One Piece RPG
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 1:30

» Amaya
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 1:21

» [Ficha] Mika Mizushima (Em Construção)
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Revescream Ontem à(s) 22:47

» Livro Um: Graduação
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 21:31

» ~ Acontecimentos ~ Utopia
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 20:51

» Cap. 2 - The Enemy Within
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 20:10

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Dogsofain Ontem à(s) 19:52

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Alê Ontem à(s) 19:17

» II - Growing Bonds
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor War Ontem à(s) 18:57

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Licia Ontem à(s) 17:40

» Drake Fateburn
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 16:13

» Ficha - Alejandro Martínez
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Domom Ontem à(s) 14:50

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 13:11

» O Legado Bitencourt Act I
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 12:18

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 12:09

» Ryuzaki Loster
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Revescream Ontem à(s) 11:37

» Bakemonogatari
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 10:44

» 7º Capítulo - A Guerra do Apocalipse!
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Far Ontem à(s) 9:34

» III - Grand Line
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 1:45

» Thomas Kenway
Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 1:33



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Island End! Goodbye Utopia!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Island End! Goodbye Utopia!   Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 EmptySab 23 Nov - 23:52

Relembrando a primeira mensagem :

Island End! Goodbye Utopia!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Fanalis B. Ria. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Wander
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 05/07/2013

Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Island End! Goodbye Utopia!   Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 EmptyQua 8 Jul - 21:49


Ouvindo todas aquelas informações percebi que mesmo com tanto tempo no mar ainda havia muito a se descobrir. Acompanhei sua explicação com o rosto inquieto formando as mais variadas expressões de surpresa... Era tanto conhecimento novo que sentia que precisaria de um bom descanso essa noite para não esquecer de nada. E em dado momento achei que ele citaria algum haki que justificasse minhas habilidades como médium, mas como esperado tal graça era tão rara que até mesmo o magnata desconhecia.

Quando ele falou sobre logias e o haki do armamento, fiquei surpreso. - Logia? Hum... Entendo. - Era a primeira vez que ouvia esse termo, mas logo entendi que ele tinha poderes que concediam uma capacidade de sair ileso contra alguns ataques, assim como eu. Essa não foi minha única observação, pois pude associar facilmente aquele tipo de haki com a faca especial que conseguia me ferir. Era mais uma descoberta e tanta para se levar adiante em minha jornada.

- Ah, que chato... Então esse haki surge mais em heróis? Que pena... Nunca fui fã dessas histórias previsíveis, então acho que não combino com o "haki do conquistador". - Opinei sobre tal talento raro me sentindo meio frustrado.

Já quando ele citou a existência de uma professora que poderia me ajudar a dominar àquela clarividência, não pude evitar sentir empolgação. Em meio ao meu cansaço uma onda de ansiedade e curiosidade me arrebatou deixando uma sensação que flutuei por alguns segundos antes de dar minha resposta.

- Rapaz, não sou muito chegado a chicotada não... Mas se ela for bonita abro exceção. - Diria com um bom humor enquanto alongava o corpo em uma tentativa de afastar a fadiga ao menos momentaneamente. - Vamos lá conhecer essa pessoa. No caminho você me conta como ela é. - Aceitaria a proposta e lançaria uma piscadela para ele. Queria saber como lidar com ela, principalmente se fosse um alvo em potencial. Esperava que Erick, como um galanteador, entendesse a mensagem apenas com aquela piscada.

Mesmo exausto depois da exploração marítima seria um desperdício enorme deixar essa oportunidade passar em branco. Era a minha chance de tanto conhecer uma mentora quanto aprender a atuar para dar mais credibilidade aos meus disfarces.

- Ah! Já ia esquecendo... Vocês receberam a última edição do jornal? Queria me atualizar com as últimas noticias. - Lembraria desse detalhe antes de acompanhar o anfitrião. Caso me arranjassem esse item, pegaria ele e passaria o olhar pelas principais manchetes em busca de alguma noticia quente.

Lendo ou não o jornal, trataria de me apressar para seguir até a chicoteadora - Mostra o caminho, vinhozeiro... Vinheiro... Cachaceiro... Pera, como é que se chama sua profissão mesmo? - E me colocaria a acompanhar ele em seu trajeto, atento para ouvir qualquer outra informação que ele me disponibilizasse.

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Island End! Goodbye Utopia!   Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 EmptyQui 9 Jul - 7:44

Awaken me
Bring back my heartbeat
Bring back the warmth of skin
The world we were living in

A historia tinha tomado um rumo bem informativo e o rapaz tinha aprendido bastante sobre os poderes que ele poderia ter, ou é claro que seus inimigos poderiam. De uma forma ou de outra ele tinha entendido melhor sobre o assunto. Mas logo o topico mudava para a tal professora encantadora. Ele comentava de bem, levar chicotadas não ser o foco ali, mas apanhar de mulher bonita é uma dádiva não é?

E o garoto então começava a guiar ele pelo caminho dentro da casa até a zona que ela dava aula, Gregory mais uma vez podia notar que era realmente um lugar bem chique, as paredes tinham uma pintura impecável, e ele podia ver algumas obras de arte ali penduradas, entre elas uma peculiar que era de um pescador pescando uma sereia que estava como veio ao mundo na imagem.

Além disso o piso era todo macio recoberto com algo tipo um carpete, era algo do tipo que dava para dormir se deitasse ali naquele corredor. Já Erick ia falador contando sobre a professora dele.- Ela é minha professora e mestra de auto defeza, bom, ela tem uns 45 anos mas não parece nem um pouco, na verdade olhando pra ela, você vai achar ela mais nova que eu.- Ele dizia com uma certa empolgação ao falar dela, provavelmente por apresentar um grande carinho pela peculiar moça.

E não parava por aí ele passava um pouco mais de informações. -Ela é bastante rígida com aprendizado, e tem o “Chicote da disciplina” ela usa ele pra incentivar alunos como eu a realmente aprender… Claro ela não usa isso com alunos normais… Só com os como nós já meio “Calejados” - ele até tentou esconder que ele ia chamar os dois de velhos mas não dava muito, realmente era assim que soava.

No fim passando por uns 8 corredores e portas e portas, e portas e portas… Eu já disse portas? Finalmente eles chegavam a uma salinha cheia de cadeiras bem confortáveis, estofadas e com assento bem macio. -É ela, aquela com o livro e óculos- falava ele apontando para a mulher lá a frente que ensinava 3 pessoas sobre o assunto.

Ela era realmente bonita, e era completamente inacreditável sua idade… Era facil chutar, 18 ou 20, mas jamais 45… E se olhasse pra ela era simplesmente impossível dizer isso. Ela tinha um cabelo preto curto, e uma pinta no rosto que destacava-se de sua pele clarinha, suas roupas sociais com um belo decotão, realçavam ainda mais o tamanho dos seus seios que por sinal já eram bem consideráveis.

Mesmo sendo uma roupa social, ela era bem justa e destacava as curvas de sua cinturinha fina e o tamanho grande de seu quadril que seguia para uma saia curta aberta lateralmente com uma meia calça ligada ali que destacava muito bem o tamanho das coxas da garota, que poderiam fazer um cego babar.

Seja como for ela tinha envelhecido muito muito bem!! Mas não era só isso, a voz dela recitava naquele momento alguns trechos da peça que ela estava explicando, e era simplesmente perfeita, era como ouvir um anjo falar, e a oratória da moça era impecável, sem um gaguejo, ela vivia o personagem intensamente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Quando ela teminava o trecho, Erick se aproximava dela falando com ela. -Sensei Alícia, queria te apresentar um rapaz que conheci.- Dizia ele pronunciando o nome dela, era interessante por que o A do nome tinha um tom puxado pro E, pronunciando quase “Eilicia” e assim como mediador ele deixava que a moça se aproximasse dele, ela descia do pequeno palcozinho em que estava com os alunos, dizendo para eles esperarem um pouco e caminhava para fora dali.

Ela se aproximava de Gregory e falava.-Boa noite rapaz, eu me chamo Alícia Alexandra Gregorovith, como se chama?- diria ela estendendo a mão enquanto lhe propunha um aperto de mãos naquele instante, seja como for aquela era a introdução dele a uma moça bem interessante.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wander
Pirata
Pirata
Wander

Créditos : 14
Warn : Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2013
Idade : 22
Localização : Não sei :D

Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Island End! Goodbye Utopia!   Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 EmptyQui 9 Jul - 22:04


No caminho tive a chance de admirar mais provas de grande fortuna enquanto meu colega ia elevando minhas expectativas sobre a professora. Foi um caminho longo dentro daquele casarão até chegarmos numa espécie de teatro. Ter uma sala daquelas em casa era algo digno de admiração, mas nada daquilo se comparava à presença daquela mulher sem igual. Assim como minha face amolecia numa expressão mista de alegria e surpresa, meu corpo pendia para trás quase como se eu me tornasse um papel flutuando numa corrente de felicidade. Me apoiei na parede enquanto sentia o coração se agitar reforçando toda a ansiedade do meu corpo... Era uma sensação que apenas um homem apaixonado pode descrever.

- É... Será um prazer tomar umas chicotadas. - Comentei para Erick assim que coloquei os olhos naquela mulher. Como um homem de palavra, deveria cumprir minhas promessas. E assim antes da chegada da moça, tratei de recompor a postura e dar uma arrumada no cabelo.

- Willard... Willard Smith. - Responderia prontamente à sua pergunta e pegaria sua mão suavemente para acolher seu cumprimento. Era doloroso ter que dar o nome de meu alter ego para uma mulher daquela, mas tal inconveniente desaparecia em meio ao prazer de conhecê-la.

- Lembre do que aprendeu antes, garoto. Se elogiar logo de cara você já começa perdendo... - Kabu surgia para me aconselhar enquanto admirava a beleza do recinto.

- A propósito, até no nome você consegue ser bela... Impressionante. - Lançaria meu primeiro flerte, com um sorriso de canto de boca estampado no rosto. Meu foco era tanto na moça que acabaria por nem lembrar da existência do fantasma sábio ali do lado.

Depois de algum tempo em silêncio para admirar as reações que Alícia teria, trataria de explicar minha visita. - Então... Erick me contou sobre você e não pude deixar de ter interesse em gastar algum tempo em sua companhia... - Diria isso e então ficaria um tempo calado para deixar essa frase de sentidos ocultos provocarem ela. - ...Inicialmente como aluno, mas quem sabe não acabamos investindo mais tempo nessa relação? - Me introduziria de maneira ousada, mas não é com atitude que se fisga as oportunidades?

Aprendizado de perícia Atuação

Naquele momento com toda a frieza do mundo ela me lançou apenas um olhar e comprimiu os lábios carnosos apenas um pouco. Isso foi o bastante para eu sentir um frio me percorrer a espinha... Mas isso não por conta de sua aura sedutora, mas sim por que naquele instante eu entendi a mensagem mesmo que ela não usasse palavra alguma. Era como se dissesse "um moleque que não consegue nem mesmo esconder o nervosismo acha que tem alguma chance comigo?". Não só isso como também senti uma intenção assassina naquele olhar e logo entendi que foi com ela que Erick aprendeu a conter seus impulsos.

- Se quer mesmo aprender algo, junte-se aos outros. - Ela virou e voltou para o palco, deixando que eu participasse de suas aulas. Eu a segui, chacoalhando a cabeça tanto para afastar minhas observações sobre aquele olhar quanto para ignorar um pouco sua aparência sedutora. - O que já sabe sobre arte? - Ela questionou.

- Bom... Eu sou bem articulado, mas nunca mergulhei a fundo em atuação. - Tentei escolher as palavras que refletiam minha técnica naquela área.

- Então não se considera nem um ator amador? - Ela parou e me lançou um olhar com traços de irritação e desdém. Acenei com a cabeça, confirmando sua afirmação. Ela suspirou, mas não parecia surpresa. - Mudei de ideia. Você só iria atrapalhar os outros. Enquanto ensino eles você vai ler esse livro... - Ela me entregava um livro com lições de atuação. - E logo minha assistente vai te trazer outros. Tente terminar ele ainda hoje, senão me recuso a te ensinar algo.

Ela seguiu para o palco e eu fiquei ali parado por um tempo. Ela tinha razão, eu seria só um fardo se já subisse ali sem saber nem o básico. E, por isso, comecei a analisar o material que encontraria naquele livro. Tomei nota de todos os ensinamentos e dicas que ali encontrava sobre a arte de forjar emoções e atuar na pele de personagens. Certamente era uma leitura demorada, mas eu conseguia pegar os conceitos base daquela arte.

Logo mais um dos artistas amadores surgia para me entregar mais um livro para eu prosseguir com meu estudo teórico. Era um estudo denso, mas para um ávido leitor como eu era apenas um desafio que eu tinha certeza que superaria.

- Willard. - Em dado momento a professora me chamava ao palco. Aparentemente seria minha vez de praticar e, com isso, deixei os livros de lado para atender o chamado. - Terminou a leitura? - Ela me intimou assim que subi.

- Li o bastante. - Disse com confiança.

- É mesmo? Então me mostra uma cena triste. Improvisa, agora. - Ela me cobrou com seriedade e só com isso ela já conseguia quebrar minha falsa confiança, me deixando ser acometido por um nervosismo. No fim respirei fundo e tentei deixar as ideias fluírem.

- Minha irmã... Deixei ela se perder no caminho da pirataria... - Com a voz pesada e uma melancolia crescente comecei a contar a história de meu personagem. - O certo seria impedi-la, eu sei, mas... Eu destruí os sonhos dela quando mais nova... Pois é, sempre que ela surgia com uma ideia brilhante eu tirava sua inspiração tirando sua fé que ela conseguiria. - Minha mão passou em meu rosto, coçando os olhos para secar as lágrimas e depois massagear o rosto para deixar a tristeza ainda mais aparente. - ...E quando amadureci e olhei para trás me senti tão culpado por essa interferência que decidi que não o faria mais, mesmo que ela se metesse em algo errado. - E então caí de joelhos, projetando mentalmente eu pegando o corpo inerte de minha irmã em meus braços e repousando sua cabeça em minha coxas.

- E agora que vejo o resultado de minha escolha sinto dor, mas não com o mesmo peso do que quando percebi que destruí seus sonhos... Eu me pergunto, fiz a escolha certa? - E deixei uma lágrima rolar depois de muito esforço para chorar.

E então limpei as lágrimas, me levantei e olhei para o público para ver o feedback imediato. E nisso me deparei com o rosto enojado de Alícia.

- Isso foi sua atuação de tristeza? Nem se fosse um relato real eu acreditaria. Começando pela expressão, ela deve se formar assim... - Ela puxou um dos atores pelo braço e o fez forjar uma expressão de tristeza. Ao observar a naturalidade com que ele fazia isso até espelhei seu sentimento e me senti triste apenas por empatia. - Pratique com eles e tente melhorar sua técnica.

E assim me aproximei dos atores e tentei acompanhar eles em suas demonstrações dos roteiros que tinham em mãos. Raiva, desespero, medo, tristeza ou amor... Meu rosto se moldou ao tentar simular os mais variados tipos de situações. Imitei os amadores e tentei criar minhas próprias maneiras de fazer aquilo. Nisso, passei um bom tempo praticando tal habilidade até que eu retornasse até a professora para buscar mais uma chance.

- Alícia, peço mais uma chance... - E ao ter sua atenção pigarreei para assumir o papel de um novo personagem. Dessa vez eu fui malandro, pois interpretei um papel bem próximo de minha realidade para ficar mais convincente.

- Imaginem um mundo onde há apenas duas dimensões. Lá só existe esquerda, direita, frente e trás. Um ser tridimensional, como nós, teria dificuldades em interagir com os indivíduos desse mundo. Isso pois lá não existe cima e baixo, então o visitante seria invisível aos seus olhos... - Comecei explicando o contexto do personagem, gesticulando para ilustrar minhas palavras. - ...Agora imagine o nosso mundo tridimensional e um visitante como sendo um fantasma preso na quarta dimensão. O ser humano ainda não tem ferramentas para enxergar ou interagir com ele... Mas... - Com isso usaria uma técnica de voz onde apenas pela tonalidade dela eu começaria a deixar a história com mais suspense. - ...Existe gente sensível que consegue enxergar essa quarta dimensão. E eu sou um deles. - E meu olhar cairia sobre Alícia, com eu encarando ela deixei subentendido que havia algo que eu enxergava ali que os outros não conseguiam. - E vejo que sob você há três desses visitantes do outro mundo... - Disse enquanto diminuía nossa distância com aquele olhar fixo aterrorizante.

Fim de aprendizado

- E o único jeito de te livrar dessa maldição... - A pegaria pela mão e a puxaria para perto, como se agisse para tirá-la de perto da ameaça. Mas logo isso se converteria numa situação menos tensa e mais sedutora, pois acalentaria ela passando minha mão por trás de suas costas para só então terminar minhas palavras. - ...É com um toque de nossos lábios. - E minha expressão se converteria num olhar acolhedor e um sorriso despreocupado. Em seguida tentaria aproximar meus lábios dos dela para concluir a cena com um beijo técnico que duraria alguns instantes.

Ali terminaria a minha atuação, com eu largando ela logo em seguida. Estaria satisfeito em aprender tal habilidade e também ter a oportunidade de conhecer uma mulher tão maravilhosa.

Histórico:
 

____________________________________________________

Falas
Pensamentos
Esquizofrenia (Fantasia)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

RIP:
 

Titulo Internacional:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Island End! Goodbye Utopia!   Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 EmptySab 11 Jul - 6:04

Awaken me
Bring back my heartbeat
Bring back the warmth of skin
The world we were living in

A apresentação dos dois funcionav muito bem, quando a mulher aceitava ensinar-lhe a arte de atuar. Era um processo minucioso e demorado, pois existia teoria, pratica, mas além disso… PAIXÃO, sim a mulher do chicote cobrava paixão nos momentos.

Todo o treinamento terminava em um beijo tecnico, depois das 3 horas de aprendizado que eles dividiam ali, aprendendo o melhor que podia sobre o assunto. E nesse momento após o final da cena, a mulher comentava.-Acredito que é um bom começo, não deixe de praticar e pode se tornar excelente.- dizia ela com um tom de voz bem calmo e tranquilo, era até interessante de ouvir, pois o “Excelente” vinha com um sotaque bem carregado, puxando o EEXX, que poderia dar uma pista que a mulher se originava de alguma ilha Exotica. Erick que tava ali assistindo também levantava para ir ali.

Ele estava bem animado, apesar de ter ficado só observando os treinos parecia gostar de ver o que acontecia como um todo, assim ele não podia deixar de comentar.-Acho que foi um bom ensaio, talvez desse pra a gente apresentar isso aí em algum lugar, e cobrar uma grana-ele comentava como se dois cifrões preenchessem o lugar de seus olhos, sua fala trazia toda uma empolgação conjunta, enquanto dava pra ver que o seu polegar roçava nos outros dois dedos, como se estivesse segurando uma nota.

Não era a toa que o cara era um ricaço afinal, ele tinha realmente uma boa visão de negócios e a tutora dele logo o repreendia.-Nem toda a arte é vendida, as vezes arte é só arte, e já está muito tarde, aconselho vocês a irem dormir, são 23:50 da noite agora, devem ter um dia longo amanhã.- ela comentava aquilo não com um tom de voz irritado, mas brando, entretanto, sim, soava em discordância. Erick não tinha percebido o horário arregalava os olhos percebendo que isso é verdade.

Assim ele realmente precisava ir dormir já que no próximo dia, ele teria de começar sua jornada pela ilha para resolver seus negócios.-Caralho, ta tarde mesmo, bom, se quiser te mostro onde fica o quarto de hóspedes, acho que é uma boa ideia a gente ir descansar mesmo.-comentava ele ao ouvir isso.

A mulher então esticava os braços se alongando e dando um longo bocejo e começava a se mover em direção a porta, onde ela tinha clara intenção de já ir para seu quarto ou algo assim.-Essa escolha aí é de vocês, mas eu vou me retirar. Turma estão Dispensados, se precisarem de mim estou disponivel depois das 10:30, só me procurarem.- e assim sensualmente ela deixava a sala, seu rebolado era marcante, deixava uma sensação hipnotizante no ar.

Os dois alunos que estavam ali, iam se retirando também do lugar dado que sua aula tinha acabado e não tinha mais o que fazerem ali, eles apenas acabaram assistindo um outro aprendizado, logo iam aos poucos se afastando. A noite tinha sido longa, acompanhada de uma grande viagem, muito combate, muita bebida, e aprendizados árduos e sofridos, então o cansaço de certo só não havia pesado mais forte por conta da adrenalina gerada nos corpo.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wander
Pirata
Pirata
Wander

Créditos : 14
Warn : Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2013
Idade : 22
Localização : Não sei :D

Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Island End! Goodbye Utopia!   Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 EmptySab 11 Jul - 15:49


Com aquela conclusão calorosa, fechei a apresentação e minha noite com chave de ouro. - Pode deixar. O que não vai faltar é disposição para isso. - Respondi ao elogio da professora com o melhor sorriso que podia esboçar diante de meu cansaço. Ainda estava ofegante por conta da tamanha intensidade daquele desfecho, o que servia para refletir minha paixão naquele momento.

Respirei fundo e coloquei em prática o que acabei de aprender para assumir uma postura mais calma, embora ainda estivesse agitado com tudo aquilo. E com isso pude acompanhar sorridente os comentários feitos por Erick.

- Sim... Um descanso vai cair bem... - Respondi à proposta do anfitrião, aceitando a hospedagem. Depois disso acompanhei com o olhar a saída da professora, ainda hipnotizado por toda aquela abundância de sensualidade.

- E ai, onde fica o quarto? - Apressaria o cozinheiro depois de perder Alícia de vista e então o acompanharia até o lugar - Cara, ela superou minhas expectativas. - Aproveitaria o momento para ter uma conversa antes da chegada em meus aposentos. Antes de continuar minhas palavras chegaria mais perto dele e falaria em tom de voz baixo e de modo mais reservado. - ...Fiquei curioso, ela fez mesmo uma cirurgia recente? Ela parecia tão confortável. - E com isso tentaria matar essa curiosidade.

De qualquer forma, assim que chegasse ao quarto entraria lá e agradeceria - Cara, valeu por tudo. Se precisar de ajuda, só falar... Mas fale amanhã que hoje estou só o caco. - Diria isso enquanto esticava as costas e rotacionava o quadril para me espreguiçar.

Assim que terminasse minha conversa com o rapaz eu fecharia a porta, colocaria a mochila do lado da cama, me deitaria e, com isso, capotaria de sono.

Tinha sido um dia cheio de emoções e novas descobertas. E pensar que tudo isso começou com uma simples busca por uma mão num navio perdido... Pode não ter sido a aventura mais grandiosa e impactante do mundo, mas quem disse que toda história tem que ser assim? As vezes o importante é apenas nos divertir.

Histórico:
 

____________________________________________________

Falas
Pensamentos
Esquizofrenia (Fantasia)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

RIP:
 

Titulo Internacional:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Island End! Goodbye Utopia!   Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 EmptySeg 13 Jul - 6:55


New blood joins this earth
And, quickly, he's subdued
Through constant pained disgrace
The young boy learns their rules

Os guardas não tinham nada para dizer em relação a Yue, e apesar da ruiva gritar ali, ninguém gerava uma atenção genuína, então tudo que a ruiva poderia fazer era simplesmente acalmar o rabo na cela e ficar quieta. Mas estamos falando de Ria, ela foi querer saber mais sobre um monte de coisas que viu e ouviu e não ficou satisfeita em não ter informações.

Afinal foi isso que gerou essa confusão inteira, mas a mulher na outra cela apenas dizia. -É, eu já ouvi sim, mas só vale a pena eu te explicar isso se você conseguir sair daqui e me levar.- ela comentou sorrindo com uma cara bem psicótica encostada nas grades da cela.

Já a outra moça na cela vizinha respondia apenas uma frase bem curta de modo que deu a entender que ela não sabia, ou se sabia estava com preguiça. -Sei lá dessas paradas aí.- e voltava a gritar pra o alto -DESLIGA ESSA MERDA EU QUERO DORMIR CARALHO- depois disso só restava a garota seus pensamentos

Waiting, for your modern messiah
To take away all the hatred
That darkens the light in your eye
Still awaiting, I

Gregory ia sendo levado até o quarto enquanto conversava com o rapaz, que mostrava pra ele a entrada, mas antes ele questionava algo sobre a cirurgia, e Erick logo respondia.-Sim, sim, ela teve de remover estilhaços de uma bala de canhão do estômago, o nosso barco tinha sido atacado em alto mar, mas ela ta bem, logo deve estar completamente curada.- dizia ele bocejando com sono no final e deixando que o rapaz adentrasse dentro do quarto ele ia se despedindo.

Respondendo a cordialidade das palavras do pirata ele comentava. -Não se preocupe com isso, as coisas deram certo no fim, eu não sabia pilotar aquele barco, hahaha não ia chegar em terra, se precisar de mais algo é só chamar.- e assim os dois se despediam, podendo partir para descansar em suas camas.

Lá dentro o garoto veria que é uma cama de rei, sim isso mesmo, era o que chamam de King Size, e sim era um quarto de hóspedes, haviam cortinas longas vermelha nas janelas, e o lençol era de mesma cor e trazia e combinava com as cortinas, tinham duas comodas ali, e também tinha uma mesinha de centro com frutas, banana, uva e maçã.


Feedback/Dicas:
 

ferimentos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

Avaliação - Ria




Perdas:
• 1 Garrafa de Rum 10/10 OK!
• 1 Garrafa de Vinho 10/10 OK!
• 1 Isqueiro 14/20 OK!
• 1 Carteira de Couro OK!
• 1 Seringa com Sedativo OK!
• Beeeeh Diary OK!
• Máscara de Encapuzado OK!
• Arcananes's Gloves OK!
• 2x Cápsula Compactadora OK!
• Infinity Gauntlets Scythe OK!
• Arcananes's Boots OK!
• Mochila grande +20w OK!
• Capuz Vermelho OK!
• Roupas Simples OK!
• Crescent Scythe-Umbrella OK!
• Crescent Rose OK!
• Chicote OK!
• Timaeus Eye’s Scythe OK!
• 17.750.000 berries Adicionado (provavelmente o narrador esqueceu de adicionar, mas, fica implícito a perda do dinheiro também quando ocorre a prisão do personagem)

Ganhos:

• Treinamento para Vantagem Noção Exata do Tempo (1/3)
• Bíquini (Evento Churrascão) OK!

Relação de personagens:

● O player faz

Exp: 13 xp
EdC: 13 xp
Akuma no Mi: 10 xp

Localização: 3ª Ilha - 7ª Rota - Utopia OK!


Quantidade de posts do(s) Narrador(es): Hellfire - 18 Posts 1 crédito, Mephisto - 17 para Ria e 21 para Wander. Obs: Os créditos serão dados na avaliação do Wander.

Feedback Jogador:
 

Feedback Narrador:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

Avaliação - Gregory Ross



Perdas:
• 900.000 berries - Ok

Ganhos:

● Calça - Ok
● 2/3 da mão esquerda - Ok
● Luneta - Ok
● Haki da Observação despertado - Ok
● Luneta quebrada - Ok
● Caneta - Ok
● Papéis - Ok
● Bermuda, Camisa regata, óculos de sol (evento) - Alterado
● Rokushiki: Shigan - Ok
● Perícia Atuação - Ok
● Acréscimo recompensa: 8.500.000 berries - Ok
● Log Pose - 7° Rota (11/30) - Alterado


Relação de personagens:

● Tusk, Erick, Alícia (descrição a cargo do player) - Ok

EXP: 12,5
EDC: 12,5
ANM: 10
Haki: 10
Rokushiki: 10


Localização: 3ª Ilha - 7ª Rota - Utopia Ok!


Quantidade de posts do(s) Narrador(es): Mephisto - 21 posts - 6 créditos

Feedback Jogador:
 

Feedback Narrador:
 



____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: Island End! Goodbye Utopia!   Island End! Goodbye Utopia! - Página 11 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Island End! Goodbye Utopia!
Voltar ao Topo 
Página 11 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Utopia-
Ir para: