One Piece RPG
Unbreakable XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Nox I - Loucura
Unbreakable Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 17:53

» [Kit] - Dante
Unbreakable Emptypor Dante Hoje à(s) 16:37

» Henri de Félin
Unbreakable Emptypor Kenway Hoje à(s) 16:23

» Edmure de Rivia
Unbreakable Emptypor Wing Hoje à(s) 16:18

» Edmund Dante Bjernnsen Romanov
Unbreakable Emptypor Dante Hoje à(s) 16:18

» Thumper Bunny Clover
Unbreakable Emptypor Vrowk Hoje à(s) 15:53

» Mini - Datekyo
Unbreakable Emptypor Shroud Hoje à(s) 15:37

» Gato de Convês
Unbreakable Emptypor SraVanuza Hoje à(s) 13:33

» [Ficha] Nox Valentine
Unbreakable Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:38

» Nox Valentine
Unbreakable Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:37

» Reisi
Unbreakable Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:33

» Reisi
Unbreakable Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:32

» [FICHA NOVA] - Niyah Fonseca
Unbreakable Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:28

» [Ficha] Thumper Clover
Unbreakable Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:15

» [Mini-Theodore]
Unbreakable Emptypor Death-D.Obscure Hoje à(s) 10:50

» Unbreakable
Unbreakable Emptypor Ainz Hoje à(s) 10:42

» O Ronco do Bárbaro
Unbreakable Emptypor West Hoje à(s) 09:40

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Unbreakable Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 09:18

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Unbreakable Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 07:07

» Sebastian Rejoice
Unbreakable Emptypor Sunken Hoje à(s) 01:52



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Unbreakable

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Unbreakable 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 5ª Rota - Pindorama

Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Unbreakable   Unbreakable EmptyDom 27 Out 2019, 14:25

Unbreakable

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Levy. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ainz
Civil
Civil
Ainz

Créditos : 2
Warn : Unbreakable 10010
Data de inscrição : 10/11/2017

Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Re: Unbreakable   Unbreakable EmptyDom 27 Out 2019, 16:44




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Unbreakable.


Levy apreciava a brisa salgada do mar de onde estava, debruçado sobre a madeira das bordas do casco daquele navio pesqueiro. Havia deixado para trás sua família e seu mestre, a quem tanto devia, com o objetivo de conhecer o mundo com seus próprios olhos e trazer para casa grandes histórias para compartilhar com seu povo, além de cumprir seu objetivo maior: tornar-se o lutador mais forte do planeta. Não sabia sequer por onde começar a trilhar essa longa estrada, mas sabia que todos tinham um começo, e embora não fosse um prodígio ou um gênio, não desistiria até que alcançasse o topo.

Com a palma da mão virada para cima e apoiando seu queixo, a perna direita cruzada sob a esquerda e seu quadril confortavelmente assentado, o rapaz observava as águas mar que se estendiam até o horizonte, pensando: "Quão grande deve ser o mar? Aposto que há muitas pessoas fortes espalhadas pelo mundo!" Foi quando a voz grave do olheiro do navio soou o aviso: Terra a vista! E de imediato Levy ergueu-se num salto, correndo para a proa, com a animação tomando conta do seu rosto e lhe abrindo um sorriso empolgado. — Finalmente... Conomi Island!

Depois de atracarem, Levy despediu-se dos companheiros de viagem com os quais somente pegou uma carona, tomando seu rumo logo em seguida. Carregava consigo somente uma trouxinha com um punhado de dinheiro, bem amarrada e fechada, presa à sua cintura. Suas roupas eram básicas, uma camisa colada de manga curta preta e uma calça branca bem folgada, apropriada para realizar movimentos que requeressem flexibilidade, deixando bem o rapaz bem livre. — Ora, ora. O que farei primeiro? Bem, comer algo faria bem, e depois procurar um lugar para descansar... — O alvo olhou de relance para a sacolinha na sua cintura, o que aniquilou com seus planos de conforto. — Érr... Bem, primeiro preciso arranjar uma forma de ganhar dinheiro. — Ergueu sua mão e coçou o queixo, pensativo. Andaria pelas ruas de Conomi Island enquanto observava as vitrines, os postes, cartazes pregados às paredes, algum indicativo de que precisavam de alguém para realizar trabalhos. "Bom, tudo que sei fazer é lutar... Provavelmente devem haver alguns meliantes procurados por aqui que renderiam um bom dinheiro." Pensaria, focando suas buscas em cartazes de procurados espalhados pela cidade. No entanto, precisava de um par de luvas para suas mãos, uma vez que lutar de mãos nuas não seria vantajoso em uma época em que existem armas de corte e de fogo.

Percorreria os olhos pelos letreiros das lojas, em busca de uma loja de armas ou de um ferreiro durante sua caminhada. Se passasse algum tempo sem encontrar nada, perguntaria ao próximo cidadão que passasse ao seu lado. — Com licença, amigo(a)! Onde posso encontrar uma loja de armas aqui? — Se sua resposta fosse positiva e suficiente, agradeceria. — Obrigado, passar bem! — E iria para o caminho indicado em busca da loja. Se não fosse respondido por falta de informação da parte do informante, diria — Obrigado mesmo assim! — E faria a mesma pergunta à próxima pessoa que encontrasse. Se fosse respondido com arrogância e indelicadeza, no entanto, a situação seria diferente. Franziria o cenho, e se a resposta fosse agressiva, penderia o pescoço levemente para a direita com um olhar afiado em direção aos olhos do insultador. — Hã?! — Mas se fosse somente uma resposta mal-humorada, deixaria de lado e prosseguiria com a ação de perguntar à próxima pessoa.

Se chegasse à loja de armas, adentraria pela porta e chamaria pelo dono ou atendente presente ali. — Com licença! — Esperaria alguma resposta e faria seu pedido. — Eu queria dar uma olhada nos seus pares de luvas de ferro, as mais baratas da loja, por favor. — Enquanto falasse, olharia diretamente para os olhos do(a) vendedor(a), mostrando o brilho amarelado dos olhos. Quando chegasse seu pedido, avaliaria as luvas entregues, procurando por aquela em melhor estado e as experimentaria nos punhos para verificar se o tamanho adequava-se às suas mãos. Se tudo estivesse em ordem, diria. — Vou levar! Quanto é? — Se o preço fosse 30.000 ou abaixo, daria o dinheiro e levaria as luvas amarradas à cintura. Se fosse dito que custavam mais do que o valor citado, diria: — Como assim? Essas luvas valem 30.000 no máximo! Não pode fazer por esse preço? — Se o comerciante aceitasse, pagaria e sairia, ou devolveria as luvas se não firmasse um acordo e sairia sem elas.

Do lado de fora, com ou sem luvas, voltaria a procurar por cartazes de procurados naquela ilha, com preços por suas cabeças. "Se eu conseguir um desses alvos, matarei dois coelhos com uma cajadada, testarei minha força e farei uma grana." Se achasse um ou mais cartazes de procurados, iria até eles e os pegaria para ter uma imagem dos seus alvos, enrolando os cartazes e os guardando no bolso da calça. Se tivesse os cartazes em mãos, procuraria pelos respectivos alvos pela cidade, galgando pelas ruas na torcida para que tivesse sorte de se esbarrar com eles.

— Será que tem caras fortes por aqui?! — A empolgação agitava o semblante de Levy, arrancando-lhe um sorriso quase malicioso, tamanha sua fixação por ser o mais forte. Seu olhos dourados percorreriam todo o ambiente por qual passava em seu caminhar, em busca de alguma chance de provar sua força, talvez uma situação de injustiça, talvez uma agressão contra indefesos, uma briga de bar, não importava, estava ansioso para lutar – mesmo que perdesse. Enquanto procurava, o alvo alongaria seus membros para uma possível ocasião de necessidade: primeiro traria o seu braço direito em um movimento interno para o lado esquerdo de modo que o membro ficasse junto ao tórax, forçando o cotovelo do mesmo braço usando a palma da mão esquerda para puxá-lo, repetindo o mesmo movimento com o braço esquerdo. Em seguida traria o cotovelo à altura do crânio, passando o braço por detrás da cabeça e puxaria o cotovelo para o lado oposto ao braço que estivesse sendo alongado. — Shhhh... — A sonoridade indicava a expiração calma e concentrada do rapaz, uma peça chave para o relaxamento dos seus músculos em combinação com uma inspiração profunda.

Se por um acaso avistasse ou ouvisse alguma confusão das que foram citadas acima, cessaria seu andar e voltaria sua atenção para o foco da confusão. — Só mais um instante... — Falaria para si, dando um espaçamento entre seus dois pés considerável e apoiando o corpo em uma das pernas que se flexionava enquanto a outra esticava-se, fazendo com que seu centro de gravidade fosse lentamente descendo até que seu quadril chegasse próximo ao solo e voltasse a posição inicial para repetir o mesmo movimento para o lado oposto. — Pronto! — Terminado o alongamento, galgaria em direção ao tumulto, porém ainda mantendo uma distância segura para avaliar a situação, onde usaria seus olhos e ouvidos afiados para captar o máximo de informações possíveis e entender a situação que se passasse antes de determinar um julgamento.

Histórico:
 

Inventário:
 

Informações do Personagem:
 

Objetivos:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : Zero
Warn : Unbreakable 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Re: Unbreakable   Unbreakable EmptyQui 14 Nov 2019, 04:52

Era uma manhã comum, o jovem Levy desembarcava em Conomi em busca de novas experiências com seus objetivos em mente, o sol que se refletia na copa das árvores próximas ao estaleiro principal indicava que estaria em torno de nove a dez da manhã, um alerta para o lutador começar a se preocupar com sua refeição. Ao caminhar pela rua principal que saia do porto para a cidade, o rapaz de cabelos branqueados podia observar calmamente a população da ilha movendo as engrenagens do comércio e da sociedade básica da região em quanto adentrava cada vez mais, ouvindo diversas marteladas de diferentes locais, cerrotes e diversas vozes, tendo uma simples visão do cidadão médio em seu dia de trabalho, porém a medida em que adentrava cada vez mais a cidade era possível ver uma placa com os dizeres ''Bem vindo a Shirotow ''

Para sua surpresa, a caminhada do lutador era interrompida por uma bela mulher aparentando ser mais jovem que levy tendo em torno de 1,68 de altura, cabelos loiros e olhos verdes combinando com seu vestido de mesma cor acabava por aborda-lo, gentilmente dizia. - Bom dia senhor, está perdido? - Questionava.
Prontamente levy respondia, pedindo as devidas informações que tinha em seus objetivos, esboçando um belo e singelo sorriso a moça respondia. - Ah entendo, então realmente não é daqui não é? Hihihi, não tem problema! Eu guio o senhor até a loja de armas local por favor siga-me. - Dizia, em quanto tomava a pequena audácia de puxar levy pelos braços.   Caso levy decida seguir a garota, caminhariam juntos por mais alguns minutos, dando a oportunidade de talvez conhecer a bela mulher mais precisamente, ou quem sabe perguntar sobre o passado das cidades. Porém, caso o jovem lutador se negue a seguir em companhia da garota a mesma se viraria e partiria em direção oposta, em quanto que levy continuaria a explorar sozinho as ruas da cidade. 

OFF:
Spoiler:
 

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ainz
Civil
Civil
Ainz

Créditos : 2
Warn : Unbreakable 10010
Data de inscrição : 10/11/2017

Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Re: Unbreakable   Unbreakable EmptySab 16 Nov 2019, 09:53




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Unbreakable.


Seu galgar em Conomi Island lhe trazia boas impressões à primeira vista, o clima estava de fato agradável – nem tão quente, nem frio – e pela posição do sol poderia chutar que eram por volta das nove à dez horas. O movimento rotineiro da população girava o comércio local, trazendo sons referentes aos trabalhos braçais exercidos. — A manufatura aqui é dominante, pelo visto — Realizou um breve comentário, observando a maneira como era feita a produção naquela ilha.

Ao identificar a placa “Bem-vindo a Shirotown”, não pôde esconder a feição confusa. "Estranho, achei que o nome da cidade fosse ser igual ao da ilha". Não teve muito tempo para perder nessa linha de pensamento, uma vez que uma jovem moça surgiu em sua frente, loira dos olhos verdes e mais baixa do que Levy. Ao ser indagado, Levy expôs sua pergunta, e ela se ofereceu para guia-lo até seu destino. — Hã? Ah, muito obrigado, hehe! — Não conseguindo esconder sua surpresa com a intimidade repentina da moça, Levy deixou escapar uma risadinha boba, sendo puxado pelos braços. "Que mulher estranha" Pensou, mas deixou-se levar. Tentaria desvencilhar um braço ao menos, se ela ainda estivesse a segurar-lhe ambos os membros, optando por deixar o braço esquerdo com a jovem ao andar do lado direito da mesma. — E então, qual o seu nome, lady? Me chamo Levy. — Mantinha uma certa atenção ao ambiente, usando sua visão ampla para dividir seu foco entre a mulher – analisando-a melhor – e ao ambiente por qual passava.

Se os arredores começassem a ficar mais sinistros, ou notasse pessoas demais olhando para ele, os instintos de alerta de Levy apitariam de certa, o compelindo a tomar uma atitude. Checaria a todo momento se seu dinheiro permanecia consigo, e ao menor sinal de que pudesse ser alvo de algum golpe, diria: — Ah, só um minuto! Deixa eu olhar aquela loja ali! — Apontaria para uma loja qualquer e adentraria, desvencilhando seus braços da mulher para se ver livre, ainda mantendo atenção à ela. Lembrava-se do que seu mestre dizia "Desconfie de pessoas que parecem muito amigáveis sem lhe conhecer" Talvez fosse um julgamento duro, mas necessário.

No entanto, se tudo permanecesse tranquilo, e tanto a mulher quanto o ambiente continuassem calmos e seguros, daria continuidade a uma conversa. — E o que fazes na ilha, trabalha com o quê? — Perguntaria à moça, sempre mostrando um tom de voz simpático. Caso chegassem à loja de armas, agradeceria à mulher — Obrigado por me trazer! — Checaria se seu saco de moedas permanecia consigo antes de tirar os olhos da moça e, caso não estivessem, se aproximaria dela mais um pouco e perguntaria, ainda com um tom simpático mas carregado com um fundo sombrio por trás: — Com licença! Você sabe por quê meu dinheiro sumiu? — Os olhos afiados e bem fixos nos globos esmeraldinos da mulher somados com um sorriso mostravam certo grau de julgamento.

Mas se tudo permanecesse em ordem, adentraria com ou sem a mulher ao estabelecimento. — Bom dia...! — Esperaria alguém responder para dar continuidade. — Olá, queria ver um par de luvas de ferro básicas, para lutadores. — Esperaria o item ser trazido e as vestiria para provar se encaixavam perfeitamente, e caso não, pediria: — Há outro par com um tamanho menor/maior? — O termo “maior” ou menor” seria usado de acordo com o caso, se o par que vestisse estivesse pequeno, pediria um maior e vice-versa. Quando tudo estivesse em ordem, perguntaria: — E quanto é? — Se o valor fosse até 30.000, daria a quantia ao homem/mulher e sairia se despedindo. — Obrigado, bom trabalho! — Com isso, sairia da loja e, de volta às ruas se questionaria. "Quero testar essas belezuras, será que tem algum campeonato de luta aqui ou coisa assim?" A animação fervia o sangue de Levy, então sua busca começaria. Se a moça de outrora ainda permanecesse com ele, perguntaria a ela. — Existe um torneio de luta nessa cidade? Clandestino ou Oficial, não sei? — E se a resposta fosse positiva, diria: — Sério?! Tem que me mostrar! — E outra vez, esperaria ser guiado pela jovem. Caso não estivesse mais em sua companhia, procuraria sozinho por cartazes ou pôsteres na cidade que fizessem algum tipo de propaganda para lutas ou coisas do tipo, se encontrasse algum iria se aproximar e ler com mais atenção.


Histórico:
 

Inventário:
 

Informações do Personagem:
 

Objetivos:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : Zero
Warn : Unbreakable 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Re: Unbreakable   Unbreakable EmptySab 16 Nov 2019, 12:46

O jovem lutador não exitava em demonstrar preocupação com a situação, virando-se de lado era possível ter a vista de um belo sorriso da garota loira misteriosa na qual continuava a puxa-lo pelos braços que em contra-partida levy tentava minuciosamente se libertar ou ao menos deixar-se apto para qualquer encrenca visível. Caminhavam por alguns minutos onde era presumido que estavam adentrando algum centro comercial da cidade, onde era possível enxergar diversas lojas de dezenas de mercadorias diferentes, como lojas de calçados, de pesca, e até mesmo de brinquedos. - Meu nome é Helena prazer em conhece-lo hihi, nasci e fui criada aqui, embora no momento não sei o que fazer... Tenho muito medo.. - Dizia a moça, alterando para uma feição entristecida e preocupada.

Cruzando a última esquina, viram a grande placa que finalmente anunciava a tão esperada loja de armamentos gerais e sem delongas levy adentrava juntamente da loira que surpreendentemente não se desgrudava do rapaz. O atendente o recebia no balcão, um senhor de idade portando uma camisa social branca e uma boina xadrez, ouvia o pedido do rapaz e trazia uma linha de soqueiras para então levy escolher a de seu agrado que logo em alguns minutos optou por aquela de tamanho ideal para suas mãos. - São 30,000 Berries apenas. - Anunciava o velho.
O então lutador aceitava o preço de bom grado e agradecia antes de partir.

Levy então pedia informações sobre onde praticar luta, mas a jovem helena não saberia lhe informar e logo se despediam, com a garota entrando em um beco ao lado da loja em quanto que levy seguia seu caminho a diante procurando pelos seus próximos objetivos. Porém, inesperadamente se esbarrava em grupo de seis homens, todos de ternos pretos e sapatos sociais aparentemente bastante caro, o impacto jogava o lutador ao chão e antes de se levantar ouvia um dos homens resmungar. - Saia da frente moleque insolente! - E logo, aceleravam a toda velocidade para o beco em que helena havia partido e em poucos segundos levy escutara os gritos da garota.. O quê estaria acontecendo ali? A rua estava totalmente desértica e como era chegado o meio dia os comércios ali estavam fechados para o almoço pois agora seja o que for, apenas levy poderia interferir.

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ainz
Civil
Civil
Ainz

Créditos : 2
Warn : Unbreakable 10010
Data de inscrição : 10/11/2017

Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Re: Unbreakable   Unbreakable EmptySab 16 Nov 2019, 13:44




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Unbreakable.


O comentário melancólico da jovem incomodou um pouco o rapaz. "Do que será que ela tem medo?" Pensou, mas não manifestou as palavras. Adentrando na loja de armamentos, pôde ver que as intenções da jovem eram puras e abaixou um pouco a guarda. Com as compras feitas, agradeceu a mulher: — Muito obrigado por me trazer aqui, Helena! — E se despediram rapidamente, uma vez que ao ser questionado sobre algum lugar para praticar, não obteve uma resposta da loira.

Não chegou a andar muito e esbarrou acidentalmente com um grupo de seis homens, vestidos como mafiosos. O baque atirou o boxeador ao solo, aparando a queda com as mãos equipadas com as luvas de ferro. — Ouch! — Olhou para cima com os olhos arregalados, não havia qualquer alteração em seu humor, mesmo diante do comentário infeliz do homem. Não precisou responder, uma vez que partiram rapidamente, dando espaço para Levy erguer-se e tapear as roupas para limpá-las da sujeira do chão. — Ah, cara... Que azar. — Segundos depois, uma voz familiar ecoa um grito. Era Helena. "Quê?!" Seu corpo moveu-se sem pensar duas vezes, sabia para onde haviam corrido e sua audição aguçada o guiaria para onde deveria ir, então dispararia em direção do grito. Porém, antes de se revelar, espreitaria a cena ainda escondido, esgueirando-se por um parede ou qualquer objeto grande o suficiente para escondê-lo.

Ouviria um pouco a conversa para tomar a atitude correta, mas tinha em mente que a jovem estava em perigo. "São seis caras, eu não posso dar conta de todos, o que fazer?!" Uma ideia rápida surgiria em sua mente, então retornaria com calma até a loja do homem que havia entrado anteriormente. — Velhote! Há uma moça em perigo aqui do lado! Você sabe atirar?! Pegue um rifle ou coisa assim! — Gritou para alertá-lo, esperando que talvez pudesse vir alguma ajuda. Se o vendedor decidisse ajuda-lo, iria com ele até o beco outra vez, caso contrário iria sozinho.

Pararia de um distância segura e próximo a alguma parede onde pudesse buscar cobertura. — Ei! Qual o problema com a menina? — Seu tom era firme e não demonstrava hesitação, tinha uma dívida a cumprir para com a moça.


Histórico:
 

Inventário:
 

Informações do Personagem:
 

Objetivos:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : Zero
Warn : Unbreakable 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Re: Unbreakable   Unbreakable EmptySab 16 Nov 2019, 14:43

Surpreendido com o incidente levy se levantava, o ar de arrogância do homem em que havia esbarrado não o deixou se abalar pois calmamente estapeava as vestes para eliminar o que havia de sujeira após a pequena queda, em quanto uma pequena poeira saia de suas roupas o jovem lutador ouvira os gritos de helena e prontamente decidia por agir. Graças a sua boa audição conseguia ouvir com exatidão a fonte que indicava logo ao beco próximo, preocupado com o que poderia estar envolvendo a garota levy se esgueirava cuidadosamente pelos cantos em quanto se aproximava cada vez mais, até chegar a entrada do beco onde se escondia atrás de um grande latão de lixo de alumínio, que por sua vez inalava um grande odor de resíduos e chorume.

Cuidadosamente levy ajustava a cabeça com minúsculos impulsos acima do latão que o cobria agachado, onde poderia ouvir e ver nitidamente o que realmente estava acontecendo no momento. - Você fugiu e deixou o cliente do chefe esperando sua vadiazinha porca! - Falava o engravatado que segurava Helena pelo pescoço. - É verdade, não podemos perder um negocio de 20 milhões de berries tão facilmente assim, apenas porque você decidiu que quer viver hehehehe - Retrucava o segundo engravatado de terno a esquerda do que segurava a garota. Levy rapidamente observava que um deles no caso o da esquerda próximo ao agressor que estrangulava a garota estaria portando uma  espada, em quanto que o que segurava helena aparentemente estava equipado com soqueiras de ferro parecidas com o que havia adquirido, e os demais estavam com as mãos pela cintura dando a entender que possivelmente estariam com armas de fogo.

Helena chorava, esperneava e gritava porém nada fizera seu agressor aliviar o leve estrangulamento e irritado com a situação atirava helena ao chão com bastante força em seguida pisoteando suas costas fazendo a garota gritar cada vez mais alto. - Você é uma simples orfã que embora tenha completado 17 anos, sua serventia para nós é seus orgãos novinhos em folha que vai render uma fortuna ao chefe hehehe NÃO RESISTA! - Dizia o homem, atormentando friamente a garota que derramava lágrimas sob o chão com as mãos a cabeça. Levy que observava toda a cena decidia agir, retornando sorrateiramente até a loja de armas apenas para dar de cara com uma pequena placa colocada a porta escrita ''Fechado para o almoço''

Por instinto talvez, o jovem lutador acabava por decidir agir mesmo que sozinho se escondendo novamente atrás do latão onde poderia observar novamente que havia três deles com as mãos pela cintura cobrindo a entrada do beco virados de costas a pouco menos de 50 metros onde estava o lutador, helena e os demais agressores estavam a aproximadamente 90 metros, o beco apenas possuía saída pela entrada, além do latão de lixo que escondia levy havia apenas uma caçamba de lixo maior a direita de onde helena estava caída. - Agora você vem com a gente gracinha. - Dizia o agressor, que pegava helena pelo pescoço mais uma vez jogando-a nos ombros se direcionando para a saída do beco. As lágrimas da garota começavam a banhar levemente o terno de seu sequestrador que ameaçava bater ainda mais caso não cala-se a boca. A situação não deixava muitas escolhas para levy que pretendia ajuda-la, mas precisava tomar uma decisão rápida ali mesmo.   

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ainz
Civil
Civil
Ainz

Créditos : 2
Warn : Unbreakable 10010
Data de inscrição : 10/11/2017

Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Re: Unbreakable   Unbreakable EmptyDom 17 Nov 2019, 10:23




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Unbreakable.


Ao se esgueirar pelo latão de lixo, nem o cheiro pútrido abalou a concentração de Levy em ouvir a conversa que se desenrolava beco a dentro. Pôs o palmo de modo a fechar o nariz e a boca para amenizar o odor e continuou a esgueirar-se para analisar o que faria a seguir. Toda aquela conversa, no entanto, causava ainda mais ânsia de vômito do que os quilos de chorume ao seu lado. "Malditos traficantes de órgãos!" Seu masseter contraiu-se de raiva, trancando seu maxilar e sua mandíbula num ranger de dentes, suas têmporas foram tomadas por rugas de irritação. "São seis caras, um deles está ocupado com a mulher e os outros três estão desatentos. Mas eles podem ter armas de fogo e nesse caso eu estaria morto..." Eram muitas coisas para se pensar, inclusive se valia a pena de fato ajudar a moça. "Mas ela me fez um favor, então estou em dívida..!" Foi quando Levy mudou repentinamente sua feição. Suas rugas nas têmporas sumiram e sua mandíbula amoleceu um pouco mais, dando a entender que acalmara-se.

Daria as costas e iria novamente a loja de armas, ficando de frente para a porta e de lado para o beco, o nome “fechado para almoço” que lera outrora quando tentou buscar ajuda ainda permanecia lá. Levy ergueria a o braço direito para coçar seu couro cabeludo, usando o cotovelo para tampar um pouco seu rosto – exceto seus olhos – e fingiria estar preocupado. Quando os marginais deixassem o beco e estivessem passando ao seu lado, diria: — E agora? Está fechado... — Seu ângulo e posição provavelmente indicariam que não estava prestando atenção aos seis homens, e portanto não era uma testemunha, mas tentaria fazer contato visual com Helena simplesmente direcionando seu olhar à moça, um olhar de "Eu te ajudarei!" Esperaria que os homens saíssem, torcendo para que não o incomodassem, mas preparado para o caso, com sua audição e visão prontas para o alertarem de qualquer tentativa ofensiva para que pudesse evadir ao saltar para o lado contrário do ataque, ou inclinar seu corpo para fora do alcance do golpe.

Ao primeiro sinal de que os homens deram as costas, procuraria analisar a formação em que se encontravam, isto é: como estavam dispostos os seis homens, em fileira? Três na frente e três atrás? De toda forma, buscaria os que estivessem atrás primeiro. "Vocês são degraus que preciso superar para minha evolução!" A determinação do guerreiro era evidenciada, convencendo a si mesmo de que as dificuldades eram necessárias para o crescimento. "Supere seus limites, aqui e agora!" Contraiu os punhos revestidos pelas luvas de ferro e investiria para o ataque.

Usaria seu potencial de aceleração para atingir sua máxima velocidade em um único instante, visando um golpe relâmpago; um soco cruzado que visava a orelha do inimigo mais próximo de Levy, que o atingiria pela horizontal e balançaria todo o líquido contido no labirinto de seu ouvido – responsável pelo equilíbrio e pela audição. O boxeador não era bobo, tinha plenos conhecimentos de anatomia humana e sabia que atingir aquele lugar principalmente com um equipamento de ferro poderia nocautear instantaneamente uma pessoa comum. Se o golpe fosse bem sucedido, tentaria usar o impacto do soco para jogar o corpo do primeiro inimigo contra os outros, como num jogo de boliche, isto para que tivessem que se preocupar em não cair com o peso do rapaz e desviassem sua atenção por um momento. Se o golpe não fosse bem sucedido, o albino usaria o punho oposto e compeliria um ataque de força total visando as costelas daquele que mais estivesse próximo a ele. — Whooooa! — O fervor tomava conta do rapaz, que estava em frenesi total mas não abaixava por um único instante sua guarda, usando a combinação de sua visão e audição aguçadas para escutar qualquer mínimo barulho que indicasse perigo: como o balançar de uma espada, os passos pesados vindo em sua direção, o engatilhar de uma arma, todos os detalhes importavam.

Para caso fosse alvo de algum ataque físico, faria um movimento de pêndulo com o corpo, inclinando-se para evadir do ataque ao ir na direção contrária ou simplesmente saltaria para fora do raio de alcance deste. Se estivesse sobre a mira de alguma arma de fogo, teria duas alternativas: a primeira, com a condição de que tivesse alguém próximo a ele, usaria sua aceleração para deixar “esconder-se” de modo que esse meliante ficasse entre ele e o atirador; a segunda alternativa, caso não houvesse nada que servisse de escudo, faria uso de sua aceleração e tentaria evadir-se da mira do atirador movimentando constantemente seu corpo com um jogo de pés e gingado do tronco – como um boxeador profissional – enquanto aproximava-se agilmente do atirador, e ao ficar em uma distância que fosse favorável, se abaixaria enquanto o palmo esquerdo ia de encontro ao punho portador da arma tentando direcioná-la para cima ao agarrá-lo, e a direita usaria para socar de baixo para cima o queixo de seu oponente com força máxima, outro golpe que potencialmente deixaria alguém fora de combate por alguns momentos devido ao atordoamento.


Histórico:
 

Inventário:
 

Informações do Personagem:
 

Objetivos:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : Zero
Warn : Unbreakable 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Re: Unbreakable   Unbreakable EmptySeg 18 Nov 2019, 17:51

O Lutador optava por agir, mesmo com grandes condições desfavoráveis o rapaz se preparava para o ataque demonstrando um estilo de vida bastante sagaz onde a superação poderia elevar seu espirito de alto conhecimento, ou talvez, apenas a loucura e a frenesi do perigo que o excitava a ponto de não se preocupar o suficiente com o momento. Astutamente aguardava os homens saírem do beco em quanto fingia interesse na loja ao lado, os homens de nada haviam suspeitado quando helena virava-se e trocava rápidos olhares com levy que já percebia que não estava sozinha, o grupo de sequestradores partiam despreocupados em uma formação em que havia três a frente e dois atrás quando foram surpreendidos pelo grito de fervor do lutador que executava um rápido golpe que acertava o tímpano do último a esquerda que estava mais próximo, este que cambaleava por alguns segundos e logo iria de encontro ao chão quando levy tentava empurra-lo em direção ao segundo pela direita que pela surpresa do jovem já estava com um revolver engatilhado e pronto para atirar porém não disparava pois o corpo de seu parceiro tampava sua visão, em quanto que outros dois homens da frente se aproximavam rapidamente de levy e o cercava completamente deixando o lutador entre três homens como uma formação triangular onde o mesmo se encontrava ao meio, em quanto que o consagrado atingido pelo primeiro golpe finalmente acabava de cambalear e vinha a cair completamente nocauteado sobre os pés do lutador.

Neste mesmo instante, helena se manifestava escorrendo suas lágrimas sobre os bruços de seu sequestrador, que rapidamente era respondido com fortes tapas no rosto. - Cala boca vadia puta! Esse é seu heroizinho é? hehehe - Caçoava de levy. Em quanto isso os homens que cercavam o lutador ficavam em pose de batalha, graças a sua audição aguçada o jovem conseguia ouvir o oponente de trás retirando algum tipo de arma do terno e fazia barulho de correntes e logo começava a se aproximar, em quanto que os outros dois a sua frente também estavam armados sendo o da direita com um revólver a postos e o da esquerda acabava de retirar uma espada de sua bainha. - Você não sabe onde acabou de se meter amigo... Você acabou de nos aborrecer hehe - Falava o espadachim, em quanto encarava levy e se aproximava lentamente. As condições ainda não se demonstravam favoráveis para o lutador, que talvez tenha apostado alto na situação e agora precisava de uma saída.  

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ainz
Civil
Civil
Ainz

Créditos : 2
Warn : Unbreakable 10010
Data de inscrição : 10/11/2017

Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Re: Unbreakable   Unbreakable EmptyTer 19 Nov 2019, 08:52




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Unbreakable.


O plano traçado por Levy estava indo bem, de certa forma. Ainda não havia conseguido livrar Helena das garras de seu sequestrador, mas conseguira derrubar um de seus oponentes. "Isso! Um já foi! Um passo de cada vez!" Seu espírito de luta fervia, impulsionando sua coragem. "Eu chegarei ao topo...!" Mas a última parte de seu plano não dera tão certo e acabava por cair em uma “sinuca de bico”, como dizia a expressão.

— 3 com 1, então? Tudo bem, cai dentro! — Embora tenha tido um espaço de fala entre a formação dos homens completar-se e o colocar em um triângulo, não daria brechas para sofrer uma iniciativa. "Use seu trabalho em equipe contra eles, Levy!" Os sentidos afiados do rapaz agiam como os de uma fera, seus olhos amarelos brilhavam de foco como um predador, fixados em sua presa, Levy agora era como um animal encurralado; não tinha nada a perder e por isso, apostaria tudo.

O corpo de um dos meliantes estava sobre os pés de Levy, que com um rápido movimento de puxar os pés desprenderia os membros (caso estivessem obstruídos). O espadachim estava se aproximando, e o oponente atrás de Levy também, aquele que portava a espada proferia alguns dizeres provocativos. "É agora ou nunca!" Usaria todo o potencial de tração de seus músculos para investir em máxima velocidade, acelerando imediatamente na direção do homem com o revólver. Seu olhar estava fixo nos dedos que seguravam a arma, principalmente no dedo que puxaria o gatilho, o que o daria noção de quando a bala seria disparada.

Levy não era estúpido, sabia que os outros dois inimigos tentariam algo, e que o atirador faria seu movimento ao se sentir ameaçado. Por isso, quando investisse, daria um pequeno desvio para a direita de modo que o comparsa que portava correntes ficasse na linha de tiro e talvez abalasse a confiança do homem em sua mira. — Cai dentro! — Repetiu, deslizando o pé direito para frente e se preparando para golpear o atirador com o punho esquerdo, mas era somente uma finta; uma vez que visse que o atirador dispararia, despencaria seu corpo para baixo para livrar-se da rota de tiro da pistola, inclusive pondo a mão esquerda – equipada com a luva – na parte de seu corpo que estava sendo mirada pelo revólver para evitar que fosse atingido. Se o plano fosse de acordo, a bala atingiria o camarada de correntes e Levy estaria quase totalmente inclinado no chão, mas ainda bem equilibrado. Se desse errado, no entanto, e o atirador não disparasse de modo algum, Levy ainda completaria a finta com a mão esquerda, mas giraria seu tronco para o lado oposto e tentaria encaixar um soco no gogó de seu alvo, usando a rotação do tronco para sair da linha de tiro ao mesmo tempo que atacava.

Seguindo a partir do fim das duas ocasiões, sendo elas a que o atirador acertava seu próprio companheiro ou a que não acertava, Levy faria um rolamento em direção às costas do atirador e imediatamente em seguida encaixaria um rasteira usando suas habilidades acrobáticas e luta de rua, impulsionando seu calcanhar contra a base das pernas de seu oponente para gerar um desequilíbrio que possivelmente o levaria à queda e o faria largar o revólver. Se bem sucedido, tentaria chutar o revólver para longe do alcance de qualquer um dos sequestradores, armando uma posição de luta logo em seguida, com os pés bem separados tendo o esquerdo à frente e as mãos enluvadas protegendo seu queixo enquanto realizaria pequenos saltinhos que quase não o desprendiam do chão. O suor escorria pelo corpo do lutador, seus músculos estavam rígidos e sua concentração estava em pico, parecia realmente uma besta.

Usaria sua audição para alertar-lhe de qualquer ataque em qualquer momento de suas ações anteriores, ouvindo os passos em sua direção, o balançar das correntes ou da espada e sua direção. Tendo essas informações, faria uma evasão defensiva ao compelir seu corpo na direção do atirador – literalmente se jogando para frente, encaixando um rolamento para recuperar o equilíbrio se necessário, sempre mantendo a ideia inicial de evadir da sua mira no momento exato para que ele atingisse outro dos bandidos. — Tsc! —

Se fosse visado pelos ataques do espadachim, balançaria seu tronco em movimentos de evasão junto com um jogo de pés que o moveria para fora do ataque, sempre buscando esquivar-se com um gingado e sua movimentação constante, mas em último caso optando por contrapor a luva de ferro (esquerda) contra o ataque para bloquear a lâmina e segurá-la ao fechar o punho. — Lutem como homens! — Tendo desviado ou bloqueado o ataque, partiria para o contra-ataque, colocando seu corpo em giro para impulsionar seu ombro e completar uma extensão do seu cotovelo em máxima potência para encaixar um soco na mandíbula de seu oponente. Levy mantinha uma respiração evidentemente controlada, expirando sempre em momentos que requeressem força e inspirando nas trocas de posição.

Se fosse visado pelos ataques do homem de correntes, em primeiro momento tentaria evita-lo ao colocar seus próprios comparsas na linha de “tiro”, como citado antes ao dizer que pularia para as costas do atirador. Se não fosse possível evitar um ataque, moveria seu corpo como um relógio de pêndulo – abaixando e subindo seu tronco enquanto move-se de um lado para o outro conforme tenta desviar dos ataques que visassem a parte superior do seu corpo. Caso fosse alvo nas pernas, usaria sua habilidade acrobática para saltar e desviar ao mesmo tempo que compeliria ambos os pés em direção do peitoral do inimigo mais próximo a si (inclusive saltando para perto de algum, caso estivessem todos longe) numa voadora de dois pés categórica. — TOMA! — Completaria o movimento ao aparar sua queda com as mãos e recompor sua postura outra vez com uma cambalhota, voltando ao estado de guarda original do boxe.


Histórico:
 

Inventário:
 

Informações do Personagem:
 

Objetivos:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Unbreakable Empty
MensagemAssunto: Re: Unbreakable   Unbreakable Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Unbreakable
Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: