One Piece RPG
Mini - Datekyo - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Enuma Elish
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 04:13

» Um Rugido Inicial
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Graeme Hoje à(s) 00:12

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 21:42

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 21:14

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 20:02

» [M.E.P.] Keke
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Keke Ontem à(s) 19:14

» [Mini - Keke] Entre o aço e o açúcar.
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Keke Ontem à(s) 19:12

» [LB] O Florescer de Utopia III
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 19:11

» III - Grand Line
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 19:04

» The One Above All - Ato 2
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 18:50

» [Mini - Cass Sabach] A fumaça cresce no horizonte
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Jinne Ontem à(s) 17:50

» [M.E.P - Cass Sabach] A fumaça cresce no horizonte.
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Jinne Ontem à(s) 17:49

» ZoukTamachiroo
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Jinne Ontem à(s) 17:48

» ZoukTamachiroo
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Jinne Ontem à(s) 17:47

» Aldo Rahner
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Shogo Ontem à(s) 16:55

» The Victory Promise
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Akise Ontem à(s) 15:11

» 10º Capítulo - Parabellum!
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Marciano Ontem à(s) 14:09

» As mil espadas - As mil aranhas
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Noelle Ontem à(s) 11:43

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor Furry Ontem à(s) 10:32

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Mini - Datekyo - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 08:50



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Mini - Datekyo

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Datekyo
Civil
Civil
Datekyo

Créditos : 6
Warn : Mini - Datekyo - Página 2 10010
Data de inscrição : 01/12/2019

Mini - Datekyo - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Mini - Datekyo   Mini - Datekyo - Página 2 EmptyDom 01 Dez 2019, 18:05

Relembrando a primeira mensagem :

Nome: Datekyo B. Yoshida
Idade: 18
Sexo: Masculino
Raça: Humano
Tamanho: Normal
Estilo de Combate: Bojutsu
Localização: Dawn Island
Grupo: Civil
Vantagens: N/A
Desvantagens: N/A
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Datekyo
Civil
Civil


Data de inscrição : 01/12/2019

Mini - Datekyo - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Datekyo   Mini - Datekyo - Página 2 EmptyQui 05 Dez 2019, 01:55


— ... — Datekyo apenas observou o velho enquanto o mesmo fazia provocações e pegava as armas no chão e em todos os lugares. Ele percebeu que o mesmo estava perdendo a paciência lentamente, até que o dono da loja colocou todas as armas em cima do balcão e então proferiu palavras rudes, que ecoaram pela mente do garoto. — ...É mesmo, é?

"E o dinheiro dado aos trabalhadores de verdade". "Seria um rato a menos". Aquelas palavras fizeram com que o garoto sentisse algo estranho dentro de seu corpo, um fervor, um calor que de repente se ergueu, e lentamente o mesmo sentiu gosto de sangue pela sua boca, como se, de fato, o sangue "estivesse subindo a cabeça". Lentamente seu olhar afiou, e Datekyo então começaria a olhar todo o ambiente, tentando tirar o máximo de proveito dele o possível... Observar o chão, analisando se tinha algo no caminho, a distância das prateleiras uma da outra (se houvessem prateleiras), em resumo, analisar a todos os detalhes possíveis.

Lentamente, porém, com seu rosto calmo, o garoto começaria a andar em direção ao balcão, observando as armas. Caso o mesmo conseguisse chegar perto, o mesmo então logo pegaria um do bastão e então perguntaria o valor. Caso o mesmo respondesse, logo pagaria e então começaria a questina-lo.

— O que você sabe sobre esse caso? Sabe quem foram os agressores? E como assim "dar o dinheiro para vocês"? — O tom de voz do mesmo já seria um pouco mais rispido do que o comum, e sua face já seria mais séria.

Caso o mesmo não respondesse o valor, ou não permitisse pegar o bastão e continuasse com as provocações ou tentasse de alguma forma ataca-lo ou embosca-lo após Datekyo fazer aquelas perguntas, ou de alguma forma puxar briga, Datekyo rapidamente, pegaria o bastão à força utilizando-se de sua velocidade jovem, e então utilizando-se de seus estudos e experiência de combate que já possuia com a arma, tentaria calcular o tamanho do bastão e a distância com que a escopeta estivesse, para bater com o bastão mesma, tentando lança-la para longe; também tentaria, em seguida, girar o bastão através de seus dedos e fazer um "gingado" com o corpo, e acertar e empurrar todas as armas para longe do velho de forma que ele não possa apossar-se de nenhuma. Caso Datekyo não consiga empurrar a escopeta para longe antes do velho pegar, ou não consiga pegar o bastão, ele imediatamente proferiria um chute contra o balcão, na tentativa de virar tudo contra o velho, e prende-lo na parede. Então tentaria pegar o bastão e colocar no braço do velho, apertando contra a parede ou, caso não houvesse parede atrás do mesmo, derruba-lo no chão com o balcão por cima na tentativa de impedi-lo utilizar armas contra o mesmo. Ele rapidamente diria, caso o velho fosse preso:

— Meus pais eram pessoas boas, eles não eram como os nobres lixos que faziam distinção entre os pobres e os ricos, e mesmo assim mataram eles... E pessoas como você comemoram isso como se fosse algo bom. Eu não entendo o que é pior, os nobres que você odeia ou pessoas como você. Separação de classes... O preconceito nunca vai ser extinto enquanto existir richas idiotas de ambas as partes. Agora me diga, quem foi que matou eles? Você parece saber muito!

Caso o velho não fosse preso mesmo assim e saltasse por cima, Datekyo iria então se afastar para pegar o bastão e gira-lo verticalmente, e então bateria com a ponta do bastão em seu flanco direito e empurraria o mesmo para longe, na direção de uma coluna. Caso o mesmo desviasse lateralmente, Datekyo já se prepararia para girar o bastão horizontalmente e acertaria em suas pernas com uma ponta, apenas para girar o resto e bater com a outra ponta em seu rosto, e aproveitaria de uma das laterais do bastão, que estaria perto de seu corpo, para bloquear possíveis golpes.

Datekyo também estava preparado para a todo momento, abortar de qualquer uma de suas ações, caso percebesse que o velho o atacaria, para então, avaliar se a melhor situação era desviar ou bloquear. Dependendo da situação, o mesmo bloquearia com o bastão antes mesmo do velho ataca-lo. O garoto também estaria atento a todos os momentos, analisando a velocidade de reação do velho, para que conseguisse ter uma noção de sua locomoção. O mesmo também analisaria a qualquer momento uma brecha para acertar com o bastão na mão do velho, caso o mesmo possuisse alguma arma ou sacasse de alguma forma; na tentativa de desarma-lo.

Caso o velho atacasse o mesmo inevitavelmente, sem chance de esquiva, Datekyo tentaria resistir ao impacto, e rapidamente aproveitaria aquele momento para acertar com o bastão mirando no peito do velho, e por Datekyo ser um homem estudado, possuiria um pouco de conhecimento do corpo humano, procurando mirar precisamente em seu pulmão, com a força necessária para pressionar o mesmo e fazer com que o velho sentisse uma falta de ar, o que faria com que afrouxasse para que Datekyo pudeses contra-atacar.

Caso combate se desenrolasse após a tentativa de prende-lo, Datekyo diria para o velho as palavras no meio da luta, sem qualquer perca de atenção no combate:

— Para um velho da sua idade, você não é tão maluco, hm? Eu não permitirei que você ofenda minha familia dessa forma, velho. Me diga quem matou os Yoshida!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
8º Pecado
8º Pecado
Shroud

Créditos : 18
Warn : Mini - Datekyo - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

Mini - Datekyo - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Datekyo   Mini - Datekyo - Página 2 EmptySex 06 Dez 2019, 15:37



O Entrave de Dois Lados

As palavas afiadas que escapavam entre os lábios do velho sem nenhum puder cortavam o coração de Datekyo, como poderia alguém comemorar a morte de outras pessoas, ainda mais sem conhecê-las de verdade, sem dar-lhes um oportunidade de mudar a visão que terceiros teriam construído em volta de si apenas baseado em preconceitos e estigmas de uma sociedade segregada? A primeiro momento o menino não explodiu de raiva e ódio como esperado, pelo contrário, manteve-se sereno - ao menos aparentava estar -, o homem do outro lado do balcão parecia não atentar-se ao comportamento do Yoshida, estava ocupado demais procurando pensar em mais insultos para desferir contra os nobres do outro lado das muralhas e por isso suas ações eram todas passivas de permissão, afinal, para ele tudo que estava fazendo era lidar com um cliente qualquer em sua loja. — Eu sei o que todo mundo sabe, que foram saqueados e perderam tudo, inclusive suas vidas, existem várias versões na boca do povo, é difícil dizer o que é verdade e o que é mentira — contou ele sem dar muita importância ao questionamento da criança — E não se preocupe, reuni apenas os equipamentos que sei que você poderia pagar, todas estas armas custam 30,000 berries — puxou um banquinho onde sentou-se esperava seu pagamento, não parecia ter presa, contudo tampouco preocupava-se em dar uma atenção maior a seu único cliente em sabe-se lá quanto tempo. Cruzou os braços e fechou os olhos, parecia extremamente relaxado e sem nenhuma preocupação, fato esse que mudou instantes depois com as palavras que Datekyo veio a desferir como um sermão.

Quando o velho entendeu que o garoto a sua frente era a criança sobrevivente da família Yoshida, seus olhos penetraram o corpo do garoto assim como um predador faz com sua caça, seus dentes se cerraram e as sobrancelhas arquearam-se em face de ódio — Quem diria que eu teria uma oportunidade dessa logo depois de velho — com um pouco de dificuldade seus joelhos se flexionaram levando seu corpo mais uma vez a tomar a postura semi-ereta, já que uma corcunda o impedia de ter a coluna na postura considerada correta e saudável. Sua destra logou moveu-se na direção da escopeta e com uma velocidade não esperada logo apontou-a para Datekyo, pronto para disparar o velho apertou o gatilho porém Datekyo fora agil em lançar o próprio balcão contra seu adversário e a necessidade de desviar fez com que a direção do tiro se alterasse e atingisse o teto da loja. O velho se desfez rapidamente da arma de fogo e logo tomou em mãos o machado de guerra que empunhava com as duas mãos. A loja que anteriormente já estava uma bagunça tomava uma aparência cada vez pior, entretanto seu dono não parecia ligar e tudo que fazia era ir pra cima da garoto com intenção de mata-lo, Datekyo tomou a iniciativa e desferiu um golpe contra as penas do homem que pareceu sofrer com a ação e no momento de hesitação e dor sequer conseguiu fazer algo a respeito da sequência que atingira seu rosto. O ancião cuspiu sangue, mas não parecia ser o suficiente para fazê-lo parar.

Sobre sua cabeça, o comerciante ergueu com ambas as mãos o enorme machado do qual com grande velocidade lançou contra Datekyo que, num lampejo de necessidade de defender-se utilizou do bastão para bloquear o golpe. Aquela agressão forte que ao confrontar-se com o bastão de ferro que acabou por subjuga-lo no fim. O impacto fora tão forte que o bastão entortou-se no meio e o fio do machado acabou por fazer um corte intermediário no ombro de Datekyo. A batalha estava empatada, nenhum dos dois tinha intenção de ceder ou pegar leve, principalmente o vendedor que estava insaciável — Pouco me importa quem matou sua família, mas não se preocupe, logo mandarei você para junto deles! — O velho era muito forte, sua força era descomunal para alguém de sua idade e tentar uma disputa de força não era nada inteligente, em compensação seus movimentos eram lentos, isso era visível quando ele se preparava para desferir um golpe. Por sorte, o chão da loja e todos seus cantos estavam repletos de armas - inclusive bastões - dos quais o garoto pudesse utilizar. O senhor não perdeu tempo e não pretendia deixar o Yoshida recuperar-se, o machado estava ao lado direito de seu corpo e com ele foi efetuado uma investida horizontal contra o menino, logo em seguida pelo lado esquerdo e por fim mais um ataque vindo de cima.  

Unbreakable Red Riot:
 

____________________________________________________

Mini - Datekyo - Página 2 CeyzDVS

Mini - Datekyo - Página 2 CjEv6j6Mini - Datekyo - Página 2 Bl2U4yo

Awards 2019:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
8º Pecado
8º Pecado
Shroud

Créditos : 18
Warn : Mini - Datekyo - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

Mini - Datekyo - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Datekyo   Mini - Datekyo - Página 2 EmptySeg 16 Dez 2019, 15:04

Mini-Aventura CANCELADA...


Mini-aventura cancelada por inatividade. Caso queira reabrir sua mini mande PM para algum orientador, GM ou ADM.

____________________________________________________

Mini - Datekyo - Página 2 CeyzDVS

Mini - Datekyo - Página 2 CjEv6j6Mini - Datekyo - Página 2 Bl2U4yo

Awards 2019:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
8º Pecado
8º Pecado
Shroud

Créditos : 18
Warn : Mini - Datekyo - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

Mini - Datekyo - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Datekyo   Mini - Datekyo - Página 2 EmptySex 20 Dez 2019, 00:29

Mini-Aventura Reaberta!


Mini-aventura reaberta a pedido do player, caso não possua mais um Orientador, deverá refazer uma MEP e aguardar para voltar a ser orientado.

____________________________________________________

Mini - Datekyo - Página 2 CeyzDVS

Mini - Datekyo - Página 2 CjEv6j6Mini - Datekyo - Página 2 Bl2U4yo

Awards 2019:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Datekyo
Civil
Civil
Datekyo

Créditos : 6
Warn : Mini - Datekyo - Página 2 10010
Data de inscrição : 01/12/2019

Mini - Datekyo - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Datekyo   Mini - Datekyo - Página 2 EmptySab 21 Dez 2019, 02:14


Datekyo estava completamente irritado com a situação, e não deixou barato que aquele velho continuasse insultando sua familia. Ele queria saber mais e mais, porém ele parecia não saber muitas informações, o que deixou o garoto apenas mais irritado ainda. Como um velho ignorante que não sabia de nada podia falar coisas tão rudes? Ele não sabia nada sobre a familia do garoto, nem sobre o que de fato havia acontecido, muito menos os responsáveis, e continuava soltando veneno de sua boca e continuava com atitudes completamente ridículas. Mas ele não poderia esperar menos, a sociedade estava completamente dividida numa guerra de classes, onde os ricos possuem ódio dos pobres e os pobres possuem ódio dos ricos. Ele só desejava mudar aquilo, mas não via outra alternativa para resolver aquela situação sem ser por violência e legitima defesa.

Datekyo não queria continuar a lutar, mas via que caso continuasse com aquilo, ele logo estaria morto nas mãos daquele velho que não poupava esforços para tentar elimina-lo. Mesmo batendo nele com um bastão de metal, o velho continuava a ataca-lo, chegando a arremessar um machado contra o mesmo que, entortou seu bastão e passou de raspão em si. Datekyo viu a lâmina passar perto de seu rosto, sentindo o gosto de sangue subir à boca e a adrenalina subir. Ele sabia que o velho era extremamente forte, anormalmente, e que teria que manter distância. O velho também sabia disso e partiu para golpea-lo com seu machado. Sua velocidade não era tamanha, e Datekyo tentaria se aproveitar disso. Ele também percebeu que, caso o velhote sacasse uma arma, ele estaria enrascado, por estar tentando manter a distância.

— Dizem que a ignorância é uma benção, mas no seu caso acredito que é uma maldição... Eu sinto pena do senhor, mas não posso permitir que me insulte e me ataque gratuitamente. — O jovem percebeu que, infelizmente, caso o velho saisse lá fora e contasse para todos que o mesmo era um nobre, ninguém ficaria a seu favor. Muito provavelmente ele seria atacado por mais pessoas e se encontraria em uma enrascada pior, então ele preferiu que deveria dar um final para aquela história ali mesmo.

Datekyo rapidamente tentaria pegar um bastão que estivesse perto e tentaria se afastar do velho o máximo possível sem perder seu alcance. Ele tentaria se afastar do primeiro golpe e então acertar com o bastão quebrado em seu rosto. Caso não conseguisse desviar a tempo, o jovem rapidamente tentaria acertar com a "curvatura" (causada pelo machado) do bastão quebrado na mão dele com força, tentando bloquear o golpe do mesmo em um contra-ataque limpo, para que com a força da paulada, o mesmo seja forçado a soltar o machado antes de conseguir efetuar o corte e em seguida girar e acertar sua nuca com o outro bastão.

Caso o velho continue atacando ou nada disso surja efeito, Datekyo tentaria se defender dos golpes atingindo com o bastão novo nas mãos dele antes que ele efetivamente ataque, mantendo a distância para tentar esquivar dos golpes dele visto que talvez, mesmo batendo nas mãos dele, ele continuaria a atacar. Datekyo esperaria o momento certo para investir para a frente, no lado onde o homem não estivesse segurando a arma, para tentar prender o bastão torto com a parte em seu pescoço e o puxar para trás, ao passo que o mesmo tentaria se virar e acertar uma bastãozada em suas pernas com o novo, na tentativa de derruba-lo. O mesmo tentaria buscar alguma arma de fogo e encostar o cano no peito do velho, na tentativa de faze-lo se render, ao passo que bateria com o cano novo na mão dele para desarma-lo quantas vezes fosse necessário.

— Como você estragou o bastão que me vendeu, eu irei pegar esse aqui. Não quero mais problemas com vocês, quero sair dessa ilha e descobrir quem matou meus pais. — Diria o garoto caso o velho fosse desarmado e imobilizado.

Caso Datekyo não tivesse êxito em nada do que tentou fazer, o mesmo rapidamente tentaria correr para fora da loja, tentando evitar o máximo possível dos possíveis arremessos ou tiros do velho, para poder sair da loja, tentando levar o bastão junto. Ele não poderia deixar o bastão, uma vez que já havia pago e estaria com pouco dinheiro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
8º Pecado
8º Pecado
Shroud

Créditos : 18
Warn : Mini - Datekyo - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

Mini - Datekyo - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Datekyo   Mini - Datekyo - Página 2 EmptySab 21 Dez 2019, 19:50



Bagunça Generalizada

...




O velho estava cego de fúria, não dava atenção às palavras do jovem e talvez nem as estivesse ouvindo verdadeiramente. O homem arfava de cansaço, mover aquele machado de guerra para lá e pra cá exigia muito de seu corpo já velho e ele mesmo tinha plena consciência de sua condição física e em sua mente só havia dois fins para aquele embate: ou ele mataria o garoto antes que seu corpo lhe cobrasse o preço ao passar seus limites ou então morreria tentando. Os punhos firmes seguravam sua arma com fervor, local que serviu de alvo mais uma vez para Datekyo mas apesar de tudo o velho se negava em soltar sua arma e voltava a bradar sua lâmina contra o garoto que pegou de raspão em sua barriga lhe garantindo uma ferida considerável, - com certeza aquilo mais tarde viraria uma cicatriz - porém o menino não parou para sofrer ou algo do tipo, aproveitando a brecha no ataque do seu inimigo para lhe ferir a face que o atordoou por um breve instante.

As mãos do velho estavam rubras e calejadas dos golpes, mas ainda sim se negavam a soltar sua arma. Movendo-se para o ‘contrapé’ de seu inimigo Datekyo tomava uma tática inteligente, a pouca mobilidade do velho somada ao peso do machado de guerra fariam com que o vendedor necessitasse realizar mais movimentos - desnecessários - para atingi-lo. Quando o sênior finalmente conseguiu erguer seu machado para investir contra Datekyo parecia ser um pouco tarde já que suas pernas estavam sendo alvo de uma armação para derrubá-lo. Cambaleou e seu corpo fatigado sentiu o machado pesar mais do que anteriormente, caiu, as costas bateram contra o solo e a cabeça confrontou-se de maneira mais violenta fazendo-o apagar instantaneamente.

Não se movia, estava parado e não apresentava reações. Se estava morto ou desmaiado ninguém sabia e também não havia tempo para descobrir já que do lado de fora da loja alguns cochichos podiam ser ouvidos — Parece que está havendo uma guerra aí dentro, será que devemos chamar os oficiais? — questionava uma moça preocupada com os sons vindos do interior daquela construção velha e acabada.

Orientação:
 

____________________________________________________

Mini - Datekyo - Página 2 CeyzDVS

Mini - Datekyo - Página 2 CjEv6j6Mini - Datekyo - Página 2 Bl2U4yo

Awards 2019:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Datekyo
Civil
Civil
Datekyo

Créditos : 6
Warn : Mini - Datekyo - Página 2 10010
Data de inscrição : 01/12/2019

Mini - Datekyo - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Datekyo   Mini - Datekyo - Página 2 EmptySab 21 Dez 2019, 20:26


Ao acabar a adrenalina que percorria o sangue do garoto, ele observou o velho deitado a sua frente. E imediatamente sentiu-se culpado... O que diferenciaria ele daqueles que mataram seus pais, se o mesmo tinha a capacidade de matar quem pensa diferente dele? Ele poderia até mesmo alegar "auto-defesa", porém nada justificaria um homicídio naquele nível. Ele odiaria ter que pensar que na primeira vez que ele saiu para sua aventura, já matou alguém, e ainda pior, um velho com tanta idade e experiência, mesmo que tivesse pensamentos ruins.

Ele suspirou fundo, e então tomou a decisão mais sensata a se fazer naquela situação: Ele simplesmente decidiu prestar socorros ao homem. Guardando o bastão novo em suas costas, ele decidiu que pegaria o velho no colo e então sairia pela porta da frente, com o mesmo nos braços, para leva-lo no hospital mais próximo, mesmo que entre a multidão. Odiaria a idéia de deixa-lo lá para as traças, correndo o risco de caso estar vivo, morrer.

— Preciso de um médico... Eu preciso de um médico, nos desentendemos e ele está em perigo... — Diria o garoto, procurando algum médico na multidão. Ele não ficaria esperando muito tempo caso nenhum médico aparecesse, e continuaria indo entre eles para o hospital mais próximo. Caso alguém o parasse e o questionasse, como um oficial, ele diria que precisa leva-lo para um médico, pois o mesmo o atacou e o jovem precisou se defender, fazendo com que ele ficasse ferido, mas que queria ajuda-lo mesmo assim.

Ele iria para o médico e levaria o homem até algum lugar em segurança, ou deixaria nas mãos de alguém confiável que se disporia para cuida-lo, como um possível filho ou familiar, e então iria partir para o oceano, para continuar sua jornada. Pelo menos, o garoto teria a consciência limpa de que fizera o certo, e não deixara o homem apodrecendo. Ele acreditava que aquilo era o certo a se fazer naquela situação, e que assim aos poucos as pessoas se tornariam menos intolerantes, apesar de todos os pesares não contribuirem para tudo. Ele apenas queria buscar a felicidade e seu próprio caminho, e não queria tirar o caminho dos outros para isso, principalmente de alguém que não necessariamente era ruim, apenas cego pelo próprio egoismo.

— Minha aventura começa agora... E eu sei que mais coisas acontecerão assim, mas não posso abaixar a cabeça para a vida. Eu quero mudar o mundo, mudar as pessoas... Quero que as pessoas sejam melhores, sem maldade em seus corações. Quem sabe assim, mortes como a dos meus pais sejam evitados, e quem sabe assim, não existam mais pessoas pobres no mundo, e essa diferença entre ricos e pobres. — Diria Datekyo para si mesmo enquanto buscaria uma forma de sair da ilha. Mesmo que fosse por uma jangada, ou por um barquinho alugado, ele tentaria sair da ilha e continuar sua aventura, como um pássaro que voa pela primeira vez, em busca da liberdade.

~FEEDBACK~


Opinião: Achei o orientador muito atencioso e soube de forma clara explicar como funciona o sistema do fórum. Acredito que a narração está ótima, apenas que acho que deva detalhar um pouco mais algumas coisas (como eu que confundi o tamanho da dobradura do bastão por falta desse detalhe), mas isso não é bem um defeito, até porque eu também poderia ter ido perguntar... E ele com certeza responderia, porque ele foi muito atencioso em todas as minhas perguntas. Demonstrou um ótimo trabalho, me sinto mais preparado para iniciar no fórum do que estaria antes dessa mini-aventura.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
8º Pecado
8º Pecado
Shroud

Créditos : 18
Warn : Mini - Datekyo - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

Mini - Datekyo - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Datekyo   Mini - Datekyo - Página 2 EmptySab 21 Dez 2019, 20:46




...



Apesar das atitudes e ofensas do velho, Datekyo não poderia deixa-lo ali a própria sorte, não sabia se ele estava de fato vivo mas ainda sim não abandonaria o corpo daquele homem ali sem mais nem menos. Tomou o corpo castigado - pela batalha e pelo tempo - em seus braços a saiu cidade afora em busca de ajuda, alguém que pudesse tratar daquele ser, muitas pessoas olhavam com estranheza e comentavam entre si o que poderia ter acontecido mas não se manifestavam efetivamente, até que um homem de cartola e bengala se desgarrou de um grupo andando em direção ao garoto — Eu sou médico garoto, deixe-me vê-lo — vestiu a destra com uma luva branca e examinou de maneira minuciosa o velho, suspirou aliviado antes de erguer os olhos novamente para Datekyo — Ele só está desacordado, foi uma pancada na cabeça, ele deve acordar em um ou dois dias no máximo — contou o doutor acalmando os presentes, mas naquela altura Datekyo já estava um tanto quanto longe pensando no seu futuro ao mesmo tempo que levava em consideração seu passado.

[...]


~Mini-Aventura ENCERRADA~


Observações:

É isso ai, você absorveu bem todas as informações e conseguimos trocar bastante informação sobre a mini e o sistema, você foi o primeiro orientado a concluir uma mini comigo visto que entrei recentemente no chat, então seu feedback vai me ajudar a melhorar para oferecer uma experiência ainda melhor para os próximos jogadores. Sua narração é muito boa e você tem bastante potencial, então não desista do jogo Você está Demitido! Boa sorte na sua jornada no OPRPG e nos vemos por ai.

O que fazer agora que terminei minha Mini-Aventura?
- 1º passo: Agora que encerrou sua mini-aventura basta criar a sua ficha na Criação de Personagens usando o Modelo de Ficha.
- 2º passo: Corra e crie sua aventura. Onde? Há um tópico chamado Crie sua Aventura, lembre-se de que você somente pode criar uma aventura se sua ficha for aprovada e dentro do limite de pedidos de criação de aventura pendentes. Caso haja alguma pendência espere alguém aprovar a aventura anterior, para postar a sua.
- 3º passo: Aventura aceita? Então procure um narrador, onde? Em T.N.D crie um tópico para solicitar seu narrador, e aguarde o ADM responsável pela área escolher um narrador para você.
- AH! Leia as regras para que você não venha a tomar punições.
- Lembre-se você tem 30 dias para pedir os 6 créditos da conclusão da mini-aventura neste link.


____________________________________________________

Mini - Datekyo - Página 2 CeyzDVS

Mini - Datekyo - Página 2 CjEv6j6Mini - Datekyo - Página 2 Bl2U4yo

Awards 2019:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Mini - Datekyo - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Datekyo   Mini - Datekyo - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mini - Datekyo
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: