One Piece RPG
Along Comes A Spider XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Along Comes A Spider Emptypor Licia Hoje à(s) 04:25

» Vallerie P. Breathnach
Along Comes A Spider Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 03:48

» Vallerie P. Breathnach
Along Comes A Spider Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 03:46

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Along Comes A Spider Emptypor Ryoma Hoje à(s) 00:38

» Enuma Elish
Along Comes A Spider Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 00:10

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
Along Comes A Spider Emptypor Ryoma Hoje à(s) 00:04

» [Kit - Makei] Red Saber/Mordred Pendragon
Along Comes A Spider Emptypor Makei Hoje à(s) 00:02

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Along Comes A Spider Emptypor Pippos Ontem à(s) 23:31

» Xeque - Mate - Parte 1
Along Comes A Spider Emptypor TheJoker Ontem à(s) 23:26

» Arco 5: Uma boa morte!
Along Comes A Spider Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:12

» Supernova
Along Comes A Spider Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:34

» I - O bêbado e o soldado
Along Comes A Spider Emptypor Masques Ontem à(s) 21:39

» Capítulo I: Raízes Perdidas
Along Comes A Spider Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 21:30

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Along Comes A Spider Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:27

» Drake Fateburn
Along Comes A Spider Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:59

» Hermínia Hetelvine
Along Comes A Spider Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:51

» Akira Suzuki
Along Comes A Spider Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:49

» Sette Bello
Along Comes A Spider Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:46

» Bell Farest
Along Comes A Spider Emptypor Far Ontem à(s) 19:43

» Alipheese Fateburn
Along Comes A Spider Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 19:31



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Along Comes A Spider

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Along Comes A Spider 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider EmptySex 29 Maio 2020, 18:25

Along Comes A Spider

Aqui ocorrerá a aventura do(a) caçador de recompensas Akira Suzuki. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider EmptySex 05 Jun 2020, 17:12

Encruzilhadas Em Aracne

Deitado em meu quarto no navio Baterilla Seawater, eu imaginava como seria se tivéssemos caído em outra rota. Já estaríamos em uma cidade? Talvez arranjando um local pra ficar? Procurando um lugar pra reabastecer os suprimeiros do navio? Talvez, mas em vez disso estavamos ali, atracados na enseada, de frente pra uma mata fechada e repleta daquelas malditas aranhas. No início achei que conseguiria as suportar, mas os aracnídeos já haviam tirado minha paciência, o que não era feito fácil. Depois de duas pequenas expedições falhas pela ilha, eu e meus companheiros já sabíamos que agora a única coisa que restava era circunda-la de navio em busca da tal estalagem que Bolton havia ouvido falar, mas eu não sabia se tinha mais muita motivação pra isso naquele momento.

Pensamentos iam e vinham, quanto um som me arrancava dos meus pensamentos, um som vindo da mesa de cabeceira - "O den den mushi?" - Estranhava, indo em direção ao pequeno caracol, que no primeiro olhar era possível saber que era o menor modelo, "baby" o nome. Eu havia o recebido após firmar uma aliança com a rede de turismos de Baterilla, mas não esperava receber um contato tão cedo... Ou será que sequer era isso? Eu já havia ouvido falar sobre ligações sem destinatário específico, normalmente envolvendo pedidos de ajuda, mas aquela voz calma me fazia crer que não era o caso, ao menos não a questão de pedido de ajuda - "O modelo pequeno só funcionava na mesma ilha, não? Se for do conglomerado, isso significa que tem gente deles nessa ilha? Caramba, isso significaria que eles souberam até pra que ilha eu vinha?!?" - Refletia, um tanto em choque. Haviam me dito que havia funcionários em diversas ilhas, mas uma ação com tanta eficiência me fazia crer que eu sequer era necessário naquela conjuntura toda, não era nem como se eu fosse o melhor dos combatentes.

- Ah, do que adianta ficar brincando de detetive sobre quem deve ser, se a ligação tá na minha frente? - Pensava em voz alta, balançando a cabeça pra parar de perder tempo. Fosse lá quem estivesse do outro lado da linha, eu só precisava ver o que queria, e talvez agir de acordo. De qualquer forma, não iria deixá-lo mais esperando, e logo estenderia a mão para atender a ligação - Alô, quem fala? - Perguntaria antes de tudo. Não sabia bem quem era, e por isso preferia ter uma noção do intuito da ligação antes de sair declarando meu nome. Caso fosse realmente da companhia, começaria me desculpando - Ah, sim, aqui é Akira Suzuki. Perdão pelo sumiço, acontece que tivemos alguns contratempos, e eu estive longe do den den mushi - Exclareceria, e, caso ainda não houvesse sido explicado - Mas enfim, à que devo a ligação? - Porém, se a ligação não fosse da companhia, evitaria declarar meu nome - Com quem falo - Perguntaria primeiro, afim de ouvir o que a pessoa tinha a dizer antes de me expor, ou talvez até sequer cogitando isso.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider EmptySab 06 Jun 2020, 01:00

Narração



-Ah! Finalmente, eu já havia perdido as esperanças- uma alegria podia ser notada na voz- me chamo Liev  O Explorador, eu preciso de ajuda, meu grupo de exploração veio até a ilha atrás de um tesouro de milhões de berries e após meses de expedições atras de expedições o encontramos- o ânimo e substituído por tristeza e uma raiva crescente- mas fomos atacados por uma maldita aranha GIGANTESCA e um monte de outras menores, elas mataram metade de meus companheiros mas conseguimos nos refugiar em uma caverna a sul da Cidadela- ele arfa ao parar para respirar e se acalma um pouco- por favor venha me ajudar, se a bondade em seu coração não for o suficiente para nos salvar, saiba que o tesouro será seu, nós só não queremos morrer. Nosso acampamento está escondido próximo a carcaça do caranguejo, por favor nos ajude, tenho que desligar acho que tem aranhas próximas, retornarei mais tarde, talvez a noite, poucas delas possuem habito noturno- e com o dormir do den den mushi a ligação se encerra.  

Batendo a porta minutos depois, ao abrir, Akira poderia ver Sam com um sorriso carinhoso no rosto-  você já deve ter pensado nessa opção mas, que tal darmos a volta a procura da Estalagem? Esse lugar pode ser selvagem apenas desse lado da ilha. Eu, Sam e Bolton conversamos sobre essa possibilidade e achamos uma boa idéia, pense um pouco só não deixe ficar muito tarde, não gosto muito na idéia de manter proximidade a praia e daquelas aranhas azuis- ela acenava seguindo em direção aos próprios aposentos.

La fora o tempo fechava aos poucos, Kai patrulhava o convés a procura de aranhas contando com os olhos afiados de Bolton que dormia no observatório da gávea. Assim que visse Akira olharia o animado,  ansioso para descobrir qual seria suas próximas ações.

Caso Akira decidisse por informa-los da ligação Bolton seria o primeiro a se pronunciar- quero salva-los no entanto não tenho certeza se podemos confiar nas informações, se o acampamento deles está próximo ao caranguejo , podemos saber mais sobre eles para decidirmos melhor se confiamos ou não, se for uma emboscada sabemos nos cuidar- sugere com orgulho. Sam por outro lado- Eu não acho que seja uma boa idéia, estou com um mau pressentimento, talvez seja apenas as nuvens a escurecer. Talvez não.







Lembretes


Crew:
 

Patrono:
 

Embracação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider EmptySab 06 Jun 2020, 16:59

Encruzilhadas Em Aracne - Parte II

- Sim, sim, eu concordo - Respondia a Sam sobre contornarmos a costa. Não havia mais muito o que conseguirmos andando ali, a não ser perdermos nosso tempo, e pelo que sabíamos da ilha alguma hora encontraremos algo se seguiremos pela costa. Ter sucesso ao menos uma vez naquela ilha era o que eu precisava pra levantar o ânimo, e dessa vez não podia me dar ao luxo de seguir na contramão pra me sentir especial - "Urgh, pra piorar, meu café está acabando... Eu nem sei se vou conseguir mais aqui..." - Pensava, enquanto a vontade de beber um pouco da garrafa termina vinha, como que pra me animar um pouco e me fazer esquecer as falhas da manhã. Claro que não o fazia, preferia racionar um pouco para não acabar ficando na abstinência depois.

Pra não pensar demais naquilo, logo na afrente e chamava meus companheiros no convés - Pessoal, creio que todos estejam de acordo em contornar a costa com o navio, correto? Que bom, mas antes disso eu preciso falar de algo com vocês - Dizia, antes de dar uma pausa para formular as palavras na minha cabeça - A alguns minutos, quando fui para minha cabine, o baby den den mushi tocou. Supostamente um pedido de ajuda de um grupo de exploradores que vieram atrás de um tesouro e foram atacados pelas aranhas. Ele disse que o acampamento estava próximo da carcaça do caranguejo. Antes de qualquer coisa, quero saber o que acham disso - Terminava de pronunciar, pronto para ouvi-los. Eu não podia negar que eu estava com vontade de os ajudar, pensar no desespero deles tendo que se esconder das aranhas não era o mais animador dos pensamentos, e não era como se eles fosse sem as primeiras pessoas que eu ajudava, mas... A situação era diferente de Torino e Baterilla. Nós três eramos novatos na Grand Line, em uma ilha desconhecida; Estávamos sem suprimentos e na iminência de uma talvez tempestade, e para piorar havia a história da aranha mãe... Me doia, mas pela primeira vez eu era contra ajudar pessoas em perigo.

Era bom ver Sam do meu lado, ela parecia entender os riscos daquilo, ao menos inconsientemente, mas Bolton... Eu já esperava isso, ele era muito bonzinho, e sua sabedoria não o impedia seu comportamento altruísta. Não podia simplesmente dizer "não" para ele, especialmente depois de pedir para ouvi-los, então logo limpei a garganta para retornar minha fala - Bom, eu entendo o lado de ambos, mas queria declarar que... Sou contra. Não me levem a mal, eu quero muito ajudar eles, mas tem mais de um motivo para isso não parecer uma boa ideia. Primeiro, nós já estamos sem suprimentos e o céu começando a acinzentar. E se formos ajudar e quando voltarmos o mar se agitar? Vocês lembram como é o clima aqui na Grand Line, nada garante que conseguiremos contornar a costa com a chuva, e isso significa que poderíamos ficar presos aqui por algum tempo - Assim, com uma pausa, andando pelo convés, logo suspirava e dava uma rápida olhada à praia, à carcaça do caranguejo ainda visível ao longe na praia pelo seu tamanho, e um calafrio percorria meu corpo - E dois, o mais importante. Lembrar da história do Cave antes de sairmos do Farol. Sobre uma aranha em especial, do tamanho de um navio de batalha? - Engolia seco - O homem na ligação disse que eles foram atacados por uma aranha gigantesca. Isso soa familiar? Eu... Eu não acho que temos condição de enfrentar algo assim, e se ele disse que o acampamento era próximo da carcaça do caranguejo, isso pode significar que essa coisa está pela redondeza. Quanto mais ficarmos aqui, maior as chances de cruzarmos com ela e termos o mesmo fim, ou pior - Terminava, esperando que com isso eles tivessem noção do que é que teríamos que lidar se pulassemos de cabeça naquilo.

Esperava que com isso se convencessem, mas se algum deles, especialmente Bolton, ainda demonstrasse preocupação, responderia - Eu entendo, eu queria poder fazer algo por eles, mas as maiores chances são de acabarmos sendo atacados também. Ele disse que iria se deslocar a noite, porque supostamente as aranhas são menos ativas a noite, mas com esse céu cinza nós não sabemos se teremos até a noite. Só nos resta torcer pra eles conseguirem usar essa oportunidade, além da chuva, pra escaparem - E, sem querer mais falar sobre aquilo para não me sentir mal, iria em direção ao leme. Se todos concordassem em seguirmos o plano inicial, ficaria mais aliviado por não me sentir um monstro, e eu sabia que precisaria daquilo para a consciência não pesar. Caso não houvesse mais oposição, logo tomaria a dianteira mais uma vez e guiaria os outros para erguerem as velas, uma vez que o ideal era seguirmos imediatamente. Com a colaboração dos outros, seguiria o plano de contornarmos a costa, e comandaria o navio na direção oposta à do caranguejo, em busca de sinal de presença humana e, especialmente, da tal estalagem. Seguiria não próximo da praia para não ficar demais no raso, e evitando bancos de areia e talvez recifes de coral caso houvesse algum. Caso avisaremos a tal estalagem, bradaria - Finalmente! - Antes de me preparar para ancorar o navio. Caso, porém, a chuva começasse, a situação mudava. Se fosse uma chuva leve, prosseguiria mesmo me incomodando com o pé d'água, mas se fosse uma tempestade, se os ventos viessem fortes, era aí que o problema começava. Primeiramente ordenaria - Fechem as velas! - Para que não fossemos carregados, e então, frustrado, olharia para os outros - Alguma ideia? - Perguntava, não muito confiante na opção de acordarmos ali, e ali permanescermos.
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider EmptyDom 07 Jun 2020, 13:32

Narração









Bolton não olhava para suzuki enquanto ela falava, sabia exatamente oque fariam e não queria colocar mais peso sobre a decisão da ninja com a tristeza em seu olhar, invés disso olhava para o céu e dizia- melhor nos apressarmos então, kai me ajude com as velas- Sam sorria e indicava que estava tudo bem para Akira com um polegar positivo. A navegadora observando as nuvens e sentindo a brisa sabia que tinham em mãos um pouco mais ou um pouco menos de uma hora, e todos torciam para ser um pouco mais. O navio saia da praia com uma velocidade razoável a pressa de todos, a costa da ilha além da praia era inacessível para barcos com grandes rochas emergindo da água e um muro rochoso elevando a floresta. Não havia sequer um sinal de vida humana, no entanto um incômodo toma conta da tripulação, algo os observava da floresta, algo invisível aos olhos mas presente em sua magnanimidade espreitava na floresta observando o movimento do barco até a praia não ser mais vista por todos. A cada hora aquele lugar se tornava mais hostil ao grupo. 


A embarcação cortava a água a uma distância segura da ilha buscando a tal estalagem e já estava a alguns minutos atravessando as águas, Bolton do observatório se concentrava a procura da construção mas até agora nem sinal da estalagem. Estava começando a ficar mais escuro com as nuvens pesadas sobre eles que de súbito derramou leves gotículas de chuva, Akira sabia que a chuva fraca não trouxe os ventos fortes e a vela demoraria a ficar encharcada, eles ainda tinham tempo. Mas Sam não conhecia esses fatos e observava o semblante da navegadora com preocupação - Vamos conseguir, é logo ali não se preocupem! Akira sabe oque está  fazendo!- gritou Kai tentando animar a tripulação que não conseguiu conter um sorriso, o garoto tinha esperança, não uma esperança juvenil ignorante dos fatos mas fé de que eles conseguiriam chegar a salvo. Mais alguns minutos se passaram até que Bolton anunciou- Estou vendo algo!- o garoto corre até a borda e se debruça sobre a proteção da proa do navio colocando a mão na testa para ver melhor e afirma- É a estalagem, conseguimos!


Sam murmurou - Vamos conseguir vamos conseguir, não vamos?- às águas aos poucos começavam a se agitar mas o navio já estava em curso e a velocidade de seu movimento bastava para superar a pequena agitação marítima, todos ajudaram a sua maneira para ancorar o mais rápido possível no cais, garantindo a segurança da embarcação e seus tripulantes. O cais eram oito plataformas longas e curvas como patas de aranha, haviam mais duas embarcações atracadas, outras duas escuna e uma caravela negra sem bandeira.  Kai foi o primeiro a descer caindo de joelhos nas tábuas do cais e brandindo os braços no ar- Conseguimos!- Bolton foi logo em seguida bagunçando mais o cabelo do rapaz - Isso merece uma bebida, vocês me acompanham?- ele pisca o olho para as duas que descem em seguida- Eu só quero um quarto confortável com banheira, daria tudo por um banho relaxante- Sam torce o pescoço de um lado para o outro com se sentisse um nó na nuca- Está tudo bem Akira?- perguntou Bolton dando lhe um tapinha no ombro- Você me parecia preocupado, sei que saímos de uma situação incômoda, e quero que saiba que você fez a escolha certa, quando estávamos saindo da praia eu senti a presença de uma criatura monstruosa, quase divina, fico feliz de não termos que enfrentar aquilo. Agora venha vamos beber!- ele dava uns passos a frente e saltava para trás já sacando sua lâmina- Quem está ai?


Saltando de dentro da agua para o cais a frente deles um tritão surge. Sua aparência é uma mistura homogênea de homem e peixe, com algumas manchas azuis fosforescentes e guelras grandes semelhantes a pétalas de flores, e trajava apenas uma calça de couro ideal para transição entre o ambiente aquático e terrestre, Akira podia reparar que na coxa da calça estava bordado uma aranha azul e em seu pescoço um cordão também de aranha- Prazer me chamo Olm, cuido da recepção e segurança das embarcações de nossos convidados- sua postura ereta e mãos nas costas condizem com a voz profunda e formal- Peço que me sigam até a estalagem para que possam se instalar com conforto e aconchego nesta fria e chuvosa tarde, podem me fazer qualquer pergunta a respeito de suas dúvidas. Sam se aproxima de Bolton e coloca a mão em seu ombro para acalmá-lo- Tranquilo, você também Kai, ele parece estar falando a verdade- os dois abaixam as armas e seguem junto a Sam o tritão. 


A estalagem era grande, de se impressionar por conseguir parecer turísticam, uma mansão de arquitetura gótica de estranha beleza, de mais de perto podia se ver inumeras teias de aranha decorando o corpo da construção de maneira harmônica, e também seu interior. O hall era até pequeno para o tamanho da construção mas a maior parte de seu espaço parece ter sido cedido a taverna que ocupava bastante espaço do térreo.


- Bem vindos a Estalagem de Aracne, quartos para quantos? - perguntou a atendente do outro lado balcão. Sam tomou a dianteira - Vocês possuem um quarto com banheira?- a atendente sorriu acendo com a cabeça- Ótimo, já fiz minha escolha estarei em meu quarto. Estou cansada e gostaria de uma cama que não balançase, qualquer coisa estou no 27- balançando a chave do quarto ela subiu as escadas em direção ao segundo andar. Bolton enganchou o braço em Kai- Eu vou para taverna, mais tarde voltarei ao barco para dormir. Vem comigo Akira?- o Don seguiu para o bar com o garoto resmugando algo sobre não beber álcool mas um suco era bem vindo. O Tritao desenhava um barco semelhante ao de akira em um quadro representando o cais e logo retornava a seu adorado mar.






Lembretes



Crew:
 


Patrono:
 


Embracação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider EmptyDom 07 Jun 2020, 21:31

Encruzilhadas Em Aracne - Parte III

Finalmente meu corpo se relaxava, finalmente feliz por estarmos em segurança naquela ilha hostil. Nunca antes fiquei tão feliz vendo um cais, e poder ancorar com mais segurança na iminência daquele temporal também era muito bom. Pisando em terra firme, não conseguia resistir a tentação de olhar na direção que viemos, da costa; pensando sobre a presença que havia sentido no caminho. O mais próximo que eu já havia sentido daquilo foi quando cruzamos com o rei do mar algumas semanas atrás em alto mar, e mesmo assim não havia sido a mesma coisa... Eu sequer sabia se aquela sensação havia sido real ou só a ansiedade atacando por causa da tensão de antes, mas, sinceramente, eu torcia para ser a segunda opção. Preferia uma confirmação de que não estava mentalmente bem com tudo aquilo do que ver o que espreitava atrás daquela mata profunda, especialmente depois de todas as histórias e relatos de Cave e do explorador... Eu não tinha medo de aranhas, sempre fui indiferente quanto aqueles aracnideoszinhos, mas eu sabia que se uma aranha colossal como aquela fosse real, eu preferia estar o mais distante possível. Feliz ou infelizmente a confirmação de Bolton de ter sentido aquilo também significava que eu não estava maluco, mas agora, com a estalagem na nossa frente, esperava não ter que nos preocupar mais com aquilo.

Eu não estava nem perto de julgar a reação dos meus aliados ao finalmente ver a tal estalagem, eu mesmo não via a hora de tomar um banho quente e comer algo decente, e pela primeira vez em algum tempo queria simplesmente esquecer todos nossos problemas e objetivos, mas aquela reação com o homem azul parecia um tanto... Exagerada - Se acalmem... Nem tudo nessa ilha quer nosso mal, sabiam? - Dizia, rapidamente abaixando a cabeça a ele como pedido de desculpas, mas sem conseguir evitar um olhar curioso. Mesmo já ouvindo falar, aquela era a primeira vez que via um dos tais homens peixe, e não podia negar que era estranho. Depois de tanto tempo vendo apenas humanos, era óbvio que havia me acostumado e as vezes até esquecido que haviam, bom, outros - "Acho que a última vez que vi outra raça foi em Torino, com Tetsu" - Pensava no rapaz com orelhas e rabo de lobo, mas que ainda assim não se destacava tanto quanto aquele homem peixe.

Independente da raça de quem nos atendesse, tínhamos coisas a fazer ali, e a própria Sam não tardava em arranjar um quarto - Antes, tem certeza que vai preferir dormir no navio? - Perguntava a Bolton, respondendo ao seu convite - Eu acho que vou fazer check in também - Declararia, requisitando um quarto para um ao recepcionista, de preferência próximo do que Sam pegou para não ficarmos longe demais, e, claro, sem me importar com presença de banheira ou não, desde que fosse suíte. Independente do que Bolton e Kai preferissem, me juntaria a eles na ida a taverna - Ponto, podemos ir. Bebendo ou não, temos coisas a discutir - Diria, enquanto fossemos. No local, ainda um pouco culpado pela decisão idiota e incursão falha de mais cedo, declararia se houvesse opções de comida, que eu duvidava que não houvesse - Podem pedir algo pra comer se quiserem, por minha conta - E eu mesmo pediria algo simples para comer. Caso houvesse lá a opção de café, mesmo aquela hora da tarde, não me seguraria e pediria um pouco também - "Caramba, ainda bem! Não sei o que faria se tivesse que esperar até a próxima ilha pra ter acesso a café...!" - E, após todos os pedidos feitos, faria a pergunta importante - E então, alguma ideia do que faremos aqui em Aracne?

Nós estávamos ali apenas esperando o Log Pose ajustar, mas aquela ilha era... Estranha. Havia a opção de simplesmente esperarmos ali na Estalagem o tempo necessário, mas não sei se eu aguentaria a ociosidade. Porém, a outra opção seria explorar a outra parte da ilha, a floresta, com as aranhas, e aquela coisa, e eu não sei se era uma boa ideia. Isso estava fazendo eu me sentir de mãos atadas, e queria muito ouvir a opinião de Bolton sobre, até de Kai. Caso não entendessem minha pergunta, suspiraria e explicaria - O que faremos até o Log Pose se ajustar, digo. Ficar esperando aqui parados? Explorar algo? Sei lá, nenhuma opção parece tão boa. Ao menos não estamos em perigo, mas depois de tantos dias sem fazer nada no navio, eu esperava ter algo de interessante para fazer aqui, sabem? - Declarava, com um misto de desapontamento e aceitação. Não é como se pudesse mudar a situação, e mesmo que pudesse, ao menos estávamos em uma rota interessante para nossos objetivos e em uma ilha mais decente do que parecia.
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider EmptySeg 08 Jun 2020, 22:38

Narração










Sentados a mesa redonda de madeira escura os três aproveitavam do conforto de um ambiente seguro e descontraído. A taverna estava cheia, ali os grupos pareciam se misturar, dos mais bem vestidos aos mais maltrapilhos se alimentavam e bebiam conversando e se divertindo. Caminhando com agilidade entre as mesas e cadeiras, minks, tritões e humanos trajados com uma calça similar a Olm e um colete azul e blusa social branca, serviam as mesas e retiravam pedidos. Com o cardápio em mãos os dois tripulantes do Baterilla alegres com a gentileza de Akira escolhem refeições simples, o Don um bife mal passado com cerveja para acompanhar e Kai um ensopado marítimo com limonada.

Após observar os arredores Bolton finalmente responde a Suzuki- Planejo dormi no barco por que é de graça, ainda tenho que comprar o ticket  do Expresso para mim e Kai. Não acho que você tenha pago muito com esses 65 mil ou a Sam com os 100 mil por noite. Sem contar os recursos para próxima viagem!- o rapaz intervém - Espera um segundo Bolton não precisa pagar por mim, eu tenho dinheiro, não deve ser tão caro assim- o Don se inclina e cochicha algo em seu ouvido - Eu vou caçar algumas cabeças para retribuir o favor, não planejo ficar com essa dívida por muito tempo, só espere- ambos olham para a ninja- Quanto ao que fazer até estarmos livres desse lugar? Eu não tenho nem idéia do que fazer, dormir me parece a opção mais segura, pelo menos por essa noite, depois de uma boa soneca poderíamos explorar esse lado da ilha que me parece menos hostil- Bolton expôs sua opinião, agradecendo pela cerveja que pediu para receber antes da comida. Kai estava inclinado para trás na cadeira balançando para frente e para trás- Eu até concordo, mas sei la, pelo que ouvi de Aracne talvez encontremos algo mais interessante que dormir, perguntando às pessoas certas pelo menos. Há sempre alguém ocupado demais para resolver algum problema que o incomoda, oque acha Akira?

Uma mink raposa trás os pratos de todos, inclusive os pedidos por Akira. Ela distribui os pratos e canecas com precisão, entregando a segunda caneca de cerveja de Bolton. Os olhos da garçonete observam a todos como se analisasse seus corpos, caso seus olhos encontrem o de Akira ela sorri com simpatia  antes de se retirar. Kai atacando a sopa se pronuncia- Talvez essa ilha não tenha muito oque fazer mesmo- eles aproveitam a refeição de qualidade.  Após a refeição adicionada a conta de Suzuki que custou 79 mil Berries no total, contando as oito canecas de cerveja de Bolton, o grupo se retira para suas respectivas ‘’camas’’. Akira estava hospedado no 23 em frente ao de Sam. No bolso de akira se encontrava uma bilhete, uma caligrafia bela e cursiva.


Quando a lua brilhar no céu, peça no bar uma dose Phoneutria se deseja se divertir como nunca na vida!

~F




Tripulação =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Membros de Aracne =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]






Lembretes


Crew:
 

Patrono:
 

Embracação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider EmptyQua 10 Jun 2020, 22:24

Sob A Teia Da Aranha - Parte I

Eu não sabia o que esperar com aquela conversa que puxei com Bolton e Kai, mas, sei lá, não ter progresso nenhum era um pouco frustrante. Eu não estava acostumado a ter que apenas ficar parado e esperar sem nada para fazer, mesmo nas viagens eu tentava me ocupar com tarefas no navio, e tinha esperanças que algum dos meus dois companheiros tivesse alguma ideia do que fazer ali; na verdade, esperava mais de Bolton, já que ele havia lido um pouco sobre Aracne antes, mas no final não mudava muito - "Se as únicas opções forem não fazer nada ou adentrar na mata com as aranhas, eu juro que não vou saber o que fazer..." - Pensava, enquanto comia uma refeição simples, algo como um peixe assado com arroz. Não como se a ilha fosse ruim nem nada do gênero, ao menos tinha onde ficarmos, comermos e possivelmente repor os suprimentos, mas se não houvesse nada para fazer eu provavelmente acabaria info treinar como fazia antigamente, e com o fluxo de pessoas daquele ligar eu sequer sabia se acharia um local onde pudesse o fazer confortavelmente...

Logo nos dispediamos e eu ia ao meu quarto dar uma olhada no local pela primeira vez. Era até bom Bolton e Kai terem decidido ficar no navio, não sabia se a Estalagem aceitava animais e Marsh podia ficar com eles em Baterilla Seawater, só teria que lembrar de levar algo para ela comer no dia seguinte - "Ela gostava de frutas, não? Espero que tenha algo desse gênero entre os alimentos a venda" - Relfetia, mas sem tempo para pensar muito no assunto por algo mais... Supreendente - Que bilhete é esse? - Acabava por falar em vez alta pela surpresa. Eu não entendia muito nem seu intuito, mas o que mais me preocupava era de não me lembrar de ninguém pondo aquilo no meu bolso. Quem for que tivesse feito, tinha mãos muito leves. Havia sido a garçonete? Era a aposta mais óbvia, mas eu sabia que nesses casos não podia usar as aparências como prova - "'Phoneutria'? Isso é o que? Uma bebida? Um código?" - Eu me perguntava, sabendo que resposta alguma viria fácil assim. Sinceramente, aquilo tinha cara de um convite boêmio para drogas, e saber que quem quer que houvesse me mandado aquilo tinha ouvido minha conversa só me deixava mais nervoso.

Sendo sincero, eu tinha quase certeza de que a concepção de "diversão" minha e do autor da carta eram bem diferentes. Eu me divertia em interações simples com colegas, passando o tempo sozinho da forma que eu queria... Eu gostava de coisas simples, e sair com estranhos era mais um problema do que uma diversão. Ainda assim, eu sabia bem que iria ficar pensando naquilo indo ou não, especialmente por conhecer pouco a ilha e não saber bem o que fazer ali - "Se eu não me sentir confortável com algo, poderia só dar as costas e voltar pro quarto, né? Se isso me ajudar a conhecer melhor a ilha, mesmo que um pouco, talvez valha a pena" - Pensava, antes de tudo indo tomar um banho para tirar o suor das expedições matutinas. Feliz ou infelizmente, depois de dois anos eu já estava acostumado com os banhos, desde que, é claro, tivesse convicção de que ninguém poderia entrar pra me ver. Mais leve e limpo, logo daria uma olhada no céu para ver se a noite já havia caído ou não; se não, ainda haveria tempo, e logo pegaria os jornais, que ainda não havia tido tempo de ler, para dar uma folheada até a noite. Caso já estivesse de noite, pegaria novamente o bilhete para ler, e não conseguindo deixar de ficar nervoso. Eu não queria de fato "me divertir como nunca na vida", mas eu sabia que não podia deixar passar algo que me permitiria saber um pouco mais sobre aquele local.

Tentando ao máximo segurar a ansiedade que basicamente gritava para que eu voltasse a meu quarto e ficasse lá, desceria à taverna de antes. Já a noite, daria uma rápida olhada para fora como que em busca da lua - "Que diabos eu tô fazendo, não é como se isso fosse um ritual mágico" - Me repreendia, revirando os olhos para meus próprios impulsos. Logo iria ao bartender, e, assim que ele ficasse livre e não houvesse ninguém próximo o garante para bisbilhotar a conversa, o chamaria - Com licença. Uma d-dose de Phoneutria - Pedia, com a ansiedade me fazendo ter olhos até nas costas, enquanto suavemente batucava na bancada com meus dedos. Eu não queria ter que pedir aquele troço direto, tanto por não saber o que era ou significava, quanto pelo receio do que aconteceria em seguida, mas eu sabia bem que se fosse um código, perguntar sobre faria o exato oposto do que eu queria - "Droga, pra que eu tô seguindo as instruções de uma mensagem tão suspeita e sombria? Eu devo estar ficando doido...!" - Pensava, preparado para, a qualquer sinal de perigo, dar meia volta sem falar mais nada e retornar ao meu quarto.

Caso a tal dose fosse uma bebida, a pegaria, mas não beberia; levaria a caneca para o lado de fora como se fosse beber lá. Nesse caso, esperaria algo, não sei, algo com a lua ou com alguém vendo que eu estava com a bebida, mas se nada ocorresse eu me decepcionaria - "Então era só algo com relação a álcool ou droga mesmo? Bom, eu que não vou beber isso é ver o que ocorreria depois" - Pensaria, antes de despejar o conteúdo no chão, retornar a taverna, devolver a caneca, e voltar ao meu quarto, sempre atento para reagir a qualquer sinal de perigo. Caso o pedido fosse realmente alguma senha, e ele me indicasse para ir a algum lugar, enguliria seco - "Eu tenho quase certeza de que vou me arrepender" - Pensava, seguindo as instruções do homem, suando frio e olhando ao redor com medo de algo desagradável ocorrer.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider EmptySex 12 Jun 2020, 05:47

Narração






O estranho bilhete despertara a curiosidade Akira. Quando retornou ao seu quarto era fim de tarde e o sol sumia no horizonte dando ao céu um toque alaranjado longe das nuvens pesadas. Com o tempo disponível, tomou seu banho, leu outro jornal e desceu para taverna quando a lua brilhava amarela no céu. Passando pelo hall de entrada e acabar encontrando Kai. O rapaz se aproxima e sussurra de maneira discreta - Eu recebi um bilhete, Bolton também mas está apagado na cama depois de todas aquelas canecas. Você provavelmente recebeu também, certo?- havia um ânimo que escapava do rapaz vez ou outra como um sorriso bobo- Eu sabia que essa ilha tinha algo de interessante a oferecer. Eu só não entendi oque é- ele ri quando os dois finalmente chegam ao balcão. Os bancos estão vazios pois a maioria se encontra nas mesas ou mais para o canto do longo balcão, sem nenhuma pessoa em metros que pudesse ouvir a voz de Suzuki ela faz seu pedido tamborilando os dedos na mesa- Dois se puder- diz Kai de costas para o balcão apoiado com os cotovelos levantando dois dedos . O homem por trás do balcão abre um sorriso, ele apanha um pote metálico retirando de seu interior um pó negro e grosso, em seguida colocar água fervente dentro de um cilindro de vidro semelhante a uma prensa e descarta a água, depois coloca o pó, adiciona novamente água quente antes de tampar o cilindro. Ele caminha com calma até a ponta mais distante de balcão e retorna com um pires com três biscoitos na borda, do topo do cilindro um êmbolo é pressionado e a frente de Akira Suzuki é servido um café encorpado e saboroso.

-Tudo isso para um café?- Akira que agora estava debruçado sobre o balcão dando toda sua atenção ao processo feito pelo Barista debocha- Na verdade é um pedido de desculpas por conta da Casa, mais cedo enquanto jantavam eu esqueci de trazer o café pedido pelo rapaz. Desculpe a demora- atrás dos dois estava novamente a Minks raposa, no entanto sua aparência agora sugeria que seu expediente havia acabado, um vestido curto e vermelho sangue emoldurava suas curvas e em seu nariz e orelha haviam dois piercing, argolas nas orelhas e estacas no nariz, além de uma argola no nariz- Não pude deixar de ouvi-los conversando e decidi leva-los como meus convidados para Paradise- sua voz era inquietante a sua maneira, como se guardasse um mistério até em frases simplórias- Venham se não gostarem é só ir embora- os dois são guiados para os fundos da Taverna onde depois da cozinha descem as escadas para uma porta dupla branco perolado que a mink abre com extravagância abrindo os braços e enaltecendo oque está diante dos dois.

Agora podia ser visto o porque da Taverna estar ‘’vazia’’, os hóspedes não estavam dormindo ou aproveitando um banho relaxante, estavam sua maioria ali em baixo. Empurrando quantidades consideráveis de berries em Flushs nas mesas de pôquer. Batendo de leve na mesa antes de gritar 21. Assistindo dançarinas de todas as raças performar seminuas no palco. Abaixo da grande e chamativa Estalagem encontra se o casino- ‘’Aracne Paradise’’, bem vindos e espero que se divirtam. Temos roletas, caça níqueis, 21, pôquer e domino no salão principal, um bar logo ali se precisarem de um pouco de ‘’coragem’’. Luta-Livre não letal e Bordell em salões adjacentes. Além é claro de um palco para danças sugestivas e moços e moças espalhados por toda Paradise para fazer companhia e servi-los para oque precisarem- seu tom e fluidez indicava o quão comum aquilo era ali. O ambiente era outro, a educação e postura dos clientes comum por toda Estalagem havia sido substituída por alegria e depravação contida- Acompanharei vocês hoje, podem me chamar de F, qualquer coisa que precisarem é só me pedir, qualquer dúvida também. E é claro não deixarei que cometam erros bobos que clientes novos costuma cometer. E lembre se quando quiser é só me falar para nos retiramos e poder voltar ao seu quarto para ter uma boa noite de sono.
Interior:
 




Tripulação =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Membros de Aracne =[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Lembretes


Outros:
 

Crew:
 

Patrono:
 

Embracação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : Along Comes A Spider 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider EmptySab 20 Jun 2020, 14:21

Sob A Teia Da Aranha - Parte II

O espanto era sutilmente visível sobre minha face, ao ver aquele majestoso cassino oculto sob a estalagem. Quando entrei naquele lugar, definitivamente não esperava um espaço como aquele, e descobrir sobre ele me fazia pensar quantos lugares assim eu passei direto em outras ilhas. Quer dizer, não era como se lugares assim existissem tão frequentemente, mas áreas vips e secretas não eram tão incomuns, centros ocultos logo abaixo dos narizes da população, isso eu sabia que existiam aos montes - "Se bem que esse tipo de lugar é mais relacionado a crime, não é? Bom, não é como se fosse problema meu, mas ao menos esse lugar tem uma boa fachada" - Pensava, pelo simples fato de que, bom, um cassino que se prezasse não iria ser um local claramente problematico; eu sabia que cassinos eram perfeitos para lavar dinheiro, mas isso havia em todo lugar, se ao menos aquela imagem de decência se mantivesse, estava ótimo.

Ouvindo a moça raposa, eu sinceramente ficava meio indiferente aquilo. Ela havia prometido uma noite inesquecível, mas mesmo que eu já soubesse da furada, ter minhas baixas expectativas cumpridas com exatidão era um pouco frustrante - "Hunf. Jogar, lutar e beber com desconhecidos é o que costuma deixar as pessoas felizes, né? Complicado..." - Pensava, e obviamente não deixava essa opinião escapar. Lutar por lutar era no geral bárbaro, e se intoxicar com álcool então... Eu não tinha problema algum em jogar, não possuía muito costume mas acabei pegando algum gosto pelos tabuleiros de Sam; o que me incomodava era aquela obsessão em desperdiçar dinheiro em busca de trocados que parecia permear aquelas pessoas - "Bom, não é como se eu tivesse mais muito o que fazer além disso. Vamos ficar aqui algum tempo, e jogar uma noite fora não faz mal" - No final, a "melhor" opção era jogar, jogar seguro, já que eu preferia não perder dinheiro do que ganha-lo. Não era como se precisasse de toneladas de recursos, afinal.

O que me preocupava mais não era eu, era Kai. O jovem era a última pessoa que eu estava que viesse comigo para um lugar daqueles, e seu entusiasmo natural parecia ser a pior combinação possível com a atmosfera de um cassino. Sam era ótima com jogos e provavelmente acumularia uma sequência de vitórias, Bolton era inteligente e sabia recuar em situações ruins e se virar com o que tinha a sua disposição, mas Kai? Ele era apenas um rapaz trabalhador, e as chances de ele se deixar levar e acumular uma dívida impagável era algo que eu preferia sequer imaginar. Assim, antes que uma desgraça acontecesse, deixava meu receio bem claro - Bom, saber, F. Inclusive, meu amiguinho aqui - Botava a mão no ombro de Kai - Costuma ser animado demais. O tipo que pula nas oportunidades se pensar. Se puder ajuda-lo, eu ficaria mais tranquilo - E, se Kai se sentisse ofendido e/ou reclamasse da constatação, me viraria a ele - Kai... Quando nos conhecemos você literalmente entregou as coisas que tinha pro Bolton confiando nele sem nem saber quem era. Ser inocente não é uma coisa ruim, mas em um cassino isso é pedir para acumular dívidas. Só não se deixe levar demais, por favor - Pedia, sinceramente preocupado com o garoto. Com tudo certo, caso necessario, iria fazer a troca das fichas, provavelmente B$500.000, no máximo, que, se preciso, dividiria com Kai.

Assim, restava decidir como mataria o tempo. Logo me aproximaria das mesas de cartas, feliz ou infelizmente sem um interesse tão grande, inicialmente apenas observando e analisando a jogatina - "Duvido que jogar mais jogos vai ser grande coisa. Depois daquele sequestro relâmpago com festa na praia lá no meu quarto mais cedo, fica difícil impressionar" - Pensava, lembrando do estranho ocorrido que quase não acreditava ter sido real. Eu sabia que Sam se daria muito bem naquele meio, mas eu, que não tinha tanto conhecimento, precisaria dar meu jeito. Eu sabia as regras básicas de 21, mas sabia também que quem quer que estivesse jogando saberia mais que eu, então apenas permaneceria observando é analisando por algum tempo, anotando mentalmente as rodadas e os resultados. Se alguém perguntasse se eu não ia entrar, e eu já estivesse analisando a algum tempo, não faria alarde e me juntaria ao jogo; ou, entraria sozinho após algum tempo. Permaneceria fazendo apostas baixas e jogando seguro acima de tudo, evitando seguir apostas arriscadas mesmo que só um pouco. Tentaria me aproveitar das análises pra saber quais conjuntos de cartas eram mais benéficos para a mesa e para os jogadores, e teria em mente isso na hora de apostar, especialmente a chance da mesa ultrapassar 21 caso seguisse com cartas altas, chances que era mais comum se não houvessem aparecido muitas nas últimas rodadas. Caso eu percebesse que estava tendo prejuízo, sairia o quanto antes para evitar mais perdas. Caso houvesse passado algum tempo ou não não houvesse mais motivos para jogar, sairia e iria ver a situação de Kai; e, se ele também não tivesse muito o porque continuar ali, procuraria "F" para retornaremos, após trocar as fichas restantes por berries novamente.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Along Comes A Spider Empty
MensagemAssunto: Re: Along Comes A Spider   Along Comes A Spider Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Along Comes A Spider
Voltar ao Topo 
Página 1 de 7Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Ilha Aracne-
Ir para: