One Piece RPG
Hello darkness my old friend... - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Mephisto Hoje à(s) 08:54

» [Mini-Saitoshiba] A Aventura está apenas começando
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Mephisto Hoje à(s) 08:08

» Em busca da resistência
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:30

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:09

» I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Meursault Hoje à(s) 04:53

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Wesker Hoje à(s) 04:07

» A Ascensão da Justiça!
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 01:26

» Hey Ya!
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 01:18

» Cap. 2 - The Enemy Within
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:53

» X - Some Kind Of Monster
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:59

» [Mini-Cadmo] Prelúdio
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Makei Ontem à(s) 22:23

» Primeiros Passos
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:09

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Nolan Ontem à(s) 22:07

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 21:19

» Alejandro Alacran
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Buggy Ontem à(s) 20:27

» A inconsistência do Mágico
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:42

» Ep 1: O médico e o marinheiro
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Wild Ragnar Ontem à(s) 19:30

» Onde terra e mar se encontram, o início da jornada!
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:29

» Vol 1 - The Soul's Desires
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor GM.Milabbh Ontem à(s) 18:29

» Battle Tendency
Hello darkness my old friend... - Página 2 Emptypor Rimuru Ontem à(s) 16:45



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Hello darkness my old friend...

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptyTer 26 Maio 2020, 19:57

Relembrando a primeira mensagem :

Hello darkness my old friend...

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Sidney Thompson. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Zed
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 18/08/2011

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptySex 11 Set 2020, 22:00

~ Aprendizado de Perícia – Ciências Proibidas. ~



Era uma noite tranquila para os padrões de um pirata, Sidney estava lendo livros que havia encontrado em seu refúgio. Estava em um canto mais afastado de seus companheiros, tentando manter o silencio enquanto apreciava as histórias que encontrará a respeito de Jaya. Eram interessantes em sua totalidade, desde a tentativa de refutar algo inexplicável até toda a origem de fundo, especialmente as menções de anjos e deuses. “Eu não sabia que eles faziam ilhas lá em cima.”

- Sim. Fazem, eu vim de lá. – Uma de suas vozes imaginárias respondia. “Isso é novo... Você nunca mencionou isso antes.” Por um momento interrompeu sua leitura, para dar atenção aos devaneios. – Nunca tinha precisado... Até por que seria estranho. Oh, eu vim de uma ilha no céu, eu tenho asas nas costas, você não pode me ver mais confia em mim. – A menção de asas o pegava de surpresa. – Ué, você tem asa?Não cara, eu sou um ser imaginário e invisível. Do que você tá falando? – Jamal respondia de imediato e subitamente todas elas se calavam. “Hahaha muito engraçado pessoal... Bando de babacas....”

A ideia infelizmente não conseguia morrer ali, anjos alados... ele mesmo era considerado um demônio, que tipo de outros mitos e criaturas eram conhecidos ou mencionados em histórias como aquela? A curiosidade o fazia abandonar tudo que estava fazendo e seguir vasculhando livros a respeito por ali no esconderijo. Ou caso necessário, procurando pelo território em volta. Talvez alguma biblioteca tivesse sobrevivido a destruição no distrito. Queria saber tudo que pudesse sobre coisas que não deveria saber. Fenômenos estranhos e de cunho sobrenatural, seres do fundo do oceano, céu ou espaço sideral.

~ Fim de aprendizado. ~

Depois de seus estudos, antes de ir ao seu descanso, daria uma observada em como andava o lado de fora. Sid não daria ordens nem chamaria reforço, tentaria passar despercebido por seus aliados e pelas tropas que poderiam rondar a região. Seguiria com uma movimentação furtiva e acrobática pelos telhados para fazer o reconhecimento da região uma ultima vez. Estudando a rota que usaria para chegar ao porto, já vendo quais ruas ficavam sem vigia e identificando a longa distância um possível barco adequado para o sequestro.

Sid também usaria estas últimas horas esperando encontrar possíveis aliados perdidos pela cidade e fazer contato. Mas evitaria massacres por hora, optando apenas por contornar os problemas e se manter longe dos holofotes. Fumaria dois baseados e dois cigarros com um intervalo de meia hora em um telhado adequado para observar a movimentação e tentar colher dados sobre as tropas de segurança e períodos entre as rondas.

Terminando o reconhecimento, o garoto retornaria até seu esconderijo, silencioso para não acordar os dorminhocos e então procurando um local para descansar. Idealmente iria deitar com suas duas acompanhantes, chutando qualquer outro homem para fora da cama.

Na manha seguinte imaginava que seria um dos últimos a acordar. O que significava que era obrigação de seus subordinados já terem preparado seu café. – EU QUERO CAFÉ! EHHH! – Demoraria um longo tempo fumando mais um baseado primeiro e um cigarro em sequência. Beberia o café em paralelo. E finalmente comeria alguma coisa se tivesse algo. – Bom... Todo mundo pronto pra ir saquear um barco e meter o pé dessa porcaria?... – Meio que cancelando tudo que tinha dito a pouco olharia em volta procurando por uma figura peluda e familiar. – O Bolinha tá por aqui?


Historico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 3
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptySeg 14 Set 2020, 19:59





Sidney Thompson

Fim da Tarde. Utokata. Céu nublado.



Após conseguir algumas informações a respeito da história de uma ilha próxima, Sidney aproveitava aquele tempo para buscar algumas novas informações nos livros que ainda tinha acesso ali por perto. Estudou e encontrou bastante conteúdo a respeito de histórias e teorias sobre as ilhas do céu, além de teorias ainda mais estranhas sobre estranhos redemoinhos que destruíram embarcações inteiras e as levavam para lugares afastados da civilização. Também lia bastante a respeito de teorias sobre segredos que o Governo Mundial poderia estar escondendo da população, mas que pouco era sabido a esse respeito.

De qualquer forma, o estudo de Sidney seguia sem grandes complicações com os livros que encontrara sobre Ciências Proibidas. Após aquele tempo de estudo, que tinha passado por algumas horas do dia, Sidney podia perceber que Miguel já tinha terminado de costurar os cadáveres que Sidney havia trazido junto de sua trupe. - Consegui salvar uns quatro e os deixei em boas condições. Já o resto... - Seis olhava para um dos cantos na entrada do esconderijo, onde uma pilha de cadáveres sem braço, perna ou ambos, jazia, despedaçados e esburacados.

Sidney deixava o esconderijo e se esgueirava pelo túnel que o ligava até o lado de fora do edifício parcialmente tombado, chegando às ruas de Utokata. Já era final de tarde, pelo o que podia perceber do sol ao céu, que já começara a se pôr no horizonte a oeste. As nuvens ainda cobriam parcialmente o céu, e tomavam para si um tom laranja e amargurado de fim de dia, que Sidney podia ver com bastante clareza após escalar um dos prédios próximos e seguir até a região do porto através dos telhados das casas e edifícios.

O porto não era muito longe de onde estava o seu esconderijo. Do topo de um último edifício antes de chegar a uma zona plana do cais, o garoto podia ver muitas embarcações, lado a lado, ancoradas no cais. A maior parte delas estava sendo carregada com suprimentos, caixotes e alguns baús grandes. Outras poucas estavam descarregando carrinhos de mão lotados de peixes e outras especiarias, além de legumes, verduras e frutas. Sidney conseguia perceber que a maioria das embarcações tinha o seu tamanho médio, e algumas poucas eram pequenas, focadas quase que por completo na pesca costeira. Uma das embarcações parecia ser de típicos piratas, outra parecia ter uma tripulação de aventureiros viajantes, e algumas outras levavam homens mais diversos, não sendo possível perceber qualquer peculiaridade. De qualquer forma, grande parte delas parecia estar se equipando para zarpar no dia seguinte.

Sidney passou algum tempo observando os navios e a movimentação no porto, que era constante, apesar de decair um pouco com a chegada da noite. As rampas de acesso aos navios eram retiradas, uma a uma, e finalmente a maior parte das luzes nos navios eram apagadas. Sidney consumia alguns de seus cigarros em um ritmo bem rápido enquanto ficou em sua vigília, e então resolveu retornar ao esconderijo, onde adormeceu no sofá principal, junto das Dois.

- EU QUERO CAFÉ! EHHH! - Sidney acordava, agitando o grupo e atraindo boa parte dos olhares para si. Ao se sentar no sofá onde dormira, podia perceber que todos já estavam sentados em volta de uma grande mesa que parecia ter sido improvisada de última hora com alguns dos escombros e alguns banquinhos de uma barbearia destruída no edifício ao lado. 13 já estava servindo alguns ovos fritos sobre a mesa para o grupo, que já começava a dividir pães e pedaços de carne entre si. Havia algumas bebidas baratas e de cheiro bastante forte acima da mesa, ao invés de um café propriamente dito. - Só tem corote. - Dizia 50, abarrotando sua boca com algumas frutas amassadas.

Todos afirmavam com a cabeça com a pergunta sobre estarem prontos, mas não pareciam saber do paradeiro de bolinha. - Eu lembro de ter visto ele... Ahn... Por aí. - Dizia 50, meio confusa.





Histórico:
 

____________________________________________________

Hello darkness my old friend... - Página 2 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 44
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 25
Localização : Chaos

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptyQui 17 Set 2020, 03:02


Depois de deixar as teorias conspiracionista e fenômenos peculiares de lado, Sidney se preparava para deixar o esconderijo quando foi abordado por Miguel, as noticias não eram as melhores, vários dos zumbis estavam inutilizáveis, mas alguns tinham sobrevivido. – Tudo bem... Faz o seguinte, tenta decepar a cabeça desses cotocos, coloca tudo em um caixote pra gente levar mais fácil. Os corpos você deixa em algum lugar fora do esconderijo... Não precisamos de um bando de ratos invadindo o lugar. – Segundo suas expectativas, mesmo sendo apenas cabeças, poderia remover as sombras delas e remanejar em corpos adequados... Se os zumbis fossem capazes de sobreviverem dessa forma, sua fisiologia ainda era um à Sid mistério.

Uma vez do lado de fora, aproveitou para fazer o reconhecimento e tentar no meio dos vários barcos marcar um dos que estivessem prontos para sair. Queria confirmar os barcos médios que dispunham de canhões. Mesmo sem planejar usá-los, era melhor tê-los sem necessidade do que sentir a falta em um momento de urgência.

De volta ao esconderijo, depois de dormir no sofá, acordou fazendo seu escândalo matinal. Era divertido para ela a dinâmica de liderança, os olhares atentos, mesmo as mais simples palhaçadas. – Olha pra mim, quero atenção, meus pais me abandonaram... Bunda-mole. – Ignorando a voz, Sid tomava seu acento a mesa, não tinha café, só um álcool do brabo. – Eita... Okay... Serve. – Dando de ombros em contentamento passou a beber sem dar muita atenção a comida, até o sumiço do cachorro se tornar tópico.

Amontoando um punhado de carne em um prato, saiu da mesa e foi a procura do animal deixando o cheiro da carne fazer o trabalho pesado. “Ele normalmente prefere hamburguer e pizza... Mas acho que um bife pode ser do agrado dele. – Não era a primeira vez que tinha a necessidade de caçar o animal com fast food, e provavelmente não seria a última, mas já era um grande facilitador, ele sabia o esquema. Apenas precisava encontrar o cachorro e colocar sua coleira de sombras no pescoço do animal e arrastá-lo por aí até entrega-lo a uma garota aleatória que lhe acompanhasse.

Resolvida a pendencia do cachorro, podia voltar a dar atenção a sua fuga da ilha. – meia9meia9 – Chamou um dos zumbis novatos que ainda não tinha número. – Carrega a caixa! – Instruiria de maneira simples para que ele carregasse a cabeça de seus irmãos durante o caminho, apontaria para a tarefa um dos que identificasse como mais fracos ou danificados.

Sidney guiaria o caminho junto a trupe de seguranças mortos, servindo como protetor de seu grupo. Ele esperava que a aparência dos mortos fosse o bastante pra tirar da frente qualquer multidão, restando apenas aqueles que voluntariamente quisesse morrer mais cedo tentando parar o pirata. Como os números não estavam tão favoráveis no momento, o pequeno demônio se via na obrigação de ser ativo no combate. Tão logo algum batalhão metido a besta aparecesse já agiria com seu plano antes deles começarem o falatório nos dando a chance de nos render e que nos prenderiam pela justiça e tudo mais.

Idealmente não teria nenhum empecilho no caminho e poderia chegar ao barco que havia previamente escolhido. Não tinha nem achava que precisava de plano. Sidney só subiria ao convés guiando sua tropa e anunciaria em bom tom pra tripulação. – Você tem 30 segundos pra tomarem a decisão de vocês. Saem do barco e sigam com suas vidas, se deitam no chão e entram no bando ou puxem uma arma e morram.... 29... – E assim que a contagem chegasse ao fim ou que o primeiro maluco resolvesse atacar antes da hora o “plano ofensivo” teria início.

Ao entrar em combate, para surpreender e atrapalhar qualquer agressor, manifestaria sua sombra na forma de dezenas de corvos negros, que jorrariam pelos pés de Sidney ao levantar voo e iniciar o movimento de circulação em torno das tropas inimigas. Os corvos serviriam como distração e ataque furtivo pelos pontos cegos ou em bandos apenas para atrapalhar a vista. Enquanto os pássaros negros serviriam principalmente como perturbação, o garoto utilizaria do Soru para deslocar-se entre os inimigos.

Sid usaria as duas adagas de gelo, golpeando em coordenação com os corvos para pegar os adversários desprevenidos, ele iria percorrer o campo de batalha girando as laminas com violência e Haki na tentativa de decepar braços e pescoço, limpando a maior e mais perigosa parte de oponentes antes mesmo de seus aliados se unirem a luta.


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 3
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptySab 19 Set 2020, 05:39





Sidney Thompson

Manhã. Utokata. Céu parcialmente nublado.



Sidney não demorava muito para encontrar Bolinha do lado de fora do esconderijo, rasgando um saco de lixo que já estava estirado pelo chão em frente ao que parecia ter sido um pequeno mercadinho há algum tempo. Não dava para saber muito bem, mas toda aquela área da cidade parecia ter sido muita coisa... Algum dia. Hoje? Apenas escombros, quase como uma cidade num cenário pós-guerra.
Com um pedaço de carne, Bolinha se aproximava feliz, abanando o rabo ao ver seu dono, ávidamente largando o saco de lixo que pouco tinha a oferecer além de algumas latas de ervilha.

- Vou com você. - 13 dizia, assim que via que Sidney estava saindo novamente, dessa vez com a sua trupe cadavérica. - Eu também. - Mikayla dizia, segurando bolinha pela coleira negra. No fim, parecia ter sido de comum acordo que todos fossem para o porto, já tendo uma certa ideia do que seria feito. Não era nenhuma novidade para ninguém ali.

A marcha dos mortos começava. Saíam todos do esconderijo, levando as cabeças dos cadáveres restantes em uma caixa improvisada de papelão, tal como fora ordenado por Sidney. Das poucas pessoas que estavam naquelas ruas àquela hora, todos se assustavam com o que viam e apenas abriam caminho, alguns com uma expressão de pavor, apenas. Já outros também faziam questão de gritar e correr. No entanto, não parecia haver qualquer força militar pelo caminho.

Em um dos postes no porto, Sidney era capaz de se ver em um cartaz pendurado. A recompensa de 91 milhões era notória abaixo de sua foto. 13 fazia questão de arrancar o cartaz, enrolando-o e o guardando. - Péssimo lugar pra pendurar um cartaz. Esse lugar tá morto.
Sidney guiava a trupe até um dos navios, o qual tinha alvejado na noite anterior como a melhor opção, devido aos 2 canhões que possuía, um de cada lado. O navio estava cercado por outros maiores, mas parecia não haver qualquer movimentação em nenhuma das embarcações, muito possivelmente pelo horário ainda não ser o de pique para o comércio no porto.

- Você tem 30 segundos pra tomarem a decisão de vocês. Saem do barco e sigam com suas vidas, se deitam no chão e entram no bando ou puxem uma arma e morram.... 29... - Anunciava assim que colocava os pés no convés do navio, encontrando um velhote sentado em uma cadeira de madeira, inclinando-se e se balançando. O velho parecia surpreso ao ver todo aquele grupo surgir de uma só vez, um atrás do outro, com as armas em mãos. Com um solavanco, ele perdia o equilíbrio da inclinação de sua cadeira, caindo e rapidamente buscando se reerguer. - C-calma lá...! - Gaguejava. - Somos apenas comerciantes. - Sua voz parecia rouca e assustada. - Estamos eu e meus filhos, são dois rapazes jovens. Não nos faça mal algum, por favor... - O velho se reerguia, sua expressão tentava manter uma calma forçada, como se estivesse desesperadamente tentando manter o controle da situação.





Histórico:
 

____________________________________________________

Hello darkness my old friend... - Página 2 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 44
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 25
Localização : Chaos

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptyQui 29 Out 2020, 00:09


Sidney Thompson guiava a carreata dos mortos, alguns piratas vivos e um cachorro. Todos saindo de um esconderijo na zona destruída da cidade e rumando até a Zona do Porto para tomar um barco e zarpar daquele pequeno inferno. Aquela maldita ilha na qual estava preso ao que já pareciam anos.

Seu percurso não foi marcado por nenhum imprevisto e logo chegaram ao porto e ao barco que havia previamente selecionado. Sua tentativa de causar caos e correria ao expor seu infame rosto foram para o ralo, o senhor em uma cadeira de balanço sequer parecia tão preocupado assim, embora estivesse surpreso. – Seguinte meu bom.... Eu não quis dizer totalmente no sentido literal de 30 segundos, saca?... Mas sim, é pra vocês meterem o pé logo, o restante era real, não vou matar ninguém, a menos que vocês queiram ficar no navio e NÃO entrar no nosso grupo. Por isso eu dei a opção de chamar a molecada e sair vazado, sacou? – E independente do entendimento dele, sem pressa alguma iria até a cadeira de balanço, ela havia atraído o seu olhar, muito mais do que o antigo dono.

- Bom, vocês mais ou menos sabem o que fazer, avisem quando estiverem prontos pra zarpar, eu tenho o log pose comigo, acho que está ajustado, eu posso ficar revezando com a 50 durante a viagem.... Ou o velho e a família possam saber manusear o navio.... – Gastaria algum tempo refletindo se deveria ou não o forçar a ficar caso essa já não fosse sua vontade. Pouco mais de dois minutos. Apenas o tempo de terminar de bolar um baseado enquanto se balançava.

Ao termino deste tempo, caso o velho e filhos ainda estivessem a bordo, daria a ordem à 13. – Na verdade, eles podem ser úteis, recrute eles. – Caso por sorte o idoso tivesse bom senso e corrido dali, apenas daria de ombros completamente conformado. – Ah, tanto faz, nem deviam ser tão úteis assim.

Enquanto esperava que a tripulação tomasse seus postos e preparasse a embarcação para a viagem, Sidney se balançava e brincava com a fumaça. Quando notasse que restava apenas seu comando, assumiria seu lugar no palco berrando ordens a tordo e a direito enquanto ajudava na condução do Leme. De tempo em tempos aproveitando para ver recrutas e oficias de baixa patente fazendo o trabalho braçal, ficaria atrás destes grupos os apressando e agindo como um pequeno ditador, disparando alguns insultos e insinuações de que estavam fazendo corpo-mole. Não tinha muitos planos de ser agradável, ele sabia que provavelmente era um tirano e achava a ideia na verdade bem atrativa, principalmente se o serviço de seus escravos fosse feito com rapidez e maestria.


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 3
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptyQui 29 Out 2020, 20:29





Sidney Thompson

Manhã. Partindo de Utopia 1/3. Céu parcialmente nublado.



Sidney caminhava até a cadeira de balanço, calmamente alcançando-a e se acomodando-se. O velhote adentrava a cabine da embarcação e parecia convocar os seus filhos, fazendo questão de manter a voz baixa o suficiente. Juntamente dele, Miguel adentrava a cabine e fazia questão de monitorar os três enquanto preparavam as suas malas. Mikayla e Naevys já seguiam para a proa do navio, e juntas começavam a girar a roda da âncora, que ficava responsável por puxar o objeto pesado de volta para a embarcação. - Ai, trabalhar logo pela manhã... Ninguém merece! - Naevys soltava para a companheira, que gargalhava e concordava, mas continuavam as duas a puxar a âncora.

Assim, Sidney terminava de bolar o seu baseado, sentado em sua mais nova cadeira de balanço na área da popa do navio, um pouco mais atrás do timão, mas permitindo espaço para que uma pessoa ficasse de pé controlando-o. O velhote comerciante saía da cabine abaixo, carregando uma pesada mala de couro. Ao seu lado, um moleque com cara de bobão e remelento levava outra mala pequena, aos trotes, e mais um garoto, moreno, magricela e bem alto carregava uma outra mala grande com certa tranquilidade. - Na verdade, eles podem ser úteis, recrute eles. - Dizia a Iesuke, mas a família de comerciantes rapidamente entendia o recado e largava as malas no convés, aliviados. - Eu não vou lhe decepcionar! - Dizia o garoto remelento, que tinha um cabelo numa coloração difícil de distinguir entre o cinza ou o loiro sujo. Ao seu lado, o velho pai deles desabava a chorar, agarrando-se ao chão como se quisesse abraçar cada parte do navio que tanto amava. - O-obrigado... Obrigado... Obrigado meu Deus...! - Ele começava, e logo em seguida já passava as ordens aos seus filhos, que, como macacos, subiam pelo mastro principal, soltavam as amarras das velas de ambos os lados e começavam a fazer os demais preparos necessários a partida.

O velhote, no entanto, aproximava-se de Sidney. - Obrigado. Me chamo Charles. Meus filhos se chamam Wandemberg e Danteragem. - Dizia ele, apontando para o magricela e depois para o bobão, nessa ordem.

O navio começava a partir do porto enquanto Pearl permanecia no timão, controlando-o enquanto ainda estava nas margens portuárias, mas logo deixando o timão de lado ao colocar a embarcação em alto-mar, apenas vez ou outra dando uma olhadinha no Log Pose de Sidney para alinhar a direção. Já o garoto, passava pelo resto do navio observando o trabalho de seus companheiros. Num geral, os dois filhos ficavam sempre ao lado das correias das velas, puxando-as quando necessário e reajustando-as de acordo com a direção do vento, que aparentemente mudava constantemente e de forma extremamente radical. As duas Dois estavam no interior do navio, na cozinha, bebendo sobre uma mesa. Iesuke as observava de um dos cantos da cozinha, bebendo um saquê sozinho. Já Miguel estava em uma outra sala fuçando nuns instrumentos médicos que tinha encontrado por lá. Os zumbis de Sidney estavam na cozinha, sentados e inertes, quase como "desligados". O velhote estava também na cozinha, atrás de um balcão preparando algum alimento que parecia ter um cheiro admirável.





Histórico:
 

____________________________________________________

Hello darkness my old friend... - Página 2 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 44
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 25
Localização : Chaos

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptySex 30 Out 2020, 04:43

   
Até então a marinha não tinha dado as caras, talvez o aviso tivesse chegado aos comandantes e eles tivessem optado por deixar o garoto partir com sua trupe e deixar o problema para a próxima ilha. Sidney apreciava o momento de tranquilidade, observando seus serviçais se acomodando na embarcação e pensar a respeito dos antigos donos que agora eram seus novos subordinados após uma demonstração emocionante para alguns de amor ao navio. – Bom, vocês parecem fracos e inúteis, mas certamente devem entender de navegação e manutenção do barco. Então seja bem-vindo 95, os moleques podem ser o 99 e 90 e 10.

A condução do navio parecia sob controle com 50 no timão e Sid dando palpites esporádicos quanto a rota. O grupo parecia estar animado com a viagem, se reunindo e bebendo na cozinha. Parecia imprudente deixar o barco sem vigia ou proteção, mas o cheiro da comida atraiu o garoto que foi discretamente até o local, observando de longe e finalmente se aproximando do velho Charles com um enorme sorriso no rosto: - Você sabe cozinhar? Por que não disse antes? Serve alguma coisa aí que tô com uma larica braba.

Thompson tomaria parte nas festividades. Conversando abertamente com seus subordinados, boa parte devido ao Álcool que o tornava levemente mais agradável de se aturar. – Se divertindo? Sabe o que é bem engraçado também? O tanto de subordinados que você deixou morrer em Utopia. SEU MERDA! – Uma das vozes aparecia apenas para lhe causar incomodo, ele tentava ignorar e focar sua atenção no velho recém-admitido no grupo. – Bem, a gente tá seguindo o Log pra próxima ilha, eu li um pouco sobre a história religiosa doida que tem por Jaya, mas não sei muito mais , você conhece mais da ilha?... Afinal, por onde vocês andavam pela Grand Line e comerciavam o que? – Não era imediatamente importante ou interessante, mas podia servir como um disfarce posteriormente, era mais fácil convencer as autoridades que eram uma caravana civil se já tivessem o histórico e reais civis para apoiar seu disfarce.

- Ah, aproveitando que estamos de bobeira. – Mencionaria uma vez que tivessem acabado de comer e o velho de cozinhar. – Me apresenta o lugar, você que conhece o navio a mais tempo. Eu tenho uma cabine exclusiva pro capitão?... – Sem esperar uma resposta, seus olhos vagaram até a dupla de 2. – E pras moças do capitão.... – E a risadinha novamente aparecia ao fundo. – A audácia desse filho da pua as vezes me impressiona.

Sidney iria acompanhar 95 em uma pequena caminhada para conhecer os pontos interessantes ou importantes de se saber do navio. – Eu espero que você não se importe em dormir nos quartos secundários, você entende, claro. Se você fosse uma coroa conservada eu até pensaria no seu caso, mas só dorme comigo que DORME comigo, se é que você me entende.

O barco seguiria viagem dia e noite, sempre alternando o mestre do timão quando houvesse necessidade. Durante as trocas de turno, achou valido passar o Log pose junto ao comando do navio para evitarem se perder durante a noite. O trabalho braçal nunca seria realmente um problema, principalmente nos turnos de Sidneys que usaria e abusaria dos zumbis para fazer esse tipo de esforço. – Vocês têm que fazer valer o transporte que estamos dando, vamos lá pessoal, agitando! – Além disso, também havia dado instruções claras para que os zumbis obedecessem aos comandos dos tripulantes vivos, e reconhecerem a prioridade em cumprir as ordens com base na ordem numérica do grupo. O mais importante para os zumbis seriam garantir as vontades de Bolinha, posteriormente a dupla de garotas cedidas por Vergil e assim por diante. Mas nenhuma ordem seria mais importante e válida do que a do próprio Zero.

Como de costume, pelo tempo que durasse a viagem, Sidney iria chamar Mikayla e Naevys para deitarem juntos e até mesmo convidar Pearl se ela não fosse outra pessoa capacitada a conduzir o barco. Durante as manhãs, iria se aconchegar pelo convés, fumando em sua cadeira de balanço, dando a plata no colar sua dose diária de água ou até mesmo lendo o jornal que aquelas malditas gaivotas viviam trazendo. Queria estar por dentro dos últimos rumores e boatos. Por tempo demais tinha ficado escondido e longe da mídia, temia que hoje em dia, após tanto tempo, sequer fosse reconhecido ao sair nas ruas. Isso seria resolvido com o tempo, mas queria ver quais novos nomes estavam sendo exaltados nos mares nos dias atuais.


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 3
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptyQua 04 Nov 2020, 19:59





Sidney Thompson

Manhã. Partindo de Utopia 2/3. Céu parcialmente nublado.



Sidney se alimentava de uma boa refeição feita pelo Charles, que consistia em um arroz temperado com muitos legumes e algumas tiras de carne. As Dois também comiam, em sua mesa. E o 13 também se aproximava, sentando-se em frente ao balcão da cozinha para se alimentar ao lado de Sidney. - Bem, a gente tá seguindo o Log pra próxima ilha, eu li um pouco sobre a história religiosa doida que tem por Jaya, mas não sei muito mais , você conhece mais da ilha?... Afinal, por onde vocês andavam pela Grand Line e comerciavam o que? - O velhote puxava um banquinho e se sentava ao outro lado de Sidney, que ficava no meio dos dois homens enquanto comia. - Sei apenas que são uma ilha de piratas comandados por uma mulher. - Ele dizia, não parecendo muito satisfeito, e depois abria um sorriso. - Mas que mulher! Eu aceitaria ser pisado por ela. - Ele soltava, sonhando acordado enquanto a comida caía aos poucos de seu talher parado a meio centímetro de sua boca.

Após a alimentação, Charles mostrava o navio para Sidney, que continha a cabine do capitão logo à entrada do convés e abaixo do cockpit contendo o timão. Em frente ao mastro principal no convés havia uma escada que levava abaixo, à cozinha onde estavam e a um corredor contendo uma sala de medicina, uma despensa e um dormitório com alguns beliches e redes. - Nós acabamos de chegar do South Blue. Já estivemos por Cactus Island e Little Garden antes de vir pra cá. - É claro, eu entendo... - O velho dizia ao ser informado sobre a sua expulsão da cabine do capitão.

Três dias se passavam numa velocidade absurda. A vida em alto mar acabava sendo bastante monótona e sem muito a ser feito, mas aos poucos a tripulação se acostumava e encontrava o que fazer. Revezavam entre pescar pelas manhãs, trabalhar pelas tardes - cada um em sua área específica - e contar histórias durante a noite, apagando as luzes do convés para uma melhor ambientação. A última história, contada por Charles, se tratava de uma em que ele era um velho vampiro de distantes terras. Na verdade, em sua história, todos ali no círculo eram vampiros também, mas com diferentes habilidades. 13 acabava escolhendo ficar de fora da brincadeira na primeira noite, mas entrou na segunda depois de ver o quão divertido estava sendo: Ele tinha escolhido ser um vampiro com algumas complicações mentais, no final.

Após as histórias, todos costumavam ir dormir. Sidney levava consigo as duas Dois. Chegou a convidar Pearl, que recusava educadamente. As garotas dormiam, resumidamente, abraçadas ao garoto, de forma que para ele era bastante confortável.
A manhã do quarto dia chegara com uma boa notícia: Em frente, já era possível ver a pequena parcela de terra que supostamente era Jaya.





Histórico:
 

____________________________________________________

Hello darkness my old friend... - Página 2 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 44
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 25
Localização : Chaos

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptyQui 05 Nov 2020, 04:01

   
O novo trio de tripulantes parecia confortável com a nova situação, fosse por estarem de acordo ou simplesmente conscientes da impotência de fazer algo. O restante dos sobreviventes do fiasco de Utopia parecia se acomodar bem em seus devidos lugares. Enquanto pescavam pelas manhãs, o garoto ficava pelo convés se balançando na cadeira e fumando seu cigarro matinal, depois um baseado e um novo cigarro, isso acompanhando de um café para dar energia que ia esfriando ao longo dos 10 a 20 minutos.

~ Aprendizado Criptografia ~

No restante da manha costumava enfiar-se em sua sala, dar uma repaginada no visual e também revirar na antiga mobília. Em especial os livros, diários e mapas que pudessem ter por ali. Diversas das escrituras de Charles eram tão estranhas quanto a própria figura, o que requeria tempo decifrando, ignorando os devaneios depressivos e masoquistas que tanto lhe pareciam estranhos. Ao mesmo tempo que fazia isso, imaginava a possibilidade de algum dia algo semelhante acontecer com aquele navio, sua sala ser tomada por um novo capitão que teria ali diversos registos acumulados com o tempo. Para prevenir o pior cenário, passou a desenvolver um método de escrita totalmente único e codificado com símbolos representando as vezes palavras ou frases inteiras com apenas alguns traços incompreensíveis aos olhos de qualquer um. Muitas vezes de si próprio que esquecia o que diabos significava um quadrado com um chapéu. Mas ao longo dos dias o número de símbolos só começava a crescer e as primeiras frases mais simples começavam a ser registradas.

~ Fim de aprendizado. ~

Durante a tarde o pequeno ditador costumava descansar o cérebro de todo aquele exercício e descansava pelo convés, tomando ar puro, fumando mais um cigarro e berrando ordens a torto e a direito só por que podia e para lembrar a quem tivesse esquecido quem estava no comando.

Durante as jogatinas noturnas, obviamente forçou o contador de histórias a lhe dar o personagem com os maiores pontos e destaque do grupo e abusou disso na primeira noite. Sem nem mesmo ligar para o fato de mostrar seus poderes de sombra – que também tinha no jogo – para todos que pudessem ver. Já logo no inicio da segunda noite sua casa pegou fogo enquanto ainda dormia durante o dia e ele morreu devido a união de seus 13 novos inimigos. Depois de um grande chilique Sid se escondeu no quarto pelo resto da noite, “falando” apenas com a dupla de dois.

Na terceira noite ele não jogou e apenas ficou ouvindo a história, fumando um baseado, observando a brisa do mar enquanto refletia sobre os erros da primeira sessão de jogo. Para seu personagem no jogo já era tarde demais, mas metaforando o jogo na vida, ele mesmo tinha alguns erros em seu passado que estavam em tempo de ser reparados.

No início da quarta manhã, enquanto ainda estava no meio de seu primeiro cigarro do dia, viu no horizonte os vultos que indicavam a proximidade de Jaya. – Até que não durou tanto tempo. – O clima tranquilo era uma mudança positiva que por um momento desejou que não mudasse, mas isso mudou naquele dia com a excitação do que estava logo adiante. “Uma ilha cheia de piratas com uma gostosinha que comanda tudo.... Parece interessante.” Enquanto pensava consigo mesmo, ordenando os marujos a se prepararem para atracar, as vozes imaginarias o respondiam: - Você não está pensando em voltar a recrutar mulheres pro seu bar, ESTÁ? SEU PORCO! – A voz feminina se tornava com o tempo cada vez mais feminista radical e anti-homens de qualquer tipo, espécie e idade. – Você que deu a ideia, agora ele não vai parar de pensar.... E já que você sugeriu, não é uma má ideia, aquele bar nunca saiu do projeto né? – E com o incentivo de Jamal seus pensamentos iam fervilhando a mil, pensando nas possibilidades enquanto como sempre ele olhava para o horizonte como um louco imaginando que aquilo fosse fazer a ilha se aproximar mais rápido. Foi apenas aí que lembrou de aguar a plantinha em seu colar nos momentos de espera.


~ 10 Cigarros e 4 Baseados foram sacrificados na criação deste post. ~


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Soldado
Soldado
K1NG

Créditos : 15
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptyTer 01 Dez 2020, 21:30




Hello darkness my old friend...

Mock Town (Jaya) - 26º



O cheiro salgado do mar já poderia ser algo incomodante, talvez nauseante, para quem não fosse acostumado, o que de fato passava longe de Sid e sua tripulação. O barco, não tão preparado para longas viagens, se contorcia nas ondas altas conforme se aproximava da baía, que cintilava luzes vermelhas, azuis e amarelas em várias docas. O porto, bem movimentado, abrigava várias outras embarcações, desde navios pequenos e mal construídos até gigantes galeões que pareciam comportar centenas de pessoas. As bandeiras criminosas se erguiam livremente ante o vento marítimo. Eles estavam em Jaya, na cidade corrupta, suja e inescrupulosa de Mock.

- Eu detesto este lugar... – Disse a voz feminina, que cuspia outros xingamentos impronunciáveis ao se aproximar da ilha.

Gaivotas sobrevoavam boa parte das docas. Alguns curiosos se aproximavam do barco, porém eram dispersados por outros que o puxavam para outros afazeres. “Quem é esse figurão?” Perguntou um dos transeuntes, a voz distante conseguia se sobressair entre as ondas e o forte uivar do vento.

A movimentação pelo pequeno barco era intensa, amarrar as velas, estender cordas e posicionar a escada. O barco teimava em obedecer, porém era domado e posto para “dormir”. – Chegamos. – Resmungou um rapaz, que claramente estava desconfortável.

A manhã em Mock era bem bonita, quando contemplado apenas com os traços naturais e nada humanos, pois a cidade em si era horrível. O cheiro forte de pólvora, carne podre e sal pareciam fortes demais. O vento também contribuía para espalhar o fedor de lixo que vinha de uma parte mais distante, porém sem a menor ideia de sua direção. As docas estavam movimentadas, alguns rapazes bebiam enquanto caminhavam entre alguns barcos presos no porto. Haviam também brutamontes que puxavam caixas, barris e um baú vermelho enorme para dentro de um minúsculo barco. Cães sujos corriam pela rua da região portuária, além de ratos que se espreitavam entre as cargas pesqueiras estendidas ao sol da manhã.

Era notável também, ainda do barco, como a disposição das lojas e casas era totalmente irregular. Muitas lojas estavam fechadas e quebradas, porém as poucas que ainda estavam de pé pareciam completamente acabadas. Alguns velhos se reuniam frente a uma construção alta de portas de madeira escura e janelas tampadas com tábuas vendendo alguns pedaços de papel, talvez um tipo de aposta ou coisa do tipo, o que era chamativo afinal muitos se reuniam perto deles. Uma tela metálica erguida frente a outra construção anotava números e nomes estranhos, muitos dos quais se pareciam com cartazes que possivelmente Sidney já havia lido em suas viagens pela Grand Line.

Um galeão mantinha algemado algumas pessoas, que curiosamente tinham em sua grande maioria uniformes da marinha. Todos estes amordaçados, amarrados, mutilados e feridos. Risos, xingamentos e ofensas eram proferidos sem pena contra as pobres almas, que nada faziam além de chorar e se lamentar. Uma mulher voluptuosa, sensual e bem erótica se punha frente a tais prisioneiros. Ela gritava contra eles enquanto os chutava violentamente. Por um instante parecia que ela havia olhado para o grupinho de Sid, que se preparava para descer do barco.

- E aí, chefe. Qual as ordens? – Proferiu o médico enquanto olhava para a cidade pirata.

O resto da tripulação ainda permanecia no interior do barco.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 666699
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 666600
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - 996600
NPC Comum - CC6600

NARRAÇÃO - I
☠

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 44
Warn : Hello darkness my old friend... - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 25
Localização : Chaos

Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 EmptySex 04 Dez 2020, 23:12


Conforme Sidney ia se aproximando da ilha ainda em seu barco, era capaz de começar a definir a cidade. Via as casas irregulares, começava as sentir os odores peculiares e ouvir as reclamações por parte da ex-marinheira. – O que tem de errado com o lugar? – Perguntou com genuína curiosidade e confusão, uma vez que para ele o ambiente parecia muitíssimo agradável para seus padrões. – Se for só por que você era da marinha, esquece isso aí, você é do meu time agora. Se alguém te tirar pra otária só me avisar que eu desço a porrada nele. – Com essa grosseria, o garoto tentava demonstrar um pouco dos bons princípios que ainda tinha, ou ao menos fingia manter.

Somente depois de aportarem que o Imperador das Sombras pode ver com melhores detalhes as movimentações pelo porto. O centro de apostas e o comércio de escravos, segundo o que pode deduzir, ambos os locais tinham seus interesses, acumular fundos e pessoal para futuras expedições, ainda que essa não fosse a sua principal meta, tinha acabado de chegar. Enquanto ainda tentava definir por si só os planos, seus subordinados já começavam a pedir instruções.

- Er.... Deixa eu ver.... – Enquanto organizava as ideias e formulava os pensamentos, mantinha as mãos ocupadas bolando um baseado e já o acendia enquanto começava o discurso. – Vamos com calma por hora pessoal. Principalmente por que na ultima vez nós perdemos... Sei lá, três quartos da nossa equipe. – Mesmo que a maior parte dos desaparecidos fosse irrelevante, ainda faziam parte do grupo, mas a perda de Três e 22 ainda doía.

- Eu vou dar uma olhada pela cidade, procurar um local onde o grupo possa ficar em terra. Não acho que o barco seja ideal de se ficar por muito tempo. Talvez fiquemos alguns meses na ilha pra nos prepararmos pra próxima, eu ainda tinha que achar alguém pra me ensinar o outro Haki, eu sai na pressa de Chaos e não pude aprender o da Observação.... Por sinal, vocês deviam aprender também... É bem útil. Se conseguirem encontrar alguém me avisem, eu também vou procurar, mas quando mais de vocês estiverem olhando, melhor.

- Enquanto eu fico fora, vocês vigiam o navio, 13, você se encarrega de defender todos e comandar os zumbis que ficarem. Comigo eu quero o Bolinha, obviamente, as duas Dois... E só? – Ele mesmo se surpreendeu enquanto prendia a coleira no cachorro e o arrastava pelo convés. – Err, algum de vocês conhece mais da ilha e quer vir junto? Eu pensei no Seis, você era mendigo, achei que ia se dar bem nesse meio e tal. Mas acho que foi uma visão estereotipada.... Mas se eu estiver certo você vem junto, e o mesmo pro Charles, você era comerciante né? Vai dizendo o que você puder sobre o escambo daqui e tudo mais, mas não me enche de detalhes inúteis antes da hora, fica por perto e fale quando for relevante. É isso pessoal. – E dando mais uma tragada do baseado e se preparando pra sair. – Ah, só pra sacanear com a população eu vou levar esses dois mortos vivos comigo, você fica com o resto. – Disse à 13.

Dali o Garoto iria se dirigir para explorar a cidade, e imaginou que seria rude ignorar os dois grandes aglomerados de gente. Foi primeiro até a mulher sexy com os marinheiros escravos, deixaria os idosos com cheiro de queijo pra mais tarde. Sid não era nenhum exemplo de cautela, então ele caminharia até a moça sem demorar muito, até empurrando a população que ficasse se amontoando sem dar passagem. – Opa, belezinha gostosa? – Era como pretendia chamar a atenção da moça. – Qual é o rolo com esses acorrentados todos? Estão pra venda?... E por acaso, aí no meio também tem alguns que não estão mais vivos? Também podemos fazer negócios nesses. – Confirmando suas suspeitas, já começaria a se informar quanto aos valores, as diferenças, se havia algum ranqueamentos de qualidade e tudo mais, esperando que Charles já desse qualquer dica relevante, por exemplo se estivesse sendo extorquido ou algo do gênero.


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Hello darkness my old friend...   Hello darkness my old friend... - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Hello darkness my old friend...
Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Utopia-
Ir para: