One Piece RPG
Gato de Convês XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Gato de Convês Emptypor PepePepi Hoje à(s) 05:44

» [Mini - Polyn] Sorriso afetado.
Gato de Convês Emptypor Polyn Hoje à(s) 01:10

» Amigo Secreto - PRESENTES
Gato de Convês Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 00:35

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Gato de Convês Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 00:00

» I - Conhecendo o mundo
Gato de Convês Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:58

» [KIT] Slade Wilson
Gato de Convês Emptypor Achiles Ontem à(s) 22:22

» O vagabundo e o aleijado
Gato de Convês Emptypor Ghastz Ontem à(s) 20:15

» [FP] Kozuki Orochi
Gato de Convês Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 17:34

» Kozuki Orochi
Gato de Convês Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 17:34

» (Mini) Gyatho
Gato de Convês Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 17:30

» [Mini-Theodore]
Gato de Convês Emptypor Shroud Ontem à(s) 16:26

» Sette Bello
Gato de Convês Emptypor Pippos Ontem à(s) 14:38

» I - Pseudopredadores
Gato de Convês Emptypor Megalinho Ontem à(s) 13:39

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Gato de Convês Emptypor Midnight Ontem à(s) 13:16

» Drake
Gato de Convês Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 13:15

» Unbreakable
Gato de Convês Emptypor Ainz Ontem à(s) 12:20

» Shaanti Mochan
Gato de Convês Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 08:21

» Alipheese Fateburn
Gato de Convês Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 07:59

» Nox I - Loucura
Gato de Convês Emptypor Jin Ontem à(s) 03:32

» Kime's here
Gato de Convês Emptypor Kimerado Ontem à(s) 01:35



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Gato de Convês

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Gato de Convês 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 5ª Rota - Pindorama

Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Gato de Convês   Gato de Convês EmptyTer 26 Nov 2019, 16:31

Gato de Convês

Aqui ocorrerá a aventura do(a) marinheira Kariel Catherine. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Membro
Membro
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : Gato de Convês 10010
Data de inscrição : 14/12/2017
Idade : 21

Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Re: Gato de Convês   Gato de Convês EmptyTer 26 Nov 2019, 17:41



Be a pretty bitch!



“O tempo é tão estranho… Parece que foi ontem que cheguei aqui… Miaw”

Kariel permanecia em sua cabeça, os últimos acontecimento foram um tanto quanto perturbadores, o campo de batalha era realmente feroz, não havia como saber se sobreviveria novamente. Por isso deveria estar pronta, mais do que pronta, se é que isso existe, ela tinha ideais simples e objetivos mais simples ainda, porém executá-los seria muito trabalho e provavelmente desgastante.

A jovem andaria pelo porto com naturalidade, a cidade ocupada praticamente toda a extensão da ilha, o que poderia complicar a locomoção devido ao tamanho, o ideal seria encontrar algum tipo de mapa ou ponto de referência para se locomover e saber onde estava e como chegar em seus destinos.

Seu caminhar era suave, sempre como se estivesse desfilando, para ela isso era “não chamar atenção’, mesmo sendo uma gata em meio a centenas de humanos. Discrição sempre. Conforme o vento vinha, periodicamente ela arrumava seu cabelo, para que ele não ficasse bagunçado, usando sua mão direita. Seu olhar permanecia focado em cada pessoas que passasse em seu lado, todos eram suspeitos, poderia existir algum pirata escondido na multidão o que a deixava levemente zangada, com a ideia de algum desses vermes estar próximo a seu corpo.

A primeira questão seria encontrar alguém que pudesse lhe dar direcionamento, algum outro marinheiro ou um guarda, alguém que parecesse saber onde as coisas estariam. Se encontrasse alguém que atendesse a essas características, iria até essa pessoa, tentaria agir de forma mais natural possível.

-Olá.. Bom dia, gostaria de pedir uma informação… - Deixaria claro suas intenções logo de cara e também ficaria atenta na reação da pessoa - Existe algum mapa onde posso estar me localizando por aqui? E se não tiver, saberia onde fica o Banco Mundial e a Base da Marinha?

Ela tentaria usar de todo seu carisma para conseguir as informações necessárias. Se caso conseguisse, agradeceria fazendo uma breve reverência com um sorriso e iria em direção a localização indicada para o Banco Mundial. Onde sacaria um parte de seu dinheiro.

Aproveitaria a situação dessa busca, para analisar a localidade, tipo forma das ruas, as pessoas, o clima, as estruturas e a movimentação dentro da cidade, queria saber se é focada em comércio ou turismo, ou pesca. Seriam conhecimentos úteis para o futuro enquanto estaria naquela cidade. Usaria de seu privilégio auditivo para tentar ouvir informações randômicas durante seu caminhar, vai que consegue usar algo para se beneficiar, isso seria um boa.

Histórico:
 

Objetivos:
 


Thanks Faith @CG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Última edição por SraVanuza em Seg 02 Dez 2019, 16:58, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ainz
Civil
Civil
Ainz

Créditos : 2
Warn : Gato de Convês 10010
Data de inscrição : 10/11/2017

Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Re: Gato de Convês   Gato de Convês EmptySeg 02 Dez 2019, 09:22


Narração

Céu limpo, 33 graus
Manhã, sol forte e ventos fortes,
Localização: Loguetown - East Blue



Gato de Convês - 01

Kariel Catherine








Kariel era recém-chegada em Loguetown e ainda estava perdida em relação a nova cidade, mas a gata não deixava o despreparo transparecer e caminhava com naturalidade e elegância atravessando o Porto da ilha até a cidade propriamente dita. Embora buscasse discrição, alguns poucos homens que ousaram repousar os olhos sob a mink tiveram a surpresa com sua aparência inumana e deixaram isso transparecer quando a gata os encarou de volta, seu olhar era sério e seu semblante parecia levemente zangada – o que potencializou o espanto dos transeuntes.

Catherine buscava sobre tudo informações, afinal transitar por aí sem saber onde está pisando seria uma má ideia, mesmo que o domínio da Marinha na ilha fosse quase absoluto. Assim, a gata avistou um soldado com os fardamentos iguais ao seu, aproximando-se do Marinheiro para pedir algumas informações. — Bom dia! Hm... Um mapa? Então você deve ser nova na ilha, haha! Bem, talvez consiga um mapa no QG, marinheira! — O rapaz era cheio de energia e seu semblante era sempre elétrico e sorridente, parecia uma máquina. Pegou seu queixo com a mão direita, pensativo enquanto girava para se localizar na geografia da cidade. Por nenhum momento deixou de sorrir com os olhos meio arregalados, o que era particularmente estranho à primeira vista. — Ah! Sim, para lá fica o Banco Mundial e para lá fica o Quartel! Seja bem-vinda! — Talvez Kariel achasse que o rapaz sequer notou a aparência incomum dela enquanto este indicava os lugares procurados pela gata com a mão, mas pelo contrário, ele a analisou antes mesmo de ser abordado por ela, não mostrando reação à raça diferente da sua. Assim, ambos fizeram uma breve reverência – o marinheiro bateu continência quase que automaticamente – e seguiram seus caminhos distintos.

Catherine partiu rumo ao Banco Mundial, analisando o caráter da ilha durante sua caminhada. Em seu trajeto, notou que Loguetown se sustentava do comércio, atribuindo isso ao fato de ter inúmeras lojas abertas de todos os tipos de produtos: armas, marcenaria, ferreiros, loja de fantasia, loja de bugigangas, praticamente tudo que se pudesse imaginar. Infelizmente, a gata pôde escutar com suas orelhas pontiagudas os pequenos murmúrios da multidão que abria uma “passagem” no meio da rua para a Oficial da Marinha. ”Ei, ei! Quem é? Um gato agora faz parte da Marinha? Que nojo!” Pequenas vozes se perdiam no meio da multidão, mas ficava a sensação de que todos estavam a falar sobre ela, com risadinhas abafadas e olhares disfarçados com más índoles.

A jovem gata deparou-se com a magnífica estrutura do Banco Mundial erguendo-se em sua vista, um prédio enorme no centro da cidade com aparência luxuosa. Pela indicação do marinheiro de outrora, o quartel da Marinha não ficava muito distante dali, restava à Kariel decidir o que faria primeiro.

Legendas:
 

Npc's:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Membro
Membro
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : Gato de Convês 10010
Data de inscrição : 14/12/2017
Idade : 21

Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Re: Gato de Convês   Gato de Convês EmptySeg 02 Dez 2019, 16:56



Be a pretty bitch!



Em sua tentativa de se localizar, a jovem se depara com um marinheiro energético e não era daqueles de beber. Ele até que tinha seu charme, mesmo sendo levemente estranho, não julgou ela por sua aparência, não que ela tivesse visto é claro, pelo menos ele não transpareceu, então isso a deixa um pouco mais confortável naquele diálogo.

O marinheiro deixa claro os caminhos que deverá tomar para chegar em seus objetivos, ambos se despedem e seguem seu rumos, adorável. Ela se direciona primeiro ao banco, consegue fazer algumas deduções sobre o funcionamento da ilha e alguns pontos sociais mais simples. Porém no caminho, ouve um pequeno insulto, vindo de algum(ns) humano(s) na multidão. Ela poderia explodir ali mesmo e sair gritando com todos, mas ela não era assim, ela mostraria o melhor de si, sua luz interior.

“Como esses anfíbios nojentos ousam falar alguma coisa? Sendo que a maior parte deles é horrível, sem contar esse fedor de humanos não higienizados, poderia devorar todos eles tão facilmente AHAHAHAHA. Miaw.”

Ela de forma bem elegante, para de caminha e se vira na direção onde ouviu as más línguas, de forma majestosa, passa a mão esquerda por debaixo de seus cabelos movimentando eles, que poderiam ser impulsionados pelo vento, já que ele estava ótimo, podendo deixar a cena ainda mais magnífica. E faria seu belo olhar naquela direção com um leve sorriso de deboche, o que era sua marca registrada. Nojo? Eles deveriam louvá-la como a verdadeira deusa da beleza que ela é.

“Engulam isso, porcos nojentos”

Depois ela olha de cima para baixo naquela direção, solta um leve “Humph” e volta a andar. Isso seria o suficiente para seu ego enorme dormir em paz naquela noite. Ela daria de cara com o Banco Mundial, ele de fato era uma estrutura bem elegante e cara. Ela iria adentrar naquele ambiente, esperando não ser maltratada por seguranças e funcionários, porque ai ela ficaria brava.

Naquele momento estaria com uma expressão mais amena, para não gerar suspeitas dela ser uma encrenqueira. Ela iria se direcionar a um dos balcões com atendentes ou a alguma fila que levasse a esse local.  Ao chegar seu momento de ser atendida, ela seria bem cordial e educada.

-Bom Dia, me chamo Kariel Catherine, e gostaria fazer um saque de 166.666 b$. - Ela entregaria o papel que recebeu da recompensa da captura de um pirata - E queria saber se existe vantagem em deixar meu dinheiro guardado em um banco ou se seria melhor eu sacá-lo todo de uma vez. - Ela diz pausadamente e de forma fina, sua postura perante a pessoas que importa era adaptada para ela parecer daquele ambiente, mesmo sendo uma subordinada da marinha.

Ela pretendia sacar um valor específico, para ter dinheiro suficiente consigo, mas se existisse alguma vantagem em relação a segurança e juros, ela deixaria o resto no banco. Após os devidos requerimentos serem realizados, ela se despediu com um sorriso e com uma reverência e sairia de lá. Se caso precisarem de alguma informação a mais ou se tivesse algum problema, ficaria atenta no que fosse necessário para resolver de forma rápida e eficiente.

Após conseguir resolver tudo que pretendia fazer ali, ela sairia da grande estrutura em busca agora, do QG da Marinha. Muitas dúvidas se formaram em sua cabeça sobre ser ou não da Marinha, talvez ela apenas quisesse enfrentar piratas, mas se tornar um subordinada e executar missões diversas a desejo de outros, não era um pensamento que lhe agradava muito. Mas isso seriam dúvidas que deveriam ser sanadas em seu futuro, não naquele momento, ela precisava de uma direção para seguir.

Ela iria até onde foi orientada, a localização do QG. Sempre atenta no caminho, para que se precisasse voltar ela conseguir por conta própria. Continuaria atenta no que conseguisse captar das multidões, sua audição era muito eficiente nesse método, mesmo com muita gente, poderia ouvir pelo menos alguma coisa. Ao chegar no QG, analisaria a estrutura, para saber se é um local bem arrumado. Iria até um local de atendimento, quase o mesmo procedimento do banco. Ela faria de forma educada, porém poderia deixar algumas de suas inseguranças perceptíveis aos olhos. Meio desconfortável e indecisa.

-Bom dia. Bom, me chamo Kariel Catherine, eu já sou uma marinheira, mas gostaria de saber de algumas coisas.. Hum… - Ela olharia para o chão a sua esquerda, sem jeito - Algum outro caminho que possa seguir, então meio indecisa se devo ou não continuar na marinha… Sendo um pouco mais direta.- Ela engoliu a seco, para continuar falando - Eu pretendia ser útil a sociedade de outras formas… Indo atrás de malditos piratas.. Porém não sei se existe um nome para isso. Espero não estar sendo problemática nesse momento.

Ela parecia vulnerável naquele momento. Mesmo que isso não seja de seu praxe, tentaria conseguir a maior quantidade de informações sobre o que ele buscava. Esperava não receber nenhum sermão ou ser reprimida pelo que acabou de dizer. Estava apenas buscando alguma direção que a pudesse levar para um futuro que ela gostasse.

Histórico:
 

Objetivos:
 




Thanks Faith @CG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ainz
Civil
Civil
Ainz

Créditos : 2
Warn : Gato de Convês 10010
Data de inscrição : 10/11/2017

Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Re: Gato de Convês   Gato de Convês EmptyTer 03 Dez 2019, 10:52


Narração

Céu limpo, 33 graus
Manhã, sol forte e ventos fortes,
Localização: Loguetown - East Blue



Gato de Convês - 02

Kariel Catherine








Mesmo diante dos insultos proferidos contra a gata, ela se mostrava com um ar superior e orgulhosa, dedicando um sorriso com uma jogada de cabelos para a direção dos sons desagradáveis que ouvira. Em resposta, os civis viraram a cabeça, talvez por medo de represália ao verem as cores da marinha estampadas nas vestes da gatinha.

Catherine seguiu seu caminho até o Banco Mundial, adentrando-o sem problemas com quaisquer outras pessoas, muito pelo contrário era bem recebida e direcionada para a recepção por um dos agentes que ali trabalhavam. Ela requisitava um saque em um valor muito específico, sendo respondida imediatamente. — Bom dia! Providenciarei imediatamente! — A atendente era uma simpática loira muito bela e formosa, o estereótipo da burguesia, recebendo o papel do depósito realizado pela Marinha das mãos da Mink. A loira começou a vasculhar algo em suas anotações, sendo interrompida por Catherine com uma pergunta. — Logicamente! — Respondeu entusiasmada quando perguntada sobre as vantagens de deixar seu dinheiro no banco. — Além da proteção garantida de seu dinheiro, o banco oferece uma taxa de lucro mensal de 0,1% do seu dinheiro depositado! Além disso, ao sacá-lo você paga ao banco 0,1% do valor sacado, então não se recomenda realizar muitos saques! — A mulher parecia uma metralhadora de palavras, como se houvesse decorado toda aquela fala e simplesmente cuspido tudo de uma vez. — Seu depósito foi confirmado, dito isso, deseja confirmar o saque de 166.666 berries? A taxa paga ao banco será de 166,666 berries. — Indagou à Gata, esperando sua resposta, e se fosse confirmado o saque assim o faria e entregaria o valor requisitado em um saco de dinheiro após requisitar a um dos agentes que trouxessem o valor pedido. — Obrigado pela preferência, tenha um bom dia! — A moça dispensaria Kariel com um sorriso, esperando para atender o próximo cliente.

Feito isso, Kariel dirigia-se para fora do Banco e seguia rumo ao QG da Marinha. Uma estrutura igualmente magnífica que parecia muito bem cuidada, uma vez que Loguetown era uma cidade importante e famosa por seus marinheiros que diariamente cuidavam de piratas e infames que ousavam pisar em suas terras. A Gata se dirigiu à recepção, onde encontrou um rapaz bem aparentado e esbelto, de cabelos escuros e olhos pretos brilhosos. A jovem parecia meio desconfortável durante sua fala, mas não foi julgada em nenhum momento pelo rapaz que a respondeu firmemente. — Bom, é uma pena que se sinta em dúvidas! Mas sim, há outra caminho para aqueles que desejam combater o mal sem estar diretamente envolvidos na Marinha. — Fez uma pausa, vasculhando numa gaveta com vários papéis e puxou um monte deles. Eram cartazes de procurados, que foram rapidamente mostrados para Kariel de modo rápido antes que o rapaz desse continuidade. — Eles se chamam caçadores de recompensas, são como “justiceiros” que caçam piratas com recompensas postas sobre suas cabeças e os trazem para cá, vivos ou mortos. — Ele enfatizou a última parte com um certo ar diabólico, mas talvez fosse só impressão. — Mas obviamente, não há nenhum suporte oferecido a eles pela Marinha, somente o dinheiro pago por seus serviços. — Depois de esclarecido tudo, o rapaz questionou. — Seria uma pena perder uma irmã de armas, mas a decisão cabe a você.

Legendas:
 

Npc's:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Membro
Membro
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : Gato de Convês 10010
Data de inscrição : 14/12/2017
Idade : 21

Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Re: Gato de Convês   Gato de Convês EmptyTer 03 Dez 2019, 21:34



Be a pretty bitch!



Kariel ficaria um pouco chocada com a taxa cobrada por saque, mas não seria um valor TÃO exorbitante também, além do mais que o resto do dinheiro lhe traria um rendimento maior do que do dessa taxa, então não seria um problema, em um mês com o dinheiro no branco, o valor que ela gastaria no saque seria ressarcido. Nisso ela concorda com o termo e sai de lá com o valor sacado menos o valor da taxa.

-Obrigada, bom dia! - Se despede da atendente.

Agora já estando no QG, ouvindo o que o belo jovem que lhe atendia, sua perícia de achar homens humanos atraentes era triste, afinal nem humana ela era, mas havia avistado poucos minks naquela altura do campeonato, então caiu na rede é peixe, seu rabo faria movimentos para cima e para baixo demonstrando insteresse e curiosidade, como uma gatinha que era. Porém naquele momento estava um pouco mais interessada no que ele estava dizendo, do que sua aparência em si. As informações passadas para ela se tratavam sobre Caçadores de recompensa, o que parecia ter seus prós e contras, ela ainda estava muito inexperiente para partir em aventuras de caça a piratas, provavelmente perigosos, sem nenhum suporte externo. Porém ficava pensativa se não saísse da marinha naquele momento ficaria presa a uma instituição pelo resto de sua vida. O que a deixava meio aflita, porém tudo isso poderia ser colocando na mesa.

-Então, eu ainda não me decidi, apenas queria saber quais possibilidades eu teria para escolher. Mas fico me perguntando, estou na marinha a pouco tempo e ainda não tive tanto engajamento ainda. A meu ver, sair agora parece ser mais simples, já que não tenho tanto vínculo. Mas se eu decidisse ficar por mais tempo e talvez concluir missões e coisas do tipo, seria mais complicado ou burocrático de eu me afastar no futuro? - Ela era muito bem articulada em suas palavras, tinha maestria em falar. Porém sabia falar de forma coesa e compreensível, falando numa velocidade em que qualquer um pudesse compreender.

Sua mente realmente ficava em dúvida sobre qual caminho seguir e quais benefícios poderiam ser obtidos em cada decisão. Parecia claro que naquele momento, em especial, permanecer na Marinha era o mais inteligente, porém precisava saber se isso poderia lhe atrasar no futuro, visando algo mais individual e menos institucional. Mas sua decisão no presente dependeria do que o belo rapaz iria lhe dizer.

Se por acaso, ele confirmasse, que mesmo que a jovem se estabelece-se, não lhe causaria problemas para sair no futuro. Ela ficaria um pouco mais aliviada.  Afinal poderia se aprimorar um pouco mais antes de seguir “carreira solo”, como gostava de pensar.

-Ufa.. Bom isso me deixa mais tranquila! - Dá um leve suspiro - Então, acho que poderia ser util por aqui, nesse momento, sou nova então será que tem como me dar uma atualizada, de o que eu posso fazer nesse momento? - Ela sempre falava bastante, mas sendo bem clara e precisa - Acho que no meu posto não posso fazer tantas coisas, mas seria bom começar com alguma missão ou a fazer pela cidade.

Porém se caso o homem confirmasse a hipótese de no futuro seria mais complicado o afastamento. Ela ficaria meio cabisbaixa e reflexiva.

-Bom, então acho que terei de pensar bastante antes de tomar alguma decisão definitiva. Obrigada pelos esclarecimentos e informações. Acho que devo vê-lo de novo! - Sorria e se despediria indo para fora do QG.

Obs.:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 


Thanks Faith @CG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Última edição por SraVanuza em Qua 04 Dez 2019, 14:36, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ainz
Civil
Civil
Ainz

Créditos : 2
Warn : Gato de Convês 10010
Data de inscrição : 10/11/2017

Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Re: Gato de Convês   Gato de Convês EmptyQua 04 Dez 2019, 10:41


Narração

Céu limpo, 33 graus
Manhã, sol forte e ventos fortes,
Localização: Loguetown - East Blue



Gato de Convês - 03

Kariel Catherine








Durante a conversa que se desenrolava, a gatinha abanava seu rabo com certo interesse no esbelto marinheiro que se mostrava deveras educado em seu modo de falar. Kariel expressou sua dúvida sobre os processos burocráticos de findar o contrato com a marinha após um longo período como oficial. — Que nada! Na realidade, é bem comum que marinheiros deixem a grande Marinha e se tornem caçadores de recompensas, muitos consideram uma forma de aposentadoria! Haha! — Explicou com um sorriso no rosto e uma risada aconchegante no final.

A jovem suspirou de alívio, pedindo para que o marinheiro a atualizasse da situação, pois ela parecia meio perdida. — Vejo que você foi transferida para cá por conta própria! Nesse caso, vai ter que se subordinar aos superiores dessa base... Vou lhe apresentar ele, venha comigo! — O marinheiro fez sinal para um dos colegas atrás do balcão e se levantou, tendo sua cadeira assumida enquanto ele saia pela portinhola e convidava Kariel para um pequeno passeio. — Vou aproveitar para lhe mostrar as instalações — Ele estendeu o palmo aberto na direção que seguiriam, com certa cordialidade enquanto esperava a mink o acompanhar.

Passariam pela enfermaria, pelos área de quartos e pelo centro de treinamento – um campo aberto ao ar livre com equipamentos de ponta para treinamentos diversos realizados ali, muito espaçoso por sinal. — Não quero me gabar, mas esse Quartel General deve ser o melhor que há no East Blue! Haha! A propósito, que falta de educação minha, me chamo Rin! — Enquanto se apresentava, chegaram a um cômodo de porta maior e mais robusta, e embora fosse de madeira era extremamente trabalhada com elegância, com o Kanji “Justiça” talhado. Rin deu dois toques na porta com o dorso de sua mão, tão fracos que Kariel talvez se perguntasse se alguém ouviria mesmo estando colado do outro lado. Para sua provável surpresa, uma voz ecoou do outro lado dizendo: — Entre. — E assim fizeram.

— Gostaria de apresentar uma novata transferida, Capitão-Mor Yami! — Rin bateu uma continência perfeita, era como um exemplo de militarismo, olhando para que Kariel fizesse o mesmo. — Esta é Kariel Catherine, uma Oficial que chegou hoje! — Yami estava sentado de costas em uma poltrona olhando para um quadro enorme que tampava sua parede quase por inteira, à cerca de três metros de distância de sua mesa.  — Eu já lhe disse, Rin... Yami está bom. — Yami se levantou da poltrona ainda de costas, suspirando como se fosse rotineiro ordenar que seu subordinado não se referisse a ele por sua patente. — Tenho que dar uma boa impressão, Yami-san! — Rin respondeu meio irônico, abaixando a continência e sorrindo com uma postura mais descontraída. Yami finalmente se virou, revelando ser um homem corpulento e de aura intensa, fazendo jus à sua patente. — Bem vinda ao Quartel General de Loguetown, mocinha. — Se aproximou em passos pesados que podiam ser sentidos de onde estavam a dupla. — O que espera obter aqui na minha cidade? — Seu olhar era intenso, e ele fumava um cigarro comum. Suas roupas eram as padrões de um capitão – Um sobretudo branco com ombreiras douradas repousava em sua poltrona, com ele estava somente uma camiseta branca contrastando com uma calça e sapatos pretos.

Histórico:
 

Legendas:
 

Npc's:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Membro
Membro
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : Gato de Convês 10010
Data de inscrição : 14/12/2017
Idade : 21

Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Re: Gato de Convês   Gato de Convês EmptyQua 04 Dez 2019, 22:39



Be a pretty bitch!



Aquele alívio não tinha preço, para muitos que pretendiam morrer servindo uma causa, isso poderia parecer inaceitável, mas Kariel queria realizar e aprender várias coisas por conta própria, e isso não inclua ser uma subordinada, então se prender a uma organização pelo resto de sua vida era realmente algo que ela não iria desejar. Não iria expressar exatamente essa satisfação, afinal era um ideal apenas dela. Sua orelhas fariam um movimento único e giratório, havia entendido a mensagem.

-Uma ótima forma de se aposentar! - Sorri de forma complacente e em sua mente, o ironia de deixar seu posto militar para saciar um desejo fúnebre de caçar piratas, mais trabalho e não descanso. Mas era exatamente o que ela pretendia, de certo modo, então era hipócrita julgar, mesmo sendo engraçado.

“Subordinar ao superiores dessa base…. Hum.. Não soa tão bem quanto eu imaginada...”

Se subordinar. Isso realmente era algo inevitável naquele ponto, porém ainda possuía receio com essa palavra, ela soa pesada e perturbadora de alguma forma, isso deixava Kariel desconfortável, tentaria não expressar essa parte de seus pensamentos. Sua cauda balança para os lados, de forma graciosa.

-Claro, eu lhe acompanho, isso seria uma boa, afinal devo ficar aqui por um tempo. - Curta e direta. Em sua cabeça, estaria indo assinar o termo com o diabo. Um chefe. O manda chuva.

“Grr.. Miaw! Ele é tão bonitinho...  Devoraria ele numa mordidinha, grrrr”

Seguiria Rin, que ainda não havia se apresentado, porém que já lhe estava sendo muito útil, facilitando o conhecimento do local e dando-lhe alguns avisos úteis sobre a base.

-Rin, um nome interessante. Muito prazer! - Ela sorri de forma simpática.

Ao continuar de seu reconhecimento de terreno, chegam até um cômodo diferente, possuindo uma porta bem maior do que as demais. Rin dá leves batidas, que fazem Kariel dar um leve sorriso de canto de boca.

“Nenhum humano seria capaz de ouvir algo tão bai..”

Antes mesmo da gata terminar suas insinuações mentais de como seres humanos são inábeis quanto bebês minks, uma voz ecoa de dentro da sala. “Entre”. Os olhos da gata se arregalam por um breve momento, talvez nem seja notado por Rin, mas aquela pequena reação poderia ter um autor inestimável. Como alguém comum conseguiria ouvir? A resposta era simples, não seria alguém comum. E isso intrigava a gata. Fazendo-a imaginar, que tipo de criatura seria o responsável por aquele QG.

Então entraram. A primeira coisa que seus olhinhos felinos iriam focar, seria o grande quadro, o qual aquele ser deveria estar encarando. Ele era realmente bem grande. Depois notaria a formalidade de Rin, sua postura era bem rígida e talvez ao olhar para Kariel, sinalizasse para fazer o mesmo. Ela repetiria seu movimento, mas talvez com um toque a mais de elegância, como de seu praxe. Mesmo que de forma sutil.

“Capitão Mor.. Grrrr… Isso parece extravagante… Yami… Hum”

Ela esperaria dar uma boa olhada no então Capitão quando ele desse a vista. Eles teriam uma conversa rotineira, como se ele sempre pedisse o mesmo para Rin. O que deixaria a gata curiosa sobre o nível de formalidade padrão ali e como ela deveria tratá-lo, afinal era claro que não possui o mesma grau de intimidade com aquele Capitão. Notando a mudança de postura de Rin, mesmo não indo ao um nível tão descontraído, poderia não estar como uma estátua naquele momento, então relaxava, mesmo tensa com aquela presença. Seu rabo faria movimentos um pouco mais agitados, porém seguindo os mesmo movimentos, para o lado e para o outro.

-Muito obrigada, senhor! É um prazer conhecê-lo! - Seu tom de voz seria bem controlado, não sabia que tipo de pessoa ele era, porém possuía uma forte presença. Isso sem contar sua aparência. Miaw do céu. Se Rin estivesse competindo, perderia de lavada. Ele era uma enorme figura musculosa e imponente.  Ele direcionou seu olhar para a gata assim como uma pergunta.”O que espera obter aqui na minha cidade?”. Deveriam existir diversas respostas para isso. Porém parte delas era exclusivamente sobre Kariel e seus pensamentos para o que desejaria dali para frente.

-Quanto a obter eu não sei, mas desejo me tornar implacável, senhor. E preciso percorrer todos os caminhos necessários para isso. Loguetown parecia um excelente destino para começar a me aperfeiçoar. - Ela poderia soar rígida demais nesse momento, mas era a forma que tinha para se expressar naquele momento. Nenhum resposta doce ou benevolente. Apenas a simplicidade de uma gata feroz.

Histórico:
 

Objetivos:
 



Thanks Faith @CG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ainz
Civil
Civil
Ainz

Créditos : 2
Warn : Gato de Convês 10010
Data de inscrição : 10/11/2017

Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Re: Gato de Convês   Gato de Convês EmptyQui 05 Dez 2019, 10:54


Narração

Céu limpo, 33 graus
Manhã, sol forte e ventos fortes,
Localização: Loguetown - East Blue



Gato de Convês - 04

Kariel Catherine








— Hum! — Yami abriu um sorriso pequeno ao ouvir a resposta de Kariel. — Gostei dessa aqui. — Olhou para Rin, como se aprovasse a menina a sua frente. Rin sorriu de volta, pareciam velhos amigos. — Então, tenente Rin, deixo-a sob seus cuidados. — O capitão revelou a patente de Rin e deu as costas com as mãos para trás, evidenciando seus deltoides e músculos dorsais bem trabalhados. — Espero grandes resultados, Catherine. — Yami olhou de canto, sua sentença parecia mais uma ordem, tamanha era sua presença e tom de voz grave.

— Então, com sua licença, Capitão. — Rin bateu continência outra vez e se aproximou da porta, abrindo-a para dar espaço para Kariel e passando após a companheira. — Dispensados. — Yami completou antes que Rin se mexesse da continência, dispensando a ambos de sua sala.

— Bem, espero que esteja com fome, por que eu estou. Haha! — Rin deu uma risadinha, dirigindo-se para o refeitório. Já era hora do almoço, então o salão embora grande estava um pouco cheio, mas não seria problemas encontrar lugares para se sentar. Os marinheiros de Loguetown observavam dos pés à cabeça a nova marinheira do local, podendo trazer certo desconforto ou simplesmente alimentar o ego já enorme de Kariel.

Os pratos estavam sendo servidos pelos cozinheiros conforme andavam em uma fila, as opções eram: arroz ou macarrão, verduras e vegetais, carne ou frango e um suco de laranja. O básico para sobrevivência, e as quantidades ficavam à critério do marinheiro em questão, mas só se ele tivesse coragem de pedir mais comida ao cozinheiro grandalhão. Sério, de onde saem tantos brutamontes? — Sinta-se à vontade! — Rin pegou um prato e talheres, indo para a fila como qualquer outro marinheiro. — Depois daqui temos um serviço, então descanse o que puder em uma hora e vá para a sala do capitão outra vez. Bom almoço! — Assim Rin se despediria depois de pegarem seus respectivos almoços, indo almoçar com os colegas mais próximos e deixando Kariel à própria sorte com os marinheiros desconhecidos. Era um teste de sobrevivência, ser aceita pelo ambiente ou ser engolida por ele.

Histórico:
 

Legendas:
 

Npc's:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
SraVanuza
Membro
Membro
SraVanuza

Créditos : 12
Warn : Gato de Convês 10010
Data de inscrição : 14/12/2017
Idade : 21

Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Re: Gato de Convês   Gato de Convês EmptySex 06 Dez 2019, 13:33



Be a pretty bitch!



Exclusivamente, naquele momento, a gata não havia feito nada pensando em agradar ninguém, apenas se expressar, porém ter uma aprovação de alguém com grande patente para algo que realmente era seu objetivo lhe dava um pouco mais de motivação.

Cada vez mais era claro que a relação entre eles era mais que apenas profissional, havia certa cumplicidade, algo pessoal, o que tornava aquilo ainda mais estranho, afinal ela era uma desconhecida, sendo avaliada por dois amigos? Algo do tipo. Mas não se deixaria sua mente te sabotar justo num momento crucial como este. Continuando naquela conversa,  Yami coloca na mesa a patente de Rin, o que deixa a jovem ainda mais pressionada, aquele não era simplesmente o moço da recepção, mesmo que aquela cena dele saindo da cadeira e chamando alguém para lhe substituir tinha a feito pensar, isso deixava tudo mais evidente.

“Grrr.. Tenente! Esse rapazinho… Seus cuidados???”

-Sim, senhor! - Dizia sobre a fala de Yami. Era óbvio que ele tinha de esperar grandes coisas dela, Kariel é fantástica, nada que ela faça é pequeno. Sempre uma estrela.

Rin novamente faz sua continência, ficaria na dúvida se deveria repetir o gesto, mas não tinha tempo para perguntar, ela imita sua última feição, ainda não estava acostumada a lidar com sua subordinação a patentes superiores a sua. Era complicado. Após ter o caminho aberto e a dispensa de Yami, Kariel sai pela porta, na frente de Rin.

“Fome? Eu nem tinha pensando nisso… Quando foi a última vez que comi? grrrrr..”

-Parando para pensar.. Eu estou sim… - Falava com um pouco de receio, havia acabado de chegar e já iria comer, em sua cabeça isso parecia errado, mas não iria rejeitar comida naquela altura de sua fome. Ele ria de forma descontraída, o que deixava o clima um pouco mais leve. A gata ficava se perguntando se agora que sabia sobre a verdadeira patente de Rin, se deveria chamá-lo de senhor ou algo do tipo. Talvez essa pergunta devesse ficar para outra hora, visto que o salão estava cheio e os olhares curiosos se dirigiam a estonteante beleza de Kariel. Seus olhos douradas era como laser´s que observavam a todos ali, queria fazer uma limpa de quem poderia ser interessante de se aproximar ou não.

Seu ego como sempre massageado por olhares, ela sentia o poder que emanava por sua aparência “grotesca” e isso a deixava extremamente confortável, afinal era seu local de fala: O centro das atenções. Seu caminhar como sempre carregado de elegância e pomposidade, nem parecia que era apenas uma marinheira comum sem nenhum cargo e nenhuma importância para a instituição, mas em sua mente, aquela passarela era dela.

Junto a Rin, iria para o local onde a fila se formava, caminho para pegar sua refeições. Dentre os opções coisas bem comuns e que eram o suficiente para nutrir alguém que provavelmente faria um trabalho relativamente pesado. A jovem também tinha isso em mente, Rin informava que em uma hora, deveria estar novamente na sala do capitão, onde seria designada para alguma missão. Isso a deixava excitada, afinal precisava de uma pouco de ação. Ela acena com a cabeça positivamente, deixando claro que compreendeu, ela não poderia exagerar, afinal se comece muito a fadiga iria vir com muita força e isso poderia atrapalhar dependendo de que função/missão iria executar. Com isso em mente ela pega seu prato e seus talheres indo pedir sua comida.

Mesmo que aquele cozinheiro pudesse ser intimidador para soldadinhos fajutos e covardes, nem ao menos chegava a fazer seu rabo tremer. Sua expressão seria a mesma caso fosse um monstro ou uma senhorinha servindo a comida, com olhos atentos e curioso avaliava o que queria pedir.

-Bom dia, eu gostaria de macarrão, mas não muito. Legumes e … Frango! - Essa última palavra se destacava das demais, como uma gatinha poderia evitar, era sua natureza - E a suco, por favor! - Tendo recebido tudo como pediu, iria agradecer e sorrir.

Esperava não ter nenhum problema com aquele cozinheiro. Se não teria de, talvez, quem sabe, mudar um pouco sua postura educada. Agindo de forma um pouco mais áspera.

Com tudo colocado em seu prato. Agora era uma parte essencial, escolher seu local. Como na prisão, para mostrar algum poder ou influência, para se colocar em destaque, você não esfaqueia o magricela no canto, você vai na jugular das vadias mais fortes e perigosas. Ela avaliaria de forma rápida, eficiente e discreta onde estariam as cadeiras desocupadas e quem frequentava cada mesa.

Sua primeira opção seria uma mesa com figuras femininas fortes, caso não existisse, teriam de se masculinas mesmo. Caso essas possibilidades não pudessem ser cogitadas, procuraria mesas com o máximo de assentos possíveis, ou seja, com menos pessoas ou pessoas dispersas, que pareciam não interagir umas com as outras, deixando ela fora de “panelinhas” naquele momento.

-Esse lugar estar ocupado? - Perguntaria com humildade, apenas querendo sabe se de fato estava vazio ou se a pessoa estivesse se ausentado por algum motivo, caso a resposta seja positiva, sentaria. Se fosse negativa, buscaria outro lugar para se sentar, usando os mesmos fatores anteriores. Porém se fosse dado alguma resposta irônica de forma a desrespeitar ela, ela desceria até o mesmo nível - Espero que sua eficiencia não seja tão pequena quanto seu senso de humor, se for a Marinha está acabada. Humph!

Nos outros casos iria acenar com a cabeça de forma educada e positiva. Quando conseguisse se sentar, se mostraria aberta a algum possível diálogo entre ela e outros marinheiros da mesa. Porém não iria iniciar nenhuma conversa, apenas responderia se fosse necessário. Ela comeria bem tranquila, mastigando várias vezes para que sua digestão seja bem feita e bem rápida, para que atrapalha-la mais pra frente, ela manusearia os talheres de forma bem sofisticada, era possivel ver seu rabo e olheras se mexerem conforme comeria o frango, seus olhos pareceriam mais adoraveis do que de costume, mas era apenas um momento de satisfação, não se distraiam, ela ainda pode cortar seus pescoços e falar "miaw" no final.

Se não houvesse maiores questões, e conseguisse comer sem problemas, levaria seu prato até o local indicado para pratos e talheres sujos.  Se ainda tivesse tempo poderia dar uma volta antes de voltar para a sala do capitão, isso ajudaria a digestão e deixaria mais confortável fisicamente falando.

Histórico:
 

Objetivos:
 


Thanks Faith @CG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Gato de Convês Empty
MensagemAssunto: Re: Gato de Convês   Gato de Convês Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Gato de Convês
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Loguetown-
Ir para: