One Piece RPG
6º Tale: Show Yourself XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini] Albafica Mino
6º Tale: Show Yourself Emptypor Makei Hoje à(s) 19:16

» [M.E.P] Albafica
6º Tale: Show Yourself Emptypor Makei Hoje à(s) 19:15

» A primeira conquista
6º Tale: Show Yourself Emptypor Rangi Hoje à(s) 18:19

» A Ascensão da Justiça!
6º Tale: Show Yourself Emptypor K1NG Hoje à(s) 16:26

» JupaCity Adventures
6º Tale: Show Yourself Emptypor BigDraon Hoje à(s) 16:01

» Mini-PuppetDragon JupaCity
6º Tale: Show Yourself Emptypor BigDraon Hoje à(s) 15:58

» The Hero Rises!
6º Tale: Show Yourself Emptypor Achiles Hoje à(s) 15:30

» [M.E.P] Koji
6º Tale: Show Yourself Emptypor Proto_ Hoje à(s) 15:29

» A inconsistência do Mágico
6º Tale: Show Yourself Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 15:27

» [MINI-Koji] Anjo caído
6º Tale: Show Yourself Emptypor Proto_ Hoje à(s) 15:27

» Pirata ? quer se juntar a 2º Frota do Pandemônio ?
6º Tale: Show Yourself Emptypor Arthur Infamus Hoje à(s) 13:25

» Seagull Newspaper - Tragédia
6º Tale: Show Yourself Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 13:22

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
6º Tale: Show Yourself Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 13:01

» Meu nome é Mike Brigss
6º Tale: Show Yourself Emptypor Shiro Hoje à(s) 11:59

» [M.E.P] Kan Kin
6º Tale: Show Yourself Emptypor Shideras Hoje à(s) 08:58

» [Ficha] - Arthur Infamus
6º Tale: Show Yourself Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:15

» Arthur Infamus
6º Tale: Show Yourself Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:15

» Sophia Aldebaran Rockfeller
6º Tale: Show Yourself Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:48

» VII - Wind Of Change
6º Tale: Show Yourself Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 23:26

» Em busca do próximo nível
6º Tale: Show Yourself Emptypor Hooligan Ontem à(s) 23:23



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 6º Tale: Show Yourself

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : 6º Tale: Show Yourself 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself EmptySab 18 Abr 2020, 12:16

6º Tale: Show Yourself

Aqui ocorrerá a aventura do(a) revolucionário Elsa Volkberäll. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Volker
Frozen
Frozen
Volker

Créditos : 29
Warn : 6º Tale: Show Yourself 10010
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui - Grand Line

6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: Re: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself EmptyDom 19 Abr 2020, 22:43





- Show Yourself-

~ Queen of Thorns ~



As horas haviam corrido em um ritmo inesperadamente lento, sob o clima rigorosamente frio de Karakui, afastada do grande centro e da presença de muitas pessoas, havia dedicado semanas a uma vida normal, tratando de coisas simples e dilemas comuns. Observar-me naquele momento era um exercício de pura reflexão cuja única certeza era e incapacidade de sentir-me simples como as demais pessoas. Restavam horas até meu encontro com os revolucionários que havia convocado e em meio a tudo aquilo não podia disfarçar um sentimento ímpar que corria pelas minhas veias de forma tão potente quanto sangue. Havia um brilho no olhar e uma conformidade em perceber que não poderia aceitar tal tipo de vida enquanto cada fibra de meu corpo pedia por mais, não pelas batalhas e não pelo sofrimento que elas causavam a mim e inevitavelmente a família que havia construído ali, mas pelo propósito que me fazia lutar, pela simples sensação de que meu objetivo não estava completo. Mas não entenda-me de forma equivocada, a vivência em Karakui havia construído em mim coisas muito importantes, das quais uma vida atabalhoada em conflitos e missões nunca me permitiria, um momento para simplesmente apreciar a vida simples, fortalecer laços importantes e acima de tudo fortalecer minha determinação. Faltavam poucas horas para abandonar, ainda que parcialmente, a casca de um disfarce que poderia ou não ser um projeto de futuro, mas precisaria dar tempo ao tempo, estava muito mais satisfeita de poder voltar a ser Elsa, de voltar a ser a Rainha dos Espinhos.

Naquele espaço de tempo consumado pela expectativa, havia dedicado-me a treinamento, mas não o que era ideal a minha pessoa, iniciava naquele espaço de terra gelado o treinamento de minha própria filha, ainda mais motivada por seu entusiasmo ao saber que enfim poderia treinar para ser como sua mãe. Uma tarefa aparentemente simples para quem se habituou a treinamentos árduos desde os sete anos de idade, mas a realidade já mostrava-me novos percalços a lidar com a menina. Às nutria ainda em seus onze anos de idade uma inocência e uma pureza que era plenamente incompatível a mim em sua idade, ou simplesmente diferente de Frisk, um ano mais velho que ela. Embora só pudesse falar de minha vivências, a quebra de tais sentimentos havia sido o marco inicial de meus treinos, a rigidez e a frieza de meu pai eram características inseparáveis, ao mesmo tempo que contraditórias ao seu carinho e respeito. Se pela manhã havia me acostumado a um carrasco, pela noite possuía outra vez minha figura paterna. Não julgaria sua forma de agir, afinal de contas ele havia criado quatro filhos desta forma e tantos outros marinheiros sob o mesmo método de treino. Mas não me sentia fria a esse ponto para agir assim com Às. Então, trocava a quebra do espírito por uma prova do que poderiam vir a ser os treinos.

Um corpo forte nasce de uma determinação tão forte quanto. - haviam sido minhas primeiras palavras para a garota, enquanto permanecia sentada sob a neve fofa. - O treinamento visa não apenas preparar você para perigos, mas exercitar seu corpo e sua mente ao ponto de permitir a você encontrar seu talento, sua própria maneira de agir, de lutar e proteger. - mantinha as mãos junto das dela para ter a certeza de que teria seu olhar fixo no meu. - Fortalecimento não é algo que ocorre do dia para a noite, leva tempo e exige comprometimento e disciplina. Terei de ser dura com você em alguns momentos, mas acho que você sabe perfeitamente que é para seu próprio bem. - com um sorriso no rosto, levantei-me e iniciei assim aquele ciclo. Às fora colocada para treinamento básico, ainda com as vestes de frio que poderia muito bem pesar-lhe o corpo e limitar os movimentos, fora ordenada a correr em volta da casa, inicialmente tendo de suportar a neve fofa até aumentar o círculo caso o caminho feito já se mostrasse livre dos flocos de gelo. Treinava suas capacidade respiratória e eventualmente passava a iniciar o treinamento de seu corpo, com exercícios simples como flexões, agachamentos e abdominais, era preciso naqueles primeiros momentos habituar seu corpo a rotina para só então exigir mais dela. - Acho que por hoje já chega. - olharia com orgulho para a menina. - Vá para dentro, tome um banho e coma bem. Amanhã teremos mais, só que começaremos bem cedo. - falaria em tom otimista, disposta a manter a autoestima de Às, caso o treino tivesse a desgastado demais.

Após o treinamento, indicaria a Mindy que estaria na floresta, apontando para o norte em referência ao que havia dito para Angel durante o almoço. Assim, correria rumo a floresta, deslizando a mão pelas árvores, marcando-as com uma camada de gelo. Passaria assim a aumentar meu ritmo, usando de minha akuma para deslizar pelo chão até encontrar uma área de floresta ampla o bastante para que todos pudessem estar reunidos, ali esperaria pelos revolucionários, enquanto praticava minha pontaria, disparando agulhas de gelo em galhos finos ou folhas que estivessem em queda, tentaria ser rápida a fim de não apenas executar os movimentos com velocidade, mas criar gelo de forma mais precisa e simples. Estaria também atenta com meu Haki, a fim de sentir a aproximação de quem quer fosse. - Boa noite. - diria, caso notasse a aproximação de algumas pessoas.




Objetivos escreveu:

- Aprender Canto.
- Aprender Montaria.
- Formar um Esquadrão Revolucionário.
- Saber que os putos estão na ilha do céu.
- Ir pra ilha do céu.
- Fazer tudo isso em 15 posts.



Histórico:
 





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~The winter has come
The blood and soul has aceepted their fate
The young viper, now mature, put their children in the hunt
They want to hunt by your lead
Their dreams, liberty and fate
Winter calls with your voice and only the phalanx can survive it!~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
GM.Mirutsu

Créditos : 32
Warn : 6º Tale: Show Yourself 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: Re: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself EmptyQui 23 Abr 2020, 00:23


Narração

Céu nublado, -29°
Noite
Localização: Karakui - Grand Line



Show Yourself

Elsa Volkerbäll

Após refletir bastante sobre o seu passado, suas similaridades e diferenças com sua filha adotiva, Elsa decidia que era o momento certo de começar o treinamento de Às e consequentemente, voltar para a sua figura que estava guardada desde que havia chegado em Karakui: A Rainha dos Espinhos voltava. Tirava grande parte do dia em questão para poder realizar o treinamento com a sua filha, desde o meio-dia até o cair da noite, ensinando o fundamental para a menina, o que lembrava o treinamento que tivera com o seu pai quando ainda tinha somente 7 anos, em comparação aos 11 de Às. No fim, a menina se mostrava exausta, mas, longe de estar cabisbaixa. Talvez a ideia da mesma de estar seguindo os passos da mãe lhe desse essa grande motivação, já que desde que começou, ela nenhuma vez demonstrou preguiça, treinando com um sorriso no rosto do início ao fim, apesar de perder o pique algumas vezes no processo todo.- Meu talento...entendo.- Às falava pausadamente, pensante. Continuou com os exercícios físicos propostos por Elsa, onde fez tudo com um pouco de dificuldade, mas, concluindo tudo que havia sido pedido pela mãe.- Ufa, foi um pouco difícil, eu não vou mentir!- a menina apoiava-se em seus joelhos, enquanto ofegava e suor escorria de sua testa, mas, ainda tinha seu sorriso estampado no rosto. Elsa então comunicava com sua filha, pedindo para a mesma ir descansar.- Tudo bem! Pode anotar que amanhã, bem cedinho eu tô de pé!- logo a menina adentrava a casa e Elsa ficava sozinha lá fora.

Terminado o treinamento de Às, Elsa indicava o caminho que iria seguir para Mindy antes de partir até o seu destino e a espadachim, que havia observado de longe o treinamento algumas vezes, assentia com a cabeça.- Tenha cuidado.- esboçava um sorriso para Elsa, antes de entrar novamente na casa. E assim, Volkerbäll partia até a floresta de pinheiros, que ficava ao norte da cidade de Awakino, onde buscaria encontrar o esquadrão de revolucionários vindos de Mawakun. Chegando próxima das árvores, Elsa utilizava de sua Hie Hie no Mi para marcar as árvores com gelo, indicando o caminho que deveria ser seguido pelos soldados, até mesmo treinando um pouco de sua mira, atirando pequenas agulhas de gelo em alguns galhos e folhas que estavam caindo das árvores, de maneira extremamente precisa. Passavam-se alguns minutos, até Elsa achar uma espécie de clareira no meio da floresta, onde surpreendentemente já havia uma pessoa, detectada pelo Haki da Observação de Elsa. Aproximando-se, Elsa notava que era uma figura masculina, trajando roupas de frio e um capuz. O homem tinha a pele escura, cabelos longos e negros, olhos estreitos e um semblante um tanto entediado em seu rosto e tinha traços característicos das pessoas nativas de Mawakun, exceto pelo seu tom de pele. Ele se encontrava sentado em uma pedra, mexendo na neve do chão.- Boa noite.- o homem respondia o cumprimento de Elsa.- Os outros já devem estar vindo. Eu tava sem nada pra fazer então eu decidi já vir para a floresta. Me chamo Dailong, Coronel.- apesar de encontrar Elsa, o homem ainda mantinha seu semblante de tédio, parecendo nem um pouco surpreso com a chegada da mesma.

Dailong:
 


Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Mirutsu em Sab 25 Abr 2020, 18:14, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Volker
Frozen
Frozen
Volker

Créditos : 29
Warn : 6º Tale: Show Yourself 10010
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui - Grand Line

6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: Re: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself EmptySex 24 Abr 2020, 01:09






- Into The Unknown -

~ Queen of Thorns ~



Com o cair da noite e o fim daquele primeiro dia de treinamento com Às, restava somente seguir floresta adentro rumo ao encontro que havia solicitado não apenas com Angel, mas com os demais revolucionários que ela havia reunido a meu pedido. Diferentemente da cidade, onde o vento frio soava mais abundante e livre de impedimentos, no interior da floresta podia notar que a sensação térmica era sutilmente mais agradável a considerar as centenas de árvores, ainda que a temperatura em si fosse um empecilho para qualquer pessoa normal. Não tinha exatamente muita pressa em caminhar pelo local, embora atenta a qualquer aproximação, dedicava um pouco daquele trecho percorrido a prática de minha pontaria e do uso de minha akuma no mi, o que durou alguns minutos, até perceber a presença de alguém próximo de onde estava. - Não esperava ver alguém aqui tão cedo. - pensava imediatamente ao perceber a presença, caminhando lentamente em direção ao homem que surgia no horizonte. Apesar das roupas de frio, a figura que ali estava sentada possuía muitas das características físicas do povo de Mawakun. - O que faz aqui tão cedo? - perguntava, aproximando com as mãos para trás entre passos calmos e semblante tranquilo.

Entendo… pensei que a cara de tédio fosse de fome ou algo do tipo. - comentava com um leve tom cômico. - É um prazer conhecê-lo Dailong. Elsa Volkerbäll. - fazia uma leve reverência, apresentando-me devidamente antes de gesticular, formando um pequeno bloco de gelo através do chão, para que pudesse me sentar junto do homem. - Quando soube que os revolucionários convocados eram de Mawakun não pude evitar de sentir-me animada, a fama de seu povo é conhecida pela Grand Line, especialmente pela marinha. - não havia porque manter rodeios, se Dailong era um Coronel, ele certamente já deveria saber de meu vínculo paterno, como se meu próprio sobrenome já não fosse razão suficiente para deduzir que possuía certo conhecimento de assuntos da Grand Line. - Mas também não pude evitar pensar que a razão para estarem aqui implica nos últimos ocorridos em sua ilha. - olhava para o revolucionário, mantendo desta vez um tom mais sério. - Lamento pelo que ocorreu com Meifeng. - procurava demonstrar uma real empatia pelo ocorrido em Mawakun, ainda que a antiga líder da revolução na ilha buscasse expulsar o governo, não encontrava reais motivos para tornar a ilha um ponto vital, especialmente pelo governo pacífico apresentado pela dinastia Shui Ming. - Mas não sou eu quem lidera essa guerra… - pensava com leve amargor. A revolução tomava partidos e decisões que muitas vezes não me agradavam, mas só podia responder por mim e não avaliar a importância de uma ação para outros revolucionários sob meus próprios parâmetros.

A Meifeng fora ofertado uma patente de Major, a qual era mais um status a simbolizar sua aliança com os revolucionários. No entanto você está algumas patentes acima disso, se eu tivesse de considerar força, poderia dizer que é um Zhanshi, ou pelo menos foi um antes de se juntar a revolução. - sorriria, tentando ser amigável mesmo com a enxurrada de palavras. - Mas se você está aqui, implica que talvez alguns dos homens de Meifeng não estavam em Mawakun durante a prisão dela. Imagino que o exército revolucionário deva ter feito uma troca pelo apoio. - suspirava. - Desculpe estar falando tanto… é um mau hábito meu. Só estou curiosa, ao mesmo tempo que estou preocupada. - passava a mão pelos meus cabelos. A pressa para vir a floresta havia sido tanto que ainda usava roupas casuais, como se estivesse em uma ilha de primavera ao meio dia. - Sinta-se livre para perguntar também, afinal de contas você respondeu a uma convocação. - sorriria, disposta a ouvir qualquer coisa que o homem quisesse perguntar.

Se eventualmente os demais homens fossem chegando junto de Angel, receberia a todos com um sorriso caloroso, apresentando-me devidamente antes de usar a gelo para criar blocos onde os homens pudessem se sentar relativamente próximos a fim de não sofrerem demais com o frio. - São todos? - questionaria, caso não chegasse mais ninguém. - Pois bem, antes de mais nada, gostaria de agradecer por terem atendido ao meu chamado. - me curvaria em sincera gratidão. - Muito obrigada! - assim que retomasse a postura, permaneceria de pé, observando a todos. - Soube do que ocorreu em Mawakun, lamento sinceramente. - suspiraria. - Antes de iniciarmos essa reunião, alguém gostaria de fazer alguma pergunta? - naquele instante, estava disposta a responder quaisquer dúvidas que eles tivessem, antes de falar diretamente a respeito do porque daquela convocação e do convite para ingressar na célula.









Histórico:
 






____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~The winter has come
The blood and soul has aceepted their fate
The young viper, now mature, put their children in the hunt
They want to hunt by your lead
Their dreams, liberty and fate
Winter calls with your voice and only the phalanx can survive it!~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
GM.Mirutsu

Créditos : 32
Warn : 6º Tale: Show Yourself 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: Re: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself EmptySab 25 Abr 2020, 18:14


Narração

Céu nublado, -29°
Noite
Localização: Karakui - Grand Line



Show Yourself

Elsa Volkerbäll

Elsa caminhava pela floresta, sentindo o agradável fofo da neve em seus pés e a quietude daquele lugar mais isolado, assim como sentir o cheiro que parecia mais puro e tinha a fragrância das folhas e das árvores. Ao encontro do excêntrico homem chamado Dailong, Elsa terminava por abordar o mesmo de maneira descontraída.- Todo mundo diz isso pra mim toda hora. Acho que essa é minha cara normal mesmo.- o semblante do homem era imutável como uma rocha, o que dava um ar bastante sério ao combinar com seu timbre de voz pesado e baixo. A revolucionária se aproximava do homem, sentando-se num bloco de gelo criado com sua akuma, a Hie Hie no Mi.- Logias realmente são úteis, ainda mais a sua que é capaz de criar objetos sólidos. Dá até um pouco de inveja... apesar que não deve ser fácil ficar sentado em cima de um bloco de gelo.- o homem dizia, esfregando as mãos, ainda com semblante estático. A conversação continuava, agora sendo o assunto sobre Mawakun, onde recentemente por meio da ação da Marinha, a base dos revolucionários da ilha havia sido desmantelada.- Apesar de termos bons homens, não acho que somos tudo isso...- o homem dava uma pequena pausa, pensativo ao escutar sobre Meifeng.- Não precisa se lamentar, senhora. São ossos do ofício. Até derrotas são úteis, se aprendermos alguma coisa com elas.- apesar de Elsa não concordar totalmente com as estratégias de Meifeng, a mesma demonstrava empatia com o revolucionário que vinha da ilha.

Volkerbäll continuava no assunto, dessa vez dando palpites sobre a patente de Dailong, que parecia no entanto um tanto quanto comum, visto que suas roupas eram semelhantes as roupas de frio dos soldados rasos.- Não é para tanto, senhora. Patentes e títulos são pouco importantes para mim, apesar que a maioria dos revolucionários não compartilhem de minha ideia. E de fato, eu não estava em Mawakun durante tudo o que ocorrera por lá. Me encontrava em uma missão na ilha de Nirvana. Sabe, temos sempre que atender o chamado.- o homem olhava pro céu, onde as diversas nuvem vez ou outra cobriam a luz do luar e onde dificilmente era possível observar as estrelas. Elsa desculpava-se por falar demais, mas, o homem reagia mexendo as mãos de um lado para o outro.- Não precisa se desculpar, senhora...- o homem coçava os seus longos cabelos negros.- Perguntar alguma coisa? Hmmm... não sei bem, não tenho muito o que queira saber. Ah, onde está o restante dos seus companheiros? Tidus Belmont, Frisk e o resto?- ao terminar da pergunta de Dailong, Elsa conseguia sentir a presença de algumas pessoas se aproximando. Logo, mostravam-se uma quinzena de homens, todos vestindo trajes pesados semelhantes ao de Dailong. Logo atrás, quem acompanhava era Angel, sorridente.- Chegamos, galera!- a espiã tomava a frente, aproximando-se de Elsa e de Dailong.- Oi Elsa e gatinh-- a espiã parava no meio de sua fala, seu rosto estava bastante vermelho.- Dailong. Tudo bem com vocês? Já trouxe todos os rapazes, estão todos aqui!- a espiã estendia os braços, como se apresentasse os soldados.- Olá, Angel.- como sempre, Dailong era tão seco quanto o deserto.

Por fim, Elsa cumprimentava o esquadrão de soldados trazidos por Angel, e os homens também retribuíam, curvando-se rapidamente ao fim da reverência feita pela loira. Continuava o seu discurso, com todos ouvindo, dando a chance para algum soldado poder falar antes de continuar. Eram todos homens, com traços característicos de Mawakun e todos sem exceção tremiam de frio, afinal, Mawakun como uma ilha de inverno tinha um clima bem mais ameno do que Karakui com sua temperatura sempre negativa. Nenhum dos homens no entanto falava alguma coisa, a maioria balançava a cabeça em negação, outros somente se mantinham parados como estátuas, até que um tomava frente. Era um soldado com baixa estatura que aparentava ter pouca idade.- Então, Coronel Volkerbäll... a senhorita Angel passou grande parte de como será nossa operação, mas, eu gostaria de saber qual passo daremos em primeiro lugar.- o homem mantinha a compostura militar, mantendo as mão atrás das costas e batendo continência antes de começar a sua fala.

Dailong:
 

Angel:
 

Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Volker
Frozen
Frozen
Volker

Créditos : 29
Warn : 6º Tale: Show Yourself 10010
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui - Grand Line

6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: Re: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself EmptySeg 27 Abr 2020, 00:04






- Into The Unknown -

~ Queen of Thorns ~



Sob o véu de uma noite cujo frio não me incomodava, tinha na presença de Dailong uma oportunidade de não apenas passar o tempo em que deveria esperar pelos demais, como também de poder conversar durante aquele período. A conversa seguia de uma forma muito particular, com o homem respondendo as minhas perguntas com educação, mas sem abandonar o tom seco e ponderado, o revolucionário no entanto apresentava uma visão muito interessante de ver as coisas. - Realista… talvez um pouco pessimista? Não… ele parece ser do tipo que não gosta de revelar demais e tem uma percepção dos fatos muito coesa para qualquer posição de comando. - analisava as respostas dadas a mim, sorrindo pelo canto dos lábios antes de suspirar um ar frio. - É… eu entendo bem como é. - era complacente com parte do discurso, especialmente ao que se referia aos aprendizados com as derrotas e também ao chamado do exército para missões. Obstante a não ser a única a tagarelar, convidava-o a questionar também, mas o rapaz não parecia ter muitas dúvidas ou curiosidades, naquela ocasião limitou-se a apenas procurar saber de meus companheiros.

Sinceramente… - suspirava novamente, movendo o olhar rumo aos céus em meio a uma faceta pensativa. - … espero que estejam em casa, longe de qualquer confusão. Ou simplesmente longe de qualquer confusão. - disparava uma risada rápida e seca antes de perceber a aproximação de mais pessoas. - Meus companheiros não parecem lidar com ações discretas, se eles se envolverem demais vamos encontrar problemas bem rapidamente. - batia com minhas mãos nos joelhos, levantando-me para receber os que estavam chegando. - Por isso, por hora, essa é uma operação exclusivamente minha. A última coisa que quero são inimigos voando em nossa direção antes do tempo. - virava-me de costas, podendo observar Angel e os demais revolucionários se aproximando. A mulher como sempre mantinha seu bom humor e se aproximava de nós dois rapidamente. - Olá Angel. - a cumprimentava, mas lhe direcionava um olhar de dúvida ao notar sua maneira de agir com Dailong. - Tudo bem Angel? - comentaria ao perceber a vermelhidão em sua face, brincando com a mesma.

Após minha recepção, esperava pelo menos que tivessem bem mais perguntas a fazer, ao menos eu teria se fosse o contrário. No entanto, bastou observá-los por um tempo para entender que talvez não fosse do hábito deles fazerem muitas perguntas. - Qual o seu nome? - questionaria o rapaz que me fez a pergunta, antes de gesticular para que ele pudesse ‘relaxar’ de sua posição de continência. - Pois bem… - começava a falar então como funcionaria nossa operação. - … formaremos um esquadrão de atiradores, entendam atiradores da seguinte forma. Agiremos sempre que possível a distância, com inteligência, recursos e antecipações. Mas seremos igualmente versáteis no que diz respeito à proteção. Tendo isto em mente, precisamos partir do princípio que não temos recursos suficientes para iniciar qualquer coisa agora, por isso nosso primeiro passo será financiar esse esquadrão. - mantinha as mãos em movimento, explicando gestualmente tudo o que falava. - Angel dará a vocês a localização de um local em que vocês poderão extrair minério da ilha. Pedi para que ela procurasse por pontos mais isolados da ilha, tomem como prioridade estes locais mais afastados caso existam do contrário hajam de maneira discreta nos locais mais frequentados. - manteria o contato visual com todos. - Vocês irão explorar as minas em três turnos de cinco homens cada. Enquanto um grupo minera, o outro auxilia Angel e o terceiro descansa da maneira que achar melhor. Todo o qualquer minério obtido deverá ser vendido a exceção de vinte por cento, cinquenta por cento do lucro será destinado as nossas provisões, o restante será de vocês para que se equipem da melhor maneira possível, para que se alimentem e se instalem bem pelo local. Faremos isso durante cinco dias. - faria uma pausa, para dar tempo de que todos assimilassem as informações.

Dailong ficará responsável por cuidar de nossas provisões, usará o dinheiro ou parte dos minérios para confecção de flechas, espadas e equipamentos de proteção. Lutaremos leves, então procure usar o metal para proteção pontual de partes do corpo. Lidaremos com essas coisas primeiro, com suprimentos em mãos, passaremos a desenvolver nossas táticas e seguiremos a partir disso. - suspiraria longamente. - Se necessitarem falar comigo, deverão passar por uma mercearia e perguntar por algum médico. Vocês serão indicados para vir até mim, o homem que está lá não é revolucionário, mas poderá estar atento a qualquer grande movimentação repentina até minha casa. - começaria a caminhar por entre os homens. - Alguma dúvida? - aguardaria uma resposta antes de prosseguir. - Antes de eu liberar vocês dessa floresta fria quero que saibam de uma coisa. Essa convocação não é uma ordem, nunca fora essa minha intenção. Ela está mais para um pedido de ajuda, pois eu preciso da ajuda de vocês para construir um Mundo verdadeiramente livre. Vocês são livres para estar aqui ou não, mas aos que optarem por ficar quero que saibam. Vocês não serão meus soldados, ou meus subordinados, muito menos homens do exército revolucionário. Daqui a cinco dias, quando nos encontrarmos seremos uma família, pois é assim que eu levo a minha vida junto de meus companheiros e é assim que morreria por qualquer um deles. - cruzaria os braços, respirando o ar frio após um suspiro. - Estão liberados.

Seria rápida naquela reunião, não perdendo tempo em logo em seguida ir até Angel e Dailong. - Conto com vocês dois também. Teremos cinco dias, portanto cuidem-se e hajam com cautela. - olharia para Angel, especialmente pelos pedidos que havia feito a ela durante o almoço. - Especialmente você moça. - sorriria. - Na manhã do quinto dia irei até Marshall, posso contar com você como minha guia? - diria e após a resposta dela, iria assentir silenciosamente com a cabeça. - Obrigado por vir Dailong, de verdade. - diria em tom sério ao rapaz, antes de deixá-los partir, saindo da floresta por último rumo a minha casa. Havia estabelecido um tempo de preparação, precisaria respeitá-lo e usá-lo para me preparar. Tomaria os dias não apenas para treinar a mim e a Às, mas também para ajudar no armazenamento de suprimentos, pesquisas e idealizar as possíveis estratégias que poderia utilizar com aqueles revolucionários. Não seriam dias fáceis, seriam dias árduos e pesados dos quais tiraria máximo proveito até o dia de novo encontro.









Histórico:
 






____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~The winter has come
The blood and soul has aceepted their fate
The young viper, now mature, put their children in the hunt
They want to hunt by your lead
Their dreams, liberty and fate
Winter calls with your voice and only the phalanx can survive it!~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
GM.Mirutsu

Créditos : 32
Warn : 6º Tale: Show Yourself 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: Re: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself EmptyQua 29 Abr 2020, 04:41


Narração

Céu limpo, -23°
Manhã
Localização: Karakui - Grand Line



Show Yourself

Elsa Volkerbäll

Elsa continuava a analisar o reservado e calmo Dailong, que preferia manter sua patente em segredo, já que o mesmo dizia que não se importava com tais coisas, que eram triviais para si mesmo. Brincava também com a espiã, que tinha uma atração por Dailong, que era evidente ao falar com o mesmo, quando o seu rosto corava bastante.- N-não é nada, Elsa! Só que de repente parece que fez um calor aqui.- a garota parecia animada e era claro que o que estava falando era apenas uma desculpa esfarrapada, apesar de que Dailong não tivesse percebido ou simplesmente decidiu ignorar.

Elsa então deu a oportunidade para perguntas e um soldado lhe fizera, sobre qual seria a ordem da operação que deveria ser seguida e então a médica lhe perguntou o nome, e o mesmo respondia firmemente.- Meu nome é Rudolf, senhora.- o homem mantinha a postura típica de militar, até Elsa lhe fazer o gesto de descanso. A Rainha dos Espinhos então dava para os soldados a explicação de como ocorreria toda aquela operação, desde a coleta de minérios, até a venda e o estocamento do mesmo, sobre a confecção de armas e armaduras para o combate, dando também o limite de homens e dividindo-os em pequenos "esquadrões" para poderem operar sem levantar muitas suspeitas pela cidade. Elsa tinha um bom senso de liderança, visto que os homens estavam extremamente atentos as palavras da mesma e também todos pareciam entender perfeitamente o plano da mesma, já que nenhum pareceu ter mais alguma dúvida sobre o plano e todos balançavam com a cabeça em negação, ao serem perguntados se ainda tinham alguma dúvida. Ao fim da fala de Elsa, todos fizeram uma reverência para Elsa, antes de lentamente começarem a sair da floresta, em direção a Awakino, até sobrar apenas Volkerbäll, Angel e Dailong.- Eu dei algumas instruções para eles se misturarem melhor entre a população local e poderem trabalhar melhor. Tudo deve dar certo. Ah, e pode deixar que eu terei o maior cuidado do mundo, Elsa!- Angel dizia para Elsa, animada com toda a situação.- Trabalhar com a coordenação de esquadrões é algo que eu sou muito acostumado a fazer. Farei o meu melhor, Coronel.- O homem respondia Elsa, logo após batendo continência para a mesma. Por fim, era hora de voltar para a cidade e os três revolucionários seguiam quase o mesmo caminho, por uma boa parte do tempo.- Dailong, você pode me levar até minha casa? Sabe, pode ser que um pervertido me ataque no caminho de casa e se você estiver comigo eu me sinto mais segura...- Angel se aproximava do homem, com uma cara assustada no rosto, como se implorasse para ele leva-la.- Tudo bem.- mal dava tempo de Dailong terminar a frase e Angel já se agarrava no braço do revolucionário, antes de acenar para Elsa com a mão.- Até mais!- dizia enquanto mexia sua mão de um lado para o outro.- Adeus, Coronel.- em contraste a Angel, Dailong era como sempre bastante direto.

E assim, cada um seguia seu caminho, até que Elsa chegava em casa onde buscava descansar para os próximos dias que viriam a seguir. Continuava o treinamento de Às, que melhorava lentamente a cada performance e desafio que lhe era dado por sua mãe. Todo dia, Dailong ou Angel iam discretamente até Elsa para reportar o andamento da missão, e lhe trazer os lucros que vinham das vendas dos minérios das minas. Sobre os suprimentos, eram ditos que ficavam no local onde Dailong se encontrava instalado, que era próximo de onde o restante dos soldados ficavam, para manter o disfarce adotado que todos eram membros de uma grande família que havia se mudado de Mawakun por causa dos conflitos que ocorreram na ilha. E assim os dias se passavam, até chegar a manhã do quinto dia desde o encontro. Elsa acabava de acordar, com a luz do sol invadindo o quarto pela janela.

Dailong:
 

Angel:
 

Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Volker
Frozen
Frozen
Volker

Créditos : 29
Warn : 6º Tale: Show Yourself 10010
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui - Grand Line

6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: Re: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself EmptySex 01 Maio 2020, 18:36





- Into The Unknown -

~ Queen of Thorns ~



Cinco dias não pareciam muito tempo em um primeiro momento, podia recordar-me perfeitamente do sentimento após o primeiro encontro com os revolucionários convocados por Angel. Havia na presença daqueles homens um sentimento de obediência muito forte, uma disciplina ímpar e características que qualquer um gostaria de encontrar em um esquadrão ou força militar. Ao mesmo tempo, não podia deixar de não me sentir afetada por tanta rigidez, mesmo sabendo que possivelmente tudo era devido a falta de convivência. Dailong e Angel acabavam por serem figuras destoantes dos demais, cada qual com sua particularidade e trejeitos. Ainda sim, não podia mensurar que fosse sentir a passagem do tempo extremamente vagarosa mesmo com as constantes e cautelosas visitas dos dois revolucionários a minha residência. Ambos apresentavam relatórios diários e decisões bem acertadas no que se referia a preservação e estoque das provisões. Paralelamente às visitas, havia a dedicação diária ao treinamento de Às. Poderia ter imaginado e me preocupado de muitas maneiras, mas precisava reconhecer o esforço de minha filha no decorrer de cada treinamento.

Treinar para se mostrar astuta em situações de perigo parecia ter sido uma boa ideia a princípio, no entanto devido ao empenho da menina, acabava por estender um pouco mais do treinamento ensinando-a a se defender de situações simples, priorizando sua técnica para compensar seu porte físico ainda não totalmente desenvolvido. Junto de Às, acabava por também treinar ao final do dia, horas sozinha outras com Mindy. Recuperada plenamente de todos os danos causados pela luta com Ross, sentia inicialmente o corpo lento para reagir de forma apropriada e leves falhas e limitações que só poderia perceber por não apenas conhecer bem meu próprio corpo, mas por ter conhecimento anatômico suficiente para identificar a causa e corrigir a partir de um diagnóstico. Foram cinco dias inteiramente dedicados a treinamento e planejamento até que eventualmente chegava o dia do novo encontro

Bom dia amor. - diria ao pé do ouvido de Mindy logo após acordar e sem sair da cama. - Temos um dia cheio hoje. - me levantaria seguindo para o banho com ou sem a mulher. Após um bom banho arrumaria-me antes de ir ao quarto de Às, para acordá-la. - Acorde dorminhoca! - diria em tom de animação, sentando-me na cama para abraça-la. - Vamos, tome um banho e vá tomar seu café. - diria a menina antes de descer para o desjejum. Naquele ponto da manhã, já aguardava a chegada de Angel para que pudesse junto da mulher ir até Marshall. - Irei com Angel até Marshall. Logo após iremos todos até a floresta, iremos contabilizar os lucros desses cinco dias e dar prosseguimento com o planejamento. Eu quero as duas comigo. - comentaria com as duas ainda na mesa. Quando Angel chegasse na casa a receberia, convidando-a a comer alguma coisa se quisesse. - Alguma novidade a respeito do que lhe pedi? - diria, referindo-me as investigações sobre Robbins e o cientista da ilha. Ouviria o que a revolucionário tinha a dizer, antes de seguir com a mesma rumo ao encontro com o ex-pirata.

Angel. Posso lhe pedir um favor? - diria a mulher, quando já estivéssemos a caminho do esconderijo do homem. - Quando chegarmos ao local, me deixe seguir sozinha tudo bem? - assim, iria até o local que ela me guiasse e de lá iria de encontro a Robbins. - Bom dia. - diria, logo assim que o encontrasse. -  Não esperava que uma ilha tão pacata como Karakui pudesse esconder tantas particularidades. - comentaria com um sorriso.









Histórico:
 





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~The winter has come
The blood and soul has aceepted their fate
The young viper, now mature, put their children in the hunt
They want to hunt by your lead
Their dreams, liberty and fate
Winter calls with your voice and only the phalanx can survive it!~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
GM.Mirutsu

Créditos : 32
Warn : 6º Tale: Show Yourself 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: Re: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself EmptySeg 04 Maio 2020, 00:56


Narração

Céu limpo, -23°
Manhã
Localização: Karakui - Grand Line



Show Yourself

Elsa Volkerbäll

Após os cinco dias dedicados ao treinamento de Às, o seu próprio e o planejamento do restante da missão, Elsa acordava ao lado de Mindy com o raiar do sol entrando pelas janelas do quarto.- Bom dia.- Mindy respondia Elsa, beijando-a no rosto antes de se levantar.- É, você tem razão. Então é melhor a gente tomar logo um banho para despertar o corpo, que tal?- A espadachim dava a ideia e logo ambas iam ao banheiro e tomavam banho juntas, para se preparar pro dia corrido que seria. Elsa e Mindy voltavam para o quarto, onde Mindy ficara terminando de se arrumar enquanto que Elsa ia até o quarto de Às, para poder acordar sua filha, que estava ainda dormindo quando Elsa entrou no quarto e logo acordava a menina com um abraço.- Mais treino!? Pode deixar comigo!- Às levantava-se como uma bala e corria até o banheiro, para tomar o seu banho.

Descendo até a cozinha, Elsa esperava a visita de Angel, enquanto que Mindy já começava a preparar o café da manhã. Não demorava muito para que a espiã chegasse na residência de Elsa.- Bom dia pessoal, cheguei!- como sempre, Angel tinha o seu estilo espontâneo de ser, batendo na porta freneticamente até que Elsa abrisse para ela, que vestia suas roupas de frio e trazia na mão um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].- Elsa, minha querida, você não sabe o que aconteceu.- Angel dizia, adentrando a casa e entregando o jornal nas mãos da loira. Havia algumas matérias interessantes, mas, com certeza a que chamava a maior atenção era sobre o ocorrido no Laboratório K, onde os Seasons tinham se envolvido e destruído parte da instalação.- Parece que o restante do grupo foi mais rápido do que a gente, né?- a espiã dizia em tom cômico.- Infelizmente, a minha investigação não foi muito adiante em relação a Gillegan. Como pode ver, a Comodoro está fora da jogada por enquanto, graças a Helves. Mas, enfim, vamos comer que eu tô morrendo de fome!- e assim, todas se reuniam na mesa, para tomar o café da manhã preparado por Mindy: ovos mexidos, café e leite, pães e bacon frito. Na mesa, Elsa dizia os planos para esse dia, pedindo a companhia de Mindy e de Às.- Certo.- Mindy assentia com a cabeça em afirmação.- Tudo bem, mãe.- Às por sua vez tentava passar mais seriedade naquele momento.

Por fim, todas terminavam de comer e se aprontavam para sair. Guiadas por Angel, as revolucionárias seguiam floresta a dentro em direção ao norte de Awakino, numa caminhada que durou mais de uma hora de duração, até tudo que era visível era o branco da neve e os altos pinheiros da floresta. Por mais meia-hora caminharam, até chegarem perto de uma abertura de caverna, que parecia ser bastante escura e ficava no meio de uma série de folhas e ramos postos e neve para encobrir sua entrada, que foi somente possível de localizar pois Angel sabia do local de antemão.- Opa, tá aqui chefia. Ele está lá dentro, esperando você.- dizia Angel, antes que Elsa lhe pedisse para que fosse só até o encontro de Robbins o que surpreendia um pouco a espiã, assim como Às e Mindy.- Ah, tudo bem então.- A esguia moça dava alguns passos para trás.- Tenha cuidado, amor.- o semblante de Mindy demonstrava clara preocupação.- Volte logo, mãe.- Às no entanto, esboçava um sorriso.

E assim, Volkerbäll adentrava a caverna que realmente era bastante escura e que levava a revolucionária mais profundamente, até que chegava no que parecia ser uma rede de túneis subterrâneos, com diversos corredores e de um deles era sentido uma única presença por Elsa, com seu Haki da Observação. Até que o individuo começava a se mexer em direção de Elsa, e revelava-se por ser uma[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].- E aí, Rainha dos Espinhos.- o homem era alto, tinha braços robóticos, uma barba bem feita e tragava um charuto. Era Marshal Robbins.- Não precisa de toda essa formalidade, Rainha.- o homem tragava o charuto lentamente.- Toda ilha tem suas surpresas, só precisa procurar direito.- Robbins se aproximava de Elsa.- Então, parece que seus amigos fizeram uma festa no laboratório hein. Está sendo noticiado por toda parte.- o homem ria sarcasticamente.- Mas, deixando de isso de lado, vamos aos negócios.- novamente, Marshal tragava o seu charuto, esperando uma resposta de Elsa.

Angel:
 

Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Volker
Frozen
Frozen
Volker

Créditos : 29
Warn : 6º Tale: Show Yourself 10010
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui - Grand Line

6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: Re: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself EmptyQua 06 Maio 2020, 00:13






- Into The Unknown -

~ Queen of Thorns ~



No aguardo de Angel para o desjejum, talvez por uma ironia do destino me arrependeria de não ter me antecipado na alimentação. Com a chegada da revolucionária havia também o conhecimento de informações inesperadas e particularmente preocupantes, para não dizer previsíveis. - Eu acho que vou me arrepender de ler esse jornal. - comentei assim que tomava o periódico em minhas mãos, rapidamente folheava em busca da notícia e encontrava a matéria a respeito de Karakui. - Bom… pelo menos eles não fizeram muito barulho ou atrapalharam meu sono… - comentava com uma falsa expressão cômica, aproximando-me da mesa e deixando o jornal a disposição de todos, antes de levar minhas mãos aos ouvidos de Às, tampando-o para que a menina não ouvisse. - É melhor que eles tenham uma boa explicação, especialmente o Tidus. Do contrário eu vou quebrar cada um deles com uma sova que eles nunca tiveram na vida. - suspiraria, antes de enfim sorrir mais aliviada. - Eu vou tomar apenas um café. Preciso ver uma coisa antes de irmos. - comentava, após perder totalmente o apetite, mas aliviada de ter extravasado um pouco daquela surpresa.

Caminhei assim, rumo ao sótão da casa, onde havia uma ligação subterrânea entre a minha casa e aquela onde Tidus e os demais haviam se instalado. - Eles podem ter um grande e deplorável talento para arranjar confusão… - caminhei pelo local, encontrando no chão uma carta, onde podia identificar as letras do Duque. - “[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]” - lia o conteúdo simples daquilo, é eles eram problemáticos. - … mas sabem identificar problemas. - sussurrava, guardando em meu bolso a mensagem antes de partir, rumo ao encontro com Marshall. No caminho, após explicar meu desejo de conversas a sós com o homem, pegava-me imaginando o que meus companheiros haviam descoberto a ponto de causar uma confusão no principal laboratório da região. - Marinha a caminho… seriam reforços, está é a parte mais óbvia da mensagem, no entanto… céu e celestiais se referem a ilha do céu, mas o que isso tem haver? Frisk e Helves são celestiais também, algo haver com eles? Talvez Marshall tenha as respostas. - pensava, caminhando por Karakui até atravessar a floresta ao norte, alcançando uma caverna onde Angel indicava ser o local. - Obrigada, volto em breve, mas antes… - puxaria do bolso a mensagem e daria a Mindy, para que ela e Angel pudessem ver. - Os meninos deixaram uma mensagem. - não era preciso explicar naquele momento, na realidade esperava que Angel pudesse fornecer informações a respeito dos pontos que não havia inteiramente compreendido, mas era algo a se resolver em outro momento.

Caminhando pela caverna, não demorava para identificar o padrão que era idealizado ali, com múltiplos acessos, quase como um labirinto subterrâneo. Felizmente não parecia ser do interesse do ex-pirata me fazer perambular por seus domínios. Sua figura surgia perante mim vinda das sombras, primeiramente perceptível por meu Haki até estar ao alcance de meus olhos afiados, tinha em segundos suas proporções, sua altura, seu porte, seus braços mecânicos e sua face. - Desculpe, força do hábito! - respondia ao homem, mantendo o sorriso, notando sua aproximação tal como seu vício. - Imagino… tenho uma direção para procurar, espero que tenha o que eu precise para saber se estou no caminho certo. - mantinha meus olhos no charuto, esperando que ele não avançasse muito mais para não ter de sentir o cheiro daquela fumaça. - Creio que eles devam ter um motivo para isso. Embora a abordagem não seja lá uma grande virtude da parte deles. - dava de ombros. - Devo alertá-lo como médica o quanto o tabagismo faz mal saúde… mas sim, vamos aos negócios. - daria um passo para trás, para afastar-me do cheiro e poder assim perguntar o que queria. - O que havia naquela laboratório que fez meus companheiros destruírem tudo? Conheço eles bem porém destruição desproporcional não vem por acaso. - daria tempo para que ele me respondesse e avaliaria com cautela sua resposta. - A ilha do céu, o que tem nela? - uma nova pergunta para uma nova resposta. - Já sei que pode fornecer acesso a ilha, então serei direta. O que você ganha com isso? - aquela conversa havia apenas começado, mas algo em mim podia sentir que de alguma maneira, estava começando a correr contra o tempo.









Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

~The winter has come
The blood and soul has aceepted their fate
The young viper, now mature, put their children in the hunt
They want to hunt by your lead
Their dreams, liberty and fate
Winter calls with your voice and only the phalanx can survive it!~


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




6º Tale: Show Yourself Empty
MensagemAssunto: Re: 6º Tale: Show Yourself   6º Tale: Show Yourself Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
6º Tale: Show Yourself
Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Karakui-
Ir para: