One Piece RPG
Unidos por um propósito maior - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 12:43 pm

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:40 pm

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 12:34 pm

» Mini-Aventura
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 12:29 pm

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:04 pm

» [ficha] Arthur D.
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:13 am

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 11:06 am

» [Mini-Azarado] Um falastrão beberrento
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:58 am

» Os 12 Escolhidos, O Filme
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 5:24 am

» Jade Blair
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Kylo Hoje à(s) 3:42 am

» Seasons: Road to New World
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 2:26 am

» The Victory Promise
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Akise Hoje à(s) 12:33 am

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Fukai Hoje à(s) 12:27 am

» Kit Phil Magestic
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 10:25 pm

» 10º Capítulo - Parabellum!
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Marciano Ontem à(s) 10:12 pm

» II - Growing Bonds
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor War Ontem à(s) 9:36 pm

» Xeque - Mate - Parte 1
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Ceji Ontem à(s) 9:20 pm

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 7:58 pm

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Quazer Satiel Ontem à(s) 6:28 pm

» Galeria Infernal do Baskerville
Unidos por um propósito maior - Página 2 Emptypor Blum Ontem à(s) 6:16 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Unidos por um propósito maior

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 9 ... 17  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptyQui Abr 23, 2020 7:08 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Unidos por um propósito maior

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Aokine Daiki e Masaru Rokudo. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
GM.Muffatu
Game Master
Game Master


Data de inscrição : 04/02/2020

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptySab Maio 09, 2020 5:50 pm

Muffatu Presents:

Antes eram anjos.




Era uma bela manhã em mais um dia primaveril em Dawn Island. As pessoas vivem sua vida normalmente, em um lugar como o centro da cidade, a movimentação é intensa. A temperatura era agradável, nada muito quente ou frio. Um bom dia para caminhar pelo parque ou então para fazer compras. E pelo visto era isso que grande parte dos transeuntes estavam fazendo.

Em cada um dos lugares as pessoas seguiam as suas vidas, algumas delas em busca de aventura, outras em busca de diversão, mas todas elas em busca de viver a sua vida.
Uma dessas vidas é a de Aokine, um garoto de 17 anos bem alto para a sua idade. Porém o que ele buscava pode ser só um sonho, mas mal sabia ele que a sua determinação o levaria a criar um ótimo bando, assim como ele sonha em fazer.


-AOKINE DAIKI -


A aproximação do rapaz era algo calmo e nada assustador para os moradores de forma que rapidamente ele descobre onde era a venda de armas da região e se dirige para lá. Assim que chega pode ver que é um ambiente com diversas armas, uma cidade que tem uma movimentação tão alta, certamente teria também ótimos comércios.

Assim que ele chega até a loja, um homem com toda aparência de um nobre se aproxima e sorrindo diz:


- Olá, jovem! É claro, tenho aqui essa bela luva que você pode levar por 25.000 Berries! É pagar e levar, te ajudo em algo mais, meu jovem? Ah… Katanas são 35.000. Qual prefere? Ah claro! Então aqui está!

Entregando as luvas, ele já olharia para os próximos interessados em suas armas. Nesse meio tempo, algumas pessoas se assustaram com a conversa do jovem sobre entrar em um bando, incluindo um deles que percebeu e saiu de perto indo até o balcão, caso o jovem pudesse ver ele já teria uma visão de um homem com o semblante mais fechado dessa vez. Antes de sair de perto de Aokine ele fala:

- Não estou interessado, seu monstro…

Talvez fosse algo que pudesse dificultar a vida do jovem, mas quem pode dizer algo com certeza? Mas sabe como são os anjos não? Podem até parecer travessos.

- Masaru Rokudo -


Minutos antes dos acontecimentos acima, o garoto de estatura mediana e porte comum também buscava a sua nova arma para que pudesse partir em suas aventuras. Não demorou muito para que encontrasse a loja de armas, assim como Aokine ele fora aceito tranquilamente pela população como mais um cidadão.

Ao entrar na loja foi diretamente ao vendedor que sorrindo já foi buscar sua Katana.


- Aqui está, rapaz… São 35 mil berries, preço camarada! Caso precise é só me chamar, meu jovem!

Estranhamente ele acreditou que a loja de armas fosse um ótimo local para aguardar alguém procurando aliados para um bando, para a sua sorte ele estava certo. O problema é que o garoto que estava procurando aliados havia chamado mais atenção que a necessária com sua forma e perguntar. Talvez não fosse algo que assustasse Masaru, mas ele poderia claramente perceber uma movimentação diferente na loja com algumas pessoas apontando um rapaz que chega perto dele.

Um garoto que era maior que Masaru, uma camisa de time com um número nas costas. Ele então acaba achando sua resposta positiva no garoto, que apesar de mais velho, era quase trinta centímetros menor.

Assim que eles começam a sair da loja, poderiam perceber que alguns homens os acompanhavam a uma certa distância, como se estivessem guardando cada uma das informações possíveis dos garotos ali. Pelo visto, conversar sobre qualquer outra coisa por ali não era o melhor caminho a ser tomado, a menos não com aquele teor que a conversa tomaria.




= Forxen Dalmore =





Um homem já mais vivido com seus 28 anos, traz na bagagem conhecimento e vivência que são o diferencial na vida de um ser. Assim como os outros dois de nossa crônica, caminhava tranquilamente pelas ruas, enquanto aproveitava o vento em seu rosto e podia apreciar a caminhada das pessoas pelas ruas, ele tem sua atenção chamada a uma loja onde há pouco dois jovens saiam e eram observados por mais dois ou três homens.

Ao entrar na loja ele pode perceber que o vendedor parece meio conflitado, mas sempre prestando atenção em seus clientes ele logo sorri para o homem e então diz:


- Olá, rapaz! Mas é claro meu bom!! A bainha e a Katana ficam no valor de 40.000 Berries! É uma ótima espada de fio duplo que pode até mesmo cortar uma melancia ao meio em um só golpe! Uma qualidade encontrada somente nos melhores lugares e PELOS MELHORES ferreiros!

Ele enfatiza isso ao ver que dentro da loja um há um panda de mais de três metros com uma mochila e algumas armas aparecendo. Assim que a arma é recebida, o homem se vira e então se dirige até uma taverna que estava começando o dia.

Alguns homens e mulheres já estavam por ali comendo um café da manhã, tomando uma cachaça e até mesmo já negociando algumas vendas ou compras de suprimentos.
Um dos homens ali da taverna logo chega perto do homem e lhe entrega um cardápio enquanto profere um bom dia enquanto boceja.

Aguardaria ali por uma proposta de emprego, será que nosso homem quer ser garçom? Talvez… Enquanto pensava na vida, ele pode ver uma gata, não uma mulher e sim uma gata mesmo. Dessas que faz miau. Uma mink na verdade que passou correndo por ele e entrou com tudo para o salão enquanto, do lado de dentro do balcão, o que parecia ser o taverneiro gritava:


- Que demora, onde você foi menina?!! Temos clientes, Sadie!


= Sadie Klaus =


Os fantasmas do passado ainda assombram a mente da jovem Mink. Passar pelo que passou, ser salva e ter a chance de uma nova vida era para poucos. Ainda mais ela, jovem como é e já tem uma história como essas para contar. Certamente algo que a marcaria para o resto da vida. Não havia sido nada fácil ter o sonho que teve, e em seu ser ela sentia que era a hora de uma virada em sua vida.

Com pouco tempo para tudo em seu dia ela corre para comprar um chicote, pois havia tomado a sua decisão, iria de fato dar um rumo na sua vida. Como conhecia o ambiente ela rapidamente acha a loja de armas onde alguns rapazes cochichavam por ali.

Assim que ela se aproxima do balcão ela pode ver um urso panda tamanho família sentado em um dos cantos da loja com uma mochila e algumas armas, ao passar o olho pelo ambiente ela não vê nada de interessante e percebe que o melhor era falar com o dono da loja.


- Aqui está mocinha, um bom chicote, ele tem um alcance de até 3m, é bom e rápido para agir. São apenas 38.000 berries. Claro! Eu embrulho!

Enrolando o chicote em uma espécie de jornal antigo ele a entrega para a mink e então dá um sorriso enquanto a filha do taverneiro sai da loja.


= Kid =


Pior que uma ressaca é uma ressaca no meio de sacos de lixo, com um cheiro de cigarro misturado a álcool e um toque de talco vagabundo. O homem sem camisa com várias cicatrizes no corpo começa a recobrar consciência. Caminhando como um iniciante na corda bamba ele tenta se equilibrar ainda nos muros. Enquanto caminha, as pessoas apontam dedo para ele, o olhando com maus olhos.

Era conhecido por sua fama de brigão e isso não era nada bom, as pessoas já sabiam o que esperar de um homem como ele, e nunca se sabe quando poderia começar uma confusão. Para a sua tristeza a única garrafa que ele tinha só trazia o cheiro de um rum de má qualidade.

Caminhando por ali ele finalmente chega até uma loja de armas. Ao entrar ele se depara com um o vendedor olhando para a porta como se estivesse feliz de ter realizado boas vendas.


- Ah… é você. Tenho sim, Kid. Elas estão surradas, mas deve servir para você. As novas são 45 mil, se quiser. E essas reformadas são 30 mil. Obrigado.

O homem dá uma olhada para Kid mais uma vez e então vira as costas. Mal sabia ele que aquele era o tempo suficiente para que o humano achasse alguém que pudesse dar trabalho para ele. O problema, ou a solução para o ferreiro. Já que era o tal panda de 3 metros que estava por ali atrapalhando seus negócios. Dois clientes já tinham conferido os materiais do panda, não que tivessem comprado, mas era questão de tempo.

Ao ver Thomas Kenway qual seria a reação de Kid?



= Thomas Kenway =



Tentando fazer um dinheiro aproveitando o dia ele logo arruma suas coisas na cidade e tenta vender seus materiais. Os humanos passam por ali olhando com cara fechada para o panda. Alguns se afastam, outros colocam as crianças para trás.

Enquanto caminha o urso de cara fechada poderia ver ao longe que a loja de seu amigo ferreiro estava aberta e de fato com vários clientes já entrando. Ele tranquilamente se posta por ali.

Tempo suficiente para ao chegar ver dois humanos saindo do ferreiro, cada um com suas armas. Ali em seu canto ele ainda pode ver mais movimentação, como um homem que comprou bainha e espada, uma gata que comprou um chicote e um cara bem estranho com cara de quem merecia umas porradas.

Enquanto tentava vender algo por ali tinha a cara fechada do vendedor e uma ou duas pessoas que chegou até ele perguntando sobre as armas.

Ao perceber o ambiente ele poderia claramente ver que o humano alto e cheio de cicatrizes parecia querer confusão, simplesmente pelo seu jeito de olhar. E tinha um agravante aí, o panda de visão ruim não tinha um charuto completo para ele e só um final de uma bituca perdida, o que significava um trago ou dois no máximo. O que para um bom fumante significa, muita, muita raiva.


= Kayto Yamamoto =


Nascido e sofrido na vila perto da cidade capital, esse humano de 3 metros, um dos mais altos na região treinou demais para chegar até o dia de hoje pronto para caminhar com suas próprias pernas e braços longos para que pudesse ter sucesso em sua empreitada.

Para isso além de todo o treino e toda a dedicação o jovem foi buscar também uma espada para que pudesse se sentir mais preparado para os desafios. Após algum tempo ele acaba encontrando uma loja de armas. Do lado de dentro algumas pessoas conversavam e comercializam.

Aproximando-se do balcão, Kayto pede uma espada e é prontamente atendido pelo comerciante:


- Meu amigo, você é comprido! Bem, eu tenho uma arma que deve servir aos seus propósitos! Aqui está, 30 mil berries.

O vendedor sorri e segue suas vendas enquanto observa o jovem alto sair da loja e encontrar dois rapazes conversando fora dali, pelo que ele pode ouvir dentro da loja, o rapaz de camiseta de esportista estava montando um bando, e Kayto caso estivesse interessado talvez pudesse tentar a sorte com os meninos por ali.


= Kyo Miuura =


Cansado da vida em Dawn Island o jovem de 16 anos de idade já se acreditava pronto para seguir a vida dos mares e tomar conta dos oceanos fazendo o seu nome e mudando todos os paradigmas de ser um pirata.

Ele se arruma e então parte para a loja de armas. Ao chegar por lá ele poderia ver três jovens por ali conversando do lado de fora da loja, não era possível saber o que estavam falando, porém com o tempo ele iria conseguir saber de um jeito fácil.

Na loja um clima mais tenso por ali, não dava para saber os motivos, mas algo estava por vir. Não dava para saber ao certo o que poderia ser, mas um clima mais tenso estava no ambiente.
O jovem pede uma arma de fogo e o vendedor prontamente entrega para ele um revólver.


- Aqui está garoto. Ela não tem um tranco tão forte, então será algo que seu corpo poderá suportar quando precisar puxar o gatilho. Trinta mil, perfeito!

Assim que recebe sua arma, ele ainda dentro do ambiente poderia ouvir que o rapaz de camiseta de time estava procurando piratas, e com aquela cara de jovem… Se ele buscava alguém para um bando ele já sabia onde encontra. Caso ele ficasse por ali, poderia ver uma disputa de poder que há algum tempo não se via.

----

Enquanto o tempo passava a taverna ganhava um movimento e do lado de fora da loja de armas os jovens já começavam a chamar a atenção. Afinal de contas, era claramente um grupo que estava prestes a causar grandes danações por ali e estava mais que claro isso.
Do lado de dentro da loja talvez o combate entre um humano e um panda estava para acontecer, e na taverna, a jovem mink teria que atender o povo e ainda arrumar um meio para contar aos pais de sua decisão.

É… Claramente são apenas anjos causando confusão. São só querubins, que mal podem fazer?


======

bichaelson



OFF -
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Aokine Daiki
Pirata
Pirata
Aokine Daiki

Créditos : Zero
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 10010
Data de inscrição : 21/01/2018

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptyDom Maio 10, 2020 12:12 pm



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Após receber as minhas luvas de combate esperando que fossem de cor preta como eu gosto, primeiramente coloquei cada uma delas em seus devidos lugares, a luva esquerda na mão esquerda e por conseguinte a luva direita na mão direita, quando terminava de colocar a luva direita estalei o final da mesma contra o meu pulso sentindo a satisfação de ter finalmente uma arma de combate ao meu gosto enquanto olhava para a mesma, um sorriso ficou evidente no meu rosto por causa daquilo o me deixou contente, a minha visão agora se centrou no vendedor que o encaro de maneira amigável mas sem esboçar sorriso algum - Muito obrigado senhor, foi muito prestativo - Agora um dos meus objetivos estava concluindo ali mas o mais importante de todos vinha a seguir, precisava reunir um bando pirata para sair em minhas aventuras e também daquela ilha que sinceramente já me tinha aborrecido, tinha tentado me relacionar com as pessoas de maneira discreta além de pedir para entrarem no meu bando mas parece que não tinha sido uma boa ideia ainda mais no local onde me encontrava, continuei a insistir nas pessoas que pareciam ter medo da ideia de se tornarem piratas, um deles até mesmo teve coragem de falar comigo de maneira rude, parecia que ele conhecia a minha história ou pelo menos já tinha ouvido rumores sobre mim, coçei a minha cabeça por parecer que estava encrencado pois parecia que ninguém ali queria saber de mim e dos meus planos, era incrível como todo mundo era tão simplório e nem sequer queria viver aventuras e descobrir o mundo, talvez quisessem e nem tivessem coragem mas de nada serviria isso, tentando olhar ao meu redor a ver se encontrava alguém que queria entrar no meu bando logo após várias tentativas encontro alguém que tinha coragem e tomates, mas na verdade me surpreendeu a tal pessoa, olhei para ele tentando notar a sua estrutura física e nisso conseguia perceber que ele era bem pequeno o que me fez pensar um pouquinho e hesitar, "Esse rapaz é um franguinho em pessoa, ele tem muita coragem é de admirar...", pensei olhando o mesmo e independentemente se conseguisse reparar que ele tinha uma espada ou não nós precisávamos de sair dali, tinha pessoas a repararem em nós e aquilo já estava demais para ser sincero, como suspeitava era mesmo muito perigoso conversar ali acerca desses assuntos, o que não me fez se arrepender da minha decisão mas que sinceramente me deixou um pouco receoso, depois de irmos para fora suspiro e com calma mostro a minha mão direita afim de o cumprimentar educadamente - Que bom que está interessado, eu me chamo Aokine Daiki, seja bem vindo ao meu bando garoto, és um pouco baixinho mas do que te falta em altura tens em coragem e isso me agrada bastante, como se chama e quais são as suas competências? - Falei com um tom de voz muito grave o que era muito costumeiro porque era a minha voz mas a minha maneira de falar era calma o que compensava aquilo, fiquei esperando uma resposta do mesmo pois era importante para mim saber daquilo, ele tinha sido o primeiro membro do bando a entrar o que seria um privilégio aquilo, emfim, depois de o cumprimentar eu separo a minha mão do cumprimento e assim coloco a mão no bolso enquanto a ponta do pé direito fica apontada ao solo, um pouco antes disso ajeito o meu casaco que estava apoiado nos meus ombros para não cair.

Fiquei um pouco mais no local tentando observar as pessoas que pareciam nos seguir, tentei perceber por meio de contacto visual o que eles estavam a tramar também, ou pelo menos notar alguma pista acerca disso, mas antes disso caso conseguisse notei que um novo garoto tinha chegado, finalmente se mostravam os resultados da minha persistência no local, na verdade tinha chegado a me arrepender um pouco daquilo mas aquela sensação tinha desaparecido, com a mão no bolso virei com preguiça o meu corpo afim de olhar para trás e ver como era tal pessoa, provavelmente seria alguém mais pequeno do que eu fisicamente como o garoto anterior, não que influenciasse muito na minha decisão, mas foi uma surpresa, ele era enorme, uma das pessoas mais altas que já tinha visto, era mesmo de se admirar aquilo, era isso que eu sentia mas não demonstrava, fiquei com um semblante calmo ao passo que me mantive no mesmo lugar e o olhando com um sorriso de canto ledo surpreso com aquilo na verdade, ouvi atentamente as suas palavras e levantei a mão oposta a que se encontrava no bolso levantando um pouco a mesma e mostrando a palma da mão explicando assim acerca do que ele queria saber que no caso era a proposta que estava fazendo, como normalmente iria falando do mesmo jeito calmo e relaxado mas com uma voz grave como dito anteriormente que era costumeiro - Como tinha dito na loja de armas, estou recrutando pessoas para entrarem no meu récem bando pirata formado, estamos nos preparando para sair dessa ilha e iremos realizar muitas aventuras que irão nos ajudar a alcançar os nossos objetivos e os nossos sonhos, se estiver interessado queremos que você entre neste nosso bando - Mostrei a mão de maneira direita erguendo a palma da minha mão para cima para o mesmo como forma de um convite não um cumprimento, após as minhas falas dei uma pausa esperando uma resposta do mesmo, caso ele respondesse afirmativamente e aceitasse entrar no meu bando pirata iria prosseguir falando com ele, caso contrário iria o deixar partir e assim ele estava livre para ir embora, esperando uma resposta positiva dele caso ouvisse a mesma, agora sim viro a minha mão mostrando a palma da minha mão a ele para o saudar assim, o saudava de maneira forte podendo mostrar que os nossos fisicos eram bastante bons, mas o reverencio de maneira que não machucasse nenhum de nós os dois, desse jeito agora me apresentava para ele com um sorriso amigável - Muito bem, eu sou o Aokine Daiki o capitão deste bando pirata, este é o nosso outro membro apesar de pequeno ele tem muita garra espero que possam se dar bem, já agora me diga o seu nome e as suas qualificações - Disse agora terminando a minha frase estalando o dedo piscando levemente o olho direito sorrindo, esperava que ele também fizesse uma apresentação sua afim de o conhecer melhor, desse modo fiquei um pouco ali no local ainda vendo se os mesmos homens ficavam ali, queria tentar determinar se eles estavam mesmo a nos seguir, pois caso fosse isso iriam nos seguir quando andassémos por isso tinha pensado nisso, caso fosse isso iria já ficar bem pronto para caso isso acontecesse, após o cumprimentar e voltando a colocar a mão no bolso.

Por fim o tempo passava e caso eles continuassem ainda ali eu já estaria pronto para me movimentar, mas algo inesperado acontecia mais uma vez, sei que era o meu plano recrutar pessoas e esperava tudo de melhor ali mas havia mais alguém que tinha sido atraído pela proposta que estava divulgando na loja de armas, o que me ajudou a perceber que os resultados vêm sempre depois dos desafios, depois de muito ser ignorado e rejeitado finalmente as pessoas que tinham coragem estavam aparecendo, não consegui conter e dei um sorriso normal o que não era meu costume o que refletia que estava mesmo satisfeito, novamente era um franguinho que tinha aparecido e caso conseguisse ouvir as suas palavras eu pouco me importaria com o seu corpo, ele estava interessado na proposta e isso era o mais importante para mim, sendo assim, me aproximei sério dele o olhando de cima como se o quisesse matar, mas logo peguei na cabeça dele com a minha mão esquerda e assim sorri para ele dizendo de seguida - Quer se juntar a nós? Estamos indo navegar sim meu caro jovem, e precisamos de mais tripulantes o que signfica que ainda temos vagas - Disse o olhando nos olhos, ficando bem simpático com ele pois tudo estava a ir certo e de acordo com os seus planos, ou bem dizendo, estavam melhor do que tinha planeado, enquanto aguardava a resposta dele dei mais uma leve olhada naqueles homens os observando para ver caso estivessem ali, independentemente disso caso o garoto tivesse aceitado entrar no meu bando, fazia cafuné na cabeça do mesmo por alguns segundos desarrumando os cabelos dele e depois colocava a minha mão no bolso ficando assim com as duas mãos nos bolsos e voltando a ficar com uma expressão calma e após a resposta dele diria - Ok, eu sou o Aokine Daiki, sou o capitão deste bando pirata, estes são os outros dois membros do bando, eles são os seus novos companheiros e espero sinceramente que todos possámos nos dar todos muito bem... Agora temos coisas para fazer, andem... - Falei agora esperando um pouco para ver se alguém aparecia por causa da proposta, quando disse para andarem era para todos os membros do bando o seguirem pois precisávamos daquele local e seguir com os nossos objetivos, caso não aparecesse ninguém ali para entrar no seu bando ou pelo menos falar da minha proposta assim avançaria em buscam do local certo para recrutar, iria assim para a taverna, iria tentando procurar onde era a taverna da ilha com muita calma, os meus passos eram lentos pois visava também tentar ver se aqueles homens nos iriam seguir, era necessário aquilo pois ainda não sabia as intenções deles que não pareciam boas, caso conseguisse a encontrar ficaria frente a porta ou entrada da mesma olhando para a mesma.

Caso tivesse algum tipo de porta ou pelo menos aquelas portas pequenas que com o simples toque se abriam, com um chute da perna direita rompendo a mesma e entrava no estabelecimento, caso não houvesse nada do género ou algo que não o possibilitava fazer a sua entrada em grande iria entrar normalmente no local, nisso olhava ao redor na taverna e assim olhava para todos ali e os seus olhos ficam arregalados e um sorriso gigante (como no gif acima), nisso assim começo a dizer com uma voz grave mas dessa vez alta e tentando ser convincente, fazendo o máximo para não parecer que estava a brincar - Oh seus putos, seja quem forem, eu sou o capitão do bando do Monstro, sei que alguns de vocês têm coragem e estão aborrecidos dessa vida rotineira, sei que querem atingir os vossos sonhos, os vossos objetivos, eu também tenho tudo isso e quero os alcançar, não quero que disperdicem os vossos imensos talentos e habilidades, comigo e o meu bando ao vosso lado nada vos irá impedir de realizarem tais coisas, vocês serão livres, ninguém vos irá impedir de nada, vocês serão como anjos caídos e ninguém estará mais sobre vocês, nem ninguém que se faça de Deus, nem o próprio Deus, pode parecer um absurdo e difícil de acreditar mas está é a realidade meus caros, neste bando qualquer sonho e objetivo é cumprido, querem amigos? Querem companheiros? Querem fama? Querem riquezas? Não se acanhem e sigam os seus sonhos comigo, coloco a minha cabeça a custa caso alguém se arrepender da decisão de entrar no meu bando - Dei agora uma pequena pausa levantando os meus cabelos espigados que estavam acima da testa, sem parar de observar todos tentava intimidar toda gente que achasse que estava a brincar, esperava ter sido bastante convincente ali e novamente assim continuei as minhas falas mas dessa vez falo de maneira calma, o momento de motivação tinha terminado e agora só restava saber a resposta - Certo, quem estiver interessado pode se dirigir a mim, apenas preciso de saber o seu nome e as suas qualificações nada mais, não se esqueçam... Irei vos ajudar a cumprir alguém objetivo e sonho que vocês tiverem - Dou um sorriso de canto no final terminando o meu lindo discurso e assim procuro uma mesa livre para ir me sentar esperando que os outros membros viessem se juntar a mim, caso não houvesse nenhuma mesa livre iria procurar alguns cidadãos medrosos e tentar os retirar dali apenas com o meu olhar intimidante, para mim não havia utilidade ali pois procurava pessoas com coragem de desafiar qualquer pessoa até mesmo o governo mundial, ao sentar na mesa ficava atento para ver se tinha alguma pessoa que viria afim de estar interessada na minha proposta, nisso depois de tentar sentar ficando atento a qualquer coisa dou um pequeno sorriso olhando para os membros do meu bando e digo para eles sorrindo - Bem... Me contem as vossas histórias e os vossos sonhos/objetivos rapazes estou muito curioso para vos conhecer - Dessa jeito coloquei os cotovelos na mesa e assim apoiei o queixo nas minhas mãos que se juntavam e se entrelaçam os meus dedos grandes apropriados para a minha estrutura.



Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Considerações:
 

off:
 

                                           
DAMAGE: 8+2

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 7

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
JaponeisLK
Soldado
Soldado
JaponeisLK

Créditos : Zero
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 17/01/2018
Idade : 19
Localização : Yotsuba Island - East Blue

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptySeg Maio 11, 2020 2:40 am



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Agora sim! Tenho minha arma, não é a melhor do mundo mas já me servirá, é melhor do que lutar de mãos vazias, pego ela e ainda olhando para o vendedor abaixo minha cabeça em forma de gratidão. Logo depois disso ajeito minha katana em minha cintura, de forma que seja possível saca-lá rapidamente, terminando de ajeitar ela, ainda na loja vou em busca de pessoas que queiram criar um bando ali mesmo dentro da loja, e me parece que não demorou muito, alguém acabou chamando atenção demais ali dentro, e olha só, como se fosse alguma novidade, alguém mais alto que eu, estranhamente ele usa roupas de algum time, sei lá, ele quer formar um bando pirata mesmo? Ou bando pirata é o nome do time dele? Háháhá, como você é idiota Masaru, vamos parar de brincadeiras, olho atentamente para ele debaixo para cima, me pergunta se realmente eu estou fazendo a escolha certa. Pois é fazer o que, temos que arriscar, se não nunca vou sair em alguma aventura, ou muito menos sair dessa maldita ilha, logo que dou minha resposta para ele, o sigo para fora assim que saímos esperaria ele falar algo, caso ele tente me cumprimentar faria o mesmo, estenderia minha mão direita para ele e o comprimentaria -Prazer em conhecelo, e é um prazer você ter me aceitado em seu bando, meu nome é Masaru Rokudo, atual médico em treinamento,por favor não se incomode com minha altura, até porque, por causa dela alguns pontos ficam mais fácil de ser atingido-   Usaria meu tom de voz normal, e também estaria com um leve sorriso e com os olhas levemente abertos, não estou aqui para impressionar ninguém, só quero entrar logo para um bando e sair logo dessa ilha, logo após de o cumprimentar, sotaria a mão dele e a levaria para o bolso de minha calça, e com a mão esquerda a colocaria no cabo de minha katana se apoiando nela.

Assim que terminamos de nos cumprimentar, logo percebo que alguns incheridos estavam nos seguindo, meu jeito feliz se esvai e fico com um olhar completamente sério poderia ser que esses incheridos poderiam querer um pouco de encrenca, me manteria na mesma posição com o braço esquerda apoiado sobre a katana mas ficaria mais atento com os homens nos seguindo, mas parecia que outro alguém além deles estava por vir e falar com a gente, assim que percebesse ele deixaria que o rapaz alto falasse com ele primeiro, e mas olha só, o que está acontecendo hoje, não vou achar ninguém menor que eu? Minha nossa como esse cara é gigante, nunca vi alguém tão alto assim em minha vida, credo pra que tudo isso? Olhar para ele até incomoda um pouco meu pescoço, tenho muito levantar bastante a cabeça para olhar para ele, olho para ele com um olhar levemente desconfortável e com um pouco inveja, queria ser mais alto, espero calmante o capitão dialogar com o rapaz e esperando a conversa dos dois terminar e logo tentaria o cumprimentar, estendo minha mão direita para ele, e com um leve sorriso e com praticamente o mesmo olhar de antes falaria -Prazer meu nome é Masaru Rokudo, espero que a gente se dê bem- Terminando de falar com ele, sinto que eu estou sendo um pouco mal educado estando com inveja da altura dele, espero que ele não me leve a mal como havia dito não quero impressionar ninguém, mas também não quero causar maus entendidos.

... Poxa a gente já ta aqui a algum tempo, por que não saimos logo daqui? Espera, aqueles homens ainda estão nos seguindo? Após me perguntar isso, olharia para os lados fingindo estar distraído observando os arredores, tentaria assim ver se ainda os homens estão nos seguindo. Caso eles ainda estiverem ficaria ainda mais atento para ver se eles não querem aprontar algo, mas se caso eles não estiverem mais por ali, ficaria um pouco mais aliviado e calmo. Mas logo parece que surge mais um, e parece que esse tem praticamente o meu tamanho, alguns centímetros maior, mas ainda sim não é um gigante, aguardaria pacientemente o capitão conversar com ele primeiro e assim que terminasse em seguida iria até ele para o comprimentar, levaria minha mão direita até ele esperando assim um comprimento, esboçaria um leve sorriso e diria -Olá eu sou Masaru Rokudo, espero que a gente se dê bem ok?- Assim que termino de falar com ele, tentaria perceber se o capitão fosse começar a andar por aí, caso comece, obviamente o acompanharia para onde ele fosse querer ir, caso não, me manteria quieto em meu canto, pensando sobre o futuro. Acabo de perceber que não falei sobre algo para os dois, logo então tentaria olhar para eles que estaria com a gente e falaria -Há! Esqueci de dizer algo, eu sou um médico em treinamento, não se preocupem com a parte do treinamento, ainda sim sei muita coisa sobre a medicina, então se estiverem machucados ou se estiverem sentindo algo estranho, contem comigo, cuidarei do que vocês tiverem!- .

Caso logo o capitão começasse a  andar, o seguiria para onde fosse, mas ainda sim, me manteria atento com os homens se eles ainda estiverem nos seguindo, assim que chegarmos no local observaria os arredores atentamente, tentando ver se aqueles homens ainda estavam nos seguindo, e também observaria o que exatamente o capitão iria fazer ou que exatamente ele queria nesse lugar , caso ele tentasse fazer alguma entrada que chamasse muita atenção ficaria um tanto quanto surpreso, e logo pensaria, cara como ele gosta de chamar atenção não? Fico surpreso ainda não ter guardas ou marinheiros na nossa cola. Logo após entraria no estabelecimento ao lado dele e ficaria olhando os arredores para ver a reação da pessoas por ali, ficaria com um olhar completamente sério analisando os arredores, o que as pessoas fariam ou tentariam fazer, aguardaria calmamente o capitão terminar de fazer o que queria fazer, e se caso logo ele fosse se sentar em algum lugar, iria junto com ele, e puxaria uma das cadeiras da mesa e me sentaria por ali olhando atentamente os arredores para ver se algo acontece, voltaria meu olhar ao capitão, ficaria com um sorriso de canto de boca e diria -Estou surpreso capitão, seu discurso foi muito bom- Logo após elogiar o discurso do capitão, esperaria ele dizer ou perguntar algo, assim que ele terminar de falar, aguardaria para ver se algum dos meus companheiros iriam querer falar primeiro, mas se caso ninguém puxasse a conversa, eu a puxaria, ficaria um olhar um pouco cabisbaixo e daria leves suspiradas -Bem se tem algo que eu não gosto de me lembrar é do pior dia da minha vida, o dia em que meus pais foram tirados de mim, de pessoas que se dizer lutar pela lei- então começaria a contar a eles resumidamente sobre meu passado,sobre a morte de meus pais, o dia que encontrei o meu mestre e os ensinamentos que ele me passou, logo que terminar, ficaria com um olhar um pouco mais alegre olharia para o os três e voltaria a dizer -Bem isso é todo meu passado, odeio aqueles malditos marinheiros, depois de tudo isso meu objetivo se tornou bem claro, curar essa maldita doença que esse mundo tem, acabar com essa brincadeirinha e fingimento de lutar pela lei não só isso como também quero ser o maior médico que esse mundo já viu- Assim que termino de falar, olharia para os outros dois do bando esperando pacientemente o que eles tem para falar sobre o passado deles, e ficaria completamente atento aos arredores do local para ver se algo acontece.

Histórico:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                         
DAMAGE: 7 +2

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 7

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 10
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 17

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptySeg Maio 11, 2020 7:49 pm



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
NOME DO BANDO???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
 
Recebendo a Katana daria uma bela olhada nela para averiguar se está tudo certo, logo em seguida a prenderia na minha cintura de forma segura, ainda assim, mantendo a praticidade caso precisa-se desembainhar de forma mais ágil. Seguindo daria os 30 mil ao vendedor enquanto me curvo como forma de agradecimento, por fim me viraria e diria: —Muito obrigado novamente! Um ótimo dia para o senhor! - Enquanto fala me dirigia a porta a fim de sair da loja.

Saindo da loja encontro duas pessoas a conversar, logo percebo que provavelmente o capitão seria o de camisa esportiva já que era ele quem estava a convidar as pessoas, me dirijo a eles e digo: —Bom dia, fiquei interessado na sua proposta e vim saber mais sobre, me Chamo Kaito e tenho um conhecimento bom em navegação, poderia ser de grande ajuda, não prestei atenção em toda a proposta então poderia me explicar? - Após ouvir sua proposta que me deixava muito empolgado apesar de não demonstrar na minha feição isto, já que devia manter uma postura seria, —Certo, entendi melhor agora, gostaria de juntar sim a vocês! - Assim estendendo a mão a fim de cumprimentá-lo.  Após ouvir sua apresentação então me apresentaria logo em seguida de forma mais explicada: —Como havia dito me chamo Kaito Yamamoto, mas pode me chamar só de Kaito, ou Yamamoto, bem como vocês preferirem, nasci aqui na ilha mesmo e sempre tive o sonho de ser pirata. Tenho um certo conhecimento em navegação assim sempre tendo sido um dos meus sonhos ser o navegador de uma tripulação, por sinal talvez serei eu o navegador? Haha, enfim conforme convivermos iremos nos conhecer melhor. "parece então que ele é o capitão mesmo, então o outro, o que deve ser? Olhando então para o menino que por sinal era bem baixinho, abro um sorriso no rosto enquanto boto minha mão em seu ombro e falo: —Prazer! Parece que fui o segundo mesmo a chegar hahah, bom, me chamo Kaito como já havia dito e também espero que possamos nós dar bem.  – Acabando de falar tiraria minha mão de seu ombro e ficaria à espera de ordens.

Passado um tempo comecei a sentir algo estranho, logo iria ficar atento a possíveis situações estranhas, assim tentaria então perceber se havia pessoas suspeitas a nós olhar, “parece que o Aokine ainda quer esperar aqui, bom então ficarei aqui de olhos aberto, caso tentem algo contra nós”. Apareceu um garoto que se encaminhava em nossa direção, “será que ele é mais um interessado? ele tem a mesma altura do Masaru, bom vamos ver” Após houvesse a conversa com o capitão e caso ele entrasse para o bando, abaixaria um pouco minha guarda e me apresentaria —Eai! Beleza? Me chamo Kaito, espero que possamos nós dar bem. Assim que terminasse de me apresentar, ficaria preparado caso o Capitão começasse a andar, assim seguindo mantendo-me atrás dele para tentar averiguar a retaguarda e protege-lo caso necessário.

Seguindo-o ao que se parecia uma taverna, entraria após todos já terem entrado. Enquanto ouvia seu discurso, pensava “ele realmente é bom com as palavras hein? bom um verdadeiro líder”.  Por fim seguiria Aokine até onde ficaríamos a espera, ficaria em pé de olhos nas janelas e portas da taverna.  Ouvindo a história de Masaru que por algum motivo mexeu comigo fez com que meu respeito por ele aumentasse, ao fim de sua historia respiraria fundo e soltaria de forma lenta abaixando assim os ombros relaxando um pouco, iria tentar falar com ele e em seguida falar da minha historia: —Amigo passei por coisas parecidas e talvez entenda um pouco da sua dor – falaria a Masaru enquanto botava a mão em seu ombro e o olhava de forma suave e calma afim de conforta-lo. Assim tiraria a mão de seu ombro e continuaria a falar: —bom um ano atrás, no meu aniversario meus pais e irmãos foram mortos numa invasão de bandidos a vila que eu morava, além de mortos, saquearam praticamente tudo que puderam e por fim incendiaram nossa caso, por isso que também tive que comprar uma katana hoje lá na loja, enfim não morri por que no dia estava trabalhando fazendo alguns bicos pela cidade e quando cheguei, mesmo tentando lutar não era forte o suficiente nem para matar aqueles malditos homem que destruíram minha vida, meu pai então em seus últimos suspiros levantou e lutou contra eles, dando assim um tempo para eu fugir, me disse algumas coisas que prefiro não lembrar e no fim só me restou fugir e me esconder. Depois desse dia, decidi que nunca mais perderia ninguém por ser fraco, então assim prometi a mim mesmo me tornar o homem mais forte de todos, isso algo que já poderia se juntar com minha vontade de ser um pirata, algo que sonho desde pequeno – diria isto a eles enquanto demonstro na minha feição certa tristeza que conforme falava se tornava raiva e ódio. Finalizando: —sinto também certo ódio  pelos marinheiros e pelo governo mundial, os marinheiros por não terem se importado quando moradores da vila avisaram da invasão e do governo mundial por não tomar nenhuma atitude, eles devem pagar! - finalizaria relaxando um pouco e voltaria novamente a prestar atenção no local.


Histórico:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 


off:
 

                                         
DAMAGE: 7

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 6
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lazyness
Membro
Membro
Lazyness

Créditos : 6
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 10010
Data de inscrição : 09/04/2020

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptySeg Maio 11, 2020 10:46 pm



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
O vendedor me dava uma arma, mais especificamente uma pistola, balançaria minha cabeça para baixo, logo depois levantaria ela, para que assim eu demonstrasse que eu estava bastante agradecido com o vendedor, afinal, ele me deu a arma mais adequada para o meu porte físico, claro que não iria adiantar eu pegar uma arma enorme, mas quando eu atirasse eu fosse jogado longe, isso seria péssimo.

Guardaria a arma em minha cintura, em seguida me viraria para a saída da loja, após isso, via um cara de camisa de time vindo em minha direção. ´´ o que ele quer? `` Alguns pensamentos passavam em minha cabeça, pois eu não sabia o que ele queria, vai que ele quer brigar comigo, isso não seria um problema, mas mancharia minha reputação nessa loja. Não demorava muito e ele chegava em minha frente, esperaria para ver qual seria a ação dele, para que depois eu agisse.

- Quer se juntar a nós? - Esse era um resumo de sua frase, mais especificamente ele estava querendo que eu me juntasse ao bando dele. - Ufa - Sussurraria para apenas eu escutar, estava aliviado, afinal, seria bem difícil sair procurando um bando para navegar, esse cara me salvou. Logo após isso responderia a pergunta dele. - Claro, seria um prazer, meu nome é Kyo e estou doido para navegar sobre o seu comando. - Terminaria minha frase com um sorriso no rosto, logo depois notava que tinha duas pessoas junto do possível capitão. ´´ sera que eles são aliados? `` Colocaria minha mão em meu queixo, estava pensativo, por isso esperaria a ação deles para depois eu agir. E era realmente isso, não demorava muito, e os dois vinham em minha direção, como o capitão não fez nada, é provável que eles são companheiros.

Esperaria eles chegarem em minha frente, para que assim eu começasse a cumprimentar eles, começaria me apresentando com o menorzinho, eu não podia falar muita coisa, pois ele tinha praticamente o mesmo tamanho do que eu. - Prazer, meu nome é Kyo. - Estenderia minha mão para ele, logo depois balançaria para baixo, e para cima, cumprimentando ele, após isso, faria a mesma coisa com o grandão, eu gostei dos dois, eles pareceram simpáticos, vai ser muito bom trabalhar com eles.

- O que vamos fazer agora? - Era só eu falar, que o capitão começava a andar, não sabia para onde ele estava indo, apenas seguiria ele junto dos meus companheiros, seja la onde ele esteja indo, deve ser importante. Se passava alguns minutos, e ele parava de andar, logo depois se virando e entrando no estabelecimento. ´´ Uma taverna!? `` entraria junto dele e ao entrar via ele fazendo um discurso. - Ele é bom nisso - falaria com minha voz normal, nem baixo, nem alto, apenas normal, pelo visto ele quer recrutar mais gente para o bando, visto isso, apenas esperaria a próxima ação dele

Histórico:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                         
DAMAGE: 8

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 0
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Kenway
Narrador
Narrador
Thomas Kenway

Créditos : 2
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 19
Localização : NewBerry City

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptyQua Maio 13, 2020 12:02 am



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
NOME DO BANDO???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
E No momento em que escuto o ferreiro dizendo, que apenas os melhores ferreiros podem produzir aquele tipo de arma, dou uma risada coço minha nuca e digo ao ferreiro.

-- Você acha que eu fico irritado com esse nível de provocação de criança, seu bosta?

Digo essa frase o olhando com canto de olho.

Vejo um cara realmente mal-encarado pra c!r@lho e sento um pouco mais longe dele, percebo que ele fica me olhando de vez em quando, mas ignoro, porem quando coloco a mão em meus bolsos e só sinto que tenho a porra de uma bituca eu fico muito puto.

"É dia errado pra esse merda me olhar assim"

"Se ele queira uma confusão, ele conseguiu!"


Me levantaria com a bituca acessa dando um mega trago nela e já cuspiria ela na direção do mal-encarado que esta na loja

--Ei seu verme, vamos resolver isso la fora!

Falaria isso soltando a fumaça do charuto em sua cara

"Tenho que ficar esperto, esse ai não tem as cicatrizes a toa"

--Espero que você saiba lutar, porque eu sei!

Se ele aceitasse ir para fora comigo, eu o acompanharia até lá e iniciaria a luta apenas quando estivesse fora da ferraria, se ele não aceitasse me acompanhar eu tentaria o pegar pela gola da camisa e o jogaria na porta de saída.

"Agora está na hora da parte que eu gosto"

Quando ambos estivéssemos um de frente ao outro, o encararia com um olhar intimidante com meu olho cego, começaria correndo em sua direção, daria um soco com toda a força em sua cara, com a intenção de lançá-lo para longe, caso ele esquivasse eu o pegaria pela gola e jogaria-o em direção a uma parede, se conseguisse, correria para esmagá-lo contra a mesma. Depois eu daria um salto para trás para evitar levar um golpe rápido, já que provavelmente ele e mais ágil que eu. Firmaria meus pês no chão e protegeria apenas meu rosto e deixaria ele me bater, para sentir a força de seus golpes

-- É melhor você me derrubar enquanto eu estou te deixando me bater!

"Vamos ver se ele tem pelo menos um pouco de força, de toda forma e melhor eu não o subestimar-lo"

Pensando nisso eu contrairia todos os músculos de meu corpo, para aguentar o impacto de seus golpes.

Se eu aguentasse um bom tempo de seus golpes, quando ele se cansasse um pouco, o olharia por uma brecha de meu bloqueio e diria:

--Você teve sua chance!

Abriria minha guarda e daria um soco de cima para baixo, com a intenção de afunda-lo no chão, dou esse golpe e instintivamente grito:

--OREAAAAAAAAA

Mesmo se eu visse que fosse errar, continuaria com o soco para tentar bater no chão para intimida-lo. E se ele esquivasse apenas cruzaria meus braços e esperaria pelos seus próximos movimentos.


Histórico:
 


Técnica Utilizada:
 


Objetivos:
 


Legendas:
 


OFF:
 



                                     
DAMAGE: 8

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 4

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Madrinck Dale
Membro
Membro
Madrinck Dale

Créditos : Zero
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 16/09/2017
Idade : 34
Localização : Brasil / Dawn island

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptyQua Maio 13, 2020 1:58 pm



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
NOME DO BANDO???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Recebendo o cardápio, só iria fingir estar analisando os aperitivos, mas na verdade deixando meu olhar analisar a Mink, aquela seria possivelmente a primeira vez a ver uma na sua vida, então quase para levantar minha mão para chama-la e pedir alguma coisa aleatória só para vê-la de perto, eu ouviria o grande baque na porta da taverna, vendo o grupo de homens entrando enquanto oque indicaria ser o líder dava seu depoimento exagerado para recrutamento

- Parece que foi mais fácil que eu pensava, ser um pirata não parecer ser a melhor das opções mas será mais fácil de conseguir cozinhar comida de todos os cantos do mundo - Eu me levantaria da minha mesa, repousando o cardápio encima de tal, assim iria para a mesa que o gigante estaria sentado - Ei! eu ouvi esse teu discurso todo pomposo e elegante então você esta procurando recrutas não e ? achou um agora mesmo, sou um excelente cozinheiro e dificilmente poderá achar um melhor que eu, além que minhas técnicas de espadas seriam bem uteis pegar ou largar - Chegando nele antes de falar, eu daria uma reverencia educada para que então eu falasse de modo rápido e explicativo para o Garoto não deixando muitas brechas de me atrapalhar no meio da fala, ao mesmo tento eu apoiaria meu ombro encima do cabo de minha Katana para mostrar que realmente possuía uma arma.

Daria uma analisada cuidadosa nos integrantes do pequeno grupo do homem, e eu me daria o luxo de sentir os odores que eles expeliam de seus corpos Se eles já tiverem um barco eu vou poder sair dessa maldita ilha logo logo, não suporto fica nessa ilha que estragou meu rosto mas não posso me antecipar já que eles parecem ter se formado recentemente, dando um suspiro profundo eu daria mais uma passada de olhos naquele grupo e depois para o cenário da taberna, não sabia se aquele realmente seria a melhor opção para ser reconhecido, mas parecia ser o mais fácil do que ficar enfurnado numa taberna ou um restaurante tentando ser reconhecido apenas com pratos.

O Velhote não iria gostar nenhum pouco de gasta todos meus anos de treinamento sendo um mero cozinheiro, vou mostrar ao mundo realmente oque mãos ágeis podem fazer Abriria um sorriso para meus próprios pensamentos fechando meus olhos deixando repensar tudo oque já passou pela minha vida, se preparando para abandona-las tão rapidamente com um simples sim do homem a minha frente

Se me aceitar, minha espada e pratos estarão eternamente ao seu dispor, Caro Jovem Eu falaria de modo honroso drasticamente na frente do homem, o olhando com um olhar serio e determinado sobre se juntar a ele.
Histórico:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

DAMAGE: 7

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 6

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milabbh
Narrador
Narrador
Milabbh

Créditos : 38
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 10010
Data de inscrição : 13/04/2020

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptyQua Maio 13, 2020 4:45 pm



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Corri porta afora tentando não perder tempo, olhei rapidamente para a taverna e comecei a pensar em minha vida, me sentia triste de deixar minha casa e família para trás, mas ao mesmo tempo aquele lugar me dava nojo, só de lembrar da injustiça que presenciei. Segui meu caminho rapidamente, vivo aqui há muito tempo, então já sabia onde ir.

Ao chegar na loja de armas me deparei com um mink, e pensei enquanto olhava completamente perplexa. -"Eu nunca tinha visto outro da minha raça por aqui, uma pena estar sem tempo, queria conhecê-lo melhor... Ele é tãaaaao fofoo >.<"- Meu pensamento foi interrompido quando alcancei o balcão da loja e precisei falar com o vendedor, ainda ofegante de toda a corrida.

- Olá....Bom.... dia... O senhor poderia me dar um chicote de...preço acessível? E poderia embrulhar também, por favor? - Falava pausadamente apoiada no balcão com a língua pra fora tentando recuperar o ar.

- Aqui está mocinha, um bom chicote, ele tem um alcance de até 3m, é bom e rápido para agir. São apenas 38.000 berries. Claro! Eu embrulho!

Recebi o pacote de jornal com meu chicote novo enquanto passava os 38.000 berries, minha expressão completamente maravilhada com o novo "brinquedinho". Já ia saindo da loja distraída e feliz quando me lembrei de agradecer.

- AHHH, ME DESCULPE!!! Obrigada senhor! -Dizia enquanto me apressava em sair da loja e correr de volta para a taverna. Ao chegar em casa fui recebida de um jeito doce e meigo, meu pai dizia:

- Que demora, onde você foi menina?!! Temos clientes, Sadie!

- Oi pai, desculpa a demora, eu fui comprar meu chico.... MINHA CHICÓRIA. Isso!! Aquela planta gostosa -Falei enquanto me encolhia e escondia o chicote atrás
de meu corpo sem graça.

Me apressei em tentar esconder a nova aquisição e me trocar para atender os clientes, encostei os cotovelos no balcão, coloquei as mãos nas bochechas e suspirei enquanto pensava. -"Afff, que tédio, será que os dias serão sempre assim? Tudo que eu queria era que alguém chegasse chutando essa porta e me levasse para longe desta ilha...."- Mal terminei de pensar minhas bobagens e um cliente levantou a mão para me chamar, pensando bem ele parecia me encarar há algum tempo, vai entender esse pessoal ne?!

Se durante meu caminho até o cliente alguém realmente entrasse na taverna, pararia onde estava e assistiria atônita à cena. Caso essas pessoas quisessem formar um bando, me recuperaria do choque, andaria até la e diria enquanto colocava a mão direita sobre a mesa e sorria:

- Olá, meu nome é Sadie Klaus, mas pode me chamar de Sadie! Vejo que tripulação vocês tem, mas e um navio? Posso ajudá-los com isso, também sou a orgulhosa dona de um chicote novinho.

Se nada disso acontecesse, eu apenas iria até a mesa do homem misterioso que me encarava e diria enquanto seguro meu bloco de anotações:

- Bom Dia senhor! No que posso ajudá-lo hoje?

Histórico:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Consideração:
 

off:
 

                                         
DAMAGE: 7

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 7

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Milabbh em Qui Maio 21, 2020 3:48 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hazzard
Membro
Membro
Hazzard

Créditos : 6
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 10010
Data de inscrição : 10/04/2020

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptyQui Maio 14, 2020 12:09 pm


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Pro meu azar, minha cama havia sido uma penca de lixo a qual me ergui assim que tomei norte da situação. Ao me erguer, o cheiro pútrido me acometeu como um soco no estômago, e instintivamente tampei o nariz com a mão.

Que cheiro horrível, porra!

Ainda aturdido, tentei inutilmente me equilibrar durante meu andar, cambaleando para os lados com a visão turva. “Grrr. Que ressaca dos infernos!” Resmunguei mentalmente, abrindo a boca com os dentes ainda juntos num leve “rosnado”. Pra completar, a única garrafa que me restava era uma vazia, que só me trazia o cheiro do rum, mas pelo menos aquilo me daria uma despertada, então aproximei a boca da garrafa das narinas e dei uma inspirada forte.

O cheiro ruim me fez fechar os olhos de tão forte, mas pelo menos agora estava mais “centrado” na situação. De volta à ativa, encontrei a loja de armas que procurava, percebendo que ainda sabia andar pela cidade.

Perguntei por um par de luvas e o vendedor parecia me conhecer, talvez pela minha fama na cidade, hehe. Ele tinha dois pares, umas novas e umas mais surradinhas, optei pelas surradinhas por quê quem vive de aparência é modelo. Eu tenho cara de modelo? Tirei dos bolsos os trinta mil e troquei pelo par, encaixando as luvas e sentindo o couro macio nas mãos.

Estava em busca agora de um oponente, e para minha sorte, havia um logo ali. Francamente, as coincidências da vida. Passei um tempo encarando o panda de três metros, analisando sua estatura e composição corporal, ele parecia que daria trabalho. “Melhor pra mim” Pensei, socando o punho na luva pra testar o acolchoamento. Enquanto pensava em maneiras de arrumar uma briga com ele, a solução se apresentou pelo próprio, me chamando pra uma briga do lado de fora da loja.

Ele ainda teve a pachorra de soltar fumaça na minha cara, o que me deixou ainda mais puto. Sem pensar duas vezes ou ouvir o que ele tinha mais para falar, fixaria bem meu pé direito no chão e com o esquerdo encaixaria um chute na sua dobra do joelho esquerdo de maneira que o “puxasse” pra frente e o tirasse o equilíbrio. Ele não era muito mais alto que eu, então não precisaria me preocupar tanto se meus golpes o alcançariam ou não.

Tendo sucesso ou não no chute baixo, deslizaria o pé usado no chute para trás ao mesmo tempo que jogaria meu punho do lado direito com um “uppercut” poderoso contra seu queixo.

Sua mãe não te deu educação?! Não se bafora na cara dos outros, pandayaro!

O apelido que empregaria no final parecia um insulto, algo como “panda desgraçado”. Não estava nem um pouco preocupado de causar confusão na loja de armas, talvez o vendedor até me agradecesse por aquilo, quem sabe.

Tentaria me esquivar de seus golpes diretos usando minha agilidade para mover-me para fora da zona de perigo, circulando seu corpo com passos curtos e rápidos. Não armaria uma guarda muito fechada, apenas erguendo os punhos na altura do peito. Se ele tentasse me agarrar, tentaria inclinar-me para trás e fugir, além de não ter uma camisa para que ele agarrasse.

Se ele firmasse a guarda para aguardar meus golpes, encararia isso como uma provocação e partiria com tudo, mirando uma enxurrada de socos contra pontos vitais do seu corpo; queixo, têmpora, fígado, costelas, estômago. Em suma, procuraria atingir lugares desprotegidos fazendo uso dos meus conhecimentos anatômicos ao invés de simplesmente dar golpes desordenados. Procuraria acertar um chute na parte de trás do seu pé para puxá-lo e o desequilibrar outra vez, e se conseguisse, usaria o rebote do movimento para pular com o joelho em seu rosto, usando o peso do meu corpo para possivelmente quebrar sua guarda.

Novamente, caso fosse alvejado, tentaria evadir rapidamente para trás ou para os lados, a depender do melhor ângulo de escape. Inclinaria primeiro o tronco e acompanharia com os passos, mas se fosse inviável uma esquiva, então tentaria colocar os braços à frente do golpe ou esquivar o suficiente para que o golpe não atingisse uma região vital para mim.




Citação :
Legendas:
Falas
Pensamentos

Histórico:
• Nome: Kid
• Posts: 02
• Berries: 00.000

Vantagens: Ambidestro, Visão na Penumbra, Adaptador, Olfato Aguçado.
Desvantagens: Devoção, Fúria, Má Fama.
Perícias: Anatomia Humana, Acrobacia, Luta de Rua.

Ganhos
• Luvas level um.

Perdas
• 50.000 berries.

Ferimentos
• Nada.

Objetivos
Conseguir luvas de combate.
• Conseguir botas de combate.
• Entrar para o bando.

[/quote]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Muffatu
Game Master
Game Master
GM.Muffatu

Créditos : 41
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2020
Idade : 34
Localização : Newberry - West Blues

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptySex Maio 15, 2020 5:06 pm

Muffatu Presents:

Antes eram anjos.




Apesar dos pesares, Aokine consegue algumas pessoas corajosas e com vontade suficiente para entrar em seu bando. Tinha também conseguido chamar atenção e como ele poderia perceber, os homens o observavam do lado de dentro da loja, medindo e conversando entre eles sobre o que quer que fosse enquanto olhavam os meninos.

Masaru havia sido o primeiro a aceitar o convite e também o primeiro a se apresentar e a conhecer Aokine. O médico era o que o capitão buscava, apesar de não ser alguém que aparentava ser muito forte fisicamente, um médico é sempre uma boa aquisição.

Após o jovem Masaru, Kaito se aproxima, olha para a dupla e se mostra também interessado, o capitão agora tinha um navegador  para suas futuras aventuras, o que era excepcional, já que é um grande passo para se dar em qualquer nova aventura. Ter alguém que saiba conduzir o barco, mesmo que ainda não se tenha um barco.

Mais um pouco e já seria uma boa tripulação para o futuro bando. Kyo Miuura aceitando também o convite de Aokine se mostrava mais um ótimo integrante no bando que continuaria a crescer. Um homem com o talento de Miuura com as armas era algo essencial também. Afinal de contas, precisariam de alguém com conhecimentos para atirar com os canhões.

O quarteto caminha para uma taverna onde poderiam ter mais gente no bando, caso desse tudo certo como o Capitão planejava, em breve eles só teriam que se organizar para as próximas aventuras. No caminho até a taverna eles iam conversando…

A taverna já começava a ser mais movimentada e isso se dava ao fato do dia ter raiado, os cafés saiam aos montes e o pão na chapa estava na promoção. Nosso querido cozinheiro observava a mink, já que não conhecia a raça ela era no mínimo intrigante para ele. Forxen fez um sinal para que Sadie que acabara de entrar de volta na taverna pudesse se aproximar. Caso nada do que acontecerá a seguir tivesse acontecido, ele teria um tempo para admirar de perto a beleza da Mink Gata.

Porém… É a vida não é bem simples assim, e literalmente metendo o pé na porta e agitando a manhã de Dawn Island, o novíssimo bando “Monstro” estava por ali. O humano de quase dois metros de altura começa um discurso empolgado chamando os outros para se aliarem a ele e com muito vigor consegue chamar a atenção do casal de aventureiros no interior da taverna, e também do Taverneiro. Enquanto os garotos se conheciam e conversavam, o dono da taverna chega até o balcão, dá uma olhada para a mesa e então com a voz trovejante diz:


- Pode ser até o bando Ditonto! Se chutar a porta da taverna de novo, garoto, eu vou chutar a sua bunda daqui até a Grand Line, você entendeu??

Ele bate no balcão e quase racha a madeira ao meio, e então volta para a cozinha. E por falar em rachar ao meio…

Na loja de armas a coisa esquentava: Kenway x Kid essa era a batalha a ser assistida por quem estivesse na rua, ou na loja de armas. Assim que o panda lança a baforada na cara de Kid, o humano rapidamente se mostra pronto, dá um chute forte no joelho do panda que perde um pouco o equilíbrio o suficiente para ter a guarda aberta, e leva o segundo golpe um soco de baixo para cima em seu queixo. A visão fica turva, o corpo treme e em uma tentativa furada ele tenta agarrar o seu oponente. Ledo engano, ele não tinha camisa e isso fez com que as mãos do Panda passassem no vazio.

A partir dali a coisa ficou ainda mais intrigante, com uma das mãos passando no vazio, Kid parecia ter uma vantagem enorme, porém a outra mão do Mink acerta com força o rosto de Kid o fazendo decolar pela porta até a rua. O placar até então era 1 joelho dolorido e um queixo machucado contra um nariz quebrado.  

Do lado de fora a luta continua. As mãos dos dois fazem movimentos rápidos, enquanto o humano se mostrava ágil, o Panda segurava os socos em ótimos bloqueios.Naquela luta insana, um dos potentes socos de Kid pode ser sentido por Kenway, sua costela chega a parecer trincada e isso causa no mink uma explosão. As mãos passam novamente tentando segurar o homem, como se Thomas esquecesse que ele estava sem camisa, porém parecia que na verdade era só a chance de uma pancada maior. Sua mão desce como um meteoro enquanto Kid se preocupava em se desvencilhar de agarrões. O soco atinge o topo da cabeça de Kid que quase desmaia com a pancada, porém ainda tinha forças mais que suficiente para se manter em pé. Até quando iria aquela luta e quem seria o grande vencedor?

Longe dali, o bando começava a se conhecer, agora eram 6 e a pergunta era constante.. Quem afinal de contas tinha um barco? E se não tinham, onde achariam um??


bichaelson



”OFF”:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Aokine Daiki
Pirata
Pirata
Aokine Daiki

Créditos : Zero
Warn : Unidos por um propósito maior - Página 2 10010
Data de inscrição : 21/01/2018

Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 EmptySab Maio 16, 2020 2:37 pm



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome do bando???
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Me mantive calmo no meu lugar sentado com os cotovelos na mesa apoiando o meu queixo nos meus dedos entrelaçados, olhei para cada um dos membros sentados atentamente tentando notar todos os traços nos rostos deles, após o meu discurso era elogiado por Masaru mas não respondia o mesmo com palavras, não era a minha especialidade as palavras mas eram sim as ações, com a minha cabeça se mexendo de cima para baixo e vice versa assim respondendo ao médico com ações, enquanto esperava pessoas corajosas se mostrarem diante de mim ficava atento as suas histórias daqueles homens, primeiro foi Masaru que contava sobre a sua triste história, não demonstrava nenhum sentimento de preocupação quanto aquilo, para mim eram necessárias aquelas mortes para que aquele garoto se tornasse quem era e assim por sua vez se tornasse membro da minha tripulação, mas obviamente o governo não iria se livrar de tudo o que o fez passar - Não se preocupe Masaru, nada te pode impedir de realizar oa teus sonhos, e claro como piratas o governo e a marinha irão sofrer nas nossas mãos - Digo com o meu rosto baixado com um sorriso malicioso aparece no meu rosto por impulso pois começava a ficar empolgado só de dizer aquilo, levantei a minha cabeça de seguida ficando novamente com um semblante calmo e tranquilo, agora era Kaito que contava um pouco sobre a sua história, em certo sentido era semelhante a história de Masaru, fez com que ele tivesse um profundo ódio pelos marinheiros e pelos homens do governo mundial, na verdade aquele era um sistema corrupto para dizer, ambos tinham conseguido a sua imensa coragem de querer desafiar a essas potências porque queriam as deitar abaixo e frustrar os seus planos, eles eram diferentes de mim em certo ponto pois a coragem deles tinha sido adquirida após um evento marcante, isso os motivou a seguir os seus sonhos e objetivos, diferente de mim que nunca me enquadrei neste mundo e nasci com uma coragem imensa até mesmo ao ponto de me matar para atingir os meus objetivos e do que prometo, olhando seriamente para Kaito e diria a ele suspirando levemente - Kaito... Você conseguirá a sua vingança, e conseguirá o poder que tanto deseja, para isso nunca se esqueça do que irei dizer agora, encontra o teu ódio, a tua determinação, e transforma isso tudo no seu poder, você será mais forte e quanto maior ódio e determinação tiveres mais forte irás te tornar, te garanto isso - Desvio agora o meu olhar para Kyo, ele parecia não quer contar a sua história ou pelo menos não estava atento o suficiente a isso, apenas ignorei aquilo e esperava que que novos membros se aproximassem de mim, ou pelo menos pessoas que se mstravam interessadas e ansiosas para entrarem em um bando, como da última vez isso não ia ser de repente mas sim iria ser aos poucos, teria de ter um pouco de paciência para perceber o que as pessoas iriam decidir, fiquei observando o local tentando achar alguma coisa de útil ali como por exemplo se aqueles homens tinham entrado também, visto que ali só tinha uma única entrada seria mais fácil perceber isso e assim eles iria cair na teia da arranha caso tivessem decidido me seguir.

Durante o tempo em que tentava procurar aqueles homens suspeitos, o primeiro interessado aparecia de maneira que fiquei um pouco surpreso, ele era bem mais velho do que eu mas não era isso que me surpreendia para dizer a verdade era as ligaduras envolta do seu rosto, aquilo era bem incomum mais de certa forma tinha combinado com ele, ele vinha de maneira bem aberta e não dava muitos rodeios o que me agradou imenso, no meu "discurso" já havia comentado acerca do mais importante então não havia muita necessidade de explicar muito mais acerca do assunto, nisso me levantei e mostrei a minha mão direita para assim o cumprimentar, agora algumas palavras são proferidas da minha boca sempre com um falar calmo e tranquilo embora a minha voz fosse muito grave - Seja muito bem vindo então ao nosso bando Senhor, como disse anteriormente assim que viesse a nós era suposto me falar o seu nome e as suas especialidades, mas acabou de dizer que os seus "pratos" estarão a minha disposição, por acaso é cozinheiro? - Disse um pouco curioso tentando descobrir assim sobre suas especialidsdes, ainda não tínhamos um cozinheiro então isso iria dar jeito, em seguida afastei a minha mão caso ele me saudasse, voltei a me sentar e com um gesto com a mão apontei para uma cadeira caso ali tivesse uma disponível o que era muito provável, mas eu estava a sentir que ainda faltava alguma coisa para dizer a verdade, sei lá era algo mesmo essencial mas eu estava a me esquecer, ainda sentado coloquei a mão direita no bolso por conseguinte a mão oposta se encontrava acima da mesa, rapidamente percebi o que era e dei uma pequena risada para mim mesmo olhando para aquele senhor - Não se apresentou, não é verdade? Afinal de contas como se chama?  Como eu disse eu sou o capitão deste bando, me chamo Aokine Daiki - Tentei não parecer que era alguém muito autoritário, isso estava muito longe do que eu era mas isso não diz que não podia mostrar isso no futuro, naquele momento apenas queria conhecer mais com quem estava falando, após ouvir as futuras respostas do garoto caso as desse, independentemente de o mesmo me responder já o considerava um membro do meu bando, na franqueza aqueles membros já chegavam para os meus planos mas não para o que pretendia no futuro, ainda faltavam mais duas pessoas essenciais no bando por isso tentei esperar um pouco mais para ver se aparecia mais alguém diante da minha presença no local.

E não me arrependi do que tinha feito, esperar tinha sido a decisão certa pois agora uma garota tinha aparecido, bem, podia chamar ela assim? Ela literalmente era uma gata, caso soubesse que tipo de raça era aquele não iria me admirar mas caso não conhecesse ficaria surpreso pois seria minha primeira vez a ver aquele tipo de ser, me levantei indo até a mesma a olhando debaixo e com isso peguei na cabeça dela tentando ver se aqueles pêlos era reais e até mesmo fazendo cafuné na cabeça dela e digo para ela ainda observando ela e o seu corpo de gata - Seja bem vinda Sadie, eu sou o Aokine o capitão desta tripulação que tu vês aqui, mas antes de lhe responder me diga um pouco sobre você, o que tu és em concreto? Sua raça é gato? Além disso me diga além do seu chicote o que mais sabe fazer? Que ofício você tem afinidade com ele? - Após as minhas palavras esperava assim que a mesma dissesse alguma coisa para assim prosseguir, precisava de saber mais sobre ela para saber se ela podia se encaixar na nossa tripulação pirata, caso conseguisse notar que ela tinha um ofício não preenchido no meu bando daria assim agora um leve sorriso sem mudar o meu semblante tranquilo, voltaria agora para o meu lugar e de seguida iria abrir os meus braços sem me sentar e continuo por responder as perguntas da garota gato - Mais uma vez seja bem-vinda, infelizmente não temos um navio ainda e é bom saber que tem a disposição de ajudar quanto a isso pois vamos precisar dessa sua vontade, esteja a vontade connosco agora é uma de nós - Ainda de pé os meus braços voltam a estar apontados para baixo e dei um longo suspiro olhando ao redor da taverna e percebendo que não tinha mais nada que nos prendia aquela local, quando estava prestes a sair daquele local um Senhor furioso aparentemente dono da taverna aparece muito chateado com a minha entrada, apenas dei um sorriso com aquilo sem nem me assustar com aquela batida dele na mesa, apenas de braços cruzados agora coloquei os meus pés na mesa e digo para o mesmo estando mais calmo do queo costume - Cuidado Velhote, isso seria mau para o negócio, ficar destruindo o balcão não vai te ajudar em nada, me desculpe se fui rude não vai voltar a acontecer - Os meus olhos estavam fechados dizendo aquelas palavras mas logo se abriram, e ao se abrirem começo a olhar a todos que estavam ao meu redor, pelo menos os da minha tripulação, tentava fazer o máximo para que ninguém fugisse do meu campo de visão dentre os que ali estavam, ainda faltava mais um membro essencial, mas pensava um pouquinho também "Não sei... Acho que ter alguém especializado em batalhas também seria bom, acho que vou pegar mais dois membros nesse caso e nada mais", após pensar um pouquinho acerca disso me sento novamente normalmente, que de seguida fez com que me levantasse apoiando as minhas mãos na mesa que nos encontrávamos.

Antes que fôssemos olhei para cada um dos membros, acredito que apesar de cada um deles querer sair da ilha eles ainda precisavam de fazer algumas coisas, enquanto capitão precisava levar isso tudo em conta, não queria agir sozinho mas também precisava que eles soubessem que apesar do pouquíssimo tempo que estávamos juntos um bando é um bando e precisava que eles aprendessem desde já a confiar uns nos outros, e para não parecer ser um chefe mas sim um líder que era a minha intenção, abri inicialmente a minha boca ficando apenas 25% dela aberta para ver se não entrava nenhuma mosca, continuando mas agora por meio de palavras para que eles estivessem cientes do que estava a acontecer - Pessoal, primeiramente quero vos dizer que é um imenso prazer estar aqui convosco, devem estar a se perguntar como vamos sair dessa ilha não é? Bem, eu vou vos dizer brevemente mas aqui não é um local apropriado peço um pouco mais de paciência, ainda nos faltam duas peças para o plano funcionar e sairmos desse lugar imundo, neste momento iremos nos locomover para um outro local e ali irei explicar tudo para vocês, um local mais tranquilo e aonde ninguém nos irá interromper, porque a um bom tempo venho notando que alguém vem nos perseguindo desde a loja de armas, acredito que o Masaru sentiu o mesmo- Digo com a voz um pouco mais baixa que o costume mas ficando atento a cada um deles para que pudessem ouvir bem o que dizia, tirei as minha mãos da mesa e com isso fiquei com o corpo erguido esperando também que todos se levantassem e caso nada me impedisse, iria andando para fora do estabelecimento com passos calmos e silenciosos para não incomodar mais ninguém, o que estaria prestes a acontecer iria ser muito divertido aos meus olhos, mas não tinha chegado esse momento de empolgação por isso ainda me mantia calmo, ao sair do local apenas empurrei levemente o local de entrada para poder sair da maneira mais sossagada possível, era possível notar que andava com as duas mãos nos bolsos evitando mostrar as minhas luvas de combate e assim as protegendo da poeira do local, queria cuidar delas da melhor forma possível, assim saindo do local caso conseguisse iria inspirar e suspirar levemente tentando me adaptar ao bom ar que tinha ali fora.

Caso encontrasse os dois homens lutando naquele local após eu sair da taverna iria avançar com as minhas seguintes ações, caso não iria voltar até a loja de armas afim de os encontrar, na verdade estaria voltando afim de procurar e ir na biblioteca, mas no meio disso se conseguisse encontrar o panda e o homem alto iria me apoiar em alguma extremidade de braços cruzados e antes que eles continuassem mais essa batalha digo de maneira arrogante e alto para os dois ouvirem, se falasse calmamente era provável que eles não escutassem e pensassem que fosse qualquer um, por isso falava daquele mesmo jeito - Ei vocês os dois! - Após chamar a atenção dos mesmos caso conseguisse, caso não iria colocar intimidação dessa vez repetindo as mesmas palavras mas de um jeito mais assustador, dessa forma com uma expressão facial neutra e serena ainda apoiado na extremidsde caso encontrasse uma claro, iria continuar falando agora levantado apenas a mão direita e sorrindo para eles de maneira que como estavam os seus machucados eles se mostravam ser muito fortes - Como vocês estão? Claro que deve estar a ser divertido para vocês lutarem um com o outro mas isso é um desperdício sabiam... Vocês podem estar a lutar com pessoas muito mais fortes do que vocês e superar eles, sair dessa ilha e desta forma conquistarem o mundo, serem os melhores dos vossos ofícios, dos vossos objetivos e até mesmo sonhos, estão gastando o vosso talento aqui, vocês são tão preciosos que dói ver vocês se desperdiçando, eu sou o Aokine Daiki o capitão deste bando, vocês são exatamente o tipo de pessoas que eu quero no meu bando, seja qual for o vosso objetivo eu tenho a CERTEZA de que posso o realizar, posso vos dar a garantia da minha vida, por isso por favor não façam o uso das vossas habilidades dessa maneira, magoem os que merecem e aos que vocês realmente têm o desejo de o fazer, se quiserem ser alguma coisa usem essa vossa força e vontade nisso tbm, então entrem para o meu bando, aceitam? - Bem, o meu outro discurso tinha sido mais longo do que eu tinha previsto, mas tinha terminado enfim, esperei uma resposta de cada um deles e com aquele discuros seja qual for o objetivo deles eu iria realizar e isso bastava para esclarecer todas as dúvidas principais deles, saí de perto da extremidade em que me encontrava e caso eles aceitassem entrar na nossa tripulação iria bater as palmas e diria assim - Ok sejam bem-vindos, irão nos dizer agora os vossos nomes e as suas especialidades pois isso é importante, temos trabalho a fazer meus amigos não há tempo a perder - Inicialmente as minhas palavras eram apenas para os dois novos membros mas nas últimas palavras se referiram a todos da nossa tripulação, dei um meio giro olhando para tudo ao meu redor e suspirei, nisso tentava sempre procurar para ver se tinha alguém ali a nos vigiar, era importante estar atento a isso para evitar surpresas, ajeitei a minha jaqueta que estava apoiasa nos meus ombros para que a mesma não caísse, agora sim estávamos completos para o meu plano e pelo menos cinco dos sete membros sabiam que agora estaríamos em condições de avançar com os planos.

Agora todos ali juntos, comecei assim a andar e a procurar aonde era a biblioteca, não importa o tempo que demorasse mas eu precisava de encontrar aquele local, caso conseguisse encontrar a biblioteca iria adentrar dentro dela e procurar assim uma mesa de estudo, ali era um local de total sossego por isso iria tentar ser o mais silencioso possível nas minhas ações, por conseguinte caso encontrasse uma mesa de estudo iria até lá procurando uma de pelo menos no mínimo 8 cadeiras obviamente, ou pelo menos uma suficientemente grande que pudéssemos acrescer mais cadeiras, após eu e todos se sentarem nos seus respectivos lugares olhando para o centro da mesa começaria a dizer - Bem pessoal, o motivo de eu vos trazer aqui é porque é um lugar calmo, e nós temos um problema, para sairmos dessa ilha precisamos de um navio, o problema é que não temos um, e aqui é onde cada um de nós entra, precisamos de roubar um navio, eu tenho a certeza de que alguns de vocês ainda têm alguns afazeres a fazer, por isso estou vos dando a liberdade de o fazerem mas terão que voltar daqui a (4 post), neste tempo irão poder fazer o que quiserem, com excepção de no mínimo dois de vocês, estes dois irão até até as docas procurar um navio para nós roubarmos, preciso de todas as informações acerca do navio que iremos roubar, um que chegue para nós os oito, depois desse tempo irão voltar aqui e eu irei pessoalmente vos explicar como iremos roubar o navio, aproveitem fazer o que têm a fazer pois essa será uma missão apenas de ida, eu estarei aqui na biblioteca a vossa espera, todos estão dispensados... Ham Panda, você deve ter lucrado bem nessa ilha, antes de ires por favor me empresta dinheiro depois eu te devolvo cara preciso comprar uns livros, depois você pode ir - Após as minhas palavras as pessoas que se disponibilizassem para ir as docas estavam livres para ir lá, e quanto aos que iriam para outros para os seus afazeres eles sabiam que tinham de voltar em um certo tempo por isso não estava preocupado, com isso tentei procurar a(o) bibliotecária(o) e caso o encontrasse iria até ao mesmo e assim diria calmamente para a tal pessoa desviando um pouco o olhar para ver se não me reconhecia - Desculpe, procuro os livros de Criptografia, Lógica e História, será que tem esses livros e será que poderia vender esses livros para mim por favor? O panda irá pagar já agora, preciso muito deles - Depois das minhas palavras esperava notar o que a tal pessoa diria e também se conseguiria pegar tais livros, era importante para mim aquilo, com isso esperava também que todos fossem realizar as suas actividades e designações, se eles quisessem se despedir ou treinar esse era o momento porque como dito isso seria a última passagem deles ali, e não voltariam tão cedo.



Histórico:
 

Status:
 

Técnica Utilizada:
 

Objetivos:
 

Considerações:
 

off:
 

                                           
DAMAGE: 8+2

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 44[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 62[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] 7

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Unidos por um propósito maior   Unidos por um propósito maior - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Unidos por um propósito maior
Voltar ao Topo 
Página 2 de 17Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 9 ... 17  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: