One Piece RPG
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:04

» Ato III: Not Fast but Furious
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Yamazaki Raizo Hoje à(s) 14:36

» Making Wonderful Land a Real Wonder
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 14:27

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 12:16

» X - A vontade de um Rei
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 12:09

» [Mini-DarkJohn] O começo de algo
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor DarkJohn Hoje à(s) 11:34

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Akise Hoje à(s) 10:13

» LightPoint!Os herois e amigos se reunem novamente!
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Noah Hoje à(s) 8:53

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 4:42

» [Mini- Yoru] Aula de kenjutsu!
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Yoru-san Hoje à(s) 4:00

» I - As rédeas de Latem City!!
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 1:42

» Ficha Saito Hiraga
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Saito Hiraga Hoje à(s) 1:38

» X - Some Kind Of Monster
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:24

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Nolan Hoje à(s) 1:09

» [Ficha] - Koji
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Proto_ Hoje à(s) 0:24

» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Subaé Ontem à(s) 22:44

» A primeira conquista
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Nolan Ontem à(s) 22:01

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 21:46

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Shogo Ontem à(s) 20:31

» [M.E.P-DarkJohn] O começo de algo
What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 20:12



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 What Doesn't Kill You Make You Stronger

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptyTer 10 Mar 2020 - 12:14

Relembrando a primeira mensagem :

What Doesn't Kill You Make You Stronger

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Asger. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Achiles
Tenente
Tenente


Data de inscrição : 01/09/2017

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptySeg 16 Mar 2020 - 10:17

What Doesn't Kill You Make You Stronger

Aproveitando da oportunidade para testar o meu companheiro, afirmava que sentia dor e prosseguia para ver qual seria o seu prognóstico em relação a aquela situação, no fim, eu sorria. – Foi apenas para ver o seu empenho, hehe. Não sinto mais nada. – Com meus ferimentos completamente curados, agora seria mais fácil prosseguir em um novo combate. Era visível que por onde passávamos tinha uma grande quantidade de animais domados pela Madre, me impressionava a quantia que ela havia sido capaz de adquirir e a maneira que colocou cada um em seu habitat, me deixava um tanto mais interessado em adquirir uma montaria de grande porte como aquela, mas acho que deixaria para um momento mais propício.

O respeito daqueles animais com a Madre era algo que poderia ser notado, um respeito ou medo, não saberia dizer. Mas, os animais que há tão pouco tempo faziam uma enorme confusão agora estavam todos quietos. Os pratos refinados eram o que me deixavam sem qualquer noção do que comeria, não estava acostumado com aquilo e para mim comer carne de porco ou de vaca tinham quase o mesmo gosto, com um paladar nada refinado, continuava a minha refeição. Percebia que Madre descartava por completo o plano que havia bolado, não me sentia muito bem com isso vendo ele sendo refutado de forma tão simples, os marinheiros corruptos trabalhando com seres desse tipo, humanos são incrivelmente BURROS!

Ignoraria o vinho por hora, tomando apenas da água que era me servida. Uma da coisas que me deixava bem estranho fora que no momento em que a encontrei pela primeira vez, ela foi quem se colocou a disposição para enfrentar os Blaze Furious tentando salvar a garota coelho, o que me deixava com certa estranheza disso, mas, ela proporcionava mais homens e um plano para que tivéssemos a nossa investida. Eu queria acreditar que tivesse sido Granberia a deixar aquela nota e não ser uma emboscada, mas os riscos ainda eram grandes e eu não aceitaria perder outra companheira, estava em um certo dilema de como invadir. Sabia que um ataque pela frente era algo completamente suicida, sem distrações tudo isso pioraria. Invadir por um desses túneis era algo muito melhor devido a discrição que teríamos.

Continuaria a saborear um pouco da refeição antes de falar qualquer coisa, esperaria estar a garfadas do cheesecake e então diria. – E quem são esses cinco homens? – Esperaria a sua resposta antes de dizer o meu veredito. – Com esse plano, conseguimos ter ao mesmo tempo que uma rota de invasão uma de fuga também. O problema seria que se isso for uma emboscada, estaríamos indo para um local sem volta. O lado bom é que teríamos grande discrição para trabalharmos por dentro. – As inúmeras suposições que vinham em minha mente era algo gigante, ficava pensativo e estratégico querendo saber como que lidaríamos com isso. O homem de akuma no mi não era o que me preocupava em si, o que mais me preocupava naquele momento era a quantidade de soro que Kraven ainda possuía, visto que aqueles monstros que ele criava eram de grande poder, embora não durassem muito tempo.

- Antes de eu confirmar sobre qualquer coisa, quero saber o que planejariam fazer do lado de dentro daquele estabelecimento? Apenas atacar de forma desenfreada eu acredito que não seja benéfico para ninguém. Como observamos no galpão, acabou saindo bem caro.. – Confirmava, sabendo todos os perigos que havíamos tido em relação a aquele local do qual atacamos sem maiores preocupações com um planejamento bem simples. No fim, confiar na Madre e em suas decisões era algo que deveria naquele momento, o problema seria tentar uma abordagem mais segura durante aqueles túneis sem saber o que estaria para vir em nossa frente, eu sentia estar sendo usado do que estar usando aqueles humanos o que me deixava completamente irritado, em nenhum momento minha oratória foi boa o suficiente para que o poder estava em minhas mãos e tudo isso me deixava completamente oposto ao que eu era.

Após a reunião, me reuniria com meus companheiros para explicar a situação do qual nos encontrávamos, já começando a preparar os meus equipamentos para prosseguirmos caminho em direção a invasão. – Recebemos uma informação de que há um caminho para invadirmos o hospício com grande facilidade. Pelo que Madre tinha dito, foi deixado por nosso inimigo do qual acreditamos que tenha sido Granberia. O local é real e chegaríamos como uma grande surpresa, tendo um maior sucesso. Nós iremos por lá para pegarmos Kraven e salvarmos Granberia. – Se referido aos nossos inimigos e suas aparências, eu olharia para eles. – Morgana disse que não há um funcionário que não esteja trabalhando para o homem, de qualquer forma, atacaremos sem piedade qualquer um que estiver em nosso caminho. Não poderemos corrermos mais risco e será isso que eles representam. – Tendo deixado tudo pronto, começaria a me vestir. – Se preparem, assim que estivermos prontos, iremos partir.

No momento certo, partiríamos em direção ao túnel, procuraria ter em minha mente o horário que estávamos partindo para lá e também o quão perto estávamos de conseguir alcançar Kraven e recuperarmos Granberia. Com os meus companheiros atrás de mim, teria dito para eles manterem uma formação bem próxima, não queria ser surpreso e acabar me separando deles, por isso, estaria atento a qualquer coisa que estivesse em minha frente. Se Alice estivesse com nós, meus olhos se voltariam para ela. – Se Kraven tiver conhecimento desse caminho, é bem óbvio que terão caramujos para nos observar. Conseguiria dar cabo neles antes que percebessem da mesma forma que fez no galpão? – Perguntaria para ela, caso ela não estivesse com nós, olharia para Envy. – Não podemos deixar os caramujos nos ver, atire de imediato em qualquer um que ver. – Olharia para Laezar também. – Se conseguir se aproximar com facilidade ou tiver boa pontaria, faça-o também com suas adagas. – E continuaria rumo ao túnel estudando cuidadosamente o chão e as paredes, tentando não ser pego de surpresa.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 61
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 26

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptyTer 17 Mar 2020 - 14:01



Post. 5



Era desconfortável para Asger ter o seu plano descartado daquela maneira, a Madre por sua vez não fazia nenhuma menção de perceber aquele incômodo ou talvez ela apenas não se importasse muito com aquilo ao ponto de mostrar algum sinal em relação ao desconforto de seu aliado, apesar de que o motivo que ela dava não surpreendia o tritão. A nota da Granberia podia ser uma boa notícia, trazia uma nova perspectiva do que a tritã andou fazendo durante sua ausência e ainda mostrava uma oportunidade que a tanto a Família quando Asger não poderiam desperdiçar, se aquilo não fosse uma armadilha claro. - Três deles já trabalharam com você, Alex, Essek e Alice. - Asger conhecia esses três, cada um com uma certa impressão no ponto de vista do tritão, Alexander era o tritão “filho” de Morgana, Essek era o Mink coelho que lutou no conflito entre gangues e na invasão do galpão, Alice era a humana que até então serviu como ponte no relacionamento da Família Satrinava com o Bando de Asger.

- Os outros dois são amigos antigos da Família, pode se dizer que são associados... - Falou a mulher já terminando a sua sobremesa e limpando os seus lábios com um lenço. - Eles acabaram de retornar de um treino de três meses em uma ilha conhecida como Dino Club, eles não são meus homens, são meus amigos… Faria bem lembrar disso antes tentar comanda-los... - Apesar do tom neutro da mulher, sem necessariamente nenhuma má intenção ou deboche, aquela interação estava estranha e desconfortável para Asger, eles até eram aliados mas para o tritão era como se ele estivesse sendo visto como um dos homens da mulher ou pelo menos um de seus comandantes. Infelizmente ele sentia precisar de seu apoio para se vingar de Kraven e se reunir com Granberia. - ...Seus nomes são Omar e Dahye-ri, eles são… Como posso dizer... “aventureiros” mas de tempos em tempos fazem um trabalho ou outro para a Família em momentos de necessidade. - Terminava ela pegando um pouco da taça e bebendo conforme a conversa ia progredindo.

Após tal introdução Asger começou a fazer suas suposições se referindo a questões de rota de fuga mas também não esquecia a possibilidade daquilo ser uma emboscada, assim que terminou de levantar sua questão a Madre respondia. - Por enquanto seria apenas para encontrar essa sua companheira e pegar as informações que ela tem para nós fornecer. - Ela fazia uma pausa para tomar mais um gole de seu vinho. - Na minha cabeça eu tinha essa visão simples, se essa rota for mesmo segura então poderíamos planejar uma invasão com mais cuidado de forma inteligente não só para ir atrás de Kraven como também para salvar aqueles que estão presos ali, hoje seria não só para garantir que essa rota é segura mas também para encontrar sua companheira e pegar as informações que ela tem para nós fornecer. - Ela fazia mais uma pausa para garantir que Asger tinha compreendido o que ela queria dizer com aquilo, basicamente sem invasões por enquanto apenas reconhecimento. - Na nota ela diz que vai estar esperando no fim da passagem todos os dias a meia noite durante dez minutos. - No caso de Asger não ter mais nenhuma pergunta então aquela reunião se dava como terminada.

Madre terminava sua taça e ia se levantando. - Eu estarei nos meus aposentos, caso precise falar comigo peça para Amadeus me convocar e venho ao seu encontro, meus homens vão estar chegando em breve, lhe desejo boa sorte Cpt. Asger. - E com isso ela se retirava daquela sala seguindo para o corredor do segundo piso deixando Asger livre para se reunir com os seus próprios companheiros. Com o término da reunião o tritão já tinha uma maior noção dos planos de Morgana, como ela mesma citou ela não poderia enviar um de seus batedores para o local pois não queria arriscar perder um de seus homens para o seu inimigo, só deus sabia o que Kraven poderia tirar de tal coitado, no entanto Asger e seus homens eram seres capazes de trazer a destruição para os seus inimigos sem muita dificuldade, sem contar o detalhe deles não possuírem muitas informações sobre os negócios dos Satrinava, por isso eram perfeitos para esse trabalho.

Voltando para a sala de estar Asger encontrava Laezar, Envy, Saulo e Alex conversando entre si no que parecia ser uma conversa um tanto animada, Alexander cumprimentou Asger de onde ele estava. - É bom ver você de pé! - Falou ele ao seu jeito animado e energético de sempre, Alex naquele momento não parecia dar indícios de saber sobre a missão ou que partiria em uma missão com eles, na verdade até onde dava a entender ele estava ali apenas em uma situação social. O relógio interno tanto quanto o relógio da sala indicavam ao tritão o horário de 16hrs e 15min, tinha passado uns vinte minutos ou mais almoçando com a mulher mas o tempo da reunião e das respostas de suas perguntas levou mais tempo, sem contar que Morgana teria chegado uns quinze minutos atrasada. Asger introduziu a informação da reunião passando os detalhes em relação a passagem e Granberia. - E iremos quando? - Perguntou Laeza já assumindo sua postura séria. - Então Granberia vai estar lá? - Perguntou Envy.

Assim que Asger terminasse de passar suas informações com mais detalhes para os seus companheiros Laezar olharia para todos os companheiros. - E melhor todos descansarmos então para esse trabalho, não sabemos o que podemos encontrar lá. - Terminava ele esperando seu capitão dispensar todo para poderem se retirar e ter o tempo de descanso até uma hora antes do combinado para aquela missão. Quando tal hora chegasse Alex encontraria a equipe na sala de estar antes deles seguirem até o local afinal o tritão morava ali com a sua mãe adotiva. - Certo, vamos encontrar o restante do pessoal na cidade já está bem tarde então dificilmente vamos chamar alguma atenção mas é importante tomar cuidado lá fora. - Falou ele vestindo uma capa sobre seu corpo antes de sair da mansão, o tritão ali tinha oportunidade de se preparar da forma que achasse melhor. Aquela era a primeira vez de Asger saindo depois de dois dias, olhando para o céu ele conseguia definir um horário entre nove ou nove e dez da noite, no entanto aquela região conhecida como Toca do Coelho era algo que mais chamava atenção do tritão do que o tempo em si.

Aquele território era uma bagunça, um aglomerado de construções sendo poucas aquelas com alguma qualidade em sua estrutura, aquilo era quase como uma favela no entanto Madre pareceu conseguir um bom pedaço de terra para construir a sua [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], uma estrutura que mais se parecia como uma casa assombrada, as cortinas negras não permitiam visão do interior da casa mas todo o quintal estava morto, a estrutura tinha uma boa qualidade mas o estilo sombrio fazia a casa parecer que estava caindo aos pedaços. Nenhuma outra construção naquela região tinha esse intuito, algumas casas estavam apenas em más condições enquanto outras estavam boas e chegavam até ser bonitas, infelizmente a desproporção de umas para a outra, a falta de organização da distribuição de terreno assim como a geografia local fazia aquele lugar parecer uma zona e passar a sensação de uma comunidade de criminosos.

O tritão precisava ter cuidado em seu percurso afinal apesar do horário nada impediria de alguém de mais de dois metros usando uma armadura andando em grupo de chamar atenção indesejada, se ele quisesse pensar em algo para a sua viagem então o momento era esse.

Citação :
Observação:
Mapinha: Só para ter uma ideia.
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Perdas:
- 500.000B$
- Evolutionite

Ganhos:
- Ragnarok [Manoplas] Dano: 4x level.

SP:
Ferimentos:

Legendas:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptyQui 19 Mar 2020 - 23:29

What Doesn't Kill You Make You Stronger

No fim percebia que não haveria nenhuma invasão de imediato, apenas reconhecimento e por fim, a reunião tinha se dado por encerrada, não havia mais nada a falar com aquela mulher. Não tinha interesse algum naqueles dois homens, mas percebia uma certa desvantagem numérica para o meu lado, algo que me incomodava um tanto em uma possível traição dos Satrinava, algo que eu jamais descartaria, a desvantagem numérica se dizia mais por Madre ter mais homens do que eu ao seu lado, percebia isso apenas de olhar e de seus contatos. Embora, fosse um tanto controverso eles me traírem após terem me ajudado, de qualquer forma, essa desconfiança nunca se cessaria.

Ao retornar para meus companheiros, percebia a presença do tritão. Me alegrava por dentro em saber que ele estava se dando bem conosco, queria trazê-lo junto a nós, mas sabia que era bem improvável disso acontecer. – Agradeço, Alex. – Mostraria uma postura mais séria diante dos meus companheiros, a situação exigia isso. – A noite. Temos que estar lá meia-noite em ponto, Granberia apenas esperará dez minutos após isso. – Já respondia duas perguntas com uma resposta e tornava a passar melhor as informações para eles posteriormente.

Concordaria com a afirmação do vermelho, apenas dispensando todos os meus companheiros para suas devidas tarefas ou lazer e descansaria o restante do tempo necessário, antes do horário combinado, já estaria pronto com todos os meus novos equipamentos devidamente equipados, colocaria a mochila sobre as minhas costas com a fivela o mais solta possível e dentro dela todos os meus equipamentos, deixaria uma coisa no lixo, esta seria a minha manopla mais antiga possível (dano 4). De resto, procuraria verificar se algum dos meus companheiros não desejaria um sobretudo e também o abandonaria.

No horário correto, me encontrava com Alex que já estava pronto, com todos os meus companheiros devidamente preparados, partiria em direção a missão. O céu me agradava mostrando o clima que eu tinha ficado sem ver durante dois dias, além disso, a toca do coelho me parecia ser um lugar bem sujo e uma enorme bagunça, fácil para contrabandistas, ladrões ou o que mais aquela raça poderia esconder. Madre sabia esconder a sua mansão colocando uma aparência bem devastada do lado de fora, o que fazia com que não chamasse atenção.

Pelo percurso, as coisas das quais eu planejava era tentar andar pelas ruas mais estreitas e os becos mais escuros, não haviam muitos locais das quais poderia esconder um grupo tão grande e não seria benéfico que ficássemos tão separados para não chamar a atenção. – Tentem manter uma distância mínima um do outro, mas não fiquem longe. – Falaria para os meus companheiros, quanto ao grupo dos Satrinavas, deixaria que eles liderassem da maneira que fosse mais benéfico. Meus tritões companheiros eram menores e bem mais esguios que eu, para eles não chamarem a atenção era bem mais fácil, coisa contrária de mim já que tinha um grande problema de furtividade devido a minha altura, mas eu creio que uma armadura com capacete fossem o suficiente para disfarçar a minha real identidade.

Em caso de ser parado por alguma autoridade perguntando o que alguém de porte tão grande e majestoso estava fazendo andando pelas ruas durante aquele horário, eu manteria meu rosto de maneira séria e meus braços cruzados. – Um cidadão não pode mais passear no momento em que deseja, por onde deseja? – Argumentaria de forma firme. – Estamos em quarentena por que explodiram a merda de um galpão? Por que não procura os reais autores do ataque e me deixa quieto? – Provocaria o homem, procurando dar um passo para frente. Se o mesmo sacasse a sua arma contra mim, eu olharia de uma forma bem mais séria para ele, colocando minha cabeça mais para frente e envergando a minha coluna de maneira a observá-lo mais de perto. – Por que todos vocês sempre prezam a violência? – Por dentro eu estaria sorrindo de tanta emoção por ter oportunidade para estrear a minha mais nova manopla e equipamento, sabia que meus companheiros também estavam sedentos por derramar um sangue daquele homem. Caso ele me deixasse passar, andaria reto independente de quem estivesse na minha frente, caminharia de forma firme e deixaria que meus companheiros se movimentassem de maneira bem livre, talvez se livrando dos marinheiros através de sua furtividade.

Se eles apelassem para a violência, então teria que combater, usando de todo o meu potencial para preparar o golpe, colocaria minha perna direita para trás e de imediato avançaria com grande força para cima do meu inimigo, utilizaria um gancho horizontal em direção ao seu crânio e de imediato virando para preparar um outro golpe no mesmo usando o braço contrário ou indo em direção a seu companheiro para tal. Contudo, chamaria meus companheiros para participarem dessa lambança. Se conseguíssemos livrá-los de maneira simples, procuraria arrastar os seus corpos para dentro de caçamba de lixo ou jogando-os no próprio esgoto da cidade, tentando esconder um pouco das ações que fizemos.

Ao entrar no túnel, avisaria a Alice a mesma coisa que eu havia planejado dizer anteriormente. – Se Kraven tiver conhecimento desse caminho, é bem óbvio que terão caramujos para nos observar. Conseguiria dar cabo neles antes que percebessem da mesma forma que fez no galpão? – Olharia para os meus companheiros. – Mantenham-se próximo a mim, não se distraiam com nada que venha a acontecer. Vocês cuidarão da minha retaguarda qualquer coisa. – Quanto aos Satrinava, deixaria que eles fossem tão livres quanto a nós, se Madre não queria a minha liderança em combate com os seus homens, que se fodam também. Da mesma forma que dito anteriormente, manteria a atenção durante todo o trajeto, pensando sempre no horário e quanto tempo estava se passando para que fossemos em um bom ritmo, caso estivéssemos demorando muito para chegar ao destino e o horário estivesse chegando, tomaria a ponta do comando, acelerando mais os passos. – O tempo está passando.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Esmagaria baratas, chutaria ratos ou qualquer coisa que estivesse no caminho para que chegássemos em um bom tempo, tudo isso sem deixar de analisar bem o solo e as paredes a procura de qualquer sinalização estranha ou uma possível armadilha. Chegando no momento certo ou antecipado, esperaria por Granberia. Sorriria ao vê-la e diria para que minha voz fosse reconhecível devido a minha aparência diferente devido a armadura, cruzando os braços, mas não deixando de mostrar a felicidade em minhas palavras. – Você está atrasada.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Se por acaso, fossemos pego de surpresa por alguma força inimiga, minha primeira reação seria jogar na frente de qualquer tipo de ataque em direção a um dos meus companheiros, procurando colocar as minhas mãos em guarda na frente do meu corpo. Mantendo os meus olhos fixos no inimigo e procurando pensar rapidamente em uma reação melhor aos seus ataques.


Histórico:
 

Objetivos:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 61
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 26

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptySex 20 Mar 2020 - 17:26



Post. 6



Asger ia se preparando para partir, na ausência de alguém no bando com medidas similares a dele o tritão acabou decidindo jogar o seu sobretudo fora junto com a manopla antiga que já não lhe tinha mais uso. Saindo na calada da noite o grupo discutia a melhor maneira de se dividir enquanto ainda caminhavam como uma só unidade por essa primeira parte do percurso na região conhecida como a Toca do Coelho, ouvindo o comentário de Asger o vermelho adicionou. - Envy pode te acompanhar um pouco mais atrás da gente já que a sua figura pode atrair alguma atenção caminhando sozinho. - Comentou Laezar sendo interrompido pela mulher antes que ele pudesse concluir. - Ou seja você quer que a pessoa mais bonita desse grupo e o mais forte a trás tirando a atenção de vocês? -  Comentou a sirena em um tom de troça mas com um pouco de malícia. - Deixe que os mais espertos guie o caminho, Alex conhece essas ruas e eu sei como evitar problemas. - Respondeu ele com o mesmo nível de malícia. - Sabe mesmo? Quantas vezes a gente já te viu caindo no meio de uma confusão? - Reforçou ela olhando para Asger como se pedisse uma contagem imaginária sobre tais eventos. - Bem, então pode se dizer que sei a um certo nível. - Aquela interação terminava com algumas gargalhadas sendo trocadas antes do grupo voltar a sua seriedade de costume e se dividir da maneira que julgavam apropriada.

Asger e Envy não ficavam muito longe de seus companheiros, Laeza e Alex lideraram o caminho andando dez metros a frente da dupla enquanto Saulo andava seis metros a frente da dupla, eles seguiam em uma linha reta com todos estando no campo de visão de Asger e de Envy. Como o desejado o grupo seguiu por vielas e becos sem muita atividade graças ao horário, andavam por ruas com os comércios fechados e com as luzes apagadas, havia um espaço que dividia a Toca do Coelho com a Capital de Wonderful Land, esse espaço era composto por um aglomerado de indústrias e fábricas que ainda estavam funcionando mas a dupla mais a frente soube guiar o grupo por becos com menos seguranças que vira e mexe patrulhavam o perímetro das fábricas. Caminhando por um período de quarenta minutos eles cruzaram aquele terreno e chegaram no ponto de encontro antes de partirem em direção do hospício e lá Asger já poderia ver Laezar e Alex interagindo com mais duas pessoas.

Um parecia ser um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] com trajes simples em tons de verde enquanto em uma de suas mãos ele segurava um tipo de bastão ou cajado com um pedaço mediano de ametista em uma de suas extremidades, a outra figura era [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] com trajes ocidentais de uma boa qualidade e cabelo curto, seus punhos estavam enfaixados até a altura dos cotovelos, seu corpo parecia estar repleto de cicatrizes, parte delas Asger via nos braços e ombros da mulher e outra parte na clavícula e regiões próximas, uma visão permitida pelo decote de seu traje. Alex balançava seu braço gesticulando para todos se aproximarem de sua posição indicando que talvez dali em diante a área estava limpa.

Uma vez que assim fizessem lá eles encontrariam o restante do grupo que a Madre havia citado com Alice, Essek e as duas novas figuras. - Oh uau… Essa é uma armadura assustadora... - Falou o mink de uma forma relaxa e lenta, quase como uma pessoa chapada o mink tinha uma postura tranquila e pacífica com um pequeno sorriso fechado em seus lábios. - Esse é o tipo de trabalho que precisamos ser assustadores? Eu achei que era só dar uma lição em uns caras maus ou algo assim. - Muitos pareciam confusos com aquele comentário a não ser pela mulher que o acompanhava e Alex. - Omar eu acredito que ser intimidante seja apenas um pequeno detalhe deste que usa a armadura. - Respondeu a mulher de uma forma mais firme e direta. - Rmm… Trágico. - Respondeu ele coçando sua barba rosa e meneando negativamente com a cabeça.

Asger se virou para Alice e comentou com a mulher sobre a questão dos caramujos de vigilância. - Depois daquela situação no galpão eu acho melhor apenas destruirmos se encontrarmos algum aqui, lá nós tivemos a oportunidade de acessar a sala de controle no segundo piso, um luxo que não acho que vamos ter aqui... - Falou ela coçando a cabeça um pouco desanimada em dar a notícia para o tritão. - Sem contar que de alguma forma alguém ainda foi capaz de ligá-las depois. - Terminava dando a entender que preferia apenas destruir os caramujos caso eles de fato estiverem posicionados ali. Ao avançarem a partir daquele ponto de encontro o grupo seguiu por mais alguns minutos caminhando um pouco divididos mas não ao mesmo ponto de antes, com mais dez minutos de caminhada eles chegaram em uma vala que os levou até a saída de esgoto apontada na planta e no mapa que Asger via nas mãos de Alice, era um tubo grande de cinco metros de raio preso na parede de um valão.

O cheiro de merda e chorume era quase tóxico as narinas. - Esse cheiro quase me faz lembrar de casa... - Comentou Omar antes de seguir até a boca do tubo e entrar no esgoto com os demais, a primeiro momento eles precisavam se acostumar com a água suja chegando a quinze centímetros em seus tornozelos, no caso de Asger a água passava pelas juntas do calcanhar em uma sensação desconfortável mas tolerável. Cada um reagia a sua maneira mas logo o grupo focou em seguir adiante atento a qualquer possível vigilância, seguindo a uns dez metros, depois a quinze nada de verem um caramujo ou qualquer coisa similar a um se não as ratazanas que vagavam pelo local. - Logo vamos entrar no perímetro do manicômio, fiquem atentos. - Comentou Alice checando os papéis em sua mão. Andando por mais alguns metros o grupo ia fazendo as curvas e conforme a humana ia guiando, completando quase vinte minutos de caminhada dentro dos esgotos o grupo chegou em uma parte fechada por grades de um material que Asger como ferreiro poderia reconhecer como aço. - O ponto de encontro é aqui, você quer que esperemos aqui com vocês ou prefere esperar ela aqui só com o seu grupo? - Perguntou Alice olhando para aquela figura revestida de ferro.

Independente de qual fosse a resposta o grupo tinha chegado ali em um prazo de vinte duas horas e um pouco mais dos vinte minutos, ou seja ainda precisavam esperar pela Granberia no meio de toda merda, o lado positivo é que tinham passado tanto tempo ali que o cheiro já nem incomodava mais, o nariz parecia queimar de leve mas fora isso o cheiro já nem era mais sentido naquele momento, as moscas tentavam fazer companhia voando ao redor do grupo e por vezes pousando de seus ombros, as ratazanas corriam por ali mas depois de quase duas horas o grupo pode ver uma silhueta vindo em sua direção. Do outro lado das grades Granberia se aproximava em uma caminhada lenta e cautelosa como se quisesse garantir que não estava sendo seguida e nem observada, ao ver a figura blindada de Asger ela ficava alerta mas ao ouvir sua voz ela suspirava aliviada. - Cara você me deu um susto, por um momento achei que tivesse visto uma assombração. - Comentou ela se aproximando das grades sendo estas a única coisa em seu caminho. - Eu cheguei na hora certa vocês que chegaram cedo demais! - Vociferou ela sem chegar ao ponto de gritar. - Esses ai são os tais Satrinava que ouvi falar? - Falou ela cruzando os braços e apontando para o conjunto que acompanhava Asger caso ele tivesse aceitado que o grupo ficasse com ele.

- Vocês foram seguidos? - Perguntou ela apenas por garantia. - A situação aqui está doida, estão todos bem, Saulo está bem eu não queria pegar pesado com... - Nesse momento Saulo apareceu de trás de Asger. - É eu to bem. - Respondeu ele antes que a Granberia pudesse terminar sua frase, o grupo estava reunido ou pelo menos quase.

Citação :
Observação:
Mapinha: Só para ter uma ideia.
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Perdas:
- 500.000B$
- Evolutionite
- Manopla Dano: 4
- Sobretudo

Ganhos:
- Ragnarok [Manoplas] Dano: 4x level.

SP:
Ferimentos:

Legendas:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por ADM.Ventus em Dom 22 Mar 2020 - 15:59, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptyDom 22 Mar 2020 - 10:53

What Doesn't Kill You Make You Stronger

Algumas gargalhadas mostrando o bom humor do grupo e seguíamos o nosso caminho, tomando bastante cuidado e chegávamos a encontrar os dois da qual Madre havia dito, o mink bovino tinha uma aparência horrível e a mulher era uma humana. Seus comentários sobre a minha armadura apenas eram deixados em branco, estava focado demais para me vangloriar do meu trabalho naquele momento, mas eu sabia que tinha feito um trabalho mais do que ótimo, aliás, não é atoa que eu sou um tritão e um ferreiro de ótima qualidade. – Sem problemas. – De qualquer forma, aquele pedido estava dado e seria cumprido, de uma forma diferente da qual gostaria, mas seria feito.

- Siga junto a nós. – Diria de forma firme, os Satrinava ainda desconfiavam um pouco de Granberia e eu tinha certeza disso. O cheiro me incomodava bastante, mas não era atoa que a minha armadura também tinha os calçados de tamanho grande para situações problemáticas como aquela, por isso, não chegava a me incomodar tanto quanto os meus outros companheiros. Ficava pensando nas vestimentas de Laezar como seriam jogadas fora após a nossa volta. Chegando a ver a minha antiga companheira, verificaria o seu estado, equipamento, qualquer coisa similar a essa e sorriria por vê-la. – Você é um brilho para os meus olhos. – Sentia o meu coração batendo mais rápido, o meu sangue fluindo de uma maneira mais intensa, queria abraça-la naquele momento, mas tinha certeza de que não seria muito bom nas devidas circunstâncias que mostravam, até mesmo porque em uma possível traição, teriam ainda mais motivos para capturar Granberia.

Dado a pergunta de se eram os Satrinava, assentiria um sim com a cabeça e percebia a interação dela com o Saulo. – Acredito que tudo isso possa ser explicado, o que me diz? – Perguntava de forma direita, sabendo que talvez não fôssemos ter tempo para falar do passado nesse exato momento e sim falar sobre ações futuras, então não me incomodaria se o pedido por explicação fosse negado. – E como nós poderíamos atacar? – Estaria perguntando de forma firme. – Você virá conosco? – Essa minha última pergunta era um tanto mais egoísta do que certa, pois sabia que a entrada por aqui se tornaria bem mais problemática se Granberia simplesmente fugisse, talvez fosse esse o motivo dela não ter fugido, já que teriam que investigar o manicômio inteiro para tal e tinha quase certeza que algo lhe ligava com Kraven já que o encontro com Saulo ela estava mais livre.

- Quem está no comando do manicômio? Com quem devemos nos preocupar? – Olharia para ela de forma firme, pedindo por mais informações. – Há muitas pessoas com o soro ainda? – Não sabia o quão longe a tritã sabia sobre esse problema visto que ela não tinha tido muito contato com isso além de apenas histórias.

Esperaria todas as informações ficarem claras para mim para que pudéssemos voltar com o máximo que sabíamos para atacarmos aquele lugar de uma vez, então, assim que tivesse coletado tudo, me despediria de Granberia ou arrumaria um espaço especial dela perto de mim na volta para que pudéssemos voltar sem maiores problemas e retornaria pelos caminhos dos quais tínhamos feito anteriormente, tomando os mesmos cuidados e deixando que a formação se adaptasse da forma que achassem necessário. Deixaria que Alex tomasse a liderança do caminho já que o tritão conhecia bem melhor aquele lugar do que eu que estava na ilha, de certa forma, bem pouco.






Histórico:
 

Objetivos:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 61
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 26

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptyDom 22 Mar 2020 - 16:14



Post. 7



A grade de aço que existia entre o tritão e a Granberia impedia qualquer tipo de contato físico no cumprimento entre os membros do bando com até então afastada espadachim. - Eu não tenho muito tempo, precisamos ser rápidos aqui. - Falou ela olhando ao redor e por um momento olhando para trás como se estivesse querendo garantir que até mesmo ali ela não estava sendo observada, Asger não via muitos detalhes além do rosto e do cabelo da companheira, seu corpo estava coberto por uma longa capa de chuva negra e em seus pés ela usava galochas, visivelmente mais preparada que eles para andar pelos esgotos. - Daqui em diante existe uma certa vigilância, tenho pouco tempo antes dos caracóis acordarem. - Falou ela se referindo do espaço a partir das grades até o manicômio, agora fazia sentido o tempo curto que Granberia ficaria esperando no caso de atraso.

- Escutem os homens do Kraven usam essa rota para despejar cadáveres que não resistem a seus experimentos, eles ficam aqui apodrecendo e por isso apesar da vigilância não existem muitos guardas aqui, ninguém aguenta o cheiro e as ratazanas que rondam por essas regiões… - Falou ela fazendo uma breve pausa apenas para recuperar o folego. - Esse acesso também dá direto a parte de trás do jardim onde a segurança é menor, se seguirmos com cuidado vocês podem invadir sem serem notados, se removerem essas grades eu guiarei o resto do caminho com a chave que tenho. - Terminava exibindo um molho de chaves. O grupo se entre olhou um pouco mais animado com aquela informação afinal Granberia exibia uma rota escondida que daria direto a construção do manicômio, evintando assim muros e torres de vigilância no exterior, patrulhas da marinha nas ruas e coisas do gênero, a única preocupação seria segurança interna que Granberia parecia garantir um caminho ou a possibilidade de um.

- Eu não posso sair daqui agora, levantaria muitas suspeitas, mas vou encontrar vocês aqui para os guiar no hospital. - Ouvindo as últimas perguntas de seu capitão Granberia respondeu. - Quem anda dando as ordens é o Agt. Ronald, Kraven só fica fazendo os seus estudos e seus experimentos… Todos os pacientes aqui são cobaias, escravos ou pessoas inocentes que foram capturadas pelos Plague Kaizokudan. - Respondia antes de continuar com as informações. - Os Plague estão operando como se fossem médicos para manter o disfarce na ilha, a equipe de segurança são homens do Kraven’s Power disfarçados enquanto o Agt. Ronald comanda tudo disfarçado de tritão, assumindo a identidade que ele roubou de um antigo tritão que vivia na ilha... - Asger já tinha ouvido a história desse agente pela Madre assim como também lembrava que este tritão mencionado era o pai de Alex, ao olhar para o garoto ele poderia ver que o mesmo cerrava o seu punho e mordia a parte inferior de seu lábio buscando assim manter sua calma. - Os médicos originais e a segurança original foi morta a muito tempo, ficou aqui apodrecendo e hoje já deve ter virado merda de ratazana. - Terminava ela apontando para os arredores.

Poderia ser muita informação para se processar de uma só vez mas Granberia ainda tinha uma pergunta para responder. - Sim, só aqueles com um certo nível de confiança é claro, o soro é produzido e experimentado aqui, humanos não duram muito tempo sobre o efeito dele devido a um genoma diferente ou algo assim, Ronald comentou algo sobre componentes de animais selvagem com uma droga nova desenvolvida pelo o cientista maluco que gerencia esse show de horrores, cria algo que o corpo dos tritões e dos minks aceitam melhor que o dos humanos. Mesmo assim existe um grande risco de morte para seres dessas raças e o risco só aumenta quanto mais vezes eles usarem o soro, parece que ele gera certa dependência também para aqueles que sobrevivem a primeira dose, ou seja esse soro é uma merda. - Concluía ela fazendo uma pausa para que o grupo absorvesse toda a informação.

- A Madre precisa saber disso, existe uma forma de podermos entrar em contato com você? - Perguntou Alice dando um passo à frente se posicionando assim ao lado de Asger para que Granberia pudesse ter uma melhor visão dela. - Não, eu vou estar esperando vocês aqui todas as noites, não usem den den mushi nas redondezas ou se forem usar falem em código pois Ronald pode captar conversas entre os caracóis… O tempo está passando, preciso voltar agora. - Com isso a ruiva se despedia da maneira que o grupo achasse ideal lembrando que existia uma grade que impedia um nível de contato muito grande com a tritã.

Ao fim de tal interação o grupo trilhou seu caminho de volta, alguns comentários sobre aquele encontro eram feitos mas pouca coisa era devidamente conversada devido a separação que a equipe precisava fazer para buscar não chamar atenção na madrugada. As meia noite e vinte minutos o grupo saia completamente dos esgotos por seguir um passo mais acelerado ansiosos para saírem de meio da sujeira e toda a merda, carregando o odor putrefato por onde caminhavam a equipe tinha sorte que as ruas naquele horário eram quase desertas se não fosse pelas ocasiões patrulhas, que o time evitava com o auxílio de Alex e Laezar, e pessoas que procuravam confusão, umas lutas de rua ocasiões, pessoas bêbadas em bares e assim por diante.

Foi apenas uma hora da manhã e alguns quebrados que o time retornou para a mansão da Madre, a dupla formada por Omar e Dahye-ri ficaram no quintal lavando as pernas e os pés com a mangueira eu tinha ali esperando que assim conseguissem se livrar do mal cheiro, sendo a humana claramente a pessoa que estava mais incomodada com aquilo entre a dupla. - Eu vou acordar a Madre. - Comentou Alice. - E eu tomar um banho. - Respondeu Alex chutando os sapatos sujos para fora de seus pés. - Cada um deveria aproveitar essa oportunidade para descansar um pouco ou tomar o seu banho, daqui a alguns minuto chamo vocês para uma reunião. - Comentou Alice olhando para todos que estavam ali e fazendo sua breve divisão de tarefas.

Asger tinha um curto período de tempo para caso quisesse descansar ou fazer qualquer outra coisa que o momento permitisse a ele.

Citação :
Observação:
Mapinha: Só para ter uma ideia.
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Perdas:
- 500.000B$
- Evolutionite
- Manopla Dano: 4
- Sobretudo

Ganhos:
- Ragnarok [Manoplas] Dano: 4x level.

SP:
Ferimentos:

Legendas:
 



____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptyDom 19 Abr 2020 - 22:09

What Doesn't Kill You Make You Stronger

As informações das quais eram passadas acabavam constantado alguns fatos dos quais nós já tínhamos grande suposições ou confirmações, era interessante saber que eles estavam trabalhando daquela forma, mas não era nada divertido pensar em quantos tritões tinham sido sacrificado para os seus experimentos e tantos outras pessoas. Sentia uma raiva crescendo dentro de mim que queria acabar aquilo daquela forma o mais rápido possível, mas tinha certeza de que não estávamos preparados para realizar tal procedimento naquele momento, até mesmo por que não havíamos ferramentas em mãos para cortar as grades ou realizar qualquer outra ofensiva. Tínhamos agora até mesmo conhecimento de como o soro estava afetando e o porquê a minha raça era a mais suscetível a ser capturada. Para nossa sorte, Granberia já tinha uma grande quantidade de conhecimento e planejamento para que fizéssemos uma ofensiva bem mais trabalhada da próxima vez que viéssemos aqui. – Tome cuidado. Você ainda me deve mais explicações. – Sorriria por dentro do capacete, onde viraria de costas e começaria o caminho de volta sem qualquer outra despedida mais aprofundada.

Não estava cego, tinha conhecimento de onde estávamos e o que poderíamos acabar encontrando se demorássemos uma grande quantidade de tempo dentro daquele local. Por fim, tínhamos voltado ao local de antes e os humanos já começavam a sua limpeza, eu também já não tinha muito tempo para trabalhar em algo onde provavelmente a Madre realizaria uma reunião de emergência. – Todos estão dispensados para fazerem o que quiserem. Chamarei vocês qualquer coisa. – Teria dito para os meus companheiros. – Obrigado Alice. – Agradeceria a mulher, voltando diretamente ao meu quarto onde aproveitaria para tirar um banho mais do que demorado, procurando esfregar bem qualquer parte do meu corpo.

Antes que a reunião começasse, procuraria chamar os meus companheiros para que participassem dela e quando sentássemos todos a mesa para discutir os planos com a Madre, começaria a contar sobre o que havia sido dito por Granberia, em palavras curtas, tentando resumir mas não esconder nenhum ponto importante que fora dito pela tritã, caso a mesma quisesse as palavras mais certeiras sobre o acontecimento recente, não deixaria de dizer com as palavras da ruiva, embora não achasse isso necessário. – As grades não são tão resistentes como parece, consigo trabalhar em uma tesoura para elas facilmente. Não acho que um grupo grande também vá ser tão útil de primeira instância já que tornará tudo mais fácil de ser detectado, entretanto, deixar alguns na retaguarda com um aviso para entrarem poderá ser de grande ajuda. – Confirmaria um simples plano que tinha em minha mente.

Observaria o que aquela mulher tinha para me dizer e quais eram os seus planejamentos sobre o ataque do qual faríamos contra a instalação de Kraven e toda a sua proteção, pensaria isto melhor posteriormente, mas enquanto isso, já procuraria ver em minha mente o que eu tinha para realizar um simples trabalho de uma ferramenta.

Quando a reunião acabasse, seria o que eu realizaria, procuraria ver se o anão não estava próximo e pediria para ele me trazer alguns materiais ou ver se ele não tinha uma tesoura de corte para metal ou algo parecido, sabendo que não teríamos muito tempo, teria que trabalhar em cima de algo já feito para reforça-lo o máximo possível já que provavelmente não teríamos quase nada de tempo para trabalhar em um maçarico ou algo parecido com tal. Posteriormente, realizaria uma limpeza completa da minha armadura após termos passado por um esgoto fedorento, usando uma mangueira ou algo similar para tal, procurando limpá-la por completo e então, quando tudo estivesse pronto, descansaria.

Trabalharia a minha mente para que não viesse a acordar tão tarde, queria ter algum tempo para me planejar melhor e também ver o estado dos meus companheiros, sabia o quão abalados eles estavam assim como eu após a morte de Sylph e talvez ver Granberia não fosse das melhores coisas para se ver, além disso, me perguntava o que a ruiva estaria fazendo nesse momento e o que ela estaria pensando em não ter visto a sua companheira de longa data conosco em uma missão de exploração, já que todos estavam por ali.



Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 61
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 26

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptySeg 20 Abr 2020 - 11:20



Post. 8



Cada um tirava aquele tempo para fazer o que julgava apropriado naquele momento, Asger assim como mais alguns voltavam para os quartos na intenção de se lavar o que por fim era a única coisa permitida a eles já que a Madre não precisava fazer muito para se preparar para a reunião. Não passava nem vinte minutos e o tritão poderia ouvir alguém batendo em sua porta. - O senhor está pronto? - Perguntava Alice já disposta a guiar ele até onde ocorreria a reunião, antes de seguirem até o local Asger passou nos quartos de seus companheiros chamando-os para participar também.

Todos estavam com uma muda diferente de roupas e bem mais cheirosos que antes mas o psicológico ainda parecia pregar algumas peças em Envy, que ocasionalmente cheirava a própria mão parecendo se certificar que não estava mais fedendo a esgoto. Enquanto se aproximavam daquela sala zoológico devido as portas estarem abertas Asger já podia ouvir um pouco da conversa que rolava ali. - Sinceramente faz bastante tempo que não vou ao Dino Club, apesar de guardar aquela ilha com carinho em peito acredito que meus deveres me prendem a esta ilha. - Dizia a Madre em um timbre formal apático de qualquer emoção. - Ah é verdade foi lá que você despertou o Haki não é mesmo? Acredito que Sra.Ri logo deve despertar também. - Respondia o Mink enquanto aos poucos Asger e sua comitiva adentravam na sala. - Mais uma vez peço desculpas por interromper o seu treino Ri, mas ao mesmo tempo fico bastante grata e feliz por ter a sua ajuda neste momento perturbador. - Comentava a Madre enquanto cada um ia sentando nos lugares vagos enquanto a lutadora em resposta a Madre apenas meneou positivamente a sua cabeça fazendo um gesto eloquente para com a Satrinava mas mantendo o seu silêncio.

A essa altura já ficava claro para Asger que a Madre e aqueles dois tinham um tipo de relacionamento que iam além do profissional, além de topos que Asger já conhecia, Alice, os companheiros de Asger e os outros dois convidados, Omar e Dahye-ri, tinha uma outra pessoa ali naquela reunião, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] de pele escura e cabelos trançados, tal figura não ficava sentada mas sim pé atrás da Madre como se fosse um tipo de segurança assim como Alice que se posicionava ao lado dele cobrindo o outro lado da líder dos Satrinava. Era uma representação estranha naquele momento já que a Madre se encontrava na casa e estava entre aliados. - Agora que estão todos aqui por que não começamos? - Falou Morgana dando início àquela reunião.

Asger começou passando tudo que ele tinha conversado com Granberia o que parecia despertar um grande interesse da Madre apesar do tritão notar que a mulher tentava não deixar tal reação clara em sua expressão, quando terminava Omar o mink continuou. - Nesses esgotos tem umas ratazanas bem parrudas, enquanto eles conversavam eu pude notar que as criaturas que vivem ali podem ser perigosas e se não tomarmos cuidado durante a incursão elas podem acabar sendo um problema, tipo de problema ou que atrasa o nosso cronograma ou que come alguns dos nossos homens. - Dizia o Mink terminando rindo de leve não de forma muito audível mas para ele parecia que aquela última parte soava como um tipo de piada. - Bem ela falou que eles jogam os corpos ali naquele esgoto então é possível que os ratos tenham ficado mais fortes por causa disso... - Perguntava Alice meio incerta da sua declaração. - A gente explorou os esgotos e eles não nos atacaram, talvez essas criaturas não possuam interesse em seres vivos mas se eles ficarem no nosso caminho então podemos lidar com eles quando a hora chegar. - Completava Dahye-ri de uma forma segura mas ao mesmo tempo não parecendo muito paciente naquela reunião ou pelo menos com aquele assunto.

Nisso o tritão pode seguir falando das grades e de sua solução para elas. - Bem se forem tão resistentes então tenho certeza que uma de nossas serras ou até mesmo vocês vão ser capazes de removê-las a punho... - Dizia Morgana gesticulando com o dedo indicador apontando tanto para Asger quanto para os outros dois convidados. - ... Agora sobre o plano, se me permitem dizer acho que essa ideia da Granberia e do Asger é o ideal para esta missão. A abordagem que eu acredito que devemos tomar é a divisão de dois grupos, claro sem números muito grandes nesses grupos, um ficaria responsável para libertar os prisioneiros e os levar para a os esgotos enquanto outros posicionava bombas pela estrutura e as acionava assim que o perímetro estivesse seguro. - A mulher de cabelos trançados puxava do bolso interno do seu blaze um papel azul que ao desdobrar se revelava como a planta do hospital psiquiátrico.

Aos olhos de Asger aquela planta poderia ser talvez um bom mapa para a navegação dentro do hospício mas conforme Omar olhava para o papel o tritão poderia ver o mink esfregando a própria barba como se estudasse a planta com uma profundidade maior. - Bem não é nenhum navio mas eu já construí algumas cabanas e casas pelo decorrer do tempo... - Dizia o mink se revelando um carpinteiro. - É uma construção grande e um porão pequeno, as colunas de sustentação estão revestidas nas paredes mas isso não muda muito dependendo do poder do explosivo… Se por um na laje então garantimos uma boa demolição, alguém ai tem uma caneta? - Completava ele olhando para os lados e logo recebia uma da mesma mulher que tinha trazido a planta, Omar então ficava em silêncio fazendo anotações no papel enquanto vira e mexe murmurava algo que o tritão poderia escutar como. - Trágico... - Enquanto isso a reunião continuava.

- O plano parece interessante mas ele não descarta a necessidade de um time de apoio, também precisamos garantir que esse time não fique exposto a algum tipo de perigo como no caso dos esgotos tem o risco das ratazanas atacarem. Fora a isso só precisamos garantir um meio de comunicação entre os times mas precisamos ter cuidado para o agente não pegar a nossa conversa, Granberia comentou sobre o uso de códigos e pessoalmente isso me parece ser o ideal já que a falta de comunicação entre nós pode trazer muitas incertezas e com isso certos perigos. - Comentou Laezar que usava uma muda diferente de roupas mas ainda possuindo o mesmo estilo formal e elegante de antes. - Eu posso fornecer a vocês três baby den den mushi para a comunicação interna entre os grupos, no entanto deixo o código e os rótulos com vocês que vão ser aqueles que estarão em campo, só peço que não utilizem nenhum título ou código que possa ser associado a Família como “Madre”, “Berserk” e coisas do tipo. - Apesar do tom sério e da expressão neutra as garotas que se posicionavam atrás de Morgana abriam um sorriso assim como Omar e Dahye-ri parecendo dar a entender que aquilo era um tipo de piada.

Se nada mais fosse levantado ou pontuado ali então a reunião se encerrava, se o Tritão ainda desejasse ir atrás de materiais para a confecção de um item ele estava livre para procurar o pequeno anão de antes que não parecia presente naquele momento, fazendo necessário uma rápida busca por aquele peculiar indivíduo. Enquanto isso Asger poderia seguir facilmente com a limpeza de sua armadura utilizando ou da mangueira no quintal daquela mansão ou até mesmo o banheiro de seu quarto se assim tivesse vontade, já se passaria das duas manhã no fim daquela reunião mais toda a limpeza feita em sua armadura podendo esse tempo se estender um pouco mais caso Asger ainda prefira continuar trabalhando em uma ferramenta para quebrar as grades.

Citação :
Observação:
Mapinha: Só para ter uma ideia.
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Perdas:
- 500.000B$
- Evolutionite
- Manopla Dano: 4
- Sobretudo

Ganhos:
- Ragnarok [Manoplas] Dano: 4x level.

SP:
Ferimentos:

Legendas:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptySeg 20 Abr 2020 - 23:12

What Doesn't Kill You Make You Stronger

Após abrir a porta acenaria com um sim na cabeça sem dizer algumas palavras, observando alguns gestos provenientes da sirena que ocasionalmente cheirava as próprias mãos para verificar se o cheiro não continuava, algo que não acontecia comigo. Antes de chegarmos a reunião percebia um certo assunto que me gerava certo interesse, Dino Club e algo relacionado a Haki, desde que cheguei a Grand Line, não pude testemunhar nada referente ao tal poder “mágico” dos quais ouvi falar durante toda a minha vida por essas terras, o que me cheirava até mesmo um tanto estranho e talvez o mito fosse apenas isso, um mito. Uma nova presença se fazia presente naquela reunião que me gerava certa desconfiança de seus motivos para estar ali e até mesmo os seus gestos aparentando estar guardando a Madre.

Contudo, a conversa começava a fluir de maneira usual até Omar interromper no meio dela para falar sobre algumas ratazanas. – Não tivemos problemas com elas da primeira vez e devemos manter-nos assim, já estamos invadindo um certo território que não é nosso. Tanto humano como animal, se provocarmos, é possível que ataquem, até mesmo se sentirem incomodado conosco. Então, se acontecer, ataquem antes de serem atacados, mas só em último caso. – Concluiria aquele assunto, deixando que a conversa voltasse a assuntos mais importantes.

Ficava um pouco mais confortável em saber que o meu plano citado anteriormente poderia estar sendo colocado em ação, as bombas e os grupos seriam os necessários para que nós pudéssemos provocar um grande caos nas instalações de Kraven e fazer o rato se esgueirar para fora de seu ninho, dando a sua cara a tapas, e provavelmente socos e uma morte bem dolorosa proveniente de mim.

O que mais me interessava era saber que Omar conseguia ler bem os mapas e procurava entender um pouco sobre eles com o olhar, mesmo não tendo nenhuma perícia para tal, sabendo disso, talvez fosse vantajoso que tivéssemos uma comunicação bem mais fluída, quanto aos rótulos que pudéssemos utilizar, acredito que ficaria da preferência de cada uma para ser chamado do que bem entendesse. – Cada um escolhe seu codinome, não utilizaremos posições específicas, mas tentem lembrar bem de alguns pontos importantes dentro do mapa, que acredito que vá estar sendo disposto para nós. – Olharia com firmeza para Madre. Por fim, prosseguiria para a última parte da nossa reunião. – [color:b16d=6495ED]Acredito que isso seja o necessário por agora, obrigado. – Me levantaria tranquilamente da cadeira, indo em direção a limpeza da minha armadura e como dito antes, prosseguindo para a confecção de uma melhor ferramenta para as grades, procurando rapidamente pelo anão que anteriormente havia aparecido para nos auxiliar. – Hey anão! Consegue me trazer um serrote e algumas serras? – Procuraria ver se o mesmo estava acordado, mesmo se não estivesse, procuraria incomodá-lo em meio a aquela madrugada. – Amanhã te dou um biscoito se não reclamar. – Diria para caso ele fosse um tanto negativo em relação a meu pedido.[/color]

Tendo meu pedido entregue por suas pequenas mãos, procuraria trabalhar em pequenas melhoras para fortificar a própria serra e seu serrote de maneira que eles ficassem em um bom estado com a pontas bem afiadas e também prosseguisse sem desgastar tanto, tendo até mesmo serras reservas para deixar tudo melhor. Utilizaria tudo isso com as sobras que anteriormente trabalhei em minha armadura, deixando assim a serra mais grossa e comprida e reforçando o serrote para comportar uma pressão maior que o habitual. Mesmo podendo talvez apenas utilizar a força física para tal, gostaria de tentar algo, no mínimo, mais furtivo enquanto tivéssemos tempo. Como Madre tinha dito anteriormente, essa era uma missão perigosa e eu não queria mais chamar tanta atenção como a nossa última invasão que foi, no mínimo, catastrófica.

Deixaria todo o meu trabalho em meu quarto, prosseguindo para a limpeza da armadura e por fim descansando até o dia seguinte para acordar no café da manhã, recebendo uma boa noite de sono e posteriormente um café da manhã que reforçaria as minhas energias e forças. Em algum momento do dia, retiraria o tempo para conversar entre os meus companheiros. – Quero que estejam bem próximos hoje a noite. Laezar, Envy e Saulo, gostaria que viessem comigo para libertarmos os prisioneiros, não quero nos separar mais uma vez e não confio em nenhum dos novos integrantes dessa missão. Na verdade, não confio nessa família inteira e sei que eles também não confiariam em mim. Tentaremos recrutar todos os tritões que estiverem naquela prisão, vamos bombardear o mundo com uma grande legião de homens do mar. – Sorriria, tentando animá-los. – Kraven virá assim que souber de alguma coisa e estaremos prontos para ele, vou querer Laezar do meu lado, Envy e Saulo cuidando das minhas costas e acredito que Granberia já estará conosco nesse momento. Cuidem um do outro, não os deixem nos separar.

Por fim, descansaria até o tempo necessário para começar a preparação e por fim iria direto a saída da mansão para me encontrar com todo mundo, olharia para cada pessoal e veria quais eram as suas preparações para passarmos novamente pelo esgoto. Sorriria ao ver algum saco de plástico em seus pés ou alguma máscara improvisada. Sem haver qualquer objeção em relação ao caminho do qual seguiríamos, prosseguiria até a entrada do esgoto. – Laezar, Envy e Saulo virão comigo no time para liberar os prisioneiros. – Diria antes de partirmos. – Vamos. – Finalizaria a conversa.



Histórico:
 

Objetivos:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 61
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 26

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptyTer 21 Abr 2020 - 15:10



Post. 9



Com o terminar da reunião Asger decidiu já buscar pelas ferramentas citadas pela a Madre, saindo da sala cada um seguia o seu caminho sendo o dos convidados para a saída da mansão assim como Alice que os acompanhava, a outra figura seguia Madre para onde talvez fosse os seus aposentos enquanto os demais iam para os quartos que Asger já tinha ciência da localização. Se não fosse pelo tamanho do anão o mesmo seria bem fácil de ser encontrado, devido ao horário toda a criadagem descansava e a falta de iluminação deixava todo aquele ambiente assustador trazendo um lado repugnante daquela decoração com os quadros animalesco parecendo encarar o tritão, gárgulas perto do teto alto, toda aquela mansão era um show de horrores.

A única vinte de luz ali para Asger naquele momento era a luz que vinha de um vidral no fim da escada, que produzia uma refração da luz da lua, nesses casos seria comum andar pela casa carregando um candelabro acesso assim como muitos criados poderiam fazer mas o tritão não tinha nada como isso em sua posse. Foi de repente que ele pode ouvir uma risadinha aguda vindo de trás dele, buscando a origem do som ele não veria nada, ouvia passos rápidos vindo do outro lado porém mais uma vez ele não via nada até que do nada um grito dramático ecoou pelo salão principal e ao olhar para cima Asger pode ver Amadeus na boca de uma das gárgulas. - Estou morto (x.x) - Exagerando em seu drama o anão colocava sua mão coberta pela longa manga na testa como se fosse uma musa. - É ferida que dói e não se sente, é um contentamento descontente, é dor que desatina sem doer... - Como se fosse um poeta o anão recitava aquelas palavras deitado na boca da gárgula, de forma dramática ele tentava soar como se estivesse morrendo estendendo sua outra mãozinha para os céus, ele parecia engajado naquela peça sendo claramente o autor da risada e dos passos de antes, a uns bons 9 a 10 metros do chão o anão continuava com a sua peça até Asger chamar sua atenção.

- Ahn? Serrote? Você pode encontrar isso na forja, a gente já guardava esse tipo de ferramenta lá antes de convertermos na forja. - O anão não fazia menção de descer de onde estava mas dava as direções de onde o tritão poderia achar as ferramentas, caso Asger tentasse quisesse insistir no esforço do anão ou fazer um outro pedido a ele o pequeno responderia de onde estava. - Okay amanhã entrego isso para você, agora eu estou em outro serviço... - Abaixando suas mangas o tritão poderia ver um par de kusarigama segurando uma em cada mão enquanto as correntes ficavam enroladas em seu braço. - ...durante a noite o meu trabalho é vigiar e assassinar. - Dizia o anão com os seus olhos brilhando refletindo a loucura de sua mente, Asger poderia lembrar de desde que tinha voltado para a mansão ele não teria visto o anão o que poderia indicar que o mesmo estaria por ali ou rondando a mansão por todo esse tempo.

De qualquer forma seguindo na forja o tritão não teria dificuldade para encontrar aquelas ferramentas assim alguns materiais que ele talvez pudesse utilizar, era fácil reforçar a haste do serrote, lixando um pedaço de ferro já cortado nas medidas necessária o tritão pode soldar o pedaço na haste reforçando a resistência da mesma, para as lâminas não existia muito o que fazer se não pegar um material que fosse bom e resistência e fazer lâminas a partir dele para assim somar com aquelas que ele já tinha encontrado antes. Usando uma esmerilhadeira para depois lixar o material e logo em seguida afiar e polir Asger fazia cinco lâminas para serrote capazes de cortar aço enquanto ele mesmo já teria encontrado umas outras três ali sendo dessas duas mais desgastadas assim como aquela que estava equipada no serrote, talvez apenas conseguisse cortar alumínio ou ferro fino desgastado enquanto a outra lâmina estava sim em condições de cortar algo como aço.

Com aquilo feito Asger pode seguir para a limpeza de sua armadura, uma tarefa que levava bem menos tempo que a confecção das ferramentas, já estando bem na madrugada o tritão pode seguir para o seu quarto e finalmente descansar. Esses últimos dias do tritão tinham uma carência na questão do combate mas nem por isso tinham sido calmos, se vendo em um período de repouso e para formação de planos Asger sabia que essa calmaria morreria na noite seguinte quando a operação teria o seu início, após acordar o tritão seguia para o sala de jantar se reunir com o seu grupo, nesse meio tempo ele via que tinha acordado um pouco depois das onze mas o café da manhã ainda estaria na mesa diante o fato dos seus companheiros continuarem ali conversando e interagindo entre si. - Saulo você está lendo esse livro a sabe se lá quantos dias, não o terminou ainda? - Questionava Envy. - Ah não esse é a terceira edição. - Respondia ele mostrando a contra capa. - Bem esse tipo de livro que não tem título e nenhuma outra informação na capa acaba confundindo mesmo. - Respondia Laezar até ver Asger entrando na sala.

Todos o cumprimentavam enquanto o capitão se aproximava, os companheiros tinham deixado bastante comida para o seu capitão comer, todos ouviam as suas palavras e respondiam de acordo a sua estratégia, ninguém parecia ter muito o que dizer em relação aquilo na verdade era até mesmo possível dizer que eles compartilhavam daquele pensamento do capitão. Tudo que restava agora era esperar a hora da operação, todos descansavam ou interagiam da forma que era apropriada ali até chegar a noite quando cada um conferia os seus itens e equipamentos garantindo que tinham tudo pronto para o serviço que estavam para fazer, algumas horas antes de partirem o restante da equipe chegava encontrando o bando na sala de estar. - Esta hora, antes vamos rever alguns pontos que não puderam ser discutidos na reunião. - Dizia Alice entregando para Asger um baby den den mushi similar àquele utilizado em seu último serviço juntos, a gatuna também entregou uma cópia da planta do hospício com algumas anotações feitas pelo mink Omar.

- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] com as anotações de Omar, grupo da implantação das bombas vai responder por Terra, nesse time vamos ter Omar, Dahye-ri, eu e Alex, por ele ser um carpinteiro e construtor a presença de Omar é importante para esse time e eu tenho experiência com explosivos enquanto Alex e Dahye-ri podem garantir a segurança de nós dois. O seu grupo vai responder por Oceano, vocês vão seguir para o segundo andar enquanto garantimos a contingência no primeiro, o terceiro time vai responder por Céu eles vão cuidar da nossa rota de fuga e estarão de prontidão para o caso de precisarmos de reforços, também garantimos veículos para a nossa ida e a nossa fuga, nesse time vamos ter Essek, Alan e os condutores das carroças. - Dizia ela fazendo uma breve pausa e dando espaço para perguntas. - Vamos ter três carroças grandes, só podemos esperar que seja o bastante para transportar todos caso o contrário os com condições para andar terão que caminhar até o esconderijo que conseguimos na região, as carroças vão ser chamadas de “Nuvens” e o esconderijo vai se chamar “Vento”, o código “As nuvens seguem com o vento” é o código para a nossa retirada total, nossos inimigos devem ser referidos como “Tempestade” sendo que Kraven, Ronald e o Vice-capitão tem o código exclusivo deles que é “Desastre”. - Explicava ela enquanto também puxava um mapa da região para mostrar a localização do esconderijo assim como a rota que seria utilizada do manicômio até o mesmo.

Naquele momento o grupo tinha o seu espaço para adicionar algum outro planejamento necessário para aquela missão ou fazer alguma pergunta pertinente a ela, dali o pessoal se dividia para por galochas e macacões por cima de suas roupas assim como umas máscaras simples de proteção. Subindo nas carroças que tinha o teto coberto o grupo seguiu em uma viagem bem mais confortável que antes assim como mais rápida também, não demorou mais que meia hora a quarenta minutos para chegarem no local necessário pela rota principal e óbvia sendo que Asger poderia lembrar durante o planejamento que aquela rota só seria utilizada para a ida buscando uma chegada rápida para uma saída mais furtiva e esgueira que aí sim seria utilizado de rotas alternativas.

Chegando no local dois condutores ficavam junto com as carroças com um dos baby den den mushi enquanto o terceiro condutor ia com a equipe Céu, caminhando pelo o interior dos esgotos o time já estava bem mais preparado que antes para aquele tipo de cenário, poucas palavras eram trocadas ali e agora que estavam mais atentos e menos surpresos ou afetados com o ambiente ele poderiam ver bem ao fundo dos corredores daquele bueiro é que vira e mexe um vulto grande do tamanho de um cachorro passava correndo de um lado para o outro, às vezes era um outras vezes eram dois ou três, em uma circunstância comum o tritão poderia considerar que fosse um cão ou um animal do gênero mas ao lembrar do comentário do mink ele poderia ficar mais certo que seriam as tais ratazanas comentadas antes. Depois de um tempo caminhando por ali eles chegavam nas grades alguns minutos antes da Granberia chegar dando assim tempo para Asger serrar as barras se assim tivesse vontade ou deixar Dahye-ri remover elas com a força bruta.

Citação :
Observação:
Mapinha: Só para ter uma ideia.
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Perdas:
- 500.000B$
- Evolutionite
- Manopla Dano: 4
- Sobretudo

Ganhos:
- Ragnarok [Manoplas] Dano: 4x level.
- Serrote.
- Lâminas de serrote. 2x de qualidade mediana [5/5 usos] 6x de boa qualidade [10/10 usos]

SP:
Ferimentos:

Legendas:
 



____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 EmptySex 24 Abr 2020 - 1:49

What Doesn't Kill You Make You Stronger

O pequeno era tão maluco que chegava a me deixar um tanto abismado com uma característica tão estranha que ele tinha, a sua louquice me fazia com que eu tivesse que buscar as ferramentas por mim mesmo e era assim que eu faria para poder trabalhar nos planos dos quais eu havia em minha mente. Todo o trabalho que eu estava fazendo por ali chegava a ser tão exaustivo quanto um combate, algo do qual não me agradava muito já que as ações eram as que mais me deixavam perto dos meus objetivos, queria estar logo com Kraven em minhas mãos e aguardar, cada segundo que fosse, era terrível e por isso distraia a minha cabeça com o trabalho.

Envy era a que parecia mais aflita com os recentes acontecimentos e isso chegava a me perturbar um pouco, ter alguém que não estava com a cabeça em dia não era algo tão bom já que isso poderia ser prejudicial ao seu desempenho, mas confiava que meus companheiros logo mais estariam ao meu lado e em bom estado. Na hora da preparação anterior a invasão, Alice chegava com o que fora pedido anteriormente, me entregando um den den mushi e a cópia da qual eu havia pedido.

- Vocês se organizaram melhor do que eu imaginava. Há. Gostei. – A preparação daqueles humanos era algo do qual eu tinha apreciado e provavelmente utilizaria no futuro, para uma raça tão inferior, até que eles estavam se esforçando para tentarem chegar aos pés de nós tritões. Me alegrava em ver o tanto de recursos que eles estavam utilizando em nossa empreitada contra Kraven, não me importava quem controlaria essa cidade, visto que o seu grupo provavelmente evoluiria bastante em questão de poder quando a vitória fosse nossa. Uma colaboração por objetivos em comum, colocar o homem morto a vista de todos daquela ilha. Me focaria em decorar bastante das rotas que foram me mostradas e por fim subiria na carroça em direção ao ponto de entrada de nossa invasão.

Caminhávamos pelo esgoto bem mais preparados para entrarmos e percebíamos a movimentação de grupos de animais por ali e que logo percebíamos serem as ratazanas comentadas anteriormente, eles pareciam cada vez mais gordos e mutantes e percebia o quão perigosos elas estavam começando a se tornarem. – Quando vocês controlarem essa cidade, limpes os esgotos. – Falaria em um tom baixo para que minha voz não ecoasse em meio aos túneis.

Com todos os equipamentos preparados, começaria a serrar as principais barras que contornavam onde a grade estava presa, dado o tempo que teríamos até a chegada de Granberia, acreditava que o barulho gerado por tal não seria tanto como arrancá-las a força que além do barulho haveria também a gravidade interferindo em tremores. – Cuidem da retaguarda, mantenham-se atentos. As ratazanas podem se sentir incomodada. – Meu pedido seria principalmente para os meus companheiros, já que eles eram os mais importantes dali.

Teria alguns cuidados com as serras, pois principalmente só começaria o trabalho faltando poucos minutos até a chegada de Granberia, já que antes poderia acabar chegando algum homem para foder conosco e a nossa invasão ser descoberta antes mesmo de começar. O segundo cuidado seria com qualquer um dos meus companheiros relacionado a serra, já que uma ferramenta reforçada daquele jeito poderia acabar sendo um perigo para quem estivesse próximo e o terceiro seria tentar serrar apenas os pontos mais importantes da mesma para retirá-la, por último, tomaria todo o cuidado para que a grade não caísse no chão e fizesse qualquer barulho, tentando no último ponto, serrar até 90% do ferro e no momento em que fosse serrar o restante, pedir para alguém segurá-la para mim.

- Então, vamos? – Sorriria para quando Granberia chegasse, fosse após serrarmos a grade ou não. E esperaria toda a passagem dos meus companheiros para que começássemos o nosso caminho invasão a dentro. – Boa sorte. – Desejaria para Alice. E os primeiros passos seriam dados deixando que Granberia nos guiasse primeiramente, entregando o mapa para Envy. – Você é a nossa navegadora, seja os nossos olhos por esse mapa também. – Sorriria para a minha companheira, deixando que ela encarregada do mapa. Ouviria as precauções da ruiva sobre qualquer coisa que houvesse em nosso caminho e antes de encontrarmos com qualquer inimigo, primeiro tentaria analisar a situação e nos esconder em alguma parede próxima onde ele não tivesse a nossa visão para que não atacássemos de imediato.


Histórico:
 

Objetivos:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: What Doesn't Kill You Make You Stronger   What Doesn't Kill You Make You Stronger - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
What Doesn't Kill You Make You Stronger
Voltar ao Topo 
Página 2 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: The Wonderful Land-
Ir para: