One Piece RPG
Inicio das caçadas - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O Legado Bitencourt Act I
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Ineel Hoje à(s) 04:15

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 23:54

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:20

» Seasons: Road to New World
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:04

» Supernova
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:56

» Hey Ya!
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:55

» Cap.1 Deuses entre nós
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 21:05

» The One Above All - Ato 2
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:44

» A inconsistência do Mágico
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:27

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 18:23

» As mil espadas - As mil aranhas
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:46

» [Mini - Cass Sabach] A fumaça cresce no horizonte
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Jinne Ontem à(s) 16:34

» Um Destino em Comum
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor (Orochi) Ontem à(s) 15:13

» A busca da liberdade
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Dogsofain Ontem à(s) 14:12

» Karatê Cindy
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Oni Ontem à(s) 13:11

» Meu nome é Mike Brigss
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Oni Ontem à(s) 12:03

» Enuma Elish
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 10:12

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Furry Ontem à(s) 09:59

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 04:26

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
Inicio das caçadas - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 01:42



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Inicio das caçadas

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Inicio das caçadas - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Inicio das caçadas - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Inicio das caçadas   Inicio das caçadas - Página 3 EmptyDom 06 Out 2019, 15:39

Relembrando a primeira mensagem :

Inicio das caçadas

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Jack Bherlock. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Flame Spearrow
Membro
Membro


Data de inscrição : 31/10/2018

Inicio das caçadas - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Inicio das caçadas   Inicio das caçadas - Página 3 EmptyDom 29 Dez 2019, 22:15


Acabei vendo os vencedores de todas as lutas enquanto degustava de minha refeição com um belo sorriso, acho que eu não poderia reclamar sequer sei cozinhar, além disso, já tava com bastante fome e, querendo ou não, tudo fica melhor quando se esta com fome.

-”Scarf, Lilliana e Baltazar”- Tentava memorizar o nome de cada um, afinal eles seriam meus futuros adversários, ou ao menos, dois deles. Aquele Scarf não me parecia uma grande ameaça, é só um cara qualquer que aprendeu a usar várias armas, o que de certo ponto é forte, mas de outro ele nunca vai conseguir lutar com toda sua força se viver se focando no treinamento de diversas armas. Tenho quase certeza de que isso é senso comum, contudo ele pode ser um belo de um pé no saco se ele tiver controle total da arma que escolher contra seu adversário –”Acho que pode ser interessante”-.

Llliana por outro lado me surpreendeu, não imaginava que uma capa pudesse mudar tanto o resultado de um combate, é bom eu ter conseguido ver uma de suas lutas antes de combatê-la, agora sei que devo me livrar desse acessório o mais rápido possível. Mesmo assim ainda não posso dizer que conseguiria ganhar fácil desse modo, ela não tem mais nada fora do comum, significa que ela deve ao menos ter treinado suas habilidades acima do comum, senão não consigo ver fundamentos para sua arrogância –”Ainda assim... eu vou ganhar. Por que sou um Bherlock”-.

Por último tinha aquele Baltazar, é até estranho ver que o vencedor do torneio antigo ta pouco ligando pras regras daqui, acho que esse deve ser um privilégio de ser forte, ou ao menos seria se ele fosse... Cada comentário que escutei nessa merda, ele não foi pra Grand Line por querer atormentar fracos? Até parece, isso pra mim é desculpa de um covarde que não quer encontrar pessoas realmente fortes, aposto que se ele enfrentasse Larry não poderia durar cinco minutos, e óbvio que esse urso não conseguiria contra mim também, afinal eu planejo superar Larry o mais rápido possível, se não conseguir ganhar de um covarde igual esse cara eu não sei como olharia na cara dos Bherlocks.

Então, o momento esperado se chegou, meu nome havia sido chamado novamente, em breve eu estaria lutando, logo toda aquela merda de torcida voltaria a falar o meu nome, porém, isso também aceleraria meu combate com Lilliana, ao menos eu espero.

E várias coisas foram acontecendo, mas não entendi nada, o narrador me chama e manda acender as luzes sem eu nem ter subido? Cara louco... Mas, alguém mais estranho que ele era o Baltazar, sério isso? Sangue e ficar sorrindo? Acho que no fim ele só parece um belo dum retardado, deve ficar se achando forte e sequer imagina que pode ser derrotado, isso tudo só por ganhar algumas lutas em um torneio clandestino, queria ver esse covarde no mar, aposto que perderia pro primeiro piratinha que encontrasse.

Enfim, meu oponente está bem a minha frente, eu imagino que agora só preciso acabar com ele, e quem sabe conseguir entender que merda ta acontecendo aqui –”Pelo seu sorriso você não me parece estar machucado. Esse sangue é de outro alguém né?”- indagaria sem esperar muitas respostas, contudo continuaria –”Essa pessoa ao menos estava armada?”- por mais que vejo ele como um covarde não o imagino agindo como um inseto, mas se for o caso, acho que é um motivo a mais para descer o cacete.

”Não precisa responder agora, que tal depois que eu acertar um ataque em você?”- como disse, não o vejo tendo motivos para me responder tão rapidamente, e se eu julguei certamente esse cara deve se imaginar intocável, então quase certeza que ele vai concordar com esse termo, já que bem, para ele eu não devo conseguir acerta-lo –”Bem, vamos começar?”-.

Para ser sincero, tenho a mínima ideia de como acabar com isso facilmente, acho que a coisa mais perigosa dele é se ele me agarrar,  não acho que teria velocidade o suficiente para manusear minha clava e evitar seus ataques a uma curta distância. Sendo assim, devo dar algum jeito de tirar suas armas, dessa forma ele não vai ser nada mais do que um urso sem presas, ou seja, preciso quebrar um de seus braços.

De todo modo, começaria a avançar na direção de um oponente, arqueando minha coluna e diminuindo os locais onde ele pode me atacar. Quanto mais me aproximasse mais posicionaria minha clava a minha esquerda, abrindo assim minha guarda para socos ou chutes dele. Próximo o suficiente para conseguir ataca-lo atacaria levando minha clava em perpendicular ao chão (da esquerda para direita) visando fingir um ataque a seu torso.

Tal ataque deveria ter ao menos uma forma de defesa, como a esquiva, a qual se fosse realizada usaria de minha velocidade para pular e me impulsionar e dessa maneira voltaria minha clava pelo mesmo caminho percorrido, tentando assim acertar seu braço direito principalmente onde esta seu cotovelo, desse meio criando um ataque na direção contrária de sua articulação. Ainda assim um bloqueio poderia ocorrer, e neste caso voltaria minha clava a minha frente deixando-a parado em diagonal, para assim bloquear algum possível ataque vindo dele, ocorrendo ou não aproveitaria e atacaria meu oponente em sua direita, afinal ele não deve ter colocado tanta defesa daquele lado, visto que estava atacando o seu lado contrário. Ao final, me distanciaria o máximo possível, para evitar algum ataque mirabolante dele.

Obviamente ele não cairia por um mero golpe, ou ele sequer deveria ter tomado um. Assim, novamente me mobilizaria em sua direção, colocando minha clava levemente acima da cabeça. Deixando assim que ele se preparasse para o golpe extremamente obvio. Ao me aproximar o suficiente não o atacaria, na verdade, me jogaria a direita de Baltazar –evitando assim ataques frontais que ele pudesse tentar usar- e, assim que me estabilizasse, pularia com minha clava ainda acima da cabeça, para golpear ou seu rosto ou seu ombro, o que estivesse mais desprotegido. Novamente, assim que tentasse acerta-lo, conseguindo ou não voltaria a me distanciar.

Em algum momento ele poderia tentar me atacar, principalmente enquanto eu estava tentando conversar com ele. Com base nisso sempre deixaria minha clava a minha frente a menos que estivesse atacando. Possivelmente em algum momento ele poderia investir em mim enquanto não estava preparado, sendo assim esperaria algum soco dele, o qual utilizaria o mesmo método de defesa contra Dustan, usaria do peso de minha arma para jogar sua mão --Se for a direita da diagonal direita acima para a esquerda abaixo. Se for esquerda da diagonal esquerda acima para direita abaixo- com ela assim, seu cotovelo estaria desprotegido e, portanto atacaria-o.

Ele poderia tentar algum chute também, por mais que fosse mais complicado poria minha clava na direção do golpe e a forçaria a perna de meu oponente para voltar a direção contrária que veio, com isso aproveitaria da possível abertura e me aproximaria para atacar a perna que foi utilizada. Por fim, ele poderia tentar me agarrar, assim eu usaria minha clava para empurrar a mão mais próxima de mim, com isso ele ainda poderia estar utilizando outra parte de seu corpo para atacar, mas a ignoraria momentaneamente para tentar acetar sua cabeça do mesmo lado de sua mão que acabei de jogar, já que ela estaria desprotegida.

Ao fim, sei que ele não cairia tão fácil, por isso, ao terminar minhas ações voltaria a me distanciar o máximo possível e a visualizar como está meu oponente.

legenda:
 

Histórico:
 

objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghast
Narrador
Narrador
Ghast

Créditos : 20
Warn : Inicio das caçadas - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2018
Idade : 18

Inicio das caçadas - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Inicio das caçadas   Inicio das caçadas - Página 3 EmptyTer 07 Jan 2020, 19:39


Narração

Céu nublado, 12 graus.
Noite, vento moderado
Localização: Wars Island - North Blue



Início das Caçadas 10

Jack







O clima estava frio, mesmo não chegando ao ponto de dar calafrios, Jack podia sentir o frígido ar das ruas de Wars Island percorrendo as extremidades de seu corpo; O ar estava seco, descia rasgando pela traqueia de quem o respirasse; O ambiente era escuro, as ovações da alucinada plateia era a única coisa perceptível fora da arena, dentro dela, o Bherlock podia fitar o rosto de Baltazar, o brutamontes fitava-o com um sádico sorriso.

— Continue falando loirinha, mostre que é destemido, eu adoro quebrar pessoas como você —


Falava tais palavras enquanto olhava nos olhos do caçador, o brutamontes tinha um olhar penetrante que podia dar calafrios àqueles de espírito mais fraco. Após uma breve pausa, ele continuava, dessa vez parecia dar uma resposta mais concreta sobre as indagações de Jack

— Me acertar? Por que não tenta isso… AGORA! —

De maneira súbita, Baltazar começava a correr na direção de Jack, seus braços eram jogados para frente e para trás, seus olhos se esbugalhavam e sua boca abria um sorriso de orelha a orelha mostrando os dentes, o sujeito não demonstrava qualquer hesitação. Em resposta isso, o caçador — que já estava preparado para a ardileza de seu oponente —  levantava sua clava para um bloqueio antes que o sujeito pudesse completar metade de seu deslocamento, tentando desviar o possível soco de Baltazar para uma abertura de guarda. O Bherlock até conseguiu prever os movimentos de seu inimigo e acertar sua clava nele, todavia, a força exercida pelo loiro não era o suficiente para desviar o soco do brutamontes por inteiro que — embora tenha sofrido cortes pelos espinhos da arma — acertava em cheio o estômago de Jake, arremessando-0 para trás e forçando-o a cuspir um pouco de sangue.

— O sangue em minha mão pertence a alguns homens, não vai demorar até você ser um deles —

Então, o sujeito voltava a avançar, mas o Bherlock também corria dessa vez e — com seu corpo naturalmente mais ágil e veloz — alcançava seu oponente antes que ele pudesse preparar mais uma sequência de golpes. Com a vantagem de aproximação adquirida, Jack pôde ver a surpresa nos olhos de seu oponente quando conseguiu acertar dois ataques seguidos em um movimento de sobe e desce: um em seu torso e outro em seu ombro direito. Pela reação do brutamontes, foi claro que o primeiro golpe — apesar de bem colocado — não machucou tanto quanto o segundo, afinal, o sujeito não conseguiu conseguir conter um gemido ao ter seu ombro atacado. A dor causada pelo segundo golpe abriu espaço para um recuo por Jack, esse que não durou muito, visto que ele voltava a avançar contra Baltazar.

Arrancando com a clava acima da cabeça, o caçador era alvejado por um soco antes que se aproximasse de seu alvo, no entanto, a tentativa de esquiva feito por ele mostrava que ele já previa isso. Aliás, “tentativa” porque… Jack não conseguiu bem relacionar o tempo de chegada do soco, o impulso necessário para o desvio e a posição correta para os pés, por isso — durante a falha tentativa de esquiva — terminou por receber o impacto completo dos punhos de Baltazar contra a maçã direita de seu rosto, sendo empurrado 1 metro e meio para trás.

Apesar da força do golpe, Jack ainda conseguiu aguentá-lo de pé e percorrer todo esse percurso pelo qual foi empurrado em desajeitados passos para trás, mas era incabível receber outro ataque tão direto, as sequelas deixadas por ele já eram muitas. O inchaço na sua face direita dificultava um pouco a visão do olho deste lado. Além disso, o impacto contra o crânio chegou a tirar a consciência do loiro por alguns segundos, está mais que evidente que ele não tem o físico para suportar tantos golpes.

— I-IMPRESSIONANTEEEEE, COMO ESPERADO, BALTAZAR L-LEVA A VANTAGEM NO COMBATE E ACERTA GOLPES DEVASTADORES, A ARRANCADA DO CAMPEÃO PARA A FASE FINAL DO TORNEIO ESTÁ CADA VEZ MAIS BRUTAL —


Arena:
 

Legenda:
 

ferimentos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Flame Spearrow
Membro
Membro
Flame Spearrow

Créditos : 14
Warn : Inicio das caçadas - Página 3 10010
Data de inscrição : 31/10/2018
Idade : 17

Inicio das caçadas - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Inicio das caçadas   Inicio das caçadas - Página 3 EmptySex 10 Jan 2020, 23:47


-”Previsível”- comentava ao observar a primeira investida de Baltazar, ao que tudo aparentava seria bem fácil me defender desses seus golpe impensados, ou não –”Mais que porr?”- acabava me surpreendendo pela sua força, esse cara praticamente ignorou minha arma e me jogou. –”Parece que bloqueios não vão funcionar tão bem quanto imaginei”- dizia ao perceber o sangue saindo de minha boca... Só um golpe e já fui mais danificado do que na luta anterior –”Não acho que posso continuar levando golpes assim, melhor procurar outra forma de me defender”-.

Ainda pensativo, via que a réplica de urso voltava a me atacar, -””Melhor não deixar que ele tome o controle dessa luta”- assim resolvi atacar ao mesmo tempo, com muita sorte acabei acertando dois golpes no brutamontes –”Isso mesmo. Ele não é invencível, é só um covarde“- era realmente animador conseguir causar danos significativos nele após o primeiro embate, se eu posso causar dor eu posso ganhar desse cara, além do mais, eu já iria ganhar de qualquer jeito, eu mesmo já havia me decidido, ele é só um covarde no fim de tudo.

Com minha confiança, determinação e orgulho no limite decidi tomar a liderança da batalha –”Esse cara é só um covarde que quer me intimidar, não tenha medo”- embora pensasse isso no momento sabia que não ganharia dele em um embate de força, não poderia tentar bloquear para depois atacar, outro golpe como o na minha barriga não seria dos melhores –”E se eu tentar... desviar?”- aquela me parecia uma boa ideia, eu mudaria meu estilo de luta e possivelmente o surpreenderia, além do mais vi a Lilliana repetir isso algumas vezes, não acho que seja tão difícil imita-la.

E também, esse cara é só um covarde, óbvio que minha esquiva deve funcionar. Confiante em minhas habilidades, eu acabei percebendo que meu corpo não estava tão acostumado a realizar tal movimento, como resultado levei um golpe realmente forte –”Eu vou perder?”- eu realmente não sabia mais o que estava pensando, por alguns segundos senti o desespero permeando meu corpo, eu falhei tão cedo, logo na minha primeira caçada, contra esse cara que sequer é meu alvo, tudo porque duvidei de minha força e resolvi ir contra os ensinamentos do meu pai?

Minha consciência se esvaia, acho que estava claro –”É a minha primeira derrota”- eu falhei... Antes mesmo de capturar Lilliana, porém minha consciência milagrosamente retornou –”QUE MERDA EU TO PENSANDO?”- era a primeira e única coisa que aparecia em minha mente –”Você é um Bherlock! Se perder pra um cara qualquer como pode se tornar um caçador?!”-.

Mesmo com tal pensamento talvez fosse melhor fugir e desistir, não sei quantos golpes conseguiria aguentar –”Nunca fuja!”- minhas pernas bambeiam e mal consigo ver com meu olho direito, se eu continuar a vacilar posso morrer –”Nunca tema a morte!”- ainda assim, mesmo tentando arranjar desculpas para fugir apenas consigo ouvir a voz de meu pai –”Nunca seja um inseto!”-. Um pequeno sorriso escapava de minha feição, era tão óbvio, eu ainda estava de pé, como já pensava em desistir? –”Ele é só um covarde”- Qualquer Bherlock teria vergonha dessas ações que eu pensei –”Eu ainda sou um Bherlock! Não vou fugir por motivo algum!”- mas, confesso que me arrependo de ter rotulado ele de qualquer forma, imaginei que ele seria fraco por ser um covarde, mas é bem o contrário, Baltazar é forte, contra ele preciso tomar cuidado.

”Baltazar, eu vou acabar com você mesmo que morra aqui!”- diria da forma mais ameaçadora que pudesse, já colocando minha clava a frente de meu corpo, me preparando assim para alguma investida dele, a qual possivelmente aconteceria pelo modo que esse animal se comporta –já que bem, ele só avança, quase igual um trator-.

Esperaria calmamente o avanço de Baltazar, para que quando ele o iniciasse eu pudesse disparar na sua direção –como um contra avanço- no caminho levaria meu corpo para a esquerda de meu oponente, deixando com que meu olho esquerdo pudesse observa-lo, visto que não conseguiria muita coisa se dependesse do meu direito.

Portando minha clava a minha frente focaria nos braços de Baltazar, esperando algum avanço dele com um dos braços, quando o mesmo ocorresse deslocaria minha clava na direção do golpe, deixando-a entre meu corpo e a mão do urso, não tentaria utilizar de minha força para jogar o ataque dele, apenas colocaria ela entre o golpe e –ao mesmo tempo- deixaria uma de minhas mãos na base da clava e levaria a outra até ponto de impacto do golpe, exercendo força contrária com essa mão, usaria também de meus pés para jogar o peso do meu corpo contra a direção do golpe. Em resumo, apenas tentaria ir contra a direção imposta por Baltazar, não para desviar o golpe ou bloqueia-lo completamente, mas sim para amortecer os possíveis danos que talvez conseguisse me implicar.

A julgar pelo histórico de golpes ele possivelmente conseguiria me empurrar, de toda forma, assim que a força do golpe dele fosse amenizada deslocaria minha clava em sua direção, me impulsionando se preciso, utilizaria de um golpe horizontal comum, focando seu braço ou seu torso se o mesmo estivesse desprotegido. Assim que realizasse o movimento me afastaria o mais rápido possível, já visando evitar algum outro ataque, por isso manteria minha clava afrente de meu corpo em posição diagonal deixando que ela protegesse meu olho direito e a região do meu peito.

Não sabia ao certo se minhas táticas funcionariam, porém sei que esse brutamonte não deveria cair com somente um ataque, sendo assim um próximo embate deveria sim ocorrer. Para esse próximo embate tomaria a iniciativa utilizando de minha aceleração para me aproximar de Baltazar até que ele ficasse no alcance de minha arma - ele possivelmente utilizaria um soco como forma de defesa, como da última vez-. Ao me aproximar saltaria em sua direção, tentando deixar minha cabeça na altura do peito dele, juntamente disso jogaria minha clava em horizontal para que ela se colidisse com algum ataque de resposta dele -assim atrasando ou bloqueando completamente o golpe-, ou para que o acertasse quem sabe. Ao sentir que minha clava colidiu em algo colocaria minha perna direita no chão e pularia para a esquerda, me distanciando momentaneamente de Baltazar, assim que aterrissasse dispararia novamente na direção de Baltazar, tentando surpreende-lo com minha velocidade, atacaria com minha clava em diagonal focando principalmente seus braços se possível, mas atacando qualquer parte de seu corpo se não fosse possível acertar um de seus braços, obviamente tendo sucesso ou não voltaria a me distanciar com minha clava em diagonal.

Possivelmente Baltazar poderia tentar tomar a iniciativa em algum momento em que estivesse retomando o fôlego ou somente me afastando. Com isso me aproveitaria de minha clava que já deveria estar em diagonal para erguê-la e joga-la no punho de Baltazar, onde um dos dois deveria vir a minha direção, colocaria força para tentar conter o avanço de seu braço momentaneamente e junto disso daria um pequeno pulo para trás, visando aumentar a distância e evitar que ele me pegasse de surpresa como da última vez. Esperaria que obtivesse sucesso nesse pequeno movimento, logo voltaria a me aproximar de Baltazar com um pulo um pouco mais longo que o anterior, ao mesmo tempo deslocaria minha clava em um movimento circular em torno de meu ombro esquerdo, para que no auge da altura –que pudesse alcançar- eu realizasse um golpe vertical contra o braço possivelmente esticado de Baltazar, ou contra seu ombro se ele já houvesse retornado seu braço. Ao fim, me distanciaria com minha clava em guarda para proteger meu rosto e meu peito, observando o que se sucederia na luta.

A julgar pelo estado de Baltazar, ele não deveria cair ainda com esses golpes, logo me atentaria ao máximo para observar seu estado físico. Contudo, com as poucas chances que tenho, se o urso caísse sairia o mais rápido possível da arena, visando observar para onde levariam os feridos, como fizeram com Duncan.  

legenda:
 

Histórico:
 

objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghast
Narrador
Narrador
Ghast

Créditos : 20
Warn : Inicio das caçadas - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2018
Idade : 18

Inicio das caçadas - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Inicio das caçadas   Inicio das caçadas - Página 3 EmptyTer 14 Jan 2020, 23:06


Narração

Céu nublado, 12 graus.
Noite, vento moderado
Localização: Wars Island - North Blue



Início das Caçadas 10

Jack







Nitidamente abalado pelo desfecho da troca de golpes com Baltazar, a mente de Jack o perturbava com copiosos devaneios negativos, por pouco o caçador não deixou os sentimentos da derrota e da frustração tomarem total controle de seu coração. O que deu-o forças para reerguer-se e continuar com o torneio foi seu próprio orgulho —  o orgulho de seu sangue, de seu sobrenome — ele era  um Bherlock! Perder tão cedo seria picaresco, jogaria o nome de sua família para o ostracismo. Agarrando-se em tal ideal, o loiro apontava apontava sua clava implacavelmente para seu oponente, lançando-o ameaças. Em resposta a isso — como esperado — o sujeito lançava-se até o caçador com a mesma postura, mas não antes de pôr em rosto um sorriso grotesco e ameaçador.

No encontrão dos dois, Baltazar tentava encaixar um soco de direita, mas Jack — que, astuciosamente, tinha noção da relação de forças entre ele e seu oponente — bloqueava-o com sua clava, gerando um pequeno choque e machucando as mãos nuas do sujeito. Não contente, com a ineficácia de seus golpes, o brutamontes tentava acertar o rosto do loiro com sua esquerda — praticamente no exato momento que sentiu seu primeiro ataque falhar — mas o impacto de sua pesada direita fez Jack recuar alguns passos para trás, restando apenas o ar a ser atingido. Após isso, o caçador terminava por avançar até o bruto, acertando seu braço direito com em cheio com a clava

— Arghh! Filho da puta —

Dizia Baltazar enquanto tentava agarrar o loiro, mas a dor em seu braço o fez ter uma reação lenta, fazendo-o errar o tempo do golpe. Dito isso, já estava evidente que o vigor dele começava a despencar, sua respiração ofegante e seu membro ensanguentado deixavam isso bem claro. Mesmo o sujeito sendo um monstro, era capaz que o caçador pudesse vencê-lo caso o tratasse como um, era necessário calma e sagacidade, uma mentalidade orgulhosa e prepotente não o levará muito longe contra um inimigo como esse.

Ciente que os golpes dados previamentes não bastariam para subjugar a monstruosidade a qual enfrentava, o loiro avançava mais uma vez, alcançando-o ligeiramente. Quando aproximava-se de seu oponente, ele empunhava sua clava e balançava contra um soco de direito dado pelo sujeito, conseguindo bloquear, mas sendo atingido no abdômen e cuspindo sangue por conta do rebote da arma. Um “Crack” que ecoou os ouvidos do caçador — em conjunto com um berro de dor do bruto — denunciavam intensos danos na mão do brutamontes. Mesmo assim, Jack não parava por aí, visto que, ao tocar o chão, chutava-o impetuosamente para a esquerda de Baltazar, logo avançando e acertando outro balanço de sua clava na mão direita — e no braço posteriormente — do sujeito, que tentava — sem qualquer eficácia —  defender-se do golpe. Todo a extensão do membro direito de Baltazar agora simplesmente balançava com os movimentos de seu corpo, ele já não ousava mais usá-los.

Após essa saraivada de golpes, ambos tomavam distância. O Brutamontes não mostrava a mesma avidez para avançar, agora, ele removia o sorriso de seu rosto e olhava afiadamente para Jack, tomando uma postura que alongava seu braço esquerdo — mas deixava-o um pouco curvado, como em um abraço —  e estufava o peito. Suas pernas também tangiam o chão a fim de buscarem um maior suporte, denotando um aumento da estabilidade do Bruto.

Mesmo que Baltazar tenha levada a pior nessa rodada — chegando a ter um de seus membros inutilizados — é válido dizer que Jack ainda encontra-se em estado pior. O porquê disso não é surpresa, o garoto foi atingido em zonas de nocaute no último confronto — sendo elas seu crânio e seu abdômem — e acabou não perdendo a consciência por pouco. Ademais, também foi acertado em um lugar já ferido recentemente, o que só piorou os danos e deu início a maiores dificuldades no processo de respiração. Portanto, é evidente que, sim, o Bherlock está em um estado físico muito inferior, entretanto, o estrago feito por ele nessa rodada o fez ter vantagem nas próximas, mesmo que ele tenha que fazer mais esforço para vencer, acabou limitando muitas possibilidades de ataque e defesa para Baltazar.

— N-NÃO É POSSÍVEL, O NOVATO L-LEVOU A MELHOR, ELE SUBJUGOU BALTAZAR, É SURPREENDENTE! MAS ESPEREM, O BRUTAMONTES MUDOU PARA SUA MAIS PERIGOSA POSTURA, É CLARO QUE ELE NÃO DESISTIRIA ASSIM! QUE LUTA IMPRESSIONANTE MEUS ESPECTADORES, DIGNA DE UMA FINAL!—


Arena:
 

Legenda:
 

ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Flame Spearrow
Membro
Membro
Flame Spearrow

Créditos : 14
Warn : Inicio das caçadas - Página 3 10010
Data de inscrição : 31/10/2018
Idade : 17

Inicio das caçadas - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Inicio das caçadas   Inicio das caçadas - Página 3 EmptySeg 20 Jan 2020, 22:45


”Ele é forte, e mais resistente do que eu, mas não tanto”- era algo do qual havia percebido durante meu contra avanço, ver sua reação a dor apenas me mostrava que ele não conseguiria durar por muito tempo –”Eu só preciso acabar com isso o mais rápido possível”-.

Com tal pensamento continuei avançando, procurando causar mais danos ao brutamonte, contudo, confesso que me surpreendi ao ver minha clava voltando em minha direção –”Continue! Acabe com ele mesmo que sua morte seja inevitável!”- a dor do impacto era realmente agoniante, mas eu tinha motivos mais do que suficientes para não desistir, então acabei apenas serrando meus dentes e tentando ignorar meus ferimentos –não muito efetivamente-.

Após me afastar percebi o estado do braço de Baltazar –“Uma presa se foi”- acabei deixando o comentário escapar, na verdade, junto dele um grande sorriso veio, não sabia o motivo em si, possivelmente era somente alegria por conseguir causar danos tão prejudiciais quanto aquele monstro, ou talvez fosse porque eu estava mais perto de derrota-lo, agora deveria ser mais fácil, eu ganhei.

Acabei fitando-o por mais algum tempo até finalmente voltar a “realidade”, cada vez que eu inspirava sentia meu corpo completamente esmagado, aquela dor era realmente infernal. Com isso consegui me relembrar –”Ele quase me nocauteou, não baixe a guarda novamente”- sendo assim, apenas retirei meu sorriso, voltei a encara-lo seriamente, ele ainda estava de pé, não poderia me declarar vencedor tão rápido, só poderei quando esse urso estiver completamente deitado sobre o chão.

-”Parece que tenho um problema”- comentava vendo aquela postura nova do urso, pra falar a verdade, não tinha certeza do que exatamente ela mudou, ele só encheu o peito de ar e firmou as pernas no chão, mas julgando a reação do narrador, junto do fato desse cara só estar usando isso agora que ficou sério, eu posso estar muito ferrado com isso, ou seja, tenho que descobrir como passar por essa postura, além de evitar algum golpe. Com tudo isso, minha luta contra Baltazar parecia se tornar cada vez mais estressante, tanto mental quanto fisicamente.

Mesmo com tudo isso, o combate não poderia parar por agora, e julgado pela pose daquele covarde, eu tenho que avançar. Logo, respiraria o mais profundamente possível, tentando ignorar meus ferimentos, para então avançar na direção do brutamonte novamente.

Não é como se tivesse em mente algum plano, com isso, me aproximaria com certo receio, indo um pouco mais lento do que comumente costumo, esperaria até que ele quase estivesse na área de alcance da minha clava. Chegando próximo o suficiente, dispararia o mais rápido possível - tentando surpreende-lo pela mudança de velocidade-. Esperaria alguma reação do mesmo a minha mudança de ritmo, trazendo quem sabe, uma menção de ataque em minha direção. Assim que conseguisse perceber o ataque vindo em minha direção deslocaria minha clava para que ela colidisse com o punho de Baltazar - usaria minhas duas mãos na base da arma, tentando usar o máximo de força que pudesse além de também procurar uma estabilidade maior-.

Tal movimento serviria apenas para que eu danificasse –mesmo que minimamente- a mão de Baltazar, além de claro, diminuir a força do seu golpe se por acaso fosse a minha direção. Com tudo isso, pularia com minha perna esquerda para trás, visando me distanciar por alguns instantes e assim prevenindo mais alguma surpresa advinda da força do urso. Se acabasse bloqueando o golpe, voltaria a avançar ao me estabilizar no chão, jogaria minha clava em um movimento vertical na direção do punho esquerdo de Baltazar, tentando causar mais danos ao mesmo. Pela natureza do golpe estaria preparado para que Baltazar pudesse rebater minha clava, como ele fez com meus últimos golpes, para me assegurar deixaria meu antebraço esquerdo à frente da região de minha cabeça, assim, se houvesse o rebote ele danificaria outra área do meu corpo ao invés da cara. Ao fim desse embate, voltaria a me afastar de Baltazar, sempre com minha guarda fechada, tendo a clava em diagonal.

Nesse ponto da luta deveria ficar clara minha estratégia, quebrar o outro braço dele e acabar logo com isso, contudo, não penso que ele desistiria mesmo se completasse os outros movimentos com maestria, o máximo que poderia realizar com isso é quebrar o punho dele, ele ainda poderia mexer seu braço.

Com isso, me veria obrigado a forçar outro embate contra ele. Tentaria transformar esse no último, logo avançaria em direção a seu lado direito, sempre estando o mais afastado possível, visaria ficar a alguns metros de distancia – antes mesmo de entrar na minha área de atuação-, ao chegar a seu lado inutilizado, eu o observaria atentamente, esperando o momento que ele se virasse para que conseguisse me atacar.

Quando tal momento ocorresse avançaria com minha arma empunhada a minha esquerda, antes que o golpe pudesse me atingir daria um pequeno giro, para que adicionasse a rotação do movimento na força que eu poderia exercer. Com essa força momentânea tentaria bloquear qualquer aproximação de seu braço esquerdo, para isso deslocaria minha clava na região do antebraço, tentando reduzir a velocidade de sua presa.

Com a clava encostada ao braço continuaria avançando, mais precisamente, subitamente saltaria na direção do ombro de Baltazar, possivelmente fazendo com que minha clava deslizasse pelo braço do urso. Meu objetivo final era colidir minha clava no ombro dele o mais forte que conseguisse, por isso, se julgasse necessário jogaria meu corpo para baixo, tentando danifica-lo mais ainda com a ponta de minha clava. Se a colisão com o ombro ou alguma parte de seu corpo que fica guardada por seu braço ocorresse, aplicaria o máximo de força que conseguisse e jogaria minha clava para o lado direito, tentando afastar seu braço e tendo assim uma brecha de me afastar. Tendo meu movimento finalizado, não importando o motivo, voltaria a me afastar, com minha guarda fechada.

Possivelmente Baltazar poderia tentar tomar a iniciativa em algum momento. Portanto aproveitaria de sua falta de opções para atacar e analisaria o braço útil dele atentamente, com o ataque vindo em minha direção deslocaria minha clava para que ela colidisse com o golpe do brutamonte, voltaria a usar meu bloqueio “fortalecido”, sendo ele colocar uma mão na área de impacto da clava e outra na base, além de jogar meu peso contra o golpe. Esperando que o choque do ataque dele fosse amenizado avançaria, pulando se ele conseguisse me afastar com sua força, para então realizar um golpe horizontal –da direita para esquerda- tentando acertar seu torso, braço esquerdo, ou o que fosse possível durante o movimento.

Não sabia ao certo o que ocorreria no decorrer deste confronto, Baltazar poderia continuar de pé, logo, continuaria analisando a situação da luta. Mas, se por ventura o urso caísse sairia o mais rápido possível da arena, dessa vez observaria para onde eles levariam o perdedor, como fizeram com Ducan, e obviamente seguiria na direção dada, para quem sabe eu possa tratar meus ferimentos.

legenda:
 

Histórico:
 

objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghast
Narrador
Narrador
Ghast

Créditos : 20
Warn : Inicio das caçadas - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2018
Idade : 18

Inicio das caçadas - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Inicio das caçadas   Inicio das caçadas - Página 3 EmptyDom 26 Jan 2020, 04:30


Narração

Céu nublado, 12 graus.
Noite, vento moderado
Localização: Wars Island - North Blue



Início das Caçadas 12

Jack





Ainda incerto do que a nova pose de Baltazar significava, Jack decidia que era sua vez de avançar. O caçador começava seguindo lentamente, mas realizava um bote ao se aproximar do brutamontes, pegando-o desprevenido e acertando um golpe na mão esquerda do sujeito. Após isso, ele escapava com segurança dando uma recuada.

Já mais convicto de como agir, Jack realizava outro avanço, acertando um ataque vertical na mão de Baltazar, esse que tentava alcançar o garoto em uma velocidade estranhamente baixa para um soco. O porquê disso estava claro, ao rebater os punhos de Baltazar, Jack contava com um soco, mas a lentidão e a estabilidade do braço do rapaz não denotavam isso, na verdade, ele apenas tentava alcançar a cintura do caçador, por isso não preocupava-se com a perda da cinética. Tentou e conseguiu deve-se dizer, mesmo tenho observado as lutas anteriores do bruto, Jack não preparou-se para movimentos do tipo, por isso terminou agarrado, com o rosto sendo pressionado no estufado peito de Baltazar e com as costas sendo esmagadas pelo seu viril braço. Ficou nessa posição por alguns segundos, a aguda dor sentida e o apavorante ruído quebradiço ouvido deixaram claro que uma ou duas costelas do jovem tinham sido fraturadas, forçando-o a cuspir uma poça inteira de sangue contra o tórax de seu inimigo.

Apesar dos graves estragos já feito, o agarrão não durou muito, os recentes danos no braço esquerdo do brutamontes fez ele vacilar e perder estabilidade, dando brecha para que seu cativo enfim pudesse respirar.

Ciente que deveria logo terminar o embate, Jack mais uma vez avançava, agora pelo lado inutilizado de Baltazar. Em resposta a isso, o bruto novamente tentava lançar seu braço contra o oponente, todavia, dessa vez ele não conseguia alcançá-lo. Mesmo tendo colocado mais estabilidade no agarrão, o antebraço do sujeito era atingido por um estrondoso e engenhoso golpe rotatório do Bherlock. Sem perder o embalo do movimento, o caçador dava um vigoroso salto para cima enquanto raspava sua clava do braço de Baltazar até acima de seu ombro, abaixando-a novamente — com a soma da energia gravitacional de queda de seu corpo — e fincando a arma na divisão entre a espalda e o pescoço do brutamontes. O silêncio da plateia e do narrador davam um ar de tensão a mais para cena, o garoto conseguiu sim aplicar seu golpe com sucesso, mas forçou tanto um corpo com tantos danos — inclusive com graves danos na costela — que acabou cedendo e caindo para trás em sua última recuada

— É ISSOOOOOO, MESMO COM TODAS AS SUPRESAS DESSE INCRÍVEL EMBATE, O CAMPEÃO MAIS UMA VEZ LEVA A VIT- O-OQUE? E-ESPEREM!! O QUE ESTÁ ACONTECENDO??—

No momento que o locutor da luta parecia enfim dar a vitória para Baltazar, o gigante caía de costas ao chão, com os olhos revirados e a boca espumando, era nítido que não havia um pingo de consciência em seu corpo. Com a dubiedade de quem deveria sair vencedor, um rapaz ia palco avaliar a condição de cada um. Com o polegar apontado para baixo, ele apontava que o brutamontes não estava mais acordado e, com o polegar apontada para cima, ele apontava que o caçador ainda estava consciente, tornando-o o vencedor da batalha nitidamente.

— NÃO É POSSÍVEL, PRESENCIE, MEU PÚBLICO, PRESENCIE A QUEDA DE UM GIGANTE, O FIM DE UMA ERA: BALTAZAR ESTÁ ENFIM DERROTADO. A VITÓRIA É DE JACK!! —

Assim, respaldado pelos ovações da plateia, o Bherlock era levado numa maca até um pequeno quarto separada da arena, pode-se dizer que era um ala médica improvisada. Lá, ele podia ver os outros competidores desacordados sendo cuidados — com exceção de Baltazar — e tinha seus ferimentos “tratados”, mas alegavam para o rapaz que ele precisaria de 3 noites de sono completas até que suas costelas consigam recuperar-sem e 1 para ele conseguir agir normalmente, mas sem poder levar danos. Esperando por 1 hora — tempo que deveria ser o necessário para o começo de sua próxima e última luta — o jovem não era chamado, o porquê disso ainda era um uma dúvida. Entretanto, do lado de fora da ala, ele podia ouvir as seguintes palavras de um cochicho raivoso que aparentava ser do narrador

— C-COMO ASSIM UMA COMPETIDORA SUMIU E O PRÊMIO FOI ROUBADO?? FAÇAM ALGO SOBRE ISSO LOGO —

Arena:
 

Legenda:
 

ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Flame Spearrow
Membro
Membro
Flame Spearrow

Créditos : 14
Warn : Inicio das caçadas - Página 3 10010
Data de inscrição : 31/10/2018
Idade : 17

Inicio das caçadas - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Inicio das caçadas   Inicio das caçadas - Página 3 EmptyQua 29 Jan 2020, 19:39


Para ser bem sincero, eu estava mais que perdido na luta contra Baltazar, principalmente quando ele me agarrou –”Que merda é essa?”- acabei passando bons segundos até me lembrar que ele realmente agarrava. Foquei tanto nos socos dele que me esqueci desses ataques estranhos dele, fora de que não imaginei que ele teria tanta força com somente um dos braços, praticamente foi outro vacilo meu.

Finalmente fora de seu abraço sentia meu corpo gritando de dor. –”Mesmo que eu morra”- ainda assim continuei a repetir em minha mente: “irei derrota-lo mesmo que eu morra”, não poderia me dar ao luxo de pensar em desistir novamente, com isso apenas prossegui me focando em meu objetivo.

Em poucos e rápidos instantes o último embate ocorreu, contudo eu acabei indo de encontro ao chão. Durante minha estádia no chão da arena comecei a realmente sentir os impactos de meus ferimentos, tudo ao meu redor parecia estar borrado, os sons me pareciam distantes, até mesmo o gosto de sangue em minha boca parecia estar fraco. A verdade era a de que eu mal conseguia me manter consciente, ainda assim, eu precisava ter certeza que Baltazar foi derrotado, e naqueles instantes, ele era a única figura que conseguia ver e ouvir claramente, mesmo que eu conseguisse velo apenas pelo canto do olho.

Misteriosamente o urso acabou desaparecendo de minha vista, eu já não sabia mais o que acontecia ao meu redor, na verdade, eu fiquei desesperado, poderia ter sido derrotado e Baltazar houvesse ido embora, ou quem sabe, ele só estava tomando distância para me matar. O estranho era de que tal pensamento não me permitia desistir, se ele ainda estava consciente então eu não poderia perder, talvez fosse somente por algo tão infantil assim que acabei ficando consciente.

-”Três noites? Por umas costelas quebradas?”- em estado de negação eu ouvia as “recomendações” médicas sobre minha saúde, mais bem a verdade, eu vou é descer o cacete e capturar a Lilliana, essas costelinhas quebradas que não vão me impedir, depois eu só preciso passar um tempinho dormindo, nada de mais.

-”Que porra é essa?!”- exclamaria ao ouvir o narrador, até onde me lembro havia somente uma única competidora. Significa que Lilliana se aproveitou da minha luta e encontrou uma brecha. Um longo suspiro de desânimo seria solto por mim durante esse tempo, era frustrante, eu imaginei que ela fosse empenhada em algum sonho ou coisa assim e, mesmo assim, ela fugiu das lutas, exatamente como um inseto.

-”Ei, onde fica o porto?”- perguntaria imediatamente para o primeiro individuo que conseguisse encontrar. Lembro que aquela ladrazinha disse que ia sair dessa ilha, então ela deve ter duas opções, ou ir para o porto e encontrar alguém para zarpar, ou ela se esconde e espera até esquecerem ela. Se ela tiver optado em ir ao porto, esse se torna meu objetivo mais obvio, já que bem, depois que ela zarpar não terei nenhuma pista de sua localização.

Ao ouvir a resposta, iria à direção indicada, porém, se a pessoa não soubesse, perguntaria ao próximo e repetiria o processo quantas vezes fossem necessárias. Para facilitar um pouco meu andar, usaria minha clava de apoio, como se fosse uma bengala, tentando aliviar ao menos um pouco da dor que passa pelo meu corpo.

Ao chegar ao porto, andaria pela área, procurando barcos que parecessem estar se preparando para zarpar, possivelmente carregando mantimentos. De toda maneira, também procuraria por Lilliana, embora não acho que conseguiria a encontrar. Assim, que passeasse completamente pelo porto, iria a um barco qualquer com alguns tripulantes nele, daria preferencia a um dos que estivessem se preparando.

-”Hey! Alguma garota procurando carona passou por aqui?! Ela ofereceu algum dinheiro ou coisa assim? Ou por acaso sabe de algum navio que ela passou?”- Infelizmente minha estratégia seria simplesmente perguntar para todos os tripulantes que conseguisse, contudo, se percebesse que seria uma grande perda de tempo continuar perguntando, desistiria. –”Sabe ao menos onde tem uma praça por perto?”- diria para a ultima pessoa que questionasse, tentando encontrar um lugar para dormir hoje.

Por sorte, poderia encontrar algum barco que tenha conversado com Lilliana –”Sabe onde ela está agora, ou quando ela pretendo sair da ilha?”- sendo essa a última tentativa de encontra-la, ou só conseguir informações mesmo. Talvez, poderia encontra-la com base nas informações me ditas, logo iria até ela –”Opá, saiu mais cedo do torneio?”- comentaria para iniciar uma conversa com ela ao avista-la.

Também poderia acabar não encontrando nada, logo tentaria encontrar a praça - como citado anteriormente-, nela procuraria por algum banco qualquer e dormiria por lá mesmo, colocando minha clava abaixo de meu torso ou braços, já que fora ela eu não tinha mais nada que pudesse ser roubado. Conseguindo dormir ou não voltaria ao porto para decidir o que fazer.

legenda:
 

Histórico:
 

objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Inicio das caçadas - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Inicio das caçadas   Inicio das caçadas - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Inicio das caçadas
Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Wars Island-
Ir para: