One Piece RPG
Escuridão total sem estrelas - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P.] Bonny
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Bonny Hoje à(s) 18:48

» [MINI-Bonny] FishBone!
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Bonny Hoje à(s) 18:44

» [E.M] - Lista de Desafios e Prêmios
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor War Hoje à(s) 18:21

» [Ficha] Joe Blow
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:29

» Joe Kisame Blow
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:28

» Forxen Dalmore
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Madrinck Dale Hoje à(s) 17:01

» (Mini-Aventura) Prólogo
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:35

» [M.E.P.] Yuki
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:34

» Mini-Aventura
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:33

» Cap.1 Deuses entre nós
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 15:45

» Um novo tempo uma nova história
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor new man reformed Hoje à(s) 15:27

» Cap. 2 - The Enemy Within
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 15:21

» Xeque - Mate - Parte 1
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Ceji Hoje à(s) 15:18

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 15:14

» [MINI - Gates] O Pantera Negra
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Gates Hoje à(s) 9:20

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Handa Hoje à(s) 2:45

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 1:46

» Enuma Elish
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 1:09

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Narrador de Evento Hoje à(s) 0:32

» II - Growing Bonds
Escuridão total sem estrelas - Página 6 Emptypor Vincent Hoje à(s) 0:23



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Escuridão total sem estrelas

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptySab 9 Maio - 18:04

Relembrando a primeira mensagem :

Escuridão total sem estrelas

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Kenzö Tenma. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
K1NG
Narrador
Narrador


Data de inscrição : 30/04/2020

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptyQui 13 Ago - 15:24




Escuridão total sem estrelas

A primeira missão!



O início do confronto fora um pouco diferente do imaginado, mas as palavras do atirador lhe faziam pensar bem sobre suas habilidades. “Então eram apenas os mais fracos...” Indagou o cego se deixando levar nos labirintos de sua mente. “Os próximos serão mais fortes e mortais!” Sua mão agarrava firme o cabo da lâmina que ainda estava fora da bainha. Ele parecia gostar de ouvi-la sussurrar com o vento. Um suspiro profundo tentando recobrar a calma e voltar ao ambiente “normal” em que todos estavam e ali estava Kenzö.

Não sei ao certo, me pareceram bem amadores. O atirador salvou minha pele e devo isso a ele, fora isso não senti nenhum cheiro ou ouvi coisa alguma fora do normal. – Embainhava a espada enquanto falava. Fazia isso lentamente e olhando na direção da voz de Ella. – Dado os fatos e que também estamos em um provável menor número seria bem mais prático apertarmos o passo até o acampamento e preparar uma estratégia defensiva contra os próximos que virão. – Ele olhava de lado, tentando manejar e medir bem as palavras que diria a seguir. – Pequei em não ter ouvido melhor os que se aproximavam, eles foram bem espertos e provavelmente outros truques sujos serão usados para nos distrair. – Ele tentava falar mais alguma coisa, porém retrocedia. “Ou tem alguém aqui dentro dando informações para os de fora”. Tenma olhava em vão a direção de cada voz que ouviu anteriormente.

A bainha ia até o coldre e ficava presa, como de costume, ele então se atentava para os próximos minutos de caminhada que restavam até o destino final. Seria bobo imaginar que os bandidos não iriam atacar novamente. Sua mão sempre estaria próxima ao cabo da lâmina, preparada para trabalhar o mais rápido possível. Mas... de alguma forma ele se sentia satisfeito em conseguir defender os que lhe acompanhavam. De alguma maneira ainda indescritível por seus inexperientes pensamentos militares ele percebia que poderia confiar em seus companheiros. As habilidades em conjunto eram muito mais fortes do que o cego imaginava. Era cômico, mas parecia conseguir ver aquela equipe concluir a missão com um êxito louvável. – Heh... – Sorriu calado.

Seguiria então as direções dadas, sempre com os ouvidos “em pé” para com os arredores, além de preparado para cortar e dilacerar qualquer um que ousasse se aproximar com más intenções, como sugerido pelo atirador que lhe acompanhava. Tenma poderia também puxar algum assunto com os companheiros marinheiros, mas isso só desviaria sua atenção e a dos demais, então preferiria ficar calado. Seria interessante ele usar de sua facilidade com marcações de tempo e durações para medir alguma distância temporal entre o local do ataque e o acampamento, usaria isso a seu favor para uma preparação contra ataques futuros.

Caso chegassem no acampamento sem serem atacados, seria muito bom, porém o sentimento de “ainda falta algo” ou “o pior ainda vai vir” era ascendente em sua mente, a pele arrepiada e a atenção redobrada fariam parte de seu descanso. A lâmina não sairia de seu lado enquanto a missão não fosse declarada finalizada. Porém caso houvesse algum ataque era hora de deixar o metal brilhar naquele lixão. O manejo da ceifadora seria habitual para com suas habilidades, a defesa seria prioritária e certamente um contra ataque eficaz era necessário. Bloquearia quando oportuno e atacaria quando possível. Confiaria nas habilidades do atirador em eliminar alvos a distância, mas seus ouvidos seriam parceiros em notar a presença de alguma alma viva que estivesse aos arredores. – Podem vir, seus lixos! – Diria se preparando para o combate.

Histórico:
 

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptyDom 16 Ago - 1:48

Narração





-Tudo bem, eis oque vamos fazer- Ella alisa os cabelos para trás- Eu e Zimmer Jr vamos levar o civil para o acampamento, a carga é pesada demais para a levarmos por da pilha de lixo explodido que deslizou e bloqueou a estrada- a sargento batuca o pé impaciente - Não podemos atravessar ou dar a volta com o a carga, levaria muito tempo e o sol praticamente já se foi. Não gosto nem um pouco da hostilidade do lixão a noite, então enquanto eu estou ausente, vocês montam guarda enquanto eu vou trazer ajuda- com uma palma ela finaliza o planejamento, não se demorando em seguir para frente da carroça e ajudar Junior a apoiar o civil ferido, os outros três civis ajudam a atravessar os escombros e o grupo ‘’desaparece’’ depois do topo.

Os outros, já acostumados com ordens, já dividiam a tarefa. Zimmer senior sentado sobre a carroça disse- Eu vou ficar de guarda cuidando da parte da frente por enquanto e o barbudo pode levantar as orelhas para a retaguarda. Jorja você faz uma ronda a nossa volta- a gigante produz bastante barulho quando começa a escalar as montanhas de lixo- Zim cuidado, sobe ai devagar que tem pólvora ai dentro- avisa Jorja, e o atirador com cuidado desliza de cima da carroça. Ele se afasta um pouco com seu cigarro- Eu não tenho uma idéia muito boa sobre construção mas, não acho que se construa uma creche com bombas! Oque acha barbudo?

O ato de montar guarda por si só era ansioso, o recente ataque trazia uma sensação desconcertante de que a qualquer momento um grupo de bandidos saltariam de trás das montanhas de lixo e avançariam contra os marinheiros para lhe roubar sua carga misteriosa. Não havia mais o repetitivo som das rodas esmagando a terra por onde passava, os grunhidos e respirações pesadas dos civis em seu esforço constante, não havia nem o cantarolar baixíssimo de Ella. Todos esses sons haviam sido substituídos por ratos a correr, roer, copular e morrer. Os passos pesados de Jorja sobre os metais do lixo, vez ou outra deslizando demais. Uma brisa que passava e produzia apitos de todo o tipo, alguns mais pertos outros razoavelmente distantes.

Após uma hora e meia, quando a noite exprimia seus sons característicos, Zimmer antes de começar sua ronda dizia a Tenma- Vai uma água? Ela não deve demorar a chegar mas duvido que nós consigamos sair daqui tão cedo assim. Espero que esteja acostumado a perder a janta- o atirador ri, entregando a água caso desejado e seguindo seu caminho.

Mais tarde, uma hora depois para ser exato o atirador retorna- Acho que não demora para atacarem, eles estão se reunindo a uma certa distância, planejando o próximo ataque. Não sei se aguentaremos mas, nos manteremos firmes- encostando contra a carroça despreocupado, Zimmer prossegue- Sua vez amigão, boa sorte, se quiser dar uma olhada neles eles estão há uns cento de vinte passos para o noroeste, ou essa direção- ele sinaliza.



Fala Gerd: color=[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Marinheiros: color=[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 25
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptySeg 17 Ago - 15:33




Escuridão total sem estrelas

A primeira missão!



Sábia escolha... eu acho”, pensou sem nenhuma pretensão de que aquilo realmente fosse uma escolha inteligente. Diferente do que imaginou as ordens da militar foram bem diretas e pareciam bem pensadas, visando muito mais o sucesso da missão do que a segurança de todos ali. Era de fato mais prático e “garantido” proteger os civis do que a carga, além do mais haviam mais militares ali que conseguiriam cuidar dos objetos. - ... – Suspirou o cego tentando relaxar. Seus olhos já estavam pesados, não por sono, mas por preocupação.

- Aceito sim. – Disse aceitando a água. Ele estenderia a mão na direção da voz e agarraria o objeto usado. Beberia e entregaria de volta. – Já estou acostumado sim... Heheh. – A voz seria em um tom mais despreocupado. Era mais agradável pensar que era apenas uma missão de muitas, mas se concentrar na recompensa após aquele árduo esforço era muito reconfortante.

Não seria fora de questão imaginar que situações inusitadas pudessem ocorrer. Sua hora de guardar o carro seria composta pela total atenção e grande uso de sua audição aguçada. Era natural em muitos momentos, mas naquela hora em questão seria interessante usá-la ainda mais esforçadamente. Tenma teria uma infinidade de possibilidades de ouvir possíveis ataques.

Acompanhado por sua fiel parceira o cego se concentraria em cumprir aquela tarefa até a volta de Ella, junto da ajuda que disse trazer. A demora seria algo considerável, principalmente em momentos onde a espera era grande, e Tenma não gosta nada de esperar. – Paciência, ela vai chegar logo logo... – Sussurrou tentando se confortar. A mão subia até a nuca para fazer uma curta e rápida massagem, o que seria fútil visto a preocupação que rondava sua mente. – Será que vou conseguir me acostumar com isso? – Se distraia por segundos ao tentar continuar se tranquilizando do mártir que era vigiar a carroça.

Um ataque repentino era o que todos esperavam, imaginava ele, logo seria apenas questão de tempo, ou pelo menos do mais tardar anoitecer, para que os bandidos viessem em busca da carga, porém não seria nada fácil ataca-la. Tenma avisaria o mais rápido e alto possível quanto as investidas dos ladrões. – Atenção! – Gritaria enquanto levava sua mão ao cabo da espada. Desceria da carroça e se colocaria em posição de defesa. O sinal de alerta teria de ser feito no momento em que o barulho suspeito fosse identificado como inimigo, e não com Ella e os reforços.

A lâmina a frente de seu corpo protegeria a qualquer custo aquela carga, a missão era algo muito importante de se cumprir e seria isso o que o cego faria. Certamente confiaria nas habilidades de seus companheiros, mas faria sua parte da melhor forma possível.

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Toda vez que eu fecho os meus olhos, para não derramar lágrimas, o meu jardim mais regado, floresce minh'alma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptyQua 19 Ago - 12:20

Narração




A ronda de Tenma havia começado e o frio anunciava a chegada da noite. os marinheiros pareciam tranquilos, habituados a longas noites de guarda eles possuíam pequenas distrações que não usurpavam de sua atenção; Jorja se movia de um lado para o outro apenas com os pés, alternando entre calcanhar e ponta dos pés, deslizando; Zimmer assobiava, ou estalava a língua ritmado, ou batucava o pé, ou estalava os dedos. Após longos minutos quietos os dois retornavam a seus hábitos depois retornavam a quietude, e repetiam o processo.

Ao escalar a pilha de lixo e alcançar seu topo Tenma percebe a diferença de ambiente, dali se podia ouvir a beleza da natureza e melancolia do lixão. Não muito distante podia se ouvir o vento cruzando as montanhas e trazendo o chacoalhar das folhas, os pássaros cantavam e retornavam para seus ninhos, em algum lugar algo metálico rodopiava e rangia, um grupo de cinco corria paralelo ao grupo de nosso heróis com passos bem suaves eles cruzam os montes de lixo, o som de seus corpos cortando o vento indica que trajavam capas e capuz para ocultar suas identidades. O grito de atenção de Tenma chama a atenção deles e um dos desconhecidos desembainha duas adagas mas antes de avançar em direção a Tenma a líder chama sua atenção - K esqueça eles, não fazem parte de nossa missão- e retornando ao trajeto eles passam longe do grupo e se vão para além do alcance de Tenma- Oque aconteceu?- pergunta Zimmer.

E em paz se seguiu a ronda, mais uma hora havia se passado e sem sinal de Ella. Jorja continuava paciente mas Zimmer já mostrava sinais de impaciência, fumava um cigarro atrás do outro e seus batuques estavam mais irrequieto e a gigante tentava distraí-lo com jogos de palavras, dizendo uma palavra que comece com última letra da palavra dita pelo colega.

Retornando ao grupo Tenma antes de conseguir falar ouve um assobio alto, chamando a atenção de todos. Três indivíduos caminhavam pela estrada em direção aos marinheiros, a altura de um deles batia no peito de Tenma e carregava um espada que arrastava no chão; ao lado e apenas um pouco mais baixo que o cego estava o segundo, de mãos vazias e longos cabelos esvoaçados, havia uma espécie de membrana entre seus dedos e as orelhas possuem duas pontas; o terceiro, um pouco mais alto que Tenma, carregava uma lança em seu ombro. O segundo tomou a palavra - Então vocês são os marinheiros com nossa carga de armas, agradeço todo o trabalho de trazer até aqui- os outros dois gargalham- Agora podem se retirar, vamos leva-lo daqui!- parados a poucos metros de distância o desconhecidos encaram o grupo.

-Infelizmente não podemos entregar para vocês a carga, apenas nossa líder nos moverá daqui- soprando uma densa fumaça na cara do segundo, diz Zimmer.

-Então não se preocupe, logo o chefe vai trazer a cabeça dela para vocês- anuncia confiante- Saiam logo do cami…- avançando abruptamente Jorja chacoalha o chão com o impacto de seu martelo, os três saltam para trás evitando o golpe, o segundo avança para desferir um poderoso soco mas é empurrado para o lado pelo baixinho defendendo um disparo de Zimmer. Jorja recua alguns passos evitando a ponta da lança.  Zimmer realiza mais dois disparos que atingem o pequeno de raspão enquanto  desconhecido corria pela lateral da estrada saltando e desferindo um corte horizontal defendido por Tenma. O atirador volta sua atenção para o lanceiro que importunava Jorja com ataques rápidos abrindo oportunidade para o tritão atingir seus socos estrondosos.



Fala Gerd: color=[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Marinheiros: color=[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 25
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptySex 21 Ago - 15:32




Escuridão total sem estrelas

A primeira missão!



- Finalmente... vocês demoraram, seus vermes. – Bradou o cego. Era a hora de por novamente a prova, e desta vez com mais dificuldade e perigo, sua vida de marinheiro. Havia ele realmente se dedicado completamente? Esta batalha lhe daria uma resposta bem oportuna. - Minha espada cantará sobre seus cadáveres esta noite. – Enunciou de forma poética. Erguia a lâmina a frente de seu corpo contra a direção dos oponentes, que estavam em um possível maior número, e com uma coragem bem elevada esta se colocava em posição de ataque. Era diferente desta vez, agora ele estava preparado para atacar primariamente, e não defender como de costume.

Tenma erguia a espada e se preparava para dilacerar qualquer um a sua volta, qualquer bandido que estivesse em seu caminho viraria fatiado com o balançar do metal. – Eles acompanham o sol, porém a noite vem e coloca-os para dormir. Que vocês possam encontra-la do outro lado da vida. – Novamente bradaria com grande imponência. – Girassol! – Diria antes de executar sua nova técnica, especial para momentos como aquele. A lâmina dançaria frente ao corpo que rodopiava em sentido horário, bloqueando as investidas contra seu corpo e desferindo um corte final contra o adversário que estivesse em seu caminho. Não tardaria em pesar as mãos, firmes no cabo da lâmina, para realmente derrotar por completo seu oponente.

Teria dificuldade em lidar com um grande número de combatentes, mas o atirador e a giganta tinham bastante experiência no combate e conseguiriam cobrir sua maior fraqueza que era a falta de visão. Porém ouvir, isso sim era com ele. Tenma se atentaria a todo e qualquer barulho que ocorresse da batalha a sua volta. Seja tiro, seja movimentação ofensiva ou defensiva, enfim, tentaria se atentar a toda forma de perigo que ocorresse no ambiente que lhe rodeava. Portando a espada, tentaria bloquear cortes diretos contra seu corpo em movimentos rápidos e precisos, rasgaria o ar em forma defensiva para aparar e refletir os golpes. Estaria atento também a formas sujas de combate, como chutes posteriores e até mesmo rasteiras, logo, teria que manter uma postura defensiva após o giro da técnica executada. – Podem vir, vermes. – Sua boca suja, raridade, cuspia ofensas contra aquele grupo miserável que era. Não poupava raiva e rancor contra aqueles seres desprezíveis. – Prenderei todos vocês. – Continuou provocando o grupo com coragem.

Não daria fim a vida deles, porém os faria sofrer até os últimos instantes antes de sua sentença final. Bradar a espada lhe trazia muita paz, a dança da lâmina era algo que lhe recordava de sua infância tanto nos treinamentos de kendo como em sua maravilhosa arte de criar flores. Seu passado subia a mente e lhe fazia reacender uma chama antes apagada. Se lembrava do primeiro momento, acompanhado por seu pai, quando viu marinheiros prendendo procurados perigosos e isso foi o suficiente para motivar a seguir o caminho justo e reto que aquela farda branca e azul escuro carregava. “Essa camisa tem muito peso!

Frente aos que lhe atacavam prestes a roubar a carga Tenma executaria movimentos rápidos e precisos em várias direções, quando oportuno, de forma a bloquear os movimentos ofensivos contra ele disferidos. Tanto cortes como socos e chutes. Daria atenção aos seus lados, afinal não conseguiria distinguir, talvez, se estava ainda cercado, mas certamente tentaria bloquear com o fio da lâmina as investidas contra si.

O cego teria sua fiel companheira a seu lado antes de por fim a aquela etapa da missão. Era um prazer servir a companheiros empenhados como aqueles, e isso contribuiria muito em suas experiências futuras. Por instantes conseguia se imaginar como um grande tenente ou até mesmo um almirante poderoso com um currículo cheio de salvaguardas incríveis. No fim ele só era um rapaz querendo orgulhar seu ego e seus pais.

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Toda vez que eu fecho os meus olhos, para não derramar lágrimas, o meu jardim mais regado, floresce minh'alma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptyQui 27 Ago - 4:23

Narração






Zimmer realizava seus disparos com cautela, como se cada bala possuísse um propósito e sua munição estivesse contada, seu foco estava no tritão e lanceiro a importunar Jorja. Quando repara no movimento especial do cego instintivamente salta para longe performando um rolamento. O golpe especial de Tenma cria uma falsa brecha para o baixinho que tenta perfurar as costas do marinheiro mas o giro é rápido e seus reflexos apenas o permitem posicionar sua espada para aparar o golpe e acaba por ser arremessado para trás rolando, sua lâmina  partida e talvez o ligamento de seu pulso. O rapaz exprime gemidos com a dor de seu ferimento.  O tritão finca um pé no solo e seu punho empurra Jorja contra carroça, ao lado de Tenma, e um arquejo desesperado por ar pode ser ouvido da companheira que tentou se levantar mas logo retornou ao solo.

O foco do lanceiro chega em Tenma e sua arma cortou o ar ao talhar a orelha do marinheiro, o corpo esguio e longo da arma tornava sua trajetória confusa para o cego que conseguia defender os golpes quase no último segundo, recebendo cortes pequenos na bochecha, lateral do tronco, quadril e panturrilha. O atirador tentava escapar dos golpes do tritão e levava sua luta para longe, monte acima.

O vento que soprava pelo lixão trazia sussurros metálicos e melodias. Escondidos por trás dos montes uivando e caçoando, comparsas dos bandidos podiam ser ouvidos, troçando dos esforços dos marinheiros para proteger a valiosa carroça.

Uma estocada forte é defendida próximo a face de Tenma e aproveitando da brecha o jovem baixo salta por cima do marinheiro abrindo um corte mais fundo no ombro, a lâmina rasga o tecido do uniforme e penetra a carne abrindo a pele e cortando a fibra dos músculos criando uma fenda de onde jorra sangue. Utilizando seu pulso bom e sua espada partida o baixinho havia retornado ao combate. O ferimento no ombro quebra a postura de Tenma mas a perfuração fatal da lança é impedida por Jorja que investe contra o lanceiro e o derruba no chão, montando por cima e urrando enquanto desferia murros.

O sangue escorria do ferimento descendo pelo braço e pingando no chão, o movimento do braço não estava impedido mas uma dor aguda acompanhava. O baixinho estava em cima da carroça e se aproveitava da posição mais alta para desferir golpes impiedosos contra o  marinheiro. Alternando entre golpes horizontais rápidos e fortes golpes verticais- Eu vou arrancar sua cabeça cego maldito!- berrou a criança.



Fala Gerd: color=[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Marinheiros: color=[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 25
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptyQui 27 Ago - 23:35




Escuridão total sem estrelas

A primeira missão!



Talvez o calor da batalha ou algum outro motivo idiota, e bem autodestrutivo, levava o cego a ignorar os ferimentos causados e continuar levando seu corpo ao limite. Os cortes não eram nada além de pequenas “pontadas” e o sangue que escorria era interpretado como apenas a “gélida brisa do lixão”. Bobo, porém, esperava que isso fosse o suficiente para tomar ainda mais tempo daqueles bandidos miseráveis até que Ella chegasse com os reforços para enfim acabar com todo aquele estorvo. – Basta, seu merdinha.– Rosnou como um cão raivoso o cego, que apertava o cabo de sua lâmina com bravura e rasgava o ar com a força que lhe restava na direção da voz do nanico.

O cego se concentraria naquele pequeno alvo primariamente, em seguida daria atenção aos outros. Foi um grande milagre ele permanecer vivo mesmo após uma luta um tanto quanto confusa contra um espadachim, pensou ele, que usava uma lâmina bem diferente. “Talvez aquilo fosse especial para o estilo de combate bem destrutivo dele. Além disso...” Seus pensamentos não se finalizavam, pelo menos não enquanto ele rasgava o ar ao tentar cortar o bandidinho mirim em dois.

Balançaria o fio metálico de um lado para o outro, de forma diagonal de cima para baixo da esquerda para a direita e da direita para a esquerda. Não só isso como a atenção era redobrada para sua retaguarda, afinal ele parecia não ouvir mais os disparos de Zimmer, que tinha o papel de ser os olhos de Tenma. – Isso vai ser mais difícil do que eu imaginei. – Disse, ao começar a sentir os primeiros sinais de dor dos ferimentos abertos do curto combate anteriormente travado. – Grrrrr... – Continuou vociferando palavras incompreensíveis ao tentar por pra fora tudo o que queria fazer com aqueles vermes insolentes. – Aahhh! – Estalou ao sentir seu ombro, gravemente ferido, jorrar sangue com aquela movimentação.

Nada que um bom médico da marinha e um bom descanso não resolva! Descansar é para os fracos.” Seu pensamento rígido seria um problema futuramente contra oponentes mais letais e mortais, mas ali ele não pensava nem um pouco no futuro, apenas no presente e como estava em uma séria desvantagem se saber o que lhe rodeava.

A lâmina em sua mão novamente dançaria no ar ao rasgar com força até a direção da voz jovial do pequeno ladrão. Tentaria finalizá-lo ali e agora! Giraria seu tronco com força, para adquirir mais velocidade e impacto no corte, e desferiria um rápido e pesado dilacerar horizontal. Uma linha branca viria a sua mente ao conectar aquele corte ao oponente. Os músculos feridos estariam em seu pico de trabalho, além de seu sangue que estaria borbulhando em adrenalina.

Caso conseguisse trataria de ajudar Jorja a terminar o trabalho com aquele ser que não soava nem um pouco como humano, caso não apenas continuaria a bloquear e contra atacar o mirim com a lâmina, aproveitando da diferença de tamanho para prever os próximos movimentos e erguer a espada chocando-a contra a lâmina quebrada.

Após isso correria na direção de onde ouviu por último a voz de Zimmer, que havia tido trabalho com outro bandoleiro e correu dali. O ajudaria no necessário, principalmente se o assunto envolvesse a boa e velha arte da batalha. Sua companheira dilaceradora de pescoço e partidora de crânios estaria em suas mãos preparada para se deleitar com o sangue dos vis inimigos.

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Toda vez que eu fecho os meus olhos, para não derramar lágrimas, o meu jardim mais regado, floresce minh'alma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
DanJo
Membro
Membro
DanJo

Créditos : 2
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Data de inscrição : 11/11/2019

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptyQua 2 Set - 10:17

Narração




O ombro aos poucos começava a importunar Tenma, os golpes verticais defendidos davam uma sensação de rasgar no ferimento. No entanto a lâmina quebrada do garoto trazia desvantagens grandes, sua técnica utiliza das duas mãos na empunhadura para compensar a fraqueza da idade diante da espada pesada mas, quando o Cego rompeu seu pulso e quebrou sua espada toda técnica se foi e restou apenas a brutalidade de seu estilo que a cada golpe se tornava mais desleixado até seu cruel fim. Quando refletido seu golpe vertical o jovem perde seu embalo e olhando no semblante odioso de Tenma enxergou seu fim, gritando toda sua fúria enquanto o Cego realizava um giro como se dançasse e brandir sua lâmina na horizontal adentrando na carne, quebrando uma costela flutuante e mudando de trajetória abre o abdômen na diagonal colidindo contra o osso do quadril antes de sair do corpo sem vida no jovem. Os últimos sons de sua existência são o cair no chão do cadáver e o silêncio é feito.

O foco em seu alvo era tão grande que assim que seu cérebro confirmou que os sons grotescos a se repetir eram os punhos de Jorja afundado no crânio do lanceiro, todos os outros sons do lixão vieram como uma violenta onda, os gritos dos bandidos, os tiros ocasionais de Zimmer e a brisa. Correndo monte acima Tenma encontra o atirador respirando com dificuldade e parado a uma certa distância do tritão que com arrogância falava- Parece que está acabando suas balas, velho!- cuspiu o tritão, Zimmer respirou fundo e aproveitou o intervalo para acender um cigarro- Tenho mais que o suficiente para te levar para o outro mundo, e sabe disso, você só não sabe se conseguirá me matar antes que as balas acabam. E agora que meu camarada se juntou ao embate, suas chances reduziram mais ainda - com a lâmina frente ao corpo Tenma se posicionou próximo ao atirador. O tritão recua alguns passos - Parece que Tig e Roover não foram o suficiente para matar vocês- se juntando também ao grupo, Jorja grita- Isso mesmo seu fudido, agora nós vamos moer você na porrada e terminar  essa droga de missão!- o tritão coloca dois dedos na boca e assobia estridente, os bandidos que aguardavam atrás dos montes se movem cercando o grupo. Pelos múltiplos passos parece ser pouco mais de vinte cabeças, armados com espadas, adagas e barras de ferro - Agora os números parecem melhor para mim- gabou-se o vilão.

Jorja olhava de um lado para o outro rosnando para os que se aproximavam e recuando em direção aos companheiros. Logo estavam os três de costas uns para os outros observando o grande grupo - Agora é realmente o fim de sua missão marinheiros- zombou o tritão. Os três se preparam para o combate mas um grito vindo de trás das linhas inimigas chama a atenção de todos, quatro bandidos são jogados para o lado feridos, o círculo se abre e Ella é recebida pelos marinheiros com salvas- Escuta aqui seus porras, qualquer um que tocar nos meus marinheiros vai ser abatido na hora- ela pausa para respirar fundo- Fiquem com a carga, vocês venceram - Ella anuncia e risadas são ouvidas pelo círculo- E oque nos impede de trucidar vocês e levar a carga de qualquer forma? Você parece estar bem ferida- questiona o tritão- Realmente talvez o seu bando de merdinhas consiga matar a todos nós, mas garanto que vai ser um banho de sangue e o pouco que restar de vocês talvez não consiga nem andar, mesmo com os seus reforços- o silêncio toma o lugar e os dois líderes se encaram por minutos até que o tritão diz- Peguem a carga e vamos embora, já estamos atrasados, já cansei dessa batalha- o círculo se desfaz e poucos permanecem hesitantes se os marinheiros iam mesmo se retirar. Ella chama os três- Vamos marinheiros, é uma ordem! Já tivemos baixas o suficiente- Zimmer se junta a Ella e Jorja hesita apertando com força seu martelo, ela olha para Tenma e diz baixo- Quer retaliar comigo companheiro? Ou podemos retornar o acampamento e descansar como fracote, oque acha?



Fala Gerd: color=[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Marinheiros: color=[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 25
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptyDom 6 Set - 9:40




Escuridão total sem estrelas

A primeira missão!



Eu não acho isso certo... não, não é nada certo...” Minhas mãos tremiam ao ver como a marine levava aquilo com um entendimento não equivalente a importância da missão em que faziam. Meu sangue parecia borbulhar em raiva assim como minha cabeça que doía. – Senhora Ella, isso realmente é verdade? Desculpe minha intromissão, mas acho que não entendi direito. – Meus olhos corriam por todos ali, principalmente os ladrões que queriam se apossar da carga. – Eu ainda não consigo aceitar que nós vamos deixar a carga que tanto defendemos por pura segurança. – A mão direita corria até o cabo da lâmina, embainhada, e parecia querer puxá-la e dilacerar todos ali com uma fúria inimaginável. Sua respiração ficava pesada assim como o rosto que vermelhava em sentimentos ridiculamente brutais. – Desculpa, Sargento, mas isso não entra na minha cabeça. – Respondeu com toda a sinceridade possível.

Notaria os oponentes, que claramente poderiam aumentar em número e consequentemente em força. Era irônico ver isso pois muitas vezes teve de lidar com coisas parecidas por problemas profissionais, não que tenha lidado com bandidos antes, mas as alegorias ilustrativas em sua mente botânica muito comparavam eles a simples pragas nas plantações. “Se não arrancarmos eles com raízes agora se tornarão um problema para o florescer no futuro, eu não quero sem cumplice disso e nem mesmo aceitar isso de boca calada. Não entrei na marinha para isso, eu não me importo de perder um membro, me ferir ou perder a minha vida pela justiça. Se isso é um soldado da marinha, que eu tanto admirava, então eu não sei o que eu sonhava em me tornar...” O dilema tomava conta de sua mente como uma sequência de ondas gigantes e fortes, arrebatando a costa rochosa de seus pensamentos positivos e deixando apenas os destroços de raiva e vingança.

Acenaria com a cabeça para Jorja, isso talvez bastasse para indicar sua posição contra a da Sargento Ella. – Vamos terminar o serviço sim! – Diria, também em voz baixa.

No mais ele aguardaria a resposta de sua superior, certamente não faltaria respeito com ela, mas também não deixaria com que seus valores fossem menosprezados por menos. A lâmina em seu coldre era sua fiel amiga e maior escudeira e ela seria mais do que suficiente para concluir aquela missão importante principalmente para a marinha e também um degrau para sua ascensão militar.

Histórico:
 

Objetivos:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Toda vez que eu fecho os meus olhos, para não derramar lágrimas, o meu jardim mais regado, floresce minh'alma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CaraxDD
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
CaraxDD

Créditos : 12
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2011

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptySex 25 Set - 4:50

Narração






Tenma e Jorja estavam mais do que preparados para a retaliação, suas mãos apertando suas respectivas armas e o coração batendo mais forte, não era mais apenas por sua missão, ambos podiam justificar como fosse, mas a verdade era uma só, eles estavam sendo movidos pelo orgulho ferido. - É honrável a coragem, mas este não é o momento- Ella comentava incomodada com a reação dos rapazes - Eu não tenho mais... Zimmer comentava raivoso entre os dentes, não terminava sua frase, apenas saia pisando fundo com uma mistura de ódio e decepção no olhar.

Tenma e Jorja ainda estavam em alerta preparados para atacar, pareciam cachorros ferozes apenas preparando-se para serem soltos atrás de bandidos. Ella mantinha a firmeza em sua fala - CHEGA! Eu também quero acabar com esses merdas, mas não dá mais. Não podemos mais. CHEGA- Sua fala era recebida por risadas dos bandidos os quais já estavam  cercando a carga como se fosse deles realmente. As risadas eram silenciadas pelo som de um disparo. O silêncio substituía as risadas, logo em seguida um dos homens caia no chão com um furo na cabeça.  - ... paciência Zimmer estava um pouco mais distante da muvuca com sua arma apontada para o grupo de bandidos, o homem podia estar com as balas no final, porém sua paciência já tinha acabado fazia tempo.  Aquele tiro foi o estopim para a continuação da briga, a qual agora tomaria uma proporção ainda maior e mais desafiadora.

Após entenderem o que aconteceu os 10 dos bandidos que estavam na frente avançavam ferozmente em direção ao grupo, Ella não via escolha a não ser lutar, Jorja já corria em direção ao grupo com o intuito de matar mais ainda deles. A outra parte dos bandidos já começava a carregar a carga para longe dali, para chegarem até eles era necessário passar por esse grupo que via cheio de ódio. Tenma estava preparado para a batalha enquanto via parte do grupo fugir e bandidos com espadas e pedaços de metal vindo de todos os lados preparados para destruir tudo pelo caminho.





OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
K1NG
Narrador
Narrador
K1NG

Créditos : 25
Warn : Escuridão total sem estrelas - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 30/04/2020

Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 EmptySeg 28 Set - 15:03




Escuridão total sem estrelas

A primeira missão!



O tiro foi perfeito. - ... – Rosnou o cego que rasgava o ar com o fio de sua lâmina. Tal qual uma criatura, na verdade um monstro, prestes a abater sua presa era Tenma que não pouparia brutalidade e força quanto a dilacerar seus inimigos. Na verdade, eles eram menos do que isso, eram vermes... – Insolentes! – Disse ao completar seu pensamento. Sua mão tremia, mas não de nervosismo ou de medo, e sim de raiva. A lâmina se erguia ao ar e ele se lançaria com agilidade frente aos que avançavam contra ele. – O sol queima, e vai queimar vocês também, seus merdas! – Ergueu a voz ao tomar uma posição já conhecida pelos seus companheiros. Pernas arqueadas e tronco levemente inclinado, a lâmina giraria em volta de seu corpo mirando no pescoço, rosto e peito dos que o envolviam naquele espaço. – Girassol – Bradou ao utilizar sua técnica apropriada a momentos como aquele.

Sua voz dava espaço a rosnados e grunhidos. – Grr... – Ele estava possesso, porém retinha essa ira indomável em sua mente. Seus olhos iam de rosto a rosto, fitando cada um daqueles criminosos que ele jurou prender, ou pior, matar.

Por instantes se lembrava de sua infância, ouvindo sua mãe cortar os talos das flores que um dia puderam ser chamadas assim. “Elas já estão mortas, meu filho. Vamos plantar novas flores.” Pensou ao relembrar esta memória profunda. – Eles também já estão mortos, vamos plantar novos! – Proferiu no meio do combate.

Suas defesas seriam o padrão de seu estilo específico de combate, a lâmina a frente do corpo serviria mais como defesa do que como ataque, e com sua audição afiada teria uma reação adequada ao movimento feito pelo oponente. Tentaria discernir como ele se moveu e calcularia também a distância para que o bloqueio fosse efetivo e o contra ataque fosse mortal. Cada deslizar de sua lâmina seria rápido e preciso, assim como um cirurgião. Suas mãos estariam ambas no cabo da espada, tendo mais controle e manejo na hora de balança-la.

Caso oponentes lhe alcançasse pelas costas tentaria executar um corte horizontal de longo plano, talvez uns noventa ou cento e oitenta graus, para chegar ao que lhe atacava posteriormente, caso fosse falho apenas confiaria nas habilidades de Zimmer, o atirador que acendeu aquela chama de justiça no peito dos marinheiros.

Seria imaginável que eles poderia lhe atacar com socos e chutes de baixo pra cima ou diagonais de um lado para o outro, logo, ainda com a lâmina frente a seu corpo, agilizaria seus movimentos a intercepta-los com a própria espada, deixando deslizar deliciosamente o fio da espada sobre a carne suja daqueles insetos miseráveis.

- Temos que alcançar a carga, não temos tempo a perder! – Alertaria, ao ouvir o barulho dos bandidos levando embora o que a missão os designava a proteger. – Não vou perder isso. Não posso perder isso! – Continuou. No calor da batalha as palavras saíam com força, não levemente, mas sim por instinto. Não conseguia pensar cordialmente em como falaria sobre isso, apenas cuspia o que lhe vinha à mente e que seria de proveito para o desenrolar não só daquela situação como da missão em geral. “Estamos ferrados, mas não vamos sair daqui como párias.

Caso o caminho fosse aberto ele correria na direção dos bandidos, na direção de seu barulho, para intercepta-los e derrota-los, os negando a sair com a carga que ele foi ordenado a proteger.

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Toda vez que eu fecho os meus olhos, para não derramar lágrimas, o meu jardim mais regado, floresce minh'alma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Escuridão total sem estrelas   Escuridão total sem estrelas - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Escuridão total sem estrelas
Voltar ao Topo 
Página 6 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: