One Piece RPG
Demolishing the Wonderful - Página 6 XwqZD3u
One Piece RPG
Demolishing the Wonderful - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Apresentação 7 ~ Falência Premeditada
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Furry Hoje à(s) 13:17

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 13:15

» Em busca da resistência
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 12:32

» I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Meursault Hoje à(s) 09:29

» Caçadoras Eternas: Pesar Crescente!
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Wild Ragnar Hoje à(s) 02:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 01:30

» União Flasco: Inicio do Sonho
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 01:11

» Wu-HA!
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 00:58

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Wesker Hoje à(s) 00:29

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Achiles Ontem à(s) 23:34

» Ato III: Not Fast but Furious
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 23:19

» Ep 1: O médico e o marinheiro
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor TerryBogard Ontem à(s) 22:58

» Hey Ya!
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:47

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Far Ontem à(s) 22:00

» Livro Um: Graduação
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 21:12

» [Kit] Silver Ash
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor rafaeliscorrelis Ontem à(s) 20:53

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Blum Ontem à(s) 20:48

» Seagull Newspaper - A alegria floresce em Parthenon.
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 20:39

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor Pippos Ontem à(s) 20:09

» [mep] Luna
Demolishing the Wonderful - Página 6 Emptypor lunabrag Ontem à(s) 19:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Demolishing the Wonderful

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptySex 13 Dez 2019, 00:13

Relembrando a primeira mensagem :

Demolishing the Wonderful

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Asger. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Achiles
Tenente
Tenente


Data de inscrição : 01/09/2017

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptyTer 04 Fev 2020, 23:43

Demolishing the

Wonderful

- O urso foi uma companhia melhor do que o esperado. - Sorriria, vendo um pouco da brincadeira que Laezar trazia em sua pergunta. Dormíamos nos lugares dentro do possível, alguns mais desconfortáveis do que outros, mas, éramos piratas e não nobres, viveríamos e sobreviveríamos em qualquer condição, fortalecendo a nós mesmo através das escolhas que faríamos, como tritões, éramos mais resistentes em qualquer circustância.

Embora minha ideia fosse ser um dos primeiros a acordar, percebia que havia sido um dos últimos, o vermelho já estava preparando tudo como desejava, fortalecendo as nossas energias através de suas bebidas energéticas e alimentos simples, mas nutritivos. O médico havia nos informado logo de manhã que deveríamos estar prontos, com isso, aproveitaria para me servir um pouco de cada do que era distribuído por nosso cozinheiro e após isso esperar que todos estivessem prontos, arrumando todas as minhas coisas e colocando alguns alimentos dentro de pequenos sacos e colocando em minha nova mochila.

Uma das coisas que havia percebido era que sequer havia vasculhado aquela bolsa se havia alguma coisa do lado de dentro, por isso, colocaria a minha mão procurando reconhecer qualquer objeto dentro da mesma e retirando-o para analisar qual objeto que é. (Esse presente do amigo secreto refere-se a retirar objetos aleatórios de donos anteriores, descrição está abaixo.)

No momento em que todos estivessem prontos, procuraria guardar esse item de volta na bolsa e começaria a escutar o que Edgar tinha a dizer. – A instalação está ótima, obrigado. – Daria a minha opinião sobre o que estava achando daquele local, sendo sincero em minhas palavras. A Madre parecia estar lendo meus pensamentos e naquele momento começava a esboçar uma investida onde poderíamos descobrir mais pistas em relação a Granberia ao mesmo tempo em que acabaríamos com alguma influencia de Kraven dentro daquela ilha. O desenho do qual Edgar realizava me lembrava bastante da região do qual nos encontrávamos e ele continuava explicando melhor sobre o que estaria a história por trás dessas docas e da região.

De imediato, Granberia aparecia dentro de algumas fotos e isso transmitia ainda mais a minha curiosidade em relação aos acontecimentos dentro daquele galpão, sabia que deveria estar em meio ao plano de ataque e para isso começaria a discutir com os meus companheiros quem participaria do ataque, visto que alguns ainda estavam meio alterados em relação aos recentes acontecimentos. – É de nosso interesse participar desse ataque. Não sei como vocês estão reagindo aos recentes acontecimentos, mas, gostaria que todos dentro do possível pudessem participar, embora ainda considere que Saulo não está em condições. – Olharia para o mesmo e a maneira que o sireno estava se comportando e o estado de saúde dele dentro desse tempo. – Acredito que Sylph também seja a única que possa fazer algo se alguma coisa de sua saúde sair do costume, embora também fosse importante que ela estivesse conosco em meio a invasão. – Olharia para os meus outros dois companheiros.

- Vocês são os que estão em melhores condições. Mesmo que os outros dois não possam participar, quero que vocês participem. – Declararia a minha vontade sobre os meus companheiros, esperando que eles possam decidir por si só. Assim que fosse decidido quem iria, olharia para Edgar. – Conte-me mais sobre o plano e onde devemos estar indo para encontrar o grupo de vocês. – Esperaria que todas as informações fossem nos ditas enquanto prestaria atenção em tudo o que era dito.

Assim que tivesse sido passado o horário para o ataque, esperaria o momento correto para sair daquele esconderijo e me juntar ao grupo da Madre com o meu bando. Nesse tempo de espera, lustraria todos os meus equipamentos da melhor maneira possível, procurando até mesmo deixar a espada em um bom estado, não sabia bem o que fazer com ela ainda, já que Granberia havia uma espada de fogo bem poderosa e não havia nada demais na que eu carregava em minhas costas, contudo, ainda deveria ter alguma utilidade futura.

Caminharia em meio as sombras, procurando usar caminhos dos quais não eram tão procurados pela marinha ou qualquer outro grupo para que pudesse passar de forma furtiva o máximo que conseguíssemos, embora não tivéssemos maestria para tal ato. Quando chegássemos ao ponto de encontro, tentaria encontrar rostos familiares em meio ao grupo e analisaria todos os “soldados” que estavam reunidos para aquela invasão, tentando não me surpreender futuramente com as suas habilidades. – Estamos aqui. – Falaria para o responsável do grupo de ataque.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Descrição do Item:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 61
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 26

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptyQua 05 Fev 2020, 22:16



Post.25



Asger aproveitava para guardar um pouco dos biscoitos do café da manhã na mochila para talvez comer mais tarde, tirando um tempinho para vasculhar a mesma o tritão tirava uma pequena [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] que pela cor dourada de seu material e seu peso ele poderia muito bem considerar que aquilo era feito de ouro. De qualquer forma aquilo era um pensamento para outra hora, talvez ele pudesse vender o item mais tarde mas agora ele precisava se reunir com Edgar e ouvir o que médico tinha para dizer. A reunião parecia apresentar tudo que Asger poderia desejar no momento, claro que talvez não fosse o melhor cenário que o tritão poderia querer mas em um só trabalho ele poderia descobrir a localização de Kraven e saber mais sobre os feitos de Granberia até então.

- Eu estou bem… É só que... - Saulo começava a falar parecendo procurar bem as palavras que deveriam ser ditas até o seu olhar se encontrar com o do médico. - Ah claro, vou lhes um pouco de privacidade, estarei na outra sala enquanto vocês conversam. - Nisso Edgar ia para a sala de lazer aproveitar do café feito enquanto o bando conversava entre si, as paredes que dividiam cada quarto ali eram de vidro então era possível o grupo ver o médico e o médico ver o grupo mas não ouvir o que se passa de uma sala na outra, neste caso Edgar estava realmente dando certa privacidade para o grupo sequer mirando o olhar para onde eles estavam conversando. Agora que estavam a sós ali Saulo continuou. - Bem eu queria falar sobre isso quando estivessem todos a sós em um momento mais calmo mas parece que momentos assim ainda vão demorar então... - Parando um pouco para pegar fôlego Saulo respirava fundo antes de seguir com a história. - Quando encontrei com a Granberia ela estava com esse homem de terno, ele parecia conhecer ela e por isso achei que ele poderia ser um possível aliado mas quando a chamei ela veio com tudo para cima de mim. Ela falou que só não me matou ali para mandar uma mensagem para todos do grupo. - Saulo estava bem ansioso em recobrar tal situação não exatamente traumatizado com ela mas apenas triste com aquele evento, entrelaçando os seus dedos ele cerrava seu olhar exibindo um pouco da seriedade por trás da mensagem que a ruiva tritã tinha deixado para o grupo. - “Diga a eles que se valorizam as suas vidas que saiam da ilha, eu estou trabalhando com o Agt. Ronald agora e juntos vamos tomar o controle de toda a ilha e mataremos todos que ficarem no nosso caminho” Depois disso ela me deixou inconsciente. -

Cada um reagia de sua maneira, Laezar ficava pensativo mas guardava o seus pensamentos para si enquanto coçava a sua barba, Envy parecia em choque com a situação enquanto Sylph demonstrava certa incredulidade com aquela notícia. - Não pode ser! - Falou a médica. - Granberia nunca se juntaria com um agente! - Completou Sylph relutante com o que Saulo tinha dito. - Mas ela está, talvez ela tenha as suas razões como o Asger comentou mas ainda não temos certeza… É por isso que eu quero ir. - Completava ele enquanto Sylph ainda parecia um pouco alterada com aquela informação. - Eu também vou! Tenho certeza que Granberia não iria nós trair, ainda mais para trabalhar com um agente! - Exclamou ela batendo na mesa e se levantando da cadeira mirando tais palavras a Asger, Sylph compartilhava um grande apreço pela companheira por isso sua reação era um tanto esperada apesar de alguns ali poderem pensar que fosse exagerada.

- Pode deixar, ficar aqui o dia inteiro apenas me deixaria entediado de qualquer forma. - Respondeu Laezar se mostrando disposto a ir para o combate. - Eu também, se Saulo está disposto a ir conosco então é uma preocupação a menos na minha cabeça, pelo menos no campo de batalha posso me certificar que você não faça besteira. - Comentou Envy olhando para o irmão demonstrando que o descontentamento de antes tinha ficado para trás. - Ah… Você é tão fria. - Respondeu Saulo de uma forma neutra mas de algum jeito aquela interação mostrava que os irmãos estavam bem e se entendendo como antes.

Após chamarem Edgar de volta para a sala o médico ouviu a resposta de Asger e começou a passar mais informações sobre o plano. - Muito bem, você vão se encontrar com um grupo liderado por Alice, ela e Alexander vão estar aqui... - Puxando um mapa da ilha do bolso de seu terno ele desenhava um círculo vermelho no mesmo lugar que tinha desenhado na ilustração de antes no quadro negro. - Vocês vão se posicionar no lado sul do galpão enquanto o grupo da Alice vai estar ao norte, ela vai entrar em contato com vocês por esse aparelho. - Ele entregava um Baby Den Den Mushi para o grupo. - Do sul vocês vão ter acesso ao portão de carga e algumas janelas enquanto eles do norte vão entrar pelo segundo piso, ao sinal dela vocês vão invadir depois que eles darem um jeito nos atiradores e desativarem qualquer sistema de vigilância. - Com isso ele terminava de apresentar o plano e esperava por alguma possível pergunta e o grupo poderia ter. - Muito bem eles estarão esperando vocês, Alice e seu grupo já estão no lugar por isso quis me apressar para falar com vocês, quando chegarem lá é só dar um toque pelo den den mushi.- Diria ele por último antes de deixar os piratas seguirem para a missão.

Apesar de ser um grupo grande que chamava atenção pela sua peculiaridade de tritões e sirenos, o bando se esforçava para não atrair muita seguindo por becos e sombras que pelo o horário da manhã eram quase nulas e de certa forma eles chamavam atenção e eventualmente um grupo ou outro de pessoas seguiam a trupe de homens-peixe com o olhar parecendo fazer uma anotação mental para onde o grupo seguia ou apenas acompanhando casualmente o estranho evento de um tritão grande como Asger ou uma pessoa grande quanto andar com um grupo de homens-peixe e sereias por aí - que pelo uso do sobretudo esconde a identidade mas não muda nada em relação de seu tamanho ou da identidade daqueles que o segue -. Com uns quinze minutos de caminhada eles chegavam no Distrito Esquecido e com mais dez minutos chegavam no porto, o lugar era um pouco movimentado com possíveis piratas interagindo entre si, alguns galpões ali estavam abertos com pessoas trabalhando empilhando caixotes ou tirando sacas lacradas e as colocando em carroças que iam para outros cantos da cidade.

- Estamos perto. - Comentou Laezar seguindo em frente não se distraindo pelos eventos ali tentando não chamar atenção apesar do movimento matutino daquela região, as pessoas ali eram um pouco mais sombrias, todos com um semblante ou um aspecto mais criminal, mal encarados e coisa do gênero, mesmo fazendo o possível para andar por becos e caminhos do tipo ali muitos criminosos faziam o mesmo e por isso era quase impossível não chamar atenção de uma plateia bem mais desagradável que o comum. - Olha só isso, o grandão deve estar para fazer uma grana com as sereias. - Comentou um homem mal encarado para o companheiro ao seu lado enquanto Asger passava por eles em um beco. - Serio? Não sabia que vendiam escravos aqui. - Respondeu o homem um pouco mais esguio para o companheiro mais bombado, apesar dos dois conversarem entre si eles não interagiam com Asger e o seu grupo, apenas faziam fofoca no canto do beco enquanto o grupo passava.

Citação :
Observação:
SP: 127
Informações:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptySex 07 Fev 2020, 23:41

Demolishing the

Wonderful

A minha mochila era bem estranha, pois retirava uma estátua de tamanho considerável e provavelmente um tanto mais pesado do que era daquele objeto. – Parece que estou rico se houver mais uma dessas aqui. – Guardaria o objeto novamente nela, para que pudesse usá-lo em um tempo mais oportuno.   Granberia havia mandado um aviso para nós, tinha certeza que aquele não era o aviso correto ou talvez estava sendo iludido demais pela a minha relação com aquela minha companheira, mas se havia alguma coisa que eu presava naquele mundo era que não comportaríamos como os humanos, não temeríamos lutar por aquilo que queremos e o que vamos obter. Tritões não abandonam os companheiros.

Os dois começavam a se entender melhor e todos os meus companheiros estariam prontos para aquela invasão, conseguia sentir o espírito que estava em todos e isso estava me deixando um tanto mais empolgado com aquela atitude. “Trabalharemos juntos, mais uma vez e dessa vez, de uma forma bem mais conjunta”. Esse pensamento era mais levado para quando invadimos a instalação do Dr.Boom e fomos nos dividindo conforme descíamos os andares do subsolo, contudo, na hora de enfrentarmos Randolph, a equipe esteve mais conjunta e isso era algo que me deixava ainda mais ansioso pela luta.

Lutar ao lado dos meus companheiros em uma grande batalha me relembrava dos velhos tempos onde eu tinha a minha tripulação nos blues, tínhamos lutado grandes batalhas, marítimas e terrestres, lado-a-lado com um protegendo o outro e a nossa taxa de sucesso em cada uma daquelas invasões eram altíssimas.  Nos era apresentado um plano bem simplificado de como as coisas funcionariam e eu pegaria o pequeno caramujo em minhas mãos, analisando-o precisamente, já havia visto falar sobre ele e até mesmo visto o seu uso em várias ocasiões na Grand Line, mas ainda sim, um daquele tamanho era inédito.

- Obrigado, Edgar. Vamos? – Ao terminar daquela palavra, nos movíamos em direção ao galpão, com o mapa sendo lembrado em minha mente. Embora quiséssemos passarmos um pouco escondido para tentarmos esquivar-nos de problemas, não fora tão possível devido ao tamanho do nosso grupo e também por sermos tritões e sirenos que sempre chamavam bastante atenção. Com vinte e cinco minutos completo de caminhadas havíamos chego no local do qual desejávamos. Em meio a passarmos, fomos vítimas de acusações falsas, embora fosse apenas uma fofoca, gravaria na mente o rosto daqueles homens. – Logo mais os cobrarei. – Concluiria.

No exato momento em que chegássemos ao galpão, tentaria procurar qualquer sistema de vigilância, os caramujos ou câmeras(iguais as que tinha na fábrica do dr.boom). Pegando o caramujo de meu bolso, ligaria para Alice. – Estamos em prontidão, ao seu comando. – E passaria os olhos para os meus companheiros. Começaria a analisar o local olhando por pontos mais altos onde Envy poderia ter uma melhor visão do que poderia estar acontecendo e também sobre as janelas que haviam dito que haveriam, contudo, o que mais me chamaria atenção mesmo seria o portão. Analisaria ele mais do que qualquer outra coisa já que era por onde EU entraria, verificaria as suas dobradiças se fosse possível chegar perto sem chamar atenção e também o estado do qual ele se encontrava, qual material era feito. Também faria a mesma análise para as janelas.

De longe, tentaria fazer as mesmas observações, embora não fosse da mesma forma. Contudo, os seguranças que poderiam estar fazendo a ronda do lado de fora seriam os problemas mais imediatos. Ao nos aproximarmos, esperaria primeiramente a resposta de Alice sobre quando poderíamos invadir. E antes disso, começaria a passar ordens para os meus companheiros. – Vermelho. Você matará aqueles ali. – Diria para os que estivessem mais a esquerda. – Quando eu mandar, pule até mim e eu te darei um impulso ainda maior para que possa chegar lá. Minha pontaria não é das melhores, então faça uso das parede. – Alertaria ele. – Envy, você e o Saulo se encarreguem de lidar com os da esquerda, deixe os que estão mais no centro para mim e Sylph. – Olharia para a sirena de gelo. – Não fique colada em mim, se ver que outro precisa de ajuda, faça o auxílio o mais rápido possível. – Olharia para todos os meus companheiros. – Alguma dúvida? – Esperaria para analisar melhor a dúvida futuramente, caso contrário, assim que houvesse o chamado, executaria o que fora dito.

Respiraria fundo e concentraria a força em meus braços, após concentrado, daria a ordem para que Laezar viesse, usaria da minha força para lança-lo o mais perto possível das paredes do estabelecimento, começando de imediato uma corrida em direção aos primeiros alvos. Usaria da minha aceleração para que os alvos pudessem perceber o golpe quando fosse tarde demais, usaria a parte mais próxima do polegar para tentar acertar um golpe em sua garganta com o máximo de força que conseguisse, virando-me em um rápido giro para o mais próximo e usando do impulso para colidir a parte exterior da minha palma que ficaria completamente aberta com os dedos colados com a sua nuca ou costela. Seguido de um rápido chute frontal na sua direção colocando meus dois braços para trás e jogando toda a força em meu calcanhar em direção ao seu torso.

Usando da aceleração, procuraria eliminar os inimigos da forma mais rápida possível, usando de socos mais simples para tentar acertar seu plexo solar, pescoço ou nuca, ou caso houvesse oportunidade, as laterais de seu crânio com o punho fechado para causar o máximo de dano e fazer o combate ser mais rápido e letal. Em minhas defesas, procuraria colocar áreas mais resistentes do meu corpo para bloquear os golpes dos meus inimigos, tentando contra-atacar logo em seguida para feri-lo e desarmá-lo com o ataque pesado. Não subestimaria os meus inimigos, colocando-me em avanços rápidos para frente assim que percebesse o seu ataque, tentando colidir ambos ataques e disputar força contra os seus golpes, não ficando na defensiva e estando sempre bem agressivo.

Tendo espaço após eliminar os alvos ou não havendo ninguém para me impedir de socar o portão antes de qualquer combate, respiraria fundo onde agora usaria a minha técnica Lion Crash para comprimir os meus músculos dos membros superiores e depois expandi-los, ganhando um acréscimo de força e usando um rápido giro com cada braço para golpear o mais árduo possível nos locais mais frágeis daquele portão após análise anterior. Com isso, acreditava que quebraria aquela entrada facilmente, caso contrário, não pouparia força em continuar batendo contra o portão com a maior quantidade de força possível.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Se caísse, entraria lentamente junto aos meus companheiros para analisar melhor os inimigos dos quais estavam do lado de dentro, provavelmente, e também onde estava o grupo de Alice. – Chegamos, suas putas! – Gritaria, sorrindo, preparado para derramar o sangue daqueles humanos imundos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Histórico:
 

Objetivos:
 

Lion Crash:
 

Descrição do Item:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 61
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 26

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptyDom 09 Fev 2020, 16:16



Post.26



A caminho do galpão Asger cruzava com um grupo mal-encarado, provavelmente piratas mas era difícil ter certeza afinal não era sábio julgar alguém pela sua aparência ou postura, de qualquer forma ele fazia uma anotação mental sobre aquelas pessoas e seguiu para o seu objetivo. Chegando no ponto demarcado por Edgar o grupo pirata tinha a visão do seguinte [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], diante deles a alguns metros de distância tinha um grande portão de ferro que parecia abrir sendo movimentado para cima, como uma porta de garagem, isso ele poderia definir vendo que existia uma espécie de alça na parte de baixo do portão assim como uma fechadura, o que também poderia indicar que o mesmo estava trancado. As janelas eram grandes com uma pequena estrutura de madeira e claro vidro, ao redor de toda a construção tinha caixotes e barris de tamanhos variados assim como sacas. Olhando para as paredes em pontos mais altos ele poderia ver alguns os tais “caramujos”, as câmeras estavam posicionadas em cada extremidade da construção passando o seus olhos de um lado para o outro em constante movimento.

Asger pegou o den den mushi e iniciou a conversa. - Certo, vou subir na árvore agora, acha apenas quando o gato não estiver te notando. - Ele ouvia a voz de Alice falando em um código fácil de se deduzir, agora ele precisava esperar até os den den mushis serem desativados. Continuando sua análise ao movimento de tudo assim como também nas câmeras ele via o movimento meio que cotidiano do que seria esperado ali durante uma manhã, aquele bairro era completamente exclusivo para pessoas envolvidas no submundo de Wonderful, ainda assim também era uma região que poucos ousariam caminhar, portanto os arredores do galpão eram quase desérticos senão fosse pela vida animal de pombos e gatos de rua. Diferente das fotos ele não via guardas ali do lado de fora o que uma pessoa com o intelecto de Asger poderia entender é que a segurança poderia ser mais pesada com a movimentação de cargas ou com a chegada de pessoas no galpão, mesmo assim nada evitava dos guardas estarem apenas dentro do galpão.

Enquanto ele analisava tudo e esperava para ver se os guardas locais estavam apenas em uma ronda ao se passar de cinco a dez minutos ele poderia ter certeza que não teriam guardas do lado de fora, talvez pelo o horário da manhã ou dos motivos já pontuados, só então ele perceberia cada caracol fechando os olhos como se começassem a dormir e logo em seguida o den den mushi que estava com ele começou a tocar. - O gato dormiu, estamos livres para agir... - Falou Alice ainda tentando manter o código mas era claro que ela ainda queria dizer algo. - A tríplice está aqui, então cuidado. - Falou ela desistindo de usar algum código sendo apenas direta afinal isso indicava que a gangue dos Blaze Furious, os Irmãos Zouko e o grupo Kuroneko estavam presentes ali ou tinha alguns de seus homens na região.

Laezar ouvindo aquela informação apenas olhou para Asger com um sorriso no rosto, parecia que Alice achava que aquilo poderia ser algum problema mas para aquele grupo de tritões, aquilo era uma puta sorte, um bilhete dourado onde teriam maior parte de seus inimigos, senão todos, em um ponto só. Asger preparou sua técnica e rapidamente investiu contra o portão de ferro causando um imenso estrondo enquanto empurrava o portão junto com ele até as dobradiças se soltarem de seus pontos fazendo o mesmo cair no chão em mais um estrondo de metal se chocando contra o concreto do solo.

- Que porra é essa! - / - O que foi isso!? - / - Estamos sob-ataque! - O tritão podia ouvir diversas vozes enquanto a poeira abaixava e quando a mesma desceu ele se anunciou vendo diante dele uma [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] que antes pareciam estar reunidos ali comendo algo mas agora depois deste grande alvoroço cada um deles teve tempo para se armar. Asger poderia ouvir certa agitação do outro lado da porta que dava até o galpão mas ele não tinha uma visão do que estaria ocorrendo por lá já que a porta estava fechada. - Desgraçado, você não sabe com quem está mexendo! - Um dos homens correu contra o tritão acertando um soco no abdômen de Asger, um golpe inefetivo contra a sua resistência, além do lutador o trio era composto por um atirador que possuia um rifle e um gatuno.

Se Asger se virasse buscando saber sobre o posicionando de seus aliados ele veria Laezar subindo pelos caixotes para ter acesso a uma das janelas enquanto os atiradores faziam o mesmo, Sylph por outro lado estava logo atrás de Asger com o tridente em mãos. A sirena como uma verdadeira amazonas percebeu a movimentação do atirador e rapidamente arremessou o seu tridente como se fosse uma atleta arremessando um dardo gigante, a arma seguiu até o inimigo fazendo a temperatura do ambiente cair até acertar o mesmo perfurando o peito do atirador e arrastando-o até a parede no fim da sala devido a tamanha força que a mulher colocou em seu arremessou, a sirena rapidamente correu até a sua arma com o gatuno tentando aproveitar do momento para acertar um ataque de oportunidade na sirena mas a mesma apenas deslizou pelo solo passando por baixo do ataque e finalmente alcançando o seu tridente.

Citação :
Observação: Legenda da imagem: pontos vermelhos são as janelas, pontos azuis são as portas, a descrição dessa porta é a que está diante do seu campo de visão, sendo a segunda, no corredor, fora da sua visão, os pontos verdes são as câmeras e os roxos inimigos.
SP: 127
Informações:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptyTer 11 Fev 2020, 00:16

Demolishing the

Wonderful

Era estranho algumas coisas das quais eu notava daquele galpão, guardas não estavam presentes e aquilo era um tanto bem mais estranho, além disso, o movimento, mesmo que sendo um local de submundo, era quase nulo, como se soubessem que deveriam estarem afastados dali.

E uma das coisas que seria um problema eram os três grupos estarem reunidos por ali no mesmo instante, deixando tudo ainda mais suspeito. Meu sangue fervia de emoção querendo um combate, mas ainda sim me deixava com um pé atrás, sabia que meus companheiros estariam da mesma forma e os den den mushis haviam sido desligados pelo grupo de Alice.

Boom! O portão caia com uma grande força e nós tínhamos uma entrada intimidante contra aqueles seres inúteis e fracos. Meu sorriso maligno estava em meu rosto e meus punhos prontos para acertar aqueles fracotes. Um daqueles homens tinha a coragem de me acertar um golpe e obviamente não sentia nem cócegas. Sylph me mostrava também um pouco do seu poder, lançando o seu tridente e conseguindo eliminar um dos inimigos de primeira. O lutador ficava a minha frente enquanto que o gatuno começava a sua luta contra a lanceira.

Ao olhar ligeiramente para os meus outros companheiros, poderia ver que eles estavam preparados para entrar pelas janelas daquele ambiente, não ordenaria nada para eles deixando que tivessem autonomia completa para que fizessem o que desejassem. Quanto a aquele lutador, embora o primeiro golpe mostrasse completa superioridade sobre ele, não poderia ignorar que o homem pudesse ter algumas cartas na manga, por isso, acabaria aquele combate da forma mais rápida possível.

Flexionando os meus joelhos e mantendo as duas palmas abertas com um braço recuado que o outro, concentraria força em meus membros inferiores e avançaria contra aquele homem com grande velocidade em direção ao seu plexo solar, onde fecharia o meu punho do braço mais recuado e expiraria com força o ar de meus pulmões para causar o máximo de dano possível contra aquele homem. Independente do resultado, não pararia o próximo golpe que seria uma cotovelada na vertical de cima para baixo tentando acertar a sua cabeça e/ou coluna. Conseguindo coloca-lo no chão, puxaria o meu joelho para cima e focaria em acertar o seu pescoço usando o calcanhar com grande força.

Para defesa, procuraria bloquear os seus golpes usando da parte mais resistente do meu corpo para tal, não importando qual fosse e tentando contra-atacar em seguida para que ele não tivesse tempo para respirar. Usando da minha aceleração natural, tentaria acertar suas costelas com ganchos usando o punho fechado, conseguindo ter alcance para desferir mais do que um golpe, procuraria usar a minha palma aberta usando da parte exterior de minha mão para tentar acertar a lateral de seu pescoço de forma bruta.

Eliminando aquele ser da terra, meu alvo seria o gatuno, se o mesmo já não houvesse sido morto por Sylph, meus golpes seriam bem parecidos com o utilizados no lutador procurando economizar energia para quando tivesse que lidar com peixes maiores. Conseguindo eliminar aqueles três seres, olharia para trás procurando ver se os meus companheiros havia conseguido adentrar o ambiente e assim, investiria contra a porta com força não esperando sequer ter tempo para respirar do combate recente.

Bateria quantas vezes fosse possível naquela porta procurando derrubá-lo com grande intensidade, procurando ver onde as dobradiças estavam mais fracas para poder conseguir derrubar a entrada. Primeiramente, analisaria todo o ambiente que encontraria em minha frente e também os meus companheiros e inimigos que provavelmente estariam lutando dentro daquele galpão, tentaria também localizar onde estavam os cabeças daquele lugar.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Descrição do Item:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 61
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 26

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptyTer 11 Fev 2020, 10:52



Post.27



O tritão tinha suas suspeitas sobre aquela operação mas preferiu guardá-las para si mesmo, seguindo com a sua investida ele recebia as boas vindas calorosa daquele grupo que foi rapidamente derrotado, o primeiro tinha caído perante o tridente de Sylph, o segundo um pouco mais espantado com a resistência do tritão, só viu Asger entrar em uma postura mais marcial e executar o seu ataque que parecia ser bastante efetivo contra ele. Pelo canto do olho o tritão via Sylph agir de forma mais impulsiva. - Eu vou na frente! - Exclamou ela pegando de volta a sua arma e seguindo adiante, o gatuno atacou a sirena mas a lanceira era habilidosa o bastante ao ponto de repelir o ataque dele e seguir para a próxima sala precisando apenas abrir a porta que dividia a ante-sala do galpão. - Ei volte aqui você não pode entrar aí, não me ignore desgraçada! - Gritou o gatuno fazendo menção de persegui-la mas Asger o derrubou repetindo o ataque utilizado antes, os três ali eram obviamente vigias de algum dos grupos criminosos mas isso não significava que eles seriam alguém importante em tais grupos, afinal o trabalho deles era apenas olhar e alertar.

Desde que o homem-baiacu tinha arrombado o portão ele tinha passado a ouvir certa agitação vinda do balcão, quando ele começou a atacar o primeiro oponente e ver Sylph entrando no galpão ele então teria começado ouvir disparos e gritos, palavras de comando e coisas do gênero indicando que a invasão do seu bando tinha começado. Outra coisa que ele poderia estranhar era o comportamento de Sylph um pouco mais impulsivo, a sirena já tinha sumido de sua vista mas no fundo ele poderia entender o porquê dela estar agindo de tal maneira, de qualquer forma Asger precisava seguir e com a porta aberta já não tinha mais necessidade de derrubá-la.

O [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] dentro do galpão era um pouco diferente da ante-sala, onde o piso era de concreto, ali o chão era revestido por assoalho de madeira, havia diversas caixas e sacas seladas ali concentradas em certos pontos do cômodo que por vezes criavam corredores ou apenas pilhas e mais pilhas de caixas. Logo a sua frente ele via Sylph trocando golpes com um homem que o tritão já tinha visto antes, o espadachim da noite anterior dos Blaze Furiou que possuía uma espada personalizada de duas mãos que o formato se assimilava a uma [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], mesmo homem que antes tinha lutado com Alice e Laezar. Olhando de relance pelo espaço entre as caixas à sua direita ele poderia ver a silhueta do vermelho lutando contra alguém, era complicado ter visão da situação da luta do vermelho por causa das caixas mas o que chamaria mais atenção de Asger eram os disparos, tiros pareciam ser trocados ali e o barulho e cada disparo preenchia o galpão quase como se produzisse um eco naquele ambiente fechado.

Como Asger tinha tirado um momento para processar a situação ali no interior daquele ambiente a luta de seus companheiros seguiu com Sylph e o Espadachim trocando mais golpes enquanto o homem pronunciava algumas asneiras, Asger olhava para aquele e cômodo com mais cuidado e agora poderia notar que ali também tinha câmeras mas pela eficiência do outro grupo elas também estavam desligadas, ao olhar para cima ele poderia ver que acima daquele andar tinha algumas passarelas de ferro, plataformas que pareciam dar a outros cômodos ou possíveis escritórios ([Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]) de onde ele estava Asger não poderia ver as escadas que davam aquele segundo piso mas nele o tritão poderia ver Alex e Alice com as suas costas viradas um para o outro enquanto eles lutavam contra um grupo de seis inimigos, sendo três para cada, e apesar da desvantagem numérica eles estavam indo bem, Alex lutava rindo como se fosse a sua hora de brincar enquanto a humana levava o assunto mais a sério. Ainda contemplando o segundo piso ele poderia ver Essek, o mink coelho, lutando com um outro oponente no fim da plataforma ligada onde a dupla lutava, o taekwondo parecia tentar querer chegar em um escritório mas o inimigo a sua frente parecia disposto a impedir isso.

O homem-baiacu não tinha visão de tudo que acontecia no segundo piso do galpão obviamente assim como ele não tinha completa noção do que acontecia no primeiro piso também, mas felizmente dava para ver o que acontecia no segundo piso do andar inferior então de acordo com que ele fosse explorando ele poderia ver o movimento e a posição dos inimigos acima dele. Enquanto ele processava tudo isso o combate a sua volta continuava afinal tais detalhes não eram informações que se pegava em apenas um relance, nesse tempo Sylph e o Espadachim tinham trocados bons golpes e cada um agora parecia se analisar de forma que eles não só recuperavam o seu fôlego como também pensavam em como seguir e era nessa hora que o espadachim reconhecia o tritão. - Então é você que está por trás disso né sardinha maldita, eu vou esfolar cada um de vocês! - Exclamou ele avançando contra a dupla mas Sylph também investia contra ele. - Saia do nosso caminho! - As armas se chocavam com o tridente gélido de Sylph imediatamente abaixando a temperatura ao redor dela fazendo com que o espadachim pudesse ver a própria respiração se tornando aquela pequena fumaça que costuma nascer quando o ar mais quente surge em um ambiente mais frio., isso não parecia fazer uma diferença muito grande naquela luta já que o homem exibia força o suficiente para repelir a investida de Sylph junto com o peso que a espada daquele Espadachim parecia possuir.

Enquanto tudo isso ia se desenvolvendo mais disparos eram executados. - Temos mais inimigos aqui! - Gritava uma voz mais longe. - Matem todos! - Exclamou outra, o tritão podia ouvir uma agitação maior e mais vozes mais abafadas ao longe mas ele ainda não sabia exatamente o que isso significava.

Citação :
Observação: Considere o seguinte, pontos atrás de caixas você não vê, cenário atrás de caixas você não vê. Os pontos negros são seus aliados enquanto os roxos com pontinhos brancos são inimigos mortos.
SP: 97
Informações:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptyQui 13 Fev 2020, 22:36

Demolishing the

Wonderful

Sylph mostrava-se mais impulsiva do que eu estava acostumado, tendo uma postura bem diferente, provavelmente por causa de Granberia que era sua querida amiga e queria provar a sua inocência e os primeiros inimigos caiam facilmente perante a minha força e a de minha companheira, a portava estava aberta o que poupava o esforço físico para derrubá-la e logo mais nos deparávamos com um cenário bastante diferente de anteriormente, o solo era de madeira as caixas estavam em uma maior quantidade, de imediato, Sylph lutava contra um homem familiar e o vermelho estava em uma luta, além disso, cada disparo parecia uma trovoada em um local fechado como aquele, incomodando ligeiramente os ouvidos.

Em meio a análise daquele ambiente, podia ver que haviam algumas plataformas que levavam a alguns escritórios, nas passarelas encontrava aliados que mostravam serem bem mais eficazes do que pensara anteriormente desligando as diversas câmeras do ambiente. Uma das melhores coisas das quais via ali fora que o tritão lutava com grande simpatia contra seus inimigos, sorrindo e provavelmente derrotando cada um com facilidade.

O inimigo de Sylph me reconhecia e me mostrava que meu rosto estava começando a se tornar bem mais conhecido, além disso, percebia que aquele filha de uma puta de ser inferior me chamava de sardinha maldita e ainda traçava uma ameaça contra a minha pessoa? – Sim, sou eu! Quero ver você tentar, pedaço de bosta imunda! – Falaria para aquele homem, começando a dar passos lentos procurando circular a região da qual ele estava.

Todo aquele ambiente tinha me mostrado que meus companheiros poderiam estar sofrendo com empecilhos como aquele e o número grande de disparos fazia com que a preocupação se meus companheiros estavam bem ficasse maior. Assim como os disparos fazendo ecos, minha voz provavelmente também faria, então puxaria todo ar em meus pulmões para gritar o mais alto que pudesse. – TRITÕES! EXTERMÍNIO! – O comando era mais do que claro para que todos tivessem toda a liberdade do mundo e de imediato, ajeitando a minha manopla e proporcionando toda a minha velocidade para cima daquele espadachim, meu objetivo era saltar por cima da sirena e acertá-lo com um gancho voando, nem que fosse em sua espada. – Sylph, abaixe! – Gritaria para a garota, buscando ter impulso na caixa que estivesse mais próxima dos dois e assim não tendo que necessariamente passar por cima da mulher gélida.
O soco iria em direção ao seu queixo com força proporcional ao impulso, no exato momento que tentasse golpear, meus joelhos dobrariam, procurando cair com grande velocidade e tentando ter uma sinergia com a minha companheira, serviria de escada para que ela atacasse de forma similar. Nesse momento em que estivesse servindo de escada, tentaria agarrar os membros inferiores de meu inimigo para que ele ficasse preso por ali. Note, agarrar e não empurrá-lo ou puxá-lo, não correndo risco de fazê-lo perder o equilíbrio e Sylph passar reto em seu ataque.

Enquanto que uma mão iria no ar para golpeá-lo, a outra estaria mais próxima ao meu torso procurando golpear qualquer movimento de sua espada em direção a uma área mais aberta de meu tórax já que estava nessa direção dele. Não tendo sucesso no primeiro golpe, tentaria manter-me lado a lado com a minha companheira e começar a golpeá-lo em direção as suas costelas, estando normalmente a sua esquerda, aproveitando para tentar abrir a guarda dele e encurralá-lo contra uma das caixas daquele espaço, assim que notasse essa proximidade, fintaria um golpe de direita em direção ao seu rosto, mas golpearia cedo demais e deixaria que meu joelho tomasse o lugar de direito do soco, procurando dessa vez desequilibrá-lo. Tendo sucesso, provavelmente ele estaria um passo a mais de bater contra aquela caixa, ou batendo na mesma, de qualquer forma, esperava que com aquela impulsão e agressividade de mais cedo da sirena fosse o suficiente para fazê-la perceber que seria ela quem finalizaria aquele alvo.

Minhas defesas consistiriam em tentar bloquear a maioria dos golpes de sua espada, não poderia arriscar ser ferido independente da força de meu inimigo, não estava mais subestimando nenhum daqueles seres então tinha que lutar com a maior seriedade possível. Meus reflexos seriam a melhor forma de também tentar contra golpear, enquanto que um dos meus membros iria em direção ao bloqueio, o outro viria de uma forma mais aberta em direção ao seu corpo, independente da forma ou técnica presente.

Em todo o momento do combate, tentaria manter meus joelhos flexionados para que minha força estivesse sempre conjunta e possibilitasse movimentos bem rápidos e reflexivos, o mesmo também se diria para os meus membros superiores que estariam ligeiramente recuados para aplicar golpes mais poderosos e sempre tentando manter a base do karatê tritão.

Se conseguisse avançar, independente da forma, fosse golpeando ou sendo golpeado, tentaria analisar onde estavam os meus outros companheiros e quais eram o seu estado, em qualquer momento que percebesse que um deles ou Sylph estivesse em apuros, tentaria me locomover da forma mais rápido possível para empurrá-lo, empurrar o inimigo ou entrar na frente do golpe de outra maneira, até mesmo se fosse possível acertar a juntas de seus membros (cotovelos e batatas) para redirecionar o golpe para outra parte.

Naquele momento em que estivesse lado-a-lado com Sylph, minha maior preocupação seria ela, então sempre que ela dissesse alguma coisa ou forma para que conseguíssemos acertar o nosso inimigo de uma maneira mais fácil que ela tivesse percebido, adotaria o seu conselho e agiria conforme fosse controlado por ela.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Lion Crash:
 

Descrição do Item:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 61
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 26

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptySex 14 Fev 2020, 19:19



Post.28



A batalha naquele galpão tinha um desenvolvimento selvagem, Asger liberou seu comando como um urro animalesco esperando que todos os seus subordinados entendessem o que ele queria dizer, devido a barulheira que tal caos gerava o homem baiacu só podia esperar que suas palavras tinham alcançado a todos, afinal o galpão era um estabelecimento grande não apenas em altura mas também em comprimento. Investindo contra aquele espadachim dos Blaze Furious, Asger pegou apoio em um dos caixotes que rachava com o peso do tritão mas não cedia ao impacto de seu salto, portanto servindo para a ação planejada, o lutador desceu seu golpe mas o espadachim notando a movimentação daquele colosso rapidamente repeliu Sylph empurrando-a para um pouco mais longe de seu alcance e imediatamente posicionou a parte ampla de sua espada a frente de rosto. Não só bloqueando o golpe do tritão mas também o repelindo a certo ponto, Apocalipse tinha a informação que a força daquele humano poderia competir contra a sua, o que justificava a dificuldade que Sylph estava tendo contra ele.

No entanto isso não impediu do tritão parar em frente de seu inimigo e imediatamente pegar uma de suas pernas, algo que surpreendeu o espadachim que ainda tinha a espada em frente de seu rosto, logo possuindo seu campo de visão limitado pela ferramenta, Sylph com um grito de guerra imediatamente aproveitou da oportunidade para saltar nas costas de Asger pegando algum impulso e assim executando um segundo salto descendo a ponta de seu tridente contra a clavícula de seu inimigo, um golpe que teria sido mirado na cabeça do espadachim mas o mesmo tinha percebido a movimentação da sereia e por isso moveu seu tronco no intuito de desviar de tal ação, mas a restrição causada pelo tritão o impediu de esquivar totalmente do golpe. Era uma ferida profunda mas o humano ao mesmo tempo que se mostrava forte ele também se revelou bem resistente. - Não fiquem se achando malditos! - Manuseando a sua lâmina ele fazia um movimento na horizontal, ou pelo menos a menção de tal ação pois Asger ainda estava próximo o suficiente para executar um golpe no pulso do espadachim ligado a mão que pegava na empunhadura de sua arma causando certo dano em tal membro.

Sylph removeu a ponta de sua arma tentou um segundo golpe assim como Asger mas o espadachim percebia que os dois estavam muito próximos para ele conseguir algo naquele combate, portanto ele apenas desistiu do seu ataque anterior e recuou criando certa distância entre seus inimigos. O tritão por estar abaixado gastava sua movimentação apenas para se levantar e encurtar um pouco sua distância com o espadachim mas Sylph conseguiu se manter próxima a um ponto de ainda o ter no alcance de seu tridente, para a infelicidade do espadachim ele não tinha conectado nenhum ataque contra os seus oponentes enquanto eles teriam conseguido causar certo dano contra ele.

Enquanto tal trocação acontecia Laezar conseguia algum resultado positivo contra o seu oponente no corredor próximo de onde a batalha de Sylph e Asger acontecia, o vermelho imediatamente avançou contra um outro oponente que estava a sua vista enquanto os irmãos continuavam a trocar disparos contra os atiradores no fim da sala. O homem baiacu estava ocupado demais para se informar do combate que acontecia no andar de cima mas logo ele pode ouvir mais vozes ecoando no galpão. - Vamos, vamos! - Gritava um. - Quem diabos está nos atacando? - Comentava uma outra. - Matem eles! - Vociferavam algumas, parecia que a informação de Alice estava correta, a tríplice aliança estava ali.

Asger ainda não tinha essa visão mas as pessoas que apareciam ali agora eram aquelas que tinham sobrevivido ao ataque do tritão a dois dias atrás naquela velha taverna, o grupo tinha sobrevivido com poucos membros além daqueles que não estavam na taverna no momento do ataque, no entanto da divisão que estava aparecendo ali naquele andar [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] parecia dar os comandos como se fossem os líderes daquele pequeno reforço que tinha chegado ali.

Citação :
Observação: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - Apenas para ter uma ideia da situação, escrevi essa porra bêbado então mal qualquer erro ai.
SP: 97
Informações:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptySeg 17 Fev 2020, 13:15

Demolishing the

Wonderful

A nossa combinação de golpes era eficaz até certo ponto, podíamos não ter matado o inimigo de uma única vez, mas fora o bastante para feri-lo em sua clavícula e a consequência de ações fazia com que ele tivesse que recuar, não fui capaz de alcança-lo, mas Sylph estava bem próxima e pronta para desferir um golpe contra ele, percebíamos que a trocação havia sido bem vantajosa para nós, o que já era esperado por sermos tritões.

Percebia que ao meu lado estava Laezar e o vermelho estava tendo vantagem em seu combate, sua força estava mostrando ser aquilo que eu esperava do meu braço direito, lidando sozinho contra dois inimigos e ainda sim tendo vantagem, diferente do humano inútil do qual enfrentávamos e mostrando a nossa superioridade racial.

Além dos combates, era possível ouvir novas vozes naquele ambiente que também mostravam serem inimigos, percebia que tínhamos todas as informações corretas referente aos nossos inimigos, não era atoa que aquela família sabia o que estava fazendo e tinha os olheiros e espiões nos lugares corretos.

- Sylph, vamos! – Alertaria a minha companheira para que agíssemos de uma forma mais rápida, não gostaria de deixar nenhum dos meus companheiros sozinhos ou sofrendo devido aos aparentes reforços que havia chego naquele local. Concentraria os meus membros inferiores para poder ter outro impulso em direção a aquele homem, tentando aproximar a distância o mais rápido possível enquanto focaria em chegar no tempo exato depois que Sylph haveria tentado acertar o espadachim.

De forma similar a antes, procuraria golpeá-lo usando um dos meus braços e o punho rije. Independente do acerto do golpe ou não, de imediato que mudaria a minha tática e agora seria o maior causador de danos ao invés de Sylph. Moveria meu corpo lateralmente para o lado que não estava Sylph, e tentaria encaixar um gancho diretamente em sua costela, o golpe não era nada mais do que uma distração, até mesmo por isso viria com uma velocidade e força reduzida, pois assim que conseguisse prever um bloqueio de sua arma, procuraria jogar todo o impulso do meu corpo para frente tentando colidir ambos os crânios contra meu alvo.

Tentando causar um desnorteamento no meu inimigo, era mais do que óbvio que Sylph provavelmente lançaria a lâmina de seu tridente contra aquele bosta. Caso percebesse um atraso em sua reação, tentaria mover-me para frente tentando agarrar um dos seus braços e tentar puxar o seu membro ligeiramente e assim inflaria todo o meu corpo o máximo que conseguisse para depositar meu peso naquele braço e tentando fazer com que ele ficasse preso abaixo de mim, sofresse uma lesão ou pelo menos disponibilizasse um espaço de tempo ainda maior para que a sirena pudesse atingi-lo.

No momento que houvesse maior chance para empurrá-lo contra a caixa, fosse após Sylph acertar um golpe ou eu, faria isso, aplicando uma investida usando dos meus ombros para que a área de acerto e o peso dispostos no golpe fossem o suficiente para empurrá-lo. Fazendo com que ele colidisse contra uma daquelas caixas, daria rapidamente o sinal para a azul. – Agora! – Influenciando o uso gélido de sua arma para que o homem ficasse rendido naquele momento e viesse a falecer de ferimentos causados pela lâmina da pequena.

Da mesma forma de antes, tentaria defender não só a mim mesmo usando de bloqueios direcionados para áreas mais resistentes do meu corpo ou em minhas manoplas como também tentando me jogar na frente de golpes usando dessas mesmas partes citadas anteriormente para que nenhum dos meus companheiros visíveis pudessem serem acertados se houvesse o tempo hábil para poder protege-lo.



Histórico:
 

Objetivos:
 

Descrição do Item:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Mercenário
Mercenário
ADM.Ventus

Créditos : 61
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 26

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptyQua 19 Fev 2020, 17:42



Post.29



A batalha no galpão seguia com disparos sendo trocados e gritos de guerra sendo proferidos de ambos os lados de cada front, o espadachim que aparentemente comandava os Blaze Furious estava injuriado mas não derrotado, os reforços iam chegando no galpão por uma porta mais distante que o tritão Asger não tinha visão. - Parece que os Zouko vieram também. - Comentou o espadachim abrindo um sorriso ao ouvir a voz dos Irmãos mais ao longe gritando suas ordens. - Peguem os atiradores mas não os matem, ele podem ser úteis para o Kraven, caso o contrário podemos fazer uma grana vendendo os dois!- Gritou um deles enquanto caminhava pelo o galpão ao lado de quem parecia ser seu irmão.

O homem baiacu imediatamente investiu contra o espadachim após alertar Sylph sobre sua movimentação o que por consequência também alertava o seu oponente, o humano já começou manuseando sua espada e diferente do que Asger imaginou ele não adotava um bloqueio e sim uma investida, aproveitando do alcance maior que tinha sobre o Apocalipse e sobre a força superior que ele tinha em comparação a sereia, o humano decidiu primeiro avançar contra Asger, não só por ele ser o líder do grupo invasor como também por ser o homem que antes interviu no seu combate no dia anterior. Correndo de encontro ao tritão o espadachim parou em meio de sua corrida e girou o seu corpo no sentido anti-horário para abusar da destreza e força de sua mão dominante, movimentando seu tronco como um pêndulo ele executou um movimento diagonal de baixo para cima mirando no braço que Asger preparava o seu ataque e assim repelindo o mesmo. Aproveitando de todo o momento gerado ali quando a ponta da espada do humano alcançou o seu ponto mais alto ele puxou sua empunhadura para baixo em um movimento forte e veloz, repetindo a trajetória diagonal mas em um movimento inverso de cima para baixo, só que desta vez acertando no tronco exposto de Asger.

Pelo fato dos dois estarem próximos um do outro Sylph não poderia arriscar um disparo de seu tridente pois dependendo do momento e de sua pontaria ela poderia acabar acertando seu aliado e por isso ela decidia ia para o combate corpo a corpo, como tinha feito até agora. Buscando pegar o espadachim pelas costas Sylph mirava uma estocada contra o humano mas ele não tinha esquecido da sereia, na verdade parecia estar esperando por ela já que logo após acertar Asger ele repetiu o giro de antes só que desta vez no sentido horário aproveitando da energia gerada no segundo ataque contra o tritão, repetindo o movimento diagonal ascendente de antes ele também repelia o golpe do tridente gélido e assim abria a guarda de Sylph e finalizou sua ação com um ataque improvisado, um chute frontal no abdômen da sereia empurrando-a e a derrubando alguns metros de distância.

Aquele homem já tinha se provado não ser um humano comum, ou pelo menos um humano capaz de ferir Asger dado ao corte gerado por seu ataque, que mesmo não sendo uma ferida profunda ainda era uma ferida comprida que ia de seu peito até o seu abdômen. No entanto aquilo não era o bastante para amedrontar aquele que leva a alcunha de Apocalipse, vendo sua companheira sendo acertada Asger imediatamente avançou contra o humano executando nele um ataque de corpo com força o suficiente para empurrá-lo contra uma pilha de caixas de madeira que acabavam sendo quebradas pela colisão. - Mas que porra é-! - Algumas caixas que estavam no ponto mais alto começavam a cair no espadachim o soterrando em uma pilha de caixotes chegando ao ponto do mesmo não ser mais visto pelo o tritão.

Claro que aquela não era a situação ideal para o ataque, Asger imaginava que aquele movimento serviria para gerar uma abertura para Sylph mas a mesma estava se recuperando do golpe que sofreu levantando-se do chão e pegando a sua arma. O espadachim estava soterrado fora da visão dos dois o que dava tempo para eles rapidamente processarem um pouco da movimentação ao redor, com a queda da pilha de caixas Asger podia ver Laezar do outro lado lutando contra dois humanos, ele já parecia ter umas marcas aqui ou ali de luta e já exibia uma respiração mais pesada mas isso não o impediu de matar um de seus inimigos e agora focar no outro, sendo que mais um chegava para trocar golpes contra o vermelho, no mesmo corredor que ele o homem baiacu poderia ver alguns corpos no chão e agora via Saulo e Envy fazendo uma mesa grande de madeira como cobertura para trocar disparos contra os inimigos do outro lado.

- Ei Zeph olha só, aquele é o desgraçado que atacou os nossos homens na taverna do Diego. - Olhando do ponto de origem daquela voz Asger podia ver que atrás do homem que seguia contra Laezar estava uma das duas figuras que tinham acabado de chegar mas já gritava algumas das ordens ali, este homem em particular possuía uma katana em sua cintura e roupas escuras que ficam por debaixo de um sobretudo azul, os olhos acinzentados do humano miravam Asger com certa raiva mas em seus lábios havia um sorriso debochado. - Acho que o destino está me dando uma chance de vingança. - completou ele. - Faz o que achar melhor mano, eu vou cuidar desses peixes pequenos com armas de fogo aqui. - Respondeu um pouco mais distante que no momento estava fora da visão de Asger mas ele poderia deduzir que seria o outro irmão Zouko falando.

- CARALHO!!! - O grito do espadachim veio junto de um grande estrondo que caixas e lascas de madeira voando para tudo que era lado, o aparente líder dos Blaze Furious destruiu a pilha de caixotes que tinha caído sobre ele e agora parecia mais nervoso que antes. - Ei Zack não se meta na minha luta, o tritão é meu! - Gritava ele enfurecido mas o Zouko só suspirou enquanto continuava sua caminhada passando pela luta de Laezar. - Nah, o canalho puxou briga comigo antes de puxar com você. A cabeça dele é minha, mas deixo ficar com a bonitinha ali afinal eu devo conseguir dois desse tipo já já com o Zeph. - Debochou mais se referindo obviamente aos irmãos que lutavam no fim do corredor.

Citação :
Observação: A parte de condições é o seguinte, três “ferido” e o npc fica inconsciente, se sofrer mais um ferido além disso então ele morre, os irmãos estão muito longe para você saber as condições deles. Sobre a movimentação de combate, ela foi boa mas o npc possui uns pontos melhores que o seu em relação a alguns atributos por isso é bom que continue usando sua criatividade, obs: ele não saiu ileso desse round, tomou um bom dano mas não caiu pelo o que eu já citei sobre os pontos e tal.
Mapinha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].

SP: 97
Ferimentos:
• Corte grande do peito ao abdômen - Não tratado

Condições:
• Laezar - Ferido
• Sylph - Ferido
• Saulo - Desconhecido
• Envy - Desconhecido
Informações:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Tenente
Tenente
Achiles

Créditos : 51
Warn : Demolishing the Wonderful - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : The Wonderful Land - 1º Rota

Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 EmptyQui 20 Fev 2020, 00:09

Demolishing the

Wonderful

A primeira reação que eu tinha sobre aqueles homens que eram escutado ao longe proferindo suas ordens tolas era surpresa, pois não imaginava nem um pouco dos meus atiradores perdendo para aqueles seres imundos que sequer conseguem limpar o cú direito. O mais incrível de tudo isso era que aquele homem que nos enfrentava abria um sorriso como se a situação fosse mudar para favorável para eles, tolos... Não deveriam estar subestimando os tritões.

O homem do qual enfrentávamos já havia se provado ser alguém com uma característica única de alguns humanos, eles serem capazes de se destacar acima dos outros e fazer com que a sua força fosse algo parecido com a de um tritão. Outros exemplos disso eram Randolph e Desire, ambos líderes de Jingle Bell Island que haviam mostrado essa peculiaridade observada em alguns de sua raça. Em meio ao meu ataque que não dava certo, acabava sendo acertado pela sua lâmina que abria um corte minimamente irritante em meu torso quase por completo, o problema maior era que Sylph não conseguia acertá-lo com seu tridente e a primeira ofensiva havia falhado por completo.

Contudo, a minha investida de maneira a empurrá-lo contra as caixas dava certo e elas caiam pela física em cima de sua cabeça o que me deixava ainda mais feliz de ver aquela cena, embora soubesse que o combate ainda não tinha finalizado, pois um homem que estava se comportando daquela maneira não morreria após algumas caixinhas... Nem mesmo se houvesse kairouseki nelas.

O segundo problema havia surgido em meio a ofensiva recente, o ataque havia sido bom para empurrá-lo nas caixas, mas a minha companheira ainda estava se recuperando da falha recente. O lado bom desse intervalo no combate era que tínhamos agora um mínimo de tempo para analisar o campo de combate ao lado. Laezar parecia estar tendo grandes problemas contra a quantidade de inimigos que estavam a enfrenta-lo e eu não conseguia ajuda-lo tendo que lidar com o espadachim a minha frente, ele apresentava estar ferido e imaginava que seria um problema se ele continuasse daquela maneira... Tinha que ajuda-lo... Quanto a Saulo e Envy pareciam estar lidando melhor contra a situação, criando coberturas para protege-los em meio a troca de tiros constante que estavam.

- Lá vem mais um para se tornar comida de peixe! Hahaha! – Sorriria e comentaria após ouvir o que aqueles tolos estavam começando a dizer, novamente nos subestimando. – Vocês estão preparados para presenciar o que é o verdadeiro caos? Presenciar o fim do mundo para vocês?! Então, venham, seus tolos. Saboreiem o Apocalipse! – Abriria os meus braços para as laterais chamando os filhas da puta para xixá e pronto para dar um baita de um couro naqueles humanos que pensavam serem os gostosões.

- Sylph, retaguarda. – Não precisaria nem trocar olhares com ela para que a sirena entendesse a sua função, naquele momento, em meio a um certo receio de estar enfrentando dois seres com a famosa peculiaridade citada anteriormente, tinha que estar mais preparado e pela primeira vez em todo aquele embate, respiraria profundo e esperaria que eles se aproximassem.

Em meio a essa espera, tentaria ver se não havia nenhuma caixa por perto ou qualquer tipo de estilhaço, este seria o primeiro ponto para a minha defesa. Não me importaria com quem viesse primeiro, contaria cada milésimo de segundo enquanto a minha percepção permitisse, manteria-me próximo de tal objeto e quando notasse ser o momento ideal, agarraria e jogaria para cima, não importando a distância ou força de tal para cima, apenas aplicando a força necessária para que ele subisse o bastante para ser uma distração.

Para aqueles que já tiveram coragem de jogar uma pedra para cima e torcer para ela não cair na sua cabeça, esta era uma daquelas situações... Independente disso, no momento exato em que a caixa saísse de minhas mãos e ao menos, fizesse o inimigo desviar o olhar, meus pés impulsionariam todo o meu corpo para frente. Ah, mas não seria um ataque direto, desta vez, escorregaria em meio ao solo como uma rasteira para cima daquele homem, não usando os pés, mas as mãos quase como um jogador de futebol americano tentando dar um dive. Tendo ao menos alcançado, tendo o derrubado junto ou não, aproveitaria da curta distância para tentar acertar uma cotovelada na junta do membro mais próximo, tentando acertar pela lateral para que conseguisse provocar um mínimo dano e possivelmente uma redução do movimento daquele membro.

Era óbvio que meu ataque não poderia ficar desprotegido e era por isso que Sylph estaria pronta para cuidar da minha retaguarda como havia planejado anteriormente. Tentando manter a curta distância, levantaria o meu corpo ainda segurando meu inimigo, tentando segurar em sua veste ou qualquer membro para que tivesse maior apoio, em meio a isso, empurraria-o usando dos meus pés. Notando qualquer ofensiva como uma coronhada ou similar, procuraria colocar um dos braços para bloquear tal golpe, principalmente em meu crânio.

Estando de pé, de uma maneira ou outra, seria aqui que o meu verdadeiro ataque começaria, respiraria profundamente e usando da mão que não estaria presa a veste ou membro (provavelmente a que tivesse usado em meio ao bloqueio, se este fora ocorrido), tentaria golpeá-lo em seu plexo solar, tentando retirar o ar de seus pulmões. Após o golpe, independente do resultado, não recuaria, manteria o meu braço sempre o segurando por perto e repetiria o mesmo movimento mais uma duas ou três vezes e apenas quando tivesse notado que ele não reagiria ao próximo golpe que o faria, vindo primeiramente em um gancho vertical de baixo para cima em direção ao seu queixo e os outros dois golpes viriam diretamente em seu crânio com a palma da mão fechada.

Em meio a essa troca de golpes, manteria sempre o meu bloqueio em alto, não queria ser atingido novamente por qualquer golpe perto de sua espada, principalmente em meu tórax. Por isso, a mesma mão que estivesse batendo também seria a do bloqueio, não necessariamente disputando forças com o homem, mas tentando repelir o seu ataque e direcionar ele para outra direção que não fosse a do meu corpo. Mas, notando que meu golpe seria um causador maior de dano que ele (pela distância, força ou ângulo), não interromperia ele para bloquear, nesse caso, até mesmo colocaria ainda mais força e velocidade.

O importante era que Sylph conseguisse segurar Zack tempo o suficiente para que, pelo menos, um dos meus golpes havia encaixado. Tendo nocauteado aquele espadachim ou não, o empurraria, fosse com um chute frontal ou apenas um empurrão normal (o que fosse mais fácil naquele momento) e entraria na frente de qualquer golpe que o inimigo estivesse prestes a dar, procurando bloqueá-lo com as minhas mãos e dar mais liberdade para a sirena agir, fosse recuando, recuperando de algum golpe ou até mesmo atacando. Sorriria para aquele humano, um sorriso de maneira diabólica mostrando que não estava ali para brincadeira.

Tanto o homem da Blaze Furious como o de Zouko eram usufruidores do estilo de combate usando espadas e resistir aos seus golpes usando a minha pele não era uma tarefa não agradável naquelas circunstâncias, por isso, a todo momento estaria tentando usar as minhas manoplas para que elas estivessem no ângulo certo e no momento certo. O bloqueio não era das minhas especialidades, mas facilitaria para resistir aos golpes em áreas mais duras.

Como grande parte dessa “defesa” havia sido focada em golpear o homem ferido da Blaze, os contra-golpes viriam mais para a parte do homem da Zouko, meus passos seriam observar o movimento de sua katana, procurando analisar como que aquele inimigo começava os seus combates e também a seriedade de seus golpes, moveria-me constantemente contra aquele homem, tentando sim bloquear os seus golpes mas também tentando encontrar brechas em seus ataques e estas seriam os momentos que exploraria. Um movimento mais pesado que acabasse por dificultar em seu recuo era o que mais aproveitaria para golpear, usando da minha aceleração natural para ir em direção a aquela área e tentando encaixar o golpe com grande força naquela região.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Descrição do Item:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign

Arco 01 - Budou Island
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Arco 02 - Grand Line
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Demolishing the Wonderful   Demolishing the Wonderful - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Demolishing the Wonderful
Voltar ao Topo 
Página 6 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: The Wonderful Land-
Ir para: