One Piece RPG
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Cap.1 - O primeiro passo!
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor Kallieel Hoje à(s) 20:27

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor DJ GBR Hoje à(s) 20:00

» The Victory Promise
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor Alê Hoje à(s) 18:22

» Escuridão total sem estrelas
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor K1NG Hoje à(s) 18:21

» Garfield Henryford
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:19

» O começo do grande catálogo! Aventura na ilha das flores
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 15:26

» Contrato de Sangue
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor Coldraz Hoje à(s) 14:47

» Tyrael Silverfang
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:13

» Akira Suzuki
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:10

» O início de uma aventura. Em busca do topo!
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor Quazer Satiel Hoje à(s) 13:58

» Leon Ari Nefesh
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:52

» Jhonathan Wolf
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:42

» Daniel Fried Hanz Von Joseph
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:35

» O início da pesquisa.
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:22

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:12

» II - Eternas Ondas
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor Mephisto Hoje à(s) 12:28

» II - Aliados
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor Hunson Hoje à(s) 09:05

» Vermelho
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor annavitoria Hoje à(s) 08:27

» Saindo das sombras
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor annavitoria Hoje à(s) 08:07

» O Sapo Mágico
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 05:35



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 50
Warn : Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Empty
MensagemAssunto: Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas   Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas EmptyQua 16 Out 2019, 16:48

Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Harkyn. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lostboy
Danger Zone
Danger Zone
Lostboy

Créditos : 10
Warn : Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas 10010
Data de inscrição : 19/07/2016

Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Empty
MensagemAssunto: Re: Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas   Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas EmptyQua 16 Out 2019, 17:09


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Ahh, o aconchego de uma cama quentinha, envolto em uma coberta feita com a pelagem de um urso. Algo que poderia ser difícil de se conceber em uma paisagem tão inóspita quanto é a ilha de Fernand Ice Island. Por sorte não demorarei muito para encontrar com a civilização dessa ilha logo que cheguei a algo próximo a três dias. Pelo que falaram o primeiro dia eu passei só dormindo; ontem eu aos poucos voltei e consegui me alimentar e; hoje estou criando coragem para levantar e sair em busca de algo.

Acho que sair por aí remando em um bote sem se quer saber como navegar não é algo nem de perto inteligente a se fazer.

Dos poucos trocados que me estavam metade deixei pago a minha estadia pelo tempo que fosse necessário e o resto guardei comigo. Não deve passar de 50.000 berries. “Isso deve cobrir os gastos com algum equipamento…” Pensei na hora que paguei. Não me lembro muito bem do nome ou rosto do dono desse iglu, mas ele deve aparecer em algum momento, acho.

Saindo da aconchegante cama, daria pra sentir um pouco do frio da ilha de novo. Não me demoraria em colocar minha s roupas de volta e procurar um agasalho ou um manto para me proteger um pouco mais. Cochichando diria otimista para mim mesmo. - Está na hora de começar minha jornada por aventuras! -

“Agora como devo começar?” Pensaria pouco antes de sair do iglu. “Todo aventureiro precisa de algo para se defender, acho que isso seria um bom começo! E uma aventura, algo como tesouros, ou caçar um fora da lei. Hummmm, parecem promissoras essas ideias!!”

Eu não tive muita oportunidade de explorar muito bem essa cidade, tudo o que fiz foi me recuperar da minha cansativa viagem. Começaria a caminhar ‘sem rumo’ em busca de alguma loja de armas ou similar que vendesse armas, olhando atentamente para dentro dos iglus que eu me aproximasse, aproveitando ainda para conhecer um pouco mais da cidade e ver o que ela poderia me oferecer.

Assim que encontrasse uma, não exitaria por um instante sequer e tão logo entraria na localidade. Maravilhado, olharia atentamente para cada detalhe das armas que estivessem expostas, tendo mais atenção aos estudos e shurikens.

Se um atendente me interpelasse ou assim que eu avistasse o que estava procurando, de pronto perguntaria. - Oi! Tudo bem? Eu sou novo por aqui, cheguei faz uns dois ou três dias, é meio difícil acompanhar! Hehe! Eu queria saber, quanto custa uma bola de shurikens é um escudo. E, bem, acho que pode-se dizer que sou uma espécie de aventureiro, sabe dizer se teria por aqui algo para poder explorar ou algo do tipo? -

Ansioso, aguardaria por uma resposta com um sorriso em meu rosto. Ainda que um pouco complicado de ver, devido a minha máscara.]

# Post: I #



Off:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

Citação :

- Harkyn -
"Pensamento"
[Narração]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghast
Narrador
Narrador
Ghast

Créditos : 20
Warn : Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2018
Idade : 18

Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Empty
MensagemAssunto: Re: Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas   Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas EmptySex 08 Nov 2019, 22:57


Narração

Céu Limpo, -5°
Manhã, nevasca fraca
Localização: Fernand Ice Island - North Blue



Icha Icha Paradise - 01

Todos










Em algum lugar do North Blue, uma minúscula ilha — se é que pode ser considerada uma — chamada Fernand Ice Island sobrevivia ao cruel determinismo natural imposto à região. O clima era severo, os animais eram ameaçadores e tanto a população quanto a comida eram escassas. Mesmo assim, Harkyn não demonstrava se preocupar muito, na verdade estava até despreocupado. Dessarte, o jovem de cabelos alvos seguia pelas congeladas ruas do local — Se é que poderiam ser consideradas ruas, visto que o chão consistia-se do mesmo gelo que boiava afastado da ilha, a única diferença era a sutil cobertura de terra por cima dele—

Não foi difícil encontrar a loja de armas, haviam poucos estabelecimentos voltados para o comércio na ilha, apenas nessa breve caminhada o aventureiro conseguia fitar alguns iglus residenciais e outro, um pouco maior, que possuía uma placa velha e mofada de madeira na qual estava escrito “Aconchego Azul”. Tratava-se de uma taverna provavelmente, mas não era isso que o jovem buscava. Assim, ele seguia para o iglu oposto a esse, dessa vez com uma placa — ainda de mesma aparência — na qual era escrito “Loja de Equipamentos da Família Littjord. O local era pequeno demais para imaginar que teria uma mercadoria considerável, além disso, possuía uma peculiaridade: uma luz amarela emanava de seu interior.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Sem demais opções, Harkyn entrava no iglu. Ele encontrava-se aberto e, para a surpresa do garoto, sua entrada dava direto em uma escada espiral de gelo até o subsolo. Continuando pelo caminho, ele chegava em um local mais apresentável, um local que dessa vez poderia ser considerado uma loja de armas decentes, com um ambiente apresentável e diversos itens a serem vendidos. Em um espaço circular de 10x10 metros, diversos equipamentos eram pendurados nas frias paredes, o teto era côncavo e possuía, na sua extremidade, uma flâmula azul com uma estampa dourada de um pinguim imperador. Havia também um único balcão madeira e, atrás dele, uma entrada na qual a mesma luz amarela emanava. Tal ponto era a fonte provavelmente. Dessa entrada, um aconchegante calor era expelido, em conjunto com isso, sons de ferro batendo contra ferro eram perfeitamente audíveis do local.

Indo além das características físicas do ambiente, um garoto de pele branca e cabelos vermelhos estava atrás do balcão, e do lado dele, um extenso pinguim imperador de 2 metros arrumava alguns equipamentos localizados próximos ao balcão. Tal cena definitivamente não era comum.


De qualquer forma, Harkyn logo perguntava o que queria para o jovem, que respondia em voz alta e em um tom alegre

— Bom dia! Cada um desses itens tá por volta dos 30.000 berries, então eu faço os dois por 55.000 pra você. Desconto da casa! Pode apostar que não há equipamentos melhores que os da minha família aqui na ilha —

Em relação as outras questões de Harkyn, o garoto continuava

— Uau, aventureiro?! Como é rodar pelos mares?!! E... você definitivamente não é muito bom com direções para chegar nesse lugarzinho remoto, não é? Gyahahaha. Foi mal, foi mal, mas eu realmente não sei de muitas coisas sobre aventuras. A ilha é definitivamente explorável, tem uns locais mais abandonados com animais perigoso próximos ao norte, mas meus pais não me deixam ir... Bem, nem tudo tá perdido pô, tenho certeza que alguém pode te dar uma informação legal na taverna aqui da frente, o povo é bem receptível também! Só toma cuidado com os piratas! Recentemente ouvi dizer que um cara meio barra pesada tá pelas redondezas, não sei que parte do boato é verdade, mas dizem que ele veio da Grand Line! Aliás, me chamo Rust Littjord, prazer—

Dessa forma, o ruivo finalizava com a mão direita estendida para um aperto. Com as informações dadas a Harkyn por ele, o jovem aventureiro obtinha um maior conhecimento acerca da ilha e dos demais pontos dela.

off:
 
Legenda:
 

Rust:
 

Pinguim:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lostboy
Danger Zone
Danger Zone
Lostboy

Créditos : 10
Warn : Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas 10010
Data de inscrição : 19/07/2016

Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Empty
MensagemAssunto: Re: Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas   Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas EmptyQua 13 Nov 2019, 07:42


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[ Amarelo. Engraçado como uma simples cor pode nos trazer tantas sensações. A sinestesia trazida pela simples cor amarelo, muito lembrando os raios de sol pelo início de uma manhã ou algumas simples labaredas de uma trêmula fogueira beirando a desistência, querendo e por pouco ainda não apagando. Apenas em olhar aquela cor já pude aos poucos sentir um calor crescendo aos poucos de dentro para fora.

Não somente isso, mas logo ao adentrar já pude sentir as arestas de meu corpo logo voltando a ter alguma sensibilidade. Dedos, nariz, pés… Não demorou muito para sentir o calor em meu corpo voltando a correr de forma mais natural.

Um lugar minimamente curioso, se assim posso dizer. Talvez até mágico, se parar para pensar em como de um pequeno iglu, surgira um subsolo com 10x10 metros. Algo digno de ser apreciado, ainda que de nada entenda sobre arquitetura ou construção. Longe disso, eu estava mais para destruir, e, não, construir. De qualquer forma, era algo magnifico, ainda que não chegasse aos pés do que meus olhos ainda estavam por vislumbrar.

Assim como uma criança que encontra um pequeno monte de folhas secas reunidas de forma perfeita para que pudesse ser chutada e espalhada por todo canto, a mesma euforia tomava conta de mim quando me deparei com aquele pequeno, aconchegante e muito bem equipado arsenal. Se não fosse pela máscara que cobre meu rosto, facilmente poder-se-ia ver um sorriso surgindo em meu rosto.

- Realmente uma oferta única, se comparada a qualquer coisa que eu já encontrei em minha vida. “Não que tivesse sido muitas… Ou melhor, quase zero” Mas não vou ter como pagar. Tudo o que tenho comigo, por enquanto, são apenas 50.000. Bem, não que seja o ideal, mas acho que terei de me ater apenas ao escudo por enquanto. Mas é realmente muito bom saber que há pessoas por aqui com bom coração e alma pra vendas. Obrigado mesmo! - Responderia prontamente assim que me fosse feita a oferta. Não demoraria em sacar o dinheiro de minha bolsa de moedas e logo entregar ao ruivo.

Ainda que muito intrigado pelo pinguim do rapaz, atento, ouviria pelo rapaz me indicando algumas coisas que pudessem vir a ser feitas pelas redondezas. Alegremente diria. - Muito obrigado, sério! Você está sendo de ótima ajuda, amigo. Me chamo Harkyn. Apenas Harkyn. [Estendendo a mão para retornar o cumprimento] Vou dar uma olhada na taverna aqui na frente, aproveitando que ainda me sobrou uns trocados e quem sabe ainda consigo achar algo sobre algum tipo de tesouro ou seja lá o que mais puder estar escondido por aí. [Mudando a entonação para um tom mais curioso, leve, ao passo que dava rápidas olhadas para o animal] Me diga, como conseguiu fazer com que um pinguim pudesse trabalhar? E ainda de maneira tão eficiente? Sabe onde eu conseguiria um também? E como consigo domá-lo e ou treinar ele para fazer essas coisas ou quem sabe tenha algum livro ensinando sobre? Se não se importar é claro... -

Esperaria por uma resposta, ansioso de que o rapaz pudesse vir a me ensinar, ou quem sabe me dar mais alguma indicação de como poderia aprender a conseguir um pinguim eu mesmo. Caso resolvesse me ajudar, ficaria por mais algum tempo na loja, esperando pelas instruções que ele pudesse vir a me passar. Caso não. - Obrigado de qualquer forma, você me ajudou muito mais do que pode imaginar! Bom ter feito um amigo aqui. [Estendendo mais uma vez a mão para cumprimentá-lo] Te vejo em breve! - Seguindo então direto para a taverna logo ao lado, com muita presteza, tentando fugir do frio.

Ao adentrar, daria uma boa olhada, maravilhado com o lugar. Eu ainda estava animado com a minha recém amizade feita. Não me tardaria a ir em direção ao bar, caso houvesse um, procurando logo o taverneiro, para então trocar algumas ideias com o homem. Ou mulher, nunca se sabe o que pode vir a se encontrar pelo mundo. “Acho que preciso de um diário de bordo, seria bom poder anotar algumas coisas, ou quem sabe até mesmo minhas aventuras.” Um simples pensamento que rapidamente passaria por minha cabeça antes de me encontrar com o dono do lugar. Prestaria atenção aos meus arredores, buscando sempre tentar não passar a impressão de que estava ouvindo a conversa dos outros, ainda que eu estivesse. “Conseguir informações sempre é bom”

Assim que achasse a pessoa, logo me apresentaria, seguindo de algumas perguntas. - Olá, tudo bem? Meu nome é Harkyn. [Estendendo a mão para cumprimentá-lo(a)] Eu sou um aventureiro, bem, estou querendo me tornar um. [Daria uma leve e breve risada] Você saberia de algum lugar que seria legal explorar nessa ilha ou até mesmo se existem tesouros escondidos ou mistérios a serem descobertos? Um diário de um antigo pirata ou talvez até mesmo um aventureiro que por aqui viveu ou vive? - Animado, aguardaria por mais informações no próximo capítulo dessa escritonovela.]

# Post: II #



Off:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

Citação :

- Harkyn -
"Pensamento"
[Narração]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghast
Narrador
Narrador
Ghast

Créditos : 20
Warn : Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2018
Idade : 18

Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Empty
MensagemAssunto: Re: Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas   Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas EmptyQua 13 Nov 2019, 21:03


Narração

Céu Limpo, -5°
Manhã, nevasca fraca
Localização: Fernand Ice Island - North Blue



Icha Icha Paradise - 02

Todos










Desse modo, logo após admirar-se por alguns segundos com a aparência da loja, Harkyn explicava sua situação para Rust e o pagava. O ruivo logo tomava o dinheiro em suas mãos e dava uma rápida passada pelas notas, contando-as. Então, logo respondia no mesmo tom animado

— Legal! Só o escudo, né? Aqui! —

Ele então abria espaço para o estande atrás do balcão, deixando Harkyn escolher alguma das peças. Após uma breve olhada, o aventureiro notava uma coisa: não importando qual fosse o escudo que mais ia em conjunto com seu o desejo, todos possuíam o brasão de um pinguim imperador dourado esculpido sobre eles. Apesar de excêntrico, não era algo muito chamativo, tratava-se apenas de contornos sem preenchimento.

Com o item já na mão, o mascarado apresentava-se, afirmava algumas coisas e perguntava outras. E, sem demonstrar estar incomodado com a leva de perguntas, Rust o respondia

— Hehh, tesouros, né? Se você achar algo do tipo pode me contar! —

E sobre o tópico do pinguim, ele continuava a falar, dessa vez com o indicador e o polegar em perpendicular abaixado do queixo, tomando uma expressão de orgulho no rosto

— Gyahahaha, você fala de Moto-Moto? Eu não acho o termo “doma” se aplica nele. O infeliz é mais inteligente que eu as vezes! Na verdade, me contaram que ele quase sempre esteve conosco na família, antes dele, seu pai. Aparentemente eles vivem bastante e só colocam um ou dois ovos sem fazer o puff-puff, mas não tô muito ligado nisso —

Ouvindo isso, Moto-Moto estufava o peito, batia nele e fazia sons característicos de sua espécie, mas de uma maneira que esbanjava orgulho, um orgulho um pouco cômico, mas continuava sendo orgulho.

Rust então retornava

— Bem, definitivamente tem uns pinguins mais normais pelo norte, não deve ser muito difícil domar eles também, mas quem sabe disso é meu avó, ele tá na forja agora. Se você vier à noite eu garanto que consegue conversar com ele! —

Assim, sanando todas suas dúvidas, Harkyn estendia sua mão e despedia-se do garoto, logo, ele fazia o mesmo.

— Até mais! Foi legal te conhecer Harkyn, se quiser pode aparecer para jantar aqui, aproveita e conta umas histórias legais também Gyahahahaha! —






Após isso, Harkyn subia as escadarias, saia da loja e entrava na taverna. Provavelmente, o jovem nunca havia visto um iglu tão grande, mesmo que seu lado de fora fosse disforme, era imponente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Por dentro, o lugar consistia-se em uma construção circular, revestida de madeira e concreto, materiais não muito fáceis de serem adquiridos na ilha. 8 mesas circulares repousavam no meio da sala, apenas 3 estavam ocupadas, com 2 pessoas em cada, pela hora, estava certo que eram alguns bêbados vagabundos em sua maioria. Uma garota de cabelos alvos e roupas comuns serviam os homens. Nenhum deles parecia ligar muito para ela, só faziam pedidos e mais pedidos de hidromel. A garota trabalhava sempre inexpressiva, quando não servia, varria ou chão de madeira ou limpava alguma mesa.

No balcão, um imponente sujeito de 3 metros de altura era visto gritando ordens para a cozinha e conversando com alguns clientes sentados em um dos bancos colocados à frente do móvel.

A fim de sanar algumas dúvidas, Harkyn caminhava até o rapaz e jogava suas perguntas a ele. Em resposta ao cumprimento do mascarado que dizia seu nome, o colosso — enquanto limpava algumas canecas com um pano sujo —  cuspia para o lado e colocava uma expressão ranzinza em seu rosto, só assim, respondia Harkyn, falando pouco e falando brusco

— Tsc, se quer aventura vá à Grand Line, só tem morte e fome por aqui —

O colosso então virava-se e começava a limpar outras canecas. Harkyn também podia perceber que a garota que servia pratos desviava o olhar sempre que o mascarado percebia que ela observava a conversa. Não colocava uma feição envergonhada ou algo do tipo, apenas virava o rosto e continuava a trabalhar inexpressivamente. Além de ter uma bandana sob a cabeça, constantemente uma franja de seu cabelo caía sob um de seus olhos, dificultando mais ainda a compreensão e leitura de seus atos.

Pelo que foi presenciado aqui, ou Rust estava mentindo ou ele tem um noção deturpada de pessoas receptíveis, talvez a segunda opção fosse a mais correta, visto que nada parecia tirar o ânimo ou abalar o garoto.

Antes que Harkyn pudesse começar a — talvez —  ficar deprimido por ainda não ter pistas de seu tão sonhado tesouro, ele ouvia o barulho da porta do grande iglu sendo chocada contra a parede. Dela, entravam 4 homens: 3 gigantes de 5 metros e outro de 8, só conseguiam passar pela porta visto sua avantajada abertura. Todos vestiam poucas roupas, constituídas apenas de peles de animais como ursos e lobos. O maior deles vestia um crânio de um urso gigante em sua cabeça e carregava um machado de — aproximadamente — 10 metros em suas costas, esse parecia ser o líder.

Não mostrando qualquer sinal de escrúpulo ou vergonha, ele seguia até o balcão, bastando uma curta encarada para que o taverneiro puxasse um pesado saco e o entregasse nas mãos do sujeito, que logo retrucava

— Jihahahaha, Num vou nem mim dar o trabalho de conferi, sei que tu num é homem o suficiente pra me roubá. Até o meis que vem Stein. Pur falar nisso, quero o dobro da bufunfa ater lar, preciso acumular grana pra umas coisa —

O taverneiro até tentou rebater, mas antes que abrisse a boca, levou outra encarada que o fez congelar.

Os gigantes então retiravam-se do local. Aparentemente, não se importaram ou não perceberam harkyn e outros humanos, mas o jovem acabava de ver um situação problemática se desenrolar, ficando por sua conta o que fazer a partir de agora.

Na taverna, ele também podia perceber 2 outras coisas que chamavam sua atenção, a primeira era um quadro de recompensas com 3 cartazes presos próximo ao balcão. Mesmo sendo difícil de imaginar, até um lugarzinho remoto como esse tinha seus procurados, apesar de que, provavelmente, não são constituintes da população da ilha. Tudo apontava para piratas ou qualquer outro tipo de criminoso de passagem, sem informações fica difícil saber.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

A segunda era um grupo de 3 rapazes que — bem armados —  discutiam sobre algum assunto no canto do local, estavam o mais longe possível do bar e falavam extremamente baixo, não sendo possível para o mascarado escutá-los de onde estava.

Por fim, a garota de cabelos brancos — que havia fugido para a cozinha —  retornava até o salão principal e começava a varrer a neve deixada pelas pegadas dos gigantes.

off:
 
Legenda:
 

Rust:
 

Pinguim:
 

Stein:
 

Atendente :
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lostboy
Danger Zone
Danger Zone
Lostboy

Créditos : 10
Warn : Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas 10010
Data de inscrição : 19/07/2016

Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Empty
MensagemAssunto: Re: Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas   Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas EmptyTer 19 Nov 2019, 11:05


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[ Equipado com o mínimo que eu precisaria agora. Apesar de não ser o ideal, mas já seria o suficiente para me resolver por um tempo. Havia sido de grande ajuda Rust, ainda mais nesse momento em que apenas estou iniciando minha jornada em busca de aventuras.

Agradeci a ajuda dada e logo parti para a taverna logo à frente de loja. Eu estava muito animado principalmente pela descrição da hospitalidade de Rust quanto aos locais. Infelizmente a realidade do que eu estava prestes a encarar era um tanto diferente do que eu esperava. Poder-se-ia dizer até mesmo distorcido. A taverna de fato era um tanto animada, ainda que em contrapartida com seu dono e a única atendente que lá havia. Um homem deveras ríspido e de poucas palavras. Talvez um tanto triste por algum tipo de experiência própria ou algo comum pela região. A atendente era calada, talvez tímida ou simplesmente não gostava de interagir.

O homem provavelmente não iria me ajudar com muita coisa, não parecia estar interessado em fazê-lo pra início de conversa. O que piorou ainda mais o clima quando aqueles gigantes apareceram cobrando algum tipo de taxa. Muito provavelmente algo fora de lei, mas talvez comum pela região. “Seria essa a minha chance de me tornar um herói? Bem, isso nunca foi minha intenção, tudo o que eu quero é me aventurar por aí.”

Mais uma vez tentaria uma aproximação com o taverneiro. – Oi, pelo visto você não tem uma relação muito bom com esses gigantes. Pelo que parece eles vêm cobrando algum tipo de taxa. Talvez esteja precisando de alguma ajuda com eles. Eu posso estar disposto a ajudar. E pelo que parece ele já pegou bastante dinheiro e você. [Uma breve pausa para deixar o homem raciocinar, enquanto mantendo um sorriso, alegre e uma voz calma] Posso dizer que você já foi algum explorador ou alguém que lutou pelo fato de ainda carregar uma espada em sua cintura. Lembrança dos velhos tempos? E o fato desses caras estarem te roubando de uma forma menos sutil deve te dar os nervos. O que me diz? Quer que eu te ajude com eles? Dependendo de como for, ainda podemos conseguir ajuda daqueles 3 bem ali. [Apontaria sutilmente na direção dos três]

Estava esperançoso de que ainda pudesse fazer uma fagulha e reacender a chama de um guerreiro que ainda havia naquele velho senhor. Caso a resposta ainda fosse negativa, talvez não fosse para mim aquela missão ainda. “Melhor eu ganhar mais XP e uns equips melhores antes de pegar essa missão por enquanto. De qualquer forma ainda tenho um mês antes deles aparecerem de novo.” Pensaria enquanto tentaria me aproximar da  mesa com os rapazes bem equipados. – Oi, tudo certo. [Mantendo meu tom animado] Meu nome é Harkyn e eu estou em busca de algumas aventuras. Sou novo por essas bandas. Saberiam me dizer onde eu acharia algo por aqui? Ou se vocês mesmos possuem algum tipo de aventura ou grupo ao qual eu poderia me juntar por enquanto? –

Ainda que tudo falhasse, eu ainda poderia ir atrás dos cartazes de procurado, dando uma olhada neles e os pegando, na ideia de levar eles comigo caso eu pudesse achar alguma pista de encontrar algum desses mal feitores. “Bem, tenho que ganhar dinheiro de algum jeito. Né?” Ainda que não fosse o ideal, eu provavelmente teria de iniciar em algum lugar. Com os cartazes, voltaria para a senhorita que estava atendendo. – Oi, tudo bem? Meu nome é Harkyn, mas isso você já deve saber, de tanto eu me apresentar por aqui. [Estenderia a mão para cumprimentá-la] Notei que você é alguém muito perceptiva, então que tal eu te fazer uma proposta. [Olhando diretamente em seus olhos e então mostrando os cartazes] Quer ser minha informante? Toda e qualquer informação que você conseguir sobre qualquer um deles ou sobre algum tipo de quest ou tesouro, eu reparto o que conseguir com você. Algo em torno de 20 – 80, o que me diz? – ]

# Post: III #



Off:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

Citação :

- Harkyn -
"Pensamento"
[Narração]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghast
Narrador
Narrador
Ghast

Créditos : 20
Warn : Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2018
Idade : 18

Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Empty
MensagemAssunto: Re: Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas   Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas EmptyDom 24 Nov 2019, 19:06


Narração

Céu Limpo, -5°
Manhã, nevasca fraca
Localização: Fernand Ice Island - North Blue



Icha Icha Paradise - 03

Todos








Mesmo pego de surpresa pela problemática situação ocorrida na Aconchego Azul, Harkyn não mostrava desânimo ou medo. Na verdade, o jovem aproveitava do ocorrido para, mais uma vez, tentar arrumar algum esquema com o taverneiro, esse que, por sua vez, o respondia ainda desnorteado pelos acontecimentos recentes

— Tsc, garoto, você tem praticamente metade de minha altura, não há armas em sua cintura apenas um escudo. Não vejo alguém que pode derrotar gigantes, vejo alguém que pode morrer por tentar fisgar um peixe maior do que pode. Você é imbecil se acha que deixo essa merda acontecer porque quero, não há o que ser feito, poderia lutar, mas o dinheiro vale menos que a vida de minha família —

O homem então virava uma caneca próxima ao balcão e arremessava-a com força para o chão, só assim dizia com fatiga

— Você não sabe no que está se metendo. Há diferenças entre coragem e tolice. Se acha mesmo que pode levantar-se contra Fjellet e sua tripulação... Terá que provar de alguma maneira —  

Desistindo de tentar argumentar com Stein, Harkyn dirigia-se até os rapazes sentados no canto da caverna enquanto tinha alguns lúdicos pensamentos em sua cabeça. Em resposta às perguntas do jovem, o rapaz do meio — Um alto loiro de cabelos esvoaçantes e olhos azuis como safiras — respondia em um tom surpreendentemente agradável

— Harkyn, não é? Veja bem, meu companheiro, gosto de seu espírito aventureiro, é realmente admirável, mas me pergunto o porquê de alguém tão desbravador estar em uma ilha remota como essa —

Após receber a resposta de Harkyn, ou simplesmente ser ignorado, ele continuava

— Iremos fazer uma empreitada ousada amanhã à noite, será definitivamente perigosa, no entanto, digo que os tesouros que ganharemos valerão o preço. Podemos ter auxílio de alguém como você na nossa vanguarda, é um belo escudo que tem por aí. Se você estiver interessado, esteja aqui antes das 17 horas, antes disso, não poderá saber o que faremos. Até mais, jovem —

O rapaz terminava estendendo a mão para Harkyn, esperando um aperto.

Com todas suas dúvidas sanadas, dessa vez o aventureiro dirigia-se até alguns cartazes presos em um quadro e pegava-os. Desse modo, ele seguia até a garota que limpava os rastros de neve deixados pelos gigantes. Mesmo com toda a simpatia do jovem, ela não respondia sua saudação, apenas matinha sua expressão anterior, essa que não demonstrava antipatia, apenas indiferença. Antes que Harkyn pudesse terminar sua oferta, ele pôde sentir o vento uivar perto de sua orelha direita, se olhasse o chão, veria alguns fios de cabelos prateados, se olhasse para a parede atrás de si, veria uma longa Montante de quase 2 metros fincada na parede do Iglu. Após a arma ser jogado, Stein berrava asperamente e apontava o dedo para o aventureiro.

— NEM PENSE EM SE METER COM MINHA NETA. SILK, SE ELE CHEGAR PERTO DE VOCÊ DE NOVO, EU CORTO AS PERNAS DELE E O JOGO NO MAR —

Com um sorriso de canto de boca, a garota afastava-se de Harkyn e voltava a seus afazeres.


Legenda:
 

Rust:
 

Pinguim:
 

Stein:
 

Atendente :
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Empty
MensagemAssunto: Re: Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas   Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Icha Icha Paradise - Planícies Gélidas
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: