One Piece RPG
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor K1NG Hoje à(s) 23:12

» [LB] O Florescer de Utopia III
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 23:10

» Karatê Cindy
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Oni Hoje à(s) 22:49

» John Knudarr
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor John Knudarr Hoje à(s) 22:42

» Seasons: Road to New World
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 21:29

» [Ficha] James Howlett
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Lurion Hoje à(s) 21:26

» The Victory Promise
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Hooligan Hoje à(s) 21:07

» [FICHA] Sonny Delahunt
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Shogo Hoje à(s) 21:02

» The One Above All - Ato 2
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 19:26

» Cap. 2 - A New Day
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 19:03

» Bakemonogatari
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor yaTTo Hoje à(s) 18:48

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 17:43

» ~ Acontecimentos ~ Cactus Island
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 17:17

» Um Destino em Comum
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor (Orochi) Hoje à(s) 17:08

» Xeque - Mate - Parte 1
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor GM.Midnight Hoje à(s) 16:51

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor AoYume Hoje à(s) 16:42

» A busca da liberdade
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 15:23

» As Crônicas de Mizushima – Episodio № 01: Apresentando Mika Mizushima!
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 13:44

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Furry Hoje à(s) 12:43

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 12:30



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 [LB] O Florescer de Utopia II

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptyQua 25 Mar 2020, 01:43

Relembrando a primeira mensagem :

[LB] O Florescer de Utopia II

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Marinheiros Calros Lazo, Karyo Shen, Laith Kinder feat Marinheira jr. Katherine Silverstone. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Vincent
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 12/06/2017

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptySex 10 Abr 2020, 14:28





Uma confusão se instaurava naquele local, ao que parece os marinheiros estavam brigando com os tritões e até mesmo entre si. Esse era um acontecimento verdadeiramente curioso, afinal uma das mulheres estava realmente descontrolada. No fim, as coisas só pareciam se acalmar com a chegada da capitã juntamente de seu leão que dava um forte rugido calando a todos os presentes. A boa notícia era que eu finalmente estava livre e aparentemente somente o Tenente havia visto a minha pequena brincadeira, quem viera me libertar sequer percebera minha movimentação. O loiro esquisito que abrira a cela parecia estar totalmente concentrado na capitã para não perceber o que tinha ocorrido nesse exato momento.

Olharia para o tenente esboçando um sorriso travesso, indicando que aquela fora somente uma brincadeira de minha parte. Logo em seguida tocaria o homem a minha frente para que ele pudesse despertar do transe sem que possivelmente estava - Ei, poderia falar para alguém devolver as minhas coisas? o questionaria após chamar sua atenção. Esperaria por uma resposta dele antes de falar novamente - Muito obrigada diria de forma sorridente. Caso o tenente resolvesse se intrometer, passaria a olhar em sua direção - Bom, pelo menos eu... pararia de falar por alguns segundos e começaria a contar nos dedos - Tenho desde sempre! responderia com um sorriso no rosto.  

Spoiler:
 

Que cidadão ignorante, ainda quis dizer que eu era amiga dos tritões e essas atitudes me deixavam ainda mais incomodada - Olha, se eles forem meus amigos são muito bons atores para num instante estarem me xingando e dizendo que vão me matar ironizaria a pergunta. Esse ruivo era estranho, agia de forma fria e sorria de uma maneira digamos que meio maluca - Eu só pedi com educação, talvez você não saiba o que é isso né? questionaria olhando em seus olhos. Em seguida diria o que havia ouvido anteriormente - Alguns momentos antes de vocês chegarem aqui, eu consegui escutar uns sons curiosos começaria a falar - Estava abafado, mas ainda pude ouvir chiados seguidos de leves estrondos prosseguiria - Se vão acreditar em mim ou não, o problema é de vocês daria com os ombros, afinal não estava nenhum pouco interessada nesse assunto.

A pergunta a seguir do tenente me faria fechar o semblante, passaria a encará-lo de maneira séria - E isso é do seu interesse? Por que se for, me desculpa novamente ficaria em silêncio por alguns segundos - Mas, eu não tenho nenhum interesse em gente como você diria em seguida. Soltaria um suspiro, quem ele acha que é? Me acusando e agora fazendo uma pergunta estranha como essa, será que eu realmente mereço um ser desses acabando com a minha paciência? Ao que parece a Azura não é suficiente. Não tinha mais o que fazer por ali então olharia na direção do outro marinheiro - Quer que eu faça algo? sorriria para o loiro.




~ Histórico ~



Ganhos:
Perdas:
Posts: 4
Relações com NPC's:

~ Legenda ~


Pensamentos: Katherine - Azura
Fala (ambas)
Personalidade atual: Katherine  
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 56
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptySab 11 Abr 2020, 12:51



[LB] O Florescer de Utopia II — 004

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Desta vez com mais esperteza, Karyo usava seu dial novamente para proteger sua companheira da chuva, esvaziando-o. Seria necessário algum tempo até que pudesse utilizá-lo novamente. Ficou atento aos arredores com a foice em mãos, mas, felizmente, nenhum projétil ou atacante veio em sua direção. Os médicos terminaram os primeiros socorros e, após estenderem um pano branco sobre o chão lamacento, colocaram a mulher sobre ele e dois deles a levaram dali, com o terceiro ficando momentaneamente para trás. — A levaremos até a enfermaria. Ela vai precisar de uma doação de sangue urgente, você sabe o tipo sanguíneo dela? Se não souber, deve ter nos arquivos. — Günter tomava a frente, tocando o braço do ceifador e afirmando: — Deixe isso comigo! — E, sem esperar por resposta, corria para o QG próximo. O médico também ia naquela direção, sendo escoltado pelo ceifador.



Já na prisão, a tenente ruiva (uma delas) era levada. No caminho, olhava para Laith Kinder e via apenas desprezo. Desamparada, baixou o rosto e seguiu a Capitã, em silêncio. No entanto, o ruivo (um deles) corria até as duas mulheres, contando uma teoria quase maluca. Conspiração? ETs? Coisas assim. Ainda assim, ele argumentava e conseguia atrair a atenção da Capitã, que parava, pensativa.



Katherine, por sua vez, tinha uma breve conversa com Laith Kinder e, querendo ou não, sua narração dos fatos acabava por colaborar com a história do sargento. A Capitã Katt estirava a mão para Erza, pedindo sua espada, a qual era dada sem relutância. Pegando-a pelo braço, a jogava dentro da cela antes ocupada por Katherine, ordenando ao Golden Afro: — Tranque! — E, voltando seu olhar para a espadachim, dizia: — Melhor rezar para que o sargento Lazo esteja correto!



A capitã então seguia de volta até a cela dos tritões, parando a poucos centímetros das grades. — Chew, venha cá! — Sua entonação estava mais branda do que antes, embora ainda fosse autoritária. O tritão azulado olhava para Tiger, indeciso, mas a capitã voltava a atrair a sua atenção. — Vamos, venha! — E ele ia, lentamente, temeroso.



Com um movimento quase imperceptível, a mulher agarrou a boca comprida do tritão e a apertou com força, fazendo-o murmurar palavras ininteligíveis em meio a dor. Com a outra mão, apontou para que os outros dois tritões permanecessem em seus lugares e foi obedecida. — Estamos negociando com Nethuns para devolvê-los à ilha dos tritões. Agora, imagine se eu pegasse vocês tentando fugir… Eu não teria escolha a não ser encerrar as negociações e enviar vocês direto para Impel Down. — O tritão continuava se debatendo debilmente, sem conseguir se livrar da garra da Capitã. — Que bom que os últimos cinco minutos foram apenas um pequeno pesadelo e já passou, não é? — Com um sorriso meigo, soltava o tritão, que cai no chão, segurando seu focinho inchado.



Katt retornava o caminho para fora dali, acenando para que os demais à seguissem: — Venham, ele ficará alguns minutos impotente. — Passando por Calros, parava por um momento e olhava em sua direção: — Parabéns, Sargento! — E logo continuava, com seu leão à tira colo.



O soldado que acompanhava Golden Afro, e que havia carregado os dois sargentos inconscientes para a enfermaria, retornava e logo era enviado em outra missão pela Capitã. — Traga um tenente e um médico para darem uma olhada no tritão com o focinho comprido, Chew. Depois mantenham um sargento nesse andar, devidamente protegido. — E, lembrando-se de algo, gritou para os tritões lá atrás. — E se outro dos meus adormecer nesse andar, vocês vão direto para o quinto nível da Impel Down!



Após o soldado partir em busca de cumprir suas ordens, a mulher se virava para os demais presentes. — Quanto à vocês, descansem por hoje. Quero resultados sobre Os Números amanhã! — Sem mais, seguia seu rumo de volta para a sua sala. Golden Afro permanecia próximo de Katherine e Kinder, esperando por ordens. Helena ia até Lazo, comentando: — Vou comer e seguir o conselho da capitã, estou exausta~! — Dizia, curvando seu tronco para frente e deixando seus braços caírem ao lado. Erza, por sua vez, havia se deitado em sua cela, ainda calada. Era quando o den den mushi do ruivo (um deles) tocava e era atendido.



Karyo resumia para Laith os últimos acontecimentos, sendo escutado por todos os presentes (menos os tritões, mais distantes). Após a breve conversa, Karyo seguia para a sala da Capitã, encontrando ele e seu leão alguns corredores antes. — Pois não, tenente Shen. Que seja uma boa notícia! — O marinheiro resumia o ocorrido e a capitã levava a mão à testa, alisando-a como se sentisse uma forte dor de cabeça. — Impossível... — Ela murmurou durante seu relatório, mas arregalou os olhos quando a lança foi mencionada. Com um movimento, informou para que o tenente à acompanhasse.



De volta à sua sala, ordenou que o tenente entrasse e o seguiu, fechando a porta — e a trancando! — atrás de si. Andou até sua cadeira, com seu leão retomando seu lugar costumeiro ao seu lado, se sentou e observou o esqueleto durante alguns momentos. — Se isso for uma brincadeira... — Alertou, desistindo de continuar a frase.



Com um longo suspiro, começou: — Ishisaki Oota vem de uma ilha desconhecida do Calm Belt, conhecida apenas por alguns devido as suas plantações de Arroz. — A mulher dava um sorriso, sem motivo, e voltava a buscar por seus cigarros, oferecendo mais uma vez para o esqueleto. — Eu era um soldado na época e nosso navio… esbarrou naquela ilha durante uma viagem. Paramos apenas para abastecer e esse garoto insistiu tanto para nos acompanhar que o Capitão do navio aceitou. Ele também se tornou um soldado, e fizemos algumas missões juntos. — Com o cigarro aceso nos lábios, ela deu uma longa tragada antes de continuar. — Eu me tornei sargento, mas ele preferiu se tornar agente. Ainda assim, mantemos contato durante vários anos. Eu nunca conheci ninguém tão bondoso e gentil como ele!



Mais uma pausa e uma tragada. — As notícias de suas missões e seus feitos também chegavam até mim e eram impressionantes! Talvez o seu maior feito foi invadir um navio pirata e derrotar mais de cinquenta homens, sozinho e sem matar nenhum deles! Quando o reforço chegou e indagou porque ele não havia esperado, ele mostrou um garotinho que era obrigado a trabalhar para os piratas e estava sendo espancado antes da sua invasão. — A mulher dava outro sorriso, desta vez com afeição, quase orgulho, em seu semblante.



Antes de continuar a história, sua expressão tornava-se sombria, tanto que o tenente podia sentir a tristeza da mesma. — Em sua última missão, ele derrotou um Supernova e, quando ia dar o último golpe, o pirata pediu por misericórdia. Ishi obviamente aceitou a rendição e baixou sua guarda. Foi quando o pirata o atingiu covardemente e o matou. — Encerrou a história rapidamente, dando uma última tragada antes de apagar o cigarro na própria mesa. — Você ainda acha que é o mesmo homem, tenente?



Legendas:
  • Marine
  • Capitã Katt
  • Tenente Helena
  • Tenente Günter
  • Tenente Erza
  • Sargento Amanda
  • Tritões


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Calros Lazo:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Karyo Shen:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Laith Kinder:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Katherine Silverstone:
 
Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 50
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptySab 11 Abr 2020, 17:50





Com a garantia de que Gunter assumiria o caso, ficava mais aliviado. Confiava cegamente em meu companheiro, tal como ele havia confiado tantas vezes em mim desde que nos conhecemos. Ainda, tinha a palavra médica que afasta o meu maior temor. Amanda viveria. Eu sentia isso. Eu torcia por isso. "Ela é teimosa demais para morrer! Teimosa demais para aceitar a própria morte" - tomava nota, antes de entrar na sala da Capitã Katt. Sentia sempre uma tensão antes de pisar no recinto. Pior ainda quando trazia más notícias. E se fosse a segunda má notícia do dia... "Que ela não me jogue para o leão" - desejei, abrindo a porta e entrando.

Me postei para fazer o relato — Sou um marinheiro sério! De forma algu- - me defendi, mas logo me calei tão logo a Capitã desistiu da ideia que eu pudesse estar brincando. Com as mãos atadas atrás das costas, a postura ereta e a cabeça erguida, fiz o meu relato — Valorizo os meus homens. E, ainda mais, os meus amigos. A Sargento Amanda é uma amiga íntima - informava. De tal sorte, se havia alguma dúvida no coração de Knockout, esperava que ela se dissipasse por completo. Eu preferia cometer seppuku ao invés de brincar com algo assim.


De sala trancada com um leão e uma Capitã da marinha, sentia que aquele era o lugar mais seguro de Utopia no momento. Entretanto, o que era essa estranha sensação que sentia no interior de minhas costelas?! Como uma aflição que crescia e manteria os meus olhos fixados hipinoticamente - se os tivesse - nos da Capitã, profetizava que ela tinha algo extremamente revelador a me contar. E não tardou para descobrir que a minha hipótese estava certa — Ishisaki Oota - repeti para mim mesmo — Um bom Agente. Ou ex-Agente... Um homem que morreu e voltou à vida. Acho que temos alguma coisa em comum - comentaria.


Ainda assim, a história era perturbadora. Como ele podia ter sido dado como morto se avistei-lhe com os meus próprios... com a minha própria visão?! "Unmei! Eles devem ter feito como fizemos com a Unmei! Ou quase isso..."¹ - tive uma ideia. De toda forma, ao que tudo indicava, o homem havia deixado para trás a sua vida de Agente do Governo. E, agora, representava um perigo. Uma ameaça iminente. E, pelo que a Capitã narrou, ele era a pior das ameaças que havia enfrentado até então. "Para ferir Amanda daquela maneira..." - tomava ciência da formidável força do oponente. Mais uma vez estava diante de um tremendo desafio. E eu não pretendia recuar.


Tal como Amanda, Ishisaki havia sido alguém importante para a Capitã. Já estava a prestar as minhas condolências, quando ela me pegara de surpresa com uma última pergunta. "Se ele é o mesmo homem? Se sou o mesmo homem?" - me indaguei, desatando as mãos de trás das costas e as erguendo onde a vista conseguia alcançar — Não sei se a pergunta se refere a mim oua a ele, Capitã - fiz uma sutil pausa dramática — Mas eu garanto que nem um homem volta da morte como era antes. Não importa o quanto os seus valores eram rígidos e sua moral inabalável - daria dois passos à frente, aproximando-me da escrivania — Aprendemos diversas coisas com a morte. Lamentamos pelos entes queridos, sofremos... choramos, a cada pessoa que parte encaramos o mundo de outra forma. Ficamos mais rígidos; mas às vezes... mais moles. Acredito que o Ishisaki seja o primeiro caso. Capitã, mas eu garanto e creio ser o único que possa afirmar isso com propriedade. Se a morte ensina, a vida ensina mais ainda. Se ele aprendeu com a morte, hei de ensiná-lo com a vida - colocaria ambas as mãos na mesa — Tens a minha palavra - sairia da sala, assim que me fosse permitido.


Precisava entregar resultados e havia muito a ser feito. Os Números não seriam pegos sozinhos. Mas por onde começar? Como agir? Francamente, eu me via em um beco sem saída. Não enxergava para onde ir. Não sabia qual era o próximo passo a ser tomado. Nem contra Elena Eisenberg havia me sentido assim, quando era um mero Soldado. "Devo compartilhar com todos para trocarmos informações. Irei para a enfermaria, como o Tenente Laith solicitou" - ponderaria, me dirigindo até o local, onde até poderia ter novas notícias de Amanda.


Chegando lá, esperaria que todos estivessem reunidos e informaria a eles o mesmo que repassei para a Capitã — Designei uma missão para a Sargento Amanda, para que perseguisse o referido Soldado Ishisaki. Ocorre que ela foi emboscada, provavelmente por ele, pois me informou antes de perder a consciência que foi alguém trajado de marinheiro. Junto ao Tenente Gunter, resgatamos-a e após convocar uma equipe médica, a qual fez o procedimento no local, levamos-a para a enfermaria, onde não corre mais o risco de vida. O emboscador atirou uma lança para causar todo o estrago... Ao relatar para a Capitã, ela me informou que o Soldado Ishisaki é, na verdade, Ishisaki Oota, um ex-agente do Governo Mundial que acreditava-se estar morto e, também, um antigo amigo da própria Knockout, a qual confirmava a sua antiga boa índole. Por que ele está agindo contra a marinha? Não temos ideia - compartilharia as informações relevantes — O que vocês tem a contar de novidades? Não vejo um plano de ação claro... Vamos precisar ralar muito para dar o próximo passo adiante - indagaria, em busca de um fio para seguir, em meio à toda aquele labirinto em que me encontrava.




~ Histórico ~



Nome do Player: Karyo Shen
Nº de Posts: 05
Vantagens: Liderança; Adaptador; Voz Encantadora; Ambidestro.
Desvantagens Código da Honestidade; Código dos Heróis.
Perícias: Forja; Intimidação; Engenharia; Mecânica; Interrogatório e Arrombamento.
Ofício: Ferreiro.
EdC: Ceifador

Ganhos:
Perdas:

NPC's: Atualizar Soldado Ishisaki (Oota).
Players
Extras: Utopia (30/30); Eisen Dial (Usos 3/3 - Recarga 1/3); Missões: Capturar Os Números e Desvendar o Sistema de Difamação da Marinha.







Objetivos


Spoiler:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por GM.Kekzy em Dom 12 Abr 2020, 00:52, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Midnight
Tenente
Tenente
GM.Midnight

Créditos : 58
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 23

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptySab 11 Abr 2020, 21:59





Talvez aquela fosse uma cena que iria ver apenas uma vez na vida, uma "estrela" da marinha presa e deitada na cela como uma prisioneira qualquer. Sentia aquela como uma boa vontade de mostrar sua empatia pela garota, e poderia assim quem sabe ganhar alguns pontos. Mas antes, tinha sua intenção cortada pelo relatório do tenente Kayro que reportava sua situação. - Bem, tivemos algo parecido com avanço, conseguimos uma soldado nova, ou algo parecido, gostaria de conversar com você ai na enfermaria. Desligava e estranhava um pouco o que havia dito por ultimo, será que o tenente dormia? Não importava muito nessa hora, desse modo, o tenente aproximava-se da ruiva, ficando do outro lado da cela e abaixando, ficando de cócoras frente a ela. - Tenente Erza, eu sinto muito por isso, há algo que posso fazer para amenizar esse sofrimento? Perguntava falsamente o ninja.


Depois que a mulher respondesse, se levantaria e seguiria pela  prisão, aparentemente Helena iria ser a primeira a descansar, o sargento aranha deveria fazer o mesmo, o tenente esqueleto sabe-se lá onde estaria, e por último tinha a revolucionária Katherine para cuidar. O Afro já tinha suas ordens diretamente pela capitã e deveria nesse momento estar procurando por algum sargento para que ele pudesse cumprir as novas ordens. Por outro lado, tinha que tomar cuidado com a garota para que ela não fugisse, poderia prendê-la de novo? Poderia. Mas isso não iria testar nada, na verdade só iria afastar ela de possibilidade de nos dar informações, então tinha uma ideia que poderia ser interessante.


- Tenente Helena, tenho um favor a pedir, como você sabe nossos dormitórios são separados por sexo, seria um tanto ruim que ela dormisse em meio aos homens, então poderia cuidar, por favor, dela essa noite? Caso contrário terei que algemar ela com o sargento Calros e não acho que essa seria a melhor opção. Ah, e sinto muito por pedir mais a você, mas poderia esperar um pouco até nos reunirmos com o tenente Shen ?  Perguntaria com certa calma olhando de soslaio para Katherine, mas depois virando-se para a mesma. - Katherine Silverstone, sobre seus pertences, receberá eles quando partirmos em missão, até lá, comporte-se como uma boa garota e não fuja, ok? Falava em um tom quase paternal para ela, tentando de certa forma sacanea-la tentando rebaixar seu lugar de protagonismo para subserviência.


Por fim, o ruivo esperava os novos guardas e saia do local pedindo para que Calros, Helena e Katherine os acompanhassem até a enfermaria. Pelo jeito a missão seria praticamente em volta dos números e depois do julgamento quanto Erza poderiam caçar o tal nobre, isso se ele não aparecesse antes, afinal os nobres eram cheio dessas frescuras de privacidade para fazer atos libidinosos.


Quando encontrasse o tenente Shen no local combinado, Laith daria espaço para os outros convidados e então observaria tanto ele quanto Ghunter. - E então, tem alguma coisa para acrescentar sobre o caso da soldado Amanda? Esperaria ele responder para então tomar a fala novamente. - Um ataque a uma marinheira, um soldado suspeito, tritões que parecem de alguma forma querer escapar, uma tenente que saiu de seu comportamento, e um suposto caçador fugitivo. Alguém daqui vê alguma conexão entre essas peças? Sargento Lazo? Revolucionária? Perguntava referindo-se a celestial no seu último adjetivo. Todavia, se o mesmo não aparecesse em tempo hábil, faria a mesma pergunta aos presentes, mesmo que sem o Ceifador Branco.







~ Histórico ~


Ganhos:
Perdas:
Posts: 5
Relações com personagens:
[/color][/b]
~ Legenda ~

Fala: #DEB887
Pensamentos: #D2691E


objetivos:
 

Mini-ficha:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptyDom 12 Abr 2020, 13:35





No fim, a tenente ruiva acabava enjaulada no meu lugar e toda a situação tensão se dissipava com as palavras finais da capitã. Com isso, chegava a hora do descanso e a ruiva era a primeira a se manifestar seguindo o conselho dado pela superior. O tenente pedia para tal Helena ficar responsável por mim essa noite, nesse momento olharia em sua direção de forma sorridente. Não tinha nenhuma intenção de fugir, pelo menos não por agora já que Battos permanecia desacordado e eu com toda certeza não o deixaria para trás. Estava ainda confusa diante das palavras de Calros, talvez acabasse entendendo mais as coisas se permanecesse por aqui.

Antes de falar com a mulher, voltaria a minha atenção novamente para o Tenente de nome até então desconhecido por mim - Se você diz... suspiraria aceitando a derrota, não via motivos para não quererem devolver, mas aceitaria essa situação a primeiro momento. Ele me pedia para que me comportasse e não tentasse fugir, estava brincando com a minha cara? - É cada coisa que eu tenho de ouvir não tinha vontade nenhuma de responder isso, afinal somente continuaria irritada com o homem. Após isso, poderia finalmente conversar com Helena - Parece que estarei sob seus cuidados sorriria de forma amigável - Espero que possamos ser amigas, quem sabe seguiria utilizando o mesmo tom.

Ao que parece, ainda teríamos que esperar por um outro tenente chamado Shen e por esse motivo iriamos para a enfermaria. Quando o tal marinheiro chegasse, manteria a minha atenção em tudo o que os homens tinham a dizer e esperaria até o momento em que pudesse falar - Bom, pelo o que lembro quando cheguei aqui em Utopia encontrei um homem que agia de forma estranha explicaria o que sabia -  Ele estava totalmente irritado e fora de si, mais tarde descobri que isso era o efeito de uma Akuma no mi estava chegando onde queria - Se isso realmente estiver conectado, talvez quem esteja por trás disso é o ex-shichibukai Fish diria por fim. Essas eram realmente memórias dolorosas, afinal quem me informara sobre isso fora Capullo e o Coronel Scarmander, ambos estavam mortos.

Quando a conversa se encerrasse poderia seguir com Helena e questionaria ela sobre onde iriamos primeiro - Vamos ao refeitório agora? estava curiosa. A acompanharia por onde ela fosse - Então, você conhece todos aqui há bastante tempo? perguntaria, essa era uma forma de não ficarmos em silêncio durante o trajeto - Entendo falaria em seguida tendo a sua resposta. Caso fossemos primeiramente até o refeitório, repetiria os mesmos passos feitos pela mulher quanto na onde pegar comida e me sentar, obviamente pegaria uma quantidade diferente. Em seguida, perguntaria para ela onde poderia tomar um banho - Onde posso tomar banho? sorriria. Por fim, poderia enfim ir até o dormitório para descansar um pouco também.

Spoiler:
 

Spoiler:
 





~ Histórico ~



Ganhos:
Perdas:
Posts: 5
Relações com NPC's:

~ Legenda ~


Pensamentos: Katherine - Azura
Fala (ambas)
Personalidade atual: Katherine  

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 138
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptySeg 13 Abr 2020, 03:59





Posts em Utopia - 50
Agora a capitã me elogiava, sério, que humor diverso. Ficava feliz de aparentemente ser útil, mas estava realmente perdido em todas aquelas mudanças. Ela falava para todos descansarem e irem atrás dos números amanhã. Pela primeira vez pensara em como aquele dia fora longo, eu saí para cuidar de uma rua e desde então esse dia pareceu simplesmente eterno.

Agora que pensava nisso, lembrava da pequena Karin Shinonome... eu a trouxe por falar que o quartel general era mais seguro que a casa dela. Mas acho que já vi que isso não era exatamente verdade. Um soldado que aparentemente não era soldado e se infiltrou com uma facilidade enorme, agora até mesmo uma tenente tendo um ataque de raiva. Iria jantar, tomar um banho e checar como a menina estava antes de dormir... ou pelo menos era o que eu tinha pensado em fazer.

O tenente Laith Kinder pedia para irmos com ele até a enfermaria para vermos a situação com o tenente Karyo e darmos alguns relatórios. Me dirigi até lá, onde ouvia algumas loucuras do tenente sobre algemar eu com Katherine. Aquele homem não deve bater muito bem da cabeça, mas tanto faz, aquilo que ele falava não fazia nem sentido.

Já naquele local ouvia o relatório do tenente Karyo quando este chegou. Várias informações aleatórias, além disso a própria Katherine dava pouca informação, ela não sabia tanta coisa assim presa. E então chegava a minha vez de falar alguma coisa. Respirava fundo. - Não sabemos se é uma akuma no mi ainda ou não, é só uma teoria que eu fiz porque é o segundo surto de raiva aleatória que fiquei sabendo no mesmo dia. - Começaria a falar, negando um pouco a fala de Silverstone. - E nem chegamos a fazer nada hoje depois daquela reunião além do problema com a tenente Erza e dos tritões que querem fugir... então eu realmente não tenho algo novo para contar. Se os dois casos forem relacionados, então os números, que deduzimos que podem estar com os tritões por causa da moeda. - Diria sacando a moeda que havia ficado comigo na última discussão. - Se juntarmos tudo, então os números estão também relacionados ao ataque de raiva. Não tem como fazer essa junção do nada. Então só posso interpretar os problemas que o tenente Shen contou. - Falaria.

Olharia então para o tenente Karyo. - Mesmo se essa teoria de akuma deixar o povo com raiva for verdade, não se aplicaria ao tal Ishisaki, já que ele estava infiltrado aqui e se estivesse com pura raiva provavelmente teria matado a sargento Amanda. - Falaria expondo algo bem óbvio para mim, que era a ilógica da situação. - Por que ele a deixou viva? - Indaguei, mas não esperava uma resposta, não tem nem como a gente chutar um motivo para isso. Ele não parecia ganhar qualquer coisa deixando-a viva. - Não podemos nem afirmar que foi ele. A tenente Erza surtou, pode ser qualquer marinheiro que tenha surtado também e por isso a sargento Amanda foi pega de surpresa. - Diria quase que dando de ombros.

Eu fecharia os olhos por um instante. - Digo... sim, é provavelmente ele que fez isso, mas não vamos afirmar isso até ela acordar, entendeu? Neste momento, nessa reunião nós temos que trabalhar com uma situação ruim aqui, pois estamos às cegas. - Eu respiraria fundo por um instante percebendo como aquela reunião era basicamente inútil. - Se o Ishisaki for esse agente tão exemplar que voltou a vida, vou considerar o pior caso possível. Ele sempre foi um traidor e quando “morreu” foi só ele indo para o grupo que ele sempre pertenceu. - Diria. - Por que qual a chance de ter duas akumas no mi iguais? Você voltou a vida, ele também teria? É mais fácil ele só ter enganado a todos desde o começo do que termos uma coincidência de duas pessoas com duas akumas no mi diferentes e ao mesmo tempo poderes iguais surgirem aqui em Utopia. - Diria expondo a possibilidade até ridícula que parecia surgir ali.

E falando em hipóteses ridículas falaria algo ruim para o tenente Karyo. - Se for para só criar possibilidades absurdas aqui. Começando do básico que é possível. Ishisaki por trás de tudo, até mesmo dos ataques de raiva. Beleza. Indo para o impossível, ele pode ter muito bem deixado a sargento Amanda viva de propósito. Se ele é tão forte quanto aparentou ser pela sua fala, ele provavelmente conseguiria controlar se ele mataria uma sargento ou não com um golpe. Ele pode ter feito algo com o psicológico dela, a lança poderia estar envenenada... falando nisso, vocês pegaram a lança? - Perguntaria, mas já balançaria a cabeça negativamente.

Afinal, não tinha motivo para pensar nisso, eles queriam salvar Amanda. - De qualquer forma, talvez ela seja a próxima a surtar por causa do que ele fez ao psicológico ou por causa do veneno, e não sabemos como ela vai acordar. - Diria levantando meus braços e me esticando um pouco. - Eu só quero chegar num ponto onde fique claro para todos que estamos tão às cegas aqui que dá para criar todos os tipos de hipóteses malucas envolvendo os números, envolvendo o Ishisaki, envolvendo os ataques de raiva e os tritões e nunca iremos descobrir nada por aqui porque é literalmente tudo possível no momento e não podemos fazer basicamente nada agora. - Diria.

Daria uma pequena pausa. - Entendam que eu sempre quero ser o primeiro a sair para procurar por alguma informação. Mas acho que a capitã Katt percebeu que por hoje já deu e por isso ela mandou a gente dormir. Precisamos todos descansar nossos corpos e mentes para realmente procurarmos por pistas de forma ativa amanhã. Porque estamos simplesmente no escuro aqui, como o próprio tenente Shen falou, não tem um plano de ação. - Deixaria meu tom de cansaço demonstrar que aquilo ali era quase uma perda de tempo, não conseguia imaginar a gente realmente avançando naquele momento em qualquer direção.

Se os tenentes me liberassem, iria sair e me dirigir ao banheiro, onde eu queria tomar um bom e longo banho quente. Iria depois até a cantina e veria se havia alguma coisa para eu comer ou se já estava muito tarde para isso. Por fim, iria ver se havia algum secretário ainda no quartel general acordado e perguntaria. - Trouxe uma menina chamada Karin Shinonome para cá mais cedo, sabe me informar qual quarto ela está? Quero checar se ela está bem.




Histórico:
 

Ficha para ajudar:
 

Inventário Atual:
 

Objetivos:
 

Gwen - Pet Normal:
 

Quem dera fosse npc acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 56
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptySeg 13 Abr 2020, 14:35



[LB] O Florescer de Utopia II — 005

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sem nada a acrescentar, a Capitã Knockout via o tenente destrancar a porta e sair de sua sala, enquanto a própria dava um longo suspiro, exausta. Aquele dia havia sido cansativo, apesar dela mal ter se levantado daquela cadeira. Girando a sua cadeira, ficou de frente para a grande janela de sua sala, observando a cidade de Utopia que se estendia até o mar. Seu leão se aproximava e deitava sua cabeça sob o colo da marinheira, sua expressão tristonha, sentindo a emoção de sua dona. — Tch, não fique assim. Amanhã eu levo você para passear. — Disse, acariciando a juba do animal. Pela janela, era possível ver que a chuva finalmente diminuía de intensidade, se transformando lentamente em uma mera garoa.



Enquanto isso, os Tenentes Helena e Kinder, os Sargentos Lazo e Golden Afro e a Major Silverstone, assim como a pequena Gwen, chegavam à enfermaria. O Tenente Shen não estava presente, mas logo o Tenente Günter passava por eles apressado, com algumas pastas em mãos, empurrando de leve Laith Kinder e Golden Afro, em seu caminho. — Licença! Licença! Opa, perdão! Licença! Perdão! Licença! — Clamava, abrindo caminho por entre o grupo e entrando na enfermaria de fato, desaparecendo de vista.



Karyo Shen chegava pouco depois e uma breve conversa era iniciada pelo grupo, com o Sargento Calros Nada Breve Lazo tomando a voz e proporcionando um verdadeiro monólogo, expondo diversos pontos de vistas e motivos para descartá-los.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Após o monólogo havia o silêncio, sem ninguém saber o que dizer. Alguns queriam sair dali e relaxar tomando um banho, enquanto outros ansiavam por um prato de comida. Mas antes de qualquer ação ser tomada, Günter retornava, informando: — Ah… Que bom que vocês estão aqui! — Ele parava por um momento para respirar, demonstrando cansaço após ter corrido tanto. — A condição da Amanda é estável, mas ela precisa de uma transfusão de sangue imediatamente! — O atirador olhava para os presentes, de um de um, antes de anunciar aquele que poderia salvar a sargento.



Salvador:
 

Legendas:
  • Marine
  • Capitã Katt
  • Tenente Helena
  • Tenente Günter
  • Tenente Erza
  • Sargento Amanda
  • Tritões


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Calros Lazo:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Karyo Shen:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Laith Kinder:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Katherine Silverstone:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 50
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptySeg 13 Abr 2020, 15:57





Chegava à enfermaria, onde era recebido pelos meus designados novos companheiros. Como já estava começando a me habituar, o Sargento Calros fazia uma grande dissertação acerca das possibilidades. Não podia deixar de observar certa semelhança entre ele e Gunter, visto que ambos era do tipo inteligente. "A diferença entre os dois é que Gunter fala menos e filtra os pensamentos... O Sargento parece uma máquina feita para falar" - pontuava. De toda sorte, concordava com o exposto pelo meu conterrâneo — Podemos descartar que seja uma Akuma no Mi, no caso de Ishisaki, mas não uma trama falsa. Uma morte falsa - comentava.


No mais, só discordava do Sargento Lazo em um ponto, pois ele parecia não estar ciente das capacidades de Amanda — O que posso dizer é que a Sargento Amanda é mais do que o seu cargo. Em termos de força, ela supera até mesmo a mim, um Tenente. Arrisco dizer que daria um bom trabalho para a Capitã - comentaria. Só assim, era possível que eles entendessem a magnitude da força de Ishisaki Oota. Eu confiava nas capacidades da Amanda. Não a toa que ela, em meu confronto contra Arloong, conseguia lidar sozinha com o tritão Tiger, sem as as trapaças do falecido líder.¹


Dito isso, a nossa reunião era interrompida pro Gunter. Agora conseguia sentir maior empatia pela Capitã, em sua expectativa por boas notícias. Um frêmito subiu a minha espinha, levando-me a me adiantar — Como ela está?! - quase pulei em cima de Gunter, mas logo percebi o quão alvoroçado havia ficado. Recuando um passo, tomei distância e o dei a liberdade necessária para continuar. Amanda estava estável e isso me trazia um enorme alívio. Ainda que ela precisasse de uma transfusão de sangue, nos era informado que o Tenente Laith poderia salvá-la, por ter o mesmo tipo sanguíneo. "Urfh" - suspirei, deixando aquele peso sair de mim.


Volvi a cabeça em direção ao Tenente Kinder, crendo que ele não possuía razão para recusar. Não por ser Amanda, mas por ser uma marinheira. Como membros jurados sob a mesma bandeira, a minha crença da mais lídima justiça era que nenhum de nós jamais recusaria algo assim para outro companheiro, ainda que nos fosse desconhecido. Não havia razão para temores. Todavia, não podia deixar de expressar a minha gratidão para este — Fico feliz que um de nós possa ajudá-la. Mesmo sendo o nosso dever como marinheiros, não posso deixar de ficar especialmente grato. Terei certeza de retribuí-lo - olharia para a sua cintura, em busca de ver qual tipo de armamento o Tenente utilizava. "Opção interessante. Eu posso fazer uma pequena surpresa" - ponderei.


Não olvidaria o estado da minha companheira, me aproximando da porta da enfermaria, onde apoiaria a palma de minha mão e olharia para dentro do recinto, mesmo sem poder vê-la. Imaginava ali, deitada sobre uma maca, com diversos instrumentos a penetrar-lhe a veia e enfaixada. Apenas a mera imaginação dessa visão fazia algo dentro de mim doer. Abaixei a cabeça, em um desejo silente de que tudo desse certo — Avise-me sobre qualquer novidade, amigo - daria uma última palavra para Gunter, repousando a mão sobre o seu ombro e partindo.  


Não esperava, mas iria voltar para as forjas do Quartel mais cedo do que pensei. "Para um ato de coragem, uma recompensa justa" - era o meu pensamento em relação a transfusão. Assim, rumaria para as fornalhas — Pois descansem. Amanhã será um dia intenso. Ainda tenho um assunto pendente, então me despeço - daria minhas boas noites ao grupo e sumiria pelos corredores, pronto para experimentar novamente o calor abrasador da frágua. Após, iria dormir.






¹ O Tiger foi um tritão que derrotei na aventura retrasada e que foi interrogado na aventura passada. Ele era o braço direito do tritão Arloong, o líder.





~ Histórico ~



Nome do Player: Karyo Shen
Nº de Posts: 06
Vantagens: Liderança; Adaptador; Voz Encantadora; Ambidestro.
Desvantagens Código da Honestidade; Código dos Heróis.
Perícias: Forja; Intimidação; Engenharia; Mecânica; Interrogatório e Arrombamento.
Ofício: Ferreiro.
EdC: Ceifador

Ganhos:
Perdas:

NPC's: Atualizar Soldado Ishisaki (Oota).
Players
Extras: Utopia (30/30); Eisen Dial (Usos 3/3 - Recarga 2/3); Missões: Capturar Os Números e Desvendar o Sistema de Difamação da Marinha.







Objetivos


Spoiler:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por GM.Kekzy em Qua 15 Abr 2020, 10:58, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 138
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptySeg 13 Abr 2020, 16:23





Posts em Utopia - 51
Após o meu discurso pensei por um instante que seria liberado. O tenente Karyo então disertava que a Amanda era muito forte. - Se ela é muito forte e perdeu em um único golpe só aumenta o meu ponto de que ele a deixou viva de propósito. Porque ele claramente só fica mais monstruoso se consegue derrotar alguém do nível tenente ou superior em um golpe. - Retrucaria. Porém a discussão acabava, pois Gunter acabava por aparecer, ele informava que Amanda precisava de doação de sangue para sobreviver e que somente Laith Kinder poderia doar o sangue. Bem, aquilo provavelmente acabava com a reunião inútil. Afinal, com certeza o tenente iria para ajudar a sargento e provavelmente o tenente Shen iria acompanhar por estar preocupado com sua colega.

De qualquer forma, eu simplesmente esperaria o desenrolar das coisas. Provavelmente iriam falar alguma coisa sobre talvez horário que iríamos nos reunir amanhã e iriam partir para a doação de sangue. Nessas horas algumas outras teorias malucas surgiam em minha mente. Se Amanda era tão forte quanto o tenente parecia falar, por que ela teria virado marinheira? E mais importante, ele falara que ela era uma ex-agente antes de chamá-la para ajudar. O Ishisaki também era um ex-agente. O que me garante que não são aliados nessa trama toda então? Se são tão fortes assim, forjar algo como o que havia acontecido seria fácil... além de demonstrar como ele havia entrado no quartel general, tendo apoio de alguém do lado de dentro.

Com minha mente a mil, quando estivesse liberado iria me concentrar em pequenas coisas que precisava fazer para simplesmente descansar. A primeira era um bom banho quente demorado. A situação era absurda e entre tantas coisas que aconteceram a única coisa em minha mente no momento era como tantos poderes poderiam estar simplesmente aparecendo naquela ilha. Isso ficaria em minha mente durante todo o banho e durante a janta, se é que o local estivesse “aberto” ainda. Se não estivesse, tentaria ver se havia como entrar na cozinha para pelo menos comer alguma fruta.

Com isso tudo feito, procuraria pelo secretário do local, ou qualquer atendente que estivesse na portaria e perguntaria por Karin Shinonome. Caso a pessoa me falasse que a menina está bem e já estava dormindo não haveria motivo para ir incomodar a pequena. No entanto, se ela só soubesse informar onde ela estava, iria lá verificar.

No caso de ir ver se Karin estava acordada, se seu quarto estivesse fechado eu tentaria abrir uma fresta da porta da forma mais calma possível para verificar se ela estava dormindo. Sendo este o caso eu só fecharia novamente e iria para o meu quarto. Caso ela estivesse acordada eu bateria na porta fingindo que estava chegando agora e entraria. - Olá, por que não está dormindo ainda? - Perguntaria calmo e com um sorriso para a menina, mesmo com o quartel general sendo uma confusão não havia motivo algum para demonstrar isso para ela.

No caso dela já estar dormindo, ou após eu verificar que ela estava dormindo, eu iria para o meu quarto onde retiraria minha mochila, pegaria a concha que eu havia pegado a tanto tempo e deitaria na cama olhando para o teto por um tempo. Colocaria a concha em meu ouvido e fecharia o olho aos poucos. No primeiro instante eu ouvia somente o mar, mas quando dei por mim começava a ouvir a voz de Mona. “Vai ficar tudo bem” foi a primeira coisa que eu ouvi. Só aquilo já fazia o meu corpo relaxar, apesar de sentir que isso enchia meus olhos de lágrimas.

Colocava meus dedos sob meus olhos e ficava um pouco mais com a concha em meu ouvido, ouvindo a voz dela falando qualquer coisa. Era incrível como aquela concha simplesmente fazia algo mágico e ao mesmo tempo assustador. Acabaria dormindo com ela encostada em minha cabeça.




Histórico:
 

Ficha para ajudar:
 

Inventário Atual:
 

Objetivos:
 

Gwen - Pet Normal:
 

Quem dera fosse npc acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Midnight
Tenente
Tenente
GM.Midnight

Créditos : 58
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 23

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptySeg 13 Abr 2020, 17:13





Pelo jeito, haviam aqueles dentro do grupo que eram mais do tipo "agir e não falar", o que deixava Laith um tanto desapontando quanto ao sargento aranha, as opiniões dele anteriormente tinham sido inteligentes, mas a pressa e aparentemente a falta de equilíbrio nele faziam-no desistir da ideia daquela reunião, o motivo de se reunir ali era simples: informação. Haviam ficado presos em um contratempo na prisão, enquanto isso perdíamos tempo, sendo que uma sargento havia sido quase morta durante nosso "encontro" na ala de detenção. "Mas que tolo." Pensava enquanto ouvia Calros terminar de realizar seu monólogo pelo fim das ações inúteis e dos pensamentos absortos.


Felizmente, a cena tendia a mudar quanto o tenente Gunter cortava os presentes, provavelmente trazendo algum relatório ou dado relevante e quando o ouvia, não era exatamente o que o ninja desejava ouvir naquela hora, claro que era importante a tal sargento sobreviver, afinal era uma força de ataque amais, todavia, estar praticamente em um estado em que necessitava de outros? Que lástima.


Antes de poder falar, o tenente Shen logo tomava a fala e mostrando sua gadismo preocupação com Amanda, reforçava o tal dever militar, o qual Laith só conseguia responder em pensamento - " Nem em sonhos." - . Porém, algo fazia-o começar a mudar de ideia, aparentemente o esqueleto poderia retribuir o favor, e o ruivo acompanhava-o com o olhar, reparando que olhava para sua cintura, de começo preocupava-se com o que ele estava pensando, posteriormente conseguia ter uma ideia do que poderia ser. De todo modo, um favor era sempre um favor, e para isso, perder alguns minutos para salvar uma vida e ainda receber a moral de herói agindo na verdade pelo seu próprio bem? Isso era o melhor dos cenários. Deem graças ao dever militar e toda a sua baboseira!


- Sim, não aceito perdê-la assim tão fácil, além do mais, ela será de suma importância daqui para frente, conte com o meu apoio. Falaria tentando simular o mais genuíno tom e expressão de determinação e piedade, as sobrancelhas levemente arqueadas, olhar fixo e profundo no tenente Shen, o tom de voz como de um aventureiro determinado a enfrentar o dragão. - Então, vamos cumprir as ordens e descansar, agora, se me dão licença, vou adentrar na enfermaria. Revolucionária Katherine, espero que o sargento Lazo esteja certo, e que você se comporte com a tenente Helena, assim como quero encontrá-la amanhã, viva, ainda no Quartel General.


- Com licença, vim realizar a transfusão de sangue para a sargento Amanda. Anunciaria a Serpente ao adentrar no recinto hospitalar e realizaria o que fora pedido pelos responsáveis para que fosse executado o procedimento. "Mas o sargento aranha não está totalmente errado, se ela é tão forte assim e foi abatida tão facilmente, ainda mais sem ela perceber completamente quem era, estamos falando de um assassino extremamente treinado. Uma Rosa? Duvido, um juiz da Corte? Talvez. A Corte e os Números, será que estão envolvidos, qual é a probabilidade disso ? "


- O quão forte você é de verdade, mulher? Perguntaria em um tom mais baixo, quase audível somente para si, olhando a tal Amanda. É, Kayro não estava errado em se preocupar tanto com ela, de fato ela era bem bonita, talvez eles fossem apaixonados enquanto o morto era vivo? Interessante, será que deveria roubar ela? Não, não era prudente arranjar problemas com o ser agora, vai saber até onde os poderes do seu fruto iam. Por fim, o ninja apenas relaxava no lugar onde estava e esperava o procedimento acabar, para, então, ir ao dormitório, dormir e quando levantasse, após fazer sua rotina de higiene, caminhar novamente pelos corredores em busca do grupo de esquisitos.







~ Histórico ~


Ganhos:
Perdas:
Posts: 6
Relações com personagens:
~ Legenda ~

Fala: #DEB887
Pensamentos: #D2691E


objetivos:
 

Mini-ficha:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 EmptyTer 14 Abr 2020, 19:56





No fim das contas, aquela conversa acabava por ser inútil já que eu não sabia tantas coisas e meus argumentos eram prontamente descartados. O curioso nisso tudo era a condição do outro Tenente, afinal estava diante de um esqueleto humano “Isso com certeza deve ser efeito de alguma Akuma no Mi” me questionava enquanto o observava. Não encararia por muito tempo evitando demonstrar alguma falta de educação “Vou acabar perguntando sobre isso depois se tiver alguma oportunidade” desviaria o olhar pouco tempo depois. Com o fim do assunto, um homem de cabelos rosa surgia falando sobre o estado de saúde da tal Amanda e que ela precisaria de uma transfusão de sangue.

Antes que pudesse me oferecer para isso, o tenente ruivo se manifestava e procurou entrar na enfermaria. É claro que ele também decidiu me direcionar a palavra uma última vez - Pode deixar, eu sou muito bem educada responderia de forma sorridente claramente demonstrando ironia.  Após isso, olharia para Helena - Bom, acho que agora nós podemos ir né? perguntaria mantendo o sorriso nos lábios, mas este esbanjava sinceridade de minha parte. Em seguida questionaria ela sobre onde iriamos primeiro - Vamos ao refeitório agora? mostrava nesse momento um pouco de curiosidade. Procuraria manter alguma conversa durante o nosso trajeto para que o silêncio entre nós não fosse instaurado - Então, você conhece todos aqui há bastante tempo? questionaria observando-a - Entendo diria em seguida independente de sua resposta.

Caso não fossemos diretamente para o refeitório do lugar, eu então procuraria fazer uma outra enquanto esperava o momento de irmos - Onde posso tomar um banho então? apresentava uma alternativa. Se o primeiro destino fosse realmente o refeitório, eu repetiria os mesmos passos feitos pela mulher desde o momento de colocar o alimento em um prato até onde nos sentaríamos. A última coisa que queria nesse momento era arranjar problemas e acabar aumentando a desconfiança por partes dos marinheiros, afinal ainda queria deixar esse lugar. Quando terminasse de comer buscaria seguir para o dormitório depois de tomar banho - Chegou a hora de dormir! diria de maneira empolgada. Continuaria caminhando ao lado da ruiva esperando que ela me mostrasse as coisas - Você é gentil falaria após receber a ajuda da mulher. Eu enfim poderia descansar um pouco após momentos verdadeiramente intensos desde a traição de Alexander.

Spoiler:
 

Spoiler:
 





~ Histórico ~



Ganhos:
Perdas:
Posts: 6
Relações com NPC's:

~ Legenda ~


Pensamentos: Katherine - Azura
Fala (ambas)
Personalidade atual: Katherine  

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




[LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: [LB] O Florescer de Utopia II   [LB] O Florescer de Utopia II - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[LB] O Florescer de Utopia II
Voltar ao Topo 
Página 3 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Utopia-
Ir para: