One Piece RPG
Um adeus ao Reino de Torino? XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Furry Hoje à(s) 11:20

» [MINI - Gates] O Pantera Negra
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Gates Hoje à(s) 10:45

» [M.E.P] Joe Blow
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:56

» [Mini-Aventura] Joe Blow
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:55

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor gmasterX Hoje à(s) 09:54

» [M.E.P] Veruir
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:16

» [Mini-Aventura] Veruir
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:14

» Mise en place
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 07:24

» I - A Whole New World
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Makei Hoje à(s) 07:01

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Skÿller Hoje à(s) 04:45

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 03:15

» Sidney Thompson
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Zed Hoje à(s) 01:19

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:49

» Seasons: Road to New World
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 00:26

» Hello darkness my old friend...
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Zed Hoje à(s) 00:09

» Phantom Blood
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Licia Ontem à(s) 23:50

» [M.E.P]Kujo
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Kujo Ontem à(s) 23:42

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Ryoma Ontem à(s) 23:30

» Enuma Elish
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 23:07

» Xeque - Mate - Parte 1
Um adeus ao Reino de Torino? Emptypor Ceji Ontem à(s) 22:22



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Um adeus ao Reino de Torino?

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Um adeus ao Reino de Torino? 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Um adeus ao Reino de Torino? Empty
MensagemAssunto: Um adeus ao Reino de Torino?   Um adeus ao Reino de Torino? EmptySab 04 Abr 2020, 00:11

Um adeus ao Reino de Torino?

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Raja. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
xRaja
Civil
Civil
xRaja

Créditos : Zero
Warn : Um adeus ao Reino de Torino? 10010
Masculino Data de inscrição : 17/11/2012
Idade : 25
Localização : Portugal

Um adeus ao Reino de Torino? Empty
MensagemAssunto: Re: Um adeus ao Reino de Torino?   Um adeus ao Reino de Torino? EmptySab 04 Abr 2020, 05:02






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Um adeus ao Reino de Torino?




Uma barriga a roncar. - Ron! Ron! - Um longo bocejo. - Uaaaaah! - Dedos entrelaçados, uma rotação e um esticar. - Craccc! - Os pequenos ossos ligados pelas articulações nas juntas dos dedos estalam. - Craccc!, Craccc! - Nada de anormal, nem caricato, no entanto é uma situação que merece uma devida explicação, afinal, um Mink macaco tem não duas, mas quatro mãos, mãos essas que numa sinfonia aos céus, em sintonia estalam. As costas no solo, braços e pernas para o ar, como um pêndulo Raja se espreguiça, acto que não demoraria muito tempo.
  Agora todas as suas mão estavam livres, num ápice, aliás, com um pulo, cujo membros superiores permitiriam suceder, se poria em pé, isto é, se nenhum infortúnio lhe sucedesse como escorregar uma mão, uma cãibra ou até uma pulga a passear entre a face que lhe desse uma comichão insaciável e inadiável, levantava-se. - Ronnnn! - Um aperto no estômago derivado à fome, não, gula… Gula seria a melhor forma de descrever o que ouvia.
  Raja não mostrava grandes sinais de timidez ao vocalizar o que lhe vai na mente, certamente poderia manter os pensamentos no seu devido lugar, no entanto, isso não aconteceria, com um tom certamente despreocupado e alegre pondera.
     - O que será que espera por mim em Torino hoje, uns manjares de frutas deliciosas acabadinhas de colher? Uns Frutos secos que à pouco caíram no chão? UH, UH e umas ervas, não me posso esquecer de umas ervas para aromatizar e encantar.
     - Vou passar na farmácia, falar com a tribo, talvez eles queiram que lhes traga algo?

  Comida, sim, comida é algo fulcral para o Mink, afinal é um dos prazeres da vida. Raja aproveitaria o seu entusiasmo e energia para começar a trilhar o caminho para os seus objectivos, ele pularia, se apoiava, se houvesse hipótese e conseguisse, no que lhe tivesse à mão sobre a sua cabeça, como se tivesse a balançar nos ramos de uma árvore, alternaria entre as mãos dos braços e pernas, talvez usasse a cauda uma vez ou outra. Com entusiasmo falaria com os locais caso os avista-se ou fosse chamado por eles e com consideração pararia o seu movimento até o local destinado, se apoiaria com a cauda enquanto diria com simplicidade e alegria;
      - Olá, como estás? Pretendo ir colectar comida, queres que te traga algo?
   Ouviria o que os locais lhe pedissem ou simplesmente respondessem e não se esqueceria de lhes responder amistosamente. Em seguida continuaria o seu percurso até a farmácia com a mesma energia e forma caricata.

Citação :
OFF - Caso não seja possível passear como o tarzan ou um macaco entre os ramos, considere apenas que esteja a correr pff.
Comecei com um texto um pouco simples. Espero que o primeiro paragrafo não crie problemas em termos de godmode, achei que não houvesse problema visto serem acções de meu personagem que não implicavam o cenário

Fala
- Som -

   
Considerações:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!

"Não me interessa o que você faz como profissão. Quero saber o que você deseja, e se você ousa sonhar ir de encontro com o desejo do seu coração. Não me interessa quantos anos você tem. Eu quero saber se você arriscaria ser visto como um tolo, pelos seus sonhos, pela aventura de se sentir vivo."
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wander
Pirata
Pirata
Wander

Créditos : 14
Warn : Um adeus ao Reino de Torino? 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2013
Idade : 22
Localização : Não sei :D

Um adeus ao Reino de Torino? Empty
MensagemAssunto: Re: Um adeus ao Reino de Torino?   Um adeus ao Reino de Torino? EmptyQui 09 Abr 2020, 04:46


Era o começo de mais um dia ensolarado com clima quente e úmido em Torino Kingdom e o símio de cabelos brancos já estava fora do vilarejo com o objetivo de fazer sua parte para ajudar seu povo. Vendo ele sair tão cedo dá a impressão de que ele era uma máquina de produtividade, mas essa impressão logo desmorona ao ver sua situação atual: Deitado num chão de folhas secas, o mink aproveitava o conforto para apreciar a beleza natural da terra que ele tanto ama. Em sua visão ele via a floresta dando apenas pequenas brechas para a luminosidade passar, deixando  os feixes de luz enfeitarem ainda mais o ambiente. Era uma cena digna de uma obra de arte... Ele já vivera tanto tempo ali, mas ainda assim se surpreendia com a beleza de Torino. Só isso já o deixava contente, como se nada mais o importasse além daquela paz que ele sentia.

Mas chega de descrever os sentimentos desse rapaz de visão de mundo limitada, vamos pular para a parte que ele finalmente vence a preguiça e decide fazer seus deveres. Se ergueu num impulso rápido e começou a correr entre a floresta. Quando viu a oportunidade ele, como um verdadeiro macaco, pegou impulso em algumas pedras e subiu essas rochas como se fossem degraus de uma escada. Por fim, agarrou-se num cipó e se balançou para chegar até uma árvore. Dali em diante, ele saiu pulando de galho em galho usando as particularidades de seu corpo para ajuda-lo a se equilibrar.

Quando parou para pegar a primeira leva de frutas, ouviu uma voz chamar seu nome. - Raja! Bom dia! - Quando virou para trás, viu uma figura familiar: Era Chikran, um jovem de quatorze anos que vivia na vila dos Shanba. Apesar de ser um humano e, pior ainda, ser um dos Shanba, ele ainda assim conseguia se mover na floresta como Raja, se balançando entre as árvores. Isso por que ele tinha um corpo mais magro do que o esperado para os Shanbas e também ele treina desde criança. E ele tinha mais uma coisa em comum com o jovem mink: ele também era aprendiz de Gillian. - Você parou com a mania de estalar os dedos, né? Você sabe que faz mal para as juntas. - Disse ele, sorridente.

Raja respondia o cumprimentando e oferecendo comida para o rapaz. - Não, não. Você caça o seu, eu caço o meu. Até por que tem umas frutas bem raras que só eu sei como encontrar... hehehe. - Ele dizia, orgulhoso.

Ambos iam colhendo as frutas ao redor enquanto prosseguiam conversando.

- Então... Por falar em Gillian, parece que ele vai receber visita de alguém hoje. Alguém "de fora". - Chikran informava as novidades que o mink não sabia - Eu chuto que seja para resolver a praga... - Como um morador do vilarejo, Raja também conhece a enfermidade referida por ele. Pessoas da vila e também alguns animais começaram a ficar doentes de repente. Os adultos identificaram a doença como envenenamento, mas estavam tendo dificuldades de encontrar a origem e uma cura. Por enquanto, estavam apenas tratando os doentes.

Depois de colherem frutas o bastante para passar o dia, eles estavam para voltar para a vila. Mas no caminho, Raja percebeu algo que o fez parar. Com sua boa audição, ele ouvia uma voz distante gritar uma palavra repetidamente.

- Socorro! SOCORRO! SOCORRO! - gritos desesperados de algum animal suplicando por ajuda.

- Raja? - Chikran chamava a atenção dele, sem entender o motivo dele parar de repente já que nem sequer entendia a língua dos animais.

Caso o mink decidisse seguir a voz, encontraria o responsável pelos gritos encurralado entre pedras e com uma flecha cravada em seu corpo. Era um canídeo de pelagem vermelha, uma espécie típica da ilha. Já na frente desse lobo ferido, avistaria dois homens totalmente desconhecidos os quais estavam prestes a capturar o animal. Um deles prepararia uma flecha para dar mais um tiro.

____________________________________________________

Falas
Pensamentos
Esquizofrenia (Fantasia)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

RIP:
 

Titulo Internacional:
 


Última edição por Wander em Seg 13 Abr 2020, 05:51, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
xRaja
Civil
Civil
xRaja

Créditos : Zero
Warn : Um adeus ao Reino de Torino? 10010
Masculino Data de inscrição : 17/11/2012
Idade : 25
Localização : Portugal

Um adeus ao Reino de Torino? Empty
MensagemAssunto: Re: Um adeus ao Reino de Torino?   Um adeus ao Reino de Torino? EmptyDom 12 Abr 2020, 15:51






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Um adeus ao Reino de Torino?



A beleza da ilha é algo enfeitiça o jovem mink, que de galho em galho saltava até encontrar comida, entre as folhagens, ramos e os possíveis insetos os feixes de luz trespassavam os pequenos espaços que estivessem no seu caminho. Raja alegre ao desempenhar uma tarefa que tanto gostava, focaria-se nos seus sentidos mais aguçados durante toda a colecta, ele gostaria de se manter sempre atento ao que o rodeava durante as colheitas, iria cheirando tentando identificar qual traço de interessante, escutaria com toda a perspicácia que teria disponíveis, as pequenas folhas que pairam a pousar, o zumbido que o bater das asas de alguns insectos e pássaros poderiam fazer.  Raja sorria enquanto a brisa lhe escovava o cabelo, a cada balanço pendular, a cada aceleração centrífuga que o propela ao próximo galho, sente as suas mãos, todas as quatros, quando a sua vez chega de se agarrar e impulsionar ao próximo galho, não esquecendo a sua cauda, que habilidosamente lá entraria em toda a acção. A sua mente suscetível ao momento prazeroso que precede e se complementa com a colecta de comida, ele encontraria a primeira leva de frutas, sem dúvidas que parou pronto para as coletar, e o faria, quando ouve o seu nome, a voz claramente reconhecível, Chikran um jovem dos Shanba, ele era esguio, o seu corpo ligeiramente mais magro que qualquer rapaz de sua idade, 14 anos, mas também de qualquer Shanba. Raja reconhece facilmente o rapaz, não graças ao facto de viverem ambos na vila, mas sim por ser um aprendiz de Gillian tal como o jovem Mink.
O jovem começa com um bom dia, mas de seguida provoca Raja com um tom brincalhão e um sorriso no rosto.
- Bom Dia Chikran, ainda não, ehehe.
Raja pegaria uma das frutas com a mão do seu membro inferior e perguntaria, ao jovem se queria levar umas frutas. De logo recusa, o seu orgulho era encantador para o mink, mostraria uma atitude resoluta algo que Raja valorizava, reforçando que ele sabe o paradeiro de umas frutas raras.  
- Chikran, então o que achas de um desafio, um jogo?
Diria Raja com um entusiasmo fugaz, apontava para o rapaz.
- Vamos ver quem coleta mais comida durante a manhã, se eu ganhar mostras-me esse teu local raro.
Rapidamente saltaria e tentava se apoiar num dos galhos com um dos seus membros. Enquanto ambos colheriam frutas iam conversando, partilhariam os conhecimentos que que Gilliam lhes teria passado, sobre a comida que encontrariam e com umas discussões amigáveis. Foi então que Chikran lhe disse que Gillian irá receber uma visita hoje, mas que seria uma visita de “alguém de fora”. Raja exaltava felicidade, entre cada salto tentaria dar um mortal, noutros bateria palmas; - Finalmente, como é que ele será? Ou eles? E elas? Será que seja finalmente para tratar da praga!
Raja subitamente parava:
- A praga, as pessoas da vila e animais próximos começaram a ficar doentes um após o outro. Os adultos identificaram a doença como envenenamento, mas estavam tendo dificuldades de encontrar a origem e uma cura. Foi o que Gillian me contou, será que existirá alguma planta nesta que Gillian não tenha verificado para combater a doença?
A sua expressão não é meramente de tristeza, uma vontade de resolver o problema, uma angústia de nada poder fazer.
O símio, poria de parte estes sentimentos e voltaria para o lado de Chikran e assim concluírem a colecta.

Raja e o rapaz, voltariam para vila, teriam terminado a colecta e estariam agora no percurso de volta, e foi nesse momento que graças à sua audição aguçada ouviria alguém a chamar, gritar, os seus pulmões deveriam estar exaustos pelo tom, suplicava por ajuda. O jovem Mink, parava. Diria: - Chikran segue para a vila, eu irei mais tarde. Guarda a minha comida por mim, por favor.
Raja seguraria o que teria colectado e entregaria ao rapaz, após ter entregue rapidamente pularia em direção ao apelo que ouvira.
Agora o mink abrandaria, pularia de galho em galho, tentando fazer pouco barulho e sem chamar a atenção, analisaria a situação, veria dois homens um preparava uma flecha para disparar, um lobo encurralado entre umas pedras, uma flecha cravada no corpo. Com outra flecha a ser preparada o Mink não poderia recuar, ele saltaria, tentava cair em cima do homem que preparava a seta, agarrando-o, apoiaria bem os seus membros inferiores e com uma volta, um giro, tentaria atirar o homem contra o seu companheiro. Caso o homem que preparava a seta se conseguisse desviar ou soltar, Raja daria um pulo para traz e o mais alto que conseguisse para assim tentar se agarrar novamente aos galhos.
Se o ataque funcionasse ou não o Mink diria após as acções.
- Quem são vocês? Deixem o lobo em paz!
Raja agora falaria para o lobo.
- Como está a ferida? O que aconteceu? Eu já tiro as pedras do caminho.
Após isso esperaria uma resposta, pretendendo sempre voltar para o topo das árvores caso aja alguma retaliação dos dois homens e assim estruturar uma estratégia.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!

"Não me interessa o que você faz como profissão. Quero saber o que você deseja, e se você ousa sonhar ir de encontro com o desejo do seu coração. Não me interessa quantos anos você tem. Eu quero saber se você arriscaria ser visto como um tolo, pelos seus sonhos, pela aventura de se sentir vivo."
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wander
Pirata
Pirata
Wander

Créditos : 14
Warn : Um adeus ao Reino de Torino? 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2013
Idade : 22
Localização : Não sei :D

Um adeus ao Reino de Torino? Empty
MensagemAssunto: Re: Um adeus ao Reino de Torino?   Um adeus ao Reino de Torino? EmptyTer 14 Abr 2020, 02:35


- Chikran segue para a vila, eu irei mais tarde. Guarda a minha comida por mim, por favor. - Dizia o símio, entregando sua bagagem para o garoto. O jovem rapaz ouvia aquilo assustado com o tom de urgência usado por Raja e, sem relutar, ele engolia em seco e assentia, aceitando o pedido de seu amigo.

Não demorou para que o humanoide saísse pulando entre os galhos baixos e algumas rochas, indo em direção à criatura em perigo. Sua respiração ficava cada vez mais ofegante a medida que ele se aproximava graças à ansiedade e a toda aquela movimentação intensa. Em sua mente ele já tinha um plano... Pretendia seguir silenciosamente em direção à fonte de perigo para pegar ele de surpresa. Era uma boa ideia, mas a questão é que se movimentar entre galhos não é exatamente o modo mais furtivo de se mover. Dado esse fato, os dois homens já estavam atentos à aproximação do Mink antes mesmo dele estar próximo o suficiente para atacar.

Quando Raja finalmente estava no alcance para saltar em direção ao inimigo, deu seu pulo com o intuito de derrubar o arqueiro. Sem o elemento de surpresa e com seu pulo nada habilidoso, ele passou longe do alvo. Assim o Mink caiu de cara no chão, arranhando sua pele no solo rochoso. Não era o que ele desejava ter ocorrido, mas ao menos ele havia pousado de forma a ficar entre os humanos e o lobo.

- O que é isso!? - O arqueiro gritava, surpreso com a aparição espalhafatosa dessa figura.

O homem macaco se erguia com um pulo para trás e ficava mais próximo do lobo, servindo como um obstáculo para o disparo da flecha. - Quem são vocês? Deixem o lobo em paz! - Ele declarava, em tom nada amistoso. - Como está a ferida? O que aconteceu? Eu já tiro as pedras do caminho. - Logo em seguida ele dirigia algumas palavras para o lobo, usando a linguagem do animal.

O canídeo estava fragilizado e ofegante, mas usava o fôlego que lhe restava para dizer o que ele sentia naquele momento. - Eu... Não quero morrer... - Ele desabava no chão e, com dificuldades, se erguia de novo para ao menos ficar de pé.

- Mas o que? E ele fala a língua dos animais. Isso vai dar uma boa história de pescador, gwahahahaha! - O arqueiro reagia àquilo, fazendo piada da situação.

- A gente acabou de naufragar aqui perto, só isso. Não queremos briga. - O homem desarmado era o primeiro a falar.

- Cara, aposto que esse selvagem nem sabe o que é um naufrágio... Vamos direto ao pont- - O sujeito com o arco falava, esse que tinha um jeito mais agressivo tanto em sua voz quanto em sua maneira de agir. Antes que pudesse concluir suas palavras, o outro homem erguia a mão para que ele interrompesse sua fala.

- Meus homens estão com fome então decidimos caçar para obter alguma carne. Você tem algum problema com isso? - O sujeito perguntava para Raja, em um tom de voz calmo. Ele parecia ser do tipo que ouvia os dois lados de uma discussão para poder tirar conclusões.

- Pois é. Não dá para viver só de frutinha... Não quero ter doença de criança por conta de falta de carne, já basta o escorbuto. - O outro comentava em tom humorado, dando uma risada e revelando a ausência de alguns dentes. Parecia não levar a sério a tensão criada por aquele momento estranho.

Agora com maior controle sobre a adrenalina, Raja podia analisar melhor como eram seus oponentes: O arqueiro é alto, corpulento e barbudo, tendo parte de seus cabelos grisalhos. O outro é mais baixo e mais novo que o companheiro mas ainda assim tem uma boa forma física, tem cabelos castanhos lisos escondidos em grande parte por um chapéu semelhante ao de capitães de embarcações. Ambos os sujeitos estavam encharcados e trajando apenas botas, calças e camisas brancas regatas.

Com isso, Raja se encontrava diante de um dilema. Lutar pela vida do animal ferido e ir contra a liberdade daqueles dois ou ignorar o pedido do lobo e deixar que eles fizessem o que queriam? O jovem mink possui um coração mole mas também prezava pela liberdade, como um verdadeiro exemplo de empatia. Mas nessa situação isso apenas tornava mais difícil fazer sua escolha. Como ele lidará com isso?

____________________________________________________

Falas
Pensamentos
Esquizofrenia (Fantasia)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

RIP:
 

Titulo Internacional:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
xRaja
Civil
Civil
xRaja

Créditos : Zero
Warn : Um adeus ao Reino de Torino? 10010
Masculino Data de inscrição : 17/11/2012
Idade : 25
Localização : Portugal

Um adeus ao Reino de Torino? Empty
MensagemAssunto: Re: Um adeus ao Reino de Torino?   Um adeus ao Reino de Torino? EmptySeg 08 Jun 2020, 18:39






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Um adeus ao reino de Torino?



Um plano traçado, poderá não ter sido o melhor, mas um plano era. Talvez devesse ser mais cuidadoso, não se precipitar nas suas decisões, parar… Ouvir… Deixar o momento decidir os seus movimentos e não as suas ações ditarem o acontecimento. Ofegante, entre os galhos baixos e pedras a ansiedade aumentava, uff… Uff… Ugh… Um salto e uma expiração pesada.
Todo aquele movimento corria pelo seu corpo, teria de se habituar, enaltecer o seu espírito e tornar o seu corpo robusto requeria esforço e um pedido de socorro esperava resposta. Raja um mink macaco, na sua mente planeara se mover como um mocho, entre os ramos, voaria sem um barulho para a sua presa. No entanto a nevoa na sua mente se dissipava e mostrava um mink de 1.70 metros, ofegante, num salto nem um pouco gracioso, que leva a uma aterragem magnifica, a sua cara milagrosamente permitiu que o seu corpo se mante-se ileso, aparando a queda do jovem no chão coberto de terra.  Os dois homens o rodeavam e o lobo estaria atrás de Raja, as duas mãos no chão o impulsionavam para trás, um pulo, e estaria a uma pequena distancia do lobo e dos homens, bloqueando a trajetória de tiro do arqueiro.
Limparia a sua cara vigorosamente, e fazias as suas perguntas, claramente a sua entrada foi digna de uma resposta. O lobo ofegante respondia. Os homens declaravam a sua situação, Raja ouviria com muita atenção, os seus lábios antes cerrados agora tremiam, ele tentaria lutar contra os seus músculos, mas era tarde demais, um ar de tristeza estava espalmado na cara do símio, lagrimas começaram a jorrar da sua face, sim jorrar, pareceriam duas cascatas a correr pela sua cara enquanto deambulava na direção dos Homens, suas mãos se uniam os dedos entrelaçados.
Vocês naufragiaraaaammm? Mas, mas, há quanto tempo não comem??
Pararia a alguns paços de distância dos homens, olharia para o lobo, uma expressão mais seria apresentava. Na sua mente Raja ponderava dois pontos críticos na situação do lobo, o facto de uma seta já estar cravada no seu corpo e o facto de não poder impedir os naufragados de se alimentarem. A escolha seria simples.
Novamente voltaria a sua atenção aos homens.
- Umas frutinhas, não, podem comer carne, não vos vou impedir. Até na minha aldeia existem carnívoros, não é algo que possa parar. A lei da selva é assim. Bem, quero pelo menos esclarecer as coisas, ouvi um pedido de ajuda e vim o mais rápido que consegui. Não estava à espera de ver forasteiros, eh eh.
Bateria com o punho da sua mão direita na palma da mão esquerda, tomando uma decisão.
- Eu posso cozinhar o vosso lobo! O que acham? Tenho é de ser rápido para voltar a vila depois. Já agora sou o Raja, e vocês, como se chamam? Poderiam acabar com o sofrimento do animal? Ah existem carnes muito mais saborosas e tenras do que lobo!!! Mas se gostam assim tanto, vou cozinhar-vos o melhor lobo que alguma vez provaram!




Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Piratas Pandamônio!

"Não me interessa o que você faz como profissão. Quero saber o que você deseja, e se você ousa sonhar ir de encontro com o desejo do seu coração. Não me interessa quantos anos você tem. Eu quero saber se você arriscaria ser visto como um tolo, pelos seus sonhos, pela aventura de se sentir vivo."
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Um adeus ao Reino de Torino? 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Um adeus ao Reino de Torino? Empty
MensagemAssunto: Re: Um adeus ao Reino de Torino?   Um adeus ao Reino de Torino? EmptyTer 09 Jun 2020, 18:37

Aventura cancelada a pedido do player.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Um adeus ao Reino de Torino? Empty
MensagemAssunto: Re: Um adeus ao Reino de Torino?   Um adeus ao Reino de Torino? Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Um adeus ao Reino de Torino?
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Torino Kingdom-
Ir para: