One Piece RPG
I - For those who have fallen XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» 1° Versículo - Gadeus, os Ateus do Gadismo!
I - For those who have fallen Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 7:12

» 10 Anos de OPRPG - Bingo!
I - For those who have fallen Emptypor Marciano Hoje à(s) 6:35

» Cap. 2: Da alvorada ao Crepúsculo, os aspectos da liberdade surgem!
I - For those who have fallen Emptypor Wesker Hoje à(s) 5:00

» Draguren Hynno
I - For those who have fallen Emptypor OverLord Hoje à(s) 4:31

» Duncan Dellumiere
I - For those who have fallen Emptypor Wesker Hoje à(s) 3:11

» Aaron DeWitt
I - For those who have fallen Emptypor Yami Hoje à(s) 1:40

» There's no good man in the west
I - For those who have fallen Emptypor PepePepi Hoje à(s) 1:31

» [Mini-Shinki Karan] Ficha
I - For those who have fallen Emptypor Quazer Satiel Hoje à(s) 0:21

» O bando nasce! Nobreza contra ralé!
I - For those who have fallen Emptypor Aesop Ontem à(s) 23:24

» Hey Ya!
I - For those who have fallen Emptypor Megalinho Ontem à(s) 23:23

» Naomi Yumi
I - For those who have fallen Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 23:22

» Capítulo I - Despedida
I - For those who have fallen Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 23:16

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
I - For those who have fallen Emptypor Kiomaro Roshiro Ontem à(s) 23:04

» Joe Kerr
I - For those who have fallen Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 22:38

» Bizarre Adventure: Welcome to the Jungle
I - For those who have fallen Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 22:34

» Laith Kinder
I - For those who have fallen Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:33

» Karyo Shen
I - For those who have fallen Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:30

» Noskire M. Hughes
I - For those who have fallen Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:27

» Alexsander Kaelum Colt
I - For those who have fallen Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:22

» Hizumy Mizushiro Mayan
I - For those who have fallen Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:20



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 I - For those who have fallen

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 44
Warn : I - For those who have fallen 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

I - For those who have fallen Empty
MensagemAssunto: I - For those who have fallen   I - For those who have fallen EmptyQua 18 Dez - 0:44

I - For those who have fallen

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Atreus. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mad
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Mad

Créditos : Zero
Warn : I - For those who have fallen 9010
Data de inscrição : 30/05/2019

I - For those who have fallen Empty
MensagemAssunto: Re: I - For those who have fallen   I - For those who have fallen EmptyQua 18 Dez - 1:58




I – For Those Who Have FALLEN.




Havia feito uma viagem longa de Esparta até Shells Town, uma ilha no mar leste. Curiosamente, o destino até aquela ilha havia sido traçado ao acaso, por pura coincidência, o nome havia me agradado e assim zarpei em uma embarcação espartana até o porto, onde atracamos. Despedi-me dos meus compatriotas com um aceno e saltei do navio para terra firme, acompanhado de meu irmão-de-escudo e melhor amigo, Ragnar. — Vamos, irmão, o tempo não espera por nós! HAHA! — Exclamei, animado. Trazia comigo somente algumas moedas guardadas em um saquinho preso ao meu cinto, uma saia espartana que caía até metade das coxas, amarrada por um cinto básico, e sandálias espartanas com fivelas até a metade da canela, meu torso estava despido e portanto, estava seminu, exibindo o corpo musculoso e bronzeado em meus dois metros e meio de altura, coberto por tatuagens douradas quase como se fosse um aspecto divino.




Em solo desconhecido, faria uma sugestão para Ragnar. — Podemos arranjar armas primeiro e bebidas depois, ou o contrário, o que prefere? — Deixaria a escolha a critério de Ragnar, e dependendo do que ele respondesse, procuraria o destino escolhido: bar ou ferreiro/loja de armas. Independente de não conhecer nada de Shells Town, não pediria por informações na rua, mas sim procuraria por mim mesmo enquanto caminhasse pela cidade, aproveitando para dar uma boa olhada nas estruturas da cidade. Assim que avistasse um letreiro que indicasse ser o fim de minha busca, estreitaria os olhos para confirmar e avisaria à Ragnar. — Ali! — Diria, indo em direção ao estabelecimento.

Se fossem ao ferreiro, adentraria e procuraria dar uma olhada pelas armas expostas à vista dos clientes, analisando bem o metal utilizado na forja e a consistência das peças, fazendo-o enquanto coçasse a barba. — Muito bem, traga-me uma lança simples! — Diria a quem fosse o atendente responsável do momento. Assim que a lança lhe fosse traga, a pegaria nas mãos e analisaria o objeto com um olhar afiado, pesando-a em sua mão e testando algumas estocadas ao ar, sem riscos de atingir nada nem ninguém. — Esta serve para mim. Quanto é? — Questionaria, se fosse um preço até B$30.000, pagaria com as moedas que tinha. — Quanto é um escudo? Quero algo que me cubra da coxa até o pescoço. — Diria, e se o valor fosse algo até B$20.000 aceitaria e requisitaria a peça, pagando ao recebe-la. Se fosse mais caro que isso, superaria meu orçamento e portanto, negaria a compra.

Lança:
 
Escudo:
 


Esperaria para o caso de Ragnar fosse comprar algo também, e se o homem não se manifestasse, questionaria o bárbaro. — Não vai se armar, homem? Não faça esse favor ao deus da morte, haha! — Ele deveria ter suas economias assim como eu tinha as minhas, e assim que tivessem terminado seus assuntos ali, sairia pela porta que entraram e rumaria pelas ruas da cidadela em busca de um bar, empunhando a lança em minha mão direita e apoiando-a no pescoço para não atrapalhar o meu andar, e o escudo preso na mão esquerda — caso houvesse comprado-o. — Vamos refrescar a garganta, essa sede está me matando... — Pigarrearia, cuspindo no chão em seguida.

Se tivessem optado por ir ao bar primeiro ou fossem logo após saírem do ferreiro, adentraria pelas portas do estabelecimento e procuraria o balcão. Me sentaria e, se estivesse com a lança, a apoiaria no chão entre minhas pernas, com seu cabo encostado em meu pescoço. — Quanto custa uma caneca de cerveja? — Pediria ao barman somente caso ainda lhe restasse dinheiro suficiente, olhando de canto de olho para os indivíduos presentes ali. Talvez o encarassem pela aparência incomum, e se fosse o caso, encararia de volta, dando uma golada em sua cerveja — se esta já estivesse em mãos — sem desgrudar o olho daquele corajoso o suficiente para encarar-me. Assim que o atendente dissesse o valor da cerveja, tiraria o valor do saco de moedas e entregaria, não sem antes fazer uma pergunta. — E então, sou novo por essas bandas, quem são as figuras importantes por aqui? — Se ele respondesse sem gracinhas, agradeceria, do contrário daria de ombros e ignoraria, me virando para Ragnar. — Quando pegarmos tudo que precisarmos aqui, iremos para Loguetown. Dito isso, nem barco temos! HAHA! — Minha risada era grave e alta, como um rugido.




Legendas escreveu:
Falas

Histórico de Atreus:
 

NPC Acompanhante:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Mad em Sex 20 Dez - 13:16, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : 2
Warn : I - For those who have fallen 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

I - For those who have fallen Empty
MensagemAssunto: Re: I - For those who have fallen   I - For those who have fallen EmptySex 20 Dez - 2:46

Era um fim de manhã ensolarado em shell's town, ali desembarcava duas figuras um tanto quanto peculiares para a população nativa que não deixava de mostrar olhares curiosos, na medida em que caminhavam atraiam cada vez mais a atenção por onde passavam, as vestes e o porte físico dos bárbaros prontamente denunciavam que eram estrangeiros, alguns olhares mostravam medo e outros admiração, um grupo de marinheiros passavam entre os homens de esparta e trocavam rápidos olhares de desdenho, pareciam não gostar da presença de atreus e seu companheiro que apenas ignorava e seguia seu caminho por conta própria acompanhado de seu fiel irmão de escudo. - Algo me diz que é melhor estar armado por aqui! - Respondia ragnar, em quanto indicava com a cabeça o grupo de marinheiros que sumiam em meio a multidão alvoraçada para o horário de almoço.

Os estabelecimentos começavam a fechar, metade do dia já havia passado e cada vez mais que os valentes caminhavam percebiam o fluxo nas ruas diminuir até que por sorte atreus avistava uma fachada em uma calçada indicando que havia uma loja de armas ali, sem perder tempo chamava seu companheiro e adentravam o recinto, o dono já estava de saída mas decidia por atende-los antes de ir para seu almoço, o interior da armaria era bem organizado com várias prateleiras com diversos armamentos a amostra, um grande tapete vermelho levava até o balcão e de lá sairá um homem calvo utilizando de um avental branco, estava um pouco soado do trabalho na forja. - Vou apresentar nossa melhor lança e escudo! - Falava o ferreiro de meia idade, logo pondo uma bela lança sob o balcão acompanhava por um escudo de ferro composto pelas dimensões requisitadas por atreus que analisava a qualidade dos produtos e aprovava, efetuando um pagamento de 50,000 berries pela lança e escudo. - Vou querer um martelo e um escudo! - Completava ragnar.

Do lado de fora, o próximo objetivo era molhar a garganta com uma boa bebida, no entanto atreus passava as mãos nos bolsos e então via que estavam vazios, ragnar via a situação e gargalhava. - Eu tenho o suficiente para duas cervejas vamos lá! HAHAHAHA - Gritava o bárbaro bastante eufórico, embora estivesse no horário de almoço as tavernas geralmente não fechavam e com isso não fora muito complicado encontrar uma, os irmãos de escudo adentravam o estabelecimento roubando a atenção por um momento, onde os encrenqueiros lhes encarava, havia também duas ou três mulheres que trabalhavam no local como dançarinas que fisgavam seus olhares naqueles músculos a mostra bem trabalhados, uma bela melodia vinha dos fundos, havia também um bardo que tocava uma ótima sinfonia com sua flauta. - Manda duas geladas ai! - Pedia ragnar para o balconista, que logo trazia os pedidos. Atreus não deixava de perder a oportunidade e questionava sobre as principais autoridades da região e logo era respondido. - Você está falando com uma grandão, sou conhecido como grand tom e tenho vários informantes, desejam alguma informação? - Retrucava o homenzinho de pouco menos de um metro e meio, com uma grande barriga a mostra e parecia não se intimidar com os bárbaros.


Histórico do narrador: 01 posts.

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Ineel em Sex 20 Dez - 16:47, editado 1 vez(es) (Razão : Dei as armas erradas para ragnar.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mad
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Mad

Créditos : Zero
Warn : I - For those who have fallen 9010
Data de inscrição : 30/05/2019

I - For those who have fallen Empty
MensagemAssunto: Re: I - For those who have fallen   I - For those who have fallen EmptySex 20 Dez - 9:46






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

I – For those who have FALLEN.



Nossa chegada em Shells Town foi recebida com olhares curiosos e, vez ou outra, até de desdenho. Fingi ignorar os olhares mal intencionados, pouco me importava o que se passava na mente pequena daqueles que não sabiam apreciar a beleza de um corpo forjado na guerra. Quando questionei sobre nosso destino, Ragnar escolheu por nos armarmos primeiro. — Sempre um homem sábio, Ragnar, HAHAHA!  — Exclamei gargalhando, seguindo nosso destino rumo ao armeiro.

Não tivemos aparente dificuldade em encontrar a loja de armas que buscávamos, e logo fomos entrando e realizando os pedidos. O vendedor parecia gente boa, não poupando elogio para seus artefatos. Chequei as peças que me foram trazidas, empunhando ambas para sentir o peso do manejo e concluindo que os levaria. Ao todo deram cinquenta mil berries, e era tudo que eu tinha comigo naquele momento. — Pelos deuses, estou sem um tostão! — Pensei, aflito enquanto saíamos da loja de armas, não sem antes agradecer ao homem que nos vendera os equipamentos.

Sugeri que molhássemos a garganta com uma boa bebida, embora sentisse os bolsos vazios. Nessa hora, Ragnar se ofereceu para pagar uma bebida para ambos, e de imediato abri um sorriso enorme, gargalhando alto outra vez. — HAHAHA! Então vamos! — Assim nos dirigimos ao estabelecimento.

Quando adentramos, todos voltaram seus olhares para nós, o que me arrancou uma indagação para meu irmão. — Acho que nunca viram homens de verdade, irmão, HAHA! — Nos aproximamos do balcão e Ragnar se encarregou de pedir as cervejas, enquanto a melodia de fundo preenchia meus tímpanos, aproveitei a oportunidade para perguntar ao homem que nos atendia sobre os figurões da região, tendo uma resposta animada do baixinho gorducho. — HAHAHA! Eu sabia! Soube assim que pus os olhos em você, um homem de fibra! — Sorriria enquanto falasse, dando uma amaciada no ego do vendedor. — Me diga então, sou um homem do mar, mas veja bem: estou sem barco ou dinheiro, e preciso de ambos para desbravar os mares. — Faria uma pausa olhando para minha lança, que estaria no momento entre minhas pernas. — Conhece alguém que esteja precisando de uma mão de obra... “braçal”? — Entoaria com relevância o último termo, evidenciando que não estava em seu sentido literal, mas algo que necessitasse do uso da arma.

Se o homenzinho, e digo isso pois havia uma clara diferença de altura entre nós, me dissesse o que meus ouvidos queriam ouvir, retrucaria: — ÓTIMO! E onde encontro essa pessoa? — Se ele me dissesse o nome, bem, mas caso não o fizesse, perguntaria eu mesmo. Se a tal pessoa estivesse no bar, daria uma olhada por cima do ombro para o dito cujo e então agradeceria: — Muito obrigado, Grande Tom! Que os deuses lhe paguem! — Assim, daria uma grande golada para terminar minha cerveja e me ergueria com lança e escudo em mãos, indo em direção ao homem apontado pelo balconista.

Soube que está procurando homens pra um trabalho! Eu e meu irmão podemos nos juntar?! — Apontaria para Ragnar caso ele não estivesse comigo no momento, ou simplesmente o indicaria com a cabeça caso estivesse. A resposta podia ser amigável, e nesse caso responderia com — Que ótimo! — E me sentaria junto ao homem. Mas a resposta podia ser áspera, talvez zombando minhas vestes, e nesse caso retrucaria com — Posso tingi-la com seu sangue, o que acha?! — Abriria um sorriso de canto. Se tudo seguisse amigavelmente, perguntaria ao homem: — Então, de que trabalho estamos falando?! — Indagaria animado.

Se uma briga iniciasse ali mesmo, não faria o movimento inicial, mas ficaria atento a quem o fizesse e procuraria bloqueá-lo erguendo o escudo à altura do golpe e assumindo uma postura de combate adequada. Manejando a lança por baixo com velocidade provinda de uma aceleração rápida consecutivamente após bloquear o primeiro golpe, fincaria a arma no pé daquele que houvesse me atacado e removeria a lâmina no ato para recuar três passos. — Esta noite os deuses cantarão sua morte! HAHA! — Ficaria atento à possíveis interrupções por terceiros, usando minha audição aguçada para identificar passos na minha direção ou armas sendo puxadas e engatilhadas.

Ragnar! Eu não te disse para não arrumar confusão?! — Gritaria para o companheiro, claramente uma piada, pois a situação era justamente o oposto, e se o espartano retrucasse minha fala, somente gargalharia em resposta. — HAHAHA! — Recuaria em direção a porta se pudesse, ou na direção em que não houvessem inimigos ou houvessem o mínimo de inimigos possíveis, atentando-me ao ataque alheio para mover-me em resposta adequadamente. Bloquearia qualquer investida corpo-a-corpo ou de armas brancas com um balanço do escudo, movendo-o de acordo com a direção do golpe, e caso enfrentasse oponentes armados me preocuparia em manter o escudo sempre na linha da mira da pistola para que a bala acertasse a placa metálica que me protegeria, sempre recuando em direção à saída se fosse possível. Se bloqueasse com sucesso um golpe direto, contra-atacaria imediatamente com uma estocada na jugular do atacante ou em qualquer parte que estivesse indefesa em seu corpo, segurando a lança pela metade do cabo para que a distância fosse plausível a um combate de curto alcance.




Legendas escreveu:
Falas
Pensamentos

Histórico de Atreus:
 

NPC Acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : 2
Warn : I - For those who have fallen 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

I - For those who have fallen Empty
MensagemAssunto: Re: I - For those who have fallen   I - For those who have fallen EmptySex 20 Dez - 17:28





A música fluía como um doce para os ouvidos, uma das mulheres se juntava ao bardo e formava uma bela composição que inevitavelmente chamava a atenção de todos, uma grande fogueira era acesa em volta e os bêbados se colocavam em volta para usufruir do momento, em quanto que os grandalhões conversavam com o grand tom. - Vocês querem serviço? Eu posso dar um! - Afirmava o baixinho, virando uma caneca de cerveja em quanto pedia uma coxa de frango assada, e então continuava. - Tenho uma certa rival nesta ilha, seu nome é setsuni... A meretriz passa o dia em função de me difamar! E recentemente descobrimos que a vagabunda paga por mercenários para roubar meus clientes nos becos noturnos, dê uma lição neles e posso pagar uma boa quantia a vocês. - Dizia, virando mais um copo e dando uma bela mordida na comida que lhe trouxera.

Ragnar sorria com o pedido, retraia os punhos em um estalar de ossos e respondia. - Isso parece ser fácil.. Não é mesmo irmão?! HAHAHAHAHA - Afirmava, olhando para atreus que como procurava por algo do tipo já concordava, o baixinho então batia a caneca no balcão com tamanha força que fizera derramar o restante da cerveja. - Ótimo!!!, vocês podem ficar aqui até todos começarem a irem embora, vocês vão segui-los a distância e dar uma surra nos insolentes que surgirem para assaltar meus clientes! - Resmungava, com um tom ranzinza e mandão que não agradava ragnar, mas no fim ignorava. Uma das mulheres convidavam a dupla para se juntarem a fogueira, com um sinal com a cabeça de ''Por quê não? '' Ragnar convencia atreus de aceitar a oferta, passavam algumas horas ao redor da fogueira ouvindo as canções e observando de perto as danças sensuais das donzelas, lhes era servido alguns pedaços de frango por conta da casa para sustentar seus estômagos e antes de perceberem já estava anoitecendo e atreus dava uma leve cochilada, porém logo era despertado por ragnar que o alertava. - Vamos irmão! A maioria já foi embora. - Indagava, mostrando ao redor que o estabelecimento já estava quase vazio e todos os festejos haviam acabado, os alcoolizados caminhavam ainda sob efeito até a saída e não seria difícil segui-los.    


Histórico do narrador: 02 posts.

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mad
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Mad

Créditos : Zero
Warn : I - For those who have fallen 9010
Data de inscrição : 30/05/2019

I - For those who have fallen Empty
MensagemAssunto: Re: I - For those who have fallen   I - For those who have fallen EmptySex 20 Dez - 22:34




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

I – For those who have FALLEN.

Quanto mais conversávamos, mais eu me agradava com o jeito simplista do Grande Tom. Ele nos oferecera trabalho, e por isso eu estava mais do que grato. — HWAHAHA!  Você é mesmo um homem de negócios, Grande Tom! — Gargalhei dando um tapa em minha coxa, peguei minha caneca de cerveja e virei todo o conteúdo de uma só vez, limpando a espuma em meus lábios com o antebraço e batendo a caneca no balcão. — Considere feito! — Entreolhei-me com Ragnar que também aceitava o serviço, e assim ouvimos as instruções de Tom para o trabalho.

Simples e direto, gostei. — Concordei com o plano, e assim vieram uma bela donzela que convidou a mim e meu irmão para junto da fogueira. — As mulheres de Shells Town não são nada más, heh!— Devorei a mulher com os olhos, e Ragnar me convenceu a aceitar o pedido, então nos levantamos e fomos até perto da fogueira, mas não sem antes dizer ao baixinho — Cuide de nossos equipamentos, sim?! São as ferramentas do trabalho, HAHA!— E assim fomos, ao som do dueto entre o bardo e a mulher que a ele se juntou, e a melodia ecoava pelas paredes do recinto enquanto comíamos alguns aperitivos que nos eram servidos para forrar o estômago, apreciando as danças sensuais das moças. Não tinha nenhum medo de olhar para elas, revezando um olhar de deleite entre as que estivessem mais próximas de mim. — Acho que nos divertiremos muito nessa aventura, irmão. — Disse com um sorrisinho malicioso para Ragnar, e somente sorriria para sua resposta antes de voltar a me concentrar nas mulheres.

Em algum ponto da noite dei uma leve cochilada, não sei o motivo ao certo, não era do meu feitio abandonar uma festa daquela maneira. Mas acordei com Ragnar me alertando que era hora do serviço, pois o bar estava perto de fechar e os clientes — bêbados — estavam de saída. — Ótimo, estou novo em folha. — Levantaria do meu assento e caminharia até o balcão para pegar minha lança e escudo, acoplando o escudo na mão esquerda enquanto a lança seria empunhada pela direita. — Esta será uma noite sangrenta.

Sairia do bar acompanhado de Ragnar, com um olhar sério e uma expressão fechada, com a cabeça levemente inclinada para baixo mas ao mesmo tempo com o olhar atento ao que acontecia a minha volta — e os ouvidos também. Não queria ser pego de surpresa, e também manteria alguma distância dos clientes que estivesse seguindo, esperando pelo momento em que eles fossem abordados para poder agir.

Se todo o grupo de clientes seguissem juntos, seria mais fácil, mas caso contrário seguiria o grupo de pessoas com aparência aquisitiva maior, ou seguiria o grupo mais “indefeso” e portanto, um alvo mais fácil para ladrões. Mas se “errasse” o alvo e fosse alertado por um barulho, um grito ou coisa parecida, e nessa hora contaria com minha audição melhorada, então correria em direção ao grito o mais rápido que pudesse, chamando Ragnar comigo — Vamos! — Assim seguindo meus “instintos”.

Me deparando com os tais bandidos, primeiramente analisaria o número de inimigos que teríamos que enfrentar, e o tipo deles. Veria se a rua estava iluminada o suficiente para atiradores, e caso não, melhor seria para mim. Destarte, alertaria os meliantes entoando um grito potente — Parem aí mesmo, parasitas imundos! — Cuspiria ao solo, insultando os mercenários. — Os deuses me enviaram para manda-los para o submundo, e assim será feito. — Não havia piada em minha fala, acreditava puramente em tudo que dizia, e o fazia com uma voz séria e grave.

Avançaria contra o rapinante mais próximo de mim, e ergueria o escudo para me proteger caso houvessem atiradores entre o bando, empunharia a lança lateralmente apontada para meu inimigo e com a ponta paralela ao metal do escudo. Ao me aproximar suficientemente de meu inimigo, e nessa hora esperava que Ragnar investisse junto a mim aproveitando a defesa do meu escudo como cobertura, estocaria a lança em direção ao ombro correspondente ao braço do homem que empunhasse a arma. Se o primeiro golpe fosse defletido, giraria a lança por detrás da nuca para retorná-la à posição de estocada o mais rápido possível e investiria a lâmina outra vez contra meu rival, desta vez mirando sua jugular, urrando a cada baque e golpe.

Meu escudo estaria a postos para defender qualquer ofensiva da minha coxa até meu pescoço, e se qualquer golpe fugisse dessa área de defesa, contraporia o escudo de frente à arma opoente para gerar um choque do metal e em seguida daria um ‘tapa’ com o escudo na arma para jogá-la para o lado e assim desequilibrar ou desarmar meu oponente, aproveitando a brecha para simultaneamente estocar a lança em seu peito, no coração, e removê-la tão rápido quanto perfurasse as suas entranhas. — Ao atravessarem os portões do inferno, digam que quem lhe enviou foi ATREUS! — Declararia triunfante após executar um ataque bem sucedido, abrindo um sorriso confiante para meus oponentes.

Contaria, logicamente, com a ajuda de Ragnar para segurar um ou mais dos oponentes se necessário. E se visse que seu amigo estava em desvantagem, daria um passo para trás para me afastar do meu oponente e me aproximaria de Ragnar ainda mantendo a guarda contra os adversários para que assim lutássemos lado a lado — Como nos velhos tempos. — Se tivesse a oportunidade, defenderia um golpe no lugar de Ragnar utilizando do escudo em minha mão esquerda para tal, bloqueando o ataque ao barra-lo na carapaça metálica para dar chance a meu irmão para que atacasse imediatamente. Se estivéssemos em desvantagem numérica, bradaria — Façam fila, seu carrasco os aguarda! — Fazendo jus à minha personalidade megalomaníaca.

Se restasse, ou desde o começo fosse apenas um oponente, e este tentasse fugir de nós, empunharia a lança com precisão e arremessaria-a pela ar em direção às suas costas para que o atravessasse e derrubasse-o no chão, aproveitando que tinha tanto precisão à curta distância quanto à longa.




Legendas escreveu:
Falas
Pensamentos

Histórico de Atreus:
 

NPC Acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : 2
Warn : I - For those who have fallen 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

I - For those who have fallen Empty
MensagemAssunto: Re: I - For those who have fallen   I - For those who have fallen EmptyDom 29 Dez - 17:28

Era uma noite estranha, na medida em que os irmãos seguiam um grupo de homens embriagados a distância notavam que havia se formado uma grande anomalia nos céus, as nuvens se quebravam e se partiam liberando uma grande luminosidade do centro, clareando toda a ilha por um instante como se fosse dia, e em um instante só descia uma grande liberalização de energia em forma de um relâmpago que caia a algumas milhas de distância dali, mas o reflexo da luz cegava por um momento a todos inclusive os dois irmãos guerreiros que ficavam confusos em quanto retomavam sua visão lentamente. Quando abriam os olhos, imediatamente percebiam um ar de diferença no local começando por ver diversas torretas da marinha em partes elevadas da ilha nas quais não estavam lá, o fluxo do tempo parecia ter mudado e as pessoas ao redor não demonstravam nenhuma surpresa pois tudo continuava a agir naturalmente, apenas os irmãos sentiam a alteração do tempo e poderiam se questionar por horas da realidade porém ragnar logo alertava. - Veja irmão! Um dos bêbados de outrora entrou naquele beco e não voltou, vamos lá ver o que aconteceu.. - Dizia, indicando o caminho para atreus que o seguia.

Os spartanos adentravam cautelosamente o estreito e já de cara observavam a situação desvantajosa do camarada de taverna, eram quatro homens altos e fortes com os rostos encapuzados, sendo dois deles equipados com lanças e os outros dois com espadas curtas, rodeavam o pobre homem incitando o terror. - Dê tudo que você tem ou vamos levar sua vida! - Ameaçava o lanceiro do meio, que logo era interrompido pelos irmãos spartanos que anunciavam suas intenções, sem perder tempo atreus protagonizava a investida contra os inimigos, feroz e agil como se nada tivesse a temer o barbaro erguia o escudo e empunhava a lança contra seu inimigo mais próximo, acompanhado por ragnar, formado assim um belo dueto energico que até mesmo assustava os mercenários, mas não os abalava o suficiente pois entravam em uma formação circular com os lanceiros a frente, vendo a aproximação dos irmãos, os lanceiros cediam espaço para que penetrassem o circulo e atreus e ragnar passavam direto, para sua surpresa o circulo era rapidamente fechado com os lanceiros saindo das laterais e tampando a brecha aberta pela investida trancando a saída da formação. Os espadachins desferiam golpes rapidos contra os escudos da dupla que eram habilmente bloqueados, porém a formação circular começava cada vez mais a encurtar pressionando os spartanos ao meio e aproveitando disso os lanceiros armavam estocadas prontas para empurrar atreus e ragnar contra os espadachins. - O quê vamos fazer irmão?! - Questionava ragnar, empunhando o escudo a frente tentando se proteger dos ataques dentro do circulo.[/color]


Histórico do narrador: 03 posts.
OFF:
Spoiler:
 

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I - For those who have fallen Empty
MensagemAssunto: Re: I - For those who have fallen   I - For those who have fallen Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I - For those who have fallen
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: