One Piece RPG
On The Top Of The World - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 06:02

» Hey Ya!
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 02:56

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 02:55

» Enuma Elish
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 02:32

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 02:08

» [Ficha] Raveny Moonstar
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:38

» Raveny Moonstar
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:36

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 01:11

» Escuridão total sem estrelas
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 00:39

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor Kiomaro Hoje à(s) 00:27

» Arco 5: Uma boa morte!
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:58

» A inconsistência do Mágico
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:45

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor Furry Ontem à(s) 22:54

» Seasons: Road to New World
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor Volker Ontem à(s) 22:44

» Ain't No Rest For The Wicked
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 21:55

» I - O bêbado e o soldado
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor Domom Ontem à(s) 21:49

» Um novo tempo uma nova história
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 21:29

» Ruby Belmont
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:47

» Drake Fateburn
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:38

» Alipheese Fateburn
On The Top Of The World - Página 4 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:10



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 On The Top Of The World

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptyDom 24 Nov 2019, 01:52

Relembrando a primeira mensagem :

On The Top Of The World

Aqui ocorrerá a aventura do(a) caçador de recompensa Akira Suzuki. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 04/02/2013

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptyQua 15 Abr 2020, 20:33

Apostas E Mais Apostas - Parte II

Sem poder beber meu café, sem banho quente para tomar, precisando de madeira pra concertar o navio, a situação só ia ficando cada vez mais estressante, e eu me perguntava o que custava viajar sem esses problemas todos pelo caminho. Já sentia falta do meu quarto de hotel em Baterilla, do cobertor quentinho e de poder acordar sem muitas preocupações pela manhã e poder tomar uma xícara de café antes de ter que me preocupar com o trabalho. Ao menos uma cama decente havia naquele navio, porque se até disso fosse privado eu já estaria questionando minha trajetória de vida. Em meio a todo esse stress tinha também meus ferimentos, aos quais Sam queria cuidar - N-não precisa ser tão formal comigo, Sam. Só "Akira" já tá bom - Respondia à médica, um pouco encabulado e incomodado, tanto pela formalidade excessiva quando pelo que os "senhor" em excesso me faziam lembrar, era desagradável ser lembrado indiretamente do meu problema a todo momento. Por mais que a ideia de um tratamento não soasse ruim, a ideia de ter que me despir para que ela tratasse meus braços não era lá agradável, e eu precisava pensar logo em um jeito de contornar isso, de preferência um que não envolvesse deixar meu ferimento à própria sorte - "É sempre assim, caramba. Vou ter que ficar fugindo de tratamento médico por toda a viagem? Nesse ritmo vai ficar impossível de esconder..." - Pensava, com um misto de tristeza e desespero. Mesmo após dois anos daquele jeito eu ainda não sabia lidar com meu gênero, mentia para mim e para os outros ao meu redor, mas sabia que não podia simplemente seguir em frente, pois era o que ainda me prendia ao meu antigo eu, e o que me motivava para ir adiante.

No meio de tanta coisa ruim, estava quase desistindo de me forçar e indo tomar um pouco de café para impedir o desânimo de me dominar, mas felizmente ao menos uma boa notícia houve em meio aquele mar de decepções, e veio trotando na forma de Bolton carregando um monte de madeira, e com um companheiro ainda por cima - Caramba, ainda bem que ele conseguiu. Me ferrar com mais desafios era a última coisa que queria agora - Pensava alto ao vê-lo se aproximar, e ficando um pouco corado após perceber que Sam provavelmente havia ouvido aquilo. Sem falar nada, apenas abaixada a parte frontal do boné como que para esconder meu rosto, e ajeitaria minhas roupas para ter certeza que não haviam ficado frouxas ou erguidas após o cochilo. Fingindo que meu comentário anterior nunca havia acontecido, ao ver Bolton suficientemente próximo, me dirigia também a ele - Nossa, duas horas pra conseguir a madeira, o que rolou lá? Fez mais de um desafio? - Questionava, não reclamando, mas mais por curiosidade. Ao ver o rapaz se aproximando, logo me retraia um pouco, um tanto encabulado pelo desconhecido. Era estranho ficar daquele jeito só pela aproximação do rapaz sendo que havia prosseguido até bem na hora do desafio mais cedo, acho que o foco ajudava a ignorar os olhares e desvirtuar a paranoia - E v-você deve ser o t-tal Kai? - Perguntava, baixando levemente a cabeça e o boné como um cumprimento, para não ter que apertar as mãos com ele, dizem que quem mexe com madeira tem bom tato - Como se juntaram? - Perguntava, mas a Bolton já que me sentia um pouco mais confiante falando com ele.

Dadas ou não as explicações, era óbvio que os reparos precisavam ser feitos o mais rápidos possíveis. Bolton mesmo havia dito que a essa altura dos maltrapilhos do Farol já deveriam saber aonde estávamos, e correr o risco de perder o Log Pose em um desafio desnecessário era um pensamento horrível. Logo que todo o material fosse depositado, me ofereceria - Temos que consertar o navio o quando antes. Quanto mais de nós trabalharmos, mais rápido deve ser. Eu, b-bom, não sei muito sobre carpintaria e essas coisas, mas se tiver alguma coisa mais simples que eu possa ajudar, e-estou à disposição - Dizia, ainda um pouco desconfortável com a presença do rapaz novo, com um pouco de medo a cada olhar que me dirigia. Assim como Bolton estava as minhas ordens durante a navegação, agora eu estava às ordens dos dois. Tentaria ajudar com tarefas mais simples, mas também tentaria evitar carregar peso com os bracos; caso pedissem para eu trazer a madeira, tentaria pouco de cada vez, ao o suficiente que conseguisse segurar sem sentir muita dor, e sempre evitando mecher no que parecia ser um bote. Caso, porém, não houvesse muito no que eu ajudar e fosse dispensado, pediria desculpas pela falta de competência e retornaria para o convés para descansar um pouco, sentado sob a madeira.

Imaginava que Sam fosse insistir em tratar meu ferimento, seja caso dispensado ou caso interferisse após eu me pronrificar, e, se isso acontecesse, saberia que não teria como evitar por muito mais tempo. Iria até ela e tiraria a jaqueta, mas apenas puxaria a manga da camisa para o ferimento ficar a mostra; tiraria só o essencial de roupa, e mesmo aquilo me deixava um pouco inquieto. Caso ela insistisse para que eu tirasse a camisa, retrucaria - N-não vejo qual a n-necessidade! Eu não me sinto confortável com isso - Diria, tentando a convencer a desistir, mas preparado para segurar a camisa no lugar caso ela tentasse remover à força. Se ela tentasse e não desistisse mesmo comigo segurando, saberia que aquilo não daria certo, e tentaria fugir da situação ao puxar as mãos da moça para a fazer largar é, após dar um rolamento para o lado, pegar a jaqueta e correr para o interior do navio, com uma expressão claramente desconfortável - D-desculpa! - Diria ao correr, encabulado e retraído por ter tido que fugir daquela forma. Caso ela não se importasse que eu ficasse com a camisa, deixaria ela fazer seu trabalho - Quão ruim está? - Perguntaria quando ao ferimento que Formantis havia feito com seu instrumento de escalada, com medo de aquilo acabar prejudicando meu desempenho no leme ou algo semelhante.
Histórico do Ceji:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 61
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptySex 17 Abr 2020, 23:19


Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A chegada de Bolton trazia novos ânimos - e novas perguntas. E, diante delas, Akira sequer precisava de que o rapaz falasse para ter a sua resposta. Quando o caçador se aproximou, pôde perceber que ele estava sem um dos sapatos e, na verdade, com outra camisa - esta mais surrada que a sua anterior. Bolton apenas abriu um sorriso torto, andando de forma desequilibrada por conta da altura do sapato ausente — O que importa é que consegui e que você me deve ao menos um sapato. Na verdade, um par deles! Sorte minha ter achado a brecha na regra e ter mantido um deles... se bem que, pensando bem, sequer faz diferença! - largava a madeira e arrancava o seu outro sapato, jogando-o em direção ao mar. Kai, ao seu lado, começava a rir do ato — Faço um par de sandálias de madeira para você, se sobrar - estendia o braço, dando um toque de punho com o outro — É por isso que gostei de você! - devolvia-o.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Pessoas novas sempre traziam uma sensação de desconforto para Akira, mas o pequeno garoto não passava de exatamente o que os seus olhos viam - um pequeno garoto. Que ameaça poderia trazer? — Bem, ele era o dono dos botes e eu perdi duzentos quinhentos mil berries para ele. Depois, ganhei um dos botes. Um safado veio e se intrometeu, ganhando o outro bote. Tentei ganhá-lo de volta e perdi um dos sapatos. O Kai estava sem nada, apenas com o dinheiro, mas trocou o bote pelo dinheiro, porque sabia que eu estava querendo madeira. Assim, me perguntou para que eu queria e acabei mentindo, para ver no que dava, ele disse que era marceneiro e podia dar um jeito no meu galeão, quando revelei que estávamos aqui, em uma caravela, e ele topou do mesmo jeito. Quer dar o fora daqui - apontava para trás com o dedão, em direção ao garoto — E a camisa? - Sam indagava, com um sorriso no rosto — Tentei pegar os sapatos de outro. Me arrependi, mas consegui uma nova... ou quase isso - a puxava na altura da gola, indicando que ela não tinha um odor agradável.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Kai se adiantava e dava três passos à frente, olhando em direção à Akira — O senhor que é o Capitão do navio? Me deixei ir, por favor! Cheguei aqui com o meu tio, minha única família, junto a um grupo de caçadores, meses atrás, mas acabou acontecendo algumas coisas e... - o garoto levava a mão ao rosto, como se enxugasse os olhos — Coitadinho - Sam se esgueirava sobre o parapeito do navio — Deve ter sido difícil - a mulher se solidarizava com o som de nariz entupido, descendo da embarcação e envolvendo-o com o braço, conduzindo-o até a escada que dava acesso ao navio — Akira - não chama-lhe mais por senhor, como havia solicitado — Se ele é marceneiro, com certeza nos será útil... - se a emoção não convencesse Suzuki, Sam tentava-a comprar-lhe pela lógica.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]De toda forma, havia trabalhado a ser feito — O Capitão não está completamente recuperado depois daquela queda... - Sam dizia em tom alto, para Bolton. O rapaz passava a mão na boca, suspirando, mas compreendendo a situação — É melhor que não faça nada e seja tratado, então. Prefiro ele em bons estados para caso tenhamos problemas mais sérios... - ponderava. Falava sobre possíveis invasores. Era de uma grande lucidez a sua compreensão — Somos nós dois, Kai. Como um velho amigo dizia, mãos à obra! - com as ferramentas que Kai havia trazido consigo, ambos começaram a desmontar os botes e até mesmo o próprio treno. A maior parte deste trabalho ficava com Bolton, visto que logo após a primeira placa de madeira ser retirada o marceneiro começava a reparar o navio — Shhhhh, o que vocês andaram fazendo com ele?! - Kai indagava para Bolton, mas a sua voz alcançava o convés, um pouco mais baixa. Ao que parecia, os danos tinham a sua gravidade e levaria algum tempo para repará-los.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]E, ali, no convés, Sam se aproximava de Akira, com o seu kit médico — Akira, preciso que... - antes que terminasse, Suzuki já retirava a sua jaqueta — Isso. Agora, a manga - ela se aproximava e, em instantes, ambas estavam a centímetros uma da outra. E logo veio o primeiro toque, quando Sam segurou o braço da enferma. Primeiro, passou ali um pano úmido e logo depois fez a assepsia com álcool, colocando por cima do ferimento uma pomada e, em seguida, finalizando com gazes e enfaixando o ferimento com tecido — Nada sério - passava a mão para o rosto de Akira, segurando o seu queixo e encurtando a distância. Era possível sentir a respiração dela. No entanto, ela a olhava nos olhos, segurando as pálpebras e analisando se estava tudo em ordem — Siga o meu dedo - passava o indicador em frente aos olhos, para que a caçadora acompanhasse — Nenhum dano cerebral - confirmava. Ainda, segurava Akira novamente pelo queixo, para que virasse a face e fazia o mesmo procedimento de limpeza na lateral de seu rosto. Do outro lado da cabeça, jogava os cabelos de Suzuki para trás e desinfectava a pele, passando pomada em ambos os cantos e colocando uma gaze por cima, a qual fixava com esparadrapos — Vai ficar bem - cessavam os toques — Há mais algum lugar em que você esteja sentindo dor? - indagava — Seria bom que tirasse a camisa para que pudesse analisar - sugeria — C-certo - respondia a estranha negação do Capitão — Então, está liberado. Vá descansar mais - dava um último tapinha em seu ombro.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Lá embaixo, o navio continuava a ser reparado e Bolton e Kai mergulhavam em suor — Irá levar mais duas horas, acredito! - o garoto estimava — Duas horas! - Bolton exclamava, em voz alta, para que Akira e Sam escutassem — Vou lá ajudar o trapalhão antes que ele perca as calças, desta vez - a mulher ria, descendo até a terra vermelha e ajudando a reparar o navio. Se iria descansar agora ou não, dependia de Akira, mas ainda havia um bote inteiro para ser desmontado. Dali, conseguia ver o Farol, mas não a terra pela qual alguém podia caminhar até onde estavam. Se alguém estivesse a caminho dali, só saberia assim que virassem o rochedo, já em cima deles e, pior, por trás de seus companheiros. Alguns minutos depois, Marsh saia do quarto, indo para próximo de Akira e se esfregando em sua nova dona, mas logo batendo os pés no chão e se aproximando do parapeito, como se estivesse tentando indicar alguma coisa.






Off





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptySab 18 Abr 2020, 16:33

Apostas E Mais Apostas - Parte III

Ouvindo ambos Sam e Bolton intercedendo a favor do jovem Kai e perguntando se ele podia vir conosco, eu percebia o quão idiota e desconfortável era aquela posição de capitão. Eu sinceramente não era apto pra tomar todas as decisões do grupo, muito menos pra ficar administrando tudo o que acontecia. A pressão e os olhares eram intimidadores, mesmo que não fossem agressivos, eu não estava acostumado com aquele tipo de coisa é não podia deixar de me sentir inquieto - Err... Claro, mesmo q-que eu fosse contra ainda seriam dois contra um - Dizia, abaixando um pouco o boné sob o rosto enquanto desviava o olhar - E de qualquer forma p-precisamos de mais gente pra navegamos, então... - Dava uma pausa, antes de respirar fundo afim de manter a calma o suficiente para olhar nos olhos de Kai - Se for isso mesmo que quer, bem vindo a bordo - Completava, pondo a mão em seu ombro como cumprimento e retornando logo ao convés. Não queria que os dois, agora três, me fizessem tomar mais decisões para o grupo, ainda mais ainda um tanto debilitado. Não conseguia entender como eles suportavam depender de alguém para tudo, ou melhor, até para decisões simples; era algo que eu pessoalmente não suportava. Uma relação ideal deveria ser pautada na confiança, confiar nos seus aliados para fazer o que você não conseguia e juntos se completarem, igual Kai que chegou para ajudar a concertar o navio, ou como eu confiei em Bolton pra conseguir a madeira enquanto eu descansava, mas a partir do momento que isso virava dependência eu não me sentia mais tão confortável. Pra mim nos devíamos resolver tudo como um grupo, eu deveria ter autoridade apenas quanto a navegação, mas depois do nosso encontro inicial em Baterilla eu duvidava que falar isso fosse surtir algum efeito...

Mais desconfortável que a insistência deles na minha posição de comando, porém, era o momento não tão aguardado, o de Sam verificar meus ferimentos. Tirar a jaqueta não era um grande problema para mim, não é como se eu estivesse molhado ou suado para a camisa estar colando no corpo, mas seria mentira se dissesse que não estava inquieto durante o exame. Tratar meu ferimento no braço era uma coisa, mas aquela análise de Sam em busca de ferimentos e danos ativavam minha paranoia ao máximo - "Ela é médica, não é? E se souber diferenciar estruturar sutis de gênero? Quer dizer, eu não entendo nada do assunto, mas... Urgh, isso só faz ser pior - Eu sabia que garotas costumavam ter pele mais macia que rapazes, mas pra isso eu podia dizer que cuidava bem da minha pele, era melhor ser visto como um tanto metrossexual do que ser descoberto. O problema era se houvessem diferenças que eu desconhecia, e o desconhecido, a minha ignorância, me impedia de me relaxar durante o exame. Mesmo após o exame acabar ainda me mantinha um pouco retraído, e ficar pra trás enquanto via todos trabalharem no navio era um bocado chato. Eu sinceramente não sabia qual era pior, me sentir um peso vendo que eu era o único que não ajudava após Sam se juntar, ou me sentir uma garota se Sam não tivesse ido e só os homens estivessem trabalhando. Para tentar espantar esses pensamentos da minha cabeça, logo me ocupei observando os arredores, para ver se alguém se aproximava. Era o mínimo que podia fazer.

O tempo passava e passava, e ouvir os outros trabalhando enquanto eu tinha que descansar só me faziam me arrepender um pouco de ter participado da escalada. A vontade de beber um pouco de café retornava junto do tédio e da culpa, e, dessa vez sentindo o gosto na boca de tanta vontade de um pouco de cafeína, desistia de resistir e pegava a garrafa para beber um pouco. O café me revigorava, me devolvendo um pouco da disposição que havia perdido com os últimos incidentes - "Nossa, parece que faz tanto tempo que não bebia" - Pensava comigo mesmo antes de guardar a garrafa novamente. Não sabia o quanto aguentaria depois que a garrafa acabasse, e pedia aos céus que eu tivesse acesso a um pouco de café na tal ilha Aracne. Logo Marsh começava a agir estranho, me puxando para fora dos meus pensamentos, e não podia deixar de olhar por além do parapeito na direção que Marsh indicava. Aquele comportamento havia me deixado um tanto tenso, e, imaginando que os maltrapilhos do Farol pudessem ter nos achado, logo iria permanecer mais atento observando aquela direção. Visse algo ou não, passaria então a ficar de olho não só no caminho "normal", mas observando os outros lados, mas ainda assim procipalmente olhando para o caminho normal e o que Marsh havia indicado, ou só o normal caso esse tivesse sido o indicado. Caso visse alguém se aproximando, logo iria até o parapeito que dava à terra e chamava os outros, olhando pra baixo - Com licença, acho que temos companhia - Dizia, apontado para os desconhecidos. Caso, porém, continuasse não vendo ninguém, continuaria em posição. Caso o tempo passasse eu me sentisse bem o bastante pra ajudar, não aguentaria mais ficar parado e desceria para ajudar, sempre com o Log Pose comigo. Tentaria não trabalhar muito em tarefas que exigissem muito esforço, especialmente dos braços, mas ajudaria no que fosse possível pra acelerar a reconstrução, para que pudéssemos sair do Farol o quanto antes.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 61
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptySeg 20 Abr 2020, 11:36


Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não tardou para que a primeira pessoa surgisse após o aviso de Marsh. Podia-se dizer que os animais realmente tinham bons sentidos. E, após o primeiro, logo veio o segundo. Após  o segundo, o terceiro. E logo dez pessoas se juntavam em um grande grupo. Na frente deles, um homem maltrapilho, coberto por grandes volumes de roupas. Carregava consigo um grande pingente azul, assim como alguns dos outros indivíduos. Seus olhos se estreitavam-se entre o cachecol - naquele calor! - e o boné, olhando primeiro para Bolton e Sam, alternando para Akira, e depois novamente para eles — Entreguem o navio ou lutaremos! - ameaçou. E não eram apenas palavras, pois na sua mão encontrava-se uma pistola, a qual mirava Kai, enquanto outros três companheiros carregavam consigo sabres e o restante possuía porretes com pregos enferrujados e pequenas adagas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Assim que eles chegaram, Bolton e Sam imediatamente se viraram ao serem alertados por Suzuki, encarando-o de volta. Estavam prontos para reagir, mas a pistola que mirava não neles, mas em Kai, os fizeram ficar estáticos. Afinal, um garoto daquele idade sendo baleado certamente poderia acarretar em morte. Os três do grupo de Akira se entreolhavam — Podemos negociar - Bolton dizia, levantando as mãos e olhando para Sam, esperando que ela fizesse o mesmo — Ótimo, porque se não o  garoto morre! - o homem olhou para os dois. E, nesse curto momento, Kai ergueu o lado do bote uqe havia desmontado, formando um escudo de madeira — NÃO VÃO NEGOCIAR NADA! FORAM ELES QUE MASSACRARAM O GRUPO DO MEU TIO! SÃO OS PIRATAS DE GALAR! - o garoto gritava, se protegendo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em uma rápida reação, as mãos de Bolton desciam até sua cintura e sacavam suas adagas, enquanto o rapaz avançava sozinho na direção deles, em um ato insano  — Está louco?! - Sam exclamava, acompanhando-o, a fim de não deixá-lo lutar sozinho. Como havia ido ajudar a mexer na madeira, ao menos havia trajado a sua luva, não estando de mãos desnudas — Arranque a cabeça do líder! - Bolton rapidamente respondia, transmitindo a sua intenção. Em um combate com desvantagem numérica, não era uma estratégia ruim. O único problema era que eram 2x10. Se Akira se juntasse a eles, então, 3x10. Conseguiriam lidar com um grupo daquele tamanho?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O combate eclodia e o líder dos Piratas de Galar dava o seu primeiro disparo no escudo de Kai, o qual titubeava para trás com o impacto, apesar do projétil não ter atravessado a madeira. Ele virava a cabeça, olhando para Akira, com o semblante um tanto desesperado — Não se preocupe comigo! - gritava. Estava protegido pelo escudo e, apesar de não conseguir ajudar no combate, ao que aparentava, ao menos tentava não ser um problema que precisasse de resgate- o que só retardaria Akira e deixaria os seus outros dois companheiros lutando ainda mais tempo sozinhos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O segundo tiro veio na direção de Bolton e o terceiro na de Sam, os quais conseguiram desviar dos projéteis. Era uma pistola antiga que estava na mão dos homens, não possuindo a mesma potência que uma arma mais nova. Ainda, o recarregamento era manual e o gatilho tinha que ser afundado para que ela disparasse, de modo que era possível se antecipar aos movimentos do homem, com algum cuidado. Em resposta a investida, os outros membros não ficaram parados e também brandiram suas armas em direção ao grupo, tentando proteger o líder — Preciso de cobertura! - pedia, enquanto duas lâminas cortavam o ar em sua direção. Elas eram aparadas por Sam, que as segurava com as próprias mãos revestidas por luvas - as quais pareciam mais potentes do que se podia imaginar - e, para uma surpresa ainda maior, os homens que a atacaram logo eram eletrocutados, tremendo e soltando suas armas — Podem vir quantos quiser! - Sam provocava, adotando uma postura típica do boxe. Agora, os dois já estavam na boca do leão e, se Akira quisesse ajudar, teria que ser rápida!






Off





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptySeg 20 Abr 2020, 16:19

Selvageria - Parte I

Até a pouco tempo atrás, eu achava que a última coisa que eu queria era mais desafios. Infelizmente aprendi da pior forma que estava errado, e agora eu desejava que estivéssemos agora decidindo termos de desafios, neles ao menos teríamos chance de receber algo se venceremos. Sermos ameaçados por dezenas de piratas era uma situação completamente diferente, ainda mais considerando que tínhamos alguém indefeso conosco, o que tornava a situação menos agradável ainda - "Merda, Junto em uma hora dessas!!" - Pensava, com um pouco de raiva. Em outras situações eu poderia até entender o desespero alheio para sair do Farol, mas se aquele grupo era realmente o bando que atacou o tio de Kai, então eles certamente haviam tido diversas chances de sair. Ou eles eram tão fracos que não conseguiam tomar as embarcações e Log Poses dos outros não importa o quanto tentassem, ou sequer tinham intenção de sair de lá tão cedo. Eu sinceramente torcia pela primeira opção.

Felizmente Kai possuía um mínimo de bom senso, e, com a barreira dele, não havia uma necessidade tão grande de eu o ajudar. Por mais que quisesse manter o rapaz em segurança, eu tinha plenas noções que ajudar Sam e Bolton naquele confronto de dois contra dez era a prioridade. No estado atual, mesmo que venceremos, estariamos cansados demais depois para trabalharmos direito ou navegar sem preocupações, então acabar com aquilo o mais rápido possível era a prioridade total, antes que se tornasse um peso grande demais. Assim, logo chamaria Marsh - Marsh, fique protegida aqui. Eu vou pro combate, se o Kai estiver em perigo e eu não puder ajudar, tente o ajudar a fugir - Dizia baixo enquanto fazia gestos e apontava, esperando que ela me entendesse já que parecia bem treinada. Se ela demonstrasse medo ou receio, lembraria de como alguns vizinhos estimulavam os cachorros com petiscos, e esperava que funcionasse de forma semelhante pra aves - Vamos lá, depois disso tudo eu te dou algo pra comer - Sussuraria um tanto desesperado pela colaboração dela. Mesmo indo para a linha de frente ainda tinha um pouco de receio em deixar o rapaz para trás, e a ajuda de Marsh era a única coisa que conseguia pensar que me daria um pouco mais de segurança - "Espero que de certo" - Pensava, enquanto me preparava.

Era hora de entrar em combate. Eu não queria me esforçar demais depois do que passei mais cedo, mas eu não podia me dar ao luxo de apenas sentar e observar. Ao menos eu podia me manter mais no combate à distância com as shurikens, e era isso que tentaria fazer. Logo me apoiaria no parapeito do navio, tentando ficar em uma boa base, e pegaria algumas shurikens com cada mão. Visualizando os piratas, tentaria dali disparar algumas lâminas neles, tentando acertar prioritariamente os que não estivessem em combate com meus aliados mas que estivessem indo os atacar; uma vez que assim eu reduzia a chance de acertar Sam e Bolton ao mesmo tempo que os ajudava. Se eu visse que o tal capitão deles estivesse recarregando e em iminência de atirar em alguém, especialmente em Kai, eu trocaria meu alvo para ele é dispararia minhas shurikens em seu ombro do braço que segurava a pistola, uma vez que era um alvo maior que o próprio braço e ainda possivelmente faria ele se desestabilizar na hora do disparo. Caso, porém, eu percebesse que os arremessos daquela distância não estivessem surgindo tanto efeito, mesmo que dali do alto a gravidade estivesse a meu favor, logo usaria minhas habilidades acrobáticas para saltar da amurada em direção ao solo, quando então aterrisaria com a ponta do pé é sobrando meus joelhos, para usar meus pés e pernas como "molas" afim de amortecer a queda. No chão, tomaria a mesma tática, mas dessa vez infelizmente com um pouco menos de visibilidade.

Se em qualquer momento percebesse que algum dos piratas fosse me atacar com uma arma de longo alcance, tentaria rapidamente me deslocar para o lado com um rolamento afim de que o disparo não me atingisse, quando então, me levantando rápido, dispararia minhas lâminas contra o atirador, especialmente em seu braço e ombro, mas se esses não fossem alvos tão fáceis tentaria apenas acertar seu tórax ou algo do gênero. Caso um dos piratas corresse em minha direção para tentar me atacar corpo a corpo, toda a minha atenção se voltaria contra ele quando, aproveitando que ainda haveria alguma distância entre nós, dispararia algumas shurikens em suas pernas tentando o derrubar. Dando certo, dispararia mais duas lâminas uma em cada braço, para causar o máximo de danos possível afim de que ele dificilmente retornasse ao combate, quando então eu me reposicionaria para não ficar muito próximo dele. Se vários viessem me atacar corpo a corpo, porém, eu não teria tempo de fazer tantos disparos preciso em todos, e, segurando diversas lâminas nas mãos, saltaria para o lado para que meus aliados não ficassem a minha frente, e faria um disparo em arco horizontal com minha técnica Silver Springs, afim de acertar o máximo possível deles, antes de tentar efetuar mais alguns disparos nos que houvessem desacelerado menos enquanto recuaria com alguns saltos tentando não deixar eles encurtarem a distância.

Caso algum deles conseguisse chegar perto o suficiente para me atacar com armas brancas, tentaria me desviar com um rápido salto lateral caso fosse uma estocada ou golpe vertical, me abaixando caso fosse um golpe vertical alto ou um salto pra traz se fosse um golpe horizontal baixo. Caso conseguisse me esquivar, rapidamente tentaria pegar meu katar e contra-atacar com um rápido forte diagonal no tórax, ou, se este não estivesse muito exposto, com uma rápida esticada com minha lâmina. Se fossem vários adversários me cercando, porém, tentaria saltar por cima deles com uma manobra acrobática enquanto pegava meu katar para atacar com um golpe em arco quem estivesse abaixo de mim, e, ao aterrissa, giraria com a arma estendida para acertar quem quer que tivesse se voltado completamente contra mim. Tendo a oportunidade, correria para me afastar e reposicionar, quando então retornaria para a tática de arremesso de shurikens.
Técnica:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 61
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptySex 24 Abr 2020, 18:00


Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em uma rápida análise da situação, Akira tomava a sua decisão, abrindo mão de resgatar Kai e deixando-o ao encargo de Marsh. O felpudo pato selvagem balança a cabeça, como se tivesse compreendido o recado. Ao que aparentava, era mais inteligente do que um animal normal. Assim, enquanto Suzuki descia da embarcação, o pet se protegia na murada do navio, mas pronto para pular cumprir sua ordem — Não se preocupe, estou bem! - o garoto reiterava, incentivando a caçadora a lutar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O primeiro passo de Akira era agir de onde estava, mantendo a vantagem posicional e atirando diversas shurikens na direção dos invasores. Entre os erros e acertos, o máximo que conseguia era ferir alguns deles. Todavia, devido ao dano causado ter sido espalhado entre os piratas, nenhum havia sido incapacitado. Entretanto, com certeza tinha diminuído as suas capacidades físicas, visto que não encontravam-se em completo vigor — Cuidado! - Sam gritava, pois Bolton havia avançado demais e o líder dos piratas havia recuado, preparando um novo disparo. Já havia erguido a arma, quando de repente uma shuriken acertava o seu braço — Gyaah! - o susto o fez atirar contra o chão e desperdiçar mais uma bala.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Naquele momento, Bolton desviou o olhar em direção ao convés, olhando para Akira, como se a agradecesse. Porém, a distração lhe custava caro e nem uma nova tentativa de alerta vindo de Sam podia salvá-lo. A lâmina de uma espada descia em sua direção e o acertava nas costas, fazendo soltar um grunhido de dor e cair de joelhos. Mas não estava rendido! O caçador logo girava, com ímpeto, alcançando o pescoço de seu agressor e o degolando. Era uma cena pesada de se testemunhar. Sobravam, então, sete combatentes! A vantagem numérica era, ainda, aterradora. O que se sucedeu foi um belo golpe de porrete que acertou a face de Bolton, jogando-o para o lado e fazendo-o cair na terra. Não havia desmaiado, mas estava torpe e tentava se levantar, com os braços trêmulos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Vislumbrando a cena, Sam correu para próximo dele, protegendo a posição e impedindo que mais uma espada dilacerasse a sua carne. Mais um dos oponentes era eletrocutado e deixava a espada cair, a qual era apressadamente chutada para o lado, seguindo-se de um golpe em seu queixo que não dava margem para outra coisa que não um nocaute. Seis contra três! Sam era cercada pelos capangas e, só então, Akira fazia a sua entrada triunfal, pulando da embarcação e atingindo o solo, se aproximando com o rolamento e já se engajando na escramuça. Não tardou para que um dos saqueadores tivesse a sua atenção atraída pela caçadora e, tão logo virou para enfrentá-la, foi acertado previamente pelas shurikens que lhe perfuravam a perna. A dor foi tanta que ele cedeu de joelhos ao chão, ainda que estivesse consciente - temporariamente abatido!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Naquele rebuliço, haviam perdido o líder de vista, mas os quatro oponentes restantes pressionavam Sam e Akira, brandindo suas armas. Sam conseguia interceptar os golpes, sem choques desta vez, enquanto Suzuki tinha que desviar - o que não era difícil, pois estava completamente certa a respeito da capacidade daqueles homens. Se fossem bons, sequer estariam ali! E, pela ousadia deles, a ninja os presenteava com a aparição de uma técnica que encerrava aquele disputa. Silver Springs! Os oponentes mal puderam ver quando foram amplamente perfurados pelas lâminas. Não sendo o suficiente, aproveitando o ensejo, Sam os finalizava, mandando todos para o mundo dos sonhos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Bolton se erguia com dificuldade, tentando recobrar a postura — O-obrigado - dizia, com certo remorso. Havia sido imprudente e o preço havia sido cobrado, apesar de terem vencido a batalha. Ao menos, era o que pensariam — LARGUEM AS ARMAS NO CHÃO! AGORA! OU O GAROTO MORRE! EU IREI ATIRAR! NÃO DUVIDEM! NEM UM PASSO! - o homem segurava-o pelo pescoço e colava o cano da arma em sua cabeça, andando vagarosamente até a saída, pois, de onde estava, encontrava-se encurralado — NEM UM PASSO OU ELE MORRE! - aquela era a sua grande arma, a sua chance de fuga. Assim, o bandido se distanciava do navio lentamente, abrindo espaço até a sua rota de fuga — Eu não estou brincando - sua mão estava um tanto trêmula e era certo de que estava bastante nervoso.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não havia considerando, no entanto, um pequeno detalhe. Marsh! Após o homem ter se distanciado do navio, o pato selvagem que outrora pertenceu a Karthus disparava silenciosamente para o lado debaixo, dando uma pequena carreira e pulando alto, com ambas patas erguidas. Uma voadora dupla! O som da corrida não pôde ser ignorado, mas quando o pirata virou a cara desesperadamente, a fim de ver o que ocorria, foi recebido com aquele poderoso golpe, que lhe mandou voando para trás. Rapidamente, Kai se desvencilhou de seu braço e se abaixou. BANG! Um tiro foi ouvido. O garoto encontrava-se no chão. Felizmente, trêmulo e a salvo. O tiro havia saído tarde demais e ido em direção ao céu. Restava, então, prender os moribundos antes que se recuperassem ou escapassem!






Off





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptySex 24 Abr 2020, 21:10

Selvageria - Parte II

Finalmente aquela brutalidade havia acabado, mas infelizmente não sem deixar seus resquícios. Mesmo com todos os piratas caídos, aquilo estava longe de uma vitória, e eu não conseguia deixar de me preocupar com Bolton, caido ali - BOLTON!! - Exclamava e ia até ele, após ver que o último dos piratas havia sido derrubado, e corria até ele, mas não sem antes jogar mais algumas shurikens nos braços do líder inimigo para que não voltasse a erguer aquela pistola. De perto os ferimentos de Bolton eram piores do que pareciam de longe, e não conseguia deixar de tremer um pouco ao vê-lo daquela forma - V-você está bem?! - Fazia a pergunta idiota enquanto me oferecia para ajudá-lo a se levantar e apoiar caso necessitasse. Por mais receoso que eu estivesse pelo toque, meu temor com ele era maior, especialmente por ele ter me salvo antes, e eu sabia que ficaria bem desde que mantesse seu braço em meus ombros. Mesmo com toda aquela preocupação sentimental, em meio a preocupação, um pensamento surgia: Como seguitiamos se ele ficasse temporariamente incapacitado? Isso atrasaria os reparos do navio mesmo que eu ajudasse, e seria um problema se ele tivesse dificuldades em ajudar no controle do navio. Urgh, parecia que só surgiam mais e mais problemas, eu já estava farto daquele pedaço de terra tingido de sangue.

Infelizmente não eram só os ferimentos de Bolton que me incomodavam, e dessa vez nem era os meus que queria dizer. Levantando a cabeça e olhando para os resquícios do combate, uma leve ansia me invadia, como que me avisando que eu sentiria vontade de vomitar se observasse por tempo demais. Ferimentos eram uma coisa, mas a brutalidade do cenário que envolviam alguns dos piratas era simplemente repulsiva. O decapitado em especial, não conseguia olhar para ele sem sentir memórias emergindo, e não eram memórias boas. Os homens caídos me lembravam do meu passado, de quando minha ilha foi atacada por piratas, quando eu vi meus pais morrerem na minha frente, mas daquela vez os mortos não eram do lados dos criminosos. Eu nunca tive problemas com sangue, meus ou dos meus inimigos, mas as imagens que ressoavam em minha mente, especialmente nesse caso, me impeliam a desviar o olhar, e eu não tinha forças para contrariar esse impulso - "Lembrando disso duas vezes no mesmo dia, eu sou uma piada mesmo..." - Pensava, enquanto me concentrava na minha respiração na esperança de que os pensamentos se dissipassem sozinhos.

Mesmo com eles caídos, não abaixaria minha guarda, e logo me dirigiria a Sam - Então, o que faremos com eles? Não sei se seria uma boa ideia tentar entregar por eles também. O trabalho não parece valer se se a recompensa deles for tão baixa quanto parece - Parava por um instante, virando a cabeça instintivamente, mas logo me impedia de fixar o olhar nos moribundos - Mas não sei se me sinto confortável em deixar eles aí... - E então suspirava, como na esperança de que a responsabilidade fosse tirada dos meus ombros. Com a mão, acenava para Kai e Marsh para voltarem pra perto do navio caso ainda não o tivessem feito - Mas acho que tratar o ferimento do Bolton é prioridade agora - Dizia a Sam, quase que pedindo a ela que desse uma olhada nas costas dele, quer eu estivesse o ajudando a se apoiar ou não. Caso Sam dissesse para deixar os piratas ali mesmo, por não apresentarem mais perigo e não ser seguro os carregar para longe, acentiria ainda um pouco receoso - É, acho que está certa - Responderia, o tempo todo claramente perdido em pensamentos e um pouco abalado; e nem um pouco preocupado em esconder.

Caso fosse questionado sobre o porquê da minha expressão, apenas responderia - N-nada, é só que me trouxe memórias ruins, n-não precisa ligar - Diria, sem saber lidar com aquele tipo de atenção. Caso Marsh viesse exigir sua recompensa pela entrada triunfante, de repente me lembraria do que havia dito - "Eu prometi um petisco, né? O que ser a que patos comem? Acho que uma fruta serviria, mas... Só tenho frutas secas, espero que ela não reclame" - Me indagaria, pegando uma maçã seca e a oferecendo. Se ela ainda se sentisse insatisfeita só com isso, suspiraria sem muita paciência - Desculpa, mas eu não tenho muito melhor que isso. Tenho uma banana seca também, se preferir. Sei lá - Diria, casualmente conversando com um animal como se fosse a coisa mais normal do mundo. Acho que era mais fácil por não temer ser julgado por um pato. De qualquer forma, se Kai insistisse sobre retomarmos os reparos, eu iria dessa vez ajudar diretamente para não atrasar o cronograma, e, se Bolton insistisse em trabalhar também, protestaria - Não não, dessa vez você descansa. Aqueles golpes não foram pouca coisa; não tenta se forçar demais, vou precisar se você quando zarparmos - Diria, tentando o convencer do contrário. O mesmo ocorreria com qualquer trabalho paralelo que tivéssemos que fazer, embora esperasse que nenhum fosse necessário.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 61
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptyDom 26 Abr 2020, 16:41


Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A selvageria, como pensava, havia acabado, mas suas consequências se alastrariam por mais tempo. Na verdade, Akira descobriria que por muito, muito mais tempo... — Kai! Você está bem? Pode pegar o meu kit médico no convés?! - Sam indagava, com a voz  bastante comovida. O garoto ainda estava no chão, sentado sobre os joelhos, mas imediatamente se levantou, correndo tão desesperadamente que o seu primeiro impulso o fez correr feito um quadrúpede, só recobrando o equilíbrio depois e pulando para dentro da escuna — Desculpem... devo estar sangrando muito, mas estou bem... não achei que teríamos chances se demorasse a reagir - o caçador era virado de lado, ficando com a cabeça encostada no chão. Logo Kai chegava com o kit médico e Sam começava a tratar dele no mesmo lugar — Ele vai ficar bem, mas terá que descansar mesmo... - constatava, compartilhando da mesma preocupação que Suzuki.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ainda, havia o problema dos piratas. Alguns não haviam recobrado a consciência ainda, inclusive o líder, mas um deles voltava a levantar, desnorteado - e corria para longe  — Acho melhor amarrarmos os que sobraram. Você escutou, o Kai... - a mulher relembrava que aqueles homens haviam sido responsáveis pela perda do antigo grupo do garoto que agora lhes acompanhava — É uma questão de respeito, não de dinheiro. Ao menos o lider... - comentava. Neste momento, Kai chegava com o kit médico, já se antecipando — Eu o vi no chão do convés e o homem que está amarrado estava tentando alcançar a bolsa - entregava para Sam, a qual já havia virado Bolton de costas — Ele vai ficar bem, mas irá precisar descansar... não poderá ajudar com os reparos, mas nós damos conta - externava a mesma preocupação que Akira — Ao menos, creio que não teremos mais problemas, complementava. Kai, pode amarrar o homem? - questionava. E assim o garoto fazia, procedendo da mesma forma com o restante — Iremos levar todos?! - parecia, de certa forma, animado, momento em que Sam olhava para Suzuki, como se esperasse que ela desse a notícia.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Assim, o tempo se passaria e o reparo da embarcação continuaria, suprindo os danos que a Montanha Reversa havia causado ao navio. Com muitas marretadas, pregos e placas de madeira, a couraça da embarcação estava, por fim, restaurada. Kai encontrava-se sentado no chão, junto a Sam e Akira, após terminar o trabalho, encharcados de suor — Eu daria tudo por um banho quente agora... Vocês não teriam água quente, teriam? - questionava — Creio que todos nós... - Sam respondia, olhando novamente para Suzuki, pois não tinha tido tempo de checar se existia água quente, o que certamente levantaria a moral da tripulação, a qual encontrava-se um tanto abalada.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A esta altura, a noite caia e Bolton se encontrava na cama dos quartos, em um dos beliches debaixo, em um sono profundo, após ter sido anestesiado — Por bem, acho melhor dormirmos e zarpamos amanhã - Sam sugeria — Inclusive, temos todos os suprimentos necessários? - por segurança, perguntava. Todoss prisioneiros haviam sido amarrados, salvo o fugitivo, encontrando-se do lado de fora do navio, enquanto o líder fora enlaçado ao redor do mastro, tal como Formantis, mas de lados opostos. Não se sabia qual era a sua recompensa - e se ele tinha uma - e nem quem, de fato, ele era, pois seu rosto continuava protegido pelo cachecol ao redor de seu pescoço e o boné baixo, o qual deixava exposto apenas a faixa dos olhos. Quem sabe que segredos aquela "máscara" guardaria...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]De toda forma, a situação estava controlada, salvo por Mashmellow, que não parecia se contentar com apenas uma maçã seca após ter nocauteado um pirata. Havia feito muito mais do que fora pedido e, por isso, recebia apenas um petisco, quando já dava a hora do jantar. Assim, a pata selvagem cutucava as costas de sua nova dona com o bico — Ela não parece nada contente... - a própria Sam tirava uma banana de sua mochila, a qual já se encontrava com a casca preta, mas com o interior bem preservado — Posso? - os olhos do animal brilhavam e ela parava de irritar Akira, indo em direção à outra caçadora, a qual lhe daria a refeição, com o aval da companheira.







Off

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Pode por nas perdas uma das maçãs. A reação do Kai vai depender da sua resposta. Há algo interessante que pode ser descoberto agora ou em momento posterior. É o que tenho a dizer, por agora!




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptyDom 26 Abr 2020, 22:13

Ventos Gentis - Parte I

- N-não foi bem isso que eu quis dizer - Era o que eu queria responder a Sam quando sutilmente criticou meu comentário sobre as recompensas. É claro que eu sabia sobre a questão dele a com Kai, é claro que eu sabia que eles mereciam ver a justiça, mas eu havia perguntado mais quanto a aquilo valer a pena ou não. O capitão eu sabia que levaríamos de um jeito ou de outro, mas quatro de nós levarmos dezenas de piratas no navio era um risco grande demais, e algumas migalhas de reconeoensa simplesmente não valiam o risco. Imagine se eles conseguissem se soltar e nos atacasse a noite? Mesmo descontando os que morreram, eles possuíam ainda vantagem numérica e podiam ainda desamarrar Formantis, que eu temia bem mais que eles. De qualquer forma, não era como se eu tivesse coragem de a retrucar agora, ainda mais correndo risco de parecer que estava tentando "justificar uma atitude ruim". Assim, um pouco corado, apenas acentia com a cabeça sobre levar o líder. Ao ser questionado por Kai, apenas repassava a mesma linha de raciocínio - Todos não, infelizmente nosso navio não é tão grande, e ter mais piratas do que nós não é algo muito confortável. Vamos levar o capitão; se representava eles aqui, vai representar na justiça também. Tudo bem por você?

Resolvido a questão sobre os piratas e todos devidamente amarrados ou espantados, finalmente podíamos novamente cuidar dos reparos. Tudo o que eu queria era cuidar logo do navio para sair daquele lugar, e quando mais demorassemos mais chances eram de termos que lidar com outro embate como aquele, algo que eu realmente não estava nem um pouco afim - E se dessa vez a Sam se machucasse? Sei que eu já estou melhor, mas todos nós feridos não seria nem um pouco bom durante a viajem - Pensava, com a ansiedade batendo um pouco. Felizmente Bolton havia tido a decência de ficar em repouso, talvez pela enorme insistência minha e de Sam, o que era algo bom mesmo que aumentasse o tempo necessário para os reparos. Da mesma forma que eu havia descansado, era bom que ninguém ali se forçasse demais, senão seria mais tarde um belo tiro na culatra. Dessa vez poder ajudar nos reparos, mesmo que cansativo, era um enorme alívio para mim, uma vez que me sentia útil novamente, e, se não fosse por Sam ajudando também, eu estaria feliz por poder fazer algo que considerava másculo... Não era como se eu quisesse mostrar algo, porém, mas esse tipo de coisa me ajudava a me sentir confortável. Dessa vez a prioridade infelizmente era o reparo, então teria que deixar meus desejos idiotas e hipócritas de lado.

Após terminarmos, me sentia revitalizado, por mais estranho que parecesse. Antigamente eu costumava treinar até suar de forma semelhante, e, mesmo tendo parado de fazer isso após minhas viagens começarem, não conseguia deixar de lembrar a sensação boa de algo bem feito, especialmente quando sabia que havia dado meu melhor e isso havia tido frutos. Eram nesses momentos que eu percebia que realmente gostava de trabalhar, de por a mão na massa, e, eu juro, se algum dia alguém descobrisse meu segredo e me impedisse de trabalhar dizendo que "não era coisa de mulher", uma nova lápide iria surgir na ilha - "Hmmm, isso sim é o que eu chamo de dor boa" - Pensava, esticando os braços ao me alongar novamente e sentindo a diferença daquela sensação para as dores que sentia após a queda. Infelizmente nem todo mundo estava muito satisfeito, e minha expressão automaticamente fechava quando mensionavam o chuveiro - Err... Então... - Dizia, pensando em como falar para eles que só tinha banho frio sem muita vontade de lidar com a decepção que eu causaria neles. Aquilo me deixava um tanto nervoso, mas... - Quem quer que projetou o navio não pensou como nos, infelizmente não tem aquecedor. Quero só saber como vamos fazer se cairmos em uma ilha de inverno - Dizia com o comentário ao final para tentar me afastar do ponto inicial. Agora que eles haviam levantado um assunto, realmente seria bom um banho já que estávamos tão suados. Eu em especial havia passado por aquilo sem me dar ao luxo de tirar a jaqueta, já que não queria arriscar olhares na minha camisa suada colando, mesmo que estivesse usando meu binder... O que na prática não mudava muito já que ainda daria pra ver o contorno dele através da camisa.

- De qualquer forma, frio ou não, acho melhor tomarmos banho. Não estou afim de ficar fedendo igual aquele ali - Dizia, um pouco mais descintraido para fazer piadinhas, apontando com a cabeça ao pirata do cachecol - Eu posso ser o último se quiserem. Mas antes, como faremos a noite? - Questionava, aproveitando que todos estavam ali ainda - Não queria correr o risco de ser atacado enquanto dormia, não seria melhor nós três dividirmos o tempo para fazermos vigia? Bolton melhor ficar descansado, mas, bom... - Dizia, sem saber como terminar. De qualquer forma, a mensagem havia sido transmitida, e esperava que concordarem comigo - Erm... Eu posso ser o primeiro da vigia se não se importam - Me oferecia, mas não negava que tinha um motivo egoísta por trás, eu com certeza não queria ser o do meio para ter o sono dividido, e me oferecer pra começar então me parecia mais plausível. De qualquer forma, esperaria minha vez de tomar banho enquanto comia minha outra maçã ressecada, após ver Marsh contente com sua banana - Gosta de banana? Ou, sei lá, frutas? Hmm, vou ver se arranho algumas na próxima ilha que formos. Uma mochila térmica seria boa pra isso também - Comentaria para a pata. Na minha vez, iria só banheiro, trancaria bem a porta para ter privacidade total e tomaria um merecido banho, mesmo que fosse decepcionantemente frio. Após sair do banho, olharia bem para a camisa suada, e... Botar ela de novo não parecia bom. Assim, me cobriria apenas com o binder e a jaqueta, fazendo uma nota mental para não a abrir de forma nenhuma por enquanto.

Se aceitassem a oferta dos turnos, especialmente sobre eu começar, logo entraria em posição enquanto os outros fossem dormir. Ficaria mais ou menos no mesmo lugar que estivesse quando vi os piratas da última vez, mas dessa vez procuraria um caixote em que pudesse me sentar. Ignoraria se qualquer um dos prisioneiros tentasse falar comigo, mas os verificaria vez ou outra para verificar se a corda ainda estava bem presa e se já estavam dormindo, ou sei lá o que estivessem fazendo. Mesmo no escuro esperava que desse para ver silhuetas que se aproximassem, e, caso realmente visse, correria até os aposentos, e, sem entrar para não causar problemas para ninguem, bateria repetidas vezes na madeira enquanto falaria - Pessoal, pessoal, tem vultos se aproximando!! - Mas, se não visse nada, apenas esperaria meu turno acabar. Nesse caso iria até quem quer que tivesse sido decidido como o segundo turno e chamaria para me substituir. Finalmente poderia dormir, mas existia um problema: privacidade noturna. Eu não aguentava mais usar aquele maldito binder, e não sei se suportaria manter ele a noite toda se tivesse que dividir quarto com os outros. Se eu tivesse um quarto próprio seria simples, apenas tiraria ele, esconderia para ninguém ver e dormiria com a jaqueta. Caso tivesse que dividir, as coisas ficavam mais complicadas. Nesse caso, eu o tiraria no banheiro antes de trocar de turno, manteria escondido embaixo da jaqueta e contaria com o tamanho da mesma e a a falta de iluminação noturna para nenhuma elevação ficar evidente. Alcançando minha cama, esconderia o binder embaixo do travesseiro e dormiria virado para baixo por garantia. Quando acordasse, tentaria rapidamente esconder o binder embaixo da jaqueta novamente e correria ao banheiro como Se estivesse apertado, antes dos outros superarem a confusão acordar, e lá, com a porta trancada, vestiria a peça novamente.
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 61
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptyQui 30 Abr 2020, 22:39


Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Os desentendimentos eram desfeitos e Sam parecia compreender as razões de Akira. Kai, por sua vez, inflava uma das bochechas, deixando o ar sair como se tivesse estourado uma bolha de chiclete — Tudo bem, acho que eles dariam algum dinheiro, mas... só lembro do líder ter participado daquele dia, estes parecem todos novos - comentava. Assim, Akira conseguia manter as relações estáveis com seus companheiros. Era assim que eles se levantavam e, após alguns resmungos sobre a não existência do banho quente, voltavam para o navio, após finalizar os reparos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não me incomodo se quiser ser o primeiro - Sam dizia para Kai, o qual aceitava, fazendo um gesto vitorioso e correndo para dentro do banheiro — Se eu for a próxima, posso ser a primeira a ficar de vigia. Acho que bastam duas pessoas, eu e você, revezando em dois turnos, para passar a noite. O Bolton precisa descansar e o Kai é apenas um garoto, temo, ainda, que ele seja alvo de alguma instigação daquele homem, já que possuem um histórico... - opinava. Para todos os fins, após deliberarem, acertava-se que Akira seria o primeiro a ficar de sentinela.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Quanto ao banho, após Kai sair e ir para o quarto, Sam entrava no boxe e passavam-se mais alguns trinta minutos, nos quais Marsh havia ficado bastante animada quanto a possibilidade de ganhar mais frutas. Só depois o recinto era liberado para o uso de Suzuki — Vou ficar aqui fora enquanto você estiver lá - dizia, se aproximando do parapeito do navio, a fim de ter uma visão melhor da estrada por onde haviam sido atacados anteriormente. No boxe, a ninja se higienizava e tomava os cuidados necessários para não ser descoberta, deixado o boxe com os cabelos ainda molhados. Neste momento, Sam a encarou por alguns segundos, até desviar o olhar — O turno é todo seu, me acorde em quatro horas ou quando achar melhor - dizia.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]E assim a noite se passou. Akira pegava um banco para se sentar e podia observar as estrelas. O céu ali era bastante limpo e a madrugada parecia revelar o melhor que havia nas luas e nas estrelas. As horas se passaram rapidamente dessa maneira, intercalando com os momentos em que analisava se os prisioneiros estavam tentando escapar ao afrouxar as acordas ou se estavam dormindo. Tudo parecia muito tranquilo, visto que as cordas estavam no lugar e Formantis havia dormido cedo, enquanto o outro pirata havia demorado a cair no sono. Com o brilho lunar, era certo que poderia ver, ao menos, as silhuetas das pessoas. E logo algo a chamava atenção no canto do olho. Virou a cabeça rapidamente, no instinto, só para se aliviar ao ver Sam saindo do quarto, com a mão apoiada na parede e bocejando — Pode deixar comigo, só vou jogar uma água no rosto - e o fez rapidamente, permitindo Suzuki voltar para o quarto e se acomodar na sua cama.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sam sequer percebeu as atitudes estranhas de Suzuki, a qual havia retirado o seu binder e se movido furtivamente e mais apressadamente que o normal até o quarto do Capitão, ainda que rejeitasse o título. Era o seu momento de alívio, pois ali tinha privacidade e um armário próprio, onde podia esconder o seu binder. A cama era confortável, com espaço para dois, ou para um humano e um pato, que era o que ocorria e, assim, rapidamente caiu no sono, sem maiores preocupações - senão um sonho em que a ninja era atormentada pela Máscara de Formantis e pelos olhos cintilantes do outro pirata¹.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]As horas logo passavam e Akira acordava sentindo algo duro cutucar-lhe a barriga. Era Marshmellow que tentava acordá-la! E logo podia pensar no motivo, pois teve a sensação que passara a noite se remexendo na cama. De toda forma, já podia escutar as vozes de Kai e Bolton do lado de fora. Assim que saísse, veria-os segurando uma adaga cada um, com o caçador ensino o rapaz a utilizar aquela arma — Perfure-o sem a intenção de parar! - Bolton fazia um rápido movimento com as mãos, furando o ar, o que era repetido por Kai. Quando avistassem Akira, Kai prestaria continência, enquanto Bolton guardaria a arma e iria em sua direção — Capitão, o navio está bem! Eu e o Kai fizemos uma segunda vistoria. Quanto ao meu ferimento... lateja um pouco, mas a Sam disse que basta eu não entrar em brigas ou fazer muito esforço com o braço direito, e alguma coisa sobre músculos das costas... eles tem relação... estou bem! - o rapaz exclamava — A Sam foi tirar um cochilo, mas pediu para acordá-la assim que fossemos içar as velas! - informava. Kai logo se juntava ao lado de Bolton, indagando — Estamos para sair?! Agora?! Ihaaa! - o garoto parecia bastante animado, alternando o olhar entre os dois. Já estava a um bom tempo ali e aquilo era como a própria salvação!





¹ Você teve um pesadelo, então nos conte como seria um pesadelo da Akira Suzuki! Esses são apenas os dois elementos essenciais, acrescente o que quiser!

Baterilla Seawater:
 






Off


@Avaliador O barco foi obtido na aventura passada, como parte do acordo firmado com o Prefeito de Baterilla, tal como o Den Den Mushi, que não é algo para auxiliar o jogador, mas sim um instrumento que torna possível o trabalho ao qual ele foi contratado.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Pode adicionar o barco nos ganhos, não havia colocado antes porque o sistema não favorecia, mas agora com este novo, temos uma luz maior a respeito das embarcações! E, dessa forma, ele sofreu algumas alterações! Aproveitemos que ele não foi amplamente descrito antes e deixar as lacunas serem preenchidas pela nova descrição.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : On The Top Of The World - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 EmptySex 01 Maio 2020, 15:35

Ventos Gentis - Parte II

Um grande bocejo escapava da minha boca após finalmente despertar, sentindo o sol quente atingir minha pele como um sinal de um dia promissor. Ter dormido apenas metade da noite e ainda dormir mal pelos pesadelos não ajudavam a me manter 100% desperto, mas isso também não era motivo de ficar de moleza. Antigamente eu ficava dias dormindo pouco enquanto dividia meu tempo entre trabalhar e treinar, e nunca morri por isso, era só questão de tempo até meu corpo entender que o dia havia raiado e logo minha disposição retornaria. Sim, o sono ruim, não era o problema, o que me incomodava haviam sido os pesadelos. Fazia tempo que eu não sonhava, era um acontecimento raro dado ao estresse e as preocupações que comumente me atormentavam, e logo quando finalmente me lembrava de um dos devaneios noturnos era algo assim... - "Será que é por ambos terem me lembrado daquele dia?" - Me questionava, enquanto os fragmentos do sonho que ainda não haviam se perdido passavam pelos minha mente. No sonho eu havia visto novamente meus pais sendo mortos pelo maldito bando pirata que invadiu Budou Island (Micqueot), mas em vez dos rostos turvos e irreconhecíveis que normalmente me separava quando tentava me lembrar da cena, eu via os rostos de Formantis, sua máscara, e do pirata do Cachecol. Ver rostos agora familiares só havia deixado a cena mais vivida, o que não era algo que eu gostava muito.

Saindo do quarto, mesmo um pouco contente com a animação de Kai e Bolton, não podia deixar de olhar de canto de olho para os criminosos amarrados ao mastro. Enquanto outras pessoas tentariam afogar as memórias com álcool, eu logo quis beber meu café. Era de manhã, o momento perfeito, e podia me ajudar a despertar de uma vez, mas logo me conflitava quanto a possibilidade de logo acabar - "Ah, que se dane" - Pensava, bebendo um pouco. Não estava afim de continuar pensando no passado ou naqueles dois piratas, e sabia que o gosto da bebida na boca seria o melhor para me distrair daqueles pensamentos. Quanto a Sam, porém... - Deixe ela dormir mais um pouco. Nós fizemos vigia noturna, e ela esteve acordada a um bom tempo. Por enquanto vamos conferindo se tudo está pronto para a viagem - Dizia, logo me virando para ir verificar os suprimentos; a última coisa que queria era ficarmos sem o que comer no meio da viagem. Falar sobre Sam fazia eu me lembrar do desconfortável olhar que ela havia me dado após meu banho, que minha paranoia usual havia me impedido de esquecer. Esperava que houvesse sido só impressão minha, mas não podia negar que o medo de ter meu segredo descoberto crescia naquele navio, especialmente considerando o incidente com Bolton no dia anterior. No final, porém, não havia muito o que fazer, então tentava não pensar muito no assunto.

Após verificar os suprimentos, além de dar uma olhada na embarcação no geral, verificaria mais uma vez o Log Pose. Por algum tempo me pegava imaginando sobre nosso local de destino, Ilha Aracne, baseado no que haviam dito. Supostamente era uma ilha isolada infestada de aranhas, protegida por um aracnídeo colossal; considerando isso como verdade, conseguia ver porque aquele nome havia sido dado. Querendo ou não, teríamos que ficar lá até o Log Pose de ajustar, e entendia o quão insuportável isso seria para alguém com medo de aranhas, coisa que eu agradecia por não ter - "Bom, aranhas pequenas são lidaveis, desde que não encontremos alguma com veneno letal. Se não cruzarmos com a tal aranha gigante, se for real, não deve haver muitos problemas" - Pensava, finalmente retornando ao convés superior e chamando Bolton e Kai. Me juntando novamente aos dois, questionaria - Bom, tudo em ordem então? - E, em caso positivo - Bolton, poderia acordar Sam? - Porem, em caso negativo, iria verificar e/ou ajudar em qualquer problema que encontrassem. Não sabia exatamente quando tempo havia passado, mas depois de uma vistoria geral no navio esperava que Sam houvesse tido tempo de descansar um bocado.

Com os quatro despertos, mesmo que tivéssemos que esperar um pouco para que Sam acordasse totalmente, coordenaria todos para finalmente partirmos daquele fim de mundo, ou talvez, de certo modo, início. A Grand Line estava a nossa frente, e era hora de finalmente asentrarmos seus mares. Logo me posicionaria no leme enquanto as velas eram abertas, tomando a dianteira do navio para nós dirigimos mar adentro. Sempre verificaria o o Log Pose para ter certeza que estávamos no caminho certo, para, caso não, rapidamente repassar o ocorrido aos outros para reajustarmos a rota, com o leme e velas. Quando estivéssemos já em alto mar, com este estando calmo, finalmente relaxaria um pouco; começaria a olhar o horizonte, perdido, enquanto vez ou outra verificaria novamente o Log Pose. Caso estivesse com tempo livre graças a calmaria, e visse que Sam também estava sem muito o que fazer, me aproximará dela, um pouco receoso, e puxaria um assunto, tentando tirar uma curiosidade que possuía a um tempo - Sam, desculpe se for invasivo, mas... Você havia dito que queria vir à segunda rota acertar contas com alguém, não é? O que houve entre ele e você? - Perguntaria, já que agora provavelmente acabaria me envolvendo de uma forma ou de outra.
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




On The Top Of The World - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: On The Top Of The World   On The Top Of The World - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
On The Top Of The World
Voltar ao Topo 
Página 4 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Baterilla-
Ir para: