One Piece RPG
Capítulo I - Despedida - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Vol 1 - The Soul's Desires
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Arthur Infamus Hoje à(s) 23:55

» VIII - The Unforgiven
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 23:31

» BOOH!
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 23:06

» [LB] O Florescer de Utopia III
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Vincent Hoje à(s) 22:56

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Revescream Hoje à(s) 22:33

» O Samurai
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor K1NG Hoje à(s) 21:30

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Oni Hoje à(s) 21:28

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 20:39

» Cap.1 Deuses entre nós
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Tensei Hoje à(s) 20:00

» Julian D'Capri, das Mil Espadas
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 19:55

» Carregada de Culpa / Amanhecer em Prata
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Adrian/Vampiro Hoje à(s) 19:28

» The One Above All - Ato 2
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 19:01

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 17:47

» Cap IX ~ Esperança ~
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 16:34

» A Ascensão da Justiça!
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor K1NG Hoje à(s) 16:27

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:56

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 15:02

» The Hero Rises!
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Achiles Hoje à(s) 14:36

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor xRaja Hoje à(s) 14:35

» Meu nome é Mike Brigss
Capítulo I - Despedida - Página 3 Emptypor Shiro Hoje à(s) 13:41



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Capítulo I - Despedida

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptySex 27 Mar 2020, 19:32

Relembrando a primeira mensagem :

Capítulo I - Despedida

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Pepino Legrant. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Palitinho
Civil
Civil


Data de inscrição : 05/07/2019

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptySeg 13 Abr 2020, 14:03

CAP. I - DESPEDIDA
-FALA: 00ccff "PENSAMENTO": 3399cc TÉCNICA: blur


Enquanto caminhava ao lado de Reina, ouvia as repostas de suas perguntas e logo entendia do que se tratava. Falta de amor paterno. Bom, eu não tinha preconceito algum com o jeito e como Kou me olhava, entendia que era parte de quem ele era, mas pelo que sua irmã dizia, muito preconceito ele devia sentir dentro da própria casa e talvez se tornar um capitão tivesse sido uma resposta para aquela situação, uma fuga para que ele pudesse ser quem de fato ele era. Diante disso eu só posso agradecer por ter um bom relacionamento com meu velho. Mas enfim, quando fosse descansar e reencontrasse o capitão, conversaria com ele.

Dessa maneira eu guardava tais pensamentos para mim e via onde a mina se encontrava. Passando pela feirinha ouvia mais algumas coisas e ficava surpreso pela consciência ambiental que os trabalhadores possuíam. Retornar o que não era vendido para o mar era um bom modo de evitar a caça em excesso. Curioso também ficava quando ouvia um nome diferente e mentalmente já começava a me programar para visitá-lo em breve: Templo Taoísta. Aos poucos eu ia entendendo os motivos do orgulho de Reina por sua cidade natal.

Legrant - Uau! Realmente tudo aqui é bonito! Digo.. em Kano Country!, olhava para ela, em seguida para o castelo e admirado dizia.

Quando notava o susto que ela levava, me virava para trás e então boquiaberto percebia um ser um tanto quanto diferente. Eu nunca tinha visto um pato daquele tamanho e nem um que gostasse de sake... Pera, aquela garrafa era parecida com a que eu tinha. Por reflexo eu procurava em meus pertences e notando sua ausência dizia, com incredualidade em minha face.

Legrant - Um pato tá roubando meu sake?!

Nesse instante procuraria usar minha aceleração para seguí-lo e quando pudesse me aproximar dele tentaria tomar a garrafa de sua boca. Não seria muito bom deixar um animal bêbado em frente ao castelo, pois muita confusão poderia ser criada e no fim causar problemas até mesmo para Reina. Talvez o animal estivesse apenas com sede. Por isso, conseguindo ou não recuperar a garrafa, me viraria para minha companheira e diria, retomando a perseguição se necessário.

Legrant - Você tem alguma bebida não alcóolica com você? Eeeeeeei pato!!Eu te dou o que beber.. pera!, falaria com Reina e com o animal, caso ele continuasse a fugir de mim. No entanto, se Reina não conseguisse me acompanhar ou o perdêssemos de vista, apenas pararia e ficaria ao seu lado, colocando as mãos na cabeça e dizendo, Pois é.. fui roubado por um pato!


Objetivos:
 
Histórico:
 
Off:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 62
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptyTer 14 Abr 2020, 12:11



Cap. I - Despedida — 010

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Tateando os próprios pertences, Pepino confirmava que aquela garrafa era sim a sua! O pato era grande, quase do seu próprio tamanho e até mesmo um pouco maior do que a sua guia, de pelagem cinza e olhos espertos. O espadachim tentava se aproximar e recuperar sua garrafa, mas o animal teimava em recuar, movendo a cabeça para tirar a garrafa do alcance do homem. Mais próximo, Pepino podia notar que o animal possuía uma cela e um chapéu similar ao de aviadores. Na cela também havia um compartimento volumoso, provavelmente havia algo ali.



Ao ouvir a pergunta do espadachim, Reina balançava a cabeça negativamente, olhando para os próprios bolsos para confirmar. — Eh.. Ah… Espera! — E saía correndo, sem mais explicações. Enquanto isso, o espadachim ainda lutava para recuperar sua garrafa, conseguindo por fim tirá-la da boca do animal. — QUACK! — Reclamava o pato.



Nesse momento Reina retornava com um dos guardas, este carregando um pequeno barril. — Voltei! Aqui, aqui! — Tentava atrair a atenção do animal, enquanto o marinheiro colocava o barril no chão e fazia um pequeno furo no topo. — Mas que djabo é isso? — O pato corria até o barril e o segurava com suas asas, bebendo ávido.



Legendas:
  • Civil
  • Reina Izumi
  • Koushaku Izumi


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pepino Legrant:
 
Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Palitinho
Civil
Civil
Palitinho

Créditos : Zero
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 2010
Data de inscrição : 05/07/2019

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptyQui 16 Abr 2020, 14:00

CAP. I - DESPEDIDA
-FALA: 00ccff "PENSAMENTO": 3399cc TÉCNICA: blur


Pois é. O que eu temia de fato tinha acontecido e roubado eu tinha sido por um pato. Não tendo tempo de esboçar descontentamento com minha própria incapacidade eu tentava recuperar a garrafa, em vão.

Quando finalmente me dava conta que aquele animal era uma espécie de montaria, me surpreendia, mas então me distraía ao ver Reina voltar com um barril de um dos guardas. Pelo visto minhas suspeitas estavam certas e sedento o pato estava.

Finalmente eu me aproximaria dele e guardando minha garrafa diria.

Legrant - Err.. olá, senhor pato.. Onde está seu companheiro?

Obrigado, guarda!
, realmente eu não sabia o que seria certo fazer no momento. Mas uma coisa era certa, fiquei preocupado com o pato e deixá-lo na rua não seria a melhor escolha. Por isso me viraria para Reina e então perguntaria.

Legrant - Err.. Reina.. o que acha de levarmos ele com a gente? E amanhã cedo eu tento procurar o dono/amigo dele pela cidade..  O que me diz, pato? Quer vir com a gente?

Caso concordassem, os acompanharia até a casa de Reina. Estando muito cansado para conversar sobre qualquer coisa, deixaria para a manhã do dia seguinte. Pelo visto eu teria um dia agitado: procurar o dono do pato, conversar com Kou, visitar o templo taoísta e conhecer algum mestre das artes marciais. Por isso, descanso era extremamente necessário.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Off:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

PLANOS:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 62
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptySab 18 Abr 2020, 22:29



Cap. I - Despedida — 011

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Reina parecia um pouco decepcionada por aquela noite acabar daquela forma, mas assentiu com a ideia do espadachim. — Ah, que pena! Você não viu quase nada... — O marinheiro (Happo) afirmou nunca ter visto aquele pato antes, muito menos conhecer seu possível dono, então a dupla levou o animal, que parecia contente após ter bebido uns 20L de água em poucos segundos, inclusive com sua barriga maior do que antes!



Os dois humanos seguiram em silêncio, com o animal balbuciando fonemas ininteligíveis ocasionalmente, até finalmente chegarem em um distrito mais afastado, onde ficava a casa da navegadora. Deveria ser cerca de 20h, então os demais moradores ainda estavam acordados. — Tadaima! — Anunciou. O normal seria ouvir um 'Okaeri' em resposta, mas nenhuma veio



A casa era bem pequena, possuindo apenas TANTOS cômodos. O primeiro cômodo — se é que poderia ser chamado assim — era a área de entrada, onde os sapatos eram trocados antes de se entrar na casa, propriamente dita. A entrada dava para um corredor com três portas. Na primeira havia algo como a mistura de uma sala com uma cozinha, o maior cômodo da casa. Na segunda havia o quarto dos irmãos, onde Legrant dormiria hoje. A terceira porta estava fechada, mas provavelmente era o quarto do patriarca da família, atualmente na cozinha/sala, lendo um jornal.



Reina parava na primeira porta, dizendo ao senhor seu pai: — Otousama! Oniisan já deve ter lhe avisado que nossos negócios em Las Camp foram tranquilos. — Se aproximando da pequena mesa à frente do homem, retirava todas as bolsas com berries que Pepino havia a visto guardar em suas vestes anteriormente, assim como umas duas ou três não vistas. — O Legrant-san veio como um turista, e dormirá conosco esta noite! — Avisou. O velho sequer olhou para o espadachim, a única prova de ter ouvido sua filha sendo um grunhido do mesmo.



A navegadora seguia até o quarto seguinte, onde Kou estava deitado de bruços, mal humorado. — Oniisan, tem com- Ah! Hehe~ — E com isso ela fez menção para que Pepino entrasse no quarto, ao mesmo tempo que passava por ele e voltava a entrada da casa. — Vou achar algum lugar para nosso amiguinho poder dormir e volto já! — Avisava.



No quarto haviam três futons, o mais próximo da parede era branco, assim como o lençol e o travesseiro sobre ele. O do meio era azul escuro e era onde Kou estava deitado, usando um lençol amarelo amontoado como travesseiro. O mais próximo da porta era rosa claro, assim como o lençol e o travesseiro. Ficava óbvio qual era de cada um, assim como Kou dormiria entre o espadachim e a navegadora. — Voltaram cedo. Na dúvida, deixei um pouco de comida para vocês. — Ele apontava na direção da cozinha, sem se dar o trabalho de sequer levantar o rosto. Restava à Pepino escolher suas próximas ações.



Legendas:
  • Civil
  • Reina Izumi
  • Koushaku Izumi


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pepino Legrant:
 
Histórico:
 

Otousama:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Palitinho
Civil
Civil
Palitinho

Créditos : Zero
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 2010
Data de inscrição : 05/07/2019

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptyQua 22 Abr 2020, 13:42

CAP. I - DESPEDIDA
-FALA: 00ccff "PENSAMENTO": 3399cc TÉCNICA: blur


Pois é. Meu encontro com  Reina havia sido legal e se mostrara bastante promissor, pelo menos até o pato chegar. Ao menos eu conseguira ver alguns estabelecimentos interessantes da cidade e assim traçar planos para o dia seguinte.

Voltando para a casa de minha guia, eu via seu pai e com um aceno tímido me curvava levemente em agradecimento. Após descobrir o quarto em que dormiria, via Kou um tanto triste e por isso me aproximava para conversar.


Legrant - Olá, Kou! Você chegou na ilha um pouco estranho.. quer conversar? Acho que vou até a cozinha comer alguma coisa.. se quiser ir pra lá também... , seguiria então para a direção apontada por ele para ter uma última refeição do dia antes de dormir.

Esperaria Reina voltar para que pudesse comer em sua companhia e quando ela o fizesse, iniciaria a janta. Comentando um pouco sobre o que eu desejava fazer no dia seguinte para que pudesse planejar melhor meu cronograma.


Legrant - Mesmo com uma surpresa animalesca.. gostei do passeio! Obrigado, Reina! Estou pensando aqui.. acredito que eu vá visitar o templo taioista de manhã... e depois vou procurar algum dojo para aprender taekwondo.. Ainda tenho que descobrir mais sobre o pato.. e conseguir algum emprego para juntar um dinheirinho... não quero ficar te alugando e te atrapalhando... mas se quiser me fazer companhia, vou ficar bastante feliz! Gosto de você ao meu lado!

Terminando a refeição ele iria até o banheiro e quando terminasse suas necessidades se dirigiria até o quarto para dormir. Caso Kou resolvesse desabafar, o ouviria e então daria tapinhas nas suas costas. Bem, eu não era safado e não passara por nenhum trauma para me comportar diferente de um honrado espadachim, por isso mantinha minha educação o tempo todo.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Off:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

PLANOS:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 62
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptyQui 23 Abr 2020, 22:43



Cap. I - Despedida — 012

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Kou pensava por um momento e até mesmo chegava a abrir a boca, mas logo desistia e acenava negativamente para o espadachim. — Não é nada! — Pepino ia até a sala/cozinha e ficava ao lado do pai de família, ambos num silêncio constrangedor até o retorno de Reina, quando os dois mais jovens jantavam. O tal Otousama passava as páginas ocasionalmente, focado em sua leitura e sem dar a menor importância para o estranho em sua casa. Até que… — Gosto de você ao meu lado! — O homem desviava os olhos do seu jornal e encarava o mais jovem por alguns segundos, com seus olhos parecendo brilhar sobre o papel encardido do jornal. Reina tentava demonstrar indiferença, dizendo apenas: — Veremos...



Sem mais incidentes, os mais jovens terminaram a refeição e se prepararam para a noite de sono. — Ah, levei o pato-chan para o estábulo de um conhecido, mas temos de arrumar outro lugar para ele amanhã! — Com o aviso dado, a mulher se deitava e não demorava a dormir. Kou já parecia dormir quando os dois voltaram ao quarto e Pepino logo apagou também, a viagem havia sido mais cansativa do que imaginara e o cansaço o consumiu.



Acordou com o cantar de uma ave, alto e estridente, e se encontrou num quarto vazio. Os dois irmãos já haviam se levantado e os futons dos dois estavam dobrados no canto do quarto. Ao lado do espadachim, no chão, havia um kimono e uma katana de bamboo. Da cozinha poderia ouvir o som de movimento e de alguns utensílios sendo usados e, se para lá fosse, veria Reina e Kou, o pai dos dois não estava presente. Kou estava sentado na mesa, sonolento, enquanto sua irmã preparava o café da manhã do trio. — Ah, bom dia! Percebi que não trouxe nenhuma muda de roupa de Las Camp, então deixei aquele kimono para você, espero que goste. Era do Kou quando era mais novo, então acho que deve caber em você...



Após um longo bocejo, Kou comentava: — E a katana era dela, mas Reina nunca teve jeito pra coisa e só estava pegando poeir— Um pedaço de linguiça era jogado em sua direção, mas Kou pegava com a mão e jogava para a boca, rindo. Sua irmã vinha até a mesa, com as bochechas infladas, e dividia o resto das linguiças nos três pratos, pondo uma quantidade inferior para seu irmão. — EI! — Reclamava. As linguiças estavam um pouco queimadas, os ovos haviam sido tirados um minutos antes do ponto e o caldo estava um pouco salgado, mas seria o suficiente para alimentá-lo por algumas horas. — Ainda pretende visitar o templo? Que tal irmão, faz tempo que não vamos... — Kou apenas dava de ombros, mais preocupado em colocar a comida para dentro do estômago vazio.



Legendas:
  • Civil
  • Reina Izumi
  • Koushaku Izumi


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pepino Legrant:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Palitinho
Civil
Civil
Palitinho

Créditos : Zero
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 2010
Data de inscrição : 05/07/2019

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptySeg 27 Abr 2020, 12:52

CAP. I - DESPEDIDA
-FALA: 00ccff "PENSAMENTO": 3399cc TÉCNICA: blur


Embora eu tentasse conversar com Kou, ele optava por não desabafar. Mas isso não me entristecia tanto, só estava querendo ajudar, já que havia sido sua bondade em me aceitar na sua embarcação que fizera com que eu chegasse em meu objetivo: Kano Country. Por isso respeitaria seu momento e não tocaria mais no assunto. Quando ele estivesse preparado eu estaria ali para ouví-lo.

Me dirigi até a cozinha e só depois de falar percebia que havia quase feito uma declaração para Reina. Tudo dependeria de como ela recebesse minhas palavras. Intencional ou não, não importava. Assim eu jantava e repousava no colchonete que havia a mim sido destinado.

Na manhã do dia seguinte despertava e me surpreendia com uma muda de roupas ao meu lado. Como não trouxera nada comigo, achava melhor me trocar, mas para isso procuraria o banheiro para me banhar antes de assim fazê-lo. Não encontrando, trocaria de roupa do mesmo jeito. Acabava tomando café com a dupla. E mesmo que a refeição não estivesse perfeita, não tinha motivos para reclamar. Até porque eu não conseguiria fazer melhor de qualquer jeito e por isso agradecia pela refeição e me abastecia de energia antes de por fim responder à pergunta de Reina.

Legrant - Sim. Pretendo. Aliás.. obrigado pelo kimono! Hehehe! Acho que pareço mais com um nativo agora! Pensei que eu fosse  sozinho no templo... com companhia será bem melhor! Partiu?, sorria para a dupla. De fato eu não me importava de ser acompanhado, talvez fosse até mais divertido.

Caminharia então em direção ao templo que vira no dia anterior e quando ali chegasse procuraria observar os monges presentes. Visitando a construção em seguida eu procuraria pelo monge mais idoso para perguntar a respeito do que seria o Taoísmo e se ele poderia me ensinar mais sobre.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Off:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

PLANOS:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 62
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptyTer 28 Abr 2020, 22:15



Cap. I - Despedida — 013

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Meia hora depois o trio estava a frente da longa escada que dava ao pequeno templo taoísta e, com quase vinte minutos de subida lenta por um caminho sinuoso que galgava o monte, finalmente chegavam ao seu destino. O templo era composto de uma única edificação, além do [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e de uma pequena [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], quase oculta em meio à vegetação local.



Ao fim das escadas, passando o Torii e antes do templo em si, havia um senhor e uma criança, ambos vestidos com as vestes características da ilha. O idoso fazia uma lótus com as mãos e curvava-se para o trio. — Bem vindos! — Reina e Kou imitavam o sábio, dobrando seus corpos à quase 90º. A criança fez o mesmo, mas se curvou tão breve e rapidamente que Pepino mal percebia o movimento. — Vejo que é novo na ilha. Venha! — A fala do velho era lenta, mas ainda assim era audível e possuía uma ótima dicção. Reina e Kou cumprimentavam mais uma vez o senhor antes de se afastarem, indo em direção à fonte. A criança permanecia por ali, olhando desconfiada para Pepino.



Caminhando em direção ao templo e gesticulando para que o jovem fizesse o mesmo, o idoso se apresentou: — Me chamo Zhang Jiao e esta é a minha pupila, Lao Mei. — Parando e se voltando para o espadachim, ele continuava: — Sendo um forasteiro, imagino que não conheça a nossa filosofia e, talvez, queira saber mais? — O homem dava um leve sorriso, fechando ainda mais os seus olhos. — Isso seria louvável. Mas, antes que eu comece um monólogo, me diga… O que você sabe sobre o Taoísmo? E há algo em particular que deseje saber?



Enquanto eles conversavam, Reina e Kou iam até a fonte, a cumprimentavam com o símbolo da lótus e usavam uma espécie de colher/baldinho para lavarem as mãos, sem tocar na água da fonte, propriamente dita. Parecia uma espécie de ritual para o jovem espadachim.



Legendas:
  • Civil
  • Reina Izumi
  • Koushaku Izumi
  • Zhang Jiao
  • Lao Mei


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pepino Legrant:
 
Histórico:
 

Zhang Jiao:
 

Lao Mei:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Palitinho
Civil
Civil
Palitinho

Créditos : Zero
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 2010
Data de inscrição : 05/07/2019

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptySab 02 Maio 2020, 17:51

CAP. I - DESPEDIDA
-FALA: 00ccff "PENSAMENTO": 3399cc TÉCNICA: blur


Chegando no templo eu ficava admirado com sua bela arquitetura, que de um jeito simples parecia transmitir uma distinta energia. Continuando a seguir meus companheiros avistava uma dupla e os cumprimentando com a cabeça me aproximava.

Legrant - Prazer! Sou Pepino Legrant! Sim.. sou novo na ilha! Estou em busca de um estilo próprio de combate.. para poder herdar o dojo do meu pai! Estou refazendo seus passos.. acho que isso pode ajudar! Para ser sincero.. estou bem perdido nessa minha jornada.. uma ajuda espiritual me pareceu cair bem... se possível, poderia me explicar mais sobre essa religião? Rituais e práticas comuns.. como meditar.. como manter a calma.. controlar a energia interior.. , terminando de exibir minhas motivações na visita eu aguardava pelas respostas do senhor.

Olhando para o lado via Reina e Kou interagirem com a fonte. Não entendia muito bem a razão de fazerem aquilo, mas optava por deixá-los a sós enquanto eu direcionava toda minha atenção para Zhang Jiao. Eu ainda não sabia do que o Taoísmo se tratava, e nem tinha ideia da tamanha influência que ele teria em minha vida, uma vez que diversas artes marciais haviam sido enraizadas nos pensamentos dessa religião. A minha intenção não era virar um monge ou uma espécie de padre, mas explorar o que parecia ser a origem de tudo para então guiar minhas futuras ações para me tornar um lutador renomado e famoso.

Caso me fosse pedido para seguir Zhang rumo ao templo, assim o faria. Caso ele resolvesse me ensinar algumas práticas de meditação ou de controle do balanço entre o yin e o yang, prestaria muita atenção. Perguntaria por pergaminhos para que eu pudesse revisar durante minhas futuras viagens e me aprofundar. Como eu considerava um templo um local onde muitas pessoas realizavam visitas, após as explicações do senhor, lhe faria outra pergunta.

Legrant - Aliás.. também estou procurando o dono de um certo animal... viu alguém com.... , descreveria o pato selvagem. Talvez eu recebesse alguma dica. Gostaria de aprender taekwondo também... recomenda algum dojo por aqui?, avisaria a Reina e Kou sobre o próximo paradeiro para que pudéssemos continuar nosso passeio.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Off:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

PLANOS:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 62
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptyDom 03 Maio 2020, 16:13



Cap. I - Despedida — 014

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Com a fala do espadachim, o idoso ria em alguns momentos, mas permanecia sereno e deixava que Pepino se calasse para poder corrigi-lo. — É um erro comum, mas o taoísmo está muito mais próximo de uma filosofia de vida do que de uma religião.¹ — Informava, antes de continuar: — O Taoismo, também chamado Daoismo e Tauismo, é uma tradição filosófica que enfatiza a vida em harmonia com o Tao. O termo "Tao" significa "caminho", "via" ou "princípio", e também pode ser encontrado em outras filosofias e religiões. No taoísmo, especificamente, o termo designa a fonte, a dinâmica e a força motriz por trás de tudo que existe. — O idoso deu a entender que continuaria falando, mas a criança ao seu lado o interrompeu: — Tipo destino, mas não exatamente.



Jiao desviava a sua atenção para a criança por um momento, com um leve sorriso no rosto, antes de continuar: — A principal obra do taoísmo é o Tao Te Ching, um livro conciso e ambíguo que contém os ensinamentos atribuídos a Lao Zi. Juntamente com os escritos de Zhuangzi, estes textos formam os alicerces filosóficos dessa religião. — Deu uma piscada para Pepino ao utilizar o termo. — Este taoísmo filosófico, individualista por natureza, não foi institucionalizado. Ao longo do tempo, no entanto, foram sendo criadas formas institucionalizadas do taoísmo na forma de diferentes escolas que, frequentemente, misturam crenças e práticas que antecedem até mesmo os textos-chave do taoísmo - como, por exemplo, as teorias da Escola dos Naturalistas, que sintetizam conceitos como o do yin-yang e o dos cinco elementos. As escolas taoístas tradicionalmente reverenciam Lao Zi e os "imortais" ou "ancestrais" e possuem diversos rituais de adivinhação e exorcismo, além de práticas que visam a atingir o êxtase e obter maior longevidade ou mesmo a imortalidade. — E, mais uma vez, a criança cortava o velho: — Resumindo, cada um puxa a sardinha para o seu lado e a verdade, criada pelo fundador, se perde aí no meio.



O monge pareceu incomodado com as palavras da jovem, acenando para que Pepino esquecesse aquilo e continuando sua explicação: — As tradições e éticas taoístas variam de acordo com a escola, porém, no geral, enfatizam a serenidade; o wu-wei, ou a não ação; o vazio; a moderação dos desejos; a simplicidade; a espontaneidade; a contemplação da natureza; e os Três Tesouros: compaixão, moderação e humildade. — Com uma breve pausa para respirar, ele continuava: — Muito da essência do tao está na arte do wu wei, ou do "agir pelo não agir". No entanto, isso não significa "espere sentado que o mundo caia no seu colo". Não. Essa filosofia descreve uma prática de se realizarem coisas através da ação mínima. Pelo estudo da natureza da vida, você pode influenciar o mundo do modo mais fácil e menos disruptivo, usando a sutileza ao invés da força. O wu wei funciona a partir do momento em que confiamos no nosso design humano, que é perfeitamente ajustado para nosso lugar na natureza. Em outras palavras, confiando na nossa natureza em vez de na nossa racionalidade, nós podemos encontrar contentamento sem uma vida de luta constante contra forças reais e imaginárias.A prática de seguir a corrente em vez de ir contra ela é uma ilustração: uma pessoa progride muito mais não por lutar e se debater contra a água, mas permanecendo quieta e deixando o trabalho nas mãos da correnteza. — Exemplificava.



Desta vez, era a garotinha que tomava a rédea da explicação: — A moderação dos desejos também é um dos conceitos chaves! Basicamente, quando um desejo é satisfeito, outro, mais ambicioso, brota para substituí-lo. Vamos supor que você deseje vencer o espadachim mais experiente de Kano e consiga. E aí? — Indagava, dando de ombros. — Vai querer vencer o melhor de Toroa? De Ilusia? Do West Blue? Do Paradise? Da Grand Line? E quando conseguir derrotar todos e se tornar o melhor do mundo, o que vai restar para você? — Perguntava e, desta vez, dava tempo para que o jovem pudesse responder. Após a resposta, se é que Pepino conseguisse pensar em uma, ela continuaria: — A vida deve ser apreciada como ele é, em lugar de forçá-la a ser o que não é. — Concluiu.



Idoso e criança riam, parecendo contentes com eles mesmos, e esperavam pela reação do espadachim. Não haviam lhe ensinado nenhum ritual ou nada relacionado à meditação, mas haviam lhe dado muito para o que pensar. Se quisesse continuar por ali, aprendendo ainda mais, seria bem vindo. Caso contrário, poderia partir e refletir no conhecimento adquirido. Sobre o pato e seu dono, nenhum dos dois sabiam nada. Reina e Kou já haviam terminado suas preces e se encontravam próximo da entrada do templo, mas não demonstravam sinais de pressa ou impaciência, sentados em um banquinho, conversando e esperando pacientemente pelo jovem Legrant.



OFF
¹ Dei uma pesquisada no google e tentei resumir o que eu achei da melhor forma, se algum taoísta ler isso e for merda, perdoa eu! Norio

Legendas:
  • Civil
  • Reina Izumi
  • Koushaku Izumi
  • Zhang Jiao
  • Lao Mei


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pepino Legrant:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Palitinho
Civil
Civil
Palitinho

Créditos : Zero
Warn : Capítulo I - Despedida - Página 3 2010
Data de inscrição : 05/07/2019

Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 EmptySex 08 Maio 2020, 00:11

CAP. I - DESPEDIDA
-FALA: 00ccff "PENSAMENTO": 3399cc TÉCNICA: blur


Finalmente começava a ouvir as explicações do senhor e da garota, que em sintonia pareciam estar dados os momentos em que cada um completavam o que o outro dizia. O que eu entendia até o momento era que existiam muitas escolas diferentes que misturavam princípios do taoísmo. Quando Zhang mencionava yin-yang, cinco elementos, exorcismo, meus olhos brilhavam, mas antes que eu pudesse comentar a respeito, o monge já cortava esse caminho da conversa e prosseguia.

Continuava a  receber os ensinamentos da dupla e então refletia a respeito das perguntas que eles faziam.  Certamente quais ganhos eu teria se me tornasse o melhor espadachim do mundo? Bom, segurança e liberdade poderiam ser listadas. Assim eu não teria medo de andar por aí e me deparar com um psicopata assassino, além de ter o poder para proteger tudo com que eu me importasse. Nesse momento, quando via os dois darem risadas, fechava um pouco a cara e perguntava com seriedade.

Legrant - Eu não acredito que essa passividade toda possa garantir minha sobrevivência... viver sem ambição.. sem ter força para defender o que você aprecia.. não me parece algo muito sábio, com todo respeito! Claro que eu concordo com isso de evitar conflitos desnecessários, mas quando for preciso e eu tiver que lutar para viver, ser forte será essencial!

Senhor Zhang, qual dessas escolas você segue? Eu preciso despertar toda energia que há em mim.. acho que essa conversa com vocês está me ajudando a ampliar minha visão sobre o mundo...
, mantinha meus olhos atentos aos dois. Completamente focado eu estava e até mesmo curioso para ouvir o que eles tinham a dizer. Talvez eu fosse linchado dali depois de proferir tais palavras e questionamentos, talvez não. Me esquecia por alguns minutos que Reina e Kou me esperavam na entrada do templo.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Off:
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

PLANOS:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo I - Despedida   Capítulo I - Despedida - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo I - Despedida
Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: