One Piece RPG
O Sapo Mágico - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Dante Hoje à(s) 02:53

» Evento Natalino - Amigo Secreto
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 02:30

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 00:30

» One Piece RPG Awards 2020
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 00:00

» Vol 1 - The Soul's Desires
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 23:55

» VIII - The Unforgiven
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 23:31

» BOOH!
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:06

» [LB] O Florescer de Utopia III
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Vincent Ontem à(s) 22:56

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Revescream Ontem à(s) 22:33

» O Samurai
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor K1NG Ontem à(s) 21:30

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Oni Ontem à(s) 21:28

» Cap.1 Deuses entre nós
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Tensei Ontem à(s) 20:00

» Julian D'Capri, das Mil Espadas
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 19:55

» Carregada de Culpa / Amanhecer em Prata
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Adrian/Vampiro Ontem à(s) 19:28

» The One Above All - Ato 2
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 19:01

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:47

» Cap IX ~ Esperança ~
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 16:34

» A Ascensão da Justiça!
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor K1NG Ontem à(s) 16:27

» Art. 4 - Rejected by the heavens
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 15:02

» The Hero Rises!
O Sapo Mágico - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 14:36



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O Sapo Mágico

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptyQui 14 Maio 2020, 22:43

Relembrando a primeira mensagem :

O Sapo Mágico

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Kebara Oniguchi. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento


Data de inscrição : 03/02/2011

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptySex 05 Jun 2020, 04:01


Frog Boy

Kebara sentia-se mais investido ao perceber que sua parceira conseguia esconder sua presença com tanta facilidade. "Meu pai iria adorar recrutar ela. Ela faz isso com uma naturalidade" Kebara divagava enquanto seguiam até a varanda. Ao ver os cartazes de Baco, Kebara virou a cabeça mostrando um pouco de confusão. "Esse velho é o tão perigoso Baco? Será que ele que ficou com minha carteia? Velho safado".

A cozinha era bem coisa de velho mesmo, cheia de frescura de pano de prato na mesa, todo o ambiente cheirava à velho, afinal tudo aquilo era muito "família tradicional" e isso deixava Kebara entediado, afinal, ele vinha de uma família um tanto quanto peculiar. Sem contar que sempre que ele participava dos furtos, ele procurava as casas mais diferentes para assaltar. O som que o chão fazia poderia acabar entregando a dupla para aqueles 3 brutamontes batendo papo, então eles deveriam encontrar uma forma de atravessar o local sem serem notados.

A primeira ideia de Kebara seria tirar seus sapatos, pois assim o barulho feito iria diminuir consideravelmente, os tiraria em silêncio ali onde estava mesmo, sinalizando para Kiara fazer o mesmo. Faria isso rápido, e ao retirar os sapatos os colocaria nas mãos como se fosse luvas. Agora era o momento de paciência, esperaria junto de Kiara o momento mais oportuno para cruzar para o outro cômodo. Faria isso dando passos longos e evitando pisar com o pé todo no chão, seriam passos bem específicos para evitar qualquer tipo de som. Caso conseguissem cruzar até o outro cômodo, procuraria um ponto de vantagem de onde conseguisse ver todas as saídas e entradas do cômodo, para que assim evitassem ser pegos de surpresa.

Se fossem ouvidos, Kebara jogaria seus sapatos para o andar de cima, para que assim o som mais alto viesse de outro andar, usando da distração para tentarem esconder-se mais rápido. Se por algum motivos fossem vistos a melhor ideia era agir naturalmente, como se estivessem ali como convidados. Kebara se apresentaria como mágico e diria ser contratado por alguém para fazer mágica para a criança, esperaria que Kiara fizesse parte da mentira o ajudando a completar partes da história com informações que ela tivesse. Se questionados o motivo dos sapatos nas mãos, soltaria apenas um pequeno comentário sobre ser algo cultural não pisar no chão da casa dos outros. Kebara de qualquer forma tentaria evitar qualquer tipo de hostilidade, afinal, não sabia onde estava se metendo, porém acreditava que conseguiria passar em silêncio.
.jup




Objetivos
Spoiler:
 


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 7
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptySex 05 Jun 2020, 18:55




Sapo Mágico

Las Camp ~ 09:13 ~ 28º



A dupla demonstrava uma elevada maestria na arte da furtividade, e era mais do que normal que eles conseguissem passar por alguns pequenos desafios envolvendo esta habilidade. A invasão até então era um sucesso, com movimentações imperceptíveis e passos inaudíveis. Até mesmo conseguiam coletar informação enquanto isso. Também foi surpreendente ver como Kiara tinha tanta habilidade com aquilo. Ela não aparentava ser nenhuma ladra nem nada, mas com certeza já havia passado por uns bons bocados para precisar saber se esconder e invadir locais. Era como ver um ninja no escuro, você não o via!

A cozinha, com os três rapazes, ainda permanecia no mesmo clima. Sem muitas alterações nas conversas e na movimentação deles, apenas o mesmo papo de esportes de antes. Risadas iam e vinham, até o momento que uma figura bem impressionante aparecia em uma porta, de um cômodo adjacente a cozinha. Baco! O velho de grande bigode e óculos redondo aparecia com um sorriso amigável e mãos erguidas a frente do corpo, como se preparado para cumprimentar os rapazes. E era isso que ele fazia, dava um abraço em cada um, que respondia com um profundo respeito, e em seguida retirava do bolso de sua calça um pequeno cartão, aparentemente de papel, com vários escritos. Ele respirava, olhava ao alto e dizia: - Senhores. É um imenso prazer ter vocês trabalhando para mim... digo, trabalhando comigo por tanto tempo! Eu estou muito contente de ter pessoas incríveis como vocês ao meu lado. – Dizia com uma voz poderosa e bem imponente, ele tinha um ar de humildade, mas ainda assim com uma grande propriedade em sua fala. O discurso continuava: - E também é uma grande alegria poder dizer que finalmente consegui limpar completamente minha ficha! Eu estou livre das falsas acusações em meu nome! – Seus olhos marejavam ao proferir aquela confirmação. – Não vou mais precisar  ficar me escondendo e nem escondendo minha família! – Seu sorriso sincero contagiava o trio de homens que comemoravam abraçando Baco. – Hoje é dia de bebedeira então, chefe! – Disse um deles que estava muito feliz.

Kiara e Kebara ainda não foram vistos, porém o que mais gritava era a expressão de Kiara ao ouvir aquilo. Ela estava completamente desconstruída. Sua face era de alguém sem nenhum objetivo, ela estava perdida e muito, muito confusa. Seus olhos corriam para os lados, ela voltava a atenção para Baco e não conseguia expressar nada além de não entendimento. Por fim, talvez sem nenhuma outra ação, ela olhava para Kebara. Seu semblante parecia dizer: “E agora?”.

Histórico:
 

NARRAÇÃO - X

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptySab 06 Jun 2020, 01:37


Frog Boy

"Eu já não sei mais de nada..." foi o primeiro pensamento de Kebara ao ouvir o discurso do velhote. Bem, o rapaz ainda estava calmo, mas percebia o olhar incrédulo de Kiara. "Ela estava tão confiante que esse velho tinha feito algo... Bem, se até a marinha achava esse cara perigoso... Só perguntando diretamente mesmo." Kebara olhava para Kiara e acenava com a cabeça para a cozinha com um olhar confiante. " Se ficarmos para lá e pra cá sem buscar informações não vai adiantar nada. Não acho que será sem falhas, mas agora eu preciso saber." Kebara colocava os sapatos novamente e caminhava calmamente até a cozinha.

- Yooo, desculpe a intromissão, um cara tinha nos pagado para invadir tua casa... Nem eu sei o motivo, mas a grana era boa. Só que juntando informação, não faz sentido nenhum. Somos só um mágico viajante e sua assistente tá aceitando dinheiro pra fazer qualquer coisa.- Kebara agia como se não estivesse invadindo a casa de alguém, simplesmente se revelava. A forma que o garoto falava continuava a demonstrar a calma dele, não passava nenhum tipo de hostilidade em sua postura ou fala, ele realmente queria entender o que estava acontecendo, mas não queria revelar que era ideia de Kiara também."Se eu falasse que viemos por livre espontânea vontade acho que ficaria pior... Não que isso vá ficar bem mesmo." A posição de Kebara sobre a situação podia ser prejudicial à Kiara caso o velho a conhecesse, porém pela forma que ela agia, não parecia ser o caso, talvez ela estivesse sido guiado por um ódio que relacionou à ele erroneamente. Mas no fundo, Kebara queria também é ver o circo pegar fogo.  
.jup




Objetivos
Spoiler:
 


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 7
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptyDom 07 Jun 2020, 18:55




Sapo Mágico

Las Camp ~ 09:16 ~ 28º



Todos eram tomados pela surpresa, e susto, da voz de Kebara que informava a razão de estar ali. Eles se entreolhavam confusos e tentavam entender a situação. Baco, em especial, tentava raciocinar e imaginar o que se seguiria de aquilo ter acontecido, um semblande de dúvida era tomado em sua face, o deixando em silêncio por alguns instantes. Diferente dos três homens, que se recompunham e logo caminhavam na direção de Kebara, eles começariam a falar, porém a voz que tomava conta do ambiente era a de Kiara. Ela parecia dizer algumas coisas como se incrédula, com olhos profundos e levemente marejados. – Isso só pode ser mentira... eu vi! Eu vi tudo! – Dizia desesperada.

Os três rapazes novamente se entreolhavam e tentavam entender a situação. – Tu tá bem? – Indagava um deles, o outro apenas olhava. O terceiro, e o mais escandaloso dos três voltava sua atenção a Baco e logo dizia. – Chefe, quem diabos iria invadir sua casa? – Baco o observava, com atenção, mas nada respondia. Ele permanecia em silêncio pensando no que estava acontecendo.

O clima daquele ambiente havia mudado drasticamente, antes uma alegria surpreendente agora era tomada por um silêncio bem desconfortável. Baco quebrava este momento desagradável. – Bem, como você pôde ouvir eu já não sou procurado por nada! Então saia da minha residência! Você deve trabalhar para aqueles batedores de carteira do bairro industrial. Já imaginaria que mandariam alguém aqui depois de... enfim, seu serviço não é mais necessário. – Ordenou com certeza em sua voz. Os três brutamontes recobravam sua confiança após ouvir as palavras do velho e logo, com os braços levemente erguidos a frente do corpo, indicavam a saída para o casal.

Kiara estava imóvel, não saía do lugar além de não tirar do rosto aquela expressão de espanto. Parecia ter visto um fantasma! Ela permanecia sussurrar algumas coisas, além de olhar para o chão. Seus punhos cerrados e ombros caídos indicavam uma mudança repentina no que a moça sentia, era como se tudo pra ela tivesse acabado ali. Baco, por algum motivo, tentava entender isso também, porém com uma revelação um tanto quanto esperada. – Mas você eu conheço, você é aquela menina que vivia tentando invadir minha casa. – Proferiu, em seguida deu uma pequena pausa e continuou. – O que você tanto quer de mim? – Indagou imperativamente.

Kiara olhava para Baco, desconstruída, e respondia com a voz trêmula e bem triste. – Eu vi você dando ordens para aquele marinheiro matar o Tchago. Como assim você é inocente? Isso é uma mentira! – Sua voz se concretizava em uma certeza jamais vista. Ela afirmava aquilo de grande sinceridade.

Todos estavam bem confusos, porém Baco demonstrava um semblante mais tranquilo do que o imaginado dada a conjectura dos fatos apresentados. Ele sorria, como um vilão de gibi, e respondia com o dedo em rista. – Você nunca mais me acuse assim, sua ladra! – Os três homens voltavam a caminhar na direção de Kebara e Kiara, porém com uma seriedade muito maior do que a anterior. Quem antes queria apenas mostrar a saída para o casal agora queria jogá-los a força pela saída. Mãos fechadas e expressões medonhas emanavam dos brutamontes. Seus dedos estalavam, como se preparados para uma briga, ou algo parecido.

Histórico:
 

NARRAÇÃO - XI

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptySeg 08 Jun 2020, 03:44


Distração

"Parece que o plano deu certo..." o rapaz sentia-se tranquilo ao ver que a reação deles foi apenas confusão e que não partiram para a violência de cara. Kebara ouvia Baco explicar sua situação e via que aparentemente ele não tinha ligação com os batedores de carteira, mas algo ainda lhe incomodava. "Depois que... Do que esse velhote tá falando. Ninguém vai completar as frases aqui não? Quanto mais esse velho fala, pior ela se sente. Ela tinha tanta certeza e ele vem falar que não tem envolvimento. Eu realmente não sei o que está acontecendo."

Respirava fundo enquanto pensava em tudo que lhe foi dito até o momento, essa manhã estava cada vez mais confusa, ele foi guiado por sua curiosidade e pela certeza da garota. " Ela já fez isso antes então? Como que ela não sabia desse caminho? Qual o motivo de ter tentado só agora." Um estalo via na mente de Kebara quando ouvia do tal incidente com Tchago e um Marinheiro, talvez ela não tivesse toda a informação, mas não estava 100% errada, Baco deveria ter algum tipo de envolvimento com esse acontecimento. A convicção da garota continuava a carregar Kebara para decisões que poderia se arrepender mais tarde. Os pensamentos do rapaz voavam para lá e pra cá, porém conseguia manter a aparência serena e sem hostilidade que passou desde o início da interação.

"É, acho que não vai dar pra conversar se esses caras nos expulsarem... Espero que a Kiara consiga me devolver minha carteira depois." Kebara esticaria a mão esquerda mostrando a palma, como se estivesse fazendo um sinal de pare para os seguranças que se aproximavam e cada passo que eles dessem em sua direção ele se afastaria lentamente. Sua mão direita iria até o seu bolso e lá à deixaria, fazendo um punho como se estivesse segurando algo.

- Olha, a gente se revelou numa boa e vocês tão vindo pra cima. Meio deselegante, não acha? Vocês acham que a gente só invadiu a casa e não deixou nenhum presente para vocês? Estamos aqui há bastante tempo... Tic... tac... tic... tac.- Uma frase simples, com um conceito simples que Kebara havia lido em diversos livros, o famoso plot twist. A ideia era parar os adversários trazendo uma vantagem desconhecida, uma possível bomba, ou um ataque surpresa, ele queria mostrar dominância da situação e esperava que sua calma e tom tranquilo fossem suficientes para ao menos criar a dúvida nos seguranças e a incerteza em Baco.

- Pensa comigo, velhote. Entramos na sua casa sem que nos vissem, nosso plano era... Hmm... Lembra o que tinha no seu cartaz? Hmm... Era o que mesmo? Apenas... morto. É... Isso. Como será que iríamos te matar... hmm... booom- Kebara simulava o barulho de uma explosão fazendo um som bem infantil, apenas para ver a reação dos seguranças. Mostraria seu talento em conduzir uma platéia, afinal, um bom ilusionista é também um bom contador de histórias, ou talvez apenas um grande mentiroso, então, juntando seus talentos circenses à sua genialidade, Kebara carregava um bom arsenal feito apenas de suas palavras e expressão serena.

- Há coisas que não devem ser arriscadas. Você sabe do que minha companheira está falando, é bom desembuchar. Chega de enrolação. Seria uma pena queimar as coisas aqui... Um jardim em chamas... hahaha Meio triste, não acha?- Esse seria o fechamento de Kebara. Uma pequena frase jogada como isca para os pensamentos de Baco. Talvez aquilo fizesse ele pensar na dimensão da possível explosão, talvez fosse apenas no jardim onde estão a criança e a mulher, ou então na casa toda, pegando até mesmo o jardim. Kebara queria deixar o velho preocupado, aflito o suficiente para que não houvesse retaliação através de violência.

Se de toda forma, os dois fossem atacados pelos seguranças, Kebara saltaria para trás dando uma cambalhota tentando evitar o ataque e ficaria preparado para contra atacar usando chutes direcionados aos membros inferiores de quem o atacasse, focando nos joelhos, canelas e tornozelos com a intenção final de quebrar, assim aumentando sua vantagem com sua mobilidade. Tentaria passar pelos outros usando um mortal, com a intenção de saltar acima da cabeça deles e diminuir a distância entre Baco e ele.  
.jup




Objetivos
Spoiler:
 


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 7
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptySeg 08 Jun 2020, 18:46




Sapo Mágico

Las Camp ~ 09:17 ~ 28º



Os olhos de Baco eram como grandes estalactites de uma caverna congelada prestes a perfurar um corpo no solo. Ele conseguia perceber o blefe do garoto com chapéu de sapo com facilidade, além de retrucar a altura. Sua voz, bem dominante e encorpada dava o ar de sua verdadeira força. – Eu estive me escondendo de caçadores de recompensa que o partiriam em dois apenas com o olhar. Não vai ser a mentira de um ladrão que vai me amedrontar. – Proferia com segurança em seu tom de voz. – Saiam imediatamente de minha casa, ou eu vou ligar para a polícia. – Disse. Ele parecia se deleitar mais do que o normal daquela frase. Era a primeira vez em muitos anos que falava aquilo com a certeza de que seria devidamente atendido.

Os três rapazes paravam em seus lugares e aguardavam o casal se mover para fora da casa. Eles não se entreolhavam em confusão como antes, mas mantinham sua posição como bastiões. Eram como grandes estátuas de guerreiros ancestrais inertes a frente dos olhos de Kebara e Kiara. Cruzavam os braços e aguardavam uma ordem ou algo similar.

Por um momento o silêncio voltava a reinar na cozinha da mansão de Baco. Ele de fato tinha toda a razão em manter a posição defensiva e não lidar com mais problemas logo após alegar sua inocência. Seria terrível ele se meter em maus casos logo após limpar sua ficha diante de tantas acusações que lhe davam um cartaz bem generoso com os dizeres “apenas morto”. Ele permanecia olhando para os dois jovens, em especial Kebara, que dava a entender ser o mais astuto entre eles.

A mulher com a criança já não estava mais no lindo jardim, porém o brinquedo que o garoto usava permanecia no mesmo lugar. O vento passava pela pequena varanda colonial derrubando algumas folhas soltas na mesa, além de balançar a copa das árvores. O barulho da cidade dava o ar da graça diante daquele silêncio que parecia durar milênios.

- E então? O que vai ser? – Disse Baco em palavras bem diretas, ainda sem tirar os olhos de Kiara e Kebara.

Histórico:
 

NARRAÇÃO - XII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptySeg 08 Jun 2020, 19:26


Now what?

"Puts" O velho via facilmente a mentira de Kebara, o rapaz já não tinha mais cartas na manga, então simplesmente dava de ombros e soltava um grande suspiro, parecia na verdade aliviado.- Ooooooooooooooh... Você é bom mesmo.- A frase era seguida de algumas palmas e uma expressão boba no rosto de Kebara, ele não perdia a pose debochada mesmo tendo falhado em sua mentira.

Andaria até a porta com Kiara, abriria a porta, mas antes de sair, viraria mais uma vez para o velho ficando meio dentro e meio fora da casa. Agora um pouco mais sério e seguro. - Você quer mesmo que sua primeira ação como homem livre seja a de deixar uma garota com lágrimas nos olhos e sem resposta? Ela não estava correndo atrás de você pelo dinheiro, ela queria vingança... Respostas.- Podia ser um esforço em vão, mas Kebara parecia muito determinado.- E eu prometi pra uma velha igual à você que ia trazer a carteira dela de volta. Do que adianta ser um homem livre se você vai deixar minha colega presa e sem informação alguma?- Continuou falando e voltava um pouco para o tom mais infantil, mas ao mencionar Kiara a firmeza em sua vós voltava. O envolvimento de Kebara até aquele momento tinha sido apenas por interesse próprio, pois precisava da carteira dele, mas toda a situação acabou o incomodando mais do que imaginava. Como futuro agente do governo... Não posso permitir -

Se conseguisse ver o lado de fora, comentária brevemente - Cadê o pirralho?- Ele achava pertinente o comentário, pois todo o esforço feito para entrar foi por causa da presença da criança e da mulher, porém Kebara só sentiria falta da criança se conseguisse ver o brinquedo do lado de fora.

Caso fossem expulsos mesmo assim, Kebara seguiria o caminho com Kiara e perguntaria sobre Tchago e o marinheiro.

 
.jup




Objetivos
Spoiler:
 


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 7
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptyTer 09 Jun 2020, 20:07




Sapo Mágico

Las Camp ~ 09:20 ~ 28º



A palavras de Kebara de alguma forma conseguiram rachar a rocha imponente que era a muralha chamada Baco. Mesmo sem nenhuma expressão afetiva ele demonstrava certo grau de interesse na sinceridade do garoto. Além disso ele poderia, de certo modo, ajuda-los com informações importantes o suficiente para concluir aquela missão de recuperar tanto a sua carteira como também a da velha que viu a um tempo atrás. Seguiria então seu próprio caminho, a menos que Kiara o puxasse para mais uma aventura. Ele também demonstrava o primeiro sinal de seu julgamento que dizia ser justo, ou algo parecido. Eram palavras bem profundas para um ladrão que queria se tornar um agente do governo.

- A única informação que tenho desses batedores de carteira é que eles se reúnem na estação de esgoto após os roubos. – Disse, enquanto pegava uma laranja da cesta sobre a bancada da pia. Ele virava a mão e puxava uma gaveta, retirando uma faca serrilhada, e em seguida começava a descasca-la. – Porém nem sonhem em mencionar meu nome lá. – Os três rapazes que guardavam a casa de Baco voltavam sua atenção para Baco, como que surpresos por tal ato.

Kiara permanecia perplexa, porém bem menos do que antes. – Eu quero que você me responda com sinceridade. – Ela disse enquanto enxugava lágrimas que desciam pelo seu rosto. – Já faz mais de uma semana que Tchago desapareceu. Vocês já o mataram? – Sua pergunta sincera fazia os olhos de Baco abrirem amplamente, até mesmo ele estava surpreso com os culhões da garota em perguntar aquilo naquela situação. Era uma garota muito corajosa!

- Não. – Respondeu, dando uma grande ênfase naquela pequena palavra direta e impactante. Os olhos de Kiara voltavam a lacrimejar e ela também agradecia com o rosto caindo por terra. Baco permanecia parado, descascando a laranja como se aquilo fosse uma coisa banal.

Saindo da casa, já sem ver a criança, eles voltavam a rua, que permanecia movimentada como antes. As pessoas que passavam por ali em sua grande maioria estavam vestidas com roupas sociais e demonstravam um certo ar de superioridade monetária. Além das construções bem elaboradas eles notavam, não muito longe, uma certa parte do bairro bem mais arborizada do que o percebido naquela parte em que estavam. Seguindo a direita chegariam a esta parte, a esquerda eles voltariam para a direção da Universidade e consequentemente ao quartel da marinha, seguindo a frente eles viam apenas casas, prédios e lojas.

Histórico:
 

NARRAÇÃO - XIII

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptyQua 10 Jun 2020, 04:41


A long walk


Entre os inúmeros suspiros de alívio soltados ali, talvez este seria o maior. Finalmente Kebara conseguiu uma informação mais concreta sobre o possível paradeiro de sua carteira. Não é como se ele tivesse conexão afetiva com a carteira, mas realmente era algo que ele queria de volta, imagina só, ficar sem comprar as coisas que queria... Seria péssimo. Toda a interação de Kiara com o velho era sempre bem pontual, ele já pela segunda vez bate na mesma tecla do velho saber o paradeiro desse tal Tchago, mas dessa vez ele revela saber pelo menos o status dele. Kebara não tinha certeza se o rosto de Kiara expressava alívio, dor, ou raiva, mas de uma forma ou de outra, finalmente conseguiram mais informações.

"Esgoto é o local então... Droga, sair de um casarão desses pra um esgoto. Trabalho sujo de verdade." Já do lado de fora pensaria enquanto ainda ao lado de Kiara. Continuava com seu estranho costume de coçar a cabeça do sapo como se fosse uma extensão do seu corpo. - Yo... Eu quero ir pro esgoto, eu preciso da minha carteira. Você vem comigo.- Kebara diria de forma confiante, não fazendo um convite, mas dando um ultimato à garota. Não era rude nem nada, mas sabia que tinha que chamá-la para a ação, senão ela poderia acabar se perdendo no ciclo de raiva e ódio.- Vamos andando até onde fica esse esgoto então. E trate de ser menos emburrada, me conte as coisas. Quase apanhamos de 3 malucos por você não me contar nada. De-sem-bu-cha. O tom mais amigável e um tanto quanto infantil voltava para o garoto. Como não era morador da cidade, não sabia para onde ir, mas caminhava para a direita na direção mais arborizada, pois imaginava ser o caminho ideal para se encontrar um esgoto, até por ser o lado contrário da marinha, também por não ter dinheiro nenhum não quis passar pelo centro de compras.

- Você é bem estranha, sabia? MIHIHOHOHO. Qual era nosso plano, afinal? Entrar lá e matar o velho de susto? É... Agora a gente tem que encontrar minha carteira e o tal do Tchago pelo jeito. Eu preciso da minha ficha limpa, não posso matar um velho... inocente.- Kebara andaria tranquilamente enquanto conversava com Kiara, seu foco era chegar no esgoto de alguma forma. "Eu devia me armar, mas sem dinheiro é complicado."

Caso Kiara não quisesse ir junto ou não soubesse onde fica o esgoto, Kebara perguntaria para alguma pessoa na rua as direções, para ver se estava seguindo no caminho certo ou não.

- Yo, você. Eu preciso buscar umas coisas com um amigo meu, ele me disse que era perto do esgoto, nem sei onde fica o esgoto por aqui. Consegue me dar essa informação?-Kebara não queria dar informação de que perdeu a carteira ou de que precisava ir ao esgoto especificamente, ele não queria criar suspeita, por isso inventou uma história para evitar surpresas.




 
.jup




Objetivos
Spoiler:
 


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 7
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptyQui 11 Jun 2020, 00:16




Sapo Mágico

Las Camp ~ 09:27 ~ 28º



Informações eram a melhor forma de conseguir o que queria, e essa última fora o suficiente para voltar ao status anterior. Mesmo que eles tivessem que sujar as mãos ainda assim seria uma oportunidade de conseguir aquilo que lhe tiraram. Kebara e Kiara caminhavam em direção ao esgoto, enfim. Não tinha nenhuma forma sensível de saber se estavam próximos ou não, sendo uma opção de perguntar. Um senhor acompanhado por uma garotinha deu a informação. – Só seguir essa rua direto. Mas cuidado que tem uns trombadinhas naquelas bandas. Heheh. – Dizia enquanto segurava uma mão da garota e com a outra se apoiava em seu andador. A menininha nada fazia além de lamber seu sorvete com a boca e bochechas todas meladas.

A rua em direção ao esgoto começava a dar seus indícios de diferença entre os bairros. Antes um bairro de classe alta agora era mais uma periferia sem a atenção da prefeitura. Casebres desenhavam aquela paisagem cinzenta e sem vida. Além do chão que não era mais de paralelepípedos como antes, mas sim de terra batida. Algumas crianças brincavam nas ruas, chutando latas e garrafas imaginando ser uma bola, outras brincavam de “lutinha” com socos e chutes artificiais.

Kiara não demonstrava nenhuma expressão até agora, pois neste momento ela parecia ter aberto uma porta para a socialização com Kebara. – Desculpe, eu estou bem confusa. Não consigo organizar tudo o que aconteceu em minha mente. – Disse com um profundo suspiro. – Mas com a sua ajuda me sinto aliviada. – Disse enquanto olhava para Kebara com um olhar bem inocente e um sorriso simpático, diferente da expressão séria de antes. – Meu amigo, Tchago, sumiu já faz uma semana e eu vi claramente o Baco dando ordens para aquele marinheiro que estava na frente da prefeitura para assassinar meu amigo. – Disse voltando sua atenção aos detalhes do bairro. – Não sei em que o Tchago foi se meter, na verdade ele era bem estranho. – Proferiu, dando uma pequena pausa ao olhar o chapéu do garoto. – Mas ele era uma pessoa incrível! – Disse com o primeiro sorriso em seu rosto visto pelo Kebara. – Eu não iria matar o Baco, apenas queria saber do meu amigo. – Finalizou.

Não muito a frente eles conseguiam ver o tal esgoto. Era um local bem sujo e mal cuidado, talvez abandonado, mas ainda assim conseguiam ver algumas pessoas por trás da parede aramada. Uma pequena instalação dentro do local seguida por tubulações gigantes. O cheiro poderia não ser como esperado, talvez por que aquele local era uma estação de tratamento de água e não um esgoto propriamente dito. Dois garotos, pequenos e jovens, sentavam a frente de um pequeno pilar de pedra caído no chão. Eles desenhavam no chão com gravetos de madeira, além de sussurrarem algumas coisas entre si. Eles se entreolhavam com a chegada da dupla, mas não erguiam o rosto para olhá-los. – Vocês não podem entrar. – Disse um deles enquanto continuava desenhando.

Histórico:
 

NARRAÇÃO - XIV

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Podem cortar todas as flores, mas não podem deter a primavera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : O Sapo Mágico - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 EmptyQui 11 Jun 2020, 04:11


Almost there


A confirmação da presença de trombadinhas vinda do velhote foi o suficiente para Kebara ter certeza que estavam indo para o local certo. No meio do caminho Kiara finalmente contava a história dela e de seu amigo Tchago."Marinheiros fazendo missões de assassinato para pessoas ricas? Isso não é ilegal? É, pelo jeito eu realmente preciso entrar pro Governo e corrigir isso." As informações recebida de Kiara foram importantes, mas nada muito novo, ela apenas contextualizou os pedaços da história que já havia ouvido de Baco.

- Na próxima vez você me dá um sinal. Seria um saco cair na porrada com aqueles seguranças e não servir pra nada.- Kebara via o sorriso da garoto e o correspondia ele fazendo um sinal de "joia" com o dedão, porém seu rosto continuava com uma expressão vazia.- Espero que você não tenha ressentimento de Marinheiros, sabe...- As mãos de Kebara afofavam o chapéu. - Eu vou virar um Agente do Governo e consertar as coisas por dentro... Eu acho- Sua frase começava com determinação, mas ele mesmo sentia a dúvida ao termina-la, afinal, não tinha ainda encontrado sua motivação real para mudar algo lá dentro.

O caminho até o esgoto foi tranquilo, a dupla conseguiu conversar por um tempo e finalmente chegavam em seu destino."Eles deixam as crianças soltas assim mesmo? Todo canto tem uma. Aqui tem uma universidade e mesmo assim criança em todo canto cedo assim. Eles não leem não?" Kebara não desgostava de crianças, mas também não era o maior fã delas, ainda mais por encontrar uma em todo canto. Talvez por ter sido criado sem criar muitos laços fora de sua família e membros da pirataria. Ou talvez só estivesse ranzinza por estar sem sua carteira mesmo.

- Blé- Kebara continuou andando ignorando o aviso da criança, sabia que haveria perigo de uma forma ou de outra e realmente não queria ficar papeando com uma criança.- Ok. Entrar em silêncio como fizemos na casa do Velhote é meio burrice, afinal as crianças nos viram e você provavelmente chamou atenção deles. Kebara falava em tranquilamente num tom de voz calmo e em seguida falava da presença de Kiara ironicamente, afinal, sabia que se alguém chamou atenção, provavelmente foi ele e aquele enorme sapo em sua cabeça. Tentaria se esconder de forma furtiva de alguma maneira.- Qual sua ideia?- Kebara não tinha um plano, ele só queria sua carteira de volta, então estava aberto a sugestões.

Caso fossem visto entrando, Kebara manteria a calma, como sempre, e diria para a pessoa.
- A gente veio buscar uma carteira aqui... Devolve aí. Valeu.- Se a pessoa os mandasse embora ou simplesmente os ignorasse, Kebara continuaria insistindo até conseguir alguma reação. 
.jup




Objetivos
Spoiler:
 


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Sapo Mágico - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Sapo Mágico   O Sapo Mágico - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Sapo Mágico
Voltar ao Topo 
Página 3 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: