One Piece RPG
Sem rumo definido - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Os 12 Escolhidos, O Filme
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:24

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Wesker Hoje à(s) 03:53

» Jade Blair
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:42

» Seasons: Road to New World
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 02:26

» The Victory Promise
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Akise Hoje à(s) 00:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:27

» Kit Phil Magestic
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 22:25

» 10º Capítulo - Parabellum!
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Marciano Ontem à(s) 22:12

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:59

» II - Growing Bonds
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor War Ontem à(s) 21:36

» Xeque - Mate - Parte 1
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Ceji Ontem à(s) 21:20

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 19:58

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Quazer Satiel Ontem à(s) 18:28

» Galeria Infernal do Baskerville
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Blum Ontem à(s) 18:16

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Blum Ontem à(s) 17:48

» Hey Ya!
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 17:25

» Blackjack Baskerville
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Baskerville Ontem à(s) 17:21

» Cap. 2 - The Enemy Within
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 16:07

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 16:07

» Mini-Aventura
Sem rumo definido - Página 2 Emptypor Akaza Ontem à(s) 16:03



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Sem rumo definido

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Sem rumo definido - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptySeg 04 Nov 2019, 12:51

Relembrando a primeira mensagem :

Sem rumo definido

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Salazar O. Reis. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
KingSalazar
Civil
Civil


Data de inscrição : 08/12/2017

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptySab 07 Dez 2019, 15:39

Seguindo o meu trajeto que me levaria até a floresta, me deparei com um menino que se dizia ser o Tomas, "What? Do nada esse muleque brota do chão e fala que é o Tomas, e me pergunta se eu não sou da Marinha." pensaria enquanto manteria um olhar de estranhamento na direção do garoto, mantendo uma sobrancelha levantada e a outra mais para baixo. Escutando tudo o que o garoto tinha para falar, voltaria para o meu olhar normal e falaria para o garoto -Hmmmmm, bem, deixa eu ver se entendi, você é o tal do Tomas e sabe tudo o que aconteceu, e basicamente o Edmundo apostou em um campeonato de luta clandestina um dinheiro que ele não tinha, e então após o seu lutador perder, ele foi cobrado e provavelmente está sendo escravizado para pagar a sua dívida, certo?- esperaria um tempinho esperando a resposta do Tomas e então prosseguiria -Bem, sem querer ofender vocês dois, mas puta merda, cara! O que vocês dois tem na cabeça para fazerem uma porra dessa? E porque você não parou o seu amigo? E além disso, o que você está fazendo aqui na floresta? Vocês dois só podem ter problemas mentais, se a família dele não estivesse oferecendo dinheiro, eu nem ajudaria vocês, pois vocês dois estão colhendo o que plantaram...- pararia novamente para dar uma respirada e então voltaria a falar -Ok, eu vou resgatar ele, só preciso que você me fale onde é esse local, pois eu já ouvi falar dele mas nunca fui até lá e nem sei onde é.-

Descobrindo onde fica essa arena, seguiria até ela enquanto voltaria a falar sozinho -Bem, não sei se é melhor eu realmente fazer esse trabalho, pois de acordo com o que eu escutei sobre, esse local é protegido por um tal pirata aleatória aí que já foi a Grand Line, sem falar que provavelmente tem outras pessoas poderosas fazendo negócios nesse local... Quer saber? Foda-se essa porra, é só eu ir lá, matar os caras que sequestraram o garoto, resgatar o garoto e dar o fora de lá antes que alguém me descubra. Além disso, eu tenho uma coisa que me dá uma vantagem neste trabalho, a minha arma, por ela poder atirar de uma longa distância, é só eu me esconder em algum lugar de longe e então matar esses canalhas sem que eles me percebam.- ao terminar de falar, antes de entrar no local, colocaria a minha mascara e então entraria lá dentro normalmente tentando não chamar muita atenção (apesar de eu estar levando minha arma para o local). Ao entrar, procuraria algum lugar para sentar e então olharia em minha volta para reconhecer o local em que eu estava "Hmmm, até que este local não é tão ruim, eu poderia fazer uma bela grana apostando aqui, mas eu tenho que me focar na missão." olharia ao meu redor procurando o local de apostas e então ao achar me dirigiria até o local, chegaria perto do cara que estaria cuidando da parte das apostas e então falaria com ele -Hmmm, não sei em quem apostar, quem você acha que teria mais chance de ganhar, tiozin?- ouviria a resposta dele e então prosseguiria -Ok, mas me diz aí, o que aconteceria comigo se eu perdesse a aposta e não pagasse?- essa pergunta seria a mais importante de ser feita, pois com a resposta dela, eu poderia saber o que está acontecendo com o Edmundo, e talvez até onde ele está.
Histórico:
 

Objetivos:
 

Off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Sem rumo definido - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptySeg 09 Dez 2019, 03:49


Narração
Dia - Aproximando do horário do almoço
Tempo bonito, fresco, sem sinal de chuva
Localização: Wars Island - North Blue

Salazar O. Reis
- Eu não estava simplesmente na floresta. - Ouviu o menino falando imediatamente após a fala dele. - Eu estava em casa e te segui até aqui. Não queria que os vizinhos vissem você entrando em casa, eles iriam associar que eu sabia alguma coisa. - Pela fala demonstrava que o menino era mais inteligente do que as ações anteriores. - E eu falei para ele não apostar, mas Edmundo é meio cabeça dura, ele não ouve ninguém quando acredita que está certo. - O menino parou por um tempo e respirou fundo.

Nesse meio tempo uma suave brisa bateu e ele continuou mais calmo. - Sim... talvez escravizado seja um termo forte. Mas como é contra a vontade dele é o único termo que eu consigo pensar. - Ele balançou a cabeça. - Isso não é importante. Vamos lá. - Tomas começou a andar guiando Salazar.

O menino pegava caminhos diferentes do usual, tentando evitar ser visto na rua. Fazia sentido sendo um lugar clandestino, a pergunta de como ele sabia ficava para depois ou para nunca, porque realmente não importava muito. Após passar por várias esquinas duvidosas, Reis se viu de frente para uma porta que o menino bateu algumas vezes, neste momento Salazar colocava sua máscara percebendo que era a última hora para isso. Um homem abriu meio incerto do que estava acontecendo. - Muito cedo, voltem mais tarde. - Falou o homem e em seguida fechou a porta na cara dos dois.

Esperado? Não, afinal, o menino deveria saber o horário de funcionamento. Porém, também era fácil imaginar que o menino só fora de noite ou mais a tarde, aquele horário diurno seria bem difícil de imaginar alguém fazendo algo. - Nós vamos esperar? - Ouviu Tomas perguntando.

O lugar era bem simples. Parecia um bar por fora, mas é óbvio que por dentro provavelmente teria muito mais do que só um bar. Uma arena, provavelmente subterrânea para as lutas clandestinas. Salazar esperaria? Invadiria o local de alguma forma? Fazer isso ali seria um pouco difícil, além daquela porta, que parecia bem segura, o estabelecimento possuía algumas janelas, mas todas estavam com aquele vidro super interessante que impede que você veja o que tem lá dentro. Então "invadir" pela janela poderia ser uma simples aposta.


Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
KingSalazar
Civil
Civil
KingSalazar

Créditos : Zero
Warn : Sem rumo definido - Página 2 5010
Masculino Data de inscrição : 08/12/2017
Localização : Pergunte ao narrador.

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptyDom 15 Dez 2019, 17:01

Após ser impedido de entrar, o garoto que estava comigo me fazia uma pergunta de qual ação eu iria tomar naquele momento, responderia para ele -Espere um pouco.- logo em seguida começaria a andar lentamente sem sair de perto da entrada enquanto manteria a minha mão no queixo e olharia para baixo com alguns pensamentos em minha mente "Bem, esse garoto pelo jeito parece ser até que esperto, ao menos esperto o suficiente para saber onde o local fica e para se lembrar que horas ele ficou aberto, porém, seguindo essa lógica, seria meio estranho o local estar fechado naquela hora, afinal de contas, aquele horário deveria estar aberto, então, provavelmente eles têm um motivo para não nos deixarmos entrar..." pararia de ficar andando e então continuaria a penasr"... Bem, provavelmente não quiseram nos deixar entrar pois devem pensar que nós iremos querer resgatar aquele garoto, ou então, eles devem ter me reconhecido e graças a minha má fama, me impediram de entrar; bem, independente do motivo, eles tem alguma rixa com nós. Mas ok, então, como vamos poder entrar? Se eu simplesmente pular a janela, eu acabaria sendo fuzilado ou morto de alguma forma, se eu esperasse, eu provavelmente nunca iria poder entrar, então o quê? O quê? Ok, esse muleke não sabe o que podemos fazer neste momento, meio que já era de se esperar, pois se ele soubesse, ele já teria dito antes, mas então, eu acho que já sei o que tenho que fazer, vai ser algo arriscado, mas acho que não tenho outra escolha." e então começaria.

Voltaria o meu olhar para o garoto e diria -Garoto, se afaste daqui até segunda ordem.- e após o garoto sair, tomaria uma distância considerável da janela e prosseguiria sacando a minha arma e mirando na janela com os meus joelhos dobrados, um para o chão e outro para frente, carregaria a munição da minha arma caso ela estivesse sem, e então pensaria comigo mesmo "Ou eu consigo matar geral, ou eu acabo morto/capturado." e então daria um tiro na janela assim estourando-a e marcando o começo do tiroteio, tomaria visão de alguma pessoa que estivesse por lá e acertaria a cabeça dele, logo em seguida caso não visse mais ninguém pelo local em que eu estivesse, andaria um pouco para o lado mantendo a minha pose até eu tomar visão de mais alguém e então miraria e atiraria quantos tiros fossem necessários para acertar um tiro no coração dessa pessoa.

Independentemente de ter conseguido matar as duas pessoas, pularia pela janela e rapidamente viraria para o cara que provavelmente poderia estar como um porteiro e acertaria um tiro na cabeça dele, prosseguiria correndo para algum local em que eu poderia usar para me defender ficando atrás dele; procuraria pelo chão algo como uma garrafa ou coisa do tipo, e então arremessaria essa coisa para cima fazendo assim com que todos ali atirassem por instinto no objeto, colocaria a minha cabeça junto da arma para fora do local e então atiraria na pessoa que estivesse mais próxima de mim sem utilizar a luneta para mirar, e então recarregaria a minha arma me protegendo de volta; caso alguém tentasse chegar até mim, rapidamente atiraria na mão dele e então na cabeça ou se eu percebesse que não teria como fazer isso pois a pessoas estava muito perto, eu utilizando do meu conhecimento de luta de rua, acertaria uma rasteira nessa pessoas derrubando-a e então finalizaria-a com um tiro na cabeça rapidamente. Continuaria com a matança sem colocar a minha cabeça para o lado de fora, utilizando apenas a minha audição aguçada para saber aonde cada pessoa se localizava e prosseguiria colocando a minha arma para fora e atirando no local em que a pessoa estava e tiraria rapidamente a minha mão do lado de fora, e continuaria fazendo isso até que pudesse eliminar quase todas as pessoas, deixando sobrar apenas 1 para que eu possa interroga-lo.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Off:
 

Pose:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos:
 


Toujours:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Sem rumo definido - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptyQua 18 Dez 2019, 02:42


Narração
Dia - Aproximando do horário do almoço
Tempo bonito, fresco, sem sinal de chuva
Localização: Wars Island - North Blue

Salazar O. Reis
Com a situação se encaminhando Salazar acabou por ver um obstáculo diferente do usual, algo ali não soava bem para o jovem que se indagava por alguns instantes se isso seria culpa dele ou do menino que estava com ele. Independente disso o plano que Reis bolava era bem simplório e maluco.

Pelo menos, por mais maluco que o plano fosse, e por pior que fosse a fama de Salazar, ele pedia para o menino se afastar para que ele não se machucasse quando a loucura começasse. Quando a criança já estava longe Reis se posicionou para atirar pela primeira vez. Com o barulho da janela quebrando começava a festa.

A primeira cabeça aparecia por ali para verificar o que diabos havia acontecido e Salazar obviamente acerta o tiro, estava totalmente concentrado naquele momento, não havia como errar. Não acertara no coração como desejava, mas por uma questão prática de impossibilidade, a altura da janela e o ângulo de Reis de joelhos não permitiam tal situação. O homem que levava a bala era diferente do homem que o havia atendido na porta indicando que havia pelo menos mais uma pessoa dentro do estabelecimento. Ouviu algum grito do lado de dentro, o som até parecia ser direcionado para ele, mas mesmo com sua audição acima do comum acabou que não conseguira entender.

Era difícil determinar se havia matado o primeiro homem ou não, quão boa era aquela arma? De qualquer forma, já havia gastado duas das oito balas. Quando a segunda cabeça na janela surgiu, atirou, mas acabou errando, o homem lá já esperava algo do tipo. Este segundo homem era o porteiro que havia impedido que entrassem, sendo mais alto que o homem anterior, desta vez conseguira mirar no coração ou próximo deste. Assim, quando o porteiro subiu novamente para atirar viu sua morte, só que ao mesmo tempo que era alvejado, acabava por acertar também. Salazar sentiu uma fisgada em sua perna esquerda, havia levado um tiro também.

Não parecia que havia alguém mais lá dentro, talvez tivesse matado todos que estavam por lá? Não, pelo menos o primeiro alvo estava vivo, agonizando, Salazar conseguia ouvir o som dele sofrendo do lado de dentro. Andando da melhor forma que podia, afinal, sua perna esquerda estava reclamando, chegara bem próximo do local e pulara pela janela.

O bar ali parecia normal, mesas, uma adega atrás de um balcão e os dois homens no chão. Um morto e um agonizando. Além disso, a única outra coisa que havia por ali era uma porta que levava teoricamente para o fundo do bar. Já havia gastado quatro das oito balas que havia na arma, mas parecia que possuía a situação sob controle. Enquanto se preparava para provavelmente interrogar o ser agonizante ouvia passos do cômodo do fundo do bar.

A porta se abria e então Salazar tinha uma visão péssima de simplesmente cinco homens, obviamente não teria como todos passarem por ali de uma vez, mas não demoraria para ele se ver cercado por aqueles homens desconhecidos.


Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
KingSalazar
Civil
Civil
KingSalazar

Créditos : Zero
Warn : Sem rumo definido - Página 2 5010
Masculino Data de inscrição : 08/12/2017
Localização : Pergunte ao narrador.

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptyQua 25 Dez 2019, 20:10

"Puta que pariu, quem diria que este plano louco daria certo? hahahaha, chupa essa otários que achavam que poderiam me expulsar daqui na cara de pau." pensaria comigo mesmo enquanto sorriria por baixo da minha mascara; enquanto me preparava para interrogar o azarado da vez, escuto vindo do fundo do bar um total de 5 homens vindo em minha direção "Puta merda, puta merda, puta merda, o que eu faço? O que eu faço? Estou fudido, eu tive chance contra todos estes caras pois peguei todos eles de surpresa, mas esses daí já estam preparados para lutarem contra mim, ok, ok, se acalme, pense no que pode fazer, já sei." pensaria rapidamente e então continuaria a loucura; atiraria no cara que havia sobrado e então rapidamente pularia pela janela antes que os caras chegassem no local.

Pulando de lá, viraria para o garoto e então diria para ele -Corra para a sua casa que eu corro para a floresta, lá talvez se os caras me seguirem eu possa ter uma chance, afinal já conheço está ilha desde que eu nasci.- dito e feito, correria para a floresta rapidamente enquanto continuaria mantendo a minha audição atenta para caso os caras viessem correndo atras de mim, eu poderia escutar e então começaria a correr em zigue zague para não ser acertado por um deles e sempre que eu escutar uma bala vinda em minha direção, desviaria para o lado ou pularia dependendo de onde a bala estaria vindo para desviar dela, o que não seria tão difícil pois eles correndo perderiam a precisão; -Ok, este plano foi feito de ultima hora, mas né, por enquanto esta dando certo, comecei eliminando o cara que tinha sobrado para ele não revelar que tinha um moleke junto comigo e eles não tentarem usar o garoto para me capturar, agora iremos para a segunda fase, ir para a floresta e então utilizar todo o terreno para me esconder e matar um por um, deixando então sobrar só um com a mão estourada para ele não tentar me atacar e interroga-lo.-.

Chegando na floresta, aproveitaria que estaria na frente deles e me adentraria mais na floresta, e ao chegar numa boa distância da entrada da mesma, viraria para a esquerda e então começaria a correr agachado tomando cuidado para não fazer barulho mas ao mesmo tempo não andando muito devagar "Ainda bem que resolvi correr para a floresta, aqui ao menos me ajuda a me esconder, pois além de ter muitos barulhos em volta (de animais, aves e etc) o que acaba dificultando deles me escultarem andando, também tem a parte de todo esse matagal, galhos e etc que acabam por dificultar também a visão deles, fazendo assim com que eu possa usar a minha arma da melhor forma, ou seja, escondido em um local de longe e matando um por um utilizando a minha mira e a minha audição aguçada." continuaria andado prestando atenção além do barulho deles como também de qualquer animal perigoso que estiver em minha volta, pois assim sempre evitaria eles e continuaria seguindo em frente furtivamente; ao chegar numa distância de uns 30 metros deles, me esconderia em uma moita e me ajeitaria para ficar no local exato em que eu possa observar cada um deles relativamente fácil utilizando a minha mira, e ao terminar de me ajeitar, começaria a matança; miraria na cabeça de cada um deles e atiraria rapidamente, e sempre que um deles percebessem de onde vinha o tiro, mataria essa pessoa logo em seguida da mesma forma que mataria o outro, e sempre que acabasse as minhas balas, recarregaria enquanto me moveria para trocar de lugar para uma outra moita, e continuaria com isso até sobrar apenas 1 deles, que apenas atiraria nas suas duas mãos e nos seus joelhos e então andaria até ele "Espero que não venha mais ninguém atras de mim, pois quando acabar aqui, vou comprar algum chocolate para comer.".
Off:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos:
 


Toujours:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Sem rumo definido - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptySex 27 Dez 2019, 04:24


Narração
Dia - Aproximando do horário do almoço
Tempo bonito, fresco, sem sinal de chuva
Localização: Wars Island - North Blue

Salazar O. Reis
O plano começara bem, mas agora Reis se via num caminho meio perigoso a frente. Gastava mais uma bala atirando no cara que iria interrogar e assim partiu para a janela, onde já ouvia o primeiro barulho de tiro indo em sua direção. Ao pular a janela ficou "cego" por um instante. Um clarão rompeu dos céus e ouviu um forte som de trovão que tomou todos os ares de forma absurda. Sua visão foi invadida por um branco forte que o impedia de ver qualquer coisa a sua frente por um segundo e quando deu por si, parecia que o clarão e o trovão nunca existiram e assim pôde continuar sua vida "normalmente".

Ao chegar do lado de fora da janela gritava pro menino correr daquele local e voltar para a casa, mesmo sendo um assassino ainda se preocupava com Tomas. Corria para se distanciar do local, mas via outra coisa ainda mais aleatória do que o clarão ocorrendo, a marinha estava por ali, era um grupo de quatro pessoas, aparentemente um sargento e três soldados base. Um dos cinco homens inimigo pulava a janela e mirava em Salazar, a roupa vermelha chamava a atenção e por isso o tiro cortava a roupa e a pele de seu braço direito.

Com a chegada da marinha os planos de Salazar iam por água abaixo, porque a marinha, que nunca havia feito nada contra aquele estabelecimento agora estava atacando? Talvez estivessem passando por ali e ouviram os barulhos dos tiros, difícil saber. E isso não importava, além de na verdade dificultar a vida de Reis ao mesmo tempo que ajudava. Se a marinha entrasse e acabasse com os caras era um bom sinal de resolução de briga ali sem ele ter que se machucar, mas ela poderia acabar encontrando o menino desaparecido e assim ele não ganharia a recompensa.

Os marinheiros vinham da rua maior mais próxima, estando assim meio longe de Salazar, eles provavelmente nem haviam visto ele. Os caras que iam atacá-lo recuavam um pouco e se escondiam dentro do estabelecimento, provavelmente estavam recuando para dentro até mesmo do local que haviam vindo, havia muito potencial ali de fazerem uma armadilha para os marinheiros.



OFF para o Avaliador:
 

off:
 

Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
KingSalazar
Civil
Civil
KingSalazar

Créditos : Zero
Warn : Sem rumo definido - Página 2 5010
Masculino Data de inscrição : 08/12/2017
Localização : Pergunte ao narrador.

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptySex 27 Dez 2019, 13:52

Desesperado para escapar dali, atirei no cara que eu usaria para interrogar e rapidamente avancei para a janela o mais rápido que pude, porém, mesmo com toda a velocidade para conseguir escapar antes que viesse algum tiro em minha direção, não fui rápido o suficiente e pude escutar o barulho da primeira bala disparada contra mim, mas com a sorte do destino essa bala não me acerto; saindo do estabelecimento, surgiu um clarão e um som de trovão que me pegara de surpresa e graças a isso me fez perder a visão por 1 segundo, segundo esse que poderia ser o suficiente para alguém me matar, mas como parecia que a sorte estava ao meu lado, nada aconteceu-me. Gritei para o menino sair do local o mais rápido possível, afinal, apesar de eu ser assassino, eu ainda sim não mato crianças; logo em seguida avistei uma coisa que não pensei que podia acontecer, a marinha estava vindo na direção da arena, sendo um deles um sargento e os outros três soldados de base "Não tem como esta situação ficar pior." pensara enquanto mantinha uma cara de frustrado por dentro da minha mascara, porém, naquele instante parecia que a minha sorte havia sucumbido, um dos homens que estava dentro do estabelecimento havia pulado pela janela e me acertara um tiro a queima roupa no braço -Porra! Eu e a minha boca grande.- falara comigo mesmo enquanto mantinha a minha mão esquerda no braço direito.

Terminado toda esta situação, ainda me via em um beco sem saída, não saberia que decisão tomar, se eu ajudasse os marinheiros e salvasse o garoto visando não ganhar nenhum lucro, ou então usar os marinheiros como isca e me arriscar em outro plano louco para derrotar esses caras; após alguns segundos pensando, viria na minha mente qual opção eu teria que tomar, estaria claro o que eu deveria fazer -Acho que neste momento terei que fazer uma decisão certa, uma decisão que um herói faria, não posso visar o lucro, tenho que visar salvar o garoto, então, usarei os marinheiros de isca e matarei os caras enquanto eles atirariam nos marinheiros, porém, com a diferença de que eu não estou mais fazendo isto visando o lucro, mas sim visando salvar o garoto, "ah, mas você poderia ajudar os marinheiros já que você não está visando o lucro" me desculpe voz da minha mente, porém para salvar uma vida, sempre terá um preço, uma vida por uma vida, ou como neste caso, 4 vidas por 1 vida.-.

Correria para a rua em que os marinheiros não estavam vindo até ficar a mais ou menos 30 metros de distância do estabelecimento "Ok, dá para perceber de que os marinheiros não estão atrás de mim, pois se fosse este o caso, os caras da arena não teriam se escondido esperando os marinheiros para obviamente matar eles, então, vou gritar para a marinha que tem alguns caras esperando por eles dentro da arena, pois assim eles irão brigar entre si, ou a marinha mesmo morreria, afinal, os caras estão usando armas de fogo, algo que obviamente possui uma vantagem sobre armas corpo a corpo que é o que a marinha está normalmente usando." ao terminar de falar, gritaria para a marinha avisando que tinha alguns caras esperando por eles no local -Eiii, Marinheiros!!! cuidado que têm alguns caras esperando por vocês dentro da arena!!!! "Bem, essa coisa que eu estou fazendo não é só arriscada como também não depende unicamente de mim para ser feito, como também dos próprios marinheiros. Agora se abre duas possibilidades, ou eles acabem morrendo enquanto lutam com os caras, pois eles ("os caras") estão em vantagem numérica, ou a marinha acaba derrotando todos eles e acabem ganhando e indo resgatar o garoto dentro da arena, se é que ele está lá." esperaria para ver qual das situações ocorreriam, e dependendo de qual ocorreria, eu poderia me tornar um assassino de marinheiros também.

Observaria para ver quais armas os marinheiros estariam usando e então continuaria esperando de longe o que estaria prestes à acontecer; caso fosse a primeira situação que eu havia pensado, aproveitaria a distância em que eu estava e mataria os caras que haviam sobrado com tiros no peito e/ou na cabeça; mas caso fosse a segunda situação, esperaria os marinheiros adentrarem ao local, e quando eles entrassem, buscaria um local em que eu pudesse tomar visão deles o mais longe que eu conseguisse e então atiraria nos marinheiros que teriam sobrado "É uma escolha muito arriscada, eu sei, mas o que eu posso fazer? Preciso do dinheiro, e além disso, se eu conseguir mata-los dentro da arena, posso falar que aqueles caras que eu matei lá dentro, antes de eu mata-los, eles haviam matado os marinheiros."


Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos:
 


Toujours:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Sem rumo definido - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptyDom 29 Dez 2019, 23:44


Narração
Dia - Aproximando do horário do almoço
Tempo bonito, fresco, sem sinal de chuva
Localização: Wars Island - North Blue

Salazar O. Reis
A situação não ocorria como Salazar desejava, por isso ele tinha que repensar no que faria naquele momento. Falando consigo mesmo o jovem percebia que mesmo não sendo o ideal, teria que cooperar com a marinha, não podia arriscar a vida do menino a toa. Além disso, se fosse esperto o suficiente, conseguiria usar a marinha para resolver o problema e ainda acabar ganhando com tudo isso.

Sabendo que a marinha era seu ponto principal de apoio, não poderia deixar que eles simplesmente se matassem entrando no estabelecimento a esmo. Por isso, após se reposicionar, Salazar gritava para a marinha que os caras estavam esperando por eles. Aquilo realmente foi um bom aviso. Os marinheiros logo se abaixaram, um deles olhou na direção de Reis e balançou a cabeça com um gesto de positivo e agradecimento pela informação.

Apesar da ajuda, Salazar estava longe de se importar realmente com aqueles homens. Só que seu plano fora bem traçado. Ficando em posição via que dos quatro marinheiros, dois portavam espadas, um uma espingarda e o quarto não parecia ter arma alguma.

O que não possuía arma arrombou a porta e logo entrou correndo. Ouviu disparos sendo disparados, mas era difícil entender exatamente o que estava acontecendo. Mesmo tendo um pouco de visão de onde estava. Via que os marinheiros entravam naquele local que os cinco haviam saído. Ele não conseguiria atirar em ninguém de onde estava. Assim, Salazar foi obrigado a ir até literalmente a porta do bar para conseguir ver o que acontecia do lado de dentro.

Enquanto se aproximava ouvia disparos e vários semi gritos de dores por golpes tomados. Ao chegar na porta percebeu que a luta havia acabado, mas ninguém do lado de dentro dava qualquer sinal de que sairia dali tão cedo. Ele começava a ouvir alguns gemidos de dor, mas ainda não parecia ter qualquer tipo de sinal de que a pessoa conseguiria sair dali sozinha. Salazar poderia ir até lá e matar a pessoa a sangue frio talvez, quem sabe poderia interrogar se fosse criminoso. Na verdade, será que todos morreram ou estavam meramente inconscientes? Reis teria que fazer uma chacina em pessoas dormindo? Bom, teria que se arriscar e entrar para ver a situação, mas até aquele momento ele poderia dizer que o plano dele havia sido um sucesso.


off:
 

Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
KingSalazar
Civil
Civil
KingSalazar

Créditos : Zero
Warn : Sem rumo definido - Página 2 5010
Masculino Data de inscrição : 08/12/2017
Localização : Pergunte ao narrador.

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptyTer 07 Jan 2020, 16:23

"Provável que o que acabara de acontecer foi uma possível grande tragédia começada por minha culpa. Escutando esses gritos de tormentos, está bem claro que ainda deve ter pessoas vivas, e que eu provavelmente deva acabar com eles a sangue frio e seguir com o meu objetivo." Pensaria enquanto seguiria para dentro do local, atentamente para qualquer tipo de barulho ou pessoa que eu possa ver ou ouvir. Entrando dentro, manteria em uma posição defensiva em que eu possa a qualquer momento sacar a minha arma e atirar em algo/alguém que possa me oferecer risco.

Caso eu veja que tenha algum marinheiro vivo e que possa me oferecer algum tipo de risco, rapidamente sacaria a minha arma e atiraria em sua cabeça antes que ele possa me acertar com algo, mas se for um dos inimigos, atiraria em sua mão que estaria segurando a arma, e então ameaçaria ele -Vou te fazer algumas perguntas, me responda corretamente, e se em qualquer momento eu duvidar das suas respostas, eu atirarei em cada parte da sua perna e seguirei atirando em seus braços e se você continuar com isso, te finalizarei.- e seguiria com as perguntas -Primeiro: Quem está por trás de você? Segundo: O que acontece com quem não paga após perder a aposta? E terceiro: Onde eu poderia achar essas pessoas?-; se o caso fosse de alguma pessoa viva porém que não possa me oferecer nenhum risco, mesmo assim, me viraria para ela, miraria na cabeça dela, e antes de atirar diria -Me perdoe, porém sacrifícios tem que ser feitos, e acho que você ficaria melhor com uma morte rápida do que dolorosa e lenta.-, mas se não for um dos marinheiros, chegaria perto dele, acordaria-o e faria as mesmas perguntas que faria na situação de ele me oferecer risco.

No caso de eu conseguir alguma informação de onde ele possivelmente estivesse, seguiria para o local dito. Mas se eu não conseguisse conseguir nenhuma informação, ou se não tiver ninguém vivo lá dentro, adentraria mais o local e começaria a procurar qualquer coisa que pudesse me ajudar a encontrar o garoto -Hmm, tá foda achar esse garoto, sinceramente, eu nunca pensei que teria que tomar essas decisões loucas na minha vida, mas né, eu não tenho muita escolha, ou eu me fodo, ou eles se fodem. De qualquer forma, vou continuar procurando por ele, preciso achar o dinheiro dele para comprar algumas certas coisas, principalmente o chocolate, já estou começando a ficar com vontade de comer um.- falaria comigo mesmo enquanto faria uma cara de cansado por dentro da mascara.
Off:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos:
 


Toujours:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Sem rumo definido - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptySeg 13 Jan 2020, 03:50


Narração
Dia - Aproximando do horário do almoço ~ meio/fim de tarde até o fim do post
Tempo bonito, fresco, sem sinal de chuva ~ começo do post
Tempo aos poucos se fechando ~ final do post
Localização: Wars Island - North Blue

Salazar O. Reis
Salazar entrava no recinto atento a possíveis ataques, quando passava pela porta que possuía a escada via que os marinheiros haviam morrido, ou pelo menos estavam totalmente inconscientes, longe de ser um perigo real para ele. O único que mostrava um sinal de vida e de potencial perigo, apesar de estar longe de sua arma, era um dos homens que atiraram nele, a vítima perfeita para o interrogatório de Reis.

Percebia que havia ali naquele ambiente um octógono mal cuidado e várias cadeiras em volta dele. Parecia realmente um lugar onde pessoas lutariam com um público, mas não parecia nada muito vistoso.

Quando se aproximou e fez a primeira pergunta para o homem, viu que este estava tremendo um pouco e que nariz saía da boca e do nariz dele. Ao falar a voz saiu diferente do que seria normalmente, claramente estava um pouco engasgado com o próprio sangue. - Nós queríamos... cof... copiar o clube. - Ouviu o homem falando. - Nós somos os manda chuvas. - O homem parecia ter desistido de sua própria vida ali, ele parecia meio abatido com a derrota de seus companheiros. - Com exceção de um pirralho todos pagaram a aposta. - Quando falou do pirralho ele sorriu, parecendo que estava satisfeito com o que quer ele poderia ter feito com o menino.

Enquanto falava o homem aos poucos ia guiando a mão dele para a arma, Salazar ao ver tal cena acabava por atirar neste sem nenhum pesar em sua consciência. Com o tiro, não só o homem recuava da dor como Reis percebia que pelo menos um marinheiro estava vivo e talvez até consciente. Indagou então onde poderia encontrar o menino. - Ele... está em uma cabana... - O homem dava pequenas pausas em sua fala, reclamando da dor de sua mão. - Deixamos ele trabalhandoparanospagar. A cabanaficanoleitodorio. - Falou ele rápido segurando a própria mão reclamando ainda mais do tiro que havia levado.

Com a informação e sabendo que não existiam tantos rios assim na ilha, Salazar acabou executando o marinheiro que percebera estar consciente e partiu em direção a qualquer um dos rios. Andara por umas boas horas, sentia o cheiro podre das indústrias da ilha e aos poucos percebia nuvens se acumulando no céu. Não demoraria tanto para acabar chovendo e aquela busca parecia infinita até que finalmente via uma pequena cabana no leito de um dos últimos rios que ele poderia passar. Se não fosse aquela seria um azar gigantesco. Independente disso, Reis ouvia algum movimento dentro da casa, eram pelo menos duas ou três pessoas, difícil distinguir o tamanho só com o som, mas era pelo menos bem movimentado para o tamanho da cabana, que possuía uma porta na frente e uma no fundo e estranhamente não possuía janelas.


Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
KingSalazar
Civil
Civil
KingSalazar

Créditos : Zero
Warn : Sem rumo definido - Página 2 5010
Masculino Data de inscrição : 08/12/2017
Localização : Pergunte ao narrador.

Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 EmptyQua 15 Jan 2020, 22:47

Adentrava ao estabelecimento, e via que não era exatamente aquilo que eu esperava, eu esperava algo grande, com pinturas utilizando-se do sangue do perdedor para fazer tal arte, mas pelo jeito não, é apenas uma espelunca mal cuidada, se bem que eu não posso dizer nada, afinal de contas eu não tenho algo melhor que isto. Mantinha meus olhos bem abertos e a minha audição preparada para qualquer tipo de acontecimento que poderia me desfavorecer, até que percebi que realmente não havia mais nada com o que se preocupar, fora um cara que era exatamente o que eu mais estava sentindo raiva, graças ao tiro que o mesmo me dera. Chegava perto do homem e logo fui fazendo as perguntas; enquanto escutava calmamente cada palavra que ele dizia, mantinha me atenção não somente nele, como também em sua arma, pois a qualquer momento ele poderia tentar pega-la.

Ao termino de seu falatório, voltaria o meu olhar para ele e dizia -Bla bla bla bla, ok, não me importo tanto assim com essas partes, apesar de ter perguntado também sobre elas, apenas me diga logo aonde posso encontrar o garoto ou o que aconteceu com ele.- terminando de falar, percebia que ele estava tentando pegar a sua arma de volta, e como eu já era de se esperar, atirava nele, fazendo-o assim recuar de dor -Sério que você realmente tentou isso? Vocês do submundo são fodas em, me diga logo onde está ele e eu não te darei uma morte dolorosa.-. Recebendo a resposta que eu procurava, agradeceria ele dizendo -Obrigado aí por finalmente me responder, bem, deixarei você aí. Caso tenha sorte, os marinheiros poderão acordar e te prender, mas se não tiver, você morrerá aí sozinho perdendo sangue. Bem, até mais.- e finalizava a conversa matando o marinheiro que eu havia percebido que estava acordado e saia do local.

-Sinceramente, eu não curto muito matar marinheiros, isso pode me causar uma má fama das brabas se alguém descobrir, de qualquer maneira, se eu deixasse aquele marinheiro sair com essa informação sobre o garoto, provavelmente ele chamaria os seus colegas e tentariam salvar o menino, fazendo-me assim perder a recompensa por salvar esse garoto.- conversaria comigo mesmo enquanto seguia rumo aos possíveis rios em que pode estar o garoto. Após procurar por algum tempo, finalmente encontrava o tal rio com uma cabana "Finalmente, já não aguentava mais isto. Espero que eu não encontre mais nenhum problema, pois com tudo que já me aconteceu eu estou ficando aos poucos cada vez mais cansado e machucado, já até tomei um tiro de raspão no braço." pensara enquanto encostava perto da cabana, até que eu escutava um som de movimentação dentro da cabana "Ai, minha boca grande."

Sairia um pouco de perto dali e procuraria algum lugar como um arbusto, arvore, uma grande pedra e etc, para eu ficar atrás enquanto pensaria no que fazer. "Ok, ok, calma Salazar, você já passou muitas vezes por isto antes, você não precisa ter medo, você já matou todos aqueles caras do "bar" antes de vir pra cá... Mas naquela situação de uma janela que eu pude usar para poder visualizar o que estava acontecendo lá dentro, e desta vez eu não tenho nada..." daria dois tapas na minha cara e então continuaria enquanto ficava com um olhar sério "... Não, não, você não ganhou naquele momento graças a uma janela, você ganhou por causa de seu plano louco, e de sua sorte do diabo, sem falar da sua habilidade em manejar diversos tipos de arma, você, Salazar, tem uma grande mira e bastante carisma, você sem sobras de dúvidas será uma grande pessoa um dia, e finalmente encontrará um proposito para as coisas que você faz hoje em dia, e que fará no futuro." pensaria comigo mesmo como uma tentativa de me acalmar e conseguir ataca-los.

Procuraria algumas pedras, galhos ou qualquer coisa do tipo, e então enquanto me manteria agachado, seguiria para um arbusto/arvore que estivesse na frente da porta. Ao achar o local, me esconderia de trás dele, e então começaria a jogar na porta da frente o que quer que eu tivesse encontrado no chão, fazendo isso até conseguir chamar a atenção de no minimo um deles, e caso eu não conseguisse fazer isso com o que eu tivesse pegado, voltaria a pegar mais e continuaria fazendo a mesma coisa até conseguir o que eu queria. Ao finalmente conseguir chamar a atenção de alguém, enquanto continuaria escondido, sacaria a minha arma e então acertaria um tiro na cabeça dele, e caso tivesse mais de uma pessoa que viria abrir a porta, mudaria minha localização mantendo-me agachado e rodeando a cabana de arbusto em arbusto, de arvore em arvore, e continuaria matando cada um deles até que tudo acabasse; e caso tivesse vindo apenas um, ainda sim mudaria minha localização, pois com o barulho do meu tiro, com certeza teria chamado a atenção deles, e então faria a mesma coisa que faria se todos tivessem vindo.

-Ai, ai, finalmente acabei com tudo isto, vou logo salvar esse garoto e sair daqui o mais rápido possível, pois esta mascara já está começando a feder.- dito isso, seguiria até a cabana e então procuraria o garoto Thomas, gritando pelo nome dele até acha-lo. Ao encontra-lo, mandaria ele me seguir e diria-o -Finalmente te encontrei, vamos logo sair daqui antes que apareça mais deles. Você não irá acreditar em quantos eu tive que matar para chegar até aqui, então venha logo, sua mãe esta preocupada.- e sairia de lá seguindo rumo à casa do menino.
Off:
 
~

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos:
 


Toujours:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Sem rumo definido - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Sem rumo definido   Sem rumo definido - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sem rumo definido
Voltar ao Topo 
Página 2 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Wars Island-
Ir para: