One Piece RPG
Hey Ya! - Página 8 XwqZD3u
One Piece RPG
Hey Ya! - Página 8 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ep 1: O médico e o marinheiro
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Rangi Hoje à(s) 01:56

» O som das ondas é o meu chamado... Adeus, meu filho!
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Subaé Hoje à(s) 01:51

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Koji Hoje à(s) 01:04

» Pandemonium - 9 Brave New World
Hey Ya! - Página 8 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:17

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Kyo Ontem à(s) 21:28

» Razão
Hey Ya! - Página 8 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:27

» Razão
Hey Ya! - Página 8 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:26

» I did not fall from the sky, I leapt
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Formiga Ontem à(s) 20:33

» Ato I - Antes da tempestade
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Dante Ontem à(s) 19:52

» All we had to do, was cross The Damn Line, Elise!
Hey Ya! - Página 8 Emptypor King Ontem à(s) 19:23

» Vou te comer
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Scale Ontem à(s) 19:19

» Drake Fateburn
Hey Ya! - Página 8 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 17:06

» I - Justiça: Um compromisso obstinado!
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Hammurabi Ontem à(s) 16:01

» A HORSE WITH NO NAME
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 14:40

» Vol 2 - The beginning of a pirate
Hey Ya! - Página 8 Emptypor GM.Milabbh Ontem à(s) 13:58

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Hey Ya! - Página 8 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 11:09

» Steps For a New Chapter
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Achiles Ontem à(s) 10:14

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
Hey Ya! - Página 8 Emptypor Arrepiado Ontem à(s) 08:30

» Em Busca do Crédito Perdido
Hey Ya! - Página 8 Emptypor PepePepi Qui 04 Mar 2021, 23:55

» A Ascensão da Justiça!
Hey Ya! - Página 8 Emptypor CaraxDD Qui 04 Mar 2021, 23:28



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Hey Ya!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 77
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptyDom 08 Mar 2020, 10:58

Relembrando a primeira mensagem :

Hey Ya!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) caçadores de recompensa Mirutsu Haretsu e Kid Farway e da agente do governo Lilith BlackWater. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Kylo
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador


Data de inscrição : 24/12/2019

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptyTer 12 Jan 2021, 18:48

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


A víuva. Seus olhos desvairados pela crescente avareza embriagavam a sua mente combalida pela ganância, despertando-o ao sobrepor a sua típica quietude por um êxtase que caldeava uma pequena chama em crescência; reclusa em seu âmago. Sua implosão estava cada vez mais próxima, seus músculos, seu corpo e sua resistência talvez mal aguentassem mais um segundo sequer imersos naquela confusão, mas, ainda assim, aquela ardência exasperava o seu espírito para mantê-lo de pé diante daquelas adversidades. Essa ardência, esse êxtase, essa força de vontade, aflatava um revigoramento de suas energias por conta de algo que para muitos seria meramente trivial e circunstancial, mas, para Revan, não era. Alguns se escoram na sua família, outros nos amigos e porventura até há aqueles que agarram-se em uma paixão, mas Revan ancorava-se no dinheiro, e nada mais. Não o entenda mal, o sovino cresceu no poluído Terminal Cinza e lá aprendeu que não existe ninguém que esteja disposto a socorrê-lo, somente as suas próprias mãos são capazes de mudar o seu fado. O dinheiro é a sua independência, sua sobrevivência, ele é a única forma que assegurará que ele não se curve à ninguém e, nesse momento, a captura da viúva é aquilo que assegurará o cascalho no seu bolso desde que deixou Dawn Island. É, talvez essa baboseira toda explique o porquê da viúva ter se transformar em uma esmeralda para os seus olhos, ou talvez desmorone de vez e só mostre que Revan é caduca da cabeça. Aproveitando-se da chegada das ratazanas, o grandalhão irromperia o assoalho em direção à viúva, não importando-se com os capangas restantes, afinal de contas, as ratazanas encarregariam-se da confusão. Se porventura ainda tentassem retardar o seu avanço, Revan utilizaria-se de sua exímia aceleração para manter-se afastado em uma curta distância, afastando-se em mímica às investidas do adversário até que encontrasse uma abertura para desequilibrá-lo com um pontapé cirúrgico. No mais, utilizaria-se de mesas e cadeiras para desacelerar a chegada daqueles que o perseguissem, caso fosse necessário.

- Hora de conseguir o que é meu! - Enunciaria de olhos fervorosos, rutilantes pelo encantamento que sua mente impusera à ele. Neste ponto, não importava-se com a confusão que estava lá atrás, somente o objetivo final importava — capturar a viúva. E, com esse pensamento em mente, correu até ela.





Personagem:
 


Histórico:
 


Ficha:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 98
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptyQui 14 Jan 2021, 22:39




Hey Ya!
Dois guei!



Não havia mais escapatória, o trio de minks eram surreais na arte do combate, literalmente sua chegada surpresa havia quebrado todos os paradigmas dos nossos protagonistas que eram salvos e posteriormente poderiam finalmente cumprirem com seus objetivos principais, ambos compartilhavam de um deles, este era a captura da mulher mais safada e criadora de cornos do East Blue, sabendo disso não podiam ficar parados enquanto os irmãos acabavam com o resto dos capangas, Mirutsu foi o primeiro a levantar com o sangue nos olhos tanto que de súbito correu atrás da pirata e mesmo sendo impedido por dois piratas, ele usava uma das mesas como apoio para soltar um chute na cara de um deles o jogando no chão.

O outro pegava sua espada e quando foi desferir contra o gatuno que tinha acabado de aterrissar no solo, o boxeador Revan assegurava as costas de Miru e ambos corriam em direção a saída secreta. Os coalas ficavam para trás dando cobertura, o esverdeado falava sobre o prisioneiro da bandida, este teria suas amarras cortadas quando toda a confusão acabasse por ali, não tinham tempo a perder, cada segundo importava nessa busca ensandecida pela mulher vil.

A saída dava para uma ruela escura e reta, conseguiam enxergar claramente aqueles cabelos esvoaçando à frente deles, se as pernas de Mirutsu não tivessem sido tratadas pelo Koata, ele perderia a pirata facilmente, porém com força e determinação, conseguiu seguir em frente ao lado de Revan que mesmo bufando não parava de correr acelerando cada vez mais. A mulher perdia velocidade ao olhar para trás algumas vezes, os malditos que a perseguiam não a deixavam escapar e seu rumo tomou um fim desagradável quando acabou por chegar a uma rua sem saída, foi naquele momento que a viúva sentiu que realmente poderia ser pega.

Ela se virou ficando de frente para os dois rapazes, estavam a uma distância de 5 metros e atrás dela um muro de 3 metros, a dupla encarava a moça enquanto a mesma abaixou a cabeça por alguns segundos, desabotoou sua camisa elevando seus seios a outro patamar, sua feição doce surgia de imediato. - Sério que me perseguiram até aqui? - Seus olhos pareciam brilhar e suas bochechas coravam. - Devem me amar mesmo, sinto muito, mas sou uma mulher de um homem só, se quiserem se enfrentar, eu ficarei com o mais forte.

Insinuava uma proposta, mas isso não era tudo, sabia que só isto não seria o suficiente e colocou ambos os braços para trás. - Olha, eu sou uma pessoa má, se quiserem me prender, eu vou deixar, não gosto de me machucar. - Lágrimas de crocodilo caiam alcançando o queixo e realmente a mulher conseguia passar para os corações do homens ali presentes, uma sensação estranha, talvez fosse pena ou compaixão.


Offs:
 

Coalas:
 
[/quote]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Mercenary
Mercenary
GM.Mirutsu

Créditos : 53
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptySex 15 Jan 2021, 00:53

Miru e capangas parte 4



Quem diria que aqueles coalas eram barra pesada mesmo hein? Pra falar a real eu não botava fé naqueles malucos na primeira vez que eu os vi, mas, logo, logo, os malditos derrubavam grande parte dos bandidos, pra minha sorte, já que eu não tava com saco pra bater em mais nenhum marmanjo. O restante de minhas energias seriam guardadas para quando eu tivesse de cara com a maldita pirata imunda, ela vai ter o que merece. Apesar da cobertura feita pelos coalas, ainda tinha alguns empecilhos, mas, logo eu conseguia dar cabo de um dos cornos que seguiam a Viúva, com um chute em seu rosto. Nem perdi muito tempo, continuei seguindo, completamente puto. Não conseguia enxergar mais nada em minha frente, a não ser a imagem da Viúva choramingando e implorando para que eu não batesse nela. Logo, essa imagem não seria apenas um fruto de minha imaginação, seria realidade, custe o que custar. A desgraçada vai pagar!

Corri e corri, ficando ofegante, minha perna machucada dificultava um pouco meu movimento, por um momento eu me dava conta que se não tivesse sido tratado apropriadamente, provavelmente a Viúva conseguiria fugir de mim mais uma vez. Logo Revan me alcançava, também cheio de ódio. Isso era bom, quanto mais gente com vontade de bater na mesma, melhor, com sorte a gente juntaria gente o suficiente para fazer uma roda punk na desgraçada. Corremos e corremos, meus pés já latejavam de dar tantos passos e eu constantemente tirava o suor da minha testa com as costas de minha mão.- Puta que pariu meu irmão, até agora essa porra dá trabalho mano, sem condições.- eu dizia, irritado, rapidamente eu tinha vontade de tomar um copo de água bem gelado.

Finalmente a correria parava quando ela partia para um beco sem saída, não tendo mais para onde correr. Eu já me encontrava um pouco exausto pela corrida, mas, deixava escapar um sorriso de meu rosto, enquanto apoiava-me em meus joelhos. - Pode começar a rezar minha filha. É agora que tu vai levar pisa. - gargalhei, voltando a levantar meu torso, levando minhas mãos até meu rosto. Como se esperado de uma pessoa tão baixa, novamente ela usava de suas táticas sujas para tentar seduzir eu e Revan. Eu apenas ria ao escutar a constatação da mulher, era simplesmente incrível o quão cara de pau aquela louca era.- Tu escutou essa merda aí parceiro?!- eu olhava para Raven, gargalhando, enquanto dava um tapinha em suas costas. - Mulher de um homem só é o caralho. Tu acha que depois desse tempo todo eu vou cair nessa putaria aí?- eu trazia novamente meu olhar de tédio, seco e com olhos semicerrados.

No entanto, quando a mesma começou a se desfazer em lágrimas, eu percebi o quão boa ela era em mexer com os sentimentos de alguém. Droga, eu até mesmo sentia um pouco de pena da mesma! De qualquer forma, eu tinha que dar um fim aquilo de uma vez por toda, antes que ela novamente conseguisse fugir. Era uma pena para ela que eu já havia encontrado a mulher da minha vida, talvez o eu de ontem tivesse caído nessa armadilha estúpida.- Ok, ok, não precisa chorar.- eu dizia, mudando meu semblante para uma face um pouco arrependida.- Revan, a gente não seria uns monstros de bater em uma mulher indefesa né?- eu falava para meu parceiro, pouco antes de começar a me mover.

Me aproximaria lentamente da viúva, fazendo uma face de preocupação e de pena, quase como se estivesse arrependido de tudo que eu tinha feito naquela noite.- Calma, calma. Está tudo bem. Eu não vou te machucar.- eu expressaria uma voz doce, me aproximando cada vez mais da mulher e quando chegasse perto o suficiente, me agacharia, ficando de cócoras.- Uma mulher tão bonita quanto você não fica bem chorando. - eu falria, aproximando a mão direita até seu rosto, logo enxugaria suas lágrimas, sorrindo, enquanto tentava usar alguns de meus conhecimentos de sedução passado por Natasha no dia anterior.- Por isso eu serei gentil, será rápido e indolor. - sem pestanejar ou dar tempo da mulher reagir, logo baixaria minha mão, fechando-a em um punho e atacaria rapidamente com um muro lateral em seu queixo, a intenção era desmaia-la de uma vez só.

Apesar disso, me manteria atento as mãos da Viúva, afinal, ela poderia querer me atacar antes de eu poder fazer meu jogo e a qualquer indício de ataque da mesma, logo eu reagiria com um salto para trás, afim de esquivar-me de seu golpe sorrateiro. Não seria besta de confiar numa Víbora como aquela.

Se tudo desse certo, logo eu teria a Viúva desacordada em minha frente. Pegaria a mesma, levantando-a com meu braço e apoiando-a no meu ombro, logo eu voltaria pelo caminho onde outrora havia percorrido.- Simbora. Hora de deixar ela lá no QG da Marinha e pegar a bufunfa.- dirigiria a palavra para Revan, novamente com minha face entendiada. Voltaria para o galpão, onde esperaria encontrar os coalas e Jonas, nesse tempo ele já deveria estar desamarrado.- Foi bagaçada. - diria, me referindo a procurada, como se estivesse carregando um troféu e me glorificasse com aquilo.- Está vingado rapaz. - falaria dessa vez com um sorriso, olhando para Jonas.- Bom, agora se vossas senhorias me dão licença, eu tenho que entregar essa rapariga aqui no QG da Marinha.- não demoraria para me encaminhar até o QG.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por GM.Mirutsu em Qua 20 Jan 2021, 23:59, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 98
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptyQua 20 Jan 2021, 23:44




Hey Ya!
Um guei!



Tanto a viúva quanto Miru sabiam jogar, ambos tinham uma espécie de especialização na arte da lábia e sedução, o caçador já mencionava para Raven os indícios da pirata enquanto fingia cair em paixões pela moça, já ela sabia que nosso protagonista não estava tão gamado assim, porém sabia que não era o momento certo para agir, em suas mãos escondidas havia uma adaga pronta para ser travada nas costas do primeiro que se aproximasse o suficiente de sua pessoa. - Sim.. - Respondia entristecida as falas de Mirutsu, Revan estava apenas de plateia ficando estático e assistindo toda a situação, talvez deixando nas mãos do caçador mais experiente a chance de pegar a sua grande inimiga.

Ambos estavam próximos um do outro, Mirutsu chegou até mesmo a tocar a face da mulher que corava observando a feição do rapaz, foi nesse momento que ela e o gatuno deram o ultimato, sua adaga ia em direção ao peito do rapaz, queria atingir seu coração o lugar onde sempre reinou nos homens, porém o nosso cebolinha já tinha seu coração preenchido por alguém e estava brindado por qualquer falcatrua que a bandida poderia fazer, seu soco foi piedoso assim como mencionou, só bastou um para a moça ser jogada para o lado desacordada, se ela fingimento, ele não sabia ao certo, pois facilmente a pegava pelo braço bom.

Voltando pelo caminho, parecia que Revan estava ocupado com alguma coisa, pensativo talvez, pois não voltava junto com seu parceiro. De volta ao covil, todos os homens estavam amarrados assim como Jonas anteriormente, este que por sua vez estava liberto e sentado pensando na vida e foi ao se deparar com a pirata nos braços de Mirutsu que ele se levantou e se aproximou. - Olha, eu fico agradecido, eu não estava no meu eu, talvez fosse a bebida ou minha falta de estima, você me salvou dessa cobra. - Ele estava agradecido pelas ações do caçador, era bom de vez em quando receber gratidão como um herói, caçadores não eram bem vistos por suas personalidades distintas e quase destrutivas.

Os coalas faziam o saque, entre cartazes, não tinham rostos que valiam a pena para se levar para a marinha. - Que merda, só alguns trocados então. - Falou Dion se aproximando de Koata que terminava de amarrar o último dos capangas. - Ela deu trabalho ein, vamos juntos para o QG? - Alrs dos três minks era o mais amigável, Mirutsu sabia disso e já que seus ferimentos não estavam cem por cento ainda, a ajuda dos minks assim como antes seriam beneficas. - Deixa eu amarrar ela, nunca se sabe quando um pirata está fingindo estar derrotado, ouvi boatos que uma dupla de caçadores no North Blue passou por alguns problemas quando pensaram que um pirata tinha ficado desacordado e ele realmente não estava.

O mink mostrava uma corda, esperava que o gatuno lhe desse permissão para prender seu troféu, neste meio tempo Hugo sorria feito um demônio ao encontrar a sua grande inimiga e assassina de seu filho presa e prestes a ser julgada como deveria ter sido a muito tempo, procurou por Raven e agradecendo Miru, saia correndo para falar com o grandalhão. - Vamos levar logo esses maltrapilhos para onde devem ficar, numa merda. - Dion acendia seu cigarro e arrastava três homens amarrados com uma das mãos.


Offs:
 

Coalas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Mercenary
Mercenary
GM.Mirutsu

Créditos : 53
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptyQui 21 Jan 2021, 01:54

Miru e capangas parte 5



Bem como eu imaginava, não se dava para baixar a guarda perto da Viúva em nenhum momento, talvez meu parceiro ficou paralisado com a atuação da mesma ou realmente sentiu pena dela, mas, não importava mais, eu havia resolvido a parada sozinho de qualquer maneira, mas, não antes de ter um susto de quase fazer meu coração saltar pela boca. Numa de suas astúcias, a mesma quase conseguiu perfurar o meu peito, mas, eu me adiantei no último momento acertando ao queixo dela em cheio, num movimento de reflexo. Até agora eu me impressionava o quão frágil era aquela área, hoje mesmo eu havia utilizado tal artificio inúmeras vezes para derrubar meus oponentes e em sua maioria deu certo. Era isso ou eu tinha um martelo invés de um braço e eu não sabia, apesar que creio que seja a primeira opção mesmo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Foi quase, danadinha. - eu ria um pouco nervoso e suando frio depois daquela situação tensa, olhando pro corpo da procurada desacordada. Finalmente eu poderia ficar em paz comigo mesmo, se eu não tivesse derrotado essa mulher eu acho que nem conseguiria dormir de noite de tão perturbado que eu estaria. Passei as costas da mão em minha testa, limpando meu suor e em seguida arrumei meu cabelo com meu braço bom, em seguida ajeitando minha gravata borboleta e ajustando minha camisa, afinal, eu estava um pouco desarrumado depois dessa correria toda e era óbvio que eu não podia perder meu estilo. - Ok, saco de dinheiro em forma de mulher, hora de levar você para seus novos amiguinhos da Marinha. - eu não era muito de falar sozinho, mas, com a loucura que havia esse dia eu nem liguei muito. Comecei a puxar ela pelo braço e me apoiando em meu joelho logo eu coloquei a Viúva por cima de meu ombro, segurando-a pela cintura. Comecei a andar, mas, eu via que Revan estava bastante estático. - Cê tá legal, cara? - parei por alguns segundos, levantando minha sobrancelha enquanto observava Revan naquele estado esquisito e quando não obtive resposta, suspirei e disse minhas últimas palavras pro homem antes de continuar meu caminho.- Qualquer coisa, eu tô indo pro esconderijo e depois pro QG da Marinha...- era nítido meu tom de estranhamento por causa daquilo, no mínimo eu poderia dizer que sentia-me confuso, mas, não queria perder muito mais tempo ali.

Eu estava até mesmo com preguiça de andar, então fui a passos lentos até o covil e quando cheguei, parece que o os coalas já tinham dado cabo dos seguidores da Viuva, todos estavam amarrados e eles já tinham libertado Jonas, que dizia que estava agradecido pelo o que eu tinha feito por salvar ele e não vou mentir, era bom escutar tais coisas assim de vez em quando. - Eu avisei a ela, estava tudo caminhando para esse final. Desde que eu derrotei o grandalhão em combate, ela sabia que estava perdida. - era verdade, só agora eu havia percebido que grande parte da caçada eu havia feito sozinho, o que colocou em cheque minhas habilidades e me fez dar tudo de mim. Eu não sabia explicar, mas, eu sentia como se eu tivesse amadurecido um pouco mais em minha forma de lutar. - Bom, esse foi meu último trabalho aqui em Shells Town no entanto. - eu continuava a falar com Jonas, um pouco mais sério. - É hora de voar mais alto, essa cidade já está pequena demais para mim. - a minha vida toda passei naquela cidade anseando a hora de minha partida, estava tão perto agora e eu não pararia por nada.

Fui até os coalas dessa vez, que pareciam estar fazendo o saque dos derrotados ainda, mas, que pareciam frustados já que nenhum valia tanto. - Como tá a parada por aí? - falei apenas para poder entrar na conversa, mas, eu sabia muito bem que não tava nada legal para eles. - Nada que vale a pena pelo visto. - falei quando Dion começou a reclamar. - Até o final ela tentou me enganar. Não deu muito certo, no entanto. - respondi Alrs enquanto mexia um pouco meu braço, mostrando que a mesma encontrava-se desacordada e logo depois coloquei a mesma no chão, para que ele começasse a amarrar a mulher. - Ok, pode ser. - dessa vez eu me virava para o velhote que odiava a Viúva, que veio me agradecer também e apenas retribui com um aceno de cabeça, logo voltando meu olhar para a procurada que estava prestes a ser amarrada.

Após que Alrs terminasse de amarrar a Viúva, pegaria ela novamente e a colocaria sobre meu ombro mais uma vez. - Valeu, Jonas, a gente se esbarra por ai. Não vai demorar muito para que você veja meu nome nos jornais. - eu sorriria e faria um breve aceno de mãos, lentamente começando a me mover até o QG da Marinha. - O que eu preciso pra ficar 100% no meu braço? Vou precisar engessar ou algo do tipo ou seu tratamento basta? - perguntaria para Alrs enquanto estivesse no caminho. Ao entrar no QG, tomaria a frente do grupo indo atrás de algum atendente no local, logo eu colocaria a Viúva no chão. - Procurada conhecida como Viúva, como pode ver, está viva. Já sou caçador registrado. Mirutsu Haretsu. - eu seria o mais breve possível, queria resolver as coisas rápido ali e dar no pé. Esperaria o recebimento da minha recompensa e assim que pegasse o meu tão cobiçado dinheiro, eu me viraria mais uma vez para falar com os coalas. - Então, alguém de vocês conhece alguém que esteja de ida para a Grand Line? - coçaria minha cabeça, esperando uma resposta.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 98
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptyDom 24 Jan 2021, 01:18




Hey Ya!
Um guei!



A pirata era amarrada. tanto Dion quanto Koata que tinham mais força nos braços conseguiam pegar alguns piratas procurados, não tão perigosos e valiosos quanto queriam, mas era o suficiente para suprir algumas compras e necessidades dos três irmãos, Alrs terminava e Mirutsu conseguia a segurar em seu ombro com cuidado e manejo suficiente para começar a caminhar, durante o percurso até o QG da marinha, o sol finalmente começava a raiar terminando toda a saga dessa madrugada tão violenta e movimentada, nem parecia que em uma noite tantas coisas poderiam acontecer, mas no final tudo tinha dado certo graças ao esforço de todas aquelas pessoas.

O trio de minks seguiu adiante em conjunto com o caçador ascendente, o caminho era longo o suficiente para um bate-papo. - Seu braço deve ficar bem depois de mais algum descanso, Koata é uma excelente médica assim como Dion é um bom navegador apesar do seu jeito esquentado. Foi bom termos trabalhado juntos, um prazer realmente. - Ele era o mais educado e certinho dos irmãos, nem poderia dizer que era irmão do pistoleiro louco, chegando na base dos soldados da justiça, pequenos grupos fitavam a entrada do grupo tão estranho em sua casa, caçadores sempre eram bem vigiados já que muito não tinham sequer uma boa fama, poderiam até mesmo serem tratados como arruaceiros.

Mirutsu podia ser uma exceção, já tinha se registrado naquela ilha com uma captura, agora trazia consigo a mais perigosa das aranhas, a viúva negra. - Muito bem, parece ser ela. - Falou a sargento, pediu para soldados encaminhasse a bandida para prisão e continuou avaliando os capturados, tinham feito um bom trabalho. - Fizeram um bom trabalho, é bom saber que diversos desses malditos vão sair das ruas. Agradeço, peguem suas recompensas no balcão principal. - Falou se despedindo e os saudando com um movimento no boné.

O balcão principal era o lugar onde atendentes da marinha recebiam relatos, passavam mensagens importantes e espalhavam cartazes para os interessados, também serviam para a entrega das recompensas. Não demorou muito para ter em mãos uma bolada de dinheiro pelo seu trabalho duro, o gatuno tinha total direito sobre a quantia. - Ele recebe isso tudo e a gente alguns trocados, que negócio zuado. - Reclamou Dion, mas já estava feliz se contentando com alguns trocados, a pergunta de MIrutsu atiçava Koata que havia se aproximado do rapaz para perguntar sobre algo relacionado a isto, ela corava colocando ambas as patas na bochecha e fitando o chão envergonhada. - Eu gostaria de perguntar.. Você gostaria de uma carona para Grand Line? Eu e meus irmãos temos um navio.. Eh.. Iamos passar na Reverse, vai ser bem difícil sabe.. Seria bom ter ajuda. - A coala tinha mais uma intenção do que pedir ajuda, Mirutsu não sabia ao certo sobre os sentimentos de Koata, pois ele tinha sua amada e continuava sendo idiota feito uma pedra.


Offs:
 

Coalas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Mercenary
Mercenary
GM.Mirutsu

Créditos : 53
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptyDom 24 Jan 2021, 12:06

Fui ver minha cabrita



Durante minha caminhada até o QG logo eu percebia que o sol nascia no horizonte, assim como na minha caçada com Barnabé, eu subitamente me sentia mais exausto, ver o sol me fazia me dar conta que eu tirei a noite e a madrugada toda nessas duas caçadas, realmente era um trabalho árduo, ainda mais para um preguiçoso como eu. Meu semblante entediado vinha mais uma vez, as pálpebras pesadas junto de passadas lentas e não-uniformes. Minha mente já começava a ficar cada vez mais obscurecida pelo sono e eu bocejava várias vezes no meio do caminho. Ah... como eu queria ver ela. A minha Lilith. Me pergunto se irá demorar até eu poder reencontra-la. Eu não sabia explicar esse sentimento, essa sensação de que algo em mim não está completo. Lilith era a única pessoa que me fazia sentir saudades, uma experiência completamente nova para mim. Queria fazer tantas coisas juntos ainda, mas, como? Eu nem sabia onde ela estava nesse momento. Em qual Blue? Em qual rota da Grand Line? Seria algo difícil de se resolver realmente. Mas, eu fazia meu máximo, caçando procurados e ganhando fama, seria mais fácil dela me localizar.

- Tu não tem noção do quanto é chato lutar com um braço quebrado. - eu respondia Alrs, que me falava sobre a condição de meu braço e que logo eu melhoria de meu ferimento, já que sua irmã parecia ser uma médica de primeira, logo eu poderia me recuperar e ter meu braço de volta. - O estressadinho é um navegador? Pô, tá aí uma parada que eu não imaginava. - eu dava um meio sorriso cansado, não tinha cabeça nem para pensar em piadas no momento e apenas assenti com a cabeça quando o Alrs falou sobre nosso trabalho em equipe. Logo chegamos na base da Marinha com alguns marinheiros nos olhando torto. Não entendia o motivo disso, talvez fosse raiva por eu estar fazendo o trabalho deles melhor que eles próprios? Provavelmente. Somente ignorei os olhares para minha pessoa e continuei a andar lentamente junto dos coalas.

Eu falei com um dos sargentos do QG da Marinha e diferente dos marinheiros da entrada, ele já tinha algum respeito para com nós caçadores, certamente ele sabia a importância do nosso trabalho para com a sociedade. - Ela me fez perder minha noite e minha madrugada inteira, realmente foi complicado lidar com seus capangas. - eu falei para o sargento como se quisesse me vangloriar, mas, era a realidade dos fatos e em nenhum momento eu obtive alguma ajuda da Marinha nessa caçada, diferente da caçada anterior. Ver os soldados levarem a Viúva para o xilindró quase me fazia gargalhar, ainda que minha preguiça me impedisse e eu somente dava um sorriso no canto do rosto. Acenei para o sargento fazendo um joinha quando ele nos saudou e rapidamente fui até o balcão para pegar a recompensa. Logo recebi minha quantia em dinheiro referente a recompensa da Viúva, era exatamente o dobro do que eu havia recebido com a recompensa de Barnabé. Meus olhos se arregalavam ao ter tanto dinheiro em minhas mãos e rapidamente eu guardava tudo nos bolsos de minha calça, não queria que muita gente visse eu com tanto dinheiro assim. Logo perguntei para os coalas sobre alguém que estivesse indo para a Grand Line no momento e Koata dizia que seus irmãos tinham um barco e estavam de ida para lá. Antes que eu pudesse responder no entanto, algo inusitado, mas, não desconhecido por mim acontecia. Um portal subitamente aparecia e eu era mais uma vez sugado por ele.

Assim como da outra vez tudo parecia ter acontecido num segundo onde eu estava, mas, na ilha para onde eu havia sido teleportado rolou muita coisa. E o mais importante: Eu havia encontrado Lilith novamente lá e conhecido mais algumas pessoas também. Finalmente eu sabia onde eu poderia encontra-la; ela havia me dito que esperaria no Farol para me encontrar. Eu quase pulava de alegria, afinal agora eu sabia que ela não estava tão longe dela e logo a encontraria. Voltei um pouco desnorteado e logo guardei as coisas que eu trouxe de lá em minha mochila, nervoso, mas, de uma forma feliz. - Eu aceito! - nem pestanejei em minha respostas para Koata, só queria encontrar Lilith o mais rápido possível. - Vamos, vamos, vamos! - logo eu comecei a apressar os coalas.

Seguiria junto dos mesmos até o barco deles e assim que subisse, logo perguntaria para eles onde eu deveria ficar. - Eu tô precisando dormir um pouco. - apesar de ter me animado ao encontrar meu amor, eu sabia que meu corpo necessitava de descanso. - Há algum lugar em especifico onde eu ficarei? - perguntaria para os três e assim que fosse indicado, logo iria me deitar e dormir, apesar de já estar sonhando acordado com o encontro com minha amada.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 98
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptyDom 24 Jan 2021, 23:50




Hey Ya!
Um guei!



Em questão de segundos a expressão de Mirutsu se modifica como se tivesse pensando em outra coisa além da Grand Line, havia acabado por passar por uma experiência bizarra e fantasiosa, Koata apenas encarou o gatuno que por sua vez estava ansiando para chegar ao Farol e apressava o trio de coalas para zarpar de imediato, não queria nem mesmo passar pela a ilha do fim e do começo conhecida pela cidade de Loguetown, ele estava animado para o evento que faria acontecer após a passagem da Reverse Montain.

Certo. - Afirmava Koata com um sorriso meigo, estava feliz que o caçador havia aceitado a carona em conjunto com o trio, já Dion apenas o olhava meio torto, sabia que sua irmã tinha certos sentimentos pelo nosso protagonista e não aceitava isso de jeito nenhum, ele não era merecedor do amor de sua doce irmã. - Só vou deixar ele subir no navio porque ele pegou na minha, se não, nem deixava. - Falou o atirador virando as costas satisfeito com as recompensas e seguindo até a sua embarcação.

Todos iam ao porto, o navio não era dos grandes, não se tratava de uma caravela, mas dava para o gasto já que passariam por um dos fenômenos mais perigosos do mundo, se não o mais fatal, pois era conhecido como o cemitério de navios. - Temos uma cozinha, três quartos, um banheiro e um armazém. Você pode dormir em um dos quartos. - Explicou Alrs ao subir no navio pela rampa, com todos abordo, poderia puxar a plataforma e iniciar a viagem, Dion instruiu seus irmãos com pequenos gestos para zarpar. Não estavam tão longe do destino, mas demorariam um tempo para chegar até o verdadeiro perigo, o gatuno ia em direção ao seu quarto querendo deitar um pouco depois de uma madrugada tão puxada, não havia dormido quase nada.


Offs:
 

Coalas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Mercenary
Mercenary
GM.Mirutsu

Créditos : 53
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptySeg 25 Jan 2021, 17:21

A viagem



Logo resolvi tudo o que tinha que fazer lá no QG da Marinha e era hora de partir para o navio dos coalas, com minha recompensa em mãos. Aquela noite certamente havia sido estranha. Apesar de ter me fodido bastante em minhas lutas, eu sentia em meu coração que eu estava ficando mais forte e mais confiante. Talvez, eu finalmente havia encontrado uma motivação maior do que dinheiro para eu poder ficar mais forte... não, isso era uma certeza. Querendo ou não eu sabia que a presença de Lilith estava fazendo eu mudar, nem que seja a passos lentos para uma pessoa melhor. Eu tinha plena ciência de que eu não tinha o melhor gênio de se lidar e que grande parte disso era culpa minha, mas, também do ambiente onde eu havia crescido. Foi tão estranho, experimentar aquilo chamado amor, carinho, respeito; todas essas coisas, eu não havia conseguido por meio do meu tão cobiçado dinheiro. O sentimento ocorreu de forma tão pura, tão incrível, que agora eu simplesmente não consigo tirar ela de minha cabeça. Em meus pensamentos Lilith era perfeita e eu deveria ser o melhor homem para ela também, era apenas o justo.

Me matinha bastamte pensativo e distraído com tudo aquilo que havia acontecido, perdido em minha própria mente, quase como se fosse um transe, mas, logo fui interrompido pelas palavras de Koata e de Dion. Era verdade que a mink coala era bem gentil e meiga comigo e eu havia percebido que ela provavelmente estava interessada em mim, mas, meu coração já tinha dona. - Não precisa se preocupar com isso, Dion. Eu já sou comprometido. - eu falava sorrindo um pouco, ao lembrar que logo eu e Lilith nos casaríamos. - Acredite, você vai encontrar alguém melhor do que eu. - eu falava dessa vez dando alguns tapinhas no ombro de Koata e rindo em seguida. - Você tem minha gratidão no entanto. Se tu não tivesse me tratado, se pá eu não estaria vivo agora. -falei e continuei seguindo o caminho de forma tranquila, levando minhas mãos até os bolsos.

Não demorava para chegarmos no porto e logo eu via o navio dos coalas, não era tão grande quanto uma caravela, mas, parecia ser o suficiente para passarmos da Reverse Mountain. Pelo que eu saiba, talvez eles parassem em Loguetown, nas Ilhas Polestar para reabastecer ou algo do tipo. Eu subia a plataforma que dava para o navio e olhava para a cidade atrás de mim. Era a primeira vez que eu sairia de Shells Town e particularmente eu nunca gostei muito de minha cidade natal, era era basicamente o maior dos obstáculos para os meus objetivos. Mas é inegável agora que ela foi o pontapé inicial para minha carreira de caçador de recompensas. - Então pelo menos para algo você serviu, né? - eu falava comigo mesmo, enquanto olhava para a cidade com meus olhos pesados. Talvez fosse a última vez que eu veria ela e eu não tinha vontade de voltar mesmo. - Beleza, então eu já vou me deitar. Não me acordem ou vocês vão se ver comigo. - falei em tom sarcástico indo até um dos quartos.

Puxei a foto que eu havia conseguido no evento feito por Zeff, onde eu podia ver Lilith e sorri de maneira boba. Logo eu sabia que eu teria ela em meus braços novamente, mal podia esperar para vê-la. Guardei a foto e me deitei, fechando meus olhos para logo começar a adormecer, imaginando como seria a cerimônia de nosso casamento. Na realidade, eu ainda não tinha comprado os anéis e nem a roupa que usaria, mas, isso é o de menos, facilmente conseguiria na primeira ilha da Grand Line, com todo o dinheiro que eu tinha agora. Minha Lilith utilizando um vestido branco, que realçaria ainda mais sua beleza natural, o anel em seu dedo, o banquete que faríamos, o beijo que selaria a nossa ligação para sempre...

E assim eu adormeceria, sonhando com o meu casamento com Lilith e assim que acordasse, novamente pegaria a foto para ver mais uma vez a sua imagem. - Estou chegando, meu amor. - falaria sorrindo enquanto segurava a foto. Depois, procuraria onde ficava o banheiro, estava tão cansado das batalhas que eu simplesmente não havia me ligado que havia dormido sem tomar o meu banho. Banharia-me e me higienizaria da melhor forma possível, tirando toda a sujeira e o suor que havia ficado impregnado em meu corpo. Ao finalizar o banho, vestiria minhas roupas e iria até o convés do barco, onde procuraria falar com algum dos coalas, de preferência Dion, que o navegador. - Eae. Falta muito tempo para chegar lá? - apesar de manter minha face entendiada, por dentro eu estaria um pouco ansioso. Logo depois, checaria o estado de meu braço, para ver se já conseguia mexer ele minimamente bem. Uma coisa que eu percebi na luta contra o masoquista é que eu poderia usar melhor meus cotovelos, joelhadas e até mesmo cabeçadas na luta, mas, eu ainda não me sentia totalmente confiante para utilizar tais golpes. - Eu sei que sua especialidade é usar armas de fogo e eu sei que você viu eu dando chutes e socos nos bandidos, mas... você por alguma razão sabe utilizar essas partes aqui. - simularia uma cotovelada e uma joelhada para Dion, para que ele entendesse o que eu estava querendo dizer. - Cotovelo e o joelho são partes do corpo onde eu já vi alguns caras utilizando para lutar. Ah, e tem os agarrões e derrubadas também. Se tu pudesse me ensinar seria ótimo. - eu falaria esperançoso que o coala soubesse tais técnicas, eu queria aumentar meu arsenal na hora de esbagaçar alguém.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por GM.Mirutsu em Ter 26 Jan 2021, 22:52, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 98
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptyTer 26 Jan 2021, 22:47




Hey Ya!
Os coalas



Após uma boa dormida, podia se levantar e ir em direção ao convés visualizando uma cena linda entre irmãos, Koata e Arls comiam em cima de uma toalha florida aproveitando a vista do mar enquanto Dion posicionava seu mastro e fazia algumas caretas para o vento, ele tinha acabado de definir sua rota e pegar uma corrente marítima que ajudaria a embarcação chegar até o cemitério dos navios sem problema. - Não vamos parar, estamos indo direto pra putaria total. Já tínhamos planejado nossa viagem de antemão, não precisamos contratar uma sujeito já que tu aceitou, então seguinte, beleza. - Falou o atirador olhando para Mirutsu, ele havia falado antes sobre sua pessoa, havia recusado os sentimentos da coala que afogava as mágoas com sanduíches.

Dion não podia estar mais feliz, o arrombado do gatuno ficaria longe de sua bela irmanzinha, ele não deixaria que a mesma namorasse qualquer um, satisfeito ouvia as palavras de Mirutsu e coçou seu queixo com a pata. - Lutar? Nam, eu só luto quando tô sem bala mermo e quase nunca falta bala já que é um tiro, uma morte. - Ele se vangloriava de suas habilidades como atirador, olhava para Koata e Alrs, estando de bom humor, queria ter uma conversa com sua irmã sobre relacionamentos, teria de manter o gatuno ocupado enquanto falava para a Koata sobre o quão arrombado é o sujeito. - O Alrs deve saber um pouco sobre isso ai. - Na verdade, era Koata a especialista em luta tanto de chão quanto em pé, ganhou prêmios em competições em sua ilha natal dado sua selvageria e força em batalha.

Para tirar sua irmã da reta, deixou com que para seu irmão a tarefa de ensinar para Mirutsu sobre suas loucuras, ele havia aprendido a lutar com Koata, poderia passar alguma coisa para o caçador. - Enoiz. Pás. - Alrs se levantou e trocou de lugar com Dion, segundo filho abordou o rapaz de sua forma corriqueira e educada. - Oras, o que deseja, meu irmão disse que precisa de ajuda nos fundamentos do combate, sou o que se pode dizer um especialista nesse estilo, gostaria de aprender? - Enquanto dormiu, Mirutsu viu uma mudança nos minks, estavam mais bem vestidos.


Offs:
 

Coalas:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Mercenary
Mercenary
GM.Mirutsu

Créditos : 53
Warn : Hey Ya! - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 EmptyQui 28 Jan 2021, 04:25

A viagem



Foi uma noite bem tranquila pra mim, para dizer a verdade, foi a primeira vez que eu havia dormido em um barco na minha vida, apesar de já ter andado em alguns nas tentativas falhas de meu pai introduzir-me no ofício da pesca, o que havia-me feito pegar uma pequena sensação de desconforto ao ficar dentro de pequenas canoas e botes, que era o que meu pai usava tipicamente quando ia para ao mar e ficava horas lá, me matando de tédio. Talvez fosse por causa disso que eu havia adotado para mim a minha expressão entediada como a minha padrão, já havia sido tão natural e corriqueiro utilizar-se dessa faceta que ficou difícil de desvencilhar-me dela. Instintivamente levei minha mão até meu bolso, onde puxei a foto de Lilith para admirar mais uma vez ela. Guardei a foto, com meu semblante totalmente mudado para um sorriso bobo, ver a imagem de minha amada era o suficiente para tornar meu dia mais brilhante, mais alegre. Tirei primeiramente meus sapatos deixando que meus pés pegassem um pouco de ar fresco, em seguida tirando minhas munhequeiras, deixando-as perto de minha mochila onde eu havia deixado no quarto. Em seguida tirei minha camisa, para dar uma olhada nos cortes que eu havia sofrido por causa do macaco da Viúva, apesar disso, nada sério.

Fui então até o convés após tomar meu banho, era hora de falar com o coala sobre como seguia o rumo da viagem. Lá, Alrs e Koata lanchavam, enquanto Dion continuava seu trabalho como navegador, parecia ser tão divertido... não, eu não consigo enganar a mim mesmo. Essas coisas não eram bem a minha praia, eu só preciso aprender o que me ajude a lutar, pelo menos agora e era isso que eu pretendia tirar proveito no momento, talvez o coala soubesse me ensinar o que era necessário e que se fez falta contra o masoquista. Quando perguntei se pararíamos em Loguetown, Dion disse que não seria necessário. Eles tinham tantos suprimentos assim? Afinal, imagino que no Farol não tenha como se conseguir muitos mantimentos para uma viagem. Mas, como o maluco aí é navegador, ele deve manjar do que está falando.- Suave, então. - disse despreocupado, infelizmente (ou felizmente) eu não iria ter a chance de conhecer a cidade de Loguetown antes de entrar na Grand Line, afinal, tinha um compromisso com alguém a ser resolvido em breve, depois poderia pensar em visitar lugares. Dion me dizia que não poderia me ajudar a aprender alguns macetes em lutas, mas, Alrs poderia, então ficou a tarefa para o irmão do meio dos coalas a de ensinar alguns truques de combate, eu estava a disposto a gastar o tempo que for ali, poderia ajudar-me a ficar menos ansioso pelo meu encontro.

~Aprendizado Luta de Rua~

Logo eu e Alrs começamos o nosso sparring não-sofisticado, eu tinha uma boa ideia de como usar meu corpo para bater nos outros de maneira mais tradicional e comum por assim dizer, mas, ainda me faltava saber como utilizar os golpes com joelhadas e cotoveladas, assim como agarrões e derrubadas, que poderiam vir a ser úteis contra oponentes que fossem muito bons em trocação direta ou que fossem mais vulneráveis no chão. Logo começamos os fundamentais, com Alrs explicando como utilizar meus cotovelos como uma forma efetiva de atacar meus oponentes, como em situações de clinch, onde com a demonstração de agarre ao meu torso, o mesmo apontou que a melhor forma de atacar meu oponente é utilizando-se de cotoveladas, assim como o mesmo tinha utilidade de quebrar ossos mais frágeis, comparando o uso dela como se fosse uma picareta, em contrate a arma contundente que era o punho.

Depois veio o uso dos joelhos, também foi-me demonstrado as melhores situações para se utilizar, como o osso do joelho era bem duro, facilmente era possível quebrar os ossos do oponente se aplicado da maneira correta, com certeza derrubaria a maioria dos homens se acertado em suas partes baixas, coisa que o desgraçado sabia bem era como jogar sujo e me ensinou bem também suas técnicas mais baixas, mas, principalmente era saber acertar onde dói. Ambos os aspectos eram complementados pelo treinamento de agarrão, ombos os locais não tinham um grande alcance diferente de um chute completo ou uma joelhada, eles eram utilizados melhores em combate super próximo e logo eu consegui pegar as manhas do combate mais próximo ao ver o coala explicar também seu funcionamento. Luta de rua, era lutar sujo, infelizmente não se tinha areia aqui jogar nos olhos dos outros, mas, foi ensinado muito bem o bom e velho cutucão no olho típica das brigas de rua e bastante efetiva num combate.

~Fim do Aprendizado de Luta de Rua~

Ao fim do treinamento iria descansar um pouco, procuraria algo para beber e logo após me banharia, para tirar todo o suor daquela atividade. Depois disso, mais uma vez iria até o convés, realmente não se tinha nada mais para se fazer ali a não ser esperar até que chegássemos na Reverse Mountain, onde eu finalmente entraria em ação. Para não ficar tão monótomo no entanto, perguntaria aos coalas que estivessem lá na hora. - Vocês tem alguma rota em particular? Alguma que seja boa para caçadores de recompensa? - me escoraria no mastro do barco, não sabia como funcionava o sistema de rotas da Grand Line e seria bom eu saber onde eu estaria me metendo antes de entrar de cabeça naquele lugar tão perigoso. Só espero que exista uma rota onde tenha muitos tesouros para se achar, assim eu poderia dar uma boa condição para Lilith e para mim mesmo.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por GM.Mirutsu em Ter 02 Fev 2021, 23:59, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Hey Ya! - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 8 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Hey Ya!
Voltar ao Topo 
Página 8 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: