One Piece RPG
Gale XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Enuma Elish
Gale Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 06:18

» Arco 1: Passagem pela ilha do riso
Gale Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 05:52

» O Sapo Mágico
Gale Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 05:13

» Pirataria, doces e mistérios
Gale Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 04:51

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Gale Emptypor Milabbh Hoje à(s) 02:46

» [MINI-Fenrisulfr] Começo
Gale Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:11

» As mil espadas - As mil aranhas
Gale Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 01:04

» The One Above All
Gale Emptypor Achiles Hoje à(s) 00:57

» The Claw
Gale Emptypor Achiles Hoje à(s) 00:22

» II - Growing Bonds
Gale Emptypor Vincent Hoje à(s) 00:21

» VI - Seek & Destroy
Gale Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:09

» Seasons: Road to New World
Gale Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 00:02

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Gale Emptypor Sagashi Ontem à(s) 23:49

» I - As rédeas de Latem City!!
Gale Emptypor Kyoji Ontem à(s) 23:24

» 1° Act - It's Navy Time
Gale Emptypor Roy Collins Ontem à(s) 23:12

» Mini - new man reformed
Gale Emptypor new man reformed Ontem à(s) 23:04

» [LB] O Florescer de Utopia III
Gale Emptypor Kekzy Ontem à(s) 22:57

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
Gale Emptypor JaponeisLK Ontem à(s) 22:11

» Ficha Lawrence
Gale Emptypor Lawrence Ontem à(s) 22:08

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Gale Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 21:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Gale

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Senshi
Mercenário
Mercenário
ADM.Senshi

Créditos : 63
Warn : Gale 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

Gale Empty
MensagemAssunto: Gale   Gale EmptySab 11 Jan 2020, 03:31

~ PESSOAL ~

Nome: Gale
Idade: 21
Altura: 181cm
Peso: 70kg
Mão predominante: Direita
Sexo: Masculino
Raça: Mink
Tamanho/Espécie: Normal/Raposa Vermelha
Origem: Organ Islands/East Blue
Localização: Dawn Island
Grupo: Civil

~ ATRIBUTOS ~

LEVEL: 1
EXP: 10/25
BERRIES: 50.000
BANCO: 0

HP: 44
SP: 62

DANO: 0 [3 Raça] [2 EdC] 5 [Normal]
ACERTO: 0 [5 Bônus] 5 [Normal]
PONTARIA: 9 [2 Raça] [2 Edc] 13 [Habilidoso]
ESQUIVA: 0 [3 Raça] [2 EdC] 5 [Normal]
BLOQUEIO: 0 [Inábil]
RESISTÊNCIA: 1 [Normal]
VELOCIDADE DE ATAQUE: 3


KENBUN-SHOKU HAKI


Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

BUSOU-SHOKU HAKI


Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

~ ESTILOS DE COMBATE ~

Citação :
Estilo de Combate: Atirador
LEVEL DE COMBATE: 1
EXP DE ESTILO: ~PRIMÁRIO NÃO POSSUI EXP~

~ Perícias ~
Citação :

• Furtividade
Citação :
Tem tal habilidade desde criança. Para sobreviver, é necessário astúcia, Gale nunca foi a maior e mais perigosa criatura da floresta e, por isso, desenvolveu técnicas de caça e de fuga que baseavam-se na furtividade por puro instinto e prática.
• Alpinismo
Citação :
Tem tal habilidade desde criança. Mesmo caçando na maior parte do tempo, Gale nem sempre conseguia achar um alvo ou até mesmo pegá-lo, por isso, teve que aprender a escalar árvores para comer as frutas que cresciam lá. Caiu e se machucou muito até conseguir, mas aperfeiçoou sua a técnica até lá.
• Luta de Rua
Citação :
Bem, é vida na cidade, né? É difícil que um adolescente não se meta em confusões e, por treinar apenas com arcos e pistolas, Gale teve que aprender apenas o básico de como acetar um chute bem dado em um testículo ou de como furar um olho com suas garras em meio a um soco.

~ Ofícios ~

Citação :

• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ FAMA & REPUTAÇÃO ~


Photoplayer:
Spoiler:
 
Alcunha:
Recompensa:
Citação :
LINK DOS JORNAIS:

~ AKUMA NO MI ~


Citação :
Nome:
Tipo:
Energia:
Bonificação:

~ EQUIPAMENTOS ~

• ARMA(S)
Nome:
Dano:
Requerimentos:
Custo:

• CABEÇA
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• TRONCO
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• BRAÇOS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• MÃOS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• PERNAS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• PÉS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

~ INVENTÁRIO~


(MÁXIMO DE 10W)





~ EMBARCAÇÕES ~

Nome:
Tipo:
Descrição:
Velocidade:
Número de tripulantes máximos acomodados:
Lotação máxima no transporte:
Número de ilhas sem precisar reabastecer:
HP:
Canhões:

~ TÉCNICAS ~


• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ TÉCNICAS SUPREMAS ~


• -X-
• -X-
• -X-


~ EXTRAS ~

APARÊNCIA:
Citação :

Consideravelmente bem-apresentável, Gale tem cabelos ruivos, olhos verdes e pele um pouco bronzeada, seu nariz é fino, mas masculino, e possui orelhas laranjas — no exterior —  e brancas — no interior —  de raposa no topo da cabeça em detrimento das humanas, isso é, ele é um Mink afinal. Não obstante seu pertencimento a tal raça, o rapaz não adquiriu muitas características marcantes dela, tem apenas as orelhas, a cauda — laranja com a extremidade branca — e, quando chamadas, as garras nas mãos e no pés. Também possui caninos consideravelmente grandes, bem mais desenvolvidos que os normais, mas o jovem não tinha muita ciência dos tamanhos deles até uns tempos atrás. Alguns conhecidos dizem que seu olhar carrega a destreza e a esperteza da raposa, mas isso ele nunca parou para observar. Ademais, tem uma altura considerável e — por conta da infância na selva e dos trabalhos feitos —  um corpo bem malhado. Normalmente traja roupas de praia brancas, um calção e uma camisa aberta no peito, mas quando caçava costumava usar um traje verde camuflado e uma capa, mas o perdeu faz algum tempo.

Roupa do Dia a Dia:
 

Roupa de Caça:
 

PERSONALIDADE:

Citação :
Descontraído e despreocupado, Gale não costuma passar o ar de alguém esforçado e trabalhador. Ainda assim, está longe de ser preguiçoso — ok, talvez não tão longe — se o rapaz realmente se interessa pelo emprego — ou pelo menos tem a necessidade — que está fazendo, ele provavelmente colocará esforço nele. Esse ar tranquilo deu espaço para um bom humor habitual — nem sempre feliz, apenas calmo —  o rapaz simplesmente não vê motivos para sair do sério na maioria das vezes. Se algo ou alguém o incomoda além de seu limite, ele apenas corta a pessoa, o assunto ou a coisa, tentando ao máximo não ser grosso se o sujeito não for um completo babaca. Ainda assim, isso não faz dele o inexorável, não é impossível que ele exploda de raiva ou desabe de decepção, só é mais ímprobo. Tal maneira despreocupada de comportar-se não reflete em seu combate entretanto, mesmo que costume soltar alguns comentários provocativos e desnecessários, o arqueiro nunca desperdiça uma flecha, tenta finalizar seus alvos antes de maiores complicações. Quando as coisas realmente parecem sérias, ele costuma fechar a matraca e se preocupar um pouco em seus pensamentos, mas faz o máximo para que isso não transpareça, mesmo que nem sempre consiga.

Em confluência com tal personalidade, uma das atividades favoritas de Gale é repousar na sombra de qualquer coisa enquanto traga alguns cigarros, o rapaz encontra seu próprio nirvana assim. Apesar de ser tranquilo dessa forma, ele dificilmente recusa uma boa farra, sendo algumas canecas de álcool o suficiente para que ele vire um falastrão que berra, faz comentários desnecessários e dá encima de mulheres incansavelmente. Falando em mulheres, é comum que ele flerte ou provoque algumas em seu dia a dia, mas dificilmente algo mais concreto irá acontecer por pura preguiça. Para o ruivo, é realmente um saco todo o trajeto que tem que ser percorrido até a cama de alguém, por isso prefere os bares.

Ademais, Gale tem um coração minimamente bom, não é do tipo que vagueia fazendo o bem sem olhar a quem, mas — quando pode — não costuma recusar ajuda àqueles que realmente encontram-se em real perigo. Entretanto, o socorro vem de seu modo, não gosta de agir diretamente para não atrair holofotes, se uma seta oculta for o suficiente para interromper uma situação problemática, assim será feito. Mesmo não sendo uma má pessoa, o arqueiro não tem uma personalidade perfeita, visto que é fechado quanto a seus próprios sentimentos, mesmo quando está muito mal, não costuma contar para as pessoas que o cercam, tendo que aturar isso por si só. Por conta disso, não conseguiu muitos amigos por aí mesmo não tendo problemas para se socializar. Além disso, o arqueiro não vê problema em assassinatos, para falar a verdade, ele até vê, sabe que é um  assunto complicado e respeita pessoas que não o fazem. Todavia, mata quem — de acordo com seu próprio juízo —  deve morrer sem pestanejar, afinal — mesmo que não a aplique mais — viveu na selva, tinha a lei do mais forte como sua máxima mais indubitável.

Quanto às organizações espalhadas pelo mundo: o rapaz não dá a mínima. Não é que desrespeite a honra dos marinheiros, a ordem dos agentes ou o altruísmo dos revolucionários, Gale — de coração — apenas não liga. Ouviu diversas histórias sobre revolucionários que derrubaram tiranias e sobre marinheiros que salvaram reinos, mas nada disso o cativou. Isso não quer dizer que o arqueiro nunca entraria em organizações como essa, apenas significa que ele não é ávido para isso, se entrar será porque o acaso levou-o a isso.

Em síntese, Gale ama cochilar, cigarros de palha, flertar, jogos de azar, caça e acertar um alvo difícil. Mas odeia trabalho desnecessário, livros inacabados, pessoas arrogantes, mulheres difíceis e errar um alvo fácil.

HISTÓRIA:

Citação :
Fruto da união entre um Humano e uma Mink que o rapaz nem sequer sabe onde estão, Gale nasceu sem família, sem sobrenome, sem um legado. Apesar de — de fato — ter nascido só, isso não significa que cresceu só, afinal, o arqueiro fez da floresta sua casa. Para clarificar, Gale cresceu como animal, como bicho. Até os 5 anos, caçava e comia carne crua como qualquer fera selvagem, mijava no mato e nem sequer limpava sua bunda, não via necessidade e nem sabia fazer isso. Suas garras e sua visão naturalmente boa permitiram ele ser um caçador atroz — para um filhote —  então é justo dizer que ele se virou moderadamente bem. Todavia, Gale passou a ter uma mudança de personalidade — se é que ele havia uma antes—  quando conheceu Robin, um Mink raposa — assim como o arqueiro, mas de puro sangue — que forçou o garoto a ter que ver o mundo e se comportar não como um animal, mas como um humano.

Bem, para falar a verdade, Robin não era a melhor das influências, ele nem sequer existia, não passava de um personagem concebido por um ator fumante e ex-viciado — com recaídas constantes — em drogas mais pesadas que apresentava uma série de peças semanalmente em sua ilha. Foi por meio dessas apresentações que Gale aprendeu a andar e falar algumas palavras, a ter pudor e sentimentos. Qualquer pessoa mais velha saberia que Robin era caricato demais para ser real, o personagem era um arqueiro que roubava dos ricos em prol dos pobres, cortejava com sucesso qualquer moça que passasse e ainda fugia da Marinha com seu mais fiel amigo, Joãzinho. Era perfeito demais para ser real, entretanto, Gale não sabia, ele acreditava do fundo de seu coração em seu herói, queria ser como ele. Foi por causa da peça que ele tomou conhecimento da vila próxima, passou a frequentar o lugar, ter proximidade com o povo de lá, em poucos anos já sabia conversar, andar como gente e brincar, mas nunca havia esquecido as peças de Robin — já fora de circulação, aparentemente o ator foi afastado após uma overdose — o garoto queria ser como ele, lutar como ele.

Foi em uma dessas idas à vila que ele enfim conheceu Robin, o sujeito não estava em sua melhor fase — acabava de ser espancado por um mandante de um agiota — mas mesmo assim, a felicidade de Gale em ver ele era imedível. O moleque então passou dias seguindo e pentelhando o ator, não saía de seu pé e, não importando o que visse ou ouvisse, continuava a acreditar fielmente no herói de seus contos. Bem, as próximas vinte linhas desse conto poderiam tratar-se apenas de retratar os encontros de Gale com Robin e de como o garoto foi abissalmente desenganado pela persona que criou da raposa, mas… é realmente necessário? Creio que não, o que basta dizer é: finalmente ficou claro que “Robin” não era o anti-herói dos sonhos de Gale, ficou claro que ele não arrumaria um mentor que o guiasse nas artes do arco e do furto e, sobretudo, ficou claro que o lugar de heróis era em livros ou peças, não no mundo real. De todos os dogmas assimilados por Gale nesta saga, talvez esse tenha sido o mais difícil de engolir.

Doravante, o resto da infância até o início da fase adulta do Mink foi surpreendentemente medíocre, foi adotado por uma família nas idas e vindas pela cidade, aprendeu — definitivamente — a ler, escrever e a se comunicar e tornou-se um verdadeiro humano, um civil. Era certo que ele sentia falta das provações da selva, das emoções da caça, mas o jovem estava feliz com sua vida atual, era grato aos seus novos pais e irmãos por conseguirem aceitá-lo mesmo sendo diferente, mas... ainda assim… não bastava. Sabe, de todas as coisas feitas e ditas por Robin em suas peças, de todos lugares visitados, de todas as damas conquistadas, o que mais cativou Gale havia sido a liberdade da raposa, não era preso a lugar nenhum e a ninguém, não obstante a realização que o seu herói não passava de um ator, o garoto não havia conseguido deixar de seguir a liberdade. Nesse sentido, a liberdade buscada não era um desejo magnânimo de viajar por todos os mares ou roubar todos os tesouros, não, a liberdade do garoto poderia até ser encontrada num trabalho mundano na próxima ilha, ou quem sabe em uma grande caçada de um pirata, não importava, o que valia não era o que Gale fazia com o conceito da coisa, bastava apenas ele a ter em suas mãos, ele só queria se libertar das amarras.

Dito e feito, com 20 anos, agradeceu toda a família por tudo que foi dado e ensinado a ele, beijou sua mãe, abraçou seu irmão e deu um aperto de mão em seu pai — não como um garoto, agora como um homem — todos sabiam da ânsia do rapaz, não quiseram nem conseguiram prendê-lo em uma pacata vila. Por hora, só queriam escutar notícias de seu filho que havia partido, sejam elas o anúncio de uma alta recompensa como pirata ou de um cargo de honra como marinheiro, qualquer coisa bastava.

Assim, Gale saiu pelos mares, de bico em bico conseguia seu sustento, mesmo não sendo muito ávido ao trabalho, tinha ciência de sua necessidade de dinheiro até achar algo fixo. Para comer, ele usava da caça, tinha talento natural para o arco e, com um pouco de treino, conseguiu se virar com ele para arranjar sua comida. O jovem não busca mais ir atrás de seu sonho, ele já o alcançou, já é livre — novamente — mesmo que isso signifique trabalhar uma jornada exaustiva, descansar na sombra no intervalo, beber após o fim do expediente e repetir esse ciclo até o fim do dia. É necessário reiterar que ele não é um operário que aceita qualquer bico e só sobrevive pelo labor, mas — até agora — ele conseguiu se virar bem assim, ainda que odeie fazer certos serviços. Falando em tais serviços… eles costumam ser os mais variados possíveis, já levou caixas do cais até um armazém, já trabalhou como segurança de um mercador,  já cobrou algumas dívidas e até matou, resumindo, Gale é um verdadeiro faz tudo.

Em sua última viagem, acabou atrapalhando-se um pouco quanto a direção para onde deveria ir e, somado as suas calamitosas proficiências em navegação e leitura do clima, terminou voltando para o início do East Blue, naufragando em Dawn Island. Não é que ele queria ir para Grand Line com todo seu coração, mas as coisas pareciam mais interessantes lá, então terminou usando-a como um ponto destino. De qualquer modo, o arqueiro está mais que certo que precisa contratar um navegar por hora.

~ VANTAGENS E DESVANTAGENS ~


Vantagens:

• Visão Noturna (2 pontos)
• Visão Aguçada (1 ponto)
• Audição Aguçada (1 ponto)
• Zooglota (Racial)
• Presas e Garras (Racial)
• Noção Exata do Tempo (1 ponto)
• Boa Aparência (1 ponto)

Desvantagens:

• Vício Cigarro(3 pontos)
Citação :
Gale costuma falar apenas que curte cigarros, mas o buraco é um pouco mais embaixo. No começo fumava apenas por brincadeira, mas o vício chegou, é difícil vê-lo sem uma bituca na boca agora, consegue falar, rir e até cantar perfeitamente sem que a sua caia. O tempo que pode ficar sem fumar é pouco, muito pouco, quando seu limite passa, o rapaz fica ansioso e nervoso, problemas mínimos parecem gigantes para ele.
• Compulsão (1 ponto)
Citação :
Tem a mania de balançar seu rabo euforicamente quando está feliz, ou abaixá-lo quando está triste ou nervoso, quase como um cão. Sente-se um pouco envergonhado quando notam isso
• Aparência inumana (Racial)

~ PERSONAGENS CONHECIDOS ~


PLAYERS:
 

NPC's Importantes:
 

NPC's Criados:
 

~ AVENTURAS CONCLUÍDAS ~

------------------

Link da ficha anterior ou da Mini-Aventura concluída: King Ghast

____________________________________________________


Gale BgSDAYZ

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Gale Ali_e_Shi_final
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Gale
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Arquivo de Fichas :: Civis-
Ir para: