One Piece RPG
For Whom the Bell Tolls - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» MINI maximo 12 A procura de um destino
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor maximo12 Hoje à(s) 00:16

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 23:49

» Só mais uma Aventura
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Jabuloso Ontem à(s) 23:30

» Cap. 2: Da alvorada ao Crepúsculo, os aspectos da liberdade surgem!
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 23:30

» [Mini-Eizen] Redenção do Espadachim
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 23:18

» Construindo o Começo
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Graeme Ontem à(s) 22:55

» [MINI-JIN WOO] Ocioso de mão cheia
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 22:30

» Timbre Mudo
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Oni Ontem à(s) 22:30

» I - Conhecendo o mundo
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:12

» O vagabundo e o aleijado
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Megalinho Ontem à(s) 21:53

» Sem rumo definido
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 20:13

» Cap. 1 - Abrindo caminho
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 19:53

» Apresentação - 2: Falência ambígua
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor love.licia Ontem à(s) 17:45

» Phantom Blood
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Remenuf Ontem à(s) 17:13

» 1° Versículo - Gadeus, os Ateus do Gadismo!
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor ADM.Kiodo Ontem à(s) 16:51

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Midnight Ontem à(s) 16:41

» Arco da Queda I: O novo poder da marinha!Avante para a Grand Line!
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Noah Ontem à(s) 16:13

» 1º Capítulo - Adeus, Micqueot
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor Oni Ontem à(s) 15:23

» [FICHA] - Artturi
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 14:56

» Artturi Bloodfist
For Whom the Bell Tolls - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 14:50



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 For Whom the Bell Tolls

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 70
Warn : For Whom the Bell Tolls - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

For Whom the Bell Tolls - Página 2 Empty
MensagemAssunto: For Whom the Bell Tolls   For Whom the Bell Tolls - Página 2 EmptySab 23 Nov 2019, 13:11

Relembrando a primeira mensagem :

For Whom the Bell Tolls

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Bellamy Navarro. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Greny
Civil
Civil


Data de inscrição : 31/08/2012

For Whom the Bell Tolls - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: For Whom the Bell Tolls   For Whom the Bell Tolls - Página 2 EmptyDom 15 Dez 2019, 21:21

Eu dera minha ideia com a melhor das intenções, apenas tentando  cooperar com a missão. O que eu não esperava era a negativa dos meus colegas. E, o pior: era uma negativa completamente válida e fundamentada. Por mais que fosse bastante plausível que nos separássemos para aumentar as chances de acharmos pistas, era igualmente plausível permanecermos juntos, por não sabermos quantos piratas haviam ali, isto é, se fosse realmente esse o caso. Era o enigma do gato de Schroedinger – apenas um dos conhecimentos que eu adquirira na faculdade e gostava de aplicar só para não parecer um período inútil na minha vida –, nos separarmos ou não era, ao mesmo tempo, uma ótima ideia e uma péssima ideia, igual ao gato que, enquanto a caixa não fosse aberta, estava vivo e morto.

Outro ponto que eu considerava, por mais que evitasse, era que dá última vez que eu fora imprudente naquela mesma floresta, meu amigo fora assassinado. Não tinha jeito, tudo naquele dia estava me dando algum gatilho. ”Impressionante” - eu pensava. Não imaginava, mesmo, que seria tão difícil pra mim superar. Talvez fosse melhor seguir o que Hugo dizia. ”Pelo menos, por enquanto...” - concluía, mentalmente. Se em algum momento eu achasse que estava na hora de abrir a caixa, eu o faria, mas julgava mais vantagem deixar o gato quieto na dele. Mas, assim, eu não precisei pensar muito pra perceber que havia uma diferença gritante entre dois adolescentes em uma floresta e quatro caçadores em uma floresta, afinal, eles ganhavam a vida lutando contra criminosos e, com certeza, foram para um lugar na iminência de uma luta devidamente armados. ”Certo?” - ecoou a dúvida na minha cabeça. Essa pergunta me deixou realmente preocupado.

Primeiramente, eu olharia meus colegas, visando me certificar que eles estavam armados, apenas para me certificar que era tudo paranoia da minha cabeça. Como eu, por hora, concordava com Hugo, diria - Bom, eu acho que você está certo. Vamos juntos e, se for necessário, nos separamos - diria, tentando aparentar firmeza - Vamos prosseguir? - perguntaria, caso ninguém mais se manifestasse, e seguiria andando.  Tentaria me manter atento o tempo inteiro aos meus sentidos, buscando captar algum odor ou som diferente. Caso percebesse algo, pararia e aguardaria por um momento, tentando me concentrar no som ou no cheiro, para ter certeza que se tratava realmente de algo. Em um caso positivo, avisaria meus companheiros. Em um caso negativo, seguiria atento.


Off:
 

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 96
Warn : For Whom the Bell Tolls - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

For Whom the Bell Tolls - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: For Whom the Bell Tolls   For Whom the Bell Tolls - Página 2 EmptyTer 17 Dez 2019, 04:04


Narração
Dia - Manhã
Tempo fechado, provável neve caindo ao mais tardar do dia
Localização: Malkiham Island - North Blue

Bellamy Gimenez Navarro
Ao ter a ideia negada, Bellamy simplesmente aceitou a situação, o argumento fazia sentido e por isso não havia motivo para ir contra a ideia dos caçadores naquele momento. Assim, Navarro acabou seguindo com os quatros caçadores, isso lembrava o seu passado e o tanto que a situação era diferente, de dois adolescente basicamente perdidos para cinco adultos que provavelmente sabiam no que estavam se metendo.

Dado que andariam em grupo Bellamy notou as armas que seus colegas usavam. Os três homens usavam espadas que pareciam iguais, tanto que por isso não era possível distingui-los usando as armas como base. Já Patrícia possuía uma nunchaku algo meio incomum de se ver por aí. Com isso sendo a base da observação de Gimenez começaram a andar na floresta.

A primeira coisa que chamou a atenção do jovem foi a diversidade de cheiros que existiam naquele local apesar de boa parte da ilha ser tomada por neve a maior parte do tempo. As folhas das árvores, o mato, tudo emitia um cheiro realmente agradável para acalmar qualquer possível medo de Bellamy quanto aquele local. O barulho em geral da floresta era o de animais menores. Ouvia muito o canto de pássaros que provavelmente estavam abrigados em ninhos para se aquecerem. Ouvia o vento batendo entre as folhas e tudo estava bem calmo em geral.

Isso continuou assim por um bom tempo, era difícil determinar, mas Bellamy poderia chutar que facilmente passaram uma hora andando naquela floresta sem qualquer tipo de pista realmente útil. Este fato acabou mudando quando o leve cheiro de sangue invadiu as narinas de Gimenez. Não era difícil determinar de onde o cheiro vinha e com isso acabaram parando em um pequeno descampado que possuía nada mais nada menos que um corpo humano. Este estava totalmente dilacerado, claramente boa parte do cadáver fora devorado por algum tipo de animal, não sabiam determinar qual animal, mas com certeza algum grande.

- É impressão minha ou haviam mais humanos por aqui? - Falou José olhando para os sinais que haviam no chão. Era difícil determinar se havia acontecido simplesmente uma luta épica entre o morto e o animal, ou não. De fato havia uma quantidade absurdas de pegadas humanas por ali e isso indicava que havia sim mais de um, só que era também estranho imaginar que mesmo assim eles perderam para um animal e deixaram um de seus colegas ser devorado. - Com certeza eram mais de um. Olhem aquilo ali. - Falou apontando para um pedaço logo a beira do descampado. Uma pequena bandeira pirata hasteada. - É o símbolo do grupo que estamos caçando. Eles estão aqui como imaginávamos. Agora só precisamos encontrá-los e prendê-los antes que essa fera devore todos.


off:
 

Legendas:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Greny
Civil
Civil
Greny

Créditos : Zero
Warn : For Whom the Bell Tolls - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 31/08/2012
Idade : 20
Localização : No seu coração

For Whom the Bell Tolls - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: For Whom the Bell Tolls   For Whom the Bell Tolls - Página 2 EmptySab 21 Dez 2019, 01:34

A trilha, somados ao aroma da natureza e a neve caindo tornavam a caminhada realmente agradável. Só havia um problema: eu não estava ali para isso. Com o tempo, a insegurança dava lugar ao tédio e o medo era substituído pela frustração e, se tem uma coisa que eu perdi ali foi tempo. Quando o cheiro de sangue entrou pelas minhas narinas, tomando o lugar dos aromas naturebas que, logicamente, dominavam o local, eu sentira uma súbita vontade de comemorar. Sério, meu primeiro pensamento fora - ”Finalmente, caralhoooooow” - mas eu soube me conter. A cena era horrorosa, o cidadão muito possivelmente seria enterrado como indigente, mas a concepção de que estávamos no caminho certo? Ela era maravilhosa. Se as pegadas não eram confirmação o suficiente, a bandeira pirata hasteada ali perto não permitia dúvidas. Eu tinha certeza: ”A temporada de caça começou” - pensei - ”E eu sou um caçador” - concluí.

O que eu deixava de lado e, talvez fosse uma das primeiras observações que eu deveria fazer, é que o cara fora estraçalhado e seus companheiros fugiram. E, seja lá o que fizera aquilo, possivelmente, estava perto. Agora, o que poderia ter feito aquilo? A Floresta Malka era conhecida por ter tigres gigantes e ferozes habitando nela, logo, só havia uma conclusão que eu podia tomar ali - ”Ursos. São ursos, tem que ser ursos...” - repetia em minha cabeça quase que como um mantra. Não era uma certeza baseada em algum dado ou conhecimento específico. Não era nem sequer uma certeza, era uma esperança cega que eu passei a nutrir, por acreditar que seria mais fácil sobreviver a um ataque de urso. Mas, independente da fera que fosse, eu a enfrentaria de peito aberto – óbvio, torcendo para ela não abrir meu peito.

Eu me voltaria para os restos mortais do cadáver e começaria a mexer em suas roupas, visando vasculhar seus bolsos em busca de algo. Procuraria uma arma, de qualquer tipo, dinheiro e qualquer coisa que pudesse usar como pista, para ver se conseguia algo o qual pudesse cheirar e procurar o bando na floresta através do odor. Achando algum objeto que não fosse do nobre pedaço de carne moída, eu fecharia meus olhos e respiraria fundo com o item posicionado bem perto da ponta do meu nariz, tentando me atentar bem ao odor para, mais a frente, lembrar-me dele, se necessário. Caso encontrasse dinheiro e/ou alguma arma, tentaria guarda-lo(s) comigo.

Uma vez tendo revirado o cadáver, me levantaria e olharia bem para o chão, tentando procurar alguma pista, objetos caídos ou alguma trilha específica que as pegadas seguissem. Ainda perguntaria para meus companheiros: - Vocês não acham melhor levarmos um pedaço do nosso amigo ali conosco? - apontando com o meu dedo polegar por cima do meu ombro para o, talvez, pirata falecido no chão - Não sabemos se a fera está longe e, muito menos se ela já marou a fome dela - concluiria meu raciocínio e esperaria pela resposta do quarteto. Caso fosse uma afirmativa, eu esperaria que eles tivessem a iniciativa. Para o caso de uma negativa, eu diria, tentando soar o mais jocoso possível: - Pois bem, só espero que não tenhamos que escolher alguém pra ser devorado enquanto os outros quatro correm...

Andaria, ainda, até a bandeira e, com a mesma estando ao meu alcance, tentaria pegá-la para cheira-la. Faria o mesmo procedimento já citado, tentando captar algum odor diferente, para ver se seria possível localizar o bando. Se, em algum momento, eu achasse algo que julgasse interessante ou importante, avisaria ao quarteto. Independente dos meus resultados obtidos, esperaria uma definição de meus companheiros para seguirmos adiante na busca. Tentaria prestar atenção nas pegadas para segui-las, atendo-me também para barulhos odores estranhos e, talvez, conhecidos, uma vez que eu tivesse conseguido algo em minhas buscas. Caso eu não conseguisse nada, apenas procuraria sem ter muitos parâmetros, igual fizera para chegar até o local no qual me encontrava naquele momento. Se minha audição aguçada captasse algum som que remetesse a um animal selvagem se aproximando, eu fecharia meus olhos e me concentraria no som, buscando sua origem, e diria para meus companheiros que deveríamos aumentar a velocidade de nosso passo. Achando algum sinal dos piratas antes deles, também avisaria, apontando a direção. Caso não, seguiria procurando.


Off:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Falas (ff6633)
Pensamento (#993300)

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 96
Warn : For Whom the Bell Tolls - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

For Whom the Bell Tolls - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: For Whom the Bell Tolls   For Whom the Bell Tolls - Página 2 EmptySeg 23 Dez 2019, 23:52


Narração
Dia - Manhã
Tempo fechado, provável neve caindo ao mais tardar do dia
Localização: Malkiham Island - North Blue

Bellamy Gimenez Navarro
A cena era nojenta e tals, mas isso estava bem longe de impedir que Bellamy ficasse animado com a situação. Se aproximava para olhar melhor o cadáver que havia por ali. Nesse momento um forte clarão rompeu nos céus. Navarro ouvia um som claro de trovão e todo o ambiente em torno de Gimenez se tornava branco. Após o acontecido aos poucos o local voltava ao normal e conseguia enxergar normalmente.

O que havia acontecido ali era difícil de saber, mas não importava para a situação, nenhum dos caçadores falava disso e parecia que iriam simplesmente seguir a caçada. Bellamy então, próximo do cadáver procurava por algum tipo de indicativo de como seguir a busca. Cheirava o corpo, mas o único cheiro ali que realmente chamava atenção era o cheiro do sangue, não tinha nem comparação. O corpo em si também não possuía maiores pistas. O tronco basicamente deixara de existir, os braços estavam com várias mordidas, e até mesmo uma das pernas foi quase totalmente devorada, sobrando só metade da canela para baixo. As botas e luvas do pirata chamavam atenção pela qualidade, apesar de estarem totalmente lambuzadas pelo sangue do corpo, pareciam algum tipo de material que poderia claramente ser usado, era no mínimo melhor que a bota que ele estava usando. Se alguma arma fora utilizada pelo corpo, claramente fora levada pelos piratas que estavam lá, o que era meio difícil de imaginar já que fugiram como podiam.

A esperança então ia para a bandeira. Levantando-se foi até a bandeira e cheirou, aquilo sim possuía outro cheiro, já conseguia até mesmo falar que sentia leves tons desse odor pelo ar. Caso se afastasse um pouco do cadáver provavelmente conseguiria seguir em alguma direção só pelo cheiro que sentira.

Os caçadores começavam a andar na direção que as pegadas levavam, foi quando Bellamy indagou sobre levar um pedaço do corpo para usarem como algum tipo de isca de besta. - Acho que quem devorou esse corpo com certeza já está satisfeito... ou comeria a outra perna também. - Aquilo não era um bom argumento, outra coisa podia ter feito a besta parar de comer, mas Navarro aceitava aquilo e seguia então falando sobre torcerem para não terem que decidir entre algum deles ser devorado.

E assim aos poucos o grupo continuava a andar. O cheiro da bandeira ia ganhando força ao mesmo tempo que o cheiro do sangue ia perdendo. Com isso ficou fácil para guiar o grupo no cheiro da bandeira. E isso foi se estendendo até que Hugo fez um sinal para eles pararem. Bellamy conseguia ver outra clareira a sua frente, esta estava com pelo menos dez homens. Três estavam sentados claramente cansados de alguma coisa que estariam fazendo anteriormente. Outros cinco estavam em pé andando por aí vigiando o acampamento de forma bem porca, os dois restantes pareciam preparar alguma refeição para o grupo como um todo. Era possível ver pistolas e espadas espalhados entre os piratas.

Ouviu então o cochicho de Hugo. - E então, alguma sugestão de como vamos atacar?


Legendas:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Greny
Civil
Civil
Greny

Créditos : Zero
Warn : For Whom the Bell Tolls - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 31/08/2012
Idade : 20
Localização : No seu coração

For Whom the Bell Tolls - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: For Whom the Bell Tolls   For Whom the Bell Tolls - Página 2 EmptyQua 15 Jan 2020, 21:00

Seguíamos nossa jornada em busca dos piratas. A tarefa havia se tornado consideravelmente mais fácil, depois de eu captar o odor deles, que estava na bandeira, e conseguir localizá-los. Essa eficiência do meu nariz era uma parada da qual eu me orgulhava muito, me sentia muito importante naquele momento. Sentia até que poderia substituir cães em patrulhas. Seria uma responsabilidade enorme. Conseguia até me imaginar de cachorro. Não seria um cão qualquer, seria um cachorrão moralizador, seria algo como um rottweiller, ou talvez um buldogue, ou, melhor ainda - ”Eu seria um belldog… Ou, quem sabe um pitbell?” - refletia em minha cabeça. Eu também poderia ser um lobo solitário, ou uma raposa majestosa. Talvez, seguindo meu sangue latino, eu seria um coiote?

Em meio a esses pensamentos, quando me dei conta, já estava de frente para o acampamento dos piratas. Contava um grupo de dez pessoas, sendo que apenas cinco pareciam vigiar o lugar. Minha primeira impressão, foi de que eles não estavam realmente concentrados ou dispostos a fazer aquilo. ”Eu não confiaria meeesmo a minha vida nesses caras” - eu pensava. Se eu fosse algum dos outros cinco, a segurança que eu estaria sentindo seria a mesma que trancar um portão com um biscoito cheetos. Mas, se isso era ruim pra eles, era ótimo para mim.

Eu pensava em maneiras de como poderíamos atacar quando Hugo, como se previsse meus pensamentos, me indagava se eu tinha alguma ideia de como atacar. Olhando para ele de rabo de olho, cochicharia - Um minuto. Uma dúvida que pairava em minha cabeça era se aqueles homens eram os que estavam junto com o pobre homem que nós havíamos visto algum tempo antes. Ou, o que sobrara dele. Caso fossem, eles já deveriam estar com um certo estresse psicológico e paranóicos que a fera voltasse. Ao menos, era o que eu imaginava. Voltaria minha atenção para o grupo de piratas e olharia um a um, tentando ver algum tipo de sinal de luta ou combate, talvez algum ferimento ou resquício de sangue em suas armas.

Procuraria, ainda, observar os que patrulhavam, se eles estavam armados. Além de tentar contabilizar o número de armas que estavam pelo chão, principalmente o número de armas de fogo. A última coisa que eu queria era que o plano desse errado e acabássemos com mais furos que uma peneira. Os que estavam armados com armas brancas me preocupavam menos, mas ainda considerava importante contar também. Ainda procuraria ver a distância entre os que estavam descansando e cozinhando, em relação às armas. Queria que tivessem o menor tempo de reação possível. Por fim, olharia a clareira na qual estavam, procurando por pontos em que fosse mais fácil de algum de nós se aproximar dos piratas, sem ser visto.

Minhas duas maiores preocupações eram as seguintes: conseguir separar os que patrulhavam dos demais, para pegá-los despreparados; e se realmente só haviam aqueles dez ali, ou ainda haviam mais piratas que pudessem chegar. Tanto que, ao longo das minhas observações, ainda tentaria procurar algum indício de se haviam mais pessoas no acampamento, ou eram só eles, fosse o número de mochilas, de armas, até mesmo de pratos. Qualquer coisa que pudesse revelar se eram só aqueles dez. ”Quer dizer...” - ecoou na minha cabeça, ao me recordar do “Sr. Carne Moída” - ”Onze” - pensei, concluindo que era o número máximo que me interessava.

- Bom… - começaria a falar, cochichando - Aqueles três ali parecem estar completamente exaustos, enquanto aqueles dois estão distraídos cozinhando. Se algo acontecer, quem deve ir atrás são aqueles cinco ali - diria, tentando não soar como o “Capitão Obvio”, que eu sabia que estaria sendo -  Por isso, precisamos nos livrar deles. Algum de vocês é rápido? Minha ideia é a seguinte: dois de nós dão a volta na clareira e façam algum som. Mexer em arbustos, galhos, qualquer coisa que pareça que tem algo ali. Os cinco devem ir atrás, achando que é a fera novamente. Daí, temos duas opções: os três que sobrarem vão atrás, pra emboscarmos eles. Ou, os três que sobrarem atacam os que ficarem aqui, desse lado mesmo, porque todas as atenções vão estar na direção do barulho. Atacamos os cozinheiros e depois os três que estão cansados, enquanto esperamos que os outros dois despistem os piratas e voltem pra cá antes deles. O que acham? Alguém tem outra ideia? - perguntaria. Esperaria por um momento de deliberação para, caso elegessem minha ideia ou a que parecesse mais qualificada, agirmos. Tentaria seguir o plano que fosse eleito o melhor, buscando um desfecho positivo para eu e meus companheiros.


Off:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Falas (ff6633)
Pensamento (#993300)

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 96
Warn : For Whom the Bell Tolls - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

For Whom the Bell Tolls - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: For Whom the Bell Tolls   For Whom the Bell Tolls - Página 2 EmptyQui 16 Jan 2020, 14:49


Narração
Dia - Manhã
Tempo fechado, provável neve caindo ao mais tardar do dia
Localização: Malkiham Island - North Blue

Bellamy Gimenez Navarro
Bellamy estava orgulhoso de si mesmo, o que fazia Navarro começar a viajar em sua própria imaginação de forma magnífica enquanto seguia a trilha do odor dos piratas. Ao chegar ao local com os piratas se atentava bastante ao máximo de detalhes que conseguia ver, claramente os piratas não estavam em condições alguma de atacá-los, os vigias eram ruins, alguns cuidavam da alimentação do grupo e outros estavam só descansando.

Os que descansavam mostravam diversos machucados pelo corpo quanto mais Bellamy prestava atenção, não estavam incapacitados, mas pareciam querer descansar. Os dois cozinheiros estavam atentos a panela, será que não estava meio cedo para isso?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Não é o melhor dos mapas já que fui repetindo as figuras para facilitar o entendimento. Os dois cozinheiros tem uma "skin", o mesmo pros três que estão descansando e os cinco que estão vigiando. Coloquei você e os npcs no mapa como se fossem só aquele boneco no meio da selva, para representar que estão naquele ponto. O resto é como se estivesse mais andando na região próxima de onde estão no mapa, não necessariamente em um ponto fixo no mapa.

Olhando para as espadas e armas no chão, percebia que conseguia contar seis, sendo três espadas e três pistolas. Os cinco que andavam por aí portavam tanto espadas quanto armas, então ficava difícil dizer se os cozinheiros não lutavam, se outros haviam morrido e os de patrulha simplesmente ficaram com as armas ou qualquer coisa do tipo.

Gimenez então narrava seu plano para os seus colegas, os meninos gostavam do plano enquanto Patrícia ia balançando a cabeça negativamente ao ouvir o plano dele, mas parecia já ser voto vencido. - Adoramos o plano. Como nós três sempre trabalhamos em trio e lutamos melhor dessa maneira, acho que a melhor opção é você e Patrícia serem a isca. - Falava Hugo animado só que não num tom alto o suficiente para chamar a atenção dos piratas. - Estamos a espera dos piratas se distanciando. - Falava ele indicando que Patrícia e Bellamy podiam ir fazer a distração.


Legendas:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




For Whom the Bell Tolls - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: For Whom the Bell Tolls   For Whom the Bell Tolls - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
For Whom the Bell Tolls
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Malkiham Island-
Ir para: