade? Antes mesmo que ele pedisse.

Com o pedido de seu amigo, ela acena positivamente com a cabeça e se mantém virada, esperando que Akira se pronunciasse, o que acontece depois de certo tempo. Ela se mantinha em silêncio ouvindo a historia do rapaz. Apenas concordando por vezes, e se atendo a perguntas mais curtas.

- Akuma...? - Sua voz trêmula indagava, mas ela ouvia atentamente as explicações, e ao terminar, ela leva a mão ao rosto, limpando lágrimas que insistiam em cair. - Você é mais corajoso do que imagina Akira, eu não sei o que faria se isso acontecesse comigo, e não se preocupe, como eu te disse, isso não muda nada! - Dizendo decidida ela marcha até uma mochila que jazia perto da cadeira em que estava sentada anteriormente.

Vendo o rosto de seu amigo deitado na cama, lutando contra milhões de sentimentos, causava certa sensação de impotência na moça. A única coisa que podia fazer era observar, mas talvez tivesse algo que ajudasse a aliviar a dor de seu companheiro.

- Akira... Eu tenho uma coisa que pode te ajudar. - Ela vai até a beirada da cama e se agacha, ostentando algo em frente aos olhos do rapaz. Poderia ser...? Sim! Era isso mesmo, uma Akuma no Mi! - E-eu achei há algum tempo, não sabia bem o que fazer com ela, já que só sabia o nome, então ia vender... Mas talvez ela te ajude, o que acha?? - Oferecendo o fruto do diabo para o rapaz, ela o encarava esperançosa, aguardando sua reação.

POST 10

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Akira Suzuki:
 

Considerações:
 
OFF:
 
XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 EmptySab 22 Ago 2020, 15:30

Desventuras Sem Fim - Parte III

Me abrir com Sam era estranho. Minha boca se abria sozinha e eu desejava pra fora coisas que eu torcia pra ninguém nunca descobrir. Eu não queria que ela ouvisse, mas queria ser escutado ainda assim, queria por pra fora de algum jeito... Não queria ser tocado, mas ansiava por um abraço; não queria ser visto, mas queria ser compreendido... Cada vez mais esses sentimentos paradoxais dominavam minha cabeça, e aos poucos o conceito de "o que eu queria" ia se perdendo em meio aquele turbilhão de sentimentos que lentamente se unificavam. Quanto mais falava, mais as palavras saiam, e mais fácil ficava. Finalmente por aquilo tudo pra fora era como tirar um enorme peso dos ombros, um peso que eu carregava a anos incessantemente, que havia me destruído por dentro. Agora, porém, eu não era o único carregando aquele peso, eu não estava suportando aquele fardo sozinho. Eu não estava sozinho.

É claro que eu me sentia mal. Ela havia descoberto meu segredo, ela agora sabia do meu passado, das minhas dores... Ela agora era uma prova viva de tudo o que aconteceu comigo, e um aperto no peito me lembrava que aquilo não era algo que eu podia esquecer ou deixar pra lá. Ainda assim, ter chorado, ter surtado, ter desabafado aquilo tudo, isso tudo havia finalmente me ajudado a entender melhor os meus sentimentos. Eu me odiava; ou melhor, eu odiava o que eu significava. Antes, eu apenas seguia em frente pra não ter que olhar pra trás, mas não sabia exatamente o porque. Eu me iludia com um falso sentimento de esperança, me iludia com a ideia de que procurava uma forma de resolver meu problema, mas no fundo sabia que era uma chance em um milhão. Eu queria mesmo esquecer tudo sobre mim e meu passado, ser outra pessoa, substituir tudo o que não queria por sentimentos fabricados. Feliz ou infelizmente, agora entendia o quão auto-destruído aquilo era - "...Até onde eu iria se Sam não houvesse descoberto? Se eu continuasse carregando esse peso...?" - Me perguntava, sem uma real intenção de descobrir.

Ouvir minha companheira ficando do meu lado, me pondo pra cima, isso me fazia sentir um calor por dentro, mas também me fazia sentir culpado. Talvez fosse meu lado auto-destruído e auto-depreciativo, mas eu não concordava com ela. Eu só conseguia me enxergar como uma pessoa fraca e medrosa... Uma pessoa que precisava sempre provar para os outros que era forte e corajosa para se convencer. Mas... Talvez... Só talvez... Eu devesse ouvir ela? No final, se eu conseguia agir daquela forma, se eu conseguia convencer os outros, talvez uma parte de mim fosse realmente forte e corajosa, senão... Senão aquilo seria impossível, né? - "Talvez... Só talvez..." - Refletia comigo mesmo, perdido em pensamentos, antes de algo inesperado me puxar de volta a realidade. Meus olhos se arregalavam e meu corpo endurecida - V-você tem uma akuma no mi?!? - Brandava, surpreso, instintivamente me arrastando para longe dela por cima da cama, até parar e perceber o quão idiota aquilo era - O-o-olha, S-Sam, eu agradeço m-muito, mas...! - Pausava, mais uma vez com o rosto tingido de vermelho, tentando buscar algum motivo - ...M-mas existem c-centenas d-de akumas no m-mi! Nada g-garante q-que essa m-me ajudaria...! - Dizia, mas, acima de tudo, estava encabulado. Ela podia vender aquele fruto e conseguir centenas de milhões de berries, ela podia comer e talvez ganhar um poderia incrível... Mas queria me dar? Queria dar pra mim um bem tão valioso? Era difícil aceitar - ...Você tem certeza...?

Se ela insistisse, porém, seria difícil recusar. Se ela realmente queria me ajudar, me dar aquele fruto, quem era eu pra recusar? Eu sabia o riscos, eu sabia que não poderia mais nadar, eu sabia que havia altas probabilidades de receber um poder que não ajudava em nada o meu problema... Mas esses eram todos riscos que eu já estava disposto a correr a muito tempo. Se eu não me arriscasse, ficaria estagnado, e se havia 1% de chance, eu queria poder apostar nela. Por alguns segundos olhava o fruto, tentando tomar coragem, e, após engolir seco, aproximaria ele da minha boca aberta. Porém, recuaria suspirando - Sam... Se eu comer e essa fruta realmente ajudar no meu problema... Eu vou estar fugindo denovo. Eu nunca vou superar se eu não encarar a realidade... - Uma breve pausa reinava, enquanto olhava para o fruto do diabo em minhas mãos - Eu quero que você me ajude... Independente do que vier dessa fruta, eu preciso contar pra Bolton e Kai... Você promete que não vai me deixar voltar atrás? - Pedia, e, com uma resposta positiva, mais uma vez aproximaria a fruta da minha boca. Dessa vez, porém, daria uma mordida.

Eu já havia ouvido falar sobre o gosto ruim das akuma no mi, mas tentaria suportar o que quer que viesse, e engolir o pedaço que havia mordido. Se sentisse que era possível, mesmo com uma careta tentaria dar outra mordida por garantia. Entretanto, caso o gosto fosse pior do que imaginava, largaria a fruta de supetão e correria para o banheiro da suíte para lavar a boca com água da pia - URGH, QUE NOJO - Exclamava, com um pouco de arrependimento de ter comido um pedaço daquela fruta. Ao retornar, ainda com uma careta, explicaria - Eu já tinha ouvido que elas tinham gosto ruim, mas isso foi muito pior do que imaginava...! - Dizia, sem entender a necessidade do gosto de merda. Independente de ter aguentado ou não o gosto, respiraria fundo sentado na borda da cama - Tá, e agora? - Dizia, quase que perguntando pra mim mesmo. Lembrando do garoto de neve que eu havia encontrado a algum tempo, tentava primeiro mentalizar alguma parte do meu corpo se transformando, primeiro meu braço direito, enquanto o observava. Caso nada acontecesse, suspiraria, e tentaria, com o braço esticado, mentalizar algo se projetando a partir de mim, com um movimento semelhante a de um soco, mas com a mão aberta. Caso ainda assim nada acontecesse, ficaria confuso - Talvez o poder seja dependente de algo? Ou talvez... Seja falta? Sam, você percebe algo de diferente? - Perguntaria, com um misto de decepção e expectativa.
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 


Última edição por Ceji em Dom 23 Ago 2020, 15:59, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Along Comes A Spider - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Along Comes A Spider
Voltar ao Topo 
Página 4 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Ilha Aracne-
Ir para: