One Piece RPG
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Bizarre Adventure: Welcome to the Jungle
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Midnight Hoje à(s) 12:15

» FICHA - EVAN MAZINO
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Alexsander Colt Hoje à(s) 11:41

» Calros Lazo
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 10:45

» [M.E.P] - MAZINO
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Mazino Hoje à(s) 8:55

» [Mini-Mazino] - Novos Horizontes!
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Mazino Hoje à(s) 8:55

» Capítulo I - Surgem os Eternos!
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor yaTTo Hoje à(s) 8:34

» For Whom the Bell Tolls
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Greny Hoje à(s) 3:16

» Mirai Tsumi
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 1:57

» Pepino Legrant
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 1:56

» II - Aliados
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 1:36

» Tony Redstorm
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 1:16

» Cap. 2 - The Enemy Within
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 1:09

» Cap.1 - O cão do governo
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Gyatho Hoje à(s) 1:09

» Bastardos Inglórios
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 0:32

» Capítulo I - Despedida
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Palitinho Hoje à(s) 0:23

» 10 Anos de OPRPG - Bingo!
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Sagashi Hoje à(s) 0:21

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor Kiomaro Roshiro Ontem à(s) 23:17

» O começo do grande catálogo! Aventura na ilha das flores
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor maximo12 Ontem à(s) 23:01

» [MINI-Vacyn] *Filha de Narciso*
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:21

» O bando nasce! Nobreza contra ralé!
Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 21:40



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Prólogo - A primeira perna é a direita

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 44
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptySab 22 Fev 2020 - 22:43

Relembrando a primeira mensagem :

Prólogo - A primeira perna é a direita

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Phil Magestic. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Muffatu
Civil
Civil


Data de inscrição : 04/02/2020

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptyTer 10 Mar 2020 - 22:00

Um presente para um novo amigo

O Leão Italiano






Com a escultura sob seus braços e caminhando felizmente pela cidade repleta de olhares de desaprovação, ele ia elegantemente com todo o seu porte e charme rumo a uma nova aliança, se assim podemos dizer. Ele passa por algumas pessoas que olham torto, mas dessa vez ele deixa transparecer o quanto ele importa para as pessoas. Passa por uma delas que o fita e então olha nos olhos dela, sorri e continua sua caminhada.

”Pobres seres, se soubessem o quanto a educação tem a oferecer não prestariam esses olhares e sim seguiriam a sua vida sem importar-se com os demais.”

Após algum tempo ele finalmente chega ao bar, aberto, ali dentro ele pode ver em uma mesa Jhonny e um homem a seu lado, além de dois rapazes que tinham armas de fogo e fizeram uma cara de poucos amigos com a entrada do pequeno tritão de sete metros e lá vai pedrada. Jhonny, conhecendo o tritão já se mostra mais receptivo, pede ao garçom para trazer o mesmo de ontem para Magestic, que se senta na mesa com os dois e já se afasta um bocado para que as pernas pudessem ficar confortáveis. 

Magestic coloca a peça sobre a mesa enquanto é apresentado. Fidno é o nome do distinto senhor. Ele parecendo não acreditar muito se posta de maneira costumeira a Phil e então diz:
 

- E sobre artesão, você quis dizer ele? Você é um carpinteiro mesmo? Ou só está tentando dar um golpe?

Magestic tomaria a sua dose como se não se importasse muito para a frase do homem, apoiaria uma das mãos sobre a peça enquanto a giraria tranquilamente para mostrar a sua assinatura onde agora há verniz sobre ela.
- Com a sua permissão, consagrado Fidno. Essa é a minha assinatura, ela está em cada uma das minhas criações, sejam esculturas ou pequenos barcos, elas levam Magestic no nome. Sou carpinteiro assim como o senhor é um homem que inspira respeito. É sua natureza. Não tenho interesse algum em querer dar um golpe em um homem que inspira a tantos. Não teria mérito algum, ou ganho algum visto que em uma hipótese onde eu deveria mostrar os meus feitos, eu seria testado com algumas armas apontadas a minha cabeça e nada poderia fazer, concorda? Acredito que não seria de bom tom, testar a inteligência de homens tão melhor preparados que eu. Assim sendo, só tenho a agradecer, pois achar que esse não é um trabalho meu, acredite senhor.  É uma honra.

Phil se viraria olhando para os homens que estavam com armas de fogo como se tivesse aguardando algo. Seriam eles apenas a segurança do local ou homens que estariam buscando algo contra Jhonny e Fidno?

Magestic se abaixaria e pegaria mais uma vez seu copo, tomando o devido cuidado para que não pudesse ser ouvido pela outra mesa, com o copo em sua frente para tentaria bloquear a vista de sua boca ele perguntaria aos dois de sua mesa:
 

- Aqueles senhores estão com vossas senhorias? Ou deveria me preocupar?

Nao, ele não era do tipo que corria de uma briga, mas bem. São armas de fogo não é mesmo? Uma coisa é ter a pele vez ou outra acariciada por um soco ou por uma faca que não penetrou, outra coisa era de fato parar uma bala com o peito. Se ele precisasse fazer algo era melhor saber como ele poderia agir. Não estava nem um pouco afim de ver sua obra de arte ganhar adornos de chumbo, ainda mais antes de presentear Don Salvatore.

Ignoraria um bocado os rapazes terminaria a frase:


-Terá alguma festividade?


bichaelson



Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Midnight
Tenente
Tenente
Midnight

Créditos : 15
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptyQui 12 Mar 2020 - 12:38


Una storia di famiglia

#05




Fidno ao ouvir as palavras do tritão parecia ficar um pouco mais satisfeito, essa era uma ótima estratégia contra pessoas com ego de superioridade, amaciar esse ego para tirar o que de melhor podiam ofertar, não por menos o homem pegava a peça de madeira e avaliava-a de cima a baixo, procurando defeitos, mas não encontrava. – É, vai dar um bom presente. Nisso, o gangster levantava-se e pegava a peça, entregando-a para um dos capangas que ao ver o movimento rapidamente se apressava e segurava a escultura de madeira.

– Acho que isso responde sua pergunta, não é? Tritão.

Apesar de aparentemente confiar no seu trabalho, parecia que o homem ainda tinha algumas desavenças com Phill principalmente em relação com sua raça, todavia negócios eram negócios, ele saia com a peça e restavam Magestic, o garçom e Jhonny no local. – Bom, parece que o presente vai ser entregue, te falei que você seria contratado pelo Don, mas, eu que vou te contratar antes! O “mecenas” de Phill batia o corpo contra a mesa fazendo um barulho e rapidamente o garçom se aproximava colocando um pouco de bebida no copo do mafioso. – Vamos ter uma festa em homenagem ao Salvatore, já que em breve é seu aniversário, eu não poderia levá-lo de supetão, todavia, pelo seu bom trabalho, vou te levar como meu segurança particular. Assim, em troca da escultura, te apresento ao Don. Temos um trato?

Depois que Phill o respondesse, o grupo poderia ouvir alguma movimentação estranha vindo do lado de fora, alguns gritos e pessoas correndo, dessa forma, Jhonny levantava-se já com uma cara de zangado e caminhava até a porta, onde olhava para fora e via um “fuzuê” no fim da rua, exatamente na loja em que o tritão comprara a madeira. Aproximando-se, a dupla poderia observar que alguns homens terminavam de destruir a loja, mas seu dono não se encontrava lá. – Ei, que merda é essa? Dizia Jhonny em tom ríspido, de forma que os atacantes, um homem de 1,60m de faca e franzino, e outro de 1,8m, desarmado, porém corpulento, ao ouvirem o mafioso aproximavam-se dele claramente em intenção de algo além de conversar.

Legenda:
 

Aparência Jhonny:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Muffatu
Civil
Civil
Muffatu

Créditos : 6
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Data de inscrição : 04/02/2020

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptyQui 12 Mar 2020 - 22:16

Um Leão Italiano

Modos, senhor… Modos.




Fidno se levanta, agradecendo de certa forma, passa pelos homens que estavam ali com cara de poucos amigos e então sai do local com a escultura sob os braços.
Jhonny olha e completa a observação. Sua fala no entanto mostra que ele também não se sentia à vontade com um tritão perto dele, Magestic o olha com tranquilidade e acena com a cabeça afirmativamente mostrando que a resposta estava dada para ele na questão de quem seriam os dois sujeitos ali no bar com eles.

Assim que a figura de Fidno se vai, Jhonny comenta sobre uma festa que será dada em homenagem ao Don, e que por certas razões não havia como convidar ao tritão assim, de sopetão. Nada inesperado visto que são figuras de certa estirpe diferenciada.

O homem então oferece a Magestic a possibilidade de ir como um segurança de Jhonny, contando com o seu tamanho e porte não seria nada difícil passar por um guarda-costas, e bem. De certa forma isso evitaria certos olhares para ele. Então na mente do homem orca tudo era possível, e de quebra ainda conheceria Don Salvatore. Olha só que coisa ótima.
Para alguém que vinha de onde ele vinha, que passou tudo o que passou e agora aos 30 anos começava a construir a sua história tudo era muito bom para ele, mesmo quando era tudo ruim.


- Mais do que aceito, signore. Acredito que possa fazer jus ao cargo.

Assim que ele confirma sua presença na posição de defensor da honra de Jhonny, eles ouvem um barulho do lado de fora da taverna. A loja onde Magestic havia comprado havia sido destruída.

“Esses rapazes… eles não devem ter o menor senso de perigo. Eu gostava daquela loja, mesmo que tenha negociado apenas uma vez… Esses senhores merecem uma aula de etiqueta básica”

Assim que Jhonny brada com eles, os rapazes começam a se aproximar de maneira bem pouco amigável. Vendo a cena Magestic olharia para Jhonny. O rapaz menor e mais fraco segurava uma faca em sua mão, esse certamente seria um perigo caso chegasse mais perto, ele não queria que algo acontecesse ao seu protegido, ainda mais antes de conhecer Don. Ele precisava agir e sabia como faria. Olhando o outro mais corpulento, esse não parecia carregar armas, então talvez fosse o menos crítico por ali, mesmo assim é um risco.

Caso o rapaz da faca se aproximasse primeiro por portar uma arma, Phil usaria a distância como aliada, tentaria um chute no meio do peito do rapaz para que ele, franzino não chegasse mais perto, caso o rapaz tentasse uma investida contra Jhonny ele colocaria as mãos na frente, aparando o golpe e resistindo como pudesse, acreditando em seu couro resistente deixaria o golpe bater em seu braço para então revidar com um belo soco no queixo do infeliz. Aproveitaria a deixa e então seguraria a perna do menor e tentaria jogar ele longe dali de preferencia para cima e para longe, para que se machucasse na queda.

Caso o mais forte se aproximasse primeiro Phil tentaria coisa parecida, mas um pouco mais intimidadora. Iria em um mano a mano para frente dele e então tentaria dar socos na ponta do queixo do fortão para desestabilizar, caso ele tentasse alguns golpes Phil deixaria ele acertar o primeiro soco para saber o quanto ele batia. Caso não sentisse muito iria olhar para ele e dizer:
 

  -Modos, senhor… Modos. Com sua licença, terei que surrá-lo

E em seguida tentaria segurar a cabeça do rapaz levantar até a altura de sua cabeça e o jogaria a mão com o rapaz ao chão e então tentaria usar o rapaz como porrete.

Caso eles tentassem uma abordagem ao mesmo tempo, Magestic usaria a Física a seu favor, usaria a sua altura e saltaria para cima dos dois, lançando o seu corpo como se fosse um gigantesco tronco para cima dos dois homens, se tudo desse certo, ele estaria em vantagem para o que viesse na sequência, caso contrário, ele já teria algumas cicatrizes para mostrar.


bichaelson


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Clique no Phill aí em cima que me verá de perto!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ||
“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Midnight
Tenente
Tenente
Midnight

Créditos : 15
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptySab 14 Mar 2020 - 12:52


Una storia di famiglia

#06




O embate entre os signores e os baderneiros havia começado, visto que a situação se apertaria em seguida, muitas pessoas recuavam, dessa vez não por medo do tritão, mas sim do que ele poderia causar.  Jhonny, por sua vez, levava a mão para dentro do paletó, de forma que parecia puxar algo, mas ao ver seu novo guarda-costas agindo acabava dando uma risada e dessa forma recuava alguns passos, ficando atrás de Phill.

De início, o rapaz mais franzino corria em direção da orca com a faca, buscando atacar com um impulso e enfiar a faca dentro do tritão. Assim, com o movimento, o inimigo até conseguia fazer a faca ficar presa na pele do Magestic, mas só, o atacado não sentia dor, no máximo cócegas, e descrente do que via o franzino ficava estarrecido, em contra partida Jhonny soltava um certo sorrisinho no rosto, mostrando que havia escolhido o cara certo. Dessa forma, aproveitando a brecha, o orca dava um soco no queixo do adversário e devido ao seu peso muito maior do que o do franzino, assim como sua altura, acabava por nocauteando o oponente e via voar no sangue um rastro de sangue com três dentes. O corpo desacordado era arrastado pela inércia por um metro, até que batia em um dos destroços de madeira.

A faca logo que perdia o apoio do rapaz acabava caindo e mostrava apenas um leve arranhão no braço do mafioso, só havia danificado levemente seu terno, mas não havia uma gota sequer de sangue. Para desafiar o grandalhão, o carpinteiro aproximava-se e deixava com que o oponente tomasse a dianteira e assim fazia, dava um soco contra a pele do tritão, mas imediatamente sentia sua mão doer, era como se estivesse lutando contra uma gigantesca lixa. Em seguida, sua cabeça era pressionada por uma mão-barbatana, que o levantava cerca de 1,2 m de altura, mas, diferentemente do que Phill esperava, o homem conseguia usar os pés para fazer força contra o braço do peixe, de forma que em uma alavanca conseguia escapar das mãos do gangster.

De imediato, ele parecia fugir, todavia Jhonny posicionava-se a esquerda do seu novo capanga com uma arma apontada para o briguento corpulento. Então, vendo que estava encurralado, o briguento recuava alguns passos e batia contra uma madeira ali posta anteriormente pelo dono. – Phill, acabe com ele logo por favor, e tente não o matar, quero fazer umas perguntas quando ele acordar. Além disso, acho que o dono disso aqui também vai querer uma parte na brincadeira. Ele dizia fazendo um sinal com a cabeça para a direita onde vinha caminhando no corredor o dono do lugar e que parecia nada feliz com a situação de sua loja.


Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Muffatu
Civil
Civil
Muffatu

Créditos : 6
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Data de inscrição : 04/02/2020

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptyTer 17 Mar 2020 - 17:56

Um Leão Italiano

Modos, senhor… Modos.




O pequeno armado da faca parte para cima primeiro, colocar o meu braço para parar foi mais que suficiente, a faca entra no meu braço e então com o pequeno sem reação ele sente o soco em seu rosto o levando para longe batendo contra as caixas a um metro dele. A faca cai ao chão danificando o terno de Magestic. Ele olha para a manga e balança a cabeça negativamente. Olhando para o grandão ele abre o peito e deixa o primeiro soco o atingir só para ver o homem sentir dor.

-Modos, senhor… Modos. Com sua licença, vou surrá-lo

A mão já tomava a cabeça do homem que em um movimento esperto colocava as pernas no braço do tritão e se soltava. Magestic olhando para a cena pensava:

”Infeliz, ainda sujou meu terno com essas botas cheias de sujeira.. Além de tudo não tem nem o senso mínimo de apanhar em silêncio”


O sujeito começa a tentar correr, mas Jhonny armado e uma madeira colocada pelo dono do estabelecimento detonado que vinha do outro lado caminhando. Jhonny pede a Phill que termine o serviço. Ele se postaria a frente do homem e com um sorriso no rosto diria:

- Não é que tenha algo contra a sua pessoa, senhor. É que eu não gosto do que fez, nem do que tentou fazer.. - Daria um soco no estômago do homem - Na verdade, acho lhe faltou etiqueta e moral. Veja… Sujou meu terno. - Daria um soco na costela do homem, e por fim, pisaria em seu joelho, tentando colocar todo o peso do meu corpo no pé direito enquanto pisava

Caso o homem tentasse me acertar com socos, ou chutes eu deixaria ele bater, pois ele não parecia conseguir me machucar também, se ele tivesse uma arma ou qualquer coisa eu chutaria a sua barriga com toda força para lhe tirar o ar. Assim que o dono da loja chegasse perto, tentaria segurar os dois braços do homem de forma tal que ele ficasse com o corpo pronto para o que quer que o dono da loja fosse fazer. E então diria, enquanto segurasse o rapaz:


-Foi esse rapaz quem causou os danos a sua loja, senhor… Gostaria de fazer algo ou posso matá-lo?

Não, Magestic não iria matar o homem. ele só queria que o sujeito entendesse que ser cruel, ser um monstro e ser um tritão são coisas diferentes e era hora dele passar por um susto para aprender a ter modos, ao menos aprender a não atacar as pessoas assim como quem decide atacar um copo de água no deserto.

-Só não demore a se decidir, preciso trocar esse terno que rasgou...


Phill olharia para Jhonny e então esperando algum sinal agiria, caso contrário ele só esperaria pelo dono.

Depois que terminassem o trabalho com o rapaz, Magestic falaria com Jhonny


- Sabe onde consigo um Martelo ou uma Marreta grande, signore? Estou sem armas e não me sinto muito feliz com essas de fogo..



bichaelson


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Clique no Phill aí em cima que me verá de perto!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ||
“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Midnight
Tenente
Tenente
Midnight

Créditos : 15
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptySex 20 Mar 2020 - 13:31


Una storia di famiglia

#07




O grandalhão ao ver o tritão aproximar-se, tentava procurar alguma coisa para se apoiar, sentindo suas pernas tremerem, todavia, o que iria ocorrer em breve era claro. Phill logo desferia um soco pesado sobre o estomago do inimigo, fazendo-o curvar-se com a dor, mas em resposta o mesmo tentava agarrar a barbatana do Magestic, que em resposta só dava um forte soco nas costelas, desacordando o homem, finalizando-o com seu pé sobre seu joelho, tinha alguns segundos de resistência, até que um alto ”clack” era ouvido, ou seja, provavelmente sua estrutura óssea da região deveria estar em alguns pedaços.

O dono da loja ao ver isso, caminhava até o pedaço da madeira que havia sido apoiado pelo bandido e arrumava-o. – Não se preocupe, inclusive, sugiro que você saia o mais depressa, parece que as pessoas não pensam direito. Nesse instante, o futuro mafioso poderia parar para encarar a plateia e via que os olhares se dividiam em dois: medo ou raiva. Medo pela figura do tritão que atacava o adversário ferozmente, raiva por um humano estar cruelmente, aos olhos deles, arrebentando um humano.

- Parece que vamos sair.. Dizia Jhonny guardando a arma e abaixando suavemente o chapéu, como em sinal de respeito ao dono, em seguida começava a andar pela rua, em direção da saída daquele bairro. – Imaginei que armas de fogo não faziam seu tipo..bom, eu posso te arranjar alguma coisa assim, mas por hora procure trocar as suas roupas e me encontre nesse lugar e nesse horário. O mecenas passava um papel para o tritão, com instruções que o levariam até o local da festa.

Assim sendo, depois que o orca se arrumasse, poderia seguir até o local. Ao chegar lá, encontraria vários veículos que paravam na frente de uma mansão que passava toda uma impressão de pertencer a um magnata, haviam várias esculturas de gelo, música, luzes, parecia que era uma festa de grande porte, mas na verdade era uma festa dada por Salvatore em virtude de seu aniversário. Já era fim de tarde, e quando dava o horário combinado, Jhonny chegava em um dos veículos e ao ver seu guarda-costas já o cumprimentava. – Ora ora Phill, vamos lá !

O grupo adentrava no terreno da mansão e várias pessoas bem vestidas estavam por lá, algumas cumprimentavam Jhonny mas olhavam levemente torto para o tritão, apesar de entenderem o papel dele ali. – Agora, vamos comigo até um lugar sim? Tenho que te mostrar uma coisa. A dupla caminhava até a parte de trás da mansão, adentrando em uma espécie de cozinha e lá estava uma marreta encostada em uma porta. – Aqui está o que você pediu, não dá pra andar com isso por aqui certo? Estamos em uma festa. Então se precisar, dê um jeito de vir até aqui, ok? Além disso, nada de beber, você está a trabalho aqui. A última parte saia em um tom bem mais sério do que o de costume do gangster.
Após isso, saiam dali, e caminhavam um pouco, até que Phill poderia ver a cerca de 10m a sua criação, uma estátua de leão colocada em uma mesa de apoio, ao lado de uma mesa com charutos para os convidados, enquanto que do lado desses charutos estava uma figura extremamente bem vestida, com vários convidados a rodeando. – Aquele é Salvatore, já quer conhece-lo?


Legenda:
 

Aparência Salvatore:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Muffatu
Civil
Civil
Muffatu

Créditos : 6
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Data de inscrição : 04/02/2020

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptyQua 25 Mar 2020 - 19:27

Um Leão Italiano

O presenteado agora é Phill




Assim que o clack do joelho é escutado Phill pode ver o dono da marcenaria chegar e ajeitar a madeira que o homem havia se apoiado. Com uma dica, digamos asism, do dono do estabelecimento, Magestic olha para a platéia com cara de assustados por todo o rebuliço causado por ali. Jhonny cumprimenta o dono e diz que é melhor sair. Magestic concorda

- Sim, acredito que agora ele aprenda bons modos…

O gangster entrega um papel a Phill com instruções de como chegar até o local da festa e já avisa para trocar as roupas. É… era melhor, não seria elegante chegar até um evento dessa importância trajando roupas rasgadas.

Magestic confirma com a cabeça e fica bem feliz com o comentário de uma possível marreta.


- Muito obrigado! Será de muito bom uso… Inclusive para fazer barcos.

Phill deu uma gargalhada enquanto saiam dali. Passaria e trocaria a roupa por uma com mais classe para o evento, pegou seu terno branco, ajeitou a gravata e então soube que era aquela roupa a escolhida.

Tomou um banho assim que conseguiu. colocou a roupa e esticou o corpo, caso precisasse estaria alongado. Passou as mãos pela roupa e se olhou em um espelho.


[spoiler=roupa][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][/spoler]

“Estou bem apessoado, eu diria…”

Pouco antes da hora combinada, Phill foi até o local. Uma grandiosa mansão com muitos carros luxuosos, belíssimas estátuas e pessoas de diversos jeitos diferentes. Muitas luzes e um som gostoso de se ouvir. Parece que de fato Don Salvatore tem muito bom gosto para suas festividades.Assim que a hora combinada chegou, Jhonny apareceu.
Desceu já cumprimentando o tritão.


- Claro senhor Jhonny, claro!

O homem o levou para dentro de casa, caminharam até o que parecia uma cozinha e então Jhonny disse:

 – Aqui está o que você pediu, não dá pra andar com isso por aqui certo? Estamos em uma festa. Então se precisar, dê um jeito de vir até aqui, ok? Além disso, nada de beber, você está a trabalho aqui.
Phill olhou para Jhonny bem sério dessa vez e então confirmando com a cabeça disse:

-Certamente, senhor. O senhor tem toda a razão . De pleno censo, senhor. Caso necessário retiro meu lindo presente aqui e o uso.

Após isso, caminharam um pouco até que Phil pode ver uma figura imponente ao lado de sua estátua de madeira, alguns charutos e vários convidados. Jhonny então mostra que aquele era o dono da festa e pergunta se Magestic gostaria de já ir conhecê-lo.

- Seria uma honra ímpar, senhor Jhonny.

Enquanto andavam por ali, Phill ia conferindo se estava tudo em ordem, se não havia ninguém por ali que estava mostrando uma intenção diferente e, logicamente, se por onde estava o seu atual “patrão” teria algum risco. Ajeitaria o terno, e limparia qualquer sujeira que tivesse em seu punho, arrumando a gola e a gravata caminharia com confiança e com os olhos atentos.
Não é todo dia que se tem uma oportunidade dessa, e nesse mundo, aos olhos de Phill, a primeira impressão poderia fazer toda a diferença.


bichaelson



histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Clique no Phill aí em cima que me verá de perto!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ||
“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Midnight
Tenente
Tenente
Midnight

Créditos : 15
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptySex 27 Mar 2020 - 13:11


Una storia di famiglia

#08




Bem aventurados são os que desafiam o mundo, algum ditado por aí poderia dizer isso. Então, mesmo com aqueles infinitos olhares tortos para o tritão, Phill não se sentia acanhado de apresentar-se para seu mecenas, o homem que dava as cartas por trás de Jhonny, Fidno e todos os outros.

Sendo assim, a dupla aproximava-se do patrono, e os convidados ao redor, ao verem o velho Jhonny davam espaço e quando viam o guarda costas orca chegar mais perto, acabavam por fechar um pouco o grupo, deixando claro que não ele era não bem vindo ali. – Joseph, como está? O tom do gangster parecia bem mais sério ao referir-se ao seu patrão, tirava o chapéu e não olhava diretamente para o patriarca da família, ele, em resposta, apenas dava um sorriso e aproximava-se, colocando a mão no ombro do homem. – Estou bem Jhonny, e você? Gostando da festa, quais são as novidades? O homem então levantava o rosto e ainda não colocava o chapéu, agradecia pelo convite.

Enquanto isso, Phill não conseguia ouvir diretamente a conversa, pela distancia posta entre os outros gangster e o guarda-costas de Jhonny, eles pareciam conversas sobre alguns assuntos, até que o foco tornava-se a estátua de madeira, a mesma era apontada por Jhonny que em seguida falava mais algumas palavras. Salvatore, ouvia e então ponderava um pouco, mas no fim olhava para o Magestic, fazendo um sinal que se aproximasse.

- Seu nome é Phill não é mesmo? Obrigado pela estátua, é uma bela obra de arte. Soube que está trabalhando para o Jhonny não é? Cuide bem dele, é um encrenqueiro em tanto. O homem falava entre uma baforada e outra do cigarro e dava mais um passo em direção do tritão, todavia, um barulho cortava todas as conversas. Um grito, seguido do barulho de um tiro era ouvido por todos da festa, o barulho parecia vir na parte baixa da casa.

O terreno do anfitrião era uma pequena colina, a festa ocorria na parte mais alta enquanto havia uma recepção próxima ao meio dessa colina e no pé dela estava a entrada. Ao redor da mesma havia árvores que se entrelaçavam formando uma floresta densa em meio a cidade, talvez um capricho de alguém que ame a natureza. Havia, claro, muros que separavam o amplo terreno da residência, ainda assim estava após a floresta, e dessa forma, quem quer que seja o autor do disparo poderia estar em três lugares basicamente, dentro da casa, na floresta, ou infiltrado nos convidados que agitados começavam a correr rumo a entrada, enquanto guarda-costas iam se posicionando e rapidamente levavam Salvatore para a casa.

Enquanto os guarda-costas do patriarca agiam, Jhonny também parecia resguardar seu patrão e logo olhava para Phill. – Pegue o presente e ache o responsável por isso, mate-o se for preciso, mas quero seu corpo, AGORA! Ele realmente parecia alterado, talvez assustado, parecia ser o tipo de homem inabalável, mas sua relação com Salvatore deveria ser seu ponto fraco.

De todo modo, uma bagunça acontecia, havia um homem baleado morto próximo a uma mesa, uma mulher em meio a uma crise de choro e outra paralisada ao lado, talvez por ter visto toda a cena, pessoas corriam e o assassino estava a solta.


Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Muffatu
Civil
Civil
Muffatu

Créditos : 6
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Data de inscrição : 04/02/2020

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptySab 28 Mar 2020 - 0:12

Um Leão Italiano

Fiii Fooo Fuu. Eu vou te encontrar e então vou te matar!




Jhonny se aproxima de Salvatore e o grupo ao redor abre espaço para ele fechando o cerco em seguida. Claramente Phill não estaria a altura de uma conversa como aquela…

”Lembro-me de uma conversa que Alfonsus teve com alguns rapazes em um dos jantares que deu.
Os rapazes se arrumavam ao redor dele e poucas pessoas chegavam perto para conversar ou fazer qualquer movimento. Era muito difícil estabelecer contato visual com ele, pois sempre tinha alguém no meio do caminho… Era bem parecido, mas será que ele… Não, nem poderia. Claramente não era um gangster ou algo assim, por favor eles foram limpos por mim na ocasião, e eu não sou ninguém ainda...”


Quebrando aquela lembrança pude perceber que os senhores falavam sobre a estátua de madeira, Don Salvatore olha para ele e então faz um sinal para que aproximasse. O tritão caminha com calma até chegar próximo ao patriarca, curva sua cabeça em respeito e então ouve o homem dizer:

- Seu nome é Phill não é mesmo? Obrigado pela estátua, é uma bela obra de arte. Soube que está trabalhando para o Jhonny não é? Cuide bem dele, é um encrenqueiro em tanto.

- É uma honra… Eu agradeço imensamente, quis fazer algo que remetesse o poder que representa. Fico feliz que tenha gostado! Hahahaha! Com certeza! Cuido sim!

Antes de qualquer outra movimentação, a conversa é interrompida por um grito e um tiro. Não dava para saber onde ou quem teria feito aquilo, a floresta do lado de dentro de casa, várias pessoas na casa, e o muro do lado de fora, poderia vir de qualquer lugar. Porém o tiro teria vindo da parte de baixo de casa, o que significava que certamente já teria algum alvo em mente. Era hora de entender o que estava acontecendo. Jhonny diz a Phill para buscar o presente e resolver aquilo da melhor maneira possível… E era isso que ele faria.

” Certo, se houve um grito e depois o barulho do tiro, então alguém viu a arma antes do tiro e percebeu o que estava acontecendo, o que mostra que é alguém que estava na festa, e foi para mais longe onde teria a chance de atirar e correr… Essa pessoa deve ter se aproveitado e corrido como os outros convidados, mas a mulher que gritou saberia quem era, e provavelmente estaria em choque. Precisava achar a mulher que gritou e saberei quem foi que atirou. Se bem que ela em choque não vai ajudar, e não é possível que a pessoa seria burra a ponto de correr com as pessoas, ela deve ter se escondido, e não entraria na casa… A floresta, e não muito longe de onde teria sido o tiro…”

Sairia dali e iria para a cozinha onde Magestic apanharia a marreta e então com ela nas costas sairia correndo para onde deveria estar o atirador, passaria por fora da cozinha de olho em alguém que pudesse estar escondido, ser alto como era lhe dava uma melhor visão, e o conhecimento de física lhe permitia triangular com mais exatidão de onde teria vindo o som. E ele faria isso. Tentaria usar a física ao seu lado, entender de que direção veio o tiro e então no caminho tentaria achar a mulher que teria gritado antes:

- Você viu? Onde ele foi? Você viu?

Perguntaria para no máximo 4 ou 5 mulheres que ele tivesse visto por ali sempre com calma e falando em um tom mais baixo para que o assassino não o escutasse. Ninguém poderia atacar a familia de Jhonny e ficar assim… Não hoje. Não com Phill Magestic por ali.

Caminharia por todos os lados, de olhos bem abertos tentando achar o sujeito, e não pararia até conseguir um êxito. Ele procuraria até embaixo de pedras caso fosse necessário e não descansaria sem achar o infeliz que tinha feito aquilo. Seus olhos ficavam maiores, como se sua pupila pudesse dilatar enquanto procuraria o ser que teria feito os disparos. Olharia para todos os cantos e enquanto não encontrasse, não pararia. Quando achasse alguém que parecesse suspeito o confrontaria, repetindo o comportamento até achar o infeliz.


- Então acha que pode entrar aqui e atirar nas pessoas a vontade??

Ao achar a pessoa que alvejou o homem, Phill se postaria de lado, protegendo com os braços o peito e balançando a cabeça para os lados, deixando o corpo o mais rigido possível, como se fosse uma barreira gigante e tentaria se bloquear de qualquer outro golpe desferido e se o sujeito desse um tiro em Phill ele tentaria se defender com a Marreta, usando a parte de ferro para bloquear, tendo a consciência que resistiria bem caso fosse acertado. Usaria seu tamanho e alcance e soltaria a marretada mais forte que conseguisse buscando a perna direita de seu oponente.

Caso antes de Phill chegar perto ele começasse a atirar, Magestic iria tentar se esconder atrás de algum lugar seguro enquanto vez ou outra rapidamente colocaria a cabeça para fora mantendo o contato visual e se movendo tentando se aproximar. E quando chegasse perto o suficiente ia desferir o golpe na perna direita do infeliz.



bichaelson



histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Clique no Phill aí em cima que me verá de perto!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ||
“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Midnight
Tenente
Tenente
Midnight

Créditos : 15
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptyDom 29 Mar 2020 - 10:20


Una storia di famiglia

#09



Com o rápido movimento dos convidados, a festa começava a esvaziar, e com isso o tritão tinha maior liberdade para se mover mais rápido, de modo que rapidamente direcionava-se para a cozinha da casa, onde pegava sua marreta na parede e a deixava pronta para a ação. Normalmente um objeto como aquele seria de peso extraordinário para qualquer um, mas para um tritão de seu porte, era uma verdadeira “brincadeira de criança”.

Diferentemente de muitos grandalhões, Phill preferia apelar para a lógica ao invés de sair em fúria atrás do assassino, e pensava a respeito da direção do atirador, onde estaria considerando onde o tiro foi percebido? A casa? Óbvio demais. Em meio à multidão? Não, ficaria incapacitado.

Assim, inteligentemente só restava uma opção: Floresta. Para tentar reduzir suas possibilidades, o tritão ia até as mulheres que encontravam-se paradas ou em choque e começava a questionar uma a uma sobre o acontecido, algumas gritavam ao ver o tritão se aproximar e corriam, outras permaneciam ainda em choque até que uma, entre o desespero e a histeria apontava para a direção leste, indicando a floresta, Magestic estava certo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Portanto, o recruta a mafioso saia da festa e começava a adentrar na floresta, no começo era uma clareira, que começava a adensar-se conforme ia avançando no território. A luz lunar não ajudava muito, já que iluminava menos que a solar, mas ainda assim seria possível ver a parte de cima das árvores. A flora em si não era composta de plantas de grande porte, mas sim arbóreos de cerca de 2,5 a 4m, algo típico de casas de ricos.

Então, ao adentrar em tal cenário, o tritão caminhava pela floresta e logo chamava pelo seu inimigo, exigindo sua punição pelo crime, mas sem resposta. Ele continuava a andar até que subitamente ouvia o som de um disparo e por erro do atirador a bala acertava cerca de 40cm na frente do orca. Pela luminosidade reduzida do lugar, não era possível ver o trajeto, mas pelo ângulo era possível sacar que veio da diagonal em um ângulo maior do que 30°, ou seja, o inimigo estava entre as árvores, poderia estar no alto, ou ao notar o erro poderia já ter descido.

Quem quer que fosse ainda estaria por ali e pronto para disparar novamente.  


Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Muffatu
Civil
Civil
Muffatu

Créditos : 6
Warn : Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 10010
Data de inscrição : 04/02/2020

Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 EmptyQua 1 Abr 2020 - 23:40

Um Leão Italiano

Tiros, Árvores e um joelho quebrado




Phill então entra na mata buscando o assassino para fazer ele pagar o preço, ao começar sua caminhada chamando pelo infeliz ele é recebido por um tiro. As árvores não ajudavam muito e a luz da lua se confundia com as sombras. Um misto de raiva em um tom noir que levava aquilo ao ápice dos melhores romances italianos, obviamente um cenário pronto para receber uma coloração vermelho rubro como nos clássicos de SinCity, Magestic tiraria o terno e o penduraria em alguma árvore próxima, caminharia medindo com calma de onde teria saído o disparo. Naquelas condições triangular o som, perceber o clarão de um novo tiro será fácil, porém levar um tiro não é algo que se almeja no primeiro dia na casa de seu futuro padrinho.

Magestic andaria a passos firmes, sempre mirando as regiões de onde poderia ter vindo o tiro, para ter mais certeza que o seu oponente estaria por ali, ele usaria algo que é clássico de mafiosos, a doce e importante imponência e intimidação. Algo que já era natural em seres como ele.


” Será que dá para ele aparecer logo? Quanto mais cedo eu matar esse sujeito e educar ele no melhor estilo Italiano, mais rápido volto aos meus afazeres e posso desfrutar de uma boa conversa com alguém de alta estirpe”

- Se você puder facilitar o meu trabalho e aparecer de uma vez para que possa te matar, eu agradeço. Será rápido? Não. Será bom? Para você não. Mas será educativo, isso posso dizer. Por favor, meu caro, tenha modos na hora de morrer. Apresente-se, deixe eu ver o rosto do infeliz que matou um homem, fez uma mulher gritar e de sobra acabou com uma festa prazerosa.

Enquanto falaria, Magestic iria desferir dois golpes nas árvores para estreiar a sua marreta mostrando a sua raiva e a vontade acumulada em exterminar seres sem etiqueta e sem o mínimo respeito. Se desse sorte, o barulho das marretada juntamente ao som de sua voz atrairía a atenção do seu alvo, o que certamente o levaria a dar outro disparo. Assim sendo Phill sabia que andar de peito aberto não era uma boa ideia. Sua caminhada era por trás das árvores, usando-as como forma de se defender dos tiros. Se ele estivesse pensando direito também seu corpo de tonalidade noir também acabaria confundindo o atirador que teria uma sombra gigante em seu encalço. O resultado era esperado.

Phill caminharia e andaria buscando o homem até o fim, caso o encontrasse, ele preparia as mãos deixando as mais e mais firmes ao redor do cabo da marreta pegando o mais perto do fim do cabo, porém com uns 15 cm do fim, com maior possibilidade de impacto ele lançaria sem dó o peso da marreta juntamente ao peso do seu corpo mirando as pernas do(a) atirador(a). E então com um sorriso no rosto, daria mais uma marretada, dessa vez mirando a outra perna.

Caso não conseguisse achar “ainda” o seu oponente, ele caminharia em direção aos últimos tiros se protegendo e continuando a dar pancadas nas árvores para assustar seu inimigo. Estivesse ele sobre as árvores ou entre elas, uma coisa era certa, a Orca o acharia.


bichaelson



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Clique no Phill aí em cima que me verá de perto!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ||
“Aventuras”:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo - A primeira perna é a direita   Prólogo - A primeira perna é a direita - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Prólogo - A primeira perna é a direita
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Newberry City-
Ir para: