One Piece RPG
Hello darkness my old friend... - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Kyo Hoje à(s) 4:00 pm

» Lilith BlackWater
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 3:50 pm

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor K1NG Hoje à(s) 3:04 pm

» Ato III: Not Fast but Furious
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Yamazaki Raizo Hoje à(s) 2:36 pm

» Making Wonderful Land a Real Wonder
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 2:27 pm

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 12:16 pm

» X - A vontade de um Rei
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 12:09 pm

» [Mini-DarkJohn] O começo de algo
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor DarkJohn Hoje à(s) 11:34 am

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Akise Hoje à(s) 10:13 am

» LightPoint!Os herois e amigos se reunem novamente!
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Noah Hoje à(s) 8:53 am

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 4:42 am

» [Mini- Yoru] Aula de kenjutsu!
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Yoru-san Hoje à(s) 4:00 am

» I - As rédeas de Latem City!!
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 1:42 am

» Ficha Saito Hiraga
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Saito Hiraga Hoje à(s) 1:38 am

» X - Some Kind Of Monster
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:24 am

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Nolan Hoje à(s) 1:09 am

» [Ficha] - Koji
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Proto_ Hoje à(s) 12:24 am

» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Subaé Ontem à(s) 10:44 pm

» A primeira conquista
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor Nolan Ontem à(s) 10:01 pm

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Hello darkness my old friend... - Página 3 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 9:46 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Hello darkness my old friend...

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptyTer Maio 26, 2020 7:57 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Hello darkness my old friend...

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Sidney Thompson. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Zed
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 18/08/2011

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptySex Dez 04, 2020 11:12 pm


Conforme Sidney ia se aproximando da ilha ainda em seu barco, era capaz de começar a definir a cidade. Via as casas irregulares, começava as sentir os odores peculiares e ouvir as reclamações por parte da ex-marinheira. – O que tem de errado com o lugar? – Perguntou com genuína curiosidade e confusão, uma vez que para ele o ambiente parecia muitíssimo agradável para seus padrões. – Se for só por que você era da marinha, esquece isso aí, você é do meu time agora. Se alguém te tirar pra otária só me avisar que eu desço a porrada nele. – Com essa grosseria, o garoto tentava demonstrar um pouco dos bons princípios que ainda tinha, ou ao menos fingia manter.

Somente depois de aportarem que o Imperador das Sombras pode ver com melhores detalhes as movimentações pelo porto. O centro de apostas e o comércio de escravos, segundo o que pode deduzir, ambos os locais tinham seus interesses, acumular fundos e pessoal para futuras expedições, ainda que essa não fosse a sua principal meta, tinha acabado de chegar. Enquanto ainda tentava definir por si só os planos, seus subordinados já começavam a pedir instruções.

- Er.... Deixa eu ver.... – Enquanto organizava as ideias e formulava os pensamentos, mantinha as mãos ocupadas bolando um baseado e já o acendia enquanto começava o discurso. – Vamos com calma por hora pessoal. Principalmente por que na ultima vez nós perdemos... Sei lá, três quartos da nossa equipe. – Mesmo que a maior parte dos desaparecidos fosse irrelevante, ainda faziam parte do grupo, mas a perda de Três e 22 ainda doía.

- Eu vou dar uma olhada pela cidade, procurar um local onde o grupo possa ficar em terra. Não acho que o barco seja ideal de se ficar por muito tempo. Talvez fiquemos alguns meses na ilha pra nos prepararmos pra próxima, eu ainda tinha que achar alguém pra me ensinar o outro Haki, eu sai na pressa de Chaos e não pude aprender o da Observação.... Por sinal, vocês deviam aprender também... É bem útil. Se conseguirem encontrar alguém me avisem, eu também vou procurar, mas quando mais de vocês estiverem olhando, melhor.

- Enquanto eu fico fora, vocês vigiam o navio, 13, você se encarrega de defender todos e comandar os zumbis que ficarem. Comigo eu quero o Bolinha, obviamente, as duas Dois... E só? – Ele mesmo se surpreendeu enquanto prendia a coleira no cachorro e o arrastava pelo convés. – Err, algum de vocês conhece mais da ilha e quer vir junto? Eu pensei no Seis, você era mendigo, achei que ia se dar bem nesse meio e tal. Mas acho que foi uma visão estereotipada.... Mas se eu estiver certo você vem junto, e o mesmo pro Charles, você era comerciante né? Vai dizendo o que você puder sobre o escambo daqui e tudo mais, mas não me enche de detalhes inúteis antes da hora, fica por perto e fale quando for relevante. É isso pessoal. – E dando mais uma tragada do baseado e se preparando pra sair. – Ah, só pra sacanear com a população eu vou levar esses dois mortos vivos comigo, você fica com o resto. – Disse à 13.

Dali o Garoto iria se dirigir para explorar a cidade, e imaginou que seria rude ignorar os dois grandes aglomerados de gente. Foi primeiro até a mulher sexy com os marinheiros escravos, deixaria os idosos com cheiro de queijo pra mais tarde. Sid não era nenhum exemplo de cautela, então ele caminharia até a moça sem demorar muito, até empurrando a população que ficasse se amontoando sem dar passagem. – Opa, belezinha gostosa? – Era como pretendia chamar a atenção da moça. – Qual é o rolo com esses acorrentados todos? Estão pra venda?... E por acaso, aí no meio também tem alguns que não estão mais vivos? Também podemos fazer negócios nesses. – Confirmando suas suspeitas, já começaria a se informar quanto aos valores, as diferenças, se havia algum ranqueamentos de qualidade e tudo mais, esperando que Charles já desse qualquer dica relevante, por exemplo se estivesse sendo extorquido ou algo do gênero.


Historico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptySeg Dez 07, 2020 3:35 pm




Hello darkness my old friend...

Mock Town (Jaya) - 26º - Manhã



A ex-marinheira sorria com o que o garoto falava. Não respondia, porém eram claro seus sentimentos. Aquilo que julgou destruir agora a alegrava, e isso é um veneno para os ossos. O médico sorria com os dizeres do capitão. – Prefiro ficar... – Ele colocava ambas as mãos na barrica e dava pequenas batidas. – Mas eu tô de olho. Hih.

Descendo pela rampa do navio eles chegavam à doca, uma das docas do porto de Mock. O local não era lá grandes coisas comparado com outros portos que o pirata já visitou, porém tinha seu charme fora da lei e repleto de variedades. Como bem observado, Zed notava o grande navio ancorado não muito longe do seu e, acompanhado por alguns membros de seu bando, ele se dirigia até ele.

Não era difícil perceber como alguns transeuntes observavam aquele grupo inusitado caminhar pela ilha de piratas, o que seria bem estranho afinal peculiaridades era o que não faltava. Bastou alguns minutos para surgir algumas conversas paralelas, principalmente sobre o estado daquelas duas “criaturas” que o adolescente comandava. As duas belíssimas garotas também eram de chamar bastante atenção. Assovios e elogios passavam pelo ouvido do capitão pirata.

A embarcação com alguns reféns era a principal atração do porto, porém mesmo que sussurros na estrada falassem apenas disso aparentemente ninguém ousava se aproximar do navio. Alguns rapazes remexiam um barco preso próximo ao galeão da mulher, porém tinham um caminho linear entre as ruas e os comércios e seu barco, não olhavam para nada e nem ninguém.

A chegada de Sid fora bem inesperada. – Eles são escravos, maninho. – Sussurrou um rapaz, provável membro da tripulação. – A capitã vai vender eles para um maluco do submundo. Hahah – O pirata abria um largo sorriso amarelo, expressando sua alegria. A capitã não olhava para Sid.

Charles se interpunha entre ele e o pirata, que havia comentado sobre os prisioneiros. – Eu acho que sei pra quem ela vai vender... – O velho coçava a barba preocupado. – Não sei as já ouviu falar de um tal de Baco. – Os olhos corriam de um lado ao outro, tanto do barco como também do porto. – É um mafioso que vivia em Las Camp. Ele é envolvido com tráfico de escravos, mas havia parado com isso. – O pirata também crescia o ouvido quanto a conversa de Charles. – Eu não sei, mas se esse homem voltar a se envolver com tráfico humano teremos um problemão... – O pirata olhava bem curioso para Sid, Charles e os dois zumbis que o acompanhavam. – Vocês são de onde?

A capitã erguia a voz entre os prisioneiros, ela ordenava com grosseria e jorrava insultos nos pobres homens. Haviam alguns caídos, talvez desmaiados talvez mortos, e outros tremiam da cabeça aos pés. – Seus vermes imprestáveis! Serão vendidos hoje a noite e eu vou jogar todo o dinheiro fora, pois vocês não valem merda nenhuma! – A mulher rosnava com fúria. – Ahab, pega esses dois aqui e leva pro Duque. – O mink javali não demorava em desprender ambos os escravos da corrente principal, que prendia todos eles, e os chutava barco a fora. – Vamos seus lixos.

- Senhor Sid. – Gaguejou Charles. – Ela é a Dama Vermelha! – O velho cozinheiro arregalava os olhos com temor.

Com uma boa olhada Sid perceberia que boa parte da tripulação da Dama Vermelha, que assistia toda a cena de insultos estava sendo tratada. Ferimentos cobertos por ataduras, faixas na cabeça, pernas e braços, outros com cicatrizes monstruosas e até mesmo piratas sem membros.

Charles se aproximava, se abaixando um pouco, e sussurrava para Sid. – Eu ouvi dizer que ela esteve no Novo Mundo!

A palavra sussurrada foi o suficiente para chamar a atenção da dama. Ela olhava diretamente para Charles e Sid, e não estava nem um pouco sorridente.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 666699
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 993300
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - FF0066
NPC Pirata - FF0000

NARRAÇÃO - II
☠

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 44
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 25
Localização : Chaos

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptySeg Dez 07, 2020 6:02 pm


Deixando o mendigo para trás, Sidney seguia apenas com o cachorro, a dupla de seguranças mortos, a duplas de moças atraentes e o cara que entendia dos escambos. Bolinha era aquele em mais confiava, e Charles, o 95, era em quem menos tinha expectativas, o que fortuitamente se provou errado logo.

Sequer tinha se aproximado da mulher e um aspirante a pirata já interrompia com informações que não lhe tinham sido perguntadas e já se permitia a fazer perguntas que não devia. – De toda parte... Assim como seus pedaços vão ficar espalhados se você continuar azucrinando aqui na volta. VA-ZA! – Depois de tentar afugentar o desconhecido, focou na cena de humilhação pública. Teria se prestado a dizer que um bunda-mole de Las Camps não seria um problema, mas na hora viu o espanto de Charles ao identificar a mulher – Ferrou! Ela tá olhando pra cá.

Alertado pela voz imaginária, notou o olhar penetrante que recebia da moça. Deu uma risadinha convencida e ajeitou a jaqueta. – Deixa comigo. – Falou de canto para o servo antes de iniciar a aproximação sozinho ao passo que ouvia suas vozes imaginárias rindo. – Espero que ela goste do seu charme tanto quanto você. – Disse uma. – MATE ELA, TODOS OS SEUS COMPANHEIROS E PONHA FOGO NA CIDADE! – Berra outra por algum motivo. – Passa a mão na bunda dela. – Sugeriu o mais sensato. – Moça, isso que você ta fazendo... Tá errado, cê sabe, né? – Casualmente se aproximaria sem demonstrar nem desejar ser um tipo de ameaça. Se ela permitisse que se aproximasse, iria transformar sua sombra em um chicote e entregar em suas mãos. – Pronto, com uma arma na mão seu argumento vai ficar mais poderoso.

Deixaria que ela experimentasse a arma e terminasse de motivar os escravos se assim desejasse. E quando a parte de gracejos tivesse fim ou logo que ela perdesse a paciência (o que acontecesse primeiro) voltaria ao tópico que havia rendido o olhar estranho. – Então a senhora é a famosa Dama Vermelha que tava dando passeio pelo Novo Mundo? – Não que conhecesse a fama dela ou tivesse muito interesse em saber em como a marinha tinha decidido aquele nome espalhafatoso. – Qual é o seu verdadeiro nome? Eu sou Sid. – E apontando de relance para seus companheiros também nomearia algumas cabeças. – Bolinha, Mika e Naevys e o resto não é muito importante...

- Eu meio que tenho interesse em saber desse tal novo mundo aí se tiver tempo pra sei lá... Cheirar um pó, tomar café, por fogo em mendigo, ver uma galeria de arte.... O que cê curte? – Sid era impulsivo, normalmente estava entediado e não conhecia limites de certo e errado, então qualquer ideia absurda parecia perfeitamente cabível em seu mundinho imaginário. – Eu ainda vou matar um tempo por aqui me e tal, mas eu planejo colar por lá mais tarde e ver qual é a de tanto Hype. – Dando uma longa olhada no bando de feridos que ela trazia, se atreveu a comentar: - Pelos estado dos seus companheiros parece que não é muito mole por lá.


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptyTer Dez 08, 2020 3:04 pm




Hello darkness my old friend...

Mock Town (Jaya) - 26º (35º - ???) - Manhã



A Dama Vermelha se voltava na direção de Sid. Ela fitava seus olhos nos dele e, com passos pesados e largos, se aproximava. – Khojit, leve o resto dos escravos para o Duque. – Exclamou, sem olhar para trás. – Noverl, quem é esse pentelho? – Indagou. O pirata, ao lado de Sid, Charles, do cão, dos zumbis e das duas garotas que não paravam de chamar atenção respondeu prontamente. Inclusive resposta esta que tinha seu certo tom de debocha. – É o Filho do Demônio, capitã! – Ele olhava na direção do garoto. – Hahahah! Olha só que nervosinho! – O pirata gargalhava.

A cada passo da Dama Vermelha na direção do grupo pirata, eles sentiam suas peles quentes. Talvez calor, talvez era um fator externo. A pele de Charles levemente tomava tons avermelhados.
Você quer saber como foi no Novo Mundo, Sidney? – Ela erguia a voz. Os piratas do bando da Dama também olhavam para sua capitã. – Eu vou te mostrar! – A mulher abria seu vestido, os seios quase ficavam à amostra enquanto seu abdômen era exposto junto com uma cicatriz enorme e violentamente recente. A cada instante que ela permanecia com aquela ferida revelada o calor que Sid e seu grupo sentiam se elevava. A cicatriz subia desde alguns centímetros abaixo do seu umbigo e subia até o topo de seu tórax. Era vermelha e pulsava em sangue em seu centro.

O javali olhava para a capitã e bufava. – Dama... – E isso fazia ela fechar seu vestido.

- Vá procurar outro para encher o saco que eu estou ocupada! – Era respondia com arrogância, virando as costas e caminhando na direção do Ahab, o mink javali.

- Senhor, eu acho que o clima não está nada bem. – Charles comentava. Ao fundo os tripulantes do bando da Dama voltavam a suas atividades e, pelo visto, pareciam estar prestes a partir.

O barulho da movimentação do porto voltava a evidência e a percepção à volta do capitão pirata também. Era algo bem singular o que havia acabado de ocorrer. Um calor imersivo seguido por um gosto doce no fundo da boca. O som à volta do grupo era comprimido por ecos distantes. Sentia um formigamento na pele junto de uma inexplicável sensação quente.

Não muito longe Noverl se dirigia ao pirata. – bem, Filho do Demônio? – Ele colocava a mão frente a boca, como que escondendo o riso. – Você se acostuma. Hehahahh. – Ele dava apenas um passo na direção de Charles. – Você é muito esperto. Fala pra ele o que aconteceu com a gente lá no Novo Mundo. – Noverl tentava ficar sério, mas não conseguia. – Só toma cuidado para ele não ficar paranoico e querer ir pra lá! Hhuahahahahahahhueh. – O pirata caía na gargalhada.

As peças pareciam não se encaixar muito bem. Era curioso o que havia acontecido com os piratas da Dama Vermelha.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 666699
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 993300
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - FF0066
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - FF0000
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - FF0000
NPC Pirata - FF0000

NARRAÇÃO - III
☠

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 44
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 25
Localização : Chaos

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptyTer Dez 08, 2020 10:51 pm


Sidney não reagiu aos comentários da moça com seu comparsa orelhudo, mas deu um sorriso involuntário ao ser reconhecido por aquele nome que tanto desdenhava. – Parem com essa porra de Filho do Demônio, eu vim de um orfanato pra começo de conversa. – Mas se limitou a isso e não recitou nenhuma das várias outras alcunhas que preferia à aquela, preferia não gastar o tempo com isso e focar na Dama, que agora que observava com mais atenção, podia notar trazer consigo uma onda crescente de calor que tornava o clima, que já era quente aos olhos do garoto, uma verdadeira sauna.

Sid ficou inteiramente imóvel, não por medo, por curiosidade. Enquanto não fosse uma ameaça, imaginava que não seria derretido em instantes, e que podia usar este tempo para observar aos arredores, que outras manifestações aqueles poderes traziam. “Haki? Akuma no mi?... DROGAS PESADAS?... Uma combinação dos três?” A falta de experiencia com inimigos adequados o tornava um novato quando o assunto eram poderes sobrehumanos, sendo ele próprio sua maior e melhor referência. Eis o motivo de tanto interesse, mesmo que ela não estivesse disposta a ensinar, não podia impedi-lo de aprender sozinho e por observação. Estas eram suas intenções, ao menos seriam se não fossem as tetas semidespidas que balançavam em sua frente como a moeda de um hipnotizador, se não fosse sua calma natural para situações como essa, sequer teria notado a cicatriz mais abaixo. – She is hot, don’t you think? – Uma das vozes imaginárias começava um diálogo mental, que Sidney respondia apenas em pensamentos. “Agora não é hora de inventar outra língua, quieto!”

O silencio perdurou, mesmo o bando da Dama Vermelha pareceu se chocar com aquela demonstração de habilidade, mas tudo cessou quando a mulher se cobriu e saiu cheia de arrogância caminhando ao lado de um suíno. – Eu eim... Cada um com seus gostos. – Dando de ombros, passou a dar atenção ao orelhudo cheio de graça que continuava por perto. Sidney questionou-se, enquanto o observava, se ele seria simplesmente maluco, se os risos eram algum efeito colateral a exposição ao poder da Dama ou se o senso de humor dele tinha problemas.

- Eu já disse pra não me chamar desse jeito Orelhudo. – Dizia em um tom controlado. – E não preciso de muita ajuda pra imaginar que vocês entraram no novo mundo, tomaram uma surra de um figurão por lá e voltaram pra cá onde é seguro. – Ignorando o rapaz por um segundo, focou em Charles. – Ta esperando o que? Desembucha. – Mesmo que Sid já tivesse dado seus achismos, esperava ouvir a opinião do velho.

Uma vez que a tensão tivesse ido embora, podia dar atenção aos detalhes que vinha ignorando, o suor em sua testa e a camisa que grudava em sua pele e causava desconforto. Tirou o casaco e amarrou em torno da cintura, depois tirou também a camisa e começou a se abanar enquanto caminhava até um assento na sombra, no caminho puxando seus aliados e o Orelhudo também. Antes de começar a conversa séria, também pediu a uma das garotas ir comprar um sorvete ou alguma coisa gelada para se refrescar. Mesmo longe da mulher o calor ainda era horrível para alguém que tinha crescido no North Blue em meio a ilhas de inverno constante.

- Então, começamos com o pé esquerdo, mas a culpa é sua por ser intrometido, mas deixemos o passado no passado. Mas vamos voltar ao tópico do novo mundo, sim, eu vou pra lá mais tarde, todo mundo vai acabar chegando lá se continuar seguindo a maldita bussola, não é essa a ideia? – Ou ao menos era assim que havia entendido. – Mas é, a ideia é chegar lá eventualmente, já imagino que vá ser um inferno por lá só com os monstros e tudo mais, e o que eu queria com a Tetas era justamente ver se ela era tudo isso que dizem.... Okay, me impressionou um pouco, vou ser sincero. Sei que ela não estava usando todo o potencial dela, mas também não sei o quanto ela poderia fazer se quisesse, basicamente, não me assustou o suficiente. – Gesticulou de forma teatral sem se preocupar com que tipo de reação ele teria. – Mas fora a sua capitã gostosinha, o restante do grupo é forte?... Vocês tem outros caras com Frutos e Haki por exemplo? – Levantou a questão casualmente, como se não fosse a única coisa que realmente lhe importava com toda aquela conversa mole.


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptyQui Dez 10, 2020 2:43 pm




Hello darkness my old friend...

Mock Town (Jaya) - 25º - Manhã



Charles respirava profundamente, assim como o cão que arfava. As duas belas moças transpiravam e sentiam que não estavam tão bem assim. Os zumbis? Continuaram como mortos! O pirata sorria com a tribulação de Sid que se sentia mal, o calor parecia bem anormal. Até mesmo o capitão pirata tinha sua pele como se pressionada e ressecada. Era como uma onda quente que banhava as pessoas à volta da Dama, porém a onda apenas atingia Sidney e seu grupo.

- Senhor... foi uma tragédia que gerou muitos boatos. – O cozinheiro comentou. O pirata segurava o riso e a Dama, acompanhada pelo javali, observavam de longe. – Parece que havia um marinheiro infiltrado da tripulação e ele guiou todo o bando para uma armadilha. – Charles erguia a mão e fazia o sinal do número três. – A dama tinha três frotas imensas, mas todas elas foram erradicadas por apenas um grupo da marinha. – O cozinheiro olhava para a tripulação da Dama lentamente, parecia identificar e reconhecer alguns deles. – Vê o javali? Ele era o comandante da segunda frota e o tal “Duque”. – Fez o sinal de aspas com as mãos. – Era o comandante da terceira frota. – Charles voltava a atenção ao Sidney. O pirata sorria bem baixinho. – Só sobraram alguns, provavelmente os mais fortes, e dizem que... – Charles se calava com a interrupção da Dama. – Um Vice-Almirante estava nos esperando. – A Dama arguia a voz. Ahab fitava os olhos de cada um dos piratas de Sidney. – Ele exterminou meus homens em questão de minutos. – A mulher voluptuosa ficava calada e se retirava do local. Ela caminhava em direção à cabine do navio e, olhando próximo a escada de acesso, para subir ao barco, Ahab resmungava coisas inaudíveis. O pirata, que estava próximo ao Sid, gargalhava após a expressão da Dama.

Lentamente a sensação térmica diminuía, até o ponto onde o gosto doce na boca de Sid sumia. A sua pele perdia gradativamente a tonalidade rubra e também parava de ficar tão sensível.

Ahab, de longe, continuava observando o grupo enquanto Noverl respondia as perguntas de Sid. Eles se surpreendiam com a coragem do garoto em permanecer certo de que iria ao Novo Mundo. – Forte? Nós éramos os melhores no Paraíso! Huhhahahahahah! – O pirata caía na gargalhada, até mesmo se engasgava com saliva. – Guuurhhl! Nós... nós... Cof cof... Vê aquele javali imenso ali? – Apontou para Ahab. – Eu duvido que exista alguém aqui em Mock Town que ganhe dele no combate corpo a corpo. – Noverl sorria e voltava ao semblante que envolvia uma mistura de alegria e desespero. – Duque é um atirador mentiroso! Ele faz milagre com um revólver. – O pirata emulava uma tosse. – Mas jovem garoto, heh, veja bem. Você acha que alguém chegaria perto do Novo Mundo sem o mínimo de habilidade e poder? Hhahh. – Ele sorria descaradamente. – Isso é muita inocência de sua parte!

Longe dali alguns homens mexiam com uma das moças que Sidney pediu para comprar algo para se refrescar. Eles elogiavam-na e também, quase, queriam agarrá-la, mas ela sabia se virar muito bem.

Ahab continuava próximo a rampa de acesso ao navio, observando Sid e seu grupo. Noverl colocava as mãos no bolso e via Khojit descer do barco com dois prisioneiros.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 666699
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 993300
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - FF0066
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - FF0000
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - FF0000
NPC Pirata - FF0000

NARRAÇÃO - IV
☠

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 44
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 25
Localização : Chaos

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptyQui Dez 10, 2020 11:36 pm


Sidney permaneceu na presença da dama somente o tempo necessário para que o mal-entendido fosse desfeito. Não tinha sido como imaginara, mas de fato tinham encontrado problemas no mar mais adiante. “Um Vice-Almirante?” Parou para imaginar, usando como comparação o Comodoro de Utopia que tinha visto causar estragos aos rebeldes. – Acha que dá conta? – Sid ouviu, mas não quis responder por que não ficaria feliz com o que teria a dizer.

Ignorando as vozes imaginárias, deu atenção para aquela que saia de um rosto visível. – Mesmo? Ninguém?.... Eu aposto que eu ganharia. – Disparou logo que ouviu os comentários sobre o Porco. – Não digo isso por inocência, eu imagino que vocês devam ser mais fortes do que a grande maioria, mas se vocês não forem mais fortes do que eu por exemplo, é difícil usar a palavra “forte” para descrevê-los. – Continuou, com aquela mesma calma e desdém. Estava de fato sendo arrogante, mas seu convencimento não era infundado, embora não fosse o mais poderoso do Paraiso como aquele individuo alegava ser, ainda se imaginava como um dos mais fortes dali, possivelmente no top 3 daquela ilha, mesmo sem nem explorar o restante.

- E por mais forte que eu diga que sou, não posso dar o mesmo voto de confiança pra todos que me acompanham. Da mesma forma que imagino que seja no seu grupo. Claro, o capitão e os imediatos devem ser capazes de lidar com os problemas do novo mundo, mas você não acha que seria ainda mais ingenuidade da sua parte achar que toda a sua tripulação seria capaz de fazer o mesmo sem auxílio? – Não era exatamente como se Sidney estivesse querendo provoca-lo, mas ele não reclamaria se o Porco se ofendesse e pudessem provar a teoria de sua suposta invencibilidade.

Em meio a conversa, sem demonstrar reações, o garoto conseguiu observar sua companheira ser assediada logo mais adiante. Suspirou em desaprovação e teria se limitado a mandar os zumbis ou sua sombra, mas parecia um grupo grande o bastante e uma oportunidade para aliviar a tensão e mostrar ao grupo uma pequena exibição de suas capacidades. – Só um segundo. – Disse à Noverl.

Thompson utilizou da akuma para manipular sua sombra, dividiu e moldou ela na forma de uma nuvem de pássaros negros que sobrevoariam a zona de assédio e causando desconforto nos agressores antes de fazer sua aparição dramática. – Eu vou dar uma surra naquele pessoal, enquanto isso, vê se o seu amigo rosa não tem interesse em três minutos de trocação de soco pra provar seu ponto. – E sem aguardar por uma resposta, se levantou e foi ao caminho dos homens, gesticulando aos Zumbis que se preparassem para atacar e instruindo para manter o confronto com o menor estrago possível aos corpos. – Ei, seus otários, respeitem a mulher dos outros. – Chamou a atenção do grupo, apenas com a intenção de espantá-los em seguida.

Cobriria a perna com o Haki para dar mais força ao seu argumento e se moveria com Soru calculando uma pessoa próxima que pudesse chutar como uma bola e usá-lo para derrubar mais um ou duas no processo. Queria diminuir o número de adversários rápido, evitando mata-los apenas por que precisava de pessoas vivas para extrair as sombras, do contrário já teria usado as adagas para separar as cabeças do pescoço. Mas caso o crânio de alguém arrebentasse com o chute a culpa seria do cidadão que era frágil.

Não daria nenhuma oportunidade para explicar o que havia os motivado a agir de tal forma, nem chance de implorar por desculpa. Já chegaria batendo e sumindo de vista em outro passo rápido para encurtar a distancia e dar um outro chute impulsionado de um giro acrobático e a aceleração do Soru.

Assumindo que não haveriam imprevistos, comandaria aos zumbis que empilhassem e saqueassem os corpos. Faria um montinho em um canto mais sombrio onde o sol não batesse, e na ausência de um lugar assim se veria tentado a procurar uma casa próxima para arrombar.


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptySeg Dez 14, 2020 2:47 pm




Hello darkness my old friend...

Mock Town (Jaya) - 25º - Manhã



Noverl, como de costume, ria com a suposição de Sidney. – Hahahah! Deixa de ser bobo, Filho do Demônio! – O pirata colocava ambas as mãos na barriga tentando conter a dor que sentia de tanto rir. – Se eu fosse ele não iria querer provar ponto nenhum pra ninguém! – O rapaz começava a se afastar do Sid. Ele também caminhava na direção da rampa, que levava ao navio. – Na próxima vez que nós nos virmos vamos marcar uma lutinha..., porém EU serei seu adversário! Huahahahauhah! – Noverl gargalhava enquanto caminhava ponte acima.

O navio da Dama Vermelha iniciava os preparativos para partir. Ahab continuava observando Sid e Khojit sorria na direção da confusão que o pirata adolescente causava. A tripulação, mesmo bem avariada, corria de um lado para o outro para colocar aquele galeão em movimento.

Ao longe, o garoto percebia suas tripulantes serem assediadas. Elas até conseguiam se virar, porém a presença do capitão foi muito mais efetiva do que imaginado. O chute foi rápido, preciso e destruidor! Um dos velhos era lançado contra um grupinho de outros quatro. Todos caíam no chão. Com o impacto do chute Sid sentia algo qyebrando. “Crac!”. Porém ele sabia claramente que fora de seus oponentes.

A força destruidora chamava muita atenção. A grande maioria que transitava no porto, seja trabalhando, seja chegando na cidade de Mock ou partindo dela, prestava atenção nas duas moças e no rápido garoto que simplesmente apareceu e nocauteou um velho, jogando outros no chão.
Era algo admirável, afinal poucos naquele lugar se movimentavam com tanta habilidade como demonstrado. Do navio era possível ouvir, graças ao momento de silêncio, o gargalhar de Noverl e a comemoração de Khojit. – Ele é doido mesmo! Hahehah! – Gritou o pirata da Dama.

Uma construção portava um toldo considerável e suficiente para montar uma pilha com os corpos desacordados, sendo um deles provavelmente morto, dos velhos que assediaram as duas tripulantes de Sidney e que sofreram as consequências da pior maneira. – Esse cara é maluco! – Uma pessoa comentava. Em um barco, repleto de homens, outra voz se erguia. – Eles não valem nada, são apenas velhos que gostam de apostar na vida dos outros. – O homem, provável pescador justo as roupas que usava, fitava os zumbis estranhos que puxavam, carregavam e lançavam um corpo sobre o outro. Eram criaturas esquisitas e bem inesperadas. – Essa criança é uma aposta boa. – Comentou com alguém próximo a ele.

A figura sombria sumia frente aos olhos dos transeuntes.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 666699
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 993300
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - FF0066
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - FF0000
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - FF0000
NPC Comum - CC6600

NARRAÇÃO - V
☠

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 44
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 25
Localização : Chaos

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptySeg Dez 21, 2020 8:43 pm


Sidney dava as costas a Noverl e deslocava-se até um velho que tinha um crânio frágil. O mesmo velho já derrubava os outros e a pilha de corpos era feita com rapidez pelos soldados mortos-vivos. O garoto não ligava tanto para a atenção que tinha passado a atrair para si mesmo, os gritos que ouvia do navio mais adiante ou mesmo os pedestres que comentavam sobre a brutalidade.

Assoviando e puxando a faca de sua cintura foi até o beco escuro para não desperdiçar os corpos. Como de costume, garantiria um número igual de pessoas vivas e pessoas mortas. Finalizando aqueles que estivessem vivos e sobressalentes com uma apunhalada no peito, algo que não fosse prejudicar quando o corpo voltasse a se mover. Depois, iria até os sobreviventes, puxaria a sombra do chão de forma a materializá-la e então usar a faca para separar a sombra do corpo e então depositá-la em um dos mortos, repetindo o processo quantas vezes precisasse.

- Ow, seus otários. – Berraria aos velhos quando terminasse de criar seus zumbis. – Alguns amigos seus estão apagados naquele beco. Quando eles acordarem avisem que se eles saírem no sol vão queimar até a morte. – Dito isso, partiria com seus acompanhantes rumo ao interior da cidade. “Só perdi meu tempo com aquele pessoal.... Bando de inúteis... Ainda que o poder daquela peituda fosse interessante.”

Pensando com seus botões, voltou a preocupar-se com o tal Haki que ainda não tinha encontrado grandes pistas. Imaginou que o melhor lugar para coletar informações, como sempre, eram as tabernas locais. Sid procuraria um local de aparência chamativa e barulhenta. Algo que berrasse “Piratas”. Claro, a maioria naquele estabelecimento não seria capaz de indicar o que procurava, mas os balconistas que costumavam ouvir de tudo podiam ter ouvido a muito tempo falar de algo parecido, e deviam recordar bem se tivessem o bolso mais pesado.

O sombrio deixaria dois seguranças do lado de fora, um de cada lado da porta apenas para intimidar aqueles que resolvesse entrar enquanto ele ainda estivesse ali. Os outros ficariam próximos às garotas e à Charles, mas o grupo como um todo iria se apossar de alguma mesa vazia. Caso não houvesse nenhuma, criaria em um local que julgasse confortável, um canto onde pudesse ser visto pelos atendentes e também ter uma visão adequada do restante do estabelecimento. – Nós vamos pegar essa mesa, não tentem bancar os machões, por favor. – Mas claro, Sid não ligava de massacrá-los se precisasse. – Okay vamos ali pra fora. – Responderia caso houvesse qualquer complicação. – Podem ficar à vontade, já volto. – Dirigiria a palavra ao seu grupo antes de acompanhar qualquer encrenqueiro para o duelo.

Se não tivesse problemas em se acomodar, apenas faria sinal para que o servente trouxesse cerveja para todos e dalí cada um pediria o que bem entendesse, enquanto isso Thompson aproveitaria para perguntar o que realmente lhe interessava. – Eu vou te estereotipar como o taverneiro que sabe das coisas, me pare quando eu estiver errado: Sabe dizer quem são os maiorais do pedaço? – Não era EXATAMENTE o que queria, mas servia de gancho para a pergunta seguinte: - Sabe dizer se algum desses caras usa Haki?


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptyTer Dez 22, 2020 3:53 pm




Hello darkness my old friend...

Mock Town (Jaya) - 25º - Manhã



As coisas ficavam cada vez piores para os velhos das apostas. Eles, que antes apenas se reuniam para um jogo ainda desconhecido, agora se assustavam e corriam para longe com o massacre do porto, que ocorria dentro de poucos segundos e acabava mais rápido ainda. O repentino medo do garoto, além de sua trupe, era visível. Os pescadores sorriam, porém de nervosismo, afinal eles também pareciam ser um alvo fácil nas mãos do ascendente pirata.

Seu próximo destino, ou destino de qualquer pirata que pisasse em Mock Town era um bar, dos mais encrenqueiros. O cheiro de bebida, mulheres, sacanagem, perfume e fumo era forte. Uma das instalações era chamativa o suficiente para ter a atenção de Sidney: Dente do Tubarão. O bar era bem construído, afinal brigas pareciam acontecer diariamente, como visto, e os funcionários não se incomodariam nem um pouco em atirar em um ou outro para se livrar do problema. Dois brutamontes, de avental e camisa social, saíam do bar com um sujeito carregado. Simplesmente jogavam-no no meio da rua e voltavam para dentro do estabelecimento. O som de música e gargalhadas embriagadas ecoava por distantes metros.

A farra não fazia com que todos notassem a chegada de Sid e seu grupo, porém os zumbis na entrada do Dente do Tubarão foram o suficiente para amedrontar os principiantes na bandidagem.

A mesa era separada pelo garoto, e o atendente sinalizava com um positivo. Não demorou para se dirigir até a mesa com o chamado do capitão. – Os maiorais, hein? – Seu sorriso banguela era charmoso. As mãos grossas iam sobre a mesa e várias tatuagens encobriam a maior parte dos braços e peitoral, com a abertura de dois botões de sua camisa. – A Dama Vermelha está na ilha, Odoborei já deve estar chegando, Coco já está a uma semana aqui e eu acho que, se ele já não estiver morto ou preso, Al Dam também deve estar por aí... – Ele sorria malandramente. – Agora se sabem isso aí que você está falando ou não... acho que sim, quem sabe? Não ouço história de quem entra em seu caminho. Hahah – Sorria novamente, desta vez bem descontraído.

O bar tinha uma música característica de dois homens que improvisavam músicas dedicadas à pirataria e coisas parecida. Roubos, furtos, saques, bandidagem e qualquer crime eram os temas principais de suas letras, além de uma melodia bem animada.

Curiosamente a resposta do funcionário do bar fazia a memória de Sidney tilintar com o que Noverl disse, ou pelo menos o cerne da conversa: “Ninguém que é fraco vai para o novo mundo!”.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 993300
NPC Comum - 663300

NARRAÇÃO - VI
☠

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 44
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 25
Localização : Chaos

Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 EmptyTer Dez 22, 2020 4:47 pm


Chegando ao bar, Sid já se via acolhido pelo clima festivo e baderneiro que esperava entre os piratas. Um tanto diferente ao clima aloprado e maníaco naquele churrasco que viu acontecer em sua mente dias atrás, naquela situação parecia que as bebidas estavam batizadas com água mais potente que a de Terralegre. Mas aqui o barulho não era tão excessivo e frenético ao ponto de lhe atordoar e ele assumia uma mesa com seus companheiros que logo eram atendidos pelo servente. Thompson tomava sua bebida em um único gole e então passava a ocupar as mãos colhendo a plana em seu pescoço, bolando um de seus baseados e fumando junto aos vários outros clientes. – Não tinha como perder essa oportunidade se enturmar, não é mesmo? -

Enquanto movia as mãos de forma automática, prestava atenção no atendente enquanto seguia a conversa. – Já conheci essa Dama.... Nunca ouvi falar desses outros. Também passaram pelo Novo Mundo? – Se confirmado isto, todos se tornariam muitíssimo mais interessantes. – O que você sabe sobre esse Odoborei? – Perguntaria individualmente cada um dos nomes mencionados, se todos fossem veteranos e capacitados, planejava escolher o que tivesse mais afinidade ou probabilidade de persuadir a lhe ensinar algum truque, preferencialmente de graça, mas era o tipo de conhecimento que não se importava em pagar para obter, contanto que tivesse os fundos necessários. Tanto para o possível mentor quanto para aquele que pudesse dar informações a seu respeito.

Após receber uma introdução sobre esse pessoal, iria para a seguinte pergunta: - Onde eu posso encontra-los? – Mesmo que não soubesse realmente apontar precisamente todos eles, qualquer dica que ajudasse a encontrar um dos três já seria de alguma valia. – Não quer aproveitar e pedir os documentos deles também? Vai que o cara sabe. – Ouvia-se novamente aquela voz que continuava a aporrinhá-los e constantemente o distraia de seu foco.

Mas informações não eram exclusivamente a única coisa que procurava por ali. Por exemplo, bebida era um de seus interesses. – Bom, traga uma rodada de doses pra gente, algo forte, de preferencia local. – O que era um meio de turismo, conhecer os sabores e gostos típicos daquela ilha. Mesmo que os focos de Sidney fossem mais direcionados a substâncias “nocivas” do que para comida.

A música que ouvia também lhe agradava, e fazia lembrar que seu bando era carente em músicos. Algo que pretendia mudar, talvez recrutando alguns piratas daqui, mas não era uma urgência. Lidaria com isso outro dia, talvez na próxima semana, o que pareceu mais importante foi arranjar um local confortável para que ele e seu bando pudessem ficar. – Vocês tem quartos por aqui? – Era até algo que podia ser presumido pelo tamanho do edifício. Se recebesse confirmação já alugaria um quarto para que pudesse cair bêbado. Mas em caso de uma negação, já perguntaria sobre os alojamentos mais próximos.

Seu plano para aquele restante de dia inteiro era aproveitar. Estava aborrecido pelo tédio da viagem parada e sem estímulos, e agora podia esbanjar disso. – Hoje eu vou ficar doidão, por que amanhã é sábado. - Tentaria ficar em termos amistosos com os outros frequentadores do bar, pagando uma bebida, ouvindo uma história, contando uma das suas cheias de exageros e egocentrismo, mas que ainda assim eram verídicas. Faria questão de ouvir não só as fontes seguras, mas teria em mente alguns boatos e rumores absurdos que os bêbados podiam ouvir e criar com o empurrão criativo de seus vícios. Era bom para conhecer mais sobre a região, que ainda não sabia tanto quanto gostaria, mas que já planejava sediar-se pelos próximos meses. Claro, não era improvável que esses encontros amigáveis saíssem pela culatra e o garoto tivesse que se impor exageradamente e através da agressividade, algo comum quando assediassem suas posses... Digo, companheiros. Ou talvez a simples menção daquela maldita alcunha imposta pela marinha que tanto lhe incomodava que o forçaria a dar mais um deus discursos prologando sobre sua independência, falta de conhecimento dos pais e uma larga lista de sugestões diferentes de como poderiam se dirigir a ele sem que tivessem que tomar um soco na costela ou um chute no joelho.


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Hello darkness my old friend...
Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Utopia-
Ir para: