One Piece RPG
I - A Match Made In Heaven - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» My Name is Maik, MaikLynn
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Achiles Ontem à(s) 23:56

» [MINI-Ballu] Um momento desesperador
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor DarkWoodsKeeper Ontem à(s) 23:14

» Stairway to Heaven
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Ravenborn Ontem à(s) 23:06

» Contrato de Sangue
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Handa Ontem à(s) 22:49

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor JaponeisLK Ontem à(s) 22:46

» Sofia Zimont
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 22:19

» [MINI-*TheKnightWhoSayNi*] *A Grande Decisão*
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Shroud Ontem à(s) 22:00

» [M.E.P.] Ballu
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Shroud Ontem à(s) 21:57

» [MEP] TheKnightWhoSayNi
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Shroud Ontem à(s) 21:57

» MEP Sofia
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 21:35

» Island End! Goodbye Utopia!
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Fanalis B. Ria Ontem à(s) 21:01

» [KIT] Solomon de Fate (Sagashi)
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Sagashi Ontem à(s) 20:49

» [Userbar] Umaru - Himouto! Umaru-chan ♥
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor War Ontem à(s) 20:28

» VI - Seek & Destroy
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 20:07

» Karyo Shen
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 18:45

» [KIT] Riku Dola
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Blum Ontem à(s) 18:45

» Apresentação 4 ~ Falência Articulada
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 18:44

» Sophia Aldebaran Rockfeller
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 18:39

» 1º Ato - O Despertar
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Hammurabi Ontem à(s) 18:30

» Una Regazza Chiamata Pericolo
I - A Match Made In Heaven - Página 4 Emptypor Muffatu Ontem à(s) 17:44



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 I - A Match Made In Heaven

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptySex 27 Dez 2019, 16:25

Relembrando a primeira mensagem :

I - A Match Made In Heaven

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Giannina Salieri. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 09/10/2012

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptySeg 17 Fev 2020, 12:22

Merus

I - A Match Made In Heaven


O cheiro de lixo no meio do caminho me fazia ter um pressentimento de que quem quer que fosse meu alvo, era alguém familiarizado com a sujeira, isso ia se confirmando cada vez mais quando chegavamos em um pântano. “Parece que essa ilha toda é bem nojenta, não dá pra encontrar ninguém remotamente limpo aqui...” eu pensava, fazendo uma expressão de nojo inconscientemente. “Ele disse com restos mortais debaixo de seus pés...” era um argumento válido, mas mesmo assim... “Por que ele me atacou primeiro, insetos burros que nem aquele merecem morrer daquele jeito pra pior...” pensava com convicção. “Por mim, se ocorrer a morte de alguém, já estarei satisfeito.” Ele concluía em um tom cómico. Tentava ignorar o maldito cheiro e a situação dessa região enquanto seguia até uma espécie de pântano, onde haviam canos indo para dentro do zoológico. Havia um barulho mecânico dentro daquilo, e eu tinha minhas suspeitas de que poderia ser aquele maldito procurado.

Não querendo ficar muito tempo por ali, eu primeiro observaria a parte adiante, em busca de rastros que indicassem que quem quer que tenha estado ali havia parado nessa agua suja ou ido adiante. Também procuraria indícios do tal poste, fosse uma confirmação visual ou um rastro do mesmo. Caso não encontrasse nada, minhas suspeitas seriam que talvez meu alvo era o responsável pelo barulho do cano.

No caso do rastro continuar adiante, contornaria o “pântano” e seguiria adiante rumo aos rastros, mas caso o rastro realmente parasse ali, decidia que seria melhor confinar quem quer que fosse ali. Caso não fosse quem eu estava procurando, a pessoa de qualquer forma estava invadindo parte do zoológico sem permissão, talvez ganhasse alguns pontos com o dono do zoológico por capturar um invasor.

Com isso em mente, pegaria uma arvore que parecesse ser fácil de levantar, e usaria minha força pra arrancar ela do chão. Não tinha problema se isso demorasse, e se enfim conseguisse, levaria ela até aquela abertura, usando-a como um bloqueio.

Assim que terminasse todo esse trabalho, ficaria por alguns minutos esperando alguma reação, e se nada fosse dito ou feito, retornaria para onde tinha deixado anã.
Dados:
 

Objetivos:
 




Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnny Bear
Pirata
Pirata
Johnny Bear

Créditos : 17
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 19

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptyQui 20 Fev 2020, 11:14


Ringue do Rakkan

A situação encontrava controle sem nem ao menos que Jeje precisasse intervir de alguma forma, estava claro que a sua presença passava à pequenina uma sensação de conforto, mesmo na toca do Rato onde tudo por ali parecia propositalmente feito para causar repúdio aos que não estavam acostumados a viver na sarjeta. Nina tinha então seu momento desejado de atenção, o pequeno desentendimento parecia ter sido esquecido rápido pelo roedor, diferente do grande Polar Urso que ainda estava confuso sobre tudo o que ocorrera diante dos seus olhos, ou talvez apenas perplexo por ver a vida passar diante deles sob o cano da metralhadora.

Acusar homens era um crime grave, Genovra sabia disso, mas a natureza daqueles dois sujeitos ele as conhecia bem em si, lúcido o bastante para ser capaz de apontá-los em uma multidão, embora não quisesse enaltecer a figura dos contrabandistas, ainda sim tinha fúria ao dizer como se frustrara nas vezes em que tentou capturá-los
– Capazes? Esses peixes da sarjeta não são capazes de muitas coisas, vivem se escondendo em buracos por lá, mas eles pegaram umas mercadorias minhas, adoraria muito se pudesse pegá-las de volta, pago um extra, o que seria obtido com a venda da sua … Ahm… Lhama, o que acha? -

Assinar um acordo com um chefão do crime poderia culminar em resultados catastróficos, mas com bons resultados, talvez em breve pudesse nadar em piscinas de moedas douradas e notas verdes com o dinheiro que conseguira das caçadas, Jeje se mostrou relutante e até um pouco contrária com relação àquele acordo, mas parecia de bom tamanho já que estavam, agora, isentas do serviço de coletar mais informações sobre o caso, tinham aliados fortes e influentes por toda ilha, ainda mais, que teriam, supostamente, se encontrado em uma outra ocasião importuna no passado. O Urso que tentava sair de fininho, sem que pudesse ser notado, era logo puxado uma outra vez para serviço
– Doddles! -- Nod […] -
- NODDLES! Acompanhe a senhorita e a Lhama dela até o Rakkan -

Diferente de compartilhar um local apertado, Merus parecia brincar de pega-pega com seu alvo, já que ainda incerto, não poderia julgar abertamente sobre as intenções do fugitivo, apenas sabia que ele era um, carregando um poste enorme no ombro direito. Com uma certa dificuldade as raízes rangeram saindo do solo com mais uns punhados de terra e pedras, além, é claro, das grossas raízes puxadas pra fora. Os indícios apontavam que o desconhecido teria avançado pelo esgoto, além é claro dos barulhos que ali faziam, distinguira pegadas pelo caminho que não continuavam pântano adentro, mesmo que a água cobrisse a altura dos pés, remexendo a água, o solo abaixo não afundava com a formação dos pés, pondo Merus À mercê de duas deduções mais objetivas, além é claro das secundárias que ele poderia chegar, mas as principais talvez pudessem ser: O homem teria continuado caminho pelo esgoto ou nadando.

Depois de emperrar e quase quebrar o cano (Que cano?) usando a árvore, o buraco apesar de não perfeitamente tapado era suficientemente fechado impedindo que qualquer pessoa que viesse de dentro conseguisse empurrar árvore para fora, já que agora estava entalada. O resultado não fora imediato, tampouco alguém ali dentro parecia se incomodar com a passagem fechada, mas aos poucos, a água que antes corria para fora começava a acumular na parte de dentro, uns poucos filetes escapavam pelas pequenas frestas deixadas pelo tronco, talvez em algumas horas aquilo fosse virar uma bomba de merda e fedor. Só restando para o gigante Merus voltar à entrada da base do senhor Genovra, foi de lá em poucos passos chegando outra vez à jaula dos tigres, agora sem a presença dos seguranças dentro da jaula, os animais ouriçados tinham um minuto de atenção analisando aquele gigante, pareciam discutir entre si se era muita a pretensão em tentar atacar tamanho saco de carne.

Eles rodeavam-no, ao todo três daquelas feras ronronavam e, em questão de segundos, soltavam um rugido fraco insinuando o avanço. Apesar de serem tigres, podiam ser considerados espécimes “raros” já que tinham em média quatro metros, uma pelugem maltês na parte superior do corpo, além de um volume excedente de pelos brancos na parte inferior do focinho, imitando uma barba branca. Agora com os homens de Genovra longe, os animais entendiam que aquele poderia ser um possível invasor, um problema a ser lidado e, com sorte, poderiam ficar com a carne e os ossos no fim das contas. O que parecia comandar era o mais alto de todos, mas seus pelos no rosto eram mais sutis, uma tigresa (não a vip) provavelmente.

Dentro dos buracos de Genovra, o caminho até o Rakkan se tornava mais barulhento a cada passe, Jeje ainda vinha por trás acompanhando com passos moderados da pequena nina, por tubulações e largos canos, até mesmo de esgoto, passavam no teto disparando e, conforme chegavam mais fundo passando por uma rampa que descia, se aproximavam de um arco rochoso que dava passagem para um grande salão, o esgoto principal, também aumentando os gritos e alvoroço do povo, revelando ser uma enorme arquibancada no momento em que passaram pela grade usada como porta.

Era um salão retangular, enorme pela profundidade, as arquibancadas dividiam-se em cinco níveis que iam descendo, também enunciando os desníveis das classes sociais, já que os mais próximos do térreo estavam mais a mercê de sofrerem respingos da carnificina resultante do que os ricos na ala superior, justamente onde Nina tinha sido encaminhada, já que por hora, o senhor Rakkan estava sentado em seu trono no canto daquele retângulo, posto em um desnível na parede, onde outros guardas, minks gorilas, faziam a proteção e vigilância com lanças.

As lutas no momento estavam pausadas, mas, pelo movimento da torcida, parecia que em breve teriam outro espetáculo acontecendo. As pessoas comentavam sobre um grisalho que apelidava a si mesmo como “O Bruxo” e estava lá para uma batalha querendo provar alguma coisa, isto fora o pouco que Nina conseguiu ouvir enquanto passava pelos ricos e afortunados – Sim? - Perguntava Rakkan, um homem pálido com o rosto fino e um cabelo grande que caia penteado para trás até a altura do pescoço, ele tinha um nariz longo e os olhos enfurecidos, embora não estivesse franzino, como se o tempo todo ostentasse aquele olhar furioso mesmo quando não quisesse, os dentes amarelados e claro, ostentava uma enorme cicatriz que ia da testa, passando pelo olho direito e ia até a bochecha.

Bear narrado pelo Bear:
 
Sr Genovra:
 
Controle:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 20
Localização : Ilusia Kingdom

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptySex 21 Fev 2020, 14:33

Merus

I - A Match Made In Heaven


Quando voltava para o lugar de onde tinha vindo, era recebido não por uma bolinha laranja e sua mascote, mas pelos tigres que pareciam decidir que era uma ótima ideia me atacar, agora que estava sozinho. Eu sorria com o canto da boca, afinal era um tanto engraçado que criaturas tão pequenas achando que dão conta de algo tão maior do que elas. “Eles são predadores, Merus. Tais criaturas naturalmente caçam e matam criaturas com 3 medidas maiores que eles.” eu deixava escapar um estalar de lingua e “respondia” para a voz “As criaturas com três vezes o tamanho delas não esmagam elas no chão com um soco, esmagam?”. Pra mim, era claro que eu era superior a estes animais malditos, mas aquele maldito na minha cabeça patéticamente achava que eu tinha que me preocupar com algo.

Eu não precisava de muito pra mostrar minha superioridade para aqueles seres inferiores, levantaria minha perna, movendo ela para frente, e colocando a maior quantidade de ar na em meus pulmões que conseguisse, pisaria com força no chão, e movendo o meu corpo para frente, mostrando agressividade, soltaria um urro gigantesco em direção àquelas estúpidas criaturas.

URRRHHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

Manteria aquele urro até que meus pulmões não tivessem mais ar. Acreditava que conseguiria me livrar daqueles tigres apenas com o poder da intimidação. Afinal, não era todo dia que aqueles gatinhos enjaulados recebiam tamanho desafio.

De qualquer forma, eles ainda poderiam ser burros o suficiente para avançar contra mim, afinal, se humanos não conseguiam enxergar a diferença de poder entre eu e eles, os pobres animais poderiam certamente achar que haveria alguma chance de me derrotarem. Se esse fosse o caso, tinha consciência que felinos selvagens eram rápidos, devido ao tempo que passei na floresta com o velho Erick. Aproveitaria minha perna inclinada e avançada anteriormente com o urro, e abaixaria a parte superior do meu corpo, usando um de meus braços como apoio, e dando um forte chute horizontal, para pegar todos os tigres de uma vez, quando eles estivessem próximos o suficiente.

Se isso não fosse o suficiente, e algum deles conseguisse desviar, usaria a mão livre para esmaga-lo no chão quando estivesse próximo da minha parte frontal, ou apenas deitaria o esmagando no chão caso se aproximasse pelas minhas costas.

Em nenhum momento acharia que aqueles tigres me dariam algum trabalho, e se conseguisse terminar tudo de forma tranquila como estava imaginando, aguardaria até que visse a anã, ou achasse alguém que me pudesse informar sobre seu paradeiro.

Dados:
 

Objetivos:
 





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
War
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
War

Créditos : 1
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2015
Idade : 25
Localização : Ilusia Kingdom

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptyTer 25 Fev 2020, 13:24



Nothing Personal



"Estranho. Não me parece ser o suficiente pra ganhar tanta recompensa." ponderava a anã diante da colocação do Sr. Genovra, imaginando se os dois realmente não eram grande coisa ou se era apenas a implicância do rato que estava falando mais alto.

Qualquer que fosse o motivo, ao menos o mink aparentava estar mais inclinado a fazer um acordo - Recuperar mercadorias? Se for pagar, não vejo problemas gihahaha!! - gargalhava ao aceitar a proposta do rato, imaginando ter feito o acordo mais fácil de sua vida, sem pensar na personalidade com que havia feito o pacto - Mas preciso que me descrevam essas mercadorias, pra eu poder procurar. - completaria, finalmente encerrando as negociações.

Embora fossem encontrar outra pessoa, o caminho que percorriam não apresentava nada que já não tivesse visto. Canos e tubulações montavam boa parte do cenário, embora a pequena mulher conseguisse ouvir sons mais distintos, que antes não estavam presentes - Noddles. - exclamava buscando a atenção do mink - Quem é esse Rakkan? - perguntaria em seguida, procurando evitar ser pega de surpresa por outra personalidade inusitada.

No fim do percurso Nina se deparava com um cenário inesperado - Oho!! - soltava com um ar de espanto - Are you not entertained?! GIHAHAHAHA!! - berrava aos quatro ventos enquanto levantava os braços e se virava para Jeje, caindo em gargalhada com a sua amiga por conta de uma história antiga - Por essa eu não esperava, hah! - comentava limpando um princípio de lágrima em um de seus olhos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Brincadeiras à parte, Nina seguia com Noddles até o mencionado Rakkan - Eu sou Nina e essa é a Jeje. - diria casualmente em resposta ao homem, sem dar espaço para que Noddles falasse - Noddles, explica pra ele. - completaria como se estivesse no controle da situação. Não tinha intenção de descrever tudo que havia feito para que chegasse ali, mas se fosse necessário o faria, mesmo que contrariada.

- Agora que tudo foi esclarecido, o que você tem pra mim? Gihahaha! - pronunciaria como se pedisse um suborno ou algo igualmente suspeito. - Quanto às mercadorias que pediram pra eu recuperar, preciso que me descreva como elas são, caso contrário não vou conseguir identificá-las. - concluiria, caso ainda não houvesse recebido as informações necessárias para distinguir as mercadorias a serem recuperadas.

Se por fim recebesse todas as informações necessárias para recomeçar a sua caçada, tomaria o rumo da superfície, onde tentaria encontrar Merus para que pudesse compartilhar as novas descobertas. Por outro lado, se até o fim da conversa com Rakkan uma nova luta tivesse tomado início, aproveitaria para observá-la até o seu desfecho - Quer apostar quem vai ganhar? Gihahaha! - comentaria despretensiosamente para Jeje, se ajeitando para assistir o combate e procurando por alguém que vendesse algo para comer, decidindo que somente sairia do covil do Sr. Genovra após o resultado do confronto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

P.S.:
 

Histórico:
 

Personagem:
 


It's Just Business



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]           [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


ID:
 

R.I.P. in Peace:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 21
Localização : Vivo me perguntando onde

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptySeg 13 Abr 2020, 19:52

Merus permanecia calmo sem sequer considerar os tigres como uma ameaça para si, algo que era congruente devido seu tamanho abusivo e imponente onde quer que fosse. Quando seu pé afundou no chão e o impacto ecoou pelo local, os felinos se afastaram ligeiramente com um ou dois passos, enquanto a tigresa perdurou, inerte e rugindo em raiva aparente. Assim que o gigante devolveu em um urro que cortou o ar repentinamente, todos os “predadores” saíram correndo do local, com exceção da bigoduda que apenas recuava um pouco mas mostrava-se decidida a comprar aquela briga. A fera saltou indo em direção ao gigante que elevou sua perna num chute, sendo agarrado pela boca do animal. O estrago não era muito grande, no entanto, era o suficiente para arranhá-lo na coxa.

Sem mais enrolações, Merus apenas desceu o braço e afundou o bicho no chão que caía imóvel, provavelmente inconsciente ou mesmo morto. Das sombras, saia algo parecido com aqueles animais, no entanto não tinha um semblante hostil. Era um canino, mas bípede. - Quanta ousadia, esmagar nossos bichinhos assim. Não te ensinaram bons modos não? - Reclamou, mas deixava claro com seu sorriso que tratava-se de sarcasmo. Se ele lhe perguntasse sobre a anã, o lobo colocaria o indicador no queixo depois de murmurar para seus próprios pensamentos. - Ela foi encontrar o Rakkan, se você correr talvez alcance… Aliás, são amigos? O Sr Genovra provavelmente gostaria de seu tamanho peculiar também. - Rosnou, perdendo o sorriso em sua cara estranhamente, mas algo ficou claro depois de ver sua expressão neutra: Sorrir não combinava nem um pouco com aquele lobo.

----------------------------

Eh, descrever né? Bem, não é nada demais não. Pergunte ao Rakkan os detalhes e ele deve te dizer. - Respondeu o mink rato, saindo logo em seguida depois de largar um bocejo. Parecia que estava apressado para fazer alguma coisa, a denunciar pelo fato de que começava a ajeitar seu cabelo despreocupadamente e dar uns retoques enquanto caminhava na direção de um quarto. O caminho se seguiu apesar de tudo que viram por ele, e quando Nina soltou um comentário, a Lhama apenas retrucou dando uma piscadela com seu rosto neutro e despreocupado que mastigava alguma coisa. Provavelmente da sua dieta favorita. Onde ela encontrou? Vai saber.

- Sim? Nunca ouvi falar. - Respondeu Rakkan olhando um pouco confuso para Nina, e depois, centrando seus olhos principalmente na Lhama peculiar que ela tinha. - O-Opa chefia - Se aproximou dele colocando a pata próximo de sua boca, murmurando. - Elas estão aqui pra ajudar com o carregamento. - Ele então abriu suas feições demonstrando um pouco de surpresa, e ficando de pé. A cicatriz em seu rosto adequava-se aos músculos do rosto, movimentando-se. Não era tão bonito de se ver, na verdade.

- Ah sim, francamente, ele mandou terceiros de novo? Nem pra trazer o vira-lata ou sei lá. - Comentou enquanto franzia seu rosto, um semblante que combinava deveras consigo inclusive. - E nem pra explicar pelo visto. Heh… Bom, é simples. A mercadoria não é nada demais, e bem fácil de identificar. - Ele olhava para o horizonte, especificamente aonde a próxima briga iria acontecer. As pessoas pareciam estar vibrando, principalmente quando um Mink coelho passava no corredor e entrava no Ringue, saltitando enquanto esperava seu adversário. - Falamos de caixas, com armas dentro. É bem pesado, então vai perceber na hora que tentar erguer. - Caso Nina perguntasse como poderia carregar tudo aquilo, na hora ele responderia. - Vamos cuidar do transporte, preciso só que encontre o local exato e ajude com possíveis… Empecilhos. - Comentou despreocupadamente, sendo que de repente a torcida vibrou ainda mais, fruto de um homem grisalho de sobretudo negro que surgia de uma explosão de fumaça dentro do ringue. - PIPOCAAAAA DOIS BEERRÉEEÉIS!! - Urrava um dos homens logo depois de Nina brincar com sua Lhama, o que era realmente inacreditável visto que o preço não aumentara depois da crise com a epidemia que tivera perto dali. O homem era fiel ao seu público.

Desfrutando da pipoca doce e um tanto aprazível, podia observar a luta de camarote. O coelho saltitava com seus punhos fechados enquanto o tal bruxo continuava imóvel, apenas esperando-o dar seu primeiro ataque. Quando o mink saltou, o grisalho pareceu movimentar-se de maneira surreal, tão rápido que cópias de sua imagem cercavam o coelho, e enquanto ele confundia-se tentando encontrar o real, recebia uma bolada na cara que o tal bruxo retirou de seu sobretudo, levando-o à nocaute.

Todo mundo ficava espantado com a resolução rápida daquele conflito, deixando a plateia muda, com exceção de Rakkan que soltava um riso abafado. - Bem, foi rápido. - O urso polar com os braços cruzados também não mostrava-se surpreso. - Tenho que mostrar o caminho mais uma vez? Nem preciso dizer que os peixes estão perto de água… - Comentou, tomando a dianteira para Nina e mostrando o caminho até o território qual teriam que começar a procurar. No meio do caminho, uma figura gigantesca apareceria, mas esta era familiar para a Lhama e a nanica. Merus havia encontrado seu caminho graças ao lobo que parecia fazer parte do esquema do ratão. - Se quiserem fazer um desvio antes, só falar. -
Spoiler:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 20
Localização : Ilusia Kingdom

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptyTer 14 Abr 2020, 15:36

Merus

I - A Match Made In Heaven


Mesmo com a minha imposição, isso não era o suficiente para afastar todos os tigres, e aquela maldita tigresa ainda vinha pra cima. “Tsc... Patética...” eu pensava enquanto encarava aquele animal maldito. Quando terminava, outro animal se apresentava, dessa vez, não para combate. Ele dizia sobre a localização da maldita anã e eu o responderia ligeiramente irritado com a falta de clareza dele: – Você não quer que eu magicamente passe por essa entrada, não é? – Diria apontando pelo lugar que a anã entrou, uma portinha que até um humano comum teria dificuldades de passar através, e que certamente eu não caberia nem se tentasse. – A não ser que tenha outro caminho pra onde ela está, eu tô de boa aqui mesmo, ela que se vire com o encontro dela... – Diria, com um tom de indiferença e cruzando meus braços.

Caso o bicho me dissesse alguma outra forma de chegar aonde a anã estava, com um suspiro de preguiça eu calmamente iria andando até o local me dito. Caso ao contrário, apenas sairia da maldita gaiola dos tigres, procurando alguma coisa pra fazer ao redor do local, ou alguma coisa interessante.

No caso de conseguir chegar onde estava a bolinha laranja e sua mascote, ficaria em silêncio, analisando a situação e tentando entender o que estava acontecendo. Se estivessem em movimento, as acompanharia até que pudesse fazer alguma coisa. Se não, apenas ficaria quieto, observando sem fazer ou dizer nada e de braços cruzados.

Dados:
 

Objetivos:
 





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
War
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
War

Créditos : 1
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2015
Idade : 25
Localização : Ilusia Kingdom

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptyTer 14 Abr 2020, 22:09



Nothing Personal


Nina estava na presença do homem chamado Rakkan quando, de repente, se via acometida por uma misteriosa sensação de mudança "De novo não..." se lastimava recordando ter passado pela mesma situação horas mais cedo naquele dia. O urso então narrava - por sorte esse não havia desaparecido também - a situação para o homem, que demonstrava compreender rapidamente o que estava acontecendo.

Entre os clamores da torcida que se fazia presente Nina se esforçava para escutar as explicações que Rakkan e Noddles lhe davam — Recuperar mercadoria? Tsc! Moleza, gihahahaha!! — assegurava aos dois, convencida de que não teria problemas com uma tarefa tão simples. A única complicação que poderia ter seria em carregar tudo de uma vez, pois detestaria perder tempo fazendo diversas viagens, mas logo Noddles lhe assegurava de que isso não seria um empecilho — Ha! Então não tem com o que se preocupar, gihahahaha! — concluia pouco antes de voltar a sua atenção para a arena, acompanhando o resto da torcida ao assistir a entrada de um homem grisalho

Com uma pipoquinha doce comprada diretamente do vendedor local - é importante apoiar o comerciante independente - e sua fiel escudeira do lado, Nina tomava um tempo para aproveitar a próxima batalha na arena. Para a infelicidade da pequena, a luta acabava tão rápido quanto havia começado — Ehhhh!!! — exclamava decepcionada — Já acabou, Jés-... Jeje!! — esbraveja tossindo por conta de uma pipoca que engolia sem querer.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Com um semblante emburrado, por conta da conclusão anticlimática do duelo, Nina se levantava e seguia os passos de Noddles — Então, quando eu encontrar as caixas vocês vão estar próximos? Se não eu posso dar uns tiros pro alto como aviso… — indagaria seriamente, confiante de que até o fim do dia conseguiria encontrar um motivo válido para atirar com a sua arma nova.

— Yo! — acenaria para Merus à medida que se aproximasse — O que tava fazendo? — perguntaria assim que estivesse próxima o suficiente — Nós conseguimos ajuda do Noddles aqui e do chefe dele — completaria imediatamente, sem dar espaço para o gigante responder — Mas pra isso vamos ter que ajudar a encontrar algumas mercadorias — explicaria fazendo sinais como se estivesse atirando com os dedos e dando algumas piscadelas — É só encontrar algumas caixas, não vai ser nada demais, gihahahaha! — comentaria despreocupadamente — Qualquer coisa o Noddles te explica melhor, né? — completaria olhando para o urso, como se fosse sua chefe.

Acompanharia o urso até onde fosse necessário — Além do peso, há algo mais que identifique as caixas certas? — perguntaria assim que chegassem no local. Caso a resposta de Noddles fosse positiva, procuraria por caixas que se encaixassem na descrição. Caso contrário, subiria nas caixas para que pudesse abrir uma fresta e olhar o seu interior, dando uma vasculhada nas camadas inferiores para ter certeza de que não havia nada escondido. Conforme fosse achando - se encontrasse as corretas - avisaria Noddles ou quem estivesse próximo, bem como Merus, para que tomassem nota.

Histórico:
 

Personagem:
 


It's Just Business



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]           [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


ID:
 

R.I.P. in Peace:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 21
Localização : Vivo me perguntando onde

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptySex 17 Abr 2020, 20:04

As coisas prosseguiam calmamente na cidade, pelo menos para os padrões dela depois de toda a euforia que Nina presenciava na arquibancada com Rakkan. Saindo com o Urso Nod de encontro com o gigante, eles tinham uma breve conversa ali para decidir o que fariam a seguir. - Explicar? De novo? Não, não. Fala sério. - Levantou ambas as mãos e suspirou, quase que se entregando. Mas não havia cedido ainda. Caso fosse pressionado pelo gigante, certamente daria mais um de seus gaguejos e responderia de maneira educada devido à pressão. - Sim, tem uma marca que a família usa para essas coisas. É um chapéu listrado na diagonal e mais algumas coisas… Olha - Ele retirava um pequeno desenho de seu bolso e mostrava a foto com as caixas, e um selo que dava pra ver de longe, embora não fosse tão exageradamente grande. Fora o que já descrito, haviam dois fuzis cravados paralelamente no chapéu.

Eles continuavam seguindo caminho pelas ruas acinzentadas, o cheiro da bebida estava impregnado no ar pela região em que passavam um pouco mais longe de tudo, e mais próximo do próprio mar em si qual os ventos uivavam com intensidade. As esquinas estavam bem úmidas, transbordando no paralelepipedo que formava o solo das ruas. Vez ou outra passavam algumas pessoas aqui e ali, entretanto muitos pareciam estar de olhos abertos ou desconfiados; Com motivo. O urso dava uma bocejada, olhando pela região vendo alguns homens peixes parados no final da avenida, e à esquerda deles, um bar cheio de minks diversos. - Cof cof… Olha só… Agora a gente meio que tem que… Tipo assim… Procurar. - Disse meio sem jeito. - Dá pra ter algumas pistas… Quer dizer, tem alguns estabelecimentos por aqui perto no território dos peixes. - Sem mais enrolações, ele daria o mapa pra Nina, que inclusive era bem maior que ela.

Lá haviam algumas marcações de possíveis lugares. Uma fábrica abandonada circulada, um galpão velho de uma fazenda falida e até uma loja de bebidas, entre outros pontos menores. Todos próximos, naquela região delimitada em que estavam, dominada de peixes.

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teo
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Teo

Créditos : 7
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 09/10/2012
Idade : 20
Localização : Ilusia Kingdom

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptySeg 20 Abr 2020, 16:18

Merus

I - A Match Made In Heaven


Quando finalmente chegava onde a pelota laranja e sua mascote estavam, ela perguntava o que eu estava fazendo, como se a resposta não fosse óbvia. “Diga que estavas degolando curiosos...”. Era uma resposta interessante, mas antes que eu pudesse responder a anã, ela continuava, explicando o que tinha feito. Sem a necessidade de ter que falar nada, eu apenas me posicionava de forma a acompanha-los por trás, e acompanhava-os onde quer que estivessem indo. À medida que íamos se aproximando do nosso objetivo, um cheiro irritante de bebida ia se impregnando, e mais que isso, o cheiro podre daqueles homens peixes logo se tornava mais forte também.

Eu não podia evitar soltar um suspiro de frustração. “Sério...? Além de ter que procurar essas malditas caixas que podem estar em qualquer lugar... Vamos ter que lidar com o fedor desses peixes degraçados...? Tsc...” Eu pensava, provavelmente com uma expressão mais rabugenta do que o normal. Respondendo minha frustração, a maldita voz dizia: “Se ficares estressado, podes sempre se aliviar pisoteando alguns desses vermes aquáticos...” Não era uma má ideia, mas deixava pra pensar nisso depois.

Decidia que era hora de me impor, afinal, se qualquer um desses malditos tivesse a brilhante ideia de atacar o urso ou a anã, os dois não seriam fortes o suficiente pra lidar com todos aqueles peixes malditos. Eu me reposicionaria na frente de ambos os que estavam me acompanhando, e diria: - Vai ser um saco se decidirem matar vocês, já que não vou poder pegar os dois procurados, então fiquem ai atrás e não me atrapalhem! – Eu dizia em um tom um pouco ranzinza.

Observaria a nossa frente enquanto andávamos, já que provavelmente estaria tampando a visão dos outros dois.  Se fossemos até o final da avenida, e algum dos malditos peixes a nossa frente olhasse para mim enquanto andávamos, decidia encara-los, mantendo a expressão de mau-humor, encarando quem quer que estivesse fazendo o mesmo para mim, esperava que isso fosse o suficiente para fazer os vermes saírem do nosso caminho, mas se eles por inspiração de sua burrice decidissem que era uma boa ideia nos atacar, faria uma curta corrida até a posição onde estavam, e saltaria, pousando com os dois pés na posição onde estavam. Se isso não os esmagasse, provavelmente os faria tremer de medo, e isso era o suficiente para que nos deixassem em paz.

Caso não houvesse nenhum conflito, usaria de minha boa visão para tentar caçar algum lugar ou alguma caixa com o símbolo descrito pelo urso. – Urso, essas malditas caixas foram levadas pra cá com alguma daquelas coisas com rodas, ou por algum bicho como você? – Eu perguntaria enquanto procurávamos. Minha ideia era que, se tivesse sido trazida com alguma coisa com rodas, eu podia tentar traçar o caminho através dos rastros no chão. E se fosse alguma coisa com patas (como o próprio urso) que tivesse trazido aquelas caixas pra cá, podia ser mais fácil achar apenas rastreando as pegadas que eram diferentes das dos peixes nojentos que habitavam esse lugar. E assim faria caso recebesse uma resposta conveniente. Era possivel entretanto que o urso não soubesse a informação, então simplesmente continuaria olhando de um lado pro outro.

Se o Urso, ou a anã, decidissem seguir por outro caminho, os acompanharia, sempre ficando na frente, e além de procurar pelo nosso objetivo, aproveitando que estávamos nesse lugar cheio desses maldito peixes, procuraria pelos nossos alvos também.


Dados:
 

Objetivos:
 





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Dialogo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
War
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
War

Créditos : 1
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 9010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2015
Idade : 25
Localização : Ilusia Kingdom

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptyQua 22 Abr 2020, 11:01



Nothing Personal


Segundo Noddles, agora caminhavam pelo território dos peixes. Algo estranho para se dizer, uma vez que ainda estavam em terra firme e não parecia ter qualquer lago nas proximidades "Tá mais pra terra dos cachaceiros..." refletia observando o bar movimentado pelo qual passavam, acreditando ser o culpado pelo odor que sentia — Até fiquei com sede... — comentava sozinha, retirando a sua garrafa de cola da mochila e entornando um terço do seu conteúdo de uma vez só, acomodando-a novamente em sua mochila ao terminar.

— Uhum, uhum... — comentava desatentamente em resposta ao que Merus falava, sem prestar atenção mesmo, se dedicando inteiramente à leitura do mapa, batalhando para abrir o mesmo por completo — Hey! — exclamava chamando a atenção de Merus e de Noddles — Vamos nessa fazenda primeiro! — ordenaria pretensiosamente, procurando pelo caminho correto, intercalando entre rápidas olhadas no mapa e nas ruas, tentando se localizar corretamente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Se encontrasse a fazenda sem problemas, se certificaria de que a mesma permanecia abandonada — Consegue ver se tem alguém suspeito? — perguntaria para o gigante e para Noddles, esperando que a altura dos dois gigantes - do ponto de vista dela - servisse de algo. Caso não houvesse ninguém do lado de fora do galpão, seguiria para o interior do mesmo, procurando por uma porta aberta ou qualquer outra abertura que lhe permitisse passar — Hey, tem algumas caixas aqui! — revelaria caso encontrasse alguns caixotes para inspecionar. Se encontrasse algumas pessoas no interior do galpão, tentaria se infiltrar sem chamar a atenção dos outros, apenas para verificar se encontrava o símbolo apresentado por Noddles em alguma das caixas, para então chamar os outros caso encontrasse.

Caso o galpão se mostrasse um beco sem saída e apenas tivessem perdido tempo, confirmaria de novo a sua localização no mapa para que fossem para o próximo local — Melhor ir no bar agora. — decretaria de forma mandona, esperando que os demais a seguissem - a menos que houvesse um bom motivo para não ir - sem objeções. Chegando no bar não se preocuparia e nem daria atenção para os outros clientes, indo direto para o balcão — Aí chefe! — cumprimentaria com um sorriso no rosto, como se fosse íntima do atendente — Você viu isso em algum lugar? — falaria apresentando o símbolo que Noddles havia lhe mostrado mais cedo, ou acenaria para que o mesmo mostra-se, caso o desenho ainda estivesse com ele, terminando a frase transformando o sorriso em uma carranca de quem estava com pouca paciência.

Esperava por uma reação do homem - peixe? - . Fosse surpresa, fosse indiferença, se manteria atenta independentemente do caso, preparada para reagir caso o balconista tentasse realizar qualquer movimento suspeito — Fica frio aí!! — bradaria sacando um de seus revólveres e apontando diretamente para o atendente. Ao contrário de quando havia chego, agora prestaria mais atenção ao que os fregueses do estabelecimento faziam — Eu disse fica frio aí!!! — repreenderia novamente, sacando o seu segundo revólver, direcionando o mesmo no sentido de quem estivesse contrariando as suas ordens — Jeje, Noddles, dá uma geral. — demandaria para que procurassem pelas caixas antes que a situação piorasse — E FICA ESPERTO AÍ MERUS!! — berraria para o gigante, que provavelmente estaria do lado de fora, para o caso de alguém tentar escapar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Caso o atendente soubesse de algo e desse novas direções - ou mesmo que não soubesse de nada - Nina pegaria os cartazes de procurado da mochila para mostrar antes de sair do local — E esses dois. Você viu por aqui? — indagaria casualmente, esperando pela resposta para que seguisse as novas pistas, caso houvesse, ou para tentar arquitetar uma nova estratégia de busca pelas mercadorias, caso não tivesse conseguido novas informações.

Histórico:
 

Personagem:
 


It's Just Business



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]           [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


ID:
 

R.I.P. in Peace:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : I - A Match Made In Heaven - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 21
Localização : Vivo me perguntando onde

I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 EmptySex 24 Abr 2020, 15:35

Trabalhando com o pouco que tinham, era fácil dizer que Nina era apenas mais um ponto dentro daquele mapa quando o abriu. Apesar de ser apenas um mapa do bairro em que estavam, a anã serviria de compasso ali, podendo até andar por cima se quisesse olhar com mais atenção nos locais, embora não fosse de fato mudar muito a resolução final dos fatos. - Então... É na fazenda? Por que tanta certeza? - Disse ligeiramente curioso, quase gaguejando como de costume e, embora tivesse se dado o trabalho de perguntar, sequer recebera uma resposta de Nina que permanecia convicta andando com sua Lhama ao lado carregada de um semblante despretensioso. - Pra fazenda então. - E o caminho se seguiu, passando perto da esquina rolou até um "mal encarado" entre o gigante e um dos peixes que trajava uma fedora sobre sua cabeça. Depois de alguns segundos olhando em seus olhos, fraquejou e retomou sua atenção para seus companheiros, não aguentando a aura do gigante.

Enquanto caminhavam na direção da fazenda, podiam notar que o fluxo de pessoas que já não era tanto, diminuía mais e mais, e por consequência, a quantidade de peixes que viam em seu caminho também. Nem era preciso dizer que além disso: O número de evidências, pistas ou símbolos que procuravam, decaía frustrantemente. Chegando na fazenda, podiam notar que ela já era um pouco mais afastada da área urbanizada, tendo nenhuma vizinhança por perto. Havia um grande cercado de madeira e dentro dele, campo alto, deixando claro que ninguém trabalhava ali há um bom tempo e por último, a casa e o galpão em si, ambos com uma aparência um tanto decadente esbanjando uma mensagem clara na madeira que os compunha: Velho.

Caindo aos pedaços.

- Só consigo ver mato. - Respondeu o urso para Nina.

Sem qualquer sinal de vida, racional ou irracional, prosseguiam para dentro limitando-se a ver somente um monte de poeira, teias de aranha nas extremidades do teto e um monte de palha no canto do galpão que possuía dois andares, com uma escadinha ao final que levava para mais um monte de feno. A única pessoa que ficava realmente contente com isso era Jeje, que acabava por mastigar mais um pouco enquanto os outros poderiam se entreolhar com cara de tacho.

Deixando a frustração de lado, retornavam para o bar sem mais delongas. Algo que talvez devessem ter feito desde o início, como em todo filme western clichê. De maneira totalmente desinibida, Nina chegava de seu jeito pomposo - bastante discreto devido ao tamanho quase imperceptível - assustando um pouco o barman. Em primeiro momento, pensou estar ouvindo vozes, até que percebeu a pequenina falando consigo. - AH! É... Fala campeã! - Dizia de maneira meio confusa, provavelmente estava se perguntando se tinha visto alguém desse tamanho antes, e seu subconsciente claramente respondeu que não. Pois com certeza teria se lembrado de um gigante e uma baixinha.

Quando ela mostrou o símbolo da família, seu semblante ficou ainda mais espantado levantando os poucos fios de cabelo negro que tinha naquela cabeça pálida. Desnorteado por alguns segundos, ficou boquiaberto e antes mesmo de pensar em dizer algo pareceu se abaixar próximo do balcão, sendo recebido por mais um susto da anã que sacava seu revólver e apontava pra ele, deixando o mesmo imóvel. — Fica frio aí!! — Bradou em tom de comando, mas todos no bar pareciam se desesperar com essa situação. Quando outro em uma mesa próximo se levantou e estava prestes a sacar sua arma, foi recebido pelo reflexo da anã que tomou a iniciativa e congelou mais um na cena. — Eu disse fica frio aí!!! — Antes que qualquer outro grupo quisesse sabotá-la, Merus tomava a dianteira e pulava em cima de uma mesa quebrando ela na mesma hora com seu peso colossal. O olhar assustador que emitia para eles fazia com que todos tremessem, e uns, em sua oportunidade, saíssem correndo. Especialmente um peixe com pernas, esse que mostrava-se mais amedrontado que todos os outros. Noddles que estava procurando pelas caixas saia correndo na direção dele, enquanto Jeje parecia estar olhando tudo calmamente, fazendo um sinal negativo com a cabeça ao final. - SÓ PEGA LOGO AQUELE CARA, ELE NÃO ME PAGOU NADA PRA ALGO TÃO PERIGOSO ASSIM! - Gritou as informações desesperado depois de soltar algo pesado no chão de madeira e levantar ambas as mãos. - VI, V-VI TÁ BEM LONGE DO MEU BAR! - Respondeu quando perguntado sobre os cartazes.

Se corressem atrás, certamente veriam que o urso tinha seu caminho interceptado pela gangue de peixes que estava parada na esquina mais cedo, enquanto o último todo engravatado continuava correndo pra uma direção ainda mais urbanizada ao fundo. - Ahhh... Poxa cara deixa eu passar aí, sério mesmo mó trabalheira pra chegar até aqui. Faz o favor. - Soltou sem problemas tudo que estava pensando para fora.

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Match Made In Heaven   I - A Match Made In Heaven - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I - A Match Made In Heaven
Voltar ao Topo 
Página 4 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Newberry City-
Ir para: