One Piece RPG
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Seasons: Road to New World
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 14:46

» Revan Yamamoto
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:29

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 13:57

» Um Destino em Comum
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor (Orochi) Hoje à(s) 13:26

» Supernova
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor Shroud Hoje à(s) 13:09

» [Kit] Broly - DragonBall Super
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor Teo Hoje à(s) 12:59

» Meu nome é Mike Brigss
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor Shiro Hoje à(s) 11:42

» Phill Magestic
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 11:33

» The One Above All - Ato 2
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 00:49

» Primum non nocere
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor John Knudarr Hoje à(s) 00:18

» Tidus Belmont
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 23:48

» Cap.1 Deuses entre nós
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 22:52

» Blue Guardian! Luca o soldado da justiça!
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:25

» Cap. 2 - The Enemy Within
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor King Ontem à(s) 22:19

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 21:56

» Enuma Elish
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:50

» BOOH!
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor Oni Ontem à(s) 21:41

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor Furry Ontem à(s) 21:34

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor Pippos Ontem à(s) 21:31

» [Kit] Kat
Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Emptypor gmasterX Ontem à(s) 21:13



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Apresentação 3 - Falência Abrasiva

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptyTer 10 Mar 2020, 12:14

Relembrando a primeira mensagem :

Apresentação 3 - Falência Abrasiva

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Caçadora de recompensas Karelina Lawford. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 20/01/2019

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptySeg 11 Maio 2020, 17:33


- Com quem julga estar falando. Hunpf! - Em resposta a Vick sobre meu estado de espírito iria jogar o rosto pra lado empinando o queixo dizendo num tom deveras esnobe e arrogante, fechando os olhos. E assim permaneceria alguns segundos. - Não é como se minha grandiosa pessoa fosse abalar-se por algo. - Então manteria uma expressão menos enfezada, mas não iria portar-me como se estivesse alegre, e apenas tentaria mudar o assunto. - Por quê não tenta relaxar um pouco? Você está sempre tão séria e rígida, talvez um pouco de diversão possa deixá-la mais disposta a prosseguir nesta estória. - Dizendo com um pitada de malícia, observando Vick interessada no que ela teria a dizer, afinal é melhor do que ficar remoendo os sentimentos desagradáveis em meu interior.

>><<
- Faça como desejar, apenas tente não se perder pelo caminho. - Diria a princípio de maneira indiferente e prepotente, então terminaria num tom mais cômico, mesmo sabendo agora sabendo que Vick é capaz de cuidar de si, ainda é minimamente divertido fazer esse tipo de brincadeira com ela. No mais eu primeiramente escolheria uma suíte com cama de casal (por motivos óbvios) para poder deixar os pertences guardados, e logo em seguida iria almoçar junto da apressadinha.

>><<

Quando Licia comentou sobre não querer deixar a casa de praia se morasse nela, eu me sentiria - Você acha? - Falaria sentindo-me muito confusa, colocando o dedo indicador abaixo do lábio inferior enquanto observo a apressandinha num olhar de dúvida. "Essa casa me parece tão… normal. Na verdade o tempo que fiquei aqui foi bem pouco se comparado a casa principal." Enfim, creio que não conseguirei compreender a loira, mas eu posso muito bem me divertir importunando-a. - Se eu tivesse ficado aqui por todo o sempre não teria conhecido uma das experiências mais prazerosas de minha vida. - Fitaria Licia com um olhar intensamente sedutor, ao mesmo tempo que em minha boca se desenharia um sorriso doce e encantador, esperando que a apressadinha tenha alguma reação fofa por minha atitude, então com uma mão iria segurar gentilmente o queixo dela mas mantendo os dedos firmes, assim iria aproximar meu rosto dela, enquanto cuidadosamente a puxo para mim. E se as coisas ocorressem como imagino, iria afastar a mão livre por trás das costas da loira, e rapidamente a moveria na direção de seu corpo, mais especificamente no bumbum dela, acertaria um tapa bem generoso, enchendo a mão e fartando meus dedos na polpa alvejada, massageando e apertando sem o menor pudor. Nesse momento eu iria morder o lábio inferior abafando uma risada travessa, e antes de receber a devida retaliação, a mão que estaria abaixo do queixo da loira, iria deslizar pelo rosto da apressadinha, percorrendo-o até chegar na nuca, e meus dedos se iriam se cravar nos cabelos dourados, assim beijaria a apressadinha vigorosamente.

- Bem típico de vossa pessoa querer apressar direto para o final. - Observaria a apressadinha com uma expressão de curiosidade e interesse. - Mas definitivamente não é uma reclamação. - Diria enquanto eu enrolo uma mecha de cabelo no dedo, tentando esconder um sorriso libidinoso. Então cruzaria os braços abaixo dos seios, e iria encarar a apressadinha com um olhar de reprovação. - Mas da próxima vez certifique-se de tirar as medidas novamente. - Dizendo de maneira ordeira e rígida. - Apenas por precaução... - Agora com um sorriso impertinente no rosto, apertar-ia abaixo dos peitos com os braços, a fim de projetá-los para cima, a ponto de quase escaparem do decote, enquanto os exibo exclusivamente para a loira, chegando até a inclinar o corpo para frente, permitindo ela ter uma visão com ainda mais privilégio.

No mais iria junto da apressadinha de volta até o quarto para trans… trocarmos de roupa e colocar o biquíni, e claro não poderia faltar o protetor solar para eu usar como desculpa e me aproveitar da apressadinha proteger minha pele impecável dos raios solares, afinal seria o maior dos sacrilégios ter minha pele manchada por causa de alguns arranhões. Após estarmos de biquíni, devidamente protegidas (com uma quantidade generosa de protetor solar nos machucados), voltaria para a piscina. - Poderíamos jogar alguma coisa, volley, talvez? - Iria perguntar casualmente para a loira. - Com direito a uma pequena prenda para a perdedora. - Deixaria uma risadinha maléfica escapar, enquanto fitaria a apressadinha com olhos repletos de perversão. Já tendo certeza mais do que absoluta que a apressadinha vai aceitar, iria procurar por uma bola de volley no interior da casa. Mas se ela falasse de meus machucados, apenas soltaria uma risada esnobe. - Ara ara… Um braço e uma perna são mais que o dobro do necessário para minha pessoa vencer qualquer competição. - Diria modestamente, com um sorriso amigável nos lábios e os olhinhos fechados, enquanto abano o ar em frente o rosto, como se quiser dizer para ela não se preocupar, afinal o fato de minha pessoa estar limitada apenas me torna menos superior, mas ainda continuo sendo incrivelmente melhor que os mundanos.


Histórico:
 
Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptySeg 11 Maio 2020, 18:51




Kare negava-se a admitir estar incomodada com qualquer coisa que fosse, Vick que lhe olhava arrumou o óculos em seu rosto sem nada a dizer enquanto observava a sua Senhorita mantendo o nariz empinado em sua recusa.

- Tenho me divertido o bastante na em sua companhia Senhorita, não é necessário que se preocupe com isso. Poderá ficar com rugas. - …. Talvez a piada mostrasse que o tipo de diversão que Vick tinha não era outro senão tentar pegar Kare desprevenida enquanto a mesma também o tentava. - Mas depois de deixar o necessário para nossa partida organizado irei seguir seu conselho Senhorita e se me permitir… Gostaria de lhe dar um. - Ela esperava ver se tinha permissão. - Desista de tentar me seduzir Senhorita. ….

>><<

Vick acertou o óculos no rosto fazendo com que refletisse a luz tornando seus olhos difíceis de ver. - Perdão senhorita, mas com quem acha que está falando?  - Talvez ela estivesse mesmo se divertindo no final das contas.

>><<

- Uhum… Ela até pode ser menor que a outras…. Mas… - Ela avançava um pouco abrindo os braços e respirando fundo enquanto seus cabelos flutuavam ao vento. - É lindo. - completou ao expirar. Continuava andando para frente quando ouviu as palavras seguintes de Kare que a fizeram parar e virar-se com um sorriso contente e um tantinho convencido enquanto voltava a se aproximar da morena.

- E o que seria. - Sua mão envolveu ao redor da cintura da outra. - Essas experiencias? - dizia de forma arrastada com um risinho leve de perversão.

Kare no entanto não lhe dava a resposta com palavras e sim com o frescor revigorante de seus lábios nos dela. As mãos de Lícia fecham-se nas costas da morena apertando o corpo de uma no da outra enquanto se entrega ao beijo que lhe era dado. Kare aproveitando-se da situação usa de sua outra mão para ''judiar'' um pouquinho de sua parceira que ao ser surpreendida da um pequeno pulinho e deixa escapar um gemidinho que é cortado por Kare mordendo sutilmente seus lábios.

Lícia, entregue, tinha seus cabelos agarrados e sorrindo afastava sua cabeça para trás ofertando a morena a macia pele do seu pescoço delicado para que a mesma deliciasse, a loira por sua vez também a incentiva conduzindo com uma de suas mãos a cabeça de Kare para aquela perversão.

Após alguns beijos e mordidas no pescoço a morena enfatiza o comportamento apressado de sua companheira. - Que culpa… posso ter. - Afastava-se para voltar e beijar a boca de Kare. - Se esses lábios são tão bons? - Nisso se vingou mordendo sutilmente e puxando com delicadeza o lábio inferior da morena.

>><<

- Hnnnmm. - Lícia colocava um dedo no labio inferior imitando muito bem a pose que Kare costumava fazer. - Você está certa, eu devia ter medido mais vezes… Sim… Por precaução…. Talvez eu devesse conferir agora uma ultima vez antes de te entregar… Certo? Não seria bom dar um presente que talvez possa não servir… - Lícia rapidamente contorna Kare indo para suas costas abraçando-a por trás e com ambas as mãos tomando os seios da morena em sua posse. - Hnnnnn… Não sei…. Acho que essa roupa toda tá atrapalhando. - Suas mãos apressadas traçaram pequenos círculos acariciando o generoso busto de Kare, ainda ali, com vista para praia a apressadinha move suas mãos por debaixo da camisa deslizando seus dedos para entrar pelo sutiã e então sem mais impedimentos fartar-se nos frutos da morena fazendo questão de reforçar suas medições enquanto por trás da mesma rebola sutilmente fazendo seus corpos roçarem um no outro. Antes de se afastar aperta com certa força os mamilos e rindo se afasta. - Tenho certeza que vão servir.

>><<

Bem como Lícia havia dito, as medidas estavam realmente certas o que era uma impressionante habilidade do tato da moça. - Hehehe, o único problema dele é que me deixou louquinha pra tira-lo.

Lícia com o tubo em suas mãos olha meio em dúvida para Kare. - O que é isso? - Aparentemente nunca havia ouvido falar em protetor solar…. Nem sei se tem isso em One Piece… Fodasse, vai pelo bem do fanservice. - Hnnm, certo… Passei tanto tempo em Budou…. Acho que eles não precisam disso lá. - Explicou seu desconhecimento.

No entanto, mesmo que não o conhecesse a experiência que teve não pode ser nada se não agradável… Embora ela estivesse realmente passando o protetor lentamente no corpo da morena, muito mais do que seria o necessário.   - Ops… Coloquei demais. - Fingiu surpresa ao apertar demais o tubo na bunda de Kare deixando a morena com a bunda coberta de filetes brancos pastosos.

No entanto, ao seu tempo, todos estes ''problemas'' na aplicação do protetor se viram resolvidos e agora bem besuntadas elas voltavam a piscina. - Faz algum tempo que não jogo, mas porque não? - Óhhh, hehehe, assim eu fico em dúvida se perco ou ganho. As duas opções estão me parecendo muito tentadoras. - Só não vá arrumar desculpas se perder. - Ela dizia convencida sabendo do ego enorme de sua companheira. - É isso que veremos.


>><<

Provavelmente percebendo-se das intenções de sua mestra os empregados da casa haviam se antecipado e deixado preparado na areia acomodações para o ''casal''. Duas cadeiras, guarda-sóis, uma mesinha e também um pequeno den den mushi que poderia ser utilizado para pedir algo na residência, refrescos ou mesmo comida se desejassem.

A bola de praia também estava lá, junto a duas pequenas raquetes e uma bolinha menor com penugem, vulgo bolinha de peteca.

Na região que estavam nao haviam muitas pessoas, algumas passavam correndo mais próximas da água, enquanto outros estavam a distância em suas próprias cadeiras assistindo seus filhos brincando na água.

A poucos metros de onde as cadeiras estavam postas havia uma rede de vôlei cravada na areia. Está possuía já alguns anos e Kare talvez fosse capaz de recordar das partidas que jogava com seus irmãos. Obviamente era Ela Vs os três.

>>Início do treinamento diferenciado de ambidestria de Volley na praia.<<


Off: Já deve estar a par, mas estando seu corpo machucada seus atributos estão limitados e usar muito o lado direito com força poderá causar alguma dor, embora não vá abrir ferimentos. Já com o lado esquerdo sua destreza inicialmente é mínima, então prepare-se para pagar algumas prendas.




____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Licia

Créditos : 14
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 21

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptyTer 12 Maio 2020, 17:25

É até engraçado a Vick demonstrar tanta audácia e prepotência ao responder-me, comparando com "Martha", é uma mudança um tanto drástica, mas prefiro ela assim, e ela não estava errada. Boquiaberta e de olhos arregalados notaria o terrível descuido cometido por minha pessoa. - Vossa pessoa tem razão. - Então começaria a massagear o cenho entre os olhos e o topo do nariz, esticando a pele. - Seria de uma tragédia indescritível se meu rosto tão imaculado fosse acometido por rugas. - Agora forçando-me a manter uma expressão sem enrugar o rosto iria esboçar um sorriso aparente.

De fato eu não compreendia muito bem o que Vick queria dizer com parar de tentar seduzi-la. "Isso é possível para minha pessoa?" Aproveitando o movimento da carruagem deixaria meus cabelos esvoaçarem um pouco enquanto deixo um dedo ao lado de meus lábios, e abraço a barriga com o outro braço por baixo dos seios, a envolveria em meu olhar de dúvida e mistério. - Receio que minha pessoa não seja capaz de conter tais estímulos. - Diria com a voz doce após suspirar, demonstrando toda a pureza de meu ser.

>><<

Bom, eu não teria o menor problema em explicar o que era protetor solar, dizendo que era um creme para proteger a pele do sol para evitar assaduras e vermelhidões, ainda mais após ela ter sido tão dedicada em tirar novamente as medidas, mas infelizmente há os funcionários, e nós duas definitivamente não estávamos escondidas, então melhor deixar-mos essa parte para depois.

Francamente, como a alguém de nível tão baixo ousa despejar essa coisa branca e grudenta no meu corpo, e logo em cima do bumbum, certamente merece repreensão. - Eiin! Que lambança vossa pessoa fez ai atrás. - Reclamaria indignada, gemendo um pouco para falar. Então começaria a mover um pouco o quadril de um lado para o outro, fazendo as nádegas roçarem uma na outra, enquanto sinto o creme pegajoso deslizando para dentro do biquíni. - É melhor você espalhar tudinho, ou…. - Ainda manteria a personagem revoltada, apenas para fazer suspense. - Eu terei que fazer sozinha. - Dizendo com perversão enquanto sorrio mordendo os lábios, fitando a loira num olhar impertinente, esperando que ela demonstrasse a mesma dedicação que teve ao tirar as medidas novamente, e dessa vez não teriam roupas para atrapalhar.

>><<

Mas antes de fato jogarmos, minha pessoa ficaria indecisa a respeito de um detalhe do jogo, quer dizer, somos só nós duas, naturalmente minha incrível pessoa não teria o menor problema de jogar sozinha, mas seria muito monótono enfrentar a loira assim com as regras tradicionais. - Hmm… O que acha de jogarmos com dois toques na bola? Estamos sozinhas afinal, acredito que assim a partida fique mais emocionante. - Diria casualmente mas com um pequeno ar de piedade.

Pelo jeito a apressadinha pretende jogar muito a sério comigo, ainda bem que estou limitada por esses machucados, se não seria terrivelmente fácil demais, agora ao menos tenho um desafio minimamente aceitável. - Pode começar sacando, seria muito chato se vossa pessoa não tivesse a oportunidade de tocar na bola quando o jogo começar.- Demonstrando toda minha gentileza e preocupação pela loira, iria entregar a bola para que assim ela possa fazer o saque inicial e ao menos se divertir um pouco antes de ser vergonhosamente derrotada. Então me colocaria com os joelhos semi-flexionados no centro do campo, arrebitando o quadril, e movimentando lateralmente o corpo inclinado para frente num ritmo lento e fluído.

Se a apressadinha sacasse por baixo da bola, eu iria inflar uma das bochechas com ar e olharia para ela desgostosa. "Isso é ridículo." Mesmo achando o saque extremamente fácil de bloquear, eu não o faria em prol da continuidade do jogo, então tomando impulso sobre a perna esquerda iria correr até o local onde a bola cairia na areia, então com mãos juntas e os braços esticados, faria uma manchete, flexionando os joelhos para recepcionar melhor a bola, e recepcioná-la com o início dos antebraços, usando do impacto inicial como principal propulsor para tentar jogar novamente a bola por cima da rede até o campo da apressadinha.

E se vocês me conhecem bem, deve presumir que ficarei brincando com a apressadinha até ela se precipitar, a princípio só ficaria correndo pelo campo de areia, utilizando principalmente a perna esquerda para iniciar as corridas, e somente receberia as bolas com manchetes, devolvendo-as bem fácil para Licia rebater. - É o melhor que consegue fazer apressadinha? - E esperando que a loira faça jus ao apelido e realize um corte para atacar, assim que ela se aproximasse da rede eu faria o mesmo, correndo pela areia até estar de frente com ela, então com o joelho esquerdo flexionado iria usá-lo como propulsor para saltar, e assim iria bloquear o ataque da loira com os braços esticados acima da cabeça, acompanhando a bola com os dois braços se a apressadinha batesse para o meu lado direito, mas se o corte fosse para a esquerda eu usaria somente o braço esquerdo para bloquear.

E para cortar a bola após realizar as devidas opções eu faria com a mão esquerda, certamente não será o mais preciso dos ataques, mas eu tentaria acertar a bola em cheio, mirando em uma parte da quadra longe da apressadinha, apenas para fazê-la correr, mesmo que me custe alguns pontos pela dificuldade, ainda sim seria mais divertido para minha pessoa, tentando também não exagerar na força para jogar a bola além da linha limite ou isolar ela para longe. Mas se a apressadinha viesse em direção a rede para bloquear o corte, minha estratégia mudaria um pouco, eu iria intercalar em bater na bola para passar ao lado dos braços da loira, mas após me acostumar um pouco melhor com a mão esquerda, eu tentaria cortar para a bola ricochetear nos braços de Licia e cair além das linhas da quadra ou dentro do campo dela, e bom, como um último truque, eu iria fingir uma rebatida forte, trazendo o braço esquerdo de trás do corpo em um arco ascendente veloz, como se quisesse afundar a bola de volley naquele rostinho travesso, mas antes de tocar na bola eu iria desacelerar bruscamente, e com apenas a ponta dos dedos daria um toquinho na bola, jogando-a bem devagar por cima dos braços da apressadinha. - Ops.. Minha mão escorregou. - Diria deixando claro a mentira, enquanto coloco as costas das mão esquerda ao lado da boca e ficaria rindo de maneira esnobe.

Quando eu tivesse a oportunidade de sacar, eu sacaria a bola por cima, mesmo imaginando que não é a opção mais segura, afinal minha pessoa não vai se contentar com algo extremamente fácil. Com a bola em mãos correria pouco menos de um metro até uma distância mínima da linha de fundo, e novamente com o joelho esquerdo flexionado o iria utilizar para pular, enquanto jogo fracamente a bola para o alto alguns centímetros na frente do corpo, e manteria o foco primeiro em acertar no centro da bola com a palma esquerda em cheio e fazê-la passar por cima da rede para cair dentro do campo da lora, quando tivesse uma boa taxa de acertos iria me focar em ajustar a força e a pontaria, assim direcionaria a bola para fazê-la cair onde quisesse, primeiro no centro do campo de areia, depois os cantos mais distantes, e assim mirando cada vez mais próximo das linhas, mas controlando a força do braço esquerdo para não jogar além dos limites do campo.

Histórico:
 
Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptyQua 13 Maio 2020, 18:43




A empregada misteriosa e seu passado e personalidade incertos e envoltos em uma nuvem, alguém que por tanto tempo desempenhara um papel que este acabou por se tornar realidade sem que a mesma percebe-se e agora desempenhava este ''papel'' como sua verdadeira personalidade enquanto rompantes de quem um dia foi manifestavam-se eventualmente.


>><<

Toques sutis de percursos longos e até mesmo atrevidos espalhavam com esmero os excessos, não apenas sobre as colinas, não… Lícia também maliciosamente deixou suas mãos percorrendo toda a perfeita extenção interior das coxas de Kare. - Desculpe Mimadinha, pode deixar que vou… - Sua mão apertou o interior da coxa próximo a virilha. - Cuidar dessa lambança agora mesmo. . - Continuou espalhando. - Que tal está a suavidade das minhas mãos? - Ela se levantou puxando a mão em cocha entre as pernas de Kare atolando-a.

>><<

… Vai ser...hnmm… Meio estranha em dois, hahaha, acho que não pensamos nisso. - Ela deu os ombros enquanto caminhavam uma para cada lado da rede na ''quadra'' desenhada na areia. Kare de um lado inclinada com o bumbum arrebitado e os seios evidenciados, Lícia o outro ao fundo da quadra. - Eu realmente acertei nesse. - Ela mordia o lábio inferior enquanto olhava para Kare. - Acho que já sei o que vou querer, adorei o biquini, mas se eu ganhar você vai ter que jogar a próxima sem a parte de cima. - Lícia sorria atrevidamente enquanto girava a bola nas mãos. - Até 10? - Perguntou, afinal estavam em duas, seria longo demais jogar uma partida cheia. - Hnnn… Certo, acho que fica mais legal com dois.   - Concordou.

Depois de acertados os pormenores elas começaram a jogar e como Kare poderia constatar a jovem loira do outro lado estava certamente dedicada a ganhar. Lícia não sacava por baixo, mas tão pouco era profissional ao ponto de jogar a bola para o alto e saltar, mas de toda a forma seu saque era bom o suficiente para passar por cima da rede em direção ao fundo onde Kare, ainda que debilitada conseguir mover-se bem o suficiente para receber e erguer para si mesma, mas…. Aquilo ainda era realmente difícil, receber a bola bem o suficiente e em apenas um movimento deixá-la em posição para atacar….

E bem… digamos que não forá assim tão bem sucedida em sua primeira tentativa e a bola apenas acertou a pontinha de seus dedos no seu ataque. No momento em que tentou usar o braço esquerdo sentiu o quão absurdamente descoordenado aquele seu lado era, não só no posicionamento do braço como também no timing de seu movimento e em toda a sua percepção de distância/velocidade.

Lícia encarou a bola que caia efetivamente no chão aos pés de Kare e com um meio sorriso comentou. - Suponho que é pra dar graça? - Afinal já era-lhe bem conhecida a personalidade de sua amante. - Ainda assim, hehe, 1 pra mim. - Kare jogou-lhe a bola.

O primeiro SET continuou, mas… Não era exatamente possível chamá-lo de Set, pois muito embora Kare houvesse conseguido devolver algumas bolas a potência de seu ataque era no mínimo lamentável. Mas naquele momento estavam 7x1…. Sim o famoso.

- Esse foi bom. - Lícia comentou ao ver Kare pela primeira vez conseguindo um ataque decente. Ela que já havia se acostumado a ter que correr para bem próxima da rede foi pega desprevenida quando este corte havia saído mais certo que os demais jogando a bola quase para fora da quadra e dando a Kare o seu primeiro ponto.

Lícia que não era burra já havia percebido que Kare estava jogando com seu lado trocado e por tal não gabava-se de seus pontos, mas nem por isso parecia disposta a ''aliviar''.

Sendo seu primeiro saque, o qual também estava para ser realizado com a canhota o resultado não poderia ser outro, mesmo sendo está fantasticamente fabulosa existência conhecida por Mimadinha….. A bola ao menos teve força para chegar na rede…. - Oito a um. - Contou o placar assim como havia feito com os demais pontos, afinal não tinha ninguém marcando.

Não jogavam a muito tempo, mas já começavam a chamar alguma atenção. Não só por suas belezas como também pela estranheza de um jogo de volley de 1x1. Bom, certamente cada grupo de pessoa as cuidava por suas próprias motivações, os homens certamente eram os mais corretos naquela história.

>><<

- Hnmmm, entendi o que você quer e bem…. Acho que não vai ser assim tão fácil….. Embora, hehehe, eu sou uma excelente professora você sabe. Não é? Talvez com os meus métodos. - Os olhos dela brilhavam, bem… A partida até 10 havia acabado em 10x1 o que bem… ERA CERTAMENTE UM RESULTADO MARAVILHOSO AFINAL LÍCIA ESTÁ DO LADO DOS PERVERTIDOS. - Aposta é aposta. - Por fim voltou ao assunto inicial, mas antes que conclui-se.

- Eiii, Oiii. - Duas jovens corriam ''lentamente'' na direção delas. - Nós podemos jogar também? - Perguntou a de cabelos negros a frente do grupo. Ela era magra e bem reta, sua pele era branca e tinha grandes olhos azuis em um rosto levemente alongado. Já sua companheira era loira, mas seus cabelos eram tão claros que quase pareciam prateados. Ela possuia busto farto e um corpo bem curvilíneo, seus olhos eram de uma coloração lilás e tinha um rosto muito mais atraente que o da sua amiga. - Nós duas contra vocês duas. - Prosseguiu a morena, Lícia por sua vez olhou para Kare e depois para elas. - Acho que pode ser, mas… hehe. - Se inclinou para frente como quem conta um segredinho. - Meio que estamos apostando, quem perder tem que pagar uma prenda e vamos dizer que vale qualquer coisa.

Imediatamente a morena corou ficando completamente vermelha enquanto sua amiga apenas soltou uma risadinha e completou já aceitando. - Então que tal as morenas contra as loiras? - Mas, mas você viu ela você… - - Ara, ara Joy, não vai me dizer que está com medinho de perder para mim? - A loira provocou. - Pe...Pe..Pe...PERDER? HAHAHAHA, COM QUEM VOCÊ ACHA QUE ESTÁ FALANDO ELI? EU VOU COMER VOCÊ VIVA.


- O que você acha Kare? - A apressadinha primeiro esperaria uma concordância e se fosse possível sorriria para as duas. - Fechado e agora a prenda. - Ela com um dedo no queixo sorriu perversamente. - Você vai ter que jogar a próxima partida sem a parte de cima como eu disse antes….. Hehehe… - A morena magrela corou quase caindo para trás enquanto a loira peituda começou a rir e abraçou Lícia por cima dos ombros. - A-DO-REI.

- A gente tava jogando até 10 e podendo dois toques, mas acho que agora pode ser normal, mas… hnmmm, que que vocês acham de poder usar o pé também? A gente meio que tá treinando também sabe?

- Bem, sem problema por mim, não é como se a tábua ali fosse boa com qualquer um dos dois AraAraAraAra. - Riu com a mão à frente da boca.  Já a morena estalava os dedos da mão fechada na outra mão. - É o que veremos, é o que veremos. - Ela tinha um olhar de quem mataria alguém. - Vamos acabar com elas. - Lícia ergueu a mão e a loira peituda retribuiu o cumprimento batendo a mão uma na outra.

Enquanto isso…. Elas começavam a virar um tipo de atração popular…. Ou talvez devo dizer que uma certa parte exposta havia se tornado.




____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Licia

Créditos : 14
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 21

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptyQui 14 Maio 2020, 17:43


"..................................É algum tipo de sonho né? Ou piada, como assim eu perdi?" O abalo psicológico foi extremamente impactante para minha pessoa, a ponto de eu nem saber lhes dizer como estava conseguindo manter-me de pé. "Dez pontos contra um, que resultado vergonhosamente humilhante para minha pessoa." Atônita e inexpressiva apenas conseguia manter meus olhos focados na bola caída sob a areia indicando o final do jogo, era como se as cores tivessem desaparecido de minha vista, e o mundo ficasse totalmente acinzentado, um resultado tão desigual, antes eu que sequer aceitava deixar que fizessem um ponto, agora provando do amargo sabor de uma derrota humilhante, para uma mera mundana. - Então é realmente assim perder? - Dizendo sozinha com o olhar distante para o vazio existencial, de fato a sensação não era fácil de se digerir, a ponto de nem querer procurar motivos ou inventar desculpas que justifiquem, afinal o placar falava por si só. - Vamos jogar novamente, mais duas vezes. - Iria girar o pescoço na direção de Licia e olhar torto para ela com o rosto inclinado, encarando-a obsessivamente.

E como não poderia estar pior, chegavam duas figurantes desqualificadas se convidando pra jogar. " Quem foi o responsável por jogar milho na areia?" Claro que minha reação inicial seria de enxotá-las para que eu possa massacrar a apressadinha e fazê-la sofrer o triplo do que passei, na verdade seria mais, porém como devo explicar, a outra loira era simplesmente odiosa, com aquele comportamento todo pomposo, e jeito debochado de falar, cheia de arrogância, eu simplesmente fui tomada por uma vontade incontrolável de arrancar aquele sorriso esnobe do rosto dela. - Claro, vai ser divertido. - Mudando totalmente a expressão, estaria com um sorriso encantador e uma feição fofa irradiando doçura e alegria ao falar. "Vou afundar o rosto dessas cretinas na areia." Por trás de tanta amabilidade estaria minha natureza cruel disposta a dizimar as loiras, sim as duas. :3

Não me incomodaria com a prenda escolhida pela loira 1, e sinceramente usar os pés era extremamente bem vindo, quer dizer já basta a humilhação da derrota ridícula, e agora ter de ficar me atirando na areia para salvar a bola… Não, isso não aconteceria. Deixaria que começassem a sacar sem o menor problema, e pouco me importaria com a tal da Joy, não é como se eu esperasse depender dela de qualquer maneira.

>><<

Para receber as bolas não seria muito diferente de antes, eu apenas correria em direção a bola para fazer uma manchete, e rebate-la na direção da morena, reduzindo o impacto para que ela possa levantar para mim, mas se eu não pudesse alcançar a bola para fazer uma manchete apropriada, iria esticar a perna esquerda, e utilizar do pé para fazer a rebatida tentando direcionar a bola para próximo da morena, ou então usaria o braço esquerdo para rebater, se caso eu estivesse me apoiando sobre a perna esquerda, sempre iria amortecer os cortes feitos pela loira 1 e 2, enquanto tento deixar o mais fácil possível para a morena levantar.

Os cortes e saques que eu fizesse também seriam usando o braço esquerdo, focando-me em ajustar o tempo correto de acertar o centro bola no ar, em seguida iria melhorar a pontaria para jogar a bola em locais no campo que estariam mais distantes de ambas e próximos das extremidades da quadra, por fim iria ajustar a força do braço para otimizar os ataques, jogando com força suficiente para que elas não consigam receber facilmente e ao mesmo tempo não jogue a bola após a linha, podendo assim melhorar tanto a força quanto a destreza.

A princípio não usaria de truques baratos e somente me forçaria a aperfeiçoar o lado esquerdo de meu corpo, tentando melhorar as recepções com a perna e braço esquerdos, assim como os cortes e saques com a mão esquerda. Correndo pelo todo o campo a fim de alcançar as bolas sem que eu precise me atirar na areia, e sinceramente se chegar nesse ponto, não, não vou me jogar, dignidade em primeiro lugar. Ah sim, também existe a possibilidade de eu precisar levantar a bola para Joy cortar, nesse caso eu faria usando ambas as mãos, acredito que não agravaria os machucados por ser uma tarefa sem muito esforço físico, eu apenas me ficaria em direcionar a bola para que Joy possa cortar com o mínimo de esforço para marcar pontos, levantando a bola numa altura compatível ao tamanho dela, e mais distante das loiras (mas dentro dos limites da quadra), assim a morena só precisaria acertar a bola, ao menos seria essa minha intenção, e caso a morena seja desengonçada, e acabe vindo desgovernadamente até mim para acertar a bola, eu apenas iria me afastar de sua trajetória deixando a mesma cair sozinha na areia, e se tivesse a oportunidade iria devolver a bola para o campo das loiras com a mão esquerda, mesmo que não seja com um corte, e também estenderia a mão para a morena para puxá-la, ajudando-a levantar-se, caso de fato ela caia. - Não se preocupe com besteiras, apenas precisamos continuar. - Diria esbanjando confiança e doçura a fim de confortar a morena, se a mesma demonstrar algum tipo de insegurança.

Mesmo não aprovando tal idéia que lhes contarei a seguir, ainda é possível que meu tão incrível ser ainda não seja capaz de utilizar do lado esquerdo do corpo com exímia perfeição, e se for o caso tentaria reimaginar as jogadas que precisei fazer até então, para buscar onde estaria errando na coreografia, e nos intervalos antes dos saques e no tempo de pegarem as bolas, eu iria encenar alguns cortes com o braço esquerdo no ar, claro que com velocidade reduzida a fim de compreender com mais detalhes o que estaria errado, também faria mesmo com o braço direito para tomá-lo como base na hora de utilizar o braço esquerdo. Ah sim, isso também valeria para as pernas, para que eu possa imaginar o que estava fora dos eixos no momento de "chutar" a bola com mais precisão quando precisasse recebê-la com os pés, dessa maneira poderia acertar o ritmo e o momento de fazer os passes corretamente nessa dança ainda desarmônica.

>><<

O jogo teria seguido sem qualquer interferência por parte de minha pessoa, porém caso chegue ao "match point" contra minha dupla, o que se considerar o resultado passado, acho bem possível, eu teria de tomar medidas drásticas. - Espere. - Diria em alto e bom tom antes do time das loiras sacarem. - Que tal dobrarmos a penalidade? - Dizendo perversa mente sem conseguir esconder o sorriso maligno da boca. - Ara ara… Peço perdão pela audácia, minha pessoa somente acreditava que as senhoritas possuíam mais coragem, mas aparentemente me equivoquei, por favor continuem. - Diria no caso de algumas delas recusar, fingindo muita modéstia enquanto começo a gargalhar pejorativamente com as costas da mão em frente aos lábios. E claro eu teria de me preocupar com a morena. - Não vamos perder, você está muito nervosa, antes mesmo do jogo começar, pode confiar em mim, nossa grandiosa virada inicia-se agora. - Dizendo calmamente mas com muito ímpeto e um sorriso de determinação (talvez não pelos motivos certos), iria estender minha mão para a morena como forma de cumprimento.

Agora sim o jogo de fato começaria, estando a beira de mais outra humilhante derrota, a sede compulsiva pela vitória dominaria totalmente o interior de meu ser, iria aguardar para que elas iniciassem o movimento do saque para então usar minha primeira carta. - EI! Parece que tem um inseto grudado no seu cabelo! - Exclamando alto fingindo estar surpresa e enojada com a situação, para assim tentar desconcentrar a loira que estiver sacando, e quem sabe garantir um ponto gratuito. E não esconderia o sorriso impertinente com ar de deboche, se caso minha dupla pontue assim.

Minhas jogadas nessa parte do jogo seriam feitas agora usando ambos os lados, pois sinceramente a dor física não me parece nada se comparada ao orgulho destruído. Tentaria receber as bolas principalmente com manchetes, e caso não conseguisse usaria o lado esquerdo do corpo, caso fosse uma recepção menos difícil, usando o lado direito somente em situações extremas, afinal ele vai ter uma melhor utilidade para o decorrer do jogo. Enquanto os levantamentos a princípio seriam iguais, mas eventualmente eu cortaria a bola com o braço esquerdo, após fingir levantar a bola com ambas as mãos como uma finta, e com a mão esquerda jogaria a bola no campo delas.

E a principal diferença seria nos saques e cortes, eu iria exigir bastante de meu braço direito até que a dor não torne inviável a continuar forçando-o, mas só usaria o braço direito para garantir os pontos, e também para lançar a bola bem próximo ao rosto delas (só por capricho mesmo), como no caso de tentarem bloquear ou estarem bem posicionadas para receber, sem essas opções continuaria com o braço esquerdo, afinal preciso poupar o outro para vencer. E nessa parte do jogo também faria o uso de fintas com ambos os braços, fingindo rebater com o direito, e acertando com o esquerdo, além de dar toquinhos leves por cima do bloqueio, além de também tentar bloquear os braços.

E não, não iria me jogar na areia, orgulho, dignidade, arrogância, mesmo a sede pela vitória não é maior do que esses princípios para mim.


Histórico:
 
Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptySex 15 Maio 2020, 13:20




O impensavel, ao menos para ela, havia acontecido. Mesmo que todos os sinais houvessem avançado indicando claramente o desfecho ela não havia acreditado no mesmo até que ele ocorresse em vias de fato. Ela que sempre havia vencido, mesmo em situações completamente adversas, havia agora perdido e não somente isso, havia sido humilhada. Ao menos esta era a sensação que sentia, muito embora sua parceira não estivesse de fato fazendo qualquer tentativa de humilhá-la e estava inclusive sendo compreensiva com sua situação, mas infelizmente sem ser capaz de dar-se conta de quanto aquela experiência era impactante para Kare.


Lícia não percebendo-se do estado lamentável de sua companheira conversava com a nova dupla enquanto Kare questionava-se de maneira existencial….. Bom, pode ser que não seja para tanto, mas vindo dela soa quase como acompanhar o fim dos tempos.


- Tudo bem? - Perguntou novamente sobre a possibilidade da outra dupla jogar junto ao perceber que de vez de lhe responder a morena lhe olhava de uma forma estranha, um olhar faminto e sedento que a loira não era exatamente capaz de compreender, mas que ainda assim causou-lhe um certo desconforto enquanto ela pensava sobre o que seria aquela sensação estranha que percorria a sua espinha.

Dando-se conta de que não mais estavam sozinhas a morena dirigia seu olhar imperioso sobre a nova dupla, toda sua postura até aquele momento perdida retornava e aquela pessoa obsessiva com a derrota que até a pouco transparência sumia como se nunca houvesse existido.

Faiscas invisíveis voaram no ar entre elas, mesmo com sorrisos a atmosfera tornava-se tensa. Uma tensão que ia muito além daquela que havia surgido enquanto enfrentava os piratas, uma tensão que só podia existir quando dois polos iguais e muito poderosos se aproximavam um do outro.

- Uhum. Vamos nos divertir Muito juntas. - concordava a Loira 2 com um sorriso simpático que faziam seus olhos se fecharem amavelmente. Por sorte nenhuma das duas podia de fato ouvir os pensamentos uma da outra….. Por sorte…..

>><<

Inverteram o lado da quadra, Kare agora com seus Alpes a mostra passou a chamar muita, mas muita atenção. Pessoas começavam a se juntar próxima a pequena "quadra" vendedores anunciavam refrescos. E bem, para a alegria de Kara havia mais observadores olhando atentamente em sua direção do que na direção da Loira 2, esta era sua primeira vitória, mas vamos dizer que a competição não estava em termos iguais naquele momento.

Ali a morena podia perceber o olhar desgostoso da loira 2 para esta situação, seus braços estavam cruzados abaixo do busto e batia a ponta do seu pé no chão.

- OLHA O AÇAÍ, AÇAÍ FRESQUINHO.  

Lícia se posiciona. para o saque. - Já tá pronta pra próxima Prenda? - Gritou do seu lado da quadra, Kare levemente abaixada exalava exuberância em seu rebolado preparatória hipnotizante, pois conforme jogava o peso do corpo de uma perna para a outra a plateia dela também balançava junto.

Bom, mas nem tudo era alegria, tinham alguns entre aqueles homens que não viveriam muito, ao menos se sua vida pudesse ser ceifada pelos olhares de suas Namoradas/esposas, alguns mais azarados foram até mesmo arrastados pela areia por suas orelhas para longe….. Um minuto de silêncio para estas pobres almas…..

PRONTO VAMOS AO GRAND PRIX.

>><<

- Porque você não pegou a bola? - Lícia questionava sua dupla. - E me jogar na areia? Hunf… Até parece, é só um ponto, não vai fazer falta. - Dizia de forma arrogante a Loira 2.

O jogo em duplas seguia um pouco mais parelho que o anterior. Lícia ainda mantinha-se na vantagem, porém sua parceira era um tanto quanto fresca no sentido de se esforçar, já do outro lado a Morena 2 parecia estar realmente com sangue nos olhos. Suas bolas eram agressivas e sua boca um tanto quanto suja. Ela, assim como Lícia, não tinha problema nenhum em dar 110% de si para resgatar uma bola mesmo que isso as fizesse rolar na areia. Kare por outro lado estava se esforçando na medida do seu possível, mas ainda perdia muitas das bolas com seu lado esquerdo. Conseguiu salvar algumas com o pé esquerdo, mas principalmente graças ao esforço da outra morena que corria e se jogava para levantar a bola.

Por outro lado Kare dessa vez conseguiu garantir alguns pontos com bloqueios não só por ser mais alta, mas também por suas habilidades nesta área serem melhores que em outras que tentava.

Do lado de fora algumas pessoas apostavam em quem venceria, mas de onde estavam era impossível saber quem estava se saindo como favorito ali.

13x9
13x10
14x10
14x11

23x22
23x23
24x23…. - Lícia havia cravado uma bola cheia de raiva na quadra delas.

Suor tornava seus corpos brilhantes, o sol começava a se por, mas ainda teriam ao menos 1h boa de sol.

- Haha, ta no pápo. - Lícia que iria sacar, no entanto Kare não poderia aceitar aquilo, não, não havia chance de perder duas vezes no mesmo dia… Fodasse o treinamento, fodasse as regras, fodasse o jogo limpo, ela simplesmente não aceitaria perder…

Lícia franziu o cenho ao ouvir sua companheira pedindo para dobrar a aposta com um tom exacerbadamente confiante. - AraAra, parece que alguém ai está surtando. - Comentava Eliane. - Ei, ei, ei, ei, você ta maluca? É Math pra elas…. Se fosse ainda a Eli sacando…. Mas é aquela magrela….. - Retrucava Joy para assustada com a ideia de Kare.

No entanto Kare estava determinada e confiante…. - Se perdermos é bom você assumir a responsabilidade…. Mas eu confesso que quero acabar com aquela peituda. - A morena 2 se enchia de sede de sangue.

- Certo então… - Lícia havia mantido a posição pronta para sacar até aquele momento abandona sua postura e fica ereta novamente. - Se é assim acho que tenho que jogar séria. - Afastou-se da borda da quadra. - Oi… Licencinha? - Pedia aos espectadores que estavam atrás. - É bom não se arrepender. - também estava confiante e então arremessou a bola para o alto.

- Os seus seios estão meio murchos. - Eliane respondia para Kare no mesmo tom, mas a conversa não tinha tempo de prosseguir, pois Lícia corria e saltava em direção a bola.

O Saque vinha com força e rápido e era recebido por Kare que percebia não ter chance de brincar naquele momento, agora com a perna direita conseguia jogar a bola para a morena 2 com precisão muito mais evidente.

24x24… Kare cortava com sua mão direita na direção da Loira 2 que se esquivava da bola. - EIII, ta querendo acertar meu rosto? Fique sabendo que é um patrimônio da humanidade e você teria que pagar muito caro queridinha.

- HAHAHA, TOMA ESSA VADIA. NÃO VAI CHORAR QUANDO PERDER. - Lícia apenas olhava para Kare e sorria, inclusive dando-lhe um aceno, parecia ser a única imperturbável ali, muito embora ainda assim estivesse jogando sério. Olhá-la ali relaxada talvez pudesse também ajudar Kare a perceber o que estavam fazendo…. Ou talvez não, afinal naquele momento era questão de Honra.

24x25…
25x25…
26x25
26x26…
27x26…
27x27…

35x34…

37x38….

A plateia já olhava para elas com surpresa, mas neste momento nenhuma delas dava-lhes muita atenção. Seus corpos estavam fatigados já, mas cada uma agora começava a se esforçar cada vez mais, mesmo que duas delas ainda dentro de certos limites, pois para ambas rolar na areia era algo inadmissível.

- AraAra, você está toda descabelada Queridinha. - Dizia a Eliane para Kare. Aparentemente nenhuma das duas podia suportar a existência da outra…. Mas quando havia sido que a parte de cima do biquíni de Eliane havia escorregado para o lado deixando seus seios amostra?

40x40…. As pernas de todas as quatro tremiam, seus ombros doíam e suas respirações estavam pesadas. Suas gargantas secas e sem fim aparente para o jogo. Algumas pessoas haviam ido embora, principalmente as com crianças, pois já escurecia.

- Acho que isso é um empate. - Disse Lícia contente. - O que vocês acham? …. Ela não parecia estar com sorte. - Você tá maluca? Nunca que vou aceitar empatar com aquelazinha ali. - Com seu nariz empinado apontava para Kare. - ME DÓI ADMITIR, MAS EU TAMBÉM NÃO ACEITO EMPATAR COM VOCÊ MAGRELA. -... - Oi? Que que eu fiz? - Lícia apontava para si mesma surpresa e depois olhava para Kare expectante.

A morena também sentia seus ombros doente, bem como alguns dos ferimentos devido ao esforço prolongado. - Não depois de todo o esforço que fiz pra carregar essa aqui. - Joy apontava para Kare insinuando o quão mal a mesma havia jogado durante mais da metade da partida. - Você passou o jogo todo jogando com o lado esquerdo…. ARGG, isso me enlouqueceu. .






____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Licia

Créditos : 14
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 21

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptySex 15 Maio 2020, 17:13


Não nego que senti-me deveras contente com toda a aclamação do público incapaz de desviar os olhos cheio de admiração para minha pessoa. Ah sim, verdade, a loira 2, não poderia sentir mais pena dela por tomar posse de todos os holofotes para mim, deixando-a ofuscada, ao menos combina com o cabelo desbotado dela. Mas devo lhes confessar algo, minha ilustre pessoa não é capaz de ficar envergonhada ao expor tais monumentos provavelmente forjados pelos deuses da beleza e perfeição, o problema é que isenta de vestimentas seria impossível conviver com os mundanos, por não serem capazes de se concentrarem em outra coisa, mas claro que não posso culpá-los por reconhecerem algo verdadeiramente esbelto, mas é por tal nobre motivo que me vejo obrigada a cobrir tanta magnificência.

>><<

Quarenta pontos contra quarenta, ok, essa partida despretensiosa está durando muito além do que minha pessoa imaginava, e mesmo não gostando do desenrolar eu iria suspirar um pouco desapontada com os olhos fechados devido ao tédio e também ao cansaço. - Também desaprovo um empate como resultado. - Com as mãos parcialmente fechadas acima da cintura e fitando ambas as loiras diria com ar de desaprovação e desgosto pela idéia de interromper a partida no meio. Porém considerando a falta de vontade por parte da apressadinha em prosseguir eu tento contornar a situação, mas antes aproveito para acender nelas uma chama ainda mais competitiva. - Eu realmente gostaria de pedir desculpas por ter sido um estorvo durante grande parte da partida. - Dirigindo a fala para morena enquanto aparento estar arrependida. - Mas se fosse diferente, vossa pessoa e a SENHORA desbotada ali. - Aponta para a loira 2. - Necessitariam de jogar juntas contra mim, e assim talvez pudessem sonhar em marcar algum ponto. - Dizendo tediosamente como se não vencê-las fosse algo insignificante.

Se dupla de desqualificadas ficassem ofendidas por minha provocação inocente, eu simplesmente daria de ombros e começo a caminha em direção a loira dois, estando ainda com uma das mãos na cintura, de ombro aberto e peito orgulhosamente estufado, eu iria empurrar a loira 2 para trás mas sem usar as mãos, a confrontando abertamente e esperando que ela retribua a afronta direta. - Mas convenhamos, este palco está totalmente inadequado para uma disputa, vamos remarcar essa partida, e fazer direito, um jogo de 3 sets, daqui a 2 dias às 14 horas em ponto, assim vocês terão algum tempo de se prepararem para a derrota, e também é tempo do público se reunir. - Sorrindo cheia de confiança e com um olhar provocativo encaro fixamente a loira desbotada, aproveitando para "peitá-la" mais vigorosamente. - Mas eu entenderei se vossa pessoa estiver amedrontada com o do vexame em frente a platéia. - Dizendo bem fofa e meiga, apenas para soar mais irritante, antes que a loira 2 respondesse a proposta, afinal se ela for mesmo orgulhosa quanto parece não iria recusar após tal audácia de minha pessoa.

Caso Eli concorde com a oferta/desafio, eu iria me certificar de atiçar o público a vir nos assistir, afinal escutar os aplausos a aclamação dos fãs após massacrar ela deixaria a vitória mais apetitosa, e para isso eu iria deslizar a mão pela cintura de Eli parando com os dedos tocando logo acima da parte debaixo de seu biquíni e a iria puxar ela para mais perto enquanto coloco uma perna entre as dela, e com a outra mão aponto na direção do espectadores virando o rosto também na direção deles. - Vocês escutaram? Essa partida foi adiada em dois dias no início da tarde, se desejam ver como esse confronto termina não se esqueçam de avisar aos seus conhecidos, e organizem suas apostas para o time vencedor. - Diria imitando uma locutora anunciando um evento esportivo, com a voz carregada de ânimo a fim de empolgar os ouvintes além do apelo visual. - É melhor estar preparada para engolir areia loira oxigenada. - Sussurrando baixinho apenas para Eli escutar, enquanto sorrio amorosamente e aceno para os fãs. Mas se a loira não aceitasse a proximidade apenas iria fazer o anúncio sem o apelo visual, uma pena para os fãs. **Dando de ombros**

Aproveitando também a proximidade com a loira 2, eu iria terminar de fazer o anúncio para pregar uma travessura nela, cravando os dedos na parte debaixo do biquíni eu iria puxá-lo para cima até onde conseguisse, sem esboçar um pingo de piedade enquanto fico rindo diabolicamente, então soltaria o biquíni após ele estar devidamente atolado, e me afastaria rindo com a mão na frente da boca sem querer dar chance para que o mesmo ocorra com minha pessoa, após ter desmoralizado a loira desbotada. E se por essa pequena brincadeira ingênua a loira 2 perdesse a compostura e viesse raivosa em minha direção, eu me manteria imóvel até ela estar bem próxima, então subitamente me afastaria um passo, aproveitando para dar um toquezinho com a ponta do pé em seu pé de, então me iria belamente embora enquanto aceno de costas para ela sem nem me dar o trabalho de virar o rosto. E no restante do dia, eu somente iria querer descansar, e repor as energias perdidas após a longa partida de vôlei, também escutaria Vick se ela tivesse algo a dizer sobre a venda do barco.

>><<

Durante os dias eu iria aproveitar a piscina, a praia para relaxar, e se os ferimentos estivessem fechados eu também tomaria alguns banhos de sol sentada cheia de glamour sem a parte de cima do biquíni para não ficar com marquinha de bronzeado, também tomando bons banhos de banheira e podendo dormir em uma cama decente, e bom… eu e a apressadinha juntas sozinhas num quarto confortável, imaginem por vocês o que poderia acontecer. Além de claro me hidratar bastante e ficar bem alimentada. E no caso também delas não terem aceitado a partida eu apenas aguardar-ia em Lvneel até Vick conseguir uma maneira de transporte até a Grand Line.

E claro também aproveitaria para aprimorar o lado esquerdo, já que comecei esse processo, e para isso manteria as táticas do vôlei por enquanto, treinando saques e cortes, seja sozinha ou com a apressadinha se ela estivesse disposta a me ajudar, ficaria repetindo os golpes na bola com a palma da mão, a fim de aperfeiçoar o "timing" e também a precisão com o braço esquerdo, tentando acertar bola em locais desejados, e quando minha precisão estivesse aceitável, eu me ficaria em aumentar a força dos saques, para acertar nos mesmos lugares com mais velocidade e potência, mas sem abrir mão da precisão. Aperfeiçoando também a perna direita, tentando fazer chutes por cima da rede de vôlei, também mirando acertar em locais específicos, usando diferentes partes do pé para tal tarefa, calcanhar, lado, frente, mudando também a maneira de "chutar" para melhor se adequar a região do pé usada no momento de acertar a bola.

E se a apressadinha se dispusesse a jogar/treinar junto de minha pessoa eu pediria para ela arremessar bolas difíceis propositalmente, tanto para mim bloquear ou cortar, com o lado esquerdo do corpo. Assim poderia me aprimorar em diferentes situações e com posições difíceis de realizar tais jogadas com excelência utilizando da perna e braço esquerdo, me esforçando bastante para chegar até essas bolas difíceis sem a necessidade de atirar meu lindo corpinho nesse chão arenoso. E também aceitaria sugestões por parte da apressadinha para alguma modalidade diferente ou algum outro jogo que ela queira praticar.

>><<

Passando-se os dias até a partida "oficial" (se houvesse sido aceita pela loira 2), eu chegaria na quadra de areia faltando alguns minutinhos para o horário combinado, aproveitando esse tempinho para obviamente garantir o apoio dos fãs, acenando e dando algumas piscadas para eles, mantendo sempre um semblante contente e cheio de confiança. - Obrigada pelo incentivo meus amores, não se esqueçam de torcerem com todas as forças. - Iria jogar o cabelo para trás do rosto enquanto balanço a cabeça deixando eles balançarem, então daria um beijinho na ponta dos dedos médio e indicador para logo em seguida assoprar o beijo na direção dos fãs, enquanto "sem querer" dou uma empinadinha.


Histórico:
 
Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptyDom 17 Maio 2020, 08:59




Lícia torceu a boca quando ouviu que Kare também não estava contente com o empate, provavelmente imaginando que sua amante também iria querer teimosamente continuar jogando aquele jogo até que um dos lados perdesse. - AraAra, veja só quem está se achando mais do que é. - Hahahaha, você sozinha contra nós duas? Quem ia precisar sonhar em marcar ponto é você. - Eu poderia acabar com você enquanto tomo um chá gelado.

Lícia não muito interessada na briguinha havia recolhido a bola e caminhado na direção da borda para junto do público onde lhe deram um picolé que ela agora chupava enquanto conversava amistosamente com o vendedor.

Kare vendo que os peixes provavelmente havia mordido a isca se dirigiu na direção de Ele que a vendo avançar avançou também com seu sorriso prepotente…. Muito embora ambas estivessem levemente descabeladas e suadas o que no contexto certo só deixava tudo melhor…. Biquinho contra biquinho, com os olhos na mesma altura e o mesmo nariz arrebitado apontando para cima elas se encararam. - Querida, nem em 1000 anos eu teria como perder pra alguém como você, então é melhor ficar preparada para a sua derrota. - Peitavam-se, todavia por ambas possuírem bons amortecimentos o público ia ao delírio, percebendo o que estava por vir.

- Ei… o jogo também vai ser com vocês nuas? - perguntou um adolescente ousado com os hormonios em furia, o que o fez receber um tapa na nuca de um senhor mais velho ao seu lado.

- Nem em sonhos eu teria medo de você. - Empurrou o peito contra Kare e recebeu o empurrão de volta na mesma medida.

Como espelhos elas agiram naquele momento, provavelmente algo advindo de suas personalidades similares. A perna de Kare moveu-se para o meio das pernas de Eliane, assim como a dela moveu-se para o meio das de Kare deixando ambas ''cavalgando'' com seus quadris grudados e agora com os bustos levemente afastados onde uma virou seu tronco para cada lado enquanto abraçavam-se segurando-se no quadril uma da outra.

- Não esqueçam de chegar cedo para garantir os melhores lugares. - Completou a loira e maliciosamente acrescentou. - Tenho certeza que não vão se arrepender. - Nesse momento ambas novamente tinham a mesma ideia agarrando a calcinha uma da outra e puxando-a para cima e o que era uma tragédia para cada uma delas era o delírio do público…

- Simplesmente não há forma nenhuma de você fazer isso. - soltaram-se afastando-se imediatamente alguns passos, mas com nenhuma delas fazendo qualquer coisa para se ''desatolar'', afinal este seria um ato mundano de mais e as faria admitir estar incomodada por algo que a outra havia feito. Assim então encontrava-se com uma porção ainda maior de suas bundas lindas e perfeitas expostas e também com um pouquinho de ventilação na parte da frente.

>><<

- Desculpe… - O público havia se dispersado animado, a outra dupla havia indo embora e agora Lícia se desculpava para Kare. - Peguei pra você. - Esticou um picolé, para a morena. - Era só pra nos divertimos…. Não achei que viraria uma competição.

>><<

Vick havia retornoda já a casa quando elas voltaram, as coisas, devido aos empregados estavam feitas e a janta servida logo após terem se banhado. Vick ainda não havia conseguido vender o barco, mas relatou ter conseguido um contato para o dia seguinte, então informou que sairia de novo. Também disse que navios para a Grand Line eram um pouco difíceis e que talvez demorasse um pouco para achar um. - Eu tenho certeza que você tem se esforçado um monte Vick, você deveria relaxar um pouco mais. Porque não pega uma praia com a gente? - Lícia a convidava cheia de segunda intenções, as quais eram: Não ache um barco para a GL. - Irei vender o barco amanhã Senhorita, mas… - Vick parece um tanto pensativa. - Tentarei Senhorita. - Lícia sorriu. - Ótimo. E compre algo pra usar na praia. - Como imaginei que isso poderia acontecer eu já comprei Senhorita. - …. Áh…. - Lícia ficou sem resposta. - Só o quão precavida ela é? - Olhou para Kare enquanto perguntava. [/color] - Com conversar assim o jantar prosseguiu e depois dele foram ''dormir'', ainda que aquela fosse uma noite bastante agitada.

E bem…. As mãos de Lícia estavam ainda mais macias que das últimas vezes, mas Kare a havia visto passando cremes depois do banho. Enquanto no quarto: - Agora que estamos aqui sozinhas. - Lícia pegou a mão esquerda de Kare e chupou-lhe os dedos umedecendo-os. - Porque não pratica. - chupou-os denovo. - Sou toda sua para esse treino. ... - Podemos fazer uma aposta se isso te motivar. - Ela brincava com fogo louca para se queimar. - Se você me fizer gozar eu faço o que você quiser, se não conseguir você faz o que eu quiser, mas tem que ser algo que dê pra fazer agora e aqui.

>><<

Lícia obviamente não havia se negado a ajudar Kare, mas também não sabia se a morena devia treinar apenas no vôlei, mas como haviam marcado um jogo competitivo referente a isso ela não levantou objeções. Talvez isso não fosse dar a destreza completa ao lado esquerdo de Kare, mas ensiná-lo um movimento especializado e assim embora não se tornasse realmente um braço completamente funcionar seria bom o suficiente para o jogo.

Bronzeamento, nados na piscina, treinos no volei….. Lícia também havia comprado biquines novos de um vendedor que havia passado na praia empurrando uma grande ''arara'' cheia de peças expostas, afinal não poderia usar o mesmo biquíni todos os dias na praia. Kare também havia recebido um novo, desta vez um vermelho bem chamativo.

Lícia também a convidara para jogar um pouco de peteca dentro do mar em um dia que as ondas estavam calmas. Os ferimentos de Kare cicatrizavam bem e logo poderia tirar os pequenos pontos que Vick havia optado por deixar.

Neste primeiro dia a empregada não havia aparecido, mas no dia seguinte, vestindo um maiô ''sugestivo''

- O que as Senhoritas estão fazendo? - Perguntou ao chegar e vê-las jogando voley, mas não era a isso que ela se referia e sim ao treino. - Kare tá querendo treinar a esquerda. - Vick arrumou o óculos. - Permita-me ajudar Senhorita Lícia. …..

….

Naquele dia a noite no quarto havia sido silenciosa, Kare precisou apenas encostas na cama para dormir e Lícia apenas a olhava um pouco espantada e com uma promessa silenciosa de nunca ser treinada pela Vick.


>><<

Tendo descansado bastante na manhã do dia do jogo elas chegaram a praia faltando uns 15 minutos mais para o jogo, havia a incrível quantidade de mais de 200 pessoas para assistir e bem, elas haviam visto os preparativos, mas não imaginavam que a arquibancada ia ficar daquele tamanho, alias… PORQUE DIABOS ELES FIZERAM UMA ARQUIBANCADA?

Antes de chegar até a plateia ela foi abordada por um jovem.

- ÓIA, ÓIA. Se não é a bela senhorita. Que maravilhosa ideia que a Vossa pessoa encantadora teve. Óh, meus modos. Me chamo Estaramares, sou um comerciante e não pude deixar de investir nessa grande ideia que a senhorita teve. Então? O que achou, sei que é uma infraestrutura modesta nada compatível com a grandiosidade de vossa pessoa, mas tentei o meu melhor nesses dois dias.

Bem, Kare provavelmente não ficaria satisfeita, afinal nada era bom o suficiente para elas, mas… Realmente era uma grande arquibancada, a quadra estava bem marcada a rede havia sido trocada. Havia um juiz sentado em uma cadeira elevada. Vendedores transitavam pela arquibancada já cheia e algumas pessoas ainda aguardavam na fila para entrar e…. Estavam cobrando ingressos….

Havia até mesmo gandulas para pegar a bola e duas jovens bonitas segurando toalhas próximo ao que pareciam ser bancos para descanso das duplas.

Estaramares caminhava ao lado delas as acompanhando para dentro da quadra. - Podemos esperar algum outro atrativo extra hoje? - expectante ele olhou para Kare, depois para Lícia e então para Vick que as acompanhava. - Tenho certeza que isso motivaria muito as apostas do público.

>><<

Entraram na quadra, Kare acenou e mandou beijos para as pessoas. Alguns vendedores até mesmo vendiam camisetas com estampas dela…. Bom, nas estampas havia apenas os seios dela e em outras os seios da loira oxigenada, ainda assim pareciam fazer bastante sucesso. - Isso não… É… hnmmm. Um pouco demais?

>><<

A ''dupla'' adversária chegou não muito depois, menos de um minuto para falar a verdade e Estaramares também correu para cumprimentá-las como um verdadeiro empreendedor. A loira fazia uma entrada muito parecida com a de Kare, mas um pouco mais apelativa onde até mesmo ameaçou abaixar o biquíni novamente para o delírio do público.

Junto a dupla também vinha uma outra garota, esta parecia mais jovem, mas era magra e alta e também vestia maiô. Seus cabelos eram ruivos.

- Achei que não lhe encontraria aqui. - Cumprimentou a loira com ar de deboche.

>><<

- Este jogo terá regras próprias. - Começou o juiz que ficou em pé sobre sua cadeira elevada. - Especialmente para este não só será permitido o uso das mãos, como também dos pés. Todavia apenas do joelho para baixo. A partida é dois contra dois, mas é possível fazer substituições. Quando a primeira dupla marcar 15 pontos a partida terá uma pequena pausa e também a inversão de lado da quadra. Ademais respeitem a minha arbitragem. Agora, se comprimentem e vamos começar.

- OLHA O CACHORRO QUENTE. - Ouviu-se o grito da arquibancada.







____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Licia

Créditos : 14
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 21

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptyDom 17 Maio 2020, 16:06


- Hunpf! Desistindo assim depois do que fez comigo, da próxima vez melhor é assumir a responsabilidade… - Com o nariz empinado e braços cruzados repreendo a loira pela atitude tão desleal de ter abandonado-me desamparada, então lentamente abriria um olho na direção do que estava nas mãos de Licia, sem conseguir disfarçar o interesse, então desvio o olhar para a face da apressadinha. Mas antes de apanhar o picolé iria envolver a loira pelo ombro e com a mão livre gentilmente segurando o rosto da apressadinha iria beijá-la, terminando com uma mordiscada no lábio inferior. - Eu prefiro sentir esse sabor. - Dizendo de maneira travessa, sem especificar se estaria falando do picolé que ela havia escolhido ou de seus lábios, e durante o beijo eu teria movido a mão que estava no rosto dela para afanar o picolé, então me afastaria colocando o picolé e esboçando um sorriso brincalhão.

>><<

- A apressadinha não está errada, de qualquer maneira não vejo como algo ruim aproveitarmos um pouco antes de seguir viagem. - Diria casualmente após ficar alguns instantes pensativa para tirar algum possível preocupação de Vick em relação ao tempo que ela precisaria para conseguir passagens e se livrar do navio. E o traje de banho, eu não poderia simplesmente ignorá-lo. - Ara ara… Você o escolheu por conta própria? - Perguntando curiosa com a resposta, mantendo o dedo indicador abaixo da boca. - Você se saiu bem de qualquer maneira, acredito que seja uma vestimenta apropriada. - Dizendo em tom elogioso apesar de não parecer muito… Mas bom, tudo bem que o traje de praia de praia escolhido por Vick possa não ser de minha preferência, mas somente por ela ter se disposto a comprar com o mínimo de filtro estético já me dá alguma satisfação. "Acredito que posso chamar este ato de progresso?"

>><<

- O que minha pessoa desejar. Kukuku...- Não esconderia o sorriso maligno estampado em minha face. E definitivamente não pouparia esforços para fazer a apressadinha chegar ao clímax desta cena, claro que dentro das limitações propostas pela mesma, utilizando de todo o conhecimento adquirido em relação ao corpo de minha ajudante para estimular precisamente certas regiões, replicando os mesmos toques onde acredito que ela sentiria-se mais excitação com o treinamento, e também iria apelar um pouco se fosse necessário, degustando os dois sorvetes chupando-os e mordiscando as cerejas, mesmo que possa ser uma leve trapaça, acredito que a apressadinha não iria reclamar. Só espero não me arrepender dessa aposta. Mas caso eu ganhasse ela teria de ficar obedientemente de joelhos e com as mãos sob o colchão, enquanto iria me refestelar no sorvete de cereja com direito a cobertura extra, até que ela não pudesse mais se aguentar erguida, revezando as mãos para distribuir tapas numa quantidade generosa nas polpas e devorando-a de maneira insaciável. "Eu avisei que estou tentando lhe domar." Me satisfazendo com a visão da apressadinha caída, iria aninha-la confortavelmente em meus braços com um beijinho na bochecha. - Boa noite Apressadinha.- Iria sussurrar com uma doce voz, então iria acariciar o rosto e cabelo dela para deixá-la dormir.

Em relação ao treino da Vick… Prefiro não comentar… Foi como ter ido para um local pior que o próprio inferno…Só de lembrar sinto um arrepio na espinha e minhas pernas tremerem com todo o horror e tormento que Victória, a Malvada é capaz de causar...

>><<

- Poderia ter contratado alguém para narrar o jogo, acredito que os torcedores ficariam mais eufóricos assim, mas talvez seja apenas minha pessoa sendo muito exigente, e sobre a partida… Diga para apostarem quantas vezes a bola irá acertar no rosto daquela esnobe, ou então quantas vezes ela irá cair de face na areia. - Diria com um ar mais leve, sem ser arrogante em relação às preparações do organizador, afinal eu tenho um leve fraco por bajulações, mas seria bem audaciosa me referindo sobre a proposta da aposta. "Não acho que elas iriam concordar com algo tão sem pudor igual foi da última vez." Pensando a respeito de Vick e Licia. Mas vendo-o ir igual um cãozinho atrás da loira desbotada me faria apenas suspirar aborrecida. "Francamente, nota-se que ele não tem o mínimo de bom gosto. -

- Você realmente veio, por acaso anseia tanto assim sofrer um vexame na frente dessa platéia? - Cumprimentando educamente a loira oxigenada iria esboçar um sorriso "fofamente" irritante. - Por acaso vossa pessoa precisa de um traje de banho mais reforçado para conter essas coisas flácidas e caídas? - Comentaria fingindo estar surpresa com a parte de cima do biquíni dela caído, associando ao fato dos peitos dela serem caídos e não que ela tenha feito propositalmente para ganhar algumas migalhas de atenção, o que por si só já é deprimente….

>><<

Assim aguardar-ia o juiz decidir jogar uma moeda para decidir quem começa sacando, apesar de ter simplesmente ignorado o que ele havia dito, pois eu estaria encarando a loira fixamente imaginando inúmeras possibilidades para fazê-la perder toda aquela pose irritante de donzela prepotente. Em outras palavras, vou foder com a cara dessa vadia. ^~^

Dado o início do jogo a princípio eu estaria praticando tiro ao alvo, e como objeto de treino seria uma certa platinada, focando todos os saques e cortes e com a mão esquerda nela, mesmo que não fosse mirando no rosto, eu jogaria próximo dela de propósito, para vê-la correr de um lado para outro, até perder a pompa e compostura desagradável, mesmo que ela estivesse distante em algum momento ou com alguém na frente ainda sim iria mirar nela, afinal além de ser um treino de pontaria é uma ótima maneira de me entreter pessoal. Mas se ela viesse a bloquear meus cortes, eu daria um toquinho na bola para jogar por cima dos braços dela, porém exagerando na altura propositalmente, para dar tempo dela cair na areia e tentar apanhar bola. - Ara ara… A nanica desengonçada está tendo dificuldades de apanhar uma simples bola de vôlei? Talvez eu tenha superestimado vossa pessoa. - Mentiria assumindo toda a culpa por ter criado muita expectativa em relação a loira desbotada, mas seria apenas para incentivá-la a se esforçar desnecessariamente. E esperando que ela venha a fazer o mesmo eu me afastaria até o fundo da quadra toda vez que ela sacasse, fingindo estar distraída com o público, acenando e sorrindo para os torcedores, ignorando-a por completo, e esperando que ela tente me acertar, neste caso acredito que meu lindíssimo rosto seria o alvo da loira desbotada, então simplesmente iria me afastar um passo da trajetória da bola, enquanto belamente iria arrumar os cabelos atrás da orelha com as mãos, como se quiser seduzir o público e não esquivar da bola. Ainda aproveitando para recolher a bola um pouco devagar, arrebitando "sem querer" o quadril na direção dos fãs, para poder ganhar mais aclamação e deixar a senhora desbotada mais raivosa.

No mais eu faria recepções normalmente, se as bolas fossem jogadas próximo de mim eu faria manchetes para jogá-la na direção da levantadora, mas se eu precisasse me esforçar para receber, eu correria até a bola e então usaria o pé esquerdo para amortecer a bola e fazer as devoluções de maneira satisfatória. Se eu tivesse de levantar a bola para alguém cortar, mesmo desaprovando a idéia de não acertar a vagabunda platinada marcar pontos, eu faria os levantamentos normalmente, tentando ser sempre o mais precisa possível e deixar a apressadinha numa posição privilegiada para mirar na cara da puta desbotada marcar pontos.

No mais eu manteria essa estratégia pelo menos até o término do primeiro, se estivéssemos ganhando, eu continuaria, mas se minha dupla perdesse o primeiro set, eu teria de mudar de estratégia, e começaria a focar os cortes nas aberturas do campo, onde a dupla adversária estivesse mais afastada, e também teria de jogar menos despreocupadamente usando também do lado direito do corpo para fazer jogadas com melhor precisão.

>><<

Ok, agora vamos falar do que realmente importa, durante as pausas minha pessoa não poderia ficar simplesmente sentada aquecendo o banco, claro que eu preciso receber mimos e mordomias enquanto poupo meu belíssimo corpo da fadiga, e para isso eu iria até próximo do público, onde meus fãs estariam localizados. - Ola meus tão privilegiados adoradores, entre vocês existe algum massagista profissional? - Não iria explicar a razão da pergunta e não deixaria minha intenção transparecer, apenas aguardando por uma resposta positiva. - Ótimo, por gentileza entre no campo e fique comigo no banco. - Se eu recebesse mais de uma resposta positiva, iria escolher o que me parecesse mais agradável aos olhos, ah não ser que tenha algum baixinho bigodudo, neste caso eu escolheria ele, devido a uma experiência anterior ridiculamente prazerosa… E claro não poderia ser egoísta e só permitir que um dos fãs tenha a honra de me fazer companhia, neste caso eu escolheria no mínimo mais dois que me parecessem bem bonitos, principalmente para fazer inveja na tábua platinada. - Ei, você! Como se chama? - Aponta para algum bonitão na arquibancada. - Poderia me trazer algum suco? Com toda essa movimentação e calor, eu fiquei bastante desidratada e não estão me dando nada para beber, se vossa pessoa pudesse me fazer essa gentileza eu ficaria extremamente grata. - Diria me fazendo frágil e assim iria atiçar o senso heróico e cavalheiresco nesse fã. - E você? - Aponta para outro cara gato no público. - Tal calor tão abrasivo está arruinando meu fôlego, será que um cavalheiro tão forte e viril quanto vossa pessoa não poderia me abanar? Caso contrário eu posso ficar com falta de ar e acabar desmaindo. - Dessa vez além do papel de donzela desamparada iria puxar um pouquinho a alça do biquíni para cima, como se ele estivesse me sufocando, e fazendo minhas ferramentas persuasão balançarem um pouco.

Se tudo ocorresse bem, eu ficaria bem plena sentada no banco, recebendo suquinho na boca e sendo abanada enquanto recebo uma massagem expendida, a fim de ficar totalmente revigorada para o jogo. E se houvessem mais caras gostosos e gentis na platéia eu deixaria que mais dois deles entrassem, um para ficar me dando frutas na boca e para enxugar minha boca com uma toalhinha enquanto desfruto das regalias. E claro que também iria mimá-los um pouco, passando a mão bem devagar pelos possíveis abdômens definidos, os arranhando superficialmente de levinho, fingindo que minha mão iria descer até a sunga… Ok, é só pra deixar a loira desbotada ainda mais revoltada, eu admito, tá bom?


Histórico:
 
Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Furry
Game Master
Game Master
Furry

Créditos : 62
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptyDom 17 Maio 2020, 18:38




- Os dois são de morango. - Ela respondia com um sorriso novamente erguendo o picolé para sua companheira pegar.

>><<

Talvez Kare deve-se chamar de alto de auto preservação Vick ter optado por comprar ela mesma sem a necessidade da interferência de Kare.

>><<

-.... Boa noite, mas…. Será que vou poder usar biquini amanhã? Você me deixou com a bunda toda vermelha. - Lícia inclusive massageava sua pobre bundinha que havia sido tão duramente agredida pela malvada Kare. - Mas foi bom. - Completou para não parecer que só reclamava. - Mas você sabe que vai ter volta né? Muahahaha. - fingiu uma risada malévola baixinha antes de se aninhar nos braços de Kare para dormir.

>><<

- Não se preocupe com isso Senhorita, eu mesmo narrarei o jogo, só vim recebê-la antes e se me permite, a Senhorita tem espírito, providenciarei essas apostas agora mesmo.

Então o respeito inicial que o comerciante havia conquistado ao ir cumprimentá-la e bajulá-la logo foi perdido quando o mesmo se dirigiu até a loira 2 para fazer o mesmo, mas o que ele poderia fazer… Como ''anfitrião'' era dever dele recepcionar as participantes do show.

- Meu amor, mesmo se eu estivesses completamente nua não iria ter nada flácido aqui, diferente dessas coisas que você chama de peitos. - Estavam frente a frente com faíscas voando entre seus olhos, nesse momento o comerciante antes conhecido começava seu anúncio falando através de um den den mushi transmissor em uma banquinha com sombra na lateral da quadra.

Ele estava movimentando as apostas inclusive incluindo aquelas sugeridas por Kare, mas havia outras estranhas também, como quantas vezes Kare cairia sentada de Bunda na areia e quantos pontos ela perderia jogando a bola pra fora.

O jogo então começou, a bola havia ficado com a dupla Kare e Lícia, mas…. Porque a loira não estava na quadra? No lugar dela estava a ruiva magra e alta que usava um maiô que só tornava ainda mais evidente seu corpo seco, já Eliane estava…. Dando autografos nas camisetas que havia seus seios estampados….

Bom, isso certamente frustrava os principais planos de Kare sobre sua prática de tiro ao alvo, ao perceber que Kare havia lhe olhando a Loira virou-se dando um acenozinho com a pontinha dos dedos enquanto sorria debochadamente.

Pelo bem, ou pelo mal isso havia sido bom para Kare, pois agora sem o foco em sua vingancinha se via obrigada a se concentrar no jogo. Lícia estava levando a sério também e desde o início sacou jogando a bola para o alto, mas…. De onde havia saido aquela ruiva?

A magrela era um tanto anormal, saltava alta e seus cortes tinham uma força ridícula se comparada ao seu físico magro, mesmo nos bloqueios onde Kare tentou jogar a bola com um toquinho sobre ela a mesma conseguia pegar a bola com facilidade usando o pé para ''passar'' a bola para Joy antes de se posicionar novamente para cortar com força o que ameaçava a segurança das unhas de Kare. Seus olhos eram sérios e ela não sorria e nem sequer dava bola para as palavras de Kare olhando-as somente como se fossem algo que precisava ser destruído.

- Gostou da minha prima Ema? - A morena 2, Joy, perguntou a certa altura quando estava na frente da rede junto a Kare e Ema preparava-se para sacar. - Ela é um pouco competitiva.

- AAAAAACCCCCCEEEEEE. É UM ACE. - Lícia havia se atirado, mas não havia conseguido receber o saque de Ema o que lhes dava um ponto de saque e deixava a partida 12 a 6… É… A ruiva havia desbalanceado as coisas.

O lado bom é que Kare havia conseguido marcar alguns pontos de esquerda, mas a sua eficiência ainda era menor do que com a direita. - Eii, Tempo. Vick entra um pouco. - Lícia batia a areia do corpo ao se levantar. - Se não for assim ela vai acabar com a gente, vamos ter que ir trocando. Acho que A Eli não vai jogar tão cedo. - A loira platinada estava agora sentada de pernas cruzadas embaixo de um guarda-sol sendo abanada por um jovem adolescente enquanto bebia um refresco em um canudinho.

Vick conseguiu receber a bola e quando atacou deixou Joy a ver estrelas com o corte indo diretamente contra a cara da morena que não teve reação suficiente para se defender. Ela certo que Lícia também conseguia cortar forte, mas ela não era alguém habituado ao combate como Kare e Vick que tinham seus corpos treinados em situações mais perigosas.

Com a entrada de Vick o jogo havia equilibrado um pouco, a empregada era boa em servir como também em atacar e a sua entrada havia feito com que a rotação delas ficasse invertida, então Vick atacava quando a ruiva estava no bloqueio e Kare quando era a ver de Joy que tinha agora o rosto um pouco inchado e olhava com raiva na direção de Martha.

Como Eliane não parecia interessada em entrar elas não haviam conseguido inverter essa rotação e mesmo que Vick fosse mais baixa ela era precisa o suficiente para conseguir evitar a ruiva na grande maioria das vezes o que fazia Joy precisar correr como louca na parte de trás da quadra para resgatar as bolas jogadas por Vick. Já nas inversões a ruiva conseguia com facilidade recepcionar as bolas de Kare, tanto por ser rápida como por não ter qualquer problema em se atirar. Junto a isso, embora os cortes de Kare houvesse de fato conseguido uma melhora eles não eram no nível dos ataques de direita de Lícia o que acabava por facilitar as recepções da ruiva.

Todavia, antes do final do set….

>><<


Muitas mãos se ergueram em simultaneidade… A bem da verdade todas as mãos se ergueram ao pedido de Kare por massagem de modo que era impossível saber se algum dos telespectadores era de fato um massagista, até que ao lado de Kare em seu ponto cego ouviu-se um: - Hun, Hun. - Ao olhar para o lado e para baixo estava lá ninguém mais, ninguém menos que o GRANDE Richard.

- RICHARD. - Lícia se levantou correndo. - O que faz aqui? - - Férias. - respondeu o homem e então ao jogar a sua mala para o alto a mesma se abriu caindo de dentro uma cama de massagem, um banquinho e um lençol branco limpo, ele, o mago das mãos estava agora com uma sunga vermelha e uma camiseta branca. - Hehe, sempre preparado Richard. - Deitesse senhorita. [/color] - Da plateias ele começou a receber vais enquanto se ouviam muitas pessoas gritando. - TIREM ESSE NANIKO DAI …. - EU QUE SOU MASSAGISTA, ME ESCOLHE. - Mas aparentemente Kare não teria dúvidas em qual seria sua escolha uma vez que Richad o Mago das Mãos estava ali.

Vendo as pessoas se lamentando Kare chamou mais dois jovens mais altos, loiros de olhos azuis o que lhe rendeu um olhar de desagrado por parte de Lícia. - Isso era desnecessário. - Era um pouquinho de ciúme por parte da sua loira de olhos azuis. Todavia como Richard já estava ali estes ficaram apenas para lhe servir e abanar.

- Eu sou Max esse é meu irmão Kelvin. - Os dois se apresentaram. Tinham ombros largos e braços fortes o que provavelmente os desqualificava como filhos de nobres, mas sim como da camada mais humilde que não tem a possibilidade de manter ser corpos delgados e sem músculos.

Enquanto era massageada em uma posição de vista privilegiada para a plateia a morena fazia com que os dois garotões corressem para servi-la, abaná-la entre outras coisas que a deixassem confortável enquanto vez ou outra ela olhava para a loira que dirigia-lhe olhares de desagrado, mas negando-se a ser a ser a segunda em ter aquela ideia e ficar parecendo estar copiando em vez disso ela parecia estar apenas dando uma bronca nas outras duas para acabarem logo com aquilo.

15 a 12 estava o jogo.

>><<

A partida prosseguiu, e mesmo com Vick jogando seriamente elas acabaram por perder aquele primeiro set por muito pouco.

- AraAra, veja só quem está perdendo. - Eliane estava sentada tomando algo de cor amarela com um guarda-chuvinha no topo plenamente relaxada. - Nem vou precisar suar e ainda vou vencer você. Deve ser difícil ter que fazer as coisas você mesma e ainda ver esse resultado não é mesmo queridinha?

- Obviamente que não entrei, afinal se eu entrasse não teria graça a partida e vocês perderiam muito facilmente não é assim que é? - Ela diria caso fosse comentado algo sobre ela nem ter jogado, fazendo uso de palavras muito parecidas com as de Kare.

>><<

- Posso começar nessa com a Vick? - Perguntaria Lícia para Kare. - Assim você descansa um pouco… E também não sei se jogar completamente com a esquerda vai ser bom agora… Aquela ruiva …. Parece a Vick… Desculpe Vick. - Não há problema nenhum Senhorita.

A plateia encontrava-se animada, as apostas ainda prosseguiram e o locutor continuava a incitá-los em continuar. Agora vendo o desempenho o time da oxigenada levava uma pequena vantagem no numero de apostas, vantagem comprada devido a mquina ruiva mortífera que jogava daquele lado.

Richard com sua maca montada esperava ao lado dos bancos, de lá vieram correndo os dois rapazotes com um hidratante para Kare e outro com protetor solar. - Acho que está na hora de retocar senhorita, se não poderá tomar um queimão do sol. - Lícia olhava perigosamente para o garoto.



____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




Última edição por GM.Furry em Seg 18 Maio 2020, 12:16, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Licia
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Licia

Créditos : 14
Warn : Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 21

Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 EmptySeg 18 Maio 2020, 11:32


- Ei! Isso não estava nos termos da aposta. - Dizendo demonstrando surpresa com a idéia da apressadinha, mas sem elevar a tonalidade da voz para não quebrar o clima de sonolência. - Pelo menos é um local discreto. - Diria agora mais baixinho com um pitada de maldade, deixando claro que a possibilidade pode não ser tão ruim.

>><<

Eu não poderia me sentir mais decepcionada com a loira desbotada, ela basicamente estava assumindo ser inferior a minha pessoa sendo incapaz de jogar uma partida """amistosa""" de futevôlei, e além de ter trazido duas vira-latas para a quadra no lugar dela. "Talvez esse desfecho seja o inevitável, naturalmente que ela é capaz de reconhecer a própria mediocridade ao estar diante min." Em um suspiro piedoso iria honrar a oxigenada com meu olhar de pena. "Achei que teria necessidade de enfatizar o óbvio, e mostrar para ela seu devido lugar, mas agora toda a diversão parece ter simplesmente desaparecido."

- Hã? Disse algo? Receio que ainda sou incapaz de compreender latidos, principalmente de cadelas sem pedigree, ao menos a vossa dona inábil deve estar contente por ter duas cachorras obedientes, apesar de serem apenas vira-latas sem classe. - Esboçando confusão iria encarar a morena enquanto faço os comentários, revelando que não estava dando a mínima atenção para ela. - De qualquer maneira sugiro que desista, é para vossos próprio bem. - Dizendo casualmente para ela, tentando aconselhá-la a ter uma atitude correta, mas de qualquer maneira acredito que ela só ficará mais irritada. Quando o pior acontecer, não digam que minha pessoa não a aconselhou. **dando de ombros**

>><<

Com a aproximação da loira desbotada eu simplesmente iria sorrir de maneira debochada. - Eu apenas estou preocupada com algo. - Diria numa entonação que daria a entender que essa preocupação era em relação a mesma. - Vossa pessoa apenas tem aquelas duas? Quer dizer, se planeja realmente vencer deveria ter trazido o triplo de pessoas, ou nove vezes mais. - Falando sem a menor pretensão na voz, apesar de aparentar um pouco desapontada pela loira oxigenada ter apenas duas pessoas para jogar por ela.

Me espreguiçando um pouco para alongar as costas iria abanar o nada, querendo dizer para a apressadinha não se preocupar. - Eu não pretendo alongar esse jogo. - Diria em resposta ao comentário da loira sobre minha pessoa utilizar somente da mão esquerda, para dar a entender que passaria a jogar com o outro lado também. E aproveitando a situação iria propor algo para ambas. - Quando estiverem no banco vocês deveriam receber a massagem também, talvez amenize a sensação de fadiga. - Dizendo naturalmente, mas faria um pequeno acréscimo na fala para Vick. - Richar é profissional ao extremo, acredito que ele seja apropriado para a função, de qualquer maneira é você quem decide. - Diria abertamente, sem joguinhos ou ironias, apenas sendo sincera mesmo.

No mais apenas iria relaxar esquecendo da existência do jogo, aproveitando todos as regalias, deixando que Vick e Licia cuidem da situação, até o momento de minha ilustre pessoa precisar retornar ao palco principal. E por mais que eu não desgoste de toda a preocupação dos rapazes em relação a minha, dificilmente acho que está seria a única motivação deles, e bom, se a apressadinha não se focar no jogo isso apenas complicaria as coisas. - Muitíssimo obrigada rapazes, é maravilhoso poder contar com cavalheiros tão gentis. - Porém para a infelicidade dos mesmos eu apenas apanharia o protetor solar e o hidratante de suas mãos, enquanto uso o dedo indicador para cobrir a boca do gêmeo que tomou a palavra, enquanto pisco para o mesmo, aparentando estar flertando, enquanto na verdade só quero que ele mantenha a boquinha tão bonita fechada. - Mas agora eu preciso que me abanem mais, para fazer o protetor secar, se não areia ficará toda grudada em mim, e também fiquei com mais sede depois tantos exercícios. - Falaria gemendo me fazendo de coitadinha, com uma vozinha bem manhosa para eles, porém eu acredito que ainda possa compensá-los, eu iria usar uma quantidade demasiadamente generosa dos cremes e espalhá-lo minuciosamente por todo o corpo. Para logo em seguida poder desfrutar de minha relaxante massagem, sem me preocupar com os mundanos em e suas picuinhas.

>><<

Quando eu estivesse junto de Vick no campo eu iria dizer baixo somente para ela poder escutar. - A de cabelo preto é o elo mais frágil da dupla, ela não poupa esforços para alcançar as bolas difíceis, acredito que se ficarmos nossa atenção nela podemos ter chances reais de vencer. - Falaria com um ar bem cruel de perversão, acreditando que Vick pudesse realmente concordar com a idéia.

E assim seguiria com o planejamento de acabar com a morena adversária, quando estivesse jogando de Vick eu teria de assumir o papel de levantar a bola, apesar de minha pessoa odiar não ser aquela que marca os pontos, creio que não teria problemas para realizar tal função, visto que só precisaria ajustar a bola na altura ideal para Vick cortar. O que poderia ser feito de diferente é eventualmente realizar cortes no segundo toque, fingindo que levantaria a bola, mas na verdade iria jogá-la para dentro da quadra adversária, preferencialmente mais próximo da morena do que da ruiva. - Até que você não é totalmente inútil, ao contrário da outra cachorra atrapalhada e sem talento. - Iria provocar a ruiva num tom de voz bem irritante e sarcástico, sem me importar se morena estaria ouvindo ou não. - Mas porquê vossa pessoa não recolheu alguém com habilidades maiores para jogar junto de ti? Quer dizer, não é cansativo ter que se esforçar o dobro por causa de um estorvo no time? - Continuando com troca de gracejos iria questionar a ruiva como se estivesse realmente confusa, então deixaria escapar um sorriso irônico, apenas querendo deixar ambas bem excitadas com a competição.

Mas ao jogar com a apressadinha eu não comentaria nada sobre o plano, mas ainda sim iria prosseguir com ele, me posicionando propositalmente aos fundos do campo, assim poderia evitar bolas assassinas sem perder pontos, e só precisaria correr para frente para receber as bolas seja por manchete ou com os pés se estivesse mais longe, talvez isso exija muito de meu físico, mas eu tenho alguém para substituir e mimos para receber de qualquer maneira. E agora eu poderia focar a maioria dos cortes e saques na morena, não nela em específico mas na mesma região da quadra, para fazê-la se desgastar com mais rapidez, tendo também a opção de fingir que iria sacar com uma mão mas acertar a bola com a outra, para me livrar em confundir os possíveis bloqueios da ruiva, além das toques por cima, mas estes agora seriam mais alongados, mirando o fundo da quadra, meus cortes seriam mais precisos, sendo mirados majoritariamente próximo dos limites da quadra, mesmo que signifique abrir mão força, afinal conto com a morena do outro lado para se esforçar bastante e salvar o maior número possível de bolas. E seguindo o protocolo ela também teria de fazer os cortes no caso de receber as bolas, então creio que os ataques dela também seja mais fáceis de bloquear e receber.

Ahhh… Apenas se por acaso a loira desbotada se aproximasse descuidadamente da quadra, e estivesse distraída com os fãs de péssimo gosto e bom senso, eu iria encher a mão direita na bola de vôlei, a ponto de carregar ela para arremessar com mais força e não somente bater nela, e obviamente iria mirar na cabeça grisalha daquela mulher, seria apenas uma vez que tentaria, até porque acho difícil a oxigenada vacilar novamente depois de tal ameaça. - Me desculpe, recentemente lesionei o ombro direito, acho que ainda preciso fazer reabilitação para me acostumar com o movimento. - Diria para o juíz me fazendo de boa menina inocente, no caso dele querer aplicar alguma punição extra alegando que minha pessoa teve uma conduta antiesportiva. No mais, apenas desejo que as listras da bola fiquem muito bem marcada naquela desqualificada.

Se tudo ocorreu como o planejado até agora, a morena estaria devidamente exaurida fisicamente e com uma enorme vontade de vencer, e talvez isso faça ela se descuidar um pouco. Eu aguardaria por uma oportunidade onde pudesse jogar a bola no campo entre as duas, assim talvez elas podem acabar se degladiando bruscamente ao tentar receber a bola, e por estarem possivelmente em chamas podem não perceber que ambas estariam indo na mesma bola ao mesmo tempo. Com sorte isso pode adiantar o plano de quebrar a morena. E novamente eu me fingiria de inocente. - Oh… Vocês estão bem? Alguém chame um médico! - Iria exclamar num tom alto com os olhos muito abertos e sinal de medo/desespero, então iria sorrir cinicamente para ambas e dizer bem baixo. - Eu lhe aconselhei a desistir. - Após importunar suas mentes iria na direção da loira. - Entã,o vossa pessoa pretende assumir a derrota e desistir vergonhosamente dessa partida sem jogar!? - Iria dizer mais alto do que necessário apenas para mais pessoas poderem escutar.

E se as coisas tiverem ocorrido bem, seria o momento de caçar a ratanazana desbotada, agora podendo utilizar de ambas as mãos para dobrar a diversão. Ou então apenas continuaria focando na morena adversária, eventualmente ela vai se desgastar e seu rendimento deve diminuir.


Histórico:
 
Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Apresentação 3 - Falência Abrasiva   Apresentação 3 - Falência Abrasiva - Página 8 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Apresentação 3 - Falência Abrasiva
Voltar ao Topo 
Página 8 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Wars Island-
Ir para: