One Piece RPG
Hey Ya! - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Dante Hoje à(s) 00:08

» Onde terra e mar se encontram, o início da jornada!
Hey Ya! - Página 5 Emptypor rafaeliscorrelis Ontem à(s) 23:32

» Everybody Wants to Rule the World
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 22:33

» Que tal um truque de mágica?
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 21:57

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Licia Ontem à(s) 20:41

» Um Destino em Comum
Hey Ya! - Página 5 Emptypor hitsu Ontem à(s) 20:28

» Bakemonogatari
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Milabbh Ontem à(s) 19:09

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 18:49

» Cory Atom
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Kiomaro Ontem à(s) 18:12

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Kiomaro Ontem à(s) 18:00

» Azura V. Pendragon
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 17:40

» The Hero Rises!
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Achiles Ontem à(s) 17:17

» Blue Guardian! Luca o soldado da justiça!
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Noah Ontem à(s) 16:40

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 16:19

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 14:41

» 10º Capítulo - Parabellum!
Hey Ya! - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 14:34

» [Ficha] - Arthur Infamus
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 14:05

» Livro Um: Graduação
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 13:51

» Carregada de Culpa / Amanhecer em Prata
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Veruir Ontem à(s) 11:46

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
Hey Ya! - Página 5 Emptypor Akise Ontem à(s) 10:35



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Hey Ya!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptyDom 08 Mar 2020, 10:58

Relembrando a primeira mensagem :

Hey Ya!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) caçadores de recompensa Mirutsu Haretsu e Kid Farway e da agente do governo Lilith BlackWater. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
GM.Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 24/05/2018

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptyTer 06 Out 2020, 22:45

E o mankeyke foi torrado



Quando eu coloquei em prática meu plano, tudo saiu mais ou menos como eu planejava, com o pequeno primata me atacando enquanto eu ia até a fruteira. Não é de meu costume perder a seriedade enquanto estou numa luta, mas, eu não pude conter meu sorriso de "caiu em meu jogo" quando o mesmo veio pra cima de mim. Claro, não sai ileso do trajeto, mas, tudo que sofri foi alguns cortes superficiais, algo que eu não precisava me preocupar tanto mais tarde, diferente de como estava minha perna. Sorri ainda mais quando eu joguei aquele maldito contra o chão e esganei ele com minhas mãos.

Quando saí de dentro daquela casa, eu já imaginava que o macaco não daria mais algum trabalho, eu tinha colocado tanta força enquanto eu esganava o animal, que o mesmo deveria ter passado bem mais tempo em nocaute. Bom, alegria de pobre dura pouco. Não deu nem tempo de eu falar com o Jonas, já que o macaco voltou para infernizar a minha vida. Por sorte, mesmo bêbado o homem até que tinha reflexos rápidos, me empurrando para o lado para evitar o ataque do macaco da Viúva. - Valeu.- eu respondi, após perceber que ele havia me tirado de uma sinuca de bico.- Esse é o macaco da famosa Viúva.- respondia a afirmação de Jonas, enquanto olhava fixamente para o macaco que cambaleava de um lado para o outro. Pelo visto, eu tinha causado uma boa quantidade de dano no mesmo.- Ela o treinou direitinho para lutar. Ele até mesmo sabe usar facas, então tenha cuidado.- assumindo minha postura de combate, eu já começava a me preparar para atacar.

O maldito tinha uma mania feia de atacar o meu rosto, então quando eu me aproximasse o bastante, não perderia tempo e tentaria atacar o mesmo primeiro, com um soco de cima para baixo, independente de onde eu o acertasse, buscando esbagaçar o arrombado contra o chão. Mas, caso o mesmo não mostrasse intenção em fazer isso e buscasse atacar minha perna ferida como agora pouco, eu faria o inverso, me agacharia rapidamente e daria um gancho no mesmo com toda força que tinha. Sem misericórdia para macaco. Uma coisa que eu aprendi é que não se deve desperdiçar movimentos muito fortes como os esses, e assim que os golpes conectassem no bicho, eu seguiria com um chute de cima para baixo, tentando acertar o animal antes que ele se recuperasse do meu ataque.

Para me defender do macaco maníaco eu usaria movimentos curtos, forçar a minha perna não era o ideal, afinal eu ainda tinha a dona dele para enfrentar depois de acabar com ele, então, eu continuaria utilizando os sidesteps e até mesmo fintas, de um lado para o outro, fingindo que iria me mover para um certo lugar e para atrair a atenção do primata e talvez fazer ele se precipitar. Caso eu percebesse que o ferimento iria causar muito dano, no entanto, eu iria forçar um pouco minha perna, para realizar uma esquiva que cobrisse mais terreno, me afastando com um salto para trás. No entanto, tentaria manter ao máximo a estratégia de realizar movimentos mais simples, mesmo que isso me fizesse sofrer dano, desde que o mesmo seja apenas superficial.

Ao fim, se eu derrotasse o macaco, finalmente eu poderia parar e descansar um pouco e tentar ter uma conversa com o Jonas, como eu queria desde o começo.- Eu imagino o que caralhos esse bicho estava comendo.- eu ajudaria o cara a se levantar, estendendo minha mão para o mesmo, se ele precisasse.- Então, você perguntou o que está acontecendo...- eu cruzaria meus braços, olhando em volta para ver se notava a presença de alguma outra pessoa.- Bom, eu sou um caçador de recompensas e estou atrás de uma certa pessoa... ela é conhecida como Viúva e é a dona desse macaco, como você deve saber.- eu mexeria minha cabeça em direção aonde estivesse o bicho de estimação da Viúva.- Continuando... bom, não sei se você conhece a fama da "donzela" que você estava procurando, mas, nenhum homem que se envolveu com a mesma foi visto de novo. Eu estou aqui tentando impedir que a mesma continue fazendo isso.- colocaria minhas mãos em meus bolsos, voltando a fazer minha expressão de tédio.- Então, de uma maneira ou de outra eu tô salvando você, meu caro amigo. Logo, eu gostaria que você colaborasse para que eu possa achar e dar um sacode nela o mais rápido possível.- depois de uma breve pausa eu terminaria por dizer:- Qualquer informação ajuda, Jonas.- eu escutaria o que o homem tinha a falar sobre a mesma, com a esperança que saísse algo de útil da boca do bêbado.

Após o mesmo terminar de falar o que quer ele sabia, eu voltaria a para frente da casa onde ela havia conversado com a Viúva e buscaria escutar o que ocorria lá dentro antes de formular como eu deveria invadir. Na realidade, ainda que eu tivesse medo da procurada, minha ganância pela sua recompensa ainda era maior. Afinal, aquele dinheiro iria ser bem usado em futuros mantimentos em minha viagem até Shells Town, a última cidade do East Blue antes do Farol. Claro, poder falar para Lilith que eu havia capturado uma procurada de 18 milhões de recompensa também seria incrível e talvez isso me desse mais alguns pontos com o sogrão, ainda que eu estivesse muito longe de chegar ao rank de caçador que ele tinha.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 


Última edição por GM.Mirutsu em Dom 11 Out 2020, 12:34, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptyDom 11 Out 2020, 11:25




Hey Ya!
Lokura!



O macaco aprontava de suas macaquices ainda meio lerdo era o suficiente para escapar das garras do caçador que pensara que o primata iria atacar seus pontos fracos, porém o símio era rasteiro e queria algo bem baixo que somente traidores e covardes optam por fazer, ele queria efetuar um ataque pelas costas e assim fez desviando do golpe de Mirutsu que não tinha tanta experiência em combate de punhos ou ao menos contra um primata com um tamanho quase de uma criança de sete anos. – UAAAAAAA! – Passou voado por baixo das pernas do lutador e assim com um pulo para trás dando um belo flip se agarrou nas costas do gatuno que agora tinha uma espécie de parasita em suas costas, o peso da criatura pesava e pode sentir alguns socos e toda vez que lançava suas mãos para trás, o macaco usava de sua agilidade e pendia para o lado para atrapalhar os movimentos do rapaz.

O pet da viúva parecia estar se divertindo, não tinha nenhuma ferramenta fatal para usar, teria que causar o máximo de dano no caçador antes de descer de suas costas, era ao menos isto que esperava, mas Jonas não passou tanto tempo no chão mesmo bêbado, ele ainda conseguia compreender o que ocorria em sua frente. O macaco estava enlouquecido, talvez um caso de raiva, precisava ajudar o sujeito em perigo e nisto buscou algo para auxiliar nesta sua empreitada. Um tijolo vermelho, este que eram usados em casas baratas, mas resistentes o suficiente para suportar alguns abalos e foi com ele que jogou com toda sua força nas costas de Mirutsu atingindo não só o macaco, mas também o nosso protagonista que era jogado ao chão com o impacto.

Sentia suas costelas doeram mais pela pedrada do que pelos socos do macaco, a luta havia se tornado uma algazarra e finalmente tinha chegado ao seu fim com o macaco desacordado e o caçador puxando ar em seus pulmões. – Ei cara, você ta bem? – Ele indagou estendendo a mão para Mirutsu, este se viu ajudando o bêbado, mas no caso ele estava sendo ajudado e algumas trocas de papo aconteciam. – Viúva? Eu só conheço uma, é uma mulher linda com um coração gigante. – Ele falou com um sorriso bobo na cara, corou por alguns instantes e a vermelhidão de suas bochechas foi rapidamente para os olhos quando escutou a fama revelada pelo caçador de piratas. – Nem é um milhão de anos! Você ta louco cara! Não fale dela assim, eu sei que pessoas falam mal dela pelas costas, mas é uma alma gentil e não merece tais boatos! – Ele apertava o colarinho do gatuno cuspindo suas baboseiras, já o gatuno só sentia o hálito de pinga bem forte em seu rosto.

Eu vou provar que isso que tu ta dizendo é pura loucura! Não sei o motivo de tu ter brigado com esse macaco, que já é doideira, a porta da casa ta trancada. É só bater bem forte que a gente entra e tu vai ver que minha dama é a mais gentil, bela, ingênua e gentil. – O homem havia repetido duas vezes o adjetivo, suas condições mentais não estavam tão boas, mas revelava que a fora da lei estava naquela casa, esta era a hora de agir!


Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
GM.Mirutsu

Créditos : 32
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptyDom 11 Out 2020, 22:26

O macaco caiu



Antes de cair o macaco ainda conseguia me dar um trabalho do cacete, o pequeno filho de uma quenga subia pelas minhas costas e começava a enlouquecer, batendo em mim, ainda que não doesse muito, aquilo me deixava desconfortável e irritado, já que o mesmo fazia eu ir de um lado para o outro quando eu perdia o equilíbrio.- Sai daqui seu arrombado!- eu gritava enquanto o mesmo estava grudado em minhas costas. Me mexendo de um lado para o outro, cada vez mais eu ficava mais agoniado com aquele bicho. Bom... até subitamente eu sentir um impacto repentino em minhas costas.

Jonas pelo visto ainda tinha alguma força em seu braço, na realidade, bastante força, pois jogou um tijolo com tudo no macaco e em mim. Apesar de ter doído para caralho, aquilo tinha derrubado aquela praga que tava me atacando. Fui ao chão e apesar da dificuldade de respirar, eu tinha que demonstrar que tava legal para ir arregaçar a Viúva.- Eu tô de boa pô, pode ficar tranquilo.- eu dizia ofegante para Jonas, aceitando a ajuda que ele oferecia para me levantar de novo. Bati a poeira das minhas roupas, antes de explicar toda a situação que eu me encontrava para o bêbado... e eu não posso mentir que não esperava uma outra reação por parte dele. Quem está iludido de amor é assim mesmo, o azar dele foi se interessa por alguém que não presta e pior ainda, alguém que está na mira da Marinha.- Na realidade, eu não me importaria de falar essas coisas na frente dela.- meu semblante de tédio costumeiro voltavam, assim como minha mania de colocar minhas mãos em meus bolsos, onde eu conseguia sentir minhas notas de dinheiro.- Cara, cê tem que entender que essa mina é toda errada, porra. Ela já enterrou vários bestas que nem tu quando se cansou de brincar de casalzinho, então, deixa de besteira e deixa o pai aqui brilhar, suave?- dizia para Jonas, tampando o nariz com minha mão esquerda, logo depois que ele começou a falar próximo demais de mim.- Cê num viu que até ela mandou o macaco dela vir me matar?- eu argumentava, mas, Jonas não queria saber.

Bom, pelo menos ele havia dado uma brecha, pelo visto, de um jeito ou de outro ele queria provar que a Viúva era gente boa, então, eu decidir jogar o jogo dele.- Ok, se você diz que ela é uma pessoa boa, irei acreditar em você e dar uma outra chance, para falar com ela.- na realidade, minha vontade era meter uma voadora nas costelas dela na primeira chance que eu tivesse.- Mas, para isso, eu preciso que cê me leve até ela.- o cara tava grogue, mas, como antes mostrou que tinha força e ele mesmo havia dito que era fácil arrombar a porta da casa da Viúva na força bruta.- Vamos, me ajude a abrir a porta dela.- eu dizia, começando a ir até a porta da casa de dois andares.

Chegando lá, eu chamaria Jonas para me ajudar a arrombar a porta. Me alinharia, preparando-me para abrir a porta com uma ombrada, afinal, minha perna machucada poderia atrapalhar, mesmo se ela fosse utilizada somente como apoio.- No três, Jonas.- quando ele se prepara-se, eu faria a contagem.- Um, dois, três!- então, eu fingiria que daria a ombrada na porta, mas, hesitaria, deixando que o bêbado fizesse todo o trabalho.- Boa.- eu diria assim que ele conseguisse abrir a porta sozinho e entraria no recinto da Viúva.

Faria uma primeira análise do local, olhando em todos os cantos da casa, procurando por pistas da mesma e até mesmo itens que pudessem parecer valiosos, onde eu prontamente pegaria e colocaria em minha mochila. Eu deixaria que Jonas guiasse o caminho, afinal ele era a única ferramenta para eu chegar até a procurada.- Diga onde ela está que eu te sigo, parceiro.- eu diria para ele, ainda que atento aos meus arredores, em busca da presença da Viúva.

Quando eu encontrasse a mesma, eu deixaria que Jonas falasse primeiro e lentamente e de maneira furtiva eu começaria a puxar minha faca de minha mochila, já me preparando para um ataque sorrateiro e caso a maldita se aproximasse demais, não perderia tempo, daria uma facada em seu braço o mais rápido que eu pudesse, antes de me afastar rapidamente para longe da procurada, esquivando-me com movimentos acrobáticos, como rolamentos e pulos, claro, mesmo que se colocasse estresse excessivo em minha perna machucada.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptyQui 15 Out 2020, 20:50




Hey Ya!
Lokura!



O homem não se perguntava o que deveria fazer no momento, ele sabia que sua amada estava por trás daquela porta e mesmo escutando todos os boatos e verdades ditas pelo caçador, o coração do rapaz ainda estava embriagado, não de álcool, mas de amor. Jonas não era bruto, porém sua raiva fervia e sua cabeça era como um caldeirão quente borbulhando e trazendo a tona um lado ao qual foi facilmente influenciado por Mirutsu que enganava o sujeito mesmo ele estando em seu estado deplorável. O ombro do rapaz batia contra a porta de madeira e a tranca velha era quebrada com brutalidade fazendo o rapaz ir ao chão com a porta aberta deixando bem claro o cenário que o caçador teria de enfrentar.

Podia ver a frente um perigo real, o gatuno já estava em posse de suas armas e não seria no punho que resolveria as coisas. – Hora, hora.. – Uma voz feminina ecoava no ar, podia ver aquele sorriso perverso no rosto da mulher, já Jonas ainda meio cabroco não se levantava de imediato, assimilava o que havia acontecido e fitava o chão recuperando seus sentidos, levantou ainda olhando para baixo e massageando sua cabeça confusa até notar que havia sido ludibriado pelo caçador, se virava e dando de cara com o caçador, segurava seu braço e indagou. – Tu num ia me ajudar?! – O ombro do rapaz estava dolorido, ele observou a feição do gatuno e viu que ele nem mesmo prestava atenção nele e assimilando locomoveu seus glóbulos negros na direção certa e viu uma cena que poderia condizer com as palavras ditas não só por Mirutsu, mas também por seus amigos. – Amor..?

A viúva estava deitada sobre um sofá e na frente dela um homem tão grande feito um gorila, era peludo feito um, mas não se tratava realmente de um símio como antes. – Jonas.. Eu até gostava de você, fui tão doce mandando você ir embora.. Agora será enterrado em uma vala junto com o caçador. – Ele só acreditaria vendo e mesmo vendo ele falou. – Não acredito! – O impacto foi tão grande ou finalmente sentiu o baque da bebedeira que caiu sentado no chão incrédulo. – Espero que não tenha matado o meu Strong. – Falou a pirata enquanto o grandalhão careca que possuía uma longa barba além de pelos nos braços e peito estando sem camisa falou. – Eles sempre vêm, eles sempre caem. Devo fazer o mesmo de sempre minha dama? – Perguntou sem se virar ficando de frente com Mirutsu, o homem tinha quase três metros de altura e seus braços eram grossos feito troncos de arvores.

Acabe com o caçador logo já que ele estragou tudo, já tenho que pegar outra vítima. – Enquanto isso o homem levantava os braços e os flexionava demonstrando o quão forte era e enfim mandando um double bíceps.


Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
GM.Mirutsu

Créditos : 32
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptyDom 18 Out 2020, 17:36

Andam dizendo que o Mirutsu é o demônio



Eu deixava Jonas fazer arrombar a porta por si só, já me armando, caso já desse de cara com a famigerada Viúva... e atendendo minhas expectativas, ela não demorava para aparecer para mim e para o bêbado, que logo ficava desconcertado com toda a situação que ocorria aqui. Mas, falar o quê, eu tinha avisado para ele que ela não é flor que se cheire. As vezes é bom o cara levar um tapa na cara da vida pra aprender que ela não é fácil. O bêbado reclamava sobre eu não ter ajudado ele e devo dizer, ainda bem que eu não ajudei. Não poderia ter mais nenhum ferimento em meu corpo, já que pelo visto eu vou enfrentar um gorila a mando da mulher. Mas... devo dizer que tamanho já não me assustava tanto. Não fazia muito tempo que eu havia derrubado um cara tão grande quanto esse maluco sozinho.

- Relaxa, Jonas. O seu "sacrifício" não vai ser em vão.- eu dizia para Jonas, quando ele começou a reclamar.- A propósito, meu nome é Mirutsu.- eu olhava para o careca e a Viúva, mostrando um sorriso, ainda que carregado de raiva.- Lembrem-se desse nome, pois, esse é o nome do caçador que vai cacetar vocês dois.- apesar de que eu estivesse com medo, minha raiva se sobressaía a esse sentimento. Afinal, a pouco tempo eu havia encontrado o amor e mesmo que essa Viúva seja uma vagabunda, meu parceiro beberrão provavelmente não merecia tudo isso.

O careca se aproximava de mim e eu lentamente levava minhas mãos aos bolsos, até que ele se aproximou e ficou frente a frente comigo. Essa era a hora que eu tinha pra planejar o meu ataque, já que o vacilão foi inventar de fazer pose na minha frente. Que retardado... ele nem mesmo sabe a hora propícia de se efetuar uma pose. Bom... pensando primeiro na localidade, devido ao seu grande tamanho, lutar em algum local fechado não deve ser muito bom para o mesmo... mas, com minha perna nesse estado, eu sempre tenho que buscar onde eu tenha mais mobilidade para me movimentar, então eu vou ver se consigo arrastar esse maluco pra fora daqui. Atacar a cabeça e o pescoço dele vai ser bastante difícil, devido sua altura, então eu devo procurar enfiar a minha faca em seu estômago ou em seu peito.

Sem perder tempo, com a abertura que o mesmo deu ao fazer sua pose, e num movimento rápido com minha mão que estava armada com a faca eu tentaria perfurar o peito do mesmo, seguindo então com uma estocada na região do estômago, dessa vez apoiando minha faca com minha outra mão, para perfurar mais profundamente a carne e ter mais força, por último, giraria rapidamente meu corpo, e utilizando esse impulso, buscaria perfurar a cintura do mesmo, o que poderia fazer o mesmo perder um pouco de sua movimentação. Não pensaria duas vezes, antes de me afastar com um salto para trás em direção a porta do prédio, para me esquivar-me de um possível agarrão ou golpe direto do infeliz.- Ai seu cuzão, bora terminar essa briga aqui.- correria o mais rápido possível, até me situar num local com bastante espaço.

Como a diferença de altura era bastante, qualquer soco que o mesmo desferisse, provavelmente teria como alvo primariamente a minha cabeça, então, com rápidos movimentos corporais eu tentaria desviar, mexendo a parte superior de uma lado para o outro, paralelo a direção do golpe, enquanto me mexeria para trás pouco a pouco.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Uma vez que eu estivesse em espaço mais aberto, por sua vez eu teria mais liberdade de me movimentar e eu usaria isso ao mesmo favor, buscaria circular o grandão para desnortear ele e fazer ele errar seus golpes em mim, para tentar cansa-lo antes de poder armar meu plano de ataque novamente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Claro, eu não poderia descartar a ideia de que o mesmo tentasse algum chute ou tentasse algum golpe direcionado as partes mais inferiores do meu corpo, então, se eu notasse sua movimentação, eu realizaria um salto, levantando minhas pernas o mais alto possível e quando pousasse, me afastaria rapidamente para trás.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Você não tem medo de ser trocado por um maluco mais forte que você não? Assim, como o Jonas foi trocado, você poderá ser também... imagine só, quando eu acabar contigo, ela pode até dar em cima de mim.- Minhas palavras seriam de provocação, mexer com a cabeça desses grandalhões sempre me dava uma vantagem, então porque não?- Afinal amigo, posso não ser tão alto como você... mas, eu sou grande onde interessa.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptyTer 20 Out 2020, 23:53




Hey Ya!
Lokura!



Dava para perceber que o corpo do homem não era comum, o corte efetuado pela lâmina do gatuno fincava em seu abdômen e mesmo colocando seu peso e girando seu corpo conseguiu fazer um ferimento profundo, os músculos do inimigo eram rígidos feito rochas e não podiam ser cortados com facilidade quando o pirata enrijecia seu corpo demonstrando os gominhos sarados e molhados com suor e um pouco de sangue. - Ei barão, se não fosse por tu usar a força das tuas duas mãos, tu não ia nem conseguir tirar essa faca do meu corpo torado. - O homem parecia ser do tipo arrogante se vangloriando do seu grande e forte corpo, a pirata ficava apenas observando e trocava algumas palavras com nosso protagonista. - Ivan vai te passar o pal. - Uma ameaça que poderia se tornar em realidade se o gatuno não tivesse cuidado dado ao ferimento em sua coxa, porém sabia que ficar naquele canto recluso e pequeno poderia prejudicar suas esquivas, mas a sala onde estava era ampla o bastante para algumas acrobacias e esquivas do rapaz.


O pirata direcionava um soco indo na direção de Mirutsu vendo que este destinava ao seu corpo, saltou para trás sem rodeios, podia sentir uma leve brisa formada pelo movimento largo do homem que não era muito rápido, mas se tomasse um de seus socos poderia lhe fazer ficar em uma situação crítica tendo em vista que a batalha poderia ser finalizava em somente um ataque do grandalhão. O corte se abria mais na medida do movimento do pirata, as palavras de gozação de Mirutsu também o afetava, mas não era do jeito que esperava já que o oponente a sua frente também era um pirata conhecido como Ivan, o Masoquista que adorava sentir dor e ter seu orgulho pisado, talvez por isso combinasse tanto com a viúva que usa os homens como lixo.


Suas palavras me alegram, não posso estar mais feliz. - Falou Ivan, ele sorria e parecia não querer dá espaço do rapaz se aproximar da sua senhorita. - Se ela pisar, me socar, me esfaquear, me chamar de lixo, não há nada melhor que isso. - O homem tinha realmente sérios problemas, Mirutsu por sua vez não sabia ao certo da fama do lutador, mas poderia cogitar que o mesmo não ligava muito para ser ferido, se fosse esperto, tentaria dá o máximo de dano antes de ser atingido, pois um soco poderia virar a luta do avesso.


Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
GM.Mirutsu

Créditos : 32
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptyQui 22 Out 2020, 02:56

Fortal City é uma mistura



Pelo visto, nada seria tão fácil assim, mas, de qualquer forma nunca é fácil mesmo. Mesmo eu esfaqueando o cara, ele parecia não sentir dor alguma com meus golpes, na realidade, ele havia mostrado um lado um tanto quanto excêntrico de sua personalidade, que inclinava-se bastante ao masoquismo... ugh, não quero nem imaginar o que esse maluco faz na cama com a Viúva ou melhor o que ela faz nele. Distrações a parte, hora de voltar a fazer meu plano de ataque contra o lesado masoquista.

Em meu estado, levar um soco do mesmo seria bastante perigoso, então eu tenho que evitar de toda forma ser atacado pelo careca, enquanto faço alguns esforços para atrapalhar ainda mais a sua ofensiva lenta. Mas... o que eu poderia fazer para atrapalhar esse cara antes que ele me atacasse? Seus músculos são tão grossos que mesmo esfaqueando o mesmo com ambas as minhas mãos, eu não consegui fazer nenhum ferimento sério. Essa é a hora de pensar, Mirutsu. Olhando para o enorme homem em minha frente, eu estava ofegante de minha última investida. Toda a pressão envolvida era enorme, e eu começava a suar frio. Era hora de respirar fundo e me recompor enquanto penso em métodos para derrubar essa parede em minha frente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Primeiro, tenho que definir onde ataco primeiramente... precisa ser um local onde não se tenha músculos para revestir... um local frágil. Eu cerrava meu punho livre, enquanto fazia uma expressão de tensão enquanto me lembrava de algo do tipo, até a ideia surgir em minha cabeça. Lembro-me de presenciar uma luta entre dois homens desarmados em uma briga de bar, onde um deles acertou um lugar, um local que fez o outro cair quase que num instante. Numa rápida troca de socos, com um movimento rápido, o adversário havia sido subjugado. Onde o cara havia acertado o outro? O queixo. Eu não sei explicar muito bem o porquê, mas, nem pareceu ser um golpe tão forte... ele só foi bem aplicado e bom... boxeadores também almejam o queixo dos seus adversários quando estão em luta, então deve funcionar nesse caso aqui. Os músculos dele não serão capazes de defende-lo nessa região.

- Então você tá se achando o brinca né?- eu dizia, com uma expressão irritada em meu rosto.- Se liga então, otário.- eu me agachava, preparando para saltar.

Pra o meu ataque, tentaria saltar o mais alto possível, o desgraçado era grande pra caralho, então eu teria que me esforçar um pouquinho. Quando atingisse a altura necessária, eu atacaria primeiramente com um chute com o alvo sendo o seu queixo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Só pra garantir que o desgraçado viria ao chão nesse ataque, antes de tocar o chão, eu daria mais um golpe, dessa vez com minha mão livre, também mirando em seu queixo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Com isso já deveria ser o suficiente para fazer o mesmo pelo menos tombar, mas, caso não o viesse, era hora de colocar uma outra zona frágil em jogo. Não é difícil deduzir o local mais sensível do corpo masculino. Uma boa pancada nas bolas faz qualquer homem sucumbir a dor instantaneamente. Daria então um soco com toda minha potência, eu tinha como alvo obviamente os testículos do careca enorme.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Você não era o brabo masoquista? Um soco no saco não deveria ser nada para você, oras.- era minha provocação para o mesmo, caso ele sucumbisse a pior dor que um homem pode sentir em sua vida.

Claro, não poderia descartar que o mesmo viesse me atacar, abaixar a guarda por algum segundo poderia ser fatal para mim naquele momento, então, eu teria que usar toda a minha mobilidade superior a do grandalhão para me defender da melhor forma possível. Quando terminasse meus ataques o homem poderia querer vir a me atacar com seus socos poderosos, então logo eu me afastaria utilizando esquivas rápidas em zig-zag.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Caso o infeliz me alcançasse, eu teria então que me garantir em minhas esquivas de combate de curta distância, me movimentando rapidamente para o ponto cego do homem, de preferência as suas costas sempre que ele efetuasse um golpe demasiadamente alto, com um corpo grande daquele, ele teria mais problemas para gira-lo para ter alguma base para me acertar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Se ele chegasse ainda mais perto, eu teria que utilizar de esquivas ainda mais arriscadas, deixando que os golpes quase me acertassem, fazendo somente o movimento necessário para desviar de raspão dos socos, com fintas e movimentos corporais mínimos, para que se não pudesse criar abertura para futuros golpes do meu inimigo. Por fim, caso ele tentasse um golpe mais baixo, como uma rasteira, eu reagiria com um mortal para trás, novamente me afastando o máximo possível do mesmo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Você dá trabalho hein.- eu diria caso o homem ainda demonstrasse resistência e vigor para o combate.- Eu quase estou tendo que lutar a sério.- era um blefe tanto para mim quanto para ele, precisava manter minha concentração enquanto desconcentrava o mesmo se quisesse manter tal luta a favor de mim.- Depois que eu finalizar com você, a Viúva será a próxima que sentirá o peso de meus punhos.- falaria com tom de deboche, guardando minha faca em meu bolso, logo em seguida eu estralaria os dedos das minhas mãos.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por GM.Mirutsu em Sab 24 Out 2020, 17:44, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptySab 24 Out 2020, 17:25




Hey Ya!
Lokura!



O careca fazia um ahegao ao vivo enquanto ficava de joelhos perante ao caçador de recompensas sem calças, esta era a cena atual, devemos voltar um pouco para explicar tudo que aconteceu nesses poucos segundos ocasionando tal situação. Os dois estavam de pé se encarando, o masoquista sabia que o gatuno possuía em suas mãos duas adagas que poderiam a vir ser um problema se as guiassem em direção ao seu rosto já que não queria ficar cego por lâminas tão pequenas e sem prazer nenhum. Sendo assim, não esperava pelo chute do rapaz que mirava sua feição, levava sem rodeios enquanto abria seus braços para dá um abraço de urso no rapaz que agora caia por conta da gravidade e durante sua aterrissagem visou disparar um soco mesmo local atingido anteriormente, no queixo do careca que já realizava seu movimento, porém sentia um desequilíbrio pelo segundo golpe do rapaz e dando uma passo para trás flexionava seus joelhos, conseguia pegar um dos braços de Mirutsu que não finalizava seu combo, mesmo tendo seu braço pressionado pelas mãos do sujeito, ele tinha uma carta na manga e usava de uma vez sem pena ao pirata que sentia com toda a força do gatuno dispara contra seu saco.

Diferente de antes, não havia músculos para enrijecerem e negarem o dano do caçador, o homem sentia tudo em sua totalidade e isto fazia seus sorriso e cara irem ao céu e caírem ao inferno, seus joelhos pendiam com o êxtase que havia sentido naquele momento, já para Mirutsu sentia todo o aperto enquanto o homem falava. – Gozei. – Soltando seu braço, que por ventura também tirava as calças do nosso protagonista e ficando de joelhos perante a ele, o masoquista tinha alcançado o orgasmo com o golpe rápido e feroz do gatuno, mas este não havia saído ileso, quando notava, seu braço esquerdo havia sido quebrado pelo aperto do homem.

Você é muito bom. – Falou o pirata enquanto tentava se levantar, mas ainda sentia todo o prazer passar pelo seu corpo o fazendo tremer, a viúva ficava aterrorizada com a cena, parecia que o mesmo havia sido derrotado. – Ivan?! IVAN! SE LEVANTE! – Ordenou a meretriz, já o homem tentava em meio ao seu atordoamento disparar um golpe com sua palma aberta nas costelas de Mirutsu que desviava com facilidade, usou do recuo para se levantar e firmar uma nova base, iria levar mais a sério. – Você me deixou em pedaços jovem, não posso deixar você fazer isso de novo por mais que queira, tenho que proteger minha amada. – Falou o careca gado/chifrudo, Jonas ainda estavam mais ao longe observando tudo, tinha se arrastado até a parede do casebre.


Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
GM.Mirutsu

Créditos : 32
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptyQui 05 Nov 2020, 02:02

Agora fudeu



Pelo visto, mesmo tirando alguns truques de minha manga, o cara não iria cair tão facilmente como eu queria. Minha sequência tinha acontecido de maneira muito rápida, eu havia conseguido efetuar grande parte do que eu queria, mas, nem tudo havia saído perfeitamente. Acertei todos os golpes, mas, o meu braço esquerdo foi levado pelo masoquista infeliz, que por algum motivo abaixava as minhas calças também. Que desgraça esse maluco tá pensando que tá fazendo? Outro detalhe... parece que meu golpe havia feito um efeito totalmente ao contrário do que eu queria... se fosse qualquer outro marmanjo, ele já tinha apagado com toda a força que eu apliquei naquele soco.

O caldo começava a engrossar, era hora de pensar em mais lugares onde seus músculos não afetaram em nada contra meus ataques... parando pra pensar, eu tô sendo burro para caralho. Como eu ainda não havia pensado nisso? É na cabeça onde tem a maioria dos pontos vulneráveis do corpo humano. Olhos, ouvidos e nariz, nenhum deles são protegidos por nenhum músculo... o foda é que a altura do mesmo vai me atrapalhar um pouco para meus ataques. Mas, não preciso matar ele... só deixar incapacitado. A recompensa é pela cabeça da rapariga mesmo, então é hora de mexer um pouco com os sentidos do nosso amigão aqui.

- Caia logo filho da puta, eu tô apressado. Quero dar o fora dessa ilha de merda logo, só deixa eu acabar com a quenga ali e eu prometo que eu não te mato. - eu dizia, como um método de disfarçar a minha dor enquanto eu começava a me abaixar para vestir minhas calças novamente.

Assim que eu vestisse minha calça, eu não perderia tempo, começaria desviando de ataques de média ou alta altura de maneira diferente dessa vez, mantendo meu corpo curvado e abaixado, enquanto me movia de um lado para o outro, até eu chegar no ponto onde eu queria.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ele ainda não tinha utilizado nenhum chute até agora, mas, não era motivo para ser desprecavido sobre esse ataque, caso o mesmo viesse a me atacar com um chute, eu pularia, e já utilizaria de tal oportunidade para poder aplicar um golpe no mesmo, mirando em seu ouvido esquerdo, com um chute horizontal com minha perna direita.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Caso eu chegasse próximo dele sem ter a chance de atacar com meu chute, puxaria logo minha adaga bowie e com um pulo e um giro eu tentaria fazer um corte horizontal em seu rosto, com minha intenção sendo a de cortar seus dois olhos e eliminar a visão do mesmo. Pouco a pouco eu estou percebendo que para ganhar essa luta eu terei que incapacitar os sentidos desse maluco, já que pelo visto, na força bruta não dará certo.

Para meu último golpe, tentaria eliminar o sentido de olfato, com um soco direto em seu nariz, com sorte, eu conseguiria acabar com a visão, o olfato e uma parte de audição do mesmo numa tacada só, o que poderia virar completamente o fluxo da luta ao meu favor.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ao fim de meus ataques, afastaria-me o mais rápido possível para trás, não poderia arriscar que o mesmo agarrasse outra parte do meu corpo e a quebrasse. Meu braço esquerdo já faz uma falta do caralho no momento eu que eu estou agora.

Havia o detalhe que Jonas parecia estar se recuperando da nossa entrada no apartamento da Viúva, e eu não podia deixar que ela fugisse enquanto esse masoquista ganhava tempo lutando comigo, então eu teria que pedir um pequeno favor de meu companheiro embriagado. - Jonas, não deixe que a vadia fuja!- eu diria, com uma expressão séria em meu rosto.- Eu quero que ela veja o seu "campeão" caindo diante de mim e sabia que ela será a próxima a sofrer uma peia de tal tamanho.- voltaria então a atenção para o grandalhão, enquanto me afastaria.- Tô te avisando amigo, é melhor tu desistir de lutar contra mim. Tu pode até ser mais forte, mas, em técnica, eu estou muito a frente de você.- uma provocaçãozinha como sempre para deixar o maluco fumaçando pelas ventas.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptyQui 12 Nov 2020, 23:46




Hey Ya!
Lokura!



Um homem com suas calças arriadas não serviria de nada, por isso o rapaz parava a luta por alguns segundos para se estabelecer e levantar sua honra, o careca lançava sua língua para fora enquanto a passava entre seus lábios admirando a movimentação de Mirutsu, ele sabia que havia feito um bom estrago no braço do lutador. - Vou acabar com o outro braço, vai perder a habilidade de bater, digo, literalmente. - Era um trocadilho de duplo sentindo, poucos poderiam rir em uma situação tão séria, ele investia com as mãos abertas disparando empurrões como se fosse um lutador de sumô, a perna do caçador e seu braço estavam precários, ele sabia que só precisaria pressionar até que uma falha do gatuno viesse e a oportunidade de abatê-lo aparecia cedo ou tarde.

Já nosso menino Miru sabia que o corpo do homem era monstruoso e prosseguia com sua estratégia, não mirava mais no escroto do pirata e sim na cabeça, para ser exato os olhos, enquanto se esquivava abaixando seu torso e distribuindo o peso por toda sua base, mas sentia seu fôlego decair rapidamente, havia perdido sangue e a dor percorria por todos os seus nervos, não poderia continuar lutando por muito tempo. Ele precisava avançar, o perigo estava a sua frente, podia sentir pelos seus extintos que caminhar em direção ao grandalhão significava morte.

Dado um passo, ele tinha certeza que teria que sair dali com a vitória, puxava sua faca usando dos golpes pesados do homem se aproximava, se não fizesse nada efetivo, o próximo ataque do masoquista terminaria com sua vida. Ele visava mirar nos olhos do sujeito, um pulo era efetuado, sua perna ferida não deixou que alcançasse o ápice de sua capacidade, mas era o suficiente para esticar seu braço e buscar pelo menos um olho, porém o careca esquivava-se jogando seu corpo para trás, mas não era o suficiente, não ficava cego, porém em sua testa surgia um corte profundo o suficiente para o sangue descer até seus olhos atrapalhando sua visão. - Ah! - Ele levou uma das mãos para os olhos enquanto a outra procurava algo para segurar, talvez tentando agarrar mais uma vez um dos braços de Mirutsu.

O gatuno buscava atingir mais um golpe na cara do pirata, porém a mão do grandalhão servia de escudo, somente a visão do careca era atrapalhada, o caçador teria uma pequena vantagem que duraria até o masoquista conseguir parar seu sangramento. - Meu deus! Acabe com esse demônio logo, já estou farta! - A viúva ficava estressada com toda a luta, como poderia ficar calma em uma situação ao qual não sabia se seu companheiro ganharia ou perderia. Jonas escutava as palavras do rapaz, mesmo assim, seu coração ainda estava fragmentado com toda a situação. - Eu, eu, não consigo! - Gritava e o careca virava seu corpo na direção de Jonas, parece que ele estava começando a se guiar utilizando seus ouvidos.


Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Mirutsu
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
GM.Mirutsu

Créditos : 32
Warn : Hey Ya! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 24/05/2018
Idade : 18
Localização : Parnamirim, RN

Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 EmptySeg 16 Nov 2020, 01:11

Lembra a primeira vez que a gente fumou uma blunt?



Cada vez mais que a batalha se estendia, pior a situação para mim se tornava, claro, era óbvio que o careca era mais durável que eu, que aguentava mais porrada do que eu e vice-versa, a única vantagem que eu tinha era minha agilidade superior e minhas técnicas... apesar que eu já tinha tirado bastante truques da manga e minhas opções já estavam se esgotando para poder acabar com o masoquista. Mas, não era hora de ficar lamentando. Aos troncos e barrancos eu conseguia, em partes, fazer o que almejava; bagunçar a visão do jagunço e ganhar alguma vantagem a mais para o meu próximo ataque. Jonas falava algumas palavras, mas, eu nem mesmo dava muita atenção, estava mais preocupado com o infeliz em minha frente e em como finaliza-lo.- É melhor você ceder amigo. Não há vergonha alguma em perder para quem é mais habilidoso!- eu falava em provocação, ainda que minha voz não transparecesse, eu sentia a enorme dor que advinha de meu braço quebrado e instintivamente levava minha mão até ele.

Tudo parecia ficar mais lento quando eu começava a encarar o maldito em minha frente e logo passei a respirar mais profundamente. Era hora de me acalmar. Não era só dinheiro que estava em jogo nessa luta. Infelizmente eu tenho um azar do caralho e nunca tem muita gente por perto quando eu estou bancando o herói, então eu não teria uma torcida nem nada do tipo, então fama não entrava muito em cogitação... mas... Aquela batalha, serviria para encher o meu "currículo" de caçador de recompensas, afinal, eu ainda preciso da aprovação do pai da Lilith. De qualquer forma... eu queria que ela estivesse aqui, me vendo agora. Me vendo acabar com a raça desse maluco!

Eu cerrei meus olhos, calmo e determinado, não era hora para perder a cabeça ainda, tinha que manter a cabeça fria contra caras desse tipo. Apesar disso, era hora de entregar o inferno para esse cara. O mesmo colocava o braço na frente do corpo como se quisesse agarrar o que estivesse em sua frente, claro, o careca já havia falado que queria levar o meu outro braço com uma piadinha de mau gosto. Diferente dele, eu não preciso mais ficar "batendo". Meu ataque começaria com uma finta, usando meus passos leves e ágeis, eu buscaria contornar o grandão e ficar atrás dele, para que ele não pudesse me agarrar com o seu braço livre.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Claro, eu não poderia descartar a chance dele atacar com seus braços enquanto eu me movimentava, e para poupar minhas pernas, eu buscaria me esquivar apenas movimentando o meu torso de maneira ágil para trás e diagonalmente para qualquer gancho que o mesmo lançasse contra mim.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Da mesma forma para golpes na horizontal, eu me esquivaria apenas, inclinando o meu corpo para trás e um pouco para baixo, flexionando os joelhos para diminuir minha altura e ganhar um apoio maior para me manter de pé contra os ataques do homem.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ainda que o mesmo estivesse cego, não seria nada bom se eu me descuidasse e levasse um agarrão do mesmo, então caso o mesmo tentasse me agarrar, em um movimento rápido eu me agacharia e rolaria para o lado rapidamente, para ganhar distância do meu oponente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Para meu ataque, se eu conseguisse chegar ao ponto cego do grandalhão, eu realizaria um salto, já com minha faca em mãos, buscando atingir o sentido que ele estava usando para se guiar naquele momento: a audição. Uma estocada rápida e precisa em seus tímpanos era o que eu precisava e antes que eu voltasse a continuar meu ataque, eu me afastaria com um salto para trás, já que provavelmente o homem se viraria e começaria a atacar de maneira desesperada onde eu anteriormente estaria no momento do ataque. Eu voltaria e seguiria meu ataque agora de maneira diferente, no meio de meu avanço eu guardaria minha faca em meu bolso, e com toda minha força eu daria um jab mirando em seu queixo, novamente para que o mesmo perdesse o seu equilíbrio e assim que o mesmo fraquejasse.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Se ele caísse, não perderia tempo, aproveitaria tal brecha e sacando novamente a minha faca, eu atacaria com outra o ouvido que ainda estivesse intacto, só pra logo depois novamente me distanciar e presenciar a reação do mesmo ao meu ataque. Perder visão e audição deve ser algo realmente assustador. Como provavelmente ele não poderia escutar o que ia falar daqui em diante, eu me dirigiria para a Viúva.- Acabou para ele. Lutar sem um sentido já é algo bastante difícil, imagina quando se anula dois de uma vez. Mande ele se render e talvez ele saia com vida dessa luta.- meu olhar demonstraria uma expressão séria, afinal, matar não é muito meu estilo, mas, se fosse necessário para que eu pudesse ganhar aquela batalha, eu o faria.- Você vai cair, Viúva, pelas mãos do "demônio" aqui.- eu diria com um sorriso em meu rosto.

HISTÓRICO:
 

LEGENDA:
 

OBJETIVOS:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Hey Ya! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Hey Ya!   Hey Ya! - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Hey Ya!
Voltar ao Topo 
Página 5 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: