One Piece RPG
Saindo das sombras - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Cap IX ~ Esperança ~
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 16:34

» A Ascensão da Justiça!
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor K1NG Hoje à(s) 16:27

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:56

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 15:02

» The Hero Rises!
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Achiles Hoje à(s) 14:36

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor xRaja Hoje à(s) 14:35

» Vol 1 - The Soul's Desires
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Arthur Infamus Hoje à(s) 13:42

» Meu nome é Mike Brigss
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Shiro Hoje à(s) 13:41

» Carregada de Culpa / Amanhecer em Prata
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Veruir Hoje à(s) 13:34

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Arrepiado Hoje à(s) 13:09

» [Mini - Aventura] O Imparável Junichi
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:01

» [MINI-XICO] The midnight dawn
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:00

» [MINI-Thop] Onde ?
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:00

» A primeira conquista
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Rangi Hoje à(s) 05:10

» Bitch Better Have My Money
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:54

» Pequeno Gigante
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Teo Hoje à(s) 00:53

» VIII - The Unforgiven
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 23:41

» [MINI-*Kan Kin*] *Uma vida de merda*
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Shideras Ontem à(s) 23:25

» [MINI-Koji] Anjo caído
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Makei Ontem à(s) 22:53

» [M.E.P] Koji
Saindo das sombras - Página 5 Emptypor Makei Ontem à(s) 22:52



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Saindo das sombras

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Saindo das sombras - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Saindo das sombras - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Saindo das sombras   Saindo das sombras - Página 5 EmptyQua 08 Abr 2020, 21:45

Relembrando a primeira mensagem :

Saindo das sombras

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Joey Jacobs. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Oni
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 19/01/2013

Saindo das sombras - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Saindo das sombras   Saindo das sombras - Página 5 EmptyDom 21 Jun 2020, 17:18




Riquezas.




Conforme saltitava caminhando de um lado para o outro por efeito do excesso de café, a amazona fora jogada em um portal.

~ FLASH BACK~


Nos três dias em que ela passou no resort, a sua maior e melhor descoberta certamente foi Dellumiere, o revolucionário que a explicou que seu exército resistia contra o Governo Mundial e suas perversidades. Comeu churrasco que ajudou a abater o efeito do café no estômago vazio, subiu a um farol e o acendeu explorando a ilha com a sua luz, perdeu em uma competição de Weavers contra Dellumiere e jogou uma partida de truco contra um público muito estranho. Ainda acredita sequer saber das regras.

Mas o fato realmente importante é que, ao fim dos três dias, no momento de voltar, a Amazona ainda estava usando biquíni.


~ FIM DO FLASH BACK~


Repentinamente se mostrando de biquíni e muito mais calma, Cindy aceitava a garrafa d'água deles.

Pareciam não ter reparado ou se importado em como ela havia mudado de roupas em apenas um segundo, e Cindy segurava as trouxas com suas roupas de amazona em uma das mãos e o o recipiente d'água na outra.

...desejos? Futuro? Se for uma pergunta a mim, bom nunca pensei tão a frente e sim no dia de amanhã, nunca sabemos o que pode acontecer, se for sobre você, talvez você possa não ter seus desejos ainda, não sei, mas com a vida andando, nós descobrimos eles e assim que descobertos devemos realizarmos. - Ainda se adaptando à situação de ter voltado pelo portal ela ouvia o fim desta frase. Quase havia se esquecido da própria pergunta que havia feito a ele, mas aos poucos se lembrava... ''Então ele... Não tem sonho algum?''

O olhar dela se encaixava na linha do horizonte e sua visão se afundava em um blur típico de quem cai em uma transe. O olhar se afastava, e ela estava em um outro mundo. Os sons de tambores de guerra, os passos pesados dos elefantes de armadura, a rotina constante. O dia em que Cindy planejou pela primeira vez roubar um elefante para romper a área de treinamento, a sua vontade pujante e pulsante de escapar e ver o que tinha para além da fronteira que haviam desenhado para ela. Seu ímpeto de ir além para descobrir os próprios sonhos.

O sentimento que quase fora apagado pelo enforcamento, mas que ainda existia nela.

''Isso é muito triste... Mas neste sentido ele é igualzinho a mim.'' a visão se focava novamente e a névoa do transe sumia, e ela piscava os olhos voltando à realidade. ''Assim que eu descobrir sobre o que houve com Zomana, sobre como os Nobres funcionam eu vou descobrir sobre mim. E então vou estar livre para descobrir meus sonhos.'' ela se virava para observá-lo, com um menear de lábios tendendo a sorrir que era um olhar de admiração.

Bebia cada uma das gotas da água de forma rápida e eficiente, como fora treinada no exército, e então se dirigia até a pia para limpar a garrafa; não conseguia escapar de sua disciplina militar e educação estrita.

Vestia as roupas por cima do biquíni - não por vergonha (embora não gostasse de mostrar as cicatrizes no pescoço) já que havia crescido ficando nua próxima a suas companheiras de treinamento como se fosse normal, mas por praticidade, - e  em frente à pia seguia limpando a garrafa - e procurando onde poderia enchê-la novamente caso não fosse do tipo descartável.

—Bom, que bom conhecer melhor você, espero que possamos nos dar bem e também que a água tenha te ajudado, de qualquer forma o plano acontecerá amanhã, nos encontramos então aqui, as 07:30? Para assim seguirmos juntos até a mansão ok? - Cindy assentiria com a cabeça.

—Certo, vou atrás de algumas coisas que preciso e amanhã 07:30 já estou aqui!

Com a ponta dos dedos da mão direita apontada na direção de Zaki, como se buscasse chamá-lo de longe, a pirata assistiu o tritão ir embora antes que pudesse expressar sua vontade de segui-lo.

Voltaria-se para Bia e faria um gesto de despedida para ela, acenando com a mão em um tchau em frente a ela e se curvando de leve em um gesto respeitoso, anunciando a própria saída.

Com um aplauso duplo, chamaria a atenção de Clap para que ele se aproximasse dela. Buscaria o local onde poderia abrir a porta da garagem, ou simplesmente se aproveitaria caso ela ainda estivesse aberta da saída de Zaki. Subiria nas costas do seu pato e aplaudiria mais uma vez e em seguida se seguraria às rédeas, esperando que ele disparasse na direção da saída.

Não sabia muito bem como montar em seu pato ainda, e conforme sentisse a capacidade dele de acelerar sentiria uma vontade ainda maior de vê-lo chegar à velocidade máxima. ''Eu...'' uma selvageria rugiria em suas íris, e as pálpebras lutariam debilmente em enjaular tamanha energia. ''...Quero sentir o risco.''

Como um touro encarando o vermelho ou um tubarão detectando gotas de sangue no oceano o seu coração se debateria conforme andasse em qualquer velocidade que não fosse a máxima do seu animal. E da mesma forma, com este desejo quase como que um carnívoro por carne fresca, ela começaria a posicionar o pulso em direção ao movimento que faria o pato atingir velocidade máxima...

Com um esforço que fez suas veias saltarem por um instante e que a obrigou forçar o maxilar com força para se controlar, a sua autodisciplina a fez lembrar ''Eu tenho uma missão amanhã...''

Com uma aura pesada de quem estava se controlando e um desconforto visível, a amazona ajeitou-se sobre Clap e buscou respirar fundo e segurar seus ímpetos. Tudo o que restou de concreto da sua vontade prestes a se realizar de correr risco de vida foi seu coração acelerado, escondido por trás de sua face mais inexpressiva e controlada e de sua postura ereta e altiva enquanto cavalgava.

Caminharia em torno do lixão usando a sua audição aguçada para captar os movimentos nos arredores, usando isto como sua segurança para se afastar de qualquer perigo usando o seu pato.

Durante o caminho olharia os restos do lixo dos dois lados, estaria atrás de coisas que pudessem ajudá-la na missão do dia seguinte. Dan e Vergil, companheiros que havia feito no dia anterior, a haviam ensinado sobre as preciosidades que poderiam encontrar no lixo, e ela valorizava aquele conhecimento tanto quanto os amava. Estaria atrás de equipamentos de alpinismo, como ganchos amarrados a cordas, ou ao menos ganchos e cordas de boa qualidade, bem como pedaços de arame que a pudessem ajudar a arrombar fechaduras. Tentaria avaliar bem o local também, para ver se não poderia surgir algo no lixão que a chamassem a atenção que ela não previa poder usar. Algo que poderia ajudá-la bastante com Clap seria uma sela, ou ao menos uma cesta para poder levar tudo em cima do pato. Ficaria o máximo de tempo que pudesse para conseguir tudo aquilo, explorando onde fosse.

Durante toda a sua rota estaria atrás de um local bastante afastado do lixão, com poucas pessoas e talvez uma área que pudesse usar para correr com Clap, ou ao menos algo que se aproximasse disto. ''Eu não vou conseguir.'' chegava à conclusão sobre a sua ansiedade crescente e à sua necessidade como que fisiológica se apossando do seu corpo. ''Eu tenho de matar este desejo.''

Desceria de Clap e o olharia nos olhos, tentando se comunicar com o pato através da visão, esperando que ele usasse seus sentidos para compreendê-la, e também tentando ouvi-lo de sua maneira muda de se comunicar, tentando tornar uma via de mão dupla. Seu desejo era bem simples: Estava pedindo-o permissão, sabedoria e paciência para que ela aprendesse como montá-lo.

Alisaria a cabeça do pato e respiraria fundo para se acalmar, tentando não demonstrar nenhuma energia nociva, como já havia visto os treinadores de elefantes fazendo. Ou ao menos era o que ela acharia estar fazendo. ''Vamos lá, Clap... Nós podemos fazer um acordo.'' colaria seus olhos o mais próximo dos dele que pudesse por vários segundos, e então subiria nele novamente.

Esperaria para ver se ele aceitaria ser o seu mestre sobre como montá-lo.






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Cindy Vallar:
 
Histórico:
 



Créditos: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



objetivos escreveu:

[ ] Chip do DroidSucata
[ ] NPC Acompanhante tritão com Karatê Tritão
[ ] Ir para Torino Kingdom
[ ] Conseguir dinheiro
[ ] Me divertir
Voltar ao Topo Ir em baixo
Azc
Civil
Civil
Azc

Créditos : Zero
Warn : Saindo das sombras - Página 5 4010
Data de inscrição : 23/02/2013

Saindo das sombras - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Saindo das sombras   Saindo das sombras - Página 5 EmptyDom 21 Jun 2020, 22:26

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




A atmosfera era totalmente oposta ao que tinha presenciado nas ruas mais cedo ou durante seu tempo no ferro-velho. Joey conseguia ver a cidade funcionando em sua plenitude e se perdia em meios seus pensamentos pela quantidade de coisas que aconteciam ao seu redor. Eram muitas coisas novas pra serem descobertas, muitas alternativas a serem escolhidas e isso o deixava excitado pois atiçava sua já grande curiosidade. Buscaria ficar parado em um canto para tentar se focar novamente em seus objetivos e poder prosseguir com seu dia.

—Que merda! Estudar línguas é muito complexo prefiro tomar uma gelada e depois penso nisso. – A reclamação soava forte vindo de uma escadaria na direita do beco em que se encontrava, poderia ser uma grande coincidência porém era tudo que Joey precisava naquele momento, um local onde houvesse algum linguista capaz de ensina-lo a traduzir linguagem de sinais.

Joey desceria as escadas após dar uma inspecionada no beco como um todo novamente tentando ver se o local não estava muito perigoso e caso constatasse que tudo estava bem seguiria novamente para o fim das escadas. Desceria com certo cuidado e tentando manter um gingado enquanto se movimentasse para causar uma boa impressão quando chegasse a seu objetivo. Ao chegar ao final da escadaria buscaria informação com alguém que parecesse pertencer o local: - Olá, estou em busca de alguém que possa me ensinar linguagem de sinais. Fiquei sabendo que este é o local para se buscar tal coisa.

Esperaria com calma a resposta de quem lhe estivesse atendendo e agiria de forma a se adequar com a situação. Caso fosse uma negativa, sairia do local e iria em direção a loja de armas que havia enxergado a esquerda do inicio do beco.



Fala:
Pensamento:

Objetivos:
 

Histórico de Joey:
 

____________________________________________________

Have a nice day
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 12
Warn : Saindo das sombras - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 17

Saindo das sombras - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Saindo das sombras   Saindo das sombras - Página 5 EmptySeg 22 Jun 2020, 11:11

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Horário: 14:40
Temperatura: 26°C
Localização: Briss Kingdom



Cindy Vallar


Zaki ao perceber que algo havia mudado em Cindy, ele dá uma olhada na mesma e assim que percebe que ela a poucos segundos estava com uma roupa normal e agora estava de biquíni, vira seu rosto para o lado contrario e diz: —Que isso! Como você trocou tão rápido de roupa? Nem percebi hauhauhau – finalizando com uma gargalhada e vendo que a garota tinha de forma rápida bebida a água, agora ele falava: —Na saída tem um bebedouro, se quiser pode encher lá.

Bia vendo que Cindy também já iria sair, dizia: —Até amanhã jovem! Se quiser pode ficar com a garrafa, ela já é meio antiga, mas serve perfeitamente para o que se é exigido de uma garrafa! – Assim respondendo Cindy, Bia acenava de volta para a mesma e dava um suave sorriso.

Clap ao ver o chamado, logo se dirigia para sua Dona, Saindo montada em seu pato por onde Zaki momentos atrás havia usado para deixar o estabelecimento, Cindy agora sentia a vontade de ir mais e mais rápida com Clap, sentir sua verdadeira velocidade, o pouco que foi possível demonstrar de sua velocidade assim que a garota arrumava suas mãos nas rédeas, já foi quase suficiente para faze-la cair. Vendo a falta de estabilidade e controle do mesmo e lembrando que no dia seguinte teria um roubo a participar, ela então sai à procura de materiais no lixão que pudessem ajuda-la. Sem conseguir ouvir nada que trouxesse uma sensação de perigo, após um tempo começaria a achar algumas coisas que pudessem ser uteis, via num amontoado de coisas, Uma corda, com 5 metros de comprimento, via um gancho sem aparentes defeitos que parecia aguentar uma carga de peso razoável, Quase 40 minutos depois de achar estas coisas a jovem agora avistava uma sela, não se sabia se ainda era funcional, tinha apenas o acento com um couro já bem velho e um par de estribos que serviam de apoio aos pés.

Se afastando e procurando um canto mais aberto, logo a direita do lixão tinha um campo de tamanho médio, mas que atenderia as necessidades de Cindy. Clap ao ver sua dona que tentava se comunicar com ele, apenas tentava compreende-la e ao fim já entendo e sentindo-se confiante, o mesmo acenou com sua cabeça, movendo-a para baixo e subindo, demonstrando estar de acordo. Ao ser alisado o mesmo levava sua cabeça em direção da mão dela, assim se acalmando e então se preparando para o treinamento.



Joey Jacobs


Ouvindo as reclamações do homem e agora descendo a procura de ajuda para seus ensinamentos, via lá em baixo que era um lugar bem simples e que trazia um sentimento de aconchego, as pessoas ali não pareciam se importar com a aparência dos outros e queriam aprender mais e mais.

Logo que Joey chega, uma menina diz a ele: —Bem-vindo jovem! A procura de conhecimento? – Ouvindo a resposta do garoto, ela então respondia: —Está no lugar certo então! Quem cuida dessa língua é o nosso professor chamado Robert – Apontava então para o homem e falava: — Ele estava no meio de uma explicação, mas assim que acabar já estará livre para te ajudar! Nesse tempo seria legal que você desse uma olhada nessas anotações aqui. - Assim a garota entregava a ele um papel que continha a forma de se representar cada letra em sinais. Finalizava então dizendo: —Em trinta minutos ele deve acabar, se quiser pode se sentar nas cadeiras que ficão logo aqui ao lado, de qualquer forma, agora irei avisar ele que tens mais um aluno, já volto e bem-vindo! - Dessa forma a jovem agora se dirigia ao homem, ao fim de sua fala com Robert, Ele olhava para a entrada e dava uma acenada de longe para Joey.

O que Joey faria em seus trinta minutos? Já agilizaria uma base no ensinamento? Usaria desse tempo para fazer outras coisas? Vendo dali escada a cima, via muitas opções do que se fazer nesse tempo livre.


Foto da menina:
 
Foto Robert:
 
Papel:
 
Informações:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Oni
Pirata
Pirata
Oni

Créditos : 16
Warn : Saindo das sombras - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 23
Localização : Bahia império nagô

Saindo das sombras - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Saindo das sombras   Saindo das sombras - Página 5 EmptyQua 24 Jun 2020, 21:49




Frio novo.




Cindy enchia o bebedouro na saída. Mas não se tratava de levar a garrafa consigo, apenas de um gesto de educação e respeito pelo que lhe foi cedido de encher a garrafa novamente e pensar no coletivo, deixando-a no lugar onde a havia encontrado totalmente cheia.

Tempo passando, ela caminhava sobre Clap lutando pra se equilibrar na criatura usando a sua velocidade padrão. A vertigem de sentir a distância em relação ao chão oscilando ao longo do caminho e a sua luta pelo equilíbrio, isto é, manter esta distância entre ela e o chão, conforme algo que era além dela como o pato controlava os seus próprios movimentos era uma sensação estranha, inquietante e, acima de tudo, excitante... ''Não ter controle de mim...'' refletiria, com o frio na barriga formigando seu corpo.


Encontrava uma corda de cinco metros e um gancho que lhe parecia razoável. Colocava os dois na sela de Clap, guardados, e quanto à segunda sela que encontrava, deixava no próprio lixão, uma vez que ela já estava bem gasta. ''Esta sela... Então existe outra montaria por aqui?''.


Sua conversa com Clap pareceu o fazer concordar com ensiná-la como montar. Então este seria o momento, naquele campo aberto, de libertar de dentro de si a sua vontade de se aventurar.

Sugaria ar pelas narinas como um dragão ganancioso e seguraria as rédeas do seu pato de estimação, saltando sobre suas costas e se aprumando o máximo possível sobre ele.

Com um movimento de rédeas, faria como vira uma vez em Zomana com os elefantes e as chacoalharia com força para vê-lo acelerar.

Tentaria ao máximo controlar a velocidade explosiva e desregulada que já o havia visto usar outrora tantas vezes. Seguraria com força nas rédeas, usaria o máximo de suas habilidades acrobáticas para se manter equilibrada, se esforçaria com seus sentidos para prever obstáculos e tentaria guiá-lo para desviar-se dele o máximo possível.

Acima de tudo, deixaria também que o pato acelerasse o máximo possível, buscando tão somente guiar ele.

Tentaria sentir o seu corpo, os seus movimentos, como ele reagia aos estímulos e quais estímulos buscavam reações.

Com os dentes trincados e um olhar voraz, se concentraria o máximo possível, ignorando até mesmo se o seu cabelo que costuma estar impecavelmente amarrado conforme foi ensinada no exército se soltasse do coque.

Experimentaria a velocidade, o vento no rosto, a falta de equilíbrio, a luta pendular por ele, se esforçando ao máximo.

No caso de perder o controle em algum momento e não haver mais formas de se manter em pé, buscaria saltar o mais rápido possível de Clap e tentar cair de uma forma que pudesse modular a velocidade de sua queda em uma espécie de corrida perpendicular, visando desacelerar-se aos poucos conforme diminuiria o passo, usando suas habilidades acrobáticas para fazer esse redirecionamento de velocidade.

Caso isto também se tornasse ineficiente, buscaria usar sua acrobacia apenas para amortecer a própria queda, buscando se posicionar fechando o rosto e a barriga usando os braços e pernas em um rolamento.






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Cindy Vallar:
 
Histórico:
 



Créditos: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



objetivos escreveu:

[ ] Chip do DroidSucata
[ ] NPC Acompanhante tritão com Karatê Tritão
[ ] Ir para Torino Kingdom
[ ] Conseguir dinheiro
[ ] Me divertir

____________________________________________________

''.....''

- Cindy Vallar  

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

GUAP:
 

Ser Staffer:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Azc
Civil
Civil
Azc

Créditos : Zero
Warn : Saindo das sombras - Página 5 4010
Data de inscrição : 23/02/2013

Saindo das sombras - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Saindo das sombras   Saindo das sombras - Página 5 EmptyQui 25 Jun 2020, 14:15

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]





Joey estava surpreso pela forma como o local que se encontrava parecia funcionar, um atendimento leve e simples que mostrava uma preocupação com a percepção dos possíveis alunos com o método de ensino e como um todo da legitimidade do local.

—Está no lugar certo então! Quem cuida dessa língua é o nosso professor chamado Robert–
— Ele estava no meio de uma explicação, mas assim que acabar já estará livre para te ajudar! Nesse tempo seria legal que você desse uma olhada nessas anotações aqui. -


As palavras soavam maravilhosas nos ouvidos de Joey, finalmente havia alcançado seu segundo objetivo para o dia. Precisava agora porém se esforçar para aprender a nova habilidade, sabia que por se tratar de uma espécie de código precisaria se focar um pouco mais que o normal para fixar aquele conhecimento porém estava estranhamente animado para o desafio. Aproveitava os momentos que tinham sidos informados que teria antes de ter contato com seu instrutor para analisar com cuidado as anotações que havia recebido. Buscaria olhar e tentar reconhecer todos os detalhes possíveis do papel que lhe fora entregue. "Tudo bem, agora é o momento. Preciso me focar e não me distrair. Vamos lá".

.


Fala:
Pensamento:

Objetivos:
 

Histórico de Joey:
 

____________________________________________________

Have a nice day
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 12
Warn : Saindo das sombras - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 17

Saindo das sombras - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Saindo das sombras   Saindo das sombras - Página 5 EmptySex 26 Jun 2020, 16:44




Saindo Das Sombras


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Horário: 15:20
Temperatura: 25°C
Localização: Briss Kingdom

Cindy Vallar

Cindy que respirava fundo e se preparava, subia agora em Clap e se arrumava na montaria. Lembrando de Zomana e como faziam para acelerar, ela tentava o mesmo, o pato realmente começou a acelerar, mas falta controle e habilidade, por pouco Cindy não cai, ela consegue se manter ainda em cima dele pela força que tem em seus braços.

As coisas pareciam até certo ponto de seu treino pratico, ter uma certa facilidade com o mesmo, conseguindo manter o equilíbrio e uma velocidade que era capaz de controlar, as dificuldades começaram quando o treino se tornou algo que necessitava mais de motrocidade fina nas mãos para dessa forma, conseguir controlar as rédeas na intenção de desviar de objetos e afins, após algumas caídas de cima do pato, que não chegaram a trazer machucados pra mesma ela começava a pegar o jeito.

Se concentrando ao máximo, Cindy tentava agora atingir velocidades mais rápidas, o que não resultou em boas coisas, por falta de treinamentos prolongados e até uma parte teórica de como se portar em cima de Clap durante uma acelerada, a força do vento que ia em sentido contrario ao movimento foi suficiente para derruba-la do pato, mesmo saltando um pouco antes dele, ela acabou prendendo o pé no estribo, o que fez ela não conseguir apoiar seus pés no chão, por sorte o seu pé não chegou a ficar preso por muito tempo, o que permitiu que ela não fosse arrastada contra o chão, mesmo assim machucou seu braço que bateu contra o chão assim que caiu.

O que faltava pra Cindy? Uma parte mais teórica talvez, na biblioteca talvez pudesse achar algum livro que fosse suprir isso, talvez algum instrutor, vendo da li onde estava, ela via a baixo uma cabana onde havia um cavalo preso pelas rédeas em um pedaço de pua, seria ali a casa de alguém, a pessoa lá seria capaz de talvez ajudá-la?


Joey Jacobs


Joey que agora contente com o que estava a vir, aprender o que tanto queria! Focado em aprender, ele então se concentrava o máximo antes da aula começar em tirar informações dos papeis que haviam sido passados pra ele. Já com uma boa base de informações chegou a hora de sua aula, a garota de antes o chama e diz: —Deu a hora de sua aula, ela é em grupo, afinal se aprende de forma mais rápida praticando, espero que não tenha vergonha em! – Dizia enquanto dava uma leve risadinha, continuava dizendo: —Só seguir por aqui. – Dizia apontando por onde Jacob se dirigiria.

Assim que todos alunos já estivessem chegado, então Robert diria: —Bom, podemos começar? A língua de sinais é algo muito mais prático do que teórico para se aprender, então teremos uma breve explicação e ..., Robert era interrompido por uma garota que rapidamente entrava na aula, a mesma era a que hoje mais cedo havia beijado Joey.

Sentando então ao lado dele, pegava seu caderno e com uma caneta escrevia: —Você por aqui? Gostou do beijo e agora quer aprender a se comunicar melhor comigo? – escrevia enquanto dava um sorriso.

O professor então continuava: —Certo... continuando, bom como estava falando, após a explicação vocês terão uma parte pratica com pessoas que já estão aqui a mais tempo e são mais experientes, bom podemos começar? – Dizia enquanto pegava um bloco de anotações.

Ao pegar então ele já pronto falava: —Bom vamos então destacar 3 pontos importantes aqui, primeiro, a língua de sinais precisa de muita expressão, tanto facial como usando o corpo, segundo ponto, na língua de sinais usamos o que é chamado de Sinal para falar o seu respectivo nome, meu nome por exemplo é feito assim. – Dizia enquanto com sua mão fazia o símbolo do R e dava um toque em seu óculos, falava então: —Essa ação de com o símbolo de R dar um toque meu óculos, é a representação de como é meu nome nessa língua, sem haver a necessidade de soletrar letra por letra... enfim continuando, terceiro ponto, a língua de sinais, ela não segue rigidamente o texto, ela adapta para fazer sentido, num texto pode ter algo com duplo sentido, o que não seria possível explicar apenas seguindo exatamente o que está escrito, logo adaptamos de forma que mostramos o sentido do mesmo.

Finalizando sua breve explicação, Robert dizia: —Bom está na hora de praticar, Bela já que chegou agora, ajude o novato e qualquer dúvida recorram a mim! Apesar de você depois de mim ser a com mais conhecimento aqui! – Sorrindo-o agora ia tirar duvidas com os que solicitavam e também dividir os outros em dupla.

Bela então escrevia em seu caderno: — Bom, vou te ensinar algumas coisas, vou criar seu sinal, no caso qual seu nome? Você não chegou a me falar. – Ficava então um pouco brava e continuava a escrever: —Enfim... quando você decidir me contar eu te dou um sinal próprio, até lá, vou te mostrar como se faz o meu sinal aí você também tenta! Assim a garota escreve em baixo de sua fala: “símbolo do B passando até alcançar o meu coque no cabelo." Bela então fazia isso com suas mãos, O símbolo de B e assim passava a mão enquanto fazia até chegar no seu coque.

Anotava então: — Parece difícil, mas você pega o jeito, continuando, vou te ensinar mais duas coisas e quero que pratique, além disso pode tentar criar algumas frases. Bom para se falar ‘nome’, você levanta o dedo indicador e médio, botando a palma de frente pra pessoa, usando isso com o seu sinal você já diz seu nome, a segunda é para se dizer ‘oi’ você faz o símbolo do ‘o’ com o mindinho levantado, movendo então sua mão para o lado de fora. Vamos lá, tente ai.

Consideração:
 

off:
 

 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Oni
Pirata
Pirata
Oni

Créditos : 16
Warn : Saindo das sombras - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 23
Localização : Bahia império nagô

Saindo das sombras - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Saindo das sombras   Saindo das sombras - Página 5 EmptySab 27 Jun 2020, 12:42




Chão firme.



Só existe uma forma de enforcar alguém: Tirando o suporte dos seus pés, e deixando-a se segurar apenas pela corda.

As cicatrizes no pescoço de Cindy a lembravam bem de como poderia ser perigoso se manter no ar, paralisada, e a falta que um apoio para os pés pode fazer para o pescoço.

Por isto, no momento em que perdeu absolutamente o controle de Clap e seu corpo escapou do apoio do animal e seus pés flutuaram durante algum tempo no estribo, neste átimo instantes após o seu choque contra o sólido piso, no instante em que o impacto estremeceu através dos seus ossos e a dor se espalhou por seu corpo, a garota revirou-se de dor mas não reclamou.

- AH!!! - O ar dolorido escapava de seus pulmões enquanto alisava o próprio braço machucado, sentindo o choque nos nervos se alastrando.

Deliciando-se, na verdade, com o choque nos nervos... Na medida em que era possível para alguém com dor.

Afinal, ter contato com o chão firme, com sua estabilidade dolorosa e sua inflexibilidade paternal, por mais que sentisse a lancinante sensação de chocar-se contra ele... ''É melhor do que flutuar para sempre..''

Um sorriso agridoce se espalhava em seu rosto. Seguia alisando o próprio braço. Para quem já havia morrido na forca, tocar o chão era tão somente uma bênção. Apaixonada pela vida que era, sabia que aquilo fazia parte. E aproveitava ao máximo o sentimento.

Conferiria o próprio braço, a fim de avaliar o quão machucado ele estava. Faria movimentos leves de alongamento e dobrando-o a fim de ter certeza das extensões de dano.

Estando tudo bem ou não, Cindy buscaria levantar-se e sua inescapável disciplina a faria, antes de tudo, limpar a própria roupa espalmando-a para tirar a poeira. ''Roupas limpas. Barriga cheia. Ferimentos... A descobrir gravidade.'' lembraria-se do ritual que aprendera no exército de auto-avaliação do estado. Uma parte estranha estaria em falta para ela: a última parte do ritual. Conferir o estado dos companheiros após conferir o próprio.

Com um olhar tristonho quase que imperceptível ela encararia o chão... E então, em um sobressalto, olharia para a linha do horizonte novamente, com os olhos evidentemente emocionados em alegria. ''Qual foi a última vez em que o Tenente Clap comeu?'' perguntaria-se divertida.

Iria em direção ao seu companheiro e alisaria a sua cabeça, fazendo o carinho pelo qual ela já havia percebido que ele tinha um fraco. Enquanto isto, trocaria o peso dos pés de um lado para o outro, curvando a cintura para estes mesmos lados, vendo cada um dos flancos do animal para ver se ele havia se machucado com a corrida.

Quando algo chamaria a sua atenção...

''Eu de fato vi uma sela gasta mais cedo...'' apertaria os olhos em análise. ''Então é claro que havia alguém com um cavalo por perto.''

Pensaria ao observar  a cabana com um cavalo preso pelas rédeas.

Seus olhos apertados em análise se afiariam. Seu queixo se ergueria, como um nobre altivo, e a velocidade com que faria carinho na cabeça de Clap diminuiria até parar.

Certamente que havia um lado delicioso em estar viva e cair no chão era um aspecto disso.

Mas a verdadeira natureza de Cindy não era se condicionar à realidade ou se submeter aos próprios fracassos. Seu espírito competitivo inflamaria-se. Se ali havia um cavaleiro, poderia haver alguém para ensiná-la também.

Caminharia com Clap em direção à cabana, e bateria à porta a fim de ver o seu dono sair.

Encontrando-o, ela subiria em Clap e voltaria o seu treinamento para guiá-lo. Seu objetivo seria repetir em frente ao outro cavaleiro e encará-lo de vez em quando, a fim de fazê-lo sentir-se incomodado ao ponto de pedir para ensiná-la. Caindo quantas vezes fossem necessárias para comunicar-se com ele, mas sem nunca abalar o próprio olhar que revelava seu espírito duro e sua vontade de aprender.

Caso ele não estivesse por ali, caminharia ao redor até encontrá-lo.

O chão firme era importante principalmente para pegar impulso para os vôos. Mas ela o aproveitaria em todos os seus aspectos, buscando amortecer as quedas com suas habilidades acrobáticas.






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Cindy Vallar:
 
Histórico:
 



Créditos: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



objetivos escreveu:

[ ] Chip do DroidSucata
[ ] NPC Acompanhante tritão com Karatê Tritão
[ ] Ir para Torino Kingdom
[ ] Conseguir dinheiro
[ ] Me divertir

____________________________________________________

''.....''

- Cindy Vallar  

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

GUAP:
 

Ser Staffer:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jean Fraga
Narrador
Narrador
Jean Fraga

Créditos : 12
Warn : Saindo das sombras - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 11/04/2020
Idade : 17

Saindo das sombras - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Saindo das sombras   Saindo das sombras - Página 5 EmptySab 04 Jul 2020, 03:36




Saindo Das Sombras


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Cindy Vallar


Horário: 16:30
Temperatura: 25°C
Localização: Briss Kingdom


Após levantar de sua queda que tirava seu ar, Cindy dava uma olhada em seu braço, percebia então que não havia graves danos, apenas alguns cortes, o choque da queda foi o que iria machucar por mais tempo. Alongando-o agora o braço já doía menos.

Limpando sua roupa e se lembrando de ensinamentos passados, ia em direção de seu pato, ao acariciar o mesmo, ele agora se demonstrava mais calmo e menos agitado como no momento de queda de Cindy. Verificando se está tudo bem com Clap, era possível perceber leves arranhões, a agitação que antes era demonstrada, se via acabar com o carinho feito por ela.

Ao avistar a cabana e se dirigir até lá, sentia uma paz naquele local, mesmo que perto do lixão, aquele local diferenciava do arredor, uma suavidade era trazia pelos ventos que agora balançavam seu cabelo, caminhando para um final de tarde, o sol já ia descendo e a temperatura diminuindo, seguindo e chegando mais perto.

Batendo na porta, saia um homem mais velho, de cabelos loiros, o mesmo que com uma cara de quem havia acabo de acordar, agora dizia: —Uaaaaaah! – Bocejando e coçando os olhos agora voltava a falar: — Olá jovem! O que desejas? Uauuu quem é esse lindão ao seu lado? Parece tão bem cuidado! – Dizia enquanto acariciava Clap e olhava sorridente para ele.

Vendo as inúmeras tentativas da garota agora ele já entendia a situação, dizendo então:  — Ora ora! Então está com dificuldades em manusear seu amigão aí, bom eu tenho um cavalo e posso te ajudar, vejo que já tem certa ideia e teoria da coisa, é mais um polimento, vamos lá então! – Falava enquanto apontava para seu cavalo. Em um segundo momento, agora ele subia no mesmo e agora já preparado, demonstrava sua maestria com o mesmo, em seguida dizia:

—Bom, são pequenos detalhes, a sincronia entre vocês deve ser talvez uma das principais coisas, confiar no outro e as vezes em suas decisões repentinas, pois bem, a primeira dica que dou é: a postura em cima dele, tente se manter mais inclinada, se você se distanciar dele em momentos de velocidade alta, as chances de você cair são maiores.

—Em segundo ponto, tente pegar na rédea com um espaçamento maior entre as mãos, deixando mais espaço de couro, assim em trocas de direção, você terá mais precisão.

—Por último e não menos importante, tenta se soltar, sentir o seu companheiro, a respiração dele que pode ser sentida nos seus pés, os pelos que balançam enquanto vocês correm, tudo tem que se unir e virar um só, vamos lá! Teste aí vamos ver!

Agora em cima de seu cavalo, ele cruza os braços e esperava Cindy treinar, assim vendo o que ela ainda poderia melhorar.


Consideração:
 
off:
 
Desconhecido:
 
Informações:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

Aval da Azula Saindo das sombras - Página 5 1439049992



Perdas:
● Caneta 2/34 Ok
●Caderno 1/13 Ok

Ganhos:
●Gancho Ok
●Corda de 5 metros Ok

Relação de personagens:
●Ele Faz

Exp:5 xp

Localização: Lixão em Briss  A parte especifica não é importante mas, de boa kk da pra entender que é em Briss

Quantidade de posts do(s) Narrador(es): Em relação a Anna, quando a aventura encerrar por completo no lugar de apenas para o Oni, o próximo avaliador atribuirá. Quanto aos posts feitos pelo narrador atual, caso queira somar a uma quantia para pedir créditos ao chegar ao total de 10, fique live.

feedback:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Saindo das sombras - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Saindo das sombras   Saindo das sombras - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Saindo das sombras
Voltar ao Topo 
Página 5 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Briss Kingdom-
Ir para: