One Piece RPG
Ep 1: O médico e o marinheiro XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» 10 Anos de OPRPG - Bingo!
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 6:55 am

» 1° Versículo - Gadeus, os Ateus do Gadismo!
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 6:12 am

» Cap. 2: Da alvorada ao Crepúsculo, os aspectos da liberdade surgem!
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor Wesker Hoje à(s) 4:00 am

» Draguren Hynno
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor OverLord Hoje à(s) 3:31 am

» Duncan Dellumiere
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor Wesker Hoje à(s) 2:11 am

» Aaron DeWitt
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor Yami Hoje à(s) 12:40 am

» There's no good man in the west
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor PepePepi Hoje à(s) 12:31 am

» [Mini-Shinki Karan] Ficha
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor Quazer Satiel Ontem à(s) 11:21 pm

» O bando nasce! Nobreza contra ralé!
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor Aesop Ontem à(s) 10:24 pm

» Hey Ya!
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor Megalinho Ontem à(s) 10:23 pm

» Naomi Yumi
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 10:22 pm

» Capítulo I - Despedida
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 10:16 pm

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor Kiomaro Roshiro Ontem à(s) 10:04 pm

» Joe Kerr
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 9:38 pm

» Bizarre Adventure: Welcome to the Jungle
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 9:34 pm

» Laith Kinder
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 8:33 pm

» Karyo Shen
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 8:30 pm

» Noskire M. Hughes
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 8:27 pm

» Alexsander Kaelum Colt
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 8:22 pm

» Hizumy Mizushiro Mayan
Ep 1: O médico e o marinheiro Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 8:20 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Ep 1: O médico e o marinheiro

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 44
Warn : Ep 1: O médico e o marinheiro 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro EmptySeg Dez 23, 2019 3:09 pm

Ep 1: O médico e o marinheiro

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Richard Bright. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
TerryBogard
Pirata
Pirata
TerryBogard

Créditos : Zero
Warn : Ep 1: O médico e o marinheiro 10010
Masculino Data de inscrição : 13/04/2016
Localização : Shells

Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro EmptySeg Dez 23, 2019 3:57 pm


~Post 1~

- Hoje é o dia!

Essas foram as primeiras palavras que primeiro saíram da minha boca ao acordar, com um sorriso, naquela fatídica manhã. Finalmente, depois de muitos anos de preparação, eu havia me julgado pronto para finalmente tentar me alistar na marinha. O primeiro passo para realizar meu sonho de me tornar almirante da frota. Levantaria apressado da cama, meu coração batia acelerado em um misto de nervosismo e ansiedade. Depois de me vestir, tomar café e realizar alguns alongamentos matinais, hábito esse que adquiri com meu treinamento ninja, eu abriria a porta de saída da minha casa na baixa Shells Town, e começaria a fazer meu caminho em direção a parte alta da cidade, onde ficava o Quartel General da marinha no local, lugar onde eu planejava me alistar.

Caminharia de cabeça erguida, com as mãos nos bolsos, cumprimentando os meus vizinhos sempre com um sorriso e acenando para os que se encontram mais distantes. Tentaria, não importando se com sucesso ou não, disfarçar todo o nervosismo e ansiedade que estavam presentes em mim desde que acordei, afinal, eu queria muito parecer calmo, confiante, forte e corajoso assim como aquele homem, o marinheiro misterioso que havia salvado minha vida há tantos anos atrás. “Um dia eu vou ser um marinheiro tão incrível quanto você… e então quando nos encontrarmos novamente, poderei agradecê-lo de igual para igual .” Pensava eu, enquanto caminhava pelas ruas da cidade, olhando para o céu e tentando, sempre sem sucesso, lembrar do rosto daquele que era o meu único ídolo, apesar disso, meu semblante alegre não dava indício de desaparecer.

Caso chegue na parte alta da cidade, caminharia até a entrada do Quartel General da marinha. Na possibilidade de haverem guardas na entrada, eu tiraria as mãos do bolso e, ainda com aquele brilho de admiração nos olhos, me dirigiria ao guarda mais próximo. - Bom dia, seu guarda! - Diria com um sorriso, fazendo uma saudação com a cabeça. - Me chamo Richard Bright, gostaria de saber como posso fazer para me alistar na marinha! - Concluiria então a apresentação enquanto esperava por uma resposta. Caso o guarda não soubesse responder, bateria continência para ele como sinal de respeito e procuraria algum outro marinheiro no local para quem eu possa fazer essa mesma pergunta.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Legenda:
 

____________________________________________________

Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Noskire
Sargento
Sargento
GM.Noskire

Créditos : 29
Warn : Ep 1: O médico e o marinheiro 10010
Masculino Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro EmptyQua Dez 25, 2019 7:24 pm

— N A R R A Ç Ã O —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O dia estava quente e ensolarado, com uma brisa suave amenizando levemente o calor diurno. O movimento no centro da cidade estava no seu auge, com o Sol escaldante lá no topo da abóbada celeste enquanto os civis andavam apressados tentando concluir seus afazeres antes do horário do almoço, que se aproximava.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]BANANA É MIL BERRIES! BANANA É MIL BERRIES! — Gritava um feirante, ao lado de outro que berrava: — A UVA BAIXOU! A UVA BAIXOU!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Algo assim nunca aconteceria na Alta Shells Town e, se acontecesse, seria recebido com expressões de nojo e desdém pela maioria dos cidadãos. Mas ali, na Baixa Shells Town, era algo até comum. Um trio de marines patrulhavam a pequena feira e, mais importante, um jovem passava por eles, decidido a se tornar mais um.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Richard Bright parecia refletir a luz solar, exalando beleza e confiança, apesar de sentir-se inseguro por dentro. Ainda na feira, duas jovens donzelas pareciam cochichar sobre ele, enquanto uma delas ria timidamente em sua direção, mas sem resposta do médico.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Precisou andar apenas mais dois quarteirões para chegar a grande escadaria que levava à Alta Shells Town e ao QG principal da ilha. Às suas costas, alguns níveis abaixo, era possível ver a Torre #1 da Marinha, bem no centro da Baixa Shells Town e, ainda mais abaixo, a Torre #4.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Era comum ser parado no topo da escadaria, bem na entrada da Alta Shells Town, e ser revistado pelos marines de plantão. Por sinal, havia um senhor com roupas de pescador e dois homens na casa dos vinte anos sendo revistados naquele exato momento. Richard, no entanto, foi olhado de cima a baixo e liberado pelo marine responsável pela revista.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Mais alguns quarteirões e o médico se viu perante o colossal Quartel da Marinha. Haviam dois marinheiros no portão de entrada e um deles se adiantou com a palma levantada, indagando: — Alto lá! Diga seu nome e suas intenções! — Além da dupla, era possível ver incontáveis marinheiros atrás do portão e espalhados pela alta muralha próxima.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após ouvir as respostas para as suas perguntas, o soldado voltou a falar: — Um futuro companheiro, então. Bem vindo, Richard! — Voltando ao seu posto, o soldado fez um sinal com a mão para que o jovem prosseguisse. De prontidão, dois outros soldados, estes dentro das dependências do QG, saldaram o recruta com uma continência e o escoltaram até um edifício pequeno e separado da construção principal. Assim que o novato entrou no local, os marines viraram em torno do próprio eixo e voltaram aos seus postos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Até que fim! — Atrás de uma mesa transbordando de papéis havia uma jovem marinheira que se levantava com estardalhaço, derrubando uma dezena de papéis no processo, mas sem demonstrar interesse. — Você me salvou, pensei que passaria o dia presa aqui. Minhas mãos já estão doendo de tanto escrever! — Como que para dar credibilidade à sua fala, a jovem mostrava os dedos delgados ao recruta, assoprando-os como se estivessem quente ou algo do tipo. Amarrada em sua cabeça havia uma faixa com os dizeres: "Ganbatte!".

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Mas indo direto ao ponto… Você teria que preencher um currículo, o qual eu decorei, então vou perguntar eu mesma e você não precisa escrever. Yay~! — Se aproximando ainda mais do recruta e o olhando de cima a baixo, a garota indagou: — Nome completo? Nome dos Pais? Estado Civil? É de Yotsuba Island? Endereço? Não é, veio de onde? Quais suas qualificações? E, por último, mas não menos importante, por que você deseja ingressar na marinha?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A mulher disparava as perguntas como uma metralhadora, mal dando tempo para o recruta compreender as perguntas, muito menos para ele conseguir respondê-las. Seus olhos brilhavam de animação e seu largo sorriso demonstrava o mesmo. — Aliás, me chamo Marina, prazer!

Legendas:
  • Civil
  • Marine
  • Marina

Histórico:
 

Marina:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
TerryBogard
Pirata
Pirata
TerryBogard

Créditos : Zero
Warn : Ep 1: O médico e o marinheiro 10010
Masculino Data de inscrição : 13/04/2016
Localização : Shells

Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro EmptyQua Dez 25, 2019 9:19 pm


~Post 2~

Eu já havia entrado no QG da marinha aqui da cidade algumas vezes na vida, e mesmo assim, o esplendor dele nunca deixava de me impressionar, como se cada vez que eu colocasse meu olhos em seu interior fosse a primeira. Eu era praticamente uma criança entrando pela primeira vez em um parque de diversões. “Vai demorar para eu me acostumar a estar aqui no QG com frequência depois de me alistar, sempre me pareceu algo tão distante…” Refletia eu, enquanto admirava a arquitetura do local.

Meus devaneios, porém, logo foram interrompidos por um acontecimento bastante singular. Mal havia entrado no pequeno edifício até onde alguns marinheiros me escoltaram, quando uma jovem sentada atrás de um balcão e uma quantidade assustadora de papelada, rapidamente levantou-se e começou a tagarelar. Não tendo muito o que fazer, já que as regras da boa educação me ensinaram a esperar sempre o outro terminar antes de falar, eu resolvi esperar pacientemente com um sorrisinho nervoso enquanto a jovem fazia sua dissertação.

Mesmo após a jovem terminar de falar, demorei alguns instantes para assimilar completamente toda aquela informação. “Então basicamente ela perguntou meus dados pessoais, minha motivação, e depois se apresentou. Hm, espero não ter perdido nada importante ou confundido alguma no meio daquele discurso todo, não posso deixar uma má impressão logo no meu recrutamento!”

- O prazer é todo meu, senhorita Marina! - responderia com um sorriso no rosto, enquanto estendia a mão direita convidando-a para um aperto de mãos. - Me chamo Richard, Richard Bright. Espero que possamos trabalhar bem juntos daqui pra frente! - Continuaria minha fala, sem deixar de sorrir, com ela apertando minha mão ou não.

“Acho que mandei bem na minha apresentação, agora preciso lembrar da ordem das outras perguntas que ela me fez… acho que foram Nome dos Pais, Estado Civil, se sou daqui da ilha, Endereço, Qualificações e, claro, minhas motivação para entrar na Marinha. Acho que consigo!” Pensaria, um pouco inseguro,  após me apresentar para a jovem, e logo em seguida, continuaria respondendo as perguntas feitas anteriormente.

Colocaria a mão esquerda no queixo enquanto olho para o teto antes de começar a falar. - Sou filho adotivo da Doutora Estelle Bright, meus pais biológicos já faleceram então acho que não preciso mencionar eles, mas se for necessário só precisa avisar, senhorita. - Falaria com um pouco de pesar, já que esse tema ainda era um pouco doloroso para mim, mesmo depois de tantos anos. - Quanto a meu estado civil, no momento estou solteiro. E sim, sou daqui de Yotsuba Island, nunca saí da ilha na verdade. - Meu sorriso voltava ao mudar o assunto, depois de um pequeno suspiro. - Moro na clínica da minha mãe, na baixa Shells Town, acho que o número da casa é 346. Sobre minhas qualificações, sou um médico aprendiz e tenho treinamento de combate, treinamento ninja pra ser mais específico, sei usar kunais, atirar shurikens, manipular uma ninja-ken, esse tipo de coisa.

- Minha motivação, é meio que uma longa história. - Meus olhos brilhavam, expressando grande confiança e orgulho, quando eu começava a falar. - Quando eu era criança, perdi toda a minha família em um ataque de piratas aqui na cidade. E eu teria sido o próximo se não fosse por um marinheiro que, sozinho, arriscou a vida para me salvar no meio do campo de batalha. - Meu olhar deixava a figura da senhorita Marina e ia direto para o alto, para o teto da sala. - Depois desse incidente eu passei a admirar muito a marinha, então decidi me juntar para que eu possa retribuir o que fizeram por mim e salvar o máximo de pessoas possíveis, para evitar que passem por tragédias como a que aconteceu comigo. Em resumo: quero me tornar o melhor marinheiro possível, um Almirante da Frota! - Voltaria a olhar para a senhorita Marina ao concluir minha história, colocando o punho fechado na frente do coração. - Acho que essas foram todas as perguntas. E então, senhorita Marina, o que eu faço agora?

Histórico:
 

Objetivos:
 

Legenda:
 

____________________________________________________

Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Noskire
Sargento
Sargento
GM.Noskire

Créditos : 29
Warn : Ep 1: O médico e o marinheiro 10010
Masculino Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro EmptyQui Dez 26, 2019 7:10 pm

— N A R R A Ç Ã O —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A mulher, apesar de falar pelos cotovelos, ouviu o recruta sem interrompê-lo. Suas expressões variaram bastante durante o monólogo de Richard, indo de tristeza, quando este contou sobre o destino dos seus pais; passando por curiosidade, enquanto ele falava sobre suas habilidades médicas e ninjas; e terminando em puro entusiasmo ao fim da pequena história que explicava a sua motivação de estar ali.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Que legal! — Ao voltar a sua atenção para a mulher, percebeu que ela havia se aproximado mais durante a sua narrativa, estando a um palmo de distância, mãos juntas próximas ao rosto e olhos brilhantes de emoção. — Queria ter uma história legal assim para contar para os outros! — Com um longo suspiro, deixou sua cabeça cair em frustração e começou a se afastar do recruta, indo até uma porta além da sua mesa. — Talvez eu crie uma, ninguém precisa saber que não é de verdade! — Murmurou para si mesma.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ao abrir a porta, seu humor aprimorou-se novamente, como se o momento depressivo anterior sequer tivesse ocorrido. Com um largo sorriso no rosto, a mulher fez sinal para que o recruta a acompanhasse. Ao passar pela porta, chegaria ao segundo cômodo daquela construção, composta de uma grande academia. Além de equipamentos e pesos, possuía sacos de pancada, uma área livre para corrida e diversos equipamentos auxiliares, como cordas, cones e escadas. Fora Marina e Richard, não havia ninguém na academia.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ok, vamos para a segunda parte do seu alistamento, a Avaliação Física! — Após uma piscadela e um joinha, veio a explicação: — Primeiro, você tem dez minutos para se aquecer, da forma que quiser. Depois fará seis exercícios e eu irei anotar seus resultados. — Indo até um banco próximo, Marina pegou uma prancheta para si e jogou uma pequena garrafa d'água para o recruta. Ainda sem tirar os olhos da prancheta, começou a falar: — Os exercícios são: Deadlift, onde você terá que erguer o mesmo peso três vezes; Power Throw, onde você terá que jogar, para trás, uma bola medicinal de 5kg; Flexões durante dois minutos; Sprint-Drag-Carry, onde você terá que percorrer um percurso de 50m cinco vezes; Leg Tuck, similar a barra; e, por último, correr 3km… UFA! Cansei só de ler... — Ao se afastar e começar a montar o percurso para o recruta, murmurou novamente: — Isso me traz más lembranças...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Durante o quarto exercício, Sprint-Drag-Carry, a marinheira iria explicar como seria cada percurso momentos antes do recruta terminar o anterior. — Corrida! … Puxar o peso de costas! … Lateral! … Carregar o peso, um em cada mão! … Corrida! — Entre cada exercício, Marina iria cronometrar três minutos de descanso, avisando-o a cada minuto passado, incentivando-o a beber água e anotando as suas pontuações. Para o último exercício, o recruta teria que correr numa área com 100m de comprimento, tendo de ir e voltar diversas vezes para completar os 3km. Marina iria avisá-lo a cada 500m percorrido, gritando ocasionalmente: — Vai, vai, aguente firme, você consegue!

Legendas:
  • Civil
  • Marine
  • Marina

Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
TerryBogard
Pirata
Pirata
TerryBogard

Créditos : Zero
Warn : Ep 1: O médico e o marinheiro 10010
Masculino Data de inscrição : 13/04/2016
Localização : Shells

Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro EmptySab Dez 28, 2019 10:52 pm


~Post 3~
A senhorita Marina havia acabado de listar os exercícios que eu faria no exame físico, olhava para a sala e para aqueles equipamentos com um sorriso, pois se o exame fosse apenas aquilo mesmo, meus anos de treinamento ninja provavelmente foram suficientes para condicionar meu corpo a poder aguentar aquele tipo de exercício pesado. “Deadlift, Power Throw, Flexões, Sprint-Drag-Carry, Leg Tuck e por último uma corrida. Certamente não é nada tão puxado quanto o treinamento do mestre Sanosuke, então devo conseguir passar tranquilamente…” Pensaria com um sorriso confiante, enquanto flexionava os joelhos em preparação para o meu pequeno aquecimento. Faria bom uso dos dez minutos começando com um pequeno alongamento de músculos, alongando, em ordem de prioridade, os músculos dos braços, das pernas, e do pescoço. Depois, daria dez pulinhos para aquecer o corpo e faria a mesma quantidade de polichinelos, conseguindo fazer isso no tempo de 10 minutos, eu andaria em direção aos pesos do primeiro desafio: o deadlift. Caso não dê tempo de terminar tudo, interromperia meu alongamento assim que desse o limite de tempo e andaria até os pesos do deadlift.

Uma vez de frente ao equipamento do exercício deadlift, suspiraria fundo e flexionaria meus joelhos para ficar numa altura onde seria capaz de pegar na barra que fica entre os pesos com meus dois braços ao mesmo tempo. “Vamos lá, acho que estou na posição correta. Agora… puxa!” pensaria, travando a mandíbula enquanto colocava toda a minha força dos músculos dos antebraços, quadris, coxas, costas e glúteos para puxar aquele equipamento, feita a primeira repetição, voltaria a posição inicial e repetiria o processo mais duas vezes dando tudo de mim. - Um… dois… TRÊS! - Falaria os dois primeiros da contagem em voz baixa, mas usaria voz alta no terceiro para vocalizar o esforço quefazia. - Ufa! Um já foi! - Falaria, caso conseguisse fazer o exercício com sucesso. Caso não conseguisse fazer corretamente, daria de ombros e comentaria: - Espero que isso tenha sido suficiente para entrar na marinha… - falaria um pouco cabisbaixo.

Após concluir a primeira parte, eu abriria a garrafa de água e tomaria um só gole, tanto para economizar a água limitada na garrafa quanto para evitar dores laterais na hora dos exercícios de corrida. “Não posso tomar muita água antes de correr pra não ter dores laterais, nunca vou esquecer da bronca que eu levei depois de ter voltado pra casa passando mal após ter ido treinar com a barriga cheia de água.” Refletiria sobre essa memória com um sorriso nostálgico, antes de partir para o segundo exercício: o Power Throw. Me posicionaria diretamente na frente da bola medicinal e novamente, como faço sempre antes de começar um exercício, daria um profundo suspiro. Uma vez pronto, flexionaria minhas pernas até ficar na posição “de cócoras” e pegaria a bola com minhas duas mãos, e uma vez tendo a bola totalmente segura, eu novamente trancaria minha mandíbula e colocaria toda a força possível para erguer o objeto e, uma vez no timing correto, arremessá-lo com o máximo de energia que meu corpo fosse capaz de usar. Uma vez concluído esse exercício, eu tendo conseguido realizá-lo com sucesso ou não, partiria para o próximo, pois eu era bem mais familiar com ele que com os demais.

“Flexões por dois minutos né? Esse é relativamente tranquilo, perdi as contas de quantas flexões fiz durante meu treinamento.” Refletiria, dessa vez mais confiante que o normal, enquanto me colocava na posição de flexão: com meu corpo inteiro virado para baixo, estando suspenso apenas pelos meus braços. Sem mais delongas, começaria a fazer as flexões, não faria muito rápido para não desgastar meu corpo, mas também não muito lento. Faria cada flexão em torno de 5 segundos. Uma vez completado o exercício, eu tendo tido sucesso ou não, me levantaria, suspiraria e tomaria mais um gole de água da garrafa.

O próximo era o Sprint-Drag-Carry. “Hm, esse vai ser um desafio… acho que nunca fiz algo parecido na vida, mas esse tipo de coisa vai ser comum na minha vida na marinha, então vamos tentar!” Pensaria enquanto me deslocava em direção a linha de largada do exercício, para logo em seguida flexionar levemente os joelhos com a perna direita a frente. Passado um só instante de preparação, dispararia correndo até a marca de chegada, correria colocando os braços para trás, tal como o meu mestre ninja havia ensinado, para aumentar a minha aerodinâmica. Chegado na linha, pararia a corrida, viraria para o lado oposto, me ajoelharia sobre o joelho esquerdo para tocar na linha de marcação do percurso com a mão esquerda, e então voltaria correndo do mesmo jeito até a marca da largada inicial. Sempre controlando a respiração para evitar um gasto desnecessário de energia. Após isso, agarraria as alças do peso redondo em formato de disco que caracterizava a segunda parte do exercício, e começaria a correr de costas, ao mesmo tempo puxando o peso, em direção a linha de chegada, ao atravessá-la, daria meia volta e faria o mesmo até voltar para a linha inicial.  A terceira parte era um pouco mais fácil, eu flexionaria os joelhos, posicionaria meu corpo "na lateral" ao invés de para frente da linha de chegada, esticaria meus braços na frente do corpo, e começaria a correr dando passadas laterais até a chegada e de volta para o início. Em seguida, agarraria dois pesos redondos em formato de bola, cada um em uma mão por suas alças, e faria o máximo de esforço nos músculos dos braços e pernas para erguê-los e correr segurando-os em direção a marca de chegada e então de volta para a largada, completando essa parte. Tendo conseguido completar ou não o exercício, olharia para a senhorita Marina com um sorriso de satisfação e fazendo um sinal de “joinha” com a mão como agradecimento pelos comentários de apoio.

“Agora é a vez do Leg Tuck, hm… a senhorita Marina não especificou quantas repetições eu preciso fazer desse desafio em específico, acho que vou tentar fazer três, igual ao deadlift. Não quero desgastar muito meu corpo mas também não tenho interesse em parecer um aproveitador caso isso tenha sido apenas um esquecimento dela!” Pensaria, com a mão no queixo, enquanto andava até onde fica a barra. Após tomar mais um gole de água, ergueria os braços e pegaria na barra com minhas duas mãos ao mesmo tempo, caso eu não fosse alto o suficiente para pegar a barra em pé, daria um pequeno salto e então a pegaria com minhas mãos. Agora era tudo ou nada, usaria toda a força dos meus braços, quadris, pernas e cintura para erguer meu corpo, em especial a minha parte inferior, o mais alto possível. Caso eu consiga fazer uma vez um sucesso, tentaria mais duas repetições. Tendo tido sucesso ou não, daria um longo suspiro, maior que os anteriores, e comentaria em voz baixa: - Ufa! finalmente chegou a hora do último desafio. - Olharia para cima, já me imaginando usando o uniforme da marinha, o que servia de motivação para dar o meu máximo no último exercício do teste.

Andaria até a linha de largada da corrida, meu sorriso havia desaparecido, sendo substituído por uma expressão séria, meus olhos mais cerrados que o normal e minhas sombrancelhas anguladas. “Agora é tudo ou nada, é o último exercício então eu não tenho que me preocupar em ficar muito cansado pra depois… hora de dar 101% de mim!” Minha expressão era como a de um falcão encarando sua presa, eu flexionaria levemente meus joelhos, e novamente, colocando meus braços para trás, dispararia para frente correndo, determinado a cobrir a distância de 3km da forma mais eficiente possível, novamente controlando minha respiração para evitar gastos desnecessários de energia, os incentivos da senhorita Marina serviam como combustível para me motivar a correr mais. Uma vez terminado o último desafio, comigo tendo concluído com sucesso ou não, eu cairia sentado de bunda no chão dando um grande suspiro, em seguida colocando pra dentro todo resto da água que ainda sobrava na garrafa, se não tivesse sobrado nada, daria de ombros com uma expressão desapontada e depositaria a garrafa vazia no chão perto de mim. Em seguida, olharia confiante para a senhorita Marina, com um sorriso esperançoso no rosto, e falaria: - E então, senhorita Marina? - Perguntaria ainda sentado, fixando meu olhar nela - Como foram meus resultados? E qual é o próximo teste?


Histórico:
 

Objetivos:
 

Legenda:
 

____________________________________________________

Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Noskire
Sargento
Sargento
GM.Noskire

Créditos : 29
Warn : Ep 1: O médico e o marinheiro 10010
Masculino Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro EmptyTer Dez 31, 2019 3:15 pm

— N A R R A Ç Ã O —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A cada exercício concluído, a marinheira fazia uma anotação em sua prancheta. Focado, o recruta conseguiu dosar seu esforço e a pequena quantidade de água até o fim, concluindo todas as atividades. Sem fôlego, mas bem. — Hm… Você corre estranho... — Comentou, enquanto fazia mais algumas anotações em sua prancheta e analisava os resultados do recruta. — Vinte e quatro flexões em dois minutos… Eu faço mais do que isso! — Afirmou, séria, olhando meio que decepcionada para Richard. — Mas no resto você foi bem. Por sinal, só é necessário fazer um Leg Tuck para passar. Nós não avisamos para ver até onde o recruta consegue ir! Teheheh!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com um movimento de sua mão, indicou que ele a seguisse, abrindo a porta e deixando que Richard passasse antes dela. Voltaram à recepção e saíram da edificação, seguindo agora até a construção central do QG. — Quem pensou naqueles exercícios foi Thor, sabia? — Indagou enquanto andavam, seu rosto e voz cheios de admiração. — Aquele complicado, Sprint-Drag-Carry, é uma preparação para retirar companheiros feridos do meio da batalha. "Um marine nunca deixa outro para trás!" — Citou, indicando as aspas com as mãos. — Você é médico, deve entender!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Já dentro do QG, Marina o levou por alguns corredores bem iluminados e com bastante movimento, até chegarem em uma enfermaria. — Sargento Dave! — E, após bater continência, continuou: — Este é o recruta Richard Bright. Ele diz ter conhecimentos médicos e o troux—

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Veremos! — Cortou o sargento, olhando rapidamente para a dupla. Tinha em suas mãos umas três pranchetas, provavelmente uma de cada paciente, e parecia ler e escrever nas três quase que simultâneamente. Voltando a sua atenção para as pranchetas, começou a disparar perguntas. Assim que Richard respondesse uma, o sargento faria outra, sem comentar a resposta ou dar tempo para o recruta respirar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Onde está localizado o baço e para o que ele serve? Qual o procedimento que deve ser seguido para se retirar uma bala alojada no corpo do paciente? Se um paciente está com coceira e inchaço na pele, lábios, língua e/ou olhos, sensação de desconforto na garganta e falta de ar, qual seria o seu diagnóstico? E se o paciente estiver com um corte profundo, sangrando, e vocês estiverem no meio de uma floresta?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Além de preencher as pranchetas, o sargento também dava ordens ocasionalmente aos médicos e soldados presentes no local, indicando qual paciente este deveria tratar e como. Após a segunda pergunta, Dave se deslocou para uma mesa no fundo da enfermaria, deixando cada prancheta em uma maca pelo caminho, pegando mais um maço de papéis sobre a sua escrivaninha e começando a lê-los imediatamente.

Legendas:
  • Civil
  • Marine
  • Marina

Histórico:
 

Médico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
TerryBogard
Pirata
Pirata
TerryBogard

Créditos : Zero
Warn : Ep 1: O médico e o marinheiro 10010
Masculino Data de inscrição : 13/04/2016
Localização : Shells

Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro EmptyQua Jan 01, 2020 5:04 pm


~Post 4~

Depois de conseguir passar na avaliação física da Marinha, fui levado pela senhorita Marina até o que parecia ser a, ou uma das, enfermarias do quartel. A figura a quem ela se dirigiu era a de um homem de óculos, segurando várias pranchetas e escrevendo em todas elas quase ao mesmo tempo. “Que impressionante!” Pensei, ao admirar a forma como o homem de óculos fazendo suas anotações “Queria eu conseguir anotar desse jeito, seria um bom tempo economizado.”

Sem perder muito tempo, a senhorita Marina logo nos apresentou. Aquele homem era um sargento e provavelmente também médico. A moça então revelou-lhe o fato de eu dizer ter habilidades médicas, mas antes que ela pudesse falar mais qualquer coisa, o sargento a interrompeu e imediatamente após o corte, e após fazer mais anotações em suas múltiplas pranchetas, me perguntou sem nenhum rodeio onde está localizado o baço e para que ele serve. “Hm, acho que entendi a situação. A senhorita Marina me trouxe até aqui para que o sargento Dave teste minhas capacidades como médico. Bom, vou dar meu melhor, espero que isso seja suficiente para passar.” Ficaria com uma expressão séria no rosto, enquanto colocava a mão direita na cintura e me colocava a responder a primeira pergunta:

- O baço é um órgão encontrado em todos os animais vertebrados, sem nenhuma exceção. No corpo humano, possui uma forma de ovo, pesando cerca de 150 gramas e estando situado na região hipocondríaca esquerda, à esquerda e atrás do estômago, por cima do pólo superior do rim esquerdo. Possui uma face diafragmática e uma face visceral. - Começava a responder, replicando quase palavra por palavra a definição que eu havia lido centenas de vezes nos livros de anatomia da minha mãe. - É o maior dos órgãos linfáticos e faz parte do sistema reticuloendotelial, participando dos processos de hematopoiese e hemocaterese. Tem importante função imunológica de produção de anticorpos e proliferação de linfócitos ativados, protegendo contra infecções, e a esplenectomia determina capacidade reduzida na defesa contra alguns tipos de infecção. - Por fim, terminaria a resposta explicando as duas últimas funções do baço. - O órgão se caracteriza por duas funções, a linfoide e a vascular, formando a polpa branca ou polpa lienal, que é composta por folículos linfáticos circundados pela polpa vermelha.

Logo ouvir minha resposta, sem nem ao menos ponderar por alguns instantes, o sargento fez mais uma pergunta, dessa vez como se faz para retirar uma bala alojada no corpo de um paciente. “Droga! essa pergunta eu não sei responder! nunca tive treinamento de cirurgia...” Refletia rapidamente, enquanto formulava a minha resposta, minha testa cerrada de apreensão devido à rispidez daquele marinheiro e minha ausência de conhecimento sobre aquele assunto. “Não tenho para onde correr, preciso falar a verdade. Vou ter que fazer isso e torcer para que ainda possa ser alistado.” Gotas de suor caíam pelo meu rosto enquanto eu me preparava mentalmente para responder, a pressão era enorme, era o meu sonho em jogo, eu não podia falhar.

- Essa pergunta eu não posso responder, sargento. - Começava, tentando usar um tom seguro e confiante. - Ainda não tive a oportunidade de me aprofundar em conhecimentos de cirurgia, mas garanto que vou procurar aumentar meus conhecimentos em medicina, especialmente nessa área, com o tempo. - Concluía a resposta, engolindo em seco e extremamente nervoso, Agora me restava apenas torcer. Jurando mentalmente fazer o possível para compensar minha falha nas próximas questões. Após isso, o sargento Dave se deslocou para atrás de uma mesa no fundo da enfermaria, naturalmente eu andaria atrás dele e me posicionaria na frente da mesa.

A próxima pergunta era uma sobre diagnose. “Coceira e inchaço na pele, lábios, língua e/ou olhos, sensação de desconforto na garganta e falta de ar...  Isso tá me parecendo uma crise de intoxicação… não! alergia alimentar! isso sim.” Terminava de refletir com a mão esquerda no queixo e as sombrancelhas anguladas. Estava confiante em meu diagnóstico, havia diagnosticado e visto minha mãe diagnosticar pacientes assim diversas vezes, essa pergunta para mim era bem fácil. Por isso, já partiria para dar a resposta sem muita demora. - Isso são sintomas de alergia alimentar, senhor. - Responderia, dessa vez com uma expressão mais confiante que nas respostas anteriores.

Depois daquilo, sem se demorar exatamente como das outras vezes. O Sargento Dave fez mais uma pergunta. “O que eu faria se estivesse em uma floresta junto de um paciente com um corte profundo e sangrando…” Novamente colocaria a mão esquerda no queixo para refletir, eu nunca havia estado em uma situação assim, mas como um médico, iria precisar improvisar. “O mais lógico seria aplicar os primeiros socorros e então procurar ou esperar ajuda. Hm, acho que vai ser uma resposta satisfatória.”

- Eu imediatamente procuraria administrar os primeiros socorros da melhor forma possível. Primeiramente, se tratando de um corte profundo, a prioridade seria parar o sangramento para que o paciente não sofra consequências negativas da perda de muito sangue. Isso pode ser feito nessa situação de floresta usando um pano, como exemplo alguma peça de roupa, para comprimir o ferimento até que o sangramento pare. Após isso, deve-se limpar o corte, com muito cuidado, de preferência com água limpa, para remover os resíduos de sujeira. Feito isso, enfaixar o ferimento é a melhor escolha. Dependendo da situação, dois caminhos podem ser tomados ao fim, procurar por ajuda ou esperar por ajuda. - Terminaria minha fala, fazendo o possível para não demonstrar meu nervosismo.

“Bom, se eu não conseguir passar pelo menos eu tenho consciência que dei meu melhor…” Pensava eu, extremamente apreensivo com o que o sargento poderia falar a respeito de minhas respostas. “Não! não posso pensar negativamente desse jeito, o único caminho disponível para mim é em frente!” Relembrava esse ditado que meu mestre ninja costumava dizer enquanto minha determinação voltava e eu esperava o veredito do sargento.



Histórico:
 

Objetivos:
 

Legenda:
 

____________________________________________________

Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Noskire
Sargento
Sargento
GM.Noskire

Créditos : 29
Warn : Ep 1: O médico e o marinheiro 10010
Masculino Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro EmptyQua Jan 01, 2020 7:12 pm

— N A R R A Ç Ã O —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ao fim da última resposta, o sargento finalmente soltou os papéis em suas mãos e olhou para o recruta, observando-o com atenção. — Muito bem, recruta! — Marina estava tão tensa — Mais até do que o próprio Richard. —, que o seu suspiro foi audível, atraindo um olhar severo do sargento. — Normalmente, só cabeças ocas querem ingressar na marinha, pensando em guerra e glória! Bom ver que há exceções! Procure-me após se alistar, se quiser se especializar em algo. — Pegou seus papéis novamente e voltou a dar ordens para os soldados e enfermeiros daquela enfermaria, gesticulando para que a dupla saísse, como se espantasse dois pombos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Entusiasmada, a marinheira exclamou: — Yay~! Agora só falta mais um teste! — Marchando de uma forma bem caricata, ela levou Richard de volta ao corredor e atravessaram quase que o QG inteiro, até chegaram, finalmente, ao dojo. Dois marinheiros digladiavam em um tatame quadrado com, aproximadamente, 7 metros de largura. Um espadachim contra um lanceiro. Diversos outros estavam sentados ao redor do tatame, torcendo a cada golpe.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ao entrarem, Marina fez sinal para que o recruta ficasse em silêncio e, após fechar a porta, o levou até um lugar mais vago, onde puderam se sentar. O combate estava acirrado, com nenhum competidor conseguindo atingir o outro. A troca de golpes durou alguns segundos, com o tinir do metal e gritos amistosos preenchendo a sala, até que o espadachim avançou e cortou a lança ao meio com um golpe circular. Surpreso, o lanceiro hesitou por um momento, o suficiente para que seu oponente levasse a lâmina até o seu pescoço. Os espectadores aplaudiram e assobiaram como se fosse a final de algum campeonato, enquanto o lanceiro soltava a sua arma, com um sorriso triste no rosto, e o espadachim socava o ar em comemoração.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Enquanto os competidores saíam do tatame e os presentes se acalmavam, Marina se levantou, trêmula, e disse: — S-senhor Thor, trouxe um recruta! — A atenção de todos caiu sobre o novato e, do fundo do grande salão de madeira, veio um sonoro 'Hmm!'

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]No extremo oposto à porta, havia uma grande cadeira de madeira maciça e, dela, se levantou o Capitão responsável pela segurança quase que perfeita de Yotsuba Island. Seus dois metros de puro músculo chamavam a atenção, mas era a sua mão — Ou melhor, a falta dela! — que realmente atraia os olhares. No lugar da sua mão perdida em batalha, havia um martelo acoplado. O Capitão deu alguns passo, saindo das sombras e ficando bem visível para os presentes.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Bem vindo, recruta! — Apesar de seu corpo imenso e dos boatos dele ser 'mão de ferro', sua voz era… acolhedora! — Sou o Capitão Hamaku Thor, prazer! — O tatame estava entre eles, impedindo um aperto de mão ou qualquer contato mais físico. Esperando brevemente pela resposta do recruta, o capitão continuou. — Este é o último teste, então parabéns por passar nos outros! Ali no canto há diversas armas, pegue a que você achar melhor. — Seguindo a direção apontada, Richard veria duas dúzias de armas distintas apoiadas na parede de madeira, incluindo espadas, lanças e até rifles. Para o recruta, uma arma em específico se destacou entre as demais: Uma ninjaken.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Estes dois últimos são Sargentos recém promovidos, espero que você nos dê uma luta tão boa quanto! — Alguns marinheiros gritavam em aprovação, enquanto outros vaiaram o recruta, embora fosse visível que era uma espécie de brincadeira, já que todos riam e pareciam animados. — Hikaru. — O Capitão voltava ao seu assento, enquanto um loiro se levantava, dando um audível estalo com a sua língua, e se dirigia até o tatame. Mal humorado e aparentemente desarmado, ele esperava pelo seu oponente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após escolher a sua arma, Marina daria dois tapinhas no seu ombro, incentivando-o. — Ótima escolha! — Ela voltaria a se sentar entre os demais marinheiros, com seus cabelos ruivos e sua faixa "Ganbatte!" a destoando da multidão. Ao assumir sua posição no tatame, Thor gritaria do seu assento: — Comecem!

Legendas:
  • Civil
  • Marine
  • Marina

Histórico:
 

Hikaru:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
TerryBogard
Pirata
Pirata
TerryBogard

Créditos : Zero
Warn : Ep 1: O médico e o marinheiro 10010
Masculino Data de inscrição : 13/04/2016
Localização : Shells

Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro EmptyQui Jan 02, 2020 12:08 pm


~Post 5~

Aquela era provavelmente a situação mais tensa a qual eu já havia participado em uns bons anos, ter que participar de uma luta, mesmo que seja apenas um teste, na frente de uma platéia de marinheiros e da figura do próprio Capitão Hamaku Thor. Eu tendo nascido em Yotsuba Island, havia escutado muito falar nele, apesar de nunca tê-lo conhecido pessoalmente. Era uma sensação diferente, como se eu estivesse na presença de uma celebridade ou algo do tipo. “Pelo visto agora é o momento decisivo, não posso de maneira alguma passar vergonha na frente dessa quantidade de marinheiros e queimar meu filme antes mesmo de entrar na marinha. Vou entrar nessa luta pra ganhar, dar tudo o que tenho!” - Pegaria a ninjaken enquanto terminava meus devaneios, que de alguma forma haviam conseguido, novamente, inflamar ainda mais a minha determinação.

Subiria no tatame, fazendo uma continência para o Capitão Thor e para Hikaru, o meu adversário, antes de me colocar em posição de combate. - Vamos fazer uma boa luta! - diria, com um sorrisinho, no meio da continência para o meu adversário. Flexionaria levemente ambos os joelhos, colocando a perna esquerda à frente e segurando a ninjaken com minha mão direita, a lâmina apontada para o adversário, meus olhos cerrados focados na postura de Hikaru. “Desarmado, provavelmente luta apenas com o corpo.” Analisava friamente o meu oponente, aguardando apenas o sinal para começar a luta. “Mas não posso me garantir desse jeito, ele pode ter uma arma escondida, tenho que ficar atento. Mas mesmo assim eu também tenho meus truques, confundir o inimigo no combate é a especialidade de um ninja.”

Assim que o sinal fosse dado, eu dispararia na direção do meu oponente da forma mais veloz do possível, tudo no intuito de diminuir a distância entre nós, com a lâmina de minha ninjaken sempre apontada para ele, meu objetivo sendo fazê-lo pensar que vou atacar com uma estocada. Porém, uma vez que eu tenha conseguido diminuir a distância, ao invés de atacá-lo diretamente com minha lâmina, eu esperaria o seu contra ataque, de qualquer tipo que fosse, e imediatamente faria um rolamento para o lado oposto da direção de onde viria o golpe inimigo. Nessa hora sim, imediatamente após meu rolamento, eu me levantaria e partiria para cima dele, buscando me aproveitar do tempo entre um movimento dele e outro, para acertá-lo com um corte em arco com minha ninjaken mirando precisamente os ligamentos do joelho mais próximo, colocando toda a minha força nesse ataque, caso esse ataque tenha sucesso, seguiria atacando com mais cortes mais rápidos de espada, dessa vez subindo para o torso, mirando na base das costelas, na barriga, no estômago e no peito. Se por acaso meu plano falhe, tentaria uma tática mais primal, partiria para cima mesmo assim, desferindo cortes em múltiplas direções, sempre dando o máximo para acertar pontos estratégicos como ombros, barriga e estômago.

Caso eu perceba o oponente tentando acertar um golpe na direção da minha cabeça, tentaria rapidamente movê-la para o lado, tentando tirá-la da trajetória do movimento, após isso tentaria contra atacar com um corte ascendente de minha ninjaken, mirando a base do torso dele até o peito. Se por acaso ele tentar uma rasteira, ou qualquer golpe mirando minhas pernas para tentar me derrubar ou tirar meu equilíbrio, eu tentaria pular por cima do golpe e contra atacar com uma estocada descendente, rapidamente mudando minha ninjaken para uma posição de “punhal” e tentando enterrá-la no ombro dele usando o momentum da queda ao meu favor, caso tenha sucesso, retiraria a arma e daria vários passos para trás no intuito de retomar fôlego.

Se por acaso Hikaru decidir mirar golpes contra meu torso ou braços, sendo socos, chutes ou agarrões, eu usaria de toda a minha habilidade para realizar um rolamento para trás e então recuar até a borda do tatame, caso ele ainda procure investir contra mim, tentaria, no último instante antes do golpe, dar um rolamento para um dos lados, buscando esquivar e então contra atacá-lo com uma punhalada bem na parte inferior das costas . Caso ele consiga me agarrar, eu tentaria usar o tamanho pequeno de minha arma para esfaqueá-lo em qualquer região disponível para que a dor o force a me soltar, uma vez solto continuaria com uma sequência de cortes rápidos mirando o troso e os braços dele.

Na possibilidade de eu o perceber sacando alguma arma escondida, rapidamente tentaria me esquivar rolando para trás de qualquer que fosse o ataque. Em seguida, tentaria recuar o máximo possível para reexaminar a situação enquanto daria meu melhor para, caso ele siga com mais ataques, tirar meu corpo do caminho da trajetória desses possíveis ataques usando de pulinhos pros lados.

Histórico:
 

Objetivos:
 

Legenda:
 

____________________________________________________

Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ep 1: O médico e o marinheiro Empty
MensagemAssunto: Re: Ep 1: O médico e o marinheiro   Ep 1: O médico e o marinheiro Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ep 1: O médico e o marinheiro
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: